BdeC. Frei Isidro: Gratidão a Deus pelos teus 100 anos de testemunho! Seminário São Pascoal comemora 50 anos! I Congresso de Evangelização da OFM

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BdeC. Frei Isidro: Gratidão a Deus pelos teus 100 anos de testemunho! Seminário São Pascoal comemora 50 anos! I Congresso de Evangelização da OFM"

Transcrição

1 Boletim de Comunicações Província São Francisco de Assis OFM/RS Jan.-Jun BdeC Frei Isidro: Gratidão a Deus pelos teus 100 anos de testemunho! Seminário São Pascoal comemora 50 anos! I Congresso de Evangelização da OFM

2 Índice Palavra do Ministro Provincial, 3 Discretório para a Fraternidade Monte Alverne, 4 Visita da Irmã Morte, 4 Gratidão a Deus pelos teus 100 anos de testemunho!, 5 Algumas mensagens recebidas, 7 Homilia nos 100 anos de Frei Isidro Bottega, 7 Frei Isidro, 8 Carta do Ministro Geral sobre o Capítulo 2015, anos do São Pascoal, 11 Frei Gervásio: Cidadão Agudense, 12 Renovação dos Votos Temporários 2014, 13 IDE, EVANGELIZAI! Você será sal e luz!, 14 Reunião entre Bispos e Provinciais, 16 Formação de Leigos, 17 Vai, reconstrói minha casa, 18 A Identidade e a novidade da missão evangelizadora da Ordem hoje, 24 Paróquia São Vicente de Paulo 40 anos, 29 EXPEDIENTE BdeC Boletim de Comunicações Informativo da Província São Francisco de Assis Da Ordem dos Frades Menores no Brasil. Av. Juca Batista, 330 Bairro Ipanema Porto Alegre RS Equipe responsável: Frei Arno Frelich, OFM Frei Benício Warken, OFM Frei Harri Schuh, OFM Frei Jorge Egídio Hartmann, OFM Frei Plínio Ricardo Maldaner, OFM Frei Inácio Dellazari, OFM Frei Marino Pedro Rhoden, OFM Editorial Retomando a publicação de nosso Boletim de Comunicações (BdeC), não trazemos muitas novidades. De fato, nos preocupamos em registrar a memória de fatos e atos que envolvem a Província São Francisco de Assis. Este primeiro número de 2014 sai com um olhar sobre o semestre, com a consciência de que muita coisa acontecida não foi escrita ou registrada. Talvez porque divulgada por outros meios, ou pela correria que faz esquecer este serviço à história... Certo é que novidades poderão ser sempre registradas. Também as reflexões. Outros meios de comunicação podem ser conectados ao BdeC... Aqui damos bom espaço à memória de Frei Isidro Bottega, nosso irmão centenário, que partiu recentemente para a Casa do Pai. Bom espaço também para a memória do I Congresso Internacional para as Missões e Evangelização da Ordem, realizado em Sassone, Roma, Itália, trazendo os textos da Mensagem Final do Congresso e de Frei Giacomo Bini. Deste congresso participaram Frei Gastão Carlos Zart e Frei Aldir Mattei (na foto da capa com Frei Nestor Inácio Schwerz e os demais freis brasileiros). Não esquecemos dos 50 anos do São Pascoal e da renovação dos votos de nossos irmãos professos temporários, em Estrela. Partilhamos a comunicação de Frei Elói Piva sobre o Master, no qual participa Frei Flávio Guerra. Ainda a memória de Jacob Ignácio Reichert sobre a Paróquia São Vicente de Paulo, em Passo Fundo, que completa 40 anos e foi fundada com o trabalho dos Frades. Carecemos da tradicional parte das Umas Ki outras, deixando este espaço para os irmãos inspirados a contribuir com a memória humorada de nossa vida cotidiana para os próximos números. Reiteramos o convite a todos os irmãos a partilharem suas atividades, reflexões e peripécias, escrevendo para o BdeC. Pela equipe, Frei Arno Frelich, OFM 2

3 Palavra do Ministro Provincial Caros confrades, Paz e Bem! Já avançamos 6 meses do ano de Queríamos ressuscitar o BdeC como meio de comunicação entre os frades da nossa e das outras Províncias. É o que está acontecendo agora. Graças à compreensão de que a internet não nos basta e à colaboração dos frades em partilhar a vida e a missão, nasceu este primeiro número em Que não seja o último! Em nível de Ordem participei, em janeiro, do Encontro dos novos Provinciais, em Roma. Foi muito importante para sentir-se Ordem, conhecer as alegrias, angústias e esperanças das Províncias do mundo inteiro, na época de transição que vivemos. Ouvindo os apelos de nosso tempo e as exigências de nossa Identidade Franciscana, em preparação do Capítulo Geral de 2015, a Ordem propõe o Tema: Irmãos e Menores em nosso Tempo. Em tempos de exacerbação do individualismo, ser irmão e menor é ser profeta. E o Profeta Jesus e seu Evangelho são o caminho. O Capítulo Geral será realizado entre os dias 10 de maio e 7 de junho de 2015, em Assis. Participaram do Congresso Internacional para a Evangelização e Missão, em Roma, Frei Gastão e Frei Aldir. O Secretariado Provincial para a Evangelização e Missão está trabalhando a questão do Redimensionamento, aprovado em Capítulo. Eles poderão ajudar a nossa Província buscar, em sintonia com a Ordem, a concretização deste objetivo. Neste Congresso se refletiu sobre um Texto que Fr. Giacomo Bini, Ex-Ministro Geral, iria apresentar. O Texto tem como título A Identidade e a Novidade da Missão Evangelizadora da Ordem Hoje. Este Texto vai chegar a cada frade. Aconteceu, em nível de América Latina, na Cidade do México a XXII Assembleia da UCLAF. Há um desejo de caminhar juntos e de recíproca ajuda entre as Conferências e Províncias. A Mensagem da Assembleia foi encaminhada pela secretaria da Província a todos os frades via . É bom ler esta mensagem e ver os compromissos que as Conferências assumiram, principalmente, com relação ao Master em Evangelização. No mês de março deste ano, reuniu-se a CFMB e SERFE em Anápolis, Goiás. O SERFE organizou para este ano a Experiência Under Ten. Será numa Aldeia indígena, entre os índios Munduruku, na Missão Franciscana da Custódia S. Benedito da Amazônia. Nossa Província estará sendo representada nesta Experiência. Agradecemos à Custódia S. Benedito que está organizando esta Experiência. Para o Ano de 2015, está organizado o Curso para Formadores em Petrópolis, como já é tradição. Para o ano de 2016, está prevista a Experiência de Reavivar o Dom da Vocação, com visita a Assis e Santuários Franciscanos e Terra Santa. Frei João Carlos Karling foi eleito o Moderador Nacional da Formação Permanente e, por isso, membro da Equipe Executiva do SERFE. Podemos perceber que estamos integrados na Ordem, na UCLAF e na CFMB. A Interprovincialidade, refletida no Capítulo, está acontecendo há muitos anos. Por decisão do Governo Provincial e Secretariado de Formação e Estudos da Província, no próximo ano não haverá Noviciado. O postulante iniciará seus estudos de filosofia e, no ano seguinte de 2016, irá ao noviciado com o grupo de postulantes Continuemos respondendo aos apelos de nossa Identidade de sermos irmãos e menores em nossas Fraternidades, por uma questão de fidelidade à nossa Vida e Missão. Com um abraço fraterno e que o Senhor abençoe a todos. Frei Inácio Dellazari, OFM Ministro Provincial 3

4 Discretório para a Fraternidade Monte Alverne Acolhendo solicitação feita pela Fraternidade Monte Alverne, o Definitório provincial, na reunião do dia 06 de maio, após discernimento sobre as indicações dadas pelos confrades da Fraternidade, nomeou o Discretório da Fraternidade Monte Alverne, conforme as CCGG art , os EEGG art. 244 e e os EEPP art , composto por: Frei Marino Pedro Rhoden, Frei João Luiz Rehsler, Frei Romano Zago, Frei Lino Inácio Hochscheidt, Frei Arno Frelich. Ajudas na Alemanha Frei Nelson José Junges, encontra-se na Alemanha, auxiliando na Paróquia de Kappelbeck, à qual mantém ligação com a FCD. Retornará ao Brasil em 04 de setembro de Frei José Leonardo Kuhn, Frei Lino Inácio Hochscheidt e Frei Paulo Ademir Reis embarcam dia 27 de junho, Dirigem-se ao Kreuzberg, para auxiliar nos trabalhos do Santuário em época de férias dos funcionários leigos. Frei Leonardo retornará ao Brasil em 05 de agosto do corrente ano, enquanto Frei Lino e Frei Paulo, em 1º de setembro. Visita da Irmã Morte No dia 04 de maio de 2014, faleceram: Marcos Mattei, irmão de nosso confrade Frei Aldir Mattei, Definidor provincial, residente em Coronel Pilar, onde foi sepultado após a celebração eucarística presidida por Frei Inácio Dellazari, Ministro provincial; e Berta Reckziegel, mãe de Frei Arno Reckziegel (in memoriam), residente em Linha Santa Emília, Venâncio Aires, onde foi sepultada após a celebração eucarística presidida por Frei Marino Pedro Rhoden, Vigário provincial. No dia 05 de maio de 2014, recebemos o comunicado do falecimento do tio de João Renato, senhor Aloísio Romeu Sieben. A celebração e o sepultamento ocorreram na Comunidade São Rafael de Cruzeiro do Sul. Nossas orações também por Dom Altamiro Rossato, Padre Antônio Lorensato, Padre Edgar Jotz, falecidos no dia 13 de maio de No dia 31 de maio ocorreu o falecimento de Genésio Spengler, pai de nosso confrade e arcebispo Dom Jaime Spengler, OFM, em Gaspar, SC, onde foram celebradas as exéquias. 4

5 Gratidão a Deus pelos teus 100 anos de testemunho! FREI ISIDRO BOTTEGA, OFM SACERDOTE FRANCISCANO Onde nasceu Fr. Isidro? Muitas vezes, debate-se o local de nascimento de grandes homens. Às vezes, dá até briga. Duas ou mais localidades se orgulham de seu filho eminente ou santo. Nem todo grande homem nasceu em berço de ouro ou em famosa cidade. Mas, o contrário mais vezes acontece. Belém tornou-se internacionalmente conhecida por causa de dois seus filhos: David e Jesus! Talvez aconteça o mesmo com aquele valetão perdido, entre Daltro Filho e Garibáldi. Oxalá! Izidoro Sylvestre é filho de Andrea Bottega e Itália Daltoé, nasceu no dia , no município de Garibáldi (Ao celebrar o jubileu sacerdotal, numa breve biografia, escrita em Não-Me-Toque, Fr. Isidro afirma: Eu nasci na paróquia de Daltro Filho! Foi no valetão que existe entre as capelas de S. José de Castro e S. Roque. Quando nasci essas capelas pertenciam à paróquia de Coronel Pilar, então município de Garibáldi. Mas, quando eu era pequeno, meus pais se mudaram para Bela Vista do Fão. Em 25 de novembro de1995, Fr. Isidro escreveu um bilhete, nestes termos, ao Frei Nestor, pedindo que fosse corrigido o Conspecto da Província:... Fui batizado na Capela S. José de Castro, e lá nasci. Hoje essa capela faz parte de Daltro Filho! Não sou de Coronel Pilar. Sou de Daltro Filho! Faça o favor de corrigir esse erro no Conspecto da Província! Obrigado. O Registro civil, foi exarado no dia 30 de abril de 1914, em Peixoto, Segundo distrito de Garibáldi. Na sua cópia consta que nasceu na Linha Azevedo do Castro, número sessenta e seis. Sendo seus avós paternos: Dezidério Bottega e Amabile Lorenzon e os avós matemos: Sylvestre Daltoé e Antônia Bim. Batismo: O Cônego João Antônio Peres, Secretário geral do Arcebispado de Porto Alegre certifica que no Livro quatro de assentamentos de Baptismos da Igreja São Lourenço de Villas Boas, à f1 16, acha-se o seguinte:... Aos três de maio de mil novecentos e quatorze, na capella de São Roque da Linha Castro, foi baptisado Izidoro Silvestre Bottega... Crisma: Frei João Brouwer, OFM, vigário da Paróquia de N Senhora de Lourdes - Fão, certifica que no Livro I de assentamentos de Chrismas da freguesia de Lageado (Bella Vista do Rio Fão), acha-se o seguinte: foram chrismados pelo Excelentissimo Dom João Becker, aos 12 de dezembro de 1919, na Igreja de Bella Vista... Izidoro, filho de Andrea Bottega, padrinho Luiz Bottega Estudos: ginasiais foram iniciados em Divinópolis e continuados em Taquari, no Seráfico. Depois do quinto ano feito em Taquari, em companhia de Wilibaldo Grings (futuro Fr. Agostinho) e Zerbini, foi à Holanda, fez o antigo sexto ano seminaristico em Katwijk aan de Rijn. Franciscano para sempre: Vestição (Noviciado): (em Hoogeruts - Holanda). Profissão temporária: (em Venray - Holanda). Profissão Solene: (em Wychen - Holanda). No dia 30 de setembro de 1938 embarcou em Antuérpia (Santa Cruz 1938, p. 129), chegou no dia 16 de outubro e foi ordenado subdiácono no dia 23 de outubro de Recebeu o Diaconato no dia (em Divinópolis-MG, conferido por D. Inocêncio Engelke) e foi ordenado Presbítero, no , na igreja da Floresta, em Belo Horizonte - MG, por Dom Antônio dos Santos Cabral. Transferências: 1941, Nomeado coadjutor em Belo Horizonte - MG 5

6 1944, Transferido de Belo Horizonte a Taquari, para ser o Padre espiritual no Seminário Seráfico e coadjutor na Paróquia São José. Janeiro de 1947, nomeado coadjutor de Porto Alegre; em julho de 1947: nomeado vigário de Taquari. Ali escreveu um livro de caráter apologético e alerta quanto ao perigo da maçonaria! 1952, de Taquari a Divinópolis, onde foi pároco no Santuário Santo Antônio. Em dezembro de 1958 foi nomeado Definidor da Província Santa Cruz. 1962, Transferido de Divinópolis à paróquia, em Teófilo Ottoni , Transferido de Teófilo Ottoni a Pirapora, paróquia , Foi nomeado pároco de Vila Progresso. 1967, Transferido de Progresso à Capital, Mestre dos Clérigos no Pão dos Pobres 1968, Transferido de Porto Alegre a Horizontina, paróquia , Transferido de Horizontina a Taquari - paróquia , Transferido de Taquari à paróquia de Alegria , Transferido de Alegria à paróquia de Pouso Novo , Transferido de Pouso Novo à paróquia de Daltro Filho , Transferido de Daltro Filho à paróquia Santa Inês de Três Passos , Transferido de Três Passos à Paróquia Cristo Rei, em Não-Me-Toque , Membro da Fraternidade do Provincialado , Nomeado vigário paroquial da Paróquia Cristo Rei, Não-Me-Toque , Renomeado Vigário da Paróquia Cristo Rei, Não-Me-Toque , Nomeado "Membro do Guardianato do Planalto Médio, Paróquia Cristo Rei de Não-Me-Toque - agente de pastoral". No dia 1º de abril 2000, escreveu ao Frei Nestor:... Aqui (Não-Me-Toque) minha missão terminou. Não posso fazer mais nada. Acho que o meu lugar é mesmo a casa dos inativos. O que pensa o senhor? Tenho medo de dar trabalho aos confrades daqui. Saudações."Dez dias depois, , voltou a escrever um bilhete ao Ministro provincial, dizendo: "... Esta semana tomei uns remédios e parece que melhorei! Não sinto mais aquela fraqueza que sentia na semana passada. Saudações." Uma fatalidade, em Certamente um choque na saúde de nosso grande patriarca foi um acidente. Tantos se acidentam mortalmente com moto. Fr. Isidro não era motoqueiro, mas foi atropelado por moto, ao atravessar a rua, em Não-Me-Toque. Com fratura de uma das pernas, teve que entregar os cuidados de seu "latifúndio" muito produtivo, a saber, a horta modelo, atrás da Canônica. Sua vida sofreu dolorosa reviravolta! Apesar de octogenário, era ativo como se fosse jovem. Sobrou-lhe, então, apenas um hobby: sua coleção de selos. Quanto a esse grave acidente, Fr. Adriano pesquisou o Livro de Crônicas da casa e contou que, nela, "Frei Isidro narra a sua queda, ao voltar do hospital, onde rezara a missa. Foi no dia 23 de agosto de Foi de ambulância para Porto Alegre no dia 26 de agosto Esteve em Porto Alegre até dia 4 de fevereiro de 2004, quando retornou a Não-Me-Toque. Ficou em Não-Me-Toque até o dia 07 de setembro de 2005, quando foi definitivamente para o Lar dos Idosos, em Porto Alegre, levado pelo pároco Fr. Luis Brancher", para tratamento da saúde. Recuperado, nosso 6

7 patriarca era exemplo de frade conformado, mas que não entregou os pontos. No dia : Foi nomeado "Membro do Guardianato de Monte Alverne, para tratamento de saúde. No dia 1º de maio de 2014, com presença significativa de seus irmãos, de familiares e de muitos amigos, bem como de confrades, na Sede provincial, celebrou-se solenemente o seu centenário de vida, louvando-se a Deus pelos seus 80 anos de consagração religiosa franciscana e 74 anos de ministério sacerdotal. Em meados de agosto de 2009, abatido e fragilizado fisicamente, alimentando-se muito parcamente, nosso patriarca declarou a Frei Lino Inácio Hochscheidt que desejava a visita da Irmã Morte, mas esta somente lhe veio visitar em 08 de junho de 2014 após quatro dias de internação hospitalar. Frei Plácido Robaert, OFM] Frei Arno Frelich, OFM Algumas mensagens recebidas: Grande presença e testemunho de frade em nossa Província e Ordem. Sempre o via como um Frade muito disciplinado, austero, sistemático, fiel, fixado no essencial. Ao ler a biografia, me impressiona a sua itinerância. Passou por muitos lugares, inclusive em terras estrangeiras. Que Deus o acolha, lhe revele a sua misericórdia e lhe conceda a morada preparada desde sempre com muito amor. É bela a coincidência da morte com a festa de Pentecostes. Isidro foi um homem que viveu segundo o Espírito, foi um homem espiritual. Vou celebrar a missa de amanhã em sua intenção. Estarei em sintonia hoje à tarde com todos os confrades, familiares, parentes, amigos/as na celebração dos funerais. Descanse em paz! Frei Nestor Inácio Schwerz, OFM Agradecemos a Deus pela existência longa de Frei Isidro neste mundo e por seu testemunho. Unidos em oração, supliquemos ao Deus da vida que o acolha na eternidade. Frei Valmir Ramos, OFM A notícia do falecimento de nosso querido confrade centenário, Frei Isidro, me deixou triste. Perdemos todos um grande confrade e um homem de fibra. Comecei a conhecê-lo nos meus tempos de seminário, em Taquari, onde ele era o pároco da paróquia e confessor extraordinário dos seminaristas. Todos o admiravam e gostavam dele. E assim foi em todos os lugares onde trabalhou, até seu final de vida no convento de Porto Alegre. Peço a Deus que o receba e o faça viver feliz na eternidade! Cardeal Dom Cláudio Hummes Homilia nos 100 anos de Frei Isidro Bottega Celebramos um fato inédito nos poucos anos de história de nossa Província. Nossa Província não tem ainda 50 anos de existência, é bastante jovem. Celebrará em 2016 o jubileu de ouro, ou seja, seus 50 anos de existência. No entanto, frei Isidro celebra seu centenário de nas- 7

8 cimento. Viu nascer, crescer e participou da construção da fisionomia da nossa Fraternidade Provincial. Ele poderia olhar para nós e dizer: vocês são uma gurizada. Neste dia, para celebrarmos diante de Deus este fato inédito, podemos rezar com Santa Clara de Assis e dizer: Obrigado, Senhor, porque me criastes. Ao proferir estas palavras, Santa Clara faz um profundo reconhecimento que a vida é em primeiríssimo lugar um dom de Deus. E se é dom de Deus, não nos pertence, não somos proprietários. O proprietário é outro e, na compreensão de S. Francisco, é o altíssimo e onipotente bom Senhor, que nos concedeu a graça de existir, de ser gente, de ser humanidade, de nos alegrar, conviver e viver a festa da vida. É uma graça poder existir. Se a vida for entendida a partir desse ponto de vista, como seria uma vida de qualidade? Mais qualidade tem aquele que mais restitui a Deus aquilo que é de Deus. Menos qualidade tem uma vida que foi apropriada, instrumentalizada e colocada a serviço de interesses próprios, do lucro, da ganância, desorientada. Frei Isidro hoje nos pergunta: Quem é jovem e quem é velho; quem é bonito e quem é feio; quem está de pé e quem está sentado; quem caminha e quem está em cadeira de rodas; o que tira nossos movimentos e nos imobiliza; o que trava nossa vida e o que nos torna livres diante de Deus e diante dos irmãos. Vemos tantas pessoas com força física total e imóveis sem força para oferecer um copo d água, tantos rostos jovens e bonitos que não encantam, pessoas saudáveis com medo de ficar doente. Frei Isidro, com cem anos de idade, é um grande missionário. Através dele é anunciada a eterna jovialidade de Deus, a ternura que Deus é, a compaixão de Deus, a misericórdia de Deus, o amor que Deus é. O homem vale pelo que é diante de Deus e nada mais. Ele é um instrumento de Deus na nossa caminhada e nos ajuda a olhar com os olhos de Deus uns para os outros e ver como Deus vê a vida. Que o Senhor seja louvado pela vida de frei Isidro e que continue concedendo a graça de conviver com ele por muitos anos. Através dele Deus continua abrindo nossos olhos para ver grandes coisas. Porto Alegre, 1º de maio de Frei Inácio Dellazari, OFM Frei Isidro Para comemorar os 90 anos de presença dos Franciscanos holandeses em Divinópolis, MG, o Guardião do Convento Santo Antônio, Frei Erotides, e o Pároco do Santuário Santo Antônio, Frei Francisco Duarte Júnior, promoveram a trezena (13 dias!) em honra do padroeiro. Tiveram a fineza de dedicar um dia da trezena ao centenário de Frei Isidro Bottega, celebrado a 29 de abril do corrente ano em Porto Alegre. Como a presença do confrade centenário considerava-se desaconselhável, dadas as suas precárias condições de saúde (cadeira de rodas), houvese por bem convidar um membro da Província São Francisco de Assis, de Porto Alegre, para representar aquele que, como pároco, é querido e ainda muito presente na memória do divinopolitano. Frei Marino, Guardião, indicou Frei Romano Zago como delegado do sul nas comemorações daqueles 90 anos. Voltar a Divinópolis, para quem transcorrera cinco anos de sua formação teológica significa uma volta às origens, recordações do passado. Por uma semana, 8

9 Frei Romano integrou-se à fraternidade do Convento Santo Antônio. Lá conviveu ao lado de confrades conhecidos de outrora, tais como Frei Patrício, Frei Raul, Frei Ronaldo, Frei Geraldo, Frei Cornélio, entre outros. Se a comunidade acolhe frades de idade, compõe-se também de jovens, em feliz intercâmbio de idades. A trezena de Santo Antônio abriu-se no dia 31 de maio, estendendo-se até dia 13 de junho, dia do Padroeiro. A cada noite reservou-se tema especial, sempre com novo presidente da celebração. A presidência da missa do 9º dia da Trezena, domingo de Pentecostes, coube a Frei Romano Zago, com o tema: Evangelizar é repartir a vida, tema motivado pela comemoração do centenário natalício de Frei Isidro Bottega. No momento em que os concelebrantes (Dom Hugo van Steekenberg, Frei Francisco Duarte Júnior, Frei Patrício de Moura Fonseca e Frei Romano Zago) paramentavam-se, na sacristia, chegou de Porto Alegre o comunicado do passamento de Frei Isidro, notícia que caiu como água na fervura. No instante, em Datashow, a assembleia tomava conhecimento dos dados biográficos de Frei Isidro, ressaltando a significativa obra levada adiante por ele durante seus dez anos de pároco naquela cidade. Comunicar o falecimento de Frei Isidro foi chocante, constrangedor, travo amargo na garganta. À oração da coleta da festa de Pentecostes, o presidente da celebração, acrescentou a oração por sacerdote falecido. Assim, o povo que tanto o estimara, dirigia ao Senhor da vida, a oração pelo seu antigo pároco, oração, conforto último para a alma. Os festejos das animadas barraquinhas que seguiriam após a missa, foram se apagando automaticamente, em evidente manifestação de luto. Como o Padre Guardião, Frei Tide, tivesse programada reunião dos responsáveis pela pastoral, em São João del Rei, convidou o hóspede gaúcho para um passeio, lotando o carro com Frei Patrício d Frei Geraldo. Sabor especial percorrer a região, outrora servida pela Rede Mineira de Viação, hoje em rodovia asfaltada. Em São João del Rei, convivemos com Dom Frei Célio de Oliveira Goulart, bispo diocesano. Mostrou-nos a bela Cúria Diocesana e casa do bispo recentemente reformadas, em apurado bom gosto. A cinco quilômetros do centro da cidade, situa-se o complexo do Postulado, distribuído por setores: casa das máquinas, lavanderia, cozinha, refeitório, tendo a capela ao centro. Tudo limpo e organizado, com horta, lavoura, açude, ambiente para gado leiteiro e, ao fundo, a fazenda. O complexo é mantido por quatro confrades professos, com 16 candidatos em formação. Os aprovados seguirão para Montes Claros, onde, à entrada da cidade, foi construído o Noviciado, com todos os requisitos. À noite, em companhia dos dois confrades responsáveis pela Paróquia São Francisco de Assis, prédio que servira de capela dos alunos do antigo internato, a delegação de Divinópolis teve a satisfação de apreciar uns petiscos, na vizinha Tiradentes, hoje capital do cinema e da gastronomia, em Minas, com os preços às estrelas, preços dentro do padrão Fifa. Frei Romano Zago, OFM 9

10 Carta do Ministro geral sobre o Capítulo 2015 ORDEM DOS FRADES MENORES MINISTRO GERAL Cúria Geral dos Frades Menores (OFM), Via S. Maria Mediatrice 25, Roma Itália. Tel Fax A todos os Ministros e Custódios. Queridos Irmãos Ministros e Custódios: O Senhor vos dê a paz! Roma, Em primeiro lugar, quero saudá-los fraternalmente e desejar-lhes um Ano Novo pleno das bênçãos do Senhor. Escrevo-lhes para dar-lhes algumas informações, que considero importantes com relação ao Capítulo Geral de Durante o Tempo Forte do mês de janeiro de 2014, o Definitório Geral estabeleceu que o Capítulo Geral 2015 se realize, de 10 de maio a 7 de junho de Peço-lhes, portanto, que assinalem desde agora estas datas em suas agendas. Ao mesmo tempo, tendo em conta as opiniões expressas pelo CPO em Konstancin (Polônia), o Definitório Geral decidiu que o Capítulo Geral terá lugar em Assis, em Santa Maria dos Anjos. O tema principal do Capítulo será: "Irmãos e menores em nosso tempo" (Fratres et minores in nostra aetate); junto a este tema também se abordarão os temas previstos da nossa legislação. O Definitório Geral também determinou solicitar-lhes sugestões sobre possíveis mudanças nos Estatutos Gerais. O prazo final, dentro do qual as mesmas podem ser enviadas à Secretaria Geral do Capítulo, é o próximo mês de junho de 2014, a fim de termos o tempo suficiente para estudá-las e apresentá-las com a devida antecipação aos participantes do Capítulo, de maneira que possam ser tratadas posteriormente na sede capitular. As sugestões deverão ser enviadas à Secretaria do Capítulo Geral, ao seguinte endereço eletrônico: Peço-lhes que também prevejam na página web de suas Províncias, um espaço adequado para informar continuamente a todos os irmãos no que diz respeito à preparação do Capítulo Geral Tomamos esta decisão juntamente com o Definitório Geral, para garantir que os irmãos, devidamente informados, possam ter a maior influência possível sobre este evento vital da Ordem. Ao mesmo tempo, peço-lhes também que desde agora façam um espaço em seus corações e em suas orações para o próximo Capítulo Geral, para que o Espírito Santo nos assista e nos acompanhe sempre. Possa a Rainha da Ordem Seráfica interceder por todos nós, seguidores de São Francisco de Assis no mundo, de modo que nos convertamos em autênticos irmãos menores para o nosso tempo. Com sentimentos de profunda gratidão pelo ministério que desempenham, os saúdo através da intercessão de nosso Seráfico Pai. Vosso, Prot

11 50 anos do São Pascoal Peço licença ao frei Arno Reckziegel, para ocupar o seu texto de apresentação no livro dos 25 anos do São Pascoal. Diz ele neste texto: A Província São Francisco de Assis diz hoje, depois de vinte e cinco anos e acrescento, depois de 50 anos, como Moisés: Darei uma volta, e verei este fenômeno estranho, porque a sarça não se consome (Ex 3,3). O seminário São Pascoal revive a sarça ardente, manifestação de Deus para o povo da região, para os franciscanos e para a Igreja. Continua frei Arno, a presente publicação pretende dar uma volta ao redor da sarça e verificar o que a mantém acesa. A descoberta é fantástica: um solo abençoado por Deus; a força de um povo de fé; a persistência dos frades doando sua vida; jovens ouvindo o apelo de Deus; o espírito de São Pascoal, de São Francisco... O acontecimento merece registro. A comemoração do jubileu é um tirar as sandálias para parar e contemplar a obra de Deus, através de tudo que envolve o seminário. Um pouco da história e da vida estão aí registrados. Na sarça que não se consome, os franciscanos entendem que é preciso também andar. Há muito que fazer. Moisés relutou, mas Deus o convenceu: Vai, pois, eu te enviarei, para fazer sair do Egito o meu povo (Ex. 3,10). O seminário São Pascoal é um marco de luz e um projeto de vida. São palavras do Frei Arno que merecem ser relembradas. Inspirado neste texto, continuamos fazendo memória de tantos frades, estudantes, seminaristas, pessoas que aqui passaram, trabalharam, doaram sua vida pelo bem do São Pascoal; muitas pessoas da cidade de Três Passos e de vários municípios e paróquias, trazem em mente este seminário; narram histórias, relatam fatos, travessuras; relembram o bem que este seminário proporcionou nesta região; verdade que muitas pessoas, famílias se doaram por esta casa, e dentre as famílias há as da Igreja Luterana; disse dias atrás uma comunidade: nós somos uma comunidade franciscana...! Diversas pessoas que fazem parte do seminário desde o seu princípio, contam, narram sua história com alegria, falam da construção do antigo seminário de madeira e do atual e sua construção, dos primeiros freis que aqui trabalharam. Aqui, nós freis fazemos a experiência de nos deixar ensinar por este povo, ouvindo-o contar com os olhos vibrantes, a história do São Pascoal, dos freis, dos primeiros seminaristas. Tendo presente estes relatos, em vez de escrevermos um livro, elaboramos, com ajuda de diversas pessoas, frades, um DVD, para registrarmos esta história desde o princípio. Mas, diria, não está completo. Muita informação ainda necessitamos para tornar este DVD mais completo. Para a realização dos 50 anos do São Pascoal, tivemos diversas atividades: uma grande atividade, organizada pelo Frei Miguel Becker, foi a animação vocacional, realizada nas escolas da Paróquia Santa Inês, que compreende três municípios: Nova Esperança do Sul, Três Passos e Novo Progresso. Equipe de diversas congregações religiosas e religiosos e diocesanos vieram e dinamizaram este tempo de preparação ao jubileu do São Pascoal, incluindo os 125 anos da fundação da Congregação das Irmãs Servas do Espírito Santo e os 90 anos do martírio do Pe. Manuel e do coroinha Adílio. Portanto, com estes três motivos presentes na animação vocacional, preparamos o jubileu. Bueno, no dia da festa, dia 4 de maio, com a presença do Provincial, que foi muito feliz na sua homilia, apareceu muita gente de toda a região e também apareceu a chuva, que possibilitou o povo estar todo em baixo do telhado. Fato marcante, também foi a presença dos exseminaristas em grande número; estes se animaram muito com seu reencontro, contando histórias, artes que aqui aconteceram no tempo de seminário. E o interessante é que eles reunidos 11

12 vibram como se fossem seminaristas e suas esposas ficam a olhar, a contemplar a vibração de todos eles narrando a vida vivida no São Pascoal. Mas elas também repassam seu testemunho dizendo: meu marido é diferente, ele ainda é franciscano, e acho que nunca vai perder esta marca; e quando se encontra com algum colega de seminário, conversam, vibram, recordam e até se esquecem do tempo! estes são relatos que manifestam o ser franciscano leigo presente nestes que cruzaram nestes 50 anos no São Pascoal. Tivemos uma presença de uma média de 600 pessoas no dia da festa, aqui no seminário. Pessoas de diversas regiões, lugares, colorindo este espaço do São Pascoal; o povo se dando a conhecer um ao outro, tomando refeição juntos e, pela manhã, rezando juntos, foi uma verdadeira confraternização franciscana. Assim, creio, que muitos saíram daqui bem mais franciscanos, bem mais animados para continuar a caminhada em suas comunidades e região. Toda a preparação, capitaneada pelo Frei Carlos Laurêncio Schaefer, reitor e guardião da casa, a festa andou às mil maravilhas; vai um voto de gratidão ao povo da cidade que, de fato, preparou a festa, e no dia estiveram aqui mais de 50 pessoas nos serviços da cozinha, churrascaria, copa, servindo às mesas etc.; um grande agradecimento a este povo de Deus. A todos quantos apareceram, nossa gratidão pela presença e pelo coração franciscano que cultivam em suas famílias e comunidades onde residem. Grande abraço a todas as pessoas presentes e envolvidas na festa. Frei João Renato Puhl, OFM Frei Gervásio: Cidadão Agudense Em Sessão Especial realizada no dia 06 de Junho, na Câmara de Vereadores de Agudo realizou-se a entrega do Título de Cidadania a Frei Gervásio Muttoni, que residiu em Agudo por vários anos. O projeto foi apresentado pelo vereador Itamar Puntel (PMDB). O Vereador Itamar apontou que Mário Ângelo Muttoni, seu nome civil, atuou na assistência religiosa do povo católico da Vila Agudo e foi personagem importante na difusão da ideia emancipacionista. O projeto foi aprovado por unanimidade pelos vereadores no dia 19 de Maio. A entrega aconteceu com a presença de um grupo de pessoas ligadas à Igreja Católica, em especial da Paróquia São Bonifácio que tem grande ligação com Frei Gervásio, além da presença de amigos do frade. O vereador Itamar Puntel foi quem fez a entrega do título a Frei Gervásio, que ao usar a palavra agradeceu aos vereadores e a todos pela honraria, recordou que ele é apenas um instrumento nas mãos de Deus. Depois da Sessão Solene a Paróquia São Bonifácio ofereceu um jantar para os amigos do Frei e alguns paroquianos. Frei Luis Méndez, pároco, esteve presente na Cerimônia e ao se dirigir a Frei Gervásio agradeceu por todo seu trabalho e testemunho para a comunidade católica e civil. Em nota, Frei Inácio Dellazari, Ministro Provincial dos Franciscanos, parabenizou Frei Gervásio, agradeceu por todo seu trabalho pastoral nas frentes de trabalho dos Frades no Rio Grande Do Sul. 12

13 O que significa receber um Título de Cidadão Honorário A Lei Orgânica é a Lei Fundamental do Município de Agudo que possui a propriedade de organizar o exercício do Poder, fortalecendo as instituições democráticas e os direitos da pessoa humana. Dentre suas várias e importantes atribuições, pode-se observar no seu Art. 35, parágrafo XVI, a concessão de Cidadania honorária, que é um título de honraria que uma pessoa recebe da Câmara Municipal. Mais do que prestar uma homenagem, a solenidade de outorga do Título de Cidadão Honorário significa prestigiar e reconhecer o trabalho de pessoas que tenham se dedicado a atuar de forma exemplar tanto eticamente, quanto moralmente e por prestar relevantes serviços ao Município ajudando no desenvolvimento da cidade e na promoção do bem comum. O Título de Cidadão equipara a pessoa homenageada a uma adoção oficial. A pessoa agraciada passa a ser um irmão, um conterrâneo, uma pessoa da terra natal. Mesmo que um homenageado não tenha nascido no Município, para que se lhe conceda tal homenagem, faz-se necessário que se diga o que ele fez sem visar lucros, interesses pessoais ou profissionais, mas que se diga o que ele (homenageado) fez em defesa do povo de Agudo que lhe concedeu tal cidadania. Essa honraria serve como incentivo para que o espírito de cooperação continue a ser preservado e manifeste sentimentos de cidadania, que são todas as implicações decorrentes de uma vida em sociedade. Frei Malone Rodrigues da Silva, OFM Renovação dos Votos Temporário 2014 Nos dias 06 à 08 de junho de 2014, aconteceu o retiro de Renovação dos Conselhos Evangélicos de dez freis do Seminário Maior João Duns Scotus, da Província São Francisco de Assis. O retiro ocorreu no Centro Vocacional Irmão Sol, na linha São José, em Estrela RS. O pregador do retiro foi Frei Paulo André Maia, OFM. Refletiu-se sobre o viver como Frades Menores. A primeira declaração que as CCGG fazem é afirmar que a Ordem dos Frades Menores é uma Fraternidade. Por isso, a referência principal não é a instituição, mas, a pessoa do irmão. De forma que toda a Fraternidade se torne o local privilegiado do encontro com Deus (CCGG art. 40). Os dez frades que renovaram os Conselhos Evangélicos foram: Frei Maicon Rodrigo Rohr, Frei Roberto Tiago Frey, Frei Cláudio da Costa Oliveira Jr., Frei Luís Fernando Lima Tavares, Frei Marcelo Souza Alencastro, Frei Rudi- 13

14 mar Ferreira, Frei Márcio Joel Birck, Frei Antônio Izael Rodrigues Santos, Frei Cirineu Bonini da Luz e Frei Malone Rodrigues da Silva. O Espírito Santo sopra e age na Igreja. Temos a certeza que a esperança brota no encontro com a pessoa de Jesus Cristo, sendo a vocação franciscana dom e graça da Santíssima Trindade. E, dessa forma, se torna serviço, doação e entrega ao projeto do Reino de Deus. No domingo, dia 08, na Comunidade São José, localizada perto do Centro Vocacional Irmão Sol, ocorreu a Missa e o rito de Renovação dos Conselhos Evangélicos. A Missa foi presidida pelo Ministro Provincial, Frei Inácio Dellazari. Na homilia, ele destacou o novo vigor da Igreja, através do Espírito Santo, agindo por meio do Papa Francisco, promovendo a espiritualidade, a paz, a esperança e o amor para com os irmãos. Também, São Francisco continua a encantar muitos jovens para o seguimento de Jesus Cristo. Houve uma grande acolhida e convivência fraterna por parte dos fardes e da Comunidade São José. Assim, a comunidade São José vai se tornando uma comunidade marcada pelos valores franciscanos. Renovados pelo Espírito Santo, os frades querem continuar trilhando o caminho Jesus Cristo, inspirados no Seráfico Pai São Francisco de Assis. E assim, repercute nos corações dos freis que renovaram os votos: É isto que eu quero, é isto que eu procuro, é isto que desejo fazer de todo o meu coração (1 Cel 22). Frei Tiago Frey, OFM IDE, EVANGELIZAI! Vocês serão sal e luz! E o Master em Evangelização: como vai? É o que certamente você pergunta e, com certeza muitas outras pessoas também. 1. Sim, está silencioso, e atestamos que este é um bom sinal. Pois, no caso atual, o silêncio não significa falta de interesse, de empenho, de sonhos e inquietações. Afinal, pensar a evangelização significa ocupar-se com a razão de ser franciscanas/os, membros de uma Comunidade de fé, seguidores/as de Jesus Cristo. E isto não é pouco! Pois importa, além de relacionar e elaborar estratégias de evangelização, dar-se conta de que está diretamente envolvido o sujeito da evangelização, ou seja, o estrategista, a pessoa chamada a ser ela mesma evangelho. Por isso, é um empenho que acentua a reflexão, o estudo, o retirar-se com Aquele que nos convida e nos envia. 2. Percurso acadêmico: O Curso, enquanto percurso através da proposta grade curricular, já percorreu uma etapa que se poderia caracterizar como antropossociológica, em que o foco principal fixou-se no ver /decifrar o mundo em que nos situamos, em considerar brevemente quem somos e com que pressupostos mais ou menos conscientes navegamos. Em seguida, isto é, agora, como num segundo momento, o Curso encontra-se na etapa em que prevalece o julgar, ou seja, o revisitar as razões bíblico-teológicas 14

15 da evangelização, problematizando-as a partir do hoje da experiência de cada participante e buscando brechas de saída, i. é, caminhos de renovação interior que se traduzam em luminosidade e criatividade na ação. 3. Uma primeira avaliação. No final da primeira dezena de maio, depois de uma celebração eucarística na sede da paróquia Santa Clara, a manhã foi reservada para a avaliação do percurso feito até aquela data. Foi uma manhã muito rica, pois todos, com confiança e espírito construtivo, abriram seu coração e sua mente, a partir das seguintes balizas: que bom!, que pena! e que tal!?. Foram, assim, colocadas algumas razões de contentamento e de esperança, e apontam-se perspectivas para o futuro do Master. Foi elogiada a acolhida encontrada em Petrópolis, tanto por parte dos confrades, das/os religiosas/os e do povo; foi igualmente elogiada a boa convivência dos estudantes do Máster e seu interesse nas atividades do Curso; a infraestrutura para o Curso; a percepção da intencionalidade progressiva da grade curricular. Ressaltou-se ainda o acerto da presença/atuação pastoral dos cursistas nos finais de semana em comunidades de fé, como parte integrante do Curso; enfim, a boa qualificação dos assessores e o acerto das análises de conjuntura. Ademais, a Coordenação do Curso foi estimulada a continuar buscando melhorias para alguns condicionamentos relativos à logística de Petrópolis, como: transporte, moradia, informatização; em função de boas perspectivas de futuro, foi expresso o desejo de que se acentue o foco da/na Evangelização, colhendo as questões que a envolvem e promovendo a interação dos participantes; incentivou-se a continuidade da busca de uma caracterização latino-americana; e que a possibilidade de participação no Curso se mantenha ampla, estabelecendo-se apenas algumas cláusulas. 4. Um aperitivo religioso-cultural. No dia seguinte à avaliação, foi promovido um passeio cultural na cidade do Rio de Janeiro. Fomos acolhidos pelos confrades da Fraternidade do Convento Santo Antônio (sendo guardião Frei Ivo Müller) com quem almoçamos. Fomos guiados por Frei Sandro no percurso que fizemos e na apresentação do Convento Santo Antônio, com destaque para a igreja do mesmo Convento e da Ordem Franciscana Secular e suas dependências; esta e a igreja do Mosteiro de São Bento, que também visitamos, são obras primas do barroco brasileiro. Aproveitamos a oportunidade para visitar uma exposição de obras de arte do museu de São Petersburgo, na Rússia, promovida pelo Centro Cultural Banco do Brasil; passamos pelo coração histórico do Rio de Janeiro, palco da chegada de Dom João VI, da assinatura da abolição da escravatura e, finalmente, percorremos a Cinelândia (catedral, teatro municipal, a biblioteca nacional e o museu de belas artes). Foi um dia agradável e rico, onde pudemos passar algumas horas agradáveis, respirando cultura, convivendo e nos conhecendo melhor. Certamente isso dá mais qualidade ao curso, bem como favorece a reflexão acerca da evangelização. Enfim, agradecemos a todos quantos nos acompanham com interesse e, com seu apoio, nos desejam o bem. Fr. Elói D. Piva, OFM (coordenação e estudantes) 15

16 Reunião entre Bispos e Provinciais No dia 04 de junho de 2014, no Centro de Espiritualidade Cristo Rei, em São Leopoldo, RS, aconteceu, como de costume, o encontro anual entre Bispos e Provinciais do RS. Os Provinciais nos deram por escrito as suas observações. Quero pinçar só algumas. Nas Realidades positivas, destacam: o envolvimento dos leigos na atuação da evangelização missionária, na pastoral da educação, da saúde, da juventude e da ação social, na pastoral social nas periferias, na formação de lideranças. Os religiosos clérigos sentem-se mais acolhidos pelos bispos. Nas Alegrias como Igreja, ressaltam Papa Francisco, como uma Boa Nova. Ele mostra uma Igreja que vai ao encontro do outro/pobre. Uma Igreja com atitudes de povo de Deus, com vida simples. O Papa vai proclamar o ano de 2015 o Ano da Vida Consagrada. A missão dos religiosos vai além da hierarquia. Estão inseridos em todas as pastorais. Se os padres são as pernas do Bispo, os religiosos e leigos são as pernas da Igreja. Recordam que a leitura orante iniciou com os religiosos. Nas Preocupações, dizem: na formação de novos padres, falta respeito para com os religiosos e para com o povo e as comunidades. Falta trabalho de conjunto. Várias dioceses dificultam as vocações religiosas. Há centralização na pessoa do padre e o povo tem medo do padre. É necessário que Bispos e Padres sejam mais pastores. Não tenham medo de assumir o novo. Nas Realidades desafiantes para a Igreja, colocam a proposta do Papa de uma Igreja acolhedora; o assumir aos documentos da Igreja; passar de uma Igreja de eventos (romarias, novenas...) para uma Igreja comunidade de comunidades; encontro dos bispos, nas suas dioceses, com religiosos, uso dos meios de comunicação social para a evangelização e unidade dos MCS administrados pelos religiosos e movimentos com a Igreja. Essas são algumas observações que foram entregues por escrito a todos os Bispos já na véspera do encontro. Os Bispos destacaram o enorme papel que os religiosos exerceram na evangelização. Fundaram escolas, hospitais, asilos, leprosários. Depois pediram perdão porque não sempre reconheceram esse papel... Alguns acentuaram que ainda hoje as suas dioceses continuam devendo muito aos religiosos e às religiosas, ainda que tenham diminuído muito em número. Afirmaram que os carismas dos/as religioso/as é um enriquecimento para a diocese. Cada vez que a Congregação deixa uma diocese é uma perda, gera dor e tristeza pro seu coração. Não nos podemos opor a promoção vocacional dos religiosos. Não podemos pensar só em presbíteros diocesanos. Pediram que os/as religiosos/as comuniquem quando um religioso celebra uma data importante de sua vida ou falecimento. Queremos estar presentes. Que os e as Provinciais visitem os Bispos, ao menos por alguns minutos. Podemos nos ajudar mutuamente! Concluindo: todos desejam vivamente, Bispos e Provinciais, colaborar no aprimoramento das mútuas relações, promovendo 2015 como o Ano da Vida Consagrada e que isso não fique só no externo, em festa. Dom Frei Irineu Sílvio Wilges, OFM Obs.: Os Bispos religiosos no RS são, entre titulares e eméritos, dez. 16

17 Paróquias de Agudo e Cortado Aconteceu... Formação de Leigos As celebrações que aconteciam nas comunidades da Paróquia não podiam fugir do assunto que era motivo de preces, intenções, para que terminasse uma seca que castigava a região, fazia meses. Na missa da Matriz, o Pároco não resistiu e provocou a assembleia, quando lembrava vários episódios que o Povo de Deus enfrentou, passando inclusive fome e sede, como se podia ler na Bíblia, e lançou a pergunta: Por que tem seca? Quem é o culpado? Em meio ao silêncio que se fez, alguém gritou: São os pecados? Que pecados?, insistiu o Pároco. Os pecados ocultos, veio a resposta. Daí em diante praticamente todos os presentes começaram a debater e se envolver no assunto, dar opinião, perguntar e saber mais, lembrando outras secas, até que, para continuar a celebração, o celebrante teve de forçar e encaminhou o assunto para um aprofundamento futuro. Mas, as lideranças, os responsáveis pelos vários setores da Comunidade, e mesmo os que não participaram, foram levados a refletir sobre o tema, e se formaram grupos com interpretações diversas, senão contrárias. Seria problema de ensino/escolaridade, ou catequese/bíblia, que o povo estava mostrando com sua reação? A opção da Província de, onde houvesse possibilidades, e em algumas realidades pastorais confiadas a nós, assumir orientados por metodologia inter-comunitária, foi testada. E as que foram denominadas Fraternidades Evangelizadoras tiveram seu batismo também nas Paróquias de Agudo e Cortado onde, seus agentes responsáveis, puseram mãos à obra. Ora, o povo perguntava o que vinha a ser essa decisão dos Freis, e qual deveria ser o papel que lhes cabia. Para não dar passo em falso, sempre difícil de corrigir mais adiante, optamos inicialmente compartilhar pequenos gestos de entreajuda, convivência. Além do mais, se estudava, e logramos clarear aprofundamentos teóricos de algumas ações, já que estávamos tateando e, por se tratar de um passo novo, o fizemos com paciência. A postura que mais significado teve foi a simplicidade e a alegria que experimentamos ao sermos solidários diante dos fenômenos adversos do clima: enchentes, desmoronamentos, mortes e outras catástrofes. Quando há tragédias, todos somos iguais, atingidos ou não. Outra estratégia dizia respeito à coerência e à persistência como decisão pessoal nossa. Deveria ser sempre a atitude de quem acredita num projeto de vida. Por aí, sentíamos, se jogava tudo em torno a uma fé autêntica. Essa fé pode ser medida pela religiosidade. Contudo, nem todos vão à missa, ainda que sejam batizados, se declarem católicos e vivam de acordo. Por que formação de leigos? Para quem está envolvido no universo pastoral de Comunidades ou Movimentos Eclesiais, de índole popular, tradicional ou progressista, esse questionamento sempre continua válido (aqui apenas se faz pergunta em cima do método a ser usado). Ainda mais quando urgem respostas para as exigências específicas. O que estava acontecendo? Como interpretá-lo? Seria o dilema do Dízimo? A forma tradicional não respondia mais às exigências e avanços da compreensão e vivência da Fé? O dia a dia das lideranças estava tomado por reclamações do tipo: as pessoas desistem porque desanimaram, ou mudou a explicação da Bíblia e não entendemos. A realidade desta situação puxava para um aprofundamento. Ninguém queria comprometer-se, pois seus argumentos eram cada vez refutados. Os e as que estavam na Liturgia eram embretados; na Cate- 17

18 quese, igualmente. Nos Grupos de Família, ainda estavam mais folgados. Percebíamos mais agitados só os do Dízimo. Então, qual deveria ser nossa preocupação maior? Formação? Conforme o assinalado acima, a preocupação central era criar modalidades para que os cursistas se apropriassem da história que haviam herdado e viviam, para que as verdades da Fé, com a Bíblia na mão, os conduzissem na sua atuação. Em outras palavras, orientar para perceber quais as razões de sua esperança. Não aleatoriamente, mas após havermos feito consultas e trocas de ideias com as principais lideranças, incluindo aí a Diocese, decidimos propor às duas Paróquias um curso de Formação Teológica nos moldes que a Diocese de Cachoeira do Sul já organizava, com assessoria qualificada, inclusive sob os auspícios acadêmicos de uma Universidade de Santa Maria (UNIFRA), com diploma de extensão universitária. Foi aceito. Em seguida, movimentamos as três Prefeituras locais através de suas secretarias municipais de Educação, as coordenadorias de Ensino, para que auxiliassem na logística necessária. Lamentavelmente não pude acompanhar até o final esse curso. Na formatura, frisei a maneira como iniciamos a organizar o que estava sendo concluído, e constatar que o progresso alcançado individualmente, deveria verificar-se logo mais na prática, na ação. Perguntava-me também: a iniciativa valeria a pena ser repetida? Ou, ao menos, avaliada? O que nos soava como tradicional, não pode ser desprezado ou abandonado. Sempre somos chamados a dar passos ousados, sim, mas respeitando a história. Por isso, o método de ação e reflexão foi decisivo no encontro da realidade e das condições de compreensão. No início, acentuei que a novidade, que nós Frades podemos trazer, passa por trilhos que o povo nos mostra, se formos companheiros, com ideal e apoio mútuos. Por fim, é necessário estar de acordo se todos queremos a mesma coisa, se estamos interessados de verdade. Frei Plínio Ricardo Maldaner, OFM Queridos irmãos e irmãs, paz e bem! Mensagem Final do Congresso VAI, RECONSTRÓI MINHA CASA O convite do Crucifixo dirigido a São Francisco na pequena igreja de São Damião, Vai, reconstrói minha casa!, ressoou continuamente em nossos ouvidos durante este Primeiro Congresso internacional para as Missões e a Evangelização da Ordem dos Frades Menores. E precisamente é este Vai!, que nós, participantes no encontro, desejamos ardentemente fazer nosso, nesta hora particular da história, e compartilhá-lo convosco, queridos irmãos e irmãs da grande Família Franciscana. Encontramo-nos no Carmelo de Sassone, Roma, de 18 a 28 de maio de 2014, para assu- 18

19 mir os desafios atuais, reflexionar e aprofundar a missão evangelizadora para nossos tempos, com o fim de relançá-la segundo nossa identidade e a novidade que o Espírito Santo anima em nós. Na oração e nas celebrações reforçamos nossa fraternidade e compartilhamos muitas experiências, gozando também da presença do Ministro geral e dos Irmãos do Definitório. Éramos cerca de 150 participantes entre Frades Menores, algumas Irmãs Franciscanas e alguns leigos, provenientes de 100 Entidades da Ordem e de 50 diferentes países dos cinco continentes, convocados pelo Ministro geral, Frei Michael Perry, e recebido pelos Irmãos do Secretariado geral para as Missões e a Evangelização, que organizaram o Congresso. Iniciamos o encontro na presença do Cristo na Eucaristia, para adorá-lo, para agradecer-lhe pelo dom da nossa vocação e para pedir-lhe sua bênção e sua presença misericordiosa entre nós. Fomos orientados pelo tema identidade e novidade de nossa missão na Igreja e na Ordem, e convidados a fazer ressuscitar em nós o impulso missionário e evangelizador, ao qual fomos chamados por nossa vocação. Estamos conscientes de que nós hoje somos o Francisco que o mundo espera, o mesmo Francisco que o Crucifixo quer enviar a reconstruir a casa dos homens e das mulheres de hoje, retornando à fonte para recuperar o frescor do Evangelho, o único capaz de tornar-nos criativos, de inspirar-nos novas formas de expressão, sinais eloquentes e palavras adequadas a nosso mundo. Durante os dias do Congresso, sempre nos acompanhou o exemplo de nosso irmão Giacomo Bini, chamado recentemente pela irmã morte a gozar da boa notícia que ele testemunhou e anunciou com paixão. A palestra que ele havia preparado para nós, foi distribuída como seu testamento de animação da vida e da missão de toda a nossa Fraternidade. Sua presença na Comunhão dos Santos nos presenteou o sabor da ternura e da inspiração vivaz com que enriqueceu nossos encontros. Sua memória seja grande bênção na vida que continua... O Congresso se desenvolveu numa viva dinâmica de várias conferências sobre diferentes aspectos da missão evangelizadora, de oficinas temáticas, de mesas redondas, de testemunhos, de momentos cotidianos de oração, celebrações e momentos para a fraternidade. O binômio identidade-novidade de nossa missão evangelizadora, continuamente nos estimulou a buscar a identidade em caminho, própria de nosso carisma, que consiste em viver a perene validade do Evangelho em todo lugar e nas cambiantes e diferentes situações da história. 1. Vai! 1.1. Vai! O apelo urgente de Jesus, uma vez dirigido a São Francisco, agora se dirige a cada um de nós. No aqui e agora de nossa história, onde nos colocou o Senhor, esta dinâmica de saída de nós mesmos, é a obediência que desejamos prestar ao Senhor com entusiasmo renovado. Nossa tarefa é a de superar as tentações que nos impedem de manter vivo em nosso coração que escuta, e de ir para os horizontes que o Senhor nos indica. Queremos ser ouvido que escuta, coração que escuta cada dia o Senhor que nos fala. Só escutando poderemos, por nossa vez, falar. Só estando com Ele, poderemos depois partir. E partir com a alegria do Evangelho Vem! Diante da palavra do Senhor que nos pede para ir, nossos ouvidos escutam continuamente o apelo do povo, que diz a cada um de nós: Vem! Para São Francisco foi o leproso, foram os pobres, os que estavam afastados de Deus, ou que ainda não o conheciam. Hoje o mundo nos pede, implora, nossa presença simples e pacífica, para que voltemos aos caminhos onde o povo 19

20 caminha, às periferias abandonadas, aos areópagos nos quais as multidões, ainda sem o saber, têm fome de Deus. Queremos obedecer a este grito, sabendo que também é o Senhor quem nos chama a partir de sua misteriosa presença nos pobres de nosso tempo. Empenhamo-nos em vencer essa autorreferencialidade que nos faz totalmente surdos diante do grito do Senhor que clama no pobre. Num mundo no qual o próximo parece morto, queremos recuperar essa cultura da proximidade que significa estar em meio ao povo, para assimilar sua linguagem, suas angústias e suas aspirações mais profundas. Queremos voltar a estar inter gentes, como irmãos do povo e aprender de nossos mestres que são os pobres Ide! O santo Padre, verdadeiro grande evangelizador e missionário, com força apaixonada nos empurra a ir, superando as comodidades que aprisionam os pés do anúncio. Urge-nos a conversão pastoral que quer colocar o ir no lugar do estar e do esperar. Como novo São Francisco, ele primeiramente, nos dá o exemplo, não só por meio de palavras, mas, e sobretudo, com gestos evangélicos que sabem falar ao coração dos homens e das mulheres de hoje. Gestos que são encíclicas lidas e compreendidas por todos! Quanto entusiasmo provoca em todo o mundo a pessoa do Papa! Quanto fala da Igreja em saída, nós nos sentimos chamados a ser uma Ordem em saída, para ir pelos caminhos do mundo como irmãos e menores, com o coração voltado ao Senhor, abertos e acolhedores para com todos, em particular para com aqueles que a globalização da indiferença joga para as margens da vida. Nosso ir com simplicidade, confiados na Providência, é já evangelizar, ainda sem palavras. Ide evangelizar e, se é necessário, também com as palavras! Não devemos ter medo, porque somos Fraternidade de irmãos e irmãs, de religiosos e religiosas e de leigos: pertencer à mesma grande Família nos dá força e valor, nos faz viver a riqueza da pluralidade e complementariedade de dons, nos faz admirar com estupor a beleza de um carisma que é perenemente novo, quando se vive com paixão e juntos. Nosso ir, como família, poderá fazer nascer o espírito da fraternidade no meio dos homens e das mulheres de nosso tempo. O anúncio feito em fraternidade e como fraternidade é um verdadeiro imã, capaz de atrair ao Senhor todos os seus filhos Repara Dentro de ti Nos dias do Congresso, nos damos conta de que a primeira reparação começa no interior de nossa vida pessoal e comunitária. Além disso, sabemos bem que devemos ser evangelizados para poder evangelizar, e é por isto que nossa vocação é a de sermos sempre discípulosmissionários. Estamos convencidos de que, antes de qualquer palavra sobre Deus, devemos falar com Deus: é Ele quem nos forma com sua palavra, iluminando-nos a partir do interior, e é Ele quem nos converte através dos acontecimentos salvíficos que encontramos cada dia. Advertimos fortemente a necessidade de uma boa formação intelectual para poder dar razão de nossa esperança diante dos desafios, sempre mais complexos, de nosso tempo. Quanto mais se reparar nossos corações, mais podemos ser reparadores de nosso mundo, lutando por justiça e paz, para o cuidado da criação, por tudo o que saiu como uma coisa boa das mãos de Deus e que o orgulho e a ganância o mundo tentam arruinar. Queremos dizê-lo com força: a nova evangelização será possível somente se nós formos novos evangelizadores, com o coração aberto a essa formação permanente que é a conversão diária capaz de fazer-nos novos. Só assim poderemos observar o santo Evangelho de nosso 20

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco

Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida. Permanece conosco Notícias de Família Informativo da Congregação Pobres Servos da Divina Providência Delegação Nossa Senhora Aparecida 06 JUNHO 2014 Permanece conosco Vivemos dias de graça, verdadeiro Kairós com a Celebração

Leia mais

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL

SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL SUGESTÃO PARA A REALIZAÇÃO DA ASSEMBLEIA PAROQUIAL ORAÇÃO INICIAL 1 Ivocação ao Espirito Santo (oração ou canto) 2- Súplica inicial. (Em 2 coros: H- homens; M- mulheres) H - Procuramos para a Igreja/ cristãos

Leia mais

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA SOLENE CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Antes da Solene celebração, entregar a lembrança do centenário No Final terá um momento de envio onde cada pessoa reassumirá a missão. O sinal deste momento será a colocação

Leia mais

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos,

PASCOM. A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, PASCOM A PASCOM agradece a todos que colaboraram com esta edição do INFORMATIVO DA PENHA nos mandando fotos, t e x t o s e i d é i a s p a r a a s matérias! Nossa Senhora da Penha, que sabe o nome de cada

Leia mais

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia.

A grande refeição é aquela que fazemos em torno da Mesa da Eucaristia. EUCARISTIA GESTO DO AMOR DE DEUS Fazer memória é recordar fatos passados que animam o tempo presente em rumo a um futuro melhor. O povo de Deus sempre procurou recordar os grandes fatos do passado para

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Nº 03 - Setembro/2007

Nº 03 - Setembro/2007 Nº 03 - Setembro/2007 Setembro - Mês da Bíblia Deus viu quanto havia feito e era muito bom Gn 1,31. Por que a Igreja coloca o mês de setembro como Mês da Bíblia, se todos os dias do Ano devem ser Bíblicos?

Leia mais

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre

No Dia do Juízo, quando o Filho do Homem, na Sua glória, vier nos julgar, escreve o evangelista Mateus, Ele nos questionará sobre Caridade e partilha Vivemos em nossa arquidiocese o Ano da Caridade. Neste tempo, dentro daquilo que programou o Plano de Pastoral, somos chamados a nos organizar melhor em nossos trabalhos de caridade

Leia mais

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel.

NOVENA DE NATAL 2015. O Natal e a nossa realidade. A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. NOVENA DE NATAL 2015 O Natal e a nossa realidade A jovem concebeu e dará à luz um filho, e o chamará pelo nome de Emanuel. (Is 7,14) APRESENTAÇÃO O Natal se aproxima. Enquanto renovamos a esperança de

Leia mais

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS

CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS CRIANÇAS AJUDAM E EVANGELIZAM CRIANÇAS Infância/Adolescencia MISSÃO MISSÃO. Palavra muito usada entre nós É encargo, incumbência Missão é todo apostolado da Igreja. Tudo o que a Igreja faz e qualquer campo.

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

Plano Pedagógico do Catecismo 6

Plano Pedagógico do Catecismo 6 Plano Pedagógico do Catecismo 6 Cat Objetivos Experiência Humana Palavra Expressão de Fé Compromisso PLANIFICAÇÃO de ATIVIDADES BLOCO I JESUS, O FILHO DE DEUS QUE VEIO AO NOSSO ENCONTRO 1 Ligar a temática

Leia mais

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33

Sumário. Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9. Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15. Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 1 a Edição Editora Sumário Motivo 1 A fé sem obras é morta - 9 Motivo 2 A Igreja é lugar de amor e serviço - 15 Motivo 3 O mundo tem fome de santidade - 33 Santos, Hugo Moreira, 1976-7 Motivos para fazer

Leia mais

Congregação dos Missionários de São Francisco de Sales

Congregação dos Missionários de São Francisco de Sales Congregação dos Missionários de São Francisco de Sales Província do Brasil Pe. Tomson Michael Aerathedathu (Provincial) Casa da formação São Francisco de Sales Rua João Antônio Prosdócimo, 364 Uberaba

Leia mais

3º Congresso Vocacional do Brasil Contagem regressiva

3º Congresso Vocacional do Brasil Contagem regressiva III CONGRESSO VOCACIONAL DO BRASIL Tema: Discípulos missionários a serviço das vocações Lema: Indaiatuba, Itaici, 03 a 07 de setembro de 2010 3º Congresso Vocacional do Brasil Contagem regressiva Ângelo

Leia mais

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE

A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações I. O CONVITE A Regra daterceira Ordem da Sociedade de São Francisco iii) Ordem para Admissões e Renovações como ordenado pelo Capítulo Interprovincial da Terceira Ordem na Revisão Constitucional de 1993, e subseqüentemente

Leia mais

BREVE HISTÓRICO DA PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA - TAUAPE

BREVE HISTÓRICO DA PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA - TAUAPE BREVE HISTÓRICO DA PARÓQUIA SÃO JOÃO BATISTA - TAUAPE A Paróquia de São João Batista do Tauape foi criada por sua Excia. Revma. Dom Antônio, de Almeida Lustosa, na época Arcebispo de Fortaleza, pelo decreto

Leia mais

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares

Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst. O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Bispo Sr. Dr. Gebhard Fürst O ESPÍRITO É VIVIFICADOR Desenvolver a Igreja em muitos lugares Carta Pastoral dirigida às igrejas da diocese de Rotemburgo-Estugarda na Quaresma Pascal de 2015 Bispo Sr. Dr.

Leia mais

Vivendo a Liturgia Ano A

Vivendo a Liturgia Ano A Vivendo a Liturgia Junho/2011 Vivendo a Liturgia Ano A SOLENIDADE DA ASCENSÃO DO SENHOR (05/06/11) A cor litúrgica continua sendo a branca. Pode-se preparar um mural com uma das frases: Ide a anunciai

Leia mais

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO CATEDRAL DIOCESANA DE CAMPINA GRANDE PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO SOBRE NÓS FAZEI BRILHAR O ESPLENDOR DE VOSSA FACE! 3 º DOMINGO DA PÁSCOA- ANO B 22 DE ABRIL DE 2012 ANIM: (Saudações espontâneas)

Leia mais

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS

CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS CURSO PARA CAPACITAÇÃO DE LIDERANÇA E COORDENADORES DE GRUPOS JOVENS Apresentação A JUVENTUDE MERECE ATENÇÃO ESPECIAL A Igreja Católica no Brasil diz que é preciso: Evangelizar, a partir de Jesus Cristo,

Leia mais

Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014

Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014 Vozes do fogo Mensagem da II Assembleia Internacional da Missão Marista Nairóbi, 16-27 de setembro de 2014 Preambulo Há cerca de 150.000 anos, por obra de Deus Pai, surgiu nesta terra africana o primeiro

Leia mais

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014

CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 CELEBRAÇÃO PARA O DIA DO CATEQUISTA 2014 NO CAMINHO DO DISCIPULADO MISSIONÁRIO, A EXPERIÊNCIA DO ENCONCONTRO: TU ÉS O MESSIAS, O FILHO DO DEUS VIVO INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos

Leia mais

TESTEMUNHOS HOSPITALEIROS

TESTEMUNHOS HOSPITALEIROS TESTEMUNHOS HOSPITALEIROS Feliz por gastar a vida servindo Emília da Conceição Nogueira Irmã Hospitaleira do Sagrado Coração de Jesus 1. Dados biográficos e vocação 2. Jesus continua a fascinar-me 3. Cem

Leia mais

3º Congresso Vocacional do Brasil

3º Congresso Vocacional do Brasil III CONGRESSO VOCACIONAL DO BRASIL Tema: Discípulos missionários a serviço das vocações Lema: Indaiatuba, Itaici, 03 a 07 de setembro de 2010 3º Congresso Vocacional do Brasil Dom Leonardo Ulrich Steiner

Leia mais

Diocese de Amparo - SP

Diocese de Amparo - SP Formação sobre o documento da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe Diocese de Amparo - SP INTRODUÇÃO De 13 a 31 de maio de 2007, celebrou-se em Aparecida, Brasil, a V Conferência Geral

Leia mais

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida.

A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa fé, uma luz na caminhada de nossa vida. LITURGIA DA PALAVRA A Palavra de Deus proclamada e celebrada - na Missa - nas Celebrações dos Sacramentos (Batismo, Crisma, Matrimônio...) A Bíblia é para nós, cristãos, o ponto de referência de nossa

Leia mais

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013

DIA DE ORAÇÃO PELA JMJ RIO2013 ROTEIRO PARA O DIA DE ORAÇÃO PELA JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE RIO2013 Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude - CNBB CANTO DE ENTRADA (Canto a escolha) (Este momento de oração pode ser associado

Leia mais

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO

Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO Igreja Batista Itacuruçá ESTAÇÃ ÇÃO DO EVANGELISMO ORIENTAÇÕES GERAIS Bem-vindos à nova estação dos GFs: a estação do evangelismo! Nesta estação queremos enfatizar pontos sobre nosso testemunho de vida

Leia mais

OS DESAFIOS DACOMUNICAÇÃO

OS DESAFIOS DACOMUNICAÇÃO OS DESAFIOS DACOMUNICAÇÃO A contribuição das mídias. Como parte constitutiva da atual ambiência comunicacional, elas tornam-se recursos e ambientes para o crescimento pessoal e social. Constituem-se no

Leia mais

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013

Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 Repasse da 76a. Assembléia da CNBB Sul I Aparecida de 10 a 12/06/2013 1. Finalidade do Ano da Fé; 2. O que é a Fé; 3. A transmissão da Fé enquanto professada, celebrada, vivida e rezada; 4. O conteúdo

Leia mais

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação ***************************************************************************

Comissão Diocesana da Pastoral da Educação *************************************************************************** DIOCESE DE AMPARO - PASTORAL DA EDUCAÇÃO- MARÇO / 2015 Todo cristão batizado deve ser missionário Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos e fazei-me conhecer a vossa estrada! Salmo 24 (25) Amados Educadores

Leia mais

Elementos da Vida da Pequena Comunidade

Elementos da Vida da Pequena Comunidade Raquel Oliveira Matos - Brasil A Igreja, em sua natureza mais profunda, é comunhão. Nosso Deus, que é Comunidade de amor, nos pede entrarmos nessa sintonia com Ele e com os irmãos. É essa a identidade

Leia mais

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ

+ Orani João Tempesta, O. Cist. Arcebispo de São Sebastião do Rio de Janeiro, RJ AMAI-VOS Domingo passado, ao celebrar o tema da misericórdia, tive a oportunidade de estar com milhares de pessoas tanto na Catedral Metropolitana como no anúncio e instalação do Santuário da Misericórdia,

Leia mais

20ª Hora Santa Missionária

20ª Hora Santa Missionária 20ª Hora Santa Missionária Tema: Missão é Servir Lema: Quem quiser ser o primeiro seja servo de todos Preparação do ambiente: cartaz do Mês missionário, Bíblia e fitas nas cores dos continentes, cruz e

Leia mais

"Maria!"! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist!

Maria!! !!!!!!!! Carta!de!Pentecostes!2015! Abade!Geral!OCist! CartadePentecostes2015 AbadeGeralOCist "Maria" Carissimos, vos escrevo repensando na Semana Santa que passei em Jerusalém, na Basílica do Santo Sepulcro, hóspede dos Franciscanos. Colhi esta ocasião para

Leia mais

Servidores da Caridade

Servidores da Caridade Homilia da Missa Crismal 2011 Servidores da Caridade António Marto Catedral de Leiria 21 de Abril de 2011 Cantarei eternamente a bondade do Senhor A liturgia da Missa Crismal encerra uma beleza espiritual

Leia mais

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014

PARÓQUIA SÃO MATEUS CALENDÁRIO 2014 Dia Dia da JANEIRO COM MARIA CONSTRUIR A PAZ 31 MISSA NA SÃO MATEUS 20H 01 Quarta SOLENIDADE DA SANTA MÃE DE DEUS, MARIA/ MISSA NA CAPELA SANTO ANTONIO 10H 2 MISSA NA SÃO MATEUS 19H30 3 HORARIO NORMAL

Leia mais

Oração na Vida Diária

Oração na Vida Diária Oração na Vida Diária ocê é convidado a iniciar uma experiência de oração. Às vezes pensamos que o dia-a-dia com seus ruídos, suas preocupações e sua correria não é lugar apropriado para levantar nosso

Leia mais

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP

Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Calendário Paroquial 2015 Paróquia Santa Rita de Cássia Carapicuíba-SP Janeiro 01 Q Solenidade Santa Maria, Mãe de Deus 02 S 03 S 15h00 Reunião de Coordenação da Catequese 04 D Solenidade Epifania do Senhor

Leia mais

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP

Caderno de Estudo: Avaliação 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP Caderno de Estudo: Avaliação 7º Plano de Pastoral Orgânica (20102010-2013) 2013) Equipe Dinamizadora do 7º PPO Arquidiocese de Campinas - SP A p r e s e n t a ç ã o Eu vim, ó Deus, para fazer a Vossa

Leia mais

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA

27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA 27 de dezembro de 2015 JUBILEU DA FAMILIA SUBSIDIOS PARA A PASSAGEM DA PORTA SANTA [Este subsídio destina-se a ser usado por uma família durante o curto percurso de entrada para a Porta Santa. Dependendo

Leia mais

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as

Apresentação. 8-11 de Abril 2015: Seminário para Formadores/ as. 23-26 de Setembro 2015: Congresso para jovens consagrados/as Nota pastoral da Conferência Episcopal sobre o Ano da Vida Consagrada Chamados a levar a todos o abraço de Deus ) Para além da abertura (30 de Novembro de 2014 e do encerramento (2 de Fevereiro de 2016,

Leia mais

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3%

3º EIXO Dízimo TOTAL DIOCESE 943 579 61,3% 3º EIXO Dízimo Paróquia/Questionários Distribuídos Devolvidos % Devolv. Miguel Calmon 67 27 40 Piritiba 45 06 13 Tapiramutá 30 19 63 Mundo Novo 20 12 60 Jequitibá 14 10 71 Totais zonal 2 176 74 42% Andaraí

Leia mais

ISSN 1806-7328 CADERNOS DA ESTEF. Revista Semestral N 45 2010/2 A TEIA DA ESPIRITUALIDADE ESTEF

ISSN 1806-7328 CADERNOS DA ESTEF. Revista Semestral N 45 2010/2 A TEIA DA ESPIRITUALIDADE ESTEF ISSN 1806-7328 CADERNOS DA ESTEF Revista Semestral N 45 2010/2 A TEIA DA ESPIRITUALIDADE ESTEF Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana Porto Alegre (RS) Brasil SUMÁRIO A teia da espiritualidade...3

Leia mais

ESCOPO GERAL. - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014.

ESCOPO GERAL. - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014. ESCOPO GERAL - Resultado da 52ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) -Aparecida/SP30deabrila9de maio de 2014. - Composição: 1) Apresentação de Dom Leonardo Steiner. 2) Introdução.

Leia mais

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC

ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC ESCOLA DE PASTORAL CATEQUÉTICA ESPAC 1. ESPAC O QUE É? A ESPAC é uma Instituição da Arquidiocese de Fortaleza, criada em 1970, que oferece uma formação sistemática aos Agentes de Pastoral Catequética e

Leia mais

Mensagem aos Fiéis Paroquianos

Mensagem aos Fiéis Paroquianos Mensagem aos Fiéis Paroquianos O ano já está terminando! Ao olhar para trás, quantas coisas realizamos. Ao olhar para frente, quantas oportunidades se aproximam a favor da evangelização do nosso povo.

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. Queridos Jovens,

1. APRESENTAÇÃO. Queridos Jovens, 1. APRESENTAÇÃO Queridos Jovens, Com grande prazer apresento este projeto 300 anos de bênçãos: com a Mãe Aparecida, Juventude em Missão!. Ele é um passo de aprofundamento de um caminho que vem sendo percorrido

Leia mais

Orientações sobre Grupo de oração Jovem

Orientações sobre Grupo de oração Jovem Orientações sobre Grupo de oração Jovem A paz de Jesus queridos irmãos sentinelas de todo Brasil. Em virtude que no ENF surgirem muitas dúvidas sobre o Grupo de Oração jovem, rezei e discernir que é importante

Leia mais

Tema 5: Vocação - um novo relacionamento Você também é Marista?

Tema 5: Vocação - um novo relacionamento Você também é Marista? Tema 5: Vocação - um novo relacionamento Você também é Marista? VOCÊ TAMBÉM É MARISTA? Um novo jeito de ser Marista: Na emergência de um novo tempo para o carisma Marista INTRODUÇÃO O relacionamento entre

Leia mais

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015

NOVENA COM AS CRIANÇAS NOSSA SENHORA APARECIDA 2015 1 2 COM MARIA, EM JESUS, CHEGAMOS À GLÓRIA! 5º Dia (Dia 07/10 Quarta-feira) CRIANÇA: BELEZA DA TERNURA DIVINA! Na festa de Maria, unidos neste Santuário, damos graças a Deus, por meio de Maria, pela vida

Leia mais

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País

MISSÃO PAÍS. Manual da Missão País MISSÃO PAÍS Manual da Missão País Introdução Nos dias de hoje, quando ouvimos falar de missão, pensamos logo em acções de voluntariado em países subdesenvolvidos onde é preciso todo o tipo de ajuda para

Leia mais

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil

REQUERIMENTO. Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil REQUERIMENTO Ao Excelentíssimo e Reverendíssimo Senhor Dom OSVINO JOSÉ BOTH Arcebispo Militar do Brasil Documento elaborado de próprio punho. Eu, inscrito no CPF sob o nº e no RG nº aluno da Escola Diaconal

Leia mais

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros

Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros Tema 8: Vocação - um novo relacionamento Deus se revela através dos outros DEUS SE REVELA ATRAVÉS DOS OUTROS Ser Marista com os outros: Experimentar caminhos de vida marista comunitariamente INTRODUÇÃO

Leia mais

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen

Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Como o Pai me enviou, também Eu vos envio (Jo 20,21) Outubro de 2011 / Ano MMXI 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Com grande alegria que terminamos mais um mês

Leia mais

ENTREVISTA COM O MINISTRO GERAL ESPECIAL JMJ FREI MICHAEL PERRY

ENTREVISTA COM O MINISTRO GERAL ESPECIAL JMJ FREI MICHAEL PERRY ENTREVISTA COM O MINISTRO GERAL ESPECIAL FREI MICHAEL PERRY 12 Se nós, os franciscanos, permanecermos perto dos pobres, descobriremos uma outra face de Deus ESPECIAL Moacir Beggo (*) A Jornada Mundial

Leia mais

oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada.

oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada. CRB RS oportunidades, encontros, requalificação evangélica de nossa Vida Consagrada. Gestos de amor que se transformaram em ação diante da dor da humanidade. Num esforço conjunto, tentamos ser mulheres

Leia mais

A GEMINAÇÃO 20/10/2013

A GEMINAÇÃO 20/10/2013 A GEMINAÇÃO 20/10/2013 CENTRO DE SANTA BAKHITA BAIRRO KALOSSOMBEKWA BENGUELA ANGOLA REVERENDO E ESTIMADO PE. RÚBENS! Diante dos povos, manifestou Deus a salvação Sl 97 A Providência de Deus, que concorre

Leia mais

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão

Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão Os Sacramentos estão presentes em cada fase da vida do Cristão A vida litúrgica começa muito cedo. Os Sacramentos são conhecidos como encontros pessoais com Cristo. Também são vistos como sinais da salvação.

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA

PASTORAL É O HOJE DA IGREJA PASTORAL É O HOJE DA IGREJA As mudanças sociais são desafios à Evangelização. A atualização da mensagem cristã nas diversas realidades e em diferentes tempos fez surgir a Pastoral. Hoje em nossas paróquias

Leia mais

Paróquia, torna-te o que tu és!

Paróquia, torna-te o que tu és! Paróquia, torna-te o que tu és! Dom Milton Kenan Júnior Bispo Aux. de S. Paulo. Vigário Episcopal para Reg. Brasilândia Numa leitura rápida da Carta Pastoral de Dom Odilo, nosso Cardeal Arcebispo, à Arquidiocese

Leia mais

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40.

Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Aparição da Mãe Divina. Colina do Cristo Redentor, Carmo da Cachoeira, MG, Brasil. Domingo, 12 de fevereiro de 2012, às 20h40. Como no dia de ontem, o grupo reuniu-se às 19h30 para iniciar a tarefa de

Leia mais

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE

CRIANÇAS E ADOLESCENTES MISSIONÁRIOS NA CARIDADE Vicente de Paulo dizia: "Que coisa boa, sem igual, praticar a Caridade. Praticá-la é o mesmo que praticar todas as virtudes juntas. É como trabalhar junto com Jesus e cooperar com ele na salvação e no

Leia mais

Lembrança da Primeira Comunhão

Lembrança da Primeira Comunhão Lembrança da Primeira Comunhão Jesus, dai-nos sempre deste pão Meu nome:... Catequista:... Recebi a Primeira Comunhão em:... de... de... Local:... Pelas mãos do padre... 1 Lembrança da Primeira Comunhão

Leia mais

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO

ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO ORIENTAÇÕES PRÁTICAS PARA AS EQUIPES DE INTERCESSÃO O Grupo de Oração é aberto para todos virem beber da água viva de Jesus, sendo inundados pelo Espírito Santo, onde louvam, cantam, e são alimentados

Leia mais

Doação! Natal Ecumênico

Doação! Natal Ecumênico Doação! As Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, presentes no Brasil desde o ano 1900, estão solicitando doações de livros (novos ou usados) de literatura infantil, juvenil e de formação para as

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação!

APRESENTAÇÃO. Ser Igreja de Comunhão e Participação! APRESENTAÇÃO Os Bispos aprovaram, recentemente, as Diretrizes da Ação Evangelizadoras da Igreja do Brasil 2011 2015 e a Arquidiocese de Florianópolis em comunhão com estas quer impulsionar todas as paróquias

Leia mais

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM

TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM Página 1 TOMADA DE POSSE DO NOVO PÁROCO - CELEBRAÇÃO (cf. Cerimonial dos Bispos, nn. 1185-1198) DIOCESE DE CRUZEIRO DO SUL AC/AM 01. Canto de Entrada 02. Saudação inicial do celebrante presidente 03. Leitura

Leia mais

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica

OBLATOS ORIONITAS. linhas de vida espiritual e apostólica OBLATOS ORIONITAS linhas de vida espiritual e apostólica Motivos inspiradores da oblação orionita laical O "carisma" que o Senhor concede a um fundador, é um dom para o bem de toda a Igreja. O carisma

Leia mais

VISITA PASTORAL NA ARQUIDIOCESE DE MARIANA

VISITA PASTORAL NA ARQUIDIOCESE DE MARIANA VISITA PASTORAL NA ARQUIDIOCESE DE MARIANA A Vista Pastoral constitui-se em momento privilegiado de contato do Arcebispo com o povo santo de Deus, confiado aos seus cuidados de pastor, com a preciosa colaboração

Leia mais

Cinco marcas da Missão (Conselho Consultivo Anglicano e Conferência de Lambeth até 1988)

Cinco marcas da Missão (Conselho Consultivo Anglicano e Conferência de Lambeth até 1988) Cinco marcas da Missão (Conselho Consultivo Anglicano e Conferência de Lambeth até 1988) Conforme a visão anglicana, a missão da Igreja consiste na proclamação do Evangelho, no ensino, no batismo, na formação

Leia mais

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE

LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE LEMA: EU VIM PARA SERVIR (Mc 10,45) TEMA: FRATERNIDADE: IGREJA E SOCIEDADE Introdução A CF deste ano convida-nos a nos abrirmos para irmos ao encontro dos outros. A conversão a que somos chamados implica

Leia mais

CENTRO FRANCISCANO DE ANIMAÇÃO MISSIONÁRIA- CEFRAM

CENTRO FRANCISCANO DE ANIMAÇÃO MISSIONÁRIA- CEFRAM PROVÍNCIA FRANCISCANA DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇÃO Rua Magalhães de Almeida, 955 Caixa Postal 05 65700-000 BACABAL - MA Tel.:+55-99 3621 1270 Fone/Fax: +55-99 3621 1420 E-mail:benfeitores@franciscanosmapi.org.br

Leia mais

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...).

ANO B. DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia. (Outras intenções: adultos e crianças baptizados nesta Páscoa...). 122 ANO B DOMINGO II DA PÁSCOA ou da Divina Misericórdia (Se estiverem presentes adultos que tenham sido baptizados na última Páscoa, as intenções da oração dos fiéis poderão hoje ser propostas por eles).

Leia mais

INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS. 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM:

INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS. 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM: INFORMATIVO DA PARÓQUIA IMACULADA CONCEIÇÃO DE GETÚLIO VARGAS 10 de julho de 2015 MENSAGEM PARA A LITURGIA DO 14º DOMINGO DO TEMPO COMUM: A liturgia do 15º Domingo do Tempo Comum recorda-nos que Deus atua

Leia mais

Porém, sobretudo, deve ser um momento de projeção para o terceiro centenário marista.

Porém, sobretudo, deve ser um momento de projeção para o terceiro centenário marista. Mensagem do Ir. Emili Turú, SG Era 2 de janeiro de 1817. Marcelino Champagnat entrava nesta casa com dois jovens. Seu sonho era que eles, e no futuro muitos mais, levassem o Evangelho às crianças e aos

Leia mais

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes

Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes 17º DOMINGO DO TEMPO COMUM 26 de julho de 2015 Jesus tomou os Pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, assim como os peixes Leituras: Segundo Livro dos Reis 4, 42-44; Salmo 144 (145),

Leia mais

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO?

O QUE É O PROJETO NATAL MISSIONÁRIO? INTRODUÇÃO Como continuidade ao Projeto das Semanas Missionárias, Deus suscitou este novo projeto que envolverá não apenas ao movimento da Renovação Carismática Católica, mas a toda a Igreja Católica Apostólica

Leia mais

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA

CELEBRAÇÃO EUCARÍSTICA Congregação das Irmãs Missionárias de São Carlos B. Scalabrinianas Centro de Estudos Migratórios Cristo Rei-CEMCREI Rua Castro Alves, 344 90430-130 Porto Alegre-RS cemcrei@cpovo.net www.cemcrei.org.br

Leia mais

Celebrar e viver o Concílio Vaticano II

Celebrar e viver o Concílio Vaticano II Celebrar e viver o Concílio Vaticano II Nota Pastoral da Conferência Episcopal Portuguesa Celebrar os 50 anos da abertura do Concílio no Ano da Fé 1. Na Carta apostólica A Porta da Fé, assim se exprime

Leia mais

Missa no Dia de Páscoa

Missa no Dia de Páscoa 48 DOMINGO DE PÁSOA DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Missa no Dia de Páscoa aríssimos irmãos e irmãs em risto: Neste dia santíssimo da Ressurreição do Senhor, em que o Espírito nos faz homens novos, oremos ao

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS

IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS IV FÓRMULAS DE BÊNÇÃO PARA LAUDES E VÉSPERAS I. Nas celebrações do Tempo Advento Deus omnipotente e misericordioso, que vos dá a graça de comemorar na fé a primeira vinda do seu Filho Unigénito e de esperar

Leia mais

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007

Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Pronunciamento à nação do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de posse Palácio do Planalto, 1º de janeiro de 2007 Meus queridos brasileiros e brasileiras, É com muita emoção

Leia mais

DESCRIÇÃO DOS CURSOS E ENCONTROS DA PJM

DESCRIÇÃO DOS CURSOS E ENCONTROS DA PJM DESCRIÇÃO DOS CURSOS E ENCONTROS DA PJM 1 Páscoa Jovem 1.1. Descrição A Páscoa Jovem é um encontro vivencial realizado para proporcionar uma experiência reflexiva e celebrativa da Paixão, Morte e Ressurreição

Leia mais

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010

COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 COLÉGIO AGOSTINIANO SÃO JOSÉ PASTORAL EDUCATIVA REUNIÃO DE PAIS E CATEQUISTAS 09 DE FEVEREIRO DE 2010 ORAÇÃO DE ABERTURA CANTO (REPOUSAR EM TI) Música de Tânia Pelegrino baseada na obra Confissões, de

Leia mais

Igreja "em saída" missionária

Igreja em saída missionária Mês das Missões O mês de outubro é, para a Igreja, o período no qual são intensificadas as iniciativas de animação e cooperação em prol das Missões em todo o mundo. O objetivo é sensibilizar, despertar

Leia mais

Papa Bento XVI visita o Brasil

Papa Bento XVI visita o Brasil Papa Bento XVI visita o Brasil Análise Segurança Fernando Maia 23 de maio de 2007 Papa Bento XVI visita o Brasil Análise Segurança Fernando Maia 23 de maio de 2007 No período de 09 a 13 de maio, o Papa

Leia mais

Eis aqui uma escola única!

Eis aqui uma escola única! Informativo1 Novembro 2015 Eis aqui uma escola única! Entrevista p.2 Formação p.2 Convivência p.3 Missões p.4 Vida espiritual p.5 Caros leitores, É um prazer poder escrever o primeiro Informativo da Escola

Leia mais

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15

PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 PARÓQUIA N. SRA. DA CONCEIÇÃO DE RIO BONITO AGENDA PAROQUIAL 2015 JANEIRO/15 03/01 Evangelização na Praça da Matriz I Escola de Missão Espírito Santo - a partir das 09 horas 04/01 Experiência Missionária

Leia mais

República de Moçambique

República de Moçambique República de Moçambique Presidência da República Contributo da Missāo de Imbuho na forja da consciência patriótica Discurso de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República de Moçambique,

Leia mais

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral

COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral COLÉGIO INTERNATO DOS CARVALHOS Equipa de Animação Pastoral Advento 2014 (Campanha de Preparação para o Natal) A ALEGRIA E A BELEZA DE VIVER EM FAMÍLIA. O tempo do Advento, que devido ao calendário escolar

Leia mais

Funchal. 2 de Fevereiro de 2014

Funchal. 2 de Fevereiro de 2014 Funchal 2 de Fevereiro de 2014 Ex.mo e Rev.mo Senhor Bispo da Diocese do Funchal D. António José Cavaco Carrilho, Senhores Bispos Eméritos, Ex.mo Senhor Representante da República na Região Autónoma da

Leia mais

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014

ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 ESTUDOS BÍBLICOS COMUNIDADES DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA 30 de agosto a 28 de setembro de 2014 Tema: Bíblia, ação de Deus na vida. A proposta do estudo Bíblico em cada setor, onde se reuniriam

Leia mais

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.

Mateus 4, 1-11. Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto. Mateus 4, 1-11 Respondeu-lhe Jesus: «Vai-te, Satanás, pois está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás e só a Ele prestarás culto.». Este caminho de 40 dias de jejum, de oração, de solidariedade, vai colocar-te

Leia mais

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil

Documento do MEJ Internacional. O coração do Movimento Eucarístico Juvenil Documento do MEJ Internacional Para que a minha alegria esteja em vós Por ocasião dos 100 anos do MEJ O coração do Movimento Eucarístico Juvenil A O coração do MEJ é a amizade com Jesus (Evangelho) B O

Leia mais

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010

PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 PROGRAMA PAROQUIAL DE PASTORAL 2009/2010 Ao iniciar o novo ano de pastoral paroquial, aceitamos o desafio que nos é feito de continuarmos a nossa caminhada de cristãos atentos aos desafios de Deus e do

Leia mais