"Troikas no processamento salarial"

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ""Troikas no processamento salarial""

Transcrição

1 "Troikas no processamento salarial" Sónia Rebelo Consultora Senior RH Hugo Miguel Ribeiro Coordenador RH Quidgest Portugal R. Castilho n.º 63 6.º Lisboa Portugal tel. (+351) / 652 / 660 fax. (+351)

2 ADSE Redução Remuneratória CGA Código Contributivo

3 ADSE

4 Ficheiro de Contribuições Contribuição Entidade Patronal Desconto ADSE 14 meses Ficheiro de Comparticipações

5 Legislação Contribuição da Entidade Patronal para a ADSE (art.º 163 da Lei do OE): De acordo com o disposto no art.º 47-A, aditado ao Decreto- Lei nº 118/83, de 25/02, pela Lei do OE para 2011, os serviços integrados e os serviços autónomos, enquanto entidades empregadoras, passam a pagar uma contribuição de 2,5% das remunerações sujeitas a desconto para a CGA, ou para a Segurança Social dos trabalhadores que sejam beneficiários titulares da ADSE.

6 Quidgest Para responder a esta alteração legislativa, foi desenvolvida uma tabela de descontos no módulo Processamento de Vencimentos, em que é possível definir um histórico de taxas a aplicar referentes às contribuições dos organismos, assim como as referentes aos descontos dos trabalhadores. Com a parametrização da referida tabela, é possível efectuar processamentos retroactivos de 2009 e/ou 2010, sem que as taxas a aplicar sejam abrangidas pela contribuição da entidade patronal de 2011.

7 DISPONÍVEL: GERAL TABELAS ANUAIS - DESCONTOS

8 Ficheiro de Contribuições Contribuição Entidade Patronal Desconto ADSE 14 meses Ficheiro de Comparticipações

9 Legislação Para comunicar os reembolsos com despesas de saúde registados em códigos com quantidade limite definida para mais de um ano, deverá ser utilizado um ficheiro com a seguinte estrutura: Campo formato descrição NUMUNIBEN (9) Nº de beneficiário CODCSAUDE (4) Código de cuidado de saúde DTACSAUDE AAAAMMDD Data de prestação do cuidado QTD (6) Quantidade VLPGBNEUR (11)V99 Valor acto (total) VLRMBEUR (11)V99 Valor comparticipação (total) Fonte: ADSE Estrutura de ficheiro

10 Quidgest O ficheiro de comparticipações da ADSE foi desenvolvido no módulo Comparticipações da ADSE. Para que seja gerado bastará indicar as datas que o mesmo deverá compreender. Caso seja detectada alguma incoerência de dados é gerado automaticamente um relatório identificando-a por nome de trabalhador e ano da base de dados.

11 NUB Código do cuidado Data Prestação Quantidade Valor do acto Valor comparticipação

12 Ficheiro de Contribuições Contribuição Entidade Patronal Desconto ADSE 14 meses Ficheiro de Comparticipações

13 Legislação ADSE - Subsídio de Férias e de Natal Nos termos das disposições conjugadas do n.º 1 do artigo 8.º A da Lei n.º 53 D/2006, de 29 de Dezembro, na redacção dada pelo artigo 84.º da Lei n.º 29 A/2011, de 1 de Março, e do n.º 3 do artigo 70.º da Lei n.º 12 A/2008, de 27 de Fevereiro, o desconto para a ADSE incide sobre as 14 mensalidades da remuneração anual paga aos trabalhadores da administração pública, nestas se incluindo o subsídio de férias e o de Natal.

14 Quidgest A aplicação de Processamento de vencimentos identifica se os trabalhadores descontam ADSE, independentemente da sua data de inscrição. Quando é abonado ou o subsídio de férias ou de natal os mesmos são automaticamente descontados à semelhança do vencimento base.

15 Ficheiro de Contribuições Contribuição Entidade Patronal Desconto ADSE 14 meses Ficheiro de Comparticipações

16 Legislação Assim, ao abrigo do disposto nº 2 do artigo 4º do Decreto lei nº 234/2005, de 30 de Dezembro, determino: 1. As entidades responsáveis pelo processamento do desconto para a ADSE, a deduzir nas remunerações ou nas pensões de aposentação ou de reforma dos beneficiários titulares, devem entregar mensalmente à ADSE: a) As verbas relativas ao desconto processado através de documento único de cobrança (DUC); b) Um ficheiro estruturado de acordo com os requisitos estabelecidos nas normas técnicas constantes do anexo ao presente despacho, do qual faz parte integrante. Ficheiro de contribuições da ADSE (Ministério das Finanças e da Administração Pública, Gabinete do Secretário de Estado Adjunto e do Orçamento)

17 Quidgest O desenvolvimento efectuado na aplicação de Processamento de vencimentos, permite que na geração do ficheiro de contribuições, seja abrangido a referência do documento único de cobrança (DUC) gerado no sitio da ADSE Directa. Após o preenchimento do DUC, o ficheiro ADSE é gerado automaticamente tendo em consideração o processamento mensal de vencimentos do organismo.

18 Código do serviço Mês de Processamento Número de total de beneficiários Somatório de descontos DUC Somatório de contribuições Código de movimento

19 Quidgest A Quidgest desenvolveu ainda a possibilidade de inserir ou excluir linhas da ADSE. Permitindo que sejam abrangidas reposições e pagamentos que apenas tenham sido tratados a nível de tesouraria. Estes são diferenciados através do código de movimentos, sendo que o Normal (0) e a Anulação / Regularização (9).

20 Redução Remuneratória

21 Processo 1 Processo 2 Processo 3 Processo 4 Parametrização dos dados base para a Redução Remuneratória Parametrização e construção das fórmulas para cálculo da Redução Remuneratória Parametrização dos abonos que devem ser ou não abrangidos no cálculo da redução remuneratória Preenchimento, caso necessário, de outras remunerações auferidas num outro Organismo Processamento (Processo Final)

22 Quidgest Processo 1 : - Indicar o primeiro mês de processamento em que a Redução Remuneratória deverá ser considerada. - Identificar qual o valor a partir do qual a redução será efectuada (1 501 ). - Indicar à aplicação que a taxa a aplicar aos abonos Subsidio Férias e Natal deverão ser calculados separadamente.

23 Quidgest Processo 2 : - Quando o valor a abonar excede os 4 165, a taxa de redução a aplicar será de 10%. A mesma taxa será aplicada a todos os abonos a que o trabalhador tenha direito.

24 Quidgest Processo 2 : - Quando o valor a abonar é superior a e inferior a 2 000, a taxa a aplicar será de 3.5%.

25 Quidgest Processo 2 : - Quando o valor a auferir é superior a e inferior a 4 165, a taxa de redução é apurada mediante a seguinte fórmula : ((2000*0.035) + ((VALREF-2000)*0.16))/VALREF

26 Quidgest Processo 3 : É possível indicar que abonos deverão ser considerados no cálculo da taxa de reduzir.

27 Quidgest Processo 3 : É possível indicar que abonos não deverão ser considerados no cálculo da taxa de reduzir.

28 Quidgest Processo 4 : Esta funcionalidade permite que sejam considerados valores auferidos num outro Organismo no cálculo de apuramento da taxa a reduzir.

29 Quidgest Processamento Salarial

30 CGA

31 Legislação Aumento da taxa de contribuições da Caixa Geral de Depósitos 1 Os artigos 6.º A e 37.º A do Estatuto da Aposentação, aprovado pelo Decreto Lei n.º 498/72, de 9 de Dezembro, passam a ter a seguinte redacção: «Artigo 6.º A [ ] 1 Todas as entidades, independentemente da respectiva natureza jurídica e do seu grau de autonomia, contribuem mensalmente para a CGA, I. P., com 15% da remuneração sujeita a desconto de quota dos trabalhadores abrangidos pelo regime de protecção social convergente ao seu serviço. OE 2010 Artigo 28.º Alteração ao Estatuto da Aposentação:

32 Legislação Convergência da Contribuição da CGA para a Segurança Social ( ),procede se ao aumento em um ponto percentual da contribuição dos trabalhadores da Administração Pública para a Caixa Geral de Aposentações, I. P. RELATÓRIO OE2011 Consolidação Orçamental

33 Quidgest À semelhança do desenvolvimento efectuado para a ADSE, é também possível proceder à parametrização de um histórico de taxas a aplicar do referido desconto, permitindo que não exista um conflito entre a taxa a aplicar em 2011 e as anteriores.

34 Novo Código Contributivo

35 Taxas O novo Código Contributivo adequa a taxa social de acordo com a modalidade de contrato de trabalho.

36 Taxas No módulo de Processamento de Vencimentos, bastará aceder ao menu de configuração das taxas de Segurança Social e parametrizar as novas taxas. Disponível no menu: Geral - Abonos e Descontos Taxas da Segurança Social Após o preenchimento das taxas em vigor, na situação funcional do trabalhador associaremos o respectivo centro regional e taxa. A mesma será abrangida no processamento do mês.

37 Taxas Situação funcional do trabalhador

38 Código Contributivo O Código Contributivo tem como objectivo harmonizar a base de incidência da taxa social única com os rendimentos sujeitos a tributação. Exemplos de abonos abrangidos: - Os prémios de rendimento, de produtividade, de assiduidade e outros de natureza análoga que tenham carácter de regularidade; - Despesas de Representação; - Abonos para falhas

39 Ajustamento Progressivo Artigo 277.º Ajustamento progressivo da base de incidência contributiva A integração na base de incidência contributiva das prestações referidas nas alíneas n), p), q), r), s), t), v), x), z) e aa) do artigo 46.º, nos termos aí previstos, faz se nos seguintes termos: a) 33 %do valor no ano de 2011; b) 66 %do valor no ano de 2012; c) 100 % do valor a partir do ano de 2013.

40 Ajustamento Progressivo Para as novas componentes remuneratórias que passam a integrar a base de incidência contributiva sujeitas a contribuições apenas em 33% do seu valor em 2011, 66% em 2012 e 100% em 2013, foi desenvolvido na aplicação de Processamento de Vencimentos a possibilidade de atribuir uma percentagem de incidência.

41 Regime transitório Parametrização de abono

42 Sobretaxa Extraordinária

43 Legislação Artigo 99.º - A Retenção na fonte Sobretaxa extraordinária 1 - As entidades devedoras de rendimentos de trabalho dependente e de pensões são, ainda, obrigadas a reter uma importância correspondente a 50 % da parte do valor devido do subsídio de Natal ou da prestação adicional correspondente ao 13.º mês que, depois de deduzidas as retenções previstas no artigo 99.º e as contribuições obrigatórias para regimes de protecção social e para subsistemas legais de saúde, exceda o valor da retribuição mínima mensal garantida.

44 Aplicação O cálculo da sobretaxa extraordinária é calculada automaticamente conjuntamente com o subsídio de Natal (Novembro). A fórmula aplicada ao cálculo da sobretaxa considera todos os abonos referentes ao 13º mês (já com a redução remuneratória),deduzindo os respectivos descontos (CGA; SS; ADSE: IRS), assim como deduz o valor da retribuição mensal garantida, tudo a dividir por 50%. [SN 11% (CGA ou SS) 1.5% (ADSE) IRS - RMMG] / 50%

45 Caso Prático Um trabalhador aufere 2000 de vencimento, e efectua descontos para a SS e ADSE. A sua situação de IRS é casado 2 titulares, e 1 dependente. Qual será a sua sobretaxa? [ (SS) (ADSE) 337 (IRS) ] / 50% Valor Sobretaxa Extraordinária : 433

46 Caso Prático Processamento Salarial

47 Legislação Artigo 99.º - A Retenção na fonte Sobretaxa extraordinária 4 - Quando o valor devido do subsídio de Natal ou da prestação adicional correspondente ao 13.º mês for pago fraccionadamente, retém -se, em cada pagamento, a parte proporcional da sobretaxa extraordinária, calculada nos termos do n.º 1.

48 Simulador SobretaxaPermite saber qual a sobretaxa a aplicar, caso: - O subsídio de Natal não seja abonado em Novembro (cálculo automático) - O subsídio de Natal já tenha sido pago em duodécimos ou em parcelas Disponível no menu: Abonos e Descontos Simulador da Sobretaxa Extraordinária

49 Caso Prático Simulador Sobretaxa Extraordinária

50 Caso Prático Simulador Sobretaxa Extraordinária

51 Questões?

52 Andreia Obrigada pela atenção! Equipa Funcional: Andreia, Hugo, Rui, Riddhi (Marketing) e Sónia. Equipa Técnica: André, Filipe, Márcio, Ruben e Rui. Rui Hugo Ruben Riddhi

OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ GGF / 2011

OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ GGF / 2011 OFÍCIO CIRCULAR Nº 3/ GGF / 2011 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. DATA: 2011/01/07 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2011 Face à Lei nº

Leia mais

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações

NOTA INFORMATIVA. ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações NOTA INFORMATIVA ASSUNTO: Orçamento de Estado 2014 l Processamento de Remunerações Considerando o disposto na Lei n.º 83-C/2013, de 31 de dezembro, diploma que aprova o Orçamento de Estado para 2014, cumpre

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2014 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2014/ Janeiro / 28 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2014

Leia mais

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest

MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS. Quidgest MUDANÇAS POLÍTICAS SALARIAIS Quidgest rh@quidgest.com AGENDA: Q Q Q Q Q Q Q Q Q Q REMISSÃO CÓDIGO DO TRABALHO TRABALHO SUPLEMENTAR FÉRIAS, FALTAS E FERIADOS SUBSÍDIO NATAL E FÉRIAS DECLARAÇÃO MENSAL DE

Leia mais

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017

Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 Nota Informativa nº 1/IGeFE/DGRH/2017 ASSUNTO: PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A partir de 1 de janeiro de 2017, por força da entrada em vigor do Orçamento do Estado para o ano de 2017, aprovado pela

Leia mais

Cálculo da Sobretaxa de IRS Salários 50.

Cálculo da Sobretaxa de IRS Salários 50. Cálculo da Sobretaxa de IRS Salários 50 www.sage.pt Versão doc. Autor Data Observações 1.0 Sage Portugal Setembro 2011 ÍNDICE ENQUADRAMENTO... 1 O QUE É?... 1 COMO SE CALCULA?... 1 Cálculo na Declaração

Leia mais

Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011

Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011 Circular das finanças com esclarecimentos relativos à Sobretaxa extraordinária IRS 2011 As Finanças estão a dar destaque à sua recente circular nº23/2011 de 3 de Outubro relativa à Sobretaxa extraordinária

Leia mais

C I R C U L A R PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017

C I R C U L A R PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A.S.P.A.S C I R C U L A R PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES 2017 A Lei n.º 42/2016, de 28 de dezembro aprovou o Orçamento do Estado para 2017. A partir de 1 de janeiro de 2017, deve ter atenção às seguintes

Leia mais

Decreto-Lei n.º 160/2004, de 2 de Julho

Decreto-Lei n.º 160/2004, de 2 de Julho Decreto-Lei n.º 160/2004, de 2 de Julho A Lei n.º 9/2002, de 11 de Fevereiro, introduziu significativas alterações no regime aplicável à contagem do tempo de serviço militar dos antigos combatentes, prestado

Leia mais

A alteração à sobretaxa de IRS já nos vencimentos de janeiro!

A alteração à sobretaxa de IRS já nos vencimentos de janeiro! A alteração à sobretaxa de IRS já nos vencimentos de janeiro! Documento FAQs 1 No recibo de vencimento, não aparece a taxa da sobretaxa, só o valor calculado Efetivamente esse é o comportamento da aplicação,

Leia mais

Trata-se de uma situação excecional para vigorar apenas no ano em curso.

Trata-se de uma situação excecional para vigorar apenas no ano em curso. PL 157/2013 Exposição de Motivos Na sequência da decisão do Tribunal Constitucional sobre o Orçamento do Estado do ano de 2012, a Lei do Orçamento do Estado para 2013 estabeleceu que um dos subsídios anteriormente

Leia mais

COMO CALCULAR A RETENÇÃO DE IRS, A CES, A SOBRETAXA DE 3,5%, E A REMUNERAÇÃO OU PENSÃO LIQUIDA QUE RECEBERÁ NO FIM DO MÊS?

COMO CALCULAR A RETENÇÃO DE IRS, A CES, A SOBRETAXA DE 3,5%, E A REMUNERAÇÃO OU PENSÃO LIQUIDA QUE RECEBERÁ NO FIM DO MÊS? Como se calcula a retenção de IRS, a CES, a sobretaxa de IRS de 3,5% e o valor liquido a receber Pág. 1 COMO CALCULAR A RETENÇÃO DE IRS, A CES, A SOBRETAXA DE 3,5%, E A REMUNERAÇÃO OU PENSÃO LIQUIDA QUE

Leia mais

Artigo 1.º. Objecto. Artigo 2.º

Artigo 1.º. Objecto. Artigo 2.º Através do presente diploma procede-se à alteração dos Decretos-Lei n.º 118/83, de 27 de fevereiro, alterado pelos Decretos-Lei n.ºs 90/98, de 14 de abril, 279/99, de 26 de julho, e 234/2005, de 30 de

Leia mais

4042 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N.o de Julho de 2004 N.o de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4041

4042 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N.o de Julho de 2004 N.o de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4041 4042 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A N.o 154 2 de Julho de 2004 N.o 154 2 de Julho de 2004 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-A 4041 Declaração de Rectificação n.o 60/2004 Para os devidos efeitos, se declara que

Leia mais

Sobretaxa extraordinária 2016 e ficheiro mensal de remunerações

Sobretaxa extraordinária 2016 e ficheiro mensal de remunerações Sobretaxa extraordinária 2016 e ficheiro mensal de remunerações A Softnova já procedeu à alteração do módulo de Gestão de Pessoal, para contemplar o cálculo da sobretaxa extraordinária, gerar o ficheiro

Leia mais

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 3/2009, de 13 de Janeiro Regula os efeitos jurídicos dos períodos de prestação de serviço militar de antigos combatentes para efeitos de atribuição dos benefícios previstos nas Leis n. os 9/2002,

Leia mais

Nota de enquadramento à norma de redução remuneratória

Nota de enquadramento à norma de redução remuneratória Nota de enquadramento à norma de redução remuneratória 1. A norma da redução remuneratória assegura uma diminuição global de 5% na despesa com remunerações, conjugando-se com o impedimento de quaisquer

Leia mais

SEGUROS DE VIDA IRS 2017

SEGUROS DE VIDA IRS 2017 SEGUROS DE VIDA IRS 2017 (Lei n.º 42/2016 de 28 de dezembro) generali.pt 2 IRS 2017 - Seguros de Vida Índice I. Seguros de Vida 1. Dedução dos prémios... 3 2. Tributação dos benefícios... 3 2.1. Indemnizações

Leia mais

APOIO PRINCIPAL: Orçamento do Estado 2013

APOIO PRINCIPAL: Orçamento do Estado 2013 APOIO PRINCIPAL: Orçamento do Estado 2013 AGENDA Redução Remuneratória Duodécimos Subsídio de Natal Faltas por Doença Subsídio de Férias IRS CES Horário de Trabalho Esclarecimentos Horário de Trabalho

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2014

NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2014 NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2014 ASSUNTO: Alterações do Classificador Económico de Despesas Na elaboração das requisições de pessoal do corrente ano de 2014 deverá ter-se em atenção as presentes orientações:

Leia mais

SEGUROS DE VIDA IRS 2016

SEGUROS DE VIDA IRS 2016 SEGUROS DE VIDA IRS 2016 (Lei n.º 7 - A/2016 de 30 de Março) generali.pt 2 IRS 2016 - Seguros de Vida Índice I II III Seguros de Vida 1. Dedução dos prémios... 3 2. Tributação dos benefícios... 3 2.1.

Leia mais

TABELAS SALARIAIS E IRS (com aplicação das novas tabelas de IRS para 2017)

TABELAS SALARIAIS E IRS (com aplicação das novas tabelas de IRS para 2017) 1.581,91 N/CAS S/FILHOS 17,90% 283,16 0,00 55,37 174,01 94,92 1.164,29 1.026,59 e) 513,30 1.581,91 N/CAS 1/FILHO 15,50% 245,20 0,00 55,37 174,01 94,92 1.202,26 1.063,04 e) 531,52 1º Escalão 1.581,91 N/CAS

Leia mais

Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública. Despacho de 3 de dezembro de 2013

Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública. Despacho de 3 de dezembro de 2013 Secretarias de Estado do Orçamento, dos Assuntos Fiscais e da Administração Pública Despacho de 3 de dezembro de 2013 ASSUNTO: Procedimentos para a operacionalização do pagamento das compensações no âmbito

Leia mais

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT)

DECLARAÇÃO MENSAL DE REMUNERAÇÕES (AT) Os dados recolhidos são processados automaticamente, destinando-se à prossecução das atribuições legalmente cometidas à administração fiscal. Os interessados poderão aceder à informação que lhes diga respeito

Leia mais

Tabelas de retenção na fonte para o continente Tabela I Trabalho dependente. Não casado

Tabelas de retenção na fonte para o continente Tabela I Trabalho dependente. Não casado 6644-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 24 3 de Fevereiro de 2011 PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Gabinete do Ministro Despacho n.º 2517-A/2011 Em execução do disposto no

Leia mais

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação. Descontos para a A.D.S.E.

Ministério das Finanças Instituto de Informática. Departamento de Sistemas de Informação. Descontos para a A.D.S.E. Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Descontos para a A.D.S.E. Versão 6.0-2009 ÍNDICE 1 OBJECTIVO 3 2 TRATAMENTOS PRÉVIOS 3 2.1 Situação Remuneratória

Leia mais

Diferenciação Funcional V6.70 SR2 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Versão 1.0

Diferenciação Funcional V6.70 SR2 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Versão 1.0 Diferenciação Funcional V6.70 SR2 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Versão 1.0 Junho de 2011 Índice Índice... 2 Introdução... 3 Funcionalidades em Maintenance Builds... 4 Recursos Humanos... 4 Controlar o número máximo

Leia mais

Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011:

Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011: Tabelas de Retenção na fonte de IRS para 2011: Tabelas de retenção na fonte de IRS, para o continente - 2011 Aprovadas pelo Despacho n.º 2517-A/2011, (IIª Serie DR), de 3 de Fevereiro TABELA I Trabalho

Leia mais

Lei n.º 75/2014 de 12 de setembro Estabelece os mecanismos das reduções remuneratórias temporárias e as condições da sua reversão

Lei n.º 75/2014 de 12 de setembro Estabelece os mecanismos das reduções remuneratórias temporárias e as condições da sua reversão Lei n.º 75/2014 de 12 de setembro Estabelece os mecanismos das reduções remuneratórias temporárias e as condições da sua reversão A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º

Leia mais

ANTES DE ACTUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ACTUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.62 Março de 2011 Este documento refere as principais alterações implementadas na versão 5.3.62 e passa a fazer parte integrante do manual do programa. ANTES

Leia mais

NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2012

NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA NOTA INFORMATIVA Nº 3 / DGPGF / 2012 ASSUNTO: PROCESSAMENTO DE REMUNERAÇÕES EM 2013 Tendo em atenção a necessidade de obtenção de melhores indicadores de gestão, que permitam

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 17 de fevereiro de Série. Número 32

JORNAL OFICIAL. Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 17 de fevereiro de Série. Número 32 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012 Série Suplemento Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho Aprova as tabelas de retenção na fonte para vigorarem

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira.

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as tabelas de retenção de IRS na fonte para vigorarem durante o ano de 2016 na Região Autónoma da Madeira. MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma Despacho n.º 1/2016/M, de 26 de janeiro Estado: vigente

Leia mais

Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte:

Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro. A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: Lei n.º 66-B/2012, de 31 de dezembro A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea g) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: ( ) Artigo 116.º Alteração ao Código dos Regimes Contributivos

Leia mais

Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação

Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Ministério das Finanças Instituto de Informática Departamento de Sistemas de Informação Relações Contributivas para a Caixa Geral de Aposentações Versão 6.0-2009 ÍNDICE 1 VERSÃO 6.0-2009 3 1.1 Novas Funcionalidades

Leia mais

Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015

Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015 Calendário das Obrigações Fiscais e Parafiscais para o mês de MAIO DE 2015 OBRIGAÇÕES RELATIVAS AO IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS SINGULARES (IRS) E IMPOSTO SOBRE O RENDIMENTO DAS PESSOAS COLETIVAS

Leia mais

PARECER JURÍDICO N.º 4 / CCDR-LVT / Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO RECURSOS HUMANOS. A autarquia refere o seguinte:

PARECER JURÍDICO N.º 4 / CCDR-LVT / Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO RECURSOS HUMANOS. A autarquia refere o seguinte: Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA ASSUNTO GESTÃO RECURSOS HUMANOS A autarquia refere o seguinte: QUESTÃO Dispõe o artigo 28.º n.º 2 da Lei 66-B/2012, de 31 de Dezembro (Orçamento de Estado

Leia mais

PARECER JURÍDICO N.º 47 / CCDR-LVT / Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS

PARECER JURÍDICO N.º 47 / CCDR-LVT / Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS Validade Válido JURISTA MARTA ALMEIDA TEIXEIRA ASSUNTO GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS QUESTÃO A Junta de Freguesia pretende saber o seguinte: 1. O regime de incompatibilidades do art. 78.º do Estatuto da

Leia mais

Trabalhadores dependentes

Trabalhadores dependentes Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social - Principais alterações Trabalhadores dependentes Ana Duarte PwC Agenda 1. Base de incidência (novas componentes) 2. Taxas 3.

Leia mais

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL?

EM QUE CONSISTE? QUAL A LEGISLAÇÃO APLICÁVEL? EM QUE CONSISTE? As entidades devedoras de pensões, com exceção das de alimentos, são obrigadas a reter o Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) no momento do seu pagamento ou colocação

Leia mais

PORTARIA N.º 4 /05. de 17 de Janeiro

PORTARIA N.º 4 /05. de 17 de Janeiro MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E PLANEAMENTO GABINETE DO MINISTRO PORTARIA N.º 4 /05 de 17 de Janeiro As alterações introduzidas no Orçamento do Estado para 2005 para vigorarem a partir de 1 de Janeiro, nomeadamente,

Leia mais

CIRCULAR INFORMATIVA. Saúde, retificado. Saúde. 5. Como devem nos termos. Estatuto de. No n.º 1 do. artigo 12.º 2012; dezembro, seguir se indica:

CIRCULAR INFORMATIVA. Saúde, retificado. Saúde. 5. Como devem nos termos. Estatuto de. No n.º 1 do. artigo 12.º 2012; dezembro, seguir se indica: CIRCULAR INFORMATIVA Para conhecimento de todos os serviços e organismos dependentes do Ministério da Saúde N.º 11/2012 DATA 18/10/ /2012 ASSUNTO: Atualização das FAQ n.º ºs 5 e 7 da Circular Informativa

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE LOCAL PARTE A PARTE B

IDENTIFICAÇÃO DA UNIDADE LOCAL PARTE A PARTE B INSTRUMENTO DE NOTAÇÃO DO SISTEMA ESTATÍSTICO NACIONAL (LEI 22/2008, DE 13 DE MAIO), DE RESPOSTA OBRIGATÓRIA, REGISTADO NO INE SOB O Nº 10036 VÁLIDO ATÉ 31-12-2016 ANTES DE RESPONDER LEIA ATENTAMENTE AS

Leia mais

PARENTALIDADE CÁLCULO DE SUBSÍDIOS INTEGRAÇÃO DO FET

PARENTALIDADE CÁLCULO DE SUBSÍDIOS INTEGRAÇÃO DO FET Av. Coronel Eduardo Galhardo 22B,1199-007 Lisboa Tel.218161710 Fax 218150095 E-mail: sti_geral@netcabo.pt www.stimpostos.pt Trabalhadores Impostos NOTA INFORMATIVA Nº 14/2010 15/07/2010 PARENTALIDADE CÁLCULO

Leia mais

ANTES DE ACTUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ACTUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.60 Fevereiro de 2011 Este documento refere as principais alterações implementadas na versão 5.3.60 e passa a fazer parte integrante do manual do programa.

Leia mais

22 de julho de 2016 Número 128

22 de julho de 2016 Número 128 22 de julho de 2016 3 SECRETARIA REGIONAL DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Despacho n.º 301/2016 Em execução do disposto no Código do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) assim

Leia mais

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2015

OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2015 OFÍCIO CIRCULAR Nº 2 / DGPGF / 2015 Às Escolas Básicas e Secundárias. Agrupamentos de Escolas Escolas Profissionais Públicas. X X X DATA: 2015/janeiro/07 ASSUNTO: Processamento de Remunerações em 2015

Leia mais

Exmo. Senhor (Nome e morada)

Exmo. Senhor (Nome e morada) Exmo. Senhor (Nome e morada) Na sequência da reclamação apresentada em (data de apresentação da reclamação), do acto de processamento do seu vencimento, relativo ao mês de Janeiro de 2011, e em resposta

Leia mais

Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença

Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença Orçamento do Estado 2013 Medidas que fazem diferença Dezembro 2012 Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) 2012 Deloitte & Associados SROC, S.A. Categoria A Rendimentos do trabalho dependente

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 41/XIII/1.ª

PROJETO DE LEI N.º 41/XIII/1.ª PROJETO DE LEI N.º 41/XIII/1.ª REGULA A APLICAÇÃO EM 2016 DE MATÉRIAS FISCAIS CONSTANTES DA LEI QUE APROVOU O ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2015 Exposição de Motivos De acordo com a Lei de Enquadramento Orçamental

Leia mais

Decreto-Lei n.º 361/98, de 18 de Novembro *

Decreto-Lei n.º 361/98, de 18 de Novembro * Decreto-Lei n.º 361/98, de 18 de Novembro * De harmonia com princípios constitucionalmente previstos e tendo em conta o estabelecido no artigo 70.º da Lei n.º 28/84, de 14 de Agosto, foi instituído o regime

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 22 de julho de Série. Número 128

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Sexta-feira, 22 de julho de Série. Número 128 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Série Sumário SECRETARIAS REGIONAIS DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PUBLICA E DE AGRICULTURA E PESCAS Despacho conjunto n.º 85/2016

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES 5368 Diário da República, 1.ª série N.º 204 22 de outubro de 2014 Polo de captação de Faias REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Assembleia Legislativa Resolução da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 6/XIII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 6/XIII. Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 6/XIII Exposição de Motivos De acordo com a Lei de Enquadramento Orçamental (LEO), quando o termo da legislatura ocorre depois de 15 de outubro o Orçamento do Estado deve ser apresentado

Leia mais

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de Série. Número 14

JORNAL OFICIAL. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Terça-feira, 21 de janeiro de Série. Número 14 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Terça-feira, 21 de janeiro de 2014 Série Sumário SECRETARIA REGIONAL DO PLANO E FINANÇAS Despacho n.º 8/2014 Aprova as tabelas de retenção na fonte, em euros,

Leia mais

Circular. ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013

Circular. ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013 Circular N/REFª: 17/2012 DATA: 28/01/2013 ASSUNTO: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2013 Exmos. Senhores, Junto se remete informação

Leia mais

Decreto Legislativo Regional n.º14/2010/m, de 5 de Agosto-Série I, n.º151

Decreto Legislativo Regional n.º14/2010/m, de 5 de Agosto-Série I, n.º151 Alteração ao Decreto Legislativo Regional n.º 34/2009/M, de 31 de Dezembro A Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, aprovou, por intermédio do Decreto Legislativo Regional n.º 34/2009/M,

Leia mais

IRS IRC IMI IMT EBF

IRS IRC IMI IMT EBF ADENDA AO IRS IRC IMI IMT EBF - 2011 TABELAS DE RETENÇÃO NA FONTE Despacho n.º 2517-A/2011 de 3 de Fevereiro Tabelas de retenção na fonte Diário da República, 2.ª série, n.º 24, de 3 de Fevereiro de 2011

Leia mais

CIRCULAR. Assunto: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano A Secretária-Geral

CIRCULAR. Assunto: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano A Secretária-Geral CIRCULAR N/REFª: 02/2014 DATA: 2 de Janeiro de 2014 Assunto: Regime temporário de pagamento (fraccionado) dos subsídios de Natal e de férias para vigorar durante o ano 2014 Exmos. Senhores, A Lei n.º 83-C/2013,

Leia mais

NOVO MODELO 3 DE IRS

NOVO MODELO 3 DE IRS NOVO MODELO 3 DE IRS EM VIGOR A Portaria n.º 421/2012de 2 1/12, DRn.º247 SérieI - Aprova os novos modelos de impressos a que se refere o n.º 1 do artigo 57.º do Código do IRS Anexos alterados: -Declaração

Leia mais

GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO REGIME DE PROTEÇÃO SOCIAL DE TRABALHADORES EM FUNÇÕES PÚBLICAS INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Regime de Proteção Social de Trabalhadores em Funções Públicas

Leia mais

PARTE F REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Diário da República, 2.ª série N.º 24 4 de fevereiro de Secretaria Regional do Plano e Finanças

PARTE F REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Diário da República, 2.ª série N.º 24 4 de fevereiro de Secretaria Regional do Plano e Finanças 3484 Diário da República, 2.ª série N.º 24 4 de fevereiro de 2014 PARTE F REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Secretaria Regional do Plano e Finanças Gabinete do Secretário Regional Despacho n.º 1/2014/M Em execução

Leia mais

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social

Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Propostas na área do Trabalho e Segurança Social Proposta de Alteração PROPOSTA DE LEI N.º 103/XII ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2013 Capítulo I Aprovação do Orçamento Artigo 7.º Transferências orçamentais

Leia mais

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores

Legislação. Resumo: Despacho que aprova as novas tabelas de retenção na fonte na Região Autónoma dos Açores MOD. 4.3 Classificação: 0 6 0. 0 1. 0 1 Segurança: P úbl i c a Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Diploma Despacho n.º 6131-A/2015, 4 de junho Estado: vigente Legislação

Leia mais

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º

CIRCULAR N.º 4/2016. Tabelas de retenção. Procedimentos. Decreto Legislativo Regional n.º 2/99/A, de 20/01 Artigo 4º f Classificação: 0 00. 1 0. 9 4 Segurança: P ú blic a Processo: 4/2016 GABINETE DO DIRETOR GERAL GABINETE DO DIRETOR GERAL Direção de Serviços do Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (DSIRS)

Leia mais

ADSE - BENEFICIÁRIOS

ADSE - BENEFICIÁRIOS QUEM SE PODE INSCREVER NA ADSE? Podem ser inscritos na ADSE: Os trabalhadores com relação jurídica de emprego público da administração central, regional e local, desde que estejam inscritos na Caixa Geral

Leia mais

Sessões de esclarecimento online. Perguntas mais frequentes sobre. Jan.2011

Sessões de esclarecimento online. Perguntas mais frequentes sobre. Jan.2011 Sessões de esclarecimento online Perguntas mais frequentes sobre Código Contributivo Jan.2011 Ainda temos a versão 2010 da PHC. Como podemos aplicar o que referiram até termos a versão 2011? Não é possível

Leia mais

GUIA PRÁTICO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO MEDIDA EXCECIONAL DE APOIO AO EMPREGO: REDUÇÃO DE 0,75 PONTOS PERCENTUAIS DA TAXA CONTRIBUTIVA PARA A SEGURANÇA SOCIAL A CARGO DA ENTIDADE EMPREGADORA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA

Leia mais

PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS (2) Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de Gabinete do Ministro

PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS (2) Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de Gabinete do Ministro 9052-(2) Diário da República, 2.ª série N.º 50 9 de março de 2012 PARTE C MINISTÉRIO DAS FINANÇAS Gabinete do Ministro Despacho n.º 3568-A/2012 Em execução do disposto no Decreto -Lei n.º 42/91, de 22

Leia mais

Marconi O que preciso de saber sobre a transferência de Fundos de Pensões e o novo enquadramento na Segurança Social

Marconi O que preciso de saber sobre a transferência de Fundos de Pensões e o novo enquadramento na Segurança Social O que preciso de saber sobre a transferência de Fundos de Pensões e o novo enquadramento na Segurança Social Direcção de Recursos Humanos 13.01.2011 Este documento é propriedade intelectual da PT e fica

Leia mais

DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES MENSAIS. Portaria n.º 6/2013, de 10 de janeiro

DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES MENSAIS. Portaria n.º 6/2013, de 10 de janeiro DECLARAÇÃO DE REMUNERAÇÕES Portaria n.º 6/2013, de 10 de janeiro QUEM DEVE APRESENTAR A DECLARAÇÃO: Pessoas ou entidades que tenham pago ou colocado à disposição rendimentos do trabalho dependente (cat.

Leia mais

V Encontro Nacional de Sargentos

V Encontro Nacional de Sargentos V Encontro Nacional de Sargentos Firmes e Unidos, até que a Lei se Cumpra Forças Armadas e Associativismo Questões socioprofissionais Lisboa Cinema São Jorge 9 de Junho de 2007 Os assuntos relacionados

Leia mais

Despacho n.º 706-A/2014 de 15/01, DR n.º 10 Série II

Despacho n.º 706-A/2014 de 15/01, DR n.º 10 Série II Tabelas de retenção na fonte 2014 Em execução do disposto no Decreto-Lei n.º 42/91, de 22 de janeiro, diploma quadro do regime de retenção na fonte em sede de imposto sobre o rendimento das pessoas singulares

Leia mais

O IRS no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting

O IRS no Orçamento do Estado para Audit Tax Advisory Consulting Audit Tax Advisory Consulting Tributação "Subsídio de Refeição" Tributado na parte que exceder em 50% o limite legal ou 70% se for atribuído através de vales de refeição Tributado na parte que exceder

Leia mais

ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES

ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES ADAPTA O REGIME DA CAIXA GERAL DE APOSENTAÇÕES AO REGIME GERAL DA SEGURANÇA SOCIAL EM MATÉRIA DE APOSENTAÇÃO E CÁLCULO DE PENSÕES APROVADO PELA LEI N.º 52/2007, DE 31 DE AGOSTO ALTERADA PELOS SEGUINTES

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO FUNDO DE ACIDENTES DE TRABALHO RECEITAS E REEMBOLSOS ÀS EMPRESAS DE SEGUROS. CAPÍTULO I Disposições gerais

PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO FUNDO DE ACIDENTES DE TRABALHO RECEITAS E REEMBOLSOS ÀS EMPRESAS DE SEGUROS. CAPÍTULO I Disposições gerais PROJECTO DE REGULAMENTAÇÃO FUNDO DE ACIDENTES DE TRABALHO RECEITAS E REEMBOLSOS ÀS EMPRESAS DE SEGUROS CAPÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Objecto 1 A presente Norma Regulamentar tem por objecto estabelecer

Leia mais

Grupo Parlamentar PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PROPOSTA DE LEI 42/XI ORÇAMENTO DO ESTADO PARA Artigo 66.º

Grupo Parlamentar PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PROPOSTA DE LEI 42/XI ORÇAMENTO DO ESTADO PARA Artigo 66.º Grupo Parlamentar PROPOSTA DE ALTERAÇÃO PROPOSTA DE LEI 42/XI ORÇAMENTO DO ESTADO PARA 2011 Artigo 66.º Alteração à Lei n.º 110/2009, de 16 de Setembro 1- Os artigos 4.º e 6.º da Lei n.º 110/2009, de 16

Leia mais

RELAÇÃO JURÍDICA CONTRIBUTIVA

RELAÇÃO JURÍDICA CONTRIBUTIVA Delimitação da base de incidência contributiva Despesasresultantes da utilização pessoal pelo Trabalhador, de viatura automóvel que gere encargos para a entidade empregadora, previsto em acordo escrito

Leia mais

REGIME DOS TRABALHADORES INDEPENDENTES

REGIME DOS TRABALHADORES INDEPENDENTES REGIME DOS TRABALHADORES INDEPENDENTES TERESA FERNANDES 1 REGIME DOS TRABALHADORES INDEPENDENTES Âmbito Pessoal Âmbito Material Relação Jurídica de Vinculação Relação Jurídica Contributiva 2 ÂMBITO PESSOAL

Leia mais

Gabinetes dos Secretários de Estado do Orçamento e da Administração Pública DESPACHO

Gabinetes dos Secretários de Estado do Orçamento e da Administração Pública DESPACHO DESPACHO Para efeitos de apoio à implementação das medidas previstas na Lei do Orçamento do Estado para 2013, é aprovada a nota técnica em anexo, a qual deverá ser divulgada pela Direção Geral do Orçamento

Leia mais

DECRETO N.º 32/VIII. Artigo 1.º. Os artigos 2.º, 9.º e 20.º do Decreto-Lei n.º 236/99 de 25 de Junho passam a ter a seguinte redacção: "Artigo 2º

DECRETO N.º 32/VIII. Artigo 1.º. Os artigos 2.º, 9.º e 20.º do Decreto-Lei n.º 236/99 de 25 de Junho passam a ter a seguinte redacção: Artigo 2º DECRETO N.º 32/VIII PRIMEIRA ALTERAÇÃO, POR APRECIAÇÃO PARLAMENTAR, DO DECRETO-LEI N.º 236/99, DE 25 DE JUNHO QUE "APROVA O NOVO ESTATUTO DOS MILITARES DAS FORÇAS ARMADAS" A Assembleia da República decreta,

Leia mais

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO

COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO PÓS-TROIKA O QUE MUDOU NOS DESPEDIMENTOS? Autora: Sofia Pamplona, Associada na TELLES. COMPENSAÇÃO DEVIDA PELA CESSAÇÃO DO CONTRATO DE TRABALHO LEI N.º 69/2013, DE 30 DE AGOSTO 1 CONTRATO DE TRABALHO CELEBRADO

Leia mais

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES FAQ s Regime Geral de Segurança Social dos Trabalhadores Independentes

PERGUNTAS MAIS FREQUENTES FAQ s Regime Geral de Segurança Social dos Trabalhadores Independentes PERGUNTAS MAIS FREQUENTES FAQ s Regime Geral de Segurança Social dos Trabalhadores Independentes 1 Que categorias profissionais se encontram abrangidas pelo regime dos trabalhadores independentes? Estão

Leia mais

Estatuto e Financiamento da ADSE

Estatuto e Financiamento da ADSE Estatuto e Financiamento da ADSE Conversas de Fim de Tarde Porto 30-06-2017 Filipe Ribeiro Agenda - História - 2015 e agora? - 2016 a escolha do caminho - 2017 a nova ADSE História História 1963 Criada

Leia mais

CATÁLOGO RECURSOS HUMANOS

CATÁLOGO RECURSOS HUMANOS CATÁLOGO RECURSOS HUMANOS MÓDULO DE RECURSOS HUMANOS A solução de Recursos Humanos permite a qualquer entidade, realizar facilmente a coordenação das atividades dos seus colaboradores e automatizar a ocupação

Leia mais

IRS: Novas tabelas de retenção na fonte serão aplicadas a partir de

IRS: Novas tabelas de retenção na fonte serão aplicadas a partir de 15/04/2016 IRS: Novas tabelas de retenção na fonte serão aplicadas a partir de Maio IRS: Novas tabelas de retenção na fonte serão aplicadas a partir de Maio Ontem 16:31 Lígia Simões ligia.simoes@economico.pt

Leia mais

IRS AUTOMÁTICO. Formador: Paulo Marques

IRS AUTOMÁTICO. Formador: Paulo Marques IRS AUTOMÁTICO Formador: Paulo Marques paulomarques@asconta.pt 966 777 506 IRS Novo! Medida no âmbito do Programa Simplex+ e pretende avançar para o fim gradual da necessidade de preenchimento da declaração

Leia mais

Principais alterações do novo Regime Contributivo da Seg. Social

Principais alterações do novo Regime Contributivo da Seg. Social Principais alterações do novo Regime Contributivo da Seg. Social Introdução: Neste documento serão apresentadas as principais alterações do Código de Regimes Contributivos do Sistema Previdencial da Segurança

Leia mais

Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais

Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais 03-02-12 - Fisco clarifica alterações a várias declarações fiscais Na sequência das alterações introduzidas ao Código do IRS pela Lei do Orçamento do Estado para 2011, e pela Lei que aprovou a sobretaxa

Leia mais

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5)

Legislação. Publicação: Diário da República n.º 90/2016, 1º Suplemento, Série II de , páginas (2) a (5) Classificação: 060.01.01 Segurança: Pública Processo: Direção de Serviços de Comunicação e Apoio ao Contribuinte Legislação Diploma - Despacho n.º 6201-A/2016, de 10 de maio Estado: vigente Resumo: Despacho

Leia mais

FISCALIDADE (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR

FISCALIDADE (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR FISCALIDADE 2010 (Lei n.º 3-B/2010 de 28 de Abril e Lei nº 12-A/2010 de 30 de Junho) SEGUROS DE VIDA E PLANOS POUPANÇA REFORMA PPR Página 2 de 9 Fiscalidade 2009 Seguros Vida/PPR Fiscalidade 2010 JULHO/2010

Leia mais

v6.80 AP - Continuidade ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Versão 9.1 Fevereiro de 2016 (última atualização em )

v6.80 AP - Continuidade ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Versão 9.1 Fevereiro de 2016 (última atualização em ) v6.80 AP - Continuidade ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Versão 9.1 Fevereiro de 2016 (última atualização em 11.02.2016) Índice Índice... 2 Introdução... 4 Publicação a 11 de fevereiro de 2016... 6 Publicação a 14

Leia mais

A DESPESA COM O PESSOAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA REDUZ-SE MILHÕES DE EUROS ENTRE 2011 E 2013!

A DESPESA COM O PESSOAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA REDUZ-SE MILHÕES DE EUROS ENTRE 2011 E 2013! A DESPESA COM O PESSOAL DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA REDUZ-SE 3.800 MILHÕES DE EUROS ENTRE 2011 E 2013! 1. Quais são as medidas de Consolidação Orçamental que mais afetam os trabalhadores da AP e os aposentados?

Leia mais

COLECTÂNEA DE LEGISLAÇÃO BÁSICA INCLUÍDA

COLECTÂNEA DE LEGISLAÇÃO BÁSICA INCLUÍDA ÍNDICE PREFÁCIO 7 NOTA PRÉVIA 9 SIGLAS UTILIZADAS 13 Capo I - Algumas considerações introdutórias. A relação jurídica de emprego público na Administração Pública 15 Capo II - Âmbito de aplicação subjectivo

Leia mais

Estatuto remuneratório fixado

Estatuto remuneratório fixado Estatuto remuneratório fixado O estatuto remuneratório dos órgãos sociais para o mandato 2015-2017, fixado por deliberação social unânime por escrito de 1 de julho de 2015, estabelece: 1. Mesa Assembleia

Leia mais

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.76 janeiro de 2013 (documento atualizado em 04/01/2012 com o lançamento da versão 5.3.76b) Este documento refere as principais alterações implementadas na

Leia mais

Legislação REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA. Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M

Legislação REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA - ASSEMBLEIA LEGISLATIVA. Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M Legislação Diploma Decreto Legislativo Regional n.º 5-A/2014/M Estado: Vigente Resumo: Altera o regime jurídico da derrama regional Publicação: Diário da República n.º 140, Série I, 1.º suplemento, de

Leia mais

CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO. Actualização N.º 2

CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO. Actualização N.º 2 CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO Actualização N.º 2 Código de Processo do Trabalho 2 TÍTULO: AUTORES: CÓDIGO DE PROCESSO DO TRABALHO Actualização N.º 2 Texto da Lei EDITOR: EDIÇÕES ALMEDINA, SA RUA DA ESTRELA,

Leia mais

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO

ANTES DE ATUALIZAR O PROGRAMA PARA ESTA NOVA VERSÃO GPV Gestão de Pessoal e Vencimentos Versão 5.3.69 Setembro de 2011 Este documento refere as principais alterações implementadas na versão 5.3.69 e passa a fazer parte integrante do manual do programa.

Leia mais

Reforma do regime de aposentação da função pública

Reforma do regime de aposentação da função pública Reforma do regime de aposentação da função pública Ministério das Finanças e da Administração Pública Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social Caixa Geral de Aposentações 1 Princípios fundamentais

Leia mais