Alfaias: São todos os objetos usados nos exercícios da liturgia como, por, exemplo, os vasos litúrgicos e os paramentos dos ministros.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Alfaias: São todos os objetos usados nos exercícios da liturgia como, por, exemplo, os vasos litúrgicos e os paramentos dos ministros."

Transcrição

1 Oração inicial: Leitura: Lucas 22, Objetivo do Encontro: Explicar a missa parte por parte e levar os catequizandos a amar a eucaristia e a serem fiéis na partição desse sacramento. Texto: Objetos litúrgicos: Alfaias: São todos os objetos usados nos exercícios da liturgia como, por, exemplo, os vasos litúrgicos e os paramentos dos ministros. Cálice: recipiente que recebe o vinho, no ofertório. Patena: espécie de prato onde se coloca a hóstia grande para a consagração. Cibório: recipiente que são colocadas às hóstias para a consagração. É também nele que são guardadas as hóstias consagradas no sacrário. Ostensório: é onde se coloca a hóstia grande consagrada para a adoração e as procissões 1 / 13

2 eucarísticas. Teca: é o estojo onde são depositadas as hóstias que os ministros leva aos doentes e idosos. Corporal: pano branco de linho que, estendido sobre o altar, recebe sobre si a patena com a hóstia grande, o cálice com o vinho e os cibórios com as hóstias pequenas. Manustérgio: é uma toalha pequena, em que o sacerdote enxuga as mãos depois d purifica-las. Pala: pedaço de plástico revestido por um pano usado para cobrir o cálice. Sanguíneo: pano de pequena proporção onde o padre purifica a patena, o cálice e os dedos após comungar. Galhetas: vasos onde contem água e o vinho para a celebração da Missa. Sacrário: lugar onde guardam as hóstias consagradas. Missal: livro usado pelo sacerdócio para a celebração das Missas. Hóstia: pão ázimo (sem fermento) consagrado pelo sacerdote que se torna o pão de Cristo. Vinho: feito somente de uva, usado nas missas, é consagrado pelo sacerdote e se torna sangue de Cristo. 2 / 13

3 Credencia: mesa ao lado do altar onde fica depositado o material litúrgico. Túnica: vestimenta quase sempre branca que veste o sacerdote. Estola: usado por cima da túnica, é uma tira comprida de pano. É o símbolo do poder sacerdotal, e a cor varia de acordo com o tempo litúrgico. Casula: usada por cima da túnica e da estola, é um manto cuja cor varia de acordo com o tempo. Dalmática: veste própria do diácono, que a usa sobre a túnica e a estola. Conopeu: pano ou véu que cobre o cibório Pálio; cobertura que cobre o ministro que leva o ostensório com a hóstia consagrada. Véu Umeral: manto usado pelos ministros ordenado, colocado sobre o ombro dos mesmos, com o qual seguram o ostensório. Ritos iniciais consta de: - Monição ambiental 3 / 13

4 - Canto de Entrada - Acolhida e saudação - Ato Penitencial - Hino de Louvor - Oração "Coleta". Todos os ritos são feitos em pé. Liturgia da palavra: - Monição da Primeira Leitura - Proclamação - Salmo Responsorial - Monição da segunda Leitura 4 / 13

5 - Proclamação - Monição para o Evangelho Todos sentados - Canto de aclamação ao Evangelho - Proclamação ao Evangelho Todos em pé. - Homilia Todos sentados. - Profissão de Fé 5 / 13

6 - Oração dos fiéis "em pé". Liturgia Eucarística: - Preparação das oferendas - Canto e procissão das oferendas - Apresentação do pão e do vinho - Presidente lava as mãos Todos sentados - Orai irmãos... - Oração sobre as oferendas Todos em pé 6 / 13

7 Oração Eucarística ou anáfora: - Prefácio e Santo - Invocação do espírito santo Todos em pé - Narrativa da Ceia - Consagração do pão e do vinho - Eis o mistério da fé De joelhos ou em pé - Lembra Morte e Ressurreição de Jesus - Oração pela Igreja - Louvor final (Por Cristo...) 7 / 13

8 Todos em pé Rito da Comunhão: - Pai Nosso e oração seguinte - Saudação da Paz - Fração do Pão - Cordeiro de Deus - Felizes os Convidados! Todos em pé - Distribuição da Comunhão - Canto de Ação de Graças Todos sentados 8 / 13

9 - Oração pós Comunhão Ritos finais: - Comunicados e convites - Benção final - Despedida (Ide em paz!) Todos em pé Sinal da Cruz - quer dizer que nós iniciamos a missa não em nosso nome mais em nome de Deus uno e trino. Cruz é o sinal de Cristo e por isso os cristãos são chamados a traçar sobre si a cruz de Cristo. Saudação do Padre - este acolhe todos os que estão presentes com uma saudação geralmente tirada dos escritos do apostolo Paulo. Essa saudação é uma acolhida a fim de que 9 / 13

10 todos se sintam como irmãos reunidos em família. Ato penitencial - é um convite para cada um olhar dentro de si mesmo diante do olhar de Deus. Reconhecer e confessar seus limites e fraquezas. A absolvição que vem em seguida não tem valor sacramental, quer dizer que não substitui a confissão direta com o padre. Hino de louvor - nos leva a reconhecer a grandeza de Deus Uno e Trino. O glória deve expressar claramente cada pessoa da Trindade. Oração da coleta - reúne todos as intenções trazidas no coração de cada fiel. Ela é feita pelo presidente da celebração que a faz em nome de toda a assembléia. Liturgia da palavra - é o momento em que Deus ira falar com toda a comunidade reunida. A palavra de Deus é viva e eficaz e ao ser proclamada deve levar a cada um a se interiorizar e a perceber o que Deus deseja para nossa vida. A primeira leitura geralmente é tirada do antigo testamento ou dos Atos dos Apóstolos. O salmo responsorial é uma resposta orante diante da leitura proclamada. Deus nos falou e agora nos ouve por meio do salmo de resposta. A segunda leitura vem das cartas dos Apóstolos e nos revela o caminhar das primeiras comunidades e como os discípulos as orientam a fim de serem obedientes ao Evangelho que receberam por meio do anúncio da Boa-Nova. Evangelho - depois de Deus nos falar por meio dos profetas e por meio das cartas dos apóstolos, agora é seu próprio Filho que nos fala. O anuncio do Evangelho quer nos revelar que Cristo está presente em nossa celebração e nos ensina meio de sua Palavra. Cristo é o Mestre e Senhor ensina a comunidade a caminhar segundo a vontade de Deus. Homilia - é a explicação das leituras que foram proclamadas na missa. Esta homilia cabe ao 10 / 13

11 presidente da celebração fazer. Numa linguagem acessível faz com que todos possam compreender o que foi anunciado. Profissão de Fé - é o momento em que toda a comunidade fica de pé para professar a sua fé, tanto no que foi anunciado, isto é, na palavra que acabou de ouvir como na Igreja e em toda a história de salvação realizada por meio de Jesus Cristo. O símbolo apostólico é o sinal de toda unidade dos cristãos que ao proclamar revelam-se acreditar numa só verdade. Oração dos fiéis - encerra a liturgia da palavra. É o momento em que elevamos a Deus nossos pedidos e que toda a assembléia se une para apresentar diante do Pai as suas necessidades. Nesse momento existem quatro intenções que diríamos ser universais, pois devem estar presentes são elas: pela Igreja, pelos poderes públicos, pelos que sofrem necessidades e pela comunidade local. Claro que não impede de se rezar por uma outra intenção. LITURGIA EUCARISTICA. Procissão das ofertas - é o momento em que se prepara o altar para a consagração Eucarística. Nesse momento não se deve ofertar coisas que não serão levadas ao altar. Embora façamos a oferta do pão e vinho é Cristo que se oferecerá a nós como alimento de VIDA ETERNA. Oremos - após o padre elevar a Deus as oferendas apresentadas, ele faz o convite para que toda a assembléia reze a fim de que o sacrifício seja aceito por Deus Pai Todo Poderoso. Nesse momento a assembléia delega o sacerdote para elevar o sacrifício em nome de todos. 11 / 13

12 Prefácio e Santo - é o hino de abertura que nos introduz no mistério Eucarístico. Por isso o presidente convida a assembléia para elevar os corações a Deus dizendo: Corações ao alto! É um hino que proclama a santidade de Deus e dá graças ao Senhor. Santo reconhece toda a santidade de Deus e dá glórias a Cristo que vem em nome do Senhor. Consagração do pão e do vinho - é momento em que por meio da ação do Espírito Santo o que era simplesmente pão torna-se o corpo do Senhor e o que era simplesmente vinho torna-se o sangue do Senhor. Esse mistério eucarístico aconteceu no dia da ultima ceia de Jesus que pediu aos apóstolos que o realizassem em sua memória. Lucas 22,19. Quando celebramos a Eucaristia não é simplesmente uma recordação, mas é tornar real o que Cristo celebrou com seus discípulos. Por isso todas às vezes que celebramos a Eucaristia fazemos um memorial da paixão, morte e ressurreição de Jesus. Logo após as palavras da consagração a assembléia diz: Eis o mistério da fé. Embora pareça que nada mudou naquele pedaço de pão e naquele vinho a fé nos leva a encontrarmos com Cristo na Eucaristia. É realmente um mistério da fé. Após dizerem as palavras Anunciamos Senhor, a vossa morte e proclamamos a vossa ressurreição, vinde, Senhor Jesus, o padre reza por toda a Igreja mostrando que estamos em comunhão uns com os outros. É elevada também oração em favor dos que já partiram a fim de que possam encontrar a face de Deus, por toda a assembléia e também lembramos dos santos confiantes na sua intercessão. A oração eucarística é encerrada com a doxologia final, isto é, o por Cristo, com Cristo e em Cristo. Pai -nosso nos ensina que somos comunidade e que Deus é Pai de todos, deve nos fazer refletir se estamos sendo verdadeiros filhos e vivendo como irmãos. 12 / 13

13 O padre conclui essa oração com a oração livrai-nos de todos os males ó Pai e dai-nos hoje a vossa paz, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos enquanto vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador. Em seguida ele reza a oração da paz. Nesse momento todos se cumprimentam segundo o costume do lugar. A paz que desejamos ao outro não é a nossa paz, mas a paz que vem de Cristo, Por isso não deve existir nenhum motivo que me impeça de cumprimentar o outro. Cordeiro de Deus; nesse momento é partida a hóstia e um pedacinho é unido ao sangue de Cristo. A oração do cordeiro é rezada por todos, logo após se reconhece a indignidade e a nossa pequenez diante de Cristo, então se reza Senhor eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma palavra e serei salvo. Momento da comunhão - todos se aproximam do ministro e recebem a comunhão, geralmente nas mãos e devem comungar na frente do mesmo, jamais voltar para o seu lugar sem levar a eucaristia a boca. Ritos finais o rito consta da saudação e benção do sacerdote da própria despedida, em que se despede a assembléia, a fim de que todos voltem às suas atividades louvando e bendizendo o Senhor com suas obras. Fonte: A Missa parte por parte. Pe. Luiz Cechinato. 13 / 13

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA

MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA MISSA - A COMUNIDADE SE REÚNE PARA CELEBRAR A VIDA A Eucaristia é o sacramento que atualiza e faz a memória do sacrifício de Jesus: em cada Eucaristia temos a presença do Cristo que pela sua morte e ressurreição

Leia mais

Gestos e atitudes corporais

Gestos e atitudes corporais Gestos e atitudes corporais A postura de um acólito não deve ser rígida e fria como uma estátua, nem por outro lado deve ser descuidada. A forma de estar deve permitir que o acólito esteja ao mesmo tempo

Leia mais

Objetos e Paramentos Litúrgicos

Objetos e Paramentos Litúrgicos 1 Objetos e Paramentos Litúrgicos Objetos Litúrgicos: não são apenas coisas concretas, são sinais, por isso transmitem mensagem, não só pela presença deles, mas pelo modo como são utilizados ou conservados.

Leia mais

Orientações para Leitores. Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística - Montes Claros / MG

Orientações para Leitores. Paróquia Nossa Senhora Rosa Mística - Montes Claros / MG Orientações para Leitores Importância da Missa Estrutura, elementos e partes da Missa Documentos Instrução Geral do Missal Romano Documento 43 CNBB - Animação da vida litúrgica no Brasil 388. As adaptações

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA 1 2 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DOCUMENTO DA CNBB - 52 3 SENTIDO LITÚRGICO DA CELEBRAÇÃO

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

Liturgia Eucarística

Liturgia Eucarística Liturgia Eucarística Na última Ceia, Cristo instituiu o sacrifício e banquete pascal, por meio do qual, todas as vezes que o sacerdote, representando a Cristo Senhor, faz o mesmo que o Senhor fez e mandou

Leia mais

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I.

PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. ÍNDICE GERAL Uma palavra do autor... p. 3 Lista de abreviatura... p. 7 PARTE I O MISTÉRIO, O ESPAÇO E OS MINISTROS I. Por amor a Liturgia A importância de se amar a Liturgia... n. 1 Necessidade de deixar

Leia mais

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1

A disposição da igreja. 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja 12 de Abril de 2010 Acólitos São João da Madeira 1 A disposição da igreja Este documento foi escrito com base na IGMR Introdução Geral ao Missal Romano. O estudo dos temas abordados

Leia mais

Formação de Acólitos. GAPRT Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto

Formação de Acólitos. GAPRT Grupo de Acólitos da Paróquia de Rio Tinto Formação de Acólitos GAPRT Grupo de Acólitos Os Acessórios de Culto Os Vasos Sagrados Panos de Altar As Vestes Litúrgicas Outros Objectos de Culto Os Vasos Sagrados Cálice Âmbulas Patena Galhetas Píxide

Leia mais

A estrutura da Santa Missa

A estrutura da Santa Missa A estrutura da Santa Missa A estrutura da Santa Missa é construída sobre dois grandes pilares: a liturgia da palavra, precedida dos ritos inciais, e a liturgia eucarística, seguida dos ritos finais. O

Leia mais

celebracao eucaristia COMUM Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira

celebracao eucaristia COMUM Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira celebracao da eucaristia COMUM Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Prepare-se: As vestes sagradas (alva, cingulo, estola, casula); Cálice

Leia mais

Encontro para pais de Crianças da Primeira Comunhão

Encontro para pais de Crianças da Primeira Comunhão SECRETARIADO DIOCESANO DE CATEQUESE DA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA SANTARÉM Encontro para pais de Crianças da Primeira Comunhão Tema: A EUCARISTIA (Também se pode recorrer ao power point sobre a Eucaristia)

Leia mais

CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO

CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO 23 CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO 6 A ESTRUTURA DA MISSA 2: A LITURGIA EUCARÍSTICA E OS RITOS FINAIS Ementa: nesta formação estudaremos a partir da procissão das oferendas

Leia mais

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento

Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento Catequista: Crianças: Festa do Acolhimento 14 1 INTRODUÇÃO CÂNTICO DE COMUNHÃO É o Meu Corpo Possivelmente estamos habituados a procurar Deus nas grandes coisas da vida, boas ou menos boas, e esquecemo-nos

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Livro usado pelo. eucarística.

Livro usado pelo. eucarística. MISSAL Livro usado pelo sacerdote na celebração eucarística. LECIONÁRIO DOMINICAL Livro que contém as leituras dos domingos e algumas solenidades e festas. LECIONÁRIO SEMANAL Livro que contém as leituras

Leia mais

Solenidade de Corpus Christi Junho de 2017

Solenidade de Corpus Christi Junho de 2017 Solenidade de Corpus Christi Junho de 2017 Caríssimos Irmãos e Irmãs: Temos, com muita frequência, insistido sobre a realidade do espaço eclesial que cada batizado ocupa na Igreja. Porém, não obstante

Leia mais

SIGNIFICADO DOS GESTOS

SIGNIFICADO DOS GESTOS Vamos entender um pouco melhor o SIGNIFICADO DOS GESTOS que fazemos durante as celebrações, para podermos participar mais fervorosamente em nossas comunidades. SENTADOS: É uma posição cômoda, boa para

Leia mais

A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias)

A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias) CERIMÔNIAS LITÚRGICAS Indicações práticas para preparação VERIFICAR: A preparação da Igreja (verificação de toalhas - altar, ambão, credência e outras necessárias) A preparação do missal (missa/orações,

Leia mais

Celebração Dominical da Palavra. Cap. 07 Ione Buyst

Celebração Dominical da Palavra. Cap. 07 Ione Buyst Celebração Dominical da Palavra Cap. 07 Ione Buyst A Igreja de Cristo, desde o dia de Pentecostes, após a descida do Espírito Santo, sempre se reuniu fielmente para celebrar o mistério pascal, no dia que

Leia mais

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR 34 8 OS OBJETOS, LIVROS E VESTES LITÚRGICAS USADOS NA SANTA MISSA 1 O cuidado com os objetos, livros e vestes litúrgicas Os objetos litúrgicos devem ser usados com cuidado e respeito pois são considerados

Leia mais

celebracao eucaristia FESTA Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira

celebracao eucaristia FESTA Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira celebracao da eucaristia FESTA Grupo de Acólitos de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Paróquia de Nossa Senhora do Amparo da Silveira Prepare-se: As vestes sagradas (alva, cingulo, estola, casula); Cálice

Leia mais

CÂNTICOS LITÚRGICOS LITURGIA DE ENTRADA Saudação apostólica O Lucernário Brilhe tua luz Luz radiante Perdão, Senhor, perdão Perante ti Kyrie eleison K

CÂNTICOS LITÚRGICOS LITURGIA DE ENTRADA Saudação apostólica O Lucernário Brilhe tua luz Luz radiante Perdão, Senhor, perdão Perante ti Kyrie eleison K CÂNTICOS LITÚRGICOS É difícil imaginar liturgia e culto sem o canto comunitário e, como complemento desejável, a música instrumental. Comunidade reunida em culto canta. E a música está para o canto como

Leia mais

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos.

São resultado desses encontros as notas que a seguir partilhamos. Nas quintas-feiras do mês de Maio, decorreram na Igreja de Oliveira de Azemeis, encontros de formação litúrgica, organizados pela vigararia sul da Diocese do Porto e orientados pelo P. Frei Bernardino

Leia mais

INTRODUÇÃO. Notas para Aula Escola de Formação de Agentes de Pastoral Diocese de São Carlos Diácono Carlos Alberto Pavan

INTRODUÇÃO. Notas para Aula Escola de Formação de Agentes de Pastoral Diocese de São Carlos Diácono Carlos Alberto Pavan INTRODUÇÃO Notas para Aula Escola de Formação de Agentes de Pastoral Diocese de São Carlos Diácono Carlos Alberto Pavan Os primeiros cristãos chamavam a Missa de Ceia do Senhor ou Fração do Pão. Nós preferimos

Leia mais

Na Missa se realiza o que Cristo ordenou na última

Na Missa se realiza o que Cristo ordenou na última Na Missa se realiza o que Cristo ordenou na última ceia: o memorial de seu mistério pascal. A eucaristia é, em primeiro lugar, memorial da morte e ressurreição do Senhor Jesus, sob a forma de pão e de

Leia mais

MISSA COM A CATEQUESE - SANTÍSSIMA TRINDADE C 2010 Guião com monições mistagógicas

MISSA COM A CATEQUESE - SANTÍSSIMA TRINDADE C 2010 Guião com monições mistagógicas MISSA COM A CATEQUESE - SANTÍSSIMA TRINDADE C 2010 Guião com monições mistagógicas Monição antes do Cântico de Entrada: Monitor: Queridos irmãos e irmãs: Concluiu-se já o tempo da Páscoa e eisnos agora,

Leia mais

O Canto na Sequência da Celebração. O Canto

O Canto na Sequência da Celebração. O Canto O Canto na Sequência da Celebração O Canto Revisão 2-27-11-2008 O canto e a música são elementos importantes na Celebração do Povo de Deus em festa pela salvação de Cristo. Ele como parte necessária e

Leia mais

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus

A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia como comunicação do Amor de Deus A Liturgia - O Que é a Liturgia - Quem se comunica pela Liturgia. Como comunicação do amor de Deus - Como se deu essa comunicação de Amor. - Como ela se realiza.

Leia mais

A Missa parte por parte - Ritos Iniciais

A Missa parte por parte - Ritos Iniciais A Missa parte por parte - Ritos Iniciais RITOS INICIAIS: DEUS NOS REÚNE Canto de Entrada: Intróito. Canta-se algo que diga respeito à Igreja peregrina neste mundo, a caminho da Casa do Senhor, ou algo

Leia mais

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos.

Igreja é lugar de recolhimento, de oração. Jesus ia ao Templo com seus pais e apóstolos. POR QUE IR À IGREJA? Certo dia, Jesus contou a seguinte parábola a alguns que se consideravam justos e desprezavam os outros."dois homens foram ao Templo para orar. Um era fariseu e o outro, publicano.

Leia mais

Explicação da Missa MISSA

Explicação da Missa MISSA Explicação da Missa Reunidos todos os catequizandos na Igreja, num primeiro momento mostram-se os objetos da missa, ensinam-se os gestos e explicam-se os ritos. Em seguida celebra-se a missa sem interrupção.

Leia mais

PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA -

PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA - PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA - REGIÃO DE LEIRIA - PROTOCOLO ESCUTISTA NA EUCARISTIA REGIÃO DE LEIRIA pág. 2 de 12 Introdução Este texto surge da necessidade de esclarecer e uniformizar o protocolo

Leia mais

MISSA COM A CATEQUESE - XXVIII DOMINGO COMUM C

MISSA COM A CATEQUESE - XXVIII DOMINGO COMUM C MISSA COM A CATEQUESE - XXVIII DOMINGO COMUM C Cântico de Entrada Participação especial da Catequese do 3º ano Saudação e Monição Inicial: P- Reunimo-nos, uma vez mais, em Eucaristia. A palavra «Eucaristia»

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica :

Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : Referindo-se ao Sacramento da Eucaristia, diz o Catecismo da Igreja Católica : 1323. - O nosso Salvador Instituiu na Última Ceia, na noite em que foi entregue, o Sacrifício Eucarístico do seu Corpo e Sangue,

Leia mais

9º Domingo do Tempo Comum 10º Domingo do Tempo Comum 11º Domingo do Tempo Comum ANO C

9º Domingo do Tempo Comum 10º Domingo do Tempo Comum 11º Domingo do Tempo Comum ANO C CIFRAS DO FOLHETO 1 SANTUÁRIO DIOCESANO DE SÃO SEBASTIÃO 9º Domingo do Tempo Comum 10º Domingo do Tempo Comum 11º Domingo do Tempo Comum ANO C 29 DE MAIO DE 2016 05 DE JUNHO DE 2016 12 DE JUNHO DE 2016

Leia mais

O MISSAL ROMANO. Missale Romanum

O MISSAL ROMANO. Missale Romanum O MISSAL ROMANO A reforma da Liturgia latina, decidida pelo Concílio Vaticano II, encontra a sua expressão concreta nos livros litúrgicos ou rituais. Os livros são oficialmente publicados pela Congregação

Leia mais

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html.

Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas. ocantinhodasao.com.pt/public_html. Celebração tirada do livro Eucaristia com Crianças Tempos Fortes Pedrosa Ferreira Edições Salesianas ocantinhodasao.com.pt/public_html 12 Ano B ocantinhodasao.com.pt/public_html 1 RITOS INICIAIS Hoje,

Leia mais

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA. Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA. Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015 1 PARÓQUIA NOSSA SENHORA DESATADORA DOS NÓS E SÃO JOSÉ DE ANCHIETA Discípulos missionários a partir do Evangelho de João - Mês da Bíblia 2015 Permanecei no meu amor, para dar muitos frutos (Jo 15,8-9)

Leia mais

A CNBB NOS PEDE UMA ANIMAÇÃO DE TODA A VIDA LITÚRGICA

A CNBB NOS PEDE UMA ANIMAÇÃO DE TODA A VIDA LITÚRGICA A CNBB NOS PEDE UMA ANIMAÇÃO DE TODA A VIDA LITÚRGICA Para isto é necessário: UMA EQUIPE DE PASTORAL LITÚRGICA Segundo o Documento 43 da CNBB é indispensável ter uma equipe estável de Pastoral Litúrgica,

Leia mais

o Sacrifício de Jesus

o Sacrifício de Jesus A Santa Missa o Sacrifício de Jesus Curso de Teologia Paróquia de Nossa Senhora da Assunção «A Liturgia é o cume para o qual se dirige a atividade da Igreja e, ao mesmo tempo, a fonte de onde provém toda

Leia mais

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão

A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão A Liturgia da Paixão do Senhor não tem a celebração da Eucaristia, mas apenas a distribuição da comunhão. Além de uma introdução e conclusão silenciosa, a Liturgia tem quatro momentos distintos: 1. A Liturgia

Leia mais

V. Sabendo Jesus que tinha chegado sua hora de passar deste mundo ao Pai, tendo amado os seus que estavam neste mundo, amou-os até o fim. Aleluia.

V. Sabendo Jesus que tinha chegado sua hora de passar deste mundo ao Pai, tendo amado os seus que estavam neste mundo, amou-os até o fim. Aleluia. Memória Facultativa O culto ao Coração Eucarístico de Jesus não difere substancialmente do culto que a Igreja tributa ao Sagrado Coração de Jesus. Ela venera com respeito, amor e gratidão, o símbolo do

Leia mais

A Quinta-feira Santa Seg, 29 de Dezembro de :39 - A Missa do Crisma

A Quinta-feira Santa Seg, 29 de Dezembro de :39 - A Missa do Crisma A Missa do Crisma Neste dia, pela manhã, na Catedral de cada diocese, o Bispo com seu Presbitério, e com a presença dos diáconos e de todo o Povo de Deus, celebram a Missa do Crisma. Antes de celebrar

Leia mais

Estrutura da Missa e ações dos Ministros Extraordinários de acordo com a Instrução Geral do Missal Romano - IGMR

Estrutura da Missa e ações dos Ministros Extraordinários de acordo com a Instrução Geral do Missal Romano - IGMR Estrutura da Missa e ações dos Ministros Extraordinários de acordo com a Instrução Geral do Missal Romano - IGMR Este material visa apresentar a estrutura da missa, de acordo com a Instrução Geral do Missal

Leia mais

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa

O Sacramento da Ordem - V Seg, 29 de Dezembro de :26 - Pe. Henrique Soares da Costa Pe. Henrique Soares da Costa No artigo passado vimos em que sentido o sacramento da Ordem confere um modo especial de participar do único sacerdócio de Cristo. Veremos, agora como é celebrado este sacramento,

Leia mais

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 2- TEMA: Liturgia 3- OBJETIVO GERAL Assessorar as 12 comunidades pertencentes à Paróquia Santo Antônio, motivando-as a celebrar com fé o Mistério

Leia mais

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A

DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EIS O CORDEIRO DE DEUS QUE TIRA O PECADO DO MUNDO DOMINGO II DO TEMPO COMUM Ano A EUCARISTIA 19H DINAMIZAÇÃO DO 10º ANO DE CATEQUESE IGREJA MATRIZ DE VILA DO CONDE Cântico Inicial: Filho de Deus 1. Somos

Leia mais

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 -

A celebração da Eucaristia (São Justino) Sáb, 23 de Maio de :39 - Caro(a) Amigo(a), apresento-lhe um pedacinho da Primeira Apologia em favor dos cristãos, de São Justino, mártir do início do século II Ele foi cristão da geração seguinte à geração apostólica Escreveu

Leia mais

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém.

SINAL DA CRUZ. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. [Ano] SINAL DA CRUZ 1 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém. A liturgia usa muito a linguagem dos sinais, dos gestos e das posições. O primeiro sinal o mais importante e o mais conhecido

Leia mais

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de

SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 1 Áudio da Mensagem de Manoel de Jesus, de 28.08.2017 convertido em texto, SOBRE O CENÁCULO Mencionado na Mensagem de 21.08.2017 28.08.2017 Chamado de Amor e de Conversão do Coração Doloroso e Imaculado

Leia mais

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014

CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014 CANTOS DA PRIMEIRA EUCARISTIA - SANTA ROSA 2014 CANTO DE ENTRADA: E B7 Dentro de mim existe uma luz/ Que me mostra por onde deverei andar F#m B7 E Dentro de mim também mora Jesus/ que me ensina buscar

Leia mais

1. Diálogo com os pais e Padrinhos. 2. Celebração da Palavra de Deus

1. Diálogo com os pais e Padrinhos. 2. Celebração da Palavra de Deus 1. Diálogo com os pais e Padrinhos Que nome dais ao vosso filho? Pais N. Que pedis à Igreja de Deus para N.? Pais - O Baptismo. Caríssimos pais: Pedistes o Baptismo para os vossos filhos. Deveis educá-los

Leia mais

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR 28 7 QUESTÕES PRÁTICAS PARA OS MESC NA CELEBRAÇÃO DA EUCARISTIA (OU DA PALAVRA) 1 Questão introdutória Os MESC têm em mãos, tocam o que há de mais precioso na Igreja: o Corpo Sacramental de Cristo. Na

Leia mais

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés

TRÍDUO PASCAL DA PAIXÃO E MORTE, SEPULTURA E RESSURREIÇÃO DE JESUS. Quinta-Feira Santa, 21h30 Missa da Ceia do Senhor, com rito do lava-pés Como Paulo e com Cristo, subamos a Jerusalém!...Gal.1,18; Mc.10,33 Semana Santa 2009 na Paróquia de Nossa Senhora da Hora DOMINGO DE RAMOS 09h45 (Bênção dos Ramos) e Missa (10h00) na Igreja Paroquial 11h00

Leia mais

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo)

O BATISMO NÃO TEM FINALIDADE EM SI MESMO. (Proposição 38 do Sínodo) I - OS SACRAMENTOS DE INICIAÇÃO CRISTÃ O que se realiza nos sacramentos da iniciação com o ser humano se dá pela graça de Deus Diante destas constatações podemos dizer que a teologia dos sacramentos de

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS

ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS 1 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Orientações para a Celebração da Palavra de Deus. 16ªed. São Paulo: Paulinas, 2004 (Documentos da CNBB,

Leia mais

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR 38 10 - A DISTRIBUIÇÃO DA SAGRADA COMUMHÃO FORA DA MISSA E A EUCARISTIA PARA OS ENFERMOS E IDOSOS O Ministro Extraordinário da Sagrada Comunhão vive o seu ministério na dimensão da fé, da esperança e da

Leia mais

CELEBRAÇÃO EXEQUIAL 14 DE SETEMBRO 2010

CELEBRAÇÃO EXEQUIAL 14 DE SETEMBRO 2010 1 CELEBRAÇÃO EXEQUIAL 14 DE SETEMBRO 2010 SIGNAÇÃO : P- Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo: Ass: Àmen. SAUDAÇÃO INICIAL: P- A graça de N.S.J. Cristo, o amor do Pai e a consolação do Espírito

Leia mais

As crianças e o culto

As crianças e o culto As crianças e o culto Tema Confissão de pecados Informações técnicas Na Semana da Criança (em tubro), com base em Lucas 13.20-21, celebrar a partilha com crianças e sua participação ativa no culto. Trata-se

Leia mais

Festa da Palavra (inserida na Eucaristia Dominical) 5 de Junho de 2005 Domingo X do Tempo Comum

Festa da Palavra (inserida na Eucaristia Dominical) 5 de Junho de 2005 Domingo X do Tempo Comum Fornelos, 5 de Junho de 2005 Festa da Palavra (inserida na Eucaristia Dominical) 5 de Junho de 2005 Domingo X do Tempo Comum 1. Ritos iniciais Saudação Inicial:...Fórmula A [MR p. 440] Introdução: De facto,

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

III SEMANA DE LITURGIA LITURGIA: celebrar em Espírito e Verdade. 18/09 Espaço litúrgico, objetos, livros e símbolos

III SEMANA DE LITURGIA LITURGIA: celebrar em Espírito e Verdade. 18/09 Espaço litúrgico, objetos, livros e símbolos III SEMANA DE LITURGIA LITURGIA: celebrar em Espírito e Verdade 18/09 Espaço litúrgico, objetos, livros e símbolos OBJETOS LITÚRGICOS Os objetos litúrgicos, também chamados de "alfaias", são aqueles que

Leia mais

ORAÇÃO ALFAIAS LIVROS LITÚRGICOS

ORAÇÃO ALFAIAS LIVROS LITÚRGICOS ORAÇÃO Jesus, estamos aqui nos valendo de sua permissão deixai vir a mim as crianças. Desperta em nós um carinho e um respeito cada vez maior pela liturgia de sua igreja. Que possamos através de nosso

Leia mais

Saiba o que deve e o que não deve ser feito na celebração da Missa. No Capítulo I sobre a ordenação da Sagrada Liturgia afirma que:

Saiba o que deve e o que não deve ser feito na celebração da Missa. No Capítulo I sobre a ordenação da Sagrada Liturgia afirma que: Saiba o que deve e o que não deve ser feito na celebração da Missa VATICANO, 23 Abr. 04 (ACI).- A instrução Redemptionis Sacramentum, descreve detalhadamente como se deve celebrar a Eucaristia e o que

Leia mais

Celebração do Mês de Maria

Celebração do Mês de Maria Celebração do Mês de Maria Quarta-feira, 22 de maio de 2013 Pais e Padrinhos das Crianças da Catequese Ritos Iniciais Pres. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo Pres. A graça de nosso Senhor

Leia mais

Coroinhas. Paróquia São Judas Tadeu Diocese de Santo André. Responsabilidades do Coroinha

Coroinhas. Paróquia São Judas Tadeu Diocese de Santo André. Responsabilidades do Coroinha Responsabilidades do Coroinha Participe das reuniões, missas e demais compromissos assumidos. Seja pontual. Chegue a tempo para as reuniões e celebrações. Seja asseado. Esteja sempre limpo, cabelos penteados,

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA)

ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) ADMONIÇÃO INICIAL (ROSA) Hoje encontramo-nos aqui reunidos para celebrar a Festa das Bem-Aventuranças. Bem Aventurado quer dizer FELIZ e buscar a vontade de Deus é ser Bem-Aventurado. Eis que Jesus, ao

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança

Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança EMBARGO ATÉ ÀS 11HORAS DO DIA 21 DE ABRIL DE 2011 Jesus Cristo é o Sumo Sacerdote da Nova Aliança Homilia da Missa Crismal Sé Patriarcal, 21 de Abril de 2011 1. Continuamos o desafio por mim proposto no

Leia mais

Cânticos para Missa Advento/2016

Cânticos para Missa Advento/2016 Santuário das Almas/Icaraí Cânticos para Missa Advento/2016 Data 17/12 www.oficinademusica.org Procissão de Entrada: Vamos Celebrar Todos reunidos na casa de Deus Com cantos de alegria e grande louvor

Leia mais

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR

Pe. Ronaldo Sabino de Pádua, CSsR 38 9 - OS LECIONÁRIOS, O MISSAL ROMANO E A EUCARISTIA 1 - A AÇÃO DO MESC A PARTIR DE JESUS CRISTO Toda ação litúrgica da Igreja deve ser a expressão do Cristo cabeça da Igreja. Assim, os leigos são admiravelmente

Leia mais

O sacramento da Eucaristia, raiz e centro da comunidade cristã. Ione Buyst Capítulo segundo

O sacramento da Eucaristia, raiz e centro da comunidade cristã. Ione Buyst Capítulo segundo O sacramento da Eucaristia, raiz e centro da comunidade cristã Ione Buyst Capítulo segundo 1 A Eucaristia não é apenas um sacramento de iniciação, mas é celebrada a cada domingo; É uma herança que recebemos

Leia mais

Primeira Comunhão 6 de junho 2015

Primeira Comunhão 6 de junho 2015 Primeira Comunhão 6 de junho 2015 Admonição Inicial (feita por um pai/mãe): Bom dia (Boa tarde). Vamos hoje celebrar uma Eucaristia muito especial, e digo muito especial, porque os nossos filhos, vão,

Leia mais

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de

O Papa João Paulo II Magno afirma no número 34 da Ecclesia de Côn. Henrique Soares da Costa A Eucaristia faz a Igreja ser corpo de Cristo. Neste corpo, formado por muitos membros, nem todos fazem a mesma coisa, mas cada um tem sua função, seu dom, seu modo específico

Leia mais

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C

SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C Ano C Livro de Partituras Missas de Nossa Senhora São Sebastião E São josé Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DE NOSSA SENHORA - ANO C IMACULADA CONCEIÇÃO DE MARIA PROCISSÃO DE ENTRADA - Imaculada, Maria

Leia mais

Foi com um gesto semelhante ao que o nosso Bispo vai utilizar, que os Apóstolos comunicaram aos primeiros cristãos o Espírito de Deus:

Foi com um gesto semelhante ao que o nosso Bispo vai utilizar, que os Apóstolos comunicaram aos primeiros cristãos o Espírito de Deus: CRISTELO 24 de Maio de 2009 Foi com um gesto semelhante ao que o nosso Bispo vai utilizar, que os Apóstolos comunicaram aos primeiros cristãos o Espírito de Deus: Pedro e João impuseram-lhes as mãos e

Leia mais

Salmo - Sl 65. Ah, ah, ah, minha alma glorifica ao Senhor!! Meu espírito exulta em Deus, meu salvador!! Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora

Salmo - Sl 65. Ah, ah, ah, minha alma glorifica ao Senhor!! Meu espírito exulta em Deus, meu salvador!! Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora Entrada: Quem É Esta Que Avança Como Aurora Quem é esta que avança como aurora Temível como exército em ordem de batalha Brilhante como o sol e como a lua Mostrando o caminho aos filhos seus Ah, ah, ah,

Leia mais

O CULTO EUCARÍSTICO FORA DA MISSA

O CULTO EUCARÍSTICO FORA DA MISSA O CULTO EUCARÍSTICO FORA DA MISSA Tarde de Formação Tema: Adoração Eucarística Por Pe. Franklin Silveira 02/02/2013 Paróquia Divino Espírito Santo Relação entre o Culto Eucarístico fora da Missa e a Celebração

Leia mais

FORMAÇÃO PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO

FORMAÇÃO PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO O que é a Eucaristia? Segundo nos indica o Concílio de Trento (Dezinger-Schönmetzer 1740): [Cristo] nosso Deus e Senhor ofereceu-se a si mesmo a Deus Pai uma única vez, morrendo como intercessor sobre

Leia mais

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando.

Entrada da Palavra: Comentário da Palavra: Permaneçamos em pé para acolher o Livro Santo de Nossa Fé, a Palavra de Deus, cantando. Celebração de Encerramento PREPARAR 1. Bíblia e velas para a Procissão de Entrada da Palavra 2. Sementes de girassóis para cada catequista depositar num prato com terra diante do altar durante a homilia

Leia mais

VI Domingo TC Ano A. Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos. 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese

VI Domingo TC Ano A. Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos. 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese VI Domingo TC Ano A Foi dito aos antigos Eu, porém, digo-vos 12 de Fevereiro de 2017 Eucaristia Dinamizada pelo 6º ano da Catequese Admonição Inicial - Cântico Inicial - Sou Feliz 1- Sopra o vento de mansinho

Leia mais

Missa com a Catequese IV Domingo da Páscoa C Participação especial do 1º e 2º anos da catequese

Missa com a Catequese IV Domingo da Páscoa C Participação especial do 1º e 2º anos da catequese RITOS INICIAIS Missa com a Catequese IV Domingo da Páscoa C 2010 Participação especial do 1º e 2º anos da catequese Cântico de Entrada (tom pascal anúncio de ressurreição) Saudação Inicial: Ressuscitou

Leia mais

5ª Feira Santa. Homilia meditada para a Família Salesiana P. J. Rocha Monteiro, sdb. Missa Vespertina da Ceia do Senhor

5ª Feira Santa. Homilia meditada para a Família Salesiana P. J. Rocha Monteiro, sdb. Missa Vespertina da Ceia do Senhor 5ª Feira Santa Homilia meditada para a Família Salesiana P. J. Rocha Monteiro, sdb Missa Vespertina da Ceia do Senhor 1. Tríduo Pascal Tempo pascal. Esta é a ceia mais bela. A linguagem de Jesus é uma

Leia mais

15º Domingo do Tempo Comum 16º Domingo do Tempo Comum 17º Domingo do Tempo Comum 18º Domingo do Tempo Comum

15º Domingo do Tempo Comum 16º Domingo do Tempo Comum 17º Domingo do Tempo Comum 18º Domingo do Tempo Comum CIFRAS DO FOLHETO 1 SANTUÁRIO DIOCESANO DE SÃO SEBASTIÃO 15º Domingo do Tempo Comum 16º Domingo do Tempo Comum 17º Domingo do Tempo Comum 18º Domingo do Tempo Comum 10 DE JULHO DE 2016 17 DE JULHO DE 2016

Leia mais

«Igreja, lugar de encontro e de esperança»

«Igreja, lugar de encontro e de esperança» Domingo de Ramos Vespertina 8 de Abril de 2017 às 19:00 horas Indicações para a celebração EL : 1º Leitura lê Ema A. 2º Leitura lê Paulo G. Recolha das Ofertas jovens Narração da Paixão do Senhor (forma

Leia mais

CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO

CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO 17 CURSO PARA FORMAÇÃO DE MINISTROS EXTRAORDINÁRIOS DA SAGRADA COMUNHÃO 5 A HISTÓRIA, A UNIDADE LITURGICA E A ESTRUTURA DA MISSA Ementa: nesta formação estudaremos a história, unidade da eucaristia e a

Leia mais

Manual - A Missa e outras obrigações 1. PEQUENO MANUAL DO CATÓLICO A Missa e outras obrigações. O Santo Sacrifício da Missa

Manual - A Missa e outras obrigações 1. PEQUENO MANUAL DO CATÓLICO A Missa e outras obrigações. O Santo Sacrifício da Missa Manual - A Missa e outras obrigações 1 PEQUENO MANUAL DO CATÓLICO A Missa e outras obrigações O Santo Sacrifício da Missa 1) O que é a Missa? A missa é o sacrifício da Cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo

Leia mais

CELEBRAÇÃO DO DIA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT E LANÇAMENTO DO 4º CAPÍTULO PROVINCIAL DA PROVÍNCIA MARISTA DO RIO GRANDE DO SUL

CELEBRAÇÃO DO DIA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT E LANÇAMENTO DO 4º CAPÍTULO PROVINCIAL DA PROVÍNCIA MARISTA DO RIO GRANDE DO SUL CELEBRAÇÃO DO DIA DE SÃO MARCELINO CHAMPAGNAT E LANÇAMENTO DO 4º CAPÍTULO PROVINCIAL DA PROVÍNCIA MARISTA DO RIO GRANDE DO SUL Acolhida Animador: Irmãos e irmãs, hoje é um dia significativo para nós, Família

Leia mais

Eucaristia II Domingo do Tempo Comum 10º ano de Catequese Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde

Eucaristia II Domingo do Tempo Comum 10º ano de Catequese Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Eucaristia II Domingo do Tempo Comum 10º ano de Catequese Paróquia de S. João Baptista de Vila do Conde Admonições Fornecidas pelo pároco, lidas pelo monitor Procissão de Entrada Acordar em sentinela Viver

Leia mais

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira

Ano B. Livro de Partituras. Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade. Diocese de Oliveira Ano B Livro de Partituras Missas da Quaresma Missas de Páscoa Missa de Pentecostes Missa da Santíssima Trindade Diocese de Oliveira SUMÁRIO MISSAS DA QUARESMA ENTRADA - Hino Da Campanha Da Fraternidade

Leia mais

1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA

1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA 1. GESTOS, POSIÇÕES E MOVIMENTOS NA LITURGIA A posição do corpo, que todos os participantes devem observar, é sinal da comunidade e da unidade da assembleia, pois exprime e estimula os pensamentos e sentimentos

Leia mais

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A

LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A LITURGIA DOMINICAL VII DOMINGO TEMPO COMUM ANO A Orações próprias do VII Domingo do Tempo comum (Missal Romano, p. 401); Prefácio dos Domingos do Tempo Comum VIII (Missal Romano, p. 483); Oração Eucarística

Leia mais

Roteiro da celebração. As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração

Roteiro da celebração. As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração Roteiro da celebração D: Dirigente L: Leitor T: Todos I. Prelúdio/ Preparação As velas serão acesas quando a celebração começar. Acolhida e introdução ao tema da Semana de Oração Um apresentador dá as

Leia mais

"Sucedeu que, estando Ele algures a orar, disse- Lhe, quando acabou, um dos Seus discípulos: "Senhor, ensina-nos a orar como João também ensinou os

Sucedeu que, estando Ele algures a orar, disse- Lhe, quando acabou, um dos Seus discípulos: Senhor, ensina-nos a orar como João também ensinou os "Sucedeu que, estando Ele algures a orar, disse- Lhe, quando acabou, um dos Seus discípulos: "Senhor, ensina-nos a orar como João também ensinou os seus discípulos". Disse-lhe Jesus "Quando orardes, dizei:

Leia mais

7.1 A SANTA MISSA Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros

7.1 A SANTA MISSA Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 7.1 A SANTA MISSA Autoria de Luiz Tadeu Dias de Medeiros 7.1.1 ORIGEM ETIMOLÓGICA A palavra missa, segundo o Dicionário Aurélio, vem do Latim tardio missa, que é forma substantivada do Latim mittere, ou

Leia mais