Regulamento Vodafone Power Lab Programa de Aceleração

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regulamento Vodafone Power Lab Programa de Aceleração"

Transcrição

1 Regulamento Vodafone Power Lab Programa de Aceleração CONSIDERANDOS: A. O Vodafone Power Lab é um programa composto por iniciativas e ferramentas que possibilitem o desenvolvimento das novas empresas, criado para fomentar a inovação e o empreendedorismo em Portugal, uma dessas iniciativas é o Programa de aceleração de startups (de ora em diante designado por Programa de aceleração Vodafone Power Lab ) B. O Programa de aceleração Vodafone Power Lab será gerido pela VODAFONE PORTUGAL - COMUNICAÇÕES PESSOAIS S.A. (de ora em diante designada por Vodafone ) em colaboração com um ou mais parceiros; C. A Vodafone reserva-se o direito de contratar outras entidades para a colaboração na gestão do Programa de aceleração Vodafone Power Lab; D. O presente Regulamento prevê os termos e condições aplicáveis aos projetos acelerados no Programa de aceleração Vodafone Power Lab. Cláusula 1ª (Âmbito de Aplicação) 1.1. O Programa de aceleração Vodafone Power Lab prevê a apoio de equipas/projetos provenientes de iniciativas/programas, como sejam a iniciativa da Call Contínua do Programa de aceleração Vodafone Power Lab, do BIG Smart Cities, do TV Inovation Challenge, entre outras promovidas pela Vodafone As equipas/projetos que serão acelerados no Programa de aceleração Vodafone Power Lab estão sujeitos às regras constantes deste Regulamento e às regras previstas nos regulamentos de cada iniciativa A aceleração é composta por equipas com presença física ou virtual. À aceleração das equipas com presença virtual aplica-se o presente Regulamento com exceção do previsto na cláusula 6.4. Cláusula 2ª (Fases da Aceleração) 2.1. As equipas que pretendam ser apoiadas pelo Programa de aceleração Vodafone Power Lab terão obrigatoriamente que passar pelas seguintes fases: a) Candidatura; b) Classificação e Seleção; c) Programa de Aceleração A fase de candidaturas e a fase de classificação e seleção diferem consoante a iniciativa de onde as equipas/projetos provenham e que se encontram previstos nos respetivos regulamentos A fase de candidaturas e a fase de classificação e seleção da Call Contínua do Programa de aceleração Vodafone Power Lab encontra-se prevista no Anexo ao presente Regulamento.

2 Cláusula 3ª (Duração da Aceleração) 3.1. As equipas selecionadas iniciam a aceleração no prazo máximo de 4 semanas a contar da data do anúncio das equipas/projetos selecionados A aceleração das equipas selecionadas terá a duração de 6 meses, eventualmente prorrogados por igual período, com uma duração máxima de 1 ano A possibilidade de prolongamento do prazo anteriormente mencionado será decidida consoante a avaliação da Vodafone, realizada no final dos primeiros 6 meses. Cláusula 4ª (Apoios e Condições da Aceleração) 4.1. O Programa de aceleração Vodafone Power Lab garante às equipas que estão a ser aceleradas o apoio e acompanhamento nas seguintes áreas: a) Desenvolvimento do produto; b) Desenvolvimento do negócio; c) Lançamento no mercado; d) Crescimento Este acompanhamento é feito através de várias sessões com tutores e mentores bem como através do acompanhamento diário de um Community Manager Os Tutores fazem parte da organização do Programa de aceleração Vodafone Power Lab e são um conjunto de pessoas que acompanham continuamente e de forma mais personalizada as equipas. Os Mentores são colaboradores ou parceiros da Vodafone convidados pontualmente para apoiarem as equipas em determinada questão As equipas, antes de entrarem no Programa de aceleração Vodafone Power Lab, deverão definir, em conjunto com a Vodafone, uma data espectável de conclusão do projeto e lançamento no mercado O lançamento no mercado trata-se da disponibilização do serviço de forma totalmente aberta ao mercado a que se destina. Não se considera, para este efeito, lançamento de pilotos ou produtos em estágio Alfa ou Beta No lançamento, os projetos desenvolvidos terão acesso a um programa de divulgação promovido pela Vodafone não ficando no entanto, esta, com quaisquer direitos automáticos sobre a comercialização das aplicações A Vodafone, em conjunto com as equipas, definirá o momento correto e apropriado para lançar os produtos/serviços no mercado A Vodafone pode decidir em qualquer momento (antes ou depois do lançamento do produto) e com efeito imediato deixar de suportar o projeto, desde que fundamente devidamente as razões para que tal aconteça junto da equipa, 4.9. Os projetos que forem lanc ados no mercado deveraõ utilizar um badge apoiado pela Vodafone ou idêntico no seu projeto (local que garanta visibilidade) e em todos os materiais de comunicação do projeto que sejam emitidos durante um período de 12 meses após o seu lançamento no mercado A fase de lançamento acima descrita pode prever a inclusão dos projetos ou produtos no portfólio de serviços da Vodafone, não se traduzindo nunca essa inclusão numa obrigação para a Vodafone No Crescimento, a Vodafone procurará garantir as melhores condições ao seu alcance para que os projetos se mantenham sustentáveis durante o primeiro ano após lançamento no mercado, através da criação de benefícios no acesso a acordos comerciais com a Vodafone. Cláusula 5ª (Formalidades da Aceleração)

3 5.1. As equipas, ao iniciarem o programa de aceleração do Vodafone Power Lab declaram e reconhecem, sob pena de serem excluídas, que: a) São constituídas, no mínimo, por 2 elementos; b) Até ao lançamento do produto terão obrigatoriamente de assumir a forma social de empresa, em Portugal, se ainda não o tiverem feito; c) A sua empresa não foi criada há mais de 2 anos; d) As ideias são originais, incluem inovações ou variantes sobre ideias já existentes; e) As equipas são aceleradas de forma exclusiva no Programa de aceleração Vodafone Power Lab. Cláusula 6ª (Benefícios da Aceleração) 6.1. As equipas aceleradas no Programa de aceleração Vodafone Power Lab beneficiarão de acompanhamento específico da Vodafone, tanto na vertente de Research & Development ( R&D ) como no apoio ao Go-to-Market através das seguintes sessões: a) Impulse Meeting sessões mensais com tutores que têm como objetivo propiciar a criatividade na resolução de obstáculos e fazer o ponto de situação da evolução de projeto; b) R&D Day sessões mensais com mentores que têm como objetivo proporcionar às equipas feedback técnico e trabalhar questões técnicas sobre o produto; c) Go-to-Market Day sessões mensais com mentores que têm como objetivo desenvolver a estratégia de lançamento de produto no mercado A agenda de cada sessão e o nome do mentor/es serão divulgados antecipadamente para que as equipas possam reunir atempadamente questões específicas em que necessitem de apoio e orientação Adicionalmente, as equipas irão ainda beneficiar do seguinte: a) Acesso gratuito a espaço de co-working, durante o período de 6 meses, com possibilidade de renovação por períodos de 6 meses, mediante avaliação conjunta do projeto por parte da Vodafone e o(s) parceiro(s) que colaboram na gestão do Programa de aceleração Vodafone Power Lab; b) Acesso gratuito a serviços de incubação; c) Disponibilização gratuita de internet, voz e acesso a um plano de comunicações móveis Vodafone com benefícios competitivos. d) Acesso a formação e mentores especializados na área do mercado digital e das telecomunicações; e) Possibilidade de acesso a uma rede de investidores; f) Acesso a um conjunto de equipamentos para desenvolvimento de produto e testes; g) Suporte no lançamento de produto no mercado; h) Acesso a um Starters Pack merchandising oficial do Vodafone Power Lab de apoio à divulgação do projeto de cada equipa; i) Acesso gratuito a 500 cartões de visita; j) Acompanhamento das necessidades diárias das equipas; k) Um ano de apoio na divulgação do produto/serviço da responsabilidade da Vodafone, com possibilidade de renovação por mais 2 períodos de 6 meses cada; l) Acesso a um conjunto exclusivo e gratuito de perks As equipas virtuais não terão acesso aos benefícios constantes das alíneas a), b) e c).

4 Cláusula 7ª (Direitos e Obrigações) 7.1. Os participantes mantêm os direitos de autor e de propriedade industrial/intelectual dos projetos por si desenvolvidos no Vodafone Power Lab; 7.2. Os participantes, embora mantendo o direito a explorar comercialmente os produtos ou serviços que forem desenvolvidos ao abrigo do Vodafone Power Lab, conferem aos promotores (Vodafone e parceiro(s)) o direito de utilizar, de forma não exclusiva mas gratuita, esses produtos ou serviços para fins promocionais do Vodafone Power Lab Cada participante declara e garante que as informações e dados fornecidos no âmbito da sua candidatura são verdadeiros, completos e exatos e que a sua candidatura contém uma obra por si criada, com caráter criativo e é uma obra original, não tendo a mesma sido copiada e/ou elaborada no seio de uma outra empresa e/ou em colaboração com outras entidades e/ou resultado de uma encomenda A candidatura e todos os documentos e informações com ela apresentados não violam quaisquer direitos de terceiros, incluindo direitos de autor e/ou de propriedade industrial e cumprem com a legislação e regulamentação aplicável As informações e dados não estão de modo nenhum onerados, nem são objeto de qualquer promessa de cessão, transmissão ou oneração, não foram divulgados ao público em geral, nem foram objeto de colocação no mercado, em Portugal ou noutros territórios Os participantes autorizam a utilização da sua imagem, voz, fotografia e vídeo, recolhidos na decorrer dos trabalhos do Programa de aceleração Vodafone Power Lab, e/ou nos eventos realizados ao abrigo do Vodafone Power Lab, para as finalidades de promoção e divulgação das ideias e aplicações desenvolvidas. Autorizam, igualmente, a sua inserção em materiais de divulgação e promocionais de cada uma dos promotores, em associação ao Vodafone Power Lab. Cláusula 8ª (Causas de exclusão do Programa de aceleração Vodafone Power Lab) 8.1. Constitui causa de exclusão do Programa de aceleração Vodafone Power Lab o não cumprimento de alguma das obrigações fixadas no presente Regulamento ou qualquer uma das seguintes: a) A não participação em todas as sessões com mentores acima referidas, salvo quando apresentarem uma justificação para a sua não participação; b) A não participação em pelo menos 60% das sessões Impulse Meetings; c) A não presença física da equipa na aceleradora; d) A participação em concursos ou outros programas de incentivo ou suporte ao empreendedorismo ou aceleração sem o prévio conhecimento e autorização da Vodafone; e) A associação a outras marcas nacionais ou internacionais ou ainda a celebração de contratos ou acordos vinculativos (patrocínio, financiamento ou outros) com concorrentes da Vodafone sem o seu prévio conhecimento e consentimento; f) Avaliações de performance ou de qualidade de trabalho persistentemente negativas nas sessões de ponto de situação do projeto efetuadas regularmente pela Vodafone; g) Interrupção dos trabalhos no projeto ou não utilização do espaço disponibilizado de forma injustificada e por um período superior a 4 semanas, consecutivas ou acumuladas; h) Desvio injustificado da ideia ou conceito original de forma acentuada e comprometedora dos objetivos iniciais do projeto, tal como foram anunciados e avaliados na candidatura; i) A violação de qualquer disposição legal ou regulamentar aplicável; j) A verificação de indícios de práticas restritivas da concorrência; k) A verificação de qualquer tentativa de prejudicar o normal funcionamento do Programa de aceleração ou outras iniciativas do Vodafone Power Lab Lisboa,

5 Anexo I Regulamento Call Contínua CONSIDERANDOS: A. A iniciativa da Call Contínua é uma iniciativa da Vodafone inserida na aceleradora Vodafone Power Lab; B. Por ser diferente do disposto no Regulamento do Vodafone Power Lab, a fase de candidaturas e a fase de classificação e seleção da Call Contínua encontra-se prevista neste Anexo I; C. Em tudo o que não tiver disposto neste Anexo, aplicam-se as regras constantes do Regulamento Vodafone Power Lab. Cláusula 1ª (Elegibilidade para Participação) 1.1. A Call Contínua destina-se a equipas ou projetos que obrigatoriamente apresentem as seguintes características: a) Constituam uma ideia inovadora na área das tecnologias; b) Modelos de negócio sustentáveis no médio/longo-prazo; c) São constituídas, no mínimo, por 2 elementos; d) Até ao lançamento do produto terão obrigatoriamente de assumir a forma social de empresa, em Portugal, se ainda não o tiverem feito; e) A sua empresa não foi criada há mais de 2 anos; f) As ideias são originais, incluem inovações ou variantes sobre ideias já existentes; g) Indivíduos com mais de 18 anos, residentes ou naõ residentes em Portugal, desde que pretendam lançar um (ou mais) projeto(s) e criar uma start-up para o(s) disponibilizar no mercado; h) Empresas nacionais ou internacionais com menos de 10 trabalhadores a data da inscrição, desde que pretendam lançar um (ou mais) projeto(s) e criar uma start-up para o(s) disponibilizar no mercado atraveś da constituic aõ de uma nova sociedade ou atraveś de cisaõ da sociedade ja existente Estão impedidos de participar na Call Contínua os seguintes grupos: a) Colaboradores de qualquer uma das entidades promotoras, de entidades que patrocinam ou apoiam o programa de aceleração, de empresas do grupo das entidades promotoras; b) Prestadores de serviços de qualquer uma das entidades promotoras ou patrocinadoras; c) Familiares ate ao segundo grau de qualquer colaborador das entidades promotoras ou patrocinadoras; d) Qualquer indivíduo que seja escolhido para fazer parte da equipa de anaĺise e avaliação das candidaturas e ainda quaisquer peritos ou consultores que tenham participado na elaboração, desenho e implementação da presente iniciativa ou que sejam chamados para auxiliar na análise das candidaturas. Cláusula 2ª (Fase de Candidaturas) 2.1. A fase de candidaturas da Call Contínua decorre de forma contínua ao longo do ano As candidaturas podem ser efetuadas através do website ou de páginas ou links autónomos em sites de parceiros que encaminhem para o website de candidaturas Qualquer associação a outras marcas deverá ser comunicada no formulário da candidatura No momento de submissão de candidatura os candidatos comprometem-se a ler o Regulamento do programa de aceleração do Vodafone Power Lab e a aceitar o mesmo. Cláusula 3ª

6 (Fase de Classificação e Seleção) 3.1. Após submissão da candidatura, os projetos serão classificados de acordo com critérios de avaliação préestabelecidos pela Vodafone, designadamente os seguintes: a) Motivação e Capacidade de implementação da equipa; b) Inovação e potencial de adoção do mercado e replicação; c) Tecnologia apresentada; d) Razoabilidade e exequibilidade do projeto; e) Valor do conceito para o utilizador final O processo de seleção será definido previamente e comunicado aos participantes, através de A votação final detalhada, incluindo as notas atribuídas por cada membro do júri a cada projeto, não será divulgada, sendo apenas divulgada a lista de projetos selecionados que serão acelerados no Vodafone Power Lab Serão selecionados equipas/projetos consoante disponibilidade de vagas no espaço Nos 10 dias após a seleção, será enviado um para as equipas/projetos selecionados, dando-lhes conhecimento disso mesmo. Cláusula 4ª (Formalidades) 4.1. As equipas aceitam e concordam com o seguinte: a) No caso de projetos com componentes já no mercado ou em fase de piloto, a candidatura tem o objetivo de fazer evoluir o projeto para outro estágio de maturidade ou criar novas componentes no produto ou no modelo de negócio, que possam ser consideradas inovadoras; b) As candidaturas não têm que apresentar um conceito (protótipo ou totalmente desenvolvido) na fase de candidatura, mas deverão fornecer informação, dados ou materiais suficientes para que a avaliação possa ser feita com o maior rigor possível, de acordo com os critérios de avaliação definidos; c) Os projetos desenvolvidos terão acesso a um programa de divulgação promovido pela Vodafone não ficando no entanto, esta, com quaisquer direitos automáticos sobre a comercialização das aplicações; d) Os projetos que beneficiem do programa da Vodafone, melhor descrito no Regulamento do Vodafone Power Lab, deverão utilizar um badge Recomendado pela Vodafone ou ide ntico no seu projeto (local a definir) e em todos os materiais de comunicac aõ do projeto que sejam emitidos durante um periódo de 12 meses apoś o seu lanc amento no mercado; e) Os projetos apresentados na candidatura não poderão estar associados de forma condicionada ou vinculativa a serviços, produtos, patrocínios ou outra qualquer forma de apoio proporcionados ou disponibilizados por concorrentes diretos da Vodafone, no sector das comunicações eletrónicas, em Portugal. Lisboa,

Regulamento ENQUADRAMENTO DO CONCURSO:

Regulamento ENQUADRAMENTO DO CONCURSO: Regulamento ENQUADRAMENTO DO CONCURSO: 1. O BIG Smart Cities é uma iniciativa conjunta da imatch e da Vodafone Portugal (Promotores), com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, para o lançamento de um

Leia mais

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013.

CAPÍTULO I REGULAMENTO, OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO. O objecto do presente Regulamento é estabelecer as regras do startweb Madeira Caça Talentos 2013. Preâmbulo. O startweb é um programa de caça talentos na Madeira nas áreas da programação, design, informática, gestão, mas também destinado a todos os empreendedores que ambicionam novos desafios. CAPÍTULO

Leia mais

Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC)

Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) Regulamento do Programa Índice 1. Introdução... 2 2. Critérios de Candidatura... 2 3. Candidatura, Processo e Critérios

Leia mais

PREÂMBULO ARTIGO 1º ARTIGO 2º JANEIRO DE 2015 OBJETIVOS CANDIDATOS

PREÂMBULO ARTIGO 1º ARTIGO 2º JANEIRO DE 2015 OBJETIVOS CANDIDATOS JANEIRO DE 2015 PREÂMBULO A TAP Portugal e a Startup Lisboa, promovem o concurso de ideias TAP Creative Launch Making ideas fly, doravante designado por TAP Creative Launch ou concurso de ideias. O TAP

Leia mais

1º Call for Ideas. Artigo 1º. Artigo 2º. [Type text] [Type text] [Type text] - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento.

1º Call for Ideas. Artigo 1º. Artigo 2º. [Type text] [Type text] [Type text] - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento. 1º Call for Ideas - Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa - Regulamento Artigo 1º Âmbito 1. O 1º Call for Ideas Criação do Próprio Emprego, Negócio ou Empresa é um programa de candidaturas para

Leia mais

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único]

Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] Prémio: Tâmega e Sousa Empreendedor - Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso de Fotografia: Tâmega e Sousa Único] PREÂMBULO O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade

Leia mais

2. Critérios de seleção dos candidatos e de atribuição dos prémios

2. Critérios de seleção dos candidatos e de atribuição dos prémios Regulamento Vodafone BIG Apps Lisboa Introdução e âmbito 1. O Vodafone BIG Apps Lisboa é uma iniciativa conjunta da imatch, e da Vodafone Portugal (Promotores), com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa,

Leia mais

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO

REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO REGULAMENTO DO PASSAPORTE PARA O EMPREENDEDORISMO Artigo 1º Âmbito Ao abrigo do n.º 1 do artigo 8.º da Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, o presente regulamento estabelece os procedimentos

Leia mais

Regulamento de acesso à Startup Braga

Regulamento de acesso à Startup Braga Regulamento de acesso à Startup Braga Artigo 1º Âmbito A Startup Braga é uma iniciativa da InvestBraga e localiza- se no Edifício GNRation na Praça Conde Agrolongo, número 123, em Braga. O presente regulamento

Leia mais

Concurso Inovação CVMóvel

Concurso Inovação CVMóvel Concurso Inovação CVMóvel REGULAMENTO Edição 204 REGULAMENTO Preâmbulo O Concurso Inovação CVMóvel é uma iniciativa promovida pela CVMóvel, implementada anualmente no âmbito do seu Plano de Contributos

Leia mais

Candidatura ao FIAEA Regulamento

Candidatura ao FIAEA Regulamento Candidatura ao FIAEA Regulamento ARTIGO 1 Objectivos 1.1 A Candidatura ao FIAEA é um processo sistemático e ágil para a avaliação de projetos de investimento de capital de risco no âmbito da Agenda Açoriana

Leia mais

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito

REGULAMENTO. Artigo 1º. Objeto e âmbito REGULAMENTO O presente regulamento estabelece os procedimentos associados à medida «Passaporte para o Empreendedorismo», regulamentada pela Portaria n.º 370-A/2012, de 15 de novembro de 2012, estabelecida

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA. Melhores Planos de Negócio PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH/NOVA/SANTANDER TOTTA Melhores Planos de Negócio 2014 REGULAMENTO Preâmbulo Consciente dos novos cenários económicos, que se observam à escala global, e atenta ao papel que

Leia mais

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto

iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto iup25k Concurso de Ideias de Negócio da Universidade do Porto REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade do Porto tem vindo a desenvolver esforços para fomentar o empreendedorismo, criando para tal estruturas

Leia mais

Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio

Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio Regulamento Interno StartUp Lisboa Comércio Lisboa, Junho de 2014 Artigo 1º Âmbito A Incubadora StartUp Lisboa Comércio resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal de Lisboa, o Montepio Geral, o IAPMEI

Leia mais

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ]

Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor: Onde as ideias se concretizam [Regulamento do Concurso Projetos Empresariais ] Preâmbulo O Prémio Tâmega e Sousa Empreendedor é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal

Leia mais

REGULAMENTO DA INCUBADORA DO TAGUSPARK

REGULAMENTO DA INCUBADORA DO TAGUSPARK REGULAMENTO DA INCUBADORA DO TAGUSPARK Data: Outubro de 2013 PARTE I Aspectos Gerais Artigo 1º (Âmbito) No presente regulamento definem-se os procedimentos de funcionamento da Incubadora do Taguspark,

Leia mais

BANCO DE INOVAÇÃO SOCIAL - BIS NORMAS DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO

BANCO DE INOVAÇÃO SOCIAL - BIS NORMAS DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO BANCO DE INOVAÇÃO SOCIAL - BIS NORMAS DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO 1 Artigo 1 º (PROGRAMA DE APOIO AO EMPREENDEDORISMO) O BIS promove um Programa de Apoio ao Empreendedorismo

Leia mais

Passatempo PURINA ONE 15 / 2015. PET do ANO. - Condições de Participação

Passatempo PURINA ONE 15 / 2015. PET do ANO. - Condições de Participação Passatempo PURINA ONE 15 / 2015 PET do ANO - Condições de Participação NESTLÉ PORTUGAL, S.A., com o número único de pessoa coletiva e de registo na Conservatória do Registo Comercial de Cascais - Oeiras

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO EDP INOVAÇÃO - 6ª EDIÇÃO

REGULAMENTO PRÊMIO EDP INOVAÇÃO - 6ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO EDP INOVAÇÃO - 6ª EDIÇÃO 1. OBJETIVOS O Prêmio EDP Inovação é uma iniciativa da EDP Brasil, subsidiária da EDP Energias de Portugal, que visa incentivar a inovação, a sustentabilidade

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

REGULAMENTO PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA AO PRÉMIO IDEIAS EM GRANDE

REGULAMENTO PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA AO PRÉMIO IDEIAS EM GRANDE REGULAMENTO PARA A APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA AO PRÉMIO IDEIAS EM GRANDE ARTIGO I - INTRODUÇÃO O projeto Sem Fronteiras: formar, agir e empreender ( Behind the threshold. Improving migrants integration through

Leia mais

REGULAMENTO NOVA Idea Competition 2015

REGULAMENTO NOVA Idea Competition 2015 REGULAMENTO NOVA Idea Competition 2015 Preâmbulo O NOVA IDEA COMPETITION é uma iniciativa anual do Gabinete de Empreendedorismo da Reitoria da NOVA que pretende proporcionar aos alunos da Universidade

Leia mais

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação REGULAMENTO A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com o Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, promove o IdeaLab Laboratório de Ideias de

Leia mais

Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) Regulamento do Programa

Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) Regulamento do Programa Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC) Regulamento do Programa 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Critérios de Candidatura... 3 3. Candidatura, Processo e Critérios

Leia mais

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Regulamento. Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa Regulamento Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa 2011/2012 Artigo 1º Organização e objetivo A AIMinho Associação Empresarial (AIMinho) leva a efeito o Prémio Desafio OUSAR: Criar a minha Empresa

Leia mais

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo

«atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio. REGULAMENTO Preâmbulo «atrevo.me 13» concurso de ideias de negócio REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Évora, através da Divisão de Projetos e Informação (SCC-DPI), enquanto parte integrante do Serviço de Ciência e Cooperação,

Leia mais

Organização. Iniciativa. 2ª Fase. Regulamento. O GSI Accelerators tem. Apoio

Organização. Iniciativa. 2ª Fase. Regulamento. O GSI Accelerators tem. Apoio 2ª Fase Regulamento Artº 1º Definição e Âmbito 1. O GSI Accelerators - AIDA Start Up Challenge tem por objetivo identificar e premiar uma Start Up promissora em termos do mercado global com um estágio

Leia mais

Candidatura a Estágios Profissionais na Academia RTP Regulamento

Candidatura a Estágios Profissionais na Academia RTP Regulamento Candidatura a Estágios Profissionais na Academia RTP Regulamento I. Contexto A RTP Rádio e Televisão de Portugal, SA (RTP), no âmbito do Plano de Desenvolvimento e Redimensionamento em curso, considera

Leia mais

Artigo 1º Âmbito. Artigo 2º Objetivos

Artigo 1º Âmbito. Artigo 2º Objetivos Artigo 1º Âmbito O WANTED BUSINESS IDEAS é uma iniciativa de captação de novas ideias e negócios promovido e organizado pela Rede Regional de Empreendedorismo Viseu Dão Lafões, sob a coordenação da Comunidade

Leia mais

Passatempo B Planet I Love B Planet

Passatempo B Planet I Love B Planet Passatempo B Planet I Love B Planet 1-Entidades responsáveis pela campanha A PARQUE PENINSULA - EXPLORAÇÃO DE ESPAÇOS COMERCIAIS SA, com sede em, Rua Conselheiro Fernando de Sousa nº19, 13º, 1070-072 Lisboa,

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS VEM REGULAMENTO PARTE I ENQUADRAMENTO GERAL Artigo 1.º Âmbito das iniciativas de apoio a empreendedores emigrantes O Alto Comissariado para as Migrações, I.P. (doravante ACM, I.P.) propõe

Leia mais

Mais informações acerca do Processo de Aceleração podem ser encontradas no link:

Mais informações acerca do Processo de Aceleração podem ser encontradas no link: 1. APRESENTAÇÃO A Berrini Ventures, primeira aceleradora de empresas do setor de Saúde do Brasil, abre inscrições para seu Processo de Seleção, buscando empresas que tenham adequação e requisitos para

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DA INCUBADORA DA UTAD

REGULAMENTO INTERNO DA INCUBADORA DA UTAD REGULAMENTO INTERNO DA INCUBADORA DA UTAD 2013 Artigo 1º (Âmbito) No presente regulamento definem-se todos os procedimentos de funcionamento da Incubadora da UTAD desde os processos de candidatura, avaliação

Leia mais

Organização. Iniciativa. Regulamento. O GSI Accelerators tem. Apoio

Organização. Iniciativa. Regulamento. O GSI Accelerators tem. Apoio Regulamento Artº 1º Definição e Âmbito 1. O GSI Accelerators - AIDA Start Up Challenge tem por objetivo identificar e premiar duas Start Up promissoras em termos do mercado global com um estágio de 3 meses

Leia mais

Preâmbulo. Artigo 1º Objetivos. São objetivos do concurso SpinUM:

Preâmbulo. Artigo 1º Objetivos. São objetivos do concurso SpinUM: Regulamento Preâmbulo A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com a Associação Spinpark Incubadora de Empresas de Base Tecnológica, doravante designados por Organização,

Leia mais

Regulamento para Candidatos provenientes de Moçambique

Regulamento para Candidatos provenientes de Moçambique Candidatura a Estágios Profissionais na Academia RTP Regulamento para Candidatos provenientes de Moçambique I. Contexto A Academia RTP, vocacionada para a formação de novos talentos em todas as áreas de

Leia mais

Regulamento. Passatempo denominado Ruffles numa onda musical

Regulamento. Passatempo denominado Ruffles numa onda musical Regulamento Passatempo denominado Ruffles numa onda musical 1. Passatempo Ruffles numa onda musical O passatempo Ruffles numa onda musical é uma acção promocional promovida pela Matudis, Comércio de Produtos

Leia mais

REGULAMENTO. Ideias de Pedra. Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural

REGULAMENTO. Ideias de Pedra. Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural REGULAMENTO Ideias de Pedra Concurso de Ideias Criativas (de negócios, de produto ou serviço) em Pedra Natural 1. Âmbito O presente regulamento estabelece um conjunto de normas para a realização do Concurso

Leia mais

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ

NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ NORMAS DE FUNCIONAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS DO CONCELHO DA LOUSÃ Preâmbulo O concurso de Ideias do Concelho da Lousã é uma iniciativa da Comunidade Intermunicipal e do Município da Lousã. O presente

Leia mais

EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade. Regulamento

EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade. Regulamento EDP - Uma empresa global, humana e dinâmica, com foco na inovação e sustentabilidade Regulamento 6ª Edição Artigo 1º Objetivo do prêmio 1. O EDP University Challenge 2015 é uma iniciativa da EDP, cujo

Leia mais

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS

AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS AYTY-INCUBADORA DE EMPRESAS DO IFAM EDITAL Nº 003/2014 INCUBADORA DE EMPRESAS Parceria Instituição Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas IFAM, Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa, Extensão

Leia mais

Concurso de Ideias e Projectos

Concurso de Ideias e Projectos Concurso de Ideias e Projectos Regulamento Promotor Colaboração Apoios CONCURSO DE IDEIAS E PROJECTOS EMPREENDEDORISMO COMÉRCIO E SERVIÇOS Regulamento Art. 1º - Entidade Promotora O concurso de ideias

Leia mais

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO

CONCURSO DE IDEIAS PARA A CRIAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS REGULAMENTO REGULAMENTO Artigo 1.º - Enquadramento O Concurso de Ideias para a Criação de Empresas Inovadoras é uma iniciativa do BICMINHO no âmbito da execução da operação n.º NORTE-07-0364-FEDER-000006 Apoio à Criação

Leia mais

Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil

Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil Regulamento da 8ª Edição do Programa Desafio Brasil 1. SOBRE O PROGRAMA: Desafio Brasil é um programa de âmbito nacional voltado para capacitação de empreendedores. Tem por objetivo estimular a criação

Leia mais

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS E PLANOS DE NEGÓCIO ARRISCA C 2016

REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS E PLANOS DE NEGÓCIO ARRISCA C 2016 REGULAMENTO CONCURSO DE IDEIAS E PLANOS DE NEGÓCIO ARRISCA C 2016 1. Este concurso visa estimular o desenvolvimento de conceitos de negócio em torno dos quais se perspetive a criação de novas empresas.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA

REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA REGULAMENTO GERAL COMISSÃO ORGANIZADORA PATROCINADOR DE OURO CO-FINANCIAMENTO PATROCINADOR DE PRATA PNAM REGULAMENTO GERAL VALORES E NORMAS REGULAMENTARES GERAIS DO 1. ORIGEM, OBJETIVOS E PERIODICIDADE

Leia mais

REGULAMENTO MARATONAS DE NEGÓCIOS CAMPUS PARTY RECIFE 2015

REGULAMENTO MARATONAS DE NEGÓCIOS CAMPUS PARTY RECIFE 2015 REGULAMENTO MARATONAS DE NEGÓCIOS CAMPUS PARTY RECIFE 2015 A participação neste evento implica na leitura e aceitação das condições estabelecidas nesse regulamento. INTRODUÇÃO A Campus Party Recife 2015

Leia mais

1.1. O passatempo Desenha a Bandeira da Seleção é promovido pelos Jogos Santa Casa (JSC) em associação com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF)

1.1. O passatempo Desenha a Bandeira da Seleção é promovido pelos Jogos Santa Casa (JSC) em associação com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) 1. OBJETO 1.1. O passatempo Desenha a Bandeira da Seleção é promovido pelos Jogos Santa Casa (JSC) em associação com a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) 1.2. A proposta criativa deverá ser original

Leia mais

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação

REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM. CAPÍTULO I Âmbito de aplicação REGULAMENTO DA REDE DE PERCEÇÃO E GESTÃO DE NEGÓCIOS DO PROGRAMA IMPULSO JOVEM CAPÍTULO I Âmbito de aplicação Artigo 1.º Objeto O presente Regulamento define o regime de acesso aos apoios concedidos pelo

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, a Fundação Porto Social em parceria com a ESLider, promove a iniciativa

Leia mais

REGRAS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE TELEVISÃO TEMOS NEGÓCIO!

REGRAS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE TELEVISÃO TEMOS NEGÓCIO! REGRAS E CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO NO PROGRAMA DE TELEVISÃO TEMOS NEGÓCIO! 1. NORMAS APLICÁVEIS À SELEÇÃO DE PARTICIPANTES PARA O PROGRAMA As normas para seleção de participantes no programa regem-se pelas

Leia mais

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul

Regulamento do. I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul Regulamento do I Concurso de Empreendedorismo Intermunicipal da Beira Interior Sul FEVEREIRO 2013 I. INTRODUÇÃO A Comunidade Intermunicipal da Beira Interior Sul, (CIMBIS), no âmbito da Rede Regional de

Leia mais

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento

PREÂMBULO. Artigo 1.º - Enquadramento 2014 [REGULAMENTO] PREÂMBULO Considerando a conjuntura nacional em que se vive, torna-se vital incentivar e apoiar a economia local. Num período em que a oferta de emprego é muito baixa, o autoemprego

Leia mais

REGULAMENTO PRÉMIO EDP INOVAÇÃO 7ª EDIÇÃO

REGULAMENTO PRÉMIO EDP INOVAÇÃO 7ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÉMIO EDP INOVAÇÃO 7ª EDIÇÃO 1 REGULAMENTO PRÉMIO EDP INOVAÇÃO 2015 Considerando que: A. O Grupo EDP é um líder global na promoção do desenvolvimento sustentável como o exemplifica a sua sucessiva

Leia mais

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo

REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo REGULAMENTO TORRES INOV-E CENTRO CRIATIVO Preâmbulo TORRES INOV-E é um programa orientado para o acolhimento de propostas de negócios assentes em ideias novas e diferenciadoras ou capazes de reinventar

Leia mais

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO

REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO REGULAMENTO DA INICIATIVA PONTES PARA O FUTURO 2015 PREÂMBULO No âmbito da sua atividade de promoção do empreendedorismo e da inovação social, e na sequência da Iniciativa Pontes Para o Futuro realizada

Leia mais

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação

Artigo 2º. Objetivos. Artigo 3º. Fases de Atuação REGULAMENTO A TecMinho Associação Universidade-Empresa para o Desenvolvimento, em parceria com o Departamento de Produção e Sistemas da Universidade do Minho, promove o IdeaLab Laboratório de Ideias de

Leia mais

Concurso de Ideias Empreende +

Concurso de Ideias Empreende + Concurso de Ideias Empreende + REGULAMENTO Preâmbulo A Universidade de Aveiro, através da sua Unidade de Transferência de Tecnologia (UATEC), a seguir denominada Organização, promove o «Concurso de Ideias

Leia mais

Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil

Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil Regulamento da 9ª Edição do Programa Desafio Brasil 1. SOBRE O PROGRAMA: Desafio Brasil é um programa de âmbito nacional voltado para capacitação de empreendedores. Tem por objetivo estimular a criação

Leia mais

Regulamento. Passatempo Lay s Fecho Fácil

Regulamento. Passatempo Lay s Fecho Fácil Regulamento Passatempo Lay s Fecho Fácil 1. Passatempo Lay s Fecho Fácil O passatempo Lay s Fecho Fácil é uma acção promocional promovida pela Matudis, Comércio de Produtos Alimentares, Lda. com sede em

Leia mais

Concurso de Ideias e Planos de Negócio «Start-Up Universitário!»

Concurso de Ideias e Planos de Negócio «Start-Up Universitário!» Concurso de Ideias e Planos de Negócio «Start-Up Universitário!» REGULAMENTO Preâmbulo A capacitação da força laboral com formação avançada e a criação de um sector privado forte, adequando-os aos desafios

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO ECONOMICO E EMPREGO CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS DE PALMAS - CIAP Palmas TO Ciap CENTRO DE INOVAÇÃO E ACELERAÇÃO DE EMPRESAS

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO

REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO REGULAMENTO - PRÊMIO EDP INOVAÇÃO 1. OBJETIVOS O Prêmio EDP Inovação é uma iniciativa da EDP Brasil, subsidiária da EDP Energias de Portugal, que visa incentivar a inovação, a sustentabilidade e o empreendedorismo

Leia mais

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH-NOVA/SANTANDER-UNIVERSIDADES. Melhores Ideias de Negócio

PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH-NOVA/SANTANDER-UNIVERSIDADES. Melhores Ideias de Negócio PRÉMIO DE EMPREENDEDORISMO FCSH-NOVA/SANTANDER-UNIVERSIDADES Melhores Ideias de Negócio 2016 GUIA DE CANDIDATURA Preâmbulo Consciente dos novos cenários económicos, que se observam à escala global, e atenta

Leia mais

Regulamento. Passatempo denominado TU E A TUA ROCKSTAR

Regulamento. Passatempo denominado TU E A TUA ROCKSTAR Regulamento Passatempo denominado TU E A TUA ROCKSTAR 1. Passatempo O passatempo Tu e a tua Rockstar é uma acção promocional promovida pela Matudis, Comércio de Produtos Alimentares, Lda. com sede em Lagoas

Leia mais

BIOENERGIA E INCUBADORA DE BASE TECNOLOGICA BUSINESS INCUBATOR OF PORTALEGRE BIOENERGY AND. BioBIP

BIOENERGIA E INCUBADORA DE BASE TECNOLOGICA BUSINESS INCUBATOR OF PORTALEGRE BIOENERGY AND. BioBIP BIOENERGIA E INCUBADORA DE BASE TECNOLOGICA BIOENERGY AND BUSINESS INCUBATOR OF PORTALEGRE BioBIP 1 IPP.BioBIP.1-Rev.0 REGULAMENTO INTERNO DE FUNCIONAMENTO ARTIGO 1.º ÂMBITO O presente regulamento define

Leia mais

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012

FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO ABERTO EM 10/02/2012 FUMSOFT SOCIEDADE MINEIRA DE SOFTWARE PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA OS PROGRAMAS DE PRÉ-INCUBAÇÃO DE PROJETOS E PROGRAMA

Leia mais

Regulamento. Preâmbulo

Regulamento. Preâmbulo Regulamento Preâmbulo As Empresas e os Empreendedores são a espinha dorsal de qualquer economia, em termos de inovação, de criação de emprego, de distribuição de riqueza e de coesão económica e social

Leia mais

Regulamento da promoção cultural e artística "Concurso Prix Photo Web Aliança Francesa 2014"

Regulamento da promoção cultural e artística Concurso Prix Photo Web Aliança Francesa 2014 Regulamento da promoção cultural e artística "Concurso Prix Photo Web Aliança Francesa 2014" 1 da apresentação e realização 1.1 O PRIX PHOTO WEB ALIANÇA FRANCESA, doravante denominado CONCURSO, é um concurso

Leia mais

Normas de Funcionamento para o Apoio à Criação de Empresas

Normas de Funcionamento para o Apoio à Criação de Empresas Normas de Funcionamento para o Apoio à Criação de Empresas 1 Preâmbulo Tendo como principal objetivo fomentar o empreendedorismo na Região do Médio Tejo, a Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo (CIMT)

Leia mais

O que é o concurso EUemPT?

O que é o concurso EUemPT? O que é o concurso EUemPT? O concurso EUemPT, uma atividade educativa sobre a UE, é uma iniciativa da Comissão Europeia, promovida pelo Centro de Informação Europeia Jacques Delors, concebida e implementada

Leia mais

Regulamento Passatempo 10 Anos Ristorante

Regulamento Passatempo 10 Anos Ristorante Regulamento Passatempo 10 Anos Ristorante 1. DEFINIÇÕES 1.1 A Dr. Oetker Portugal, Lda., com sede na Av. D. João II, Torre Fernão de Magalhães, Lote 1.17.02 C - 6º andar, Parque das Nações 1990-083 Lisboa,

Leia mais

Regulamento do Green Project Awards

Regulamento do Green Project Awards Regulamento do Green Project Awards A GCI em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Quercus Associação Nacional de Conservação da Natureza, institui um Prémio de reconhecimento de boas práticas

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 15/2015 de 23 de Janeiro de 2015

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 15/2015 de 23 de Janeiro de 2015 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 15/2015 de 23 de Janeiro de 2015 Considerando que o Programa Estagiar, nas suas vertentes L, T e U dirigido a jovens recém-licenciados, mestres

Leia mais

REGULAMENTO DAS BOLSAS CENTRO CIENTÍFICO E CULTURAL DE MACAU. CAPITULO I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito

REGULAMENTO DAS BOLSAS CENTRO CIENTÍFICO E CULTURAL DE MACAU. CAPITULO I Disposições Gerais. Artigo 1º Âmbito REGULAMENTO DAS BOLSAS CENTRO CIENTÍFICO E CULTURAL DE MACAU CAPITULO I Disposições Gerais Artigo 1º Âmbito O presente Regulamento, aprovado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia ao abrigo da Lei

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLOGICO DA PARAÍBA 01/2014 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação Parque Tecnológico da

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A.

REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. REGULAMENTO DO CONCURSO DE FOTOGRAFIA E VÍDEO DA ÁGUAS DO ALGARVE, S.A. A ÁGUA PELOS MEUS OLHOS Mil Imagens, uma Região, um Futuro Cláusula 1 - Organização O Concurso de Fotografia e Vídeo A Água pelos

Leia mais

GSI ACCELERATORS STARTUP CHALLENGE A OBJECTIVOS E ORGANIZAÇÃO. Artº 1. Definição e âmbito

GSI ACCELERATORS STARTUP CHALLENGE A OBJECTIVOS E ORGANIZAÇÃO. Artº 1. Definição e âmbito GSI ACCELERATORS STARTUP CHALLENGE A OBJECTIVOS E ORGANIZAÇÃO Artº 1 Definição e âmbito 1. O GSI Accelerators Startup Challenge é uma iniciativa promovida pela Leadership Business Consulting que visa seleccionar

Leia mais

a) Aceder ao site da SPORT TV PORTUGAL em www.sporttv.pt c) Preencher os dados da participação solicitados no formulário:

a) Aceder ao site da SPORT TV PORTUGAL em www.sporttv.pt c) Preencher os dados da participação solicitados no formulário: Regulamento adidas Portugal Artigos de Desporto S.A., pessoa colectiva n.º 501 316 124, matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o mesmo número e com sede na Avenida Dom João II,

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO

REGULAMENTO DO CONCURSO REGULAMENTO DO CONCURSO Turistas... Onde vão? O que fazem? Quanto é que gastam? Monitorização da Mobilidade no Destino Turístico Artigo 1.º Objetivo 1. O concurso organizado pela Associação The Lisbon

Leia mais

JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO

JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO JOVEM EMPREENDEDOR DE ESTARREJA 2015 REGULAMENTO 5.º Concurso de IDEIAS de NEGÓCIOS INOVADORES I BOOTCAMP - 15 e 16 de janeiro III Seminário Empreendedorismo Jovem - 20 de janeiro Preâmbulo O Concurso

Leia mais

Regulamento do Programa

Regulamento do Programa Regulamento do Programa Programa +Inovação +Indústria Regulamento Enquadramento A recente melhoria da competitividade de alguns setores da economia portuguesa assentou na inovação e renovação da sua estrutura

Leia mais

3.2 Para os fins do presente Chamamento, serão observadas as seguintes definições:

3.2 Para os fins do presente Chamamento, serão observadas as seguintes definições: Edital para seleção de startups no 3 º Demo Day Minas 1. Objetivo 1.1 O presente chamamento público tem por objeto a seleção de até 42 (quarenta e duas) startups para participação na feira do 3º Demo Day

Leia mais

1/11 REGULAMENTO. A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação

1/11 REGULAMENTO. A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia. Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 1/11 REGULAMENTO A EDP no contexto do mercado liberalizado de energia Prémio Anual de Estratégia, Marketing e Comunicação 7.ª Edição 2013 2/11 Regulamento EDP University Challenge 2013 Artigo 1º Objetivo

Leia mais

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015

SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 SELEÇÃO PÚBLICA INCUBADORA TECNOLÓGICA DE CAMPINA GRANDE ITCG/FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DA PARAÍBA ECONOMIA CRIATIVA - 01/2015 PROGRAMA DE INCUBAÇÃO DE EMPRESAS INOVADORAS 1. APRESENTAÇÃO A Fundação

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS. 1. Objeto

REGULAMENTO DE BOLSAS. 1. Objeto REGULAMENTO DE BOLSAS 1. Objeto 1.1 O presente Regulamento estabelece os termos e condições aplicáveis à atribuição pela Gilead Sciences, Lda. ( Gilead ) de apoios financeiros ( Bolsas ) com o objetivo

Leia mais

A Portugal Ventures está á procura de projetos com as seguintes características:

A Portugal Ventures está á procura de projetos com as seguintes características: 1. O que é o Candidatura ao FIAEA? Este programa de apoio ao empreendedorismo, é uma iniciativa liderada pela SDEA e pela Portugal Ventures, que visa fortalecer o ecossistema de empreendedorismo nas áreas

Leia mais

Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016

Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016 Inovação no Sector do Leite e Laticínios 2015-2016 1.º ARTIGO OBJETO DO REGULAMENTO O presente Regulamento do Concurso Universitário CAP Cultiva o teu futuro, doravante designado somente por Regulamento,

Leia mais

A Sierra Portugal é a entidade organizadora do Passatempo, sendo responsável pelos aspetos de natureza administrativa do mesmo.

A Sierra Portugal é a entidade organizadora do Passatempo, sendo responsável pelos aspetos de natureza administrativa do mesmo. REGULAMENTO Somos Fãs dos Nossos Fãs A Sierra Portugal, S.A.,(doravante Sierra Portugal) com sede na Torre Ocidente, Rua Galileu Galilei, n.º 2, 3º piso, freguesia de Carnide, concelho de Lisboa, matriculada

Leia mais

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012

PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 PROGRAMAS DE APOIO E INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO EDITAL DE SELEÇÃO - 01/2012 Seleção para o Programa de Aceleração de Startups da Incubadora da Fumsoft A FUMSOFT torna público que se encontra aberto

Leia mais

REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015

REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 REGULAMENTO CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 1. OBJETO 1.1. O Concurso CARTAZ FESTAS DO BARREIRO 2015 é promovido pela COMISSÃO DE FESTAS DO BARREIRO e tem por objeto a seleção de 1 (uma) proposta criativa

Leia mais

Anexo I ACORDO DE ESTÁGIO PROGRAMA INOV CONTACTO ESTÁGIOS INTERNACIONAIS DE JOVENS QUADROS

Anexo I ACORDO DE ESTÁGIO PROGRAMA INOV CONTACTO ESTÁGIOS INTERNACIONAIS DE JOVENS QUADROS Anexo I ACORDO DE ESTÁGIO PROGRAMA INOV CONTACTO ESTÁGIOS INTERNACIONAIS DE JOVENS QUADROS Entre: Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal, E.P.E., Pessoa Coletiva de Direito Público

Leia mais

REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO DO CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA

REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO DO CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA REGULAMENTO DE BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO DO CENTRO DE ESTUDOS SOCIAIS DA UNIVERSIDADE DE COIMBRA CAPITULO I DISPOSIÇÕES GERAIS ARTIGO 1 ÂMBITO 1. O presente Regulamento, submetido à aprovação da Fundação

Leia mais