ANABB faz PESQuiSA COm funcionários de AgêNCiAS. Banco dos Bancários: Saudades do Banco e de Volta para o passado. Impresso

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANABB faz PESQuiSA COm funcionários de AgêNCiAS. Banco dos Bancários: Saudades do Banco e de Volta para o passado. Impresso"

Transcrição

1 ANO XXII - N O JANEIRO/FEVEREIRO 2008 Você já fez seu planejamento pessoal? Banco dos Bancários: Saudades do Banco e de Volta para o passado ANABB faz PESQuiSA COm funcionários de AgêNCiAS Ação Jan/Fev Impresso

2 CARTAS jornal Ação RELAÇÃO COM CLIENTES Preocupa-me a relação atual do Banco do Brasil com seus clientes. Se não era tão boa antes da reestruturação, depois dela consolidou-se de forma veemente o aumento de clientes insatisfeitos com o péssimo atendimento dado. Nós, que estamos à frente de combate, percebemos e ouvimos no dia-a -dia as manifestações de repúdio dos clientes ao tumultuado sistema de atendimento do Banco e notamos que há uma debandada considerável de clientes potenciais para outros bancos. Só que isso está ocorrendo de forma sutil e imperceptível. A tática de fuga consiste em manter a conta no Banco do Brasil, para segurar o tenro relacionamento, despejando o potencial de seus investimentos e movimentação em bancos concorrentes. Não é à toa que trabalhamos iguais uns burros de carga e observamos resultados pífios mesmo controlando as principais contas governamentais. José Jorge Reis de Freitas Vitória - ES REINTEGRAÇÃO DE PEDEVISTAS I Quero parabenizar a ANABB pelo excelente trabalho de assistência aos associados e acompanhamento aos interesses da classe, do Banco e das administrações das entidades. Afirmo conscientemente estar sendo assistido plenamente. Registro minha satisfação da possibilidade de reintegração dos funcionários do Banco do Brasil demitidos. Quero agradecer a todas as pessoas, entidades, deputados, representantes, bancários e funcionários envolvidos no assunto. Mesmo não conseguindo o objetivo que é simplesmente o reconhecimento das injustiças cometidas pelas administrações passadas em privar vários funcionários do seu direito de ter a sua estabilidade no emprego, sendo que não cometeram nenhuma falta grave em seu trabalho já é um alento àqueles que ficaram desacreditados, até dentro da própria família. Muito obrigado! Edílson de Acipreste Pereira Rio Casca - MG REINTEGRAÇÃO DE PEDEVISTAS II A respeito da matéria sobre projeto de lei que trata da reintegração de pedevistas nos quadros do Banco do Brasil (Ação n 196), gostaria de externar minha opinião de que o tema das demissões via PDV no BB não pode ser resumido à visão de que o Banco foi um vilão e que os pedevistas são pobres vítimas. Eu já fazia parte dos quadros do Banco à época e vi muitos colegas decidirem pela sua saída porque se ofuscaram pelo montante financeiro dos benefícios que iriam receber. Agora é absurdo que o projeto preveja que o Banco tenha que readmitir esse pessoal no mesmo cargo ocupado anteriormente (ou equivalente), com garantia de progressão salarial e tal. Se quiserem ser readmitidos, tem que ser no posto efetivo, com o mesmo salário inicial que qualquer novo concursado. Tarcisio Maria Rodrigues Águas Claras - DF PARA QUEM NÃO QUER SER FELIZ Li a carta do Camilo (Ação nº 196 ) e quero levar-lhe minha solidariedade. Realmente, a crítica gratuita, sem fundamento nos fatos, acaba irritando, em face da flagrante injustiça. Infelizmente, temos colegas sempre insatisfeitos; vêem tudo nebuloso e tétrico. São adeptos do quanto pior, melhor. A maioria, porém, dos associados têm plena consciência da importância da ANABB e do quanto a administração do Camilo tem sido eficaz, para proporcinar aos associados muitos benefícios e defender seus interesses mais prementes. Lembro, como aposentado, que Camilo defendeu ardorosamente a proposta de reajustes para os aposentados, desvinculados dos funcionários da ativa. Ela foi bem aceita e passamos a ter os reajustes anuais e obrigatórios (em caso de superavit ), contratualmente garantidos, o que veio em boa hora, já que tempos depois o BB deixou de conceder, por quase 6 anos, reajustes aos seus funcionários. Tivéssemos ainda atrelados aos colegas da ativa, nossos proventos estariam, hoje, totalmente defasados. A última conquista foi o oferecimento, pela ANABB, do Plano Odontológico, gratuito. Levando-se em conta o alto custo do tratamento dentário, é benefício considerável. Como Camilo disse: fomos criados para sermos felizes. Cabe a cada um lutar em busca da felicidade e não fi car aferrado no muro das lamentações. Francisco Antônio Salles Campo Grande - MS Este espaço destina-se à opinião dos leitores. Por questão de espaço e estilo, as cartas podem ser resumidas e editadas. Serão publicadas apenas correspondências selecionadas pelo Conselho Editorial da ANABB. As cartas que se referem a outras entidades, como Cassi e Previ, serão a elas encaminhadas. Se você quer enviar comentários, sugestões e reclamações envie um para ou uma carta para o endereço SCRS 507, Bl. A, Lj.15 CEP: Brasília/DF DIRETORIA-EXECUTIVA VALMIR CAMILO Presidente WILLIAM JOSÉ ALVES BENTO Diretor Administrativo e Financeiro DENISE LOPES VIANNA Diretora de Comunicação e Desenvolvimento GRAÇA MACHADO Diretora de Relações Funcionais, Aposentadoria e Previdência EMÍLIO S. RIBAS RODRIGUES Diretor de Relações Externas e Parlamentares CONSELHO DELIBERATIVO ANTONIO GONÇALVES (Presidente) Ana Lúcia Landin Antilhon Saraiva dos Santos Augusto Silveira de Carvalho Cecília Mendes Garcez Siqueira Cláudio José Zucco Douglas José Scortegagna Élcio da Motta Silveira Bueno Genildo Ferreira Reis Inácio da Silva Mafra Isa Musa de Noronha José Antônio Diniz de Oliveira José Bernardo de Medeiros Neto José Branisso José Sampaio de Lacerda Júnior Luiz Antonio Careli Mércia Maria Nascimento Pimentel Nilton Brunelli de Azevedo Romildo Gouveia Pinto Tereza Cristina Godoy Moreira Santos Vitor Paulo Camargo Gonçalves CONSELHO FISCAL HUMBERTO EUDES VIEIRA DINIZ (Presidente) Armando César Ferreira dos Santos Saul Mário Mattei Antônia Lopes dos Santos Dorilene Moreira da Costa Elaine Michel DIRETORES ESTADUAIS Paulo Crivano de Moraes (AC) Ivan Pita de Araújo (AL) Marlene Carvalho (AM) Franz Milhomem de Siqueira (AP) Olivan de Souza Faustino (BA) Francisco Henrique Ellery (CE) Elias Kury (DF) Pedro Vilaça Neto(ES) Saulo Sartre Ubaldino (GO) Solonel Drumond Júnior (MA) Francisco Alves e Silva - Xixico (MG) Edson Trombine Leite (MS) José Humberto Paes Carvalho (MT) José Marcos de Lima Araújo (PA) Maria Aurinete Alves de Oliveira (PB) Carolina Maria de Godoy Matos (PE) Benedito Dias Simeão da Silva (PI) Moacir Finardi (PR) Antonio Paulo Ruzzi Pedroso (RJ) Heriberto Gadê de Vasconcelos (RN) Valdenice de Souza Nunes Fernandes (RO) Robert Dagon da Silva (RR) Edmundo Velho Brandão (RS) Carlos Francisco Pamplona (SC) Emanuel Messias B. Moura Júnior (SE) Walcinyr Bragatto (SP) Saulo Antônio de Matos (TO) ANABB - SCRS 507, bl. A, lj. 15 CEP: Brasília/DF Atendimento ao associado: (61) Geral: (61) Site: Redação: Ana Cristina Padilha, Fabiana Castro, Priscila Mendes e Tatiane Lopes Anúncio: Fabiana Castro Edição: Juliana Valentim Revisão: Juliana Rodrigues e Juliana Valentim Editoração: Raido Propaganda Foto da Capa: Clausem Bonifácio Perio dicidade: mensal Tiragem: 160 mil Banco de Imagem: AbleStock Impressão: Gráfi ca Positiva Fotolito: Colorpress 2 Ação Jan/Fev 2007

3 CARTA DO PRESIDENTE A PaLaVRa É QUE NOS aproxima Alan Madrilis Tive a oportunidade de conhecer uma redação de jornal muito cedo. Tinha lá meus 14 anos de idade e já trabalhava como revisor de texto, transcrito pelo linotipista. Lá no interior, no final da década de setenta, o jornal da cidade era moderno, todo gravado numa imensa e bela máquina Linotipo. Para os mais jovens, que não conhecem o equipamento, eu o descreveria como uma imensa máquina de escrever. Com um teclado igualmente grande que, ao invés de teclar as letras no papel, produzia uma letra de chumbo, que juntas formavam as palavras. E estas, as frases dos textos, eram transformados em placas, diagramadas para compor cada uma das páginas do jornal. A minha tarefa era simples: o jornalista escrevia a matéria no famoso papel de pão. Era chamado assim por ter a mesma cor do papel que as padarias usavam para embrulhar os pães. Acho até que era o mesmo. O linotipista gravava em chumbo o texto e fazia uma prova, usando tinta, papel e uma pequena prensa. Minha tarefa era conferir se o texto escrito pelo jornalista tinha sido fielmente transcrito pelo linotipista. Ficava feliz só de saber que tinha lido o jornal antes de ser impresso. Com o tempo fui ficando atrevido e arriscava algumas correções. Copidesque nem pensar, só alguns acentos esquecidos pelo autor, uma vírgula aqui e um acerto de concordância ali e nada mais. Forma e conteúdo são muito pessoais. Hoje, os editores de texto nos computadores resolvem quase a totalidade dos problemas. Sugerem vírgula, colocam acento, denunciam erros de concordância e muitas coisas mais. Sobra para os autores dos textos o conteúdo. Aqui é que mora o problema. São mais de oito horas da noite, quinta feira, último dia do mês de janeiro e o pessoal da redação lembrou que devo deixar a Carta do Presidente pronta, pois amanhã tenho compromisso de trabalho fora de Brasília e o nosso Jornal Ação vai ser rodado durante o carnaval. A mesma turma que deu vinte e quatro horas para os associados fazerem uma pergunta ao presidente. Assim, tenho agora centenas de respostas para serem produzidas, que deverão ser publicadas no site da ANABB e, as selecionadas, nas páginas do Ação de março. Não posso reclamar. A comunicação é a única chance que tenho de estar mais perto dos associados da ANABB. Somos apenas cinco diretores, trabalhando em Brasília, com associados espalhados por todo o país. As obrigações estatutárias da ANABB definem tarefas próprias de executivos de empresas. Ao mesmo tempo, definem a responsabilidade política na defesa dos interesses dos nossos associados, do nosso Banco do Brasil e de suas entidades como Cassi e Previ. Portanto, o pouco tempo disponível e a distância inibem a presença física dos dirigentes da ANABB nas dependências do Banco, em nosso país continental. Os meios de comunicação acabam sendo formas mais rápidas e mais baratas de aproximação. Muitos dos associados que perguntaram ao presidente, feito os jornalistas do meu tempo de conferente de texto, ressalvaram que as perguntas, se publicadas, deveriam ser reproduzidas sem nenhuma edição. A ANABB vai respeitar a vontade de todos. Peço um pouco de paciência, pois não vou delegar a tarefa de respondê-las. Quero responder pessoalmente todas elas. Acho que será a oportunidade de esclarecer dúvidas das centenas de associados que decidiram perguntar. Claro que seria melhor poder estar em cada canto do país, falando pessoalmente com cada um dos associados, mas custaria muito tempo e dinheiro. Espero que todos entendam que a palavra é que nos aproxima. Assim, vou continuar este diálogo franco através das páginas dos nossos informativos e do vídeo na tela do seu computador, nas páginas do site da ANABB. Hoje, como diria Richard Bach, mais do que nunca, longe é um lugar que não existe. Valmir Camilo Presidente da ANABB Ação Jan/Fev 2007

4 CAPA Foto: Clausem Bonifácio OUVINDO OS FUNCIONÁRIOS DE AGÊNCIAS A ANABB encomendou uma pesquisa para analisar as condições de trabalho dos funcionários lotados nas agências. O resultado será utilizado para identificar as principais demandas, as fragilidades e a situação desses colegas nos diversos Estados. A pesquisa foi realizada pela empresa Opinião Consultoria em duas etapas: uma presencial, para identificar os principais pontos a serem abordados, e a outra realizada por telefone, com entrevista de funcionários de agência em todo o País. Os entrevistados foram selecionados a partir de sorteio aleatório e a amostra utilizada garantiu a representatividade da pesquisa.

5 A Questão Salarial 1,9% 2,4% 1,1% 2,4% 0,8% 0,8% 0,6% 6,4% 10,1% 11,4% 11,1% 12,8% 9,3% 19,0% 25,8% 23,5% 30,2% 30,4% Antes de 1998 de 1998 a 2007 Até 1.000,00 de a 1.500,000 de 1.500,01 a 2.000,00 de 2.000,01 a 3.000,00 de 3.000,01 a 4.000,00 de 4.000,01 a 5.000,00 de 5.000,01 a 7.000,00 mais de 7.000,00 recusa informar O BB é o que paga o menor salário da categoria! A Caixa, que é um banco público, paga melhor que o BB! Os bancos privados pagam os maiores salários! Mas isso aconteceu agora, com essas ações estruturantes, pois antigamente o BB pagava bem, desabafa um funcionário. A principal queixa apontada pelos funcionários de agências que tomaram posse no Banco após 1998 são os baixos salários, a redução do quadro funcional e o acúmulo de funções. Cerca de 67,1% do total de pessoas entrevistadas ganham menos de R$ A pesquisa identificou que os maiores salários estão concentrados entre os funcionários que tomaram posse antes de 98. Outro dado importante é o aumento significativo de pessoas que estão na faixa salarial de R$ e R$ e a redução das faixas salariais acima de R$ Ação Jan/Fev 2007

6 Percepção Sobre a missão do Banco O Desenvolvimento do País aparece como missão do Banco do Brasil para quase metade dos entrevistados. Em segundo lugar vem a lucratividade. O BB é o que paga o menor salário da categoria! A Caixa, que é um banco público, paga melhor que o BB! Os bancos privados pagam os maiores salários! Mas isso aconteceu agora, com essas ações estruturantes, pois antigamente o BB pagava bem, desabafa um funcionário. Exercício de substituições Outra insatisfação apresentada na pesquisa foi o acúmulo de funções a que são submetidos os bancários. A saída de funcionários mais experientes e a falta de reposição de pessoal foram impactantes para o aumento da carga de trabalho. Durante as entrevistas presenciais, os bancários queixaram-se principalmente do exercício de substituições, que signifi ca aumento de trabalho e responsabilidade, sem compensação fi nanceira. No entanto, na pesquisa quantitativa foi identifi cado um número elevado de pessoas que alegaram não ter exercido substituição. 6 Ação Jan/Fev 2007

7 Ponto Eletrônico e horas Extras O Sistema de ponto eletrônico foi aprovado pela maior parte dos entrevistados, no entanto, menos de 15% acham que os funcionários não precisam fazer horas extras. Burlando o Cumprimento das metas Quando o assunto são metas, a pesquisa identificou um resultado alarmante: mais de 40% dos entrevistados concordam com a frase: Para atingir as metas estabelecidas, já vi colegas solicitarem produtos ou serviços do banco, sem a solicitação do cliente. Além disso, mais de 50% dos entrevistados relataram insatisfação com as metas. 10,7 45,1 42,1 55,8% 2,1 total Satisfação com o sistema de metas Muito insatisfeito Insatisfeito Satisfeito Muito satisfeito Jan/Fev Ação Jan/Fev

8 67,9% Satisfação com a Carreira Dois terços dos entrevistados pretendem seguir carreira no Banco 32,0% A maioria dos funcionários já pensou em sair da empresa. Destaque para a Região Norte, com 68,5%, e o Centro- Oeste, com 62,1%. 0,1% Total Verdadeiro Falso Não soube avaliar 0,0 0,0 0,0 0,0 0,1 31,5% 55,8% 44,2% 62,1% 37,3 59,7% 40,3 52,6% 47,4% 56,7% 43,2% 68,5% Norte Nordeste Centro-Oeste Sul Sudeste Total Já pensou em sair do Banco e procurar outro emprego? Sim Não Não soube avaliar Ação Jan/Fev 2007

9 Escolaridade do funcionalismo Em todas as regiões, predominam funcionários com nível superior. Existe também uma proporção expressiva com curso de pós-graduação. O maior destaque é a região Sul, com 25,1% de funcionários com pós-graduação. Em relação ao ano de posse, quase 80% dos funcionários que tomaram posse após 1998 possuem curso superior. Ação Jan/Fev Jan/Fev

10 Aspectos Positivos Aspectos Negativos 10 Ação Jan/Fev 2007

11 42,6% 53,0% Jornada de Trabalho 3,7% 0,7% total A carga de trabalho: É sempre maior do que a jornada É, às vezes, menos do que a jornada É, às vezes, maior do que a jornada É sempre menor do que a jornada Mesmo aprovando o sistema de ponto, os funcionários consideraram que existe mais trabalho do que tempo para executá-lo. Identificar os problemas e conhecer bem os funcionários é o primeiro passo para buscarmos alternativas para melhorar o trabalho dentro das agências do BB Valmir Camilo Presidente da ANABB Passos da ANABB Com base nessa pesquisa que identificou as demandas, insatisfações e expectativas dos funcionários, a ANABB vai articular melhorias para as condições de trabalho dos funcionários das agências. De acordo com o presidente da Associação, Valmir Camilo, os resultados apontaram para a necessidade de intervir nas várias reclamações como sobrecarga de trabalho, metas inatingíveis, política salarial e buscar a satisfação dos funcionários, principalmente aqueles que entraram depois Identificar os problemas e conhecer bem os funcionários é o primeiro passo para buscarmos alterna- tivas para melhorar o trabalho dentro das agências do BB, afirmou. A partir de agora, analisaremos todas as possibilidades para intervir em benefício desses funcionários, seja articulando no Congresso, seja marcando reuniões com a área de Gestão de Pessoas do Banco do Brasil, completa. A pesquisa na íntegra: A pesquisa realizada pela ANABB possui mais de 50 gráficos. O jornal trouxe apenas uma pequena amostra da pesquisa realizada. O resultado na integra será disponibilizado no site da ANABB (www.anabb.org.br) Ação Jan/Fev

12 COMPORTAMENTO FUTURO: PLANEJE O SEU Todo começo de ano, as pessoas costumam planejar sonhos. No entanto, planejamento de vida é coisa séria, deve se tornar um hábito e é o pontapé para se alcançar o sucesso pessoal e profissional por Tatiane Lopes 12 Ação Jan/Fev 2007

13 Imagine a sua vida há cinco anos? Agora, faça um breve balanço sobre o atual momento... Se você não colocou em prática metade dos sonhos e objetivos traçados naquele período, é sinal de que é hora de planejar. Diversos especialistas garantem que o planejamento pessoal é uma importante ferramenta para se alcançar a prosperidade em todas as áreas da vida: saúde, estudos, trabalho, família, relacionamentos, emoções e espiritualidade. Baseando-se na experiência das pessoas que já tiveram a oportunidade de fazer seu planejamento pessoal, sabemos que esse processo costuma ser uma espécie de divisor de águas. Ou seja, é a partir da realização do seu planejamento de vida que a pessoa toma contato com sua realidade atual e com a realidade desejada, afirma a administradora de empresas e personal planner, Nair Baranski. Desde 2001, Nair dirige a própria empresa de consultoria e desenvolveu a ferramenta de auto-conhecimento Personal Planning (PP), destinada a ajudar as pessoas a atingirem o sucesso. Para ela, assim como nas empresas vencedoras, a condição para a sobrevivência está ligada à definição dos objetivos e do caminho que será traçado para atingi-los. Ganhar tempo, foco, definir prioridades, antecipar possíveis problemas futuros são alguns dos benefícios de um planejamento de vida. Isso gera diminuição do medo do futuro, da ansiedade, e aumenta a auto-estima. Tudo que diz respeito ao auto-conhecimento pessoal visa a uma melhoria na qualidade de vida. Para o pesquisador do departamento deixar que o acaso dirija nossas vidas é o mesmo que deixar um jovem inexperiente, sem habilitação, dirigir um automóvel. de educação da Universidade de Brasília (UnB), Antônio Flávio Testa, planejar é uma arte, principalmente porque requer atitude. Planejar exige disciplina, inteligência emocional e espiritual. Esse é um ponto muito positivo, porque é possível planejar e construir uma existência baseada em sonhos e possibilidades, não apenas reagir aos acontecimentos. Mas antes de se desesperar em busca de um papel e uma caneta, saiba que não existe uma fórmula mágica para o planejamento. Como o próprio nome diz, ele é pessoal, depende de uma auto-análise, do reconhecimento de suas fraquezas, limitações e potenciais, da definição de objetivos e de ações que permitam alcançá-los. Planejamento detalhado De acordo com o diretor da Arita Treinamento e Consultoria, Yasushi Arita, que há 18 anos trabalha na área, o planejamento é um documento escrito, detalhado, possível de ser visualizado e idealizado. Autor do livro Olhe o que você está fazendo com a sua vida!, Arita explica que deixar que o acaso dirija nossas vidas é o mesmo que deixar um jovem inexperiente, sem habilitação, dirigir um automóvel. As chances de muitas coisas darem errado são imensas. Assim é o que fazemos com nossa vida quando deixamos de dar a devida importância às metas e aos objetivos. Para quem não sabe por onde começar, Nair Baranski dá a dica. Segundo ela, as pessoas devem dividir didaticamente sua vida em seis grandes áreas e, para cada uma, seguir um roteiro com perguntas e respostas. São elas: a embalagem (corpo/saúde e beleza); profissional (inclui estudos); financeiro (tudo a respeito de dinheiro e patrimônio); relacionamentos (família e amor); social (amizades, hobbies, lazer, responsabilidade social) e eu interior (emoções/ espiritualidade) (Veja exemplo no quadro 2). Tempo equilibrado A rotina pode se tornar uma barreira para concretização das metas. Por isso, administrar o tempo também faz parte de um bom planejamento pessoal. Nosso dia tem 24 horas, por isso costumo dizer que temos de reservar em média oito horas para o repouso, oito horas para o trabalho e as outras oito horas terão que dar conta de todo o resto (lazer, esportes, cuidados com a casa e a família, beleza, atividades sociais etc), recomenda Nair. Outro fator importante é o equilíbrio entre compromissos e competências. Esse foi um dos motivos que levou o analista de sistemas e empresário, Jorge Proença, a escrever o livro Planejamento Pessoal e Administração do Tempo. A minha vida sem administração do tempo era muito complicada, ou eu me deparava fazendo poucas coisas bem feitas ou muitas coisas mal feitas. Quando coloquei Ação Jan/Fev

14 em prática algumas técnicas, comecei a fazer várias atividades, todas com resultados importantes. Além disto, também consegui aproveitar o meu tempo com a família., argumenta Proença. Atualmente, o escritor é gestor de 10 organizações sociais em diversas áreas, professor em três faculdades, palestrante, dono de uma empresa de consultoria em responsabilidade social e garante que sobra bastante tempo para a família e amigos. Proença também revela que a falta de tempo é pura ilusão. O que acontece é que temos normalmente mais opções e oportunidade do que tempo para realizá-las e temos que priorizar sempre. Segundo ele, as prioridades podem ser classificadas em baixa, média e alta, em que sempre a alta deve ser realizada primeiro, depois a média e, finalmente, a baixa. Quando não utilizamos o método corretamente, a tendência é fazermos a tarefa mais fácil e o resultado é sempre a frustração e a infelicidade. A tendência é fazermos a tarefa mais fácil e o resultado é sempre a frustração e a infelicidade Jorge Proença Foto: arquivo pessoal QuAdrO 1: ETAPAS do PlANEJAmENTO, SEguNdO YASuShi AriTA: Definir o que se deseja realizar. Ter convicção do seu desejo. Traçar claramente o prazo que deseja alcançar a meta (isso significa determinar dia, mês e ano). Dentro do seu planejamento é indispensável você programar alguns planos para checar o grau de evolução. Escrever, com clareza e precisão, qual é a sua meta, quanto tempo levará para ser atingida, a data de início e o que você vai fazer para alcançá-la. O resultado que você obtiver será diretamente proporcional ao que você fizer. Ler em voz alta o que escreveu duas vezes por dia no mínimo (manhã e noite). Sempre que fizer a leitura das metas você deve ter o pensamento de que já concretizou. O ideal é ler 21 vezes por dia durante 21 dias para gravar no inconsciente e subconsciente. Ação. Esta é a etapa mais importante. Consiste em partir para a ação imediatamente! Talvez você esteja pensando que agora não é o momento oportuno, que ainda não está preparado e que a executará, em breve, se tudo correr bem. É necessário que você saiba que o sucesso não é algo oportuno e que mesmo as coisas inoportunas têm o seu devido valor. Portanto, comece hoje mesmo, pois se você não agir, nada acontece. Imaginar diariamente as suas ações como se sua meta já estivesse sido alcançada. 14 Ação Jan/Fev 2007

15 É a partir da realização do planejamento de vida que a pessoa toma contato com sua realidade atual e com a realidade desejada. Foto: arquivo pessoal Quadro 2: O auto-conhecimento é um dos benefícios do seu planejamento. Veja como você está nas seis grandes áreas da vida. 1. Você está feliz com seu corpo, rosto? Quando foi a última vez que você fez um check-up? 2. Como você busca o progresso: planeja fazer um curso de inglês? Uma pós-graduação? Subir de nível na empresa? Você está vendendo uma imagem positiva ao mercado? 3. Você faz o orçamento financeiro dos seus gastos? Aplica sua renda de forma produtiva? 4. Qual a última vez que você disse que ama sua mãe, filho (a), marido, esposa? No trabalho, você tem uma situação mal resolvida com algum colega? 5. O que você mais gosta de fazer? Ir ao cinema, ler um livro, sair com os amigos? 6. É nessa parte que você lança um olhar para o seu interior. Você é uma pessoa feliz? Dedica um tempo para meditação, oração? O resultado, segundo a personal planner Nair Baranski, é avaliar como estão os diversos setores da sua vida, incluindo notas para cada um deles. É claro que você não conseguirá dar 10 para todos. Também seria ótimo que nenhum setor fique com a nota zero. O ideal é em torno de 7. Para quem se interessar mais pelo tema, pode se cadastrar gratuitamente no site para receber mensalmente as novidades da área. Ação Jan/Fev

16 BANCO DO BANCÁRIO SAUDADES DO BANCO DO BRASIL Foram 30 anos de aprendizado, de boa convivência, de luta, de alegrias e decepções, de vitórias e derrotas, sem dúvida, com saldo positivo Tenho saudades do Banco do Brasil do passado. Não é saudosismo, mas memória viva, boas lembranças que poderiam iluminar o presente. Dizia-se que o banco era uma mãe. Toda a trajetória de vida no Banco do Brasil começava na preparação para o concurso. Eram pelo menos quatro anos de estudo. Era um concurso difícil. Os candidatos tinham que estudar muito. Quem podia pagava cursinho, quem não podia, estudava sozinho. Foram longos finais de semana e noites de estudo. A aprovação no concurso era a realização de um sonho. Era, talvez, o melhor emprego do país. Emocionavam-se o candidato, a família, os amigos. Lembro-me que meus pais espalharam entre todos os seus amigos e parentes: Nosso filho passou no concurso do Banco do Brasil!. No Banco, a emoção do primeiro dia de trabalho vinha acompanhada de um ambiente de boas vindas, com apresentações aos colegas mais antigos, o que favorecia a adaptação. Eram três salários de gratificação anual, mais o décimo terceiro e, às vezes, uma gratificação extra. Havia licença-prêmio, o funcionário tinha direito a se inscrever para adquirir o financiamento da casa própria pela Previ e um quadro de carreira regular com promoções automáticas. Além das vantagens financeiras e das boas condições de trabalho, o novo Tenho saudades do Banco do Brasil do passado. Não é saudosismo, mas memória viva, boas lembranças que poderiam iluminar o presente funcionário encontrava no Banco do Brasil uma tradição de luta do funcionalismo em defesa dos seus direitos e do Banco. A Previ, a Cassi, entre outras organizações, são frutos dessa luta. Foram muitos e, acho que ainda hoje são, os líderes surgidos entre o funcionalismo do Banco. Não foi por acaso que a repressão da ditadura militar agiu com tanta violência lá dentro. Tomei posse em 1963 e me aposentei em Participei ativamente do movimento sindical. Foram 30 anos de vida bancária, com 24 anos no Banco do Brasil. Foi um tempo de aprendizado, de boa convivência, de luta, de alegrias e decepções, de vitórias e derrotas, com saldo positivo. Valeu a pena? Respondo como o poeta Fernando Pessoa: Tudo vale a pena se a alma não é pequena. Não sei se os colegas que se aposentarão no futuro guardarão as mesmas saudades que guardo do passado, como funcionário daquela instituição. Mas acho que o funcionalismo de hoje deve lutar para que a sua vida no Banco deixe saudades que sejam memórias para as futuras gerações. O Banco do Brasil sempre foi um celeiro de cidadãos e cidadãs conscientes, dedicados ao crescimento humano da sociedade e ao desenvolvimento do nosso país. Que assim seja. Carlos (nome fictício) Aposentado do Banco do Brasil Rio de Janeiro 16 Ação Jan/Fev 2007

17 DE VOLTA PARA O PASSADO! Hoje, os funcionários que dirigem a empresa esquecem que eles também são empregados. Agem como se estivessem acima do bem e do mal e de qualquer pobre mortal bancário Recentemente completei 50 anos de idade e de Banco do Brasil. Parece difícil entender. Eu também sou filho de funcionário do Banco e ser filho de bancário era participar dos expedientes, dos momentos difíceis e das alegrias. A cultura e a vida do Banco do Brasil não eram somente do funcionário. Permeavam as células familiares dos que faziam aquela empresa. Percebem que usei o verbo no tempo passado? Falo especificamente do passado. Época em que a vida se desenrolava em comunidade; em que os problemas eram compartilhados pelos companheiros; em que as alegrias eram comemoradas por todos e não somente por aquele que a vivenciava. Podiase dizer, naquele tempo, que os que faziam o Banco do Brasil viviam em família. Hoje, os funcionários que dirigem a empresa esquecem que também são empregados. Agem como se estivessem acima do bem e do mal e de qualquer pobre mortal bancário. Acreditam que são detentores de todo o saber. O que mais importa é a vitória? Para esses novos executivos a resposta certamente seria positiva, principalmente se essa vitória é a dele. Mas, se partirmos de uma visão solidária, afirmo que o empate é mais importante, já que se constitui a vitória de todos. Talvez, esse fosse o grande segredo do Banco do Brasil. O Banco do Brasil foi desfigurado nos últimos 20 anos. Destruíram o orgulho dos seus funcionários, jogaram por terra o respeito que os funcionários tinham pelos clientes e fizeram-nos acreditar que o Banco do Brasil era igual as demais instituições financeiras do mercado. Vivi todas as etapas que o meu Banco do Brasil enfrentou. Vi o funcionário e Banco romperem suas relações produtivas e respeitosas e transformarem-se em inimigos. Nos tempos de antigamente, não se conheciam casos de funcionários que se aposentavam com sentimentos de mágoa. Era uma luta e um sofrimento deixar de trabalhar nessa empresa. Agora, a aposentadoria é uma tábua de salvação, que todos optam com pressa e facilidade. Todos querem antecipar a separação e, desta vez, com o ódio acalentado. Alguém poderá dizer: o mundo mudou e o Banco do Brasil tem que seguir a direção que o mundo tomar. E eu perguntaria: será que estamos no caminho certo e devemos acabar com os relacionamentos humanos? Hoje, aposentado pela Previ (aderi ao recente PAA), sou um dos ex-funcionários que viu o amor que sentia pela empresa se transformar em decepção e tristeza. Será que algum dia alguém entenderá que a mágica do Banco do Brasil era ser diferente dos demais? Espero que um dia apareça um iluminado com capacidade para perceber que é possível ser ético e lucrativo, na prática, e não somente no discurso. Pedro (nome fictício) Aposentado do Banco do Brasil Rio Grande do Norte PARTICIPE! Envie seu depoimento sobre sua relação com o BB. Envie um para ou uma carta para SCRS 507, bl. A, lj. 15 CEP: Brasília/DF. O assunto deve ser Banco do Bancário. Ação Jan/Fev

18 PARABÓLICA ZERO E DEZ BANCO DO BRASIL EPidEmiA ressurgida Balanço divulgado pelo Ministério da Saúde confirmou que nos primeiros 23 dias de 2008, o Brasil registrou 18 casos de febre amarela. Esse número é maior do que o total de casos dos últimos quatro anos: 16 pessoas. Nesse ano, nove pessoas morreram em virtude do vírus amarílico. Os postos de saúde em todo o país ficaram lotados. Em alguns locais, a vacinação foi suspensa por falta de medicamento, devido à procura desenfreada. Houve casos de pessoas que precisavam viajar e não conseguiram se vacinar e outras que tomaram três doses em menos de 72 horas. Uma coisa é certa: muita gente não acreditou que vacina é capaz de imunizar indivíduos por 10 anos. Fica a lição de que campanhas preventivas são o melhor remédio. SAlTO importante O relatório Situação Mundial da fância 2008, lançado em janeiro, Inpaís subiu 27 posições pela Unicef, mostrou que o Brasil avançou nos indicadores sociais. O entre 1990 e 2006 no ranking que mede a mortalidade de crianças de até 5 anos. Saiu da 86 para a 113ª, em uma lista composta por 194 nações, na ordem decrescente do número de óbitos por mil nascidos vivos. O caminho para diminuir as desigualdades é longo, mas os números são animadores. CrédiTO PArA APOSENTAdOS Maior pagador de benefícios da Previdência Social, o BB passou a oferecer um novo cartão de crédito para aposentados e pensionistas, que permitirá a contratação de operações de empréstimo consignado dentro das novas regras do INSS. O BB, que pretende emitir 350 mil cartões em 2008, se movimenta nesse nicho de mercado com dois objetivos. Um deles é estreitar o relacionamento bancário com os cerca de 5,8 milhões de beneficiários do INSS que recebem aposentadorias e pensões no Banco. Outro é defender sua base de clientes que, no caso do crédito consignado tradicional, foi agressivamente assediada por bancos pequenos e médios. Valor Econômico MEMÓRIA reivindicações ExAmiNAdAS Defesa do anuênio, do adicional de trabalho noturno, da reclassificação do Código 308 (falta não abonada, não autorizada), além da permanência das figuras do delegado e dirigentes sindicais. Esses foram os principais pontos abordados no encontro entre o presidente da ANABB, Valmir Camilo, e vários diretores do Banco do Brasil, que aconteceu no dia 3 de fevereiro de A reunião também serviu para reforçar a preocupação da ANABB com as recentes decisões do banco de suspender conquistas do funcionalismo. marca de PESO O Banco do Brasil está com uma nova investida para o ano do bicentenário. A instituição estuda como a marca pode ser usada para estampar vestuário, material escolar e demais produtos que não estão relacionados com serviços financeiros. Além de fortalecer o símbolo do BB, o projeto de licenciamento da marca é uma resposta à pirataria feita com o emblema do Banco. De acordo com o gerente da divisão de marca do BB, Lourivaldo Paula Lima Júnior, a receita da venda dos artigos com chancela do Banco do Brasil será revertida para projetos de sustentabilidade da instituição. O lançamento da iniciativa está programado para outubro, quando o BB completa 200 anos, e a área de artigos esportivos deverá ser a primeira a ter a marca estampada em produtos. Como publicou o jornal Valor Econômico: Banco do Brasil, uma grife não só financeira. Agência ANABB com informações do jornal Valor Econômico, 29/01

19 NO NO CRAVO E NA E NA FERRADURA O de fuga de fuga que que rendiam rendiam prisões prisões e correnterentes no pescoço. no pescoço. Os reféns Os reféns tam- tam-não vou não ter vou com ter a senhora com a senhora porque porque e corbébém eram eram obrigados obrigados a caminhar a caminhar por por eu não eu aceito não discriminação aceito discriminação ela ela locais locais de risco de risco para para fugirem fugirem do exércitocito. Do relacionamento Do relacionamento entre entre Clara Clara eu fale eu o quê? fale Ela o quê? não é Ela branca, não é ela branca, ela do exér- respondeu respondeu e daí? e Você daí? quer Você que quer que Rojas Rojas e um e um guerrilheiro guerrilheiro das Farc das Farc é preta, é ela preta, é negra, ela é uma negra, negrinha uma negrinha nasceu nasceu Emmanuel, Emmanuel, hoje com hoje 3 com anos. 3 anos. mesmo, mesmo, descreveu descreveu uma das uma testemunhastemunhas. Se condenada, Se condenada, ela pode ela pode das tes- Retirado Retirado dos braços dos braços da mãe da ainda mãe ainda bebê, bebê, ele felizmente ele felizmente voltou voltou para o para o pegar de pegar um a de três um anos a três de prisão. anos de prisão. colo colo materno. materno. Jornal Hoje Jornal 24/01 Hoje 24/01 Brasil dos milionários O BRASIL DOS MILIONÁRIOS Mordomias de um país de primeiro mundo não faltam para os milioná- Mordomias de um país de primeiro mundo não faltam para os milionários que ilustraram a reportagem da rios que ilustraram a reportagem da revista IstoÉ, do dia 20 de janeiro deste ano. O verão em Angra dos Reis é revista IstoÉ, do dia 20 de janeiro deste ano. O verão em Angra dos Reis é movimentado. O local abriga mais de movimentado. O local abriga mais de 300 ilhas e reúne pessoas com bolso 300 ilhas e reúne pessoas com bolso cheio: uns podem pagar até R$ 400 cheio: uns podem pagar até R$ 400 mil pelo aluguel de 10 dias de um mil pelo aluguel de 10 dias de um imóvel, outros vão ao supermercado imóvel, outros vão ao supermercado de lancha, outros pousam de helicóptero na própria lancha, sem contar de lancha, outros pousam de helicóptero na própria lancha, sem contar aqueles que são donos de ilhas. IstoÉ aqueles 20/01 que são donos de ilhas. IstoÉ 20/01 De volta para casa DE Após VOLTA seis PARA anos CASA mantidas em cativeiro, Após a liberação seis anos de mantidas Clara Rojas em e cativeiro, Consuelo a liberação González de de Clara Perdomo, Rojas e de ex-reféns de Consuelo das González Forças Armadas de Perdomo, Revolucionárias ex-reféns das da Forças Colômbia Armadas (Farc), foi Revolucionárias dos principais da Colômbia jornais e revistas (Farc), foi tema todo dos o mundo. principais Elas jornais relataram e revistas aos tema jornalistas em todo o as mundo. condições Elas inóspitas relataram em aos que jornalistas viviam e as as condições tentativas inóspitas frustradas em que viviam e as tentativas frustradas Restrições RESTRIÇÕES para TV PARA e rádio TV E RÁDIO Foi aprovado Foi aprovado pela Comissão pela Comissão de de Ciência Ciência e Tecnologia e Tecnologia o projeto o que projeto que proíbe as proíbe emissoras as emissoras de rádio de e TV rádio e TV de veicular, de veicular, nos horários nos horários destinados ao público destinados ao infanto-juvenil, público infanto-juvenil, publicidade de bebida alcoólica, tabaco, publicidade de bebida alcoólica, tabaco, armas e munições, ou que desrespeite os valores éticos e sociais da armas e munições, ou que desrespeite os valores éticos e sociais da pessoa e da família. O PL 29/99, pessoa e da família. O PL 29/99, do deputado Paulo Rocha (PT-PA), do deputado Paulo Rocha (PT-PA), foi aprovado nos termos do substitutivo apresentado pela relatora, foi aprovado nos termos do substitutivo apresentado pela relatora, deputada Maria do Carmo Lara deputada Maria do Carmo Lara (PT-MG). O texto tramita em caráter (PT-MG). O texto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado conclusivo e ainda será analisado Péssimo exemplo pela Comissão de Seguridade e Família e pela CCJ. PÉSSIMO EXEMPLO pela Comissão de Seguridade e Família e pela CCJ. No Rio de Janeiro, uma mulher No Rio de Janeiro, uma mulher foi detida acusada de injúria racista contra a funcionária de uma Jornal da Câmara foi detida acusada de injúria racista contra a funcionária de uma Jornal da Câmara lanchonete. A vítima contou para a lanchonete. A vítima contou para a polícia que estava trabalhando no balcão polícia da lanchonete que estava de trabalhando um cinema, no balcão quando da a mulher lanchonete fez o pedido. de um cinema, Mas na hora quando do pagamento, a mulher fez o cartão Mas de Ana na Cristina hora do de pagamento, Paiva não o car- o pedido. funcionou. tão de Ela Ana falou Cristina para de o gerente ah, funcionou. porque essa Ela negrinha falou para da Ro- o geren- Paiva não cinha te é ah, uma porque péssima essa funcionária, negrinha da Rocinha a moça. é uma O péssima tumulto chamou funcionária, contou a atenção contou de a moça. outras O pessoas. tumulto Um chamou grupo a atenção de jovens de desistiu outras de pessoas. assistir Um ao filme grupo e de foi depor jovens a desistiu favor da de funcionária. ao filme Quando e foi depor o gerente a favor falou da fun- assistir para cionária. ela esse Quando tipo de conversa o gerente eu falou para ela esse tipo de conversa eu Ação Jan/Fev Ação Jan/Fev

20 CASSI 20 Ação Jan/Fev 2007

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI. CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin

CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI. CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin CONSULTA EPISTOLAR nº 01/2014 ELEIÇÕES CASSI E PREVI CONSELHEIRO VOTO REGISTRO 1. Ana Lúcia Landin Acompanho o voto da Conselheira Graça Machado, a seguir descrito: A FAVOR DA ANABB ajudar todas as chapas

Leia mais

WILLIAM BENTO Presidente em exercício

WILLIAM BENTO Presidente em exercício DIRETOR ESTADUAL Walcinyr Bragatto (SP) DIRETORIA-EXECUTIVA VALMIR CAMILO Presidente WILLIAM JOSÉ ALVES BENTO Diretor Administrativo e Financeiro DENISE LOPES VIANNA Diretora de Comunicação e Desenvolvimento

Leia mais

DIZER SIM É PRECISO, POIS VIVER NÃO É PRECISO

DIZER SIM É PRECISO, POIS VIVER NÃO É PRECISO Ação Julho2007 EDITORIAL DIZER SIM É PRECISO, POIS VIVER NÃO É PRECISO No último processo eleitoral da Cassi, a ANABB tomou a decisão de disputar as eleições com chapa própria, sem qualquer aliança política.

Leia mais

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2. Entrevistador: Nome do entrevistado: Telefone: (xx)xxxxxxxx N : Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.Rural Estado: AC AP DF MA MT PE RJ RR SE AL BA ES MG PA PI RN RS SP AM CE GO MS PB PR

Leia mais

Faça amizades no trabalho

Faça amizades no trabalho 1 Faça amizades no trabalho Amigos verdadeiros ajudam a melhorar a saúde, tornam a vida melhor e aumentam a satisfação profissional. Você tem um grande amigo no local em que trabalha? A resposta para essa

Leia mais

A importância de um plano de aposentadoria complementar

A importância de um plano de aposentadoria complementar INFORMATIVO É a melhor maneira de planejar a sua aposentadoria; Poupança com 100% de rentabilidade - Parte Patrocinadora; Rentabilidade totalmente revertida ao participante Datusprev sem fins lucrativos;

Leia mais

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB!

O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! O Ponto entrevista Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para ATRFB! A história da Letícia Odorizi, aprovada em 1º lugar para Analista Tributário da Receita Federal do Brasil, é mais uma das histórias

Leia mais

REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC)

REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC) REDE DE COMUNICADORES CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO (CBIC) Objetivo, metodologia e amostra OBJETIVO DO TRABALHO Identificar as práticas de Comunicação dos profissionais que fazem parte da

Leia mais

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 10 de junho de 2014

Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes. Brasília, 10 de junho de 2014 Audiência Pública Comissão Especial PL 4238/12 Piso Salarial de Vigilantes 1 Brasília, 10 de junho de 2014 Quem Somos? A Federação Nacional das Empresas de Segurança e Transporte de Valores- FENAVIST,

Leia mais

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015

Recupere a saúde financeira e. garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Recupere a saúde financeira e garanta um futuro tranquilo Reitoria da UNESP, 13/05/2015 Objetivo geral Disseminar conhecimento financeiro e previdenciário dentro e fora da SP-PREVCOM buscando contribuir

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #26 Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. Saí da prisão volto coleção Conversas #26 - setembro 2015 - e estou ou não desempregado, para o crime? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS, da

Leia mais

Região. Mais um exemplo de determinação

Região. Mais um exemplo de determinação O site Psicologia Nova publica a entrevista com Úrsula Gomes, aprovada em primeiro lugar no concurso do TRT 8 0 Região. Mais um exemplo de determinação nos estudos e muita disciplina. Esse é apenas o começo

Leia mais

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Índice. Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach Índice Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada. Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira de Coaching

Leia mais

Investimento para Mulheres

Investimento para Mulheres Investimento para Mulheres Sophia Mind A Sophia Mind Pesquisa e Inteligência de Mercado é a empresa do grupo de comunicação feminina Bolsa de Mulher voltada para pesquisa e inteligência de mercado. Cem

Leia mais

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach

Porque fazer um curso de Coaching? Tendências do Mercado de Coaching. Um dia na vida de um Coach. Teste: Tornando-se um Coach ABRACOACHING 2015 1 Porque fazer um curso de Coaching? Metodologia Comprovada Resultados sem precedentes As maiores razões para escolher um coach Tendências do Mercado de Coaching Oportunidades da Carreira

Leia mais

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR

Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR Diogo Caixeta 6 PASSOS PARA CONSTRUIR UM NEGÓCIO DIGITAL DE SUCESSO! WWW.PALAVRASQUEVENDEM.COM WWW.CONVERSAODIGITAL.COM.BR INTRODUÇÃO Você está cansado de falsas promessas uma atrás da outra, dizendo

Leia mais

FEIRÃO CAIXA DA CASA PRÓPRIA. II Fórum de Comunicação do Governo Federal no Nordeste 11 NOV 2008

FEIRÃO CAIXA DA CASA PRÓPRIA. II Fórum de Comunicação do Governo Federal no Nordeste 11 NOV 2008 FEIRÃO CAIXA DA CASA PRÓPRIA ESTRATÉGIA DO FEIRÃO OS PÚBLICOS TRABALHADOS ESTRATÉGIA DE COMUNICAÇÃO RESULTADOS ESTRATÉGIA DO FEIRÃO Disponibilizar espaço para a interação entre demanda (população), oferta

Leia mais

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL

IMPORTÂNCIA DE TER UM CONTROLE FINANCEIRO PESSOAL A IMPO RTÂNC IA DE TE R UM CONT ROLE FINAN CEIRO PESSO AL F U N D O Introdução É normal encontrar pessoas que imaginam não precisarem ter um controle financeiro pessoal, pois não ganham o suficiente para

Leia mais

Coleção ajuda no sucesso profissional

Coleção ajuda no sucesso profissional COLEÇÃO Unic Josafá Vilarouca Renata Tomasetti (11) 5051-6639 josafa@unicbuilding.com.br renata@unicbuilding.com.br Coleção ajuda no sucesso profissional Série lançada pela Publifolha possui 36 títulos,

Leia mais

Manual Perfis de Investimentos

Manual Perfis de Investimentos Manual Perfis de Investimentos 2015 Manual de Perfis de Investimentos Índice Perfi s de Investimentos Avonprev... 4 Por que existem os Perfi s de Investimentos... 5 O que são Perfi s de Investimentos...

Leia mais

A vez e a voz das crianças

A vez e a voz das crianças 119 outubro de 2010-ESPECIAL CRIANÇA PARA LER NO AR A vez e a voz das crianças Às vésperas de 12 de outubro, Dia das Crianças, eu convido você, ouvinte, a refletir sobre os direitos das meninas e meninos

Leia mais

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico.

Missão. fortaleçam a segurança no transporte rodoviário e que qualifiquem o capital humano no setor logístico. O Instituto Julio Simões foi criado em 2006 com o objetivo de fortalecer o trabalho social que a JSL realizava junto às comunidades do entorno de suas operações. Seguindo a vocação de sua mantenedora de

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 3 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

Programa Rede A PARCERIA CFC E SEBRAE: EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA EM RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL E SOCIAL

Programa Rede A PARCERIA CFC E SEBRAE: EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA EM RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL E SOCIAL Programa Rede A PARCERIA CFC E SEBRAE: EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA EM RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL E SOCIAL JUSTIFICATIVA A experiência na implementação da primeira versão do Programa Contabilizando o Sucesso

Leia mais

AçãoEstadual - eleições2006 DIRETOR ESTADUAL DIRETORIA-EXECUTIVA CONSELHO DELIBERATIVO

AçãoEstadual - eleições2006 DIRETOR ESTADUAL DIRETORIA-EXECUTIVA CONSELHO DELIBERATIVO DIRETOR ESTADUAL Francisco Alves e Silva - Xixico (MG) DIRETORIA-EXECUTIVA VALMIR CAMILO Presidente WILLIAM JOSÉ ALVES BENTO Diretor Administrativo e Financeiro DENISE LOPES VIANNA Diretora de Comunicação

Leia mais

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11

Índice. - Introdução... 3. - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos. - Controle Seus Sentimentos... 11 1 Índice - Introdução... 3 - Economize em Gastos... 7 com Supérfluos - Controle Seus Sentimentos... 11 - Quite suas Dívidas, mesmo... 14 que Seja Necessário Fazer um Empréstimo - Não Siga a Massa, Existem...

Leia mais

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso

12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Novo Negócio 12 Dicas Para Montar Um Negócio De Sucesso Vinícius Gonçalves Equipe Novo Negócio Espero sinceramente que você leia este PDF até o final, pois aqui tem informações muito importantes e que

Leia mais

Gerência de Comunicacão

Gerência de Comunicacão Gerência de Comunicacão Quem somos? Representação política e institucional Representação sindical Educação cooperativista, promoção social e monitoramento Gecom Marketing Publicidade e propaganda Assessoria

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa

Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa Veículo: O Globo Data: 07/09/15 Com inflação e juros em alta, hora de fazer 'ajuste fiscal' em casa Em tempos de desaceleração da economia e inflação e juros em alta, a cada mês as famílias se deparam

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ

Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ Dpto. Jurídico do Direito Administrativo da ANSEF/RJ É bom saber... LEI Nº 12.618, DE 30 DE ABRIL DE 2012. Institui o regime de previdência complementar para os servidores públicos federais titulares de

Leia mais

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício

Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 1 Fidelização dos consumidores aos planos de saúde e grau de interesse por quem não possui o benefício 2013 Índice 2 OBJETIVO E PÚBLICO ALVO METODOLOGIA PLANO DE SAÚDE O MERCADO DE PLANO DE SAÚDE PERFIL

Leia mais

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009

QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 QUADRO NACIONAL DA GREVE DOS SERVIDORES DA DRT novembro/2009 ESTADOS GREVE/PERCENTUAL ES Greve * MG Greve a partir de 13/11 PR Greve * RJ Greve * RS Greve * SE Greve * BA Greve * SP Adesão a partir do

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade...

3. Os erros têm sido cometidos exatamente onde há maior dificuldade... Entrevista com PEDRO MANDELLI Consultor na área de mudança organizacional, Pedro Mandelli é um dos maiores especialistas em desenho e condução de processos de mudança em organizações. É professor da Fundação

Leia mais

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008

Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011. Atividades e Metas para 2008 Plano de Trabalho da ASPAS Gestão 2008/2011 Atividades e Metas para 2008 1 - Ações institucionais 1.1 - Acompanhar a gestão atuarial e de investimentos do PS-I e do PS-II, tomando medidas em defesa dos

Leia mais

Quanto Ganha um Engenheiro?

Quanto Ganha um Engenheiro? Quanto Ganha um Engenheiro? Na média, R$ 5.096,50 por mês. A pesquisa online foi realizada no período de 19 de Março a 8 de Abril e colheu informação de duzentos profissionais espalhados por todo o país,

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul

GESTÃO FINANCEIRA para FICAR NO Azul GESTÃO FINANCEIRA para ficar no azul índice 03 Introdução 04 Capítulo 1 O que é gestão financeira? 06 Capítulo 2 Gestão financeira e tomada de decisões 11 13 18 Capítulo 3 Como projetar seu fluxo financeiro

Leia mais

O CAMINHO PARA REFLEXÃO

O CAMINHO PARA REFLEXÃO O CAMINHO PARA REFLEXÃO a 1 Semana EMPREENDER É DAR A SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A SOCIEDADE No mudo dos negócios existe a diferença visível do acomodado que nunca quer aprender a mesma coisa duas vezes e o

Leia mais

Relatório Anual de Desempenho 2012

Relatório Anual de Desempenho 2012 Relatório Anual de Desempenho 2012 Brasília, janeiro de 2013 ALÔ SENADO Em 2012, o Alô Senado registrou 1.098.035 mensagens distribuídas. A maior parte dos atendimentos (95%) foram solicitações de envio

Leia mais

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios...

Aviso Legal...6. Sobre o autor... 7. Prefácio... 8. 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11. 2. Importação Seus Mistérios... Conteúdo Aviso Legal...6 Sobre o autor... 7 Prefácio... 8 1. Empreendimento Online Por Que Criar Um?... 11 2. Importação Seus Mistérios... 14 2.1 Importar é Legal?... 15 2.2 Por Que Importar?... 15 2.3

Leia mais

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO

Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Energisa e Junior Achievement de Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO Minas Gerais 2013 1 SUMÁRIO Resultados Gerais Junior Achievement... 2 Resultados Conquistados desta parceria... 3 Resultados Conquistados

Leia mais

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA

O LABORATÓRIO DE PESQUISA DA UNICARIOCA Ingressar em um emprego mediante concurso público é ambição para muitas pessoas, isso se deve ao fato de que o salário oferecido, a estabilidade, os benefícios na maioria dos cargos é bastante superior

Leia mais

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida

+informado. Ele estudou e conseguiu um bom emprego. 2 O diploma que abre portas Amanco ao seu lado. 4 Capa: a Amanco mudou a minha vida +informado Ano VII - nº 4 - Dezembro de 2013 Ele estudou e conseguiu um bom emprego... E, HOJE, É INSTRUTOR DO SENAI Guilherme Moreira fez o curso de Instalador Hidráulico Amanco... Conheça uma história

Leia mais

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos

3. Autonomia frente aos partidos e parlamentares e Independência em relação aos patrões e governos Eixo III: Programa de trabalho para a direção do SISMMAC Continuar avançando na reorganização do magistério municipal com trabalho de base, organização por local de trabalho, formação política e independência

Leia mais

BARÔMETRO AMB DE CONFIANÇA A NAS INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS JUNHO 2008

BARÔMETRO AMB DE CONFIANÇA A NAS INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS JUNHO 2008 BARÔMETRO AMB DE CONFIANÇA A NAS INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS JUNHO SUMÁRIO. APRESENTAÇÃO. METODOLOGIA. PRINCIPAIS RETADOS APRESENTAÇÃO O presente estudo inaugura uma iniciativa da Associação dos Magistrados

Leia mais

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira

A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA. -feira A EDIÇÃO PAULISTA DA ECONOFARMA ESTÁ DE VOLTA -feira EM 2014, A ECONOFARMA RETORNA COM UM NOVO OLHAR SOBRE O VAREJO FARMACÊUTICO CENÁRIO ATUAL O varejo nacional projeta otimismo de crescimento para os

Leia mais

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros!

Consórcio. Imobiliário. na prática. Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! Consórcio Imobiliário na prática Por que o consórcio é muito mais interessante do que o financiamento? Livre-se dos Juros! 1 Sobre a empresa A A+ Consórcios iniciou suas atividades com o objetivo de gerir

Leia mais

Aprenda como renegociar suas dívidas e A TER

Aprenda como renegociar suas dívidas e A TER Aprenda como renegociar suas dívidas e VOLTAR A TER CRÉDITO O PROBLEMA FINANCEIRO PODE LEVAR SUA FAMÍLIA À RUÍNA. A dívida entra pela porta da frente e o amor sai pela porta dos fundos. É fácil identificar

Leia mais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais

Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Fonte: O Globo Data: 16/09/2015 Seção: Economia Versão: Impresso (página 25) e Online Medidas anunciadas pelo governo afetam mercado imobiliário, cursinhos e servidores públicos federais Retomada de cobrança

Leia mais

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento

Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Guia completo para o sucesso de sua loja de veículos: dicas de como ter sucesso e manter uma alta lucratividade neste segmento Introdução Planejamento Divulgando sua loja Como fechar as vendas Nota Fiscal

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 68 Discurso na cerimónia de lançamento

Leia mais

SUMÁRIO. por: tayara Correa nunes

SUMÁRIO. por: tayara Correa nunes SUMÁRIO 1. INtRODUÇÃO 2. HISTÓRIA DO CARTÃO 3. CARÁCTERISTICAS DO CARTÃO 4. COMO USAR - passo a passo 5. BENEFÍCIOS E VANTAGENS 6. POR QUE USAR O CARTÃO E NÃO O DINHEIRO Utilização do E-BOOK OBS.. O autor

Leia mais

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência

As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência As mudanças mais importantes no Bradesco Previdência No dia 21 de julho, o RH do Banco Bradesco e diretores do Bradesco Previdência expuseram, a cerca de 50 dirigentes sindicais, as mudanças no plano de

Leia mais

Relatório de Curso ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA FLORIANÓPOLIS

Relatório de Curso ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA FLORIANÓPOLIS Relatório de Curso ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES JORNALISMO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA FLORIANÓPOLIS Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E

Leia mais

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas?

Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? 2 Você já teve a experiência de enviar um email e, em pouco tempo, ver pedidos de orçamento e vendas sendo concretizadas? É SOBRE ISSO QUE VOU FALAR NESTE TEXTO. A maioria das empresas e profissionais

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 49 Discurso na solenidade de lançamento

Leia mais

análise da sequência de

análise da sequência de Laila Vanetti - Setembro de 2014 Laila Vanetti - Setembro de 2014 último encontro análise da sequência de vendas de Conrado adolpho 1º E-mail Conrado adolpho Assunto: O que fizemos aqui na Webliv... Oi,

Leia mais

Projeto: Curta Esmeralda Ortiz

Projeto: Curta Esmeralda Ortiz Projeto: Curta Esmeralda Ortiz Uma história de superação que poderá ser um alento para quem sofre com a dependência química e também para seus familiares. Um filme que tem o propósito de ajudar na prevenção

Leia mais

Futura Economista Futuro Economista. Bem-vindo. a esta maravilhosa profissão!

Futura Economista Futuro Economista. Bem-vindo. a esta maravilhosa profissão! Futura Economista Futuro Economista Bem-vindo a esta maravilhosa profissão! O Conselho Federal de Economia traz para você informações importantes sobre as perspectivas da profissão. Bem - Vindo O COFECON

Leia mais

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança

03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança 03 Passos para o Seu Dinheiro da Poupança Render 5 Vezes Mais por Leandro Sierra Índice Apresentação...03 Introdução... 04 Passo 1...05 Passo 2... 08 Educação Financeira para a Segurança do seu Investimento...

Leia mais

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais!

Vencedores! Ideias de Negócio. Passos para criar. Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Por Rafael Piva Guia 33 Prático Passos para criar Ideias de Negócio Vencedores! Descubra como criar ideias com potencial lucrativo, alinhadas com suas habilidades pessoais! Que bom que você já deu um dos

Leia mais

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04

Gestão. Práticas. Editorial. Geovanne. Acesse online: 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) 03 e 04 Práticas de Gestão Editorial Geovanne. 02 01. Indicador de motivo de não venda 02. DRE (demonstração dos resultados do exercício) Como faço isso? Acesse online: 03 e 04 www. No inicio da década de 90 os

Leia mais

Atividade - Sequência Conrado Adolpho

Atividade - Sequência Conrado Adolpho Atividade - Sequência Conrado Adolpho Agora, eu quero lhe apresentar os 6 e-mails do conrado adolpho para vender o 8ps. Quero que você leia está sequência com muita atenção e, depois, responda às provocações

Leia mais

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários

Educação Financeira. Crédito Consignado. Módulo 5: Serviços Bancários Educação Financeira Crédito Consignado Módulo 5: Serviços Bancários Objetivo Conscientizar nossos clientes sobre os serviços bancários e as funções de cada funcionário O conteúdo deste material é baseado

Leia mais

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO

DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO DIREÇÃO NACIONAL DA CUT APROVA ENCAMINHAMENTO PARA DEFESA DA PROPOSTA DE NEGOCIAÇÃO DO SALÁRIO MÍNIMO, DAS APOSENTADORIAS E DO FATOR PREVIDENCIÁRIO A CUT e as centrais sindicais negociaram com o governo

Leia mais

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno

O Guia do Relacionamento para o corretor moderno O Guia do Relacionamento para o corretor moderno Introdução 3 O que é marketing de relacionamento 6 Como montar uma estratégia de relacionamento 9 Crie canais de relacionamento com o cliente 16 A importância

Leia mais

Como contratar de forma eficaz

Como contratar de forma eficaz Como contratar de forma eficaz Todos nós, de uma forma ou de outra, somos imperfeitos. Mesmo assim, procuramos contratar as pessoas perfeitas. A Robert Half fornece profissionais altamente qualificados

Leia mais

METODOLOGIA & PERFIL

METODOLOGIA & PERFIL Maio2010 JOB 100283 METODOLOGIA & PERFIL Metodologia e Amostra Pesquisa quantitativa, com aplicação de questionário estruturado através de entrevistas pessoais. Objetivo Geral Levantar um conjunto de informações

Leia mais

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto

, como desenvolver o seu primeiro infoproduto Olá! Seja bem-vindo a essa série de três vídeos, onde eu quero mostrar exatamente como criar, como desenvolver e como fazer um marketing do seu próprio produto digital, criando um negócio altamente lucrativo

Leia mais

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado

ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE. Por: Alexandre Maldonado ROI COMO SABER DEFINITIVAMENTE O RESULTADO DAS AÇÕES DE MARKETING DO SEU E- COMMERCE Por: Alexandre Maldonado Autor do site Marketing para E- commerce www.marketingparaecommerce.com.br TERMOS DE RESPONSABILIDADE

Leia mais

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010

SENSUS. Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE. 03 a 07 de Novembro de 2010 Pesquisa e Consultoria Relatório CAMPANHA DE ESCLARECIMENTO DO TSE ELEIÇÕES 2010 FIELDS COMUNICAÇÃO TSE 03 a 07 de Novembro de 2010 Rua Grão Pará 737, 4 andar Cep 30150-341 Belo Horizonte MG Tel. 31-33042100

Leia mais

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais.

METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO. A margem de erro máxima para o total da amostra é 2,0 pontos percentuais. METODOLOGIA METODOLOGIA AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.085 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16 anos, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do país. As entrevistas foram

Leia mais

4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S

4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S como organizar as finanças da sua empresa 4 F E R R A M E N TA S E S S E N C I A I S AUTHOR NAME ROBSON DIAS Sobre o Autor Robson Dias é Bacharel em Administração de Empresas e Possui MBA em Gestão Estratégica

Leia mais

Enem. Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade!

Enem. Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade! Enem Dicas para você se dar bem na prova. A prova do ENEM está ai e você precisa de uma boa nota, certo? Verdade! Não tem mais para onde correr: O resto dos seus dias depende disso. Ou pelo menos é assim

Leia mais

Quantidade de pedidos registrados por mês

Quantidade de pedidos registrados por mês Relatório de Pedidos de Acesso à Informação e Solicitantes (*) Informações adicionais para o correto entendimento do relatório podem ser encontradas na última seção. Órgão(s) de referência: MinC - Ministério

Leia mais

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação

Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação NÚMERO 21 ABRIL MAIO 2010 Editado pela Assessoria de Comunicação Institucional Exerça o democrático direito de voto e escolha seus representantes na Fundação 02 Candidatos a Diretor de Benefícios participam

Leia mais

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS.

contribuição previdenciária de aposentados e pensionistas, e a PEC 63, que resgata o ATS. Neste ano histórico em que completa 60 anos de vitoriosa trajetória associativa, a Amagis é agraciada ao ser escolhida para sediar, novamente, onze anos depois, outro importante encontro integrativo como

Leia mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais

Família e dinheiro. Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? Todos juntos ganham mais 1016327-7 - set/2012 Quer saber mais sobre como usar melhor o seu dinheiro? No site www.itau.com.br/usoconsciente, você encontra vídeos, testes e informações para uma gestão financeira eficiente. Acesse

Leia mais

guia prático volume I finanças

guia prático volume I finanças guia prático volume I finanças Manter-se bem informado para gerenciar seu consultório ou clínica da melhor maneira possível é fundamental para o sucesso. Dessa forma, além de obter um resultado final mais

Leia mais

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA

OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA BOLETIM TÉCNICO MAIO/2011 OS TRÊS PILARES DO LUCRO PEQUENA E MÉDIA EMPRESA Um empresário da indústria se assustou com os aumentos de custo e de impostos e reajustou proporcionalmente seus preços. No mês

Leia mais

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO

Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Comunicação empresarial eficiente: Saiba como gerir uma equipe com essas dicas REALIZAÇÃO Sumário 01 Introdução 02 02 03 A comunicação dentro das empresas nos dias de hoje Como garantir uma comunicação

Leia mais

Como criar. um artigo. em 1h ou menos. Por Natanael Oliveira

Como criar. um artigo. em 1h ou menos. Por Natanael Oliveira Como criar um artigo em 1h ou menos Por Natanael Oliveira 1 Como escrever um artigo em 1h ou menos Primeira parte do Texto: Gancho Inicie o texto com perguntas ou promessas, algo que prenda atenção do

Leia mais

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA!

EDIÇÃO 06 NOVEMBRO 2014 ANO 2. Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! Uso consciente do crédito: PROPAGUE ESSA IDEIA! EDUCAÇÃO FINANCEIRA USO CONSCIENTE DO CRÉDITO: PROPAGUE ESSA IDEIA! Ele está tão integrado ao nosso dia a dia, que alguns consumidores acabam usando o recurso

Leia mais

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul

Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul Fluxo de caixa: organize e mantenha as contas no azul O segredo do sucesso da sua empresa é conhecer e entender o que entra e o que sai do caixa durante um dia, um mês ou um ano. 1 Fluxo de caixa: organize

Leia mais

COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE

COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE COMISSÃO DE FISCALIZAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE REQUERIMENTO Nº, DE 2011. (Do Sr. Duarte Nogueira) Requeiro que seja convocado o Sr. Mário Negromonte, Ministro de Estado das Cidades, para prestar esclarecimentos

Leia mais

Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa

Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa Seu Dinheiro Como ter mais dinheiro e mais tempo, segundo Gustavo Cerbasi e Christian Barbosa Mais do que garantir uma boa poupança ou otimizar a agenda, aprenda a juntar as duas coisas e fazer seu tempo

Leia mais

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução Esta segunda sequência respeita a estrutura da sequência do Eben que analisamos.o template é adequado aos profissionais que podem (e querem) trabalhar com os três mosqueteiros, ou seja, apresentar uma

Leia mais

10 Dicas para lucrar

10 Dicas para lucrar E-BOOK 10 Dicas para lucrar com Fotografia Infantil, Gestante e Casamentos Autor: Leo Castro www.marketingparafotografos.com.br E-BOOK Copyright 2015, Marketing para fotógrafos, Todos os direitos reservados

Leia mais

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Agosto de 2015 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice o Objetivo, metodologia e amostra... 03 o Sumário... 04 o Perfil dos respondentes... 05 o Pretensão

Leia mais

Rafael Siqueira 0 SUCESSO. é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso!

Rafael Siqueira 0 SUCESSO. é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! 0 SUCESSO é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! 0 SUCESSO é apenas seu! 5 passos para conquistar o caminho para o seu Sucesso! Versão 1.0 Introdução: Acredito que o processo

Leia mais

VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE.

VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE. VOCÊ QUER SABER? A FUNDAÇÃO RESPONDE. ACESSO WEB QUEM PODE ENTRAR NA ÁREA RESTRITA ATRAVÉS DO SITE FBSS? Participantes Ativos Assistidos (Aposentados e Pensionistas) Importante: Dependentes e pessoas que

Leia mais

Censo Nacional das Bibliotecas Públicas P

Censo Nacional das Bibliotecas Públicas P Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional Diretoria de Livro, Leitura e Literatura Fundação Biblioteca Nacional Sistema Nacional de Bibliotecas PúblicasP Censo Nacional das Bibliotecas

Leia mais

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante

Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Gestão de Finanças Pessoais Nome do Palestrante Como nos relacionamos com o dinheiro? O que é dinheiro? Como nos relacionamos com o dinheiro? O que o dinheiro significa para você? Sonhos Sonhos não se

Leia mais

Brincar de ler e escrever

Brincar de ler e escrever I Edital FNA 2015 Brincar de ler e escrever A Fundação Negro Amor - FNA foi criada em 2008 e, desde então, desenvolve ações na área socioeducativa e cultural, com foco na promoção da educação infantil

Leia mais

O áudio está sendo apresentado simultaneamente na Internet, no endereço ri.totvs.com.br.

O áudio está sendo apresentado simultaneamente na Internet, no endereço ri.totvs.com.br. Operadora: Bom dia. Sejam bem-vindos à teleconferência da TOTVS referente aos resultados do 4T e ao ano de 2014. Estão presentes os senhores Laércio Cosentino, Diretor Presidente e Membro do Conselho da

Leia mais

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Garantir os 20% das vagas, e a efetivação das condições de acesso e permanência AC/08 necessárias para pessoas

Leia mais