UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO"

Transcrição

1 CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA

2 ÍNDICE OBJETO 1 CONTRATO 1 PRAZO E VIGÊNCIA DO CONTRATO 2 OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS DO FORNECEDOR 2 CONFORMIDADE E OPERACIONALIDADE DOS SERVIÇOS 3 OBJETO DO DEVER DE SIGILO 3 PREÇO CONTRATUAL 3 CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 4 PENALIDADES CONTRATUAIS 4 FORÇA MAIOR 5 RESOLUÇÃO POR PARTE DO CONTRAENTE PÚBLICO 6 RESOLUÇÃO POR PARTE DO ADJUDICATÁRIO 6 CAUÇÃO 6 FORO COMPETENTE 7 ARBITRAGEM 7 SUBCONTRATAÇÃO E CESSÃO DA POSIÇÃO CONTRATUAL 7 COMUNICAÇÕES E NOTIFICAÇÕES 7 CONTAGEM DOS PRAZOS 8 LEGISLAÇÃO APLICÁVEL 8

3 '"Monsaraz CIDADF EUROPEIA DO ViNHO 'k t i ' - f '15 CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO A CONTRA TO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARTE 1 - CLÁUSULAS GERAIS CAPÍTULO 1 - DISPOSIÇÕES GERAIS CLÁUSULA 1 ª - OBJETO O objeto do contrato consiste, de acordo com as cláusulas técnicas descritas neste caderno de encargos, na aquisição de serviços de LICENCIAMENTO DE SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA. CLÁUSULA 2ª - PREÇO BASE Pela aquisição dos bens e serviços objeto do fornecimento, a entidade adjudicante dispõese a pagar o preço máximo de ,00 (trinta e oito mil euros) acrescido de IVA à taxa legal em vigor. CLÁUSULA 3ª - CONTRATO 1. A redução do contrato a escrito é obrigatória caso o prazo de fornecimento dos bens e serviços propostos exceda 20 dias após a notificação da adjudicação; 2. O contrato é composto pelo respetivo clausulado contratual e os seus anexos; 3. O contrato a celebrar integra ainda os seguintes elementos: a. Os suprimentos dos erros e das omissões do Caderno de Encargos identificados pelos concorrentes, desde que esses erros e omissões tenham sido expressamente aceites pelo órgão competente para a decisão de contratar; b. Os esclarecimentos e as retificações relativos ao Caderno de Encargos; e. O presente Caderno de Encargos; d. A proposta adjudicada; e. Os esclarecimentos sobre a proposta adjudicada prestados pelo Fornecedor. 4. Em caso de divergência entre os documentos referidos no número anterior, a respetiva prevalência é determinada pela ordem pela qual aí são indicados. 5. Em caso de divergência entre os documentos referidos no número 3 e o clausulado do contrato e seus anexos, prevalecem os primeiros, salvo quanto aos ajustamentos propostos de acordo com o disposto no artigo 99. º do Código dos Contratos Públicos e aceites pelo Fornecedor nos termos do disposto no artigo 101. º desse mesmo diploma legal. Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" e::=~~~ ==-~~-:~~;ts:--~ ~ Página 1 de

4 'Monsaraz C!DADf E UR()P~..!A DOV'NHO CLÁUSULA 4ª - PRAZO Sem prejuízo das obrigações acessórias que devam perdurar para além da cessação do contrato, este entra em vigor na data da sua assinatura com a entrega imediata, formação e aceitação de todo o software e até 31/12/. CAPÍTULO li - OBRIGAÇÕES CONTRATUAIS SECÇÃO 1 - OBRIGAÇÕES DO FORNECEDOR SUBSECÇÃO 1 - DISPOSIÇÕES GERAIS CLÁUSULA 5ª - 0BRIGACÕES PRINCIPAIS DO FORNECEDOR 1. Sem prejuízo de outras obrigações previstas na legislação aplicável, no Caderno de Encargos ou nas cláusulas contratuais, da celebração do contrato decorrem para o Fornecedor as seguintes obrigações principais: a. Obrigação de entrega, no prazo referido na cláusula 4ª, de todos os bens e serviços propostos, de acordo com o anexo de especificações técnicas do presente caderno de encargos; b. Fornecer e instalar os bens e serviços, nos locais indicados, conforme caraterísticas técnicas mínimas, prazos de entrega e requisitos do fornecimento definidos neste Caderno de Encargos e demais documentos contratuais; c. Facultar uma garantia técnica, responsabilizando-se relativamente à qualidade e substituição em caso de defeito dos bens e serviços fornecidos; d. Obrigação de garantia dos bens e serviços fornecidos de acordo com as obrigações legais em vigor; e. Prestar de forma correcta e fidedigna as informações referentes às condições em que são fornecidos os bens e serviços, bem como ministrar todos os esclarecimentos que se justifiquem, de acordo com as circunstâncias; f. Manter sigilo e confidencialidade; g. Obrigação de cumprir todos os requisitos legais à boa execução do projeto. CLÁUSULA 6ª - CONFORMIDADE E OPERACIONALIDADE 1. O Fornecedor obriga-se a entregar ao Contratante os bens e serviços objeto do contrato com as caraterísticas, especificações e requisitos técnicos previstos Especificações Técnicas ao presente Caderno de Encargos. Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÂO ADMINISTRATIVA" Página 2 de

5 ""Monsaraz CIDADF EUROPE!A DOW-.JHO 2. Os bens e serviços objeto do contrato devem ser entregues em perfeitas condições de serem utilizados para os fins a que se destinam e dotados de todo o material de apoio necessário à sua entrada em funcionamento. 3. O Fornecedor é responsável perante o Contratante por qualquer defeito ou discrepância dos bens e serviços objeto do contrato que existam no momento em que os mesmos lhe são entregues. CLÁUSULA 7ª - CALENDARIZACÃO DE FORNECIMENTO E INSTALACÃO DOS BENS/SERVICOS 1. Os bens e serviços objeto do contrato devem ser entregues e instalados nos locais do seu uso, no prazo indicado na proposta e em consonância com a calendarização que vier a ser acordada entre o Contratante e o Fornecedor. 2. O Fornecedor deverá proceder à entrega e instalação dos bens e serviços no prazo máximo estipulado na proposta apresentada em consonância com o prazo máximo estipulado na Prazo, após notificação de adjudicação ou assinatura do contrato; 3. O Fornecedor pode acordar com o Contratante prazos de instalação superiores, devidamente fundamentados e aceites pelo Contratante. CLÁUSULA 8ª - CONDIÇÕES DE ENTREGA 1. Os bens e serviços a fornecer deverão incorporar todas as peças e ser acompanhados de certificados de garantia e das instruções técnicas de manutenção necessárias a garantir o seu funcionamento em condições normais de uso e que estão incluídos no respectivo preço, em formato electrónico. 2. Os riscos originados na fase de carga, transporte, descarga e montagem dos bens a fornecer são da responsabilidade exclusiva do Fornecedor. CLÁUSULA 9ª - INSPEÇÃO E TESTES 1. Efetuada a entrega e instalação dos bens e serviços objeto do contrato, o Contratante, por si ou através de terceiro por ele designado, procede, no prazo de 30 dias, à inspecção quantitativa e qualitativa dos mesmos, com vista a verificar, respectivamente, se os mesmos reúnem as características, especificações e requisitos técnicos e operacionais definidos no presente Caderno de Encargos e na proposta adjudicada, bem como outros requisitos exigidos por lei..~ ~-.-. ~~~=.~: -=--=~:.. ~,~~ -::;z~~~~~-=,~= Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" Página 3 de

6 'Monsaraz CIDADF luküpua DO \/:NHO 2. A inspecção quantitativa e qualitativa indicada no ponto anterior realiza-se após obtenção, pelo Fornecedor, de termo de aceitação. CLÁUSULA 10ª - INOPERACIONALIDADE, DEFEITOS OU DISCREPÂNCIAS 1. No caso de os testes previstos na cláusula anterior não comprovarem a total operacionalidade dos bens e serviços objecto do contrato, bem como a sua conformidade com as exigências legais, ou no caso de existirem defeitos ou discrepâncias com as caraterísticas, especificações e requisitos técnicos definidos no anexo ao presente Caderno de Encargos, o Contratante deve disso informar, por escrito, o Fornecedor. 2. No caso previsto no número anterior, o Fornecedor deve proceder, à sua custa e no prazo razoável que for determinado pelo Contratante, às reparações ou substituições necessárias para garantir a operacionalidade dos bens e serviços e o cumprimento das exigências legais e das características, especificações e requisitos técnicos exigidos. 3. Após a realização das reparações ou substituições necessárias pelo Fornecedor, no prazo respectivo, Contratante procede à realização de novos testes de aceitação, nos termos da cláusula anterior. CLÁUSULA 11ª - ACEITACÃO 1. Caso a verificação a que se refere a Inspeção e testes comprovem a total operacionalidade/adequação dos bens e serviços objeto do contrato, bem como a sua conformidade com as exigências legais, e neles não sejam detetados quaisquer defeitos ou discrepâncias com as caraterísticas, especificações e requisitos técnicos definidos no anexo ao presente Caderno de Encargos, deve ser emitido, no prazo máximo de 1 O dias a contar do final da verificação, uma guia de receção, assinada pelos representantes do Fornecedor e Contratante. 2. A assinatura da guia a que se refere o n. º 1 não implica a aceitação de eventuais defeitos ou de discrepâncias dos equipamentos objeto do contrato com as exigências legais ou com as caraterísticas, especificações e requisitos técnicos previstos no presente Caderno de Encargos. CLÁUSULA 12ª - TRANSFERÊNCIA DA PROPRIEDADE 1. Com a declaração de aceitação a que se a cláusula anterior, ocorre a transferência da posse e da propriedade dos elementos a desenvolver ao abrigo do contrato para o Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" ~ =-~-~'~-~~ª 4 de e::::: -~P:~,--~26 =-~~-',='"'~.

7 "'Monsaraz CIDADE EURCPf"IA DO VINHO Contratante, incluindo os direitos autorais sobre todas as criações intelectuais abrangidas pelos serviços a prestar. 2. Pela cessão dos direitos a que alude o número anterior não é devida qualquer contrapartida para além do preço a pagar nos termos do presente Caderno de Encargos. CLÁUSULA 13ª - GARANTIA TÉCNICA 1. O Fornecedor obriga-se a entregar ao Contratante os bens e serviços objeto do contrato com as caraterísticas, especificações e requisitos mencionados nas especificações técnicas constantes no presente caderno de encargos. 2. Os bens e serviços objecto do contrato devem ser entregues em perfeitas condições de utilização para o fim a que se destina e dotado de todo o material de apoio necessário à sua entrada em funcionamento. 3. A garantia técnica compreende as obrigações de o Fornecedor proceder à correcção ou eliminação dos defeitos, anomalias ou desconformidades referidas no número anterior. 4. É aplicável, com as necessárias adaptações o disposto na lei que disciplina os aspectos relativos à venda de bens e serviços de consumo e das garantias a elas relativas, no que respeita à conformidade dos bens. 5. O Fornecedor será responsável por qualquer defeito ou discrepância dos bens e serviços objecto do contrato que o mesmo apresente, sendo da sua exclusiva responsabilidade a eliminação de eventuais deficiências detectadas. CLÁUSULA 14ª - GARANTIA DE CONTINUIDADE DE FABRICO O Fornecedor deve assegurar a continuidade do fabrico e do fornecimento de todas as peças, componentes e equipamentos que integram os bens objecto do contrato. CLÁUSULA 15ª - FORMA DE PRESTACÃO DO SERVIÇO 1. Para o acompanhamento da execução do contrato, o Fornecedor fica obrigado a manter, com uma periodicidade mensal, reuniões de coordenação com os representantes do Contratante, das quais deve ser lavrada ata a assinar por todos os intervenientes na reunião. 2. As reuniões previstas no número anterior devem ser alvo de uma convocação escrita por parte do Fornecedor, o qual deve elaborar a agenda prévia para cada reunião. Caderno de Encargos "sonware DE suporte Aos serv1ços MUN1c1PA1s No ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADM~NISTRATIVA" Página 5 de \-,,,, y~ - ==~=\:::~--2~:~:--:=

8 ''Monsaraz Cl[)A[)f llhúp:j1\ DO ViNHO 3. O Fornecedor fica também obrigado a apresentar relatórios com a evolução de todas as operações objeto dos serviços e com o cumprimento de todas as obrigações emergentes do contrato consoante. 4. No final da execução do contrato, o Fornecedor deve ainda elaborar um relatório final, discriminando os principais acontecimentos e atividades ocorridos em cada fase de execução do contrato. 5. Todos os relatórios, registos, comunicações, atas e demais documentos elaborados pelo Fornecedor devem ser integralmente redigidos em português. SUBSECÇÃO li - DEVER DE SIGILO CLÁUSULA 16ª - OBJETO DO DEVER DE SIGILO 1. O Fornecedor deve guardar sigilo sobre toda a informação e documentação, técnica e não técnica, comercial ou outra, relativa ao Contratante, de que possa ter conhecimento ao abrigo ou em relação com a execução do contrato. 2. A informação e a documentação cobertas pelo dever de sigilo não podem ser transmitidas a terceiros, nem objeto de qualquer uso ou modo de aproveitamento que não o destinado directa e exclusivamente à execução do contrato. 3. Exclui-se do dever de sigilo previsto a informação e a documentação que fossem comprovadamente do dominio público à data da respetiva obtenção pelo Fornecedor ou que este seja legalmente obrigado a revelar, por força da lei, de processo judicial ou a pedido de autoridades reguladoras ou outras entidades administrativas competentes. CLÁUSULA 17ª - PRAZO DO DEVER DE SIGILO O dever de sigilo mantém-se em vigor até ao termo do prazo de 5 anos a contar do cumprimento ou cessação, por qualquer causa, do contrato, sem prejuizo da sujeição subsequente a quaisquer deveres Legais relativos, designadamente, à proteção de segredos comerciais ou da credibilidade, do prestigio ou da confiança devidos às pessoas coletivas. SECÇÃO li - OBRIGAÇÕES DO CONTRATANTE CLÁUSULA 18ª - PREÇO CONTRATUAL 1. Pela prestação dos serviços objeto do contrato, bem como pelo cumprimento das demais obrigações constantes do presente Caderno de Encargos, o Contratante deve pagar Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA'' i_. --., 't~ Página 6 de C=~-º=-~':;)~-:.;--,=

9 "'Monsaraz CIDADF EUROPEIA DO v;r,jho ao Fornecedor o preço constante da proposta adjudicada, acrescido de IVA à taxa legal em vigor, se este for legalmente devido. 2. O preço referido no número anterior inclui todos os custos, encargos e despesas cuja responsabilidade não esteja expressamente atribuída ao Contratante, incluindo as despesas de alojamento, alimentação e deslocação de meios humanos, despesas de aquisição, transporte, comunicações, armazenamento e manutenção de meios materiais bem como quaisquer encargos decorrentes da utilização de marcas registadas, patentes ou licenças. CLÁUSULA 19ª - CONDIÇÕES DE PAGAMENTO 3. A(s) quantia(s) devidas pelo Contratante, nos termos da Preço contratual anterior, deve(m) ser paga(s) no prazo de 60 dias após a receção das respetivas faturas, as quais só podem ser emitidas após o vencimento da obrigação respectiva. 4. Para os efeitos do número anterior, a obrigação considera-se vencida com a emissão da declaração de aceitação, nos termos do presente Caderno de Encargos. CAPÍTULO Ili - PENALIDADES CONTRATUAIS E RESOLUÇÃO CLÁUSULA 20ª - PENALIDADES CONTRATUAIS 1. Pelo incumprimento de obrigações emergentes do contrato, o Contratante pode exigir do Fornecedor o pagamento de uma pena pecuniária, de montante a fixar em função da gravidade do incumprimento, nos seguintes termos: a. Pelo incumprimento dos prazos previstos para a execução dos trabalhos até 2% do valor total do contrato, por cada 5 dias de atraso; b. Em caso de resolução do contrato por incumprimento do Fornecedor uma pena pecuniária de até 10% do valor total do contrato. 2. Ao valor da pena pecuniária prevista no número anterior são deduzidas as importâncias pagas pelo Fornecedor ao abrigo da alínea a) do número 1, relativamente aos serviços cujo atraso na respetiva conclusão tenha determinado a resolução do contrato. 3. Na determinação da gravidade do incumprimento o Contratante tem em conta, nomeadamente, a duração da infração, a sua eventual reiteração, o grau de culpa do Fornecedor e as consequências do incumprimento. 4. O Contratante pode compensar os pagamentos devidos ao abrigo do contrato com as penas pecuniárias devidas nos termos da presente cláusula. Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIV~ ~~=:~~o :\:=:2~-_.,,,"= Página 7 de

10 ' Monsaraz CICADF lukopeia DO V,NHO 5. As penas pecuniárias previstas na presente cláusula não obstam a que o Contratante exija uma indemnização pelo dano excedente. CLÁUSULA 21 ª - FORCA MAIOR 1. Não podem ser impostas penalidades ao Fornecedor, nem é havida como incumprimento, a não realização pontual das prestações contratuais a cargo de qualquer das partes que resulte de caso de força maior, entendendo-se como tal as circunstâncias que impossibilitem a respetiva realização, alheias à vontade da parte afetada, que ela não pudesse conhecer ou prever à data da celebração do contrato e cujos efeitos não lhe fosse razoavelmente exigível contornar ou evitar. 2. Podem constituir força maior, se se verificarem os requisitos do número anterior, designadamente, tremores de terra, inundações, incêndios, epidemias, sabotagens, greves, embargos ou bloqueios internacionais, actos de guerra ou terrorismo, motins e determinações governamentais ou administrativas injuntivas. 3. Não constituem força maior, designadamente: a. Circunstâncias que não constituam força maior para os subcontratados do Fornecedor, na parte em que intervenham; b. Greves ou conflitos laborais limitados às sociedades do Fornecedor ou a grupos de sociedades em que este se integre, bem como a sociedades ou grupos de sociedades dos seus subcontratados; c. Determinações governamentais, administrativas, ou judiciais de natureza sancionatória ou de outra forma resultantes do incumprimento pelo Fornecedor de deveres ou ónus que sobre ele recaiam; d. Manifestações populares devidas ao incumprimento pelo Fornecedor de normas legais; e. Incêndios ou inundações com origem nas instalações do Fornecedor cuja causa, propagação ou proporções se devam a culpa ou negligência sua ou ao incumprimento de normas de segurança; f. Avarias nos sistemas informáticos ou mecânicos do Fornecedor não devidas a sabotagem; ~~~-- -==--~~-:-t---.., g. Eventos que estejam ou devam estar cobertos por seguros. < :t,:":-s;:=:= ~=~.--~~~ I! Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÂO ADMINISTRATIVA" Página 8 de

11 º'Monsaraz CIDADE EUROPEIA DO VíNHO 4. A ocorrência de circunstâncias que possam consubstanciar casos de força maior deve ser imediatamente comunicada à outra parte. 5. A força maior determina a prorrogação dos prazos de cumprimento das obrigações contratuais afectadas pelo período de tempo comprovadamente correspondente ao impedimento resultante da força maior. CLÁUSULA 22ª - RESOLUÇÃO POR PARTE DO CONTRATANTE 1. Sem prejuízo de outros fundamentos de resolução previstos na lei, o Contratante pode resolver o contrato, a titulo sancionatório, no caso de o Fornecedor violar de forma grave ou reiterada qualquer das obrigações que lhe incumbem, designadamente nos seguintes casos: a. Pelo atraso na conclusão dos serviços ou na entrega dos elementos referentes a cada fase do contrato superior a três meses ou declaração escrita do Fornecedor de que o atraso respetivo excederá esse prazo; 2. O direito de resolução referido nos números anterior exerce-se mediante declaração enviada ao Fornecedor e não determina a repetição das prestações já realizadas, a menos que tal seja determinado pelo Contratante. CLÁUSULA 23ª - RESOLUÇÃO POR PARTE DO FORNECEDOR 1. Sem prejuízo de outros fundamentos de resolução previstos na lei, o Fornecedor pode resolver o contrato quando: a. Qualquer montante em divida exceda 25% do preço contratual, excluindo juros; 2. O direito de resolução é exercido por via judicial. 3. Nos casos previstos na alínea a) do número 1, o direito de resolução pode ser exercido mediante declaração enviada ao Contratante, que produz efeitos 30 dias após a receção dessa declaração, salvo se este último cumprir as obrigações em atraso nesse prazo, acrescidas dos juros de mora a que houver lugar. 4. A resolução do contrato nos termos dos números anteriores não determina a repetição das prestações já realizadas pelo Fornecedor, cessando, porém, todas as obrigações deste ao abrigo do contrato com exceção daquelas a que se refere o artigo 444. º do Código dos Contratos Públicos. Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" Página 9 de

12 ,,, Monsaraz CIDADF!:Ufa)Pf_iA DOV!NHO CAPÍTULO IV - CAUÇÃO E SEGUROS CLÁUSULA 24ª - SEGUROS 1. É da responsabilidade do Fornecedora contratação dos seguros que forem exigiveis nos termos da lei. 2. O Contratante pode, sempre que entender conveniente, exigir prova documental da celebração dos contratos de seguro referidos no número anterior, devendo o Fornecedor apresenta-la no prazo de 5 dias. CAPÍTULO V - RESOLUÇÃO DE LITÍGIOS CLÁUSULA 25ª - FORO COMPETENTE Para resolução de todos os litígios decorrentes do contrato fica estipulada a competência do tribunal administrativo e fiscal de Beja. CAPÍTULO VI - DISPOSIÇÕES FINAIS CLÁUSULA 26ª - SUBCONTRATAÇÃO E CESSÃO DA POSIÇÃO CONTRATUAL A subcontratação pelo Fornecedor e a cessão da posição contratual por qualquer das partes depende da autorização da outra, nos termos do Código dos Contratos Públicos. CLÁUSULA 27ª - COMUNICAÇÕES E NOTIF!CACÕES 1. Sem prejuizo de poderem ser acordadas outras regras quanto às notificações e comunicações entre as partes do contrato, estas devem ser dirigidas, nos termos do Código dos Contratos Públicos, para o domicilio ou sede contratual de cada uma. 2. Qualquer alteração das informações de contato constantes do contrato deve ser comunicada à outra parte. CLÁUSULA 28ª - CONTAGEM DOS PRAZOS Os prazos previstos no contrato são continuas, correndo em sábados, domingos e dias feriados. CLÁUSULA 29ª - LEGISLAÇÃO APLICÁVEL O contrato é regulado pela legislação portuguesa. Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" Página 10 de

13 ' Monsaraz CIDADF EUROPE!A DOV!NHO PARTE li - CLÁUSULAS TÉCNICAS CLÁUSULA 30ª - DOCUMENTOS DA PROPOSTA A proposta é constituída pelos seguintes documentos: a. O programa de trabalhos; b. A metodologia de desenvolvimento dos trabalhos; c. O cronograma de execução das ações; d. As condições de pagamento detalhadas; e. Os elementos a fornecer pela entidade adjudicante para o desenvolvimento dos trabalhos; f. A identificação de possíveis condicionantes externas que possam por em causa a boa execução dos trabalhos; g. Referência a aspetos que, do ponto de vista do concorrente, sejam pertinentes e contribuam para a boa compreensão da proposta relativa aos serviços que se propõe fornecer. h. Curriculum da proponente, incluindo os trabalhos similares desenvolvidos aos do presente convite; i. Curriculum da equipa a afetar à iniciativa; j. Valor do Serviço a prestar, com especificação das diversas fases e/ou componentes; Os documentos que constituem a proposta devem ser redigidos em língua portuguesa ou acompanhados de tradução devidamente legalizada, com exceção de documentação técnica específica que poderá estar redigida em língua inglesa. 1. MAPA DE QUANTIDADES CLÁUSULA 31 ª - ESPECIFICACÓES TECNICAS Pacote de software sistema operativo e produtividade (processador de texto, folha de cálculo, apresentações, notas, , base de dados local, voz, vídeo, mensagens, 60 antivírus) Software Firewall 1 Software sistema operativo servidor 4 Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" J ' ;-"',~-= Pagina 11 de, ~ - '_~~>'=--~ ~;~

14 ,,, Monsaraz CIDADr luropl!a DO W-JHO Software de gestão de configurações e serviços 4 Software de programação em tecnologias. NET Software servidor de base de dados SQL 1 Software servidor de base de dados SQL versão enterprise para cluster Software servidor de correio electrónico Software servidor de mensagens, voz, vídeo e colaboração Software de gestão de conteúdos para publicação de sites, intranet e extranet o o o o o A avaliação definitiva de quantidades de licenciamento é da responsabilidade do fornecedor com base na infraestrutura existente no município. O mapa de financeiro deve ser apresentado de acordo com o quadro acima indicado. 2. SOFTWARE ÂMBITO E REQUISITOS No âmbito do presente fornecimento devem estar contempladas as seguintes componentes de software, cumprindo os requisitos enumerados: 2.1. POSTO DE TRABALHO, SOFTWARE DE SISTEMA OPERATIVO E PRODUTIVIDADE O pacote de software sistema operativo e produtividade deverá contemplar as ferramentas: Sistema operativo/ cliente de acesso a servidor MS Windows e Servidor Linux; Ferramenta cliente de correio electrónico; Ferramenta processador de texto; Ferramenta de folha de cálculo; Ferramenta de construção de apresentações; Ferramenta de bases de dados local; Ferramenta cliente de IM, Voz, Vídeo, videoconferência; No que diz respeito ao sistema operativo deve ser assegurado o cumprimento dos seguintes requisitos: Suporte nativo para 64 bits; Suporte para processadores CISC e RISC; Suporte SMP para multiprocessamento; Suporte para memória superior a 32G; Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" Página 12 de

15 '"Monsaraz CIDADF EUROPE!A DOV!NHO Suporte para vários dispositivos (PC e Tablet) Interface coerente - interface deverá ser idêntico e permitir uma adaptação fácil, com um minimo de aprendizagem. A experiência do utilizador ser consistente e constante - as configurações, os dados e as aplicações de cada utilizador devem estar disponiveis nos seus vários dispositivos fisicos ou virtuais apenas limitados pelas especificidades de cada formato (tamanho de ecrã, tipo de teclado, armazenamento, conetividade ou outros). Segurança: O sistema deverá ser seguro no seu desenho e estar apto a lidar com as ameaças mais recentes e com os requisitos da mobilidade. Multiutilizador integrado com repositório de autenticação Active Directory ou LDAP centralizados; Atualizações automáticas do sistema operativo; Capacidade de codificar em segurança dados do utilizador em discos internos e externos. No caso de ser necessário fazer uma recuperação tanto o utilizador como o administrador de sistemas deverão ser capazes de o fazer; Antivirus para protecção contra intrusão e virus; Firewall para segurança pessoal integrada com TCP/IP Filtering, IPSec; Suporte para sistema de ficheiros com nomes longos; Suporte para ACLs, granularidade elevada de privilégios, RBAC; Deverá ter ferramentas de gestão unificadas - funções como o inventário, aplicação de politicas de segurança e a distribuição de aplicações deverão ser feitas a partir de uma consola única para todos os equipamentos fisicos e virtuais. previamente ao carregamento do SO; Politicas de grupo (group policies); Restrições ao nivel de aplicações através de políticas centralizadas; Gestão centralizada de políticas de grupo e segurança; Suporte para interfaces biométrica e smart card; Funcionalidade de verificação de integridade no arranque (boot) da máquina Integração com contas de redes sociais através de interface única integrada e segura; e::- f ==3::~-= Suporte para sistemas de ficheiros FAT32, NTFS, IS09660; <~ '{=~7~/ "--::~.,.~~ ~=,~~_;;i, Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" Página 13 de

16 ,,, Monsaraz Clf)AJ)f lurtlpéii\ DCl ViNHO Capacidade de backups permanentes de ficheiros através de mecanismos de sincronização; Servidor web local pessoal; Suporte DLNA; O Sistema deverá suportar diversos cenários de mobilidade para diferentes perfis de utilização. Para os dispositivos confiados, geridos pelo IT, a ligação remota aos sistemas internos deve ser automática e transparente para o utilizador. A ligação deve ser nativa do sistema, segura e encriptada. Deverá também ser possivel a um utilizador a partir de qualquer lado, mesmo num dispositivo não confiado (não gerido), aceder a um ambiente de trabalho corporativo de forma segura. A execução das aplicações e os documentos deverão estar sempre no datacenter para não comprometer a segurança e a ligação deve ser encriptada. O Sistema deve ter a capacidade de ser executado a partir de uma pen USB, sem prejuizo do que estiver instalado no disco do dispositivo que pode ser um outro sistema de utilização pessoal. Acessos VPN (L2TP, IPSEC, HTTPS); Suporte LAN, WLAN, WWAN; Capacidades nativas de virtualização; Suporte para carregar em modo virtual ficheiros ISO e VHD; Suporte para USB (3.0); Linha de comandos; Interface multilingue, nomeadamente PT-pt e En-en; Suporte para múltiplos monitores; Cliente e servidor de Remote Desktop; Virtualização de desktops / Ambientes remotos - O Sistema deverá estar preparado para funcionar em ambiente virtuais, como nos fisicos. A experiência do utilizador deverá ser otimizada para ligações WAN remotas, suportar mapeamento de periféricos USB, multi monitor, suportar áudio e video remotos e aplicações gráficas. Capacidade de disponibilização em computadores de 1 O aumento da longevidade dos equipamentos; Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" anos, para permitir o ~~~, ' ~=~,.. e -- > ' ~ Página 14 de

17 e>' Monsaraz CIDADF EUROPUA DOW,.JHO Deverá ser possivel otimizar a energia consumida, através de ferramentas de gestão centralizada, que permitam a implementação de politicas de poupança de energia por controlo automático de standby e dos planos energéticos. Deverá ser possivel a redução da utilização de largura de banda de links entre sites, pela implementação de mecanismos de caches locais partilhadas. Funcionalidades avançadas de gestão centralizada e remota pelo administrador de infraestruturas; O pacote de software para computador de produtividade deverá contemplar as componentes de sistema operativo, processador de texto, folha de cálculo, produção de apresentações, notas, correio electrónico, base de dados local, cliente de voz, cliente de video, cliente de mensagens e antivirus, devendo ser assegurado o cumprimento dos seguintes requisitos: As ferramentas de produtividades pretendidas devem assegurar que são geridas centralmente, que suportam retro compatibilidade, fidelidade de documentos, funcionalidades online e Offline e possibilitar cenários de colaboração. As ferramentas de produtividade pretendidas devem permitir a criação de uma imagem padrão a ser implementada em todos os postos de trabalho e permitir a gestão centralizada de parâmetros, atualizações ou melhoramentos. As ferramentas de produtividade pretendidas devem assegurar que a informação atual produzida com as atuais ferramentas é mantida e que nenhuma informação é perdida. As ferramentas devem assegurar a fidelidade e formatação do documento é mantida com nenhuma perda de informação entre versões. As ferramentas de produtividade pretendidas devem assegurar que conseguem trabalhar em ambiente On premisse e ambiente Cloud, ou seja, a implementação e atualização destas ferramentas pode ser feita em modelo tradicional (utilizando servidores próprios) ou modelo Cloud utilizando uma Cloud Pública ou Privada. Estas ferramentas devem suportar dois tipos de ambientes/cenários: offline/online e móveis. As ferramentas de produtividade devem assegurar que se consegue aceder à informação num cenário com ligação permanente à Internet e num cenário de acesso eventual à Internet. No caso de acesso eventual à informação, estas ferramentas deverão assegurar a sincronização dos dados. ----~~J~-~ ==-J:,~:~-,'~ Página 15 de Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA"

18 "Monsaraz (lf)adf [Ufü)P~ ;A, DOV \JHO, N, '15 As ferramentas de produtividade devem assegurar cenários mobilidade e permitir o acesso à informação através de PCs, Telemóveis ou Tablets. Estas ferramentas de produtividade deverão permitir criar cenários de colaboração e integrar com ferramentas de colaboração, nomeadamente, sistemas de comunicações unificadas, portais internet e intranet, servidores de correio eletrónico para correio, agenda e contactos partilhados e manipulação de grandes quantidades de informação e cenários de partilha de informação em tempo real. Utilização de formatos de ficheiros normalizados de acordo com normas ISO em vigor; Corrector ortográfico para diversas línguas, nomeadamente PT-pt, En-en, Fr-fr e Eses; Suporte para diversos formatos (leitura e escrita) nomeadamente PDF, DOCX, XLSX, PPTX, ODF, ODS, ODP, CSV, HTML, RTF, TXT; Gravação em formatos ISO, expandidos ou strict; Suporte para componentes programáticas para componente de folha de cálculo; Compatibilidade com componentes multimédia embebidas; (o-edição de documentos; Funcionalidade de merge de documentos; Gráficos dinâmicos com base em tabelas pivot; Importação de várias fontes de dados, nomeadamente SQL Server, Oracle, XML, MySQL, Postgresql; Automatização no preenchimento de campos de dados; Suporte para os protocolos POP3, SPOP3, SIMAP, SSMTP, IMAP, SMTP, LDAP, RSS; Formatos de mensagem texto, html, UTF-8; Mecanismos de antis-spam, anti-phishing, Vistas parametrizáveis para visualização (temporal, conversação, agrupada); Integração com certificados/smartcard para assinatura segura de ; Partilha de calendários; Visualização de múltiplos calendários; Calendário em tempo real para reserva de reuniões e salas integrado com disponibilidade de recursos; Caderno de Encargos "SOFTWARE DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÂO ADMINISTRATIVA" Página 16 de

19 "Monsaraz CIDADF EUROPEiA DO Vlt--JHO Acesso a recursos calendário, contactos, correio electrónico e tarefas em modo offline; Funcionalidade fora do escritório; Integração de múltiplas contas, internas (ms excange) e externas (gmail, Hotmail) com vista unificada; Os formatos de documentos a utilizar nos pacotes de software proposto devem estar de acordo com normas ISO em vigor para o formato de documentos, para os programas de edição de texto, folha de cálculo e apresentações. Deve ser possível exportar para diversos formatos dentro da compatibilidade com normas standard em vigor na ISO SOFTWARE SISTEMA OPERATIVO SERVIDOR Deverá privilegiar a utilização de interfaces gráficas nas suas consolas de administração e gestão e não requerer serviços de configuração e administração especializados. A implementação total do sistema operativo deverá requerer apenas configuração de componentes e não qualquer tipo de desenvolvimento à medida ou compilação de software. Funcionalidade de servidor de ficheiros: O sistema operativo servidor pretendido deve ter nativamente funções de servidor de ficheiros para postos de trabalho sem necessidade de software adicional. Deverá ter a capacidade nativa de cifra dos dados transportados na rede, definição de quotas de espaço em disco por utilizador e controlo dinâmico de políticas de classificação e segurança da informação armazenada no servidor. Suporte nativo para cluster por software de sistemas de ficheiros e deduplication; Funcionalidade de servidor de directório de utilizadores: O sistema operativo servidor deverá ter nativamente a capacidade de implementação de um diretório de utilizadores que suporte as interfaces e standards LDAP e utilize como protocolo de autenticação o Kerberos. A autenticação também deverá ser possível através do uso de smartcards. Este directório deverá ter características de alta disponibilidade com replicação automática de dados entre várias instâncias que podem estar fisicamente distantes entre si (entre instalações físicas distintas separadas por ligações WAN). Este directório deverá ter integração nativa com redes de postos de trabalho e deverá ser gerido por meio de configurações administradas por interfaces gráficas! --~----< Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÂO ADMINISTRATIVA" ----~==~-=~--~ Págfn~-17-de

20 "Monsaraz CIDADf luc(l)p~ia DO VINHO não necessitando de desenvolvimentos à medida ou compilação de software especifico para a solução pretendida. Funcionalidade de servidor web: O sistema operativo servidor deverá oferecer capacidades nativas de servidor Web HTTP /S suportando linguagens e rotinas de desenvolvimento múltiplas. Deverá ter capacidade para albergar múltiplos sites em simultâneo com autenticação integrada com os postos de trabalho com autenticação kerberos. Funcionalidade de servidor de virtualização: O sistema operativo servidor deverá ter capacidades nativas de motor de virtualização de servidores e postos de trabalho sem necessidade de adição de software ou desenvolvimentos/compilação de software à medida. Deverá ter suporte para virtualizar servidores com sistemas operativos Windows e Linux com integração nativa sem necessidade de software adicional. A virtualização integrada no sistema operativo servidor deverá ter capacidades nativas de alta disponibilidade e possibilitar a movimentação de máquinas virtuais entre servidores sem quebra de serviço bem como satisfazer cenários de recuperação de desastres sem necessidade de software ou hardware especifico e adicional. Deverá suportar discos virtuais 64 TB e máquinas virtuais de 64 CPUs virtuais. Para versões enterprise deve suportar número de clientes ilimitados com licenciamento proposto. Funcionalidades de acesso remoto: O sistema operativo servidor deverá fornecer de uma forma integrada como funcionalidades base, capacidades de acesso remoto disponíveis para postos de trabalho móveis ou localizações distantes do servidor via Internet ou linha comunicações temporária. Este servidor deverá ser capaz de fornecer serviços de Virtual Private Network (para computador individual ou entre sites - site-to-site VPN), IP Router, Network Address Translation e acesso remoto automático sem VPN (autenticação IPsec). A autenticação dos utilizadores e computadores deverá ser possível por intermédio de username/password, certificados e OTP - One Time Passwords. Deverá suportar os seguintes protocolos de túnel a usar nos acessos remotos: PPTP, L2TP/IPSEC. Funcionalidade de sessão remota: O sistema operativo servidor deverá ser capaz de fornecer a capacidade de criar sessões de utilizador (administrador ou utilizador normal) iniciadas a partir de postos de trabalho. Nestas sessões de utilizador no Caderno de Encargos "software DE SUPORTE AOS SERVIÇOS MUNICIPAIS NO ÂMBITO DA MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA" ~~ Página 18 de ----' '',... "',_,= ---=~-\:~~-:::.~ ~

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA

MUNICÍPIO DE CONDEIXA-A-NOVA Página 1 de 10 3/2014 CP APROV CADERNO DE ENCARGOS Concurso Público para aquisição de uma desumidificadora para as Piscinas Municipais de Condeixa-a-Nova Página 2 de 10 CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições

Leia mais

Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal

Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal Concurso público para a aquisição de redes remotas por links wireless para o Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS - 1 - Índice Cláusula 1ª - Objecto... Cláusula 2ª - Contrato... Cláusula 3ª - Prazo...

Leia mais

Índice Artigo 1.º Objecto... 3. Artigo 2.º Contrato... 3. Artigo 3.º Obrigações principais do adjudicatário... 4. Artigo 4.º Prazo...

Índice Artigo 1.º Objecto... 3. Artigo 2.º Contrato... 3. Artigo 3.º Obrigações principais do adjudicatário... 4. Artigo 4.º Prazo... Concurso Público para a elaboração do Inventário de Referência das Emissões de CO2 e elaboração do Plano de Acção para a Energia Sustentável do Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS Índice Artigo 1.º

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Contrato de Prestação de Serviço por Avença, de uma Dietista, com duração de 12 meses = SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Contrato de Prestação de Serviço por Tarefa, de um Eletricista, com duração de 12 meses SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO A CONTRATOS DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO A CONTRATOS DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO A CONTRATOS DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS Procedimento por Ajuste Directo n.º DSTD/01/2009 Cláusula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir

Leia mais

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ

MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ MUNICÍPIO DE REGUENGOS DE MONSARAZ AJUSTE DIRETO AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE CONTRATAÇÃO DE ARTISTAS PARA OS EVENTOS A REALIZAR NO ÂMBITO DA CIDADE EUROPEIA DO VINHO CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE DISPOSIÇÕES

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO - APV CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Aquisição de materiais de desgaste rápido, ferramentas e utensílios para diversos serviços na área da Produção e Manutenção

Leia mais

Fornecimento e montagem de janelas, portas e vãos para o Centro Interpretativo da Olaria e do Barro em São Pedro do Corval

Fornecimento e montagem de janelas, portas e vãos para o Centro Interpretativo da Olaria e do Barro em São Pedro do Corval CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Fornecimento e montagem de janelas, portas e vãos para o Centro Interpretativo da Olaria e do Barro em São Pedro do Corval ÍNDICE OBJETO 1 CONTRATO 1 PRAZO E VIGÊNCIA

Leia mais

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.

INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1. INSTITUTO DOS VINHOS DO DOURO E DO PORTO, I.P. Aluguer Operacional de Viaturas CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Clausula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas

Leia mais

Município do Funchal

Município do Funchal Concurso público para a aquisição de 1485 sinais de trânsito retroreflectorizados e 40 cones como dispositivos complementares para o Município do Funchal. CADERNO DE ENCARGOS - 1 - CADERNO DE ENCARGOS

Leia mais

ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, SA. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA E DESOBSTRUÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DA AdCA CADERNO DE ENCARGOS

ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, SA. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA E DESOBSTRUÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DA AdCA CADERNO DE ENCARGOS ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, SA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA E DESOBSTRUÇÃO DE INFRAESTRUTURAS DA AdCA CADERNO DE ENCARGOS Página 1 de 9 ÁGUAS DO CENTRO ALENTEJO, S.A. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE LIMPEZA

Leia mais

Procedimento nº 17/2014

Procedimento nº 17/2014 / REGIME GERAL AJUSTE DIRETO CADERNO DE ENCARGOS (ALÍNEA A) DO Nº 1 DO ARTIGO 20º DO DECRETO-LEI Nº18/2008 DE 29 DE JANEIRO, ALTERADO E REPUBLICADO PELO DECRETO-LEI Nº278/2009 DE 02 DE OUTUBRO) Procedimento

Leia mais

Aquisição de Manuais Escolares

Aquisição de Manuais Escolares CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Aquisição de Manuais Escolares ÍNDICE OBJETO 1 CONTRATO 2 PRAZO E VIGÊNCIA DO CONTRATO 2 OBRIGAÇÕES PRINCIPAIS DO FORNECEDOR 3 CONFORMIDADE E OPERACIONALIDADE DOS SERVIÇOS

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso

CADERNO DE ENCARGOS. Identificação dos Serviços Objecto de Concurso CADERNO DE ENCARGOS Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual que tem por objecto principal a selecção

Leia mais

Procedimento n.º 09/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença

Procedimento n.º 09/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença Procedimento n.º 09/2015/DGF-A Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Patrocínio Judiciário e Assessoria Jurídica na Modalidade de Avença Índice Cláusulas Jurídicas... 4 Capitulo I - Disposições

Leia mais

Proc. n.º 15/2012 - DP- Ajuste direto para prestação dos serviços de transporte da população escolar (circuitos 33 e 34) ano letivo 2012/2013

Proc. n.º 15/2012 - DP- Ajuste direto para prestação dos serviços de transporte da população escolar (circuitos 33 e 34) ano letivo 2012/2013 AJUSTE DIRETO PARA A Prestação de Serviços de Transporte da População Escolar (circuitos 33 e 34) Ano letivo 2012/2013 CADERNO DE ENCARGOS Câmara Municipal de Arouca agosto 2012 1 PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS

Leia mais

Prestação de Serviços Capítulo I. Disposições Gerais. Cláusula 1ª (Objecto)

Prestação de Serviços Capítulo I. Disposições Gerais. Cláusula 1ª (Objecto) Prestação de Serviços Capítulo I Disposições Gerais Cláusula 1ª (Objecto) O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas que têm por objecto principal a Prestação de Serviços de Fiscal Único. Cláusula

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA EM MÉDIA TENSÃO, BAIXA TENSÃO ESPECIAL E BAIXA TENSÃO NORMAL CADERNO DE ENCARGOS

CONCURSO PÚBLICO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA EM MÉDIA TENSÃO, BAIXA TENSÃO ESPECIAL E BAIXA TENSÃO NORMAL CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉCTRICA EM MÉDIA TENSÃO, BAIXA TENSÃO ESPECIAL E BAIXA TENSÃO NORMAL CADERNO DE ENCARGOS Fornecimento de Energia Eléctrica em Média Tensão, Baixa Tensão Especial

Leia mais

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

UNIDADE ORGÂNICA DE GESTÃO FINANCEIRA E DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Prestação de Serviço de Desobstrução de Colectores de Esgotos, para o ano "-,, ttelip\1'-,' SUBUNIDADE ORGÂNICA DE APROVISIONAMENTO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS Procedimento por Ajuste Directo nº SCM 08/2009 Cláusula 1.ª Objecto O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento por ajuste directo

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS. Capítulo I Disposições gerais. Cláusula 1.ª Objecto

CADERNO DE ENCARGOS. Capítulo I Disposições gerais. Cláusula 1.ª Objecto CADERNO DE ENCARGOS Capítulo I Disposições gerais Cláusula 1.ª Objecto 1 O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual

Leia mais

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Caderno de Encargos Caderno de Encargos Cláusula 1.ª Objeto 1. O presente caderno de encargos compreende as cláusulas

Leia mais

Caderno de encargos. Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, I. P.

Caderno de encargos. Instituto Financeiro para o Desenvolvimento Regional, I. P. Concurso Público Urgente para aquisição de serviços de manutenção de licenciamento Microsoft Enterprise Agreement e aquisição de licenciamento Microsoft ou equivalente e respectivos serviços de manutenção

Leia mais

Caderno de Encargos - Ref. 1/2010 Software de Gestão. Parte I. Artigo 1.º

Caderno de Encargos - Ref. 1/2010 Software de Gestão. Parte I. Artigo 1.º Caderno de Encargos - Ref. 1/2010 Software de Gestão Parte I Artigo 1.º Objecto O presente Caderno de Encargos compreende os artigos a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento pré-contratual

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO

CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO CADERNO DE ENCARGOS AJUSTE DIRETO Aquisição de Serviços de Formação Microsoft SQL Server 2008 para 3 Colaboradores da Equipa do Projeto BIORC da Direção-Geral do Orçamento - DGO PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS

Leia mais

Concurso público para a prestação de serviços de iluminação, som e palco para a Feira do Livro a realizar entre 20 e 29 de Maio de 2011.

Concurso público para a prestação de serviços de iluminação, som e palco para a Feira do Livro a realizar entre 20 e 29 de Maio de 2011. Concurso público para a prestação de serviços de iluminação, som e palco para a Feira do Livro a realizar entre 20 e 29 de Maio de 2011. Caderno de encargos CMF Abril de 2011 Caderno de encargos Pág. 1/9

Leia mais

Procedimento n.º 08/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Consultoria Contabilística e Financeira

Procedimento n.º 08/2015/DGF-A. Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Consultoria Contabilística e Financeira Procedimento n.º 08/2015/DGF-A Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Consultoria Contabilística e Financeira Índice Cláusulas Jurídicas... 4 Capítulo I - Disposições Gerais... 4 Cláusula 1.ª

Leia mais

MUNICÍPIO DO PORTO SANTO CÂMARA MUNICIPAL

MUNICÍPIO DO PORTO SANTO CÂMARA MUNICIPAL CADERNO DE ENCARGOS PROCESSO Nº 3 RH-2015 Apoio Técnico na área de Gestão de Recursos Humanos - Prestação de Serviços Ajuste Direto 1 de 10 ÍNDICE CAPÍTULO I - DISPOSIÇÕES GERAIS... 3 Cláusula 1.ª - Objecto...

Leia mais

CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE SEGUROS Nº CP 001/ENB/2014

CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE SEGUROS Nº CP 001/ENB/2014 CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇO DE SEGUROS Nº CP 001/ENB/2014 Entre: A Escola Nacional de Bombeiros, NIF 503 657 190, com sede na Quinta do Anjinho, São Pedro de Penaferrim - 2710-460 Sintra, neste

Leia mais

Concurso Público n.º 03/2013 Caderno de encargos

Concurso Público n.º 03/2013 Caderno de encargos CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA A AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE HIGIENE E LIMPEZA PARA VÁRIAS INSTALAÇÕES DA REGIÃO DE TURISMO DO ALGARVE Página 1 de 9 CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE Artigo

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO-GERAL COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO-GERAL COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA GUARDA NACIONAL REPUBLICANA COMANDO-GERAL COMANDO DA ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS INTERNOS DIRECÇÃO DE RECURSOS LOGÍSTICOS DIVISÃO DE AQUISIÇÕES CONCURSO PÚBLICO N.º 21/DRL/DA/2009

Leia mais

AQUISIÇÃO DE CARNE FRESCA PARA O REFEITÓRIO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE VOUZELA

AQUISIÇÃO DE CARNE FRESCA PARA O REFEITÓRIO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE VOUZELA ESCOLA PROFISSIONAL DE VOUZELA AJUSTE DIRECTO Nº1/2012 AQUISIÇÃO DE CARNE FRESCA PARA O REFEITÓRIO DA ESCOLA PROFISSIONAL DE VOUZELA CADERNO DE ENCARGOS 1- Objecto 1.1 O presente Caderno de Encargos compreende

Leia mais

%Concurso Público N.º 02/2008&

%Concurso Público N.º 02/2008& !" #$ %Concurso Público N.º 02/2008& ESCOLA DA GUARDA Í N D I C E C A P I T U L O I - D I S P O S I Ç Õ E S G E R A I S............................................. 3 C L Á U S U L A 1 ª O b j e c t o...3

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO

CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO Contrato de subscrição de software de produtividade e infraestrutura servidora Índice PARTE 1 CLÁUSULAS GERAIS... 2 1 Identificação do procedimento... 2 2 Objeto...

Leia mais

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS

UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS UNIVERSIDADE DE LISBOA FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA CONCURSO PÚBLICO N.º 3.09 CADERNO DE ENCARGOS (Conforme art.42º do Decreto Leinº18/2008 de 29 de Janeiro de 2008) Cláusula 1.ª Objecto 1. O presente

Leia mais

INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P.

INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P. INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P. CONCURSO PÚBLICO N.º 5/2009 AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DE FILAS DE ATENDIMENTO DOS SERVIÇOS DESCONCENTRADOS DO IRN, I.P. CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CLÁUSULAS

Leia mais

DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL

DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL DE VILA VELHA DE 1VIUNICIPAL DE SERVIÇOS DE SEGUROS Entre o de Vila Velha de pessoa coletiva 506 642 798, representado pelo Presidente da Municipal, Miguel Ferro Pereira, casado, natural Vila Velha de

Leia mais

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos. Concurso Público n.

Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística. Caderno de Encargos. Concurso Público n. Direção Nacional Unidade Orgânica de Logística e Finanças Departamento de Logística Caderno de Encargos Concurso Público n.º 21/DAC/2013 Aquisição de dois cinemómetros de controlo de velocidade Capítulo

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1004/15

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1004/15 CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1004/15 AQUISIÇÃO DE REAGENTES PARA PESQUISA DE ÁCIDOS NUCLEICOS VIRAIS HIV½/HCV/HBV PARA O INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP, DURANTE O ANO 2015.

Leia mais

Concurso público para a aquisição de consumíveis de informática para o Município do Funchal

Concurso público para a aquisição de consumíveis de informática para o Município do Funchal Concurso público para a aquisição de consumíveis de informática para o Município do Funchal CADERNO DE ENCARGOS Caderno de encargos Pág. 1/13 Índice Cláusula 1ª - Objecto Cláusula 2ª - Contrato Cláusula

Leia mais

Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica. Parte I Cláusulas Jurídicas. Artigo 1.º

Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica. Parte I Cláusulas Jurídicas. Artigo 1.º Caderno de Encargos - Ref. AGO/2009 Assistência Técnica Parte I Cláusulas Jurídicas Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Caderno de Encargos tem por objecto a aquisição de serviços de assistência técnica

Leia mais

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROJECTO DE ARQUIVO DIGITAL DE INFRA-ESTRUTURAS DE IT O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato

Leia mais

Consulta Prévia ao Mercado 03/2012

Consulta Prévia ao Mercado 03/2012 Consulta Prévia ao Mercado 03/2012 CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de Kits de Formação Projecto 074015/2012/23 Formações Modulares Certificadas Página 1 de 13 CADERNO DE ENCARGOS PARTE I CLÁUSULAS JURÍDICAS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT

CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT CONDIÇÕES GERAIS DO CONTRATO DE PUBLICIDADE DA PORTUGAL SCOUT REBELOPPORTUNITY-SERVIÇOS DE PUBLICIDADE,LDA, pessoa coletiva nº 513 173 374, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Tavira sob

Leia mais

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Descrição dos serviços Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Este serviço oferece serviços de Monitorização da infra-estrutura remota Dell (RIM, o Serviço ou Serviços ) conforme

Leia mais

ISABEL RUTE DA CRUZ PAIS RIBEIRO

ISABEL RUTE DA CRUZ PAIS RIBEIRO Acordo quadro para a prestação de serviços de desenho, administração, operação e consolidação de infraestruturas de tecnologias de informação e comunicação (TIC) PROGRAMA DE CONCURSO Março de 2014 ÍNDICE

Leia mais

AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA CONCURSO PÚBLICO N.º 19/14/GJ/DSI-IT/SUPORTE PLATAFORMA PMC CADERNO DE ENCARGOS

AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA CONCURSO PÚBLICO N.º 19/14/GJ/DSI-IT/SUPORTE PLATAFORMA PMC CADERNO DE ENCARGOS AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA CONCURSO PÚBLICO N.º 19/14/GJ/DSI-IT/SUPORTE PLATAFORMA PMC CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO E SUPORTE DA PLATAFORMA TECNOLÓGICA

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA O ALUGUER DE STAND PROMOCIONAL ALGARVE NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA O ALUGUER DE STAND PROMOCIONAL ALGARVE NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA CONCURSO PÚBLICO SEM PUBLICIDADE INTERNACIONAL PARA O ALUGUER DE STAND PROMOCIONAL ALGARVE NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA 1/12 CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE Capítulo I - Disposições gerais Artigo 1.º - Objeto

Leia mais

Caderno de encargos. Parte I Do contrato. Artigo 1.º Objecto

Caderno de encargos. Parte I Do contrato. Artigo 1.º Objecto Caderno de encargos Parte I Do contrato Artigo 1.º Objecto O presente caderno de encargos tem por objecto a aquisição, ao abrigo do Acordo Quadro Nº 10 para serviços de comunicações de voz e dados em local

Leia mais

Iª REUNIÃO DO CONSELHO TÉCNICO DO CENTRO NACIONAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Iª REUNIÃO DO CONSELHO TÉCNICO DO CENTRO NACIONAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DAS TELECOMUNICAÇÕES E TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO CENTRO NACIONAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO Iª REUNIÃO DO CONSELHO TÉCNICO DO CENTRO NACIONAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS Procedimento nº SCM 01/2010 Cláusula 1.ª Objecto e Local de prestação de Serviços 1 O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento

Leia mais

Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A.

Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A. Política de Privacidade de Dados Pessoais Cabovisão - Televisão por Cabo S.A. Princípios Gerais A garantia que os clientes e utilizadores da Cabovisão-Televisão por Cabo S.A. ( Cabovisão ) sabem e conhecem,

Leia mais

CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO TOBEFLOW

CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO TOBEFLOW CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO ToBeFlow Versão/Julho 2015 CONDIÇÕES DE UTILIZAÇÃO TOBEFLOW ANTES DE UTILIZAR O PROGRAMA, LEIA COM ATENÇÃO ESTE DOCUMENTO Utilizar esta aplicação, seja na versão demonstração ou

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS Procedimento nº SCM 14/2009 Cláusula 1.ª Objecto e Local de prestação de Serviços 1- O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento

Leia mais

Concurso Público. Estudo para a Simplificação Regulatória

Concurso Público. Estudo para a Simplificação Regulatória Concurso Público N.º 01/14/GJ/DSR/ Estudo para a Simplificação Regulatória Contratação de Serviços para Realização de Estudo Preparatório das Medidas de Simplificação Regulatória no Próximo Período de

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS Procedimento nº SCM 15/2009 Cláusula 1.ª Objecto e Local de prestação de Serviços 1- O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato a celebrar na sequência do procedimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE CÓPIA E IMPRESSÃO EM REGIME DE OUTSOURCING REF.ª 2016UMC081 CADERNO DE ENCARGOS

CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE CÓPIA E IMPRESSÃO EM REGIME DE OUTSOURCING REF.ª 2016UMC081 CADERNO DE ENCARGOS CONCURSO PÚBLICO PARA AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE CÓPIA E IMPRESSÃO EM REGIME DE OUTSOURCING REF.ª 2016UMC081 CADERNO DE ENCARGOS 1/19 Índice Cláusula 1ª Objeto Contratual... 3 Cláusula 2ª - Contrato... 3

Leia mais

Concurso público para selecção de plataformas electrónicas para contratação pública. Caderno de Encargos

Concurso público para selecção de plataformas electrónicas para contratação pública. Caderno de Encargos Concurso público para selecção de plataformas electrónicas para contratação pública Caderno de Encargos ANCP Novembro de 2008 Índice CAPÍTULO I Disposições gerais... 4 Cláusula 1.ª Objecto... 4 Cláusula

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO

CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS E TERMOS DE UTILIZAÇÃO Caro(a) Utilizador(a) As presentes condições de uso estabelecem as regras e obrigações para o acesso e utilização do sítio da internet www.rolos.pt, bem como de

Leia mais

Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY

Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY Cláusulas Contratuais Gerais de Adesão ao Serviço MB WAY Objeto a) Pelo presente contrato, a Caixa Económica Montepio Geral, entidade com capital aberto ao investimento do público, com sede na Rua Áurea,

Leia mais

Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Formação e Consultoria Especializada no âmbito do QI-PME Norte - Iniciativa Formação para

Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Formação e Consultoria Especializada no âmbito do QI-PME Norte - Iniciativa Formação para Caderno de Encargos para Aquisição de Serviços de Formação e Consultoria Especializada no âmbito do QI-PME Norte - Iniciativa Formação para Empresários Caderno de encargos para aquisição de serviços de

Leia mais

UNIVERSIDADE DOS AÇORES

UNIVERSIDADE DOS AÇORES UNIVERSIDADE DOS AÇORES MINUTA CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSISTÊNCIA TÉCNICA A APARELHOS DE AR CONDICIONADO, VENTILADORES E EXTRATORES Primeira Outorgante: Universidade dos Açores, Instituto

Leia mais

Município de Leiria Câmara Municipal

Município de Leiria Câmara Municipal -.-.:"-,.,.."., ;lí~i' -úi J.11. iuuu. I ::L.;; r-r. I._~. _..{ I' ri: --. r I 11'.,_: CONCURSO PÚBLICO N.º 2/2014 Locação de máquinas e camiões, com serviços conexos, pelo período de 12 meses CADERNO

Leia mais

Condições Gerais de Venda da IMPORTINOX, LDA.

Condições Gerais de Venda da IMPORTINOX, LDA. Condições Gerais de Venda da IMPORTINOX, LDA. 1. Encomendas 1.1 Qualquer encomenda só poderá ser considerada se for formalizada por escrito. 1.2 A formalização da encomenda pelo Cliente implica o reconhecimento

Leia mais

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving.

utilização da rede através da eliminação de dados duplicados integrada e tecnologia de archiving. Business Server Backup e recuperação abrangentes criados para a pequena empresa em crescimento Visão geral O Symantec Backup Exec 2010 for Windows Small Business Server é a solução de proteção de dados

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DA NEFAB (tradução para Português)

CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DA NEFAB (tradução para Português) CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA DA NEFAB (tradução para Português) Válidas desde 10-10-2005 Em caso de discrepância entre a versão inglesa e a tradução portuguesa das condições gerais de venda, ou em caso de

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1006/15

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1006/15 CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1-1006/15 AQUISIÇÃO DE REAGENTES PARA RASTREIO DE AGENTES TRANSMISSÍVEIS DO INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP, DURANTE O ANO 2015 CADERNO DE ENCARGOS

Leia mais

Referência: AEN2ABT N.º 03/2015 CADERNO DE ENCARGOS

Referência: AEN2ABT N.º 03/2015 CADERNO DE ENCARGOS Referência: AEN2ABT N.º 03/2015 CADERNO DE ENCARGOS Aquisição de Serviços de Transporte Escolar em Táxi para a Escola Básica e Secundária Dr. Manuel Fernandes e Escola Básica António Torrado do Agrupamento

Leia mais

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper

FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 White Paper CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Maio 2012 CLOUD COMPUTING FAZER MAIS COM MENOS Cloud Computing é a denominação adotada para a mais recente arquitetura de sistemas informáticos. Cada vez mais empresas

Leia mais

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER

MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 UTILIZANDO O VMWARE PLAYER TÁSSIO JOSÉ GONÇALVES GOMES tassiogoncalvesg@gmail.com MINICURSO WINDOWS SERVER 2008 TÁSSIO GONÇALVES - TASSIOGONCALVESG@GMAIL.COM 1 CONTEÚDO Arquitetura

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS, A CELEBRAR NA SEQUÊNCIA DO PROCEDIMENTO POR AJUSTE DIRECTO

CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS, A CELEBRAR NA SEQUÊNCIA DO PROCEDIMENTO POR AJUSTE DIRECTO CONCURSO DE CONCEPÇÃO PARA A ELABORAÇÃO DO PROJECTO DE CADERNO DE ENCARGOS RELATIVO AO CONTRATO DE AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS, A CELEBRAR NA SEQUÊNCIA DO PROCEDIMENTO POR AJUSTE DIRECTO Índice PARTE I CLÁUSULAS

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1100715 PARA O DURANTE O ANO DE 2015

CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1100715 PARA O DURANTE O ANO DE 2015 CONCURSO PÚBLICO INTERNACIONAL N.º 1100715 AQUISIÇÃO DE REAGENTES PARA GENOTIPAGEM HLA DE BAIXA RESOLUÇÃO PARA O INSTITUTO PORTUGUÊS DO SANGUE E DA TRANSPLANTAÇÃO, IP, DURANTE O ANO DE 2015 Avenida Miguel

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta

CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À INTERNET Minuta I CONDIÇÕES GERAIS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ACESSO À "INTERNET" Minuta O PRESENTE CONTRATO FOI APROVADO PELO INSTITUTO DAS COMUNICAÇÕES DE PORTUGAL, NOS TERMOS E PARA OS EFEITOS DO ARTIGO 9/2 DO DECRETO

Leia mais

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser.

O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. 02 O seu escritório na nuvem - basta usar o browser. As soluções tecnológicas que encontra para melhorar a colaboração na sua empresa são muito caras e complexas? Pretende tornar as suas equipas mais ágeis

Leia mais

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB

ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB ANEXO I T E R M O DE R E F E R Ê N C I A EDITAL DE PREGÃO Nº 07/13 CREMEB 1 -DO OBJETO Constitui objeto da presente licitação a aquisição de 70 (setenta) licenças de software antivírus coorporativo para

Leia mais

DELIBERAÇÃO. Assim, o conselho diretivo do IMT, I.P., em reunião ordinária, realizada em 22 de fevereiro de 2013, delibera o seguinte:

DELIBERAÇÃO. Assim, o conselho diretivo do IMT, I.P., em reunião ordinária, realizada em 22 de fevereiro de 2013, delibera o seguinte: DELIBERAÇÃO CONTRATO DE GESTÃO DE CENTRO DE INSPEÇÃO DE VEÍCULOS A Lei n.º 11/2011, de 26 de abril, que estabelece o regime jurídico de acesso e permanência na atividade de inspeção técnica a veículos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviços de suporte técnico para a Ferramenta de Scanner de Vulnerabilidades de Aplicações Web Acunetix, e, atualização de novas versões e das vulnerabilidades detectáveis.

Leia mais

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003 Novidades 4 Conheça as principais novidades do Internet Security & Acceleration Server 2004 Membro do Microsoft Windows Server System, o ISA Server 2004 é uma solução segura, fácil de utilizar e eficiente

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. 3. Os comercializadores são responsáveis pelo cumprimento das obrigações decorrentes do acesso à RNTGN por parte dos seus clientes.

CONDIÇÕES GERAIS. 3. Os comercializadores são responsáveis pelo cumprimento das obrigações decorrentes do acesso à RNTGN por parte dos seus clientes. CONDIÇÕES GERAIS Cláusula 1ª Definições e siglas No âmbito do presente Contrato de Uso da Rede de Transporte, entende-se por: a) «Contrato» o presente contrato de uso da rede de transporte; b) «Agente

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização

arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização arcserve Unified Data Protection Resumo da solução de virtualização Hoje a virtualização de servidores e desktops é uma realidade não só nas empresas, mas em todos os tipos de negócios. Todos concordam

Leia mais

Adesão ao Serviço MB WAY

Adesão ao Serviço MB WAY Adesão ao Serviço MB WAY 1) Objecto Pelo presente contrato, o Banco Santander Totta SA obriga-se a prestar ao Utilizador o Serviço MB WAY, nas condições e termos regulados nas cláusulas seguintes, e o

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:378383-2013:text:pt:html Polónia-Varsóvia: Contrato-quadro para desenvolvimento de Intranet com base em SharePoint, sistema

Leia mais

PROGRAMA DO CONCURSO

PROGRAMA DO CONCURSO PROGRAMA DO CONCURSO Page 1 ÍNDICE 1.º Objecto do Concurso 3 2.º Entidade Adjudicante 3 3.º Decisão de contratar 3 4.º Preço base 3 5.º Esclarecimentos 3 6.º Prazo para apresentação das candidaturas 3

Leia mais

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS

PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS PARA A IMPLEMENTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS DO I2ADS CADERNO DE ENCARGOS 1/5 Cláusula 1.ª Objecto contratual Cláusula 2.ª Serviços incluídos na prestação de

Leia mais

Artecimel- Ruas e Neves, Lda Junto ao IC2 3105-238 Meirinhas

Artecimel- Ruas e Neves, Lda Junto ao IC2 3105-238 Meirinhas Município de Condeixa-a-Nova Largo Artur Barreto 3150-124 Condeixa-a-Nova Telef. 239949120 Fax 239945445 www.cm-condeixa.pt geral@cm-condeixa.pt N Verde Serviço de Águas 800 203 683 NIF 501 275 380 Artecimel-

Leia mais

AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA AJUSTE DIRECTO N.º 18/14/GJ/DGA/MÁQUINAS DE VENDA AUTOMÁTICA CADERNO DE ENCARGOS

AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA AJUSTE DIRECTO N.º 18/14/GJ/DGA/MÁQUINAS DE VENDA AUTOMÁTICA CADERNO DE ENCARGOS AGÊNCIA PARA A MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA AJUSTE DIRECTO N.º 18/14/GJ/DGA/MÁQUINAS DE VENDA AUTOMÁTICA PROCEDIMENTO POR CONCURSO PÚBLICO PARA CONTRATAÇÃO DE INSTALAÇÃO E EXPLORAÇÃO DE MÁQUINAS DE VENDA

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla

Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS. Prof. Victor Halla Unidade III FUNDAMENTOS DE SISTEMAS OPERACIONAIS Prof. Victor Halla Conteúdo Arquitetura de Processadores: Modo Operacional; Velocidade; Cache; Barramento; Etc. Virtualização: Maquinas virtuais; Gerenciamento

Leia mais

Âmbito dos serviços de controlo de saúde da Compellent

Âmbito dos serviços de controlo de saúde da Compellent Descrição do serviço Controlo de Saúde de SAN Dell Compellent Visão geral do serviço A presente Descrição do Serviço ( Descrição do Serviço ) é celebrada entre si, o cliente ( você ou Cliente ), e a entidade

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE

CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE CONDIÇÕES GERAIS DA UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS ONLINE Os serviços online que o Município de Aveiro disponibiliza através da Internet aos utilizadores estabelecem relações com a Câmara Municipal de Aveiro,

Leia mais

Soluções em Segurança

Soluções em Segurança Desafios das empresas no que se refere a segurança da infraestrutura de TI Dificuldade de entender os riscos aos quais a empresa está exposta na internet Risco de problemas gerados por ameaças externas

Leia mais

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5

CA ARCserve Backup PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES: ARCSERVE BACKUP R12.5 CA ARCserve Backup Este documento aborda as perguntas mais freqüentes sobre o CA ARCserve Backup r12.5. Para detalhes adicionais sobre os novos recursos

Leia mais

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010

Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA - Termos e Política de Manutenção Em vigor a partir de 1 de Setembro de 2010 A Manutenção do Serviço a Pedido ( On Demand ) da CA consiste numa infra-estrutura de disponibilidade

Leia mais

Procedimento de Contratação. (artº 5º do CCP Contratação Excluída) Procedimento 5/2013

Procedimento de Contratação. (artº 5º do CCP Contratação Excluída) Procedimento 5/2013 Procedimento de Contratação (artº 5º do CCP Contratação Excluída) Procedimento 5/2013 Aquisição de Serviços de Consultores-formadores de Ligação e Especialistas para a execução do Projecto nº 084749/2012/831

Leia mais

5. TIPOS DE SERVIÇO PRESTADOS TARIFÁRIO E FATURAÇÃO

5. TIPOS DE SERVIÇO PRESTADOS TARIFÁRIO E FATURAÇÃO s oc i alde230. 000. 000, 00Eur os,s í t i onai nt er net 4.4. O CLIENTE compromete-se igualmente a observar todas as disposições legais aplicáveis, nomeadamente, a não praticar ou a fomentar a prática

Leia mais