2013, Relatório fis 3 exp 6 EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA. Copyright B T

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2013, Relatório fis 3 exp 6 EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA. Copyright B T"

Transcrição

1 EXPERIMENTO 6: DETERMINAÇÃO DA CAPACITÂNCIA Introdução! Suspendendo-se uma agulha magnética de tal modo que ela possa girar livremente, ela se orienta em uma direção perfeitamente determinada. Este comportamento da agulha magnética leva-nos a admitir a existência de um campo magnético terrestre. É sabido que as linhas de fluxo de um campo magnético de um imã, são sempre dirigidas de sul para norte. Desta forma, o sul magnético da agulha se alinha com o norte geográfico e o norte magnético da agulha com o sul geográfico. Um exemplo clássico desta agulha magnética é a bússola, que sempre se alinha na mesma direção (Norte-Sul). Se uma bússola é colocada dentro de um campo magnético, gerado por um solenóide, a agulha da bússola irá sofrer uma deflexão com o aumento do campo gerado pelo solenóide, conforme mostra esquematicamente a figura. Este fenômeno ocorre porque o vetor indução magnética Br, assumirá valores diferentes para diferentes valores do vetor indução magnética gerado pelo solenóide. BT Figura Fig. esquemática mostrando os vetores campo magnético da bobina e da Terra.! Portanto a relação entre o vetor indução magnética da terra e o vetor indução magnética do solenóide, fornecerá o valor de tangente do ângulo de deflexão Φ, sofrido pela agulha da bússola conforme relação: tgφ = B B! Observa-se desta relação, que a tangente do ângulo de deflexão é diretamente proporcional ao campo do solenóide. Para garantir a confiabilidade de tal análise, é necessário que a bússola seja colocada numa região de boa homogeneidade do campo do solenóide, sem o qual o resultado será prejudicado. Uma maneira prática de se garantir esta homogeneidade seria usar as bobinas que obedecem à configuração de Helmholtz. Esta configuração é estabelecida por duas bobinas com número de espiras N, de raio R, com eixo perpendicular à referida componente terrestre, com a bússola colocada exatamente no centro entre as duas bobinas, conforme indica a figura 2. B T BB Escola de Engenharia de Lorena USP 2

2 ! Figura 2- Figura esquemática mostrando a bobina de Hemholtz.! As bobinas de Helmholts são duas bobinas que obedecem as seguintes condições: devem ser circulares, de mesmo raio R, mesmo número de espiras N e percorridas pela mesma corrente i devem ser paralelas, com eixo longitudinal passando pelos centros. A distância entre os centros deve ser sempre igual a R.! Para deduzir a expressão que descreve o campo gerado pela bobina de Helmholtz, consideremos inicialmente uma bobina de seção circular de raio R, com N espiras, percorrida por uma corrente i qualquer. Neste caso simples, o módulo do vetor indução magnética num ponto P do eixo da bobina, situado à distância X do centro da mesma, será dado por: µ B = 0 N i R 2 2 R 2 + x 2 ( ) 3! Considerando então as duas bobinas, teremos x = R, e o módulo de vetor indução magnética das duas bobinas, neste ponto será calculado considerando o campo gerado pelas duas bobinas simples, ou seja, multiplicando a expressão 2 por dois, resultando em: B = µ N i R! Substituindo o valor de campo gerado pelo solenoide, dado pela expressão 3, na expressão, temos: tgφ = B T 2 2 R i Essa expressão coloca de maneira explicita que a tangente do ângulo de deflexão da bússola é diretamente proporcional à corrente que percorre as duas bobinas. Como o termo B T 2 2 R B T é constante, o comportamento esperado para a expressão 4, da tgφ em função da corrente i nas bobinas é linear, com uma reta saindo da origem, cujo coeficiente angular fornece o valor da constante acima. Portanto, se um gráfico da tgφ contra a corrente Escola de Engenharia de Lorena USP 3

3 aplicada nas bobinas, podemos retirar como informação o campo magnético da terra com boa precisão. Objetivos! O principal objetivo deste experimento esta relacionado com o entendimento das linhas de indução magnética de uma bobina e sua influência na indução magnética resultante, permitindo provar existência do campo magnético terrestre, bem como determinar o valor do campo magnético gerado por ela. Procedimento Experimental! Colocou-se a bússola de tal forma que a agulha ficasse paralela às espiras das bobinas para o circuito desligado. Mudou-se o valor da tensão sobre a bobina e mediu-se a corrente utilizando um resistor shunt. Foi observado também o ângulo de inclinação da agulha da bússola.de posse deste dados foi possível montar o gráfico da tgφ x i. Resultados e discussão Obtiveram-se experimentalmente os seguintes dados: Corrente (A) i (A) Φ tg Φ 0,05 0,045-7,5º 0,37 0,0 0,090-6,0º 0,2867 0,5 0,40-28,0º 0,537 0,20 0,90-35,0º 0,7002 0,25 0,240-40,0º 0,8390 0,30 0,290-45,0º,0000 0,35 0,340-50,0º,98 0,40 0,390-53,0º,3270 0,45 0,440-57,0º,5399 0,50 0,490-60,0º 3 Escola de Engenharia de Lorena USP 4

4 Os dados obtidos foram então linearizados e comparados com a equação: y = b x + a tgφ = B T 2 2 R i Foram encontrados os seguintes valores: a = 3,5050 ± 0,055 b = 0,002 ± 0,048 CORR = 0,99885! tgφ = 4π i, assim, B T exp 2 2 0, 4π B T exp 2 2 0, = 3,5050 B =,522 T exp 0 5 T! Grafico gráfico da linearização da função t x V Escola de Engenharia de Lorena USP 5

5 ! Os resultados mostram que o experimento teve boa precisão, pois o valor do CORR (Coeficiente de correlação) apresentou 2 noves, mostrando que o experimento foi bem realizado, com poucos erros aleatórios. Cálculo do erro percentual: B = B exp B teórico B teórico 00% =, % = 52,2%! Esse valor indica baixa exatidão do experimento devido aos erros erros sistemáticos, como, por exemplo, fios oxidados, mal contatos nas conexões. Conclusão! Com o experimento foi possível verificar a influência da indução magnética da bobina, possibilitando descobrir a existência e a ordem de grandeza do Campo magnético da Terra. Referência Bibliográfica: Fundamentos da Física 3 Halliday Resnick Wolker 6ª edição LTC editora Escola de Engenharia de Lorena USP 6

Magnetismo. Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética

Magnetismo. Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética Magnetismo Propriedades Magnéticas Campo Magnético Vetor Indução Magnética Orientação Geográfica Norte Geográfico N Sul Geográfico S Atração e Repulsão S N N S N S S N N S N S Inseparabilidade N S N S

Leia mais

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE

EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE EXPERIMENTO 10: MEDIDAS DA COMPONENTE HORIZONTAL DO CAMPO MAGNÉTICO TERRESTRE 10.1 OBJETIVOS Determinar o valor da componente horizontal da indução magnética terrestre local. 10.2 INTRODUÇÃO Num dado lugar

Leia mais

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos:

3. (Unirio RJ) Assinale a opção que apresenta a afirmativa correta, a respeito de fenômenos eletromagnéticos: Lista 10 - Eletromagnetismo 1. (PUC MG) A figura mostra o nascer do Sol. Dos pontos A, B, C e D, qual deles indica o Sul geográfico? a) A. b) B. c) C. d) D. 2. (UFMG) A figura mostra uma pequena chapa

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES

CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES CAMPO MAGNÉTICO EM CONDUTORES Introdução A existência do magnetismo foi observada há cerca de 2500 anos quando certo tipo de pedra (magnetita) atraía fragmentos de ferro, que são conhecidos como ímãs permanentes.

Leia mais

Eletromagnetismo. Fenômenos associados a imãs tanto naturais como artificiais.

Eletromagnetismo. Fenômenos associados a imãs tanto naturais como artificiais. Conceitos Básicos Eletromagnetismo Na região conhecida como Magnésia descobriu-se que alguns tipos de rocha atraíam umas ás outras e podiam também atrair objetos de ferro. Essas pedras, denominadas magnetitas,

Leia mais

Aula 21 - Lei de Biot e Savart

Aula 21 - Lei de Biot e Savart Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento de Física Física III Prof. Dr. Ricardo Luiz Viana Referências bibliográficas: H. 1-, 1-7 S. 9-, 9-, 9-4, 9-6 T. 5- Aula 1 - Lei de Biot

Leia mais

Lista de Exercícios. Campo Magnético e Força Magnética

Lista de Exercícios. Campo Magnético e Força Magnética Lista de Exercícios Campo Magnético e Força Magnética 1. Um fio retilíneo e longo é percorrido por uma corrente contínua i = 2 A, no sentido indicado pela figura. Determine os campos magnéticos B P e B

Leia mais

Campo Magnético da Terra

Campo Magnético da Terra Física Campo Magnético da Terra Campo Magnético da Terra Neste experimento mediremos a componente horizontal do campo magnético da Terra. Para isso utilizaremos um par de bobinas de Helmholtz de forma

Leia mais

Olimpíadas de Física Prova experimental A. Sociedade Portuguesa de Física

Olimpíadas de Física Prova experimental A. Sociedade Portuguesa de Física Olimpíadas de Física 2003 Prova experimental A Sociedade Portuguesa de Física 30/Maio/2003 Olimpíadas Internacionais de Física 2003 Prova Experimental A Campo magnético terrestre Duração da prova: 2h 1

Leia mais

Eletromagnetismo. Histórico

Eletromagnetismo. Histórico Eletromagnetismo Histórico Desde a antiguidade quando os fenômenos elétricos e magnéticos foram descobertos, se acreditava que o magnetismo e a eletricidade eram fenômenos distintos sem nenhuma relação

Leia mais

Apostila de Física 37 Campo Magnético

Apostila de Física 37 Campo Magnético Apostila de Física 37 Campo Magnético 1.0 Definições Ímãs Pedra que atrai ferro ou outras pedras semelhantes. Fenômenos magnéticos Propriedades dos ímãs que se manifestam espontaneamente na Natureza. Magnetita

Leia mais

Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide.

Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide. AULA 16.1 Conteúdo Eletromagnetismo: Campo Magnético gerado por um fio e por um solenoide. Habilidades: Compreender os princípios físicos envolvidos no magnetismo e eletromagnetismo para relacionar fenômenos

Leia mais

Prof. Igor Dornelles Schoeller

Prof. Igor Dornelles Schoeller Prof. Igor Dornelles Schoeller Os gregos descobriram na região onde hoje chamamos de Turquia, um minério com capacidade de atrair ferro e outros minérios semelhantes. Pedaços de magnetita encontradas na

Leia mais

10 T, circunferências concêntricas. 10 T, 10 T, radiais com origem no eixo do solenoide. 10 T, retas paralelas ao eixo do solenoide. 9 π.

10 T, circunferências concêntricas. 10 T, 10 T, radiais com origem no eixo do solenoide. 10 T, retas paralelas ao eixo do solenoide. 9 π. 1. Considere um longo solenoide ideal composto por 10.000 espiras por metro, percorrido por uma corrente contínua de 0,2A. O módulo e as linhas de campo magnético no interior do solenoide ideal são, respectivamente:

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA Professor: Vilson Mendes Lista de exercícios de Física I Lista 8 Magnetismo e fontes de campo magnético ENSINO MÉDIO NOTA: Aluno (a): Data SÉRIE/TURMA 3ª 1. Assinale as

Leia mais

CAMPO MAGNÉTICO LEONARDO PASSOS SALVATTI

CAMPO MAGNÉTICO LEONARDO PASSOS SALVATTI CAMPO MAGNÉTICO LEONARDO PASSOS SALVATTI APRESENTAÇÃO Neste tópico, introduziremos o conceito de campo magnético e discutiremos as características do vetor indução magnética. Definiremos as linhas de indução

Leia mais

Proposta Eletiva Laboratório III Verificação Experimental da Lei de Faraday

Proposta Eletiva Laboratório III Verificação Experimental da Lei de Faraday UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO USP Proposta Eletiva Laboratório III Verificação Experimental da Lei de Faraday Disciplina: 4300114-Física Experimental III Professor: Alexandre Alarcon do Passo Suaide Grupo:

Leia mais

ELETRICIDADE GERAL E APLICADA. Armando Alves Hosken Neto

ELETRICIDADE GERAL E APLICADA. Armando Alves Hosken Neto ELETRICIDADE GERAL E APLICADA Armando Alves Hosken Neto MAGNETISMO IMÃS: ATRAÇÃO DE CERTOS MATERIAIS (FERRO) MAGNETISMO IMÃ: Dispositivo capaz de atrair Fe, Co, Ni, Aço (ferromagnéticos) MAGNETISMO TIPOS

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Eletromagnetismo Eletromagnetismo Eletromagnetismo 1. Um imã preso a um carrinho desloca-se com velocidade constante ao longo de um trilho horizontal. Envolvendo o trilho há uma espira metálica, como mostra a figura. Pode-se

Leia mais

Física Experimental II

Física Experimental II Universidade Federal Fluminense - PUVR Física Experimental II Experiência: Campo Magnético da Terra 1 Objetivos 1. Estudar conceitos básicos do campo magnético produzido por uma bobina. 2. Calcular a componente

Leia mais

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente

Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente Lista de exercícios 8 Campos magnéticos produzidos por corrente 1. Em um certo local das Filipinas o campo magnético da Terra tem um modulo de 39 µt, é horizontal e aponta exatamente para o norte. Suponha

Leia mais

4* 2* ; o mesmo se passa para 4* 1. no exterior, iremos considerar de valor desprezável os integrais dos percursos 2* 3, 3 4 e 4 4*.

4* 2* ; o mesmo se passa para 4* 1. no exterior, iremos considerar de valor desprezável os integrais dos percursos 2* 3, 3 4 e 4 4*. As "Referências" são relativas ao livro : "Electromagnetismo Alfredo arbosa Henriques, Jorge Crispim Romão, IST Press, Colecção Ensino da Ciência e da Tecnologia, nº18. 3ª semana: 5 a 7 Março 014 Objectivo

Leia mais

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V.

Questão 04- A diferença de potencial entre as placas de um capacitor de placas paralelas de 40μF carregado é de 40V. COLÉGIO SHALOM Trabalho de recuperação Ensino Médio 3º Ano Profº: Wesley da Silva Mota Física Entrega na data da prova Aluno (a) :. No. 01-(Ufrrj-RJ) A figura a seguir mostra um atleta de ginástica olímpica

Leia mais

FORÇA MAGNÉTICA SOBRE CONDUTORES

FORÇA MAGNÉTICA SOBRE CONDUTORES 73 11 FORÇA MAGNÉTCA SOBRE CONDUTORES 11.1 - EFETO DE UM ÍMÃ EM UM FO CONDUZNDO CORRENTE Considere o campo magnético uniforme entre os pólos de um imã permanente, como pode ser visto na figura 11.1. N

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA (2)

INDUÇÃO MAGNÉTICA (2) INDUÇÃO MAGNÉTICA Material Utilizado: - uma bobina de campo (l = 750 mm, n = 485 espiras / mm) (PHYWE 11006.00) - um conjunto de bobinas de indução com número de espiras N e diâmetro D diversos (N = 300

Leia mais

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação

1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação Lista de exercícios 9 - Indução e Indutância 1. Na Figura, o fluxo de campo magnético na espira aumenta de acordo com a equação φ B = 6,0t2 + 7,0t, onde φb está em miliwebers e t em segundos. (a) Qual

Leia mais

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da

φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da 01 As afirmativas: I) Falsa, pois o ângulo formado entre a normal ao plano da espira é de 60, assim o fluxo eletromagnético é: φ = B A cosθ, em que θ é o ângulo formado entre a normal ao plano da espira

Leia mais

Física Unidade VI Série 2

Física Unidade VI Série 2 01 A força magnética F é perpendicular, simultaneamente, ao campo indução B e a velocidade v. No entanto v e B não são, necessariamente, perpendiculares entre si. Resposta: B 1 02 Como a velocidade é paralelo

Leia mais

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA

EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA EFEITO MAGNÉTICO DA CORRENTE ELÉTRICA Em 1819, Oersted ao aproximar uma bússola de um fio percorrido por corrente, observou que a agulha se movia, até se posicionar num plano perpendicular ao fio. Esta

Leia mais

Física Geral III. Prof. Marcio R. Loos. Força magnética sobre um fio transportando corrente 5/21/2015

Física Geral III. Prof. Marcio R. Loos. Força magnética sobre um fio transportando corrente 5/21/2015 Física Geral III Aula Teórica 15 (Cap. 30 parte /): 1) Força magnética sobre um fio transportando corrente ) 3) O dipolo magnético Prof. Marcio R. Loos Força magnética sobre um fio transportando corrente

Leia mais

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo)

Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) Lista de Magnetismo Problemas de magnetismo (campo de fio retilíneo) 1) (FUVEST 00) Apoiado sobre uma mesa, observa-se o trecho de um fio longo, ligado a uma bateria. Cinco bússolas são colocadas próximas

Leia mais

Campo Magnético - Força de Lorentz

Campo Magnético - Força de Lorentz Campo Magnético - Força de Lorentz Evandro Bastos dos Santos 22 de Maio de 2017 1 Campo Magnético Podemos entender que a região próxima a um ímã influencia outros ímãs ou materiais ferromagnéticos e paramagnéticos,

Leia mais

NOME: PROFESSOR: Glênon Dutra

NOME: PROFESSOR: Glênon Dutra Apostila - Eletromagnetismo NOME: PROFESSOR: Glênon Dutra DISCIPLINA: Física N O : TURMA: DATA: O nome magnetismo vem de Magnésia, região próxima da Grécia onde os gregos encontravam em abundância um mineral

Leia mais

Halliday & Resnick Fundamentos de Física

Halliday & Resnick Fundamentos de Física Halliday & Resnick Fundamentos de Física Mecânica Volume 1 www.grupogen.com.br http://gen-io.grupogen.com.br O GEN Grupo Editorial Nacional reúne as editoras Guanabara Koogan, Santos, Roca, AC Farmacêutica,

Leia mais

Física Experimental II (2014.1)

Física Experimental II (2014.1) Física Experimental II (2014.1) Calendário 19/02 Tratamento de dados experimentais 26/02 NÃO HAVERÁ AULA 05/30 Recesso de Carnaval 12/03 Experimento 01 Instrumentos de Medida 19/03 Experimento 02 Elementos

Leia mais

Campo Magnético e Força Magnética Prof. Lutiano Freitas

Campo Magnético e Força Magnética Prof. Lutiano Freitas Campo Magnético e Força Magnética Prof. Lutiano Freitas 01 - (UNIMONES MG/2015) Duas espiras circulares, 1 e 2, coplanares e concêntricas, possuem raios R 1 e R 2 e são percorridas por correntes I 1 e

Leia mais

216 Demonstração da Lei de Ampère

216 Demonstração da Lei de Ampère 1 Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto por: Hermes Urébe Guimarães Tópicos Relacionados Campos magnéticos uniformes, indução magnética, força de Lorentz, portadores de carga,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES ROTEIRO EXPERIMENTAL ELETROÍMÃ

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES ROTEIRO EXPERIMENTAL ELETROÍMÃ UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES ROTEIRO EXPERIMENTAL ELETROÍMÃ 1. Introdução Um solenoide conduzindo uma corrente elétrica constitui um eletroímã. Um solenoide

Leia mais

EXPERIMENTO 12: MEDIDA DA RAZÃO CARGA/MASSA DO ELÉTRON

EXPERIMENTO 12: MEDIDA DA RAZÃO CARGA/MASSA DO ELÉTRON EXPERIMENTO 12: MEDIDA DA RAZÃO CARGA/MASSA DO ELÉTRON 12.1 OBJETIVO Medir a razão carga/massa do elétron pelo método de Thomsom usando um osciloscópio didático adaptado. 12.2 INTRODUÇÃO A razão e/m foi

Leia mais

Aula 20 - Campo Magnético de uma Corrente Elétrica

Aula 20 - Campo Magnético de uma Corrente Elétrica Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências Exatas Departamento de Física Física III Prof. Dr. Ricardo Luiz Viana Referências bibliográficas: H. 31-3, 31-4 S. 9-4, 9-5. 5-, 5-3 Aula - Campo Magnético

Leia mais

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação

2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação 2-ELETROMAGNETISMO (Página 24 a 115 da apostila Fundamentos do Eletromagnetismo, do professor Fernando Luiz Rosa Mussoi) (Slides da apresentação ão: Geração de Corrente Alternada do professor Clóvis Antônio

Leia mais

O campo magnético total é nulo no centro do quadrado apenas em:

O campo magnético total é nulo no centro do quadrado apenas em: 1. Dois longos fios paralelos estão dispostos a uma distância um do outro e transportam correntes elétricas de mesma intensidade i em sentidos opostos, como ilustra a figura abaixo. Nessa figura o ponto

Leia mais

Condensador equivalente de uma associação em série

Condensador equivalente de uma associação em série Eletricidade Condensadores São componente constituído por dois condutores separados por um isolador: os condutores são chamados armaduras (ou placas) do condensador e o isolante é o dielétrico do condensador.

Leia mais

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo-25-Abril-2014 Lista de Problemas 8 Ampère.

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo-25-Abril-2014 Lista de Problemas 8 Ampère. FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo-5-Abril-014 Lista de Problemas 8 Ampère. 1ª Questão A figura mostra o corte transversal de um cabo coaxial, constituído por um fio retilíneo central de raio a

Leia mais

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam

Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam CONVERSÃO DE ENERGIA Engenharia Elétrica Prof. Dr. Giuliano Pierre Estevam Programa de ensino (Conteúdo programático) -I N T R O D U Ç Ã O A O S I S T E M A E L E T R O M E C Â N I C O ; -P R I N C Í P

Leia mais

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48)

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48) Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC cel: (48)9668 3767 72 Agulhas magnéticas ao redor de um condutor perpendicular à folha (cuja corrente sai da folha) se posicionam da maneira mostrada abaixo

Leia mais

Medidas de campos magnéticos

Medidas de campos magnéticos INSTITUTO DE FISICA- UFBa Fev. 22 DEPARTAMENTO DE FÍSICA DO ESTADO SÓLIDO ESTRUTURA DA MATERIA I (FIS 11) Roteiro elaborado por Newton Oliveira e Iuri Pepe (Modificado em março de 23 por Ossamu Nakamura)

Leia mais

Leis da Eletricidade e do Magnetismo

Leis da Eletricidade e do Magnetismo Leis da Eletricidade e do Magnetismo Centro de Ensino Médio Setor Leste Apostila de Física Terceiro ano Segundo Bimestre Prof. Flávio Ambrósio Nesta apostila encontram-se algumas leis e relações matemáticas

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICAS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SANTA CATARINA CÂMPUS ITAJAÍ PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO Unidade Curricular:

Leia mais

Leis de Biot-Savart e de Ampère

Leis de Biot-Savart e de Ampère Leis de Biot-Savart e de Ampère 1 Vimos que uma carga elétrica cria um campo elétrico e que este campo exerce força sobre uma outra carga. Também vimos que um campo magnético exerce força sobre uma carga

Leia mais

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48)

Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC. cel: (48) Ismael Rodrigues Silva Física-Matemática - UFSC cel: (48)9668 3767 Verdadeiro ou Falso 1) O polonortedaagulhamagnéticadeumabússolaapontaparaopolonortegeográficoda Terra. Falso: O polo norte magnético de

Leia mais

MEDINDO CAMPOS MAGNÉTICOS

MEDINDO CAMPOS MAGNÉTICOS MEDINDO CAMPOS MAGNÉTICOS Campos magnéticos são fundamentais para o funcionamento de muitos equipamentos e estão presentes em diversas tecnologias contemporâneas. Aparelhos de ressonância magnética, altofalantes,

Leia mais

Campos Magnéticos Produzidos por Correntes

Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Cap. 29 Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Prof. Oscar Rodrigues dos Santos oscarsantos@utfpr.edu.br Campos Magnéticos Produzidos por Correntes 1 Campos Magnéticos Produzidos por Correntes Campos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA CURSO DE ENGENHARIA QUÍMICA FICHA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Física Geral Experimental CÓDIGO: GEQ013 UNIDADE ACADÊMICA: Instituto de Física

Leia mais

FIS Projeto de Apoio Eletromagnetismo

FIS Projeto de Apoio Eletromagnetismo FIS1053 - Projeto de Apoio Eletromagnetismo 7ª Lista de Problemas Tema: Biot-Savart 1º Questão: Seja a espira mostrada na figura ao lado que está no plano xy e na qual passa uma corrente i no sentido anti-horário.

Leia mais

Questão 1. Questão 3. Questão 2

Questão 1. Questão 3. Questão 2 Questão 1 A autoindutância (ou simplesmente indutância) de uma bobina é igual a 0,02 H. A corrente que flui no indutor é dada por:, onde T = 0,04 s e t é dado em segundos. Obtenha a expressão da f.e.m.

Leia mais

AULA 01: CAMPO MAGNÉTICO

AULA 01: CAMPO MAGNÉTICO PROF. ALEADRO FREITA 1. ÍMÃ: ão corpos que atraem ferro ou que interagem entre si. 2. PROPRIEDADE DO ÍMÃ 1ª) Todo imã possui dois pólos: o orte () e o ul (). AULA 01: CAMPO MAGÉTICO 2ª) Os pólos de um

Leia mais

Lista de Exercícios 3 Corrente elétrica e campo magnético

Lista de Exercícios 3 Corrente elétrica e campo magnético Lista de Exercícios 3 Corrente elétrica e campo magnético Exercícios Sugeridos (16/04/2007) A numeração corresponde ao Livros Textos A e B. A22.5 Um próton desloca-se com velocidade v = (2i 4j + k) m/s

Leia mais

Lista Complementar Magnetismo ( Prof.º Elizeu)

Lista Complementar Magnetismo ( Prof.º Elizeu) FATO Medicina Lista Complementar Magnetismo ( Prof.º Elizeu) 01. (Upf 017) No estudo da eletricidade e do magnetismo, são utilizadas as linhas de campo. As linhas de campo elétrico ou magnético são linhas

Leia mais

ESTUDO DO CAMPO MAGNÉTICO NO INTERIOR DE UM SOLENÓIDE

ESTUDO DO CAMPO MAGNÉTICO NO INTERIOR DE UM SOLENÓIDE Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa Electromagnetismo A 009/010 ESTUDO DO CAMPO MAGNÉTICO NO INTERIOR DE UM SOLENÓIDE 1. O campo magnético no interior dum solenóide

Leia mais

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria.

FIS1053 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 09-Setembro Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. FIS153 Projeto de Apoio Eletromagnetismo 9-Setembro-11. Lista de Problemas 15 ant Revisão G4. Temas: Toda Matéria. 1ª Questão (,): A superfície fechada mostrada na figura é constituída por uma casca esférica

Leia mais

Objetivo: Determinar a eficiência de um transformador didático. 1. Procedimento Experimental e Materiais Utilizados

Objetivo: Determinar a eficiência de um transformador didático. 1. Procedimento Experimental e Materiais Utilizados Eficiência de Transformadores Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Curitiba Departamento Acadêmico de Física Física Experimental Eletricidade Prof. Ricardo Canute Kamikawachi Objetivo: Determinar

Leia mais

Física 3 - EMB5031. Prof. Diego Duarte. (lista 10) 12 de junho de 2017

Física 3 - EMB5031. Prof. Diego Duarte. (lista 10) 12 de junho de 2017 Física 3 - EMB5031 Prof. Diego Duarte Indução e Indutância (lista 10) 12 de junho de 2017 1. Na figura 1, uma semicircunferência de fio de raio a = 2,00 cm gira com uma velocidade angular constante de

Leia mais

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica

- Carga elétrica - Força elétrica -Campo elétrico - Potencial elétrico - Corrente elétrica - Campo magnético -Força magnetica GOIÂNIA, / / 2016 PROFESSOR: Jonas Tavares DISCIPLINA: Física SÉRIE: 3º ALUNO(a): Trabalho Recuperação 1º semestre No Anhanguera você é + Enem RELAÇÃO DE CONTEÚDOS PARA RECUPERAÇÃO - Carga elétrica - Força

Leia mais

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO

MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO Departamento de Física da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa T4 FÍSICA EXPERIMENTAL I - 007/08 MOMENTO DE INÉRCIA DE UM CORPO RÍGIDO 1. Objectivo Estudo do movimento de rotação de um corpo

Leia mais

Física Experimental III

Física Experimental III Física Experimental III http://www.if.ufrj.br/~fisexp3 Unidade 6: Circuitos simples em corrente alternada: circuitos indutivos A maneira de apresentar o modelo elétrico que vamos nos basear para estudar

Leia mais

Projeto Transformadores

Projeto Transformadores Parte 0 Equipamentos e membros Projeto Transformadores Para esse experimento, precisaremos da seguinte lista de equipamentos: 1 gerador de sinais digital 1 transformador didático (desmontável) 2 galvanômetros

Leia mais

Corpos que atraem Fe, Ni, Co (materiais ferromagnéticos) e suas ligas. Possuem duas regiões especiais: PÓLOS

Corpos que atraem Fe, Ni, Co (materiais ferromagnéticos) e suas ligas. Possuem duas regiões especiais: PÓLOS ÍMÃS Corpos que atraem Fe, Ni, Co (materiais ferromagnéticos) e suas ligas. Possuem duas regiões especiais: PÓLOS 1 CLASSIFICAÇÃO ímã natural: magnetita (região da magnésia Ásia menor Turquia Irã - Iraque

Leia mais

Trabalho de Laboratório de Electromagnetismo e Óptica

Trabalho de Laboratório de Electromagnetismo e Óptica Trabalho de Laboratório de Electromagnetismo e Óptica Campo magnético B produzido por um enrolamento percorrido por uma corrente eléctrica; Lei de Faraday Fernando Barão, Manuela Mendes, Filipe Mendes

Leia mais

Experimento 9 Circuitos RL em corrente alternada

Experimento 9 Circuitos RL em corrente alternada 1. OBJETIVO Experimento 9 Circuitos RL em corrente alternada O objetivo desta aula é estudar o comportamento de circuitos RL em presença de uma fonte de alimentação de corrente alternada. 2. MATERIAL UTILIZADO

Leia mais

A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos ATIVIDADES

A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos ATIVIDADES SIMULAÇÕES - BUPHYSLETS EJS - Easy Java Simulations I - A Charge in Electric and Magnetic Fields A Carga em Campos Elétricos e Magnéticos Nesta simulação, você pode investigar uma partícula carregada,

Leia mais

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR

RESOLUÇÃO DO TC DO CLICK PROFESSOR Resposta da questão 1: Podemos garantir apenas que o feixe de radiação gama (sem carga) não é desviado pelo campo magnético, atingindo o ponto 3. Usando as regras práticas do eletromagnetismo para determinação

Leia mais

1ª Prova do 3º Período (Provão) Física 05/09/2016 Prof. Reinaldo

1ª Prova do 3º Período (Provão) Física 05/09/2016 Prof. Reinaldo 1ª Prova do 3º Período (Provão) Física 05/09/2016 Prof. Reinaldo 0 = 4..10 7 T.m/A B = 0.i / 2..r B = 0.i / 2.r B = 0.n.i FE = q.e FM = q.v.b.sen R = m.v / q.b 75. (Unesp 2016) Um ímã em forma de barra,

Leia mais

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 18:18. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica,

LISTA 3 - Prof. Jason Gallas, DF UFPB 10 de Junho de 2013, às 18:18. Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Exercícios Resolvidos de Física Básica Jason Alfredo Carlson Gallas, professor titular de física teórica, Doutor em Física pela Universidade Ludwig Maximilian de Munique, Alemanha Universidade Federal

Leia mais

REVISÃO FINAL PARA NDF

REVISÃO FINAL PARA NDF Curso: Engenharia Civil 1º semestre de 2016 Disciplinas: Física Geral e Experimental I Professor Sérgio Orlando de Souza Batista Turmas: 3 ENGCIV V, 3 ENGCIV N REVISÃO FINAL PARA NDF 1ª) Duas cargas elétricas

Leia mais

4ª Experiência: Molas

4ª Experiência: Molas 4ª Experiência: Molas Objetivo Calibrar as molas usando a lei de Hooke. Determinar a constante elástica equivalente de associações em série e paralelo. Introdução A deformação x sofrida por uma mola é

Leia mais

Lei de Faraday. Notas de aula: LabFlex: Física Exp. 3 Aula 2, Experiência 3 Bobina de Helmholtz

Lei de Faraday. Notas de aula: LabFlex:  Física Exp. 3 Aula 2, Experiência 3 Bobina de Helmholtz Lei de Faraday Notas de aula: LaFlex: www.dfn.if.usp.r/curso/laflex Profa. Eloisa Szanto eloisa@dfn.if.usp.r Ramal: 7111 Pelletron Física Exp. 3 Aula 2, Experiência 3 Boina de Helmholtz Prof. Henrique

Leia mais

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta

Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões. Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica. Escolha a alternativa correta Unimonte, Engenharia Física Elétrica, prof. Simões Força magnética sobre um fio que conduz uma corrente elétrica Escolha a alternativa correta 1. (MACKENZIE) Um condutor retilíneo de comprimento 0,5 m

Leia mais

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA

INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA INDUÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. (ITA 2009) Uma haste metálica com 5,0 kg de massa e resistência de 2,0 Ω desliza sem atrito sobre duas barras paralelas separadas de 1,0 m, interligadas por um condutor de resistência

Leia mais

Bacharelado Engenharia Civil

Bacharelado Engenharia Civil Bacharelado Engenharia Civil Física Geral e Experimental I Prof.a: Érica Muniz 1 Período Lançamentos Movimento Circular Uniforme Movimento de Projéteis Vamos considerar a seguir, um caso especial de movimento

Leia mais

Quinta Lista - Campos Magnéticos

Quinta Lista - Campos Magnéticos Quinta Lista - Campos Magnéticos FGE211 - Física III Sumário A força magnética que atua em uma partícula de carga q que se move com uma velocidade v é F b = q v B. A força magnética que atua em um cabo

Leia mais

TC DE FÍSICA N o 03 3ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO

TC DE FÍSICA N o 03 3ª SÉRIE / ENSINO MÉDIO TC DE FÍSCA N o 03 3ª SÉE / ENSNO MÉDO POFESSO Edney Melo ALUNO(A): Nº TUMA: TUNO: DATA: / / COLÉGO: Campo Magnético no Centro de uma Espira Circular Quando uma espira circular condutora, de raio, é percorrida

Leia mais

Sétima Lista - Lei de Faraday

Sétima Lista - Lei de Faraday Sétima Lista - Lei de Faraday FGE211 - Física III Sumário O fluxo magnético através de uma superfície S é definido como Φ B = B da A Lei da Indução de Faraday afirma que a força eletromotriz (fem) induzida

Leia mais

INDUÇÃO MAGNÉTICA. 1 Resumo. 2 Fundamento Teórico

INDUÇÃO MAGNÉTICA. 1 Resumo. 2 Fundamento Teórico Protocolos das Aulas Práticas 6/7 INDUÇÃO MAGNÉTICA 1 Resumo Um campo magnético de intensidade e frequência variáveis é produzido num solenóide longo. Dentro deste último são introduzidos enrolamentos

Leia mais

Q V. A densidade superficial de cargas é uma grandeza física escalar algébrica, dotada de mesmo sinal da carga Q,

Q V. A densidade superficial de cargas é uma grandeza física escalar algébrica, dotada de mesmo sinal da carga Q, Condutor A Dielétrico m Q A Aesfera 4 R A densidade superficial de cargas é uma grandeza física escalar algébrica, dotada de mesmo sinal da carga Q, tendo por unidade, no SI, C/m 2. 2 m Q V Vesfera 4 R

Leia mais

Estudo de Magnetismo: Momento magnético em campos magnéticos

Estudo de Magnetismo: Momento magnético em campos magnéticos Tópicos Relacionados Roteiro elaborado com base na documentação que acompanha o conjunto pelo Dr. Ludolf von Alvensleben Tradução: Osvaldo Guimarães & Elias da Silva A) Equações de Maxwell, espiras, bobinas

Leia mais

ELETROMAGNETISMO www.nilsong.com.br I) ELETROMAGNETISMO 1) INTRODUÇÃO Em um ímã há a presença de dois pólos ( pólo norte e pólo sul). Os pólos são inseparáveis, o que significa que mesmo se quebrarmos

Leia mais

a) Quais são os polos magnéticos M e N da agulha magnética da bússola? b) Quais são os polos P e Q do imã?

a) Quais são os polos magnéticos M e N da agulha magnética da bússola? b) Quais são os polos P e Q do imã? Professor: Luciano Dias Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético 01-(UFB) Uma bússola tem sua agulha magnética orientada com um polo (M) indicando Roraima e o outro (N) indicando o Paraná. A seguir,

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA A PROVA DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010 EXERCÍCIOS PARA ESTUDO 1. (Fuvest) O circuito a seguir mostra uma bateria de 6V e resistência interna desprezível, alimentando quatro resistências, em paralelo duas a duas. Cada uma das resistências vale

Leia mais

Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares)

Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares) Plano de Estudos Independentes de Recuperação ( No período de férias escolares) 3ºANO Física (Prof. Ronaldo) Carga Elétrica Processos de Eletrização. Lei de Coulomb. Campo e Potencial Elétrico. Trabalho

Leia mais

Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples

Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples Tópico 8. Aula Prática: Pêndulo Simples 1. INTRODUÇÃO Um pêndulo é um sistema composto por uma massa acoplada a um pivô que permite sua movimentação livremente. A massa fica sujeita à força restauradora

Leia mais

Campo Magnético - Lei de Lenz

Campo Magnético - Lei de Lenz Campo Magnético - Lei de Lenz Evandro Bastos dos Santos 22 de Maio de 2017 1 Introdução Na aula passada vimos como uma variação do fluxo de campo magnético é capaz de provocar uma fem induzida. Hoje continuamos

Leia mais

Prof. A.F.Guimarães Física 3 Questões 10

Prof. A.F.Guimarães Física 3 Questões 10 Questão 1 Numa região do espaço existe um campo magnético tal que é um vetor constante no espaço, porém variável no tempo. Coloca-se neste campo uma espira contida num plano que forma um ângulo com o vetor.

Leia mais

A figura abaixo mostra a variação de direção do vetor velocidade em alguns pontos.

A figura abaixo mostra a variação de direção do vetor velocidade em alguns pontos. EDUCANDO: Nº: TURMA: DATA: / / LIVRES PARA PENSAR EDUCADOR: Rosiméri dos Santos ESTUDOS DE RECUPERAÇÃO - MOVIMENTO CIRCULAR UNIFORME Introdução Dizemos que uma partícula está em movimento circular quando

Leia mais

EXERCÍCIOS FÍSICA 3ª SÉRIE

EXERCÍCIOS FÍSICA 3ª SÉRIE 3ª SÉRIE PROF. HILTON EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES ELETROMAGNETISMO FONTES DO CAMPO MAGNÉTICO QUESTÕES OBJETIVAS Condutor retilíneo. Ação entre condutores 1) (Vunesp) Considere os fenômenos seguintes. I.

Leia mais

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES ELETROMAGNETISMO FONTES DO CAMPO MAGNÉTICO

EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES ELETROMAGNETISMO FONTES DO CAMPO MAGNÉTICO FONTES DO CAMPO MAGNÉTICO QUESTÕES OBJETIVAS Condutor retilíneo. Ação entre condutores 1) (Vunesp) Considere os fenômenos seguintes. I. Um raio de luz passou de um meio transparente para outro, mudando

Leia mais

A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas.

A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas. Grandezas Magnéticas Força e Campo Magnético A força magnética tem origem no movimento das cargas eléctricas. Considere os dois fios condutores paralelos e imersos no espaço vazio representados na Figura

Leia mais

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016

CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016 CONCURSO DE ADMISSÃO AO CURSO DE FORMAÇÃO E GRADUAÇÃO FÍSICA CADERNO DE QUESTÕES 2015 / 2016 1 a QUESTÃO Valor: 1,0 Um copo está sobre uma mesa com a boca voltada para cima. Um explosivo no estado sólido

Leia mais

PLANOS DE AULA DO MATERIAL INSTRUCIONAL

PLANOS DE AULA DO MATERIAL INSTRUCIONAL PLANOS DE AULA DO MATERIAL INSTRUCIONAL Professor: Alencar Material a ser aplicado a uma turma de 30 alunos do terceiro ano do Ensino Médio em seis períodos de 50 min cada. Plano para 1ª aula Objetivos

Leia mais

Cap.04 Cinemática em duas Dimensões

Cap.04 Cinemática em duas Dimensões Cap.04 Cinemática em duas Dimensões Do professor para o aluno ajudando na avaliação de compreensão do capítulo. Fundamental que o aluno tenha lido o capítulo. 4.1 Aceleração Entender a Eq. 4.1: o vetor

Leia mais