FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo"

Transcrição

1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo I Antecedentes do Cristianismo Roteiro 1

2 Elaborar uma linha histórica da evolução da ideia de Deus na Humanidade Explicar politeísmo e monoteísmo à luz do entendimento espírita

3 Desenvolvimento intelectual e moral do ser humano Ideia de DEUS Entendimento da imortalidade do SER

4 Primeiramente o homem não comprendia Deus como sendo a fonte da bondade. Entre os povos primitivos, a matéria prevalece sobre o espírito; eles se entregam aos instintos do animal selvagem, razão por que, em geral, são cruéis; é que neles o senso moral ainda não se acha desenvolvido. Os homens primitivos deviam crer naturamente que, aos olhos de Deus, uma criatura animada tivesse muito mais valor do que um corpo material. Foi isso que os levou a imolarem, primeiro, animais e, mais tarde, homens, visto que, de acordo com a falsa crença que possuíam, pensavam que o valor do sacrifício era proporcional à importância da vítima. KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Questão 669.

5 A concepção de um Deus único só podia chegar ao homem como resultado do desenvolvimento de suas ideias. Incapaz, pela sua ignorância, de conceber um ser imaterial, sem forma determinada, atuando sobre a matéria, o homem lhe conferiu os atributos da natureza corpórea, isto é, uma forma e uma figura e, desde então, tudo o que lhe parecia ultrapassar os limites da inteligência comum, era, para ele, uma divindade. Tudo o que não comprendia devia ser obra de um poder sobrenatural. KARDEC, Allan. O livro dos espíritos. Questão 667.

6 Litolatria (adoração de pedras, rochas e relevos dos solos) Fitolatria (adoração dos vegetais) Zoolatria (adoração de animais) Idolatria (adoração de ídolos)

7 Ideia primitiva de Deus natureza antropomórfica forma humana atributos humanos VINGATIVO Evolui para um Deus único criador do Universo, dos seres e das coisas PAI de amor e bondade Inteligência suprema, causa primeira de todas as coisas.

8 O monoteísmo é consolidado com os Dez mandamentos, ou Decálogo, recebidos por Moisés, no monte Sinai. Independente das práticas indicadas pela legislação moisaica, algumas até desumanas, mas compatíveis com a mentalidade da época. Moisés teve o mérito de difundir à multidão que o seguia na árdua peregrinação no deserto, verdades espirituais acessíveis apenas aos indíviduos aceitos como iniciados nos diferentes templos religiosos do passado. Foi o primeiro a rasgar a cortina que pesa sobre os mais elevados conhecimentos, filtrando a luz da verdade religiosa para a alma simples e generosa do povo. XAVIER, F.C. A caminho da luz. Pelo espírito Emmanuel.

9 Os hebreus foram os primeiros a praticar publicamente o monoteísmo; é a eles que Deus transmite a sua lei, primeiramente por via de Moisés, depois por intermédio de Jesus. KARDEC, Allan. O evangelho segundo o espiritismo. Cap. 18, item2.

10 Elaborar um linha histórica, que contenha os principais marcos evolutivos da ideia de DEUS na Humanidade. Analisar as ideias que efetivamente os caracterizaram.

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA

7 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Roteiro 7 Objetivo Interpretar, à luz da Doutrina

Leia mais

O Cristo consolador. Roteiro 1

O Cristo consolador. Roteiro 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, O Consolador Prometido por Jesus Módulo I Esperanças e Consolações Roteiro 1 O Cristo consolador Objetivo Explicar

Leia mais

Curso Aprendizes do Evangelho 1º Ano. Aula 1 Evolução da Religiosidade através dos tempos

Curso Aprendizes do Evangelho 1º Ano. Aula 1 Evolução da Religiosidade através dos tempos Curso Aprendizes do Evangelho 1º Ano Aula 1 Evolução da Religiosidade através dos tempos Texto para reflexão Pão Nosso Item 41 No Futuro Quem aqui gosta de manga? Prefere comprida ou curta? Evolução da

Leia mais

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5

A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 A CAMINHO DE EMAÚS ROTEIRO 5 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos Objetivo Analisar os ensinamentos

Leia mais

As epístolas de Paulo (1)

As epístolas de Paulo (1) FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 14 As epístolas de Paulo (1) Objetivos Assinalar características

Leia mais

Objetivos. Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita.

Objetivos. Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita. Roteiro 1 Objetivos Explicar as características de o Consolador Prometido por Jesus, à luz do entendimento espírita. Esclarecer por que a Doutrina Espírita é entendida como sendo o Consolador. Ideias principais

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade. Tema 1

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade. Tema 1 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade Tema 1 Sendo a mediunidade uma faculdade inerente ao ser humano, a comunicação entre

Leia mais

A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS

A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo IV Aprendendo com as Curas A CURA DA SOGRA DE PEDRO E DOS ENDEMONIADOS Roteiro 3 Objetivo

Leia mais

O QUE É O ESPIRITISMO 1

O QUE É O ESPIRITISMO 1 O QUE É O ESPIRITISMO 1 Facilitadores Alex Olegário e Roberto Camilo 17/18-Janeiro-2016 OBJETIVO Conhecer sobre: O Conceito do Espiritismo O Codificador Se me amais, guardai os meus mandamentos; e eu rogarei

Leia mais

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4

A Missão de Jesus. guia e modelo da Humanidade. Roteiro 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Roteiro 4 A Missão de Jesus guia e modelo da Humanidade Objetivos Explicar

Leia mais

*Sobre o exercício da ética que, nas entrelinhas do ser, é um exercício do diálogo na busca do buscar do bem comum.

*Sobre o exercício da ética que, nas entrelinhas do ser, é um exercício do diálogo na busca do buscar do bem comum. Revisão 2º Ano - Ética e moral *A ética nas relações e a moral da convivência estão constantemente presentes nestes desafios que, em tudo tem a ver com o ser humano, pois o existir se dá numa relação com

Leia mais

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular

FEB - EADE - Livro III - Módulo I - Roteiro 3 - A pedra angular Esclarecer, à luz do Espiritismo, por que o Cristianismo é considerado pedra angular. Realizar análise espírita destas palavras do Cristo: O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar

Leia mais

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO?

ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? 1 ESPIRITUALISMO = ESPIRITISMO? ESPIRITUALISMO Oposto do materialismo Quem quer que acredite haver em si alguma coisa mais do que matéria é espiritualista. ESPIRITISMO ou DOUTRINA ESPÍRITA Termo criado

Leia mais

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO

PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO PLANEJAMENTO DAS AULAS CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA PRIMEIRO ANO Aula Conteúdo da Aula Referências 1 TEMA: O CURSO DE DOUTRINA ESPÍRITA - Integração Ficha do aluno - preencher e entregar o programa - Objetivos,

Leia mais

As epístolas de João e de Judas

As epístolas de João e de Judas FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo As epístolas de João e de Judas Roteiro 18 Objetivo Analisar, à luz do

Leia mais

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI

VINDE A MIM TODOS VÓS QUE ESTAIS FATIGADOS, QUE EU VOS ALIVIAREI O CRISTO CONSOLADOR O JUGO DO CRISTO Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de

Leia mais

CEM-Coordenadoria de Educação Mediúnica GEM-Grupo de Estudo da Mediunidade. Manifestação mediúnica dos Espíritos Programa II Módulo IV Roteiro 1 e 2

CEM-Coordenadoria de Educação Mediúnica GEM-Grupo de Estudo da Mediunidade. Manifestação mediúnica dos Espíritos Programa II Módulo IV Roteiro 1 e 2 CEM-Coordenadoria de Educação Mediúnica GEM-Grupo de Estudo da Mediunidade Manifestação mediúnica dos Espíritos Programa II Módulo IV Roteiro 1 e 2 Tipos de Espíritos comunicantes 1 Facilitadores Paulo

Leia mais

Percepção, Sintonia e Concentração Mental

Percepção, Sintonia e Concentração Mental FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 2 Módulo II Mecanismos da mediunidade Percepção, Sintonia e Concentração Mental Tema 3 Qual o seu entendimento sobre percepção, sintonia

Leia mais

Eclosão da mediunidade

Eclosão da mediunidade FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo II As Bases da Comunicação Mediúnica Eclosão da mediunidade Tema 1 Qual a importância das ocorrências mediúnicas? Ocorrências

Leia mais

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48

Evangelho. O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Evangelho O bem em resposta ao mal / Amor ao próximo Mateus: 5:38-48 Mateus 5 38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. 39 Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

O amigo importuno. Roteiro 9

O amigo importuno. Roteiro 9 O amigo importuno Roteiro 9 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III - Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo III Ensinos por Parábolas Objetivo Explicar, à

Leia mais

VENCER A MATÉRIA. Debate em 08/05/2010.

VENCER A MATÉRIA. Debate em 08/05/2010. VENCER A MATÉRIA Debate em 08/05/2010 http://grupo.gede.vilabol.com.br OBJETIVO Analisar a ação do espírito sobre a matéria física. PROCEDIMENTO a) Estudo da relação entre nível evolutivo e fenômenos de

Leia mais

A Aliança do povo hebreu com o Senhor

A Aliança do povo hebreu com o Senhor A Aliança do povo hebreu com o Senhor Não é fácil orientar-se numa floresta quando não se têm caminhos, nem trilhas. A Bíblia é como uma floresta e, se não conhecermos o caminho, facilmente poderemos nos

Leia mais

Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo

Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo Antonio Cesar Perri de Carvalho Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo 1ª edição 2016 Matão, SP Epístolas de Paulo à luz do Espiritismo Capa: Equipe O Clarim Imagem

Leia mais

O Engajamento na Adoração

O Engajamento na Adoração O Engajamento na Adoração Atos 2:41-47 41. Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas. 42. Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à

Leia mais

14 DE JUNHO DE 2009 FÉ E RAZÃO

14 DE JUNHO DE 2009 FÉ E RAZÃO 14 DE JUNHO DE 2009 FÉ E RAZÃO Para o dicionarista, a definição de fé é a convicção e crença firme e incondicional, alheia a argumentos da razão. Todavia, concebemos como uma espécie de força intrínseca,

Leia mais

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes

Grupo Espírita Guillon Ribeiro. Escola de Evangelização de Pacientes Grupo Espírita Guillon Ribeiro Escola de Evangelização de Pacientes A morte existe? Oferecei-vos a Deus, como vivos, salvos da morte, para que os vossos membros sejam instrumentos do bem ao seu serviço.

Leia mais

Recapitulando: crise moral e ética

Recapitulando: crise moral e ética Recapitulando: crise moral e ética lei moral Recapitulando: A lei moral é uma expressão do caráter de Deus A lei moral é uma expressão objetiva da vontade de Deus para nós A lei moral não deve ser vista

Leia mais

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES

Teorias éticas. Capítulo 20. GRÉCIA, SÉC. V a.c. PLATÃO ARISTÓTELES GRÉCIA, SÉC. V a.c. Reflexões éticas, com um viés político (da pólis) _ > como deve agir o cidadão? Nem todas as pessoas eram consideradas como cidadãos Reflexão metafísica: o que é a virtude? O que é

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 5 O SIGNIFICADO DA IMORTALIDADE EM NOSSAS VIDAS A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE 1º. ENCONTRO A ESSÊNCIA DA IMORTALIDADE Objetivo

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro III Ensinos e Parábolas de Jesus Parte 2 Módulo II Ensinos Diretos de Jesus Objetivos Explicar, à luz da Doutrina Espírita, o

Leia mais

BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563?

BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563? ÁSIA - RELIGIÕES BUDISMO O budismo não é só uma religião, mas também um sistema ético e filosófico, originário da região da Índia. Foi criado por Sidarta Gautama (563? - 483 a.c.?), também conhecido como

Leia mais

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12)

A atualidade da lei.... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) A atualidade da lei... a Lei é santa, e o mandamento, santo, justo e bom. (Rm 7:12) OBJETIVO Mostrar ao estudante da Escritura que a lei de Deus é atual, pois é baseada em Deus, e, portanto, é eterna e

Leia mais

I. Perguntas de gente boa

I. Perguntas de gente boa Graça e justiça ao alcance de todos nós Romanos 10:1-13 I. Perguntas de gente boa 1. Respeito, admiro e defendo a fé em Deus. Isto não basta? 2. Tenho elevados princípios de justiça e me esforço em viver

Leia mais

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER FAMÍLIA ESPÍRITOS DIVERSOS

FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER FAMÍLIA ESPÍRITOS DIVERSOS FAMÍLIA FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER FAMÍLIA ESPÍRITOS DIVERSOS SUMÁRIO PREFÁCIO...8 1 EM FAMÍLIA...10 2 JESUS EM CASA...14 3 DO CÉU À TERRA...18 4 PÁGINA AOS PAIS...22 5 TEU FILHO...26 6 ANOTAÇÕES DA FAMÍLIA...30

Leia mais

Bibliografia - Fund. DE 2 - Leis Morais - ano 2014

Bibliografia - Fund. DE 2 - Leis Morais - ano 2014 Bibliografia - Fund. DE 2 - Leis Morais - ano 2014 # Foco Bibliografia Da Lei Divina ou Natural [1 de 2]: Caracteres da lei natural. - Origem e conhecimento da lei natural. - Divisão da lei natural. KARDEC,

Leia mais

Ø Destacar a importância da transformação moral. Ø Iden5ficar a5tudes que concorrem para a melhoria evolu5va do ser humano.

Ø Destacar a importância da transformação moral. Ø Iden5ficar a5tudes que concorrem para a melhoria evolu5va do ser humano. Obje%vos Ø Destacar a importância da transformação moral Ø Iden5ficar a5tudes que concorrem para a melhoria evolu5va do ser humano A transformação moral Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação

Leia mais

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 A sua vida se parece com isto?

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011 A sua vida se parece com isto? A sua vida se parece com isto? igreja trabalho lazer e descanso família saúde estudos coração Você já se sentiu uma farsa? mundo exterior mundo interior Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração,

Leia mais

Família Conduta no. Lar

Família Conduta no. Lar CULTO DO EVANGELHO NO LAR Escola Evangelização O QUE É CULTO DO EVANGELHO NO LAR? Trata-se do estudo do Evangelho Jesus em reunião familiar. (USEERJ, Culto do Evangelho no lar, 8.ed., p.4). O culto doméstico

Leia mais

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA. GRATIDÃO

ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA.  GRATIDÃO ENEGRIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO ENERGIA DOS CHAKRAS E O PODER TERAPÊUTICO DA GRATIDÃO CAPÍTULOS 1. EXISTEM CHAKRAS? 2. OS CHAKRAS E AS SUAS FUNÇÕES PSÍQUICAS E ESPIRITUAIS 3. A GRATIDÃO

Leia mais

CRITÉRIOS DE ESTUDO E INTERPRETAÇÃO DO EVANGELHO (2)

CRITÉRIOS DE ESTUDO E INTERPRETAÇÃO DO EVANGELHO (2) CRITÉRIOS DE ESTUDO E INTERPRETAÇÃO DO EVANGELHO (2) ROTEIRO 4 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo I Metodologia para o estudo

Leia mais

A capacitação de Deus.

A capacitação de Deus. A capacitação de Deus. Atos 17: 24 ao 28 O apostolo Paulo depois de ter feito uma peregrinação pela Grécia chegou a seguinte conclusão de que a idolatria tinha tomado de forma contundente a cultura daqueles

Leia mais

As epístolas de Paulo (3)

As epístolas de Paulo (3) As epístolas de Paulo (3) Roteiro 16 FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro I Cristianismo e Espiritismo Módulo II O Cristianismo Objetivo Analisar os principais ensinos

Leia mais

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase.

As visões dos profetas não se constituem em manifestações físicas de Deus, mas aparições espirituais em sonhos ou estado de êxtase. vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente Conforme a Escritura, Deus é espírito puro, imaterial e invisível, é simples e não se constitui de partes. Está escrito que homem algum viu a Deus; está escrito

Leia mais

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS

O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS O CONHECIMENTO E SEUS NÍVEIS 1. O CONHECIMENTO é uma relação que se estabelece entre o sujeito que conhece e o objeto conhecido. O sujeito que conhece se apropria, de certo modo, do objeto conhecido. Através

Leia mais

O Estudo na Casa Espírita

O Estudo na Casa Espírita O Estudo na Casa Espírita Rose Mary Grebe Quando ingressamos no Espiritismo, muitas vezes não entendemos algumas situações. Vamos a uma determinada casa e percebemos o grande enfoque à Mediunidade, em

Leia mais

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL

Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Grupos de Estudos 2015 VISÃO GERAL Dias e Horários: Domingos: 10h Segundas: 19h45 Terças: 20h Quartas: 14h Período: Domingos: 08/Fev a 06/Dez Segundas: 09/Fev a 07/Dez Terças: Quartas: 10/Fev a 08/Dez

Leia mais

Doc. 59. Nome: Ano: Turma: Nº.:

Doc. 59. Nome: Ano: Turma: Nº.: PGA - Prova Global do Agrupamento Direção de Serviços Região Algarve Agrupamento de Escolas Silves Sul Doc. 59 Departamento de Ciências Sociais e Humanas História 7.º Ano Prova: A Nome: Ano: Turma: Nº.:

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico REGULAMENTO OFICIAL Alfabeto Bíblico Tem como objetivo levar o competidor a encontrar na Bíblia versículos que comecem com cada letra do alfabeto da língua portuguesa e contenham em seu texto, uma palavra-chave,

Leia mais

TRINITARIANISMO (parte I)

TRINITARIANISMO (parte I) TRINITARIANISMO (parte I) A Palavra de Deus diz: Não terás outros deuses diante de mim. (Êx 20:3) Tende cuidado, para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas, segundo a tradição

Leia mais

12 e 13/06/16 Facilitadoras: Rosângela Cely e Soraia Cristina

12 e 13/06/16 Facilitadoras: Rosângela Cely e Soraia Cristina 12 e 13/06/16 Facilitadoras: Rosângela Cely e Soraia Cristina OBJETIVO: Conceituar Mediunidade e Médium; Identificar os sintomas que caracterizam a mediunidade iniciante; Explicar qual deve ser a conduta

Leia mais

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia

CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia CONCEPÇÕES ÉTICAS Mito, Tragédia e Filosofia O que caracteriza a consciência mítica é a aceitação do destino: Os costumes dos ancestrais têm raízes no sobrenatural; As ações humanas são determinadas pelos

Leia mais

Grupos no judaísmo na. época de Jesus

Grupos no judaísmo na. época de Jesus Grupos no judaísmo na época de Jesus Nome Origem Conceitos Jörg Garbers Ms. de Teologia Os Fariseus Nome: os que se separam, os separados. Origem: Eles têm a sua origem teológico junto com os Essênios

Leia mais

Estudo Sistematizado da. Doutrina Espírita. Programa Fundamental. Tomo II. Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/ :43:48

Estudo Sistematizado da. Doutrina Espírita. Programa Fundamental. Tomo II. Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/ :43:48 Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita Programa Fundamental Tomo II Tomo II 2a prova Mod XI.indd 3 12/6/2007 17:43:48 PROGRAMA FUNDAMENTAL MÓDULO X Lei de Liberdade ROTEIRO 1 Liberdade de pensar e liberdade

Leia mais

A Dimensão do Ser. Espírito - Alma - Corpo Informação que gera felicidade Fernando Teodoro

A Dimensão do Ser. Espírito - Alma - Corpo Informação que gera felicidade Fernando Teodoro A Dimensão do Ser Espírito - Alma - Corpo Informação que gera felicidade Fernando Teodoro QUEM É VOCÊ? Motivação Pessoal & Desenvolvimento Intelectual Espírito - Alma - Corpo Três são os elementos que

Leia mais

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017

PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 PROGRAMA BÁSICO DA DOUTRINA ESPÍRITA SEMP -2017 COORDENADORES Carlos Massucci Fernanda Chueire Luiz Arthur Chagas Nicole Ventura FICHAS DE INSCRIÇÃO Sociedade Espírita Os Mensageiros da Paz Fundada em

Leia mais

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009

Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Lição 1 para o dia 3 de Janeiro de 2009 Havendo Deus falado muitas vezes e de muitas maneiras em outro tempo aos pais pelos profetas, nestes dias nos falou por meio de seu Filho, a quem constituiu herdeiro

Leia mais

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM

QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM QUEM SOMOS NÓS. CONSEQUENCIAS DOS VICIOS, DEFEITOS E VIRTUDES C.E.S. JOVEM ESTUDOS E DISSERTAÇÕES EM TORNO DOS LIVROS BÁSICOS DA DOUTRINA DOS ESPÍRITOS C.E.S. DEDICATÓRIA DEDICAMOS ESTA OBRA, PARA AQUELE

Leia mais

Vem Trabalhar na Minha Vinha...

Vem Trabalhar na Minha Vinha... 1 Ciclo de Estudos sobre Evangelização 2013 Vem Trabalhar na Minha Vinha... (Mateus 20:1,16) 2 /22 Ide e Evangelizai! 3 /22 O QUE É EVANGELIZAÇÃO? 4 /22 O QUE É EVANGELIZAÇÃO? Evangelizar é transmipr as

Leia mais

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015

Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 Aliança Espírita Evangélica RGA 2015 TEMA RGA 2015 Nossa Aliança com Jesus acolhendo e evangelizando corações na nova era. Local: Unisa Campus 1 RGA 2015 Rua Professor Enéas de Siqueira Neto, 340, Jardim

Leia mais

EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO

EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO EDUCAÇÃO FISÍCA PARA O CORPO E FILOSOFIA PARA A ALMA. RESUMO Analisarei o ensino relacionado à Educação Física, Filosofia e outras Ciências na história grega no mundo antigo. É sabedor que Platão fundou

Leia mais

ARQUIVO DOS ARTIGOS DO SITE DA ABPE QUESTÕES SOBRE ARTE E ESPIRITISMO. Dora Incontri

ARQUIVO DOS ARTIGOS DO SITE DA ABPE QUESTÕES SOBRE ARTE E ESPIRITISMO. Dora Incontri ARQUIVO DOS ARTIGOS DO SITE DA ABPE QUESTÕES SOBRE ARTE E ESPIRITISMO Dora Incontri 10 Questões sobre Arte e Espiritismo 1 Dora Incontri 1- Existe Arte Espírita? Depende como se entende o conceito. A Arte

Leia mais

MEDIUNIDADE E OBSESSÃO NA INFÂNCIA

MEDIUNIDADE E OBSESSÃO NA INFÂNCIA MEDIUNIDADE E OBSESSÃO NA INFÂNCIA Vossos filhos e vossas filhas profetizarão. (-Atos dos Apóstolos, 2:17) [...] todo aquele que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos, é, por este fato,

Leia mais

Gênese e Espiritismo

Gênese e Espiritismo Gênese e Espiritismo Sérgio Biagi Gregório SUMÁRIO: 1. Introdução. 2. Conceito. 3. Gênese: Aspectos Gerais. 4. Gênese Planetária. 5. Gênese Moisaica. 6. Gênese Orgânica. 7. Gênese Espiritual. 8. Conclusão.

Leia mais

ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPÍRITA

ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPÍRITA ESTUDO APROFUNDADO DA DOUTRINA ESPÍRITA Orientações espíritas e sugestões didático-pedagógicas direcionadas ao estudo do aspecto religioso do Espiritismo Livro II Ensinos e parábolas de Jesus Parte I SUMÁRIO

Leia mais

e a mediunidade com Jesus

e a mediunidade com Jesus e a mediunidade com Jesus 1. BREVE ANALÍTICA DA MEDIUNIDADE Somos todos médiuns? Considerações de um cidadão comum o cabeleireiro e a novela Alma Gêmea A MEDIUNIDADE: - Natural: condição humana disposição

Leia mais

Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016 LDC OFICINA VALORES UNIVERSAIS

Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016 LDC OFICINA VALORES UNIVERSAIS LAR DE DANIEL CRISTÓVÃO Serviço de Proteção Social Especial de Média Complexidade para Pessoas com Deficiência, Idosas e suas Famílias Planejamento Geral para Crianças,Jovens e Idosos com Deficiência 2016

Leia mais

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre

CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA. Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito. BIBLIOGRAFIA 1º semestre CENTRO ESPÍRITA ILDEFONSO CORREIA Programa de Estudos FAMÍLIA Baseado no livro: Vereda Familiar, de Thereza de Brito BIBLIOGRAFIA 1º semestre 1. As folias de Momo. Observar algumas características do carnaval;

Leia mais

Desenvolvimento Mediúnico

Desenvolvimento Mediúnico Desenvolvimento Mediúnico AULA 5 O Despertar da Visão - Mediunidade da Vidência Comunidade de Cultura Divinista/CCD Instituto Divinista 30-Junho-2012 1 Parte I - Teórica 1.Recapitulando... 2.Reflexões

Leia mais

A dieta bíblica. Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. (At 10:14)

A dieta bíblica. Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. (At 10:14) A dieta bíblica Pedro replicou: De modo nenhum, Senhor! Porque jamais comi coisa alguma comum e imunda. (At 10:14) OBJETIVO Ajudar o estudante da Escola Bíblica a entender e a defender o que cremos acerca

Leia mais

Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS. segundo a filosofia espírita. As leis morais 2014.indd 3 03/04/ :07:16

Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS. segundo a filosofia espírita. As leis morais 2014.indd 3 03/04/ :07:16 Rodolfo Calligaris AS LEIS MORAIS segundo a filosofia espírita As leis morais 2014.indd 3 03/04/2014 15:07:16 Sumário Kardec...9 1 As Leis divinas...11 2 O conhecimento da lei natural...15 3 A progressividade

Leia mais

SEE 3 de Outubro. 15/mar/15

SEE 3 de Outubro. 15/mar/15 SEE 3 de Outubro 15/mar/15 O Evangelho como proposta de educação ético-moral do homem Marco Milani Set/2014 A cosmovisão espírita é baseada nos ensinamentos dos espíritos, os quais foram organizados e

Leia mais

Atividades Básicas no Centro Espírita

Atividades Básicas no Centro Espírita Atividades Básicas no Centro Espírita Pessoas/ Espíritos Estudo Prática Divulgação Desejos Necessidades Expectativas Atendimento Serviços Centro Espírita CFN/FEB-Perri Conceptos, Funciones y Actividades

Leia mais

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3 Introdução ao Livro de Deuteronômio - A nova geração Ao contrário do que o nome, vindo do grego, sugere, Deuteronômio não se trata de uma segunda lei, mas é uma recapitulação, para a nova geração pós-êxodo,

Leia mais

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos

FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro II Ensinos e Parábolas de Jesus Módulo V Aprendendo com Fatos Cotidianos 1 2 E o servo de um certo centurião, a quem este muito

Leia mais

ESTUDO SOBRE COLOSSENSES

ESTUDO SOBRE COLOSSENSES Colossenses 1 1 ESTUDO SOBRE COLOSSENSES Autor: Lary White, professor e pregador na IGREJA DE CRISTO Traduzido ao português por M. Celeste membro da Igreja de Cristo, Rua 15 de Novembro, 35 4100-421 Porto

Leia mais

Rattana Sutta (Discurso da Tríplice Jóia)

Rattana Sutta (Discurso da Tríplice Jóia) Rattana Sutta (Discurso da Tríplice Jóia) O Buda expressou o seguinte sutra (discurso) poderoso e eficaz, na sua visita ao distrito de Vaiśālī que foi arrasado pela epidemia, para abençoar as vítimas e

Leia mais

A Maçonaria e a Palavra Divina da Fraternidade

A Maçonaria e a Palavra Divina da Fraternidade GAZETA DO MAÇOM Órgão Oficial da Grande Loja Maçônica do Estado do Rio de Janeiro Rua Professor Gabizo, 129 - Tijuca - RJ Administração Sereníssimo Grão-Mestre Waldemar Zveiter Jornalista Responsável:

Leia mais

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE

III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE III Encontro Nacional de Coordenadores de ESDE Critérios para Seleção de Expositores e de Bibliografias para Cursos de Capacitação de Coordenador e Monitor do ESDE Um curso regular de Espiritismo seria

Leia mais

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg

Filosofia Iluminista. Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p Unidade 08. Capítulo 05: pg Filosofia Iluminista Profª Karina Oliveira Bezerra Unidade 01. Capítulo 04: p.57-58 Unidade 08. Capítulo 05: pg. 442-446 Filosofia da Ilustração ou Iluminismo (meados do século XVIII ao começo do século

Leia mais

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano

DICAS DO PROFESSOR. História 6º Ano DICAS DO PROFESSOR História 6º Ano OS POVOS DA ANTIGUIDADE ORIENTAL: ORIENTE PRÓXIMO E EXTREMO ORIENTE QUAIS A PRINCIPAL HERANÇA DEIXADA PELOS HEBREUS A maior contribuição dos hebreus foi religiosa.

Leia mais

Mediunidade, metapsíquica e parapsicologia

Mediunidade, metapsíquica e parapsicologia FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Mediunidade: Estudo e Prática Programa 1 Módulo I Fundamentos ao Estudo da Mediunidade Mediunidade, metapsíquica e parapsicologia Tema 2 Fenômenos psíquicos Mediunidade Metapsíquica

Leia mais

A teologia da política. Dr. Rousas John Rushdoony

A teologia da política. Dr. Rousas John Rushdoony INTRODUÇÃO A teologia da política Dr. Rousas John Rushdoony Introdução Uma área de estudo muito negligenciada nos dois séculos passados ou mais é a teologia da política. O pensamento político tem se tornado

Leia mais

AUTA DE SOUZA CURS R O S O N O N Ç O ÕE Õ S E

AUTA DE SOUZA CURS R O S O N O N Ç O ÕE Õ S E CURSO NOÇÕES BÁSICAS DOUTRINA ESPÍRITA EDITORA 1 / 8 Conceito Desencarnar é mudar de plano, como alguém que se transferisse de uma cidade para outra, aí no mundo, sem que o fato lhe altere as enfermidades

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

Entrevista com Raul Teixeira sobre atividade de desobsessão

Entrevista com Raul Teixeira sobre atividade de desobsessão Entrevista com Raul Teixeira sobre atividade de desobsessão Entrevista em Quartera Portugal Pergunta Há necessidade de fazer passes sobre os centros de força ou basta fazê-lo sobre o coronário, aplicando

Leia mais

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ

COPYRIGHT TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - SABER E FÉ Aviso importante! Esta disciplina é uma propriedade intelectual de uso exclusivo e particular do aluno da Saber e Fé, sendo proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo, exceto em breves citações

Leia mais

» Identificar os principais tipos de mortes prematuras e em que condições elas ocorrem.

» Identificar os principais tipos de mortes prematuras e em que condições elas ocorrem. FEDERAÇÃO ESPÍRITA BRASILEIRA Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita Livro IV Espiritismo, o Consolador Prometido por Jesus Módulo II A morte e seus mistérios Roteiro 2 » Identificar os principais tipos

Leia mais

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA

EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA CURSO A PRÁTICA DA FRATERNIDADE NOS CENTROS ESPÍRITAS EM QUE SE FUNDAMENTA O ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA ATENDIMENTO ESPIRITUAL NO CENTRO ESPÍRITA Segundo o Livro Orientação ao Centro Espírita

Leia mais

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: O SER HUMANO

DATA: / / 2015 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: ALUNO(A): N.º: TURMA: O SER HUMANO SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA Mantenedora da PUC Minas e do COLÉGIO SANTA MARIA UNIDADE: DATA: / / 205 III ETAPA AVALIAÇÃO DE EDUCAÇÃO RELIGIOSA 9.º ANO/EF PROFESSOR(A): VALOR: 0,0 MÉDIA: 6,0 RESULTADO:

Leia mais

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO.

TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. TEMA: O NOVO NASCIMENTO E A CONVERSÃO. Texto: E dar-lhes-ei coração para que me conheçam, porque eu sou o SENHOR; e ser-me-ão por povo, e eu lhes serei por Deus, porque se converterão a mim de todo o seu

Leia mais

Por. Eliana Haddad. Foi isso que o levou a criar o Instituto de Pesquisas Espíritas Allan Kardec e o Clube

Por. Eliana Haddad. Foi isso que o levou a criar o Instituto de Pesquisas Espíritas Allan Kardec e o Clube Por Eliana Haddad Doutor e mestre em lógica e filosofia da ciência pela Unicamp, graduado em física pela UFRJ, Cosme Massi é hoje reconhecido no meio espírita por ser um grande estudioso da ciência e da

Leia mais

Guia orientador de meditação bíblica diária Epístola aos Romanos (2)

Guia orientador de meditação bíblica diária Epístola aos Romanos (2) Pág. 1 Pessoal, ainda lembram o meu nome? Sou o Rômulo, membro da igreja em Roma e estou contando sobre uma carta que recebemos de um Sr. Paulo. Já mencionei que a recepção desta carta gerou o maior alvoroço

Leia mais

EVANGELIZAÇÃO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS O EVANGELIZANDO O EVANGELIZADOR A IMPORTÂNCIA DA EVANGELIZAÇÃO

EVANGELIZAÇÃO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS O EVANGELIZANDO O EVANGELIZADOR A IMPORTÂNCIA DA EVANGELIZAÇÃO EVANGELIZAÇÃO INTRODUÇÃO OBJETIVOS PRINCÍPIOS METODOLÓGICOS O EVANGELIZANDO O EVANGELIZADOR A IMPORTÂNCIA DA EVANGELIZAÇÃO INTRODUÇÃO A denominação de Evangelização Espírita Infanto-Juvenil se dá à transmissão

Leia mais

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Filipenses 2:9-11 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, Filipenses 2:9-11 para que ao nome de Jesus se dobre

Leia mais

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell

CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell CIENCIA CONCIENCIA Y LUZ Peter Russell por: Marouva Fallgatter Faqueti Disciplina: Complexidade, conhecimento e sociedade em redes 1/2016 Professor: Aires José Roverr Peter Russell (1946 - ) Escritor e

Leia mais

quinta-feira, 20 de dezembro de 12

quinta-feira, 20 de dezembro de 12 Filipenses 2.5-11 Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, que, embora sendo Deus, não considerou que o ser igual a Deus era algo a que devia apegar-se; mas esvaziou-se a si mesmo, vindo a ser

Leia mais

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS.

ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS. ESTUDO REFLEXIVO- SISTÊMICO DAS OBRAS DE ALLAN KARDEC E DO EVANGELHO DE JESUS MÓDULO 9 O SIGNIFICADO DAS LEIS DE PROGRESSO E TRABALHO EM NOSSAS VIDAS TRABALHO, PROGRESSO E A LEI DO MÉRITO 5º. ENCONTRO

Leia mais

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM

REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM REZANDO COM O EVANGELHO DO DIA (LECTIO DIVINA) Reflexões de Frei Carlos Mesters, O.Carm Reflexões e Ilustração de Pe. Lucas de Paula Almeida, CM Quarta-feira da 6ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Ó Deus,

Leia mais