Notas Técnicas. CBPF-NT-005/13 agosto Módulo Microcontrolado de Interface padrão SDI-12 para aplicações em monitoramento ambiental

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Notas Técnicas. CBPF-NT-005/13 agosto 2013. Módulo Microcontrolado de Interface padrão SDI-12 para aplicações em monitoramento ambiental"

Transcrição

1 ISSN Nts Tcnics CBPF-NT-5/13 gst 213 Módul Micrcntrld Intrfc pdrã plicçõs m mnitrmnt mbintl Brun Rnt, Gnild N. Snts, Pdr Russn, Alxndr Bnvnt Grld Crnicchir Ciênci, Tcnlgi Invçã

2 dx.di.rg/1.7437/nt / Nts Tcnics, v. 3, n. 2, p. 7 13, 213 Módul Micrcntrld Intrfc pdrã plicçõs m mnitrmnt mbintl Brun Rnt Cntr Brsilir Psquiss Físics - CBPF/MCTI, Ru Dr. Xvir Sigud,15 Urc Ri Jnir RJ Brsil Institut Ncinl Tcnlgi - INT/MCTI Av. Vnzul, 82 Sú Ri Jnir RJ Brsil Gnild N. Snts Cntr Brsilir Psquiss Físics - CBPF/MCTI, Ru Dr. Xvir Sigud,15 Urc Ri Jnir RJ Brsil Institut Ncinl Tcnlgi - INT/MCTI Av. Vnzul, 82 Sú Ri Jnir RJ Brsil Módul Micrcntrld Intrfc pdrã Pdr Russn Grld Crnicchir Cntr Brsilir Psquiss Físics - CBPF/MCTI, plicçõs Ru Dr. Xvirm Sigud,15 mnitrmnt Urc Ri Jnir RJ Brsil mbintl Alxndr Bnvnt Brun Rnt 1,2 Institut, Gnild Ncinl N. Snts Tcnlgi 1,2, Pdr - INT/MCTI, Russn Av. 1, Vnzul, Alxndr 82 Bnvnt Sú Ri 2 Grld Jnir Crnicchir RJ Brsil 1 (Dtd: 26 Agst 213) 1 Cntr Brsilir Psquiss Físics - CBPF/MCTI Est trblh prsnt snvlvimnt intrfc cntrl dispsitivs quisiçã Ru Dr. Xvir Sigud,15 Urc Ri Jnir RJ Brsil dds utiliznd s prtcls cmunicçã RS-232. circuit cnsist m ltrônic mbrcd bsd n micrcntrldr ATmg 168p. Ests prtcls sã pdrõs cmunicçã sril mprgds m xprimnts Institut quisiçã Ncinl dds, mtcnlgi prticulr - INT/MCTI mnitrmnt mbintl. pdrã 2 vltd plicçã Av. Vnzul, snsrs 82 intlignts. Sú Ri Est prtcl Jnir prmit RJ Brsil únic cnl cntrl váris prifrics, cm distâncis t 6 mtrs prsnt bix cns. sistm funcin cm pltfrm Est snvlvimnt trblh prsnt clibrçã snvlvimnt snsrs intlignts. intrfc É mnstrd cntrl prçã dispsitivs prfrmnc quisiçã d módul s prtcls intrfc snvlvid cmunicçã trvs d cntrl RS-232. circuit snd cnsist mnitrmnt m ltrônic mbintl multimtric mbrcd bsd n dds utiliznd micrcntrldr cmrcil ATmg plicçã 168p. n Ests ár. prtcls sã pdrõs cmunicçã sril mprgds m xprimnts quisiçã dds, m prticulr mnitrmnt mbintl. pdrã vltd plicçã snsrs intlignts. Est prtcl prmit únic cnl cntrl váris prifrics, cm distâncis t 6 mtrs prsnt bix 1. cns. INTRDUÇÃ sistm funcin cm pltfrm cnt, prsntms snvlvimnt dispsitiv clibrçã intrcnxã snsrs ntr sistm intrfc snvlvid quisiçã trvs ddsd s cntrl snds intlignts intlignts. É mnstrd prçã prfrmnc d módul snd mnitrmnt mbintl multimtric cmrcil Dispsitivs mnitrmnt mbintl prâmtrs multimêtrics plicçã n ár. multipnt. físic-químics pssum plicçõs ns mis vrids xprimnts cintífics u prcsss industriis. s prâmtrs gur 1, prmit cntrlr dispsitivs cmrciis, tmbm Est circuit, cuj digrm blcs mstrms n Fi- físics mbintis, tis cm tmprtur, prssã, id, Est circuit, cuj digrm blcs mstrms n 1. INTRDUÇÃ funcin cm pltfrm snvlvimnt custmizr, nst pdrã, snsrs trnsdutrs, fcilitnd su ntr utrs, ftm nã pns s xprimnts prcsss 1, prmit cntrlr dispsitivs cmrciis, tmbm físics, ms tmbm s quipmnts sistms cntrl funcin cm pltfrm snvlvimnt intgrçã cm utrs sistms xprimnts. Dispsitivs mdid. A rspst mnitrmnt dispsitivs mbintl snsrs tctrs, prâmtrs custmizr, nst pdrã, snsrs trnsdutrs, fcilitnd físic-químics bm cm ltrônic pssum cndicinmnt plicçõs ns sts mis sistms, vrids su intgrçã cm utrs sistms xprimnts. xprimnts p sr significtivmnt cintífics u ftd, prcsss u cmprmtid, industriis. pls s prâmtrs vriçõsfísics prâmtrs mbintis, d mbint tis cm xprimntl. tmprtur, Tmbm prssã, id, pms ntr cnsttr utrs, crscnt ftm nã intrss pns m s s xprimnts mnitrr, snd 1 prcsss quntificr, físics, tis prâmtrs ms tmbm s cmprnsã, quipmnts fisclizçã sistms PC Dt Lggr cntrl sgurnç mdid. d própri A mi rspst mbint, dispsitivs ssim cmsnsrs s mc-nisms climátics bm cm clógics, ltrônic n r, cndicinmnt n sl u n águ. sts µc tctrs, Drivr snd 2 sistms, Um ds p spcts sr mis significtivmnt imprtnts n utmçã ftd, prcsss mnitrmnt pls vriçõs pdrnizçã prâmtrs d intrfcs mbint RS 232 u ATmg Drivr RS cmprmtid, xprimntl. prtcls Tmbm cmunicçã pms cntrl. cnsttr Cm mcrscnt utrs intrss árs tcnlógics, m s mnitrr, xist quntificr, tndêncitis prprâmtrs prt ds fbricnts ds sistms fisclizçã prcurr sgurnç impr susd própris própri pdrõs mi snd n cmprnsã, mbint, srviçs, ssim mcm cntrpsiçã s mcnisms à mnd climátics pr prt clógics, ds usuáris r, n prsl sistms u n mis águ. brts, prçã intgrçã mi- n gávl Um ds cm utrs spcts sistms, mis custs imprtnts cssívis n utmçã flxibilid. 1: Digrm blcs d módul intrfc. prcsss pdrã mnitrmnt tn divrss pdrnizçã sts tributs, intrfcs spcifi-cmnt cmunicçã ár mnitrmnt cntrl. mbintl, Cm m utrs vm snd árs prtcl 1: Digrm prmit blcs d módul intrfc. dispsitiv prtcl mstr prtcls cntrl prmit váris prifrics, dispsitiv trvs mstr cntrl d msm váriscnl, prifrics, trvs d msm cnl, u brrmnt. u tcnlógics, dtd prxist númr tndênci crscnt pr fbricnts. prt ds fbricnts Nst d- brrmnt. ds sistms prcurr impr sus própris pdrõs srviçs, m cntrpsiçã à mnd pr prt ds usuáris Cm mstr 2, dispsitiv crid prtn sr pr sistms mis brts, prçã intgrçã migávl cnvrsr dds ntr dispsitivs ntr r, cm utrs sistms, custs cssívis flxibilid. rliznd intgrçã sss dispsitivs ml SI pdrã tn divrss sts tributs, (pn Systm Intrcnnctin, d inglês, Intrcnxã ntr spcificmnt ár mnitrmnt mbintl, vm Sistms Abrts). Ess ml fi prpst pl

3 8 Brun Rnt t l. Cm mstr 2, dispsitiv crid prtn sr cnvrsr dds ntr dispsitivs ntr r, rliznd intgrçã sss dispsitivs ml SI (pn Systm Intrcnnctin, d inglês, Intrcnxã ntr Sistms Abrts). Ess ml fi prpst pl rgnizçã Intrncinl Pdrõs (d inglês, IS) tm cm bjtiv, prpr, m scl crscnt bstrçã, intgrçã sistms cm s scrits nst trblh [1]. 2. PRTCLS DE CMUNICAÇÃ sistms digitis trc mnsgns ntr prifrics cdificd m subunids, nminds bits (BInry digit). Um cnjunt 8 bits, runids cm únic unid, sã nminds byt. muits situçõs, nã xquívl trnsfrir simultnmnt s bits mnsgm s ir trnsmitir pr lngs distncis. Ests sã cdificds srm trnsmitids sqüncilmnt trvs cnl, tl cm: nds rdifrqüênci, luz (fibr óptic infrvrmlh) u sinis ltrics trvs fi. N sqüncilmnt rcptr, s bits trvs individuis sã rgrupds cnl, tl cm: rcm- nds pr rdifrqüênci, mnsgm riginl. luz (fibr Est óptic mtd infrvrmlh) cmunicçã u sinis nmind ltrics trvs trnsmissã fi. sril. N rcptr, s bits individuis sã A çã rgrupds srilizçã rcmpr llizçã mnsgm dds riginl. c-estmunicçã mtd cmunicçã tã frnt, nmind xist circuit trnsmissã ltrônic sril. spcífic A çã xcutr srilizçã st funçã llizçã pr hrdwr. Est dds cir-prcuit cmunicçã chmd tã frnt, UART (Univrsl xist Asynchrnus circuit ltrônic Rcivr/Trnsmittr). spcífic Um xcutr UART st p funçã s trtr pr hrdwr. dispsi-esttiv circuit discrt, chmd u str incrprd UART cm (Univrsl funçã Asynchrnus sistm Rcivr/Trnsmittr). mis cmplx, cm. Um UART micrcntrldr. p s trtr trm univrsl dispsitiv indic discrt, cpcid u str incrprd s prgrmr cm frmt funçã ds dds sistm u mis tx cmplx, trnsmissã. cm micrcntrldr. trm univrsl tlcmunicçõs, indic cpcid trm prtcl s prgrmr finid frmt cm ds dds cnjunt u tx rgrs trnsmissã. crctrizm nã pns s cnxõs d pnt tlcmunicçõs, vist físic, ltric trm prtcl mcânic, finid cm tmbm cnjunt frmt, sincrnizçã, rgrs crctrizm frquênci, squênci, nã pns s cm nrçmnt, cnxõs d pnt tcçã vist físic, rrs ltric flhs nmcânic, trnsmissã cm tmbm rcpçã frmt, infrmçã sincrnizçã, ntr sistms frquênci, digitis [4]. squênci, Nst dcnt nrçmnt, prsntms tcçã intrcnxã rrs ntr flhs dis n trnsmissã difrnts rcpçã pdrõs: prtcl infrmçã RS-232 ntr sistms prtcl digitis. [4]. Nst dcnt prsntms intrcnxã ntr dis difrnts A. pdrõs: Pdrã RS-232 prtcl RS-232 prtcl. 2: Crrspndênci d sistm cnvrsã ml SI 2: Crrspndênci d sistm cnvrsã ml SI. brrmnt pdrã, crônim "Sril Dt Intrfc brrmnt t 12 pdrã Bud",, crônim prtcl "Sril cmunicçã Dt sril Intrfc ssíncrn, t 12 Bud", cdificd m prtcl ASCII, snvlvid cmunicçã intrcnctr sril ssíncrn, sistms cdificd quisiçã m ASCII, dds snvlvid cm snsrs intlignts intrcnctr[2]. sistms Ests xprimnts quisiçã dds frntmnt cm snsrs sã rlizds intlignts m [2]. lugrs Ests rmts xprimnts rrm frntmnt rgistrdr sã r-lizds m lugrs quisiçã rmts /u rrm trnsmissã ds rgistrdr dds (Dt u dispsitiv Lggr). dispsitiv quisiçã /u trnsmissã ds dds (Dt Lggr). s principis tributs justificm utilizçã ss prtcl cmunicçã sã: bix cns, cmprtilhmnt s principis tributs d msm justificm cnl cmunicçã utilizçã ss ntr divrss prtclsnds, cmunicçã trnsmissã sã: pr distâncis bix cns, d rm cmprtilhmnt d flxibilid msm cnl s intrduzir cmunicçã r nv ntr divrss snsr, u 6 mtrs prâmtr, snds, trnsmissã sm ltrr pr distâncis rquittur d rm d xprimnt 6 mtrs [3]. ptncil flxibilid s crctrístics s intrduzir st nv pdrã snsr, justificm u prâmtr, sm ltrr su utilizçã rquittur, d principlmnt, xprimnt [3]. dmíni ptncil d nã pns tcnic s crctrístics cm pltfrm st pdrã snvlvimnt justificmvimnt nã pns snsrs su intlignts utilizçã, cmptívis. principlmnt, dmíni d tcnic cm pltfrm snvlvimnt snsrs intlignts cmptívis. 2. PRTCLS DE CMUNICAÇÃ sistms digitis trc mnsgns ntr prifrics cdificd m subunids, nminds bits (BInry digit). Um cnjunt 8 bits, runids cm únic unid, sã nminds byt. muits situçõs, nã xquívl trnsfrir simultnmnt s bits A. prtcl Pdrã RS-232 cmunicçã RS-232 bstnt difundid, t rcntmnt, r pdrã n miri ds cmputdrs prifrics digitis dispnívis n mrcd. RS brviçã prtcl Rcmmnd cmunicçã Stndrd, RS-232 bstnt s utiliz difundid nminçã, t rcntmnt, RS-232, qund r pdrã s fz n rfrêncis miri ds à cmputdrs intrfc cmunicçã, prifrics digitis trm dispnívis EIA232 qund n mrcd. s fz rfrêncis RS à nrm brviçã stblcid Rcmmnd pl Elctrnic Stndrd, Industris Asscitin s utiliz (EIA) nminçã [5]. prtcl RS-232, qund prsnt s cntrl fz rfrêncis rr, à intrfc txs trnsfrênci cmunicçã, infrmçã trm EIA232 justávl qund cmunicçã s fz rfrêncis sril à ssíncrn, nrm stblcid tm frmt pl Elctrnic d plvr ilustrd Industris n Asscitin 3, cnfrm (EIA) [5]. cnfigurçã prtcl dtd prsnt nst cntrl trblh. rr, txs trnsfrênci infrmçã justávl cmunicçã sril Est pdrã cncbid trc infrmçõs pnt pnt ssíncrn, (ntr dis tm dispsitivs), frmt d pr plvr xmpl ilustrd cmputdr n 3, cnfrm prifric. cnfigurçã quipmnt dtd nst trblh. fz prcssmnt ds sinis chmd DTE (Dt Trminl Equipmnt). quipmnt fz cnxã nmind DCE (Dt Circuit-trminting Equipmnt). Sã xmpls DCE, mms, muss imprssrs. A vlcid, u tx, trnsmissã (bud rt), tm sr cnfigurd, igulmnt, n trnsmissr n rcptr. Vlrs típics sã 11, 3, 12, 24, 48, bits/s. limit rcmndd distânci máxim ntr s dispsitivs 15 mtrs. pdrã dmit cnctrs 9 (DB9), u 25 (DB25), pins. Cnfrm 3: pms Frmt bsrvr típic n Tbl 1, xist plvr cn- dds xã trnsmitids cnl n pdrã trnsmissã RS-232: ds 1 strt dds bit, (Tx), 8 bits rcpçã dds ds (D dds D7), (Rx), 1 bit rfrênci prid ltric 1 stp (trr) bit. 4 intrvl cnxõs tmp cd bit n gráfic, crrspn invrs d budrt m sgunds. N cs d cnfigurçã 96 bps, st intrvl prximdmnt 14 µs. Est pdrã cncbid trc infrmçõs pnt pnt (ntr dis dispsitivs), pr xmpl cmputdr

4 sã r u (Dt ss s, ntr 6 r, u 3]. nã i d srs ntr s bits çõs, ncis. itids trnsfrênci infrmçã justávl cmunicçã sril ssíncrn, CBPF-NT-5/13 tm frmt d plvr ilustrd n 3, 9 cnfrm cnfigurçã dtd nst trblh. sus crctrístics mis imprtnts ft prmitir cnxã prtir pnt cntrl t, n máxim, quipmnt fz cnxã nmind DCE (Dt 62 nrçs nrçsprifrics. Ess Ess númr crrspn s s n- Circuit-trminting Equipmnt). Sã xmpls DCE, nrçs pssívis ntr d pdrã, cdificds m m mms, muss imprssrs. A vlcid, u tx, crctr lfnric, u sj, 9 (48 9 (48 t t 57 ci- 57 quipmnt trnsmissã (bud fz rt), cnxã tm nmind sr cnfigurd, DCE igulmnt, (Dt nrçs prifrics. Ess númr crrspn s ciml), A A Z Z (65 (65 t t 9 9 ciml) z z (97 t Circuit-trminting n trnsmissr Equipmnt). n rcptr. Vlrs Sã xmpls típics sã 11, DCE, 3, nrçs pssívis ntr d pdrã, cdificds m mms, muss imprssrs. A vlcid, u tx, 122 t crctr ciml) 122 ciml) lfnric, [3]. Dst [3]. Dst md md u sj, pssívl pssívl intrligr intrligr 9 (48 t 57 dispsitiv dispsitiv mstr, mstr, 12, 24, 48, bits/s. limit rcmndd trnsmissã (bud rt), tm sr cnfigurd, igulmnt, ciml), A Z quisiçã quisiçã (65 t 9 ciml) dds, cm dds, váris cm z prifrics, váris distânci máxim ntr s dispsitivs 15 mtrs. prifrics, cm snsrs intlignts cmprtilhm (97 n trnsmissr n rcptr. Vlrs típics sã 11, 3, t cm 122 ciml) snsrs[3]. intlignts Dst md cmprtilhm pssívl intrligr msm mi pdrã 3: Frmt dmit cnctrs típic 9 (DB9), plvr u 25 (DB25), 12, 24, 48, bits/s. limit rcmndd dds pins. msm mi físic, u brrmnt, cmunicçã. Cd trnsmitids Cnfrm 3: Frmt n pms típic pdrã bsrvr RS-232: plvr n 1 Tbl strt dds 1, bit, xist trnsmitids 8 bits cnxã dispsitiv físic, dds n snsr u v mstr, brrmnt, tr quisiçã nrç cmunicçã. únic, dds, Cd cm snsr vibiliz váris v tr distânci máxim ntr s dispsitivs 15 mtrs. (D pdrã RS-232: cnl D7), 1 bit 1 strt bit, trnsmissã prid 8 bits dds ds dds 1 stp (Dbit. (Tx), D7), intrvl 1rcpçã bit p-drid dds prifrics, inclusã/xclusã nrç cm únic, snsrs snsrs intlignts vibiliz sm grns inclusã/xclusã cmprtilhm ltrçõs d pdrã dmit cnctrs 9 (DB9), u 25 (DB25), pins. tmp Cnfrm 1 stp (Rx), cd pms bit. bit n bsrvr intrvl rfrênci gráfic, n Tbl tmp ltric crrspn 1, (trr) xist cd bit 4 ncnxõs invrs cnxã gráfic, msm snsrs rrnj mi xprimntl. sm físic, grns u brrmnt, ltrçõs d rrnj cmunicçã. xprimntl. Cd d crrspn sinis invrs rgulr d budrt prcss mpl sgunds. qul s Ndis csdispsitivs snsr v tr nrç únic, vibiliz d cnfigurçã rcnhcm 96 bps, st stblcm intrvl prximdmnt cmunicçã (hndshk). 14 µs. N budrt m cnl sgunds. trnsmissã N cs ds dds cnfigurçã (Tx), rcpçã 96 ds bps, inclusã/xclusã snsrs sm grns ltrçõs d st dds intrvl cb (Rx), cnxã prximdmnt rfrênci ltric ntr ltric DCE 14 (trr) µs. DTE, 4 cnxõs tms lvr rrnj xprimntl. sinis m cnsirçã rgulr prcss invrsã pl qul pins s n dis cnctr, dispsitivs md rcnhcm Est pdrã stblcm cncbid cmunicçã trc infrmçõs (hndshk). pnt N cmptibilizr sinis ntrd síd. Pr xmpl, sinl pnt cb sinis (ntr cnxã dis rgulr dispsitivs), ltric prcss ntr pr DCE pl xmpl qul DTE, stms dis cmputdr dispsitivsm rcnhcm prifric. cnsirçã Tx quipmnt cnctd sinl lvr Rx, d utr. Dvid quipmnt stblcm bix invrsã tx cmunicçã pins trnsmissã fz n cnctr, prcssmnt (hndshk). vl md dds ds sinis N cb cmptibilizr nvlvids chmd cnxã nst sinis ltric DTE plicçã, ntrd (Dt ntr pms síd. Trminl DCEPr ptr DTE, xmpl, Equipmnt). pr tms sinl md lvr m Tx simplificd cnsirçã quipmnt prçã, invrsã cnctd dispns pins sinl nus cnctr, ds Rx, sinis d md utr. hndshk. cmptibilizr Dvid bix sinis tx trnsmissã ntrd síd. vl Pr xmpl, sinl Tx quipmnt cnctd sinl dds nvlvids nst plicçã, pms ptr pr md simplificd Tbl 1: Tbl prçã, cm sinis dispns RS232 us crrspnnts ds sinis s Rx, hndshk. dpins utr. ds Dvid cnctrs bix d pdrã tx DB9. trnsmissã itálic vl indicms 4: Circuit cndicinmnt nívl, u drivr, d dds nvlvids nst plicçã, pms ptr pr pins utilizds n intrfc simplific cm DCE. pdrã 4: Circuit cndicinmnt nívl, u drivr, d pdrã md Tbl simplificd 1: Tbl cm prçã, sinis RS232 dispns crrspnnts us dss sinis pins hndshk. ds cnctrs d pdrã DB9. itálic indicms 4: Circuit cndicinmnt nívl, u drivr, d Sinl Dscriçã DTE Dir DCE 2 s pins utilizds n intrfc simplific cm DCE. pdrã pr cm únic linh dds (SDI-Lin), linh rfrnci pr cm (trr) únic linh linh limntçã dds (SDI- (12 DCD Dt Crrir Dtct 1 < 1 Lin), Sinl Dscriçã DTE Dir DCE vlts) s linh prifrics, rfrnci limitd (trr) pl cbmnt linh utilizd limntçã pr cm únic linh dds (SDI-Lin), RxD Rciv Dt 2 < 3 pl ptênci (12 vlts) d rguldr s prifrics, (7812 ncpsulmnt limitd pl T22) cbmnt rprsntds utilizdn circuit pl ptênci d d rguldr 4. Pr sts (7812 linhs ncpsu- sã linh rfrnci (trr) linh limntçã (12 DCD Dt Crrir Dtct 1 < 1 vlts) s prifrics, limitd pl cbmnt utilizd TxD Trnsmit Dt 3 > 2 lmnt rlizds T22) s trnsçõs rprsntds ntr s snds n circuit dispsitiv d mstr 4. Pr RxD Rciv Dt 2 < 3 pl ptênci d rguldr (7812 ncpsulmnt T22) sts cntrl. linhs sã A linh rlizds dds s trnsçõs bidircinl, ntr pr sm snds thr-stt, m lógic DTR Dt Trminl Rdy 4 > 4 rprsntds n circuit d 4. Pr sts linhs sã TxD Trnsmit Dt 3 > 2 rlizds dispsitiv s trnsçõs mstrngtiv. ntr cntrl. std s snds A linh binári dispsitiv bix dds (lw, mstr bidircinl, fls Gnd Grund 5-5 u ) cntrl. pr crrspn A linh m thr-stt, tnsã dds bidircinl, m lógic 3,5 5,5 pr ngtiv. vlts m thrstt, binári m bix lógic (lw, ngtiv. fls u std ) crrspn binári bix (lw, fls tnsã std std DTR Dt Trminl Rdy 4 > 4 lt (high, tru u 1) -,5 1, vlts. Ess fix trblh, DSR Dt St Rdy 6 < 6 n cs st circuit, nã msm d micrcntrldr u 3,5 ) crrspn tnsã 3,5 5,5 vlts std Gnd Grund 5-5 (3,3V) 5,5 vlts irá rcbr std s lt dds, (high, snd tru ntã u 1) ncssári -,5 1, RTS Rst t Snd 7 > 7 lt vlts. inclusã (high, Ess tru u fix 1) MSFET -,5 trblh, 1, vlts. n Ess cs cmptibilizçã fix st circuit, trblh, sts nã DSR Dt St Rdy 6 < 6 n cs sinis. msm st d intrvl circuit, micrcntrldr ntr nã sts msm dis (3,3V) stds d micrcntrldr irá finid rcbrcm s dds, std CTS Clr t Snd 8 < 8 (3,3V) snd irá trnsiçã. ntã rcbr ncssári s dds, inclusã snd ntã ncssári MSFET RTS Rst t Snd 7 > 7 inclusã MSFET cmptibilizçã sts RI Ring Indictr 9 < 9 cmptibilizçã prtcl sts prsnt sinis. intrvl cnjunt ntr cmnds sts dis sinis. intrvl ntr sts dis stds finid cm CTS Clr t Snd 8 < 8 stds fundmntis finid pdrã, cm cnfrm std Tbl trnsiçã. 2, nrmtizm std utilizçã trnsiçã. RI Ring Indictr 9 < 9 prtcl prtcl snsrs prsnt prsnt mdid. cnjunt prtcl cnjuntpssui cmnds cmnds ind B. Pdrã fundmntis fundmntis crctrs spciis pdrã, pdrã, cnfrm cnfrm sã incluíds Tbl Tbl m 2, 2, lguns nrmtizm nrmtizm cmnds cm cs d crctr Spcing Mrking utilizçã utilizçã snsrs snsrs mdid. mdid. prtcl prtcl pssui pssui ind ind cnsistm m pns slcinr std d linh, bix B. Pdrã cnsist m prtcl cmunicçã sril crctrs spciis sã incluíds m lguns cmnds Tbl I: Tbl cm sinis RS232 crrspnnts s pins ds lt, rspctivmnt. spciis sã N incluíds m 5, lguns mstrms cmnds s ssíncrn cdificd m ASCII (crônim Amricn cm cm d cnctrs d pdrã DB9. itálic indicms s pins utilizds n intrfc simplific cnsist m cm DCE m pns slcinr std d linh, bix spcificçõs cs d tmp crctr cntrl Spcing brrmnt Mrking. cn- Stndrd C fr Infrmtin Intrchng, u "Códig cnsistm std d linh, bix Pdrã Amricn prtcl Intrcâmbi cmunicçã Infrmçã"). sril Cd 5, s ssíncrn lmnt cdificd d códig m ASCII ASCII cnsist (crônim m 7 bits Amricn lt, rspctivmnt. N 5, mstrms s spcificçõs tmp cntrl brrmnt. rprsntm spcificçõs tmp cntrl Stndrd crctr, C fr u cmnd, Infrmtin txt Intrchng, itv u bit "Códig p Pdrã srvir Amricn chcr rr, Intrcâmbi u cnsistênci Infrmçã"). d trnsmissã Cd A cmunicçã rlizd n brrmnt multiplxd n tmp. Ist signific n msm linh sn- d B. Pdrã lmnt infrmçã d códig (bit ASCII prid). cnsist Est m pdrã 7 bits pr rprsntm m tx fix crctr, trnsfrênci u cmnd, dds, txt bud itv rt bit 12. p Um tid trnsmissã rcpçã dds ltrnd. N 5 prsntms digrm cm s spcificçõs srvir sus cnsist crctrístics chcr m rr, mis u prtcl imprtnts cnsistênci cmunicçã d trnsmissã ft prmitir sril d ssíncrn infrmçã cnxã cdificd (bit prtir prid). m ASCII pnt Est (crônim cntrl pdrã pr t, m n Amricn máxim, tx 62 tmp css brrmnt. sinl Brk Stndrd fix C trnsfrênci fr Infrmtin dds, Intrchng, bud rt u 12. "Códig Um Pdrã Amricn Intrcâmbi Infrmçã"). Cd sinl Mrking, crrspnnt nívl lógic crrspn nívl lógic lt pr 12 ms sguid sus crctrístics mis imprtnts ft prmitir cnxã prtir pnt cntrl t, n máxim, 62 lmnt d códig ASCII cnsist m 7 bits rprsntm crctr, u cmnd, txt itv bit psitiv mstr (Dt Rcrr). sguid Dt Rcr- bix durnt pl mns 8,33 ms, mbs nvids pl dis- p srvir chcr rr, u cnsistênci d trnsmissã r (dispsitiv mstr) nvi cmnd sjd. Após d infrmçã (bit prid). Est pdrã pr m nvi d cmnd, Dt Rcrr spr rspst3 d tx fix trnsfrênci dds, bud rt 12. Um snsr (dispsitiv scrv), prcis cntcr m t 15 3

5 Nm Cmnd Rspst s cnvrsrs prts, unlógic-digitis sj, I²C, rgistrdrs rspnsávis pr sinis Dispsitivd \r\n pr pssui X1! SDI--12 utilizds Ativr dispsitiv (ADC rstriçã ADC5), mlrnj sinis d cmunicçã ntr utrs. utrs xmpl, pin s Dvid Pr d ncpsulmnt 28, pins. Tbl 2: Exmpls cmnds \r\n\r\n! Ativid digitis ntrd/sid (I/). zul clr, intificms X1! Ativr dispsitiv d nrç sinis d cmunicçã I²C,, ntr utrs utrs. Pr xmpl, spin 3 d CI pr sr cnfigurd sr sinl digitl, númr pins, lguns sinis lógics, u funcinlids, dispsitivs funcinm prtir d prtcl. 1 Dispsitiv Brunm Rnt t l. cnvrsrs nlógic-digitis (ADC ADC5), lrnj s nrç " vlrs D! Rlizr mdid cnfigurds pr sftwr, xclunt xclunt. rprsnt nrç d dispsitiv s sj rlizr sã 3 dntrd/sid CI pr sr (I/) cnfigurd sinl digitl, prt ) nir sinl sr trnsmissã dds \r\n X1! Ativr d sinis d cmunicçã I²C,, ntr utrs utrs. Pr xmpl, pin N 6, mstrms strms d digrm ds funcinlids trnsçã " vlrs D! Rlizr mdid mdids \r\n cm dispsitiv dispsitiv prt ntrd/sid (I/) ) u sinl trnsmissã dds Tx d UART. nrç 3 dtx CIdpr sr d cnfigurd sã sinl digitl, s pins cmpnnt cmpnnt. sr vr mstrds mdids \r\n sscids cm dispsitiv UART. Nm Cmnd Rspst " vlrs D!n brrmnt Rlizr mdid rlizd sprt prts, u sj, rgistrdrs pr sinis ntrd/sid (I/) ) u rspnsávis sinl trnsmissã dds AAtivid cmunicçã \r\n \r\n! mdids digitis ntrd/sid (I/). zul clr, intificms s cm dispsitiv Tx d UART. Ancmunicçã rlizd n n brrmnt multiplxd tmp. Ist signific msm linh Dispsitiv cnvrsrs nlógic-digitis (ADC ADC5), m lrnj s multiplxd n tmp. Ist signific n msm linh sntid trnsmissã rcpçã dds ltrnd ltrnd. N \r\n X1! Ativr dispsitiv d sinis d cmunicçã I²C,, ntr utrs. utrs Pr xmpl, pin A cmunicçã rlizd n brrmnt sntid trnsmissã rcpçã ltrnd. ltrnd 5 prsntms cmsdds spcificçõs N nrç digrm 3 d CI pr sr cnfigurd sr sinl digitl, multiplxd n tmp. Ist signific msm prsntms digrm cm vlrs tmp 5css brrmnt. 12. n ssinl si linh Brk D! "spcificçõs Rlizr mdid prt ntrd/sid (I/) ) u sinl trnsmissã dds sntid trnsmissã rcpçã. dds ltrnd ltrnd. mdids \r\n cm dispsitiv lógic tmp css brrmnt 12. si N Brk crrspn nívl lt pr 12 ms sinl sguid Tx d UART. 5 prsntms digrm cm s spcificçõs crrspn nívl lógic lt pr 12 ms sguid sinl Mrking, crrspnnt nívl lógic bix tmp pl si sinl Brk A cmunicçã n 12. brrmnt bix sinl Mrking, crrspnnt nívl lógic durnt pl css mns 8,33brrmnt ms,,rlizd mbs. nvids dispsitiv crrspn nívl lógic lt pr 12 ms sguid multiplxd n tmp. msm linh Tbl II: Exmpls cmnds utilizds prrcrr dispsitidurnt plrcrr). mns 8,33Ist ms,signific, mbs nvids pl dispsitiv mstr (Dt sguid ndt sntid trnsmissã rcpçã dds ltrnd ltrnd. N vs sinl Mrking, crrspnnt sjd. lógic bix funcinm nvi prtir prtcl. nívl rprsnt nmstr (Dt Rcrr). sguid Após Dt nvi Rcrr (dispsitiv mstr) dcmnd 5 mns prsntms,digrm cm s spcificçõs pl dispsitiv durnt pl 8,33 ms, mbs nvids rç d dispsitiv s sj rlizr trnsçã (dispsitiv mstr) nvi cmnd sjd. Após nvi 6: Digrm pingm funcinlids funcinlid d d cmnd, Dt Rcrr spr 12. rspst d snsr tmp Rcrr). css brrmnt. Dt si sinl Brk 6: Digrm pingm funcinlids d micrcntr- d mstr (Dt sguid Rcrr 6: Digrm pingm funcinlids funcinlid dcrrspn cmnd, Dt Rcrr spr rspst d snsr micrcntrldr ATmg 168P 168P. (dispsitiv scrv),, prcis cntcr m t 15 ms. nvi nívl lógic lt pr 12 ms Após sguid ldr ATmg 168P (dispsitiv mstr) cmnd sjd. nvi 168P scrv),,crrspnnt m t 15 ms. micrcntrldr ATmg 168P. Ess(dispsitiv rspst prcdid prcis utr sinl Mrking, st sinl Mrking, cntcr nívl lógic bix A plc ltrônic pingm ftu cnvrsã ntr d s Ess rspst prcdid utr sinl Mrking, 6: Digrm funcinlid funcinlids dms. cmnd, Dt Rcrr spr sinl rspst d snsr Ess rspst prcdid utr Mrking, vz nvid pl snsr (dispsitiv scrv) scrv). durnt pl mns 8,33 ms,, itiv mbs nvids pl dispsitivstprtcls A plc ltrônic ftu cnvrsã ntr s RS-232 fi prjtd n sftwr st vz nvid pl snsr (dispsitiv scrv). 168P (dispsitiv scrv),, prcis cntcr m trcrr 15 ms. micrcntrldr ATmg 168P. vz nvid plrcrr). snsr (dispsitiv scrv) scrv). mstr (Dt itiv sguid Dt prtcls RS-232 ficnvrsã prjtd n sftwr snvlvimnt lyuts plcs circuit imprss A plc ltrônic ftu ntr s press (dispsitiv rspst prcdid utr sinl Mrking, st mstr) nvi cmnd sjd. Após nvi Asnvlvimnt plc ltrônic ftu frsdr cnvrsã ntr m lyuts plcs circuit imprss EAGLE xcutd própri tcls RS-232 fisistm prjtd nsftwr -s vz nvid pl snsr itivspr scrv) scrv). 6: Digrm pingm prjtd funcinlid funcinlids d d cmnd, Dt(dispsitiv Rcrr rspst d snsr prtcls RS-232 fi n sftwr EAGLE prtótips ATmg xcutd sistm frsdr própri fbricçã 168P. m mstrd n 7. imprss snvlvimnt lyuts plcs circuit 168P (dispsitiv scrv),, prcis cntcr m t 15 ms. micrcntrldr snvlvimnt lyuts plcs imprss fbricçã prtótips mstrd ncircuit 7. EAGLE xcutd m sistm frsdr própri Ess rspst prcdid utr sinl Mrking, st A plc ltrônic ftu cnvrsã ntr s EAGLE xcutd m sistm frsdr própri fbricçã prtótips mstrd n 7. vz nvid pl snsr (dispsitiv itiv scrv). scrv) prtcls RS-232 prjtd sftwr fbricçã prtótips fi mstrd n n 7. snvlvimnt lyuts plcs circuit imprss rm rm vnts css EAGLE xcutd m sistm frsdr própri 5: 5: Digrm Digrm d d rm vnts css brrmnt fbricçã prtótips mstrd n 7. 5:. Digrm d rm rm vnts css brrmnt brrmnt. 5: Digrm d rm rm vnts css 3. MICRCNTRLADRES E E LETRÔNICA EMBARCADA brrmnt. 3. MICRCNTRLADRES E ELETRÔNICA EMBARCADA 5: Digrm rm rm vnts css 3. MICRCNTRLADRES Eltrônics ELETRÔNICA sãdcmpnnts ( (circuits 3.Micrcntrldrs M ICRCNTRLADRES E ELETRÔNICA EMBARCADA brrmnt EMBARCADA Micrcntrldrs sã cmpnnts ltrônics ( (d intgrds - CI),. incrprm s funçõs CPU(circuits intgrds - Cntrl CI), s funçõs (Flsh CPU (d inglês, incrprm Prcssmnt), mmóris 3.Unid MICRCNTRLADRES E ELETRÔNICA EMBARCADA Micrcntrldrs sã cmpnnts ltrônics ( (circui(circuits inglês, UnidAccss Cntrl Prcssmnt), mmóris (Flsh RAM - Rndm Mmry) móduls cnfigurávis Micrcntrldrs sã cmpnnts ltrônics intgrds -- CI), incrprm s funçõs cust CPU (d RAM Rndm Accss Mmry) móduls cnfigurávis intrfcs m únic cmpnnt bix [6]. ts intgrds CI), incrprm s funçõs CPU Micrcntrldrs sã cmpnnts ltrônics (circuits ( inglês, Unid Cntrl únic Prcssmnt), mmóris (Flsh [6]. intgrds intrfcs m cmpnnt bix Esss dispsitivs prmitm prjt funçõs circuit circuits intlignts, (d inglês, Unid Cntrl Prcssmnt), mmóris - CI), incrprm s CPUcust (d RAM Rndm Accss Mmry) móduls cnfigurávis Esss prmitm prjt circuits circuit intlignts, prgrmávis m - lingugm lt nívl, plicçõs (Flsh dispsitivs RAM Rndm Mmry) móduls cninglês, Unid Cntrl Accss Prcssmnt), mmóris (Flsh figurávis intrfcs bix cust [6]. RAM -m Rndm Accss Mmry) móduls cnfigurávis prgrmávis m únic lingugm lt nívl, dicds. cntrpsiçã cmputdrs plicçõs us intrfcs mcmpnnt s únic cmpnnt bix Esss dispsitivs prmitm prjt circuit circuits intlignts, intrfcs m únic cmpnnt bix cust [6]. dicds. cntrpsiçã s cmputdrs gnric, tmbm bsds m micrprcssdrs, s us cust [6]. Esss dispsitivs prmitm prjt circuiprgrmávis m lingugm lt nívl, plicçõs Esss dispsitivs prmitm prjt micrprcssdrs, circuit circuits gnric, tmbm bsds m sistms ltrônics mbrcds prsntm s ts intlignts, prgrmávis m lingugm intlignts, lt nívl, prgrmávis m lingugm ltcmputdrs nívl, dicds. cntrpsiçã s sistms ltrônics mbrcds prsntm prgrmçã dicd s dispsitivs, itivs, u sistms us s plicçõs dicds. cntrpsiçã splicçõs cmputdicds. cntrpsiçã smicrprcssdrs, cmputdrs uss gnric, tmbm bsds m prgrmçã dicd s rlizrm dispsitivs, itivs, sistms s cntrlm. pr trfs rquisits, rquisits drs S uscrctrizm gnric, tmbm bsds mu micrprcssgnric,ltrônics tmbm bsds m micrprcssdrs, s sistms mbrcds prsntm cntrlm. S crctrizm pr rlizrm trfstmnh, rquisits, rquisits drs, s ssistms ltrônics mbrcds prsntm pr-finids visnd timizçã rcurss, tmnh sistms ltrônics mbrcds prsntm prgrmçã dicd s dispsitivs, itivs, u rcurss, sistms s pr-finids sdicd visnd timizçã tmnh tmnh, prgrmçã s dispsitivs, s cns nrgi custs. prgrmçã dicd s dispsitivs, itivs, u u sistms sistms s cntrlm. S crctrizm pr rlizrm trfs rquisits rquisits, cns nrgi custs. cntrlm. SS crctrizm pr rlizrm trfs ATmg rquisinst circuit, utilizd rlizrm micrcntrldr icrcntrldr cntrlm. crctrizm pr trfs rquisits, rquisits pr-finids s circuit, visnd rcurss, tmnh tmnh, Nst timizçã utilizd micrcntrldr icrcntrldr ATmg ts,pr-finids pr-finids visnd timizçã rcurss, tmnh, bix lt smpnh smpnh, fbricd pl s cust visnd timizçã rcurss, tmnh tmnh, cns nrgi fmíli custs. SDI cns nrgi custs. bix cust lt smpnh smpnh, cns nrgi custs. ATMEL [7]. Ess finid pr su fbricd tcnlgi,pl 7: Módul cnvrsr RS232. Nst circuit, utilizd icrcntrldr ATmg 7: Módul cnvrsr RS232. SDI Nst circuit, utilizd utilizdmicrcntrldr micrcntrldr icrcntrldr ATMEL [7]. Ess fmíli finid pr suatmg tcnlgi, Nst circuit, micrcntrldr ATmg cpcid prcssmnt, rmznmnt rmznmnt, tip bix cust lt smpnh smpnh, fbricd pl bix cust lt smpnh smpnh, fbricd pl cpcid prcssmnt, rmznmnt rmznmnt, bix lt smpnh, fbricd pltip AT- ncpsulmnt cust cnjunt prifrics. Est dispsitiv Módul cnvrsr RS232. SDI 7: 7: Módul cnvrsr RS232. SDI ATMEL [7]. Ess fmíli finid prtcnlgi, suest tcnlgi, ATMEL [7].Ess Essfmíli finid pr su tcnlgi, ncpsulmnt fmíli cnjunt prifrics. dispsitiv MEL [7]. finid pr su cp 7: Módul cnvrsr RS232 cpcid prcssmnt, rmznmnt, rmznmnt tip rmznmnt, cpcid prcssmnt, rmznmnt tip cid prcssmnt, rmznmnt, tip ncpsuncpsulmnt cnjunt prifrics. Est dispsitiv ncpsulmnt cnjunt prifrics. Est dispsitiv lmnt cnjunt prifrics. Est dispsitiv pssui ncpsulmnt 28 pins. Dvid rstriçã d númr pins, lguns sinis lógics, u funcinlids, sã cn4. CIRCUIT DE CNTRLE E CNFIGURAÇÃ figurds pr sftwr, mnir xclunt. 4 N 6, mstrms digrm ds funcinlids Cnfrm mstr smátic prsntd n4anx sscids s pins d cmpnnt. vr sã mstra, circuit cntrl bsd n micrcntrldr AT-4 ds s prts, u sj, rgistrdrs rspnsávis pr sinis mg ns circuits cndicinmnt nívl digitis ntrd/sid (I/). zul clr, intificms sinl, pdrã RS232. micrcntrldr rliz s cnvrsrs nlógic-digitis (ADC ADC5), m lcnvrsã d prtcl RS232 prtcl m rnj s sinis d cmunicçã I2 C, ntr utrs. Pr xmprçõs scrit litur bidircinis. pl, pin 3 d CI p sr cnfigurd sr sinl digitl, prt ntrd/sid (I/) u sinl trns ATmg 168p pssui intrfc cnfigurávl missã dds Tx d UART. UART, cmptívl cm prtcl RS232, cdific 4

6 prçõs scrit litur bidircinis. 5. PRGRAMAÇÃ CBPF-NT-5/13 11 ATmg 168p pssui intrfc cnfigurávl UART, cmptívl cm prtcl RS232, cdific Pr grvçã d sftwr n micrcntrldr fi cdific s s sinis rcbids pr pr sss sss dis dis trminis trminis m c- m utilizd prgrm crid. plc STK5. Est plc pltfrm crctrs ASCII. Est Est cnl cnl fi cnfigurd fi cnfigurd budrt snvlvimnt purçã, lm prgrmr s 96 bps. cntrl flux cntrl prid prgrm Atml Studi utilizd, m su vrsã 6., budrt 96 bps. cntrl flux cntrl dispsitivs AVR, rliz lguns tsts didátics p fzr frm sbilitds. cmpilr s prgrms biblitcs crids, ssim prid frm sbilitds. purçã d prgrm crid. cm fzr intrfc prgrmçã cm plc micrcntrldr pr cm nívis tnsã ltric prgrm Atml Studi utilizd, m su vrsã 6., Pr s nívis tnsã CMS ( 3,5 STK5 vi prt sril (CM) d cmputdr. CMS. Pr cnvrtr s nívis tnsã CMS ( 3,5 vlt) cmpilr s prgrms biblitcs crids, ssim cm d vlt) micrcntrldr, micrcntrldr, m nívis m nívis tnsã RS-232 tnsã RS-232 (+/- 12 vlt) (+/- fzr prgrm intrfc xcutd prgrmçã pl micrcntrldr cm plc cntrl STK5 s utilizms 12 vlt) utilizms cmpnnt cmpnnt MAX3223 MAX3223 (d (d Mxim). Mxim). vi linhs lógics prt sril d circuit (CM) d cnvrt cmputdr. s dds ntr s dis MAX3223 MAX3223 circuit circuit intgrd inclui inclui dis disprs prs (dul (dul drivr/rcivr) supr supr in- linhs UART, lógics cnfigurávl d circuit pr cnvrt firmwr, s dds fi utilizd ntr s dis prtcls. prgrm Cm xcutd scrit pl cim, micrcntrldr ATmg 168p cntrl pssui s trnsmissr/rcptr intrnmnt s nívis tnsã cmptívis cm nrm prtcls. intrfcr Cm n pdrã scrit RS-232. cim, Pr ATmg pdrã, 168p pssui s fun- TIA/EIA-232-F prtir únic tnsã limntçã UART, çõs cnfigurávl cdificçã pr (srilizçã) hrdwr, cdificçã fi utilizd (l- 5 5vlts vlts (Vcc). s s pins pins d 3 micrcntrldr frm frm cnfigurds cm cm s linhs linhs cmunicçã RX TX, funçõs prgrmçã, m cdificçã lingugm C. (srilizçã) Bsicmnt, sistm cdificçã cn- rspctivmnt, d UART sscids prtcl RS232 (llizçã sist m cicl srilizçã) vrific ds s xist crctrs, mnsgm implmntd cm cm DCE. DCE. pr ASCII prgrmçã, n cnl RS-232, m lingugm sr C. frmtd, Bsicmnt, cdificd sistm intrfcr lizçã srilizçã) n pdrã RS-232. ds crctrs, Pr implmntd pdrã, prs cnfigurds Pr Prmultiplxr multiplxr xr s s infrmçõs tr- cnsist (pr m tbl cicl intrn vrific cmnds) s xist nvid mnsgm cm c- m trfgm pl linh dds SDI_LINE d d brrmnt ASCII mndn cnl s RS-232, prifrics cnctds sr frmtd, n cnl cdificd, (pr u 12 (sinis SDI_TX SDI_RX), sã utilizds qutr sinis s xist tbl intrn rspst cmnds) prifrics nvid nst cnl cm pr cmnd sr frmtd s prifrics nvid cnctds cntrl vi n cnl RS-232,, cm u mstrd s xist I/ I/ (PB PB3, crrspnnd s s pins pins rspc- 17 rspctivmnt), trnsistr trnsistr MSFET MSFET (cnl (cnl N FDD3682) N FDD3682) Q1 n fluxgrm rspst ds d prifrics 8. nst cnl pr sr frmtd Q1 CI 74LS125. CI 74LS LS125 74LS125 cnsist cnsist m m 4 prts 4 prts lógics lógics nvid cntrl vi RS-232, cm mstrd n buffrs tri-stt. tri-stt. Ests Ests prts prmitm prts prmitm cnctr cnctr scnc- fluxgrm d 8. scnctr síds digitis síds digitis msm linh cm msm (brrmnts). linh cm (brrmnts). Qund sbilitd, Qund pl sbilitd, pin cntrl pl pin (nbl EN) cntrl cnctd EN) cnctd sinl I dsinl micrcntrldr, I micrcntrldr, síd buf- síd fr prsnt d buffr lt prsnt impdânci lt impdânci s scnct s virtulmnt scnct (nbl virtulmnt d brrmnt. d brrmnt. Dst md, Dst ds md, pins I ds d pins micrcn- I d micrcntrldr stá cnfigurd stá cnfigurd lr (pin lr 16, (pin ntrd 16, d ntrd prt d prt I PB2) I PB2) sinl cndicind sinl cndicind pl trnsistr pl trnsistr Q1, Q1, rspnsávl rspnsávl pr cmptibilizr pr cmptibilizr nívl d nívl sinl d sinl chg d chg snsr d ( snsr 5V) cm ( nívl 5V) cm trblh nívl d micrcntrldr trblh micrcntrldr ( 3,3V). utr( pin 3,3V). cnfigurd utr pin scrvr cnfigurd (pin 15, scrvr síd d(pin prt15, PB1) síd n brrmnt d prt PB1), n brrmnt s utrs, sinis s utrs hbilitr sinis dirçã hbilitr d trfg dirçã (pins d 14 trfg 17, (pins rspctivmnt 17, rspctivmnt sinis sídssinis prt síds PB PB3). prt APB multiplxçã PB3). A multiplxçã d linh cmunicçã d linh sril cmunicçã (pin 3 d sril cnctr (pin ) 3 d 14 cnctr s nívis ) lógic s sinl nívis lógic tmp (budrt) sinl sã impl- tmp (budrt) mntds sã pr sftwr implmntds simulnd pr sftwr UART. simulnd UART. sincrnism multiplxçã multiplxçã sgu sm sincrnism tmp multiplxçã prsntd n multiplxçã 5, n s sgu sinis sm mrcds cm tmp cmnds prsntd rfrncim n s5, dds n trnsmiti- s sinis mrcds snsr cm cmnds s sinis rfrncim mrcds cm s dds rspst trnsmitids rfrncim snsr s dds sinis rcbids mrcds snsr. cm rspst rfrncim prçã s 8: Fluxgrm d rtin prçã d módul intrfc. 8: Fluxgrm d rtin prçã d módul intrfc scrit, pin PB3 lvd nívl lt pin PB lvd nívl bix nqunt s dds sã trnsmitids pl pin PB1. prçã litur pin PB Qund cmnd cntrl chg n intrfc vi lvd nívl lt pin PB3 nívl bix, s dds sã cnl RS-232, pr xmpl, cmnd! ( srv rcbids pl pin PB2. A lógic rprsnttiv d pdrã vrificr s snsr d nrç x stá tiv), srilizd, snd insrid s sinis brk mrking, n- rvrs, pr st mtiv, trnsistr Q1 pr m md sguidr missr, invrtnd nívl lógic d cssáris cmunicçã. Pr utr ld prifric5 sinl. sinl dds rvrtid lógic dirt. 5. PRGRAMAÇÃ Pr grvçã d sftwr n micrcntrldr fi utilizd plc STK5. Est plc pltfrm snvlvimnt, lm prgrmr s dispsitivs AVR, rliz lguns tsts didátics p fzr purçã d nrçd nvirá rspst pdrã d cmnd!, cnfrm Tbl 2 cnsist n própri nrç s crctrs crrig rturn (CR) lin fd (LF) vi cnl. Ess rspst indic snsr nrçd stá tiv. Ess sinl cnvrtid ntã rtrnsmitid vi UART cnl RS232. Aind v sr bsrvd dis cmnds cnscutivs vm sr sds pr mrking, cm scrit n 5.

7 cnscutivs snsr nrçd vm sr sds stá tiv. pr Ess mrking, sinl cnvrtid cm mnitrmnt cmputdr clibrçã, pssl, cm dt snd lggr, multimtric u trvs rdi ntã scrit rtrnsmitid n 5. vi UART cnl RS232. cmrcil. mm, s rsultds xprimntis cntrl btids, cntrl. mnstrm Pr vrificr 12Aind v sr bsrvd dis cmnds cntrl funcinlid snd ficáci d módul d sistm. frm rlizds Brun Rnt tsts t l. cnscutivs vm sr sds pr mrking, cm Aprsntu-s mnitrmnt mnir clibrçã, didátic, cm discussã snd multimtric crc scrit n APLICAÇÔES E RESULTADS ds fundmnts 6. APLICAÇÔES E RESULTADS cmrcil. s básics rsultds cmprnsã prtcls 7. CNCLUSÃ xprimntis btids, mnstrm cmunicçã cntrl sriis. d snd ficáci d sistm. Ns tsts d mdul intrfc, lm st, frm Aprsntu-s mnir didátic, discussã crc utilizds Ns tsts d 6. mdul APLICAÇÔES cmputdr intrfc, E pssl RESULTADS lm st, frmsnd utilizds multimtric cmputdr Qunt pssl d Hydrlb. ds Fifundmnts snvlvid snd multimtric 8. básics BIBLIGRAFIA circuit cmprnsã intrfc cntrl prtcls Qunt Um d sftwr Hydrlb. trminl cmptívl cm s prts dispsitivs cmunicçã prtcl sriis. cmunicçã pdrã. Est cmunicçã Ns tsts sril d mdul d cmputdr intrfc, fi utilizd lm st, nvir s frm intrfc prmit cnctr, vi prtcl RS-232, snds intlignts, muit usds m mnitrmnt mbintl, utilizds Um sftwr trminl cmptívl cm s prts cmunicçã sril d cmputdr fi utilizd nvir s [1] IS, IS 7498:Bsic Rfrnc Ml fr pn cmnds cnvrsr. cmputdr pssl snd multimtric s cmnds Qunt utilizds d Hydrlb. tst frm X1! cmputdr Systms Intrcnnctin, pssl, 8. dt BIBLIGRAFIA IS, lggr, u trvs rdi cmnds Um D!, sftwr btnd cnvrsr. s trminl rspsts cmptívl n frmt cm prsntd s prts n [2] mm, Hydrlb, Qunt cntrl Wtr cntrl. Mnitring Pr vrificr Systm funcinlid prting Mnul Rv C, Lvlnd: Hydrlb, cmunicçã Tbl s cmnds 3: sril d cmputdr utilizds fi utilizd tst frm X1! nvir s D!, btnd s rspsts n frmt prsntd n [1] IS, d módul IS 7498:Bsic frm rlizds Rfrnc tsts Ml mnitrmnt fr pn cmnds Tbl 3: Cmnds cnvrsr. tst cm snd sus 22. clibrçã, cm snd multimtric cmrcil. Tbl 3: rspctivs s cmnds rspsts. utilizds tst frm X1! s rsultds Systms xprimntis Intrcnnctin, btids, IS, mnstrm cntrl [3] Supprt Grup, : A Sril D!, btnd s rspsts n frmt prsntd n d [2] snd Hydrlb, ficáci Qunt d sistm. Wtr Mnitring Systm Cmnd Rspst Tbl 3: Digitl Aprsntu-s Intrfc Stndrd fr Micrprcssr X1! <CR><LF> Bsd prting Snsrs, Rivr Mnul mnir Hights, Rv didátic, C, 213. Lvlnd: discussã Hydrlb, crc ds fundmnts básics cmprnsã prtcls Tbl D! 3: Cmnds <CR><LF> tst cm snd sus 22. [4] cmunicçã A. S. Tnnb, sriis. Cmputr Ntwrks 2ª, rspctivs rspsts. Ambs s rspsts stã crd cm Amstrdm: [3] Prntic-Hll, Supprt Grup, : A Sril- Tbl III: Cmnds tst cm snd sus rspctivs infrmd Cmnd rspsts pl mnul d fbricnt Rspst d quipmnt [2]. [5] T. Flming, Digitl 3V Intrfc Systms Stndrd Spur Evlutin fr Micrprcssr f th X1! Fi rlizd <CR><LF> tst quisiçã cm divrss RS-232 Bsd Stndrd, Snsrs, Micrprcssrs Rivr Hights, nd 213. D! cncntrçõs <CR><LF> NCl, grnd gráfic d 9. Micrsystms, [4] A. S. Tnnb, pp , Cmputr Abril Ntwrks 2ª, Ambs s rspsts stã crd cm infrmd Ambs pl mnul s rspsts d fbricnt stã d quipmnt crd cm [2]. Amstrdm: Prntic-Hll, [6] P. Hrwitz nd W. Hill, Th Art f Elctrnics, infrmd Fi rlizd pl mnul tst d fbricnt quisiçãd cm quipmnt divrss cncntrçõs Fi rlizd NCl, grnd tst gráfic d quisiçã 9. cm divrss [7] ATMEL. RS bit Stndrd, Atml Micrcntrllr Micrprcssrs with nd [2]. Nw Yrk: Cmbridg Univrsity Prss, [5] T. Flming, 3V Systms Spur Evlutin f th cncntrçõs NCl, grnd gráfic d 9. 4/8/16K Byts In-Systm Prgrmmbl Flsh Micrsystms, pp , Abril ATmg48/V ATmg88/V ATmg168/V" Atml [6] P. Crprtin. Hrwitz nd Rvisã W. Hill, Mi Th 211. Art f Elctrnics, 9: Curv btid, smnstrçã d funcinmnt d módul intrfc clibrçã d snd Qunt, d mdid cndutivid spcífic d águ m funçã d vriçã d cncntrçã clrt sódi. Nw Yrk: Cmbridg Univrsity Prss, [7] ATMEL. 8-bit Atml Micrcntrllr with 4/8/16K Byts In-Systm Prgrmmbl Flsh ATmg48/V ATmg88/V ATmg168/V" Atml Crprtin. Rvisã Mi : Curv btid, smnstrçã d funcinmnt d módul 9: Curv intrfc btid, clibrçã smnstrçã d snd d funcinmnt Qunt, d mdid d módul cndutivid intrfc spcífic clibrçã d águ d snd m Qunt, funçã d mdid vriçã d cncntrçã cndutivid spcífic clrt d águ sódi. m funçã d vriçã d cncntrçã clrt sódi 6 [1] IS IS 7498:Bsic Rfrnc Ml fr pn Systms Intrcnnctin, IS, [2] Hydrlb, Qunt Wtr Mnitring Systm prting Mnul Rv C, Lvlnd: Hydrlb, 22. [3] Supprt Grup, : A Sril-Digitl Intrfc Stndrd fr Micrprcssr Bsd Snsrs, Rivr Hights, 213. [4] A. S. Tnnb, Cmputr Ntwrks 2, Amstrdm: Prntic-Hll, [5] T. Flming, 3V Systms Spur Evlutin f th RS-232 Stndrd, Micrprcssrs nd Micrsystms, pp , Abril [6] P. Hrwitz nd W. Hill, Th Art f Elctrnics, Nw Yrk: Cmbridg Univrsity Prss, [7] ATMEL. 8-bit Atml Micrcntrllr with 4/8/16K Byts In- Systm Prgrmmbl Flsh ATmg48/V ATmg88/V ATmg168/V"Atml Crprtin. Rvisã Mi

8 CBPF-NT-5/ : Circuit d intrfc RS-232

9 Nts Tcnics publicçã trblhs tcnics rlvnts, ds difrnts árs d físic fins, árs intrdisciplinrs tis cm: Químic, Cmputçã, Mtmátic Aplicd, Biblitcnmi, Eltrônic Mcânic ntr utrs. Cópis st publicçã pm sr btids dirtmnt n págin wb u pr crrspndênci : Cntr Brsilir Psquiss Físics Ár Publicçõs Ru Dr. Xvir Sigud, 15 4 ō ndr Ri Jnir, RJ Brsil E-mil: 2.html Nts Tcnics is publictin f rlvnt tchnicl pprs, frm diffrnt rs f physics nd rltd filds, nd intrdisciplinry rs such s Chmistry, Cmputr Scinc, Applid Mthmtics, Librry Scinc, Elctrnics nd Mchnicl Enginring mng thrs. Cpis f ths rprts cn b dwnld dirctly frm th wbsit r rstd by rgulr mil t: Cntr Brsilir Psquiss Físics Ár Publicçõs Ru Dr. Xvir Sigud, 15 4 ō ndr Ri Jnir, RJ Brzil E-mil: 2.html

Alteração da seqüência de execução de instruções

Alteração da seqüência de execução de instruções Iníci Busc d próxim Excut Prd Cicl busc Cicl xcuçã Prgrm Sqüênci instruçõs m mmóri Trdutr : Cmpilr X Intrprtr / Linkditr Cnvrt prgrm-fnt m prgrm bjt (lingugm máqui) Prgrm cmpil = mis rápi Prgrm Intrprt

Leia mais

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês

Apenas 5% dos Brasileiros sabem falar Inglês Apns 5% ds Brsilirs sb flr Inglês D crd cm um lvntmnt fit pl British Cncil pns 5% d ppulçã sb fl r Dvs lbrr stms épcs pré-vnts sprtivs s lhs d mund td cmçm s vltr cd vz mis pr Brsil pr iss nã bst dminr

Leia mais

São Paulo capta a maior parte dos fluxos aéreos, como mostra zona de influência potencial, regional, local dos aeroportos do Rio de Janeiro, vis-àvis

São Paulo capta a maior parte dos fluxos aéreos, como mostra zona de influência potencial, regional, local dos aeroportos do Rio de Janeiro, vis-àvis Sã Pul cpt mir prt s fluxs rs, cm mstr zn influênci ptncil, rginl, lcl s rprts Ri Jnir, vis-vis principis rprts vizinhs - Sã Pul, Mins Gris Espírit Snt 148 Sã ftrs strtgics ligs rprts n snvlvimnt rginl

Leia mais

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas

Normalmente TI. padarias. Além. dormitórios. Assistência. Temos. Por. Nos. região. Nas Aprsntçã Instlçõs ds A l A Nrmlmnt A Além sc Filipins. ds sgur mis lugr Cbu trnnd td, tmp sgurnç ficiis prsnç cm cnt rgiã diss, pdris. tips váris Strbucks Dnld's, Mc cm 24hrs ljs tmbém váris prt pr Tms

Leia mais

Prgrmçã O Mu s u Év r, p r l ém f rcr s s i g ns «vi s i t s cl áss i cs» qu cri m s p nt s c nt ct nt r s di v rs s p úb l ic s qu vi s it m s c nt ú d s d s u ri c s p ó l i, p r cu r, c nc m i t nt

Leia mais

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte Vi vijr pr? Situ-s com nosss dics roportos trns mtrôs Chgd m Avião: Aroporto Hthrow: Situdo crc 20 km ost um dos mis movim ntdos d Europ possui cinco trminis Dpois pssr pls formlids imigrção pgr su bggm

Leia mais

Implementação de um sistema de controle inteligente utilizando a lógica fuzzy

Implementação de um sistema de controle inteligente utilizando a lógica fuzzy Implmntção d um sistm d control intlignt utilizndo lógic fuzzy Rsumo Mrclo Bilobrovc (UEPG - CEFET - PR) mbilo@upg.br Rui Frncisco Mrtins Mrçl (CEFET - PR) mrcl@pg.cftpr.br João Luis Kovlski (CEFET - PR)

Leia mais

2.1 Características Técnicas

2.1 Características Técnicas 2.1 Características Técnicas 2.1.1 Tensão da alimentação auxiliar... 2.1-2 2.1.2 Cargas... 2.1-2 2.1.3 Entradas de corrente... 2.1-2 2.1.4 Entradas de tensão... 2.1-2 2.1.5 Freqüência... 2.1-2 2.1.6 Exatidão

Leia mais

Projeto UCA. Um Computador Por Aluno. Relatório da configuração do Metasys Classmate PC. Beatriz Corso Magdalena. Carlos Fagundes

Projeto UCA. Um Computador Por Aluno. Relatório da configuração do Metasys Classmate PC. Beatriz Corso Magdalena. Carlos Fagundes Prjt UCA Um Cmputdr Pr Alun Rltóri d cnfigurçã d Mtsys Clssmt PC Btriz Crs Mgdln Crls Fguns Iris Elisbth Tmpl Cst 2010 Prjt UCA 1 Sári CPU...4 MEMÓRIA...4 SISTEMA OPERACIONAL...4 INTERFACE...5 APLICAÇÕES

Leia mais

Mapeamento Costeiro com Apoio de Imagens de Satélites THEOS

Mapeamento Costeiro com Apoio de Imagens de Satélites THEOS Mpmnt Cstr cm Ap d Imgns d Stélts THEOS 1 Glbrt Pssnh Rbr, glbrt.pssnh@gml.cm Artur Wllcx ds Snts, rturwllcx@gml.cm Ubrtn d Suz Ds Junr, ubrtn.ds.junr@gml.cm Agrdcmnts: Rbr Brn, Gfísc/UFF UNIFESP Ls Unvrsdd

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG COMPANHIA ABERTA NIRE 313.000.363-75 CNPJ/MF nº 17.281.106/0001-03 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 16 DE DEZEMBRO DE 2005 1.Dt,

Leia mais

NEW HOLLAND VM, VL. VL6080 e VL6090

NEW HOLLAND VM, VL. VL6080 e VL6090 NEW HOLLND VM, VL Máquins Mls VM4090, Vindimr VL6040, lt VL6050, Cpcid VL6060, Plivlnt VL6080 VL6090 VL6070, 2 I3 VM, VL xclênci Nw Hllnd m td tcnlgi tip Brud: vinhs dur Há Nw mis Hllnd 30 têm ns mrc qu

Leia mais

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis

Armazenamento de Sementes de Milho em Recipientes Reutilizáveis Arznnt d Snt d Milh Rcipint Rutilizávi Miz Sd Strg In Rubl Cntinr SANAZÁRIO, Ann Chritin 1. kinzri@yh.c.br; COELHO, Fábi Cunh 1. fclh@unf.br; VIEIRA, Hnriqu Durt 1. hnriqu@unf.br; RUBIM, RqulL Filh 1.

Leia mais

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem

PSI-2432: Projeto e Implementação de Filtros Digitais Projeto Proposto: Conversor de taxas de amostragem PSI-2432: Projto Implmntação d Filtros Digitais Projto Proposto: Convrsor d taxas d amostragm Migul Arjona Ramírz 3 d novmbro d 2005 Est projto consist m implmntar no MATLAB um sistma para troca d taxa

Leia mais

Lista de Exercícios 4 Cálculo I

Lista de Exercícios 4 Cálculo I Lista d Ercícis 4 Cálcul I Ercíci 5 página : Dtrmin as assínttas vrticais hrizntais (s istirm) intrprt s rsultads ncntrads rlacinand-s cm cmprtamnt da funçã: + a) f ( ) = Ants d cmçar a calcular s its

Leia mais

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14

Eu só quero um xodó. Música na escola: exercício 14 Eu só qu u xdó Músic n scl: xcíci 14 Eu só qu u xdó Ptitus Mi, hni lt Aut: Dinguinhs stáci Rgiã: Pnbuc : 1973 Fix: 14 Anj: Edsn Jsé Alvs Músics: Edsn Jsé Alvs vilã Pvt clints, sx t Jsé Alvs Sbinh Zzinh

Leia mais

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos

TEMA 5 2º/3º ciclo. A LIndo de perguntas. saudável? Luísa, 15 anos 2º/3º cicl s O Ã Ç T N E M I d pguns u m mu um p z pdms f ps O qu sudávl? blnç d i c n c id p Sá d p d n cm p, ic mbém é g á s n v ic. Dsc ís f m f civ b id v m u i d lóics. c s impânc s g õs sb ç n s

Leia mais

Definição e Criação de Molduras

Definição e Criação de Molduras TQS - Mldur Escrit pr Eng. Cmil Ferreir Seg, 20 Mi 2013 09:47 - Ness mensg rei lg dic crir nv mldur pltg n TQS. Ain nesse mesm text, lbrrei ts sbre recurs interessnte p uxiliá-ls criçã crimbs (u sels)

Leia mais

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

ORION 6. Segunda Porta USB. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. ORION 6 Sgun Port USB Hnry Equipmntos Eltrônios Sistms Lt. Ru Rio Piquiri, 400 - Jrim Wissópolis Cóigo Postl: 83.322-010 Pinhis - Prná - Brsil Fon: +55 41 3661-0100 INTRODUÇÃO: Pr orrto unionmnto, é nssário

Leia mais

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES

CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES Luiz Frncisco d Cruz Drtmnto d Mtmátic Uns/Buru CAPÍTULO 9 COORDENADAS POLARES O lno, tmbém chmdo d R, ond R RR {(,)/, R}, ou sj, o roduto crtsino d R or R, é o conjunto d todos os rs ordndos (,), R El

Leia mais

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas

Como se tornar fluente em Inglês em todas as áreas Cm s trnar flunt m Inglês m tdas as áras Tds s dias rcbms muits -mails pssas rm sabr pm fazr aprnr a falar ingls bm A fórmula xist sim funcina! Qur prvar iss dand minha própria xpriência cm aprndizad da

Leia mais

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas

+ fotos e ilustrações técnicas de outras usinas Imgns problms mbintis no sul Snt Ctrin, corrnts s tivis minrção crvão, su lvgm su uso m usin trmlétric + fotos ilustrçõs técnics outrs usins Fotos fits por Oswl Svá ntr 1992 2001, durnt visits fits juntmnt

Leia mais

ELETROPNEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1

ELETROPNEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1 ELETRONEUMÁTICA E SEGURANÇA DAS MÁQUINAS NOVA DIRETIVA 2006/42/CE NORMAS NF EN/CEI 62061 - EN ISO 13849-1 SEGURANÇA DAS MÁQUINAS rincípio d sgurnç ds máquins: Grntir sgurnç súd ds pssos xposts durnt instlção,

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO. Prof. Dr. Roberto Valdés Puentes

ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO. Prof. Dr. Roberto Valdés Puentes ORGANIZAÇÃO DIDÁTICA DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO: O PLANEJAMENTO Prf. Dr. Rbr Vdés Pus PPGED/FACED/UFU rbrpus@fcd.ufu.br MOMENTOS DO PROCESSO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO

Leia mais

NESS-A TOUCH SCREEN 7" C/ MODEM

NESS-A TOUCH SCREEN 7 C/ MODEM 6 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS OMPRSSOR LTRNTIVO // LTRÇÃO LYOUT-IM MUTI PR SOPOST OTÃO MRÊNI LLN9 0 07/0/ LTRÇÃO O MOM O LYOUT LOUV 7 0 06// INLUSÃO O ORINTTIVO O LÇO OMUNIÇÃO IO V. 00 8/0/ INIIL TOS R.

Leia mais

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I

1 3Centrs e PP esq is II DD C n MM n Astr l i Astri C h i n Re. C h e H n g K n g F i n l n i I n i F rn 0 4 C n I n n si Al e m n h E st s U n i s I 1 3Mr P e re s, R e s e r h D i re t r I D C B rs i l Br 0 0metr Cis e Bn L rg n Brsil, 2005-201 0 R e s l t s P ri m e i r T ri m e s t re e 2 0 0 7 Prer r Prer r Met e Bn Lrg em 2 0 1 0 n Brs i l : 10

Leia mais

Abordagens Administrativas. Abordagens Administrativas INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4. Abordagem Sistêmica ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO

Abordagens Administrativas. Abordagens Administrativas INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4. Abordagem Sistêmica ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO Abrgns Administrtivs ORGANIZAÇÃO COMO UM SISTEMA FECHADO INTRODUÇÃO À ADMINISTRAÇÃO AULA 4 2009 Administrçã Cintífic Tylr (TAREFAS) Estu s rtis prdutivs slçã trblhr Incntiv slril cndiçõs mbintis trblh

Leia mais

UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa

UTL Faculdade de Motricidade Humana. Mestrado em Reabilitação Psicomotora. Estágio CERCI Lisboa UTL Fculd Motricid Humn Mstrdo m Rbilitção Psicomotor Estágio CERCI Lisbo Sssão Activid no Mio Aquático 16/11/2011 Clint: C.M., L.V., A.E., F.C. S.C. domínio Nom Dscrição Obj. Esp. Mtriis Estrtégis Critério

Leia mais

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL

DIAGRAMA DE INTERLIGAÇÃO DE AUTOMAÇÃO EXXA -SL 3 4 7 8 9 0 QUIPMNTOS ONTROLOS XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM SOPOR 30.400.83.7 XX SL (L44) - RJ4- /SNSORS - IM MUTIR 30.400.84. IRM INTRLIÇÃO UTOMÇÃO XX -SL 3 0// INTIIÇÃO OS SNSORS UMI PRSSÃO /03/4

Leia mais

Associação de Resistores e Resistência Equivalente

Associação de Resistores e Resistência Equivalente Associção d sistors sistêci Equivlt. Itrodução A ális projto d circuitos rqurm m muitos csos dtrmição d rsistêci quivlt prtir d dois trmiis quisqur do circuito. Além disso, pod-s um séri d csos práticos

Leia mais

Fabiano Gontijo. fgontijo@hotmail.com. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro

Fabiano Gontijo. fgontijo@hotmail.com. Graduada em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro UZIEL, Ann Pul. Rio Homossxulid Jniro: Grmond, ção. 2007. Fbino Gontijo Doutor m Antropologi m pl Scincs Écol s Socils Huts Frnç. Étus Profssor Adjunto Bolsist Antropologi Produtivid d m Univrsid Psquis

Leia mais

Guia de Cabeamento para Portas de Console e AUX

Guia de Cabeamento para Portas de Console e AUX Guia de Cabeamento para Portas de Console e AUX Índice Introdução Pré-requisitos Requisitos Componentes Utilizados Convenções Tabela de Roteadores com Portas de Console e AUX Configurações da Porta de

Leia mais

ISOLADOR FOTOELÉTRICO INTERFACE EM SÉRIE RS-232

ISOLADOR FOTOELÉTRICO INTERFACE EM SÉRIE RS-232 ISOLADOR FOTOELÉTRICO INTERFACE EM SÉRIE RS-232 Manual do Utilizador DA-70163 I. Resumo Com a adoção da tecnologia avançada de isolamento fotoelétrico, o Isolador Fotoelétrico de Interface em Série RS-232,

Leia mais

Sessão Técnica. Veículos aéreos não tripulados (VANT) para produção de Informação Geográfica. Ordem dos Engenheiros Região Centro

Sessão Técnica. Veículos aéreos não tripulados (VANT) para produção de Informação Geográfica. Ordem dos Engenheiros Região Centro Ordm d Engnhir Rgiã Cntr Sã Técnic Vícul ér nã tripuld (VANT) pr prduçã d Infrmçã Ggráfic jmrnt@infic.pt Sinfic SA 2013-01-28 Ordm d trblh P r p r ç ã E x c u ç ã A n á l i D f i 10H15: intrduçã (Viã br

Leia mais

Uniforme Exponencial Normal Gama Weibull Lognormal. t (Student) χ 2 (Qui-quadrado) F (Snedekor)

Uniforme Exponencial Normal Gama Weibull Lognormal. t (Student) χ 2 (Qui-quadrado) F (Snedekor) Prof. Lorí Vili, Dr. vili@pucrs.br vili@m.ufrgs.br hp://www.pucrs.br/fm/vili/ hp://www.m.ufrgs.br/~vili/ Uniform Exponncil Norml Gm Wibull Lognorml (Sudn) χ (Qui-qudrdo) F (Sndkor) Um VAC X é uniform no

Leia mais

Editorial. Radar. Últimas. Mapa da Vez. Eventos. Espaço do Leitor. Epidemiologia espacial da Língua Azul II

Editorial. Radar. Últimas. Mapa da Vez. Eventos. Espaço do Leitor. Epidemiologia espacial da Língua Azul II Sumári Editril 5 Rdr 9 Últims 6 Mp d Vz 10 Evnts 7 Espç d Litr 8 12 48 CAPA Dsnvlvimnt SIG: Um nv mund snd scbrt Epimilgi spcil d Língu Azul II 18 55 Entrvist Gff Ziss Bnc Dds Ggráfi cs n Crp Bmbirs d

Leia mais

Definição de Termos Técnicos

Definição de Termos Técnicos Dfinição d Trmos Técnicos Eng. Adriano Luiz pada Attack do Brasil - THD - (Total Harmonic Distortion Distorção Harmônica Total) É a rlação ntr a potência da frqüência fundamntal mdida na saída d um sistma

Leia mais

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt

e-manual Premium FÍSICO-QUÍMICA 9.o ANO Experimente em espacoprofessor.pt FÍSICO-QUÍMICA 9. ANO Manual Tabla Priódica (frta a alun) Fichas (frta a alun) Apis Áudi (fichirs mp para dwnlad) Cadrn d Atividads (inclui Fichas d Labratóri) Cadrn d Labratóri Matriais Manipulávis Dssir

Leia mais

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014

Turismo Fotografia Mergulho Técnico Naufrágios Cavernas Equipamentos Meio Ambiente Novidades PUBLICIDADE 2014 Turi Ftgrfi Mrgulh Técnic Nufrági Cvrn Equipnt Mi Abint Nvidd PUBLICIDADE 2014 2014 Objtiv ditrii d rvit: A rvit t bjtiv d trr públic rvilh d fund d r, nfcnd pct cini frind iprtânci d cnrvçã bintl. Vi

Leia mais

APLICAÇÃO DE MODELOS DE PREVISÃO DE DEMANDA EM UMA FARMÁCIA HOSPITALAR

APLICAÇÃO DE MODELOS DE PREVISÃO DE DEMANDA EM UMA FARMÁCIA HOSPITALAR APLICAÇÃO DE ODELOS DE PREVISÃO DE DEANDA E UA FARÁCIA HOSPITALAR rin Wil Afns Univrsidd Fdrl d Juiz d Fr Rrt lhirs rir Filh Univrsidd Fdrl d Juiz d Fr ri Luci d Olivir Nvs Univrsidd Fdrl d Ri d Jnir RESUO

Leia mais

ERROS ESTACIONÁRIOS. Controle em malha aberta. Controle em malha fechada. Diagrama completo. Análise de Erro Estacionário CONSTANTES DE ERRO

ERROS ESTACIONÁRIOS. Controle em malha aberta. Controle em malha fechada. Diagrama completo. Análise de Erro Estacionário CONSTANTES DE ERRO ERROS ESTACIONÁRIOS Control Mlh Abrt Fhd Constnts d rro Tios d sistms Erros unitários Exmlo Control m mlh brt Ação bási, sm rlimntção A ntrd do ontroldor é um sinl d rrêni A síd do ontroldor é o sinl d

Leia mais

EXMA. SRA. DRA. JUIZA DE DIREITO DA ia VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA CAPITALJOICV

EXMA. SRA. DRA. JUIZA DE DIREITO DA ia VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA CAPITALJOICV s GUSTAVO HENRIQUE SAUER DE ARRUDA PINTO ADVOGADO EXMA. SRA. DRA. JUIZA DE DIREITO DA i VARA CÍVEL DO FORO CENTRAL DA COMARCA DA CAPITALJOICV -4 ' c ri r O -4 ' -4 t-3 PROCESSO N 1003345-80.2002.8.26.0100

Leia mais

Código PE-ACSH-2. Título:

Código PE-ACSH-2. Título: CISI Ctro Itrção Srvços Iformtc rão Excução Atv Itr o CISI Cóo Emto por: Grêc o Stor 1. Objtvo cmpo plcção Est ocumto tm como fl fr o prão brtur chmos suport o CISI. A brtur chmos é rlz o sstm hlpsk, qu

Leia mais

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte

Taxi: Opção mais rápida e cara. Deve ser evitada, a não ser que você privilegie o conforte Curso grátis Inglês pr vigm Vi vijr pr? Situ-s com nosss dics roportos trns mtrôs Chgd m Avião: Aroporto Hthrow: Situdo crc 20 km ost um dos mis movim ntdos d Europ possui cinco trminis Dpois pssr pls

Leia mais

Comunicação de dados. Introdução

Comunicação de dados. Introdução Comunicação de dados Introdução Os microcontroladores AVR estão equipados com dois pinos destinados à comunicação serial, UART (Universal Asynchronous Reciever/Transmitter), ou seja, permitem trocar informações

Leia mais

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7

======================== Œ œ»» Œ C7 ˆ_ ««G 7 1) É tã bnit n tr (ntrd) cminh cm Jesus (Miss d Temp mum cm crinçs) & 2 4 m œ É tã b ni t n_ tr me s s gr d, & œ t h brn c, ve ce s. & _ Mis s vi c me çr n ns s_i gre j; _u & j im c ris ti cm e gri, v

Leia mais

DARUMA INFORMAÇÃO TÉCNICA Aprovado por: Paulo Bettega

DARUMA INFORMAÇÃO TÉCNICA Aprovado por: Paulo Bettega Compilado por: Pedro Pinto Produto: TMF Daruma - BB DARUMA INFORMAÇÃO TÉCNICA Aprovado por: Paulo Bettega Módulo: Front End Serial Família: Informática BIT Modelos Envolvidos: Módulo Front-end Serial Título:

Leia mais

II L ATA N. 19/XIV. Conselheiro Fernando da Costa Soares.

II L ATA N. 19/XIV. Conselheiro Fernando da Costa Soares. jf II L Comissão Ncionl Eliçõs ATA N. 19/XIV Tv lugr no di vint qutro jniro dois mil doz, sssão númro znov d Comissão Ncionl Eliçõs, n sl runiõs sit n Av. D. Crlos 1, n. 128 7. ndr, m Lisbo, sob prsidênci

Leia mais

Licença de uso exclusiva para Petrobrás S.A. Licença de uso exclusiva para Petrobrás S.A. NBR 13434

Licença de uso exclusiva para Petrobrás S.A. Licença de uso exclusiva para Petrobrás S.A. NBR 13434 ABNT-Associção Brsileir de Norms Técnics Sede: Rio de Jneiro Av. Treze de Mio, 13-28º ndr CEP 20003-900 - Cix Postl 1680 Rio de Jneiro - RJ Tel.: PABX (021) 210-3122 Fx: (021) 220-1762/220-6436 Endereço

Leia mais

COLÉGIO NAVAL 2016 (1º dia)

COLÉGIO NAVAL 2016 (1º dia) COLÉGIO NAVAL 016 (1º di) MATEMÁTICA PROVA AMARELA Nº 01 PROVA ROSA Nº 0 ( 5 40) 01) Sej S som dos vlores inteiros que stisfzem inequção 10 1 0. Sendo ssim, pode-se firmr que + ) S é um número divisíel

Leia mais

Classificação Periódica dos Elementos

Classificação Periódica dos Elementos Classificação Periódica dos Elementos 1 2 3 1 Massa atômica relativa. A incerteza no último dígito é 1, exceto quando indicado entre parênteses. Os valores com * referemse Número Atômico 18 ao isótopo

Leia mais

email: troiasportcombat@gmail.com Tel.: (11) 3435-8626 Seg a Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.troiasport.com.br

email: troiasportcombat@gmail.com Tel.: (11) 3435-8626 Seg a Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.troiasport.com.br emil: trisprtcmbt@gmil.cm Tel.: (11) 3435-8626 Seg Sex.: 08:00 às 12:00 e 13:00 às 17:30hs www.trisprt.cm.br Luv bte sc TROIAtic prfissinl sinte NCADA A P E D SACO tri Pr Mteril de lt resistênci - Pliuretn

Leia mais

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se . Logritmos Inicilmente vmos trtr dos ritmos, um ferrment crid pr uilir no desenvolvimento de cálculos e que o longo do tempo mostrou-se um modelo dequdo pr vários fenômenos ns ciêncis em gerl. Os ritmos

Leia mais

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES

NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES NOTA SOBRE INDETERMINAÇÕES HÉLIO BERNARDO LOPES Rsumo. Em domínios divrsos da Matmática, como por igual nas suas aplicaçõs, surgm com alguma frquência indtrminaçõs, d tipos divrsos, no cálculo d its, sja

Leia mais

providências. parágrafos da Resolução nº 38, de 16 de julho de 2009, do

providências. parágrafos da Resolução nº 38, de 16 de julho de 2009, do LEI Nº 181/2010 Dispõ sbr Municipl quçã 051/2006 d Li 14, gst 2006, qu trt sbr Cnslh Municipl Alimntçã Esclr CMAE, s dispsiçõs d Li Frl junh 2009 MEC/FNDE/DAE-CD julh 11.947, 38, 2009, 16 Rsluçã dá 16

Leia mais

avalia ao de desempenho e

avalia ao de desempenho e Tchnicl Articl Nvs tcnlgis pr vli d dsmpnh Nw tchnlgisfr prfrmnc vlutin nd cntrl lps udit t pulp nd ppr plnts Autrs Brnrd Srs Trrs M Sc I Edurd Shigu Hri Dr 2 Plvrs chv timiz9 d prcsss prcss d ppl clul

Leia mais

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 - XC110 -

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 - XC110 - T e c n l g i a Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 - XC110 - Os melhres e mais mderns MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensin tecnlógic de qualidade. Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 - XC110 -

Leia mais

CAPA. Marketing Direto - Set/10 - nº 101 - Ano IX

CAPA. Marketing Direto - Set/10 - nº 101 - Ano IX CP 10 Mrkting n linh Dirt O mrcd tlfni stá m prcss trnsfrmçã. O bm crscimnt pssu, ufri d prtbilid tmbém. O rsultd é sgmnt qu gr brig mntr ptncilizr sus clints. Pr tnt, invst m rlcinmnt n mpliçã srviçs

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

BATERIA R ECARREGÁVEL A LUMÍNIO COM ÂNOD O DE F rnnd Mnul Sus Alvs d Fnsc ( Licncid) Dissrtçã prsntd n Fculd Ciêncis Tcnlgi d Univrsid Nv Lisb pr btnçã d Gru E nrgis Rnvávis Cnvrsã U tilizçã Sustntávl.

Leia mais

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom.

2 Mbps (2.048 kbps) Telepac/Sapo, Clixgest/Novis e TV Cabo; 512 kbps Cabovisão e OniTelecom. 128 kbps Telepac/Sapo, TV Cabo, Cabovisão e OniTelecom. 4 CONCLUSÕES Os Indicadors d Rndimnto avaliados nst studo, têm como objctivo a mdição d parâmtros numa situação d acsso a uma qualqur ára na Intrnt. A anális dsts indicadors, nomadamnt Vlocidads d Download

Leia mais

RS-232 para RS-485 Manual do Utilizador

RS-232 para RS-485 Manual do Utilizador RS-232 para RS-485 Manual do Utilizador DA-70161 I. Resumo De modo a estabelecer a comunicação digital entre os computadores com a instalação de vários interfaces de série standard ou com instrumentos

Leia mais

MATRIZES. Matriz é uma tabela de números formada por m linhas e n colunas. Dizemos que essa matriz tem ordem m x n (lê-se: m por n), com m, n N*

MATRIZES. Matriz é uma tabela de números formada por m linhas e n colunas. Dizemos que essa matriz tem ordem m x n (lê-se: m por n), com m, n N* MTRIZES DEFINIÇÃO: Mtriz é um tl d númros formd por m linhs n coluns. Dizmos qu ss mtriz tm ordm m n (lê-s: m por n), com m, n N* Grlmnt dispomos os lmntos d um mtriz ntr prêntss ou ntr colchts. m m m

Leia mais

VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA) 1.0 INTRODUÇÃO

VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA) 1.0 INTRODUÇÃO GGH/008 6 de Outubr de 00 Cmpins - Sã Pul - Brsil GRUPO I GRUPO DE ESTUDO DE GERAÇÃO HIDRÁULICA - GGH VIBRAÇÃO NO NÚCLEO ESTATÓRICO DO GERADOR DA UG-05 DA USINA HIDRELÉTRICA ENGº. SÉRGIO MOTTA (PORTO PRIMAVERA)

Leia mais

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T.

Desse modo, podemos dizer que as forças que atuam sobre a partícula que forma o pêndulo simples são P 1, P 2 e T. Pêndulo Simpls Um corpo suspnso por um fio, afastado da posição d quilíbrio sobr a linha vrtical qu passa plo ponto d suspnsão, abandonado, oscila. O corpo o fio formam o objto qu chamamos d pêndulo. Vamos

Leia mais

a posição de defensor dos interesses

a posição de defensor dos interesses BLETIM Mvimnt Cprtiv v firmmnt psiçã fnsr ds intrsss firmr d cnsidr. CPERTIVIST REDCÇÃ E DMINISTRÇÃ: R u d Cruzir. 1 - Tlf. 68 26 49 - Lisb 3 CRDEND NTÓNI PR SÉRGI PRPÓSIT DE UM NIVERSRI di 19 Dzmbr já

Leia mais

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR

IFC Câmpus Santa Rosa do Sul capacita 18 profissionais locais para elaboração do Cadastro Ambiental Rural CAR IFC Câmpus Snt Ros do Sul cpcit 18 profissionis locis pr lborção do Cstro Ambintl Rurl CAR No di 10 bril 2015, no Cntro Trinmnto Arrnguá (CETRAR), foi rlizdo um curso cpcitção profissionis rgião pr lborção

Leia mais

Ilha Solteira, 17 de janeiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013

Ilha Solteira, 17 de janeiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013 Nossos prceiros Pel trnsprênci e qulidde d plicção dos recursos públicos Ilh Solteir, 17 de jneiro de 2013. OFICIO OSISA 05/2013 Ao Exmo. Sr. Alberto dos Sntos Júnior Presidente d Câmr Municipl de Ilh

Leia mais

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 7 Grandezas Cinemáticas I

Aprimorando os Conhecimentos de Mecânica Lista 7 Grandezas Cinemáticas I Aprimorndo os Conhecimentos de Mecânic List 7 Grndezs Cinemátics I 1. (PUCCAMP-98) Num birro, onde todos os qurteirões são qudrdos e s rus prlels distm 100m um d outr, um trnseunte fz o percurso de P Q

Leia mais

Instituto de Pesquisa Económico Aplicada (IPEA)

Instituto de Pesquisa Económico Aplicada (IPEA) Emprgs n Brsil ririds lítics Escritri d Bnc Mundil n Brsil Rgiã d Améric Ltin Crib Institut squis Ecnómic Aplicd (IEA) Vic rsint LCR: Dirtr LCC5C: Dirtr LCSHD: Ecnmist rincipl: Lír d Equip: Dvid Frrnti

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000313/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/03/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011016/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.003892/2013-28

Leia mais

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM...

CD CORAÇÃO DA NOIVA - 1. O SENHOR É BOM INTR:E D A/C# C7+ B E D A/C# O SENHOR É BOM C7+ B E SEU AMOR DURA PARA SEMPRE ELE É BOM... C CORÇÃO NOIV - 1. O SNHOR É OM INTR: /C# C7+ /C# O SNHOR É OM C7+ SU MOR UR PR SMPR L É OM... Letra e Música: avi Silva C CORÇÃO NOIV - 2. SNTO É O TU NOM M TO TRR S OUVIRÁ UM NOVO SOM UM CNÇÃO MOR PRCORRRÁ

Leia mais

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE

SISTEMA DE PONTO FLUTUANTE Lógica Matmática Computacional - Sistma d Ponto Flutuant SISTEM DE PONTO FLUTUNTE s máquinas utilizam a sguint normalização para rprsntação dos númros: 1d dn * B ± 0d L ond 0 di (B 1), para i = 1,,, n,

Leia mais

Propagação de sinais senoidais em um cabo coaxial

Propagação de sinais senoidais em um cabo coaxial Disipina: Ondas Prpaaçã Prf.: Dr. Airtn Rams Univrsidad d Estad d Santa Catarina Cntr d Ciênias Tnóias CCT Dpartamnt d Ennharia Eétria Labratóri d Etrmantism E-3 Prpaaçã d sinais snidais m um ab axia O

Leia mais

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia

turismo corporate negócio noronha roma seul garopaba brasília são lu gramado brasília são paulo recife natal tóquio lisboa rio de janeiro capadócia brlim sã l brlim santg rcif curi sul punta dl st rma sul nrnha r rcif rcif garpabacapa nrnha mntvidéu r barilch punta dl st mació sã paul mació sul capadóc r mnt SUPER sã l ngóci gramad turism FÉRIAS crprat

Leia mais

BIM - Building Information Modeling: : inovação que integra projeto, obra, operação e manutenção de edifícios.

BIM - Building Information Modeling: : inovação que integra projeto, obra, operação e manutenção de edifícios. BIM - Building Infrmtin Mling: : invçã qu intgr prjt, br, prçã mnutnçã difícis. Eng. Mri Anglic Cvl Silv ngi@ngicnsultri.cm.br Sã Pul - SP Estrutur básic b d ci prdutiv n cnstruçã civil Rvnds distribuirs

Leia mais

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS 1 Introdução Para transmitir ou receber informações de outros dispositivos é necessário que os sistemas automáticos sejam capazes de comunicarem-se com estes dispositivos.

Leia mais

Display Torre Multilinhas

Display Torre Multilinhas Display Torre Multilinhas Gradual Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Abril/ 2004 Índice CARACTERÍSTICAS DO APARELHO 3 APRESENTAÇÃO 4 INSTALAÇÃO 4 PROGRAMAÇÃO 5 CONTROLE DE DISPLAY 5 TABELA ASCII 7 TERMO

Leia mais

Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados

Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados 3. Interfaces Físicas Interfaces Não Balanceadas e Balanceadas; Interfaces de Alto Débito Redes de Comunicações/Computadores I Secção de Redes de Comunicação de Dados Interfaces Físicas Interfaces para

Leia mais

Automação Subestações Centros Controle. Protocolo MODBUS

Automação Subestações Centros Controle. Protocolo MODBUS Protocolo MODBUS Paulo Roberto Pedroso de Oliveira (11) 3378 8600 (11) 9935 9080 ASCC Automação de e de prpasc@gmail.com http://www.ascx.com.br Protocolos de Comunicação Regras que governam a comunicação

Leia mais

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO

RECURSOS HUMANOS ANÁLISE DO FLUXO DE TRABALHO RECURSOS HUMANOS Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl Intduçã Cncits dfiniçã Digms d flux d pcsss Gáfics d flux d pcsss Estud d cs: DDT d FPFutbl

Leia mais

4.1 Método das Aproximações Sucessivas ou Método de Iteração Linear (MIL)

4.1 Método das Aproximações Sucessivas ou Método de Iteração Linear (MIL) 4. Método das Aproimaçõs Sucssivas ou Método d Itração Linar MIL O método da itração linar é um procsso itrativo qu aprsnta vantagns dsvantagns m rlação ao método da bisscção. Sja uma função f contínua

Leia mais

Histórico e fundamentação teórica do Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância

Histórico e fundamentação teórica do Programa São Paulo pela Primeiríssima Infância ÚD S ICO rn cd m ics çã lúd rm s F pç s 3 FORMAÇÃO EM EDUCAÇÃO INFANTIL 0 A 3 ANOS 5 c rn Pr Sã gr Pr P m I n im ul fân ir í ci ssim pl ÃO AÇ RM FO O C n tít scim rn ul 5 s p nt F ut rm V rd é Pr i idig

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS DE SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS DE SAÚDE FACULDADE DE CIÊNCIAS DE SAÚDE Birr d Mrrr, Ru 4250, km 2,3 Nmpul Mçmbiqu RELATÓRIO FINAL DO ESTUDO: AVALIAÇÃO DO ESTADO NUTRICIONAL EM CRIANÇAS DOS 6 AOS 24 MESES DE IDADE NOS DISTRITOS DE GURUÉ (ZAMBÉZIA)

Leia mais

MADE IN ITALY TECHNICAL MANUAL

MADE IN ITALY TECHNICAL MANUAL MD N TLY TCHNCL MNL T NTR DS MNTS S CNTDR D MNTS NTR DS HRS NTR DS SNDS 5 20 0 TCHYMTR 0 TÃ D NÍC RM CR N SÇÃ SÇÃ NTR NTR DS SNDS D CRNÓMTR 0 TÃ D TM FRCCND RDÇÃ ZR CNTDR D HRS DT 40 VS: - DSTRRXR CR S

Leia mais

Trailblazer 302 Diesel

Trailblazer 302 Diesel OM-217 454C-BR Junh 2006/Nvmbr 2006 Prcsss Sldgm Eltr Rvsti (SMAW) Sldgm MIG (GMAW) Sldgm c/ Arm Tubulr (FCAW) Sldgm TIG c/cc (GTAW) Dscriçã Grr pr Sldgm rc mvi pr mtr Disl Trilblzr 302 Disl MANUAL DO

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM

9. MODELAGEM DE CONVERSORES: MODELO DA CHAVE PWM Fns Chs C. 9 Mlgm nrsrs: ml h PWM J. A. Pml 9. MOEAGEM E CONERSORES: MOEO A CHAE PWM As lgs báss nrsrs CCCC ssum um h nrl ur nãnrl sss lmns lnrs nrns n m. A njun ss us hs r nm h PWM [9.]. O bj ns íul é

Leia mais

Acervo: Biblioteca Pública de Santa Catarina

Acervo: Biblioteca Pública de Santa Catarina Acrv: Biblitc Públic d Snt Ctrin CCE d I [crt litr] Rvlu ã digitl J ur qu librdd smpr fi um tm xplrd m tds s rs d humnidd? Pdms ncntrr txts qu flm d ssunt dsd s pnsdrs grgs té hj, pssnd, clr, pl Rvluçã

Leia mais

PORTFÓLIO EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NA ÁREA DAS TIC HUGO GONÇALVES

PORTFÓLIO EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL NA ÁREA DAS TIC HUGO GONÇALVES PTFÓLI XPIÊNCI PFISSINL N Á DS TIC HUG GNÇLVS PTFÓLI IDNTIFICÇÃ Nome : HugoMiguelGomesGonçalves Data de nascimento : 1977-12-10 CC : 11051976 NIF : 223716375 ÍNDIC INTDUÇÃ XPIÊNCI PFISSINL N Á DS TIC 2011-2013

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------ UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE - UNICENTRO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MÍDIAS NA EDUCAÇÃO MICHELE SANTOS DA SILVA ORIENTADOR: ------------------ EDUCADOR E RÁDIO: APONTAMENTOS DESSA RELAÇÃO EM UMA

Leia mais

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min.

Borboletas da vida. Direção de Vagner de Almeida. Rio de Janeiro: Abia, 2004, 38 min. Borbolts d vid. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2004, 38 min. BASTA um di. Dirção Vgnr Almid. Rio Jniro: Abi, 2006, 55min. Brnic Bnto Univrsid Doutor m Brclon. Sociologi Autor pl Univrsid s livr A Rinvnção

Leia mais

Módulo de Comunicação

Módulo de Comunicação Descrição do Produto O módulo de comunicação é a interface de comunicação da Série FBs que adiciona 2 portas de comunicação as UCPs da Série FBs. O módulo ativa as portas de comunicação PORT3 (RS-232)

Leia mais

Escola Básica e Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva

Escola Básica e Secundária Dr. Ângelo Augusto da Silva Escla Básica Scdária Dr. Âgl Agst da Silva Tst d MATEMÁTIA A º A Draçã: 9 mits Març/ 3 Nm Nº T: lassificaçã O Prf. (Lís Abr) ª PARTE Para cada ma das sgits qstõs d sclha múltipla, slci a rspsta crrta d

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Fluxos de Caixa Séries Uniformes de Pagamento

Elementos de Análise Financeira Fluxos de Caixa Séries Uniformes de Pagamento Elemetos de Aálise Ficeir Fluxos de Cix Séries Uiformes de Pgmeto Fote: Cpítulo 4 - Zetgrf (999) Mtemátic Ficeir Objetiv 2ª. Ed. Editorção Editor Rio de Jeiro - RJ Séries de Pgmetos - Defiição Defiição:

Leia mais

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador

Matemática / 1ª série / ICC Prof. Eduardo. Unidade 1: Fundamentos. 1 - Introdução ao Computador Unidade 1: Fundaments 1 - Intrduçã a Cmputadr Cnceits básics e Terminlgias O cmputadr é uma máquina eletrônica capaz de realizar uma grande variedade de tarefas cm alta velcidade e precisã, desde que receba

Leia mais

COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online

COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atualizações Online COLEÇÃO LEGISLAÇÃO Atulizçõs Onlin rquê s tulizçõs s livrs d COLEÇÃO LEGISLAÇÃO? N pnrm lgisltiv ncinl é frnt publicçã nvs diplms lgis, rgulrmnt, ltrm utrs diplms, s quis stã muits vzs incluís ns cmpilçõs

Leia mais

RCO2. Modems Digitais

RCO2. Modems Digitais RCO2 Modems Digitais 1 Modems Digitais Modems (MOdulator / DEModulator): Equipamentos para modulação ou codificação de sinais digitais do modelo básico de comunicação de dados Faz a adaptação do sinal

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico

PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Semestre/2015. Ensino Técnico PLANO DE TRABALHO DOCENTE 1º Smstr/2015 Ensin Técnic Códig: 0262 ETEC ANHANGUERA Municípi: Santana d Parnaíba Cmpnnt Curricular: Gstã Emprsarial Módul: 1 Eix Tcnlógic: Sgurança C. H. Smanal: 2,5 Habilitaçã

Leia mais