PODER JUD~C~ARIO JUSTIÇA FEDERAL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PODER JUD~C~ARIO JUSTIÇA FEDERAL"

Transcrição

1 PODER JUD~C~ARIO 2" Vara da 8" Subseçao Judiciaria - Bauru - SP - autos no U Autos no Ação Civil Pública Autor: Ministério Publico Federal Réus: Construtora Romano Goni;alves Engenharia e Comercio Ltda. e outros Sentença Tipo "h" Trata-se de Ação Civil l'ública propusta pelo hlit~istério l'iiblicri Federal em face de Ctinstrutora Romaiiri Goric:~Ives Et-igeiihai-iii c Co~iléicio 1,tda. ("Coriteto"), rliigeliíia,iz da Roinano C:ur!-, i1 n tonjo C;oncalrc:s Iii1ho, Angeia Márcia Komario C:ury hion tciro, C:ésac ~Irigusto dc I"xi~,-a hlontciio c Caixa EcciiiAmica Federal, cor11 a fiiialiciadc de defesa do coi~sumidor, teiido-sc em vista quc foraili coiisti.iiíjas uilidades habitacioriais nci Kesidei~cial Primavera, Bauru /SP, c111 des:icordo ccirn o ~nemurial descritivo e com exigências da I'rcfeitriea c: da C:I:F, unidades cstas finariciadas com recursos do k-g'i'k Para a defcsa dcstes cuxisumidiires, o "l'arc~uci" a) rcpaiacão dos vícios constrritrvos i: d;i cuecucio irregular Je projeto, bcm como realizar o restante da cilii-a do empreendimento para obtencào do "Habite-se" ou o cuinprin-icriio dei disposto na cláiisula s-igésiina do contrato de fii~anciarncrito se s C:onstrutora não entregar a obra; mutuários; L) indenizacão pelcis danos c) repor ou su\istituii os matcriais cinpregadr~s 1121 obra, sc estes forcm de inferirir ualidade;

2 PODER JUDICIÁRIO JUSTICA FEDERAL 2" Vara da 8" Subsecão Judiciária - Bauru - SP - autos no d) realizar todos os serviqos na obra descritos i~ci meinorial descritivo e/ou Manual da Caixa; e) suportar os Ônus financeiros decorieiltes ria suspensão iio pagamento das prestações até a entrega das unidades.habitacionais cm perfeitas condições. pcrtinentç. dc que i~ão intervirá na lide. h inicial está instruída com a documentaciio Os réus furam devidamente citados às fls h União manifestou-se Bs fls. 570/571, rio sentido Apresentada a contestacão da empresa ré e sócios às fls. 572/601; da Caixa Econômica Federal Bs fls. 626/639. O Ministério Público Federal se manifestou sobre as contestações apreseiltadas lielos réus as fls s tls. 821/822, a Caixa Econhmica Federal se manifestou sobre o andamento da obra no empreendimento Residenciai Primavera, juritando documentos. O "Parquet" requereu o juigamerito antecipado ds lide 5s fls Foi proferido despacho i s fis. 837 para as partcs espccificarcni as provas que pretendam produzir. Aç fls. 839 a Caixa Econômica Fccleral manifestou-se pela não producào de provas e requereu o julgamento antecipado da lide. A Construtora e os sbciris sequeierain oitira de testemunhas, inspeção judicial e perícia as fls. 840; e o Ministkrio Pí~blico 1:edcral reiterou o julgamento antecipado d:i lide às fls Decisão saneadora proferida às fis. 843/849, nos scguintcs termos: afastadas as preliminares, quais sejam. ilegitimidade

3 JUSTICA FEDERAL 2" Vara da 8" Subseção Judiciaría - Bauru - SP - autos no ativa do h'linistério Público Federal, exclusào dos shcios e dc <,ésar Augusto de Paiva Montciro do pólo passivo, carência de acào por ausência de fundamento legal - inaplicabilidadc do CDC, ilegitimidade passiva da Caixa Ecoii6inica Fcderal. Nesta decisão foi indeferida a realizaciio de provas oral e pericial para evitar a procrastin~cào injustificada da inçtruçào probatória; e deferida a realizacão de inspcçào judicial. Aos 04 dias de outubro de 2004 foi rea1iz:lda a Inspecsu Judicial no empreendimento Kesidcncial Primavera (fls. 866/869). As fls. 879 foi proferido despacho determinaildo a manifestação das partes sobre o Auto Circunstanciado de Inspcciio Judicial..i Caixa Econbmica Fedcral se manifestou as fls. 883/88.+; os réus Constrritora Romano Gonçalves Engenharia e Coinércio 1-tda., Angelina.Ida Romano Cury, Antonio Gongalves Filho, Ângela Márcia Romano Cury Montciro, CCsar Augusto de Paiva Monteii-c, se manifestaram Bs fls. 886/887 e o Ministério Público Fcderal 9s fls. 894/897. liouvc despacho is fls. 900 detcrininando a juiitadli aos autos das apcilices de seguros relativos ao empreendimerito pela Construtora e çsclarecimcntos sobre referidas apólices a Caixa Economica Federal. A einpresa ré se manifestou às Els. 902, scin juilcar os documcnros requeridos, e a Caixa Económica Federal, devidailiciite intimada às f'ls. 910 não se manifestou (fls. 921). ris fls. 922 foi proferido despacho facultanclo i partes a apreseiltacào de memoriais. O hiinisterin Público Federal reitcrou o pedido de julgamento antecipado da lide (as. 923 verso).

4 2" Vara da 8" Sul-iseyão Judiciária - Bauru - SP - autos no \ Caixa Econômica Federal apresentou as ap8liccs de seguros as fls. 925/952 e manifestação as fls. 958/959 sobre o descuinpriinento por parte da Construtora da continuidade da obra no Residcricial Primavera; tendo os demais réus sc manifestado às fls. 964/966. E o relatório. -4s prelznzinores, argüidas pclas partes, já friram rechayadas na decisão de fls. 843/849; este magistrado corrubcira o entendimento daquele juiz. Ademais, em face da situação do processo, torna-se desiiecessária a produção de quaisquer provas, afora aquelas produzidas lios autos. Conforme se verifica no contexto desta acào e da açào cautclar, ein mais de uma ocasião, fora concedida oportuiiidade à. coiistrutoi-a, no sentido de regularizar a sitriacão no Kesideilci~l Primavera, sem sucesso, contudo. Logo, rernanesce a necessidade da intervençàci do Poder Judiciário, para fazer face às necessidades dos diversos inorítdures das unidadcs habitacionais. Na j~zéra'to, a regularidade da obra 6 uin direito rarl~jetitw do ~rzrit~~ál-to, inesrrio porque há verbas federais decorrentes do Fundo de Garantia por Ternpci de Servico, as quais estariam dispoiiibilizadas para a consrrutora. Por dccorrtncia, compete i empresa pública federal zelar pclo cumprimentu da excciicão do contrato, isto é, observar a solidez (realizacão e Eisciilizasão das obras, inclusive quanto ao imaterjal einl~mgado a medida dos projetos e mcmorais e demais documentos) das unidades habitacioliais construidas pela construtora. 'I'rata-se dc7 drijei- jrrr-id's'co inerente à atividade desenvolvida pela Caixa Ecoi~6rnica Federal; 4

5 2" Vara da 8" Suhseção Judiciária - Bauru - SP - autos no rncsino porque, as unidades habitacionais coiistituem garcrnlta do ronlr*ufo firmado sob as vestes do Sistema 1~iilanceii-o de I-Iabitação.,4o respeito das irregularidades das obras, estão plenainentc dernoristradas, inclusive, dentre outros, devido à audiência de coilciiiação, realizada lios autos da ação cautelar (fls / j, lia qual a construtora as admitiu. Além disso, a inspeção judicial confirmou, nos termos do respectivo auto circunstanciado, a situação de penúria das uriidades habitacionais (fls. 866/876). Não bastassc isso, os vários apont:iinentos, lançados nos autos de acâo cautelar já indicaram, satisfatciii;imenre, as irregularidades nas obras no Rçsidei~cial Primavei-a. Continuando, a construtora nem mesmo rechaca os fatos, aliás, fl~idcs/~s (fls ,' 1 dos autos de acão cautelar; Fls.866/867, destes autos). Em suma, não há quaisquer dúvidas ao respeit:o das diversas irregularidades apontadas na inicial e no curso da lide. Especificamente quanto i argumentação da enipiesa pública federal no sentido de que os seguros contratados destinani-sc à cobertura dc danos físicos dc origem externa, não quanto aos licios construtiv?~. que deveriam ser suportados pelo construtor, urge consignar a iinpossibilidade, fática e jurídica, de se considerar eiicerradas as obras aiites d:~ licença de habitação, conhecida por "Iiabitc-se", o que possibilitaria o uso dci im6vel; o documento, por constituir-se dto ~dmánistrativo vinz~rlado 2 /ti,' levaria ao entendimento, em de que as obras realizadas estejam de consonáncia com o orde-nailierito..\ntcs (Iissc>, é iinpossivel, como rcgra, reconhecer a lisura do empreendimento. -- I Segundo Celso Antônio Bandeira de Mello, atos vinculados são "os que a Administração pratica sem margem algiinia de liberdade para decidir-se, pois a lei previamente tipificou o irnico ~iossivel coinportarnento diante de hipiitese prefigurada em temos objetivos."(curso de direito adn~inistrrrtivo. p.4 18,26"ed.. Mallieiros Editores. 2008). 5

6 2" Vara da 8" Subseçào Jiidiciária - Bauru - SP - autos no responsaliiilidadc da requerida CEF perinaiiect:, i12 medida em que compete a ela, como gestoxa do FGTS e do S17H, ;flor pe/u rtg~lariidada da.$- ohru~., inclusive (até) no enserra?nenlo destas. Coiifoxme ressaltou o órgão ministr.ria1, iilterpre-tacão contrária afrontaria o principio jurídicas. 1:ssc do hoa-/c das relacòes princípio decorre do regime democrático de direito, c está imbricado no pra'nl-ippio da scgur~nçojurddi~~~: "A segurança jurídica liga-se à idéia d~ boa-fb, havendo autores, aliás, que realçam eni priiiçipio autónomo o da confiança e da boa-fé."l Fiiialmcnte, consoante decisão de fls.843/6, dcr-em os sócios e a procuradora da construtora ser responsabilizados, nos termos da inicial, por conta da informação contida no relatório,fj.r~.al (confusão entre o patrimônio da empresa c dos sócios, e utilizauào de sócios de clircitn distintos dos sócios de fato; trarisfercnci:i de patrixnônio, JCII~FC outros- fls.413 e ss., mencioilado a fls.845). Dçsnecessária outra (?) audiência de conciliac2o (f'ls. 964/96G), ante a inércia demonstrada, durante todo esse teimpu pela construtora, no scntido de regularizar as unidades haliitacioniiis do empreciidimento. Basta observar a informacão da Caixa Econiiinica Federal, quanto dcsídia da i-efexida construtora (fls. 958/959' --- I Heratdo Garcia Viita, Aspectos da Teor.ia Geral no Direito Allininis~nllivo.~, p. 95. Mulheiros Editores O referido autor, citando Juarez Freitas, refere aos principias da moralid;ide e da segurança coino "integantcs" do Principio da Confiança e da Boa-fé (ibidem, mesma página). L

7 2" Vara da ga Subseçao Judiciária - Bauru - SP - autos no Posto isso, julgo a as50 civil pública PROCEDENTE, nos tcrmos da inicial, condetiando os requeridcis, de forma sola'dúsla, nos seguiiitcs termos: a) obrigacão de fazer, quanto 9 reparação de vicios construtivos, execução irrcgular do projeto que macula as unidades habitaçionais, e o restante da obra do ernprccndimento Kesiderici:il primavera, a fim cle obterem o "habite-se". Caso a construtora n5o tcnha condicòes de entregar a obra, deve cumprir a ciáusula vigésim;~ c1c.j cointrato de financiamento, mediante a substituiçãri dela por seguradora; b) indenizaciio dos danos materiais causado:; aos mutuários e outros que cicorram após a proposituia da açàol cin decorrètlcia da impossibilidade para ocuparem as unidades habitacicinais; c) repcisição ou substituição de materiais empregados na ohia, se acaso hajam sido utilizados produtos de inferior yualidade,,isto f, ein desconformidade com o rneinorial descritivo c/ou manual da Caixa. d) realizacão de scrviços na obra, nos termos do ineínorial descritivo c/ou do rcferido manual, que, porsentu-r:~, nao teiihain sido realizados. Devem, ainda, suportar os &nus financeiros decorrentes de suspensào no pagamento das prestaçòcs, conforme solicitado a Els. 33, enquanto não solucionados os p~ot-ilemas dc habitação, vícios de coristruqão e utilizacão dos materiais confot-tne os docunienros referidos. com a entrega das unidades habitaciciiisis ein perfeitas coiidicòçs.

8 2" Vara da 8" Suhseção Judiciaria - Baum - SP - autos no Consigno o prazo de 30 (trinta) dias para que se cumpram as tlecisòcs (itens "a", "'c'', e "d'3, A-ub pena de muita dáúria iie KS,10.000,00 (de2 mil reais); Coi~deno os requeridos,,pro rata, ao pagamento das despesas processuais, se liouver. Não há condenaqào ein honorárius, uma vez que a :ição fora proposta pclo hlinistério Público Federal.

Estado de Mato Grosso do Sul Poder Judiciário Sonora Juizado Especial Adjunto

Estado de Mato Grosso do Sul Poder Judiciário Sonora Juizado Especial Adjunto fls. 213 Estado de Mato Grosso Poder Judiciário Sonora CERTIDÃO CARTORÁRIA Autos n.º 0001764-60.2011.8.12.0055 parte interessada se manifestar transcorreu em 26.1.2015. CERTIFICO, para os devidos fins,

Leia mais

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS

O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Curso de Avaliações Prof. Carlos Aurélio Nadal cnadal@ufpr.br AULA 01 O PROCESSO JUDICIAL E A PERÍCIA - CONSIDERAÇÕES INICIAIS Conflito de interesses - duas pessoas possuem interesse sobre o mesmo bem

Leia mais

Termo de Conclusão Em Data da Última Movimentação Lançada<< Campo excluído do banco de dados >> SENTENÇA

Termo de Conclusão Em Data da Última Movimentação Lançada<< Campo excluído do banco de dados >> SENTENÇA fls. 1 Termo de Conclusão Em Data da Última Movimentação Lançada> faço estes autos conclusos à(o) MM. Juiz(a) de Direito. Eu,, Escrevente, Subsc. SENTENÇA Processo

Leia mais

Foi antecipada a tutela em sede de liminar (fls. 1.708/1.709).

Foi antecipada a tutela em sede de liminar (fls. 1.708/1.709). fls. 1 Em 17 de dezembro de 2014, faço estes autos conclusos ao meritíssimo juiz de direito ANDRÉ FORATO ANHÊ, titular da 3.ª Vara do foro distrital de Ferraz de Vasconcelos. Eu, ( ), escrevente, subscrevi.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça SENTENÇA ESTRANGEIRA CONTESTADA Nº 6.485 - US (2011/0221419-0) RELATÓRIO EXMO. SR. MINISTRO GILSON DIPP(Relator): Trata-se de pedido de homologação de sentença estrangeira proferida pela Corte Superior

Leia mais

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa

Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12. Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Curso Preparatório para o Concurso Público do TRT 12 Noções de Direito Processual Civil Aula 1 Prof. Esp Daniel Teske Corrêa Sumário Jurisdição Competência Ação Partes, Ministério Público e Intervenção

Leia mais

PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL

PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL Poder Judiciário da Ufiilo TJDFT TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL EDOS TERRITÓRIOS SEGUNDA PROVA ESCRITA DISCURSIVA CADERNO DE RELATÓRIO E DOCUMENTOS REFERENTES À PROVA PRÁTICA DE SENTENÇA CÍVEL

Leia mais

AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO. Objetos: 01.04.08.07 Telefonia Concessão/Permissão/Autorização Serviços Administrativo

AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO. Objetos: 01.04.08.07 Telefonia Concessão/Permissão/Autorização Serviços Administrativo 0019828 49.2011.4.05.8300 Classe: 1 AÇÃO CIVIL PÚBLICA AUTOR : ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL/OAB SEÇÃO DE PE E OUTRO ADVOGADO: PAULO HENRIQUE LIMEIRA GORDIANO RÉU: TIM NORDESTE TELECOMUNICACOES S.A. E

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.12.273016-1/001 Númeração 2730161- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Marcos Lincoln Des.(a) Marcos Lincoln 11/02/2015 23/02/2015 EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2011.0000154119 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 9144977-64.2002.8.26.0000, da Comarca de Mairiporã, em que são

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39

SUMÁRIO CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 CAPÍTULO II - DO PROCESSO CIVIL... 39 SUMÁRIO Apresentação da Coleção...15 CAPÍTULO I FUNÇÃO E CARREIRA DO ADVOGADO... 19 1. Antecedentes históricos da função de advogado...19 2. O advogado na Constituição Federal...20 3. Lei de regência da

Leia mais

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes.

Arbitral Foi regulamentada através da lei 9.307/96 e refere-se a perícia realizada no juízo arbitral- instancia criada pela vontade das partes. 1. O que significa a sigla CPC? Código Processo Civil (determina normas da Perícia) 2. Como definir a perícia? A perícia é a prova pericial que demonstra um conjunto de procedimentos técnicos e científicos

Leia mais

1T - FUNDAMENTAÇÃO JUSTIÇA FEDERAL7DF

1T - FUNDAMENTAÇÃO JUSTIÇA FEDERAL7DF PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1" INSTÂNCIA SECÀO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL PRIMEIRA VARA SENTENÇA/2012 (TIPO A) PROCESSO: 23907-04.2012.4.01.3400 CLASSE: 1100 - AÇÃO ORDINÁRIA / TRIBUTÁRIA AUTOR:

Leia mais

Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial.

Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial. Aula VII de Processo Civil II Provas continuação. Prova pericial e inspeção judicial. Perícia: na falta do conhecimento especializado ao juiz, este indica um técnico que possa fazer o exame dos fatos objeto

Leia mais

Autos nº: 201403216112 SENTENÇA I? RELATÓRIO

Autos nº: 201403216112 SENTENÇA I? RELATÓRIO Autos nº: 201403216112 SENTENÇA I? RELATÓRIO ALEX DA SILVA CALDEIRA propôs ação de cobrança de seguro por invalidez decorrente de doença em face de ITAÚ SEGUROS S/A, já qualificados, afirmando que foi

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Dispõe sobre normas para realização do estágio de prática jurídica, componente curricular obrigatório dos Cursos de Direito. Do Núcleo de Prática Jurídica Art.

Leia mais

lllllll Illlllllll lllll S *02766739*

lllllll Illlllllll lllll S *02766739* .8 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA ^ ACÓRDÃO REGISTRADO(A) SOB N I lllllll Illlllllll lllll S *02766739* ^S APELAÇÃO CÍVEL

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1a INSTÂNCIA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ÊUNÁPGLIS - BAHIA Processo n. 2006.33.10.003507-8

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL DE 1a INSTÂNCIA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ÊUNÁPGLIS - BAHIA Processo n. 2006.33.10.003507-8 SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE ÊUNÁPGLIS - BAHIA Processo n. 2006.33.10.003507-8 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉUS: INSTITUTO BRASILEIRO DO WSESO AMBIENTE E DOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAIVIA OUTROS. ASSISTENTE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIÃO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli R E L A T Ó R I O A Exmª Des. Federal MARGARIDA CANTARELLI (Relatora): Cuida-se de mandado de segurança impetrado pelo MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL contra decisão do Juízo da 8ª Vara Federal do Rio Grande

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2013.0000678242 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2013.0000678242 ACÓRDÃO fls. 1 Registro: 2013.0000678242 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0002161-10.2003.8.26.0444, da Comarca de Pilar do Sul, em que são apelantes COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 240 CONCLUSÃO Na data abaixo, faço estes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito da 8ª Vara Cível da Comarca de São José dos Campos, Exmo. Sr. Dr. LUIZ ANTONIO CARRER. Eu, Escrevente Técnico-Judiciário,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO fls. 2 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000487829 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0150136-83.2012.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante SAMPI INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 119427-CE (0014160-68.2011.4.05.0000) AGRTE : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL AGRDO : CARLOS FLÁVIO OLIVEIRA SILVEIRA ADV/PROC : JOÃO OLIVARDO MENDES ORIGEM : 18ª Vara Federal do Ceará

Leia mais

SENTENÇA CIDADANIA E DO CONSUMIDOR

SENTENÇA CIDADANIA E DO CONSUMIDOR fls. 253 SENTENÇA Processo nº: 1020149-49.2014.8.26.0506 Classe - Assunto Ação Civil Pública - Turismo Requerente: ANADEC - ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE DEFESA DA CIDADANIA E DO CONSUMIDOR Requerido: VIBE TOUR

Leia mais

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES)

PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) PROJETO DE LEI, Nº 2007 (Do Sr. EDUARDO GOMES) Regulamenta o exercício da atividade, define a atribuições do Perito Judicial e do Assistente Técnico e dá outras providências. O congresso nacional decreta:

Leia mais

SENTENÇAS, E JURISPRUDÊNCIA ACÓRDÃO

SENTENÇAS, E JURISPRUDÊNCIA ACÓRDÃO SENTENÇAS, E JURISPRUDÊNCIA CRIME AMBIENTAL. ARTIGO 60, CAPUT, LEI 9605/98. SENTENÇA CONDENATÓRIA MANTIDA. Restando comprovadas a materialidade e a autoria delitiva, impõe-se a manutenção da sentença condenatória.

Leia mais

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA.

PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 022/2012, RELATIVA AO PROJETO DE LEI Nº 2963/11, DE RELATORIA DO DR. IVAN NUNES FERREIRA. VOTO DE VISTA: FAUZI AMIM SALMEM PELA APROVAÇÃO DO RELATÓRIO, COM AS SEGUINTES

Leia mais

1ª VARA DO TRABALHO DE BLUMENAU/SC RT 02277-2007-002-12-00-9

1ª VARA DO TRABALHO DE BLUMENAU/SC RT 02277-2007-002-12-00-9 1ª VARA DO TRABALHO DE BLUMENAU/SC RT 02277-2007-002-12-00-9 Submetido o processo a julgamento, na sala de audiências desta Vara, presente a Excelentíssima Juíza do Trabalho Substituta, ELAINE CRISTINA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 1 SENTENÇA Processo Digital nº: 1013078-84.2013.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Sumário - Indenização por Dano Moral Requerente: Francisco Antônio Almeida Martines Requerido: Francisco de

Leia mais

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias

Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias 03/12/2012 Fernando Viana de Oliveira Filho Diretor Executivo de Perícias ASPECTOS INTRODUTÓRIOS E PRÁTICOS DA PERÍCIA As características e caminhos percorridos pelo profissional na condição de perito

Leia mais

Processo n.º 13/2012 Data do acórdão: 2012-3-22

Processo n.º 13/2012 Data do acórdão: 2012-3-22 Processo n.º 13/2012 Data do acórdão: 2012-3-22 (Autos de recurso penal) Assuntos: abuso de confiança não descoberta do caso por ninguém situação exterior típica de crime continuado oportunidade favorável

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA o. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOÃO ALVES DA SILVA DECISÃO MONOCRÁTICA AGRAVO DE INSTRUMENTO NQ 001.2010.006903-6/001 RELATOR : Desembargador João Alves da Silva AGRAVANTE

Leia mais

Telefone: 9216-7597 E-mail: andreisaacadv@yahoo.com.br

Telefone: 9216-7597 E-mail: andreisaacadv@yahoo.com.br BREVE RELATÓRIO DAS DEMANDAS (atualizado em 23 de junho de 2009) Processo número: 2008.001.158371-4 Ação: Medida Cautelar Inominada. Partes: Sociedade Brasileira de Cães Pastores Alemães - SBCPA; Confederação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO DISTRITO FEDERAL PROCESSO N. : 14751-89.2012.4.01.3400 AÇÃO ORDINÁRIA/SERVIÇOS PÚBLICOS CLASSE 1300 AUTOR (A): ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS ESPECIALISTAS EM POLÍTICAS PÚBLICAS E GESTÃO GOVERNAMENTAL RÉ: UNIÃO SENTENÇA TIPO

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. AGRAVO DE INSTRUMENTO n 501.512-4/4-00, da Comarca de SÃO

Vistos, relatados e discutidos estes autos de. AGRAVO DE INSTRUMENTO n 501.512-4/4-00, da Comarca de SÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N *01319002* Vistos, relatados e discutidos estes autos de AGRAVO DE INSTRUMENTO

Leia mais

Processo nº 0117284-44.2015.4.02.5001 (2015.50.01.117284-7)

Processo nº 0117284-44.2015.4.02.5001 (2015.50.01.117284-7) Fls 263 Classe: ORDINÁRIA/OUTRAS Autor(es): SINDICATO DOS ARQUITETOS E URBANISTAS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO Réu(s): CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESPÍRITO SANTO - CREA/ES DECISÃO Trata-se

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DO DESEMBARGADOR MOURA FILHO AGRAVO REGIMENTAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DO DESEMBARGADOR MOURA FILHO AGRAVO REGIMENTAL AGRAVO REGIMENTAL no Agravo de Instrumento nº 0008626-59.2015.827.0000 ORIGEM : TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO TOCANTINS AGRAVANTE : EMSA EMPRESA SUL AMERICANA DE MONTAGENS S.A. AGRAVADO : MINISTÉRIO PÚBLICO DO

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 2003, João ingressou como sócio da sociedade D Ltda. Como já trabalhava em outro local, João preferiu não participar da administração da sociedade. Em janeiro

Leia mais

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 23ª VARA FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUÍZA FEDERAL TITULAR DRA. MARIA AMELIA ALMEIDA SENOS DE CARVALHO JUÍZA FEDERAL SUBSTITUTA DRA. LUCIANA DA CUNHA VILLAR

Leia mais

Informação de fato novo Pedido de prioridade no julgamento do feito

Informação de fato novo Pedido de prioridade no julgamento do feito EXMO. SR(A). JUIZ(A) FEDERAL DO TRABALHO DA 12ª VARA DO TRABALHO EM MANAUS-AM. Informação de fato novo Pedido de prioridade no julgamento do feito Processo nº 0001270-41.2013.5.11.0012 Autor: MINISTÉRIO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO Registro: 2013.0000172403 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0021434-36.2009.8.26.0000, da Comarca de São Paulo,

Leia mais

DECISÃO DA JUSTIÇA FEDERAL O TÍTULO DE DOUTOR DA UMSA DEVE SER RECONHECIDO NO BRASIL

DECISÃO DA JUSTIÇA FEDERAL O TÍTULO DE DOUTOR DA UMSA DEVE SER RECONHECIDO NO BRASIL DECISÃO DA JUSTIÇA FEDERAL O TÍTULO DE DOUTOR DA UMSA DEVE SER RECONHECIDO NO BRASIL Com data 26 de outubro de 2007, foi dada a sentença na Ação Ordinária (procedimento comum Nº 2007.70.00.018550 1/PR),

Leia mais

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA 0037321-84.2011.8.19.0000 1ª

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA 0037321-84.2011.8.19.0000 1ª 1ª Vara Cível de Nova Iguaçu Agravante: Sindicato dos Empregados no Comércio de Duque de Caxias São João de Meriti Magé e Guapimirim Agravado: Supermercados Alto da Posse Ltda. Relator: DES. MILTON FERNANDES

Leia mais

Autor: ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO AME/RJ. Réu: CEDAE - COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS

Autor: ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO AME/RJ. Réu: CEDAE - COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS Processo nº 0312090-42.2012.8.19.0001 Autor: ASSOCIAÇÃO DE OFICIAIS MILITARES ESTADUAIS DO RIO DE JANEIRO AME/RJ Réu: CEDAE - COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS S E N T E N Ç A Trata-se de ação de obrigação

Leia mais

PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL

PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL *ATENÇÃO: ANTES DE INICIAR A PROVA, VERIFIQUE SE TODOS OS SEUS APARELHOS ELETRÔNICOS FORAM ACONDICIONADOS E LACRADOS DENTRO DA EMBALAGEM PRÓPRIA. CASO A QUALQUER MOMENTO DURANTE A REALIZAÇÃO DO EXAME VOCÊ

Leia mais

Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO. Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A

Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO. Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A Processo n 702.02.009965-2 AÇÃO REPARATÓRIA DE DANO DECORRENTE DE ATO ILÍCITO Autor: OLAIR MARQUES CARRIJO Réus: MARCOS ROBERTO PINCELA MATEUS e SADIA S/A Denunciada: SUL AMÉRICA CIA. NACIONAL DE SEGUROS

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO DECISÃO 2012 PROCESSO : 36098-81.2012.4.01.3400 IMPETRANTE : SINDICATO DOS TRABALHADORES EM SAÚDE TRABALHO E PREVIDÊNCIA SOCIAL NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO IMPETRADO : SECRETARIO DE GESTÃO PÚBLICA DO MINISTÉRIO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000097110 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1001930-76.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante EUROFARMA LABORATÓRIOS S/A, são

Leia mais

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios

Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Órgão 1ª Turma Cível Processo N. Agravo de Instrumento 20130020241390AGI Agravante(s) GOLDEN CROSS ASSISTENCIA INTERNACIONAL

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 314 SENTENÇA Processo Digital nº: 1120876-70.2014.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Compra e Venda Requerente: Marcelo Mendes dos Reis Fracari Requerido: Cyrela Polinésia Empreendimentos

Leia mais

Tribunal de Justiça do Distrito Federal

Tribunal de Justiça do Distrito Federal Tribunal de Justiça do Distrito Federal Circunscrição : 1 - BRASILIA Processo : 2012.01.1.198778-8 Vara : 208 - OITAVA VARA CÍVEL DE BRASÍLIA Ação : REVISÃO DE CONTRATO Requerente : H.C.V. Requerido :

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2013.0000250943 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0080413-48.2010.8.26.0002, da Comarca de São Paulo, em que é apelante

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 180 SENTENÇA Processo Digital nº: 1021633-14.2014.8.26.0405 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Promessa de Compra e Venda Requerente: RAFAEL RODRIGUES e outro Requerido: IBÉRIA INCORPORADORA

Leia mais

Relatório dos autos do processo nº 2012.01.1.186061-4 - Ação Cautelar Inominada.

Relatório dos autos do processo nº 2012.01.1.186061-4 - Ação Cautelar Inominada. Circunscrição : 1 - BRASILIA Processo : 2013.01.1.010951-0 Vara : 223 - VIGÉSIMA TERCEIRA VARA CÍVEL DE BRASÍLIA Processos : 2012.01.1.186061-4 e 2013.01.1.010951-0 Ações : Ação Cautelar Inominada e Ação

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ PODER JUDICIÁRIO COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO CENTRAL 25ª VARA CÍVEL

ESTADO DO PARANÁ PODER JUDICIÁRIO COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - FORO CENTRAL 25ª VARA CÍVEL I. RELATÓRIO Vistos e examinados os autos de Ação Ordinária sob nº 0001997-57.2014.8.16.0179, ajuizada por REINALDO ALVES CAMARGO e STAEL ALVES DE CAMARGO contra ANDREAZZA E MASSARELLI LTDA. Trata-se de

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DO TOCANTINS SENTENÇA Classe 2100 : MANDADO DE SEGURANÇA Impetrante : CONSTRUMIL CONSTRUTORA E TERRAPLANAGEM LTDA Impetrado : SUPERINTENDENTE REGIONAL DO DNIT Sentença tipo A SENTENÇA I RELATÓRIO Trata-se de MANDADO DE SEGURANÇA

Leia mais

ACÓRDÃO. Ao contrário do que afirma a apelante, não existem provas de que o condutor do veículo de propriedade do segundo promovido

ACÓRDÃO. Ao contrário do que afirma a apelante, não existem provas de que o condutor do veículo de propriedade do segundo promovido ESTADO DA PARAIBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gah. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO Cá/EL N 016.2009.000727-5/ 001 RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira Filho APELANTE: Nikanora

Leia mais

Desembargador SEBASTIÃO COELHO Acórdão Nº 732.640 E M E N T A

Desembargador SEBASTIÃO COELHO Acórdão Nº 732.640 E M E N T A Poder Judiciário da União Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios Órgão 5ª Turma Cível Processo N. Agravo de Instrumento 20130020148016AGI Agravante(s) SINDICATO DOS ODONTOLOGISTAS DO

Leia mais

SENTENÇA TIPO A AUTOS n 0021894-60.2011.403.6100 AÇÃO ORDINÁRIA AUTORA: EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS RÉ: ANP TRANSPORTE LTDA - ME

SENTENÇA TIPO A AUTOS n 0021894-60.2011.403.6100 AÇÃO ORDINÁRIA AUTORA: EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS RÉ: ANP TRANSPORTE LTDA - ME Registro n' SENTENÇA TIPO A AUTOS n 0021894-60.2011.403.6100 AÇÃO ORDINÁRIA AUTORA: EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELÉGRAFOS RÉ: ANP TRANSPORTE LTDA - ME Vistos. Trata-se de ação ordinária, visando

Leia mais

PARECER 02/0650/2015 MANDADO DE SEGURANÇA N. 383598-59.2014.8.09.0000 (201493835980) GOVERNADOR DO ESTADO DE GOIÁS

PARECER 02/0650/2015 MANDADO DE SEGURANÇA N. 383598-59.2014.8.09.0000 (201493835980) GOVERNADOR DO ESTADO DE GOIÁS PARECER 02/0650/2015 MANDADO DE SEGURANÇA N. 383598-59.2014.8.09.0000 (201493835980) COMARCA IMPETRANTE IMPETRADO ÓRGÃO JULGADOR DESEMBARGADOR RELATOR SUBPROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA PARA ASSUNTOS JURÍDICOS

Leia mais

4. AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

4. AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 4. AÇÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS 4.1 Conceito - O que é a ação de prestação de contas? 4.2 Ação de dar e ação de exigir contas - A quem compete esta ação? - Trata-se de uma ação dúplice? - Ação de dar contas

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2013.0000211966 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0017429-98.2010.8.26.0011, da Comarca de, em que é apelante ILZA ARAÚJO DOS SANTOS (JUSTIÇA GRATUITA), é apelado

Leia mais

AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE

AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE A C Ó R D Ã O (2ª Turma) GDCVF/AM/mrm AGRAVO DE INSTRUMENTO. AUTO DE INFRAÇÃO. NULIDADE. A Corte Regional, com base no conjunto fático-probatório, concluiu que não estavam presentes os requisitos configuradores

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos, os autos

VISTOS, relatados e discutidos, os autos f ST. *!Yont',.> ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO 00 APELAÇÃO CÍVEL N 001.2002.015648 3/ 001 - Campina Grande RELATOR: João Benedito

Leia mais

AGRAVO DE INSTRUMENTO N º 904.124-0/9 São Paulo Agravante: Patrícia de Carvalho Izoldi Agravado: Paulo Penido Pinto Marques

AGRAVO DE INSTRUMENTO N º 904.124-0/9 São Paulo Agravante: Patrícia de Carvalho Izoldi Agravado: Paulo Penido Pinto Marques AGRAVO DE INSTRUMENTO N º 904.124-0/9 São Paulo Agravante: Patrícia de Carvalho Izoldi Agravado: Paulo Penido Pinto Marques AÇÃO DE DESPEJO POR FALTA DE PAGAMENTO CUMULADA COM COBRANÇA DE ALUGUERES E ENCARGOS.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO SENTENÇA MATÉRIA CÍVEL

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO SENTENÇA MATÉRIA CÍVEL PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO CONCURSO DE INGRESSO NA MAGISTRATURA PROVA ESCRITA RESOLUÇÃO SENTENÇA MATÉRIA CÍVEL 23.07.2006 SENTENÇA SOBRE MATÉRIA CÍVEL João e Maria, casados

Leia mais

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001.

LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. LEI Nº 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, Dispõe sobre a instituição dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no âmbito da Justiça Federal. Faço saber que o Congresso Nacional

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL CÍVEL DESANTOS Praça Barão do Rio Branco nº 30 - Centro Santos (SP) Fone (13) 3228-1000 PORTARIA N.

PODER JUDICIÁRIO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL CÍVEL DESANTOS Praça Barão do Rio Branco nº 30 - Centro Santos (SP) Fone (13) 3228-1000 PORTARIA N. PODER JUDICIÁRIO JUIZADO ESPECIAL FEDERAL CÍVEL DESANTOS Praça Barão do Rio Branco nº 30 - Centro Santos (SP) Fone (13) 3228-1000 PORTARIA N. 49/2008 A Doutora Luciana de Souza Sanchez, Juíza Federal Titular,

Leia mais

7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA

7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA 7ª CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL N.º 798.202-7 DA COMARCA DE CERRO AZUL VARA ÚNICA Apelante: MUNICÍPIO DE CERRO AZUL Apelado: ESTADO DO PARANÁ Relator: Des. GUILHERME LUIZ GOMES APELAÇÃO CÍVEL AÇÃO ANULATÓRIA

Leia mais

MÁXIMA RENDA CORPORATIVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII COMUNICAM QUE

MÁXIMA RENDA CORPORATIVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII COMUNICAM QUE ATUALIZAÇÃO SOBRE A SITUAÇÃO DAS AÇÕES JUDICIAIS QUE ENVOLVEM OS IMÓVEIS DO FUNDO MÁXIMA RENDA CORPORATIVA FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII CNPJ/MF nº 13.584.584/0001-31 Código ISIN nº BRMXRCCTF005

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL TIPO A PODER JUDICIÁRIO 22ª VARA CÍVEL FEDERAL DE SÃO PAULO AÇÃO CIVIL PÚBLICA PROCESSO N.º 0004415-54.2011.403.6100 AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL RÉ: AGÊNCIA NACIONAL DE SÁUDE SUPLEMENTAR - ANS REG.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA

PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA PODER JUDICIÁRIO - JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Estado de Sergipe 7ª Vara Federal FLUXOGRAMA 28 - AÇÃO MONITÓRIA INÍCIO análise inicial Verificar a existência de demonstrativo de débito e contrato

Leia mais

Poder Judiciario do Estado de Mato Grosso Comarca de Diamantino Gabinete

Poder Judiciario do Estado de Mato Grosso Comarca de Diamantino Gabinete Processo: 2150-39.2012.811.0005 (Código 86540) VISTOS/DS Trata-se de Ação de Indenização por Danos Morais proposta por KELLER CRISTIANE FALCÃO DE QUEIROZ FONTES, em face de VIVO S/A, ambas qualificadas

Leia mais

1035597-82.2015.8.26.0100 - lauda 1

1035597-82.2015.8.26.0100 - lauda 1 fls. 294 SENTENÇA Processo Digital nº: 1035597-82.2015.8.26.0100 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Pagamento Indevido Requerente: Debora Andrea de Cássia Carneiro da Cunha Requerido: Acapulco Investimentos

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE FERNANDÓPOLIS FORO DISTRITAL DE OUROESTE JUIZADO ESPECIAL CÍVEL E CRIMINAL fls. 1 CONCLUSÃO Aos 12 de julho de 2013, faço os presentes autos conclusos ao MM. Juiz de Direito Dr. LUIZ GUSTAVO ROCHA MALHEIROS. Eu (Daniela Dacyszyn Leme Macedo), Escrivã Judicial II Substituta, digitei.

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIZ ANTONIO DE GODOY (Presidente), RUI CASCALDI E FRANCISCO LOUREIRO.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIZ ANTONIO DE GODOY (Presidente), RUI CASCALDI E FRANCISCO LOUREIRO. fls. 230 ACÓRDÃO Registro: 2015.0000468138 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0016918-41.2012.8.26.0590, da Comarca de São Vicente, em que é apelante GOOGLE BRASIL INTERNET LTDA

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo ACÓRDÃO Registro: 2013.0000002706 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0173190-15.2011.8.26.0100, da Comarca de, em que é apelante MAXCASA IV EMPREENDIMENTOS IMOBILIARIOS LTDA, são

Leia mais

SENTENÇA. Vistos, etc. CLAUS PETER DE OLIVEIRA WILLI ajuizou a presente AÇÃO ORDINÁRIA contra o INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS.

SENTENÇA. Vistos, etc. CLAUS PETER DE OLIVEIRA WILLI ajuizou a presente AÇÃO ORDINÁRIA contra o INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL INSS. fls. 57 SENTENÇA Processo Digital n.º: 1007976-71.2014.8.26.0286 Classe Assunto: Procedimento Ordinário - Salário-Maternidade (Art. 71/73) Requerente: CLAUS PETER DE OLIVEIRA WILLI Requerido: INSTITUTO

Leia mais

sarcimento a quantia por ele auferida com a alienação do bem, nos termos do voto do Desembargador Relator.

sarcimento a quantia por ele auferida com a alienação do bem, nos termos do voto do Desembargador Relator. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DÉCIMA PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0027304-12.2009.8.19.0209 RELATOR: DESEMBARGADOR CLAUDIO DE MELLO TAVARES APELANTES: 1. SUPERFOR RIO VEÍCULOS LTDA. 2. FORD MOTOR COMPANY

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Itajaí 2ª Vara Cível. Vistos etc.

ESTADO DE SANTA CATARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Itajaí 2ª Vara Cível. Vistos etc. Autos n 0020587-81.2012.8.24.0033 Ação: Procedimento Ordinário/PROC Requerente: Elio Candido Siemann Requerido: Sul América Seguro Saúde S.A e outro Vistos etc. 1. Cuida-se de ação indenizatória para pagamento

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Tramita perante a 89ª Vara do Trabalho de Curitiba a RT nº 000153-80.2012.5.09.0089, ajuizada em 06/05/2012 por Sérgio Camargo de Oliveira, assistido por advogado

Leia mais

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO QUINTA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO APELAÇÃO CÍVEL Nº 0004150-49.2007.8.19.0042 APELANTE: MERCADOLIVRE.COM ATIVIDADES DE INTERNET LTDA. APELADA: LÍVIA SANTUX ANDRADE

Leia mais

4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA

4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA 4ª Câmara Cível AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 55413-2/180 (200701476731) COMARCA DE URUANA AGRAVANTE MAFRE VERA CRUZ SEGURADORA S/A AGRAVADA MARIA FRANCISCA DE OLIVEIRA RELATOR Juiz GILMAR LUIZ COELHO RELATÓRIO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 359 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000557534 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1043649-38.2013.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante AMIL SAÚDE S/A, é apelado FELLIPE

Leia mais

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro APELAÇÃO CÍVEL Nº 2216384-69.2011.8.19.0021 APELANTE: TERESA RAMOS DE SANTANA APELADO: RICARDO ELETRO DIVINOPOLIS LTDA APELADO: ZTE DO BRASIL COMERCIO SERVIÇOS E PARTICIPAÇÕES LTDA RELATOR: DES. FERNANDO

Leia mais

Ricardo Roesler RELATOR E PRESIDENTE

Ricardo Roesler RELATOR E PRESIDENTE Apelação Cível em Mandado de Segurança n.º 2013.035539-0, de Lages Relator: Desembargador Ricardo Roesler APELAÇÃO CÍVEL EM MANDADO DE SEGURANÇA. VESTIBULAR. INDEFERIMENTO DE MATRÍCULA EM CURSO SUPERIOR.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2014.0000022703 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0010470-39.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é apelante/apelado EDMAR CARLOS LEME FILHO, são apelados/apelantes

Leia mais

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ

MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ 1 MANUAL DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA MNPJ INTRODUÇÃO Destina-se o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) a organizar, coordenar e supervisionar o estágio obrigatório para os quatro últimos semestres do curso,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2013.0000166668 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0203107-50.2009.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante VERSAILLES INCORPORADORA SPE LTDA, são

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Memorial Office

Fundo de Investimento Imobiliário Memorial Office São Paulo, 06 de maio de 2009. Fundo de Investimento Imobiliário Memorial Office Relatório da Administração Abril/2009 ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA Em 29 de abril de 2009 realizamos a Assembléia Geral Ordinária

Leia mais

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações:

Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: 1. Jurisdição internacional concorrente Art. 22 NCPC. Compete, ainda, à autoridade judiciária brasileira processar e julgar as ações: I de alimentos, quando: a) o credor tiver domicílio ou residência no

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.259, DE 12 DE JULHO DE 2001. Vigência Regulamento Dispõe sobre a instituição dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais no

Leia mais

SENTENÇA. XXXXXX-XX.2012.8.26.0100 Procedimento Ordinário - Perdas e Danos D. (Omitido) Jonica Investimentos Imobiliários Ltda.

SENTENÇA. XXXXXX-XX.2012.8.26.0100 Procedimento Ordinário - Perdas e Danos D. (Omitido) Jonica Investimentos Imobiliários Ltda. fls. 1 SENTENÇA Processo nº: Classe - Assunto Requerente: Requerido: XXXXXX-XX.2012.8.26.0100 Procedimento Ordinário - Perdas e Danos D. (Omitido) Jonica Investimentos Imobiliários Ltda. (Tecnisa) Juiz(a)

Leia mais

SENTENÇA. Processo Digital nº: 1008986-69.2014.8.26.0604 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Indenização por Dano Material

SENTENÇA. Processo Digital nº: 1008986-69.2014.8.26.0604 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Indenização por Dano Material fls. 194 SENTENÇA Processo Digital nº: 1008986-69.2014.8.26.0604 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Indenização por Dano Material Requerente: MICHAEL DE ALENCAR ALVES Requerido: INPAR PROJETO 86

Leia mais

Tassos Lycurgo DIREITO CONSTITUCIONAL. Notas de Aula (Esboço) Docente: Prof. Dr. Tassos Lycurgo Website: www.lycurgo.org E-mail: TL@ufrnet.

Tassos Lycurgo DIREITO CONSTITUCIONAL. Notas de Aula (Esboço) Docente: Prof. Dr. Tassos Lycurgo Website: www.lycurgo.org E-mail: TL@ufrnet. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE DIREITO PÚBLICO DIREITO CONSTITUCIONAL Notas de Aula (Esboço) Atualizada em: 18.10.06 Docente: Prof. Dr.

Leia mais

CONCLUSÃO Em 07 de outubro de 2013 faço estes autos conclusos ao MM Juiz de Direito Dr. Marcello do Amaral Perino. Eu, Escrevente, Subscrevi.

CONCLUSÃO Em 07 de outubro de 2013 faço estes autos conclusos ao MM Juiz de Direito Dr. Marcello do Amaral Perino. Eu, Escrevente, Subscrevi. fls. 1 CONCLUSÃO Em 07 de outubro de 2013 faço estes autos conclusos ao MM Juiz de Direito Dr. Marcello do Amaral Perino. Eu, Escrevente, Subscrevi. SENTENÇA Processo nº: 0192035-61.2012.8.26.0100 Classe

Leia mais

MODELO DE PETIÇÃO INICIAL RITO ORDINÁRIO. (espaço aproximadamente 10 cm 4 )

MODELO DE PETIÇÃO INICIAL RITO ORDINÁRIO. (espaço aproximadamente 10 cm 4 ) Modelos práticos 1. Petição inicial rito ordinário MODELO DE PETIÇÃO INICIAL RITO ORDINÁRIO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO 1 DA VARA CÍVEL 2 DO FORO DA COMARCA DE CAMPINAS 3 NO ESTADO DE

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL João utiliza todos os dias, para retornar do trabalho para sua casa, no Rio de Janeiro, o ônibus da linha A, operado por Ômega Transportes Rodoviários Ltda. Certo

Leia mais

PODER JUDICIáRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO JUIZ FRANCISCO CAVALCANTI

PODER JUDICIáRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO JUIZ FRANCISCO CAVALCANTI APELAÇÃO / REEXAME NECESSÁRIO Nº 15708 CE (0007321-11.2010.4.05.8100) APELANTE : MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL APELADO : UFC - UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REPTE : PROCURADORIA REGIONAL FEDERAL - 5ª REGIÃO

Leia mais

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS

GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS GABINETE DA CORREGEDORIA SETOR DE CORREIÇÃO/2014 3º JUIZADO ESPECIAL FEDERAL DO RIO DE JANEIRO JUIZ FEDERAL TITULAR DR. MARCO FALCÃO CRITSINELIS Partindo de levantamentos realizados no questionário da

Leia mais