CONCURSO PÚBLICO Nº DE INSCRIÇÃO RASCUNHO LEIA AS INSTRUÇÕES:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONCURSO PÚBLICO Nº DE INSCRIÇÃO RASCUNHO LEIA AS INSTRUÇÕES:"

Transcrição

1 PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: ANALISTA DE INFORMÁTICA DATA: 11/03/2012 HORÁRIO: 8h30min às 12h30min (horário do Piauí) LEIA AS INSTRUÇÕES: CONCURSO PÚBLICO UESPI Universidade Estadual do Piauí 1. Você deve receber do fiscal o material abaixo: a) Este caderno com 60 questões objetivas sem repetição ou falha. b) Um CARTÃO-RESPOSTA destinado às respostas objetivas da prova. OBS.: Para realizar sua prova, use apenas o material mencionado acima e em hipótese alguma, papéis para rascunhos. 2. Verifique se este material está completo, em ordem e se seus dados pessoais conferem com aqueles constantes do CARTÃO-RESPOSTA. 3. Após a conferência, você deverá assinar seu nome completo, no espaço próprio do CARTÃO-RESPOSTA utilizando caneta esferográfica com tinta de cor preta ou azul. 4. Escreva o seu nome nos espaços indicados na capa deste CADERNO DE QUESTÕES, observando as condições para tal (assinatura e letra de forma), bem como o preenchimento do campo reservado à informação de seu número de inscrição. 5. No CARTÃO-RESPOSTA, a marcação das letras correspondentes às respostas de sua opção, deve ser feita com o preenchimento de todo o espaço do campo reservado para tal fim. 6. Tenha muito cuidado com o CARTÃO-RESPOSTA, para não dobrar, amassar ou manchar, pois este é personalizado e em hipótese alguma poderá ser substituído. 7. Para cada uma das questões são apresentadas cinco alternativas classificadas com as letras (A), (B), (C), (D) e (E); somente uma responde adequadamente ao quesito proposto. Você deve assinalar apenas uma alternativa para cada questão; a marcação em mais de uma alternativa anula a questão, mesmo que uma das respostas esteja correta; também serão nulas as marcações rasuradas. 8. As questões são identificadas pelo número que fica à esquerda de seu enunciado. 9. Os fiscais não estão autorizados a emitir opinião nem a prestar esclarecimentos sobre o conteúdo da Prova. Cabe única e exclusivamente ao candidato interpretar e decidir a este respeito. 10. Reserve os 30 (trinta) minutos finais do tempo de prova para marcar seu CARTÃO- RESPOSTA. Os rascunhos e as marcações assinaladas no CADERNO DE QUESTÕES não serão levados em conta. 11. Quando terminar sua Prova, assine a LISTA DE FREQUÊNCIA, entregue ao Fiscal o CADERNO DE QUESTÕES e o CARTÃO-RESPOSTA, que deverão conter sua assinatura. 12. O tempo de duração para esta prova é de 4 horas. 13. Por motivos de segurança, você somente poderá ausentar-se da sala de prova depois de decorrida 2h do seu início. 14. O rascunho ao lado não tem validade definitiva como marcação do Cartão- Resposta, destina-se apenas à conferência do gabarito por parte do candidato. Nº DE INSCRIÇÃO Assinatura Nome do Candidato (letra de forma) NÚCLEO DE CONCURSOS E PROMOÇÃO DE EVENTOS NUCEPE CONCURSO PÚBLICO UESPI FOLHA DE ANOTAÇÃO DO GABARITO - ATENÇÃO: Esta parte somente deverá ser destacada pelo fiscal da sala, após o término da prova. RASCUNHO Prova 08 Analista de Informática 1

2 N º D E I N S C R I Ç Ã O Prova 08 Analista de Informática 2

3 CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa TEXTO 1 O fim justifica os meios Como é feita a ciência? Como os cientistas chegam às suas conclusões sobre os mecanismos e propriedades do mundo natural, da vida e do corpo humano? Essa questão vai ao coração do que constitui ciência e verdade científica. Muita gente acredita que ciência é sinônimo de verdade, que as afirmações dos cientistas são uma certeza absoluta. A coisa não é assim tão simples. Isso porque o próprio conceito do que é verdade evolui, muda com o tempo. O que era verdade na época de Cabral, um Cosmo fechado com a terra imóvel no centro, não é mais verdade. Por outro lado, sabemos que, se alguém cair de um telhado, vai se espatifar no chão com uma velocidade calculável usando a lei da queda livre de Galileu, aprimorada nas leis de movimento de Newton. Essas leis não falham. Serão, então, uma verdade absoluta? Tudo depende da natureza do fenômeno. Se a teoria científica é baseada em medidas, ela tem de oferecer uma descrição precisa do que está sendo medido. Teorias científicas estão sempre sendo testadas. E se o corpo cair muito rápido? E se a massa do planeta, ou melhor, de uma estrela, for muito grande? Será que as leis de Galileu e de Newton ainda funcionam? A ciência avança justamente quando teorias são expostas ao seu limite de validade. De certa forma, cientistas são como crianças tentando quebrar seus brinquedos, testando até onde eles aguentam os seus abusos. É das falhas de uma teoria que nascem novas teorias. Portanto, a ciência não é sinônimo de verdade, mas da constante busca por ela. Cientistas sabem que a noção de verdade é algo alusivo, que quando achamos que chegamos perto ela escapa por entre os nossos dedos. Por isso, é necessário testar sempre hipóteses e teorias. E isso não ocorre apenas nas ciências físicas. Na biologia e na medicina é a mesma coisa. Se queremos obter um novo remédio, várias possibilidades têm de ser testadas até que se tenha sucesso. No caso da medicina, o dilema envolve a natureza dos testes. Como testar uma droga experimental num ser humano, se não sabemos se vai ou não funcionar? Se, em alguns casos, ela pode até matar o indivíduo? Aqui entram várias considerações éticas que não aparecem nos testes da relatividade geral. Em muitos casos, drogas e tratamentos [e cosméticos] são aplicados em animais antes de serem testados em humanos. Isso significa que pomos um valor maior na vida humana do que na de um camundongo ou chimpanzé. Imagino que ninguém goste disso. Por essa razão, vários laboratórios, especialmente de cosméticos, declaram não fazer testes em animais. Na medicina e na biologia, a coisa é mais complicada. Para combater as doenças, precisamos de remédios. Apesar de não existir uma solução óbvia, simulações em computadores cada vez mais avançados tendem a aliviar ao menos um pouco esse dilema. No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção. Espero que o façam de modo mais humano possível. Afinal, nós não gostaríamos de ser cobaias de outra espécie. (Marcelo Gleiser. Revista Galileu. Editora Globo. Abril, Adaptado). 01. O título do Texto 1, considerando sua ideia central, mostrase coerente, pois defende que: A) o objetivo de toda teoria científica é chegar a conclusões exatas e precisas sobre as propriedades do mundo natural. B) a ciência, ao fim de suas experiências, corresponde à verdade, e as afirmações dos cientistas têm valor absoluto. C) laboratórios, em especial aqueles destinados à produção de cosméticos, sejam impedidos de fazer testes com animais. D) a procura por garantias científicas justifica que animais sejam testados em favor da saúde da espécie humana. E) em relação à medicina e à biologia, simulações em computadores cada vez mais avançados substituam os testes com animais. 02. O Texto 1 aborda como tema geral, e como subtema, respectivamente: A) os cientistas e as propriedades do mundo natural ; o dilema da simulação dessas propriedades em computadores. B) a relação entre ciência e verdade científica ; a utilização de animais, como cobaias, em testes de laboratórios. C) a necessidade de hipóteses para as ciências físicas ; a produção de cosméticos em laboratórios. D) o interesse de cientistas por salvar vidas humanas ; o funcionamento atual das leis de Galileu e de Newton. E) a complicação reservada à medicina e à biologia ; teorias científicas baseadas em medidas. 03. Analisando o sentido global do Texto 1, reconhecemos como afirmações principais as seguintes: 1) A ciência avança justamente quando teorias são expostas ao seu limite de validade. 2) É das falhas de uma teoria que nascem novas teorias. 3) Para combater as doenças, precisamos de remédios. 4) nós não gostaríamos de ser cobaias de outra espécie. 5) o próprio conceito do que é verdade evolui, muda com o tempo. Estão corretas apenas: A) 1, 2 e 5 B) 1, 2 e 4 C) 1, 2 e 3 D) 3 e 4 E) 3, 4 e Analise a composição do seguinte trecho: Apesar de não existir uma solução óbvia, simulações em computadores cada vez mais avançados tendem a aliviar ao menos um pouco esse dilema. Considere agora os comentários que são feitos acerca de alguns aspectos de sua composição. 1) O trecho só é completamente interpretável se o encaramos como parte do texto. Há itens que são retomadas de outros anteriores. 2) O segmento sublinhado estaria corretamente substituído por: Ainda que não exista uma solução óbvia... 3) O segmento simulações em computadores cada vez mais avançados teria o mesmo sentido que em simulações cada vez mais avançadas em computadores. 4) O termo computadores constitui o sujeito do verbo tendem [computadores tendem). 5) O segmento sublinhado teria uma outra formulação, também correta, em: Apesar de não haverem soluções óbvias. Estão corretas: A) 1 e 2 apenas B) 1, 2 e 4 apenas C) 1, 3 e 5 apenas D) 2, 3 e 4 apenas E) 1, 2, 3, 4 e 5 Prova 08 Analista de Informática 3

4 05. Analisando todo o último parágrafo, podemos admitir que o trecho: No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção poderia continuar assim: A) No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção senão recorrer a simulações em computadores de última geração. B) No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção senão testar drogas e tratamentos em animais antes de serem aplicados em humanos. C) No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção senão combater as doenças em laboratórios. D) No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção senão incrementar um pouco mais a produção de remédios. E) No meio tempo, cientistas interessados em salvar vidas [humanas] não têm outra opção senão apelar para os testes da relatividade geral. 06. Analisando a função semântico-textual de certos segmentos do Texto 1, podemos fazer os seguintes comentários. 1) Em: Essa questão vai ao coração do que constitui ciência e verdade científica., o segmento sublinhado tem um valor metafórico. 2) Em: Como testar uma droga experimental num ser humano, se não sabemos se vai ou não funcionar?, essa pergunta, no texto, tem uma função, de fato, interrogativa: procura-se uma resposta, que é ignorada. 3) Em: Espero que o façam de modo mais humano possível., o item em destaque constitui um recurso coesivo, pois retoma considerações anteriores feitas no texto. 4) Em: simulações em computadores cada vez mais avançados tendem a aliviar ao menos um pouco esse dilema, o fragmento sublinhado se refere aos problemas enfrentados pelos laboratórios de cosméticos. 5) Em: nós não gostaríamos de ser cobaias de outra espécie, a opção pelo pronome plural indicia a pretensão do autor de se incluir no grupo de leitores. Estão corretas: A) 1, 4 e 5 apenas B) 1, 3 e 5 apenas C) 2, 3 e 4 apenas E) 1, 2, 3, 4 e 5 TEXTO 2 As mudanças linguísticas A noção de que as línguas mudam rumo à perfeição também esteve presente no pensamento de alguns teóricos do século XIX e permanece, ainda que de forma subjacente, entre alguns cientistas, para quem determinadas mudanças linguísticas poderiam ser motivadas por algo como uma correção de rumo. Essa visão da mudança pode ser qualificada de teleológica, isto é, procedente de uma doutrina que identifica a presença de metas, fins ou objetivos últimos que guiam a natureza e a humanidade, considerando a finalidade como o princípio explicativo fundamental na organização e nas transformações de todos os seres da realidade. O termo teleologia provém do grego, teleios, acabado, completo, concluído. Conforme Carlos Alberto Faraco, a mudança, nessa perspectiva, não apenas remodelaria continuamente o sistema, mas faria isso com a finalidade de corrigir situações de desequilíbrio. Ora, acreditar que a língua tem, dentro de si mesma, em germe, digamos assim, as forças que causam sua mudança é regatar a obsoleta concepção das línguas como organismos naturais, com vida própria. Se esse pressuposto fosse válido, teríamos de encontrar, em algum tempo ou lugar, línguas defeituosas, imperfeitas, incapazes de dar conta das necessidades de interação socioverbal de seus falantes. No entanto, continua Faraco, nossos registros só conhecem línguas bem-sucedidas: não há registro de língua desaparecida por defeitos internos; não se conhecem línguas aberrantes, nem abortos linguísticos. Nesse sentido, aceitando que as línguas têm função própria (...) e considerando que nunca se observou uma língua que, por razões imanentes, não tenha cumprido essas funções, não faz muito sentido considerar qualquer estado de língua como patológico, mal adaptado, desequilibrado. Desde que todas as línguas são, por definição, normais, segue que a anormalidade é uma noção incoerente, ficando difícil sustentar empiricamente teses teleológicas. Por isso, podemos dizer sem susto: qualquer animal primitivo estava perfeitamente apto para viver em sua época, em seu hábitat, em seu clima etc. O elefante moderno não é melhor nem mais evoluído (no sentido de mais aperfeiçoado ) do que o mastodonte extinto há milhões de anos. Da mesma forma, não existe evolução (= aperfeiçoamento) nas línguas humanas. Os falantes de latim do século IV a.c. pensavam, agiam, interagiam e se comunicavam com a mesma eficácia com que nós, hoje, no Brasil, no século XXI, pensamos, agimos, interagimos e nos comunicamos em português brasileiro. (Marcos Bagno. Gramática Pedagógica do Português Brasileiro. São Paulo: Parábola Editorial, 2011, p Adaptado). 07. O Texto 2, em seu sentido global, pretende: A) defender a ideia de que devemos acatar as mudanças linguísticas, pois elas propiciam o aprimoramento das línguas. B) explicar a evolução que aconteceu desde o mundo primitivo até o outro, melhor e mais aperfeiçoado. C) desfazer o equívoco de que as mudanças linguísticas, como todas as outras, implicam um movimento para a perfeição. D) apoiar a tese de que as línguas são, como tudo o mais, conduzidas por uma força, que vai do menos ao mais evoluído. E) questionar os padrões com que, em pleno século XXI, pensamos, agimos, interagimos e nos comunicamos em português brasileiro. Prova 08 Analista de Informática 4

5 08. Admitindo o ponto de vista sustentado pelo Professor Carlos Alberto Faraco, citado no Texto 2, pode-se afirmar que: A) embora as línguas sejam sistemas regulares, algumas delas viveram estados patológicos, mal adaptados ou desequilibrados. B) uma língua é vista, cientificamente, como imperfeita quando se mostra incapaz de atender as necessidades interacionais de seus falantes. C) a crença em línguas melhores ou mais perfeitas não passa de um mito; toda língua é apta para cumprir suas funções. D) nossos registros dão conta de línguas que, por lacunas internas, não resistiram à ação de desequilíbrio de certos grupos sociais. E) constitui uma incoerência teórica defender a noção de que, empiricamente, as línguas não se aperfeiçoem ao longo do tempo. 09. Considerando as articulações sintáticas entre as orações do seguinte trecho: Desde que todas as línguas são, por definição, normais, segue que a anormalidade é uma noção incoerente, podemos dizer que: 1) o conectivo sublinhado empresta à oração um sentido de causalidade. 2) o autor reconhece como admissível a ideia de que as línguas são definitivamente normais. 3) nesse trecho, se defende a possibilidade de que existam línguas fora da normalidade. 4) o verbo sublinhado confere à oração um valor conclusivo: pode-se concluir que... Estão corretas: A) 1, 2 e 4 apenas B) 1 e 3 apenas C) 1, 3 e 4 apenas D) 2 e 4 apenas E) 1, 2, 3 e A sintaxe da concordância nominal e da concordância verbal foi respeitada na seguinte alternativa: A) Houveram, em algum tempo ou lugar, línguas defeituosas, imperfeitas, incapaz de satisfazer as necessidades de interação de seus falantes? B) Nunca podem ter havido línguas defeituosas, imperfeitas, incapaz de satisfazer as necessidades de interação de seus falantes. C) Alguns pensam que, em épocas remotas, haviam línguas defeituosas e imperfeitas. D) Nenhuma das línguas humanas, em algum tempo ou lugar, podem ser vistas como defeituosas ou imperfeitas. E) Qual das línguas humanas, em algum tempo ou lugar, pôde ser considerada como defeituosa ou imperfeita? Noções de Informática 11. Num computador com Windows XP, durante a edição de um arquivo, você observa que as teclas digitadas estão se repetindo, sem que você deseje, antes mesmo de digitar a próxima tecla. Qual a configuração do teclado que deve ser ajustada de maneira que este problema deixe de ocorrer? A) Taxa de intermitência de curto para longo. B) Intervalo de repetição de curto para longo. C) Taxa de repetição de curto para longo. D) Intervalo de intermitência de curto para longo. E) Intervalo de intermitência de longo para curto. 12. Assinale a alternativa que descreve corretamente a finalidade e o funcionamento da ferramenta Aero Shake do Windows 7. A) Restaurar todas as janelas uma a uma, através do clique duplo na barra de ferramentas. B) Minimizar rapidamente todas as janelas, através do clique duplo na barra de título de qualquer janela. C) Minimizar ou restaurar rapidamente as demais janelas, balançando a barra de título de uma janela. D) Fechar automaticamente todas as janelas abertas, através do atalho de teclado SHIFT+ALT+F4. E) Navegar rapidamente por cada janela, uma a uma, até encontrar a janela que se deseja restaurar, usando o atalho SHIFT+TAB. 13. Numa sessão do aplicativo Word 2007, em sua configuração original, após digitar um ponto (.) e espaço para iniciar uma nova sentença, seguidos de uma nova palavra em minúscula, o Word automaticamente a coloca em Maiúscula. Qual o atalho do teclado capaz de desfazer essa alteração realizada pela ferramenta de autocorreção? A) CTRL+C B) CTRL+X C) CTRL+V D) CTRL+Z E) CTRL+O 14. A Ferramenta Proteger Documento do aplicativo Word 2007 permite impor restrições de edição do documento nos modos: 1) Sem alteração (somente leitura). 2) Comentários. 3) Alterações controladas. 4) Formulários. Estão corretas: A) 1 e 2 apenas B) 1 e 3 apenas C) 2 e 4 apenas D) 1, 2, e 3 apenas E) 1, 2, 3 e 4 Prova 08 Analista de Informática 5

6 15. Suponha que, na célula A3 de uma planilha do Excel 2007, seja definida a fórmula =C3*D$1. Se copiarmos o conteúdo desta célula usando CTRL+C e colarmos na célula B3, usando CTRL+V, qual fórmula será aplicada na célula B3? A) =D3*E$1 B) =C3*E$1 C) =D3*D$1 D) =B3*D$1 E) =B3*E$1 16. Numa planilha do aplicativo Excel 2007, se for necessário criar mecanismos de consistência, de modo a garantir que o valor de uma dada célula esteja sempre dentro de um intervalo permitido, eventualmente mostrando mensagens de erro, no caso de inconsistência, devemos utilizar a ferramenta: A) Autofiltro. B) Atingir Meta. C) Teste de Hipóteses. D) Validação de Dados. E) Verificação de Erros. 17. Avalie as afirmações abaixo, a respeito do aplicativo PowePoint 2007 em sua configuração original. 1) Durante uma apresentação, é possível marcar slides em tempo real, após configuradas as opções de ponteiro. 2) É possível configurar uma apresentação personalizada, em que apenas os slides escolhidos previamente são mostrados. 3) Slides ocultos podem fazer parte de apresentações personalizadas. A) 1 e 3 apenas C) 1 apenas 18. Assinale a alternativa que contém os parâmetros de configuração do histórico de navegação do aplicativo Internet Explorer 8. A) Número de dias de navegação e espaço em disco reservado. B) Número de semanas de navegação e número de sites visitados. C) Número de dias de navegação e número de arquivos armazenados. D) Espaço em disco reservado e número de arquivos armazenados. E) Número de sites visitados e número de arquivos armazenados. 19. No Windows XP, um compartilhamento oculto não pode ser localizado através da opção Meus locais de rede, fazendo com que seu acesso seja possível apenas para aqueles usuários que sabem de sua existência. Se um computador compa possui um compartilhamento oculto pastab, qual deve ser a especificação do caminho para termos acesso a este compartilhamento? 20. No Windows XP, a estratégia de backup Normal copia, e em seguida o atributo de arquivamento é. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas acima. A) todos os arquivos; marcado B) todos os arquivos; desmarcado C) os arquivos criados ou alterados desde o último backup incremental; desmarcado D) os arquivos criados ou alterados desde o último backup diferencial; marcado E) os arquivos criados ou alterados desde o último backup diário; marcado Estatuto dos Servidores Públicos do Estado do Piauí 21. Segundo o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Piauí, a designação de pessoal para função de direção, assessoramento e chefia intermediários: A) é de competência exclusiva do Governador do Estado. B) recairá sobre servidores públicos efetivos ou providos em cargos em comissão. C) recairá, exclusivamente, sobre servidor de carreira ou de cargo isolado de provimento efetivo. D) é de competência do Secretário de Administração do Estado. E) recairá, exclusivamente, sobre servidores civis com, ao menos, 10 (dez) anos de exercício no cargo. 22. Ao entrar em exercício, o servidor público civil do Estado do Piauí, nomeado para cargo de provimento efetivo, ficará sujeito a estágio probatório durante o qual a sua aptidão e capacidade serão objeto de avaliação para o desempenho do cargo, devendo ser observado prioritariamente a: A) moralidade. B) obediência. C) erudição. D) articulação. E) produtividade. 23. Sócrates, servidor público civil vinculado à Universidade Estadual do Piauí, retornou à unidade administrativa de origem após 6 (seis) anos de cessão em disponibilidade ao Senado Federal, constituindo-se a hipótese de: A) aproveitamento. B) reintegração. C) recondução. D) nomeação. E) impedimento. A) \\compa\pastab% B) \compa\pastab% C) \\compa\pastab$ D) \\compa\pastab: E) \compa\pastab: Prova 08 Analista de Informática 6

7 24. A vantagem pecuniária própria do servidor público civil no Estado do Piauí que será concedida - com vistas ao interesse público de fixar o servidor em determinadas regiões, incentivá-lo no exercício de determinadas funções, ou quando estas se realizarem em locais ou por meio e modos ou para fins que reclamem tratamento especial é a gratificação: A) por condições especiais de trabalho. B) de representação de gabinete. C) pela prestação de serviço extraordinário. D) por atividade perigosa ou insalubre. E) de controle interno e auditoria. 25. Sobre a possibilidade de licença para desempenho de mandato classista, a ser requerida por servidor público vinculado à Universidade Estadual do Piauí, é correto afirmar que: A) durante o período da licença, o servidor será remunerado pela entidade de classe para a qual foi devidamente eleito, sem ônus financeiro para a Administração Pública. B) a licença também se aplica à liberação do servidor para exercício de função jurisdicional classista perante a Justiça do Trabalho. C) as Federações de servidores terão o máximo de 3 (três) liberações de servidores para nelas exercerem mandato, desde que possuam o mínimo de (dois mil) servidores filiados. D) ao Sindicato de Classe ficam assegurados 3 (três) liberações por entidade, mais 1 (um) para cada 500 (quinhentos) servidores na base da categoria no limite máximo de 30 (trinta) liberados para nelas exercerem mandato. E) as Confederações de servidores terão o máximo de 2 (duas) liberações de servidores para nelas exercerem mandato. 26. Copérnico, servidor público civil da Universidade Estadual do Piauí, requer à competente autoridade administrativa superior afastamento para estudo, consistente no cumprimento dos créditos de curso de doutorado em universidade norte-americana, cujas informações encontram-se documentalmente comprovadas, sendo-lhe aplicável a seguinte norma: A) a ausência do servidor não poderá ultrapassar o período de 4 (quatro) anos, prorrogáveis por mais 1 (um) ano. B) ao servidor beneficiado pelo afastamento para estudo, sem exceções, não será concedida exoneração ou licença para tratar de interesse particular antes de decorrido período igual ao do afastamento. C) enquanto perdurar o período de afastamento para estudo, os vencimentos do servidor serão regular e integralmente pagos, sem qualquer alteração. D) por ato discricionário da Administração, poderá ser concedido novo afastamento a qualquer tempo, para complementação dos estudos e/ou para realização de avaliações ou defesas de tese. E) a critério da Administração, poderá ser concedida ao servidor estável bolsa de estudo, fora do Estado, para fins de cursos de pós-graduação, cujo valor não poderá ultrapassar a remuneração do cargo do servidor. 27. Sem qualquer prejuízo e considerado de efetivo exercício, poderá o servidor ausentar-se do serviço para se alistar como eleitor por: A) 1 (um) dia. B) 5 (cinco) dias úteis. C) 10 (dez) dias consecutivos. D) 2 (dois) dias. E) 8 (oito) dias consecutivos. 28. Sobre o regime jurídico estatutário dos servidores públicos civis do Estado do Piauí, analise as afirmativas a seguir. 1) É proibida a prestação de serviços gratuitos, salvo os casos previstos em lei. 2) É proibido o desvio de função. 3) É proibido atribuir-se ao servidor encargos ou serviços diferentes daqueles próprios de seu cargo. 4) É proibido levar à conta de férias qualquer falta ao serviço. 5) É proibido ao servidor licenciar-se para acompanhar cônjuge ou companheiro que foi deslocado para outro ponto do território nacional. Estão corretas apenas: A) 1, 2 e 3 B) 2, 3, 4 e 5 C) 1, 2 e 5 D) 2, 3 e 4 E) 1, 2, 3 e Exclui-se dos possíveis beneficiários de pensão estatutária, por morte do servidor, previstos no regime jurídico único dos servidores civis do Estado do Piauí: A) o irmão do servidor, menor de 21 (vinte e um) anos, com pais vivos. B) o menor de 21 (vinte e um) anos, sob a guarda do falecido. C) o pai, comprovada a dependência econômica. D) o companheiro. E) o enteado, menor de 21 (vinte e um) anos. 30. Nos termos do regime jurídico dos servidores civis do Estado do Piauí, consiste em comportamento passível da aplicação de pena de demissão, após o devido processo legal e a ampla defesa: A) conduta escandalosa na repartição. B) manter sob sua chefia imediata, em cargo ou função de confiança, cônjuge, companheiro ou parente até o segundo grau civil. C) recusar atribuir fé a documento público. D) retirar, sem prévia anuência da autoridade competente, qualquer documento ou objeto da repartição. E) promover manifestação de apreço ou desapreço ao Chefe no recinto da repartição. Prova 08 Analista de Informática 7

8 CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Analista de Informática 31. No contexto do modelo de gestão COBIT (Control Objectives for Information and related Technology), são focos considerados: 1) Alinhamento estratégico. 2) Gerenciamento de riscos. 3) Medição de desempenho. A) 1 apenas C) 1 e 3 apenas 32. No sistema operacional Linux, um processo que completou sua execução, mas ainda possui uma entrada na tabela de processos, de modo que seu processo pai possa ler seu status de encerramento, é conhecido como: A) Zombie. B) Waiting. C) Hanging. D) Swapped. E) Blocked. 33. Em relação aos sistemas operacionais, uma estratégia de escalonamento de processos aloca uma unidade fixa de tempo por processo, alternando entre eles; possui baixo tempo médio de resposta; e é imune a starvation. Estamos falando da estratégia: A) Shortest job first. B) Priority based. C) Round-robin. D) First in First out. E) Multilevel queue. 34. Em relação ao gerenciamento de memória dos sistemas operacionais, analise as afirmações abaixo sobre a paginação. 1) Uma das desvantagens da paginação em relação à segmentação é que o espaço de endereçamento físico tem que ser contínuo. 2) Na paginação, o sistema operacional recupera dados da memória secundária em blocos de mesmo tamanho, chamados página. 3) Um Page Fault ocorre quando um programa tenta acessar uma página que não está mapeada na memória física. 4) Dentre os algoritmos de substituição de páginas, a paginação por demanda se destaca por evitar a ocorrência de page faults. Estão corretas: A) 1 e 2 apenas B) 1 e 3 apenas C) 2 e 3 apenas D) 2, 3 e 4 apenas E) 1, 2, 3 e KDE, Xfce e GNOME são alguns exemplos de: A) distribuições do sistema operacional linux. B) interfaces gráficas de usuário do sistema operacional linux. C) interfaces gráficas de usuário do sistema operacional windows. D) interfaces shell do sistema operacional linux. E) interfaces webmail para os sistemas operacionais Linux e Windows. 36. Em um servidor rodando o sistema operacional Linux, considere a tarefa de remover um diretório não vazio, cujo nome é faturas. Assinale a alternativa com o comando correto para realizar esta tarefa. A) rmdir faturas B) rm faturas C) delete faturas D) rm rf faturas E) rmdir R faturas 37. O primeiro sistema operacional da família Windows para desktop a ser verdadeiramente multiusuário com implementação de memória foi o: A) Windows ME. B) Windows 98SE. C) Windows XP. D) Windows E) Windows Vista. 38. Relacione os níveis do modelo OSI da coluna à direita com os protocolos da coluna à esquerda. 1) Enlace ( ) SMTP 2) Rede ( ) UDP 3) Transporte ( ) ICMP 4) Aplicação ( ) ARP A sequência correta é: A) 3,4,1,2 B) 3,2,1,4 C) 4,3,2,1 D) 4,2,3,1 E) 2,3,4,1 39. Considere duas estações de trabalho em uma rede Fast-Ethernet. Sabendo que 10% da banda passante é desperdiçada com overhead e retransmissões e que os 90% restantes estão disponíveis para o envio de dados propriamente ditos, o tempo necessário para transferir um arquivo Windows de 2,52GBytes de uma estação a outra é de aproximadamente: A) 2 minutos. B) 4 minutos. C) 6 minutos. D) 8 minutos. E) 10 minutos. 40. PaaS, Saas e IaaS são modalidades de serviços web que oferecem aos usuários plataforma, aplicações e infraestrutura para a implementação de sistemas. Esses modelos de serviço são notadamente baseados num novo paradigma, denominado de: A) Computação distribuída. B) Web 2.0. C) Computação na web. D) Web 3.0. E) Computação na nuvem. Prova 08 Analista de Informática 8

9 41. Assinale a alternativa que contém apenas protocolos usados por um aplicativo cliente (como Outlook, Thunderbird e Eudora), para recuperar mensagens de correio eletrônico de um servidor. A) IMAP e SMTP B) POP3 e IMAPS C) SMTP e POP3 D) QMTP e SMTP E) POP3 e QMTP 42. SPI (= stateful packet inspection) é uma técnica utilizada nos firewalls de geração, que analisa os pacotes da camada e mantém o estado das conexões de rede, rejeitando pacotes não associados a conexões ativas. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas acima. A) primeira; de rede B) segunda; de transporte C) primeira; de aplicação D) segunda; de rede E) primeira; de aplicação 43. Considere as afirmações abaixo, acerca de um determinado protocolo de segurança. 1) Possui suporte para autenticação, autorização e contabilização. 2) Encontrado na maioria dos switches e access points gerenciáveis, para controlar acesso a redes de computadores. 3) Pode atuar como servidor Proxy na autenticação de usuários. Estamos falando do protocolo A) IPSec. B) FTP. C) RADIUS. D) SSL. E) NAS. 44. Analise as afirmativas abaixo, acerca de projeto e modelagem de banco de dados. 1) Um modelo conceitual é uma descric ão do banco de dados de forma independente de implementac ão em um SGBD. 2) O modelo conceitual registra que dados podem aparecer no banco de dados, mas não registra como estes dados estão armazenados a nível de SGBD. 3) A técnica mais difundida de modelagem conceitual é a abordagem entidaderelacionamento. Nesta técnica, um modelo conceitual é usualmente representado através de um diagrama, chamado diagrama entidaderelacionamento. 4) Um projeto de um banco de dados é realizado usualmente em três fases: Modelagem Conceitual, Projeto Lógico e Projeto Físico. O Projeto Físico objetiva definir, a nível de SGBD, as estruturas de dados que implementarão os requisitos identificados nas fases anteriores. Estão corretas apenas: A) 2 e 4 B) 3 e 4 C) 1 e 2 D) 1, 2 e 3 E) 1, 2 e Considerando o modelo E/R, a alocação de "médicos" a "pacientes" necessita relacionar-se com uma entidade "medicamentos", se desejarmos controlar os medicamentos receitados pelo médico em determinada consulta a um determinado paciente. Assim, a alocação deve ser modelada como uma entidade: A) Genérica. B) Especializada. C) Fraca. D) Associativa. E) Distributiva. Prova 08 Analista de Informática 9

10 Um esquema parcial para um banco de dados relacional é fornecido abaixo: Aluno (CodigoAluno,Nome,CodigoCurso) Curso(CodigoCurso,Nome) Disciplina(CodigoDisciplina,Nome,Credito s,codigodepartamento) Curriculo(CodigoCurso,CodigoDisciplina,O brigatória-opcional) Conceito(CodigoAluno,CodigoDisciplina,An o-semestre,conceito) Departamento(CodigoDepartamento,Nome) 46. Neste esquema, podemos deduzir as chaves primárias e as chaves estrangeiras. Assinale a alternativa que contém apenas associações corretas sobre qual atributo é Chave Primária e qual é Chave Estrangeira. Considere o fato de que a lista de associações não pretende ser completa. A) Na tabela Aluno, o atributo CodigoAluno é Chave Primária; na tabela Curriculo, CodigoCurso e CodigoDisciplina compõem uma Chave Primária; na tabela Conceito, CodigoAluno, CodigoDisciplina e Ano-Semestre compõem uma Chave Primária. Na tabela Aluno, o atributo CodigoCurso é uma Chave Estrangeira que referencia Curso. Na tabela Curso, não há chaves estrangeiras. Na tabela Curriculo, CodigoCurso, que referencia Curso, e CodigoDisciplina, que referencia Disciplina, são Chaves Estrangeiras. B) Na tabela Curso, o atributo CodigoCurso é Chave Primária. Na tabela Disciplina, CodigoDisciplina é Chave Primária. Na tabela Curriculo, CodigoDisciplina é Chave Primária. Na tabela Curso, o atributo CodigoCurso, que referencia Aluno, é Chave Estrangeira. Na tabela Disciplina, CodigoDepartamento, que referencia Disciplina, é Chave Estrangeira. Na tabela Curriculo, CodigoCurso, que referencia Curso, e CodigoDisciplina, que referencia Disciplina, são Chaves Estrangeiras. C) Na tabela Aluno, o atributo CodigoAluno é Chave Primária. Na tabela Disciplina, CodigoDisciplina e Nome compõem uma Chave Primária. Na tabela Conceito, CodigoAluno e Ano-Semestre compõem uma Chave Primária. Na tabela Aluno o atributo, Nome é uma Chave Estrangeira que referencia Curso. Na tabela Curso, não há chaves estrangeiras. Na tabela Disciplina, CodigoDepartamento, que referencia Disciplina, é Chave Estrangeira. D) Na a tabela Disciplina, o atributo CodigoDisciplina é Chave Primária. Na tabela Curriculo, CodigoDisciplina é Chave Primária. Na tabela Conceito, CodigoAluno, CodigoDisciplina e Ano-Semestre compõem uma Chave Primária. Na tabela Aluno, o atributo CodigoCurso é uma Chave Estrangeira que referencia Curso. Na tabela Disciplina, CodigoDepartamento, que referencia Disciplina, é Chave Estrangeira. Na tabela Curriculo, CodigoCurso, que referencia Curso, e CodigoDisciplina, que referencia Disciplina, são Chaves Estrangeiras. E) Na tabela Disciplina, o atributo CodigoDisciplina é Chave Primária. Na tabela Curriculo, CodigoCurso é Chave Primária. Na tabela Conceito, CodigoAluno e Ano-Semestre compõem uma Chave Primária. Na tabela Curso, o atributo CodigoCurso que referencia Aluno é Chave Estrangeira. Na tabela Disciplina, CodigoDepartamento, que referencia Disciplina, é Chave Estrangeira. Na tabela Curriculo, CodigoCurso, que referencia Curso, e CodigoDisciplina, que referencia Disciplina, são Chaves Estrangeiras. 47. Acerca dos Sistemas de Bancos de Dados Distribuídos (SBDD), considere as seguintes afirmações. 1) Um SBDD é aquele em que dados são armazenados e processados em diferentes localizações. Mas isto deve ficar transparente ao usuário, para o qual um SBDD deve parecer exatamente como um sistema não distribuído. Para que tal meta seja alcançada, algumas propriedades secundárias são normalmente requeridas, entre as quais a independência de fragmentação, de localização e de sistema operacional. Mas é fundamental a existência de uma central coordenadora com o propósito de gerenciar as transações e evitar inconsistências e duplicações indesejadas nos dados. 2) Um dos problemas inerentes a um SBDD é o problema de tolerância a falhas, causado pelo fato de os dados estarem distribuídos entre os nós pertencentes ao SBDD. Entretanto, esse problema é resolvido completamente com o protocolo de efetivação 3PC (three-phase commit), conhecido por usar coordenador central e ter um custo computacional relativamente alto. O que o torna mais apropriado para usos em SBDD em aplicações críticas. 3) Em um SBDD, cópias dos dados podem ser armazenadas em múltiplos nós ou sítios (sites) para obter melhor disponibilidade, desempenho e confiabilidade. As réplicas de dados devem ser mantidas sincronizadas automaticamente pelo SGBDD. A) 3 apenas.. C) 1 e 3 apenas.. Prova 08 Analista de Informática 10

11 48. Dadas as tabelas: Tabela Informacao_da_Loja Nome da Loja Vendas Data Recife R$ 1.500,00 05/01/2012 Natal R$ 250,00 07/01/2012 João Pessoa R$ 300,00 08/01/2012 Fortaleza R$ 700,00 08/01/2012 Tabela Vendas_Internet Data Vendas 07/01/2012 R$ 250,00 10/01/2012 R$ 535,00 11/01/2012 R$ 320,00 11/01/2012 R$ 750,00 Data 05/01/12 07/01/12 08/01/12 10/01/12 11/01/12 Para obter a saída devemos substituir <comando> na sequência esquemática de comandos SQL abaixo pelo comando SQL: SELECT Data FROM Informacao_da_Loja <comando> SELECT Data Vendas_Internet A) UNION B) UNION ALL C) JOIN D) JOIN ALL E) NOREPETITION 49. Sobre os conceitos que envolvem Data Warehouse (DW), assinale a alternativa correta. A) Um DW é um sistema de computac ão utilizado para armazenar informacções relativas às atividades de uma organizac ão em bancos de dados, de forma consolidada. O desenho da base de dados favorece os relatórios, a análise de grandes volumes de dados e a obtenc ão de informac ões estratégicas que podem facilitar a tomada de decisão. B) Data Mart é um banco de dados projetado para integrar dados de múltiplas origens com o propósito de realizar operações adicionais nos dados. Representa um armazenamento intermediário que facilita a integração dos dados de ambiente operativo antes da sua atualização no DW. C) Um armazenamento de dados operacional (operational data store - ODS) é subconjunto de dados de um Data warehouse. Geralmente, são dados referentes a um assunto em especial (ex: Vendas, Estoque, Controladoria) ou diferentes níveis de sumarização (ex: Vendas Anual, Vendas Mensal, Vendas 5 anos), que focalizam uma ou mais áreas específicas. Seus dados são obtidos do DW, desnormalizados e indexados para suportar intensa pesquisa. ODS extraem e ajustam porções de DWs aos requisitos específicos de grupos/departamentos. D) OLAP (online analytical processing) são ferramentas de software, cuja função é a extração de dados de diversos sistemas, transformação desses dados conforme regras de negócios, e por fim a carga dos dados em um Data Warehouse. É considerada uma das fases mais críticas do Data Warehouse. E) Fix-many, Swap e Fix-one são operações sobre uma estrutura multidimensional da ferramenta OLAP. A operação Fix-many fixa o valor de duas ou mais dimensões e recupera os valores das demais; a operação Swap intercambia dimensões, permitindo diferentes visualizações dos dados; e a operação Fix-one fixa o valor de uma dimensão e recupera os valores das demais dimensões. 50. Acerca dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial (SIGE ou SIG), do inglês Enterprise Resource Planning (ERP), analise as seguintes afirmações. 1) ERP é um conjunto de sistemas que têm como objetivo agregar e estabelecer relac ões de informac ão entre todas as áreas de uma companhia. 2) Os sistemas ERP são compostos por uma base de dados única e por módulos que suportam diversas atividades das empresas. Os dados utilizados por um módulo são armazenados na base de dados central para serem manipulados por outros módulos. 3) São exemplos de ERP: Sistema Integrado de Banco de Dados (SIBD), Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados (SGDB) e Sistema de Apoio a Decisão (SAD). A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas Prova 08 Analista de Informática 11

12 51. Com relação às infraestruturas de aplicação web (Web application framework), considere as afirmações a seguir. 1) É uma infraestrutura de software que é projetada para apoiar o desenvolvimento de websites dinâmicos, aplicações web e serviços web. 2) Usualmente, é baseada numa arquitetura de três níveis (three-tier architecture), onde as aplicações são estruturadas em três níveis físicos: cliente, aplicação e banco de dados (relacional). 3) Muitos seguem o padrão arquitetural Modelo Visão Controlador (MVC), para separar o modelo de dados com as regras de negócio da interface do usuário. Isto geralmente é considerado uma boa prática, uma vez que modulariza o código, promove reutilização de código e permite que várias interfaces sejam aplicadas. A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas 52. Com respeito às normas da família ISO/IEC 2700, de segurança da informação para Sistemas de Gestão de Segurança da Informação, faça a correlação entre as normas, numeradas de 1 a 5 e a sua finalidade. 1) ISO ) ISO ) ISO ) ISO ) ISO ( ) Diretrizes para o gerenciamento de riscos de segurança da informação. ( ) Métricas e relatórios de um sistema de gestão de segurança da informação. ( ) Diretrizes para Implementação de Sistemas de Gestão de Segurança da Informação. ( ) Código de Boas Práticas. ( ) Requisitos e Certificação. A sequência correta é: A) 1, 2,3, 4, 5 B) 2, 3, 4, 5, 1 C) 3, 4, 5, 1, 2 D) 4, 5, 1, 2, 3 E) 5, 4, 3, 2, Sobre os conceitos em Engenharia de Software, analise as afirmações abaixo. 1) Engenharia de Software compreende um conjunto de etapas que envolvem: Métodos, Ferramentas e Procedimentos. Essas etapas são conhecidas como componentes do Ciclo de Vida do Software. 2) O Ciclo de Vida de um software é composto de: Análise de Requisitos, Projeto Conceitual, Projeto Lógico, Projeto, Codificação, Testes e Manutenção. 3) Verificação e validação abrangem um amplo conjunto de atividades da Garantia da Qualidade de Software, que inclui revisões técnicas formais, auditoria de qualidade e configuração, monitoramento de desempenho, simulação, estudo de viabilidade, revisão da documentação, revisão da base de dados, análise de algoritmos, teste de desenvolvimento, teste de usabilidade, teste de qualificação e teste de instalação. A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas 54. Sobre os processos de desenvolvimento de Software, analise as afirmativas que seguem. 1) Um processo de desenvolvimento de software é um conjunto de atividades relacionadas que levam à produção de um produto de software, e incluem, entre outras, a definição das funcionalidades do software e as restrições a seu funcionamento. 2) A validação de software não é uma atividade presente no processo de software, pois apenas ocorre quando o software está pronto para ser validado. 3) Entre os modelos prescritivos de processo de software, podemos citar: o modelo em cascata, o modelo incremental, o modelo incremental RAD (Rapid Application Development) e os Modelos Evolucionários (Prototipagem, Espiral e Concorrente). A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas 55. Sobre os conceitos de Gerência de Processos e Projetos de Software, analise as afirmações a seguir. 1) Segundo o Project Management Institute (PMI, um projeto é Um esforço temporário com a finalidade de criar um produto/serviço único. 2) Segundo o PMBOK Guide 2000, Gerenciamento de Projetos é Aplicação de conhecimentos, habilidades, ferramentas e técnicas às atividades do projeto a fim de alcançar seus objetivos.. Os Objetivos são atingidos através do uso de processos e fases. 3) O termo inglês Stakeholder é usado para designar os agentes participantes de todas as fases - do planejamento à execução do projeto -, mas que não vão necessariamente usufruir do produto/serviço gerado pelo projeto (como os clientes). A ideia é separar quem faz (stakeholders) de quem usa (clientes). A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas Prova 08 Analista de Informática 12

13 56. As tabelas, Tabela 1 e Tabela 2, abaixo, contêm dados sobre o esforço, medido em programador por dia, associado a cada fase de projeto, referentes à execução de dois projetos, A e B. Além disto, é conhecido que o Projeto A resultou em linhas de códigos e 90 pontos de função não ajustados, enquanto o Projeto B resultou em linhas de código e 70 pontos de função não ajustados. Tabela 1 Dados do Projeto A Fases do Projeto Análise de requisitos 50 Especificação 75 Arquitetura de Software 70 Implementação (ou codificação) 100 Teste 40 Documentação 20 Tabela 2 Dados do Projeto B Fases do Projeto Análise de requisitos 45 Especificação 75 Arquitetura de Software 70 Implementação (ou codificação) Programador/Dias Programador/Dias 90 Teste 25 Documentação 10 Diante do exposto, assinale a alternativa em que aparece a afirmação correta. A) O total de esforço do Projeto A foi menor que o total de esforço do Projeto B. B) Os índices de produtividade por pontos de função dos dois projetos são praticamente iguais, com erro absoluto (valor absoluto da diferença) inferior a 1,0E-05. C) Os índices de produtividade de linha de código dos dois projetos são praticamente iguais, com erro absoluto (valor absoluto da diferença) inferior a 1,0E-05. D) O índice de produtividade por pontos de função do Projeto A é maior do que o do Projeto B. E) Alterando o número de pontos de função do Projeto A para 70, o índice de produtividade por pontos de função passa a ser de 4,50 (aproximando a duas casas decimais). relacionamento entre casos de uso e riscos, pode-se usar uma matriz de riscos. Estão corretas: A) 2, 3 e 4 apenas B) 3 e 4 apenas C) 1 e 2 apenas D) 1, 2 e 3 apenas E) 1, 2, 3 e É comum hoje em dia o uso de Linguagens de Programação (LPs) multi-paradigmáticas. Assinale a alternativa em que figuram apenas LPs que podem ser classificadas, pelo menos, nos paradigmas Orientada a Objetos, Funcional e Imperativo. A) Scheme, Erlang, Objective C, Haskell e F#. B) Python, Ruby, C#, Cython e Lua. C) AspectJ, Cirrus, Cython, Forth e Groovy. Lua, D) Object-Pascal (Delphi), Python, Ruby, C++ e Java. E) Scheme, Smalltalk, Eiffel, JADE e Emerald. 59. Acerca da arquitetura da plataforma Java Enterprise Edition (JEE) 6, assinale alternativa correta. A) A especificação Bean Validation da Java EE 6 é um corpo de código contendo campos e métodos para implementar módulos de lógica de negócios. B) A tecnologia Enterprise JavaBeans, ao invés de distribuir a validação de dados através de várias camadas, como nas camadas de browser e do servidor, permite definir restrições de validação em apenas uma camada e, posteriormente, compartilhar estas restrições para as outras camadas. C) Java SE (Standard Edition) é um subconjunto do Java EE, o que significa que todas as características bem como as APIs da linguagem Java também estão disponíveis no Java EE. D) A infraestrutura Java EE é particionada em domínios lógicos chamados contêiners, cada qual com um papel específico, que esconde complexidades técnicas e promove a portabilidade. A saber: Java Transaction API (JTA), Java Persistence API (JPA) e o Naming and Directory Interface (JNDI). E) O ambiente de execução do Java EE 6 define quatro tipos de componentes que uma aplicação deve suportar, a saber: Applets, Weblets, Servlets e o Enterprise Java Beans. 57. Analise as afirmativas abaixo, acerca dos conceitos em Gestão de Riscos. 1) Gestão de Riscos relaciona-se com a análise de aspectos desconhecidos do projeto. São esses aspectos que podem fazer com que o projeto fracasse. 2) Chamamos de risco o fator, elemento, acontecimento, ou qualquer coisa que, se concretizada, pode interferir no sucesso do projeto. 3) Os riscos podem ser classificados de acordo com sua natureza em: riscos de projeto, riscos do negócio e riscos técnicos. 4) A realização dos casos de uso é usada para eliminar riscos. A fim de facilitar a visualização do Prova 08 Analista de Informática 13

14 60. Considerando o uso de JavaBeans nas tabelas rotuladas Cliente.java, VerClienteJava.jsp e VerCliente.jsp, abaixo, onde cada tabela representa um arquivo, analise as afirmativas seguintes. 1) O arquivo VerCliente.jsp exemplifica o fato de não ser necessário instanciar explicitamente um objeto da classe para poder acessar seus métodos, quando se usa uma classe do tipo bean. 2) Tanto o arquivo VerCliente.jps quanto VerClienteJava.jsp apenas criam uma instância de um objeto da classe Cliente do pacote Controle, referenciada por cli, e fazem com que ao atributo nome seja atribuído o nome José da Silva. 3) Em VerCliente.jsp, mesmo que não explicitamente, há de fato uma referência aos métodos setnome e getnome. Isto é alcançado com o atributo property dos elementos <jsp:setproperty /> e <jsp:getproperty />. A) 3 apenas C) 1 e 3 apenas package Controle; public class Cliente { Cliente.java } } } } private String nome; public void Client() { public String getnome() { return nome; public void setnome (String n) { nome=n; VerClienteJava.jsp contenttype="text/html" pageencoding="utf-8"%> <!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="content-type" content="text/html; charset=utf-8"> <title>java Bean com Java</title> </head> <body> <jsp:usebean id="cli" class="controle.cliente"/> <% cli.setnome("josé da Silva"); out.print("o nome é " + cli.getnome()); %> </body> </html> VerCliente.jsp contenttype="text/html" pageencoding="utf-8"%> <!DOCTYPE html> <html> <head> <meta http-equiv="content-type" content="text/html; charset=utf-8"> <title>javabean sem código Java</title> </head> <body> <jsp:usebean id="cli" class="controle.cliente"/> <jsp:setproperty name="cli" property="nome" value="josé da Silva"/> <p> O nome é <jsp:getproperty name="cli" property="nome" /> </p> </body> </html> Prova 08 Analista de Informática 14

CONCURSO PÚBLICO Nº DE INSCRIÇÃO RASCUNHO LEIA AS INSTRUÇÕES:

CONCURSO PÚBLICO Nº DE INSCRIÇÃO RASCUNHO LEIA AS INSTRUÇÕES: PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: CONTADOR DATA: 11/03/2012 HORÁRIO: 8h30min às 12h30min (horário do Piauí) LEIA AS INSTRUÇÕES: CONCURSO PÚBLICO UESPI - 2011 Universidade Estadual do Piauí 1. Você deve receber

Leia mais

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: AGENTE TÉCNICO DE SERVIÇOS DATA: 25/04/2010 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí)

RASCUNHO Nº DE INSCRIÇÃO. PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: AGENTE TÉCNICO DE SERVIÇOS DATA: 25/04/2010 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) PROVA ESCRITA OBJETIVA CARGO: AGENTE TÉCNICO DE SERVIÇOS DATA: 25/04/2010 HORÁRIO: 9h às 12h (horário do Piauí) LEIA AS INSTRUÇÕES: 1. Você deve receber do fiscal o material abaixo: a) Este caderno com

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA COMISSÃO PERMANENTE DE SELEÇÃO CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 135/2011 FUNÇÃO: ANALISTA DE INFORMÁTICA ÁREA DE DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS (NOME COMPLETO EM LETRA DE

Leia mais

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info

Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com. http://www.tiagodemelo.info Bancos de dados distribuídos Prof. Tiago Eugenio de Melo tiagodemelo@gmail.com Última atualização: 20.03.2013 Conceitos Banco de dados distribuídos pode ser entendido como uma coleção de múltiplos bds

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM DESPACHO-MG PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO - EDITAL 001/2009 CARGO: MONITOR DE INCLUSÃO DIGITAL CADERNO DE PROVAS CADERNO DE PROVAS 1 A prova terá a duração de duas horas, incluindo o tempo necessário para o preenchimento do gabarito. 2 Marque as respostas no caderno de provas, deixe para preencher o gabarito depois

Leia mais

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5

Sistemas de Informação James A. O Brien Editora Saraiva Capítulo 5 Para entender bancos de dados, é útil ter em mente que os elementos de dados que os compõem são divididos em níveis hierárquicos. Esses elementos de dados lógicos constituem os conceitos de dados básicos

Leia mais

Excel 2010 Modulo II

Excel 2010 Modulo II Excel 2010 Modulo II Sumário Nomeando intervalos de células... 1 Classificação e filtro de dados... 3 Subtotais... 6 Validação e auditoria de dados... 8 Validação e auditoria de dados... 9 Cenários...

Leia mais

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES

INDICE 3.APLICAÇÕES QUE PODEM SER DESENVOLVIDAS COM O USO DO SAXES w w w. i d e a l o g i c. c o m. b r INDICE 1.APRESENTAÇÃO 2.ESPECIFICAÇÃO DOS RECURSOS DO SOFTWARE SAXES 2.1. Funcionalidades comuns a outras ferramentas similares 2.2. Funcionalidades próprias do software

Leia mais

COMENTÁRIOS DA PROVA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - SP

COMENTÁRIOS DA PROVA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - SP Olá pessoal, Tivemos neste último domingo (09/05/2010) a aplicação da prova da CEF para a região de SP e RJ, uma prova que todo resto Pais aguarda ansiosamente os comentários, já que servirá de base para

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira

ENTERPRISE JAVABEANS 3. Msc. Daniele Carvalho Oliveira ENTERPRISE JAVABEANS 3 Msc. Daniele Carvalho Oliveira Apostila Servlets e JSP www.argonavis.com.br/cursos/java/j550/index.html INTRODUÇÃO Introdução Enterprise JavaBeans é um padrão de modelo de componentes

Leia mais

Módulo 2. Definindo Soluções OLAP

Módulo 2. Definindo Soluções OLAP Módulo 2. Definindo Soluções OLAP Objetivos Ao finalizar este módulo o participante: Recordará os conceitos básicos de um sistema OLTP com seus exemplos. Compreenderá as características de um Data Warehouse

Leia mais

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux

AFRE. a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento, como o LILO ou o GRUB. a. ( ) Data Werehouse ; Internet ; Linux 1. De que forma é possível alterar a ordem dos dispositivos nos quais o computador procura, ao ser ligado, pelo sistema operacional para ser carregado? a. ( ) Instalando um programa gerenciador de carregamento,

Leia mais

Configuração SERVIDOR.

Configuração SERVIDOR. REQUISITOS MINIMOS SISTEMAS FORTES INFORMÁTICA. Versão 2.0 1. PRE-REQUISITOS FUNCIONAIS HARDWARES E SOFTWARES. 1.1 ANALISE DE HARDWARE Configuração SERVIDOR. Componentes Mínimo Recomendado Padrão Adotado

Leia mais

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados

Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Sistema Gerenciador de Banco de Dados Banco de Dados Aula 1 Introdução a Banco de Dados Introdução Um Sistema Gerenciador de Banco de Dados (SGBD) é constituído por um conjunto de dados associados a um conjunto de programas para acesso a esses

Leia mais

SISTEMA DE BANCO DE DADOS. Banco e Modelagem de dados

SISTEMA DE BANCO DE DADOS. Banco e Modelagem de dados SISTEMA DE BANCO DE DADOS Banco e Modelagem de dados Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 4 2. Arquiteturas de um Sistema Gerenciador... 5 3. Componentes de um Sistema... 8 4. Vantagens

Leia mais

Curso Técnico de Nível Médio

Curso Técnico de Nível Médio Curso Técnico de Nível Médio Disciplina: Informática Básica 3. Software Prof. Ronaldo Software Formado por um conjunto de instruções (algoritmos) e suas representações para o

Leia mais

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código)

Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Processos (Threads,Virtualização e Migração de Código) Roteiro Processos Threads Virtualização Migração de Código O que é um processo?! Processos são programas em execução. Processo Processo Processo tem

Leia mais

Considerando-se a especificação de requisitos de um software, é INCORRETO afirmar que esse documento

Considerando-se a especificação de requisitos de um software, é INCORRETO afirmar que esse documento QUESTÕES DE TI QUESTÃO 16 Considerando-se o número de pontos de função para a estimativa do tamanho de um software, é INCORRETO afirmar que, na contagem de pontos, leva-se em consideração A) as compilações

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SECRETARIA MUNICIPAL DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS CONCURSO PÚBLICO PARA ANALISTA DE SUPORTE 08 DE NOVEMBRO DE 2009... (NOME COMPLETO EM LETRA DE FORMA) INSTRUÇÕES

Leia mais

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05.

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05. INFORMÁTICA 01. Na Internet, os dois protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail são: a) SMTP e POP b) WWW e HTTP c) SMTP e WWW d) FTP e WWW e) POP e FTP 02. O componente do Windows que é necessário

Leia mais

Uma Abordagem usando PU

Uma Abordagem usando PU Uma Abordagem usando PU Curso de Especialização DEINF - UFMA Desenvolvimento Orientado a Objetos Prof. Geraldo Braz Junior Referências: Baseada em: Rational Software Corpotation G. Booch, Ivar Jacobson,

Leia mais

DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS

DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS DESCRITIVO DE VAGA (S) Local: SESC C. Grande/MS O SESC/MS torna público que, nos termos da Resolução SESC nº 1163/2008, está aberto processo seletivo para contratação de pessoal, nos termos e condições

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E CARGA HORÁRIA DE CADA MÓDULO

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E CARGA HORÁRIA DE CADA MÓDULO Ministério da Educação SETEC Instituto Federal do Rio de Janeiro Campus Rio de Janeiro CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS E CARGA HORÁRIA DE CADA MÓDULO 1. MÓDULO DE INICIAÇÃO 20 HORAS/AULA: através do qual o servidor

Leia mais

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos

Introdução. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos. Conceitos Básicos Conceitos Básicos Introdução Banco de Dados I Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Departamento de Computação DECOM Dados

Leia mais

Sumário. Conteúdo Certificação OFFICE 2010

Sumário. Conteúdo Certificação OFFICE 2010 Conteúdo Certificação OFFICE 2010 Sumário Access 2010... 2 Excel Core 2010... 3 Excel Expert 2010... 4 Outlook 2010... 5 PowerPoint 2010... 8 Word Core 2010... 9 Word Expert 2010... 10 Access 2010 1. Gerenciando

Leia mais

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados;

linguagem técnica de informática; Perceber os sinais de pontuação e identificar sua função no texto; Ler siglas e identificar seus significados; PLANO DE CURSO Disciplina Competências Habilidades Bases Tecnológicas INGLÊS TÉCNICO Aumentar e consolidar o seu vocabulário ativo e passivo, através da fixação de novas palavras e expressões contidas

Leia mais

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG

Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge. Manual do Usuário. Versão 1.1. ExpressoMG Companhia de Tecnologia da Informação do Estado de Minas Gerais - Prodemge Manual do Usuário Versão 1.1 ExpressoMG 14/10/2015 Sumário 1. Apresentação... 4 1.1 Objetivos do Manual... 4 1.2 Público Alvo...

Leia mais

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0

CA Nimsoft Monitor. Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede. net_connect série 3.0 CA Nimsoft Monitor Guia do Probe Monitoramento de conectividade de rede net_connect série 3.0 Aviso de copyright do CA Nimsoft Monitor Este sistema de ajuda online (o Sistema ) destina-se somente para

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL

PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL PÓS-GRADUAÇÃO EM MATEMÁTICA COMPUTACIONAL INFORMÁTICA INSTRUMENTAL Introdução Aula 03: Pacote Microsoft Office 2007 O Pacote Microsoft Office é um conjunto de aplicativos composto, principalmente, pelos

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 3 ESPECIALIDADE: ANALISTA DE SISTEMAS/ÁREA III (SUPORTE TÉCNICO) PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais

Arquitetura de Computadores. Introdução aos Sistemas Operacionais Arquitetura de Computadores Introdução aos Sistemas Operacionais O que é um Sistema Operacional? Programa que atua como um intermediário entre um usuário do computador ou um programa e o hardware. Os 4

Leia mais

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados

Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados Fundamentos da inteligência de negócios: gestão da informação e de bancos de dados slide 1 1 Copyright 2011 Pearson Education, Inc. publishing as Prentice Hall Objetivos de estudo Como um banco de dados

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema BasePro ERP Fenix

Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema BasePro ERP Fenix Manual Prático da Cobrança Eletrônica no Sistema ERP Fenix Página 1 Sumário Introdução...4 1 Remessa ao Banco...5 1.1 Prévia...5 1.2 Geração...8 1.3 Envio do arquivo da Geração...10 1.3.1 Direcionando

Leia mais

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04

Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Lição 4 - Primeiros passos no Linux Ubuntu 11.04 Olá Aluno Os objetivos específicos desta lição são: - reconhecer o Ubuntu como mais uma alternativa de sistema operacional; - conhecer os elementos da área

Leia mais

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real

Cogent DataHub v7.0. A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent DataHub v7.0 A próxima geração em soluções para troca de dados em tempo real Cogent é reconhecida como uma líder no segmento de soluções de middleware no domínio do tempo real. E, com a introdução

Leia mais

Gestão da qualidade do software

Gestão da qualidade do software Gestão da qualidade do software Empenhada em assegurar que o nível de qualidade requerido de um produto de software é atingido Envolve a definição de normas e procedimentos de qualidade apropriados, e

Leia mais

Microsoft Office Word 2007

Microsoft Office Word 2007 Microsoft Office Word 2007 Criando ou editando um documento no MS-Word 1 O Microsoft Word É o processador de textos mais conhecido e utilizado do mundo. A nova interface é agradável, com comandos e funções

Leia mais

O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA.

O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA. O GABARITO É A PARTIR DA PÁGINA 4, POIS AS ANTERIORES FORAM CORRIGIDAS EM SALA. 71 O computador em uso não possui firewall instalado, as atualizações do sistema operacional Windows não estão sendo baixadas

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargo 15. Uma pessoa, utilizando o sistema operacional Microsoft Windows, executou a seguinte seqüência de comandos:

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargo 15. Uma pessoa, utilizando o sistema operacional Microsoft Windows, executou a seguinte seqüência de comandos: 8 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA Cargo 15 QUESTÃO 16 Uma pessoa, utilizando o sistema operacional Microsoft Windows, executou a seguinte seqüência de comandos: I. acessou a pasta Relatorios, selecionou

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS

ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS 7 ADMINISTRAÇÃO DOS RECURSOS DE DADOS OBJETIVOS Por que as empresas sentem dificuldades para descobrir que tipo de informação precisam ter em seus sistemas de informação ão? Como um sistema de gerenciamento

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial

INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial INSTALAÇÃO PRINTERTUX Tutorial 2 1. O Sistema PrinterTux O Printertux é um sistema para gerenciamento e controle de impressões. O Produto consiste em uma interface web onde o administrador efetua o cadastro

Leia mais

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br

Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Autor: Júlio Battisti www.juliobattisti.com.br Livro: Aprenda com Júlio Battisti: Excel 2010 Avançado, Análise de Dados e Cenários, Tabelas e Gráficos Dinâmicos, Macros e Programação VBA - Através de Exemplos

Leia mais

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados.

Ao conjunto total de tabelas, chamamos de Base de Dados. O QUE É O ACCESS? É um sistema gestor de base de dados relacional. É um programa que permite a criação de Sistemas Gestores de Informação sofisticados sem conhecer linguagem de programação. SISTEMA DE

Leia mais

4 Um Exemplo de Implementação

4 Um Exemplo de Implementação 4 Um Exemplo de Implementação Neste capítulo será discutida uma implementação baseada na arquitetura proposta. Para tanto, será explicado como a arquitetura proposta se casa com as necessidades da aplicação

Leia mais

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01

EDITORA FERREIRA MP/RJ_EXERCÍCIOS 01 EDITORA FERREIRA MP/RJ NCE EXERCÍCIOS 01 GABARITO COMENTADO 01 Ao se arrastar um arquivo da pasta C:\DADOS para a pasta D:\TEXTOS utilizando se o botão esquerdo do mouse no Windows Explorer: (A) o arquivo

Leia mais

Um sistema é constituído de um conjunto de processos que executam seus respectivos códigos do sistema operacional e processos e códigos de usuários.

Um sistema é constituído de um conjunto de processos que executam seus respectivos códigos do sistema operacional e processos e códigos de usuários. Os sistemas computacionais atuais permitem que diversos programas sejam carregados na memória e executados simultaneamente. Essa evolução tornou necessário um controle maior na divisão de tarefas entre

Leia mais

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural

Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Resumo: Perguntas a fazer ao elaborar um projeto arquitetural Sobre entidades externas ao sistema Quais sistemas externos devem ser acessados? Como serão acessados? Há integração com o legado a ser feita?

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias 2 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias Modelo de dados: Conjunto de conceitos

Leia mais

Proposta de serviços Plot

Proposta de serviços Plot Proposta de serviços Plot Situação da Plot e expectativas Por favor confira. A proposta depende destas informações serem corretas. A Plot possui hoje aproximadamente 30 estações de trabalho para seus funcionários

Leia mais

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services

Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services - Windows SharePoint Services... Page 1 of 11 Windows SharePoint Services Guia de Introdução ao Windows SharePoint Services Ocultar tudo O Microsoft Windows

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

Qualidade de software

Qualidade de software Faculdade de Ciências Sociais e Aplicadas de Petrolina - FACAPE Curso: Ciência da Computação Disciplina:Projeto de Sistemas Qualidade de software cynaracarvalho@yahoo.com.br Qualidade de software Qualidade

Leia mais

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público

Questões de Concursos Tudo para você conquistar o seu cargo público Informática- Leandro Rangel, Analista Financeiro Contábil da AGU e professor do QConcursos.com 1- Q236949 CESGRANRIO - 2012 - Caixa - Técnico Bancário Em ambiente gráfico KDE, as diversas distribuições

Leia mais

CARGO: TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CARGO: TÉCNICO EM INFORMÁTICA PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº. 001/2015, de 01 de Julho de 2015 PROVA OBJETIVA: 16 DE AGOSTO DE 2015 CARGO: TÉCNICO EM INFORMÁTICA Nome do Candidato (A)...... Assinatura INSTRUÇÕES AO CANDIDATO 1. A prova

Leia mais

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64

Geração e execução de scripts de teste em aplicações web a partir de casos de uso direcionados por comportamento 64 direcionados por comportamento 64 5 Estudo de caso Neste capítulo serão apresentadas as aplicações web utilizadas na aplicação da abordagem proposta, bem como a tecnologia em que foram desenvolvidas, o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA RESUMO DE AULA CRIAÇÃO E MANIPULAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 3º PERÍODO - 6º MÓDULO AVALIAÇÃO A2 DATA 02/07/2009 SISTEMAS EMPRESARIAIS Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA

Leia mais

Com relação às áreas de conhecimento de projetos conforme o. PMBoK, julgue os itens subseqüentes.

Com relação às áreas de conhecimento de projetos conforme o. PMBoK, julgue os itens subseqüentes. De acordo com o comando a que cada um dos itens de 1 a 70 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CURSO DE GRADUAÇÃO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Contribuições do MDA para o desenvolvimento de software Anna Carla Mohr Verner Helder Eugenio dos Santos Puia Florianópolis,

Leia mais

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR

ORGANIZAÇÃO CURRICULAR ORGANIZAÇÃO CURRICULAR O curso Técnico em Informática, em Nível Médio Subseqüente, será organizado de forma semestral, com aulas presenciais, compostos por disciplinas, com conteúdos estabelecidos, tendo

Leia mais

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA

Impressão e Fotolito Oficina Gráfica da EDITORA VIENA. Todos os direitos reservados pela EDITORA VIENA LTDA Autores Karina de Oliveira Wellington da Silva Rehder Consultores em Informática Editora Viena Rua Regente Feijó, 621 - Centro - Santa Cruz do Rio Pardo - SP CEP 18.900-000 Central de Atendimento (0XX14)

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Lembrando... Aula 4 1 Lembrando... Aula 4 Sistemas de apoio

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1

TRIBUNAL DE JUSTIÇA - SC. MICROSOFT OFFICE - EXCEL 2007 Pág.: 1 EXCEL 2007 O Excel 2007 faz parte do pacote de produtividade Microsoft Office System de 2007, que sucede ao Office 2003. Relativamente à versão anterior (Excel 2003), o novo programa introduz inúmeras

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS

TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS TÉCNICAS DE INFORMÁTICA WILLIAN FERREIRA DOS SANTOS Vimos em nossas aulas anteriores: COMPUTADOR Tipos de computadores Hardware Hardware Processadores (CPU) Memória e armazenamento Dispositivos de E/S

Leia mais

Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011

Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011 INSTRUÇÕES: Caderno de Provas Processo Seletivo Para Tutores - 2011 1. Aguarde autorização para abrir o caderno da prova. 2. Assine no local indicado. 3. A prova é individual e sem consultas, portanto

Leia mais

Winconnection 6. Internet Gateway

Winconnection 6. Internet Gateway Winconnection 6 Internet Gateway Descrição Geral O Winconnection 6 é um gateway de acesso à internet desenvolvido dentro da filosofia UTM (Unified Threat Management). Assim centraliza as configurações

Leia mais

Algoritmos em Javascript

Algoritmos em Javascript Algoritmos em Javascript Sumário Algoritmos 1 O que é um programa? 1 Entrada e Saída de Dados 3 Programando 4 O que é necessário para programar 4 em JavaScript? Variáveis 5 Tipos de Variáveis 6 Arrays

Leia mais

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES

GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES GUIA DE AUXÍLIO PARA GERENCIAMENTO DE PROJETOS METODOLOGIA IFES SUMÁRIO 1. PREENCHIMENTO DA PLANILHA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS...3 1.1 Menu...3 1.2 Termo de Abertura...4 1.3 Plano do Projeto...5 1.4

Leia mais

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes)

Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) Guia de Utilização do Microsoft Dynamics CRM (Gestão de Relacionamento com Clientes) 1. Sobre o Microsoft Dynamics CRM - O Microsoft Dynamics CRM permite criar e manter facilmente uma visão clara dos clientes,

Leia mais

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 2. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc.

04/08/2012 MODELAGEM DE DADOS. PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS. Aula 2. Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. MODELAGEM DE DADOS PROF. RAFAEL DIAS RIBEIRO, M.Sc. @ribeirord MODELAGEM DE DADOS Aula 2 Prof. Rafael Dias Ribeiro. M.Sc. @ribeirord 1 Objetivos: Revisão sobre Banco de Dados e SGBDs Aprender as principais

Leia mais

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007

MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I Manual Prático Microsoft Excel 2007 MÓDULO - I APRESENTAÇÃO... 1 AMBIENTE DE TRABALHO... 2 A folha de cálculo... 2 O ambiente de trabalho do Excel... 3 Faixas de Opções do Excel... 4 - Guia

Leia mais

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010

Concurso Público para Cargos Técnico-Administrativos em Educação UNIFEI 13/06/2010 Questão 21 Conhecimentos Específicos - Assistente em Administração Quanto à revogação ou invalidação dos atos administrativos, é correto afirmar que: A. o ato nulo gera direitos ou obrigações às partes,

Leia mais

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação

Andarta - Guia de Instalação. Guia de Instalação Guia de Instalação 29 de setembro de 2010 1 Sumário Introdução... 3 Os Módulos do Andarta... 4 Instalação por módulo... 6 Módulo Andarta Server... 6 Módulo Reporter... 8 Módulo Agent... 9 Instalação individual...

Leia mais

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br

Informática para Concursos 1 leitejuniorbr@yahoo.com.br QUESTÕES TRE / TJ FCC 2007 CARGO: TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA QUESTÃO 11 -. Com relação a hardware, é correto afirmar que: (A) Computadores com placas-mãe alimentadas por fontes ATX suportam o uso do comando

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROGRAMADOR DE COMPUTADOR. Analise as seguintes afirmativas sobre os modelos de processos de software:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROGRAMADOR DE COMPUTADOR. Analise as seguintes afirmativas sobre os modelos de processos de software: 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROGRAMADOR DE COMPUTADOR QUESTÃO 21 Analise as seguintes afirmativas sobre os modelos de processos de software: I. O modelo em cascata considera as atividades de

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. Não efetue qualquer marcação nos campos destinados à atribuição de notas.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. Não efetue qualquer marcação nos campos destinados à atribuição de notas. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deverá conter 14 (treze) questões de múltipla escolha, sendo 10 (dez) de Conhecimentos Específicos de Técnico de Informática e 4 (quatro)

Leia mais

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1

Engenharia de Software Introdução. Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Engenharia de Software Introdução Ricardo Argenton Ramos UNIVASF Engenharia de Software I - Aula 1 Tópicos Apresentação da Disciplina A importância do Software Software Aplicações de Software Paradigmas

Leia mais

DESCRITIVO DE CURSO. Profissionais que trabalham em escritórios e comunidade em geral. A Carga Horária Total do curso será de 160 horas/aula.

DESCRITIVO DE CURSO. Profissionais que trabalham em escritórios e comunidade em geral. A Carga Horária Total do curso será de 160 horas/aula. DESCRITIVO DE CURSO NOME DO CURSO: OPERADOR DE MICROCOMPUTADOR CBO 4121-10 (A, B, C, E, Y e Z) MODALIDADE: QUALIFICAÇÃO PROFISSIONAL BÁSICA Área: Tecnologia da Informação Nº 013 Atualização: Outubro de

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA.

INSTRUÇÕES NÃO SERÃO ACEITAS RECLAMAÇÕES FORMULADAS APÓS O INÍCIO DA PROVA. NÃO ESQUEÇA de assinar a LISTA DE PRESENÇA. INSTRUÇÕES Verifique, com muita atenção, este Caderno de QUESTÕES que deve conter 14 (quatorze) questões, sendo 03 (três) de Língua Portuguesa e 10 (dez) de Conhecimentos Específicos e 1 (uma) questão

Leia mais

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1

DESAFIO ETAPA 1 Passo 1 DESAFIO Um dos maiores avanços percebidos pela área de qualidade de software foi comprovar que a qualidade de um produto final (software) é uma consequência do processo pelo qual esse software foi desenvolvido.

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios:

Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios: TUTORIAL DE CONFIGURAÇÃO DE CONTAS DE EMAIL DO CEFETSVS Roteiro para configuração de conta de e-mail do CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SÃO VICENTE DO SUL dos seguintes domínios: CEFET-SVS (Sede)

Leia mais

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias

CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias CURSO DESENVOLVEDOR JAVA Edição Intensiva de Férias O curso foi especialmente planejado para os profissionais que desejam trabalhar com desenvolvimento de sistemas seguindo o paradigma Orientado a Objetos

Leia mais

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS

SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS SISTEMA DE AGENDAMENTO E GERENCIAMENTO DE CONSULTAS CLÍNICAS Pablo dos Santos Alves Alexander Roberto Valdameri - Orientador Roteiro da apresentação Introdução Objetivos Motivação Revisão bibliográfica

Leia mais

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário

Centro de Computação - Unicamp Gerência de Atendimento ao Cliente (e-mail:apoio@turing.unicamp.br) Sumário Sumário Conceitos Microsoft Access 97... 01 Inicialização do Access... 02 Convertendo um Banco de Dados... 03 Criando uma Tabela... 06 Estrutura da Tabela... 07 Propriedades do Campo... 08 Chave Primária...

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI

Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Curso Superior de Tecnologia em BD Curso Superior de Tecnologia em DAI Fundamentos de Banco de Dados Aula 01 Introdução aos Sistemas de Bancos de Dados Introdução aos Sistemas de BD Objetivo Apresentar

Leia mais

Roteiro 2 Conceitos Gerais

Roteiro 2 Conceitos Gerais Roteiro 2 Conceitos Gerais Objetivos: UC Projeto de Banco de Dados Explorar conceitos gerais de bancos de dados; o Arquitetura de bancos de dados: esquemas, categorias de modelos de dados, linguagens e

Leia mais

Padrões de Contagem de Pontos de Função

Padrões de Contagem de Pontos de Função Padrões de Contagem de Pontos de Função Contexto Versão: 1.0.0 Objetivo O propósito deste documento é apresentar os padrões estabelecidos para utilização da técnica de Análise de Pontos de Função no ambiente

Leia mais

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014

Concurso Público. Prova Prática - parte 2. Técnico Laboratório Informática. Técnico Administrativo em Educação 2014 Concurso Público Técnico Administrativo em Educação 2014 Prova Prática - parte 2 Técnico Laboratório Informática NÃO escreva seu nome ou assine em nenhuma folha da prova PROVA PRÁTICA - TÉCNICO LABORATÓRIO

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais