A Segurança na COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A Segurança na COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA DEFESA ESTADO-MAIOR CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS CODE-1 A Segurança na COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014

2 MINISTÉRIO DA DEFESA ESTADO-MAIOR CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS CODE-2 OBJETIVO: APRESENTAR O MECANISMO DE SEGURANÇA DA COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014.

3 MINISTÉRIO DA DEFESA ESTADO-MAIOR CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS 1. INTRODUÇÃO 2. ÁREAS FUNCIONAIS 3. ESTRUTURA DE SEGURANÇA E DEFESA 3.1. EIXOS DE ATUAÇÃO DA SEGURANÇA (MATRIZ DA SEGURANÇA) 3.2. GOVERNANÇA 3.3. ESTRUTURA DE DEFESA 4. COORDENAÇÃO DAS ÁREAS 4.1. SEGURANÇA PÚBLICA 4.2. DEFESA 4.3. INVESTIMENTO EM SEGURANÇA 5. OPERAÇÕES DE SEGURANÇA NA FINAL DA COPA DO MUNDO 6. EXPOSIÇÃO NA MÍDIA 7. CONCLUSÃO CODE-3

4 1. INTRODUÇÃO CODE Fase de Execução Fase de Execução MJ MD GSI/ABIN Planejamento Estratégico de Segurança Pública e de Defesa para a COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014 Fase de Planejamento (FEV 2013) Fase de Planejamento

5 2. ÁREAS FUNCIONAIS CODE-5 Grupo 1 Telecomunicações Grupo 2 Segurança Grupo 3 Energia Transporte e mobilidade Grupo 4 Saúde Grupo 5 2. Aeroportos ÁREAS FUNCIONAIS Acomodalções e Receptivos turísticos Vigilância Sanitária Meio-ambiente Cultura Comunicação Grupo 6 Voluntariado

6 3.1. GOVERNANÇA CODE-6 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA GSI / ABIN Coordenação de Inteligência MINISTÉRIO DA DEFESA EMCFA (MD) CASA CIVIL (Presidência) Coordenação Nacional SESGE (MJ) MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 3. ESTRUTURA DE SEGURANÇA E DEFESA COL FIFA Coordenação Local ABIN Regional COORDENADOR DE DEFESA DE ÁREA COMISSÃO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA CIVIL Seg Local COL FIFA

7 3.1. GOVERNANÇA CODE-7 PRESIDENTA DA REPÚBLICA Regional Comitê Executivo de Segurança Integrada Regional (CESIR) Decisores: (Triunvirato) Ministro da DEFESA CDA / MD CASA CIVIL (Presidência) Secretário Estadual de Segurança Pública (Coordenação) Ministro da JUSTIÇA Nacional Comitê Executivo de Seguranca Integrada (CESI) Decisores: Assessoramento: EMCFA/MD MRE SG/PR CASA CIVIL (Coordenação) Convidado COL FIFA SESGE/MJ Outros SESGE / SR Regional / PF Ministro Ch GSI PR Assessoramento ABIN/GSI Assessor Permanente As ações de Segurança Privada foram coordenadas pelo COL FIFA e integradas com o planejamento do CESI e dos 15 CESIR. Assessoramento: Órgãos Municipais MRE SG/PR FIFA Local Convidado Outros SE/ABIN Assessor Permanente

8 3.2. EIXOS DE ATUAÇÃO DA SEGURANÇA CODE-8 Segurança Pública Defesa Estádios Locais de Exibição Pública Rede Hoteleira Centros de Treinamento Fronteiras Portos Fan Fests Aeroportos Defesa Estruturas Estratégicas Cooperação nas Fronteiras Defesa QBRN Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo Defesa Marítima e Fluvial Fiscalização de Explosivos Segurança e Defesa Cibernética Emprego Helicópteros Pontos Turísticos Estradas Delegações Prevenção e Combate ao Terrorismo Força de Contingência INTELIGÊNCIA ( ABIN ) SEGURANÇA PRIVADA ( COL/FIFA )

9 CODE ESTRUTURA DE DEFESA 4 COMANDOS CENTRALIZADOS 12 COORDENAÇÕES DE DEFESA DE ÁREA (CDA) PREVENÇÃO E COMBATE AO TERRORISMO E DQBRN SEGURANÇA E DEFESA CIBERNÉTICA FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS DEFESA AEROESPACIAL E CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO

10 4. COORDENAÇÃO DAS ÁREAS CODE COORDENAÇÃO DAS ÁREAS

11 CICCR Manaus-AM CICCR Fortaleza-CE CICCR Rio de Janeiro-RJ CICCR Porto Alegre-RS CODE SEGURANÇA PÚBLICA CICCR São Paulo-SP CICCR Curitiba-PR Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) CICCR Recife-PE CICCR Brasília-DF 12 Estados = Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR) CICCR Natal-RN CICCR Belo Horizonte- MG CICCR Cuiabá-MT CICCR Salvador-BA

12 CODE-12 CDA Fortaleza-CE CDA Rio de Janeiro-RJ CTS Vitória-ES CDA Manaus-AM CDA Porto Alegre-RS CDA Curitiba-PR 4.2. DEFESA CDA Recife-PE CDA Centro de São Paulo-SP Operações 12 Estados = Cidade-sede Conjuntas/ + Centro de Treinamento de Seleções-CTS EMCFA-MD (Coordenadores de Defesa de Área CDA) CDA Brasília-DF 3 Estados = CTS CTS Maceio-AL CDA Natal-RN CDA Belo Horizonte- MG CDA Cuiabá-MT CDA Salvador-BA CTS Aracajú-SE

13 - INTERAÇÃO (DEFESA/SEGURANÇA PÚBLICA) - CODE-13 PREVENÇÃO E COMBATE AO TERRORISMO E DQBRN SEGURANÇA E DEFESA CIBERNÉTICA FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS DEFESA AEROESPACIAL E CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO COMANDOS CENTRALIZADOS Centro de Operações Conjuntas/ EMCFA-MD Centro Integrado de Comando e Controle Nacional (CICCN) 12 CICCR 12 CDA

14 CODE-14 - EMPREGO DAS FORÇAS ARMADAS - Defesa Defesa Estruturas Estratégicas Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo 1. EMPREGO GERAL (Matriz de Segurança): - eixos de defesa na matriz de segurança da Copa em articulação e cooperação com OSP. Cooperação nas Fronteiras Defesa QBRN Defesa Marítima Fluvial Fiscalização de Explosivos e Segurança e Defesa Cibernética Emprego Helicópteros 2. EMPREGO EMERGENCIAL / EPISÓDICO: - ação delimitada e temporária, com assunção do controle operacional dos OSP, em resposta a uma contingência específica. Combate ao Terrorismo Força de Contingência Amparo Legal: Decreto Federal Nr 3897/2001 (GARANTIA DA LEI E DA ORDEM GLO)

15 - COMANDO E CONTROLE / DEFESA - CODE-15 Sistemas implantados de C 2 : Sistema de Comunicações por Satélite Rede Operacional de Defesa Correio Eletrônico Operacional Sistema de Videoconferência Sistema de Rádio Digital Troncalizado Sistema Pacificador (incidentes) - AÇÕES DE DEFESA - - O Lig designados para: COL FIFA, VOC, CICCR e CIR

16 - COOPERAÇÃO NAS FRONTEIRAS - CODE-16 (realizada em MAIO/14)

17 - DEFESA AEROESPACIAL E CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO - TIPO DE MISSÃO AERONAVES TOTAL HORAS DE VOO Defesa Aérea A-29 (Super Tucano) F-5M (Tiger II) 965 h MN CY BR SP CT BH RJ FZ SV NT RF Controle e Alarme em Voo Reconhecimento Aéreo Tranporte Aéreo Logístico E-99 (Radar Aéreo) 352 RQ-450 (VANT) RQ-900 (VANT) R-35 (Learjet) C-130H (Hércules) C-99C (Transporte) C-105 (Amazonas) C-95 (Bandeirante) C-97 (Brasília) C-98 (Caravan) 85 Aeronaves (Asa Fixa) 93 h 998 h PA Reabastecimento em voo KC-130H (Hércules) 72 h Total = horas de voo 10/02/2014 Maj Brig BAPTISTA JUNIOR 17

18 CODE-18 - Controle do Espaço Aéreo (Dia de Jogo) - Início do JOGO 1 h antes 3 ou 4 h depois RESTRIÇÃO AÉREA Vermelha /4NM: PROIBIDO Amarela /7NM: Restrito Branca /40NM: Reservado

19 CODE-19 - VISUALIZAÇÃO DA OCUPAÇÃO DOS PÁTIOS DOS AEROPORTOS - - Aeroporto Internacional Tancredo Neves - Confins (BHZ) - Data: 08/07/ Jogo 61 (SEMI-FINAL) Brasil x Alemanha

20 CODE-20 - VISUALIZAÇÃO DA OCUPAÇÃO DOS PÁTIOS DOS AEROPORTOS - - Aeroporto Internacional Tom Jobim Galeão (GIG) - Data: 13/07/ Jogo 64 (FINAL) Alemanha x Argentina

21 - SEGURANÇA E DEFESA CIBERNÉTICA - CODE-21 - Foi realizada a proteção dos ativos de segurança da informação BRASILIA - 01 Destacamento de Def Cibernética Central - Participação: MB, EB, AER, DPF, ABIN, etc CIDADES SEDE - 12 Destacamentos Remotos.

22 - FISCALIZAÇÃO DE EXPLOSIVOS - ORGANIZAÇÕES MILITARES 290 PESSOAL EMPREGADO EXCLUSIVAMENTE 900 MATERIAL APREENDIDO: - Explosivo = 254 Unid - Detonadores = Unid - Fogos Artíficios = kg - Alto Explosivo = 14 kg ÁREA ABRANGIDA TODO O BRASIL

23 CODE-23 - PREVENÇÃO E COMBATE AO TERRORISMO E DQBNR - INCIDENTES - Prevenção e Monitoramento - Repressão e Pronta-Resposta - Medidas de vistorias nos locais de interesse (varreduras) Aparição de Drones Rio de Janeiro Salvador Brasília Cuiabá

24 CODE-24 - DEFESA DE ESTRUTURAS ESTRATÉGICAS - - Foram realizadas: - a defesa das infraestruturas críticas de serviços essenciais ao evento, particularmente nos estádios; e - a constante avaliação de risco e monitoramento.

25 - DEFESA DE ÁREA MARÍTIMA E FLUVIAL - CODE-25 - Foi realizada a proteção das áreas marítimas, lacustres e fluviais no entorno das cidades sede e CTS (patrulhas e inspeções navais).

26 CODE-26 - DEFESA DE ÁREA MARÍTIMA E FLUVIAL - Meios empregados - 4 Fragatas - 1 Corveta - 1 Navios de Desembarque de Carros de Combate - 10 Navios Patrulha - 3 Navios Patrulha Oceânicos - 3 Rebocadores de Alto Mar - 4 Navios Patrulha Fluvial Embarcações de Pequeno Porte

27 - RECEPTIVO E SEGURANÇA EM AEROPORTOS E BASES AÉREAS - CODE-27 RECEPTIVO INTERNACIONAL DOMÉSTICO Dignatários Delegações de Futebol Total Observações: Não houve incidente nos Aeroportos e Bases Aéreas.

28 - FORÇA DE CONTINGÊNCIA - CODE-28 - Pronta-resposta para situações emergenciais e episódicas em cooperação com a segurança pública e defesa civil. - Efetivo das Forças Armadas em cada cidade-sede. - Reserva estratégica (nacional).

29 - FORÇA DE CONTIGÊNCIA - COORDENAÇÃO GERAL DE SEGURANÇA (JOGOS) CODE-29 Força de Contingência Segurança Pública Segurança Privada

30 - QUADRO DE EFETIVO DAS FORÇAS ARMADAS EMPREGADO POR AÇÕES DE DEFESA - CODE-30 Comandos Centralizados AÇÃO EMPREGADO TOTAL Defesa Aeroespacial e Controle do Espaço Aéreo Defesa Cibernética 200 Fiscalização de Explosivos 900 Combate ao Terrorismo Defesa QBRN 398 Defesa de Estruturas Estratégicas Defesa Marítima e Fluvial Emprego de Helicópteros 747 Forças de Contingência Cooperação nas Fronteiras Rotas Protocolares Comando e Controle Escoltas (Batedores) 469 Proteção em Hotéis e Centros de Treinamento Reserva Estratégica (Brigada Paraquedista) TOTAL

31 4.3. INVESTIMENTO EM SEGURANÇA CODE-31 Segurança Pública Defesa Orçamento Total Em R$ Milhões

32 5. OPERAÇÃO FINAL DA COPA DO MUNDO CODE-32 Data: 13JUL2014 Jogo: Alemanha x Argentina 5. OPERAÇÃO FINAL DA COPA DO MUNDO Estádio: Maracanã Cidade: Rio de Janeiro

33 Op São Francisco(Maré) FNC 1º BPE 9ª Bda Inf Mtz Bda Inf Pqdt 13 3

34 Bda Inf Pqdt 14

35 FNC Bda Inf Pqdt 9ª Bda Inf Mtz PALÁCIO GUANABARA

36 Segurança Pública 1º BPE ª Bda Inf Mtz

37 - REFORÇO DE EFETIVO - CODE-37 OM EFETIVO BDA INF PQDT º BG/2º RCG/1ºBPE 800 Av Ex 30 TOTAL 2530

38 - REFORÇO DE EFETIVO - EQUIPE DE BATEDORES CODE-38 Existentes Reforço Disponibilidade EB MB FAB 1-1 PRF PM FNSP Total

39 6. EXPOSIÇÃO NA MÍDIA (SEGURANÇA & DEFESA) CODE-39 ANTES DA COPA: Entre março e maio, veículos de alcance nacional publicaram 2,3 mil conteúdos informativos (jornais, internet, TV e rádio) DURANTE A COPA: De 1º de junho a 15 de julho, o volume ampliou para 5,8 mil notícias. (Desse total, 902 notícias estavam relacionadas diretamente à Defesa) 6. EXPOSIÇÃO NA MÍDIA (SEGURANÇA & DEFESA)

40 7. CONCLUSÃO Um dos grandes vencedores da Copa do Mundo FIFA BRASIL 2014 foi o nosso TIME, o dos profissionais que tudo fizeram para bem cumprir a missão atribuída com a peculiar eficiência dos homens das armas, atingindo os resultados que superaram todas as expectativas, inclusive as dos mais otimistas.

41

As ações de Defesa na Copa do Mundo 2014

As ações de Defesa na Copa do Mundo 2014 COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA MINISTÉRIO DA DEFESA GABINETE DE SEGURANÇA INSTITUCIONAL As ações de Defesa na Copa do Mundo 2014 OBJETIVO: Apresentar as Ações de Defesa na Matriz

Leia mais

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 23 A 28 JULHO

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 23 A 28 JULHO JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 23 A 28 JULHO COLÔNIA Alemanha 2005 Madrid 2011 1.400.000 pessoas Rio 2013 2.000.000 pessoas MISSÃO DO CDA Coordenar e executar: - as ações de defesa relativas à Jornada Mundial

Leia mais

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO

MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014. Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO MANUAL DE PLANEJAMENTO DO SETOR DE AVIAÇÃO CIVIL COPA DO MUNDO 2014 Comitê Técnico de Operações Especiais CONAERO ORGANIZAÇÃO DO SETOR CONAERO Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias -Decisões

Leia mais

PLANEJAMENTO OPERACIONAL COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014

PLANEJAMENTO OPERACIONAL COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 PLANEJAMENTO OPERACIONAL COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 ESTRUTURA ORGANIZACIONAL DO SISTEMA INTEGRADO DE COMANDO E CONTROLE - SICC CICC Nacional (Brasília-DF) Backup (Rio de Janeiro-RJ) Centro de Inteligência

Leia mais

O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo

O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo O TCU E A COPA 2014 Ministro-Relator: Valmir Campelo Adalberto Santos de Vasconcelos Coordenador-Geral da Área de Infraestrutura e da Região Sudeste Rafael Jardim Assessor do Ministro Valmir Campelo Brasília

Leia mais

A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NA GARANTIA DA LEI E DA ORDEM

A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NA GARANTIA DA LEI E DA ORDEM UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA (UNAMA) VIII CURSO DE EXTENSÃO EM DEFESA NACIONAL A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NA GARANTIA DA LEI E DA ORDEM SUMÁRIO 1 - INTRODUÇÃO 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS 3 AS OPERAÇÕES DE GLO

Leia mais

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL COMANDANTE DO EXÉRCITO ÓRGÃOS DE ASSESSORAMENTO DO COMANDANTE Gabinete do Comandante do Exército Secretaria-Geral do Exército Centro de Inteligência do Exército Centro de Comunicação Social do Exército

Leia mais

Rio de Janeiro - BH / MG Gol Tarifa W Adulto R$ 226,00 Sab, 30 Ago 08 Vôo 1746 18:30 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) 19:30 Chegada BHZ-Confins-MG (CNF

Rio de Janeiro - BH / MG Gol Tarifa W Adulto R$ 226,00 Sab, 30 Ago 08 Vôo 1746 18:30 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) 19:30 Chegada BHZ-Confins-MG (CNF LEVANENTO PASSAGENS AÉREAS DO RIO DE JANEIRO PARA AS DEMAIS CAPITAIS (EM 2 DE JUNHO DE 2008) Rio de Janeiro - Aracaju / Sergipe Tarifa M Adulto R$ 620, Vôo 1714 19:00 Partida RIO-Galeão-RJ (GIG) Escala

Leia mais

CDCIBER: perspectivas em face da espionagem eletrônica

CDCIBER: perspectivas em face da espionagem eletrônica CENTRO DE DEFESA CIBERNÉTICA CDCIBER: perspectivas em face da espionagem eletrônica VIII Curso de Extensão em Defesa Nacional UNAMA Belém/PA 7 a 11 abril 2014 CENTRO DE DEFESA CIBERNÉTICA Setores de importância

Leia mais

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO

AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS RESULTADOS DO 10º BALANÇO AEROPORTOS Manaus Ampliação TPS Rio Branco Reforma e Ampliação TPS e Recuperação de Pista e Pátio Macapá Novo TPS 1ª fase Macapá Ampliação Pátio São Luís Reforma e

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA PARA A COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014. Fevereiro de 2013. O Brasil inteiro jogando junto.

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA PARA A COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014. Fevereiro de 2013. O Brasil inteiro jogando junto. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DE DEFESA PARA A COPA DO MUNDO FIFA BRASIL 2014 Fevereiro de 2013 O Brasil inteiro jogando junto. 1 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Presidenta Dilma Vana

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO EMPREGO DAS FORÇAS ARMADAS NA SEGURANÇA INTEGRADA AMPARO LEGAL Art 142/CF 88....destinam-se à defesa da Pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa

Leia mais

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal

Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal BRA-MEB001-091126-1 Copa do Mundo no Brasil: oportunidades, desafios e atuação do Governo Federal Brasília, 26 novembro de 2009 BRA-MEB001-091126-2 Conteúdo do documento O que é a Copa do Mundo Atuação

Leia mais

AÇÕES DA SAÚDE PARA A COPA 2014

AÇÕES DA SAÚDE PARA A COPA 2014 AÇÕES DA SAÚDE PARA A COPA 2014 Paulo T. M. Abrahão Coord. FN-SUS BSB, 26-03-2014 PREMISSAS O participante tem como objetivo o entretenimento, torcida, interação e diversão Falhas serão ampliadas para

Leia mais

Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras

Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras 1. INTRODUÇÃO 2. PLANO ESTRATÉGICO DE FRONTEIRAS 3. O SISFRON a. ESTUDO DE VIABILIDADE b. ASPECTOS TÉCNICOS c. SUBSISTEMAS d. O PROJETO PILOTO 4. CONCLUSÃO

Leia mais

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL Escritório de Gerenciamento de Grandes Eventos - EGGE

POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL Escritório de Gerenciamento de Grandes Eventos - EGGE POLÍCIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL Escritório de Gerenciamento de Grandes Eventos - EGGE Planejamento Operacional BRASIL X JAPÃO Copa das Confederações 2013 Jogo de abertura 15/06 16h00 Fases da Operação

Leia mais

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011

Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República 10 de novembro de 2011 Secretaria de Aviação Civil INFRAERO ANAC Ministério da Defesa DECEA PANORAMA Passageiros- quilômetros transportados no Brasil,

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Planejamento de Defesa para a Segurança dos Grandes Eventos

Planejamento de Defesa para a Segurança dos Grandes Eventos Audiência Pública P Conjunta CRE/CCJ Planejamento de Defesa para a Segurança dos Grandes Eventos Ministério da Defesa 06 JUN 13 Planejamento Geral - Concepção Estratégica - Governança e Integração - Eixos

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS 1. ATA DE REUNIÃO DA COESRIO Suplentes DATA DA REUNIÃO: 20/05/2015 LOCAL: PAUTA DA REUNIÃO Sala de Gerenciamento de Crise

Leia mais

A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NAS AÇÕES SUBSIDIÁRIAS

A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NAS AÇÕES SUBSIDIÁRIAS MINISTÉRIO DA DEFESA A ATUAÇÃO DAS FORÇAS ARMADAS NAS AÇÕES SUBSIDIÁRIAS Almirante-de-Esquadra Ademir Sobrinho Chefe de Operações Conjuntas do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas MINISTÉRIO DA DEFESA

Leia mais

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014

Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 Fórum de Logística Perspectivas para 2014 25/02/2014 David Barioni Neto Mar/10 a Jun/11: Presidente Executivo (CEO) da Facility Group S.A. Nov/07 a Out/09: Presidente Executivo (CEO) da TAM Linhas Aéreas

Leia mais

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário

Ministério do Esporte. Cartilha do. Voluntário Ministério do Esporte Cartilha do Voluntário O Programa O Brasil Voluntário é um programa de voluntariado coordenado pelo Governo Federal, criado para atender à Copa das Confederações da FIFA Brasil 2013

Leia mais

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa

Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH. escolha das cidades-sede. Copa Minas Gerais na Copa do Mundo de 2014 Copa em Minas já começou Pontapé inicial: Planejamento Integrado Governo de Minas e PBH 31 de maio de 2011 dois anos de escolha das cidades-sede 2014 BH/MG modelo

Leia mais

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 -

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 - Anexo A - Mobilidade Urbana Empreendimento (obra, projeto e desapropriação) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2-2 Belo Horizonte Corredor Pedro II e Obras Complementares nos

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO E ESPORTES Secretário: Tiago Lacerda Secretário-adjunto: Rogério Romero Sub-secretária de Turismo: Silvana Nascimento Subsecretário de Esportes: Adenilson de Souza Coordenador

Leia mais

Apresentação do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS)

Apresentação do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS) Copa do Mundo FIFA Brasil 2014 Apresentação do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (CIOCS) Arthur Chioro Ministro da Saúde Preparação conjunta com as cidades-sede Brasília DF Cuiabá MT Curitiba

Leia mais

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012

Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P0 Síntese do planejamento do Governo Federal para a Copa do Mundo 2014 Brasília, Setembro de 2012 Code-P1 O Brasil recebe os grandes eventos esportivos em um contexto favorável COPA OLIMPÍADAS Brasil

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS NO 1 SEMESTRE DE 2012.

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DOS TRABALHOS NO 1 SEMESTRE DE 2012. PROJETO: 13 - VOLUNTÁRIOS PARA A COPA DO MUNDO 2014. Objetivo: Acompanhar junto ao COL/FIFA (Comitê Organizador Local da FIFA) a seleção e recrutamento dos voluntários para atuarem na Copa do Mundo 2014.

Leia mais

VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS. A segurança das áreas de fronteira Brasileira. Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013

VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS. A segurança das áreas de fronteira Brasileira. Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013 SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANÇA PÚBLICA VII Curso de Extensão em Defesa Nacional / UFMS A segurança das áreas de fronteira Brasileira Campo Grande - MS, 05 a 07 de junho de 2013 Fronteira, aqui começa

Leia mais

Presentation Title Presentation Subtitle

Presentation Title Presentation Subtitle Presentation Title Presentation Subtitle SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 ASPECTOS LEGAIS 3 ASPECTOS ESTRATÉGICOS 4 SISFRON Art. 142. As Forças Armadas, constituídas pela Marinha, pelo Exército e pela Aeronáutica,

Leia mais

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS.

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS. A RECORD NEWS, assim como empresas e ONGs, defende a responsabilidade ambiental. Pensando em mostrar a importância da sustentabilidade, a emissora abre espaço em sua programação para exibição do programa

Leia mais

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016

MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 MANUAL DA AVIAÇÃO Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 Pela primeira vez, o setor de aviação está lançando todas as diretrizes operacionais com mais de 300 dias de antecedência, o que contribui decisivamente

Leia mais

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS.

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS. A RECORD NEWS, assim como empresas e ONGs, defende a responsabilidade ambiental. Pensando em mostrar a importância da sustentabilidade, a emissora abre espaço em sua programação para exibição do programa

Leia mais

O papel da Anvisa nos eventos em massa. DENISE DE OLIVEIRA RESENDE Coordenadora GT/ANVISA

O papel da Anvisa nos eventos em massa. DENISE DE OLIVEIRA RESENDE Coordenadora GT/ANVISA O papel da Anvisa nos eventos em massa DENISE DE OLIVEIRA RESENDE Coordenadora GT/ANVISA DECRETO DE 14 DE JANEIRO DE 2010 CG COPA 2014 Casa Civil ME MDIC MCid MDef MCT MinC MCom CÂMARAS TEMÁTICAS DA COPA

Leia mais

São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014

São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014 São Paulo de Braços Abertos para Copa de 2014 Promoção Turística - Comitê executivo - Proposta inicial - Estrutura Turística Fecomércio 01/10/2009 Infraestrutura Comunicação Dados Comitê Integração GT

Leia mais

Embratel como provedora de infraestrutura para Grandes Eventos

Embratel como provedora de infraestrutura para Grandes Eventos I D C C A S E S T U D Y Embratel como provedora de infraestrutura para Grandes Eventos Janeiro, 2015 João Paulo Bruder, Coordenador de Telecomunicações, IDC Brasil Patrocinado pela Embratel A eficiência

Leia mais

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009

Aeroportos Copa do Mundo 2014. 14 Dezembro 2009 Aeroportos Copa do Mundo 2014 14 Dezembro 2009 Belo Horizonte e Confins - MG 1. Aeroporto Internacional Tancredo Neves Confins 2. Aeroporto de Belo Horizonte/ Pampulha Carlos Drummond de Andrade Brasília

Leia mais

A opinião favorável de um consumidor sempre pode ser conquistada ou fortalecida!

A opinião favorável de um consumidor sempre pode ser conquistada ou fortalecida! Boas ideias, dedicação, conquistas, investimentos, inovação, qualidade e muito trabalho fazem parte da trajetória vencedora de indústrias, grandes empresas e entidades governamentais que conquistaram,

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

5º Balanço das Ações do Governo Brasileiro para a Copa 2014 Setembro de 2013

5º Balanço das Ações do Governo Brasileiro para a Copa 2014 Setembro de 2013 CODE-1 Code-P1 5º Balanço das Ações do Governo Brasileiro para a Copa 2014 Setembro de 2013 1 Avanço do 3º ciclo de Planejamento: Elaboração, integração e validação dos Planos Operacionais Code-P2 2º ciclo

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil. Ações do Governo de Minas Gerais COPA DO MUNDO FIFA 2014 Belo Horizonte Brasil Ações do Governo de Minas Gerais 27 de Outubro de 2009 Roteiro Estratégia de Execução Modernização do Mineirão Reforma dos Estádios Alternativos Mobilidade

Leia mais

Copa 2014 Desafios e Oportunidades

Copa 2014 Desafios e Oportunidades Copa 2014 Desafios e Oportunidades A Copa 2014 tem dono... A Copa é da FIFA Exigências atribuladas no caderno de encargos Com a Copa de 2010, o único continente que ainda não sediou o evento foi a Oceania

Leia mais

Concessões. Galeão e Confins

Concessões. Galeão e Confins Concessões Galeão e Confins Galeão: 17,5 milhões de passageiros 13,7 milhões m² 958 empregados Confins: 10,4 milhões de passageiros 15,1 milhões m² 344 empregados Objetivos das Concessões EXPANDIR A INFRAESTRUTURA

Leia mais

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede do Rio de Janeiro. Dezembro de 2012

Code-P0. 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede do Rio de Janeiro. Dezembro de 2012 CodeP0 4º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede do Rio de Janeiro Dezembro de 2012 CodeP1 CODE1 Rio de Janeiro: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de s Referência Nov/12, Distribuição

Leia mais

COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA

COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA COPA DO MUNDO 2014 COMITÊ GESTOR DA COPA CONCEITOS IMPORTANTES PARA COPA 2014 Cidade Sede Porto Alegre considera o local do Estádio, o município de Porto Alegre (onde se localiza o Estádio), e o Estado

Leia mais

Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região. Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012

Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região. Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012 Copa do Mundo de 2014: Impactos e legado (Região Sudeste) Prof. Dr. Gerardo Silva, UFABC, 03-12-2012 Questões gerais A Copa do Mundo do Futebol já está ai e é muito pouco o que pode ser mudado A questão

Leia mais

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012

3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Code-P0 3º Balanço das ações do Governo Brasileiro para a Copa- Abril 2012 Brasília, Maio de 2012 Code-P1 Conteúdo do documento Visão geral das ações Visão por tema 1 Code-P2 Ciclos dos preparativos do

Leia mais

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades

Apresentação. Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Apresentação Entendendo a Copa A Copa em Porto Alegre Oportunidades Impactos Econômicos Mega Eventos 2010 2013 Construção Civil Móveis Tecnologia da Informação 2013... Comércio e Serviços Turismo Produção

Leia mais

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014

Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 VI Seminário ALACPA de Pavimentos Aeroportuários e IV FAA Workshop Infraestrutura Aeroportuária Copa do Mundo 2014 28 Outubro 2009 Arq. Jonas M. Lopes INFRAERO Aeroportos - Copa do Mundo 2014 Belo Horizonte

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI COMPLEMENTAR Nº 97, DE 9 DE JUNHO DE 1999 Dispõe sobre as normas gerais para a organização, o preparo e o emprego das Forças Armadas.

Leia mais

GeoIntelligence Brasil 2014

GeoIntelligence Brasil 2014 PROJETOS ESTRATÉGICOS MARINHA DO BRASIL GeoIntelligence Brasil 2014 Diretoria-Geral do Material da Marinha Diretoria de Gestão de Programas Estratégicos da Marinha Sumário 1 2 AMAZÔNIA AZUL PROJETOS ESTRATÉGICOS

Leia mais

Departamento de Segurança da Informação e Comunicações - DSIC. Tratamento da Classificação da Informação e Credenciamento de Segurança

Departamento de Segurança da Informação e Comunicações - DSIC. Tratamento da Classificação da Informação e Credenciamento de Segurança Departamento de Segurança da Informação e Comunicações - DSIC Tratamento da Classificação da Informação e Credenciamento de Segurança Roteiro O GSIPR e o DSIC Legislação / Conceitos Tratamento da Informação

Leia mais

Plano de Ação do Governo Federal para o período de chuvas. Sul e Sudeste

Plano de Ação do Governo Federal para o período de chuvas. Sul e Sudeste Plano de Ação do Governo Federal para o período de chuvas Sul e Sudeste Plano de Ação do Governo Federal para o período de chuvas Sul e Sudeste 1. Prognóstico Climático 2. Municípios Monitorados 3. Preparação

Leia mais

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS.

Conscientização, abrace esta causa junto com a RECORD NEWS. A RECORD NEWS, assim como empresas e ONGs, defende a responsabilidade ambiental. Pensando em mostrar a importância da sustentabilidade, a emissora abre espaço em sua programação para exibição do programa

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA DOUTRINA DE OPERAÇÕES CONJUNTAS PARA A LOGÍSTICA MILITAR TERRESTRE

A INFLUÊNCIA DA DOUTRINA DE OPERAÇÕES CONJUNTAS PARA A LOGÍSTICA MILITAR TERRESTRE MINISTÉRIO DA DEFESA ESTADO-MAIOR CONJUNTO DAS FORÇAS ARMADAS CHEFIA DE OPERAÇÕES CONJUNTAS A INFLUÊNCIA DA DOUTRINA DE OPERAÇÕES CONJUNTAS PARA A LOGÍSTICA MILITAR TERRESTRE 27 Ago 2012 APRESENTAR OS

Leia mais

SUBCOMISSÃO PERMANENTE DA AMAZÔNIA E DA FAIXA DE FRONTEIRA 1º PAINEL

SUBCOMISSÃO PERMANENTE DA AMAZÔNIA E DA FAIXA DE FRONTEIRA 1º PAINEL SUBCOMISSÃO PERMANENTE DA AMAZÔNIA E DA FAIXA DE FRONTEIRA RELATÓRIO: TEMA I FRONTEIRAS E SEGURANÇA NACIONAL 1º PAINEL Realizado no dia 24 de maio de 2011, pela Subcomissão Permanente da Amazônia e da

Leia mais

TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS

TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS TRÁFICO INTERNACIONAL DE DROGAS (enfrentamento, cooperação e esforços os regionais) LUIZ PONTEL DE SOUZA Delegado de Polícia Federal Adido Policial em Portugal SUMÁRIO Situação das drogas ilícitas no Brasil

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 Por Milton Karam 06.outubro.2010 COPA FIFA 2014 CRONOLOGIA 2003 03 de junho - a Confederação Sul-Americana de Futebol CONMEBOL anuncia Argentina, Brasil e Colômbia 2006

Leia mais

Balanço Final para as Ações da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (6 Balanço)

Balanço Final para as Ações da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (6 Balanço) Code-P1 Balanço Final para as Ações da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 (6 Balanço) Dezembro/2014 Code-P2 Conteúdo 1 Introdução 2 Objetivos, 3 Visão 4 5 Conclusão 6 metodologia e premissas Geral da Copa

Leia mais

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013

BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013 BALANÇO DO SETOR METROFERROVIÁRIO 2012/2013 O setor se reúne para divulgar seus números, que refletem a importância dos trilhos para a mobilidade dos brasileiros Aumento de 8% no número de passageiros

Leia mais

Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014

Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014 Mídia Kit COPA DO MUNDO BRASIL 2014 Sua visibili vai fazer um gol placa Copa do Mundo FIFA 2014 Estimativas para a Copa no Brasil O Brasil está próximo receber um evento que ficará para a história do país,

Leia mais

Serviços de Alimentação

Serviços de Alimentação Serviços de Alimentação Objetivo Oferecer serviços de alimentação exclusivos, seguros, eficientes e confiáveis para os clientes que participarão da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 e Copa das Confederações

Leia mais

ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS

ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS ANEXO I TREINAMENTOS MINISTRADOS - ABERTOS Consultor da Escola de Administração e Negócios - ESAD, de Brasília-DF, para a condução de vários treinamentos, sobre Celebração, Execução e Prestação de Contas

Leia mais

Exército já se prepara contra guerra química na Olimpíada

Exército já se prepara contra guerra química na Olimpíada Exército já se prepara contra guerra química na Olimpíada Por Francisco Edson Alves Equipamento monitora e identifica substâncias perigosas a quilômetros, por controle remoto Preparando-se para um desafio

Leia mais

Plano de Comunicação Integrado Copa do Mundo da FIFA 2014

Plano de Comunicação Integrado Copa do Mundo da FIFA 2014 Copa do Mundo da FIFA 2014 Eixos Estratégicos Articulação Imprensa Publicidade Promoção Digital Eixos Estratégicos de Comunicação IMPRENSA NACIONAL E REGIONAL AÇÕES DESCRIÇÃO PÚBLICO ALVO RESPONSÁVEL Assessoria

Leia mais

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015

EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015 EDITAL COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 002/2015 DADOS DO CONVÊNIO: Órgão concedente: Ministério do Esporte Realização de clínicas e treinamentos específicos para a qualificação Título do projeto: e reciclagem

Leia mais

Ref.: Pedido de informação sobre o protocolo de segurança pública durante a Copa do Mundo 2014 na cidade de São Paulo

Ref.: Pedido de informação sobre o protocolo de segurança pública durante a Copa do Mundo 2014 na cidade de São Paulo São Paulo, 28 de janeiro de 2014 Ilmo. FERNANDO GRELLA VIEIRA Secretário de Estado de Segurança Pública Secretaria de Segurança Pública do Estado São Paulo Ilmo. CORONEL BENEDITO ROBERTO MEIRA Comandante

Leia mais

SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura. Brasília, 09 de Julho de 2009

SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura. Brasília, 09 de Julho de 2009 SENADO FEDERAL Comissão de Serviços de Infra-Estrutura MODERNIZAÇÃO E EXPANSÃO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA RIA Brasília, 09 de Julho de 2009 MODERNIZAÇÃO E EXPANSÃO DA INFRA-ESTRUTURA AEROPORTUÁRIA

Leia mais

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future

The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future The Role of Business Aviation in the Infrastructure Development of Brazil: A Vision for the Future Brasil O Brasil representa 5% do mercado mundial de aviação executiva e representando a 2ª maior frota

Leia mais

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios

COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL. Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO FIFA 2014 BRASIL Oportunidades e Desafios COPA DO MUNDO - OPORTUNIDADES Um evento esportivo do porte de uma Copa do Mundo é como uma grande vitrine do país no exterior e corresponde a um

Leia mais

COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011

COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011 COPA 2014 AEROPORTOS Atualização: 14/06/2011 AEROPORTOS DA COPA 13 Aeroportos 31 Intervenções R$ 5,79 bilhões Manaus TPS Fortaleza TPS São Gonçalo do Amarante Pista Recife Torre Cuiabá TPS Brasília TPS

Leia mais

RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO

RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO 2013 RELATÓRIO GERAL DOS INDICADORES DE DESEMPENHO OPERACIONAL EM AEROPORTOS JULHO-SETEMBRO ENTIDADES ENVOLVIDAS NA EXECUÇÃO DA PESQUISA COORDENAÇÃO DA PESQUISA INTEGRANTES DO COMITÊ DE DESEMPENHO OPERACIONAL

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

A POLÍCIA MILITAR E A PROTEÇÃO DE AUTORIDADES DURANTE A COPA DO MUNDO. Fábio Sérgio do Amaral 1 e Valmor Saraiva Racorti 2. Ementa

A POLÍCIA MILITAR E A PROTEÇÃO DE AUTORIDADES DURANTE A COPA DO MUNDO. Fábio Sérgio do Amaral 1 e Valmor Saraiva Racorti 2. Ementa A POLÍCIA MILITAR E A PROTEÇÃO DE AUTORIDADES DURANTE A COPA DO MUNDO Fábio Sérgio do Amaral 1 e Valmor Saraiva Racorti 2 Ementa Copa das Confederações e Copa do Mundo FIFA 2014. Segurança pública. Análise

Leia mais

ROTEIRO. Apresentação de propriedade da ABIMDE (Associação das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança) 2

ROTEIRO. Apresentação de propriedade da ABIMDE (Associação das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança) 2 A INDÚSTRIA DE DEFESA E SEGURANÇA NO BRASIL 2013 ROTEIRO ABIMDE e a Base Industrial de Defesa Cenário Nacional Transferência de Tecnologia Protecionismo e Comércio Internacional Defesa e Desenvolvimento

Leia mais

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República

O que o Brasil já ganhou com a Copa. Secretaria-Geral da Presidência da República O que o Brasil já ganhou com a Copa COPA DO MUNDO NO BRASIL um momento histórico e de oportunidades A Copa do Mundo é um momento histórico para o Brasil, que vai sediar, em conjunto com as Olimpíadas em

Leia mais

PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS CUIDANDO DA NOSSA GENTE

PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS CUIDANDO DA NOSSA GENTE PROTEGENDO NOSSAS RIQUEZAS CUIDANDO DA NOSSA GENTE DIRETORIA DE GESTÃO DE PROGRAMAS ESTRATÉGICOS DA MARINHA 1 MARINHA DO BRASIL AMAZÔNIA AZUL PROJETOS ESTRATÉGICOS BENEFÍCIOS PARA A SOCIEDADE 2 BRASILEIRA

Leia mais

Responsabilidade (R$ milhões) Contratado

Responsabilidade (R$ milhões) Contratado SELEÇÃO DE OBRAS DA COPA DE ACORDO COM O PORTAL DA TRASPARÊNCIA DA COPA DA CGU - ACESSO EM 27/09/2011 Belo Horizonte > Aeroportos e Portos > Aeroporto Tancredo Neves - Confins: Reforma e Ampliação da Pista

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO AGENDA ESTRATÉGIA PERSPECTIVAS ECONÔMICAS MATRIZ DE RESPONSABILIDADES PORTO AEROPORTO ARENA MONOTRILHO MATRIZ ENERGÉTICA COMUNICAÇÃO MANAUS CIDADE-SEDE ESTRATÉGIA Concepção Planejamento Manaus x Belém

Leia mais

A ATUAÇÃO DA AUTORIDADE MARÍTIMA NOS CASOS DE POLUIÇÃO HÍDRICA

A ATUAÇÃO DA AUTORIDADE MARÍTIMA NOS CASOS DE POLUIÇÃO HÍDRICA MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS A ATUAÇÃO DA AUTORIDADE MARÍTIMA NOS CASOS DE POLUIÇÃO HÍDRICA Rodolfo Henrique de Saboia Superintendente de Meio Ambiente ROTEIRO ATRIBUIÇÕES LEGAIS DA MARINHA

Leia mais

INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES CURSO DE ESTADO-MAIOR CONJUNTO 2014/2015

INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES CURSO DE ESTADO-MAIOR CONJUNTO 2014/2015 INSTITUTO DE ESTUDOS SUPERIORES MILITARES CURSO DE ESTADO-MAIOR CONJUNTO /2015 TII OPERAÇÕES INTERAGÊNCIAS: A ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO DA DEFESA BRASILEIRO NA COPA DO MUNDO FIFA BRASIL O TEXTO CORRESPONDE

Leia mais

Guia Prático de Consulta sobre as alterações do Espaço Aéreo para a Copa das Confederações 2013

Guia Prático de Consulta sobre as alterações do Espaço Aéreo para a Copa das Confederações 2013 Guia Prático de Consulta sobre as alterações do Espaço Aéreo para a Copa das Confederações 2013 2 Este guia tem apenas a função de ilustrar e apresentar, resumidamente, as implicações e restrições operacionais

Leia mais

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária

Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Regulação da Infraestrutura Aeroportuária Walter Américo da Costa Souza Superintendente de Desenvolvimento Aeroportuário INFRAERO Sistema de Aviação Civil Indústria Aeronáutica Transporte Aéreo Aeroportos

Leia mais

A AMAZÔNIA NA INTEGRAÇÃO SUL-AMERICANA Convergências e Divergências

A AMAZÔNIA NA INTEGRAÇÃO SUL-AMERICANA Convergências e Divergências A AMAZÔNIA NA INTEGRAÇÃO SUL-AMERICANA Convergências e Divergências Principais Biomas Sul-Americanos Amazônia: mais de 40% da América do Sul Vegetação da Grandeá Regiões Amazônicas dos países sul-americanos

Leia mais

S I S F R O N SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO DE FRONTEIRAS C R E D N / C D. 06 Mai 14 SENSORES

S I S F R O N SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO DE FRONTEIRAS C R E D N / C D. 06 Mai 14 SENSORES S I S F R O N C R E D N / C D 06 Mai 14 SENSORES SISTEMA INTEGRADO DE MONITORAMENTO DE FRONTEIRAS O SISFRON é um sistema de sensoriamento, apoio à decisão e apoio à atuação integrada, para fortalecer a

Leia mais

Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti. Military Component

Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti. Military Component SUMÁRIO 1. OPERAÇÕES DE PAZ 2. MINUSTAH 3. OPERAÇÕES DE GARANTIA DA LEI E DA ORDEM 4. CONSIDERAÇÕES FINAIS PARTICIPAÇÃO EM MISSÕES DE PAZ UNEF-I Oriente Médio 47 Mis Paz Mais de 32.000 militares brasileiros

Leia mais

ACT 2013 Capítulo VII: SMS

ACT 2013 Capítulo VII: SMS ACT 2013 Capítulo VII: SMS Avanços em relação ao ACT 2011: Destaques 25 e 26/09/2013 1 Exames Periódicos (ACT 2011 Cláusula 107ª) Garantir o direito a todos os Empregados, após a conclusão dos exames ocupacionais,

Leia mais

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO NAS OPERAÇÕES DE ADESTRAMENTO CONJUNTO

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO NAS OPERAÇÕES DE ADESTRAMENTO CONJUNTO SISTEMAS DE GERENCIAMENTO LOGÍSTICO NAS OPERAÇÕES DE ADESTRAMENTO CONJUNTO OBJETIVOS - Conhecer as peculiaridades do SISMC², que devem condicionar o desenvolvimento do futuro Sistema Logístico de Defesa;

Leia mais

BORRACHARIAS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

BORRACHARIAS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SERVIÇOS BOLETIM BORRACHARIAS COMO OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO O grande número de turistas e a distância entre as cidades-sede contribuirão para o aumento na importância do transporte, terrestre e aéreo, em

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS REUNIÃO DA COESRIO

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA SECRETARIA EXTRAORDINÁRIA DE SEGURANÇA PARA GRANDES EVENTOS REUNIÃO DA COESRIO REUNIÃO DA COESRIO 1. ATA DA REUNIÃO Nº 16 2 1. Titulares 2. Suplentes Data: 16/09/2015 Local: Sala de Gerenciamento de Crise do Centro Integrado de Comando e Controle CICC/RJ 3º andar 2. SIGLAS: GC: Grupo

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Brasília, outubro de 2012 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

MICHELE MARIA SAGIN DA SILVA michelemsagin@gmail.com

MICHELE MARIA SAGIN DA SILVA michelemsagin@gmail.com CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DO CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO ÁREA ADMINISTRATIVA ESPECIALIDADE SEGURANÇA TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 4ª REGIÃO RS EDITAL Nº 1/2011 MICHELE MARIA SAGIN DA SILVA michelemsagin@gmail.com

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2014 FENTEC Federação Nacional dos Técnicos Industriais, CNPJ n. 58.162.082/0001-50, neste ato representado por seu Presidente, Sr. WILSON WANDERLEI VIERIA e por sua Procuradora,

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA. Apronto Operacional Copa das Confederações FIFA Brasil 2013

COMANDO DA AERONÁUTICA. Apronto Operacional Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 Apronto Operacional Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 OBJETIVO Padronizar os procedimentos das aeronaves envolvidas nas atividades aéreas relativas ao Controle do Espaço Aéreo na TMA-RJ, por ocasião

Leia mais

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa

Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014. O que o Brasil já ganhou com a Copa Diálogos Governo -Sociedade Civil COPA 2014 O que o Brasil já ganhou com a Copa 2 O que o Brasil já ganhou com a Copa Investimentos A Copa do Mundo é um grande investimento para todos brasileiros Os únicos

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 1. Belo Horizonte Copa do Mundo FIFA 2014 CODE-2 Belo Horizonte Belo Horizonte Quantitativo de Empreendimentos e Investimentos por Tema Nº de Empreendimentos Investimento Total (R$ mi) Estádio Mobilidade

Leia mais

IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011. Belo Horizonte - Brasil

IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011. Belo Horizonte - Brasil IV Congresso Latino Americano de Opinião Pública WAPOR 2011 Belo Horizonte - Brasil Os brasileiros e a Copa de 2014: Movimentos de opinião pública e de mercado 2 Introdução Metodologia Além do levantamento

Leia mais

A MODERNIZAÇÃO DO COMANDO E CONTROLE DA AAAe

A MODERNIZAÇÃO DO COMANDO E CONTROLE DA AAAe A MODERNIZAÇÃO DO COMANDO E CONTROLE DA AAAe Cap João André França da Silva 1 RESUMO O presente trabalho visa apresentar alguns aspectos relacionados a modernização da artilharia antiaérea. Esta modernização

Leia mais