No decorrer deste manual, serão detalhados os procedimentos adotados para cada banco abaixo:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "No decorrer deste manual, serão detalhados os procedimentos adotados para cada banco abaixo:"

Transcrição

1 1

2 ÍNDICE Sumário INTRODUÇÃO... 3 BANCO BMG... 4 BANCO ITAÚ... 5 BANCO BONSUCESSO... 6 BV FINANCEIRA... 7 BANCO DAYCOVAL... 8 BANCO MATONE... 9 BANCO PARANÁ BANCO PAN BANCO SAFRA BANCO SABEMI BANCO SUL FINANCEIRA BANCO BIC BANCO BANCO INTERMEDIUM

3 INTRODUÇÃO Este manual tem o objetivo orientar o cadastro das ADE s no SISTEM FONTES destinado aos corretores parceiros que digitam os contratos nos sistema dos Bancos, bem como para o operacional da empresa. No decorrer deste manual, serão detalhados os procedimentos adotados para cada banco abaixo: BANCO BMG BANCO ITAÚ BANCO BONSUCESSO BV FINANCEIRA BANCO DAYCOVAL BANCO MATONE BANCO PARANÁ BANCO PAN BANCO SAFRA BANCO SABEMI BANCO SUL FINANCEIRA BANCO BIC BANCO BANCO INTERMEDIUM IMPORTANTE Informamos que as digitações das ADE s conforma padrões pré estabelecidos neste manual é de extrema importância. O não cumprimento poderá acarretar no atraso do pagamento das comissões. 3

4 BANCO BMG Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho do detalhe da proposta, conforme ilustrado na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do numero da ADE tem que ser conforme o destacado na seta vermelha acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (EX: ). 4

5 BANCO ITAÚ Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho do detalhe da proposta, conforme ilustrado na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do numero da ADE tem que ser conforme o destacado na seta laranja acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (EX: ). 5

6 BANCO BONSUCESSO Cadastrar no Sistema FONTES o Nº da ADE que gera assim que o contrato é digitado, conforme consta grifado em azul na imagem abaixo: OPERACIONAL: Após o pagamento da operação a ADE acima deverá ser trocada pelo número de contrato que consta no acompanhamento de contratos no Sistema ESTRELA GUIA, como abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do numero da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado em vermelho acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (EX: ). 6

7 BV FINANCEIRA Cadastrar no Sistema FONTES o Nº da ADE que gera assim que o contrato é digitado, conforme consta grifado em verde na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do número da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado em verde acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (EX: ). 7

8 BANCO DAYCOVAL Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho da PLANILHA DE PROPOSTA, conforme ilustrado na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do número da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado em vermelho acima, contendo o hífen e barra (EX: ) 8

9 BANCO MATONE Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho dos DADOS DA PROPOSTA, conforme ilustrado em amarelo na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do número da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado na seta amarela acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc (EX: ). 9

10 BANCO PARANÁ Cadastrar no sistema da Fontes o nº da ADE que consta no cabeçalho da Planilha da Proposta, conforme ilustrado abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do número da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado em vermelho acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc (EX: ). 10

11 BANCO PAN Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho da PLANILHA DE PROPOSTA SIMPLIFICADA, conforme indicado pelo destaque em vermelho na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do número da ADE tem que ser conforme o exemplo destacado em vermelho acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (Ex: ). 11

12 BANCO SAFRA Cadastrar no sistema FONTES o Nº DA PROPOSTA, conforme ilustrado na imagem abaixo: Obs. Nos casos de Portabilidade + refin é necessário informar no campo ADE o número de PROSPOSTA do refinanciamento e na observação incluir o número de proposta da portabilidade. 12

13 BANCO SABEMI Cadastrar no sistema FONTES o Nº DA PROPOSTA, conforme ilustrado na imagem abaixo do sistema do banco: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do numero da ADE deverá seguir o mesmo padrão informado pelo banco (EX ) 13

14 BANCO SUL FINANCEIRA Cadastrar no sistema FONTES o Nº da ADE que gera assim que o contrato é digitado, conforme consta em vermelho na imagem do sistema do banco: OPERACIONAL: Após o pagamento da operação a ADE acima deverá ser trocada pelo nº de contrato que consta na Planilha da proposta em CONTRATO. EX /

15 BANCO BIC BANCO Cadastrar no sistema FONTES o Nº da ADE que gera assim que o contrato é digitado, conforme consta em vermelho na imagem do sistema do banco: OPERACIONAL: Após o pagamento da operação a ADE acima deverá ser trocada pelo nº de contrato que consta na Planilha da proposta em CONTRATO. EX /

16 BANCO INTERMEDIUM Cadastrar no Sistema FONTES o Nº ADE que consta no cabeçalho da CAPA DE LOTE, conforme ilustrado na imagem abaixo: ATENÇÃO: Para este banco o cadastro do numero da ADE tem que ser conforme o destacado na seta vermelha acima, sem acréscimos de traços, pontos, hífens, etc. (EX: ). 16

PORTABILIDADE DE CRÉDITO

PORTABILIDADE DE CRÉDITO PORTABILIDADE DE CRÉDITO 1 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 3 1.1. Conceitos 3 1.2. Como funciona 3 1.3. Convênios disponíveis para Portabilidade 3 1.4. Documentação Para Liberação da Proposta 3 2.

Leia mais

13X 18x 24X 36X 48X 60x 2,5% 3,5% 4,5% 6,5% 8,5% 15% 0.09262 0.07080 0.05672 0.04287 0.03620 0.03240. 12x 24x 36x 48x 60x /// /// /// 6,0%

13X 18x 24X 36X 48X 60x 2,5% 3,5% 4,5% 6,5% 8,5% 15% 0.09262 0.07080 0.05672 0.04287 0.03620 0.03240. 12x 24x 36x 48x 60x /// /// /// 6,0% Vigência 17/03/2010 UNIBANCO Até 78 anos 60x FININVEST pra cálculos Fuscald 13X 18x 24X 36X 48X 60x 2,5% 3,5% 4,5% 6,5% 8,5% 15% 0.09262 0.07080 0.05672 0.04287 0.03620 0.03240 Pag 01 Ordem de pagamento

Leia mais

Lista de Aplicações Clique sobre o ativo para mais informações.

Lista de Aplicações Clique sobre o ativo para mais informações. Competência: 08/2012 Nome do Fundo: BANRISUL FLEX CREDITO PRIVADO FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA DE LONGO PRAZO CNPJ: 08.960.978/0001-07 Administrador: BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SA CNPJ: 92.702.067/0001-96

Leia mais

Sistema de Comissionamento Fontes Seguros.

Sistema de Comissionamento Fontes Seguros. Sistema de Comissionamento Fontes Seguros. Efetivação do Pagamento de Comissão O Pagamento das comissões é realizado com base nos relatórios recebido do banco com os seguros digitados e devidamente implantados,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015

Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015 Análise de Custo do Crédito 12 de Novembro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil,

Leia mais

Regras de Negócio EXÉRCITO. Versão: 01 10 2012. *Últimas atualizações destacadas em vermelho

Regras de Negócio EXÉRCITO. Versão: 01 10 2012. *Últimas atualizações destacadas em vermelho Regras de Negócio Versão: 01 10 2012 *Últimas atualizações destacadas em vermelho POLÍTICA DE CRÉDITO RECURSOS PRÓPRIOS 1. Públicos alvo Servidores militares ativos, inativos e pensionistas. 2. Limites

Leia mais

Regras de Negócio AERONÁUTICA

Regras de Negócio AERONÁUTICA Regras de Negócio Versão: 08082011 POLÍTICA DE CRÉDITO BRADESCO PROMOTORA 1. Públicos alvo Servidores militares ativos, inativos e pensionistas. 2. Limites Limite de idade De 21 a 69 anos 11 meses 29 dias

Leia mais

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12

6.1. Inserir... 09 6.2. Consultar... 10 6.3. Listar Todos... 11 6.4. Alterar... 12 7. BENEFÍCIOS... 12 Sumário 1. APRESENTAÇÃO INICIAL... 03 2. EMPRESA... 03 3. UNIDADE... 03 3.1. Consultar... 03 3.2. Listar Todas... 04 4. SETOR... 05 4.1. Consultar... 05 4.2. Inserir... 05 4.3. Listar... 06 5. FUNÇÃO...

Leia mais

Roteiro Operacional (Parceiros) Defensoria Publica de Minas Gerais. Características do Produto. Definida pela Diretoria. TC:

Roteiro Operacional (Parceiros) Defensoria Publica de Minas Gerais. Características do Produto. Definida pela Diretoria. TC: Roteiro Operacional (Parceiros) Defensoria Publica de Minas Gerais Características do Produto Público Alvo: Servidores Efetivos; Aposentados; Pensionistas; Bolsista do Estado de Minas Gerais. Taxa: Definida

Leia mais

I. Personalizando a Área de Trabalho

I. Personalizando a Área de Trabalho 1 I. Personalizando a Área de Trabalho Área de Trabalho (desktop) do Novo Painel de Negociação do Home broker: Existem quatro desktops disponíveis para uso. Para alternar entre um e outro, clique sobre

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015

Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015 Análise de Custo do Crédito 02 de Outubro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Universidade Federal do Paraná - Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067

Universidade Federal do Paraná - Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Universidade Federal do Paraná - Curso de Engenharia Elétrica Laboratório de Engenharia Elétrica V TE067 Resistores Fixos de Película de Carbono ou Película Metálica Prof. Dr. Ewaldo L. M. Mehl, UFPR,

Leia mais

O formato das listas está ilustrado como exemplo na figura a seguir ( Cadastro de Talhão ):

O formato das listas está ilustrado como exemplo na figura a seguir ( Cadastro de Talhão ): GUIA GERAL DE UTILIZAÇÃO DA PLANILHA DE IMPORTAÇÃO A tela inicial da planilha de importação é: As informações de cabeçalho são sobre quais dados a planilha de importação se refere: Nome da Fazenda, Nome

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI.

SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI. SOLICITAÇÃO DE ABONO E FÉRIAS UTILIZANDO O SEI. A criação de solicitação de abono e férias é realizada através da criação de um processo do tipo desejado e, em seguida, inclusão de um documento do tipo

Leia mais

3. Digitar Matrícula, CPF e Caracteres Solicitados: 1. PÚBLICO ALVO

3. Digitar Matrícula, CPF e Caracteres Solicitados: 1. PÚBLICO ALVO Instituto de Previdência dos Servidores Militares - IPSM - MG ROC.04.03 Versão: 06 Exclusivo para Uso Externo RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Inst. de Prev. dos Servidores Militares

Leia mais

PROSEG ADMINISTRADORA E CORRETORA DE SEGUROS LTDA. MANUAL SISTEMA MULTICÁLCULO

PROSEG ADMINISTRADORA E CORRETORA DE SEGUROS LTDA. MANUAL SISTEMA MULTICÁLCULO PROSEG ADMINISTRADORA E CORRETORA DE SEGUROS LTDA. MANUAL SISTEMA MULTICÁLCULO Versão 2013 Índice Introdução... 3 Login e Senha... 3 Calcular Seguro... 4 Seguradoras Parceiras... 4 1. Dados do Segurado...

Leia mais

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A.

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Sistema Auto Frota Itaú Seguros de Auto e Residência S.A Como Acessar Acesse o Portal do corretor www.itauseguros.com.br/portal, no caminho: Home> Meus Negócios> Cotações e Propostas> Auto Frota> Cotação

Leia mais

Análise de Circuitos I Sumário

Análise de Circuitos I Sumário Sumário CODIFICAÇÃO DE CORES PARA RESISTORES DE 4 FAIXAS...3 CODIFICAÇÃO DE CORES PARA RESISTORES DE 5 FAIXAS...5 VALORES PADRONIZADOS PARA RESISTORES DE PELÍCULA...7 Laboratório de Eletrônica Código de

Leia mais

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica

iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica Conteúdo iconnect 3.3 Atualizações Pesquisa Dinâmica... 3 1. Feedback do Cliente...3 1.1 Feedback do Cliente no Email da Pesquisa Dinâmica... 3 1.2 Página de

Leia mais

ACOMPANHAMENTO > ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTAS.

ACOMPANHAMENTO > ACOMPANHAMENTO DE PROPOSTAS. Prezado Agente; Este roteiro tem o objetivo de sanar as principais dúvidas sobre os procedimentos que devem ser adotados após a digitação do contrato e nas operações de RMC. Inicialmente, informamos que

Leia mais

Roteiro Operacional (Parceiros) CPA TJMG. Características do Produto

Roteiro Operacional (Parceiros) CPA TJMG. Características do Produto Roteiro Operacional (Parceiros) CPA TJMG Características do Produto Público Alvo: Servidores efetivos; Magistrados; Pensionistas ou outros beneficiários do TJMG. Taxa (*): Definida pela Diretoria. Tc:

Leia mais

Espaço para logotipos de patrocinador/ colaborador, se houver.

Espaço para logotipos de patrocinador/ colaborador, se houver. SUGESTÃO 1 Camiseta preta (Fatec ou Etec) SUGESTÃO 2 Camiseta azul (Fatec ou Etec) SUGESTÃO 3 Camiseta branca (Fatec ou Etec) SUGESTÃO 4 Camiseta amarela (Fatec ou Etec) SUGESTÃO 5 Camiseta verde (Fatec

Leia mais

MUNICÍPIO DE SÃO LUIS - CONSOLIDADO GERAL

MUNICÍPIO DE SÃO LUIS - CONSOLIDADO GERAL RESTOS A PAGAR 2007 0,10 0,00 0,10 0,00 0,00 2008 5.983.713,47 0,00 898.627,84 8.974,08 5.076.111,55 2009 10.482.867,31 0,00 1.234.047,15 218.328,03 9.030.492,13 2010 80.976.457,44 0,00 52.293.127,55 288.715,48

Leia mais

SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO

SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO SUAP Módulo Protocolo Manual do Usuário DTI DIRETORIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE PROJETOS, SISTEMAS E PROCESSOS DE NEGÓCIO SUMÁRIO 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. ACESSO AO SISTEMA... 1 1.2. TELA INICIAL

Leia mais

Atualizações do Sistema. SMARsa

Atualizações do Sistema. SMARsa Atualizações do Sistema SMARsa Módulo WEB VERSÃO 2.0 Sumário 1º BLOQUEIO AUTOMÁTICO DE PROCESSO NO RECEBIMENTO DE DOCUMENTOS (JUNTADA)...3 2º INCORPORAÇÃO DE PROCESSOS...4 3º PRAZO DE RECEBIMENTO DE PROCESSO

Leia mais

Lista de Material / Minimaternal - 2014

Lista de Material / Minimaternal - 2014 Lista de Material / Minimaternal - 2014 1 pacote de lenços umedecidos (a reposição será pedida via agenda quando necessário) 1 pacote de fraldas (a reposição será pedida via agenda quando necessário) 1

Leia mais

Regras de Negócios SIAPE. Versão 04062012. *Últimas atualizações destacadas em vermelho

Regras de Negócios SIAPE. Versão 04062012. *Últimas atualizações destacadas em vermelho Regras de Negócios SIAPE Versão 04062012 *Últimas atualizações destacadas em vermelho POLÍTICA DE CRÉDITO RECURSOS PRÓPRIOS 1. Públicos alvo Servidores ativos, inativos, aposentados e pensionistas vitalícios

Leia mais

SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA. 1 Link do Sistema 3. 2 Primeiro acesso 3. 3 Para entrar no Sistema 5. 4 Para registrar uma demanda 6

SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA. 1 Link do Sistema 3. 2 Primeiro acesso 3. 3 Para entrar no Sistema 5. 4 Para registrar uma demanda 6 TUTORIAL SUMÁRIO DESCRIÇÃO DO PROGRAMA PÁG DO DEMANDANTE 1 Link do Sistema 3 2 Primeiro acesso 3 3 Para entrar no Sistema 5 4 Para registrar uma demanda 6 5 Acompanhamento da demanda 9 2 TUTORIAL DESCRIÇÃO

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015

Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015 Análise de Custo do Crédito 02 de Abril de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

C O L É G I O I N T E G R A D O D I A D E M A Rua Washington Luiz, 566/574 Pq. 7 de Setembro Diadema SP CEP 09910-190 Fone: 4057 3003 e Fax: 4054 2929

C O L É G I O I N T E G R A D O D I A D E M A Rua Washington Luiz, 566/574 Pq. 7 de Setembro Diadema SP CEP 09910-190 Fone: 4057 3003 e Fax: 4054 2929 6º ANO 2015 01 agenda escolar a ser comprada na escola. Elaborada especialmente para o Integrado, seu uso é obrigatório. 01 caderno de capa dura espiral universitário de 10 matérias para as disciplinas

Leia mais

1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil. 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A

1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil. 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A Número Nome 1 Banco do Brasil S.A. 2 Banco Central do Brasil 3 Banco da Amazônia S.A. 4 Banco do Nordeste do Brasil S.A. 6 Banco Nacional Crédito Cooperativo S/A 7 BNDES - Banco Nacional de Desenvolv.

Leia mais

Taxa de Juros de Capital de Giro - Média quadrissemanal (% a.a.) Início da queda dos spreads bancários dos Bancos Públicos

Taxa de Juros de Capital de Giro - Média quadrissemanal (% a.a.) Início da queda dos spreads bancários dos Bancos Públicos Análise de Custo do Crédito 18 de Janeiro de 2013 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015

Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015 Análise de Custo do Crédito 29 de Janeiro de 2015 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO DA FICHA-MEMÓRIA (PARA AUTOS FINDOS SEM DADOS NO SISTEMA)

MANUAL DE PREENCHIMENTO DA FICHA-MEMÓRIA (PARA AUTOS FINDOS SEM DADOS NO SISTEMA) MANUAL DE PREENCHIMENTO DA FICHA-MEMÓRIA (PARA AUTOS FINDOS SEM DADOS NO SISTEMA) Este procedimento será adotado apenas para os processos cadastrados na PRODESP e que não foram inseridos dados de movimentação

Leia mais

Controle de Pousadas e Hotéis

Controle de Pousadas e Hotéis Controle de Pousadas e Hotéis Tela Inicial para acessar o sistema coloque o login e senha que você rec ebeu por email, depois clique em Entrar Menu: Permite o acesso a todas as funcionalidades do sistema

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO COMANDO DA AERONÁUTICA

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO COMANDO DA AERONÁUTICA E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE PORTABILIDADE portabilidadeconsignado@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C MESA DE ANALISE MARGEM margemconsignado@bancodaycoval.com.br

Leia mais

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Prefeitura de Manaus AM Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Prefeitura de Manaus AM Área responsável: Gerência de Produtos Consignados Prefeitura de Manaus - AM ROC.05.17 Versão: 09 Exclusivo para Uso Externo RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Prefeitura de Manaus AM Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

LISTA DE MATERIAL 2016

LISTA DE MATERIAL 2016 LISTA DE MATERIAL 2016 ENSINO FUNDAMENTAL I 3º ANO PARA ARQUIVO NO COLÉGIO 1 caderno pequeno (96 folhas) capa dura não pode ser espiral 1 caderno grande (96 folhas) capa dura não pode ser espiral 25 folhas

Leia mais

12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio)

12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio) 12/07 MANHÃ GINÁSIO Disputa de sete metros Categorias 4, 5 e 6 (6º ano ao Ens. Médio) 7:30h Azul x Vermelha (cat. 4,5,6) Verde x Amarela (cat. 4,5,6) Handebol feminino II Categoria 4 (6º e 7º anos) 8:00h

Leia mais

COLÉGIO INFANTE D. HENRIQUE

COLÉGIO INFANTE D. HENRIQUE PRÉ-ESCOLAR 1 Bloco de desenho A 4 (papel cavalinho) 1 Bloco de desenho A 3 (papel cavalinho) Meia resma de papel A 4 2 Lápis nº2 1 Borracha 1 Apara-lápis com caixa 1 Caixa de cores: pau, feltro e cera

Leia mais

PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0

PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0 PRINCIPAIS QUESTÕES DO PROCESSO DO WS SINAL E SINAL 6.0 Observação: FAVOR VERIFICAR A RESOLUÇÃO DA MÁQUINA (RESOLUÇÃO DA TELA DEVERÁ SER 1024 x 768) e liberação das portas 7778 e 7780 no firewall para

Leia mais

Manual Configuração Esquema Contábil

Manual Configuração Esquema Contábil Manual Configuração Esquema Contábil MARÇO/2013 Sumário 1. Introdução... 3 2. Funcionalidade... 3 3. Acesso ao Sistema Parâmetros... 3 4. Configurar o Esquema Contábil... 4 4.1. Inserir Palavra Chave...

Leia mais

Enap. Manual de uso da marca

Enap. Manual de uso da marca Manual de uso da marca O símbolo transmite seriedade, objetividade e contemporaneidade compatíveis com a instituição e também continuidade em relação ao sinal de identificação anteriormente usado. O desenho

Leia mais

Manual de Usuário. Módulo 6: Nota Fiscal Eletrônica

Manual de Usuário. Módulo 6: Nota Fiscal Eletrônica Manual de Usuário Módulo 6: Nota Fiscal Eletrônica Sumário 1 Nota Fiscal Eletrônica... 2 2 Envio de CNAB com Chave... 2 3 Envio de Operação e de Arquivo... 2 4 Envio de... 3 1 1 Nota Fiscal Eletrônica

Leia mais

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05. Prof. Fábio Diniz

FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05. Prof. Fábio Diniz FTIN Formação Técnica em Informática Módulo de Automação de Escritório AULA 05 Prof. Fábio Diniz Na aula anterior: Dropbox. Conceito de Macro. Habilitando a Guia Desenvolver. Gravando uma Macro. Definindo

Leia mais

Registro de Imóveis. Para os Cartórios de Registro de Imóveis o sistema de Indisponibilidade possui três perfis de acesso:

Registro de Imóveis. Para os Cartórios de Registro de Imóveis o sistema de Indisponibilidade possui três perfis de acesso: Registro de Imóveis A Central Nacional de Indisponibilidade é um sistema que integra ordens judiciais e administrativas sobre indisponibilidade de bens. Para acessar a Central Nacional de Indisponibilidade,

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014

Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014 Análise de Custo do Crédito 09 de Janeiro de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

POLITICA DE IDADE - DAYCOVAL S/A

POLITICA DE IDADE - DAYCOVAL S/A Indice 1. POLITICA DE IDADE - DAYCOVAL S/A 2. AERO URGENTE COMPRAS SUSPENSAS 3. PROCEDIMENTO PARA COMPRA MARINHA / EXERCITO URGENTE 4. ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOSSIES PENDENTES E OCORRENCIAS GRAVES 5. INFORMATIVO

Leia mais

Conteúdo. Manual de Cadastros Sistema Retaguarda. SIP Sistema Integrado Profissional

Conteúdo. Manual de Cadastros Sistema Retaguarda. SIP Sistema Integrado Profissional Conteúdo CADASTROS... 3 1. CADASTRO DE CLIENTE... 3 2. CADASTRO DE FABRICANTE... 6 3. CADASTRO DE FORNECEDOR... 7 4. CADASTRO DE TRANSPORTADORA... 8 5. CADASTRO DE PRODUTOS... 10 2 CADASTROS 1. CADASTRO

Leia mais

Conferência de Estoque

Conferência de Estoque Conferência de Estoque O estoque de peças é movimentado constantemente nas empresas, onde quanto mais frequentes são as saídas do estoque mais há risco de ocorrer desvios de peças retiradas. Para evitar

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?...

Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... Sumário INTRODUÇÃO... 3 O QUE É CNAB?... 3 QUAL O OBJETIVO DO CNAB?... 3 QUAIS BANCOS E CARTEIRAS O EMPRESÁRIO ERP NOS FORNECE?... 4 COMO CONFIGURAR O CNAB... 5 CADASTRO DE BANCOS... 5 PARAMETROS DO CNAB...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA TURMA DE DIREITO UPIS 2008

MANUAL DO USUÁRIO PORTAL DA TURMA DE DIREITO UPIS 2008 PORTAL DA TURMA DE DIREITO UPIS 2008 EQ 31/33 lote 05 Centro Comunal II sala 110, Parte S4, Guará II, Brasília/DF 1 SUMÁRIO EQ 31/33 lote 05 Centro Comunal II sala 110, Parte S4, Guará II, Brasília/DF

Leia mais

Referências. Referência. Referência NBR 6023:2002

Referências. Referência. Referência NBR 6023:2002 s Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permitem sua identificação individual. (ABNT, 2002, p. 2). NBR 6023:2002 Apresentação das referências Alinhadas somente à

Leia mais

Manual de Utilização Site Peper

Manual de Utilização Site Peper Manual de Utilização Site Peper - Corretor - Introdução Com o objetivo de otimizar a produção e o controle operacional ligados ao PEPER Proteção Escolar Permanente, a Patente Seguros e o Colégio 24 Horas,

Leia mais

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO

TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO TAXAS DE JUROS COBRADAS POR BANCOS EM OPERAÇÕES DE CRÉDITO Período: de 18/9/2012 a 24/9/2012 * Modalidade: Desconto de duplicatas, tipo prefixado TAXA DE JUROS Banco Citibank S A 1,02 12,95 Banco ABC Brasil

Leia mais

Pendência de Físicos Banco Pan

Pendência de Físicos Banco Pan Título da apresentação Pendência de Físicos Banco Pan Prazo para envio / Régua de Formalização Prazos para envio de kits e regularizações Régua de Envio A partir da data de integração do contrato o parceiro

Leia mais

Manípulos em estrela com fita de segurança, semelhantes à norma DIN 6336 Descrição do artigo/imagens dos produtos. Descrição

Manípulos em estrela com fita de segurança, semelhantes à norma DIN 6336 Descrição do artigo/imagens dos produtos. Descrição Descrição do artigo/imagens dos produtos Descrição Material: Manípulos em estrela em termoplástico. Bucha e pino roscado em aço. A fita de segurança é feita em TPU elástico. Versão: Buchas e pinos roscados

Leia mais

PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO

PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO PRODUTO E OPERAÇÃO VANTAGENS FLUXO BMG CARD FLUXO SAQUE COMPLEMENTAR ACOMPANHAMENTO Gratuito. Sem anuidade ou taxa de adesão para o titular Sem consulta ao SPC / Serasa Menores taxas de juros do mercado

Leia mais

Normas da ABNT. (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico

Normas da ABNT. (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico Normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) para Desenho Técnico TERMINOLOGIA Norma ABNT NBR 10647, Abril 1989 Quanto ao aspecto geométrico: Desenho Projetivo Vistas ortográficas: Perspectivas:

Leia mais

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE

TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE TUTORIAL COM OS PROCEDIMENTOS DE GERAÇÃO DE BOLETOS BRADESCO NO FINANCE 2 Índice Como gerar Boleto Bancário pelo Bradesco... 3 Como gerar os arquivos de Remessa para o Banco pelo Finance... 14 Como enviar

Leia mais

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo de Minas Gerais MG Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo de Minas Gerais MG Área responsável: Gerência de Produtos Consignados Gov. Minas Gerais - MG ROC.04.01 Versão: 07 Exclusivo para Uso Externo RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo de Minas Gerais MG Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

Leia mais

Mini - Maternal (Sede Iesi)

Mini - Maternal (Sede Iesi) Mini - Maternal (Sede Iesi) 1 rolinho de pintura (de espuma) - tam. 40 mm (1 ¹/² ) 1 pasta polionda (2 cm) - azul 1 brinquedo pedagógico de acordo com a faixa etária (ex.: jogo dos animais, das cores,

Leia mais

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25

MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 MANUAL DO PEP ATUALIZADO EM 13-08-2014 PROPOSTA ELETRÔNICA DE PREÇOS REFERENTE A VERSÃO DO PEP: 2.0.0.25 1 Sumário 1.Objetivo...03 2.Suporte...03 3.Como instalar...03 4.Usando o PEP...09 2 1. Objetivo:

Leia mais

MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2

MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2 MANUAL LCS PLUS (LAMBDA CONTROL SISTEM PLUS) MÓDULOS VERSÕES 0016, 0017, 0018 OU SUPERIORES SOFTWARE VERSÃO LCS PLUS 3.2 LCS PLUS 1-Diagrama Elétrico do LCS PLUS COMUTADORA Azul-Azul Preto-Preto Branco-Branco

Leia mais

Como acessar. Pelo portal de sua instituição de ensino. Pelo endereço personalizado (URL) Existem duas maneiras distintas de acesso:

Como acessar. Pelo portal de sua instituição de ensino. Pelo endereço personalizado (URL) Existem duas maneiras distintas de acesso: Manual de Uso Sumário Slide 4 Como acessar Slide 5 Como acessar via tablet Slide 6 Estante Slide 7 Botões da Estante Slide 8 Ajuda Slide 9 FAQ Frequently Asked Questions Slide 11 Como atualizar seus dados

Leia mais

Análise de Custo do Crédito

Análise de Custo do Crédito Análise de Custo do Crédito 22 de Novembro de 2012 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP elaborou um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais

Lista de material Pequeninos (3 anos)

Lista de material Pequeninos (3 anos) Lista de material Pequeninos (3 anos) 1 Capa de elásticos grossa com: Lápis de cera grossos Lápis de cor Tesoura de bicos redondos e sem bonecos 1 Embalagem de plasticina 1 Espelho de bolso 1 Caderno de

Leia mais

Sistema Auto Empresas

Sistema Auto Empresas Sistema Auto Empresas Itaú Seguros de Auto e Residência S.A Janeiro 2011 Como Acessar Acesse o Portal do Corretor (https://mais.itauseguros.com.br). Utilize a opção Cotação online para iniciar o cálculo

Leia mais

SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2

SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2 1.1. Conceitos... 2 1.2. Como funciona... 2 1.3. Convênios disponíveis para Portabilidade... 2 1.4. Documentação Para Liberação da Proposta... 2 2. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Painel de Controle. SISGEM - Gestão de Empreendimentos

Painel de Controle. SISGEM - Gestão de Empreendimentos Painel de Controle SISGEM - Gestão de Empreendimentos Painel de Controle: Conceito O Painel de Controle é um painel gráfico que exibe as informações gerenciais consolidadas dos empreendimentos controlados

Leia mais

procedimentos para vendas no Gestão orçamento

procedimentos para vendas no Gestão orçamento GESTÃO ORÇAMENTO LOJA procedimentos para vendas no Gestão orçamento 1 ÍNDICE Pag 1 - Gravação De Orçamento Em DINHEIRO 3 1.1 - Desconto De Verba 4 1.2 - Semaforo De Lucratividade 6 2 - Gravação De Orçamento

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Módulo Gráfica: 1 Sumário: Tópico: Página: 2 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema

Leia mais

Classificação valutativa de estoques (Curva ABC)

Classificação valutativa de estoques (Curva ABC) Classificação valutativa de estoques (Curva ABC) Elton Alonso Nogueira No dia a dia da nossa lida diária, vemo-nos sempre envolvidos com centenas de decisões a serem tomadas, tarefas e obrigações a cumprir,

Leia mais

Melhorias na renovação Alterações no lote de renovação que trazem diversas soluções

Melhorias na renovação Alterações no lote de renovação que trazem diversas soluções Melhorias na renovação Alterações no lote de renovação que trazem diversas soluções Objetivo A transferência de renovação permite que o corretor migre renovações futuras para outro corretor que também

Leia mais

Portabilidade Consignado (Resolução 4.292 BACEN)

Portabilidade Consignado (Resolução 4.292 BACEN) Versão Data de publicação Área(s) responsável (is) Classificação Código 0.204 07/05/204 Produtos Consignado Público 3-SCOM02.06 Portabilidade Consignado (Resolução 4.292 BACEN) APROVAÇÕES Elaboração Análises

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Japan Karate Shotofederation - Brasil Introdução Este manual tem como objetivo padronizar o uso da marca Japan Karate Shotofederation na República Federativa do Brasil, bem

Leia mais

Trabalho Computacional 2. Aplicativo para Gestão Financeira. Grupos: Os trabalhos devem ser feitos individualmente ou em duplas.

Trabalho Computacional 2. Aplicativo para Gestão Financeira. Grupos: Os trabalhos devem ser feitos individualmente ou em duplas. Programação Básica de Computadores Engenharia Mecânica Prof. Filipe Mutz 2016/1 Trabalho Computacional 2 Aplicativo para Gestão Financeira Data de Entrega: 06/07/2016. Pontuação: 10 pontos. Grupos: Os

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016

Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016 Análise de Custo do Crédito 18 de agosto de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO AUTARQUIA HOSPITALAR MUNICIPAL SP

ROTEIRO OPERACIONAL EMPRÉSTIMO CONSIGNADO SETOR PÚBLICO AUTARQUIA HOSPITALAR MUNICIPAL SP E-MAILS DE CONTATO BANCO DAYCOVAL Negócio Roteiro Operacional Promotora MESA DE ANALISE PORTABILIDADE portabilidadeconsignado@bancodaycoval.com.br Empréstimo Cartão Débito C/C MESA DE ANALISE MARGEM margemconsignado@bancodaycoval.com.br

Leia mais

SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2

SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2 SUMÁRIO 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES... 2 1.1. Conceitos... 2 1.2. Como funciona... 2 1.3. Convênios disponíveis para Portabilidade... 2 1.4. Documentação Para Liberação da Proposta... 2 2. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Rastreabilidade. Sistema EAN UCC 128

Rastreabilidade. Sistema EAN UCC 128 Rastreabilidade Sistema EAN UCC 128 Enquadramento Legal Caracterização Objectivos Rastreabilidade Procedimentos - Etiquetagem Enquadramento legal Regulamento (CE) nº 178/2002, do Parlamento Europeu e do

Leia mais

Apresentação... 01 Menu Inicial... 03 Pesquisa de Documentos... 04 Configuração do Sistema... 05 Cadastro Corretor... 06 Automóvel...

Apresentação... 01 Menu Inicial... 03 Pesquisa de Documentos... 04 Configuração do Sistema... 05 Cadastro Corretor... 06 Automóvel... 1 Apresentação... 01 Menu Inicial... 03 Pesquisa de Documentos... 04 Configuração do Sistema... 05 Cadastro Corretor... 06 Automóvel... 07 Cores e Contrastes na tela... 14 Renovação... 15 Solicitação de

Leia mais

Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento.

Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento. REFINANCIAMENTO DE IMÓVEIS 2011 O que é o Refinanciamento de Imóveis Rodobens? Linha de empréstimo que usa um imóvel que está em nome do cliente como garantia de pagamento. Taxa de juros reduzida, chegando

Leia mais

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo do Mato Grosso MT Área responsável: Gestão de Convênios

RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo do Mato Grosso MT Área responsável: Gestão de Convênios Gov. do Mato Grosso - MT ROC.04.07 Versão: 13 Exclusivo para Uso Externo RO Roteiro Operacional Cartão de Crédito Consignado Governo do Mato Grosso MT Área responsável: Gestão de Convênios 1. PÚBLICO ALVO

Leia mais

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015

Passo a Passo para Rematrícula Online 2015 1. Entrar no site do Colégio: www.riobranco.org.br a) Digitar o Login, que é o número da Matrícula do Aluno (Seta 1) Dica: O número da matrícula pode ser localizado na carteirinha, boletim do aluno, ou

Leia mais

SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO

SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO Sumário PágINA 3 INTRODUÇÃO PágINA 4 SISTEMA GERAL DE GRADUAÇÃO ANEXO Sugestão de sistema de graus para praticantes entre 4 e 15 anos Com o intuito de mais uma vez uniformizar

Leia mais

PROCEDIMENTOS FINANCEIROS

PROCEDIMENTOS FINANCEIROS PROCEDIMENTOS FINANCEIROS PARA FAZER A ARRECADAÇÃO Menu/ Orçamento Arrecadação Boletim de Arrecadação 1º Fazer a capa, clicando no botão [NOVO] colocar a DATA e o BANCO ou CAIXA (se necessário, preencher

Leia mais

Este manual irá orientá-lo no preenchimento da Planilha de Cálculos nas importações na versão Desktop da TPP.

Este manual irá orientá-lo no preenchimento da Planilha de Cálculos nas importações na versão Desktop da TPP. Este manual irá orientá-lo no preenchimento da Planilha de Cálculos nas importações na versão Desktop da TPP. Em caso de duvidas consulte nosso suporte técnico via e-mail (stul@legicex.com.br), ou por

Leia mais

I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE:

I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE: Página1 I - COMO CONSULTAR O ACERVO DA BIBLIOTECA DO IBCCRIM POR MEIO DO LINK PESQUISA ON-LINE: 1º. Em nossa home page, o(a) associado(a) deverá clicar no link BIBLIOTECA, localizado na barra de menu suspensa

Leia mais

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier

Manual do Portal do Fornecedor. isupplier isupplier Revisão 01 Setembro 2011 Sumário 1 Acesso ao portal isupplier... 03 2 Home Funções da Tela Inicial... 05 3 Ordens de Compra Consultar Ordens de Compra... 07 4 Entregas Consultar Entregas... 13

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016

Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016 Análise de Custo do Crédito 21 de julho de 2016 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no, com o intuito

Leia mais

MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE

MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE MANUAL AUTORIZADOR ON-LINE ANS nº 34.600-4 AUTORIZADOR ON-LINE Para ter acesso ao autorizador on-line da Uniodonto Piracicaba siga os passos abaixo: 1 Acesse www.uniodontopiracicaba.com.br e clique em

Leia mais

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11)

APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11) Prof. Breno Leonardo G. de M. Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br APLICATIVOS GRÁFICOS (AULA 11) 1 Roteiro Apresentação da bandeira do Brasil Acompanhar o aluno Demonstrar como

Leia mais

Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014

Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014 Análise de Custo do Crédito 30 de janeiro de 2014 O Departamento de Economia (Depecon) da FIESP desenvolve um estudo comparativo das taxas de juros aplicadas pelos grandes bancos de varejo no Brasil, com

Leia mais