Manual de aplicação da marca

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de aplicação da marca"

Transcrição

1 Manual de aplicação da marca

2

3 Uso da Marca Submarcas Tipografias Índice LOGOTIPO REDUÇÃO MÁXIMA ÁREA DE PROTEÇÃO VERSÃO P&B / NEGATIVO APLICAÇÃO DO SÍMBOLO ÁREA DE PROTEÇÃO SÍMBOLO APLICAÇÃO SÍMBOLO USO INDEVIDO ELEMENTO GRÁFICO LOGOTIPO REDUÇÃO MÁXIMA ÁREA DE PROTEÇÃO VERSÃO P&B / NEGATIVO USO INDEVIDO USO SOBRE FUNDOS CORES E IMAGENS Cores LOGOTIPO COMPLEMENTAR COMPLEMENTAR DE SISTEMA Imagens PADRONIZAÇÃO NO USO DE IMAGENS E/OU ILUSTRAÇÕES Textos PADRONIZAÇÃO NO USO DE TEXTOS E SIGLAS. 16 USO SOBRE FUNDOS CORES E IMAGENS 39 COMPLEMENTARES Aplicações 50 Aplicações

4 Redução máxima Uso da marca 04

5 Uso da marca Logotipo O logotipo ZAP foi redesenhado mantendo sua forma original. Com linguagem mais contemporânea, ele traz simplicidade, síntese e com um ar mais fresh. 05

6 Uso da marca Redução Máxima REDUÇÃO MÁXIMA NA TELA 42 pixels 42 pixels A redução excessiva de qualquer marca dificulta a sua leitura e o seu reconhecimento. No entanto, a determinação de limites de redução estará sujeita ao processo empregado, a qualidade do original utilizado e a qualidade de reprodução obtida. Utilizar o mesmo critério de redução máxima para a versão negativa do logotipo. Para visualização em tela, o logotipo ZAP não deve ter largura inferior a 42 pixels, com visualização de 100% do tamanho. Para visualização em tela, o logotipo negativo ZAP não deve ter largura inferior a 42 pixels, com visualização de 100% do tamanho. REDUÇÃO MÁXIMA PARA IMPRESSÃO 15mm 15mm Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAP, para impressões em off-set, a medida de 15 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. Recomendamos como redução máxima do logotipo negativo ZAP, para impressões em off-set, a medida de 15 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. 06

7 Uso da marca Área de proteção x x Quando aplicado com textos, imagens e outros elementos gráficos, o logotipo ZAP deve ser preservado dentro de uma área de respiro, respeitando as medidas indicadas. x x x 07

8 Uso da marca Versão P&B Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 08

9 Uso da marca Versão negativo 09

10 Uso da marca Aplicação do símbolo O símbolo do logotipo ZAP poderá ser utilizado sozinho apenas em casos específicos que exista pouco espaço para aplicação. As regras de aplicação como área de proteção, redução máxima e cores devem ser seguidas também para esta versão de aplicação. 010

11 Uso da marca x x Área de proteção Quando aplicado com textos, imagens e outros elementos gráficos, o símbolo do logotipo ZAP deve ser preservado dentro de uma área de respiro, respeitando as medidas indicadas. x x x 011

12 Uso da marca Exemplo de Aplicação do símbolo 012

13 Uso da marca Uso indevido Aplicação primária Os exemplos ao lado ilustram situações de usos indevidos dos elementos do logotipo da marca. É fundamental que se observemas instruções que cada um deles traz para garantir impacto visual e legibilidade da marca. Não distorcer. Não rotacionar. Não aplicar como marca d água. Não aplicar sombras e efeitos. Não aplicar com contorno. Não alterar a posição do símbolo. Não alterar as cores. Não alterar as proporções. Não aplicar cor em todo logotipo. Não aplicar cor na versão negativa. 013

14 Uso da marca Uso indevido Aplicação secundária Não distorcer. Não rotacionar. Não aplicar como marca d água. Não aplicar sombras e efeitos. Não aplicar com contorno. Não alterar a composição. Não alterar as cores. Não aplicar cor na versão negativa. Nonono Nonono Nonono Não utilizar como bullets ou qualquer outra decoração que não esteja dentro das especificações de elementos gráficos. 014

15 Uso da marca Elementos Gráficos O símbolo do logotipo ZAP poderá ser utilizado para formar imagens e ajudar a nas aplicações reforçando as cores institucionais e suas formas. Nos exemplos ao lado mostramos como deve ser feito o corte (sangria ou crop) do símbolo de maneira que suas curvas se destaque criando uma imagem. Esses arquivos a ZAP deverá fornercer em formato.eps. A B C D 015

16 Uso da marca Uso sobre fundos Cores O logotipo ZAP deve ser aplicado em fundos claros que favoreçam a legibilidade. No caso do fundo em cor escura, o logotipo entra aplicado em branco. 016

17 Uso da marca Uso sobre fundos Imagens Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. 0 17

18 Redução máxima Submarcas 018

19 Submarcas Logotipo Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 019

20 Submarcas Logotipo Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 020

21 Submarcas Logotipo Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 021

22 Submarcas Logotipo Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 022

23 Submarcas Redução máxima REDUÇÃO MÁXIMA NA TELA 54 pixels 98 pixels 63 pixels Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. Para visualização em tela, o logotipo ZAPpro não deve ter largura inferior a 54 pixels, com visualização de 100% do tamanho. Para visualização em tela, o logotipo ZAPtemporada não deve ter largura inferior a 98 pixels, com visualização de 100% do tamanho. Para visualização em tela, o logotipo ZAPvocê não deve ter largura inferior a 63 pixels, com visualização de 100% do tamanho. REDUÇÃO MÁXIMA PARA IMPRESSÃO 20 mm 35 mm 22 mm Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPpro, para impressões em off-set, a medida de 20 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPtemporada, para impressões em off-set, a medida de 35 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPvocê, para impressões em off-set, a medida de 22 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. 023

24 Submarcas Redução máxima Negativo REDUÇÃO MÁXIMA NA TELA 54 pixels 98 pixels 63 pixels Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. Para visualização em tela, o logotipo ZAPpro não deve ter largura inferior a 54 pixels, com visualização de 100% do tamanho. Para visualização em tela, o logotipo ZAPtemporada não deve ter largura inferior a 98 pixels, com visualização de 100% do tamanho. Para visualização em tela, o logotipo ZAPvocê não deve ter largura inferior a 63 pixels, com visualização de 100% do tamanho. REDUÇÃO MÁXIMA PARA IMPRESSÃO 20 mm 35 mm 22 mm Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPpro, para impressões em off-set, a medida de 20 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPtemporada, para impressões em off-set, a medida de 35 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. Recomendamos como redução máxima do logotipo ZAPvocê, para impressões em off-set, a medida de 22 mm, tomando a largura como referência. A redução além desse limite pode comprometer a leitura da marca. 024

25 Submarcas x x Área de proteção x x Quando aplicado com textos, imagens e outros elementos gráficos, o logotipo ZAP deve ser preservado dentro de uma área de respiro, respeitando as medidas indicadas. x x x x x x x x x 025

26 Submarcas Versão P&B Está versão tem uso específico para peças gráficas e digitais. 026

27 Submarcas Negativo 027

28 Submarcas Uso indevido Os exemplos ao lado ilustram situações de usos indevidos dos elementos do logotipo da marca. É fundamental que se observemas instruções que cada um deles traz para garantir impacto visual e legibilidade da marca. Não distorcer. Não rotacionar. Não aplicar como marca d água. Não aplicar sombras e efeitos. Não aplicar com contorno. Não alterar a posição do símbolo. Não alterar as cores. Não alterar as proporções. Não aplicar cor em todo logotipo. Não aplicar cor na versão negativa. 028

29 Submarcas Uso indevido Os exemplos ao lado ilustram situações de usos indevidos dos elementos do logotipo da marca. É fundamental que se observemas instruções que cada um deles traz para garantir impacto visual e legibilidade da marca. Não distorcer. Não rotacionar. Não aplicar como marca d água. Não aplicar sombras e efeitos. Não aplicar com contorno. Não alterar a posição do símbolo. Não alterar as cores. Não alterar as proporções. Não aplicar cor em todo logotipo. Não aplicar cor na versão negativa. 029

30 Submarcas Uso indevido Os exemplos ao lado ilustram situações de usos indevidos dos elementos do logotipo da marca. É fundamental que se observemas instruções que cada um deles traz para garantir impacto visual e legibilidade da marca. Não distorcer. Não rotacionar. Não aplicar como marca d água. Não aplicar sombras e efeitos. Não aplicar com contorno. Não alterar a posição do símbolo. Não alterar as cores. Não alterar as proporções. Não aplicar cor em todo logotipo. Não aplicar cor na versão negativa. 030

31 Submarcas Uso sobre fundos Cores O logotipo ZAP deve ser aplicado em fundos claros que favoreçam a legibilidade. No caso do fundo em cor escura, o logotipo entra aplicado em branco. 031

32 Submarcas Uso sobre fundos Cores O logotipo ZAP deve ser aplicado em fundos claros que favoreçam a legibilidade. No caso do fundo em cor escura, o logotipo entra aplicado em branco. 032

33 Submarcas Uso sobre fundos Cores O logotipo ZAP deve ser aplicado em fundos claros que favoreçam a legibilidade. No caso do fundo em cor escura, o logotipo entra aplicado em branco. 033

34 Submarcas Uso sobre fundos Imagens Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. 034

35 Submarcas Uso sobre fundos Imagens Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. 035

36 Submarcas Uso sobre fundos Imagens Na versão colorida do logo deve ser aplicado em áreas de maior respiro buscando sempre maior destaque. Em imagens muito escuras aplicar o logotipo na versão negativa, todas aplicações devem respeitar a área de proteção e a redução máxima. 036

37 Redução máxima Cores 037

38 Cores Principais O logotipo da marca ZAP deve ser aplicada nas suas cores padrão, seguindo suas versões em positivo e negativo, na necessidade de predominância de uma cor optar pela cor laranja. C 0 M 70 Y 100 K 0 RGB #FFA00 PANTONE ORANGE 021 C C 100 M 12 Y 0 K 27 RGB #007AA5 PANTONE 307 C C 85 M 0 Y 15 K 0 RGB #00ADC6 PANTONE 312 C 038

39 Cores Complementares Usada apenas como apoio das cores primárias, deve obedecer a porcentagem de uso como indicado, é permitido utilizar também variações de tom como mostra a legenda. 100% 80% 60% 40% 20% 100% 80% 60% 40% 20% C 0 M 0 Y 0 K 73 RGB # % 80% 60% 40% 20% PANTONE COOL GRAY % 80% 60% 40% 20% 039

40 Cores Complementares Áreas internas Devem ser usadas somente para comunicação interna. RH RGB #FFD209 marketing RGB #FF1E54 infra-estrutura RGB # administração. RGB #87D

41 Redução máxima Tipografia 041

42 Tipografia Complementar A principal tipografia a ser utilizada é a Berthold Akizidenz Grotesk e suas variações incluindo o itálico. Aa BERTHOLD BERTHOLD AKIZIDENZ GROTESK LIGHT AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, BERTHOLD AKIZIDENZ GROTESK REGULAR AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, AKIZIDENZ GROTESK BOLD AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, BERTHOLD AKIZIDENZ GROTESK REGULAR AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, BERTHOLD AKIZIDENZ GROTESK BOLD AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, 042

43 Tipografia Complementar Sistema Na impossibilidade de utilização da tipografia principal, como em assinaturas , apresentações digitais, etc... pode ser utilizada a fonte sistema ARIAL. ARIAL REGULAR AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, ARIAl REGULAR ITALIC AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, ARIAL BOLD Aa AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, ARIAL BOLD ITALIC AaBbCcDdEeFfGgHhIiJjKkLlMmNnOoPpQqRrSsTtUuVvXxYyZz ></.\, 043

44 Redução máxima Imagens 044

45 Imagens Padronização no uso de imagens e/ou ilustrações As imagens devem ter tons que seguem as cores utilizadas no logotipo da marca. Buscar sempre produzir e/ou utilizar imagens que tenham uma boa área de respiro. Para transformar as imagens como está no exemplo ao lado utilize o programa Photoshop para editar a imagem. Dentro do programa trabalhe com a ferramenta Color Balance e siga o exemplo dos valores usados abaixo das imagens para modificar os tons da imagem. SHADOWS MIDTONES HIGHLIGHTS cyan red cyan red cyan red magenta green magenta green magenta green yellow blue yellow blue yellow blue

46 046 Imagens

47 Redução máxima Textos 047

48 Textos Textos Nos textos em que citar o nome da empresa ZAP, ZAP pro, ZAP temporada, ZAP você deverá sempre ser escrita em caixa alta(maiúscula). Nas submarcas o nome da submaca entra em caixa baixa ao lado do ZAP em caixa alta. Quando for assinar a URL do site ZAPIMOVEIS, deverá assinar sem o WWW, como aparece no exemplo ao lado. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque leo purus, hendrerit ac gravida vel, aliquet sit amet turpis. Lorem ipsum dolor sit amet, ZAP adipiscing elit. Aenean semper magna quis lacus aliquet scelerisque. Maecenas vel feugiat mauris. Nulla at viverra ZAP Pro, ZAP Temporada, ZAP Você eros, sed venenatis ligula. In id tellus libero. Morbi elementum blandit augue. Cras eget vulputate nibh. Ut in felis sit amet ante rutrum mattis. Sed hendrerit velit eu nisi ullamcorper mollis. In commodo mi a nunc maximus pharetra. Morbi zapimoveis.com suscipit non velit eu consequat. Vestibulum scelerisque vel dolor ultrices interdum. In consectetur lorem et aliquet vulputate. 048

49 Redução máxima Aplicações 049

50 Aplicações cartão de visitas 050

51 Aplicações squeeze pendrive 051

52 zapimoveis.com.br

BRAND GUIDELINES RTP MÚSICA

BRAND GUIDELINES RTP MÚSICA RTP MÚSICA VERSÃO VERTICAL GRELHA / EIXOS BRAND GUIDELINES GRELHA / EIXOS VERSÃO VERTICAL VERSÃO HORIZONTAL BRAND GUIDELINES VERSÃO MOSCA COMPORTAMENTOS CROMÁTICOS (VERSÃO HORIZONTAL E VERTICAL) Cor Directa

Leia mais

IFDR, IP MANUAL DE NORMAS

IFDR, IP MANUAL DE NORMAS IFDR, IP MANUAL DE NORMAS Este guia de normas representa, no seu conteúdo, o conjunto das regras básicas de utilização da marca, bem como das suas declinações e complementos visuais. A utilização dos elementos

Leia mais

CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação. Apresentações. Prof. Jesús P. Mena-Chalco 3Q-2016

CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação. Apresentações. Prof. Jesús P. Mena-Chalco 3Q-2016 1 CCM002 Metodologia de Pesquisa em Ciência da Computação Prof. Jesús P. Mena-Chalco jesus.mena@ufabc.edu.br 3Q-2016 2 Pratique, pratique, pratique,. Pode inovar, não ha regra apenas sugestões. Pode falar

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA 3 4 5 6 GRADE DE CONSTRUÇÃO EXEMPLOS MARGENS DE SEGURANÇA REDUÇÃO MÁXIMA 7 7 8 9 APLICAÇÃO DO ÍCONE EXEMPLOS CORES VERSÕES DO LOGOTIPO 10 11 APLICAÇÕES DO LOGOTIPO TIPOGRAFIA

Leia mais

ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores

ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores ISEL Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Área Departamental de Engenharia de Electrónica e Teleconumicações e de Computadores MERCM Mestrado em Eng. de Redes de Comunicação e Multimédia Dissertação

Leia mais

Brand Identity Guidelines

Brand Identity Guidelines Brand Identity Guidelines manual PARA QUÊ? Índice 1.0 Logotipo 00 1.1 Apresentação 00 1.2 Cores Institucionais 00 1.3 Símbolo 00 1.4 Família Tipográfica 00 1.5 Redução 00 1.6 Versões 00 Este manual explica

Leia mais

MANUAL DE NORMAS. Guia de identidade visual. Abril. 2016

MANUAL DE NORMAS. Guia de identidade visual. Abril. 2016 MANUAL DE NORMAS Guia de identidade visual Abril. 2016 A logomarca tem como base a interação com as pessoas. É por isso que é tão importante que todos os que trabalham com a logomarca Nosso Shopping percebam

Leia mais

KIT DE NORMAS GRAFICAS

KIT DE NORMAS GRAFICAS KIT DE NORMAS GRAFICAS ÍNDICE 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 INTRODUÇÃO CONCEÇÃO DO SELO CORES DO SELO SELO MONOCROMÁTICO REFERÊNCIAS DE COR OUTRAS CORES FUNDOS FOTOGRÁFICOS ÁREA DE PROTEÇÃO REDUÇÃO TIPOGRAFIA

Leia mais

POCH MANUAL DE NORMAS

POCH MANUAL DE NORMAS POCH MANUAL DE NORMAS 2015 A MARCA A marca é o elemento mais identificativo da identidade corporativa. A normalização da mesma é essencial para preservar a sua legibilidade e percepção. Por esse motivo,

Leia mais

MANUAL NORMAS GRÁFICAS

MANUAL NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS NOVEMBRO 2016 MIGUEL GATA INTRODUÇÃO 2 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS BEM-VINDO ao Manual de Normas Gráficas da ESCOLA PROFISSIONAL PRÁTICA UNIVERSAL BRAGANÇA Dada a importância que

Leia mais

MANUAL DE NORMAS Normas Normas.indd indd :09:36 12:09:36

MANUAL DE NORMAS Normas Normas.indd indd :09:36 12:09:36 MANUAL DE NORMAS Universo cromático Pantone 470 C C M Y K 0% 58% 100% 33% Black 50% Black Família Tipográfica Barmeno Regular utilizado nas palavras municipal de lisboa abcdefghijklmnopqrstuvxz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVXZ

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL APRESENTAÇÃO DA MARCA Uma nova marca, um novo momento, Apontando Para o futuro. Apresentamos o novo logotipo da Azuma Kirin Company, com sua assinatura. Neste arquivo você encontra

Leia mais

MUSEU do FUTEBOL manual da marca

MUSEU do FUTEBOL manual da marca manual da marca MUSEU do FUTEBOL manual da marca 03 06 07 11 13 14 15 19 23 24 25 conceito ASSINATURAS PREFERENCIAIS ASSINATURAS secundárias dimensões da marca uso da tipologia Auxiliar opções de uso da

Leia mais

Câmara Municipal de Vagos Normas Gráficas

Câmara Municipal de Vagos Normas Gráficas 01 Índice Introdução # 3 Marca # 4 Logótipo # 5 Símbolo # 6 Construção Identidade # 7 Versões # 8-9 - 10 Arquitetura Marca # 11 Identidade Inglês # 12 Identidade Espanhol # 13 Área de proteção # 14 Dimensões

Leia mais

Manual de Normas Gráficas

Manual de Normas Gráficas Manual de Normas Gráficas A criação da identidade visual da Proxira, tem por base um sistema de aplicações coerente, organizado e bem definido. O manual de identidade visual apresentado reúne os elementos

Leia mais

GUIA SIMPLIFICADO DE IDENTIDADE VISUAL. Club Athletico Paulistano

GUIA SIMPLIFICADO DE IDENTIDADE VISUAL. Club Athletico Paulistano GUIA SIMPLIFICADO DE IDENTIDADE VISUAL Club Athletico Paulistano GUIA SIMPLIFICADO DE IDENTIDADE VISUAL Fevereiro 2013 INTRODUÇÃO Este guia traz os elementos básicos da identidade visual da marca Club

Leia mais

Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2

Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Brasil 2013, v-1.7.1 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Projeto de pesquisa com abntex2 Modelo canônico de Projeto de pesquisa em conformidade

Leia mais

[ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ ]

[ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ ] [ PROPOSTA DE IDENTIDADE VISUAL UNIÃO DE FREGUESIAS DE COIMBRA - SÉ NOVA, SANTA CRUZ, ALMEDINA, S. BARTOLOMEU ] [ 10.07.14 ] INTRODUÇÃO A proposta de identidade institucional da união das freguesias de

Leia mais

MARCA BRAGANÇA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS NOVEMBRO 2014

MARCA BRAGANÇA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS NOVEMBRO 2014 MARCA BRAGANÇA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS NOVEMBRO 2014 INTRODUÇÃO 2 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS BEM-VINDO ao Manual de Normas Gráficas da Marca de Bragança. Dada a importância que tem a imagem gráfica na

Leia mais

Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Manual de Identidade Visual

Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Manual de Identidade Visual Universidade Federal da Integração Latino-Americana Manual de Identidade Visual Índice 1. Sistema Básico 2. Sistema Aplicativo 1.1 Assinatura Institucional 1.1.1 Preferencial / Versão Horizontal 1.1.2

Leia mais

A C R A M A L D A U N A

A C R A M A L D A U N A MANUAL DA MARCA BRIEFING & PROCESSO CRIATIVO 01 CONCEITO E CONSTRUÇÃO DA MARCA 02 GRADE 04 PALETA DE CORES 05 APLICAÇÕES MONOCROMÁTICAS 05 APLICAÇÕES 06 CRÉDITOS 07 01 BRIEFING & PROCESSO CRIATIVO BRIEFING...

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014 PRINCÍPIOS BÁSICOS LOGÓTIPO. ALER CLIENTE. ALER ANO. 2014 1.1. SÍMBOLO, LOGÓTIPO E BRANDLINE 01. 12 - VERSÃO PRINCIPAL BRANDLINE SÍMBOLO LOGÓTIPO Apresentação da identidade ALER -. A identidade é composta

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 2014 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador Guilherme Afif Domingos Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação,

Leia mais

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração dos Trabalhos Finais Nota prévia: As normas agora aprovadas devem ser entendidas

Leia mais

www.in-lex.pt ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO EDIÇÕES E DIVULGAÇÃO CONTACTOS IN-LEX

www.in-lex.pt ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 CANAIS DE DISTRIBUIÇÃO EDIÇÕES E DIVULGAÇÃO CONTACTOS IN-LEX www.in-lex.pt Para mais informação consulte o nosso site ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DO ANUÁRIO 2015 Data da Publicação Dimensões Papel Capa Papel Miolo Hardcover Início de 2015 230 (largura) x 297 (altura)

Leia mais

Cartão Loja. Cartão Pessoal. José Maria Diretor Administrativo. Buscamos e aviamos sua receita TELEVENDAS.

Cartão Loja. Cartão Pessoal. José Maria Diretor Administrativo. Buscamos e aviamos sua receita TELEVENDAS. Aplicações Cartão Loja Buscamos e aviamos sua receita www.pharmasu.com.br Matriz: Av. C-159 nº 670 Filial T-9: Av. T- 9 nº 2.811 (62) 3526-4910 Farmacia Ipasgo: Av. Anhanguera nº 8517 Campinas (62) 3526-5900

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MUNICÍPIO DE BRAGANÇA NOVEMBRO 2014 INTRODUÇÃO 2 MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS BEM-VINDO ao Manual de Normas gráficas do Município de Bragança. Dada a importância que tem a imagem

Leia mais

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO - TECCOGS ISSN:

NORMAS PARA PUBLICAÇÃO - TECCOGS ISSN: Normas para publicação Formatação da página (margens): Topo: 3,3 cm Inferior: 3 cm Esquerda: 2,3 cm Direita: 2 cm Título: Fonte: Arial, 14 Alinhamento do texto: à esquerda Norma para publicação Autoria:

Leia mais

Edital de Chamada para Trabalhos Acadêmicos

Edital de Chamada para Trabalhos Acadêmicos Edital de Chamada para Trabalhos Acadêmicos A Comissão Organizadora do VI Encontro Estudantil Regional de Relações Internacionais EERRI convida a comunidade acadêmica de relações internacionais para o

Leia mais

R.Boquino Manual de Identidade Visual

R.Boquino Manual de Identidade Visual R.Boquino Manual de Identidade Visual Normas padrão para construção e uso correto da marca. Comunicação institucional padrão Apresentação 3 Envelope 36 18 Conceito da marca 4 Envelope 34 19 Marca 5 Envelope

Leia mais

DE PRODUTOS. VISITE NOSSO SITE: FORMA DE BAURU C/ ROLO PARA PINTURA 15CM C/ ESPREMEDOR DE LARANJA C/

DE PRODUTOS. VISITE NOSSO SITE:  FORMA DE BAURU C/ ROLO PARA PINTURA 15CM C/ ESPREMEDOR DE LARANJA C/ CATÁLOGO 2015 DE PRODUTOS FORMA DE BAURU C/1 009118 ROLO PARA PINTURA 15CM C/1 009197 ESPREMEDOR DE LARANJA C/1 009149 FURA COCO C/1 009301 Página 12 Página 12 VISITE NOSSO SITE: www.grupoufs.com.br HISTÓRIA

Leia mais

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima.

Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MANUAL DE MARCA Área de proteção, Malha construtiva e Redução mínima. MENOR APLICAÇÃO x REFERÊNCIA 15 mm com slogan Para web: 100 pixels com slogan 10 mm sem slogan Para web: 50 pixels sem slogan y y MENOR

Leia mais

Manual - Design UFAM

Manual - Design UFAM Manual - Design UFAM Índice Introdução 3 Aplicações principais 20 A marca Inspiração/Conceito Desenho da marca Assinaturas Malha de construção Versões monocromáticas Aplicaçao sobre fundos Redução máxima

Leia mais

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas 1.1. Simples. Produto mínima 1.2. Comunicação Cores institucionais. 3. Tipografia institucional

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas 1.1. Simples. Produto mínima 1.2. Comunicação Cores institucionais. 3. Tipografia institucional Manual de aplicação Sumário Apresentação 1. Assinaturas 1.1. 1.2. 1.3. Simples Produto mínima Comunicação 2. Cores institucionais 3. Tipografia institucional 4. Usos incorretos Apresentação I m green é

Leia mais

Monografia Índice Completo

Monografia Índice Completo Monografia Definição: dissertação a respeito de um assunto único; estudo minucioso a fim de esgotar determinado tema relativamente restrito. Monografia é uma dissertação sobre um ponto particular de uma

Leia mais

Revista Universitária de Comunicação e Multimédia Número 1/bimestral/Abril/2010/UTAD/gratuita

Revista Universitária de Comunicação e Multimédia Número 1/bimestral/Abril/2010/UTAD/gratuita Revista Universitária de Comunicação e Multimédia Número 1/bimestral/Abril/2010/UTAD/gratuita Concursos Empregos Proxima edição/fi cha técnica 19 Prêmio Design MCB http://www.mcb.sp.gov.br web designer

Leia mais

MANUAL DE REGRAS BÁSICAS. CAPAS MESTRADO Instituto Politécnico de Viana do Castelo

MANUAL DE REGRAS BÁSICAS. CAPAS MESTRADO Instituto Politécnico de Viana do Castelo INSTITUTO POLITÉCNICO MANUAL DE REGRAS BÁSICAS CAPAS MESTRADO Instituto Politécnico de Viana do Castelo Capa Tese de Mestrado INSTITUTO POLITÉCNICO Dimensões da capa: A4+lombada variável+a4 Papel: Coché

Leia mais

12EDIÇÃO In-Lex ANUÁRIO das Sociedades de Advogados IN-LEX

12EDIÇÃO In-Lex ANUÁRIO das Sociedades de Advogados IN-LEX www.in-lex.pt ª 12EDIÇÃO In-Lex 2017 ANUÁRIO das Sociedades de Advogados IN-LEX Lorem ipsum dolor sit amet, Suspendisse at tellus. Nullam in nisl. Curabitur dolor metus, consectetuer adipiscing elit. nisl.

Leia mais

SOCALOR saunas Manual de Identidade Visual

SOCALOR saunas Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Normas padrão para construção e uso correto da marca. Comunicação institucional padrão Apresentação 3 Envelope 36 18 Conceito da marca 4 Envelope 34 19 Marca 5 Envelope 32 20

Leia mais

ECA-USP. Manual Simplificado de Identidade Visual. Estudio K Arquitetura e Comunicação Visual Dorinho Bastos Juliana Baracat

ECA-USP. Manual Simplificado de Identidade Visual. Estudio K Arquitetura e Comunicação Visual Dorinho Bastos Juliana Baracat ECA-USP Manual Simplificado de Identidade Visual Estudio K Arquitetura e Comunicação Visual Dorinho Bastos Juliana Baracat Logotipo Grade de Construção Identidade Visual/Cor Grade de Construção Identidade

Leia mais

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado

Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Normas para apresentação e elaboração de Trabalhos Finais de Licenciatura e Mestrado Versão n.º2-01/02/2011 Normas para apresentação e elaboração dos Trabalhos Finais Nota prévia: As normas agora aprovadas

Leia mais

atividade florestal não-madeireira título da categoria com opção de uso de icone

atividade florestal não-madeireira título da categoria com opção de uso de icone buscar no site OK Página inicial links rápidos a fazenda santa maria nononononono não- título em destaque texto complementar Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Praesent vestibulum

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual CEPÊPERA MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Apresentação Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit, sed diam nonummy nibh euismod tincidunt ut laoreet dolore magna aliquam

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ECOBRAZ

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL ECOBRAZ Sumário Sumário 1. Apresentação 2. O logo e seus elementos...... 3. Variações Cromáticas 4. Reduções e Reservas 5. Aplicação em fundo de cor 6. Tipografias de apoio 7. Usos indevidos..................

Leia mais

Modelo Canônico de Trabalho Acadêmico com abntex2

Modelo Canônico de Trabalho Acadêmico com abntex2 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Trabalho Acadêmico com abntex2 Brasil 2013, v-1.7.1 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Trabalho Acadêmico com abntex2 Modelo canônico de trabalho monográfico acadêmico

Leia mais

Manual de Identidade Corporativa

Manual de Identidade Corporativa Manual de Identidade Corporativa Marca Universo Aplicações 1 Marca 3 2 Universo 24 3 Aplicações 36 Marca 1 Marca A marca 4 O uso do símbolo 6 Versões da marca 7 Proporções da marca 8 Arejamento 9 Tamanho

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Centro Paula Souza

Manual de Identidade Visual. Centro Paula Souza Manual de Identidade Visual Centro Paula Souza Expediente GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador e Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Leia mais

Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa. Manual de Identidade Visual da CTIS

Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa. Manual de Identidade Visual da CTIS Diretrizes de Utilização da Marca Corporativa Assinatura Visual O símbolo e o logotipo devem ser sempre usados com tamanho e relação de proporção fixos. Versão vertical Símbolo acima do logotipo. Esta

Leia mais

T12design MÓVEIS DE ALTO PADRÃO. Manual de Identidade Visual T12 Design

T12design MÓVEIS DE ALTO PADRÃO. Manual de Identidade Visual T12 Design Índice Capítulo Apresentação... O logo e seus elementos... Variações cromáticas... Reduções e reservas... Aplicação em fundos de cor... Tipografias de apoio... Usos indevidos... Cartão de Visita... Pág.

Leia mais

Manual de aplicação da marca

Manual de aplicação da marca Manual de aplicação da marca SumárioApresentação 3 A marca 4 Versão preferencial... 5 Versão sem assinatura... 6 Padrões cromáticos... 7 Versões positiva/negativa... 8 Utilização 9 Dimensionamento mínimo...

Leia mais

MERCHANDISING. highdesignexpo.com

MERCHANDISING. highdesignexpo.com MERCHANDISING highdesignexpo.com /Prezado Expositor, BEM VINDO À HIGH DESIGN HOME & OFFICE EXPO! Agora que estamos juntos e sua empresa faz parte deste seleto grupo, porque não se destacar ainda mais?

Leia mais

Prémio Nacional de Ilustração

Prémio Nacional de Ilustração Prémio Nacional de Ilustração MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS 1 Manual de Normas Gráficas Este manual de normas gráficas é um instrumento de trabalho que visa definir um conjunto de

Leia mais

O QUE É MARCA? Tem a capacidade de traduzir a essência de uma organização em seus produtos, serviços e na forma de se relacionar e se comunicar.

O QUE É MARCA? Tem a capacidade de traduzir a essência de uma organização em seus produtos, serviços e na forma de se relacionar e se comunicar. MANUAL da Marca O QUE É MARCA? Marca é a expressão da cultura, do jeito de ser de uma organização. Marcas são experiências construídas junto às pessoas, que refletem uma forma única de ser, de se relacionar

Leia mais

wireframe do novo site

wireframe do novo site wireframe do novo site home METRÔ PAINÉIS S ANUNCIE QUEM SOMOS Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nam imperdiet sed eros ut luctus. Suspendisse eu vulputate massa. Nullam dignissim,

Leia mais

EMBRACE THE FUTURE SERVIÇO PÓS-VENDA ONDE ESTAMOS NEGÓCIO ÁREAS DE EDIFÍCIO PLATINUM MOÇAMBIQUE

EMBRACE THE FUTURE SERVIÇO PÓS-VENDA ONDE ESTAMOS NEGÓCIO ÁREAS DE EDIFÍCIO PLATINUM MOÇAMBIQUE MENU EMBRACE THE FUTURE ÁREAS DE NEGÓCIO SERVIÇO PÓS-VENDA ONDE ESTAMOS EM DESTAQUE PORTUGAL MARROCOS ARGÉLIA EDIFÍCIO PLATINUM GANA ANGOLA ARGENTINA O Grupo Ramos Ferreira vai ser responsável, em parceria

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Centro Paula Souza

Manual de Identidade Visual. Centro Paula Souza Manual de Identidade Visual Centro Paula Souza Expediente GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Governador Geraldo Alckmin Vice-Governador e Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS. 2013 IDENTIDADE VISUAL CORPORATIVA DA UNIVERSIDADE DE ÉVORA 2 // Manual de Normas. Universidade de Évora // ASCENÇÃO E DINAMISMO Ascensão e Dinamismo são os principais objetivos

Leia mais

A A. Caixas. Prof.: Ivan R. Pagnossin. Tutora: Juliana Giordano. Largura. Altura. Altura total. Linha-base. Profundidade. Ponto-de-referência

A A. Caixas. Prof.: Ivan R. Pagnossin. Tutora: Juliana Giordano. Largura. Altura. Altura total. Linha-base. Profundidade. Ponto-de-referência Prof.: Ivan R. Pagnossin Tutora: Juliana Giordano Coordenadoria de Tecnologia da Informação Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada Definição e dimensões Largura Altura Profundidade g Altura total Linha-base

Leia mais

Produto. logótipo no suporte a ser utilizado.

Produto. logótipo no suporte a ser utilizado. Apresentação do conceito, Apresentação desde das palavravas-chave, diferentes versões inspirações e referências para a criação com da nova normas imagem relativas do curso à disposição de licenciatura

Leia mais

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas. 1.1. Completa. 1.2. Completa em português. 1.3. Completa sem endosso. 1.4. Simples. 1.5. Simples com descritivo

Sumário. Apresentação. 1. Assinaturas. 1.1. Completa. 1.2. Completa em português. 1.3. Completa sem endosso. 1.4. Simples. 1.5. Simples com descritivo Manual de aplicação Sumário Apresentação 1. Assinaturas 1.1. Completa 1.2. Completa em português 1.3. Completa sem endosso 1.4. Simples 1.5. Simples com descritivo 1.6. Produto 1.7. Produto mínima 1.8.

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA O VALOR DAS GRANDES DECISÕES

MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA O VALOR DAS GRANDES DECISÕES MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA AGO / 2015 ESTE É O MANUAL DE APLICAÇÃO DA MARCA QUE FORNECERÁ OS DIRECIONAMENTOS NECESSÁRIOS PARA A IDENTIDADE VISUAL DA APSIS. NAS PRÓXIMAS PÁGINAS, VOCÊ ENCONTRARÁ DIRETRIZES

Leia mais

Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES

Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado da Bahia Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES sumário sumário 7 Apresentação 8 A NOVA MARCA FECOMÉRCIO

Leia mais

Sindicatos. Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES DOS SINDICATOS LIGADOS À CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO

Sindicatos. Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES DOS SINDICATOS LIGADOS À CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES DOS SINDICATOS LIGADOS À CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE BENS, SERVIÇOS E TURISMO ligados à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo Manual de

Leia mais

MANUAL DE USO DE MARCA

MANUAL DE USO DE MARCA MANUAL DE USO DE MARCA INTRODUÇÃO A MARCA FAPEU A marca é um dos bens mais preciosos de uma empresa. Ela existe para ser vista e lembrada pelos consumidores, identificando-se com os produtos, serviços

Leia mais

Como Usar Este Modelo por [Autor do Artigo]

Como Usar Este Modelo por [Autor do Artigo] TÍTULO SUBTÍTULO Edição nº Título Subtítulo Data da Edição Como Usar Este Modelo DIGITE O SLOGAN AQUI Este boletim informativo é criado principalmente usando colunas de texto, para que o texto quebre automaticamente

Leia mais

Processamento da Informação Vetores Parte 1 (Arrays / Arranjos )

Processamento da Informação Vetores Parte 1 (Arrays / Arranjos ) Processamento da Informação Vetores Parte 1 (Arrays / Arranjos ) Prof. Jesús P. Mena-Chalco CMCC/UFABC Q1/2017 1 Armazenar 10 inteiros em um programa... Usando variáveis: Usando um vetor: Para acessar

Leia mais

Universidade Aberta da Terceira Idade Sub-Reitoria de Extensão e Cultura

Universidade Aberta da Terceira Idade Sub-Reitoria de Extensão e Cultura MANUAL DA MARCA iversidade Aberta da Terceira Idade Este manual contém todos os elementos gráficos que representam a padronização visual da marca ati. Aqui são especificados todos os formatos, tamanhos,

Leia mais

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica

Índice. O manual de identidade visual. A família tipográfica Índice 1 I. I. O manual de identidade visual 2 2.2. A família tipográfica 3 3.3. 3.1 3.1 3.2 3.2 3.3 3.3 3.4 3.4 3.5 3.5 3.6 3.6 Convenções sobre a utilização do logótipo A cor no logótipo Comportamento

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL RECEITA ESTADUAL RS Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL RECEITA ESTADUAL RS Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Secretaria da Fazenda do Rio Grande do Sul Conceituação.2 O maior patrimônio de muitas grandes empresas é sua identidade visual ou sua imagem corporativa. E como essas empresas

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL Catarinense. Manual de Identidade Visual do Instituto Federal Catarinense

INSTITUTO FEDERAL Catarinense. Manual de Identidade Visual do Instituto Federal Catarinense INSTITUTO FEDERAL Manual de Identidade Visual do Instituto Federal CECOM/Reitoria - 2016 Apresentação A marca Instituto Federal é o principal elemento da identidade visual institucional, que simboliza

Leia mais

Informações do contratante. Pré-contrato. Informações do Titular. Informações de Endereço Residencial. Informações de Endereço Comercial

Informações do contratante. Pré-contrato. Informações do Titular. Informações de Endereço Residencial. Informações de Endereço Comercial Informações do contratante Nome: carol Email: carolina.mello@axeisaude.com.br Data de Nascimento: 12/12/1990 Sexo: Feminino Fone: (99) 23232-3232 CEP: 15010-085 Tipo de Plano: Coletivo Adesão CPF: 123..

Leia mais

Título da Dissertação

Título da Dissertação FACULDADE DE ENGENHARIA DA UNIVERSIDADE DO PORTO Título da Dissertação Nome do Autor VERSÃO DE TRABALHO Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Orientador: Nome do Orientador 24 de Janeiro

Leia mais

Manual da Marca e da Identidade Visual

Manual da Marca e da Identidade Visual Manual da Marca e da Identidade Visual fev 2017 versão 20170223 índice apresentação 2 marca desenho da marca 3 assinaturas 4 malha de construção 5 dimensionamento mínimo 6 área de proteção 7 cores cromia

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul. Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso do Sul. Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS E APLICAÇÕES Federação do Comércio de Bens e de Serviços do Estado do Mato Grosso do Sul aguardamos envio de uma imagem de mato grosso do sul Manual de Marca NORMAS GRÁFICAS

Leia mais

GUIA SIMPLIFICADO DA LOGOMARCA

GUIA SIMPLIFICADO DA LOGOMARCA GUIA SIMPLIFICADO DA LOGOMARCA 1 2 Introdução 04 A logomarca 05 Variantes de cor 06 Dimensões mínimas 07 Área de não-interferência 08 Usos incorretos 09 Cores institucionais 10 Tipografia Grafismo 11 12

Leia mais

manual de identidade visual Cremer

manual de identidade visual Cremer manual de identidade visual Cremer 2 A marca Cremer apresenta sua nova identidade visual. A percepção dos em contato com a nova logomarca dependerá da máxima clareza e coerência na sua forma de aplicação.

Leia mais

d ce R E V I S T A D I G I TA L

d ce R E V I S T A D I G I TA L d ce R E V I S T A D I G I TA L Doce Revista Digital Há 25 anos no mercado, a imagem da Doce Revista é marcada pelo jornalismo ágil e independente. É a única publicação nacional voltada exclusivamente

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual ATENÇÃO Devido à enorme diversidade de tipos de impressão e modelos de impressoras existentes, alertamos que as cores resultantes da impressão deste arquivo podem variar drasticamente.

Leia mais

Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA

Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA Manual de uso da marca das Superintendências da UFBA Apresentação Logotipo Nomenclatura Símbolo Exemplo das marcas das outras Superintendências: A marca é o elemento central de uma identidade visual. Quando

Leia mais

Manual de Identidade Visual. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo

Manual de Identidade Visual. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo Manual de Identidade Visual Índice Versões Margem de Segurança Obrigatória Grid Cores Aplicações Cromáticas Tipografia Redutibilidade Usos Incorretos 03 04 05 06 07 10 11 12 Versões Versão Principal -

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL 1 Conceito Uma das características mais marcantes do Grupo Mirante é a forte ligação com os aspectos regionais da cultura maranhense. Por esse motivo, o Grupo leva o nome de

Leia mais

Manual da Marca Versão 2017

Manual da Marca Versão 2017 Manual da Marca Versão 2017 Conteúdo Apresentação Assinaturas Malha de Construção Área de Proteção Dimensionamento............... 4 5 6 7 8 Cromias Institucionais... 9,. 10 Tipologia Padrões da Marca Assinaturas

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual Introdução O manual da marca do Consultório na Rua tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o serviço, compreendendo os padrões e regras de aplicação

Leia mais

Manual de Identidade Visual Certificação Profissional

Manual de Identidade Visual Certificação Profissional Manual de Identidade Visual Certificação Profissional 1.1 Apresentação Este é o selo de Certificação Profissional FEBRABAN. Um símbolo que possui alta credibilidade e tem por finalidade certificar conhecimentos

Leia mais

Fulano de Tal. Exemplo de livro produzido com. Publicações Acadêmicas Ltda. abntex2 v-1.9.6

Fulano de Tal. Exemplo de livro produzido com. Publicações Acadêmicas Ltda. abntex2 v-1.9.6 Fulano de Tal Exemplo de livro produzido com abntex2 Publicações Acadêmicas Ltda. abntex2 v-1.9.6 Fulano de Tal Exemplo de livro produzido com abntex2 Publicações Acadêmicas Ltda. abntex2 v-1.9.6 2015

Leia mais

Este manual foi desenvolvido para orientar a utilização da identidade visual da Tellus observando pontos como padrões gráficos cores, e formas.

Este manual foi desenvolvido para orientar a utilização da identidade visual da Tellus observando pontos como padrões gráficos cores, e formas. MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Este manual foi desenvolvido para orientar a utilização da identidade visual da Tellus observando pontos como padrões gráficos cores, e formas. O uso correto da logo é fundamental

Leia mais

Selos de Certificação. Guia de Uso - Anexo 2 Elaborado em 28.07.2010

Selos de Certificação. Guia de Uso - Anexo 2 Elaborado em 28.07.2010 Selos de Certificação Guia de Uso - Anexo 2 Elaborado em 28.07.2010 Sumário 01. Abertura 02. Versões Cromáticas 03. Regras de Uso 04. Exemplos de Aplicações 05. Arquivos 2 01. Abertura Os Selos de Certifi

Leia mais

TÍTULO DA MONOGRAFIA

TÍTULO DA MONOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS E NATURAIS FACULDADE DE COMPUTAÇÃO CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO NOME SOBRENOME TÍTULO DA MONOGRAFIA Belém 2017 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

NOME SOBRENOME TÍTULO DO TRABALHO

NOME SOBRENOME TÍTULO DO TRABALHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CEARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO MESTRADO ACADÊMICO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO NOME SOBRENOME TÍTULO DO TRABALHO FORTALEZA

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1.0 Marca / Significados 1 A opção pelo monograma (conjunto de letras do nome) reflete a preocupação em se vincular e respeitar a tradição das Estradas de Ferro brasileiras

Leia mais

Manual de Utilização da Marca

Manual de Utilização da Marca Manual de Utilização da Marca Índice Introdução... 03 Sistema de assinaturas... 04 - Padrões básicos... 05 - Tamanho mínimo e arejamento... 08 - Variações cromáticas... 09 - Aplicação sobre fundos... 10

Leia mais

Modelo Canônico de Relatório Técnico e/ou Científico com abntex2

Modelo Canônico de Relatório Técnico e/ou Científico com abntex2 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Relatório Técnico e/ou Científico com abntex2 Brasil 2013, v-1.7.1 Equipe abntex2 Modelo Canônico de Relatório Técnico e/ou Científico com abntex2 Modelo canônico de

Leia mais

Colégio Interamericano de Defesa

Colégio Interamericano de Defesa 2016-2017 Colégio Interamericano de Defesa Manual de Procedimentos de Admissão FORT LESLEY J. MCNAIR WASHINGTON, D.C. Conteúdo Mensagem da Diretora... 1 Orientações... 2 Requisitos de admissão... 3 Biografia

Leia mais

XXII Jornada Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas. 30/05 a 04/06/2016

XXII Jornada Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas. 30/05 a 04/06/2016 XXII Jornada Acadêmica do Curso de Ciências Biológicas 30/05 a 04/06/2016 Apresentação Oral Apenas trabalhos experimentais concluídos Instruções para Resumos Expandidos Formatação Os resumos devem ser

Leia mais

Sorriso. Metálico. Ponto de Vista. A Saúde bucal infantil. Entrevista. Comportamento

Sorriso. Metálico. Ponto de Vista. A Saúde bucal infantil. Entrevista. Comportamento Sorriso Entrevista Dr Alisson explica as vantagens dos aparelhos Autoligados Comportamento O que te faz feliz? Fique Ligado Participe, curta, compartilhe e ganhe brindes especiais Escova de dentes: A maior

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS

MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS MANUAL DE NORMAS GRÁFICAS 01 03 APRESENTAÇÃO Este guia de identidade uniformiza a utilização da marca Fundação Bienal de Cerveira. Estas normas devem ser cumpridas de modo rigoroso para que a imagem da

Leia mais

S A R A I V A A N O S

S A R A I V A A N O S MANUAL DE MARCA S A R A I VA SARAIVA 100 ANOS ÍNDICE CAPÍTULO 4 LOGOMARCA REDUZIDA CAPÍTULO 1 IDENTIDADE VISUAL 1.1 1.2 Paleta de cores Elementos 5 6 CAPÍTULO 2 LOGOMARCA PADRÃO HORIZONTAL 2.1 2.2 2.2.1

Leia mais

Olá! Vamos conhecer todas as aplicações e usos da sua Marca e de todos os elementos que formam sua identidade?

Olá! Vamos conhecer todas as aplicações e usos da sua Marca e de todos os elementos que formam sua identidade? Olá! Vamos conhecer todas as aplicações e usos da sua Marca e de todos os elementos que formam sua identidade? Índice O que é a Marca? Conceito 4 Personalidade da Marca 5 Como ela é? Marca Principal Versão

Leia mais

GUIA DE LINGUAGEM VISUAL

GUIA DE LINGUAGEM VISUAL ÍNDICE INTRODUÇÃO 05 EMBALAGENS POSICIONAMENTO 07 Objetivos 30 Abordagem 31 LOGOMARCA Versões preferenciais 08 ELEMENTOS COMPONENTES Versões secundárias 10 Posicionamento da marca 32 Versões de uso restrito

Leia mais