Tema: Interpretação semiótica: Caso das fotos do jornal hoje e o Jornal Savana

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tema: Interpretação semiótica: Caso das fotos do jornal hoje e o Jornal Savana"

Transcrição

1 Tema: Interpretação semiótica: Caso das fotos do jornal hoje e o Jornal Savana Autor: Rogério Marques Benedito Júnior * 2015 * Estudante de licenciatura em Jornalismo na Escola de Comunicão e Artes da Universidade Eduardo Mondlane

2 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 2 IMAGEM O TÍTULO VS A IMAGEM... 5 IMAGEM Bibliografia... 7 Anexo... 7

3 INTRODUÇÃO O presente trabalho tem por objectivo analisar duas fotos: uma foto tirada do jornal Hoje e outra tirada do Jornal Savana. A metodologia usada fundamenta-se na teoria semiótica, que estuda o percurso gerativo do sentido, por meio da análise das estruturas modais; da estrutura discursiva, dado que, todo o texto fotográfico passa pelo olhar de um sujeito. Como sabemos, normalmente a classificação de um signo assenta na sua composição por significante e significado através da relação que estes dois têm, isto é, um significante e um significado podem apresentar relação de contiguidade, ou seja, uma relação causal; relação de semelhança; relação convencional e, esta última, tem de ser aprendida pelo utilizador. De acordo com um tipo de relação gera-se: Índice, Ícone e Símbolo. Ciente de que ainda sou um eterno aprendiz no domínio da vida académica e outros, estou aberto a todo o tipo de crítica. Para já desejo óptima leitura. Rogério Marques Bendito Júnior

4 IMAGEM 1 Índice partindo do princípio de que um índice, só é índice quando o signo apresenta uma relação de contiguidade, ou seja, uma relação causal, entre significante e significado, é certo que esta fotografia remetenos a um indício de um campo/machamba de produção de maçaroca. Portanto, machamba é o índice da foto. Ícone - Os ícones operam por uma relação de semelhança entre significante e significado. Esta imagem representa o ícone do camponês identificado, no texto da notícia, por Miguel Paulo Kumaio. Símbolo - Nos símbolos, a relação entre significante e significado é convencionada ou não, precisando por isso de ser aprendida pelo utilizador. Assim, esta imagem considerando sem o título atribuído pode significar para o intérprete como um símbolo polissémico ou conotativo, dado que, pode remeter-lhe à riqueza produtiva em chókwè, segurança alimentar, colheita, entrega abnegada no trabalho e uma infinidade de simbologias definidas em função dos paradigmas culturais, sociais, políticos e económicos em que o sujeito está inserido. Hoje, Fevereiro, 2015 Veja em anexo o texto na íntegra

5 O TÍTULO VS A IMAGEM Tentando fazer uma ponte entre o assunto do título e a foto, percebemos que ambos são, totalmente, paradoxais em termos semânticos. A imagem que nos vem a cabeça quando vemos um título como Camponeses não querem milhos modificados em chókwè é, efectivamente, de um grupo de camponeses visto que título está no plural - a rebelarem-se. Embora esteja denotada, o sentido da foto aqui estudada mostra o contrário: Um camponês com um semblante tranquilo e demonstrando uma aceitação e não negação como o titulo nos sugere. Há, ainda, um problema com o título: O que o jornalista/repórter quer, realmente, informar quando escreve: Camponeses não querem milhos modificados em chókwè? Cabendo a seguinte pergunta: querem milhos modificados aonde? Maputo? Nampula? Mais uma vez, o título, apresenta-se polissémico e ambíguo. Talvez quisesse dizer que os camponeses de Chókwè não querem milho modificado. Este cenário adjudica-se à sintaxe, parte da semiótica, que estuda relações entre os signos. Por exemplo, estuda por que é que os signos dispostos na frase aqui está quente geram uma frase compreensível, continuando compreensível se mudarmos a ordem dos signos para está quente aqui. Porém, a Semântica, uma outra parte da semiótica, ensina-nos que quando mudados a ordem das palavras dentro de uma frase, esta altera, radicalmente, o seu conteúdo e sentido. Por isso é necessária atenção neste aspecto. SOUSA, Jorge, Elementos e Teoria de Pesquisa de comunicação e média, Pp. 105

6 IMAGEM 2 ** Índice; Dado que notase uma cor vermelha ao redor da imagem, então esta dá indícios de tratar-se de sangue e em consequência que houve alguém que sangrou ou até morreu naquele espaço. Ícone; Aqui observa-se a relação de semelhança entre o significante e significado. Neste caso, a imagem representa uma metáfora do assassinato do Professor Gil Cistac ocorrido no passado dia 03 de Março do ano em Curso (2015), que tem uma repercussão nacional dado o mapa. Símbolo; Aqui a relação entre significante e significado é convencionada e, portanto, tem de ser aprendida pelo utilizador. Logo, podemos dizer que a foto representa dois símbolos os convencionados nomeadamente: Moçambique e Morte do Constitucionalista Gil Cistac. Além disto, a imagem é símbolo de mágoa, ** Savana, 13 de Março de 2015, número 1105 Embora esteja convencionado que a cor vermelha representa Paixão e Sexo, esta imagem remete-nos a ensanguentamento, visto que num passado breve rolou nas redes sociais uma foto do Malogrado Gil Cistac com características ambientais iguais, então o indicio é tácito.

7 dor, luto e pesar dos moçambicanos, podendo ainda, de acordo com o contexto representar vários símbolos aos sujeitos. Bibliografia Hoje, 7ª edição, Quarta-feira, 19 Fevereiro, SOUSA, Jorge, Elementos e Teoria de Pesquisa de comunicação e média, Pp Savana, 13 de Março de 2015, número Anexo

8

O que Vês na Imagem?

O que Vês na Imagem? O que Vês na Imagem? Fonte: Farol, versão portuguesa do COMPASS: www.humanaglobal.com Duração aproximada: 30 minutos a 1 hora Palavras-chave: direitos humanos, interpretação/visão individual dos direitos

Leia mais

como a arte pode mudar a vida?

como a arte pode mudar a vida? como a arte pode mudar a vida? LONGE DAQUI, AQUI MESMO 1 / 2 Longe daqui, aqui mesmo 1 Em um caderno, crie um diário para você. Pode usar a escrita, desenhos, recortes de revista ou jornais e qualquer

Leia mais

Kodak Evolução Histórica do Logotipo

Kodak Evolução Histórica do Logotipo IADE Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing Escola Superior de Design Licenciatura em Design História da Arte e da Técnica 1º Ano 1º Semestre 1907 1935 1960 1971 1987 1996 >2006 - Logotipo Actual

Leia mais

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique

DESCRIÇÃO DO TRABALHO. Directora Nacional, WWF Moçambique DESCRIÇÃO DO TRABALHO Título de posição: Responde a: Supervisiona: Localização: Gestor de Comunicação Directora Nacional, WWF Moçambique Todo pessoal de comunicações Maputo, Moçambique Data: 19 de Agosto

Leia mais

MODELAGEM MATEMÁTICA

MODELAGEM MATEMÁTICA 600 MODELAGEM MATEMÁTICA *Carla da Silva Santos **Marlene Menegazzi RESUMO Este artigo retrata através de seus dados históricos, métodos e exemplo prático uma metodologia alternativa de ensino nos levando

Leia mais

Lev Semenovich Vygotsky, nasce em 17 de novembro de 1896, na cidade de Orsha, em Bielarus. Morre em 11 de junho de 1934.

Lev Semenovich Vygotsky, nasce em 17 de novembro de 1896, na cidade de Orsha, em Bielarus. Morre em 11 de junho de 1934. Lev Semenovich Vygotsky, nasce em 17 de novembro de 1896, na cidade de Orsha, em Bielarus. Morre em 11 de junho de 1934. Lev Vygotsky, viveu na mesma época que Piaget (ambos nasceram em 1896 entanto Vygotsky

Leia mais

5 Passos para vender mais com o Instagram

5 Passos para vender mais com o Instagram 5 Passos para vender mais com o Instagram Guia para iniciantes melhorarem suas estratégias ÍNDICE 1. Introdução 2. O Comportamento das pessoas na internet 3. Passo 1: Tenha um objetivo 4. Passo 2: Defina

Leia mais

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES

CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES CAPÍTULO 3 - TIPOS DE DADOS E IDENTIFICADORES 3.1 - IDENTIFICADORES Os objetos que usamos no nosso algoritmo são uma representação simbólica de um valor de dado. Assim, quando executamos a seguinte instrução:

Leia mais

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores?

Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? AS CORES E OS NEGÓCIOS Já imaginou a monotonia da vida e dos negócios sem as cores? Conhecer o significado das cores, na vida e nos negócios, aumenta as suas possibilidades de êxito. Aproveite. Sabia,

Leia mais

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO. Planificação anual

CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO. Planificação anual Agrupamento de Escolas Júlio Dantas 1515 ESCOLA SECUNDÁRIA JÚLIO DANTAS LAGOS (00312) CURSO PROFISSIONAL TÉCNICO DE DESIGN GRÁFICO Disciplina: sign Gráfico - 10ºH Professores: Mara Taquelim, Rui Calmeiro.

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA

AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA AVALIAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO E DESIGN MULTIMÉDIA Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Comunicação e Design Multimédia

Leia mais

MUDAR AS REGRAS SOBRE O RENDIMENTO DA CADERNETA DE POUPANÇA: UMA BOA POLÍTICA?

MUDAR AS REGRAS SOBRE O RENDIMENTO DA CADERNETA DE POUPANÇA: UMA BOA POLÍTICA? MUDAR AS REGRAS SOBRE O RENDIMENTO DA CADERNETA DE POUPANÇA: UMA BOA POLÍTICA? PEDRO JORGE RAMOS VIANNA Com o objetivo de combater os efeitos da crise internacional que se espraiou sobre a economia brasileira,

Leia mais

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico

Tipos de Resumo. Resumo Indicativo ou Descritivo. Resumo Informativo ou Analítico Resumir é apresentar de forma breve, concisa e seletiva um certo conteúdo. Isto significa reduzir a termos breves e precisos a parte essencial de um tema. Saber fazer um bom resumo é fundamental no percurso

Leia mais

COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS

COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS COMO AJUDAR QUEM PERDEU PESSOAS QUERIDAS OPÇÕES DE LOGO 1. Psicotraumatologia Clínica 2. PSICOTRAUMATOLOGIA CLÍNICA psicotraumatologia clínica Todos já perdemos ou perderemos pessoas queridas e, geralmente,

Leia mais

Semiótica Funcionalista

Semiótica Funcionalista Semiótica Funcionalista Função objetivo, finalidade Funcionalismo oposto a formalismo entretanto, não há estruturas sem função e nem funções sem estrutura 2 Abordagens Básicas Signo função estrutural função

Leia mais

O signo enquanto representamen constitui a sua esfera mais primitiva e estaria relacionado à forma como algo está representado, sentido do signo como

O signo enquanto representamen constitui a sua esfera mais primitiva e estaria relacionado à forma como algo está representado, sentido do signo como AS NOVAS MÍDIAS COMO FERRAMENTA SEMIÓTICA NO PROCESSO DE ENSINO DE LÍNGUA INGLESA PARA CRIANÇAS 1. INTRODUÇÃO Waleska da Graça Santos (UFS) O ensino de línguas, assim como em qualquer outra esfera do saber

Leia mais

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática

Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Pesquisa com Professores de Escolas e com Alunos da Graduação em Matemática Rene Baltazar Introdução Serão abordados, neste trabalho, significados e características de Professor Pesquisador e as conseqüências,

Leia mais

O DESAFIO DE AVALIAR UM CURSO SUPERIOR A DISTÂNCIA INSTITUÍDO A PARTIR DE PARCERIAS ENTRE PAÍSES. 1

O DESAFIO DE AVALIAR UM CURSO SUPERIOR A DISTÂNCIA INSTITUÍDO A PARTIR DE PARCERIAS ENTRE PAÍSES. 1 O DESAFIO DE AVALIAR UM CURSO SUPERIOR A DISTÂNCIA INSTITUÍDO A PARTIR DE PARCERIAS ENTRE PAÍSES. 1 Jane aparecida Gonçalves de Souza 2 Universidade Católica de Petrópolis cidijane@gmail.com RESUMO Pensar

Leia mais

Introdução ao HTML Utilizando frames Hospedando seu site na WEB

Introdução ao HTML Utilizando frames Hospedando seu site na WEB Introdução ao HTML Utilizando frames Hospedando seu site na WEB Por quê???? Por que com tantos editores gráficos de HTML, devemos saber como escrever um código fonte? Porque se você só viu páginas feitas

Leia mais

Abaixo você conhecerá algumas técnicas de SEO utilizadas para obter grande sucesso com as postagens no WordPress.

Abaixo você conhecerá algumas técnicas de SEO utilizadas para obter grande sucesso com as postagens no WordPress. 1 TUTORIAL PARA DEIXAR POSTAGENS E PÁGINAS BEM POSICIONADAS Abaixo você conhecerá algumas técnicas de SEO utilizadas para obter grande sucesso com as postagens no WordPress. Conhecimento básico de Html

Leia mais

IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014

IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014 IPAHN Novo Portal 4 ª Revisão e Análise do CMS e Novo Portal Dezembro 2014 Relação de itens verificados e propostas de alteração que consideramos fundamental para a continuidade dos trabalhos de transição

Leia mais

A ICONICIDADE LEXICAL E A NOÇÃO DE "VER COMO

A ICONICIDADE LEXICAL E A NOÇÃO DE VER COMO A ICONICIDADE LEXICAL E A NOÇÃO DE "VER COMO Ana Lúcia Monteiro Ramalho Poltronieri Martins (UERJ) anapoltronieri@hotmail.com Darcilia Marindir Pinto Simões (UERJ) darciliasimoes@gmail.com 1- Da noção

Leia mais

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS

ESTUDO 1 - ESTE É JESUS 11. Já vimos que Jesus Cristo desceu do céu, habitou entre nós, sofreu, morreu, ressuscitou e foi para a presença de Deus. Leia João 17:13 e responda: Onde está Jesus Cristo agora? Lembremo-nos que: Jesus

Leia mais

ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos. Tutorial do Facebook

ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos. Tutorial do Facebook ConReDIs: Construção de Redes sociais para Idosos Tutorial do Facebook Autora: Edimara Heis 1 Sumário 1. O que é o Facebook?... 3 2. Como faço para cadastrar-me no Facebook?... 3 2.1 Etapa 1... 5 2.2 Etapa

Leia mais

INSTITUTO TECNOLÓGICO

INSTITUTO TECNOLÓGICO PAC - PROGRAMA DE APRIMORAMENTO DE CONTEÚDOS. ATIVIDADES DE NIVELAMENTO BÁSICO. DISCIPLINAS: MATEMÁTICA & ESTATÍSTICA. PROFº.: PROF. DR. AUSTER RUZANTE 1ª SEMANA DE ATIVIDADES DOS CURSOS DE TECNOLOGIA

Leia mais

DO DESENHO A ESCRITA E LEITURA

DO DESENHO A ESCRITA E LEITURA DO DESENHO A ESCRITA E LEITURA Cleide Nunes Miranda 1 Taís Batista 2 Thamires Sampaio 3 RESUMO: O presente estudo discute a relevância do ensino de leitura e principalmente, da escrita, trazendo em especial

Leia mais

Funções de um objecto. na comunicação visual

Funções de um objecto. na comunicação visual Funções de um objecto na comunicação visual Na civilização em que vivemos estamos rodeados de objectos com as suas mensagens incorporadas. Se quiser-mos sistematizá-las, podemos referirmo-nos a elas consoante

Leia mais

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS

Palestra tudo O QUE VOCE. precisa entender. Abundância & Poder Pessoal. sobre EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Palestra tudo O QUE VOCE sobre precisa entender Abundância & Poder Pessoal EXERCICIOS: DESCUBRA SEUS BLOQUEIOS Como aprendemos hoje na palestra: a Lei da Atração, na verdade é a Lei da Vibracao. A frequência

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

Modelos Conceptual e Mental

Modelos Conceptual e Mental Interfaces Pessoa Máquina 08-10-2012 Modelos Conceptual e Mental Cap. 6 Conceptualização da Interação 06 Melhor e Pior? 1 Melhor e Pior? Resumo Aula Anterior Análise de Utilizadores O que é? Porquê? O

Leia mais

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br

Projeto de Análise de Site Educacional www.diabetesnoscuidamos.com.br Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP Instituto de Artes Pós Graduação em Multimeios 1º sem/2002 Disciplina: Multimeios e Educação Ministrada por: José Armando Valente Aluno: Álvaro E.M. Marinho

Leia mais

Profª Drª Maria Aparecida Baccega

Profª Drª Maria Aparecida Baccega Profª Drª Maria Aparecida Baccega http://lattes.cnpq.br/8872152033316612 Elizabeth Moraes Gonçalves - UMESP Alguns dados de currículo Livre Docente em Comunicação pela Escola de Comunicações e Artes da

Leia mais

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico

Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Roteiro da Biblioteca das Faculdades Coc Como Fazer Uma Pesquisa Teórica e Elaborar um Trabalho Acadêmico Para realizar uma pesquisa que não se torne um grande sacrifício pelas dificuldades em encontrar

Leia mais

Venda com Tráfego Gratuito

Venda com Tráfego Gratuito Venda com Tráfego Gratuito Depois de vários anos no marketing digital, acabei por aprender como fazer divulgação online de forma gratuita. Estou falando de algo totalmente novo, diferente de tudo o que

Leia mais

FÓRUM DA GESTÃO DO ENSINO SUPERIOR NOS PAÍSES E REGIÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Recife. 4, 5 e 6 de Dezembro de 2013

FÓRUM DA GESTÃO DO ENSINO SUPERIOR NOS PAÍSES E REGIÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Recife. 4, 5 e 6 de Dezembro de 2013 FÓRUM DA GESTÃO DO ENSINO SUPERIOR NOS PAÍSES E REGIÕES DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Recife 4, 5 e 6 de Dezembro de 2013 Irene Mendes Universidade Politécnica (A POLITÉCNICA)

Leia mais

Desafios Matemáticos! 8º ano

Desafios Matemáticos! 8º ano Desafios Matemáticos! 8º ano Introdução Olá! Eu chamo-me Jaguaretê e sou uma onça. Eu vivo na Amazónia e tenho uma paixão: a Matemática. Neste manual irei ajudar-te a compreender e a admirar esse maravilhoso

Leia mais

Id: 41979 (27 years)

Id: 41979 (27 years) Foto não disponível Id: 41979 (27 years) DADOS PESSOAIS: Gênero: Masculino Data de nascimento: 17/10/1987 País: Mozambique, Região: Nampula, Cidade: Nampula Ver CV completo Grave o CV TRABALHO DESEJADO:

Leia mais

informações em documentos.

informações em documentos. C O L É G I O L A S A L L E EducaçãoInfantil, Ensino Fundamental e Médio Rua Guarani, 2000- Fone (045) 3252-1336 - Fax (045) 3379-5822 http://www.lasalle.edu.br/toledo/ DISCIPLINA: PROFESSOR(A): E-MAIL:

Leia mais

Linguagem Matemática e as Artes

Linguagem Matemática e as Artes Linguagem Matemática e as Artes Hermes Renato Hildebrand e José Armando Valente Sumário Introdução Matemática como linguagem Capítulo 01 Etnomatemática e os Espaços de Representação 1. Etnomatemática;

Leia mais

que implica a redescoberta ou a invenção de actividades produtivas de proximidade. Esta posição tem-se traduzido na identificação, criação e promoção

que implica a redescoberta ou a invenção de actividades produtivas de proximidade. Esta posição tem-se traduzido na identificação, criação e promoção Globalização Segundo Giddens, globalização é a intensificação de relações sociais mundiais que unem localidades distantes de tal modo que os acontecimentos locais são condicionados por eventos que acontecem

Leia mais

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD

Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 1 Manual de acesso ao UNICURITIBA Virtual (Moodle) para alunos EAD 2015 2 Sumário Acessando o UNICURITIBA Virtual... 4 Conhecendo o UNICURITIBA Virtual... 5 1. Foto do Perfil... 5 2. Campo de Busca...

Leia mais

Índice de Desenvolvimento Humano e desafios para Moçambique Carlos Nuno Castel-Branco carlos.castel-branco@iese.ac.mz

Índice de Desenvolvimento Humano e desafios para Moçambique Carlos Nuno Castel-Branco carlos.castel-branco@iese.ac.mz Índice de Desenvolvimento Humano e desafios para Moçambique Carlos Nuno Castel-Branco carlos.castel-branco@iese.ac.mz Departamento de Sociologia Faculdade de Letras e Ciências Sociais Universidade Eduardo

Leia mais

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2

ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 ASSESSORIA DE IMPRENSA 1 Felipe Plá Bastos 2 RESUMO: O presente trabalho tem como objetivo saber como é desenvolvido o trabalho de Assessoria de Imprensa, sendo um meio dentro da comunicação que através

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO

AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO AVALIAÇÃO DO CURSO DE TURISMO Outubro 2009 ÍNDICE 1. Introdução 3 2. População e Amostra 3 3. Apresentação de Resultados 4 3.1. Opinião dos alunos de Turismo sobre a ESEC 4 3.2. Opinião dos alunos sobre

Leia mais

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter-

Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- Algumas definições Sistema de signos socializado. Remete à função de comunicação da linguagem. Sistema de signos: conjunto de elementos que se determinam em suas inter- relações. O sentido de um termo

Leia mais

parte ASPECTOS GERAIS DA PSICOPATOLOGIA

parte ASPECTOS GERAIS DA PSICOPATOLOGIA parte 1 ASPECTOS GERAIS DA PSICOPATOLOGIA 1 Introdução geral à semiologia psiquiátrica Um dia escrevi que tudo é autobiografia, que a vida de cada um de nós a estamos contando em tudo quanto fazemos e

Leia mais

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I FORTALECENDO SABERES CIÊNCIAS NAT. CIÊNCIAS HUM. CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Conteúdo:

DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I FORTALECENDO SABERES CIÊNCIAS NAT. CIÊNCIAS HUM. CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Conteúdo: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I Conteúdo: - Alguns aspectos que interferem na saúde das pessoas - Saúde como Direito Constitucional dos brasileiros

Leia mais

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY.

O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY. O PROCESSO DE AQUISIÇÃO DA LINGUA ESCRITA: FUNDAMENTADO EM EMILIA FERREIRO E ANA TEBEROSKY. Silvana da Silva Nogueira (FECLESC/UECE) Priscila Cavalcante Silva (FECLESC/UECE) Resumo O processo de aquisição

Leia mais

A ESCRITA NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: INSTRUMENTOS USUAIS DE REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA

A ESCRITA NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: INSTRUMENTOS USUAIS DE REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA A ESCRITA NA FORMAÇÃO CONTINUADA EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA: INSTRUMENTOS USUAIS DE REFLEXÃO SOBRE A PRÁTICA PEDAGÓGICA Maria do Carmo Costa Maciel Especialista PROFEBPAR/UFMA Domício Magalhães Maciel Mestre

Leia mais

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94)

DIAS 94. de Claudio Simões (1990 / 94) DIAS 94 de Claudio Simões (1990 / 94) 2 PERSONAGENS São cinco personagens identificadas apenas por números. Não têm gênero definido, podendo ser feitas por atores ou atrizes. As frases em que falam de

Leia mais

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 3

COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 3 COMUNICAÇÃO APLICADA MÓDULO 3 Índice 1. Semiótica...3 1.1. Conceito... 3 1.2. Objetivos da Semiótica... 4 1.3. Conceitos Básicos... 4 1.3.1. Signo... 4 1.3.2. Índices... 4 1.3.3. Símbolo... 4 1.4. Conceito...

Leia mais

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.

Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel. Matemática Essencial Equações do Primeiro grau Matemática - UEL - 2010 - Compilada em 18 de Março de 2010. Prof. Ulysses Sodré Matemática Essencial: http://www.mat.uel.br/matessencial/ Resumo: Notas de

Leia mais

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande

Judith H. Katz e Frederick A. Miller. seja. grande Judith H. Katz e Frederick A. Miller seja grande Com amor, para David, meu parceiro de vida, que mantém sua fé em meu desejo de ser GRANDE; para Fred, que me ensinou o que realmente significa ousar dar

Leia mais

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR

SITUAÇÃO DE PRODUÇÃO DA RESENHA NO ENSINO SUPERIOR RESENHA Neste capítulo, vamos falar acerca do gênero textual denominado resenha. Talvez você já tenha lido ou elaborado resenhas de diferentes tipos de textos, nas mais diversas situações de produção.

Leia mais

Manual de utilização do site de contatos

Manual de utilização do site de contatos Manual de utilização do site de contatos O site de contatos da Cestalto é uma área exclusiva para representantes de vendas, que serve para registrar os contatos que você realizar com seus clientes. Assim,

Leia mais

Tutorial: Como fazer o backup (cópia) e a restauração de conteúdos no Moodle?

Tutorial: Como fazer o backup (cópia) e a restauração de conteúdos no Moodle? Tutorial: Como fazer o backup (cópia) e a restauração de conteúdos no Moodle? Olá, professor(a), Este tutorial tem o objetivo de lhe auxiliar na realização de backup do conteúdo de uma disciplina já oferecida,

Leia mais

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking.

Fase I - Contexto e Pesquisa - Alinhamento dos conceitos de Branding, análise do contexto atual e introdução ao Design Thinking. Os programas de Pós-Graduação oferecidos pela Faculdade de Tecnologia do Istituto Europeo di Design estão em conformidade legal e atendem as Resoluções CNE/CES nº 1, de 3 de abril de 2001 e nº 1, de 8

Leia mais

DAÍ DAIS Manual de Operação SISTAR V 1.0 1 / 30

DAÍ DAIS Manual de Operação SISTAR V 1.0 1 / 30 1 / 30 Sumário Sumário...2 Introdução...3 Objetivo...3 Operação...4 Autenticando no sistema SISTAR...5 Análise Tarifária...8 Unidade de Consumo...8 Tarifa...9 1. Informação Convencional...10 2. Informação

Leia mais

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto.

Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Apresentação Gráfica e Formatação de Texto. Gessé Marques Jr. Fac. Filosofia História e Letras Com o objetivo de estabelecer um padrão gráfico a ser utilizado por todos, exporemos as regras de formatação

Leia mais

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos:

3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º Bimestre Preciosidades da vida AULA: 113 Conteúdos: Tempo verbal: presente. Propriedade comutativa da multiplicação.

Leia mais

TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS

TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS Sétimo Fórum Nacional de Professores de Jornalismo Praia dos Ingleses, SC, abril de 2004 GT: Laboratório de Jornalismo Eletrônico Trabalho: TELEJORNALISMO E ESTUDOS CULTURAIS Autora: Célia Maria Ladeira

Leia mais

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL

AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL AVALIAÇÃO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL Dezembro ÍNDICE 1. Introdução 4 2. População e Amostra 4 3. Questionário de Satisfação dos Alunos 5 3.1. Caracterização dos inquiridos 5 3.2. Apresentação

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática INTERNET Sem animação Sem figura Lucas Olá professora! Professora Olá, Lucas como você está? 2 Pontos de interrogação saem da cabeça de Pedro. Sem figura Lucas Estou bem, apenas

Leia mais

Relacionamento de funcionários com clientes em academias de Ginástica 1

Relacionamento de funcionários com clientes em academias de Ginástica 1 Relacionamento de funcionários com clientes em academias de Ginástica 1 Tamires Quioem Padilha 2 Jessica Marques Lino de OLIVEIRA 3 Júlia Ferreira MARTINS 4 Johny DALAMORA 5 Lamounier Lucas PEREIRA JUNIOR

Leia mais

bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt

bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt bit Tecnologia ao Serviço do Mundo Rural www.ruralbit.pt :: Ruralbit :: http://www.ruralbit.pt :: Índice :: Ruralbit :: http://www.ruralbit.pt :: Pág. 1 Introdução O Pocket Genbeef Base é uma aplicação

Leia mais

A formação moral de um povo

A formação moral de um povo É um grande desafio evangelizar crianças nos dias de hoje. Somos a primeira geração que irá dizer aos pais e evangelizadores como evangelizar os pequeninos conectados. Houve um tempo em que nos colocávamos

Leia mais

Moçambique é o Penúltimo (95º) no Índice Global de Idosos: Um dos piores países do mundo para viver e envelhecer 1

Moçambique é o Penúltimo (95º) no Índice Global de Idosos: Um dos piores países do mundo para viver e envelhecer 1 Moçambique é o Penúltimo (95º) no Índice Global de Idosos: Um dos piores países do mundo para viver e envelhecer 1 António Francisco 2 e Gustavo Sugahara 3 Entre os piores países no mundo para ser idoso

Leia mais

Educar em Silêncio 1. Eminassai RODOVALHO 2 Patrícia Rangel Moreira BEZERRA 3 Faculdades Integradas Rio Branco, São Paulo, SP

Educar em Silêncio 1. Eminassai RODOVALHO 2 Patrícia Rangel Moreira BEZERRA 3 Faculdades Integradas Rio Branco, São Paulo, SP RESUMO Educar em Silêncio 1 Eminassai RODOVALHO 2 Patrícia Rangel Moreira BEZERRA 3 Faculdades Integradas Rio Branco, São Paulo, SP O livro Educar em Silêncio ilustra, em fotos, os principais aspectos

Leia mais

Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch

Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch Início Rápido para Fotos e Histórias do FamilySearch Você pode adicionar fotos e histórias da família aos registros dos seus antepassados na Árvore Familiar. Com o novo recurso Adicionar Fotos e Histórias,

Leia mais

LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i. Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática.

LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i. Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática. LUDENS 2011: jogos e brincadeiras na matemática i Palavras-chaves: lúdico na matemática, jogo, ensino da matemática. Justificativa A Matemática faz parte do cotidiano das pessoas. Nas diversas atividades

Leia mais

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015

MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 MANUAL VESTIBULAR SIMPLIFICADO 2015 AEDS Autarquia Educacional de Salgueiro Fone: (87) 3871 6040 FACHUSC Faculdade de Ciência Humanas do Sertão Central Rua Antônio Filgueira Sampaio, 134 - Salgueiro -

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO UNICURITIBA VIRTUAL

MANUAL DE NAVEGAÇÃO UNICURITIBA VIRTUAL MANUAL DE NAVEGAÇÃO UNICURITIBA VIRTUAL ACESSANDO O UNICURITIBA VIRTUAL Acesse o site do UNICURITIBA: http://unicuritiba.edu.br Clique no link Portal do Aluno, que fica no canto superior direito. Dentro

Leia mais

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix.

Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. Gerir Clientes no Gestix A Ficha de Cliente Faça a gestão da sua base de clientes com o Gestix. O Gestix oferece-lhe diversas formas de conhecer e acompanhar os seus clientes. Explore-o como uma poderosa

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL IRENILDO COSTA DA SILVA SUSTENTABILIDADE DOS SISTEMAS DE USO DA TERRA NO ASSENTAMENTO

Leia mais

Como proceder à renovação ou à confirmação de dados estimados

Como proceder à renovação ou à confirmação de dados estimados Como proceder à renovação ou à confirmação de dados estimados Para efectuarem qualquer operação de certificação (ex: confirmação de dados estimados, renovação da certificação), as empresas devem aceder

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA. Manual do Moodle- Sala virtual UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO E PLANEJAMENTO DEPARTAMENTO DE INFORMÁTICA Manual do Moodle- Sala virtual UNIFAP MACAPÁ-AP 2012 S U M Á R I O 1 Tela de Login...3 2 Tela Meus

Leia mais

Pedrão, o que é a SÍNDROME DO MÍOPE? Para quem não é míope, segue uma foto de como o míope (eu sou um deles) vê o mundo:

Pedrão, o que é a SÍNDROME DO MÍOPE? Para quem não é míope, segue uma foto de como o míope (eu sou um deles) vê o mundo: A SÍNDROME DO MÍOPE toma conta dos mercados de commodities agrícolas! Pedrão, o que é a SÍNDROME DO MÍOPE? Para quem não é míope, segue uma foto de como o míope (eu sou um deles) vê o mundo: Ele vê tudo

Leia mais

Fácil e comum é se ouvir uma empresa levantar a bandeira do fluxo de informação com seus diversos públicos, inclusive o interno. A este, a maioria das empresas enaltece com orgulho um setor específico,

Leia mais

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint

Bem-vindo à Central de Ajuda YouPoint Clique sobre cada item para abrir mais opções: Cadastro no YouPoint Como Criar um Site Grátis Como Editar seu Site Como Criar um Site Premium Portal de Serviços YouPoint Mais Ajuda Cadastro no YouPoint

Leia mais

Sistema de Recuperação

Sistema de Recuperação Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I - 2º ano 2011 Sistema de Recuperação ATIVIDADES EXTRAS DE RECUPERAÇÃO PARALELA E CONTÍNUA FAÇA UMA CAPA PERSONALIZADA PARA SUA APOSTILA DE ESTUDOS Nome: Classe:

Leia mais

Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010

Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010 República de Moçambique Ministério da Educação Direcção para a Coordenação do Ensino Superior Dados Estatísticos sobre o Ensino Superior em Moçambique 2010 Maputo, Abril 2012 Dados Estatísticos sobre o

Leia mais

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental

Plano de aula para três encontros de 50 minutos cada. Tema: Vida e obra de Vincent Van Gogh. Público alvo: 4º série do Ensino fundamental UDESC UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA DAV- DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS Curso: Licenciatura em Artes Visuais Disciplina: Cultura Visual Professora: Jociele Lampert Acadêmica: Cristine Silva Santos

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho

Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Situar o tema dentro do contexto geral da sua área de trabalho PROJETO DE PESQUISA INTRODUÇÃO (O QUE É O TEMA?) Na introdução o aluno deverá explicar o assunto que deseja desenvolver. Desenvolver genericamente o tema Anunciar a idéia básica Delimitar o foco da pesquisa

Leia mais

Equipe OC- Olimpíadas Científicas

Equipe OC- Olimpíadas Científicas Equipe OC- Olimpíadas Científicas Ivan Tadeu Ferreira Antunes Filho 1 de outubro de 2012 Resumo Bem vindo a equipe do OC! Aqui está o resumo de todas as regras que temos no site até o presente momento.

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto

O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Ciências da Comunicação: Jornalismo, Assessoria e Multimédia O consumo de conteúdos noticiosos dos estudantes de Ciências da Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade do Porto Metodologia da Investigaça

Leia mais

PLANEJANDO A PRÓPRIA CARREIRA: CUIDANDO DE SI PARA CUIDAR DOS OUTROS. Marcelo Arantes Pessoas, Organização, TI & Suprimentos

PLANEJANDO A PRÓPRIA CARREIRA: CUIDANDO DE SI PARA CUIDAR DOS OUTROS. Marcelo Arantes Pessoas, Organização, TI & Suprimentos PLANEJANDO A PRÓPRIA CARREIRA: CUIDANDO DE SI PARA CUIDAR DOS OUTROS Marcelo Arantes Pessoas, Organização, TI & Suprimentos Agenda Agradecimento Compartilhar aprendizados e crenças Reflexões sobre conceitos

Leia mais

Águas de Março 1. PALAVRAS-CHAVE: Fotografia; comunicação visual; arte.

Águas de Março 1. PALAVRAS-CHAVE: Fotografia; comunicação visual; arte. RESUMO Intercom Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação Águas de Março 1 Jahnnyne LIMA 2 Luiz Carlos da SILVA 3 Jyalha Magda TOMAZ 4 Stael MAIA 5 Aleta DREVES 6 Universidade Federal

Leia mais

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO

DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO DIREITO INTERNACIONAL PÚBLICO UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA INSTITUTO DE ESTUDOS POLÍTICOS LICENCIATURA EM CIÊNCIA POLÍTICA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS GONÇALO MATIAS 2013/2014 5.5 ECTS PROGRAMA I Introdução

Leia mais

Estudo de funções parte 2

Estudo de funções parte 2 Módulo 2 Unidade 13 Estudo de funções parte 2 Para início de conversa... Taxa de desemprego no Brasil cai a 5,8% em maio A taxa de desempregados no Brasil caiu para 5,8% em maio, depois de registrar 6%

Leia mais

Política de Afiliados

Política de Afiliados Política de Afiliados Obrigações do Produtor 1- Pagamento de R$1.000 a cada venda do Programa Expert Milionário que será gerenciada pela plataforma POST AFILIATE da produtora 2- Caso o afiliado venda mais

Leia mais

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas

Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas Aula 5 Modelo de Roteiro Para Ser Usado nas Suas Entrevistas OBS: Tudo que estiver nessa formatação: [vermelho] são os espaços onde você deve preencher com informações pertinentes ao seu projeto (avatar,

Leia mais

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero

EMPREENDEDORISMO DE. Professor Victor Sotero EMPREENDEDORISMO DE NEGÓCIOS COM INFORMÁTICA Professor Victor Sotero 1 OBJETIVOS DA DISCIPLINA Esta disciplina apresenta uma metodologia para formação de empreendedores. Aberta e flexível, baseada em princípios

Leia mais

18/11/2005. Discurso do Presidente da República

18/11/2005. Discurso do Presidente da República Discurso do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega de certificado para os primeiros participantes do programa Escolas-Irmãs Palácio do Planalto, 18 de novembro de 2005

Leia mais

Minha lista de sonhos

Minha lista de sonhos Licença No: # 122314/LS Fone: +55-11 5539-4719 E mail: vagner@programavirandoojogo.com.br Web: www.programavirandoojogo.com.br 2015 Minha lista de sonhos Com visão 2025 PREPARADO POR VAGNER MOLINA Rua

Leia mais

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico

GMAIL - Criação de uma conta de correio electrónico COMO CRIAR UMA CONTA PESSOAL NO FACEBOOK Em primeiro lugar é necessário ter um endereço de correio electrónico (email) pessoal. Qualquer endereço de correio electrónico (email) serve perfeitamente. Pode

Leia mais

em Cidades de Angola e Moçambique

em Cidades de Angola e Moçambique ) Reconfigurações Espaciais e Diferenciação Social em Cidades de Angola e Moçambique Co-organização FAPF-UEM e Centro de Estudos Internacionais ISCTE-IUL Fundação para a Ciência e Tecnologia Enquadramento

Leia mais

Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua

Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua Aluno(a) Nº. Série: Turma: Ensino Médio Trimestre [ ] Data: / / Disciplina: Professor: Linguagem e língua É a palavra que identifica o ser humano, é ela seu substrato que possibilitou a convivência humana

Leia mais

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery

12 Razões Para Usar. Lightroom. André Nery 12 Razões Para Usar Lightroom André Nery André Nery é fotógrafo em Porto Alegre. Arquitetura e fotografia outdoor, como natureza, esportes e viagens, são sua área de atuação. Há dez anos começou a ministrar

Leia mais