PREFEITURA MUNICIPAL DE BURI ESTADO DE SÃO PAULO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PREFEITURA MUNICIPAL DE BURI ESTADO DE SÃO PAULO"

Transcrição

1 CONCURSO PÚBLICO Nº 1/09 EDITAL COMPLETO - Retificado Prefeitura Municipal de Buri, Estado de São Paulo faz saber que fará realizar, sob a responsabilidade da empresa Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda, Concurso Público de Provas e Títulos apenas para os cargos de Professores e de Provas para os demais cargos, visando o preenchimento dos cargos públicos relacionados no quadro abaixo, criados através de Legislação Municipal e regidos pelo Regime Jurídico Único dos Funcionários Públicos Municipais do Município de Buri e legislação complementar, mais os que vagarem ou forem criados durante o prazo de validade do concurso, de acordo com as instruções constantes neste Edital Completo. 1. DOS CARGOS PÚBLICOS 1.1. Os cargos públicos a serem providos, a quantidade de vagas, a carga horária de trabalho, os salários e requisitos para preenchimento das vagas são os estabelecidos na tabela a seguir: CARGO Nº DE VAGAS CARGA HORÁRIA SALÁRIO REQUISITOS TAXA DE INSCRIÇÃO Assistente Social 2 40 h/sem. R$ 1.424,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRESS R$ 4,00 Atendente de Consultório Dentário 1 40 h/sem. R$ 48 Ensino Médio Completo + Curso ACD + Registro no CRO R$ Dentista 1 h/sem. R$ 1.730,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRO R$ 4,00 Dentista PSF 1 40 h/sem. R$ 3.4 Ensino Superior Completo + Registro no CRO R$ 4,00 Enfermeiro PSF 1 40 h/sem. R$ 2.830,00 Ensino Superior Completo + Registro no COREN R$ 4,00 Enfermeiro 2 40 h/sem. R$ 1.8,00 Ensino Superior Completo + Registro no COREN R$ 4,00 Médico Ambulatorial Clínico Geral 2 h/sem. R$ 9 p/hora Ensino Superior Completo + Registro no CRM R$ 4,00 Médico Ambulatorial Ginecologista/Obstetra 2 h/sem. Médico Ambulatorial Pediatra 1 h/sem. R$ 9 p/hora R$ 9 p/hora Ensino Superior Completo + Especialização na área + Registro no CRM Ensino Superior Completo + Especialização na área + Registro no CRM R$ 4,00 R$ 4,00 Médico Ambulatorial Psiquiatra (CAPS) 1 h/sem. R$ 9 p/hora Ensino Superior Completo + Especialização na área + Registro no CRM R$ 4,00 Médico Plantonista Clínico Geral 8 h/sem. R$ 9 p/hora Ensino Superior Completo + Registro no Conselho Respectivo R$ 4,00 Médico PSF 1 40 h/sem. R$ 7.400,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRM R$ 4,00 1

2 Médico Veterinário 1 40 h/sem. R$ 1.424,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRMV R$ 4,00 Nutricionista 1 40 h/sem. R$ 1.424,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRN R$ 4,00 Professor de Educação Básica I Cadastro Reserva 30 h/sem. R$ 6,00 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena em Pedagogia e/ou anos iniciais do ensino fundamental ou Normal Superior R$ 4,00 Professor de Educação Básica II - Ciências Cadastro Reserva 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II Arte h/sem. R$8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II Educação Física 2 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II Geografia Cadastro Reserva 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II História 1 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II Inglês Cadastro Reserva 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II Cadastro Reserva 30 h/sem. R$ 8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Professor de Educação Básica II - Matemática Cadastro Reserva 30 h/sem. R$8,30 p/hora aula Habilitação específica de grau superior, em curso de licenciatura de graduação plena R$ 4,00 Psicólogo 2 40 h/sem. R$ 1.424,00 Ensino Superior Completo + Registro no CRP R$ 4,00 Psicopedagogo 1 40 h/sem. R$ 1.424,00 Ensino Superior Completo em Psicopedagogia ou Ensino Superior Completo e Especialização em Psicopedagogia R$ 4,00 Técnico de Enfermagem 3 40 h/sem. R$ 696,00 Curso Técnico e Registro no Conselho Respectivo (COREN) R$ 1.2. O Concurso Público terá validade de 2 (dois) anos, sendo facultada sua prorrogação por igual período. A Prefeitura estima convocar de imediato a quantidade de candidatos discriminada na coluna N de Vagas da tabela constante do item 1.1 deste Edital. A Prefeitura poderá, de acordo com suas necessidades, durante a vigência do Concurso Público, convocar candidatos até o limite de vagas criadas para os referidos cargos no Quadro de Pessoal da Prefeitura. Poderá também, durante a vigência do Concurso Público, convocar da lista de aprovados, candidatos para vagas que venham a ser criadas, nos respectivos cargos públicos. 2

3 Os cargos que indicam no nº de vagas Cadastro de Reserva - são aqueles que não têm número definido de vagas efetivas. Os candidatos aprovados (que fizeram o número mínimo de pontos pré-determinados neste Edital) serão convocados para a posse, por ordem de classificação, para postos que ficarão vagos ou que serão abertos durante a validade deste Concurso Público Eventuais contratações por prazo determinados, durante a vigência deste Concurso Público, serão providas prioritariamente através da chamada dos candidatos classificados em lista de espera dos respectivos cargos conforme disciplina a legislação municipal Os candidatos aprovados em Concurso Público ainda em vigência serão convocados com prioridade sobre os candidatos a serem classificados neste Concurso Público, nos termos da legislação em vigor. 1.. As vagas em concurso serão destinadas para o local de trabalho que melhor convier à municipalidade, a juízo da Administração municipal A lotação e a fixação do horário de trabalho para os cargos em concurso serão estabelecidas pela Prefeitura Municipal de Buri, em escalas que atendam as necessidades dos serviços públicos Fica a critério da Prefeitura Municipal de Buri, convocar ou não os candidatos aprovados neste Concurso Público, mediante avaliação do impacto financeiro e orçamentário em folha de pagamento, obedecendo aos limites impostos com gastos de pessoal através da legislação que suporta a matéria. 2. DAS INSCRIÇÕES 2.1. São condições para inscrição: Ser brasileiro ou gozar das prerrogativas do Decreto Federal /72; 2.2. São requisitos para posse: Ser aprovado neste Concurso Público; Ter idade mínima de 18 (dezoito) anos completos; Estar quites com a Justiça Eleitoral; Estar devidamente regularizado junto ao Cadastro de Pessoas Física do Ministério da Fazenda; Estar quites com o Serviço Militar; Estar em pleno gozo dos direitos civis e políticos; Atender as condições, escolaridade e requisitos prescritos para a habilitação ao cargo; Não registrar antecedentes criminais; Não ter sofrido, no exercício de função pública, penalidade por prática de atos desabonadores; Gozar de saúde física e mental compatíveis com o exercício do cargo, emprego ou função, comprovada em prévia inspeção médica oficial; Não possuir vínculo com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública que impossibilite acumulação de empregos, ressalvados os casos contidos nas alíneas b e c, inc. XVI, do art. 37, da Constituição Federal As inscrições poderão ser efetuadas no período de 23 de novembro a de dezembro de 09, pela internet através do site Para inscrever-se, o candidato deverá: a) Preencher corretamente os campos relativos ao formulário de inscrição; b) Imprimir o boleto referente à taxa de inscrição e efetuar o seu pagamento até a data de vencimento em qualquer instituição bancária, através de internet banking, ou em qualquer estabelecimento autorizado a receber pagamento de documentos de compensação bancária (casas lotéricas, correios, etc.) 2.. A efetivação da inscrição estará condicionada ao: a) Correto preenchimento do requerimento de inscrição e b) Pagamento ou compensação do valor correspondente a taxa de inscrição Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por outros meios que não o pagamento do boleto bancário emitido especificamente para cada inscrição, bem como pagamentos condicionais ou efetuados fora do período estabelecido de 23 de novembro a de dezembro de 09; serão indeferidas as inscrições cujos cheques de pagamento não venham a ser compensados, por qualquer motivo (falta de fundos, ausência ou divergência de assinatura, data de emissão prescrita, etc.) 2.6. Ao candidato será atribuída total responsabilidade pelo correto preenchimento do formulário de inscrição. 3

4 2.7. O candidato poderá se inscrever para mais de um cargo integrante do quadro constante no item 1.1 deste Edital, no entanto, a Prefeitura Municipal de Buri, assim como a empresa Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda. não se responsabilizam pelas coincidências de datas e horários de provas e quaisquer outras atividades. Neste caso, o candidato deverá optar por prestar somente uma das provas, a seu critério O candidato não poderá ser aposentado por invalidez ou ter aposentadoria especial para o mesmo cargo, e nem estar em idade de aposentadoria compulsória; não poderá, no caso de eventual posse, possuir vínculo com qualquer órgão ou entidade da Administração Pública que impossibilite acumulação de cargos, ressalvados os casos dispostos no artigo 37, inciso XVI, alíneas a, b e c da Constituição Federal Encerrado o prazo das inscrições, será divulgado no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Buri, assim como no site a relação dos candidatos inscritos. 2.. É vedada a transferência para terceiros do valor da taxa de inscrição. 3. DOS REQUISITOS 3.1. Os requisitos dispostos no quadro do item 1.1 e 2.2 deste Edital são essenciais para preenchimento do cargo, devendo o candidato na ocasião da posse, apresentar os documentos exigidos à Divisão de Administração de Pessoal da Prefeitura Municipal de Buri e no caso do não cumprimento destas exigências, o candidato perderá o direito à vaga. 4. DOS CANDIDATOS PORTADORES DE DEFICIÊNCIA FÍSICA OU SENSORIAL 4.1. Aos candidatos portadores de deficiência física ou sensorial que pretendam fazer uso das prerrogativas que lhe são facultadas no inciso VIII do artigo 37 da Constituição Federal, é assegurado o direito de inscrição neste Concurso Público, desde que a deficiência de que são portadores seja compatível com o efetivo desempenho das atribuições do cargo Consideram-se pessoas portadoras de deficiência aquelas que se enquadram nas categorias discriminadas no art. 4.º do Decreto Federal N.º 3.298/ O candidato portador de deficiência que no ato da inscrição não declarar essa condição, não poderá impetrar recurso em favor de sua inscrição A pessoa portadora de deficiência participará deste Concurso Público em igualdade de condições com os demais candidatos no que concerne ao conteúdo das provas, à avaliação e aos critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação das provas e à nota mínima exigida para todos os demais candidatos. 4.. Aos portadores de deficiência física ou sensorial será reservado o percentual de % (cinco por cento) das vagas oferecidas neste Concurso Público, exceto para os cargos que não possibilitem as suas contratações pelas características de atribuições e desempenhos, incompatíveis com a deficiência possuída Quando nas operações aritméticas necessárias à apuração do número de cargos reservados, o resultado obtido não resultar em número inteiro, desprezar-se-á a fração inferior a meio e arredondar-se-á para unidade imediatamente superior a que for igual ou superior Inexistindo candidatos portadores de deficiência, as vagas serão preenchidas por candidatos não portadores de deficiência; Não serão considerados como deficiência, os distúrbios passíveis de correção, segundo os padrões clinicamente estabelecidos Os candidatos que concorrerem na condição prevista neste item serão classificados em lista separada Havendo laudo médico oficial contrário à condição de deficiente, o candidato será excluído da listagem correspondente O candidato que declarar falsamente a deficiência será excluído do Concurso Público, se confirmada tal ocorrência, em qualquer fase deste processo, sujeitando-se às consequências legais pertinentes à matéria O candidato portador de necessidades especiais, aprovado no concurso, será submetido, antes da contratação, à avaliação médica a fim de analisar a compatibilidade entre a deficiência do candidato e a função a ser desempenhada Caso se verifique a incompatibilidade entre a deficiência do candidato e a função a ser desempenhada, o mesmo perderá o direito a vaga O candidato que necessitar de prova especial (letra ampliada, Braille, intérprete de LIBRAS, etc.) ou de sala em condições especiais, deverá requerer, por escrito, à Comissão do Processo Seletivo, até o último dia de encerramento das inscrições, juntando atestado médico comprobatório da deficiência alegada, com expressa referência ao código correspondente da Classificação Internacional de Doença - CID. 4

5 Os requerimentos de prova especial deverão ser protocolizados na sede da Prefeitura Municipal de Buri, sito a Rua Cel. Licínio, nº 98 Centro Buri, durante o horário de expediente Os deficientes que não solicitarem a prova especial no prazo citado no item anterior, não terão direito a prova especialmente preparada seja qual for o motivo alegado Os deficientes visuais, que se julgarem amparados pelas disposições legais, prestarão as provas mediante leitura através do sistema Braille. Os candidatos deverão levar, para esse fim, no dia da aplicação das provas, reglete e punção, podendo ainda, utilizar-se de soroban Aos deficientes visuais amblíopes serão oferecidas provas ampliadas com tamanho da letra correspondente a fonte 24.. DO CONCURSO PÚBLICO.1. O Concurso Público terá apenas uma única fase de prova teórica (testes de múltipla escolha). As provas para todos os cargos serão realizadas no município de Buri, com data e horário previsto para o dia de janeiro de, domingo às 9h00, em local a ser divulgado posteriormente..2. A confirmação oficial sobre a data, horário e local da realização das provas será divulgada oportunamente, após o encerramento das inscrições, através de Edital de Convocação para Provas, a ser afixado no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Buri e disponibilizado no site além de publicado resumidamente, em jornal de circulação local. 6. DA PROVA TEÓRICA 6.1. A prova teórica, de caráter eliminatório e classificatório, visa avaliar o grau de conhecimento teórico do candidato, necessário ao desempenho do cargo público. Essa prova terá duração de 3 (três) horas e será composta de 40 (quarenta) questões de múltipla escolha, de acordo com o conteúdo programático constante do Anexo I deste Edital, distribuídas e pontuadas na seguinte conformidade: Assistente Social CARGO Atendente de Consultório Dentário Dentista Dentista PSF Enfermeiro PSF Enfermeiro Médico Ambulatorial Clínico Geral Médico Ambulatorial Ginecologista/Obstetra DISCIPLINAS Legislação Saúde Pública Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Nº DE QUESTÕ ES 30 PESO 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 TOTAL DE PONTOS POR DISCIPLINAS,00,00 90,00,00,00,00,00,00,00,00 TOTAL

6 Legislação Saúde Pública + Publicações MS 2,0 Médico Ambulatorial Pediatra Médico Ambulatorial Psiquiatra (CAPS) Médico Plantonista Clínico Geral Médico PSF Médico Veterinário Nutricionista Professor de Educação Básica I Professor de Educação Básica II - Ciências Professor de Educação Básica II Arte 1 Professor de Educação Básica II Educação Física Professor de Educação Básica II Geografia Professor de Educação Básica II História Professor de Educação Básica II - Inglês Professor de Educação Básica II Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública + Publicações MS Legislação Saúde Pública Legislação Saúde Pública + Publicações Matemática Matemática e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação (Língua Portuguesa) 2 2 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0 2,0,00,00,00,00,00,00,00 7,00,00,00,00,00,00,00,00,00 7,00 6

7 Professor de Educação Básica II - Matemática Psicólogo Psicopedagogo Técnico de Enfermagem e Atualidades Conhecimentos Pedagógicos + Legislação (Matemática) Raciocínio Lógico Legislação Saúde Pública + Publicações MS ,0,00,00 7,00,00 7,00,00,00 90,00, O candidato poderá se preparar para as provas utilizando qualquer bibliografia que trate de forma sistematizada dos assuntos selecionados no Anexo I Na data determinada para a realização das provas os candidatos deverão se apresentar nos locais indicados com antecedência de no mínimo 30 (trinta) minutos do horário previamente determinado para o início das mesmas O ingresso aos locais das provas será permitido apenas aos candidatos que estiverem munidos de documento de identidade original com foto, comprovante de inscrição, caneta esferográfica azul ou preta, podendo levar, opcionalmente, lápis e borracha Entende-se por documento de identidade original: Carteiras e/ou cédulas de Identidade expedidas pelas Secretarias de Segurança Pública, pelas Forças Armadas, pela Polícia Militar, pelo Ministério das Relações Exteriores; Cédula de Identidade para Estrangeiros; Cédulas de Identidade fornecidas por Órgãos ou Conselhos de Classe que, por força de Lei Federal valem como documento de identidade (OAB, CRM, CREA, CRC, etc.); Certificado de Reservista; Passaporte; Carteira de Trabalho e Previdência Social, bem como Carteira Nacional de Habilitação na forma da Lei nº 9.03/1997, não sendo admitido no recinto de realização o candidato que não portá-lo A candidata lactante deverá levar acompanhante, que se responsabilizará pela guarda da criança. Não haverá prorrogação de horário da duração da prova para candidata nesta situação Os candidatos médicos, bombeiros, policiais e militares que estiverem em regime de plantão poderão atender a bips ou celulares, desde que comprovem esta condição ao Fiscal de Prova, mediante apresentação da identidade profissional (CRM, identidade policial ou militar) antes do início das provas; neste caso deverão ser acompanhados por um Auxiliar de Coordenação e atender a ligação fora da sala Durante a prova, o candidato não deve levantar-se, comunicar-se com outros candidatos, e nem fumar; será advertido pelo Fiscal de Prova caso perceba-se que busca visualizar prova ou gabarito de outro candidato, sendo-lhe retirada a prova e desclassificado no caso de reiteração da atitude. 6.. Não serão admitidos nos locais de provas, os candidatos que se apresentarem após o horário estabelecido para início das provas e fechamentos dos portões O não comparecimento na data fixada para realização das provas excluirá automaticamente o candidato do Concurso Público Durante a realização da prova não será permitida a consulta de nenhuma espécie de legislação, livro, revista ou folheto, uso de calculadora, telefone celular ou outro equipamento de comunicação, bem como não será admitida comunicação entre os candidatos Caso necessário a utilização do sanitário, o candidato deverá solicitar ao Fiscal de Prova, que designará Auxiliar de Coordenação para acompanhá-lo, devendo no percurso manter-se em silêncio, podendo antes e depois da entrada no sanitário sofrer revista As provas constarão de 40 (quarenta) questões com testes de múltipla escolha, podendo seu conteúdo variar conforme item 6.1 deste edital. 6.. A duração da prova é de 3 (três) horas, já incluído o tempo destinado ao preenchimento da Folha de Respostas. O candidato somente poderá entregar a prova depois de 30 (trinta) minutos do seu início; os 2 (dois) últimos candidatos a entregarem as provas permanecerão na sala para efetuarem com o Fiscal de Prova a lacração do envelope contendo as Folhas de Respostas. 7

8 6.11. A inviolabilidade das Provas será comprovada no local de sua realização, no momento do rompimento do lacre dos envelopes, na presença dos candidatos O candidato deverá assinar Lista de Presença, que lhe será apresentada no início da prova O candidato deverá efetuar a conferência do Caderno de Provas antes de começar a resolução, verificando no cabeçalho de todas as folhas se o mesmo corresponde ao cargo em que se inscreveu; a seguir verificará se o Caderno dispõe de 40 (quarenta) questões objetivas de múltipla escolha; por fim, o candidato deverá verificar se não há falha de impressão que prejudique a leitura do texto, gráficos ou ilustrações; caso a prova não seja referente ao cargo de sua inscrição, ou o Caderno de Provas esteja incompleto, ou tenha qualquer defeito, deverá solicitar ao Fiscal da Prova que o substitua, não cabendo reclamações posteriores neste sentido No decorrer da prova, se o candidato observar qualquer anormalidade gráfica ou irregularidade na formulação de alguma questão, deverá manifestar-se junto ao Fiscal de Sala que anotará em formulário próprio a ocorrência, para posterior análise, o que não substitui a apresentação posterior de eventual recurso contra questões O candidato levará consigo, ao final da prova, o Caderno de Provas, podendo, portanto, utilizá-lo como rascunho e para a anotação das alternativas que escolher, a fim de subsidiá-lo na correção das questões quando da divulgação do gabarito, ou na eventualidade da interposição de algum recurso contra questão e/ou gabarito, sendo, no entanto, em função de reserva de direitos autorais, vedada a sua divulgação e/ou reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa da PUBLICONSULT Assessoria e Consultoria Pública Ltda, incorrendo em crime o responsável As questões deverão ser respondidas na Folha de Respostas, preenchendo-se totalmente o campo indicativo da letra correspondente à opção de resposta escolhida com caneta esferográfica azul ou preta; não deverá ser usado X ou outro tipo de marcação; caso o candidato assinale mais de uma alternativa, a questão será considerada errada; a Folha de Respostas não poderá ser rasurada, amassada ou perfurada, caso contrário, a resposta será anulada Os pontos correspondentes às questões porventura anuladas, após análise da Comissão Coordenadora, serão atribuídos a todos os candidatos, independentemente da formulação dos recursos A Folha de Respostas somente terá validade se estiver assinada pelo candidato no campo indicado Será excluído do Concurso Público o candidato que, durante as provas: a) não comparecer para a realização da prova, conforme convocação oficial seja qual for o motivo alegado; b) apresentar-se fora de local, data e/ou do horário estabelecidos no Edital de Convocação; c) não apresentar o documento de identificação conforme previsto neste Edital; d) ausentar-se, durante o processo, da sala ou local de provas sem o acompanhamento de um fiscal e) for surpreendido em comunicação com outro candidato ou terceiros, verbalmente ou por escrito, bem como fazendo uso de material não permitido para a realização da prova ou de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação; f) lançar meios ilícitos para a realização das provas; g) não devolver ao fiscal, seguindo critérios estabelecidos neste Edital, qualquer material de aplicação e de correção das provas; h) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos; i) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer membro da equipe encarregada da aplicação da prova. 6.. No segundo dia útil seguinte ao da aplicação das provas, a partir das 18h00, o candidato poderá consultar o gabarito oficial no site e também no Quadro de Avisos da Prefeitura Municipal de Buri; não serão informados resultados por telefone ou outro meio de comunicação. 7. DOS TÍTULOS 7.1. O Concurso Público, somente para os cargos de Professores, consistirá de Provas e Títulos, com a pontuação constante no quadro abaixo: Certificado ou Diploma de Conclusão Curso de Especialização ou Pós-Graduação (máximo de dois, com carga horária mínima 360 h) 2,0 Curso de Mestrado (máximo de um título),00 Pontos Curso de Doutorado (máximo de um título) 7.2. Os comprovantes da titulação deverão ser entregues no dia da realização das provas teóricas para o Fiscal de Sala, mediante contra-recibo. 8

9 Não serão aceitos comprovantes da titulação apresentados fora do período acima estipulado, não cabendo recurso ao candidato, nessa hipótese Serão considerados para a Prova de Títulos, os certificados, comprovantes ou diplomas de conclusão de cursos, expedidos por instituição de ensinos autorizada ou reconhecida pelo Ministério da Educação Se deferidos os títulos, os pontos atribuídos serão computados à nota final do candidato aprovado Serão computados somente os títulos discriminados no quadro acima, item 7.1 deste Edital, que serão devidamente comprovados por cópia autenticada e, deverão guardar direta relação com as atribuições do cargo para o qual o candidato está concorrendo Os títulos apresentados serão avaliados e homologados por Comissão Especial designada apenas para esta finalidade, sob a orientação da Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda Os títulos deferidos e homologados, bem como os indeferidos pela Comissão, serão divulgados no site e no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Buri. 8. DA NOTA FINAL e DO CRITÉRIO DE DESEMPATE 8.1. A nota na prova teórica será obtida pela somatória das pontuações obtidas em cada disciplina da prova; a pontuação referente a cada disciplina será obtida pela multiplicação da quantidade de respostas corretas pelo peso respectivo da disciplina, conforme item A nota final para os cargos de professores será a nota obtida na prova teórica somado aos eventuais pontos obtidos com a apresentação dos títulos Será classificado o candidato que obtiver nota igual ou superior a 0,00 (cinquenta) pontos O candidato não classificado será excluído do Concurso Público e não figurará na lista a ser publicada podendo, no entanto, consultar sua pontuação através de requerimento formalizado junto à Comissão do Concurso Público No caso de empate na nota final, será processado o desempate, tendo preferência, sucessivamente, os candidatos: a) com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos da Lei Federal nº.741/03, entre si e frente aos demais, será dada preferência ao de idade mais elevada; b) que obtiver maior nº de acertos nas questões de ; c) que obtiver maior nº de acertos nas questões de ; d) mais idoso entre aqueles com idade inferior a 60 anos; e) Estar alistado como jurado pelo Presidente do Tribunal de Júri, nos termos do art. 440 do Código de Processo Penal. 9. DOS RECURSOS ADMINISTRATIVOS 9.1. Caberá recurso administrativo dos gabaritos e da classificação provisória dos candidatos aprovados, dentro de 2 (dois) dias úteis, a contar do dia seguinte ao da data das respectivas divulgações O recurso administrativo deverá seguir preferencialmente, os moldes do Anexo II deste Edital e ser protocolizado na sede da Prefeitura Municipal de Buri, sito à Rua Cel. Licínio, nº 98, Buri/SP, das 13h00 às 17h Devem constar do recurso: o nome do candidato, número de inscrição, número do documento de identidade, função para a qual se inscreveu, endereço completo, a fundamentação ou o embasamento com as devidas razões do recurso, local, data e assinatura, conforme modelo definido no Anexo II deste Edital Serão indeferidos os recursos interpostos fora da forma e dos prazos estipulados neste Edital, bem como aqueles que não apresentarem fundamentação e embasamento No caso de provimento de recurso interposto dentro das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma nota/classificação superior ou inferior ou ainda ocorrer à classificação do candidato que não obtiver a nota mínima exigida para a habilitação O(s) ponto(s) relativo(s) à(s) questão(ões) da prova teórica eventualmente anulada(s) será(ão) atribuído(s) a todos os candidatos presentes à prova Havendo provimento de recurso, será divulgado, no quadro de avisos da Prefeitura Municipal de Buri, publicado em jornal de circulação local e no site o edital com as retificações pertinentes ou a ratificação do resultado se for o caso.. DA ADMISSÃO.1. A convocação para admissão do candidato aprovado será feita na ordem de classificação e na medida das necessidades da Prefeitura Municipal, oportunidade em que deverão ser apresentados os documentos necessários, exigidos para comprovação dos requisitos para o cargo, sob pena de perder a vaga..2. A simples aprovação no Concurso Público não gera direito à admissão, pois a Prefeitura Municipal convocará apenas o número de aprovados que, de acordo com seu critério, julgar necessário. 9

10 .3. Por ocasião da admissão, o candidato aprovado no Concurso Público fica sujeito ao regime empregatício adotado pela Prefeitura Municipal e às normas regulamentadoras atinentes aos servidores municipais, condicionando-se a investidura no cargo à aprovação em exame médico admissional a ser realizado por médico do trabalho, o qual servirá de avaliação de aptidão para o desempenho da função O candidato cuja deficiência for considerada incompatível com o desempenho das funções inerentes ao cargo, será desclassificado..4. O candidato terá um prazo de 3 (três) dias úteis para manifestar seu interesse, e, 30 (trinta) dias corridos para assumir o cargo público em local para o qual será designado, a contar da data do recebimento da notificação que precederá a admissão. A omissão ou a negação do candidato será entendida como desistência de admissão... Os candidatos aprovados e admitidos estarão sujeitos a estágio probatório de 3 (três) anos acompanhados por Política Interna de Avaliação de Desempenho..6. A apresentação dos documentos comprobatórios das condições exigidas neste Edital será feita em data a ser fixada, por ocasião da convocação do candidato aprovado para admissão no cargo público..7. A inexatidão das afirmativas e/ou irregularidades de documentos, mesmo que verificadas posteriormente, acarretarão a nulidade da inscrição, desqualificação e desclassificação do candidato, com todas as decorrências, sem prejuízo das medidas de ordem administrativa, civil e criminal..8. O prazo de validade deste Concurso Público é de 2 (dois) anos, a partir da data de sua homologação, e poderá ser prorrogado por uma vez e por igual período, a juízo da Administração Municipal. 11. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E FINAIS O candidato, ao inscrever-se, estará aceitando todas as disposições estabelecidas neste Edital e da legislação vigente, não podendo alegar desconhecimento de qualquer natureza Qualquer regra prevista neste Edital poderá ser alterada antes da realização das provas, mediante a divulgação oficial do item atualizado O candidato classificado obrigar-se-á a manter, durante o prazo de validade deste Concurso Público, o seu endereço atualizado para eventuais convocações, junto à Divisão de Administração de Pessoal da Prefeitura Municipal, não lhe cabendo qualquer reclamação caso não seja possível ao órgão competente convocá-lo por falta da citada atualização Compete ao Prefeito Municipal a homologação do resultado do Concurso Público. A homologação deverá ser publicada no órgão oficial de imprensa É facultada a incineração dos gabaritos após a homologação do Concurso Público, mantendo-se, porém pelo prazo de validade do Concurso Público, os registros cadastrais e eletrônicos Os casos omissos serão resolvidos pela Comissão do Concurso Público, ad referendum do Prefeito Municipal A elaboração das provas, sua aplicação e correção, bem como a classificação dos candidatos aprovados, ficarão sob a coordenação da empresa Publiconsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda, devidamente contratada para tal fim O edital deste Concurso Público estará disponível para consulta na sede da Prefeitura Municipal de Buri, sito a Rua Cel. Licínio, nº 98 centro Buri/SP e no site sendo publicado na imprensa local de forma resumida. Buri, 19 de novembro de 09. Prefeitura Municipal de Buri PUBLIConsult Assessoria e Consultoria Pública Ltda.

11 ANEXO I CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ASSISTENTE SOCIAL : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do : Políticas sociais e sua articulação com as instituições; A saúde como direito e sua aplicação como política social; Redes sociais como estratégia de enfrentamento das expressões da questão social; O trabalho em equipe interdisciplinar; Serviço Social e questão social; Instrumentos e técnicas na prática do Serviço Social; A pesquisa social e sua aplicação. Publicações Institucionais. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (www.mds.gov.br) - Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Centro de Referência da Assistência Social (CRAS). Programa de Atenção Integral à Família (PAIF). Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC). Projovem Adolescente. Serviços Destinados a Crianças de 0 a 6 anos e Pessoas Idosas. Benefícios Eventuais. Carteira do Idoso. Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS). Serviço de Proteção Social a Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência, Abuso e Exploração Sexual e suas famílias. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Serviço de Proteção Social aos adolescentes em cumprimento de medidas sócio- educativas. - Programa Bolsa Família. - Política Nacional de Assistência Social - Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS). - Projeto Fome Zero Legislação: - Lei federal nº.741/03 - Dispõe sobre o Estatuto do Idoso e dá outras providências. - Lei federal.836/04 - Cria o Programa Bolsa Família e dá outras providências. - Lei federal /08 Dispõe sobre o Programa Nacional de Inclusão de Jovens Projovem. - Lei federal 8.080/ Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/ Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Lei federal 8.069/ Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. - Lei federal 8.662/ Dispõe sobre a profissão de Assistente Social e dá outras providências. - Lei federal 8.742/1993 Dispõe sobre o Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS) - Código de Ética do Assistente Social - Resolução CFESS nº 273, de 13 de março de Lei federal 8.742/1993 Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS). - Constituição da República Federativa do Brasil, de 0 de outubro de Título II - Capítulo II - Dos Direitos Sociais (artigos: 6º ao 11º). ATENDENTE DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos 11

12 da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do. Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais do Ministério da Saúde: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Manual Técnico. Técnico em Higiene Dental e Auxiliar de Consultório Dentário. Ministério da Saúde. Perfil e Competências Profissionais. : Ergonomia aplicada à odontologia. Áreas ou zonas de trabalho. Padronização. Deveres do ACD. Transferências de instrumentos. Tempo, ação e movimento. O equipamento como elemento de trabalho. Posição de trabalho do cirurgião-dentista. Anatomia dentária. Biossegurança. Contaminação. Cuidados universais. Objetivos. Medidas de proteção de profissionais e da equipe de saúde. Dificuldades na execução das normas de biossegurrança. Preparação do ambiente. Classificação. Cuidados com o instrumental. Classificação dos objetivos inanimados Spaulding. Etapas para o processamento do instrumental contaminado. Cuidados com a manipulação do lixo e da roupa suja. Doenças Infectocontagiosas. Infecções bacterianas. Infecções fúngicas. Infecções viróticas. Proteção por vacinas. Fundamentos básicos de enfermagem. Sinais vitais. Emergências médicas em consultório dentário. Vias de administração de medicamentos. Radiologia. Aparelhos de raio X odontológicos. Radioproteção. Filmes radiográficos periapicais. Câmara escura. Soluções de processamento. Laboratório de Prótese Dentária. Prótese. Prótese dentária. Tipos de prótese dentária. A participação do ACD no atendimento dos serviços de prótese. Fases de confecção de próteses. Prevenção. Placa dentária. Doença periodontal. Doença cárie. Meios de controle. Selantes na prevenção. Instalação de um Consultório Odontológico. Requisitos Básicos. Sala de clínica. Equipamentos e Aparelhos Odontológicos. Cadeia odontológica. Equipo. Unidade auxiliar. Foco ou refletor. Mocho. Aparelho de raio X. Amalgamador. Fotopolimerizador. Ultra-som. Esterilizador de bolinhas. Câmara escura. Negatoscópio. Estufa. Autoclave. Seladora automática. Peças de mão. Seringa tríplice. Compressor. Caixa de comando. Pedal. Bomba de alta sucção. Armário clínico auxiliar. Instrumentais Odontológicos. Instrumentais para exame clínico. Instrumentais para procedimentos. Instrumentais para cirurgia. Instrumentais e materiais para exodontias. Instrumentais para periodontia. Instrumentais e materiais para dentística e prótese. Para endodontia - Instrumentais e materiais. Instrumentais para ortodontia. Materiais Dentários. Materiais restauradores diretos. Cimentos e bases produtoras. Materiais para confecção de prótese. Manipulação de gessos. Cimentos para endodontia. Materiais Diversos para dentística, prótese e endodontia, para prevenção e higiene bucal, para biossegurança e cirurgia, para dentística, prótese e ortodontia. Ética Profissional. Direito dos pacientes. Comportamento profissional. Privacidade e segredo profissional. Conduta do ACD frente ao cirurgião-dentista. DENTISTA : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos 12

13 da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. - Caderno de Atenção Básica nº 17 Saúde Bucal (www.saude.gov.br) - Serviços Odontológicos. Prevenção e Controle de Riscos (www.saude.gov.br) - Manual de Saúde Bucal na anemia Falciforme (www.saude.gov.br) : Levantamentos Epidemiológicos em Saúde Bucal. Levantamentos Epidemiológicos em Saúde Bucal no Brasil. Cárie Dentária. Adesão aos Tecidos Dentários. Radiologia. Oclusão. Periodontia. Odontologia Conservadora. Prótese. Sedação Consciente em Odontologia. Odontopediatria. Endodontia. Ortodontia. Dor Orofacial. Fluorose Dentária. Traumatismo Dentário. Trauma Maxilofacial. Disfunção de Articulação Temporomandibular. Fendas Orofaciais. Defeitos de Desenvolvimento de Esmalte Não-fluoróticos na Dentição Decídua. Câncer Bucal. Erosão Dental. Edentulismo. Halitose. A Saúde Bucal no Ciclo Vital: Acúmulos de Risco ao Longo da Vida. Impacto das Condições de Saúde Bucal na Qualidade de Vida. Diferentes Abordagens dos Estudos Epidemiológicos - do Individual ao Ecológico. Doenças Periodontais e Doenças Sistêmicas. Higienização. Técnica de Higienização. Alimentação Saudável. Noções de Anatomia. Vigilância da Saúde Bucal. O Uso da Epidemiologia nos Serviços de Atenção à Saúde Bucal. Epidemiologia, Política e Saúde Bucal Coletiva. Ética Profissional. DENTISTA PSF : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do 13

14 Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal. - Caderno de Atenção Básica nº 17 Saúde Bucal (www.saude.gov.br) - Serviços Odontológicos. Prevenção e Controle de Riscos (www.saude.gov.br) - Manual de Saúde Bucal na anemia Falciforme (www.saude.gov.br) - Guia prático do Programa Saúde da Família. (www.saude.gov.br - Programa Saúde da Família : Levantamentos Epidemiológicos em Saúde Bucal. Levantamentos Epidemiológicos em Saúde Bucal no Brasil. Cárie Dentária. Adesão aos Tecidos Dentários. Radiologia. Oclusão. Periodontia. Odontologia Conservadora. Prótese. Sedação Consciente em Odontologia. Odontopediatria. Endodontia. Ortodontia. Dor Orofacial. Fluorose Dentária. Traumatismo Dentário. Trauma Maxilofacial. Disfunção de Articulação Temporomandibular. Fendas Orofaciais. Defeitos de Desenvolvimento de Esmalte Não-fluoróticos na Dentição Decídua. Câncer Bucal. Erosão Dental. Edentulismo. Halitose. A Saúde Bucal no Ciclo Vital: Acúmulos de Risco ao Longo da Vida. Impacto das Condições de Saúde Bucal na Qualidade de Vida. Diferentes Abordagens dos Estudos Epidemiológicos - do Individual ao Ecológico. Doenças Periodontais e Doenças Sistêmicas. Higienização. Técnica de Higienização. Alimentação Saudável. Noções de Anatomia. Vigilância da Saúde Bucal. O Uso da Epidemiologia nos Serviços de Atenção à Saúde Bucal. Epidemiologia, Política e Saúde Bucal Coletiva. Ética Profissional. ENFERMEIRO : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Cadernos de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Saúde da Família. (www.saude.gov.br): - Volume nº 13 Controle dos Cânceres do Colo de Útero e da Mama. - Volume nº 14 Prevenção Clínica de Doença Cardiovascular, Cerebrovascular e Renal crônica. - Volume nº 1 Hipertensão Arterial Sistêmica. 14

15 - Volume nº 16 Diabetes Mellitus. - Volume nº 18 HIV/AIDS, Hepatites e outras DST. - Volume nº 19 Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idoso. : Ambiente hospitalar. Organização e funcionamento do hospital. Serviço de enfermagem. Organização e funcionamento da unidade de enfermagem ou unidade de internação. Avaliação de Saúde. Segurança, Proteção e Preparação para Emergências. Assepsia e Controle de Infecções. Modalidades Complementares e Alternativas. Medicamentos. Enfermagem Perioperatória. Promoção de Respostas Psicossociais Saudáveis. Autoconceito. Estresse e Adaptação. Perda, Pesar e Morrer. Estimulação Sensorial. Sexualidade. Espiritualidade. Promoção de Respostas Fisiológicas Saudáveis. Higiene. Integridade da Pele e Cuidado de Lesões. Atividade. Repouso e Sono. Conforto. Nutrição. Eliminação Urinária. Eliminação Intestinal. Oxigenação. Equilíbrio Hídrico, Eletrolítico e Ácido-básico. Vacinas. Programa Saúde da Família. Anotações de enfermagem: Terminologia hospitalar. Infecção hospitalar. O paciente hospitalizado. Noções gerais. Sinais vitais. Peso e Altura. Posições para exames. Assistência de enfermagem ao exame físico. Técnica de coleta de espécime para exames complementares. Urina tipo I, EAS rotina e uranálise. Fezes. Escarro. Sangue. Lavado gástrico. Preparo da unidade do paciente. Atendimento das necessidades básicas do paciente. Medidas para o conforto do paciente. Mobilização. Movimentação e transporte do paciente acamado. Higiene corporal. Controle hídrico do paciente. O paciente e suas necessidades nutricionais. Fatores que alteram o apetite e a digestão. Dietas especiais. Tipos de dietas. Dietas básicas modificadas. Sondagem nasogástrica (SNG). Alimentação por sondagem nasogástrica ou gavagem. Administração de medicamentos. Administração de medicamentos por via oral. Via sublingual. Administração de medicamento por via retal. Administração de medicamento por via nasal. Administração de medicamento por via parenteral. Venóclise. Dosagens de soluções. Tratamento por meio das vias respiratórias - inalação, nebulização e oxigenoterapia. Instilação. Tratamentos diversos: Aplicações quentes e frias. Cateterismo vesical. Lavagem intestinal (enteróclise). Lavagem gástrica. Assistência de enfermagem aos pacientes portadores de feridas. Feridas. Classificação das feridas. Tipos de cicatrização. Fatores que afetam a cicatrização normal. Curativo. Retirada de pontos. Bandagem. Sistema gastrintestinal. Afecções cardiovasculares. Afecções hematopoéticas. Sistema respiratório. Sistema endócrino. Afecções reumáticas. Afecções otorrinolaringológicas. Afecções oftalmológicas. Afecções neurológicas. Sistema urinário. Afecções neoplásicas. Anatomia. Fisiologia. Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher - Divisão Nacional de Saúde Materno- Infantil. Gravidez. Assistência pré-natal. Câncer de Mama. Câncer cérvico-uterino. Doenças sexualmente transmissíveis. Assistência de enfermagem ao recém-nascido. A criança e algumas necessidades. Programa de acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento. Programa de assistência integral à saúde da criança. Aleitamento materno. Enfermagem em saúde pública e programas em saúde pública. ENFERMEIRO PSF : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. 1

16 - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Guia prático do Programa Saúde da Família. (www.saude.gov.br) - Programa Saúde da Família - Cadernos de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Saúde da Família. (www.saude.gov.br): - Volume nº 13 Controle dos Cânceres do Colo de Útero e da Mama. - Volume nº 14 Prevenção Clínica de Doença Cardiovascular, Cerebrovascular e Renal crônica. - Volume nº 1 Hipertensão Arterial Sistêmica. - Volume nº 16 Diabetes Mellitus. - Volume nº 18 HIV/AIDS, Hepatites e outras DST. - Volume nº 19 Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idoso. : Ambiente hospitalar. Organização e funcionamento do hospital. Serviço de enfermagem. Organização e funcionamento da unidade de enfermagem ou unidade de internação. Avaliação de Saúde. Segurança, Proteção e Preparação para Emergências. Assepsia e Controle de Infecções. Modalidades Complementares e Alternativas. Medicamentos. Enfermagem Perioperatória. Promoção de Respostas Psicossociais Saudáveis. Autoconceito. Estresse e Adaptação. Perda, Pesar e Morrer. Estimulação Sensorial. Sexualidade. Espiritualidade. Promoção de Respostas Fisiológicas Saudáveis. Higiene. Integridade da Pele e Cuidado de Lesões. Atividade. Repouso e Sono. Conforto. Nutrição. Eliminação Urinária. Eliminação Intestinal. Oxigenação. Equilíbrio Hídrico, Eletrolítico e Ácido-básico. Vacinas. Programa Saúde da Família. Anotações de enfermagem: Terminologia hospitalar. Infecção hospitalar. O paciente hospitalizado. Noções gerais. Sinais vitais. Peso e Altura. Posições para exames. Assistência de enfermagem ao exame físico. Técnica de coleta de espécime para exames complementares. Urina tipo I, EAS rotina e uranálise. Fezes. Escarro. Sangue. Lavado gástrico. Preparo da unidade do paciente. Atendimento das necessidades básicas do paciente. Medidas para o conforto do paciente. Mobilização. Movimentação e transporte do paciente acamado. Higiene corporal. Controle hídrico do paciente. O paciente e suas necessidades nutricionais. Fatores que alteram o apetite e a digestão. Dietas especiais. Tipos de dietas. Dietas básicas modificadas. Sondagem nasogástrica (SNG). Alimentação por sondagem nasogástrica ou gavagem. Administração de medicamentos. Administração de medicamentos por via oral. Via sublingual. Administração de medicamento por via retal. Administração de medicamento por via nasal. Administração de medicamento por via parenteral. Venóclise. Dosagens de soluções. Tratamento por meio das vias respiratórias - inalação, nebulização e oxigenoterapia. Instilação. Tratamentos diversos: Aplicações quentes e frias. Cateterismo vesical. Lavagem intestinal (enteróclise). Lavagem gástrica. Assistência de enfermagem aos pacientes portadores de feridas. Feridas. Classificação das feridas. Tipos de cicatrização. Fatores que afetam a cicatrização normal. Curativo. Retirada de pontos. Bandagem. Sistema gastrintestinal. Afecções cardiovasculares. Afecções hematopoéticas. Sistema respiratório. Sistema endócrino. Afecções reumáticas. Afecções otorrinolaringológicas. Afecções oftalmológicas. Afecções neurológicas. Sistema urinário. Afecções neoplásicas. Anatomia. Fisiologia. Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher - Divisão Nacional de Saúde Materno- Infantil. Gravidez. Assistência pré-natal. Câncer de Mama. Câncer cérvico-uterino. Doenças sexualmente transmissíveis. Assistência de enfermagem ao recém-nascido. A criança e algumas necessidades. Programa de acompanhamento do crescimento e do desenvolvimento. Programa de assistência integral à saúde da criança. Aleitamento materno. Enfermagem em saúde pública e programas em saúde pública. MÉDICO AMBULATORIAL CLÍNICO GERAL : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do 16

17 Legislação Saúde Pública e Publicações Institucionais do Ministério da Saúde: - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Guia de Vigilância Epidemiológica. Ministério da Saúde. Acessível em - Doenças de Notificação Compulsória, segundo a Portaria nº, de 21 de fevereiro de 06, são de notificação compulsória em todo o território nacional as seguintes doenças. - Cadernos de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Saúde da Família. (www.saude.gov.br): - Volume nº 12 - Obesidade. - Volume nº 13 Controle dos Cânceres do Colo de Útero e da Mama. - Volume nº 14 Prevenção Clínica de Doença Cardiovascular, Cerebrovascular e Renal crônica. - Volume nº 1 Hipertensão Arterial Sistêmica. - Volume nº 16 Diabetes Mellitus. - Volume nº 18 HIV/AIDS, Hepatites e outras DST. - Volume nº 19 Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idoso. - Volume nº Carência de Micronutrientes. - Volume nº 21 Vigilância em Saúde. : Epidemiologia, fisiopatologia, exames diagnóstico, clínica, tratamento e prevenção das doenças: Cardiovasculares: Doença reumática. Insuficiência arterial periférica. Tromboses venosas. Hipertensão arterial sistêmica, Insuficiência coronariana, Insuficiência cardíaca congestiva. Respiratórias: Bronquite aguda e crônica. Asma. Doença pulmonar obstrutiva crônica. Pneumonia. Tuberculose. Neoplasias. Insuficiência Respiratória Aguda. Tromboembolismo Pulmonar. Otorrinolaringológicas: Rinite. Sinusite. Otite. Amigdalite. Gastrointestinais: Gastrite. Úlcera péptica. Colecistopatias. Diarréia aguda e crônica. Hepatites. Parasitoses intestinais. Tumores de cólon. Renais: Insuficiência renal aguda e crônica. Glomerulonefrites. Nefrolitíase. Infecções urinárias. Metabólicas e endocrinológicas: Desnutrição. Diabetes mellitus. Doenças da Tireóide. Obesidade. Hematológicas: Anemias hipocrômicas, macrocíticas e hemolíticas. Leucopenia. Púrpuras. Distúrbios de coagulação. Leucemias e linfomas. Uso Clínico de Sangue e Hemoderivados. Reumáticas: Osteoartrose. Doença reumatóide juvenil. Gota. Lupus eritematoso sistêmico. Artrite infecciosa. Neurológicas: Cefaléias. Epilepsia. Acidente vascular cerebral. Meningites. Neuropatias periféricas. Psiquiátricas: Alcoolismo. Pânico. Depressão. Surtos Psicóticos. Infecciosas e transmissíveis: Hanseníase. Doenças sexualmente transmissíveis. AIDS. Leishmaniose. Leptospirose. Raiva. Sarampo. Rubéola. Poliomielite. Tétano. Difteria. Febre tifóide. Esquistossomose. Malária. Doença meningocócica. Viroses. Dengue. Ginecológicas: Câncer ginecológico. Leucorréias. Câncer de mama. Dermatológicas: Micoses superficiais mais comuns e onicomicoses. Infecções bacterianas e Erisipela. Escabiose, Pediculose. Eczema. Dermatite de contato. Urticária. Oncológicas: Câncer e Carcinogênese. Princípios do Tratamento do Câncer. Doença de Hodgkin. Linfomas Não-Hodgkin. Mieloma Múltiplo e Discrasias Plasmocitárias. Câncer da Mama. Carcinoma do Pulmão. Cânceres Gastrintestinais. Cânceres de Rim, Bexiga e Próstata. Câncer dos Testículos. Neoplasias Ginecológicas. Tumores Endócrinos Selecionados. Câncer da Cabeça e do Pescoço. Tumores Malignos do Sistema Nervoso Central. Sarcomas. Câncer Metastático com Tumor Primário Desconhecido. Síndromes Paraneoplásicas. Emergências Oncológicas. Ética profissional; trabalho em equipe; relações do trabalho; humanização intra-equipes e atendimento ao público usuário. MÉDICO AMBULATORIAL GINECOLOGISTA/OBSTETRA : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos 17

18 da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação em Saúde e Publicações Institucionais Ministério da Saúde (www.saude.gov.br) - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Guia de Vigilância Epidemiológica. Ministério da Saúde. Acessível em - Doenças de Notificação Compulsória, segundo a Portaria nº, de 21 de fevereiro de 06, são de notificação compulsória em todo o território nacional as seguintes doenças. - Cadernos de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Saúde da Família. (www.saude.gov.br): - Volume nº 13 Controle dos Cânceres do Colo de Útero e da Mama. - Volume nº 18 HIV/AIDS, Hepatites e outras DST. : Ginecologia infanto-puberal: abordagem clínica e vulvovaginite na pré-púbere. Ginecologia infantopuberal: puberdade e menarca, distúrbio menstrual e dismenorréia Ginecologia infanto-puberal: anticoncepção na adolescência. Dor pélvica crônica. Síndrome pré-menstrual. Sangramento uterino anormal. Miomas uterinos. Endometriose. Doenças sexualmente transmissíveis. Doença inflamatória pélvica. Vulvovaginites. Anormalidades da estática pélvica. Avaliação da incontinência urinária feminina. Tratamento da incontinência urinária. Ultra-sonografia. Anticoncepção. Histeroscopia. Videolaparoscopia. Urgências em ginecologia e obstetrícia. Sexualidade humana. Violência sexual contra a mulher. Bioética e ginecologia. Período Pré-Natal. Anatomia do trato reprodutivo. Adaptações maternas à gestação. Aconselhamento pré-concepcional. Cuidado pré-natal. Abortamento. Gestação ectópica. Anormalidades cromossômicas. Desordens em um único gene (mendelianas). Desordens nãomendelianas. Rastreamento para defeitos do tubo neural e síndrome de Down. Diagnóstico pré-natal. Teratologia, medicações e abuso de substâncias. Ultra-som. Oligoidrâmnio. Poliidrâmnio. Avaliação fetal anteparto. Velocimetria Doppler. Trabalho de parto e parto normais. Episiotomia e lacerações do canal de parto. Analgesia e anestesia. Avaliação da freqüência cardíaca fetal intraparto. Trabalho de parto e parto anormal incluindo distocia de ombro. Ruptura espontânea de membranas em gestação a termo. Corioamnionite. Amadurecimento cervical e indução/aumento do trabalho de parto. Parto com fórceps. Parto com vácuo-extração. Parto pélvico. Cesariana. Parto vaginal após cesariana. Histerectomia após cesariana. Exame da placenta e do cordão umbilical. O período pós-parto normal. Amamentação. Infecção pós-parto e pós-operatória. Tromboflebite pélvica séptica. Contracepção hormonal. Dispositivos uterinos e métodos de barreira. Esterilização. Complicações obstétricas à gestação. Hipertensão associada à gestação e pré-eclâmpsia. Eclâmpsia. Hipertensão crônica. Descolamento de placenta. Placenta prévia. Ruptura de útero íntegro. Hemorragia fetomaterna. Hemorragia imediatamente após o parto. Transfusão de produtos do sangue em hemorragia obstétrica. Embolia com líquido amniótico. Morte fetal e parto retardado. Parto pré-termo: definições, conseqüências e causas. Previsão de parto pré-termo. Ruptura de membranas pré-termo. Parto pré-termo: membranas intactas. Incompetência cervical. Gestação póstermo. Restrição de crescimento fetal. Macrossomia. Gestação gemelar: fundamentos. Manejo anteparto de gêmeos. Gêmeos discordantes. Síndrome de transfusão feto-fetal. Outras complicações exclusivas de gêmeos. Parto de gêmeos. Trigêmeos ou mais. Redução seletiva ou interrupção de gestação multifetal. Doença trofoblástica gestacional. Neoplasias: Biologia molecular do câncer cervical. A lesão intra-epitelial no colo uterino. Carcinoma invasor de colo uterino. A lesão intra-epitelial na vulva e na vagina. Neoplasias de vulva e vagina. Neoplasias do corpo uterino. Neoplasias de ovário e de trompa de Falópio. O papel da quimioterapia e hormonioterapia em oncologia genital feminina. O papel da radioterapia em oncologia genital feminina. Procedimentos diagnósticos no trato genital inferior. Patologia benigna da mama. Câncer de mama. Quimioterapia no câncer de mama. Hormonioterapia no câncer de mama. Radioterapia no câncer de mama. Endocrinologia Ginecológica: Diferenciação sexual. Ciclo menstrual normal. Atraso do desenvolvimento puberal. Puberdade precoce. Estados intersexuais. Anovulação crônica: síndrome dos ovários policísticos. Amenorréias. Hiperprolactinemia. Hiperandrogenismo. Infertilidade: investigação e tratamento. Climatério. Exames laboratoriais. Procedimento Ambulatoriais em Ginecologia. Testes funcionais em endocrinologia feminina. Ética Profissional. MÉDICO AMBULATORIAL PEDIATRA : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos 18

19 da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação em Saúde e Publicações Institucionais Ministério da Saúde (www.saude.gov.br) - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Guia de Vigilância Epidemiológica. Ministério da Saúde. Acessível em - Doenças de Notificação Compulsória, segundo a Portaria nº, de 21 de fevereiro de 06, são de notificação compulsória em todo o território nacional as seguintes doenças. - Cadernos de Atenção Básica. Ministério da Saúde. Saúde da Família. (www.saude.gov.br): Volume nº 23 Saúde da Criança. : O recém-nascido criticamente doente e de alto risco. Icterícias do recém-nascido e do lactante. Tétano umbilical. Diabete melito transitório do recém-nascido. Afogamento. Assistência respiratória. Oxigenoterapia. Abscesso de pulmão. Atelectasias. Broncopneumonia. Bronquiolite. Bronquites asmatiformes. Laringotraqueobronquite-laringite. Traqueostomia. Pleuris e derrame pleural. Pneumotórax. Traumatismos torácicos. Arritmias cardíacas. Endocardite bacteriana. Insuficiência cardíaca. Parada cardíaca (cardiorrespiratória). Cianose. Desidratação. Desvios do equilíbrio ácido-básico (DEAB). Parâmetros bioquímicos normais. Cetoacidose diabética. Choque. Coagulação intravascular disseminada (CIVO). Reações alérgicas. Hipertensão arterial. Crise hipertensiva. Glomerulonefrite difusa aguda (GNDA). Síndrome nefrótica. Insuficiência renal aguda. Síndrome hemolítico-urêmica. Hemiplegias agudas. Hipertensão intracraniana. Meningites bacterianas. Síndrome convulsiva. Traumatismo cranioencefálico. Tromboflebites de seios durais. Estados de coma. Abdome agudo. Pancreatite aguda. Préoperatório. Apendicite aguda. Hérnia inguinal encarcerada. Hidrocele. Cisto de cordão. Invaginação intestinal. Malformações anorretais. Parafimose. Prolapso de reto. Retenção urinária aguda. Técnica de isolamento. Diarréias. Difteria. Diagnóstico diferencial das doenças acompanhadas de exantema generalizado. Diagnóstico diferencial das doenças acompanhadas de exantema vesiculoso. Hepatite infecciosa. Coma hepático. Piodermites. Prevenção da raiva humana. Prevenção do tétano. Adenomegalias. Diagnóstico diferencial. Tumorações cervicais. Massas abdominais. Hepatoesplenomegalias. Hipertensão portal e cirrose hepática. Síndromes de malabsorção. Obstipação intestinal crônica. Vômitos persistentes ou incoercíveis. Hemorragias digestivas. Dor abdominal. Edemas. Artrites. Diagnóstico diferencial. Artrite reumatóide juvenil. Febre reumática. Púrpura de Schoenlein- Henoch. Defeitos de hemostasia. Icterícias Hemolíticas. Icterícias hepatocelulares. Icterícias obstrutivas. Transfusões de sangue. Emergências em otorrinolaringologia. Temas de oftalmologia. A criança politraumatizada. Ferimentos de partes moles. Queimaduras. Intoxicações agudas. Doses de medicamentos. Aleitamento materno. Ética Profissional. MÉDICO AMBULATORIAL PSIQUIATRA (CAPS) : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos 19

20 da. Domingos Paschoal Cegalla. Editora Companhia Editora Nacional. Sugestões de sites para estudo do Legislação em Saúde e Publicações Institucionais Ministério da Saúde (www.saude.gov.br) - Constituição Federal artigos 196 a 0. - Lei federal 8.080/90. Dispõe sobre as condições para a promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. - Lei federal 8.142/90. Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e dá outras providências. - Guia de Vigilância Epidemiológica. Ministério da Saúde. Acessível em - Doenças de Notificação Compulsória, segundo a Portaria nº, de 21 de fevereiro de 06, são de notificação compulsória em todo o território nacional as seguintes doenças. - Centro de Atenção Psicossocial CAPS : Teorias Psicológicas do Desenvolvimento e do comportamento Humano. Epidemiologia Psiquiátrica. Neurociência Cognitiva: Aprendizado e Memória. Psicobiologia do Trauma. Transtornos Psiquiátricos do Adulto. Introdução aos Transtornos por Uso de Substâncias. Transtornos por Uso de Álcool. Transtornos por Uso de Cafeína. Transtornos Relacionados à Cannabis. Transtornos por Uso de Cocaína. Transtornos por Uso de Fenciclidina. Transtornos por Uso de Inalantes. Transtornos por Uso de Nicotina. Transtornos Relacionados à Opióides. Transtornos por Uso de Sedativos, Hipnóticos e Ansiolíticos. Demência, Delirium e Outros Transtornos Cognitivos. Esquizofrenia. Transtornos Bipolares. Transtornos Depressivos. Transtorno de Pânico com e sem Agorafobia. Fobias Sociais e Específicas. Transtorno Obsessivo-Compulsivo. Transtorno de Estresse Traumático. Transtorno de Ansiedade Generalizada. Transtornos Somatoformes. Transtornos Dissociativos. Transtornos Sexuais. Transtornos Alimentares. Transtornos do Sono e do Ciclo Sono-Vigília. Transtornos do Controle dos Impulsos. Transtornos de Ajustamento. Transtornos da Personalidade. Depressão em Adultos. Transtorno obsessivo-compulsivo. Fatores Psicológicos que Afetam uma Condição Médica. Problemas de Relacionamento. Doenças orgânicas cerebrais. Quadros nosológicos especiais. Deficiência mental (retardamento). Epilepsias. Psicoterapia. Psiquiatria social. Psicofarmacoterapia. Psiquiatria Infantil e de Adolescentes. Manifestações de Transtornos Adultos em Crianças e Adolescentes. Retardo Mental. Transtornos da Aprendizagem e das Habilidades Motoras. Transtorno Autista e Outros Transtornos Invasivos do Desenvolvimento. Transtornos de Déficit de Atenção e do Comportamento Disruptivo. Transtornos de Alimentação da Primeira Infância. Transtornos de Tique. Transtornos da Comunicação. Transtornos da Excreção. Depressão Infantil. Psiquiatria Geriátrica. Princípios Gerais da Ação de Psicofármacos. Medicamentos que causam sintomas psiquiátricos. Antipsicóticos. Antidepressivos. Lítio. Outros Estabilizadores do Humor. Benzodiazepínicos e Hipnóticos. Eletroconvulsoterapia. Interações Medicamentosas em Psiquiatria. Terapêutica nos transtornos mentais associados à epilepsia. Tratamento farmacológico nas dependências químicas. Tratamento farmacológico durante a gravidez e a lactação. Tratamento farmacológico na infância e na adolescência. Tratamento farmacológico no idoso. Ética Profissional. MÉDICO PLANTONISTA CLÍNICO GERAL : Interpretação de Texto; Encontros vocálicos: ditongo, tritongo, hiato; A sílaba: classificação dos vocábulos

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013

EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 EDITAL SMEE/DAA Nº 47, DE 10 DE OUTUBRO DE 2013 DURVAL ORLATO, Secretário de Educação e Esportes da Prefeitura do Município de Jundiaí. Estado de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, ------------------------------------------

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC

CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DOS ESTADOS DE RONDÔNIA E ACRE -CRF-RO/AC Edital nº02/2008 DO PROCESSO SELETIVO 02/2008 CRF/RO-AC DE 07 DE NOVEMBRO DE 2008 ABERTURA. A Presidente do Conselho Regional de Farmácia dos Estados de Rondônia e Acre, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 01/2013

EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 01/2013 EDITAL DE RETIFICAÇÃO N 0/203 A PREFEITURA MUNICIPAL DE TABOAO DA SERRA, no uso de suas prerrogativas e atribuições legais, torna pública a retificação e inclusão de cargo no Concurso Público Nº 0/203,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR VIEIRA CNPJ/MF 83.102.392/0001-27

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE MAJOR VIEIRA CNPJ/MF 83.102.392/0001-27 EDITAL Nº 002/2015 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS PARA SUPRIR VAGA TEMPORÁRIA ORILDO ANTONIO SEVERGNINI Prefeito Municipal de Major Vieira, Estado de Santa Catarina, usando de suas atribuições legais, faz

Leia mais

Coordenadoria de Residência Médica Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus - OSS. Hospital Regional de Presidente Prudente, SP.

Coordenadoria de Residência Médica Associação Lar São Francisco de Assis na Providência de Deus - OSS. Hospital Regional de Presidente Prudente, SP. EDITAL RM. Nº 01/2009 EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO AO PRIMEIRO ANO DE ACESSO DIRETO NAS ÁREAS DE PEDIATRIA, OBSTETRÍCIA E GINECOLOGIA E INFECTOLOGIA DA ASSOCIAÇÃO LAR SÃO FRANCISCO DE ASSIS NA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ

PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ PREFEITURA MUNICIPAL DE QUELUZ Ladeira Laurindo José da Silva, 40 Queluz/SP CEP: 12.800-000 Tel.: (12) 3147.1405 / 3147.1396 Processo Seletivo Simplificado Edital nº 02/2013 Processo seletivo para preenchimento,

Leia mais

EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE

EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação da UNOESTE, faz saber que fará realizar nesta cidade de

Leia mais

Treinamento em Cardiologia 2014. do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE)

Treinamento em Cardiologia 2014. do Instituto Brasileiro de Estudos e Pesquisas de Gastroenterologia e Outras Especialidades (IBEPEGE) Treinamento em Cardiologia 2014 do Pesquisas de Gastroenterologia (IBEPEGE) Edital de Abertura de Inscrições O IBEPEGE Instituto Brasileiro de Estudo e Pesquisa em Gastroenterologia e outras Especialidades

Leia mais

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO

REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO REGULAMENTO PARA REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA ESTRANGEIRO DE BACHAREL EM NUTRIÇÃO A Comissão de Graduação em Nutrição (COMGRAD-NUT) da Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no uso

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011

PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 PROCESSO SELETIVO DE PROVAS E TÍTULOS PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM EMPREGOS DE NÍVEL SUPERIOR COMPLETO EDITAL Nº 02/2011 A Fundação de Educação Tecnológica e Cultural da Paraíba FUNETEC/PB, pessoa jurídica

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA AUXILIAR DE LIMPEZA ESF - SORRI BAURU MARÇO 2015 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva, convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC

PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC PREFEITURA DE CARUARU CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 002/2006 - PMC A Prefeitura Municipal de Caruaru/PE divulga a realização do CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E TÍTULOS para o provimento dos cargos de Professor

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015

PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIOS EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES Nº 001/2015 A Comissão Organizadora do Processo Seletivo, designada através da Portaria nº 096/2015, no uso de suas atribuições

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ

FACULDADE DE MEDICINA DE JUNDIAÍ EDITAL FMJ- 073/2006, de 27/11/2006 CONCURSO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2007 O Prof. Dr. NELSON LOURENÇO MAIA FILHO, Diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí, Autarquia municipal de Jundiaí, Estado de São

Leia mais

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br

Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde CNPJ : 08.543.681/0001-46 www.faculdadefapec.com.br EDITAL 021/2015 DE 15 DE OUTUBRO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdades Unidas de Pesquisa, Ciências e Saúde FAPEC torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELIAS FAUSTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ELIAS FAUSTO A PREFEITURA MUNICIPAL DE ELIAS FAUSTO, Estado de São Paulo, faz saber que fará realizar sob a responsabilidade técnica da empresa Publiconsult ACP Ltda, inscrita no CNPJ sob nº 07.061.037/0001-79, com

Leia mais

EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES

EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES EDITAL 09/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 VAGAS REMANESCENTES A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.2 Vagas remanescentes,

Leia mais

EDITAL RM. Nº 03/2009 EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO AO PRIMEIRO ANO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÕES NA ÁREA DE CLÍNICA MÉDICA.

EDITAL RM. Nº 03/2009 EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO AO PRIMEIRO ANO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÕES NA ÁREA DE CLÍNICA MÉDICA. EDITAL RM. Nº 03/2009 EDITAL E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO AO PRIMEIRO ANO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÕES NA ÁREA DE CLÍNICA MÉDICA. A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa da Unoeste, faz saber que

Leia mais

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo

Prefeitura do Município de Carapicuíba Estado de São Paulo EDITAL Nº 0005/2011 PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO A Comissão Permanente de Acompanhamento de Processos Seletivos do Município de Carapicuíba, nomeada pelo Decreto Municipal n.º 3.918 de 30 de setembro

Leia mais

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015

FACULDADE DE DIREITO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO. EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015 EDITAL DE SELEÇÃO PARA TRANSFERÊNCIA Ano letivo de 2015 O Diretor da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo torna público, para conhecimento dos interessados, que estarão abertas, no período de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC

PROCESSO SELETIVO 2016. Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC PROCESSO SELETIVO 2016 Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia - DayHORC O DayHORC, através de sua Comissão do Programa de Treinamento Médico em Oftalmologia (CPTMO/DayHORC), no uso de suas atribuições,

Leia mais

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ

ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ESTADO DE RONDÔNIA PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ ASSESSOR JURIDICO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO N. 001/2013 A PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DO GUAPORÉ, ESTADO DO RONDÔNIA,

Leia mais

EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES

EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES EDITAL 012/2015 DE 18 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2016.1 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2016.1, para os cursos de Bacharelado em

Leia mais

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015.

EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS DE APERFEIÇOAMENTO MULTIPROFISSIONAL SEGUNDO SEMESTRE DE 2015. O torna público o Edital para os cursos de Aperfeiçoamento Multiprofissional, segundo semestre

Leia mais

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br.

3. As inscrições ficarão abertas no período de 11/11/2013 a 20/01/2014, às16 horas, exclusivamente no site do IBCC: www.ibcc.org.br. São Paulo, 01 de novembro de 2013. Instituto Brasileiro de Controle do Câncer - IBCC Edital Imagem 2013 O Centro de Estudos Prof. Dr. Sampaio Góes Junior do Instituto Brasileiro de Controle do Câncer torna

Leia mais

MUNICÍPIO DE CAMPO ALEGRE-SC. SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 010/2013

MUNICÍPIO DE CAMPO ALEGRE-SC. SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 010/2013 MUNICÍPIO DE CAMPO ALEGRE-SC. SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL Nº 010/2013 O Município de Campo Alegre, Estado de Santa Catarina, conforme dispõe o Art. 37, inciso

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 238/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL ESTADUAL SUMARÉ HES OU AMBULATÓRIO CIRÚRGICO SANTA BÁRBARA D OESTE A Fundação de Desenvolvimento

Leia mais

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2

EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 EDITAL Nº 04/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2014/2 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0016-2014. CARGO: Auxiliar de Saúde Bucal MANAUS. SESI - Amazonas

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0016-2014. CARGO: Auxiliar de Saúde Bucal MANAUS. SESI - Amazonas COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0016-2014 CARGO: Auxiliar de Saúde Bucal MANAUS SESI - Amazonas O Departamento de Gestão de Pessoas do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (SESI)

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE

FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE FACULDADE DE EDUCAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE (Port. MEC nº 797/14, de 11/09/2014, publicada no DOU em 12/09/2014) EDITAL 2016/1 - PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL O Diretor Geral da Faculdade de Educação

Leia mais

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE *

EDITAL Nº 21/2013. 1.1- Profissional/Carga Horária/Número de Vagas/Requisitos para a contração /Vencimentos. n.º de Vagas. Reserva Vagas PNE * EDITAL Nº 21/2013 RICARDO PINHEIRO SANTANA, Prefeito do Município de Assis, no uso de suas atribuições legais, TORNA PÚBLICO o presente Edital de Abertura do Concurso Público nº 01/2013 para preenchimento

Leia mais

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS

SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS SELEÇÃO PARA ESTAGIÁRIOS NÍVEL SUPERIOR REALIZAÇÃO: Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas U F S C a r EDITAL Nº 011/2012 O Pró-Reitor de Gestão de Pessoas da Universidade

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 254/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº050/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA Estância Turístico Religiosa

PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA Estância Turístico Religiosa PREFEITURA MUNICIPAL DE APARECIDA Estância Turístico Religiosa Rua Prof. José Borges Ribeiro, 167 Aparecida/SP CEP: 12.570-000 Tel.: (12) 3104.4000 Processo Seletivo Simplificado Edital nº 02/2012 Processo

Leia mais

EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES

EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 I DA DENOMINAÇÃO E RESPECTIVAS HABILITAÇÕES EDITAL 010/2014 DE 25 DE AGOSTO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.1, para os cursos de Bacharelado em

Leia mais

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL

Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL Faculdade Ibmec-MG Processo Seletivo 2012-2 / 2013-1 EDITAL I - DO PROCESSO SELETIVO De ordem do Senhor Diretor e para conhecimento de todos os interessados, torno público que, no período indicado neste

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL SORRI-BAURU - Janeiro de 2013

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL SORRI-BAURU - Janeiro de 2013 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL SORRI-BAURU - Janeiro de 2013 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO

INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO INSTITUTO ELO CONVOCAÇÃO 73/2010 SELEÇÃO DE ASSISTENTE DE COMPRAS PARA ATUAR NA SEDE DO INSTITUTO ELO OBJETO O Instituto Elo, associação privada sem fins lucrativos qualificada como Organização da Sociedade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA. edital n 294, 09 de setembro de 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA. edital n 294, 09 de setembro de 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE INSTITUTO DE ESTUDOS EM SAÚDE COLETIVA edital n 294, 09 de setembro de 2015 seleção para o curso de residência multiprofissional em saúde

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE PIRPIRI EDITAL Nº 002/2014

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MUNICIPAL DE PIRPIRI EDITAL Nº 002/2014 PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPIRI EDITAL Nº 002/2014 A Prefeitura Municipal de Piripiri, por meio da Secretaria de Educação Municipal, faz saber aos interessados que fará realizar as inscrições para o processo

Leia mais

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO 1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade Meta - FAMETA, Instituição de Ensino Superior comprometida a observar o padrão

Leia mais

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário.

Art. 2º Este Ato Administrativo entra em vigor na data de sua assinatura, revogadas as disposições em contrário. ATO ADMINISTRATIVO REITORIA Nº 63/2015 Reedita, com alterações, o Edital do Processo Seletivo dos Cursos Superiores na modalidade a Distância Vestibular 1º Semestre de 2016 O REITOR DA UNIVERSIDADE METODISTA

Leia mais

EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2

EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 EDITAL 05/2015 DE 16 DE MARÇO DE 2015 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.2 A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular 2015.2, para os cursos de Bacharelado em Administração,

Leia mais

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO

EDITAL DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL DO HOSPITAL SÃO FRANCISCO DE RIBEIRÃO PRETO Hospital São Francisco de Ribeirão Preto Instituto de Cirurgia de Ribeirão Preto COMISSÃO DE PROVA DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL EDITAL E NORMAS DO CONCURSO PARA TREINAMENTO EM CIRURGIA

Leia mais

Edital para Abertura de Concurso para Residência Médica em Anestesiologia e Radiologia no Hospital Evangélico de Londrina/2013

Edital para Abertura de Concurso para Residência Médica em Anestesiologia e Radiologia no Hospital Evangélico de Londrina/2013 Edital para Abertura de Concurso para Residência Médica em Anestesiologia e Radiologia no Hospital Evangélico de Londrina/2013 A Comissão de Residência Médica (COREME) do Hospital Evangélico de Londrina

Leia mais

- As inscrições serão realizadas exclusivamente pela Internet, no site www.fmb.unesp.br:

- As inscrições serão realizadas exclusivamente pela Internet, no site www.fmb.unesp.br: FACULDADE DE MEDICINA EDITAL Nº 008/2014-FM/DTA. Faculdade de Medicina - Campus de Botucatu A FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP torna público que, no período de 24 a 26 de março de 2014, somente

Leia mais

EDITAL N. º 003/CBMSC/2012

EDITAL N. º 003/CBMSC/2012 SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DE SANTA CATARINA COMANDO GERAL EDITAL N. º 003/CBMSC/2012 O Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Santa Catarina,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 - PMP

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 - PMP EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 01/2014 - PMP Edital de Processo Seletivo Simplificado para contratação por prazo determinado. O Prefeito Municipal de Penha, no uso de suas atribuições, visando

Leia mais

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007

RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 Estado de Santa Catarina PREFEITURA MUNICIPAL DE HERVAL D OESTE RETIFICAÇÃO Nº 01 AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 001/2007 CONCURSO PÚBLICO DE PROVAS E/OU PROVAS E TÍTULOS, PARA PROVIMENTO DE VAGAS NO

Leia mais

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO1º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade FAPAN Instituição de Ensino Superior comprometida a observar o padrão de qualidade

Leia mais

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2012

EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL PARA O ANO DE 2012 SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO CENTRO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA GERAL CREDENCIADO PELO COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES (CBC) EDITAL E NORMAS PARA O CONCURSO DE TREINAMENTO EM CIRURGIA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAGUARI SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 006/2010, DE 12 DE JULHO DE 2010. ARAGUARI MINAS GERAIS 1 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 006/2010 A Prefeitura Municipal de Araguari MG, através

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 300/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL DAS CLÍNICAS - HC

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 300/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL DAS CLÍNICAS - HC PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 300/2011 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O HOSPITAL DAS CLÍNICAS - HC A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP torna pública a abertura

Leia mais

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015

EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 EDITAL DO 2º PROCESSO SELETIVO DOS CURSOS SUPERIORES NA MODALIDADE PRESENCIAL - VESTIBULAR 1º SEMESTRE - 2015 A Faculdade Panamericana de Ji Paraná (UNIJIPA), Instituição de Ensino Superior comprometida

Leia mais

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE

JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE JUSTI ÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA SEXTA REGIÃO RECIFE EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE ESTÁGIO REMUNERADO PARA ESTUDANTES DE NÍVEL SUPERIOR DO CURSO DE DIREITO DESTINADOS

Leia mais

EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE

EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE EDITAL (01/2014) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação da UNOESTE faz saber que fará realizar, nesta

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE EDITAL N 005/2013. PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DEPARTAMENTO DE GESTÃO DO TRABALHO E EDUCAÇÃO EM SAÚDE PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATACÃO TEMPORÁRIA DE TÉCNICOS EM RADIOLOGIA

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 219/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 219/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 219/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O CENTRO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DA MULHER - CAISM. A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015

EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 EDITAL Nº 35/2014 EDITAL DE ABERTURA DO VESTIBULAR 2015 A Comissão Coordenadora do Processo Seletivo das Faculdades Integradas de Vitória FDV, para conhecimento de todos os interessados, torna público

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL ESF - BAURU - Outubro 2013

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL ESF - BAURU - Outubro 2013 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA ASSISTENTE SOCIAL ESF - BAURU - Outubro 2013 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 200/2010

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 200/2010 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 200/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA O AMBULATÓRIO MÉDICO DE ESPECIALIDADES - AME - SÃO JOÃO DA BOA VISTA A Fundação de Desenvolvimento da

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS O Diretor Geral da Faculdade ISAEBRASIL, credenciada pela Portaria MEC n. 439 de 29 de abril de 2015, por sua Comissão de Vestibular, instituída em caráter permanente pela Portaria ISAE n.º 02/2015 de

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE CONCURSOS PÚBLICOS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Os concursos para seleção de candidatos aos cargos públicos dos órgãos de administração direta e indireta, da Prefeitura

Leia mais

RESIDÊNCIA MÉDICA EDITAL DO CONCURSO DE SELEÇÃO 2014

RESIDÊNCIA MÉDICA EDITAL DO CONCURSO DE SELEÇÃO 2014 RESIDÊNCIA MÉDICA EDITAL DO CONCURSO DE SELEÇÃO 2014 A Direção do Unimed Hospital São Domingos e a Coordenação da Comissão de Residência Médica (COREME), conforme dispõe a legislação vigente, comunica

Leia mais

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES

EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES EDITAL 014/2014 DE 05 DE NOVEMBRO DE 2014 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR 2015.1 - ENGENHARIA CIVIL E VAGAS REMANESCENTES A Faculdade Maria Milza FAMAM torna público o Edital do Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EDITAL N. 009/2014 O Município de Itabira torna público que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado Edital n. 009/2014,

Leia mais

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde. Edital 001/2014. Processo Seletivo

SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde. Edital 001/2014. Processo Seletivo SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde Edital 001/2014 Processo Seletivo A Direção da SOBRESP - Faculdade de Ciências da Saúde torna públicas as normas a seguir, que regem o Processo Seletivo Vestibular

Leia mais

MUNICÍPIO DE TRÊS PASSOS PODER EXECUTIVO

MUNICÍPIO DE TRÊS PASSOS PODER EXECUTIVO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 029/2015 José Carlos Anziliero Amaral, Prefeito Municipal de Três Passos, Estado do Rio Grande do Sul, no uso de suas atribuições legais, torna público a abertura

Leia mais

Estadual 2015. Edital de Convocação para o Exame de Qualificação do Vestibular

Estadual 2015. Edital de Convocação para o Exame de Qualificação do Vestibular Edital de Convocação para o Exame de Qualificação do Vestibular Estadual 2015 A Universidade do Estado do Rio de Janeiro torna público o presente Edital, com normas, rotinas e procedimentos relativos ao

Leia mais

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0014-2015. CARGO: Assistente Social MANAUS. SESI - Amazonas

COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0014-2015. CARGO: Assistente Social MANAUS. SESI - Amazonas COMUNICADO DE PROCESSO SELETIVO- Nº 0014-2015 CARGO: Assistente Social MANAUS SESI - Amazonas O Departamento de Gestão de Pessoas do Sistema Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (SESI) abre inscrições

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE SECRETARIA GERAL DOS CONSELHOS SUPERIORES DELIBERAÇÃO Nº 044/2005 CONSELHO DEPARTAMENTAL EM 25 DE NOVEMBRO DE

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE ALÉM PARAÍBA Credenciada pelo Decreto Federal nº 78709, de 10/11/1976, DOU DE 11/11/1976 EDITAL 2011 PROCESSO SELETIVO ISECC 2011 2º SEMESTRE 2 O Presidente da Fundação Educacional

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 171/2010 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - FOP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP torna

Leia mais

Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Edital do 2º Processo Seletivo de 2015

Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Edital do 2º Processo Seletivo de 2015 Instituto de Ensino Superior de Goiás Faculdades IESGO Edital do 2º Processo Seletivo de 2015 O Diretor Geral do Instituto de Ensino Superior de Goiás, mantido pela Sociedade de Ensino Superior Fênix Ltda,

Leia mais

Pref e i t u r a M u n i c i p a l d e S a n t o E x p e d i t o

Pref e i t u r a M u n i c i p a l d e S a n t o E x p e d i t o ANEXO II DO CONCURSO PÚBLICO CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ENSINO SUPERIOR Para os Cargos de: 01. Médico PSF, 02. Médico I, 03. Médico II. 01. MÉDICO PSF Programa: I. CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS: 01. Abordagem

Leia mais

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular.

EDITAL Nº 004/2013. 1.4- As funções públicas deverão ser tão somente as vinculadas ao impedimento de titular. EDITAL Nº 004/2013 O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇOS PÚBLICOS E O SECRETARIO MUNICIPAL DE SÁUDE, no uso de suas atribuições legais e com base nos dispositivos de leis municipais vigentes,

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BIGUAÇU SECRETARIA DE EDUCAÇÃO

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE BIGUAÇU SECRETARIA DE EDUCAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 006/2015 - QUADRO RESERVA - A Secretária Municipal de Educação de Biguaçu, no uso de suas atribuições, comunica que estarão abertas, as inscrições para o Processo

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CARGO DE AGENTE DE ATENDIMENTO NAS UNIDADES DO SESC DA GRANDE SÃO PAULO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos

Leia mais

Processo Seletivo Externo Simplificado / Pós-Graduação e Lato Sensu Especialização Médica.

Processo Seletivo Externo Simplificado / Pós-Graduação e Lato Sensu Especialização Médica. EDITAL COMPLEMENTAR PROCESSO SIMPLIFICADO ESPECIALIZAÇÃO 2015 Processo Seletivo Externo Simplificado / Pós-Graduação e Lato Sensu Especialização Médica. A SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE BELO HORIZONTE,

Leia mais

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015

FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015 FUNDAÇÃO HOSPITALAR DO MUNICÍPIO DE VARGINHA EDITAL DE SELEÇÃO SIMPLIFICADA - 04/2015 A Fundação Hospitalar do Município de Varginha, convoca para processo de seleção simplificada, candidatos interessados

Leia mais

1 - DAS INSCRIÇÕES. 1.4 Portadores de necessidades especiais:

1 - DAS INSCRIÇÕES. 1.4 Portadores de necessidades especiais: 1 - DAS INSCRIÇÕES Cursos de Arquitetura e Urbanismo noturno, Administração noturno, Administração vespertino, Biomedicina noturno, Ciências Biológicas Bacharelado noturno, Ciências Biológicas Licenciatura

Leia mais

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir:

EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) 1.1. A disponibilidade e descrição das vagas estão indicadas na tabela a seguir: EDITAL 021/2015/ IFILO/UFU/ PROCESSO SELETIVO PARA ESTAGIÁRIO (A) O Instituto de Filosofia/Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia, amparado (a) no artigo 244 das Normas de Graduação,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP Nº 267/2008 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp - FUNCAMP

Leia mais

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014.

Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. Edital nº 13/2014 PROPP-UEMS de 30 de abril de 2014. ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO SELETIVO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EM DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DE SISTEMAS PRODUTIVOS DA UEMS

Leia mais

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009

PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009 PROCESSO SELETIVO FUNCAMP nº361 /2009 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL PARA A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DA UNICAMP - FUNCAMP A Fundação de Desenvolvimento da Unicamp-FUNCAMP

Leia mais

Etec de São Sebastião 188 SECRETARIA ACADÊMICA

Etec de São Sebastião 188 SECRETARIA ACADÊMICA EDITAL n.º 002, de 04 de Novembro de 2014. A Escola Técnica Estadual de São Sebastião, município de São Sebastião, atendendo o disposto no 3.º do Artigo 62 do Regimento Comum das Escolas Técnicas Estaduais

Leia mais

reais) perante geração de boleto bancário no endereço eletrônico, referido no artigo 4º.

reais) perante geração de boleto bancário no endereço eletrônico, referido no artigo 4º. EDITAL (06/2015) E NORMAS DO CONCURSO DE SELEÇÃO DOS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO DA FACULDADE DE MEDICINA DA UNOESTE A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação - PRPPG da UNOESTE faz saber que fará realizar,

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 089/2012

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 089/2012 EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 089/2012 Edital de Processo Seletivo Simplificado para contratação por prazo determinado. O Prefeito Municipal de Tapera, Estado do Rio Grande do Sul, no uso

Leia mais

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 004/2015 POR PROVA DE TÍTULOS

EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 004/2015 POR PROVA DE TÍTULOS 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE BIGUAÇU SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO EDITAL DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº. 004/2015 POR PROVA DE TÍTULOS A Secretária Municipal de Educação de Biguaçu, no uso de suas

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

EDITAL DE CONVOCAÇÃO EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROCESSO SELETIVO PARA O CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM OFTALMOLOGIA SERVIÇO DE OFTALMOLOGIA 2012. O Serviço de OFTALMOLOGIA do Hospital Universitário de Taubaté / Fundação Universitária

Leia mais

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL

DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL DIRETORIA DE ENSINO REGIÃO GUARULHOS SUL Edital de Abertura de Inscrição Processo Seletivo Simplificado Regional para contratação de Agente de Organização Escolar/2015 A Comissão Especial de Contratação

Leia mais

As áreas de atuação da Pediatria abaixo relacionadas, já estão com as bolsas definidas.

As áreas de atuação da Pediatria abaixo relacionadas, já estão com as bolsas definidas. FACULDADE DE MEDICINA EDITAL Nº 064/2011-FM/DTA. A FACULDADE DE MEDICINA DE BOTUCATU - UNESP torna público que, no período de 04 a 11 de novembro de 2011, somente através da Internet, estarão abertas as

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015

PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015 PROCESSO SELETIVO 2016-1º SEMESTRE Nº 008/2015 O Diretor da NOVA FACULDADE, Pablo Fernandes Bittencourt, faz saber aos interessados que estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo do 1º Semestre

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2011 EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES. VAGAS VAGAS OFERECIDAS DURAÇÃO CREDENCIADAS Mastologia 06 06 2 anos

PROCESSO SELETIVO 2011 EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES. VAGAS VAGAS OFERECIDAS DURAÇÃO CREDENCIADAS Mastologia 06 06 2 anos Instituto Brasileiro de Controle do Câncer - IBCC Residência Médica PROCESSO SELETIVO 2011 EDITAL DE ABERTURA DAS INSCRIÇÕES O Centro de Estudos Prof. Dr. João Sampaio Góes Junior do Instituto Brasileiro

Leia mais

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente

CLEINALDO DE ALMEIDA COSTA Presidente UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 68/2013 - CONSUNIV Unifica Ad Referendum procedimentos e aprova o processo seletivo para ocupação de vagas definidas no censo escolar

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO PARA TÉCNICO DE INFORMÁTICA SORRI-BAURU Julho de 2012 A SORRI BAURU, por meio de sua Diretoria Executiva convoca os interessados a participar do processo seletivo para a contratação

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE PROVAS No uso das atribuições legais, e mediantes as condições estipuladas nos Editais e Comunicados oficiais publicados no site www.selecao.uneb.br/dpe2012, CONVOCA os Candidatos

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB CENTRO UNIVERSITÁRIO UNISEB Dispõe sobre as normas referentes ao Processo Seletivo 2015, para o preenchimento de vagas para os cursos de graduação, na modalidade de Ensino Educação a Distância, do CENTRO

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH

PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH - PRODIN DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS - DRH PROCESSO SELETIVO INTERNO PARA AUXILIAR II / AUXILIAR DE TRANSPORTE II/ MOTOBOY EDITAL DRH Nº 17/2014 A PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS divulga e estabelece

Leia mais