Contrato de Trabalho: morfologia e tipos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contrato de Trabalho: morfologia e tipos"

Transcrição

1 Contrato de Trabalho: morfologia e tipos SARMENTO Contrato de Emprego Art. 442 CLT - Contrato individual de trabalho é o acordo tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego. Características do contrato de emprego Bilateral Oneroso Comutativo (prestações conhecidas desde o início da contratação) Sinalagmático (reciprocidade de obrigação) Consensual Pessoal (intuitu personae) De execução continuada (trato sucessivo) Requisitos de validade do contrato de emprego Art. 104 CC. A validade do negócio jurídico requer: I - agente capaz; II - objeto lícito, possível, determinado ou determinável; III - forma prescrita ou não defesa em lei. Requisitos de validade do contrato de emprego Capacidade do agente: Art. 7º, CF: XXXIII - proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos. 1

2 Requisitos de validade Capacidade do agente: Art É lícito ao menor firmar recibo pelo pagamento dos salários. Tratando-se, porém, de rescisão do contrato de trabalho, é vedado ao menor de 18 (dezoito) anos dar, sem assistência dos seus responsáveis legais, quitação ao empregador pelo recebimento da indenização que lhe for devida. Requisitos de validade do contrato de emprego Licitude do objeto Trabalho ilícito não gera direitos! Art Contra os menores de 18 (dezoito) anos não corre nenhum prazo de prescrição. TRABALHO PROIBIDO é aquele prestado em desacordo com as normas de proteção trabalhista. Neste caso, os efeitos do contrato de trabalho são resguardados. Ou seja, autoridade cessa a prestação de serviços, no entanto, recebe todos os direitos pelo trabalho já prestado.(alice Monteiro de Barros). Ex.: Trabalho prestado por menor de 14 anos; trabalho prestado por estrangeiro em situação irregular; trabalho prestado por menor de 18 anos à noite. TRABALHO ILÍCITO - é aquele prestado de forma ilícita, uma vez que o próprio OBJETO do contrato de trabalho é a prestação de serviços ilícitos. Não há reconhecimento de seus efeitos, não podendo alegar o desconhecimento da vedação legal. Ex.: Trabalho com contrabando, plantação de psicotrópicos, trabalho com tráfico de armas etc. Ex: JOGO DO BICHO. CONTRATO DE TRABALHO. NULIDADE. OBJETO ILÍCITO. ARTS. 82 E 145 DO CÓDIGO CIVIL. Inserida em (OJ 199 SDI-1 TST) Requisitos de validade do contrato de emprego Licitude do objeto Trabalho Proibido -Ordem pública permite alguns efeitos, em prol do trabalhador -Impedir enriquecimento ilícito -Teleologia Ex: XXXIII - proibição de trabalho noturno, perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos, salvo na condição de aprendiz, a partir de quatorze anos. Classificação do contrato de emprego Quanto à forma: tácito ou expresso (verbal ou escrito) Quanto ao prazo: determinado ou indeterminado Quanto à regulamentação: comuns ou especiais 2

3 Contrato por prazo determinado Contrato por prazo determinado Art º - Considera-se como de prazo determinado o contrato de trabalho cuja vigência dependa de termo prefixado ou da execução de serviços especificados ou ainda da realização de certo acontecimento suscetível de previsão aproximada. 2º - O contrato por prazo determinado só será válido em se tratando: a) de serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a predeterminação do prazo; (substituição de empregados, demandas como natal, ano novo) b) de atividades empresariais de caráter transitório; (Ex: festas juninas - fogos) c) de contrato de experiência. Art O contrato de trabalho por prazo determinado não poderá ser estipulado por mais de 2 (dois) anos, observada a regra do art Parágrafo único. O contrato de experiência não poderá exceder de 90 (noventa) dias. Art O contrato de trabalho por prazo determinado que, tácita ou expressamente, for prorrogado mais de uma vez passará a vigorar sem determinação de prazo. Contrato por prazo determinado SÚMULA Nº 188 CONTRATO DE TRABALHO. EXPERIÊNCIA. PRORROGAÇÃO (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e O contrato de experiência pode ser prorrogado, respeitado o limite máximo de 90 (noventa) dias. Formas de fixação do termo final 443, 1º - Considera-se como de prazo determinado o contrato de trabalho cuja vigência dependa de termo prefixado ou da execução de serviços especificados ou ainda da realização de certo acontecimento suscetível de previsão aproximada. Com base no elemento cronológico;(prefixado) Ex: três meses. Até a conclusão de serviços específicos; Ex: professor p/ corrigir provas. Acontecimento suscetível de previsão aproximada; Ex: até o final da colheita, até o fim da temporada de verão. Art Considera-se contrato por prazo indeterminado todo contrato que suceder, dentro de 6 (seis) meses, a outro contrato por prazo determinado, salvo se a expiração deste dependeu da execução de serviços especializados ou da realização de certos acontecimentos. 3

4 Efeitos da suspensão e da interrupção Períodos de afastamento: 472, 2º - Nos contratos por prazo determinado, o tempo de afastamento, se assim acordarem as partes interessadas, não será computado na contagem do prazo para a respectiva terminação. Cláusula de rescisão antecipada Art Aos contratos por prazo determinado, que contiverem cláusula assecuratória do direito recíproco de rescisão antes de expirado o termo ajustado, aplicam-se, caso seja exercido tal direito por qualquer das partes, os princípios que regem a rescisão dos contratos por prazo indeterminado. Cláusula de rescisão antecipada Nº 163 AVISO PRÉVIO. CONTRATO DE EXPERIÊNCIA (mantida) - Res. 121/2003, DJ 19, 20 e Cabe aviso prévio nas rescisões antecipadas dos contratos de experiência, na forma do art. 481 da CLT (ex-prejulgado nº 42). Art Nos contratos que tenham termo estipulado, o empregador que, sem justa causa, despedir o empregado será obrigado a pagar-lhe, a titulo de indenização, e por metade, a remuneração a que teria direito até o termo do contrato. Art Havendo termo estipulado, o empregado não se poderá desligar do contrato, sem justa causa, sob pena de ser obrigado a indenizar o empregador dos prejuízos que desse fato lhe resultarem. 1º - A indenização, porém, não poderá exceder àquela a que teria direito o empregado em idênticas condições. Trabalho a tempo parcial Art. 58-A. Considera-se trabalho em regime de tempo parcial aquele cuja duração não exceda a vinte e cinco horas semanais. 1º - O salário a ser pago aos empregados sob o regime de tempo parcial será proporcional à sua jornada, em relação aos empregados que cumprem, nas mesmas funções, tempo integral. 2º - Para os atuais empregados, a adoção do regime de tempo parcial será feita mediante opção manifestada perante a empresa, na forma prevista em instrumento decorrente de negociação coletiva. Art. 59, 4º - Os empregados sob o regime de tempo parcial não poderão prestar horas extras. 4

5 (TRT da 23ª Região/FCC/2007) Maria celebrou contrato de trabalho por prazo determinado com a empresa X uma vez que a natureza do serviço justificava a predeterminação do prazo e João celebrou contrato de experiência com a empresa Y. Neste caso, o contrato de trabalho de Maria: (A) e de João não poderão ser estipulados por mais de 90 dias. (B) não poderá ser estipulado por mais de 1 ano e o de João por mais de 90 dias. (C) não poderá ser estipulado por mais de 2 anos e o de João por mais de 60 dias. (D) não poderá ser estipulado por mais de 2 anos e o de João por mais de 90 dias. (E) e de João não poderão ser estipulados por mais de 1 ano. De acordo com a CLT, em relação ao contrato individual de trabalho por prazo determinado, é correto afirmar que a) em regra, é permitido fazer novo contrato de trabalho por prazo determinado com o mesmo empregado após três meses da conclusão do pacto anterior. b) o contrato de trabalho por prazo determinado que, tácita ou expressamente, for prorrogado mais de uma vez passará a vigorar sem determinação de prazo. c) o contrato de experiência poderá ser celebrado por escrito ou verbalmente pelo prazo máximo de 60 dias. d) o contrato de trabalho por prazo determinado que tratar de atividades empresariais de caráter transitório, poderá ser estipulado por 3 anos. e) em regra, 20 dias antes a extinção do contrato por prazo determinado, o empregador dará aviso prévio ao empregado. CONTRATO DE TRABALHO (OAB - FGV ) Relativamente à alteração do contrato de trabalho, é correto afirmar que A) É considerada alteração unilateral vedada em lei a determinação ao empregador para que o empregado com mais de dez anos na função reverta ao cargo efetivo. B) O empregador pode, sem a anuência do empregado exercente de cargo de confiança, transferi-lo, com mudança de domicilio, para localidade diversa da que resultar do contrato, independentemente de real necessidade do serviço. c) O empregador pode, sem a anuência do empregado cujo contrato tenha como condição, implícita ou explícita, transferi-lo, com mudança de domicilio, para localidade diversa da que resultar do contrato, no caso de real necessidade do serviço. D) O adicional de 25% é devido nas transferências provisórias e definitivas. Comentário: Correta a alternativa C, pois se coaduna com o 1º do art. 469 da CLT, que prevê a mudança de domicílio nos casos de contrato que tenha como condição implícita ou explícita a transferência, inclusive, ocorrendo mudança de domicílio para localidade diversa da que resultar do contrato e, ainda, no caso de real necessidade do serviço. Assim, nestes moldes, há possibilidade de transferência sem a necessidade de anuência do empregado.gabarito Oficial: Alternativa C Contrato a prazo determinado nos termos da Lei n /98 (CESPE/2008.1) Não é cabível contrato de trabalho por prazo determinado em: A) Serviço cuja natureza ou transitoriedade justifique a predeterminação do prazo. B) Atividades empresariais de caráter transitório. C) Contrato de empreitada. D) Contrato de experiência. 5

6 Comentário: Alternativa correta é a C, sendo que o contrato de empreitada é condizente com uma relação de trabalho e não de empregado, assim como não está previsto no rol do art. 443 da CLT, que prevê a possibilidade de contrato por prazo determinado apenas para atividade de caráter transitório e a título de experiência. Gabarito Oficial: Alternativa C SUSPENSÃO DO CONTRATO DE TRABALHO (CESPEI2008.2) A denominada aposentadoria por invalidez é, em relação ao contrato de trabalho, causa de: A) Suspensão. B) Interrupção. C) Prorrogação. D) Rescisão. SUSPENSÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Comentário: É correta a alternativa A, ou seja, é causa de suspensão, pois, cessada a causa que determinou a aposentadoria por invalidez, cessará o benefício, e, assim, dada a suspensão do contrato do trabalhador, este poderá voltar a exercer suas atividades como anteriormente as desenvolvia. Conforme o art. 475 da CLT,o empregado que for aposentado por invalidez terá suspenso o seu contrato de trabalho durante o prazo fixado pelas leis da previdência social para a efetivação do benefício. Dessa forma, o contrato ficou suspenso por todo o período da aposentadoria por invalidez; mas cessada a causa da invalidez, volta a viger o contrato de trabalho que estava suspenso. Gabarito Oficial: Alternativa A (OAB/MG - Abr/09) Constituem causas de interrupção do Contrato de Trabalho, EXCETO: A) Afastamento do trabalho por motivo de doença ou acidente de trabalho, até 15 dias. B) Descansos em feriados. (OAB/MG - Abr/09) Constituem causas de interrupção do Contrato de Trabalho, EXCETO: C) Descanso por 1 (um) dia, em cada 6 (seis) meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovado. D) Repouso de 10 (dez) minutos a cada período de 90 (noventa) minutos de trabalho consecutivo quando realizados serviços permanentes de mecanografia (datilografia, escrituração ou cálculo). 6

7 Comentário: Temos por correta a alternativa C, pois a interrupção do contrato de trabalho, quando da doação de sangue devidamente comprovada, será causa de interrupção do contrato de trabalho, porém o intervalo de tempo entre as doações de sangue será de 12 (doze) meses de trabalho e não de 6 (seis) meses como afirma a questão, objeto do estudo ora desenvolvido. Gabarito Oficial: Alternativa C SUSPENSÃO/INTERRUPÇÃO NOS CONTRATOS A PRAZO DETERMINADO (CESPE/2007.2) Renato foi contratado pela empresa Casa Azul em outubro de 2005 para exercer suas funções no município A. O contrato de trabalho de Renato previa, expressamente, a possibilidade de transferência em decorrência da necessidade do serviço. No mês de janeiro de 2007, a empresa transferiu Renato para o município 8, sob o argumento da necessidade do serviço, porém sem a comprovação da citada necessidade do serviço. Considerando a situação hipotética apresentada, assinale a opção correta. A) Apesar de existir previsão de transferência no contrato de trabalho de Renato, a empresa deve comprovar a necessidade do serviço, pois, se não o fizer, a transferência presume-se abusiva. B) A transferência não pode se concretizar, já que a legislação atual veda qualquer tipo de transferência de empregados, sendo garantida a inamovibilidade. C) A transferência de Renato seguiu os parâmetros previstos na CLT, não existindo nenhuma irregularidade. D) Renato sabia desde o início do pacto laboral que poderia ser transferido a qualquer tempo, já que o seu contrato previa tal possibilidade em caso de necessidade do serviço. Logo, a transferência ocorreu de forma correta. Comentário: É correta a alternativa A, ainda que conste expressamente no contrato a possibilidade de transferência em decorrência da necessidade do serviço, uma vez que o Tribunal Superior do Trabalho editou a Súmula 43, a qual indica presunção abusiva quando a transferência ocorrer sem a comprovação da necessidade do serviço, portanto a empresa deve comprovar a necessidade do serviço. Gabarito Oficial: Alternativa A INTERRUPÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO (CESPE/2008.2) Juarez, empregado da empresa Luz e Arte Ltda., sofreu uma queda em sua residência, durante o gozo de descanso semanal remunerado, Em decorrência do acidente, fraturou o tornozelo e precisou ficar afastado do trabalho por 28 dias. Nessa situação hipotética, os primeiros 15 dias de afastamento de Juarez são considerados: A) Interrupção do contrato de trabalho, devendo ser remunerados pela previdência social. 7

8 B) Interrupção do contrato de trabalho, devendo ser remunerados pelo empregador. C) Suspensão do contrato de trabalho, devendo ser remunerados pelo empregador. D) Suspensão do contrato de trabalho, devendo ser remunerados pela previdência social. Comentário: Conclui-se por correta a alternativa B, pois da redação de lei específica que cuida dos benefícios da previdência social temos que durante os primeiros 15 dias consecutivos ao do afastamento da atividade por motivo de doença incumbirá à empresa pagar ao empregado o salário integral, sendo que esta lei é a dc número 8.213, de 1991, conforme art. 60, 3. Quanto à interrupção do contrato de trabalho, temos a fundamentação no art. 476 da CLT, o qual dispõe que o empregado é considerado em licença não remunerada, durante o prazo do benefício. Gabarito Oficial: Alternativa B 17. (OAB/MG - Abr/09) Constituem causas de interrupção do Contrato de Trabalho, EXCETO: A) Afastamento do trabalho por motivo de doença ou acidente de trabalho, até 15 dias. B) Descansos em feriados. C) Descanso por 1 (um) dia, em cada 6 (seis) meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovado. D) Repouso de 10 (dez) minutos a cada período de 90 (noventa) minutos de trabalho consecutivo quando realizados serviços permanentes de mecanografia (datilografia, escrituração ou cálculo). Comentário: Temos por correta a alternativa C, pois a interrupção do contrato de trabalho, quando da doação de sangue devidamente comprovada, será causa de interrupção do contrato de trabalho, porém o intervalo de tempo entre as doações de sangue será de 12 (doze) meses de trabalho e não de 6 (seis) meses como afirma a questão, objeto do estudo ora desenvolvido. Gabarito Oficial: Alternativa C 8

9 SUSPENSÃO/INTERRUPÇÃO NOS CONTRATOS A PRAZO DETERMINADO (CESPE/2007.2) Renato foi contratado pela empresa Casa Azul em outubro de 2005 para exercer suas funções no município A. O contrato de trabalho de Renato previa, expressamente, a possibilidade de transferência em decorrência da necessidade do serviço. No mês de janeiro de 2007, a empresa transferiu Renato para o município 8, sob o argumento da necessidade do serviço, porém sem a comprovação da citada necessidade do serviço. Considerando a situação hipotética apresentada, assinale a opção correta. A) Apesar de existir previsão de transferência no contrato de trabalho de Renato, a empresa deve comprovar a necessidade do serviço, pois, se não o fizer, a transferência presume-se abusiva. B) A transferência não pode se concretizar, já que a legislação atual veda qualquer tipo de transferência de empregados, sendo garantida a inamovibilidade. C) A transferência de Renato seguiu os parâmetros previstos na CLT, não existindo nenhuma irregularidade. D) Renato sabia desde o início do pacto laboral que poderia ser transferido a qualquer tempo, já que o seu contrato previa tal possibilidade em caso de necessidade do serviço. Logo, a transferência ocorreu de forma correta. Comentário: É correta a alternativa A, ainda que conste expressamente no contrato a possibilidade de transferência em decorrência da necessidade do serviço, uma vez que o Tribunal Superior do Trabalho editou a Súmula 43, a qual indica presunção abusiva quando a transferência ocorrer sem a comprovação da necessidade do serviço, portanto a empresa deve comprovar a necessidade do serviço. Gabarito Oficial: Alternativa A 9

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO

CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO CONTRATO INDIVIDUAL DE TRABALHO Contrato individual de trabalho é o acordo, tácito ou expresso, correspondente à relação de emprego. Relação de emprego entre EMPREGADOR e EMPREGADO. DEFINIÇÃO LEGAL: O

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Cargo de confiança 1) A determinação do empregador para que

Leia mais

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos

Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos www.fagnersandes.com.br Preparando você para o sucesso! Ensaio sobre a nova Lei dos Empregados Domésticos Regulamentado pela Lei Complementar n. 150/15, empregado doméstico é aquele que presta serviços

Leia mais

Resumo Aula-tema 03: Admissão de Empregado. Alteração nas Condições de Trabalho. Suspensão e Interrupção do Contrato.

Resumo Aula-tema 03: Admissão de Empregado. Alteração nas Condições de Trabalho. Suspensão e Interrupção do Contrato. Resumo Aula-tema 03: Admissão de Empregado. Alteração nas Condições de Trabalho. Suspensão e Interrupção do Contrato. Os temas centrais desta aula são: o início de uma relação de emprego, as possíveis

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas (Aula 3) Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Alteração do contrato 1. Complete a frase: A mudança

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO II. Profa. Graciane Saliba

DIREITO DO TRABALHO II. Profa. Graciane Saliba DIREITO DO TRABALHO II Profa. Graciane Saliba - Apresentação do site - Apresentação do plano de ensino e temas que serão tratados - Horários de aula - Trabalhos em sala e em equipe - Ausência e chamadas

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO. Tempo in itinere. - 2º 58 CLT; Súmulas 90;320;324;325 TST

JORNADA DE TRABALHO. Tempo in itinere. - 2º 58 CLT; Súmulas 90;320;324;325 TST JORNADA DE TRABALHO Tempo efetivamente Trabalhado; Tempo à disposição do empregador Tempo in itinere. - 2º 58 CLT; Súmulas 90;320;324;325 TST Conceito Jornada é o lapso de tempo durante o qual o empregado

Leia mais

O que estudamos aula passada

O que estudamos aula passada O que estudamos aula passada Cessação, suspensão e interrupção dos contratos de trabalho Rescisão Contratual As formas de extinção do Contrato de Trabalho Pedido de demissão Dispensa sem justa causa Dispensa

Leia mais

Aula de Sexta-Feira(06/05/2011)

Aula de Sexta-Feira(06/05/2011) Aula de Sexta-Feira(06/05/2011) Salário: Art. 7º C.F. São direitos dos trabalhadores além de outros IV salário mínimo, fixado em lei, nacionalidade unificado, capaz de atender as suas necessidades vitais

Leia mais

REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO

REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO REGIMES DE COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO 1 1. EMENTA - Parecer sintético sobre COMPENSAÇÃO DE HORÁRIO DE TRABALHO abrangendo aspectos gerais dos regimes de "BANCO DE HORAS", "SEMANA INGLESA" e "SEMANA

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA C R A

AUDIÊNCIA PÚBLICA C R A AUDIÊNCIA PÚBLICA C R A Cristiano Barreto Zaranza Chefe da Assessoria Jurídica Fev. 2010 Alteração da Lei 5.889/73 Regulamentou o trabalho rural Principais objetivos: - Dar dinamismo ao setor primário

Leia mais

Simulado TRT Direito do Trabalho Simulado Konrad Mota

Simulado TRT Direito do Trabalho Simulado Konrad Mota Simulado TRT Direito do Trabalho Simulado Konrad Mota 2013 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. 01. (Analista/TRT-24/2011-FCC) Maria, estudante de direito, está discutindo

Leia mais

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego.

A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1 Aula 02 1 Contrato individual de trabalho A expressão contrato individual de trabalho tem o mesmo significado das expressões contrato de trabalho e contrato de emprego. 1.1 Conceito O art. 442, caput,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Alan Rick) Cria a Subseção XIII, da Seção V, do Capítulo II, do Título III, da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, altera os arts. 18, 25, 29, 39, 40 e 124 da Lei nº

Leia mais

TERMINAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO

TERMINAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Aula 3 Terminação do Contrato de Trabalho Professora: Maria Inês Gerardo www.mariainesgerardo.com.br MARIA INÊS GERARDO Conteúdo Programático desta aula Causas de extinção do contrato de trabalho e os

Leia mais

A hora noturna não atende aos padrões temporais convencionados. A hora noturna não corresponde a 60 minutos, mas sim a 52 minutos e 30 segundos.

A hora noturna não atende aos padrões temporais convencionados. A hora noturna não corresponde a 60 minutos, mas sim a 52 minutos e 30 segundos. 1 Aula 04 1 Duração do trabalho 1.1 Repouso O legislador ordinário, buscando, dentre outros objetivos, preservar a saúde do empregado, previu regras atinentes ao repouso durante a jornada, bem como entre

Leia mais

CURSO ON LINE DIREITO DO TRABALHO TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSORA: DÉBORAH PAIVA

CURSO ON LINE DIREITO DO TRABALHO TEORIA E EXERCÍCIOS PROFESSORA: DÉBORAH PAIVA Olá pessoal, Na aula de hoje, estudaremos o contrato de trabalho! Considero este tema importante, porque além se der um instituto basilar do direito do trabalho, ele é muito cobrado em provas de concursos.

Leia mais

D. TRABALHO PROF. EDUARDO ROBERTI

D. TRABALHO PROF. EDUARDO ROBERTI prazo determinado é o contrato de experiência, que é aquele destinado a permitir que o empregador, durante o prazo máximo de 90 (noventa) dias, verifique as aptidões do empregado e decida sobre a conveniência

Leia mais

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações

Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações Impacto das alterações ao Código do Trabalho na vida das Organizações ÍNDICE 01 Acórdão n.º 602/2013, de 20 de Setembro, do Tribunal Constitucional Consequências 02 Lei n.º 69/2013, de 30 de Agosto Compensações

Leia mais

Indicações de bibliográficas: CLT. Leis e artigos importantes: OJ até 421 SÚMULAS TST até 444

Indicações de bibliográficas: CLT. Leis e artigos importantes: OJ até 421 SÚMULAS TST até 444 CURSO: OAB X EXAME - NOITE DISCIPLINA: DIREITO DO TRABALHO PROFESSOR: JULIANA MONTEIRO AULA 01 BLOCO: 01- MATÉRIA: INTRODUÇÃO (LEI TRABALHISTA NO TEMPO E ESPAÇO, FONTES, EMPREGADO). Indicações de bibliográficas:

Leia mais

Tron Informática

Tron Informática 13º Salário Gratificação Natalina 1 Veja uma vídeo-aula sobre este assunto em: http://www.trontv.com.br/t/index.php/videos/gestao-contabil/fp/76-como-calcular calcular-o-13-salario.html A Gratificação

Leia mais

MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE

MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE MUDANÇAS NAS REGRAS DO SEGURO-DESEMPREGO, ABONO SALARIAL ANUAL, AUXILIO-DOENÇA E PENSÃO POR MORTE Em 30/12/2014, por meio das Medidas Provisórias 664 e 665, publicadas no Diário Oficial da União, as normas

Leia mais

Contrato de Trabalho: morfologia e tipos SARMENTO

Contrato de Trabalho: morfologia e tipos SARMENTO Contrato de Trabalho: morfologia e tipos SARMENTO TRABALHO DOMÉSTICO CLT: Art. 7º Os preceitos constantes da presente Consolidação salvo quando for em cada caso, expressamente determinado em contrário,

Leia mais

ENTENDA SEUS DIREITOS. O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas. O que é Banco de horas?

ENTENDA SEUS DIREITOS. O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas. O que é Banco de horas? ENTENDA SEUS DIREITOS O SINDEMED reservou este espaço para esclarecer seus direitos trabalhistas. O que é Banco de horas? O chamado banco de horas é uma possibilidade admissível de controle e compensação

Leia mais

PARECER N X L IS (a

PARECER N X L IS (a PARECER N X L. 7 75 IS (a FDRH. REQUERIMENTO DE EMPREGADA DE REDUÇÃO DA CARGA HORÁRIA SEMANAL COM A PROPORCIONAL REDUÇÃO SALARIAL. POSSIBILIDADE. REITERAÇÃO DO PARECER 8.035/89. Trata-se de expediente

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO:

PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO: PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO: 1- Como se dá o Acidente de Trabalho? R- Trata-se, evidentemente, de um acidente ocorrido em razão do trabalho exercido pelo trabalhador, que pode causar uma

Leia mais

ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa

ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA. Alexandre Corrêa ATUALIZAÇÃO TRABALHISTA Alexandre Corrêa ROTINAS TRABALHISTAS AVISO PRÉVIO PROPORCIONAL ADVERTÊNCIA E SUSPENSÃO CONTRATO DE EXPERIÊNCIA EXAMES OCUPACIONAIS AVISO PRÉVIO A Lei nº 12.506/2011 institui a

Leia mais

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna 30/09/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações

Leia mais

Relatório Trabalhista

Relatório Trabalhista www.sato.adm.br 1987-2001 legislação consultoria assessoria informativos treinamento auditoria pesquisa qualidade Relatório Trabalhista Nº 023 21/03/2002 TRABALHO NOTURNO O trabalho noturno é compreendido

Leia mais

REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS

REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS REMUNERAÇÃO E ADICIONAIS LEGAIS 1 Conceito Salário complessivo corresponde aos pagamentos efetuados diretamente pelo empregador em favor do empregado, em virtude da vigência do contrato de trabalho, bem

Leia mais

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil.

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Diz o art. 48, da Lei 8.213/91: Art. 48. A aposentadoria por idade será devida ao segurado que, cumprida

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE COACHING Base Legal Artigos 593 a 609 Novo Código Civil; Código de Defesa do Consumidor Art. 593. A prestação de serviço, que não estiver sujeita às leis trabalhistas

Leia mais

Reis, Camila Oliveira. R375r Relação de trabalho X relação de emprego / Camila Oliveira Reis. Varginha, slides.

Reis, Camila Oliveira. R375r Relação de trabalho X relação de emprego / Camila Oliveira Reis. Varginha, slides. Reis, Camila Oliveira. R375r Relação de trabalho X relação de emprego / Camila Oliveira Reis. Varginha, 2015. 45 slides. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de Acesso: World Wide Web 1. Relações

Leia mais

2012 Cartilha do Comércio

2012 Cartilha do Comércio 2012 Cartilha do Comércio APRESENTAÇÃO O Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Tubarão e Região SINDILOJAS, no atendimento das necessidades dos seus representados, reuniu as principais dúvidas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY)

PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY) PROJETO DE LEI Nº, DE 2011 (Da Sra. ERIKA KOKAY) Acrescenta Seção à Consolidação das Leis do Trabalho para dispor sobre os motoristas e os cobradores de ônibus urbanos e interurbanos. O Congresso Nacional

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 59, DE 2014

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 59, DE 2014 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 59, DE 2014 Altera dispositivos do art. 473 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), para permitir que o empregado possa deixar de comparecer ao trabalho, por até 8 (oito)

Leia mais

TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS.

TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS. IV JORNADA JURÍDICA CNTQ Confederação Nacional dos Trabalhadores no Ramo Químico TURNOS INITERRUPTOS DE REVESAMENTO REFLEXOS DE PARCELAS SALARIAIS. Gabriel Lopes Coutinho Filho Outubro/2013 Camboriú -

Leia mais

empregado e dispensá-lo do trabalho no período, o empregador indenizará o empregado. Quando ocorre a extinção de contrato de trabalho?

empregado e dispensá-lo do trabalho no período, o empregador indenizará o empregado. Quando ocorre a extinção de contrato de trabalho? Quando ocorre a extinção de contrato de Quando houver a cessação definitiva do vínculo empregatício. Quais as hipóteses de extinção do contrato de por iniciativa do empregado ou do empregador; por culpa

Leia mais

Curso de 13 Salário. Capacitação e Treinamento

Curso de 13 Salário. Capacitação e Treinamento Curso de 13 Salário Capacitação e Treinamento Conteúdo 1. DÉCIMO TERCEIRO SALÁRIO... 3 1.1. Contagem de Avos... 3 1.2. Primeira Parcela Pagamento até 30/11... 3 1.3. Empregados não disponíveis durantes

Leia mais

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS

TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS NOME: TESTE CONHECIMENTO ESPECÍFICOS LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO 1 - Verifique se este teste de conhecimento específico contém 10 (dez) questões objetivas. 2 - Para o presente teste de conhecimento

Leia mais

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000.

Nota prévia A presente Orientação Normativa revoga na sua totalidade e substitui a Orientação Normativa 1/2000 de 29/12/2000. ORIENTAÇÃO NORMATIVA nº 01/2004 de 20/02/2004 Assunto: Férias Distribuição: Todas as Unidades de Estrutura Revogações: Orientação Normativa 1/2000 Enquadramento Convencional e Legal: Capítulo X do AE/REFER,

Leia mais

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre - 2011 Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre - 2011 Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula 1. Denominação. 2. Conceito. 3. Objeto. 4. Requisitos essenciais. 5. Requisito não essencial. 6. Contrato de Trabalho e o Negócio Jurídico. 7. Duração do contrato determinado. 8. Vigência do contrato por

Leia mais

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula 1. Fontes materiais e formais. 2. Normas Jurídicas de Direito do Trabalho. Constituição, Leis, Atos do Poder Executivo, Sentença normativa, Convenções e Acordos Coletivos, Regulamentos de empresa, Disposições

Leia mais

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva

Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público. Diana Pinto e Pinheiro da Silva Concessão, Permissão e Autorização de Serviço Público Diana Pinto e Pinheiro da Silva 1. Execução de Serviço Público Execução de serviço público Dificuldade de definição [...] o conceito de serviço público

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 325, DE Art. 1º Esta Lei disciplina o trabalho penoso, no âmbito rural e urbano.

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 325, DE Art. 1º Esta Lei disciplina o trabalho penoso, no âmbito rural e urbano. SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 325, DE 2013 Disciplina o trabalho penoso, no âmbito urbano e rural, e altera a Seção XIII do Capítulo V da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), aprovada

Leia mais

SALÁRIO DE BENEFÍCIO: ARTS. 31 A 34 DO DECRETO 3048/99 Prof. Andreson Castelucio 1. ITER PARA O CÁLCULO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO 2. CONCEITO DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO 3. CONCEITO DE SALÁRIO DE BENEFÍCIO

Leia mais

Tabela de Remuneração Equipe de Lazer e Recreação

Tabela de Remuneração Equipe de Lazer e Recreação Tabela de Remuneração Equipe de Lazer e Recreação Tipos de contrato/relacionamento: São pessoas contratadas para um evento ou período específico não tendo relações trabalhistas entre as partes (Contratante

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: ES000257/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 28/06/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031201/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46207.005077/2011-11 DATA

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 3.898, DE 2008 Altera a redação do art. 12 da Lei nº 605, de 5 de janeiro de 1949, que dispõe sobre o repouso semanal remunerado

Leia mais

Sumário. Introdução, 1

Sumário. Introdução, 1 S Sumário Introdução, 1 1 Folha de Pagamento, 7 1 Salário, 8 1.1 Salário-hora para 40 horas semanais: divisor 200 (duzentos), 9 1.2 Depósito de salários em conta bancária, 9 2 Horas extras, 10 2.1 Integração

Leia mais

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O

,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O ,UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO P L A N O D E E N S I N O I IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Legislação Social e Trabalhista Ano Letivo:

Leia mais

ÍNDICE REMISSIVO (Lei n 6.745, de 28 de dezembro de 1985)

ÍNDICE REMISSIVO (Lei n 6.745, de 28 de dezembro de 1985) ÍNDICE REMISSIVO (Lei n 6.745, de 28 de dezembro de 1985) AÇÃO DISCIPLINAR PRESCRIÇÃO 150, 151 ACESSO FIXAÇÃO VAGAS 53 CONCURSO 53, 55 INTERSTÍCIO 55 TREINAMENTO 57 REGULAMENTAÇÃO 58, 188 ACIDENTE EM SERVIÇO

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Faculdade Mineira de Direito - Núcleo Barreiro

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Faculdade Mineira de Direito - Núcleo Barreiro PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE MINAS GERAIS Faculdade Mineira de Direito - Núcleo Barreiro Henrique Gustavo Guimaraes Jose Isaias Fonseca Rafael Moreira Campos Gomes Ronaldo José Santana ANÁLISE CASO

Leia mais

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados

Projeto de lei 4330/ quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados Projeto de lei 4330/2004 - quadro comparativo entre as redações aprovadas na Câmara dos Deputados PL 4330 - projeto original apresenta à Ementa: Dispõe sobre o contrato de prestação de serviços e as relações

Leia mais

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação.

Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. Este Plano de Curso poderá sofrer alterações a critério do professor e/ou da Coordenação. PLANO DE CURSO 2012/01 DISCIPLINA: DIREITO DO II PROFESSOR: FRANCISCA JEANE PEREIRA DA SILVA MARTINS TURMAS: 8

Leia mais

ATO ADMINISTRATIVO Nº 030 DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009.

ATO ADMINISTRATIVO Nº 030 DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009. ATO ADMINISTRATIVO Nº 030 DE 25 DE NOVEMBRO DE 2009. Dispõe sobre os procedimentos relativos à realização de horas extras pelos funcionários do CREA-PA. O CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA, ARQUITETURA E

Leia mais

Guia Trabalhista: Aspectos trabalhistas dos empregados vendedores

Guia Trabalhista: Aspectos trabalhistas dos empregados vendedores Guia Trabalhista: Aspectos trabalhistas dos empregados vendedores Resumo: Analisaremos no presente Roteiro de Procedimentos os aspectos trabalhistas dos empregados vendedores, viajantes ou pracistas. Para

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Da Sra. MARA GABRILLI) Acrescenta os arts. 86-A, 86-B e 86-C à Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, e altera seus arts. 11, 18, 26, 29, 33, 40, 101 e 124 para dispor sobre

Leia mais

PROJETO DE LEI N o, DE 2006

PROJETO DE LEI N o, DE 2006 PROJETO DE LEI N o, DE 2006 (Do Sr. JOSÉ DIVINO) Dispõe sobre a Regulamentação da Profissão de Babá. O Congresso Nacional decreta: profissão de Babá. Art. 1 o Esta lei estabelece requisitos para o exercício

Leia mais

O SALÁRIO-COMISSÃO E SUA ALTERAÇÃO Arnaldo Sussekind (*)

O SALÁRIO-COMISSÃO E SUA ALTERAÇÃO Arnaldo Sussekind (*) O SALÁRIO-COMISSÃO E SUA ALTERAÇÃO Arnaldo Sussekind (*) A remuneração do empregado pode ser: a) de natureza salarial, se corresponder à contraprestação do trabalho por ele realizado em proveito do empregador

Leia mais

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI

TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI Ficha n.º 4 TRABALHADOR - ESTUDANTE O QUE DIZ A LEI OBSERVAÇÕES Trabalhador-Estudante Trabalhador que frequenta qualquer nível de educação escolar, bem como curso de pós-graduação, mestrado ou doutoramento

Leia mais

Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 17

Coleção Sinopses para Concursos Guia de leitura da Coleção... 17 Coleção Sinopses para Concursos... 15 Guia de leitura da Coleção... 17 Capítulo 1 FONTES DO DIREITO DO TRABALHO... 19 1. Conceito... 19 2. Classificação... 19 2.1. Fontes materiais... 19 2.2. Fontes formais...

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos)

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) DIREITO DO TRABALHO FONTES DO DIREITO DO TRABALHO: MATERIAIS: FORMAIS: Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) Convenções coletivas

Leia mais

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho.

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. Convenção Coletiva de Trabalho É um ato jurídico pactuado

Leia mais

BANCO CENTRAL DO BRASIL

BANCO CENTRAL DO BRASIL LEI Nº 8.911 DE 11 DE JULHO DE 1994 Dispõe sobre a remuneração dos cargos em comissão, define critérios de incorporação de vantagens de que trata a Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, no âmbito do

Leia mais

Regra geral da suspensão e da interrupção do contrato de trabalho

Regra geral da suspensão e da interrupção do contrato de trabalho SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO Nas duas situações o contrato de trabalho continua vigente, mas as obrigações das partes não são exigíveis (suspensão) ou o são parcialmente (interrupção).

Leia mais

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho

SUMÁRIO. Direito do Trabalho Direito Processual Civil Direito Processual do Trabalho SUMÁRIO Direito do Trabalho... 05 Direito Processual Civil... 139 Direito Processual do Trabalho... 195 DIREITO DO TRABALHO ÍNDICE CAPÍTULO 01... 7 Fontes e Princípios de Direito do Trabalho... 7 Surgimento

Leia mais

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS

GRATIFICAÇÕES, ADICIONAIS, AUXÍLIOS E OUTROS PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000542/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 26/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR047856/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001655/2015 15 DATA DO

Leia mais

1 I. i 'VA, Parecer Classificado 9406/02. Processo:

1 I. i 'VA, Parecer Classificado 9406/02. Processo: PREFEITURA MUNICIPAI Processo: 01.052.352.01.12 000135500 Interessado: Secretaria Municipal de Saúde Referência: Possibilidade de afastamento por Licença Maternidade de profissional contratada através

Leia mais

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de

LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE Art. 2º - Considera-se necessidade temporária de. I - assistência a situações de emergência e de LEI Nº 4.249, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2002. Dispõe sobre a contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, nos termos do inciso IX do artigo 37 da

Leia mais

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014.

Lei Complementar Municipal Nº , de 28 de maio de 2014. Lei Complementar Municipal Nº. 1.463, de 28 de maio de 2014. Da nova redação a artigos que menciona e dá outras providências. O Povo do Município de Águas Formosas, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT

Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT Contratos de trabalho por tempo determinado, previstos na CLT O contrato de trabalho por prazo determinado é aquele cuja duração dependa de termo prefixado ou da execução de serviços específicos ou ainda

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDOS - DIREITO DO TRABALHO CONTRATO DE TRABALHO

ROTEIRO DE ESTUDOS - DIREITO DO TRABALHO CONTRATO DE TRABALHO ROTEIRO DE ESTUDOS - DIREITO DO TRABALHO CONTRATO DE TRABALHO Material de Estudo Legislação: CLT: art. 2º, 3º, 29, 41, 402, 442, 443, 445, 451, 452, 471, 472, 478, 479, 480, 481; CCB: art. 5º e 104; art.

Leia mais

JORNADA DE TRABALHO BREVE HISTÓRICO

JORNADA DE TRABALHO BREVE HISTÓRICO JORNADA DE TRABALHO BREVE HISTÓRICO - Até meados de 1800, na maioria dos países da Europa, a jornada de trabalho era de 12 a 16 horas, inclusive entre mulheres e crianças. Muitos protestos surgiram, pretendendo

Leia mais

NORMA DE DE CONCESSÃO DE LICENÇAS - NOR 305

NORMA DE DE CONCESSÃO DE LICENÇAS - NOR 305 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: CONCESSÃO DE LICENÇAS A EMPREGADO APROVAÇÃO: Resolução DIREX 024, de 04/02/2013 VIGÊNCIA: 08/02/2013 NORMA DE DE CONCESSÃO DE LICENÇAS - NOR 305 1/9 ÍNDICE

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO PISO SALARIAL 1 de 5 19/02/2015 14:00 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000233/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 12/02/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR076924/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.030044/2014-53

Leia mais

PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI

PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputado Federal ULDURICO JÚNIOR- PTC/BA PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI Dispõe sobre a alteração do art.71-b da lei 8.213/91 para ampliar a cobertura de benefício do salário-maternidade

Leia mais

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal

Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Pró - Reitoria de Gestão de Pessoal Coordenadoria de Administração de Pessoal Aposentadoria Passagem do servidor da atividade para a inatividade, com proventos integrais ou proporcionais ao tempo de contribuição, observadas as regras específicas para cada situação. Pode ser concedida

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA

CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA PORTARIA Nº 23, DE 28 DE AGOSTO DE 2014. Fixa e regulamenta as normas de conduta dos empregados e as regras para o funcionamento do COFECON. O PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DE ECONOMIA, no uso de suas

Leia mais

1 QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS JUSTIFICATIVAS LEGAIS PARA AS FALTAS DO EMPREGADO AO TRABALHO.

1 QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS JUSTIFICATIVAS LEGAIS PARA AS FALTAS DO EMPREGADO AO TRABALHO. 1 QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS JUSTIFICATIVAS LEGAIS PARA AS FALTAS DO EMPREGADO AO TRABALHO. 1.1- ART. 473 - O empregado poderá deixar de comparecer ao serviço sem prejuízo do salário: I até 2 (dois) dias

Leia mais

Errata: Estudos Dirigidos OAB CESPE. Direito do Trabalho

Errata: Estudos Dirigidos OAB CESPE. Direito do Trabalho Errata: Estudos Dirigidos OAB CESPE Direito do Trabalho CAPÍTULO IV CONTRATO DE : MODALIDADES, FORMALIDADES, ALTERAÇÃO, SUSPENSÃO E INTERRUPÇÃO Nas páginas 712 e 713, onde se lê questão nº 5, leia-se

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR000662/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/02/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR067963/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.002882/2011-14 DATA DO

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943

DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943 DECRETO-LEI Nº 5.452, DE 01 DE MAIO DE 1943 Aprova a Consolidação das Leis do Trabalho. O Presidente da República, usando da atribuição que lhe confere o art. 180 da Constituição, DECRETA: TÍTULO II DAS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015. Confira a autenticidade no endereço

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015. Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001403/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR072431/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.005616/2015-77 DATA DO

Leia mais

Assim, a validade de um contrato de trabalho está adstrita ao preenchimento de requisitos estabelecidos pelo art. 104 do CC.

Assim, a validade de um contrato de trabalho está adstrita ao preenchimento de requisitos estabelecidos pelo art. 104 do CC. Contrato de Trabalho Conceito segundo Orlando Gomes Contrato de Emprego (Trabalho) é a convenção pela qual um ou vários empregados, mediante certa remuneração e em caráter não eventual prestam trabalho

Leia mais

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB

Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB Trabalhador Rural: Lei 5.888/93 + Decreto 73.626/74 + art. 7 CRFB art. 7 CRFB São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: art. 7 CLT Os

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA C.N.P.J / Rua 15 de Novembro, 08 Centro, CEP Utinga - BA 2 LEI Nº 356, DE 28 DE OUTUBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A CONCESSÃO DOS ADICIONAIS DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE PARA OS SERVIDORES PÚBLICOS DA PREFEITURA MUNICIPAL DE UTINGA O Prefeito Municipal de UTINGA-BAHIA,

Leia mais

IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS

IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS IMPACTO DAS RESOLUÇÕES NORMATIVAS 195, 200 e 204 EDITADAS PELA ANS RN 195 Vigência: 03.11.2009 (alterada pelas RNs 200 e 204); Objetivos: a) classificar e disciplinar as características dos planos privados

Leia mais

CONTRATO DE TRABALHO. (ART. 442 ao 456, CLT)

CONTRATO DE TRABALHO. (ART. 442 ao 456, CLT) Direito do Trabalho Aula 02 Contrato de Trabalho; Terceirização e afins; alteração contratual Maria Inês Gerardo CONTRATO DE TRABALHO (ART. 442 ao 456, CLT) CONTRATO DE TRABALHO Requisitos de validade

Leia mais

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1

RESOLUÇÃO TSE /2008* 1 RESOLUÇÃO TSE 22.901/2008* 1 * 1 Resolução alterada pelas Resoluções TSE 23.386/2012, 23.477/2016 e 23.497/2016. PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 18.456 CLASSE 19ª BRASÍLIA DISTRITO FEDERAL. Relator: Ministro

Leia mais

A falta do trabalhador ao serviço enseja o desconto do dia respectivo em sua remuneração, salvo se a falta for considerada justificada.

A falta do trabalhador ao serviço enseja o desconto do dia respectivo em sua remuneração, salvo se a falta for considerada justificada. As faltas não justificadas por lei não dão direito a salários e demais conseqüências legais, e podem resultar em falta leve ou grave, conforme as circunstâncias ou repetição; mas podem ter justificativa

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO /2015 Convenção Coletiva de Trabalho, que entre si ajustam a FEDERAÇÃO NACIONAL DOS EMPREGADOS EM POSTOS DE SERVIÇOS DE COMBUSTÍVEIS E DERIVADOS DE PETRÓLEO - FENEPOSPETRO,

Leia mais

Como proceder nos contratos por prazo O que é estabilidade provisória? determinado?

Como proceder nos contratos por prazo O que é estabilidade provisória? determinado? O que é estabilidade provisória? É o período em que o empregado tem seu emprego garantido, não podendo ser dispensado por vontade do empregador, salvo por justa causa ou força maior. Encontram-se previstas

Leia mais

RESTRITO. Índice. Anexo I ao Memorando-Circular nº 7 /DIRBEN/INSS, de 24/2/ Do esocial Simples Doméstico 2

RESTRITO. Índice. Anexo I ao Memorando-Circular nº 7 /DIRBEN/INSS, de 24/2/ Do esocial Simples Doméstico 2 Esclarecimentos sobre o esocial e orientações quanto à forma de comprovação do vínculo e das remunerações do Empregado Doméstico com base na Lei Complementar nº 150/2015 Índice 1. Do esocial Simples Doméstico

Leia mais

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil

Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública. Magno Subtil Planejamento de aquisição de bens e serviços na Administração Pública Magno Subtil Registro de Preços Decreto Estadual 7.437/2011 Sistema de Registro de Preços é o conjunto de procedimentos para registro

Leia mais

MÓDULO JORNADA DE TRABALHO TRABALHO NOTURNO 3.5

MÓDULO JORNADA DE TRABALHO TRABALHO NOTURNO 3.5 MÓDULO 3 JORNADA DE TRABALHO 3.5 TRABALHO NOTURNO DEPARTAMENTO DE PESSOAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS SUMÁRIO ASSUNTO PÁGINA 3.5. TRABALHO NOTURNO... 3 3.5.1. INTRODUÇÃO... 3 3.5.2. HORÁRIO NOTURNO... 3 3.5.2.1.

Leia mais

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR

MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR MINUTA DE ANTEPROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Regulamenta o inciso III do 4 do art. 40 da Constituição Federal, que dispõe sobre a concessão de aposentadoria especial ao servidor público titular de cargo efetivo

Leia mais

PORTARIA Nº 123/2014 DE 16 de JUNHO de 2014

PORTARIA Nº 123/2014 DE 16 de JUNHO de 2014 PORTARIA Nº 123/2014 DE 16 de JUNHO de 2014 Disposto nas legislações DEL5452/43 Consolidação das Leis do Trabalho, L8069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescente ECA, L9394/96 Lei de Diretrizes e Bases

Leia mais