CADERNO TÉCNICO: ATENDIMENTO AO CIDADÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CADERNO TÉCNICO: ATENDIMENTO AO CIDADÃO"

Transcrição

1 CADERNO TÉCNICO: ATENDIMENTO AO CIDADÃO SUMÁRIO DIRETRIZES GERAIS ATENDIMENTO PRESENCIAL CONTACT CENTER Do portal web 1

2 DIRETRIZES GERAIS Deverá ser fornecido o serviço de atendimento ao cidadão, nas formas presenciais e Contact Center; O serviço de atendimento a cidadão deverá se preocupar com a imagem do órgãopúblico a que representa; O serviço de atendimento a cidadão deverá se preocupar com a divulgação de informações sobre os serviços prestados; Deverão ser desenvolvidos manuais técnicos de normas e procedimentos padrões para o atendimento às situações comuns e às situações atípicas dos cidadãos; As informações a serem disponibilizadas ao cidadão deverão ser constantemente atualizadas e revistas; A revisão da informação consiste na padronização, clareza, facilidade no acesso da informação ao cidadão, inclusive das situações consideradas exceção, devendo sempre ser observadas a legislação e as regulamentações vigentes; A sistemática de atendimento deverá também se adequar a legislação específica que por ventura vier a ser publicada; A sistemática de atendimento deverá prever economia de tempo e de custo para o cidadão e a maximização do potencial de cada funcionário; Deverão ser disponibilizados nos meios eletrônicos canais para o atendimento em língua estrangeira (Inglês e Espanhol); Deverão ser disponibilizados funcionários capacitados para as atividades relacionadas ao atendimento ao cidadão; 2

3 Todos os funcionários deverão estar uniformizados e portando crachá de identificação. O uniforme e crachás deverão ser padronizados utilizando-se as cores do DETRAN-SP; Deverão ser utilizados preferencialmente os recursos humanos com experiência em serviços de atendimento, utilizando profissionais com perfil profissional adequado que tenham vocação para atendimento; Deverá ser implantado plano de capacitação e desenvolvimento profissional; O plano de capacitação e desenvolvimento profissional deverá prever curso de capacitação continuada, contando com a participação de todos os funcionários; Deverá ser dispostomecanismos para a comunidade de prática e gestão do conhecimento de modo que a experiência de cada funcionário possa agregar valor ao trabalho; Deverão ser disponibilizadas estruturas de acessibilidade em todos os tipos de canais de atendimento; Deverá ser comprovada a utilização de pelo menos 20% de pessoas com algum tipo de deficiência, desde que não seja limitante ao desempenho de atividades correlatas aos serviços prestados; Deverá ser disponibilizados recursos e canais para que a população se manifeste sobre a qualidade do atendimento recebido e tenha acesso às respostas em face dessas manifestações; A gestão do atendimento deverá utilizar recursos avançados para aferição da qualidade por meio de indicadores; Deverá ser realizada semestralmente auditoria pelo Estado de forma a certificar a qualidade no atendimento ao cidadão e validar a capacitação continuada dos funcionários; 3

4 ATENDIMENTO PRESENCIAL O atendimento presencial será realizado nos pátios; Funcionários capacitados deverão estar sempre à disposição para orientação durante todo o expediente de funcionamento e atendimento do pátio; Deverá ser implantado um sistema de gerenciamento de filas e pesquisa de satisfação do usuário; Relatório de pesquisa de satisfação deverá ser disponibilizadodiariamente para o DETRAN-SP; A fraude nos relatórios de pesquisa de satisfação ensejará em responsabilidade administrativa do responsável pela unidade de atendimento fora outras responsabilidades que a lei permitir;; Deverá ser disponibilizado meio para que o cidadão possa fazer sugestões e criticas; Todas as sugestões e criticas deverão ser analisadas e utilizadas para melhorar o atendimento e a prestação do serviço; A sistemática de atendimento nos pátios seguirá rigorosamente a ordem de chegada, salvaguardando o atendimento aos preferenciais de acordo com a legislação vigente; A solução denominada Sistema de gerenciamento de filas e satisfação do usuário, deverá gerar e controlar uma senha para cada cidadão que demandar os serviços, utilizar conceitos de intranet em suas funcionalidades, além de adotar plataforma de software livre. A solução deverá contemplar as seguintes características: Configuração e utilização de todas as modalidades de atendimento, in-locoou remoto, em uma ou mais unidades, independente do volume diário do atendimento. 4

5 Adotar hardware simplificado e robusto, e apenas uma base de dados para toda a planta corporativa do atendimento. Considerar critérios de usabilidade para garantir a usuários e cidadãos máximo aproveitamento dos recursos disponíveis, desempenho e total garantia da qualidade. Todos os módulos de software do sistema deverão ser operados através de browser. Configuração dinâmica que permita modificar o andamento do atendimento, de acordo com as configurações de filtros dos Guichês, seja por ociosidade ou por demanda. Abertura de chamado para assistência técnica com indicação de número de protocolo de atendimento, monitoramento e acompanhamento das ações de assistência técnica. O licitante vencedor deverá apresentar amostras do sistema, bem como comprovar todas as funcionalidades exigidas. O Sistema deverá prever funcionalidades para Avaliação que deverá ser o Indicador de Qualidade comandado pelo Cidadão, no momento de cada etapa ou ao final de todo o atendimento. A Avaliação deverá ser comandada pelo Cidadão através de um Terminal de Avaliação, instalado junto ao Guichê de Atendimento. O Terminal deverá ter no mínimo 04 opções de voto, sendo as opções: OTIMO, BOM, REGULAR E RUIM. As opções de voto deverão ser exibidas com desenhos característicos e simbólicos relativos ao estado da avaliação. O Sistema a ser utilizado pelo CONTRATANTE deverá disponibilizar no mínimo, os seguintes relatórios gerenciais, considerando textos e gráficos: 5

6 Dado/descrição Consolidação temporal Medidas estatísticas Unidades de medidas Senhas Emitidas e Inseridas Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Senhas Emitidas e Inseridas Senhas Atendidas e Não Atendidas Atendimentos Válidos e Inválidos Desempenho de atendimentos por atendentes Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Senhas Emitidas e Inseridas Senhas Atendidas e Não Atendidas Atendimentos Válidos e Inválidos Horários de Pico de atendimento Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Quantidade de senhas atendidas Tempo médio de espera Tempo médio de atendimento Senhas atendidas detalhadas por filas Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Informações detalhadas de cada senha atendida por fila Senhas atendidas detalhadas por atendentes Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Informações detalhadas de cada senha atendida por atendente Senhas Atendidas Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Quantidade de pessoas em espera na praça de atendimento Quantidade de atendimento realizada e tempo médio de atendimento. Satisfação do Cidadão Minuto Hora Dia Mês Ano e Período Mínimo Máximo Total Média Medirá o nível de satisfação do cliente, baseado na pesquisa do indicador de qualidade. Monitoramento de Filas Tempo Real Pessoas emespera Pessoas ematendimento Atendenteslogados das filas Tempo médio de Espera Tempo médio de Atendimento ÚltimaAtualização Monitoramento em tempo real sua praça de atendimento analisando em tempo real os dados das filas e atendentes. 6

7 Relógio e Data do sistema: O Sistema deverá possuir Relógio e Calendário próprios, utilizados nos registros de todos os eventos operados; Deverá ser disponibilizado comando para ajuste da hora certa e o calendário do sistema. Funcionamento contínuo do Sistema: O Sistema deve funcionar continuamente para as rotinas de consolidação de dados do atendimento. Deverá ser disponibilizado comando para ajuste das variáveis deste recurso. Cancelamento automático das senhas pendentes de um dia para o outro, ou entre períodos de atendimento: Este recurso habilita o Sistema para cancelar todas as senhas emitidas e não atendidas no período; A configuração deverá permitir ou não o processamento desta ação. A partir da rede de IP demandada para este sistema, o SISTEMA utilizará todos osequipamentos com recursos nativos de conectividade e processamento para o ambiente Intranet, incluindo o protocolo IP com todas as suas camadas. Cada unidade de atendimento será configurada e processada no próprio dispositivo dechamada de senhas, acumulando a função de servidor de aplicação para os Guichês de atendimentos que serão operados via browser. O sistema deverá realizar todas as suas funcionalidades sem a utilização de computadores servidores, local ou remoto, ou qualquer outro dispositivo adicional, além dos periféricos do tipo Dispensador de Senhas e Dispositivos de Chamadas de Senhas, a não ser um computador do tipo PC com status de servidor corporativo único para o Banco de Dados, Supervisão e Geração dos Relatórios Gerenciais. Impressora Térmica Gráfica, de 40 colunas com corte automático de papel, com até 05 botões (filas), interligada ao sistema através de hardware. Deve permitir a personalização do cupom de senhas com a inserção de título, subtítulo, nome da categoria e mensagem no rodapé. Dimensões: 215mm (comprimento) x 150mm (largura) x 107mm (altura). Peso: 1Kg. Comunicação com o Painel: Via cabo Lan. Para pesquisa de satisfação: Equipamentos para avaliação de atendimento, através de pesquisa quantitativa.o equipamento permitirá que o usuário faça a avaliação 7

8 quantitativa e pontual no momento do atendimento. O equipamento utilizara tecnologia de teclado de membrana e comunicação USB. Para executar as chamadas aos cidadãos a CONTRATADA deverá fornecerequipamentos de chamada baseado em monitores com tecnologia LCD, 32 polegadas, bem como todos os componentes necessários para sua instalação como unidade de controle e processamento, placa de captura de vídeo e suporte de fixação. Os equipamentos deverão ser conectados diretamente na rede sem a utilização de conversores. Os monitores deverão permitir a veiculação das informações de senha, guichê, mensagens diversas, data e hora certa, vídeos institucionais, exibição de conteúdos de TV aberta ou canal de TV a cabo, além de chamada de senhas por voz. O software fornecido pelo licitante vencedor deverá permitir demonstrar as seguintes informações em tempo real:número da senha;número do guichê;data;hora;dia da semana;mensagens pré-programadas;vídeos institucionais.chamada de senhas por voz. CONTACT CENTER Considera-se como Contact Center uma central de atendimento, com infraestrutura física e de pessoal,que tem como objetivos gerenciar e operacionalizar múltiplos canais de informações, nas formas In-Bound e Out-Bound; O dimensionamento do Contact Center deverá atender a demanda projetada de remoções mensais; O horário de funcionamento do ContactCenter será de segunda a sexta (7:00-19h00) e Sábados (7:00 13:00); O Contact Center deverá manter durante todo o horário de funcionamento um especialista em assuntos relacionados a legislação de trânsito, que tenha conhecimento avançado na temática pátios, leilões e assuntos correlatos (área Processo de Pátios); 8

9 Os especialistas da área de Processo de Pátios auxiliarão na elaborarão de todos os scripts necessários sendo disponibilizados em uma base de dados única (Manual Técnico de Normas e Procedimentos ou Guia de Operações); Os especialistas das áreas de Processo de Pátios deverão revisar regularmente todas as informações dosmanuais técnicos; Os scripts elaborados pelos especialistas servirão como modelo para todos os canais de atendimento; Os scripts deverão ser continuadamente revistos pelos especialistas em cada área, de forma a atender, esclarecer e agilizar o atendimento ao cidadão em todos os seus canais de atendimento; Todos os canais de atendimento ao cidadão deverão dar um feedback para os especialistas das áreas de Processo de Pátios para que o Manual Técnico ou Guia de Operações seja continuadamente aperfeiçoada; Os especialistas das áreas de Processo de Pátios deverão estar à disposição para eventuais casos de atendimento que não tiverem sido previstos nos scripts, possibilitando também a manutenção do sistema de acordo com as reais necessidades; Os especialistas das áreas de Processo de Pátios deverão também formar uma retaguarda de forma a dar o suporte necessário para orientar e esclarecer duvida dos funcionários dos pátios; Ao contrário do Contact Center que possui horário de funcionamento pré-estabelecido, deverá existir em período integral (24 horas por dia e 7 dias por semana) pelo menos um especialista de prontidão para esclarecimento de dúvidas de funcionários dos guinchos e dos pátios; O Contact Center deverá disponibilizar através de sua central telefônica um número de telefone único para o atendimento ao cidadão, a fim de padronizar a prestação de serviço; 9

10 Á critério do DETRAN e do DER, os atuais Call Centers desses órgãos deverão redirecionar as ligações para o Contact Center dos assuntos relacionados às áreas de Processo de Pátios; O Contact Centertambémdeverá ter a opção de redirecionamento de ligações para o Call Center do DETRAN ou do DER, quando os serviços solicitados pelo cidadão não forem relacionados aos Processos de Pátios; O processo de redirecionamento das ligações obedecerá a todos os protocolos técnicos que garantam um processo dinâmico e transparente para o cidadão; Os custos relativos ao redirecionamento das ligações serão assumidos pela contratada e não deverá onerar o cidadão; A ligação será gratuita independentemente de qual município o cidadão estiver comunicando; As ligações telefônicas serão gravadas e será fornecido ao cidadão um número de protocolo para lhes dar segurança sobre a efetividade da informação prestada, este protocolo poderá a critério do cidadão ser enviado por SMS ou por ; Deverão ser monitoradas mensalmente no mínimo 2% de todas as chamadas entrantes atendidas para controlar a qualidade dos atendimentos; O Contact Center informará o Tempo Médio de Espera para atendimento nos pátios. A informação de Tempo Médio de Espera deverá ser constantemente atualizada; O Contact Center funcionará com atendimento In-Bound e também Out-Bound; O atendimento In-Bound terá como premissas resolver todas as dúvidas e problemas colocados pelos cidadãos com relação aos serviços prestados; O menu de atendimento deverá abranger no mínimo: informações relativas aos procedimentos, requisitos, documentação exigida, custos, prazos, locais e modalidades de atendimento, dias e horários de funcionamento dos serviços, tempo médio de espera, 10

11 espaço de sugestões e reclamações. Todas essas informações deverão estar contempladas no manual técnico ou guia de operações; O sistema de atendimento do Contact Center também considera o estabelecimento do serviço de atendimento por auto-resposta URA (Unidade de Resposta Audível), agilizando o atendimento e permitindo a prestação de informações durante os 365 dias do ano em regime de 24 horas por 7 dias da semana; Para o serviço de atendimento por auto-resposta consideram-se serviços informativos não transacionais e transacionais; Os serviços informativos não transacionais constarão com informações parcialmente estáticas, ou seja, informações que serão atualizadas conforme a necessidade; Os serviços informativos transacionais necessitarãode interação e acesso aos dados armazenados, fornecendo informações sempre atualizadas, como por exemplo: a localização de um veículo apreendido e a informação do endereço eletrônico do Portal WEB para maiores detalhes e procedimentos para liberação do mesmo; O atendimento através do URA será a todo o momento complementar e de apoio ao atendimento personalizado; O atendimento Out-Bound terá como premissa a pró-atividade do Estado na antecipação da informação ao cidadão nos assuntos de ambos os interesses; A prestação do serviço de atendimento Out-Bound deverá ser suportada tecnicamente por uma plataforma tecnológica adequada para este tipo de interação; O serviço de atendimento Out-Bound poderá ocorrer em parceria como os órgãos envolvidos de forma a fomentar avisos personalizados e campanhas institucionais de segurança no trânsito; O atendimento Out-Bound será nos modos: personalizado e campanha; 11

12 O atendimento Out-Bound personalizado ocorrerá principalmente pelos canais:sms, e- mail e notificações postais; Para o atendimento Out-Bound personalizado através do SMS e serão enviados um comunicado informando a situação e solicitando o acesso ao Portal WEB para obter informações pessoais mais detalhadas; Caso não seja identificada qualquer ação de liberação do veículo por parte do cidadão no prazo máximo de 5 (cinco) dias, deverá ser encaminhado uma notificação postal; A notificação postal deverá conter as informações necessárias para que o cidadão resolva seu problema, informando também sobre a disponibilidade do Contact Center em esclarecer maiores duvidas; A base de dados de número de telefone (para enviar SMS), do e do endereço será a cadastrada no DETRAN; Qualquer envio de SMS e deverá ser previamente autorizado pelo cidadão, podendo ser utilizadas as informações de cadastro do DETRAN; O atendimento Out-Bound campanha terá como finalidade divulgar em massa os problemas mais comuns identificados pelo Contact Center. Definem-se nesse caso como problemas comuns àqueles que são de interesse geral da população; O atendimento Out-Bound campanha utilizará principalmente o SMS e o como formas de divulgação. Deverá ser realizada pelo menos 2 campanhas de alerta semestrais, relacionadas aos assuntos como: dividas ou pendências dos veículos, infrações de trânsito e educação para o trânsito; O Contact Center prestaráos serviços disponíveis por telefone também através de interação por CHAT; Os atendimentos via CHAT deverão ser realizados por agentes especializados com as seguintes características pessoais e profissionais: excelente redação e ortografia, 12

13 capacidade de síntese na escrita e velocidade de escrita sem detrimento na redação e na ortografia; O atendimento via CHAT também pressupõe a confecção de roteiros e scripts prédesenhados para respostas frequentes; A fonte de informações para os roteiros e scripts pré-desenhados a serem utilizados pelo CHAT deverá ser o manual técnico ou guia de operações. Os roteiros e scripts deverão ser constantemente atualizados; A prestação do serviço via CHAT deverá ser suportada tecnicamente por uma plataforma tecnológica adequada para este tipo de interação: Deverá ocorrer a distribuição automática de CHAT (ACD Automatic Chat Distribution): Sistema inteligente de distribuição das chamadas de atendimento por parâmetros previamente estabelecidos (grupo de atendimento, especialidade por serviço, etc...) procurando otimizar o tempo de resposta em cada interação; Deverá possibilitar a confecção de relatórios de gestão ON-LINE: permite aos supervisores e encarregados da operação a tomada de decisões orientadas à fixação, medição e controle de indicadores de desempenho; Deverá possibilitar a confecção de mensagem inteligente: ferramenta que fomenta a velocidade e a precisão das respostas dos agentes de atendimento mediante o acesso aos dados armazenados segundo critérios de busca por palavras chaves; Deverá possibilitar a integração com outros canais: possibilidade de integração com redes sociais e novos canais de comunicação; Deverá possibilitar o monitoramento ON-LINE: possibilitar os supervisores e encarregados da qualidade do serviço o monitoramento em tempo real dos atendimentos realizados; O Contact Center deverá criar correspondentes perfis em páginas de redes sociais, principalmente o Facebook e o Twiter, para habilitar um canal de relacionamento e serviços aos cidadãos; 13

14 O Contact Center deverá realizar a manutenção e a administração dos perfis criados nas diferentes Redes Sociaiscomo Facebook e Twitter, publicando de forma permanente as informações relativas ao modelo de operação, mudanças no modelo de operações, estatísticas e notícias relevantes, sempre de acordo com as diretrizes da Assessoria de Imprensa dos órgãos envolvidos; O Contact Center deverá acompanhar as mudanças de tecnologia e de cultura na utilização de redes sociais, para que sempre mantenha aberto o canal de relacionamento e serviços aos cidadãos; É importante que o conteúdo postado nas redes sociaisesteja de acordo com as diretrizes das Assessorias de Imprensa dos órgãos representados; Como características gerais para o gerenciamento de redes sociais, a concessionária deverá: Gerenciar todas as interações sob um modelo de Social Mídia Manager; Gerenciar para cada rede social sua particularidade de uso e alcance de comunicação; Estruturar uma equipe de atendimentos composta por agentes de serviços qualificados, socializers, no gerenciamento deste tipo de interações; Atentar-se para que os canais sociais sejam totalmente bidirecionais em sua interação; Utilizar ferramentas especializadas para a automatização de processos e administração complementar às oferecidas pelas redes sociais; Posicionar as redes sociais como canais dinâmicos para o atendimento, gestão e solução de inquietudes dos cidadãos em referência aos processos de gestão daconcessionária; Gerenciar publicidade paga (FacebookAds TwiterAds) como meio de apoio par ao posicionamento de serviços e difusão de informação que seja de interesse; Para um gerenciamento preciso e integrado da gestão de redes sociais, a mesma será operada por uma unidade especializada (Social Midia Manager) interligada e dependente da estrutura de Contact Center; 14

15 DO PORTAL WEB Acesso aoportal WEB será através de links dos Portais já existentes do DETRAN, DER, Polícia Civil e Polícia Militar ou através de acesso direto; O Portal WEB deverá ter sempre disponibilizado instrumentos que garantam a segurança da informação e a segurança do próprio Portal; O Portal WEB deverá ser constituído por uma camada de apresentação ajustadas às cores e fontes de forma a adequar-se aos esquemas atuais de identificação visual do Portal do DETRAN; O Portal WEB deverá ser construído utilizando critérios de usabilidade visando a melhoria no uso de interação dos usuários com o mesmo, atendendo os critérios de: Antecipação; Autonomia; Aprendizagem; Visibilidade; Eficiência; Reversibilidade; O Portal WEB deverá disponibilizar mecanismos para enquetes periódicas junto aos usuários para aferir a usabilidade dos serviços, contemplados nesta solução; Atendimento e gestão das manifestações dos cidadãos dirigidas aos órgãos envolvidos classificados em: reclamações, críticas, sugestões, elogios e solicitação de orientação e informação; Permitir aos funcionários o acesso a informações relacionadas a: Avisos gerais; Comunidade de conhecimento e comunidade de prática; Informações específicas para execução de seu trabalho; Manuais técnicos atualizados; Permitir aos gerenciadores e ao governo o acesso a informações relacionadas a: Manuais técnicos,estatísticas dos serviços prestados e relatórios de atendimento ao cidadão; As funcionalidades do Portal WEB deverão atender aos seguintes requisitosda área de processos de pátios, entre outras: 15

16 Informações para o cidadão sobre: Endereços, horários de atendimento e contatos atualizados das Ciretrans; Localização dos pátios: informando o endereço, pontos de referência e mapa; Identificação dos guinchos: informando a placa e foto do guincho; Dias e horários de funcionamento dos pátios para entrega de veículo liberado; Procedimentos para liberação de veículos; Procedimentos para regularização de veículos apreendidos; Procedimentos para pagamentos de débitos; Direcionamento para os Portais que possibilitem a impressão de guias ou boletos de pagamentos de débitos devidos como: IPVA; Divida Ativa; Taxas; Multas; e despesas diversas; Endereço e horários de atendimento das agências bancárias mais próximas de cada pátio e Ciretran; Procedimentos de leilão de veículos; Histórico de leilões realizados com estatísticas; Editais de leilão; Editais de notificação de leilão; Catálogo eletrônico atualizado de veículos a serem leiloados, com fotos dos veículos, descrição (numero de lote, marca, modelo, tipo, ano de fabricação, valor de avaliação, avarias, pátio depositado, data de visitação para leilão e condição de venda: sucata ou com direito a documentação); Divulgação de datas e locais de visitações aos lotes de veículos a serem leiloados; Divulgação da data e local do leilão (leilão presencial); Divulgação da data do leilão (leilão eletrônico); Valores oficiais de taxas do Estado de São Paulo (taxa de remoção e estadia); Legislação vigente sobre os assuntos tratados; Números de telefone e da ouvidoria do DETRAN; Canais de comunicação com o Contact Center; Consultas de informações particulares do cidadão sobre: Cópia do auto de pré-vistoria e remoção; Débitos de IPVA, dívida ativa, taxas e multas devidas para liberação do veículo e procedimentos para liberação; 16

17 Bloqueios diversos, restrições judiciais do veículo e procedimentos para regularização; Local do depósito do veículo removido; Informação sobre veículo destinado para leilão; Cadastro para participação de leilão virtual; Histórico do valor arrematado do veículo, valor quitado dos débitos e despesas e saldo disponibilizado; 17

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES 1 OBJETIVO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO 1.1 A Central de Atendimento do BNDES deverá atender aos seguintes objetivos:

Leia mais

APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO

APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO APÊNDICE V SISTEMAS DE APOIO À GESTÃO 1 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 SISTEMA DE GERENCIAMENTO DO ATENDIMENTO... 3 2.1 Objeto... 3 2.2 Descrição Referencial do Sistema... 3 2.2.1 Diretrizes para acessibilidade

Leia mais

Copyright 2008-2012 IN9 Mídia Soluções Digitais Inc. Todos os Direitos Reservados.

Copyright 2008-2012 IN9 Mídia Soluções Digitais Inc. Todos os Direitos Reservados. 1 Conteúdo Capítulo 1... 4 Introdução... 4 Capítulo 2... 5 Instalando o Sistema de Gestão do Atendimento... 5 Instalando e configurando a máquina do Totem... 8 Alterando o Arquivo de Configuração... 9

Leia mais

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full

Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full Portal RH WEB Versão 3.6.6 - Full = z A principal característica do portal RH é permitir a descentralização das informações dos colaboradores, possibilitando que o gestor de área se transforme também num

Leia mais

CoIPe. Telefonia com Tecnologia

CoIPe. Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia Qualidade de voz e mais 1.Economia 2.Integração 3.Autonomia 4.Ferramentas de Produção 5.Bilhetagem completa Recursos Fundamentais 1.Dados de Cadastro Campo com informações

Leia mais

Oktiva Fila - Sistema de Atendimento

Oktiva Fila - Sistema de Atendimento Oktiva Fila - Sistema de Atendimento Objetivo da Solução A solução Oktiva Fila Sistema de Atendimento proporciona os recursos tecnológicos capazes de tornar o atendimento presencial confortável, rápido

Leia mais

PRÁTICA. Portal do Consumidor da Anatel (www.anatel.gov.br/consumidor)

PRÁTICA. Portal do Consumidor da Anatel (www.anatel.gov.br/consumidor) PRÁTICA 1) TÍTULO Portal do Consumidor da Anatel (www.anatel.gov.br/consumidor) 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 4 (quatro) páginas: O Portal do Consumidor (www.anatel.gov.br/consumidor) foi criado

Leia mais

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos.

Em 2012, a Prosoft planejou o lançamento da Versão 5 dos seus produtos. VERSÃO 5 Outubro/2012 Release Notes Não deixe de atualizar o seu sistema Planejamos a entrega ao longo do exercício de 2012 com mais de 140 melhorias. Mais segurança, agilidade e facilidade de uso, atendendo

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL

SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL 1 SIMPROC SISTEMA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO E CONTROLE DOCUMENTAL Toda organização, pública ou privada, independente de seu tamanho, deve constituir uma área para atendimento às demandas dos colaboradores

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul

Estado de Santa Catarina Prefeitura de São Cristóvão do Sul 1 ANEXO VII QUADRO DE QUANTITATIVOS E ESPECIFICAÇÕES DOS ITENS Item Produto Quantidade 1 Aparelhos IP, com 2 canais Sip, visor e teclas avançadas, 2 70 portas LAN 10/100 2 Servidor com HD 500G 4 GB memória

Leia mais

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04

1 - O que é o Conectividade Social? 03. 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 Conteúdo 1 - O que é o Conectividade Social? 03 2 - Qual a configuração mínima para instalar o programa?... 04 3 - O que é necessário para instalar o Conectividade Social?.... 05 4 - Como faço para executar

Leia mais

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL

Manual do Sistema de Apoio Operadores CDL N / Rev.: Manual 751.1/02 Este documento não deve ser reproduzido sem autorização da FCDL/SC Aprovação: Representante da Direção Ademir Ruschel Elaboração: Supervisor da Qualidade Sílvia Regina Pelicioli

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais: 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais (opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Os dados são gravados em um cartucho USB. Este modo de gravação oferece total proteção contra a perda

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO

MANUAL DO USUÁRIO SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Home -------------------------------------------------------------------------------------------------------- 7 2. Cadastros -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Configurações de Campanha

Configurações de Campanha Guia rápido sobre... Configurações de Campanha Neste guia... Aprenda a criar campanhas e a ajustar as configurações para otimizar os resultados. Índice 1. Criar Nova Campanha! 4 1.1 Dar um nome à campanha!

Leia mais

Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade

Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade Cartilha do Gestor de Frota do Órgão / Entidade SGTA Sistema de Gestão Total de Abastecimento do Governo do Estado de Minas Gerais REV DATA ALTERAÇÃO CRIAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO 01 13/01/14 Versão inicial

Leia mais

Circulação de Materiais

Circulação de Materiais Circulação de Materiais Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-3 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-0 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE CIRCULAÇÃO DE MATERIAIS... 3-1 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO

Leia mais

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DA CONCESSIONÁRIA PPP PÁTIO VEICULAR INTEGRAL SÃO PAULO

SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DA CONCESSIONÁRIA PPP PÁTIO VEICULAR INTEGRAL SÃO PAULO SISTEMA DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DA CONCESSIONÁRIA PPP PÁTIO VEICULAR INTEGRAL SÃO PAULO JANEIRO/2014 i ii ÍNDICE 1 INDRODUÇÃO... 4 2 MODELO DE REMUNERAÇÃO DO PARCEIRO PRIVADO... 4 3 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

Anexo VI. Avaliação e Testes em Escala Real

Anexo VI. Avaliação e Testes em Escala Real 1 de 22 Anexo VI Avaliação e Testes em Escala Real 2 de 22 ÍNDICE 1. OBJETIVO DO DOCUMENTO... 3 2. DA COMPROVAÇÃO DE CAPACIDADE E EXTENSÃO DOS TESTES... 3 3. ESCOPO DA AVALIAÇÃO... 3 4. ETAPAS DE AVALIAÇÃO...

Leia mais

TREINAMENTO CONTACTCENTER

TREINAMENTO CONTACTCENTER TREINAMENTO CONTACTCENTER CENTER CONTACT Os Contact Centers atuais têm um grande impacto nas empresas em diversos aspectos referentes a lucro, custos, inteligência de mercado e fidelização do cliente. Para

Leia mais

INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P.

INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P. INSTITUTO DOS REGISTOS E NOTARIADO, I.P. CONCURSO PÚBLICO N.º 05/DP/2009 AQUISIÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DE FILAS DE ATENDIMENTO DOS SERVIÇOS DESCONCENTRADOS DO IRN, I.P. CADERNO DE ENCARGOS ANEXO I ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA

CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA CARTA CONVITE 010/2014 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNCIA 1. Implantação de Sistema de Call Center 1.1. O software para o Call Center deverá ser instalado em servidor com sistema operacional Windows (preferencialmente

Leia mais

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR

OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR OKTOR APRESENTAÇÃO DOS PRODUTOS OKTOR fevereiro/2011 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 3 2 QUEM SOMOS?... 4 3 PRODUTOS... 5 3.1 SMS... 6 3.2 VOZ... 8 3.3 INFRAESTRUTURA... 12 3.4 CONSULTORIA... 14 4 SUPORTE... 14

Leia mais

CoIPe Telefonia com Tecnologia

CoIPe Telefonia com Tecnologia CoIPe Telefonia com Tecnologia A proposta Oferecer sistema de telefonia digital com tecnologia que possibilita inúmeras maneiras de comunicação por voz e dados, integrações, recursos e abertura para customizações.

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional);

Duas capacidades de armazenamento de digitais. Opção para 1.900 digitais (padrão) ou 9.500 digitais opcional); Características Possui estrutura com design moderno e LEDs que indicam a confirmação de registros; Exclusivo sistema de hibernação quando o equipamento encontra-se sem energia vinda da rede elétrica, o

Leia mais

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde

PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS. Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde ebook GRÁTIS PRIMEIROS PASSOS PARA A OTIMIZAÇÃO DO CALL CENTER EM CLÍNICAS E HOSPITAIS Descubra como otimizar os Call Centers na área de saúde Primeiros passos para a otimização do call center em clínicas

Leia mais

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES

SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES SERVIDOR HOTSPOT PARA HOTÉIS/POUSADAS - SMARTWEB MANUAL DE OPERAÇÕES O SMARTWEB é um servidor baseado na plataforma Mikrotik que permite o gerenciamento e controle de acessos à internet. Libera acesso

Leia mais

Apostila da Ferramenta AdminWEB

Apostila da Ferramenta AdminWEB Apostila da Ferramenta AdminWEB Apostila AdminWEB SUMÁRIO OBJETIVO DO CURSO... 3 CONTEÚDO DO CURSO... 4 COMO ACESSAR O SISTEMA... 5 CONHEÇA OS COMPONENTES DA PÁGINA... 6 COMO EFETUAR O LOGIN... 9 MANTER

Leia mais

Manual de Utilização Moodle

Manual de Utilização Moodle Manual de Utilização Moodle Perfil Professor Apresentação Esse manual, baseado na documentação oficial do Moodle foi elaborado pela Coordenação de Tecnologia de Informação CTI do câmpus e tem como objetivo

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROCEDIMENTO DE MONITORAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE

SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROCEDIMENTO DE MONITORAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO PROCEDIMENTO DE MONITORAMENTO DO ATENDIMENTO AO CLIENTE Responsável: Márcio Gláucio Maia da Silva Cópia Controlada

Leia mais

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Compra Direta - Guia do Fornecedor PORTAL DE COMPRAS SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Página As informações contidas neste documento, incluindo quaisquer URLs e outras possíveis referências a web sites, estão sujeitas

Leia mais

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional

Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional Cartilha do Gestor de Frota de Unidade / Base Operacional SGTA Sistema de Gestão Total de Abastecimento do Governo do Estado de Minas Gerais REV DATA ALTERAÇÃO CRIAÇÃO REVISÃO APROVAÇÃO 01 13/01/14 Versão

Leia mais

Conceitos. Qual é a infra-estrutura de um Call Center? Uma central de atendimento é composta por:

Conceitos. Qual é a infra-estrutura de um Call Center? Uma central de atendimento é composta por: 1 Conceitos Call Center - O que é? Denominamos Call Center ou Central de Atendimento ao conjunto de soluções e facilidades (Equipamentos, Sistemas e Pessoal) que tem como objetivo fazer o interface entre

Leia mais

GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS

GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS VISÃO GERAL 1- INTRODUÇÃO GEST Sistema Gestor de Estacionamentos é o sistema desenvolvido pela INFRAERO para o controle operacional e financeiro do fluxo e permanência

Leia mais

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular

Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Manual do Aplicativo - Rastreamento Veicular Sumário Apresentação... 2 Instalação do Aplicativo... 2 Localizando o aplicativo no smartphone... 5 Inserindo o link da aplicação... 6 Acessando o sistema...

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2

2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2 2013 GVDASA Sistemas Configuração dos Portais 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2

Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 Manual de usuário MaxDialer Versão 1.0.2 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. LOGIN... 3 3. Cadastro... 3 3.1. Máquinas... 4 3.2. Tipo Telefone... 5 3.3. Feriados... 6 3.4. Campanhas... 7 3.5. Usuários... 16

Leia mais

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO

FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO FLEXCRM SISTEMA DE GESTÃO DE CLIENTES [MÓDULO ATENDIMENTO] SUMÁRIO 1. PORQUE A SW1... 2 2. 10 MOTIVOS PARA CONTRATAR... 2 3. ESTUDO DE CASO... 3 4. SOLUÇÃO PROPOSTA... 3 5. CONDIÇÕES COMERCIAIS... 9 6.

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Identidade Digital Padrão de Governo

Identidade Digital Padrão de Governo Identidade Digital Padrão de Governo Participantes do Projeto Presidência da República Secretaria de Comunicação SECOM Diretoria de Tecnologia DITEC Ministério do Planejamento Secretaria de Logística e

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê

Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário do Portal Ypadê Balaio Digital Tecnologia em Gestão Ltda ME. Manual do Usuário Portal Ypadê Centro de Agricultura Alternativa CAA Manual do Usuário Portal Ypadê Montes Claros, 16 de Julho de 2011 Revisão 3 Sumário 1. Apresentação do portal e escopo deste documento... 2 2. Acessando o Portal Ypadê...

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013

Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 Versão: 08/04/2013 Atualizado em: 10/07/2013 NoMe - Novo Mercado CETIP Conteúdo Introdução ao NoMe... 1 Conhecendo o Produto... 2 Acesso ao NoMe... 3 Como acessar o NoMe... 4 Atualização de Senha e Código

Leia mais

Portfolio de Produtos

Portfolio de Produtos Introdução O Guia de Produtos e Serviços da Assessoria de Comunicação (ASCOM) da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) foi elaborado com o objetivo de apresentar os produtos e serviços prestados

Leia mais

Manual Wincall Atualizado em 19/09/2007 Pág. 1

Manual Wincall Atualizado em 19/09/2007 Pág. 1 MANUAL CALL CENTER Pág. 1 INTRODUÇÃO AO MODULO CALL CENTER Esse módulo do Sistema gerencia todo relacionamento da empresa com seus clientes, registrando todos os contatos realizados, controlando todo o

Leia mais

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4

Consultório Online. Manual de Utilização do Módulo Operacional. índice. Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 índice Passo 1: Visão geral 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online? 3 Passo 3: Recursos disponíveis 4 Guias consulta / SADT (Solicitação, Execução com Guia e Autogerada): 4 Pesquisa de histórico

Leia mais

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI

SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - STI AUTOR: MÁRIO SÉRGIO CINTRA CAMARGO ÍNDICE ACESSANDO O WEBMAIL... 04 TRABALHANDO COM O CORREIO ELETRÔNICO... 09 CONCEITOS BÁSICOS... 09 O VISUAL DO CORREIO ELETRÔNICO... 10 CONHECENDO A JANELA INICIAL DO

Leia mais

Montagem dos equipamentos; Teste da internet; Envio do áudio e vídeo pelo Stream de vídeo; Sistema do leilão;

Montagem dos equipamentos; Teste da internet; Envio do áudio e vídeo pelo Stream de vídeo; Sistema do leilão; Como funciona o leilão online O leilão é sempre realizado por um leiloeiro registrado nos órgãos próprios. O leilão é divulgado em vários tipos de mídia e devidamente anunciado no site Leilões Judiciais

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM MANUAL DE UTILIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DO TOTEM 1 Sumário 1. TOTEM DE AUTOATENDIMENTO - DETRAN... 3 2. ÁREA DE MOTORISTA... 5 2.1. Consultar Envio CNH... 5 2.2. Curso de Reciclagem... 6 2.2.1. Agendamento do

Leia mais

Guia de Referência Rápida

Guia de Referência Rápida Imóvel Mix CRM Guia de Referência Rápida 01. Acesso ao Sistema 02. Aspectos Gerais 03. Configuração da Empresa 04. Configuração do Sistema 05. Usuários 06. Controle de Acesso 07. Equipes 08. Cadastro de

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX

SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS EXTRAJUDICIAL SIG-EX Atualizado em 27.05.2011 MANUAL DO USUÁRIO 1. Apresentação 1.1. Acessando o Sistema 1.2. Tela Principal 2. Página Principal SUMÁRIO 3. Módulo Corregedoria

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL TISS 3.02.00 Setembro 2015 - Versão 3 Índice Passo 1: Visão Geral... 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online?... 3 Passo 3: Quais são os Recursos Disponíveis...

Leia mais

Grifon Alerta. Manual do Usuário

Grifon Alerta. Manual do Usuário Grifon Alerta Manual do Usuário Sumário Sobre a Grifon Brasil... 4 Recortes eletrônicos... 4 Grifon Alerta Cliente... 4 Visão Geral... 4 Instalação... 5 Pré-requisitos... 5 Passo a passo para a instalação...

Leia mais

Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital. Documentação para Usuário Final

Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital. Documentação para Usuário Final Sistema de Gestão do Atendimento Fila Digital Documentação para Usuário Final Conteúdo Conteúdo...2 Instalando o Sistema de Gestão do Atendimento (Fila Digital)...4...5 Instalando e configurando a máquina

Leia mais

Será que o número de linhas e o número de atendentes do meu serviço de atendimento está adequado?

Será que o número de linhas e o número de atendentes do meu serviço de atendimento está adequado? Alguma vez você você já deve ter se perguntado... Será que o número de linhas e o número de atendentes do meu serviço de atendimento está adequado? Quantos clientes minha empresa atende, por dia, por hora,

Leia mais

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014

TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR. Dezembro/2014 TUTORIAL ACESSO AO SISTEMA DE TRANSFERÊNCIA DE RESERVAS STR Dezembro/2014 1. Introdução... 2 2. Estrutura de contas no BC... 2 3. Formas de acesso ao STR... 3 Acesso via RSFN... 3 Acesso via Internet...

Leia mais

Manual do Usuário CFCWeb BA

Manual do Usuário CFCWeb BA ÍNDICE Acesso ao sistema... 2 Tela Principal... 3 Cadastro de Candidatos... 5 Agenda Teórico... 6 Agenda Prático... 7 Consulta Agendamentos do Candidato por Serviço... 9 Cadastro de Grade Horária... 10

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

O GAX (resumo da expressão Gas Max) é solução integrada para gestão de frotas e custos mais avançada do mercado. Num único sistema, de forma prática

O GAX (resumo da expressão Gas Max) é solução integrada para gestão de frotas e custos mais avançada do mercado. Num único sistema, de forma prática O GAX (resumo da expressão Gas Max) é solução integrada para gestão de frotas e custos mais avançada do mercado. Num único sistema, de forma prática e simples, é possível ter acesso a todos os dados históricos

Leia mais

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel Banda Larga Telefonia Fixa TV por Assinatura Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel 1. Adesão A prestação do Serviço

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL INSTRUÇÃO NORMATIVA SECOM-PR N o 8 DE 19 DE DEZEMBRO DE 2014 Disciplina a implantação e a gestão da Identidade Padrão de Comunicação Digital das

Leia mais

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009

ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009 ANEXO II - TERMO DE REFERÊNICA EDITAL Nº 05373/2009 OBJETO: Contratação de serviços de desenvolvimento de software para criar o Website da Sudam, utilizando a linguagem de programação PHP, com o Banco

Leia mais

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS V PORTAL WEB Revisão: 07 Versão: 7.9.109 JM Soft Informática Março, 2015 SUMÁRIO 1 AVALIAÇÕES... 9 2 PLANO DE DESENVOLVIMENTO INDIVIDUAL...

Leia mais

A JUÍZA PRESIDENTE E CORREGEDORA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA TERCEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais;

A JUÍZA PRESIDENTE E CORREGEDORA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA TERCEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais; ATO TRT GP Nº 280/2008 João Pessoa, 14 de novembro de 2008. A JUÍZA PRESIDENTE E CORREGEDORA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA DÉCIMA TERCEIRA REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais;

Leia mais

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda.

Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. Henry Equipamentos Eletrônicos e Sistemas Ltda. +55 41 3661-0100 Rua Rio Piquiri, 400 - Jardim Weissópolis - Pinhais/PR - Brasil CEP: 83322-010 CNPJ: 01.245.055/0001-24 Inscrição Estadual: 90.111.008-53

Leia mais

Organograma do Conteúdo do Software ACADESC

Organograma do Conteúdo do Software ACADESC Organograma do Conteúdo do Software ACADESC MENUS DO ACADESC: Sistema Efetuar logon...(utilizado para fechar temporariamente o software ) Parâmetros do Sistema (dispõe as diversas opções de configurações

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Sistema Operacional: Compatível com Windows XP ou superior; Banco de Dados: Padrão do sistema em SQL Server, podendo, no entanto, ser utilizado com a maioria dos bancos de dados

Leia mais

Circulação de Materiais

Circulação de Materiais Manual Pergamum Manual PER-MAN-001 Empréstimo Sumário 1 APRESENTAÇÃO...2 2 UTILIZANDO O MÓDULO DE CIRCULAÇÃO DE MATERIAIS...4 1.1 1.2 1.3 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR...4 ACESSANDO O SISTEMA...6

Leia mais

Contact@Net 300. Contact@Net 300 é uma poderosa Solução para Centrais de Atendimento (Call Center) totalmente integrada ao SOPHO is3000.

Contact@Net 300. Contact@Net 300 é uma poderosa Solução para Centrais de Atendimento (Call Center) totalmente integrada ao SOPHO is3000. Contact@Net 300 Com o objetivo de maximizar a interação com o cliente, otimizar o serviço prestado e gerar novas receitas, várias empresas estão investindo cada vez mais em centrais de atendimento, dedicando

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO. 1.1. Objetivo Geral

1. APRESENTAÇÃO. 1.1. Objetivo Geral PRÁTICA 1) TÍTULO FEEDBACK DE INTERAÇÕES CLIENTES E GESTORES REDES SOCIAIS 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: 1. APRESENTAÇÃO O Serviço de Monitoramento em Redes Sociais da Infraero,

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Sumário: Tópico: Página: Apresentação: 02 Método de Acesso ao Sistema Sig Iss: 02 Tela de Abertura: 03 Modo de Acesso: 04 Botões e Telas

Leia mais

SOCINALS.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO

SOCINALS.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO SOCINALS.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO RELATÓRIO DE GESTÃO DO RISCO OPERACIONAL - EXERCICIO 2014 SUMÁRIO 1. Introdução; 2. Política Institucional para Gestão de Risco Operacional; 3. Estrutura

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Controle e Venda com o PN Consig O MERCADO

Controle e Venda com o PN Consig O MERCADO O MERCADO Controle e Venda com o PN Consig Mais de 40 milhões de consumidores Deste mercado, estima-se que 58% já realizaram no mínimo uma operação de crédito com desconto consignado. COMO CONTROLAR E

Leia mais

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014

GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 GUIA PARA HABILITAÇÃO DAS BIOMETRIAS LINEAR (SÉRIE LN) NO SOFTWARE HCS 2010 V9.0 (BETA 3) 11/06/2014 A partir da versão 9.0 (BETA 3) do Software HCS 2010 é possível monitorar e gerenciar as biometrias

Leia mais

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE REQUISITOS LEGAIS SGA E SGSSO SYMLEX

SISTEMA DE MONITORAMENTO DE REQUISITOS LEGAIS SGA E SGSSO SYMLEX SISTEMA DE MONITORAMENTO DE REQUISITOS LEGAIS SGA E SGSSO SYMLEX Manual do Usuário Março/2011 V7 SISTEMA DE MONITORAMENTO AOS REQUISITOS LEGAIS SGA E SGSSO DO SYMLEX MANUAL DE USUÁRIO A KEYASSOCIADOS atua

Leia mais

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA

O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA PRÁTICA 1) TÍTULO O PAINEL OUVIDORIA COMO PRÁTICA DE GESTÃO DAS RECLAMAÇÕES NA CAIXA 2) DESCRIÇÃO DA PRÁTICA - limite de 8 (oito) páginas: A Ouvidoria da Caixa, responsável pelo atendimento, registro,

Leia mais

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS

ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS ESTRUTURA PARA PORTAIS ELETRÔNICOS MUNICIPAIS 1. Apresentação Os sites e sistemas web desenvolvidos pela Dynamika apresentam um conjunto de critérios de desenvolvimento que visam entregar o projeto de

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Administração de Receitas Tributárias. rias. PostgreSQL 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 E&L ERP Administração de Receitas Tributá PostgreSQL 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Receitas Tributá Introdução: Com a crescente necessidade de gerar sua própria receita, os Municípios

Leia mais

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades

TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades TACTIUM ecrm Guia de Funcionalidades 1 Interagir com seus clientes por variados meios de contato, criando uma visão unificada do relacionamento e reduzindo custos. Essa é a missão do TACTIUM ecrm. As soluções

Leia mais

(www.leiloesjudiciais.com.br). Existem duas modalidades de leilão: presencial e on-line e somente on-line.

(www.leiloesjudiciais.com.br). Existem duas modalidades de leilão: presencial e on-line e somente on-line. 5.4.1 PROCEDIMENTOS LEILÃO ON LINE 5.4.1.1 Como funciona o leilão online. O leilão é sempre realizado por um leiloeiro registrado nos órgãos próprios. O leilão é divulgado em vários tipos de mídia e devidamente

Leia mais

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2

SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 SUMÁRIO Acesso ao sistema... 2 1. Login no sistema... 2 2. Tela Inicial... 2 3. Abrindo uma nova Solicitação... 3 4. Acompanhando as solicitações abertas... 4 5. Exibindo Detalhes da Solicitação... 6 6.

Leia mais

ANEXO II VIII PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL RELATO DA PRÁTICA

ANEXO II VIII PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL RELATO DA PRÁTICA ANEXO II VIII PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICAS INOVADORAS NA GESTÃO ESTADUAL RELATO DA PRÁTICA 1. Nome da Prática inovadora: Intranet CIOPS: Conjunto de aplicativos de gestão

Leia mais

RAZÕES PARA ADQUIRIR O TECLAN IPACK UNIFIED

RAZÕES PARA ADQUIRIR O TECLAN IPACK UNIFIED Por que adquirir o Teclan IPack Unified? Além de dispor de todos os recursos necessários às operações de telesserviços em uma única suíte, o Teclan IPack Unified proporciona economia nos custos das ligações,

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

A SatNext. Missão. Visão. satnext.com.br

A SatNext. Missão. Visão. satnext.com.br satnext.com.br A SatNext Com mais de 10 anos de know-how em Tecnologia de Telecomunicações voltada ao ensino à distância via satélite e com uma equipe multidisciplinar para a elaboração de sistemas educacionais

Leia mais

1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8. Consultando Promoções e Eventos 8.

1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8. Consultando Promoções e Eventos 8. Indíce 1.INDÍCE... ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. 2.QUADRO DE AVISOS... 4 3.CONSULTA CIRCULARES... 6 4.CONSULTA NOTÍCIAS... 7 5.PROMOÇÕES E EVENTOS... 8 Consultando Promoções e Eventos 8 6.CONSULTAS GERAIS...

Leia mais

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos

GSAN. Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento. Versão Atual do GSAN. Módulos GSAN Sistema de Gestão Comercial para empresas de saneamento Versão Atual do GSAN A PROCENGE é líder nacional no fornecimento de softwares de gestão para companhias de Água e Saneamento, com base na sua

Leia mais

Soluções para Automatizar. o atendimento e ter eficiência na central

Soluções para Automatizar. o atendimento e ter eficiência na central Soluções para Automatizar o atendimento e ter eficiência na central Soluções para Automatizar o atendimento e ter eficiência na central Automatizar o atendimento ao cliente significa redução de custos,

Leia mais