Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES"

Transcrição

1 CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA Av. Fernando Ferrari, S/N - Goiabeiras Vitória ES Brasil Fone: (27) Fax: (27) Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES Análise do Perfil Socioeconômico e Educacional dos Candidatos ao Processo Seletivo para Ingresso em 25/1 nas Modalidades Novo Curso, Transferência e Complementação de Estudos. Vitória 25

2 Solicitante: Pró Reitoria de Graduação. Responsáveis pelo Trabalho: Prof. Maria Angelica Fabris de Oliveira Prof Mauro Petersem Domingues Vanessa Gusmão Silva (monitora) Moysés Nascimento (monitor) Técnica Estatística: Estatística descritiva Programas Computacionais Utilizados: Microsoft Word, Microsoft Excel e SPSS 8..

3 RELATÓRIO DE TRABALHO ESTATÍSTICO 1. Introdução A PROGRAD é a unidade administrativo-acadêmica responsável pela condução das políticas acadêmicas de graduação, definidas pelos conselhos superiores da Universidade. Uma de suas principais tarefas é proceder ao registro de todos os dados pertinentes à vida acadêmica do estudante. Para garantir a eficácia das políticas acadêmicas de graduação, é necessário conhecer o perfil socioeconômico e educacional dos alunos. Uma análise desse perfil, objetivo dessa pesquisa, favorecerá o conhecimento das necessidades de cada centro de ensino, facilitando a elaboração de políticas tanto para esses setores, como para a própria instituição. A análise do perfil socioeconômico e educacional dos alunos será realizada, primeiramente, através da apresentação de tabelas e gráficos para cada pergunta do questionário socioeconômico e educacional. Analisaremos também cruzamentos com as variáveis resultado do processo seletivo e etnia.

4 2. Objetivos 2.1 Objetivo Geral: Analisar o perfil socioeconômico e educacional dos candidatos do processo seletivo para ingresso em 25/1 nas modalidades Novo Curso, Transferência e Complementação de Estudos. 2.2 Objetivos específicos: Analisar: As tabelas de freqüências e gráficos, por questão do questionário e as variáveis: modalidade, etnia, estado civil, sexo, idade, região onde mora e área de ensino dos respondentes Cruzamentos entre: _ Etnia e dados educacionais: onde cursou o ensino fundamental; número de vezes que prestou vestibular na UFES e em instituições privadas e resultado do processo seletivo. _ Etnia e a situação socioeconômica: tipo de atividade remunerada e renda mensal familiar. _ Etnia e anseios e expectativas: expectativa quanto ao curso superior, o motivo predominante para a escolha do curso e o motivo para tentar ingressar na UFES Cruzamentos entre o resultado do processo seletivo e as mesmas variáveis anteriores. Obs.: A significância estatística destes cruzamentos não foi feita devido algumas opções de respostas contarem com pequenas quantidades de respostas. Este fato inviabilizou a utilização do teste do qui-quadrado, metodologia utilizada para este fim.

5 3. Metodologia Participaram do estudo candidatos ao processo seletivo para ingresso em 25/1 nas modalidades transferência, novo curso e complementação de estudos, que responderam ao questionário sócio-educacional. O questionário com 23 questões, encontra-se no anexo 1. Ao todo foram respondidos, no momento da inscrição e de forma voluntária, questionários, do total de 236 inscritos.

6 4. Análise descritiva Geral: Os resultados apresentados incluem todos os candidatos que responderam ao questionário. Modalidade Modalidade Transferência Novo Curso Complementação de estudos candidatos , ,3 8 4,1 1, 14 Modalidade candidatos 4 2 Transferência Novo Curso Complementação de es

7 Etnia Etnia Branco Negro Amarelo candidatos , , ,2 1, Etnia 2 1 candidatos Branco Negro Amarelo Entendemos que a falta de opções aos candidatos pode ter prejudicado o resultado. Estado civil Estado Civil Solteiro Casado Desquitado Divorciado Viuvo Outros candidatos , ,3 18,9 44 2,3 6,3 41 2,1 1,

8 16 Estado Civil candidatos 4 2 Solteiro Desquitado Viuvo Casado Divorciado Outros Sexo Sexo Feminino Masculino candidatos , ,6 1, 12 Sexo candidatos 4 2 Feminino Masculino

9 Faixa etária Faixa Etária candidatos , , ,8 17 8, ,6 93 4,8 5 2,6 26 1, , 14 Faixa Etária candidatos Região onde mora 1. Região Metropolitana da Grande Vitória. 2. Macrorregião Metropolitana do Espírito Santo. 3. Macrorregião Sul do Espírito Santo. 4. Macrorregião Norte do Espírito Santo. 5. Macrorregião Noroeste do Espírito Santo.

10 6. Região Sudeste do Brasil, exceto Espírito Santo. 7. Região Nordeste do Brasil. 8. Região Norte do Brasil. 9. Região Centro Oeste do Brasil. 1. Região Sul do Brasil. Região onde Mora Região Metropolitana da Grande Vitória Município da Macrorregião Metropolitana Município da Macrorregião Sul do ES Municício da Macrorregião Norte do ES Município da Macrorregião Noroeste do ES Município da Região Sudeste, exceto no ES Município da Região Nordeste Município da Região Norte Município da Região Centro Oeste Município da Região Sul candidatos ,9 65 3,3 36 1,9 17,9 26 1,3 17 5,5 7,4 2,1 11,6 3, , 1 Região onde Mora 2 1 candidatos Para elaboramos a tabela e o gráfico acima dividimos o Estado do Espírito Santo em microrregiões, baseado no mapa de divisão regional do Espírito Santo elaborado pelo Instituto de Apoio à Pesquisa e ao Desenvolvimento Jones dos Santos Neves IPES. O

11 mapa encontra-se em anexo. A Região Metropolitana da Grande Vitória compreende os municípios de Vitória, Vila Velha, Cariacica, Fundão, Viana, Serra e Guarapari. Área de ensino Área de ensino CCJE - Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas CCA - Centro de Ciências Agrárias CA - Centro de Artes CT - Centro Tecnológico CCHN - Centro de Ciências Humanas e Naturais CEFD - Centro de Educação Física e Desportos CBM - Centro Biomédico CCE - Centro de Ciências Exatas CE - Centro de Educação candidatos 88 45,3 28 1,4 13 5, , ,4 6 3, ,2 4 2,1 8 4,1 1, 1 Área de ensino candidatos 2 CCJE CCA CA CT CCHN CFED CBM CCE CE

12 1. Em qual instituição foi obtido o curso superior? 1. Na UFES. 2. Em outra instituição pública da região Sudeste. 3. Em uma instituição pública (exceto UFES e instituições da região Sudeste). 4. Em uma instituição privada do Espírito Santo. 5. Em uma instituição privada da região Sudeste. 6. Em uma instituição privada (exceto instituições da região Sudeste). Instituição onde se graduou. UFES Outra pública no Sudeste Pública fora do Sudeste Privada no ES Privada Sudeste Privada fora do Sudeste válido Número de candidatos ,4 54 6,4 33 3, ,8 7 8,3 1 1, , 199

13 Instituição onde se graduou número de candidatos Essa questão foi direcionada exclusivamente aos candidatos das modalidades novo curso e complementação de estudos, que somam 766. No entanto, verificamos que alguns candidatos à transferência também responderam. 2. Qual o ano de conclusão do curso superior? Ano de conclusão do curso superior >= 2 candidatos 2,3 2 2,5 51 6,4 9 11, , , , 115

14 5 Ano de conclusão do curso superior candidatos >= 2 Essa questão foi direcionada exclusivamente aos candidatos das modalidades novo curso e complementação de estudos, que somam 766. No entanto, verificamos que alguns candidatos à transferência também responderam. 3. Onde cursou o ensino fundamental? 1. Todo ou a maior parte em escola pública federal. 2. Todo ou a maior parte em escola pública estadual. 3. Todo ou a maior parte em escola pública municipal. 4. Todo ou a maior parte em escola particular. 5. Todo ou a maior parte em cursos/exames supletivos.

15 Onde cursou o ensino fundamental. Onde cursou o ensino fundamental. candidatos 1 Pública federal 77 4, 8 Pública estadual ,5 Pública municipal ,5 6 Particular ,9 Cursos/exames supletivos válido Não responderam 2 1, 197 1, 35 n de candidatos Nível de instrução de seu pai: 1. Nunca esteve na escola. 2. Ensino fundamental (1º grau) incompleto. 3. Ensino fundamental (1º grau) completo. 4. Ensino médio (2º grau) incompleto. 5. Ensino médio (2º grau) completo. 6. Curso de nível superior incompleto. 7. Curso de nível superior completo. Nível de instrução do pai. Nível de instrução do pai. candidatos 6 Nunca esteve na escola Ensino fundamental incompleto Ensino fundamental completo 44 2, ,2 27 1,8 5 4 Ensino médio incompleto 132 6,9 3 Ensino médio completo , Superior incompleto Superior completo válido 11 5, , , 28 candidatos

16 5. Nível de instrução de sua mãe: 1. Nunca esteve na escola. 2. Ensino fundamental (1º grau) incompleto. 3. Ensino fundamental (1º grau) completo. 4. Ensino médio (2º grau) incompleto. 5. Ensino médio (2º grau) completo. 6. Curso de nível superior incompleto. 7. Curso de nível superior completo. Nível de instrução da mãe. Nunca esteve na escola candidatos 53 2,8 6 Nível de instrução da mãe. Ensino fundamental incompleto ,6 5 Ensino fundamental completo 199 1,4 4 Ensino médio incompleto 117 6,1 3 Ensino médio completo ,2 Superior incompleto Superior completo válido 15 5, , , 21 n de candidatos Ocupação do pai ou responsável: 1. Agricultor/empregado rural. 2. Funcionário de empresa privada. 3. Empresário. 4. Profissional liberal. 5. Servidor público. 6. Outras.

17 Ocupação do pai ou responsável. 1 Ocupação do pai ou responsável. Agricultor/empregado rural candidatos 139 7,3 8 Funcionário de empresa privada Empresário 28 14, ,2 6 Profissional liberal Servidor público Outros válido , , , , 35 n de candidatos Nessa questão podemos notar que o número de candidatos que optaram pela resposta outros foi muito grande, tornando nossa análise pouco conclusiva. A falta de opções como desempregado ou falecido pode ter contribuído para o resultado. 7. Ocupação da mãe: 1. Agricultor/empregado rural. 2. Funcionário de empresa privada. 3. Empresário. 4. Profissional liberal. 5. Servidor público. 6. Outras.

18 Ocupação da mãe. 12 Ocupação da mãe. Agricultor/empregado rural candidatos 58 3, 1 8 Funcionário de empresa privada Empresário 117 6,1 74 3,9 6 Profissional liberal Servidor público Outros válido 171 8, , , , 25 candidatos Nessa questão podemos notar que o número de candidatos que optaram pela resposta outros foi muito grande, tornando nossa análise pouco conclusiva. A falta de opções como desempregado, falecido ou atividade doméstica pode ter contribuído para o resultado. 8. Descrição que melhor expressa a situação atual de seu pai: 1. Está desempregado. 2. Trabalha. 3. É aposentado e não está trabalhando. 4. É aposentado, mas continua trabalhando. 5. Vive de rendas. 6. É falecido e deixou pensão para os dependentes. 7. É falecido e não deixou pensão para os dependentes.

19 Situação atual do pai ou responsável. Está desempregado candidatos 97 5,1 Situação atual do pai ou responsável. Trabalha ,5 1 É aposentado e não está trabalhando É aposentado, mas continua trabalhando , ,1 8 Vive de rendas 33 1,7 6 É falecido e deixou pensão para os dependentes É falecido e não deixou pensão para os dependentes válido 172 9, 158 8, , 33 candidatos Descrição que melhor expressa a situação atual de sua mãe: 1. Está desempregado. 2. Trabalha. 3. É aposentado e não está trabalhando. 4. É aposentado, mas continua trabalhando. 5. Vive de rendas. 6. É falecido e deixou pensão para os dependentes. 7. É falecido e não deixou pensão para os dependentes. Situação atual da mãe. candidatos 1 Situação atual da mãe. Está desempregado ,9 Trabalha É aposentado e não está trabalhando 778 4, ,9 8 É aposentado, mas continua trabalhando 18 5,7 6 Vive de rendas 17 8,9 É falecido e deixou pensão para os dependentes 19 1, 4 É falecido e não deixou pensão para os dependentes válido 95 5, , 31 candidatos

20 Nessa questão alguns candidatos podem ter declarado a situação atual da mãe como desempregada por falta de uma opção que atendesse a condição de mães que se dedicam exclusivamente a atividades domésticas. 1. Tipo de atividade remunerada que você exerce: 1. Não exerço atividade remunerada. 2. Trabalho eventualmente. 3. Trabalho em tempo parcial (até 3 h semanais). 4. Trabalho em tempo integral (mais de 3 h semanais). Atividade remunerada exercida pelo candidato. Não exerço atividade remunerada Trabalho eventualmente Trabalho em tempo parcial Trabalho em tempo integral válido candidatos , , , , 199 1, 33 candidatos Tipo de atividade remunerada Participação na vida econômica de sua família: 1. Não trabalho e meus gastos são financiados pela família ou por outras pessoas. 2. Trabalho, mas recebo ajuda financeira da família ou de outras pessoas. 3. Trabalho e sou responsável pelo meu sustento, não recebendo ajuda financeira da família ou de outras pessoas. 4. Trabalho e sou responsável pelo meu sustento, além de contribuir para o sustento da família ou de outras pessoas. 5. Trabalho e sou o principal responsável pelo sustento da família.

21 Participação econômica do candidato em sua família. Não trabalho e meus gastos são financiados pela família Trabalho, mas recebo ajuda financeira da família Trabalho e sou responsável pelo meu sustento Trabalho para o meu sustento e ajudo no de minha família Trabalho e sou o principal responsável pelo sustento da família válido candidatos , , , , , , 31 8 Participação econômica do candidato em sua família. 6 4 candidatos Renda mensal de sua família (incluindo a sua renda): 1. Até três salários mínimos. 2. Acima de três até cinco salários mínimos. 3. Acima de cinco até 1 salários mínimos. 4. Acima de 1 até 15 salários mínimos. 5. Acima de 15 até 2 salários mínimos.

22 6. Acima de 2 até 3 salários mínimos. 7. Acima de 3 salários mínimos. Renda mensal da família do candidato (incluindo a do próprio). Até 3 salários mínimos De 3 a 5 salários mínimos De 5 a 1 salários mínimos De 1 a 15 salários mínimos De 15 a 2 salários mínimos De 2 a 3 salários mínimos Acima de 3 salários mínimos válido candidatos 16 8, , , , , ,1 86 4, , 3 Renda mensal familiar (incluindo a do candidato) candidatos Número de pessoas que vivem da renda mensal de seu grupo familiar, incluindo você próprio, mas excluindo empregado(a)s doméstico(a)s: 1. Uma. 2. Duas 3. Três. 4. Quatro. 5. Cinco 6. Seis. 7. Sete ou mais.

23 Número de pessoas que vivem da renda mensal familiar. Uma Duas Três Quatro Cinco Seis Sete ou mais válido candidatos 72 3, , , , ,2 19 5,7 61 3, , 28 Número de pessoas que vivem da renda mensal familiar candidatos 2 1 Uma Duas Três Quatro Cinco Seis Sete ou mais 14. Seus pais moram em: 1. Pensão. 2. Residência alugada. 3. Residência própria. 4. Hotel. 5. Residência de parentes. 6. Outro tipo de moradia.

24 Tipo de moradia dos pais. Tipo de moradia dos pais. 2 candidatos Residência alugada 157 8,3 Residência própria ,5 Hotel Residência de parentes 1,1 59 3,1 1 Outro tipo de moradia válido 57 3, , 53 candidatos Se você não mora com seus pais, indique seu tipo de moradia. 1. Pensão. 2. República. 3. Quarto alugado. 4. Residência alugada. 5. Residência própria. 6. Hotel. 7. Residência de parentes. 8. Outro tipo de moradia. Tipo de moradia do candidato, caso não more com os pais. Pensão República Quarto alugado Residência alugada Residência própria Hotel Residência de parentes Outro tipo de moradia válido candidatos 6, ,5 19 1, , ,6 1, ,7 5 4, , 897

25 Tipo de moradia do candidato, caso não more com os pais candidatos Quantos carros de passeio sua família possui (exclua carros usados para fins de trabalho como táxi, caminhão, van, microônibus, etc)? 1. Um. 2. Dois. 3. Três ou mais. 4. Nenhum. 12 Número de carros de passeio da família. Número de carros de passeio da família. 1 candidatos 8 Um 14 52,9 6 Dois ,1 Três ou mais Nenhum válido 99 5, , , 44 candidatos 4 2 Um Dois Três ou mais Nenhum 17. Quantas vezes você já participou do Processo Seletivo para Vagas Remanescentes da UFES? 1. Uma. 2. Duas. 3. Três vezes. 4. Quatro ou mais. 5. Nenhuma vez.

26 16 Número de vezes que participou desse processo seletivo na UFES. 14 Número de vezes que participou desse processo seletivo na UFES. 12 Uma candidatos 3 15,8 1 8 Duas Três vezes Quatro ou mais Nenhuma vez válido 7 3,7 2 1,1 4, , , 48 candidatos Uma Duas Três Quatro ou mais Nenhuma vez 18. O que você espera em primeiro lugar de um curso de nível superior? 1. Aquisição de conhecimentos que permitam compreender melhor o mundo em que vivemos. 2.Aquisição de conhecimentos que permitam melhorar o meu nível de instrução. 3.Qualificação para o exercício de uma profissão. 4. Formação acadêmica para melhorar a atividade profissional que já desempenho. 5. Obtenção de um diploma universitário. 6. Outra expectativa. Expectativa principal quanto ao curso superior. Compreender melhor o mundo Melhorar o meu nível de instrução Qualificação para o exercício de uma profissão Melhorar a atividade profissional que já desempenho Obtenção de um diploma universitário Outra expectativa válido candidatos 28 1, , , ,3 4,2 77 4, , 29

27 12 Expectativa principal quanto ao curso superior candidatos Qual o motivo predominante da escolha do curso para o qual você está se candidatando? 1. Possibilidade de emprego. 2. Prestígio social da profissão. 3. Curso adequado a minha aptidão pessoal e vocacional. 4. Possibilidade de poder contribuir para a sociedade. 5. Baixa concorrência pelas vagas. 6. Amplas expectativas salariais. 7. Curso oferecido em horário conveniente. 8. Único curso que é acessível. 9. Outros motivos.

28 Motivo predominante da escolha do curso para o qual esta se candidatando. candidatos Possibilidade de emprego 188 9,8 Prestígio social da profissão Curso adequado a minha aptidão pessoal e vocacional 31 1, ,5 14 Motivo predominante para escolha do curso. Possibilidade de poder contribuir para a sociedade ,3 12 Baixa concorrência pelas vagas 2,1 1 Amplas expectativas salariais 29 1,5 8 Curso oferecido em horário conveniente 15,8 6 Único curso que é acessível Outros motivos válido 8,4 28 1, , 29 candidatos Qual o principal motivo para você tentar ingressar em um curso superior da UFES? 1. Qualidade. 2. Gratuidade. 3. No Espírito Santo apenas a UFES oferece o curso da minha preferência. 4. Outros motivos. 12 Motivo principal para tentativa de ingresso na UFES Motivo principal para tentativa de ingresso em um curso superior da UFES. 1 Qualidade candidatos ,3 8 Gratuidade No ES apenas a UFES oferece o curso da minha preferência Outros motivos válido ,2 77 4, 143 7, , 29 candidatos

29 21. Quantas vezes você prestou vestibular na UFES? 1. Uma. 2. Duas. 3. Três vezes. 4. Quatro ou mais. 5. Nenhuma vez. 5 Número de vezes que prestou vestibular na UFES. Número de vezes que prestou vestibular na UFES. Uma candidatos , 4 3 Duas ,6 Três vezes Quatro ou mais Nunhuma vez válido ,5 61 4, , , 672 candidatos 2 1 Uma Duas Três Quatro ou mais Nenhuma Essa questão foi direcionada exclusivamente aos candidatos da modalidade transferência, que somam No entanto, verificamos que alguns candidatos a novo curso e complementação de estudos também responderam. 22. Quantas vezes você prestou vestibular em outra instituição pública? 1. Uma. 2. Duas. 3. Três vezes. 4. Quatro ou mais. 5. Nenhuma vez. Número de vezes que prestou vestibular em outra instituição pública. Uma Duas Três vezes Quatro ou mais Nenhuma vez válido candidatos , 132 1,6 54 4,3 48 3, , , 7

30 8 Número de vezes que prestou vestibular em outra instituição publica. 6 4 candidatos 2 Uma Duas Três Quatro ou mais Nenhuma Essa questão foi direcionada exclusivamente aos candidatos da modalidade transferência, que somam No entanto, verificamos que alguns candidatos a novo curso e complementação de estudos também responderam. 23. Quantas vezes você prestou vestibular em instituição(ões) privada(s)? 1. Uma. 2. Duas. 3. Três vezes. 4. Quatro ou mais. 5. Nenhuma vez. Número de vezes que prestou vestibular em instituição (ões) privada (s). Uma Duas Três vezes Quatro ou mais Nenhuma vez válido candidatos , ,4 95 7,5 53 4, , , 683

31 8 Número de vezes que prestou vestibular em instituição(ões) privada(s). 6 4 candidatos 2 Uma Duas Três Quatro ou mais Nenhuma Essa questão foi direcionada exclusivamente aos candidatos da modalidade transferência, que somam No entanto, verificamos que alguns candidatos a novo curso e complementação de estudos também responderam.

32 5. Análise de Cruzamentos e Significância estatística: Os cruzamentos entre etnia e outras variáveis incluem todos os candidatos que responderam ao questionário. Os cruzamentos entre resultado do processo seletivo e outras variáveis incluem apenas os candidatos que fizeram a prova. A significância estatística foi testada através do teste do qui-quadrado, com nível de significância de 5, isto é, o p-valor inferior a,5 indica que as variáveis estão correlacionadas. Etnia X Dados Educacionais Onde cursou o ensino fundamental X Etnia Etnia Onde cursou o ensino fundamental. Todo ou maior parte em escola pública federal Todo ou maior parte em escola pública estadual Branco Negro Amarelo , 19,5 6,5 1, ,2 18,1 7,8 1, Todo ou maior parte em escola pública municipal ,5 2,2 9,3 1, Todo ou maior parte em escola particular ,7 9,5 5,8 1, Todo ou maior parte em supletivos , 15, 15, 1, ,6 14,4 7,1 1,

33 Número de vezes que prestou vestibular na UFES X Etnia Etnia Número de vezes que prestou vestibular na UFES. Uma Duas Branco Negro Amarelo ,8 1,8 7,4 1, ,6 13,1 9,3 1, Três ,6 18,9 7,5 1, Quatro ou mais ,1 18, 9,8 1, Nenhuma ,5 14, 8,5 1, ,3 13,5 8,3 1, Número de vezes que prestou vestibular em instituição(ões) privada(s) X Etnia Etnia Branco Negro Amarelo Número de vezes que prestou vestibular em instituição(ões) privada(s). Uma Duas ,6 13,7 8,7 1, , 1,5 11,5 1, Três ,8 17,9 6,3 1, Quatro ou mais , 13,2 3,8 1, Nenhuma ,3 14,6 4,1 1, ,2 13,3 8,5 1,

34 Resultado X Etnia Etnia Branco Negro Amarelo Resultado CLASSIFICADO ,9 14,2 4,9 1, SUPLENTE ,7 16,5 5,8 1, DESCLASSIFICADO ,7 14,5 7,8 1, ,2 14,7 7,1 1, Etnia X Situação Socioeconômica Tipo de atividade remunerada X Etnia Etnia Tipo de atividade remunerada Não exerce atividade remunerada Trabalha eventualmente Branco Negro Amarelo ,4 1,2 7,4 1, , 16,4 6,7 1, Trabalha em tempo parcial (até 3 hs semanais) ,3 15,2 5,5 1, Trabalha em tempo integral (mais de 3 hs semanais) ,1 18,7 8,2 1, ,4 14,5 7,1 1,

35 Renda mensal da família do candidato(incluindo a do próprio) X Etnia Etnia Renda mensal da família do candidato(incluindo a do próprio). Até 3 salários mínimos De 3 a 5 salários mínimos Branco Negro Amarelo ,4 16,9 13,8 1, , 19,7 9,3 1, De 5 a 1 salários mínimos ,9 15,2 6,9 1, De 1 a 15 salários mínimos ,4 15, 4,7 1, De 15 a 2 salários mínimos ,4 7,1 6,6 1, De 2 a 3 salários mínimos ,7 7,4 2,9 1, Acima de 3 salários mínimos ,9 4,7 3,5 1, ,3 14,5 7,2 1, Etnia X Anseios e Expectativas Expectativa principal quanto ao curso superior X Etnia Etnia Expectativa principal quanto ao curso superior. Compreender melhor o mundo que vive Melhorar nível de instrução Branco Negro Amarelo ,4 14,9 7,7 1, ,4 15,8 6,8 1, Qualificação para exercício de uma profissão , 12,4 8,6 1, Melhorar atividade profissional que já desempenha ,9 18,2 3,9 1, Obtenção de um diploma universitário 4 4 1,,, 1, Outra expectativa ,6 18,2 5,2 1, ,3 14,5 7,2 1,

36 Motivo predominante da escolha do curso para o qual esta se candidatando X Etnia Etnia Motivo predominante da escolha do curso para o qual esta se candidatando. Possibilidade de emprego Prestígio social da profissão Branco Negro Amarelo ,1 13,8 9, 1, ,4 9,7 12,9 1, Curso adequado à aptidão pessoal e vocacional ,8 14,9 7,3 1, Possibilidade de poder contribuir para a sociedade ,2 12,4 7,4 1, Baixa concorrência pelas vagas , 5,, 1, Amplas expectativas salariais ,9 13,8 1,3 1, Curso oferecido em horário conveniente ,7 13,3, 1, Único que é acessível ,5 37,5, 1, Outros motivos ,3 14,9 3,8 1, ,3 14,5 7,2 1, Motivo principal para tentativa de ingresso em um curso superior da UFES X Etnia Etnia Motivo principal para tentativa de ingresso em um curso superior da UFES. Qualidade Gratuidade Branco Negro Amarelo ,1 13, 7,9 1, ,4 15,7 6,9 1, No Estado, apenas a UFES oferece o curso ,3 18,2 6,5 1, Outros motivos ,6 18,2 4,2 1, ,3 14,5 7,2 1,

37 Resultado X Dados Educacionais Onde cursou o ensino fundamental X Resultado Resultado Onde cursou o ensino fundamental. Todo ou maior parte em escola pública federal Todo ou maior parte em escola pública estadual CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO ,2 5,5 76,4 1, ,2 8,7 74,1 1, Todo ou maior parte em escola pública municipal ,5 9,9 71,5 1, Todo ou maior parte em escola particular ,9 9,2 72,9 1, Todo ou maior parte em supletivos ,7 7,7 84,6 1, ,7 8,9 73,4 1, Número de vezes que prestou vestibular na UFES X Resultado Resultado CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO Número de vezes que prestou vestibular na UFES. Uma Duas , 5,9 74,1 1, ,6 12,2 76,2 1, Três ,4 8,6 72, 1, Quatro ou mais ,8 17,9 69,2 1, Nenhuma ,1 6,8 77, 1, ,6 8,6 74,7 1,

38 Número de vezes que prestou vestibular em instituição(ões) privada(s) X Resultado Resultado CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO Número de vezes que prestou vestibular em instituição(ões) privada(s). Uma Duas , 9,2 75,8 1, ,8 8,7 75,5 1, Três ,2 4,5 77,3 1, Quatro ou mais , 2, 68, 1, Nenhuma ,6 5,3 67,1 1, ,6 8,8 74,7 1, Resultado X Situação Socioeconômica Tipo de atividade remunerada X Resultado Resultado Tipo de atividade remunerada Não exerce atividade remunerada Trabalha eventualmente CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO ,7 1,3 74, 1, ,8 9,4 71,9 1, Trabalha em tempo parcial (até 3 hs semanais) ,8 1, 68,2 1, Trabalha em tempo integral (mais de 3 hs semanais) ,9 5,4 77,7 1, ,8 8,7 73,5 1,

39 Renda mensal da família do candidato(incluindo a do próprio) X Resultado Resultado Renda mensal da família do candidato(incluindo a do próprio). Até 3 salários mínimos De 3 a 5 salários mínimos CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO ,7 5,6 78,7 1, ,7 9,7 73,6 1, De 5 a 1 salários mínimos , 8, 76, 1, De 1 a 15 salários mínimos ,1 8,9 7, 1, De 15 a 2 salários mínimos , 8,3 72,7 1, De 2 a 3 salários mínimos ,9 1,4 72,7 1, Acima de 3 salários mínimos ,5 12,8 61,7 1, ,7 8,7 73,5 1,

40 Resultado X Anseios e Expectativas Expectativa principal quanto ao curso superior X Resultado Resultado Expectativa principal quanto ao curso superior. Compreender melhor o mundo que vive Melhorar nível de instrução CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO ,1 8,1 7,7 1, ,7 5,1 76,3 1, Qualificação para exercício de uma profissão ,6 9,4 75, 1, Melhorar atividade profissional que já desempenha ,2 9,4 67,5 1, Obtenção de um diploma universitário 1 1,, 1, 1, Outra expectativa , 14, 79,1 1, ,7 8,6 73,6 1,

41 Motivo predominante da escolha do curso para o qual esta se candidatando X Resultado Resultado Motivo predominante da escolha do curso para o qual esta se candidatando. Possibilidade de emprego Prestígio social da profissão CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO ,2 7,3 74,5 1, ,8 14,3 81, 1, Curso adequado à aptidão pessoal e vocacional ,5 8,8 72,7 1, Possibilidade de poder contribuir para a sociedade ,1 8,7 76,2 1, Baixa concorrência pelas vagas 2 2,, 1, 1, Amplas expectativas salariais ,, 8, 1, Curso oferecido em horário conveniente 1 6 7, 14,3 85,7 1, Único que é acessível ,3, 85,7 1, Outros motivos ,9 9,8 72,4 1, ,6 8,7 73,7 1, Motivo principal para tentativa de ingresso em um curso superior da UFES X Resultado Resultado CLASSIFI CADO SUPLENTE DESCLAS SIFICADO Motivo principal para tentativa de ingresso em um curso superior da UFES. Qualidade Gratuidade ,1 9,3 72,6 1, ,4 7,9 75,7 1, No Estado, apenas a UFES oferece o curso ,2 8,9 67,9 1, Outros motivos ,4 8,1 74,4 1, ,7 8,7 73,6 1,

Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES

Relatório de Trabalho Estatístico Laboratório de Estatística DEST- CCE - UFES CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA LABORATÓRIO DE ESTATÍSTICA Av. Fernando Ferrari, S/N - Goiabeiras 29060-900 - Vitória ES Brasil E-mail: lestat@cce.ufes.br Fone: (27) 3352470 Fax:

Leia mais

I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 3 ASSINALE A ALTERNATIVA QUE IDENTIFICA A SUA COR OU RAÇA: 1 BRANCA 2 PRETA 3 PARDA 4 AMARELA 5 INDÍGENA

I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 3 ASSINALE A ALTERNATIVA QUE IDENTIFICA A SUA COR OU RAÇA: 1 BRANCA 2 PRETA 3 PARDA 4 AMARELA 5 INDÍGENA I - QUESTIONÁRIO SÓCIO-ECONÔMICO-EDUCACIONAL 1 SEXO: 1 MASCULINO 2 FEMININO 2 QUAL A SUA IDADE? 1 MENOS DE 16 ANOS 2 DE 16 A 18 ANOS 3 DE 19 A 21 ANOS 4 DE 22 A 25 ANOS 5 DE 26 A 30 ANOS 6 MAIS DE 31 ANOS

Leia mais

Reitor Prof. Helvécio Luiz Reis. Vice-Reitora Profa. Valéria Heloisa Kemp. Pró-Reitor de Ensino de Graduação Prof.

Reitor Prof. Helvécio Luiz Reis. Vice-Reitora Profa. Valéria Heloisa Kemp. Pró-Reitor de Ensino de Graduação Prof. Reitor Prof. Helvécio Luiz Reis Vice-Reitora Profa. Valéria Heloisa Kemp Pró-Reitor de Ensino de Graduação Prof. Murilo Cruz Leal Presidente da Comissão Permanente de Vestibular Prof. Hewerson Zansávio

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA CADASTRO SOCIOECONÔMICO DO ESTUDANTE PARA SOLICITAÇÃO DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL. ANO 1. DADOS DO ESTUDANTE Nome: Curso: Código/ Matrícula: Campus: Ano de ingresso: Período: Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT PROCESSO DE SELEÇÃO PARA RESIDIR NA CASA DO ESTUDANTE UNIVERSITÁRIO - CEU SEMESTRE DE 2014/2 EDITAL Nº 002/2014 UNEMAT DIRETORIA POLÍTICO, PEDAGÓGICO E FINANCEIRO A, por intermédio da DIRETORIA POLÍTICO,

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIO-ECONÔMICO

QUESTIONÁRIO SOCIO-ECONÔMICO QUESTIONÁRIO SOCIO-ECONÔMICO SAE/Nº. Nome: Nº. de matrícula: Curso: Endereço: Contato: Fone Fixo ( ) Celular ( ) E-mail: PREZADO (A) ALUNO (A) ESTE QUESTIONÁRIO TEM COMO OBJETIVO CONHECER OS ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS

Leia mais

09002 - Letras com Habilitação em Língua Inglesa e suas respectivas Literaturas (Lic.) (Noturno) 2º sem. Núcleo Avançado de Educação Superior de Macau

09002 - Letras com Habilitação em Língua Inglesa e suas respectivas Literaturas (Lic.) (Noturno) 2º sem. Núcleo Avançado de Educação Superior de Macau 2011 01 - Local atual da residência: Na cidade sede do curso que prestará seleção (caso não resida no município de Natal) 22,3 % Na capital do estado do Rio Grande do Norte 2,9 % Em outra cidade do interior

Leia mais

EDITAL Nº 045/2014, DE 10 DE JULHO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2014/2 Moradia Estudantil

EDITAL Nº 045/2014, DE 10 DE JULHO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2014/2 Moradia Estudantil EDITAL Nº 045/2014, DE 10 DE JULHO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2014/2 Moradia Estudantil O INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA FARROUPILHA Câmpus São Vicente do Sul, no uso de suas atribuições,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO UFMA CADASTRO SOCIOECONÔMICO PARA SOLICITAÇÃO DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL. 1. DADOS DO ESTUDANTE Nome: Curso: Código/ Matrícula: Campus: Ano de ingresso: Período: Turno: ( ) Matutino ( ) Vespertino ( ) Noturno

Leia mais

ANEXO II - QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL

ANEXO II - QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL ANEXO II - QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL Processo Seletivo Faculdade AMEC Trabuco 2005.1 Este questionário, que compõe o material de inscrição, tem o objetivo exclusivo de coletar dados socioculturais dos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários Divisão de Assistência Estudantil Serviço de Bolsa

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários Divisão de Assistência Estudantil Serviço de Bolsa UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários Divisão de Assistência Estudantil Serviço de Bolsa LEIA ATENTAMENTE ANTES DE PREENCHER O FORMULÁRIO As Bolsas e Serviços são concedidos

Leia mais

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM RECURSOS HUMANOS FEVEREIRO DE 2011 Tabela 01 Estado civil: Solteiro 28 82 Casado 5 15 Viúvo Divorciado 1 3 Desquitado União estável

Leia mais

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING

RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING RELATÓRIO SOCIOECONÔMICO DE AVALIAÇÃO DOS CALOUROS DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA DE GESTÃO EM MARKETING FEVEREIRO DE 2011 Relatório Socioeconômico da Faculdade Montes Belos Para elaborarmos o perfil

Leia mais

-Bolsa Moradia Consiste na concessão de recurso financeiro para custear despesas de moradia, aos

-Bolsa Moradia Consiste na concessão de recurso financeiro para custear despesas de moradia, aos UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA - UFV Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários - PCD Serviço de Bolsa - SBO LEIA ATENTAMENTE ANTES DE PREENCHER O FORMULÁRIO As Bolsas e Serviços são concedidos pela UFV, por

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL

QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL QUESTIONÁRIO SOCIOCULTURAL Este questionário, que compõe o processo de inscrição, tem o objetivo exclusivo de coletar dados socioculturais dos candidatos ao ingresso nos cursos de graduação da Faculdade

Leia mais

PROGRAMA DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO PARA

PROGRAMA DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO PARA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS IFMG- FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA DE ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO PARA VESTIBULAR FAVOR PREENCHER TODO FORMULÁRIO EM LETRA DE FORMA. 1 2

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Redes de Computadores AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 FEMININO; 1 Sexo MASCULINO; 89,3% MASCULINO FEMININO A PARTIR DE 51 ANOS;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COMISSÃO COORDENADORA DO VESTIBULAR

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COMISSÃO COORDENADORA DO VESTIBULAR UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO COMISSÃO COORDENADORA DO VESTIBULAR MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO 2011 2 SETEMBRO/2010 Em permanente evolução, a Ufes está na direção do seu futuro A Universidade

Leia mais

IFMG FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO O DO IFMG/2010 2º PROCESSO SELETIVO SELETIV

IFMG FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO O DO IFMG/2010 2º PROCESSO SELETIVO SELETIV MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS IFMG FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO 2º PROCESSO SELETIVO SELETIV O DO IFMG/2010 FAVOR PREENCHER TODO FORMULÁRIO

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Turismo AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 Sexo MASCULINO; 23,2% DE 36 A 50 ANOS; 7,9% A PARTIR DE 51 ANOS; Faixa etária ATÉ 17 ANOS;

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Marketing AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 Sexo MASCULINO; 35,6% DE 36 A 50 ANOS; 8,0% A PARTIR DE 51 ANOS; 1,8% Faixa etária ATÉ

Leia mais

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL NÚCLEO FORTALEZA Questionário Sóciocultural Curso Nutrição AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FORTALEZA, 21 DE JULHO DE 2011 FEMININO; 90,4% Sexo MASCULINO; 9,6% MASCULINO FEMININO DE 36 A 50 ANOS; 7,1% A PARTIR

Leia mais

TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO VESTIBULAR 2013

TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO VESTIBULAR 2013 TABELAS COM O PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS APROVADOS NO CURSO DE TURISMO NATAL, 2013 1 Lista de Tabelas: Tabela 1: Gênero... 3 Tabela 2: Estado Civil... 3 Tabela 3: Como você se considera?... 3 Tabela 4:

Leia mais

EDITAL Nº 065/2014, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2015/1 Moradia Estudantil

EDITAL Nº 065/2014, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2015/1 Moradia Estudantil EDITAL Nº 065/2014, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 SELEÇÃO IF FARROUPILHA 2015/1 Moradia Estudantil O Câmpus São Vicente do Sul, no uso de suas atribuições, torna público o EDITAL DE SELEÇÃO PARA MORADIA ESTUDANTIL,

Leia mais

Sexo. Faixa etária. Questionário Sociocultural Campus Campo Grande - RJ 2011. Geral 1 - Sexo: % MASCULINO 44,4% FEMININO 55,6% Total 1204

Sexo. Faixa etária. Questionário Sociocultural Campus Campo Grande - RJ 2011. Geral 1 - Sexo: % MASCULINO 44,4% FEMININO 55,6% Total 1204 1 - Sexo: MASCULINO 44,4 FEMININO 55,6 Sexo FEMININO; 55,6 MASCULINO; 44,4 2 - Qual a sua faixa etária? ATÉ 17 ANOS 0,7 DE 18 A 24 ANOS 36,3 DE 25 A 35 ANOS 42,8 DE 36 A 50 ANOS 17,4 A PARTIR DE 51 ANOS

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL DE INGRESSO N 01/PROEX/2013

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL DE INGRESSO N 01/PROEX/2013 EDITAL DE INGRESSO N 01/PROEX/2013 A Reitora do Instituto Federal de Santa Catarina torna pública a abertura de inscrições, no período de 14 a 27 de novembro de 2013, para provimento de vagas, no curso

Leia mais

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas

Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Pesquisa Nacional de Saúde Módulo de Cobertura de Plano de Saúde Notas Técnicas Sumário Origem dos dados... 2 Descrição das variáveis disponíveis para tabulação... 3 Variáveis de conteúdo... 3 %Pessoas

Leia mais

EDITAL Nº 60/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PROGRAMA NACIONAL MULHERES MIL

EDITAL Nº 60/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO PROGRAMA NACIONAL MULHERES MIL EDITAL Nº 60/2012 PROCESSO SELETIVO PARA CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA DO A Diretora Geral do Campus Vilhena do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia IFRO, no uso das

Leia mais

Questionário Socioeconômico para Seleção de Programas de Assistência Estudantil

Questionário Socioeconômico para Seleção de Programas de Assistência Estudantil Questionário Socioeconômico para Seleção de Programas de Assistência Estudantil Universidade Federal de Viçosa Pró-Reitoria de Assuntos Comunitários 1 - SOLICITAÇÃO Serviço de Moradia Serviço de Alimentação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA ESTUDANTIL Os programas de assistência estudantil da UFRPE

Leia mais

Instituída por professores do Departamento de Administração da FEA/USP Rua José Alves da Cunha Lima, 172 - Butantã CEP 05360-050 - São Paulo - SP -

Instituída por professores do Departamento de Administração da FEA/USP Rua José Alves da Cunha Lima, 172 - Butantã CEP 05360-050 - São Paulo - SP - 2007 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO ACADÊMICA E PROFISSIONAL CAP JOVEM APRENDIZ INSCRIÇÕES: O processo seletivo será dividido em 3 (três) etapas eliminatórias. 1º Etapa: Avaliação Sócio-Econômica Resultado em

Leia mais

Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (Marque com X as modalidades solicitadas):

Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (Marque com X as modalidades solicitadas): INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS RIO POMBA ANEXO I FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (Marque com X as modalidades

Leia mais

ANEXO I QUESTIONARIO SÓCIO-ECONÔMICO

ANEXO I QUESTIONARIO SÓCIO-ECONÔMICO PROJETO DE LEI DE ASSISTENCIA ESTUDANTIL AO TRANSPORTE DE ALUNOS UNIVERSITÁRIOS DE DOM EXPEDITO LOPES-PI À PICOS-PI EXERCÍCIO DE 2015 1- DADOS PESSOAIS Nome: Instituição de Ensino: ANEXO I QUESTIONARIO

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMAS DE APOIO À GESTANTE

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMAS DE APOIO À GESTANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE GESTÃO ESTUDANTIL FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO PROGRAMAS DE APOIO À GESTANTE Os programas de assistência estudantil da UFRPE destinam-se

Leia mais

Questionário socioeconômico para isenção do vestibular 2009/1

Questionário socioeconômico para isenção do vestibular 2009/1 Questionário socioeconômico para isenção do vestibular 2009/1 I-Identificação Nome completo: Data de nascimento: / / Curso pretendido: Sexo: ( )Feminino ( )Masculino Estado Civil: ( ) solteiro(a) ( ) casado(a)

Leia mais

ANEXO II QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DADOS DO ESTUDANTE

ANEXO II QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DADOS DO ESTUDANTE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SÃO CARLOS Rod. Washington Luis, km 235 Prédio AT6 Sala 136 Monjolinho São Paulo/SP - CEP 13565-905 - Fone

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROCESSO SELETIVO 2007/2 PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROCESSO SELETIVO 2007/2 PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS PROCESSO SELETIVO 2007/2 PROGRAMA DE ISENÇÃO DA TAXA DE INSCRIÇÃO Caro candidato, Leia atentamente, responda cuidadosamente a todas as perguntas deste formulário e apresente

Leia mais

Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (enumere as modalidades conforme interesse):

Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (enumere as modalidades conforme interesse): INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CÂMPUS BARBACENA ANEXO I FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Modalidades a serem solicitadas pelo aluno (enumere as modalidades conforme

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SUZANO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO ANEXO II QUESTIONÁRIO SÓCIOECONÔMICO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SUZANO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO ANEXO II QUESTIONÁRIO SÓCIOECONÔMICO PREFEITURA MUNICIPAL DE SUZANO SECRETARIA DA EDUCAÇÃO ANEXO II QUESTIONÁRIO SÓCIOECONÔMICO O presente questionário, parte integrante do requerimento de inscrição, compõe-se de 19 (dezenove) questões, destinadas

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2016 1ª MODALIDADE FICHA DE INSCRIÇÃO

PROCESSO SELETIVO 2016 1ª MODALIDADE FICHA DE INSCRIÇÃO PROCESSO SELETIVO 2016 1ª MODALIDADE FICHA DE INSCRIÇÃO IDENTIFICAÇÃO Nome: Data de Nascimento: Nacionalidade: Filiação: Pai: Mãe: ENDEREÇO RESIDENCIAL Telefone: Fax: Rua: N o Complemento: Bairro: CEP:

Leia mais

INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! DOCUMENTOS NECESSÁRIOS (Apresentar cópia dos documentos para análise, conforme o perfil familiar)

INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! DOCUMENTOS NECESSÁRIOS (Apresentar cópia dos documentos para análise, conforme o perfil familiar) PROGRAMA AUXÍLIO PERMANÊNCIA - PAPE/UNIFESP CALOUROS 2012 INFORMAÇÕES GERAIS - LEIAM COM ATENÇÃO! 1. O Programa Auxílio Permanência- PAPE destina-se aos estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica

Leia mais

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015

Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis. Agosto de 2015 Opinião da População Sobre a Cobrança das Sacolas Plásticas Reutilizáveis Agosto de 2015 2 A Lei nº 15.374 de 2011 proíbe a disponibilização de sacolas plásticas descartáveis nos estabelecimentos comerciais

Leia mais

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011 Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória Vitória, março de 2011 Governo do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador

Leia mais

UEL - Universidade Estadual de Londrina

UEL - Universidade Estadual de Londrina // Questionário Socioeducacional - Vestibular Página: urso: DESENHO INDUSTRIL - M Item: Sexo: + Masculino Feminino....... Item: Qual a sua idade? + Oções incorretamente respondidas De a anos De a anos

Leia mais

1. DAS VAGAS 1.1. A tabela abaixo representa o número de vagas oferecidas para o curso, município de oferta, respectivo turno e carga horária.

1. DAS VAGAS 1.1. A tabela abaixo representa o número de vagas oferecidas para o curso, município de oferta, respectivo turno e carga horária. EDITAL Nº 006 /2013 ABERTURA DE INSCRIÇÕES NO PROGRAMA MULHERES MIL - MULHER E O DIREITO À CIDADE PARA O CURSO DE RECICLADORA DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ - CÂMPUS TELÊMACO BORBA. A Diretora Geral do,

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS PARA OS CANDIDATOS A ASSISTÊNCIA SOCIAL EDUCACIONAL (BOLSA DE ESTUDO) 2013.2

LISTA DE DOCUMENTOS PARA OS CANDIDATOS A ASSISTÊNCIA SOCIAL EDUCACIONAL (BOLSA DE ESTUDO) 2013.2 LISTA DE DOCUMENTOS PARA OS CANDIDATOS A ASSISTÊNCIA SOCIAL EDUCACIONAL (BOLSA DE ESTUDO) 2013.2 Documentos Pessoais e do Grupo Familiar: ( )Uma foto atual 3x4 do aluno; ( )Cópia do comprovante de residência

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria

Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria Avaliação Sócio-Econômica Discentes Semestre: 2006/2 Capivari de Baixo, Outubro de 2006 Introdução O processo de avaliação institucional é uma ação flexível, e

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA APROVADOS NA 1ª CHAMADA - FORMA INTEGRADA

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA APROVADOS NA 1ª CHAMADA - FORMA INTEGRADA INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA APROVADOS NA 1ª CHAMADA - FORMA INTEGRADA 1) LOCAL DE MATRÍCULA: Coordenação de Registros Acadêmicos

Leia mais

Associação Jaguariunense de Jovens Aprendizes

Associação Jaguariunense de Jovens Aprendizes O Questionário abaixo se destina à avaliação sócio-econômica cultural do candidato e, portanto, deve ser respondido com absoluta fidedignidade. Para isso, os candidatos poderão contar com o auxílio dos

Leia mais

DECLARAÇÃO DE MORADIA., do Curso de Graduação em da Universidade Federal do Oeste Pará (UFOPA), matrícula, portador (a) do RG e CPF,

DECLARAÇÃO DE MORADIA., do Curso de Graduação em da Universidade Federal do Oeste Pará (UFOPA), matrícula, portador (a) do RG e CPF, DECLARAÇÃO DE MORADIA Declaro para os devidos fins que o (a) estudante, do Curso de Graduação em da Universidade Federal do Oeste Pará (UFOPA), matrícula, portador (a) do RG e CPF, RESIDE à Rua/Avenida,

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA

INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA INSTITUTO FEDERAL SUL-RIO-GRANDENSE VESTIBULAR DE VERÃO/2015 INFORMAÇÕES SOBRE MATRÍCULA - CÂMPUS SAPIRANGA APROVADOS NA 1ª CHAMADA - FORMA SUBSEQUENTE 1) LOCAL DE MATRÍCULA: Coordenação de Registros Acadêmicos

Leia mais

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO

FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA Informações Pessoais: Nome Completo: Data de Nascimento: FORMULÁRIO

Leia mais

Aprovado pela Resolução nº. 022/2011 do Conselho Superior/IFMA EDITAL N 89 / 2014

Aprovado pela Resolução nº. 022/2011 do Conselho Superior/IFMA EDITAL N 89 / 2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO AO ENSINO NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO SELEÇÃO PARA O PROJETO AUXÍLIO TRANPORTE/2014.2

Leia mais

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO MEC/SETEC INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA SUDESTE DE MINAS CAMPUS SÃO JOÃO DEL REI FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Modalidades a ser solicitada pelo estudante: ( ) Manutenção ( ) Moradia

Leia mais

FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1

FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1 FACULDADE ESTÁCIO DO AMAPÁ PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DE ADMINISTRAÇÃO DA ESTÁCIO FAMAP MACAPÁ 2011.1 PERFIL SÓCIO-CULTURAL DOS ALUNOS DA ESTÁCIO-FAMAP 1. Apresentação Gráfica Gráfico 1: Sexo 35,90%

Leia mais

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL

QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL Universidade Federal de Viçosa Pró Reitoria de Assuntos Comunitários QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO PARA SELEÇÃO DE PROGRAMAS DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL FOTO 3X4 1 - SOLICITAÇÃO SERVIÇO DE MORADIA (ALOJAMENTO)

Leia mais

Formulário - Solicitação de Bolsa Carência

Formulário - Solicitação de Bolsa Carência UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL SERVIÇO DE BOLSA Foto 3x4 Formulário - Solicitação de Bolsa Carência Modalidade de Bolsa: ( ) Moradia

Leia mais

ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO MESTRADO/ DOUTORADO

ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO MESTRADO/ DOUTORADO 1 Universidade Federal de Juiz de Fora Pró-Reitoria de Assuntos Acadêmicos Coordenação de Assuntos Estudantis ISENÇÃO DE TAXA DE INSCRIÇÃO MESTRADO/ DOUTORADO O CANDIDATO DEVERÁ ENTREGAR O FORMULÁRIO SOCIOECONÔNICO

Leia mais

Passo a passo para inscrição no Processo Seletivo UFES 2016

Passo a passo para inscrição no Processo Seletivo UFES 2016 Passo a passo para inscrição no Processo Seletivo UFES 2016 A UFES torna público que estão abertas no período de 22/08 a 22/09 as inscrições para o PS UFES 2016. Leia atentamente o Edital Nº 08/2015- CCV/UFES,

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

EDITAL Nº 019/2015 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2015/2

EDITAL Nº 019/2015 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2015/2 EDITAL Nº 019/2015 ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2015/2 Dispõe sobre os Auxílios Permanência pertencentes à Política de Assistência Estudantil do IF Goiano O DIRETOR EM IMPLANTAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS INTEGRAL VESTIBULAR 2016 1

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS INTEGRAL VESTIBULAR 2016 1 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ( ) Nº Inscrição: ENEM ( ) Nº Inscrição: CURSO Administração ( ) Economia ( ) Engenharia ( ) DADOS DO CANDIDATO Nome: Data de Nascimento: / / Cidade Estado Idade: Sexo: feminino

Leia mais

EDITAL Nº 07/2013/IFTO/CAMPUS DIANÓPOLIS, DE 1º DE AGOSTO DE 2013 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2013/2

EDITAL Nº 07/2013/IFTO/CAMPUS DIANÓPOLIS, DE 1º DE AGOSTO DE 2013 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2013/2 EDITAL Nº 07/2013/IFTO/, DE 1º DE AGOSTO DE 2013 SELEÇÃO DE CANDIDATOS ÀS VAGAS DO PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL 2013/2 A DIRETORA-GERAL SUBSTITUTA DO, DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E

Leia mais

EDITAL 01/2016 PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL 1º SEMESTRE - ANO 2016

EDITAL 01/2016 PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL 1º SEMESTRE - ANO 2016 EDITAL 01/2016 PROCESSO SELETIVO GRADUAÇÃO PRESENCIAL 1º SEMESTRE - ANO 2016 A Diretora Geral da Faculdade de Educação de São Mateus (FAESM), torna público através do presente Edital, que estão abertas

Leia mais

Ciências Contábeis - Miracema

Ciências Contábeis - Miracema Perfil Sócioeconômico e Cultural dos Vestibulandos e Ingressados: 2000-2003 Ciências Contábeis - Miracema 1 Em que tipo de estabelecimento de ensino você cursou (ou cursa) o Ensino Médio? Todo em escola

Leia mais

Junho / 2014. Reformas políticas

Junho / 2014. Reformas políticas Junho / 2014 Reformas políticas Metodologia Metodologia AMOSTRA ABRANGÊNCIA PERÍODO MARGEM DE ERRO 2.125 pessoas foram entrevistadas, a partir de 16, de todos os níveis econômicos em todas as regiões do

Leia mais

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO

MULHER NO MERCADO DE TRABALHO MULHER NO MERCADO DE TRABALHO Tâmara Freitas Barros A mulher continua a ser discriminada no mercado de trabalho. Foi o que 53,2% dos moradores da Grande Vitória afirmaram em recente pesquisa da Futura,

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO (Leia com bastante atenção toda a ficha, antes de responder)

FICHA DE INSCRIÇÃO (Leia com bastante atenção toda a ficha, antes de responder) Nome do Aluno: FICHA DE INSCRIÇÃO (Leia com bastante atenção toda a ficha, antes de responder) O Programa Bom Aluno tem como alvo bons alunos, que querem estudar e progredir academicamente e pessoalmente.

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SISU 2ª EDIÇÃO DE 2015 COMUNICADO OFICIAL Nº 11

PROCESSO SELETIVO SISU 2ª EDIÇÃO DE 2015 COMUNICADO OFICIAL Nº 11 UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PROGRAD PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO DAE DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR COSEAC COORDENAÇÃO DE SELEÇÃO ACADÊMICA PROCESSO SELETIVO SISU 2ª EDIÇÃO DE 2015 COMUNICADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CÂMPUS URUTAÍ

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CÂMPUS URUTAÍ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA GOIANO - CÂMPUS URUTAÍ EDITAL Nº 03 DE 11 DE JANEIRO DE 2016 PROCESSO SELETIVO

Leia mais

História. Perfil Sócioeconômico e Cultural dos Vestibulandos e Ingressados: 2000-2003

História. Perfil Sócioeconômico e Cultural dos Vestibulandos e Ingressados: 2000-2003 Perfil Sócioeconômico e Cultural dos Vestibulandos e Ingressados: 2000-2003 História 1 Em que tipo de estabelecimento de ensino você cursou (ou cursa) o Ensino Médio? Todo em escola pública 41,8 40,6 44,7

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARCIAL VESTIBULAR 2015 1

SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARCIAL VESTIBULAR 2015 1 CANDIDATO AO VESTIBULAR 2015 1 - Nº inscrição : Percentual desejado: Curso: Administração ( ) Economia ( ) Dados do Candidato % Nome: Data de Nascimento: / / Cidade/ Estado Idade: Sexo: feminino( ) masculino

Leia mais

Gráfico de Barras. Página 3 de 21 30/06/2014 11:12:02. A renda total mensal de sua família se situa na faixa: A menos de 01 salário mínimo (R$ 678,00)

Gráfico de Barras. Página 3 de 21 30/06/2014 11:12:02. A renda total mensal de sua família se situa na faixa: A menos de 01 salário mínimo (R$ 678,00) Questão: 1 Qual o nível de instrução do seu pai? Página 1 de 21 30/06/2014 11:11:58 A Sem Escolaridade 421 B Nível fundamental incompleto (1º Grau) 2996 C Nível fundamental completo (1º Grau) 1226 D Nível

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COMISSÃO PARA AVALIAÇÃO DA RENDA PER CAPITA PROCESSO SELETIVO PBP

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COMISSÃO PARA AVALIAÇÃO DA RENDA PER CAPITA PROCESSO SELETIVO PBP MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA COMISSÃO PARA AVALIAÇÃO DA RENDA PER CAPITA PROCESSO SELETIVO PBP A B Instruções para o preenchimento: Leia com atenção todo o formulário, é importante

Leia mais

ANÁLISE DO PERFIL E DESEMPENHO DOS CANDIDATOS AO VESTIBULAR DA UNESPAR/FECILCAM COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA ESTATÍSTICA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO

ANÁLISE DO PERFIL E DESEMPENHO DOS CANDIDATOS AO VESTIBULAR DA UNESPAR/FECILCAM COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA ESTATÍSTICA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO ISSN 2175-4195 ANÁLISE DO PERFIL E DESEMPENHO DOS CANDIDATOS AO VESTIBULAR DA UNESPAR/FECILCAM COMO ESTRATÉGIA PARA O ENSINO DA ESTATÍSTICA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO Gislaine Aparecida Periçaro, UNESPAR/FECILCAM,

Leia mais

Informações Gerais. Candidatos Inscritos: 13.641. Candidatos Aprovados: 1.518. Demanda Geral (Inscritos/Vagas): 8,99

Informações Gerais. Candidatos Inscritos: 13.641. Candidatos Aprovados: 1.518. Demanda Geral (Inscritos/Vagas): 8,99 Informações Gerais Candidatos Inscritos: 13.641 Candidatos s: 1.518 Demanda Geral (Inscritos/Vagas): 8,99 Taxa de Matrícula (Matriculados/Inscritos): 11,13% 1. 1. Sexo / 41. 37. Situacao 41. 37. Situacao

Leia mais

FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS

FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO PRÓ REITORIA ESPECIAL DE ASSUNTOS COMUNITÁRIOS E ESTUDANTIS FICHA CADASTRAL DE PROGRAMAS ( ) BOLSA ALIMENTAÇÃO ( ) BOLSA PERMANÊNCIA ( ) AUXÍLIO

Leia mais

EDITAL Nº 13/2015 DE 30 DE JUNHO DE 2015 CURSO DE EXTENSÃO EM LÍNGUA INGLESA

EDITAL Nº 13/2015 DE 30 DE JUNHO DE 2015 CURSO DE EXTENSÃO EM LÍNGUA INGLESA EDITAL Nº 13/2015 DE 30 DE JUNHO DE 2015 CURSO DE EXTENSÃO EM LÍNGUA INGLESA O DIRETOR-GERAL PRO TEMPORE DO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS, João Bosco de Oliveira

Leia mais

MÉDIA GERAL UEL MÉDIA GERAL UEL

MÉDIA GERAL UEL MÉDIA GERAL UEL Resultados do Questionário GEPE por Centro de Estudo/UEL GEPE/UEL 15/09/11 (9h) Reunião do Centro de Ciências Agrárias (CCA) 4,0 3,5 3,0 2,5 MÉDIA GERAL UEL MÉDIA GERAL UEL 3,4 3,0 3,0 3,0 2,4 2,4 2,3

Leia mais

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL)

PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA INSCRIÇÃO (DESCRIÇÃO DAS MODALIDADES NO EDITAL) Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica INSTITUTO FEDERAL DE SÃO PAULO Campus Itapetininga PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL QUESTIONÁRIO SOCIOECONÔMICO FINALIDADE DA

Leia mais

Instruções para o preenchimento do formulário de inscrição para Programas Sociais

Instruções para o preenchimento do formulário de inscrição para Programas Sociais Programa em: / / DN / / IC Estudo [ ] Padrão [ ] Rever / / ENTREVISTA Data: / / Horário: h Local: Técnico: SEÇÃO DE ASSISTÊNCIA AO ESTUDANTE / SERVIÇO SOCIAL FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO Instruções para o

Leia mais

Um estudo sobre as características dos acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da UNIOESTE

Um estudo sobre as características dos acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da UNIOESTE Um estudo sobre as características dos acadêmicos do curso de Ciências Contábeis da UNIOESTE Udo Strassburg (Docente da UNIOESTE), udo@udostrassburg.com.br, rua Rodrigues Alves, 1197, Jardim Maria Luiza,

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA PRÓ-REITORIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 003/2014

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA PRÓ-REITORIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 003/2014 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAIBA PRÓ-REITORIA ESTUDANTIL EDITAL Nº 003/2014 SELEÇÃO PARA O PROGRAMA DE BOLSA MANUTENÇÃO CAMPI DE CAMPINA GRANDE, LAGOA SECA, GUARABIRA, CATOLÉ DO ROCHA, JOÃO PESSOA, MONTEIRO,

Leia mais

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA

EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012 PROCESSO DE INGRESSO 2013/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO EM RECURSOS HUMANOS MODALIDADE PROEJA Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Restinga EDITAL Nº 048, DE 14 DE NOVEMBRO DE 2012

Leia mais

20/01/2014 a 24/01/2014: INSCRIÇÃO PARA NOVAS BOLSAS SEM VÍNCULO COM UFMG

20/01/2014 a 24/01/2014: INSCRIÇÃO PARA NOVAS BOLSAS SEM VÍNCULO COM UFMG O INSTITUTO DAS LETRAS (ASSOCIAÇÃO SEM FINS LUCRATIVOS) TORNA PÚBLICO O EDITAL DO PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDOS PARA OS CURSOS DE ESPANHOL, FRANCÊS E INGLÊS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2014: NOVAS BOLSAS SEM

Leia mais

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1

PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1 PROCESSO SELETIVO VESTIBULAR ESPECIAL DE VERÃO 2009/1 EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÃO O Reitor do Centro Universitário Feevale, instituição de ensino superior recredenciada pela Portaria nº 1.566, de 27

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA

PROCESSO SELETIVO PARA A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL - AUXILIO TRANSPORTE APROVADO PELA RESOLUÇÃO N.º 022/2011 DO CONSELHO SUPERIOR/IFMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO DEPARTAMENTO DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO CAMPUS ALCÂNTARA NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO PROCESSO SELETIVO PARA

Leia mais

ANEXO 1 FICHA DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA. Endereço do Aluno em Manaus Rua: N Bairro: Telefone: ( ) ( ) Ponto de Referência:

ANEXO 1 FICHA DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA. Endereço do Aluno em Manaus Rua: N Bairro: Telefone: ( ) ( ) Ponto de Referência: ANEXO 1 FICHA DE AVALIAÇÃO SOCIOECONÔMICA PROGRAMA AUXÍLIO MORADIA Nome e-mail: I - IDENTIFICAÇÃO RG CPF Data de Nascimento: Idade: Sexo: ( ) M ( ) F Horário para visita: Manhã ( ) Tarde ( ) Naturalidade

Leia mais

Edital n 1/2009 SELEÇÃO DE TUTORES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA

Edital n 1/2009 SELEÇÃO DE TUTORES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Sistema Universidade Aberta do Brasil UAB Edital n /009 SELEÇÃO DE TUTORES CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM LOGÍSTICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE

Leia mais

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento

Censo Demográfico 2010. Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Censo Demográfico 2010 Trabalho e Rendimento Educação e Deslocamento Rio de Janeiro, 19 de dezembro de 2012 As presentes publicações dão continuidade à divulgação dos resultados do Censo Demográfico 2010

Leia mais

VESTIBULAR MEIO DE ANO 2014

VESTIBULAR MEIO DE ANO 2014 Critérios e procedimentos para isenção de pagamento de taxa de inscrição para candidatos socioeconomicamente carentes. A Universidade Estadual Paulista - UNESP oferece 420 isenções integrais do pagamento

Leia mais

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010 Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre Outono 2010 Pesquisa realizada pela SMTur, em parceria com a FARGS e com apoio da Infraero e da Veppo. 22 a 28 de abril Aeroporto área de embarque

Leia mais

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO

FORMULÁRIO SOCIOECONÔMICO PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS DIVISÃO DE PROJETOS E APOIO A COMUNIDADE UNIVERSITÁRIA SETOR DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DA UFSJ MBA em Administração FORMULÁRIO

Leia mais

EDITAL Residências Universitárias de PATOS

EDITAL Residências Universitárias de PATOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CENTRO DE SAÚDE E TECNOLOGIA RURAL RESIDÊNCIA UNIVERSITÁRIA DO SEMI-ÁRIDO NORDESTINO RUSAN CAMPUS DE PATOS EDITAL Residências Universitárias de PATOS A Diretoria

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ-UESPI PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO-PREX EDITAL Nº 023/2014

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ-UESPI PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO-PREX EDITAL Nº 023/2014 GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ-UESPI PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO-PREX EDITAL Nº 023/2014 A Universidade Estadual do Piauí - UESPI, através da Pró-Reitoria de Extensão, Assuntos

Leia mais