Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública"

Transcrição

1 Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública RAFAEL PRIMUS AGUIAR MUNICIPALIZAÇÃO DA INTERNET EM ENGENHEIRO BELTRÃO MARINGÁ 2011

2 Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública RAFAEL PRIMUS AGUIAR MUNICIPALIZAÇÃO DA INTERNET EM ENGENHEIRO BELTRÃO Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Gestão Pública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá. Orientadora: Profª. Tânia Fátima Calvi Tait, Drª. em Engenharia de Produção e Sistemas pela Universidade Federal de Santa Catarina. MARINGÁ 2011

3 Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública RAFAEL PRIMUS AGUIAR MUNICIPALIZAÇÃO DA INTERNET EM ENGENHEIRO BELTRÃO Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Gestão Pública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá, sob apreciação da seguinte banca examinadora: Aprovado em / /2011 Professora Tânia Fátima Calvi Tait, Dra. (orientadora) Assinatura Professora...,Dra. Assinatura Professora...,Dra. Assinatura MARINGÁ 2011

4 SUMÁRIO 1. RESUMO 4 2. INTRODUÇÃO 5 3. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 7 4. DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO O Quadro Passado do Município 4.2. A Alternativa 4.3. O Investimento 4.4. Os Primeiros Resultado Obtidos 4.5. A Repercussão no Mercado 4.6. Situação Atual CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ABSTRACT 18

5 1. RESUMO A interferência do Governo no mercado tem por objetivo equilibrar as condições de acesso aos produtos e serviços, quando de outra forma isto não seria possível. Hoje cada vez mais pessoas estão tendo a oportunidade de adquirir computadores para fins entretenimento, estudos e trabalho. A internet se expande a cada segundo e cada vez mais pessoas se conectam a rede mundial de computadores. O Município de Engenheiro Beltrão investiu na proposta de oferecer a seus munícipes um acesso gratuito a internet, como forma de democratizar esta oportunidade. Esta intervenção gerou conseqüências, permitindo a pessoas que antes não teriam condições de utilizar este serviço acessem pela primeira vez de suas residências a rede mundial, assim como também que outras reduzissem sua despesa mensal abrindo mão do serviço pago. O mercado continua aberto a todos, porém agora as condições de participação também estão equivalentes. Palavras-chave: Internet Municipalização Gratuito.

6 5 2. INTRODUÇÃO Ouve-se com freqüência que a tecnologia tem revolucionado o cotidiano. Após a invenção do telégrafo, rádio, telefone e computador, a internet fez uma verdadeira revolução nos meios de comunicação. Com o tempo, a informação passou a ser disponibilizada de uma maneira simples e prática, e a internet deixou de ser um reduto dos experts e se propagou entre os usuários comuns de forma totalmente transparente. Uma revolução de tal porte tem alterado amplamente o estilo de vida da população do mundo todo, fazendo surgir discussões sobre o tema inclusão digital, que nada mais é que o nome dado ao processo de democratização do acesso às tecnologias da informação, de forma a permitir a inserção de todos na sociedade da informação (...) (Wikipedia 2011). Um dos maiores programas de inclusão digital e social no Brasil é o Telecentros, criado pela Prefeitura de São Paulo, que oferece cursos básicos e avançados de informática, e também acesso livre à internet. No Rio Grande do Sul existe o programa Sinergia Digital, buscando atender a todas as faixas-etárias, porém dando preferência à população carente. Inspirado no sucesso da inclusão digital da cidade de Sud Mennucci, um pequeno município a noroeste de São Paulo, a Prefeitura de Engenheiro Beltrão viabilizou a implantação do mesmo no município. Conforme Wikipédia (2011) Engenheiro Beltrão é um município que possui uma área de 467 km2 e localiza-se na região central do Estado do Paraná, a 55 quilômetros de Maringá. Sua população estimada no último senso em 2005 era de habitantes, e sua principal atividade econômica é a agropecuária. Após 57 anos de emancipação política, Engenheiro Beltrão tornou-se exemplo de inclusão digital, entre os vinte e cinco municípios da COMCAM (Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão). (...) foi a primeira a disponibilizar o sinal gratuito de internet para a população por meio da Lei 1637/2010 e entrar para o grupo conhecido como Cidades Digitais. Inaugurado em março de 2010, o sistema chamado de EBonline possui atualmente 750 usuários cadastrados. (PMEB, 2011)

7 6 O desenvolvimento deste trabalho está baseado na pesquisa realizada junto ao departamento EBOnline, na prefeitura do Município de Engenheiro Beltrão, assim como também questionamentos informais realizados na cidade a fim de apurar a opinião e o resultado deste serviço de acesso gratuito a internet. O presente artigo buscar apresentar a situação da municipalização do acesso à internet, tomando como estudo o caso ocorrido no Município de Engenheiro Beltrão. Para tanto o presente artigo está dividido da seguinte maneira: na Fundamentação Teórica é apresentada a base deste artigo obtida em pesquisa, seguida para o Desenvolvimento do Trabalho, onde é apresentado o caso do município de Engenheiro Beltrão. Por fim, são apresentadas as características finais.

8 7 3. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Dentre os mais variados conceitos de internet, podemos destacar a definição publicada no site Wikipédia, onde a internet nada mais é que: (...) um conglomerado de redes em escala mundial de milhões de computadores interligados pelo TCP/IP que permite o acesso a informações e todo tipo de transferência de dados. Ela carrega uma ampla variedade de recursos e serviços, incluindo os documentos interligados por meio de hiperligações da World Wide Web (Rede de Alcance Mundial), e a infraestrutura para suportar correio eletrônico e serviços como comunicação instantânea e compartilhamento de arquivos. (WIKIPEDIA, 2011) A internet a princípio foi criada para fins militares, porém gradativamente passou a ser utilizada comercialmente, sendo hoje explorada das mais diversas formas, por exemplo, com objetivos educacionais, ou mesmo para o lazer. Em sociedades democráticas, a Internet tem alcançado uma nova relevância como uma ferramenta política. A campanha presidencial de Barack Obama em 2008 nos Estados Unidos ficou famosa pela sua habilidade de gerar doações por meio da Internet. Muitos grupos políticos usam a rede global para alcançar um novo método de organização, com o objetivo de criar e manter o ativismo na Internet. (WIKIPEDIA, 2011) Com a expansão deste meio de comunicação, veio à necessidade da Inclusão Digital como forma de inserir todo e qualquer cidadão na sociedade da informação, o que torna a rotina mais simples, diminui as distâncias e democratiza o acesso ao conhecimento; para um usuário basta um computador, internet e um conhecimento ainda que básico da ferramenta. Diante desta realidade, surge então o que veio a ser conhecido como Cidades Digitais: Por cidade digital pode ser entendido aquela que oferta à sua população informações e serviços públicos e privados em ambiente virtual apresentando em toda a sua extensão, infraestrutura de telecomunicações e Internet, tanto para acesso individual quanto público. Um conjunto de fatores como a oferta de serviços em ambiente virtual integrado, uma infraestrutura de rede, de acesso e de transmissão, concebida para facilitar o cotidiano das pessoas e conduzi-las a novos patamares sociais e econômicos que determinam o grau de urbanização digital em que a cidade se encontra. Tais fatores constituem a espinha dorsal dos

9 8 programas de inclusão e uma visão sobre esse quadro auxilia a elaboração de políticas nas diversas esferas de governos. (CPQD, 2011) Vários projetos já foram criados pelo governo de alguns Estados, visando incluir o maior número possível de pessoas a rede mundial de computadores. No interior de São Paulo, mais precisamente na cidade de Sud Mennucci, tem-se um exemplo desta inclusão; o município é um dos pioneiros do Brasil no fornecimento de acesso gratuito da internet à população: São mais de pontos com conexão gratuita de Internet. Um projeto que começou há sete anos, com custos relativamente altos e apenas 30 pessoas; hoje, mais de 80% da cidade está conectada, contrariando a regra de que o serviço de acesso à web é exclusivo para classes economicamente favorecidas. (CEPAM, 2011) Iniciativas como estas serviram de inspiração para outras cidades, como forma de municipalização da Internet. Dentre estas cidades está Engenheiro Beltrão.

10 9 4. DESENVOLVIMENTO DO TRABALHO 4.1. O Quadro Passado do Município Até fevereiro de 2010 Engenheiro Beltrão contava com as seguintes empresas prestadora de serviços de internet em atividade no Município: EMPRESA Oi Telecom TIM Sul VIVO IRapida Visão Net TIPO DE SERVIÇO ADSL Modem 3G Modem 3G Via Rádio Via Rádio QUADRO 1 Empresas de Internet Todos estes serviços com suas várias alternativas e planos são pagos, o que restringia o mercado apenas àqueles que tinham condições de arcar com as condições. Segundo a Prefeitura de Engenheiro Beltrão, muitos moradores do município dispunham de computadores em seus domicílios, adquiridos através de incentivos do Governo Federal, como o programa Computador para Todos. No entanto, devido aos valores ofertados pelas empresas particulares para o acesso de internet, a maioria não possuía o serviço a disposição, lançando a mão de alternativas compartilhadas, ou abrindo mão deste recurso, em benefício de necessidades mais importantes. Outra situação que se apresentava no município era referente a população rural, que devido ao fato de não poder contar com a cobertura de linhas telefônicas tanto móveis quanto fixas, via-se limitada de possibilidades de acesso a

11 10 internet, salvo aquelas que possuíam condições de investir no acesso a internet sem fio (Wi-Fi), quando a cobertura de sinal disponível assim permitia A Alternativa Com o objetivo de garantir a todos os cidadãos do município acesso a internet independente de suas condições financeiras, o Governo Municipal investiu no projeto de internet Via Rádio, para todos proprietários de imóveis que estiverem em dia com o IPTU, e para aqueles que moram de aluguel e possam comprovar situação por meio de contrato. A idéia surgiu ainda na fase de campanha política da atual gestão, inspirando-se no exemplo da cidade de Sud Mennucci, que até 2002 estava em uma situação similar, mas depois do investimento no acesso gratuito a internet pela população local, conseguiu participar de campeonatos nacionais on-line, algo que seus munícipes conseguiram apenas pelo investimento do município no serviço. O objetivo inicial era atingir as famílias de baixa renda, que não poderia arcar com as despesas mensais dos planos privados de internet, para a população rural, como mais uma alternativa de acesso a rede, também voltada às famílias mais humildes O Investimento O projeto contou com o investimento para aplicação de R$ ,00 (Cento e Dez Mil Reais), onde estão incluídos equipamentos e mão-deobra para instalação e manutenção das torres e demais instalações. Duas empresas participaram por meio de licitação do projeto: Home Page Informática de Engenheiro Beltrão para aquisição de equipamentos, e a BLZ

12 11 de Campo Mourão que instalou o sistema de gerenciamento de sinal e presta assistência quando necessário. O Sinal de internet conta com um Link de fibra ótica da Copel, cujo investimento mensal é de R$ 5.500,00 (Cinco Mil e Quinhentos Reais). Este sinal é dividido entre o prédio da Prefeitura onde fica localizado o servidor e os assinantes do serviço, por meio de uma Torre Central instalada no prédio residencial no centro da cidade, estendendo-se entre outras 5 (Cinco) Torres Repetidoras espalhadas pelo município e distritos. Embora o serviço seja gratuito os equipamentos necessários para o funcionamento precisam ser adquiridos pelo cidadão, que hoje pode encontrá-los em qualquer loja especializada neste ramo, a um custo médio de R$ 200,00 (Duzentos Reais). Prefeitura certifica no município sete lojas que participaram de um treinamento onde os técnicos explicaram as condições ideais e os equipamentos recomendados para garantir a qualidade do serviço Os Primeiros Resultado Obtidos O Serviço teve início em 13/04/2010, já contando com 300 assinaturas no primeiro mês. O plano de assinatura é único e equivale a um plano básico das prestadoras de serviço privadas, com 128kbps por receptor. Dentro das expectativas a maioria dos assinantes do serviço são pessoas que não teriam condições ou o investimento neste serviço não seria compensatório. Existem alguns casos de pessoas que abriram mão de seus planos pagos para assinar o serviço público, uma vez que suas necessidades se encaixavam dentro do plano ofertado pela Prefeitura: Guilherme Henrique Pereira, que utiliza a internet gratuita desde a criação do programa, conta que não tem o que reclamar do EBonline. "A conexão é super estável, rápida e não pecou em nenhum momento. Utilizo em casa e

13 12 no meu trabalho. Todos os meus familiares também usam, avós, tios. Achei a proposta super interessante devido ao custo-benefício. Deixei de pagar e ainda a internet é mais rápida do que a do provedor", diz o usuário. (FIEPR; 2011) Um fato curioso é que segundo o próprio departamento da Prefeitura responsável pelo serviço relatou, existem casos de assinantes que apenas fizeram seu cadastro, mas ainda não utilizam o serviço, por não terem condições de investir no equipamento necessário para o funcionamento. Como o serviço conta como única restrição que o usuário proprietário do imóvel esteja em dia com o IPTU, ou em caso de aluguel comprove a situação mediante a apresentação de contrato, uma parte dos assinantes do serviço são pessoas Jurídicas, onde a expectativa era apenas de usuários comuns, o que chamou a atenção do departamento: (...) No meu serviço eu posso conversar com as minhas clientes e divulgar meu trabalho, o meu marido também utiliza bastante para trabalhar e ainda ajuda bastante a minha filha nas pesquisas que ela faz para estudar. (FIEPR; 2011) Tanto pessoa física quanto pessoa Jurídica contam com o mesmo plano de assinatura, não havendo privilégios ou restrições com base em sua natureza A Repercussão no Mercado As empresas prestadoras de serviço privadas não receberam como ameaça esta intervenção do Governo Municipal no mercado, embora alguns assinantes do serviço municipal tenham aberto mão de seus planos particulares. Algumas empresas inclusive fizeram planos diferenciados com o objetivo de garantir e conquistar outras fatias de mercado. Ainda que a Internet Gratuita não domine o mercado do município, pode-se constatar que após sua instalação, as empresas privadas criaram planos

14 13 alternativos e mais baratos, segundo pesquisa realizada pela Prefeitura, o que caracteriza uma intervenção positiva do Governo Público no mercado: (...) Como mecanismo que enseja o crescimento concentrado da riqueza, o mercado engendra e agudiza as desigualdades sociais, requerendo também a intervenção do Estado para criar um mínimo de igualdade entre os indivíduos, sem o que a vida em sociedade estaria comprometida. (COELHO, 2009; p ) 4.6. Situação Atual A EBOnline (nome do departamento responsável pelo controle e cadastro de assinantes da internet gratuita) conta hoje com aproximadamente 1000 assinaturas, e segundo os responsáveis pelo departamento de cadastro, todos as semanas ocorrem novas aderências aos plano. Atualmente o serviço ofertado teve um ganho de velocidade, passando de 128kbps para 256kbps, o que aumentou a qualidade do serviço e no número de aderências mensais ao plano. Devido ao plano ter como exigência que seus assinantes estejam em dia com os débitos municipais, uma conseqüência deste programa foi o incentivo ao pagamento em dia dos impostos: (...) Entre os benefícios, Brunetta cita justamente o estímulo ao pagamento em dia do tributo. "Em segundo lugar porque o pessoal passa a economizar com gastos de provedor e o principal ganho é o acesso à informação da população", reforça. "Auxilia muito os estudantes também, principalmente os de baixa renda", acrescenta. (FIEPR; 2011)

15 14 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS O projeto de Municipalização da Internet adotado pelo Município de Engenheiro Beltrão é entre muitos implementados por todo Brasil, uma forma de inclusão digital que entre seus principais benefícios, permite aos usuários diminuir distancias e democratizar o acesso a informação. Esta iniciativa também permitiu que o município ganha-se lugar de destaque em sua região, o que contribui para a divulgação do projeto: Engenheiro Beltrão tornou-se exemplo de inclusão digital entre os 25 municípios da COMCAM (Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão). Com aproximadamente 14 mil habitantes, a cidade, que fica a 25 quilômetros de Campo Mourão, foi a primeira a disponibilizar o sinal gratuito de internet para a população, por meio da Lei 1637/2010, e entrar para o grupo conhecido como Cidades Digitais. (FIEPR; 2011) Outro ponto que merece destaque é que este projeto não só tem atendido as expectativas dos envolvidos, com serviu de inspiração para outras cidades da região como Araruna e Boa Esperança, que implantaram o mesmo projeto sob a supervisão dos idealizadores, obtendo resultados igualmente satisfatórios.

16 15 6. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS COELHO, Ricardo Corrêa. Estado, governo e mercado. Florianópolis: Departamento de Ciências da Administração/UFSC; [Brasília]: CAPES: UAB, YIN, Robert K; trad. Daniel Grassi. Estudo de Caso: planejamento e métodos 2ed. Porto Alegre: Bookman, Agência FIEP. Cidades Digitais são apontadas como exemplos de estímulo ao desenvolvimento. Disponível em: Acesso em: 29 setembro 2011 CEPAM. Cidade Digital. Disponível em: mid=17. Acesso em 05 de dezembro Cianorte News. Prefeitos e vereadores debatem a criação de cidades digitais no Paraná. Disponível em: Acesso em: 29 setembro CPQD. Cidades Digitais. Disponível em: cidades-digitais.html. Acesso em: 05 de dezembro FIEPR. Engenheiro Beltrão foi a primeira cidade digital na região da Comcam. Disponível em: shtml. Acesso em: 29 setembro 2011.

17 16 FIEPR. Lei Municipal de Engenheiro Beltrão sobre internet gratuita. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Guia das Cidades Digitais. Cidade digital é mais que internet gratuita. Disponível em: Acesso em: 29 setembro OVERMUNDO. Sud Mennucci, a cidade on line. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Prefeitura Municipal de Engenheiro Beltrão. EB Online. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Prefeitura Municipal de Engenheiro Beltrão. Últimas Notícias. Disponível em: Acesso em: 29 setembro PUCRS. Sinergia Digital. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Wikipédia, a enciclopédia livre. Engenheiro Beltrão. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Wikipédia, a enciclopédia livre. Inclusão Digital. Disponível em: Acesso em: 29 setembro 2011.

18 17 Wikipédia, a enciclopédia livre. Internet. Disponível em: Acesso em: 29 setembro Wikipédia, a enciclopédia livre. Programa do Telecentro de São Paulo. Disponível em: Acesso em: 29 setembro 2011.

19 18 7. TRADUÇÃO DO RESUMO ABSTRACT Government interference in the market aims to balance the conditions of access to products and services, when otherwise it would not be possible. Nowadays more and more people are taking the opportunity to acquire computers for entertainment, education and work. The Internet is expanding and more people are connected to the world wide web. The Engenheiro Beltrão City has done investments in order to offer its residents free access to internet as a way to democratize this opportunity. This intervention led to consequences, allowing people who previously would not be able to use this service to access the worldwide network from their homes. In addition to this, people can have their monthly expenses reduced. The market remains open to everybody, however now the conditions of participation are also equivalent. Keywords: Internet - municipalization - Free.

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo

Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Transparência e Internet, as Telecomunicações apoiando a Administração Pública Case Prefeitura de São Paulo Data:17 de Julho de 2009 Índice 01 Evolução da Internet - História (comercialização dos Backbones)

Leia mais

O Compartilhamento de Infraestrutura de Rede como Estratégia Pública

O Compartilhamento de Infraestrutura de Rede como Estratégia Pública O Compartilhamento de Infraestrutura de Rede como Estratégia Pública 1 Vantagens do Programa Para as Prefeituras Administração mais Eficiente Redução de Gastos Para os Provedores Melhoria da Infraestrutura

Leia mais

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor

Rede de Computadores. Arquitetura Cliente-Servidor Rede de Computadores Arquitetura ClienteServidor Coleção de dispositivos de computação interconectados que permitem a um grupo de pessoas compartilhar informações e recursos É a conexão de dois ou mais

Leia mais

UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST

UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST UMA INTERNET PARA TODOS E O FUST FORUM NACIONAL do CONSECTI - Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I - SALVADOR - 08/07/2008 Vilson Vedana Consultor Legislativo 1 Câmara dos Deputados

Leia mais

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA

Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA Primeiro Técnico TIPOS DE CONEXÃO, BANDA ESTREITA E BANDA LARGA 1 Banda Estreita A conexão de banda estreita ou conhecida como linha discada disponibiliza ao usuário acesso a internet a baixas velocidades,

Leia mais

InternetSul. Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul. Fabiano André Vergani Presidente InternetSul

InternetSul. Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul. Fabiano André Vergani Presidente InternetSul Porto Alegre Wireless Junho/2009 InternetSul Associação dos Provedores de Serviços de Internet da Região Sul Fabiano André Vergani Presidente InternetSul Organização 1. Conapsi Quem somos; 2. Breve Histórico

Leia mais

Tecnologia nos Municípios Brasileiros

Tecnologia nos Municípios Brasileiros PREFEITURA DE ITABORAÍ SECRETARIA DE FAZENDA ASSCT&I & (COBRA/BANCO DO BRASIL) DIRETORIA DE SISTEMAS INTEGRADOS Tecnologia nos Municípios Brasileiros O TERMO CIDADE DIGITAL Uma Cidade Digital muitas vezes

Leia mais

A universalização do acesso à informação pelo uso das telecomunicações

A universalização do acesso à informação pelo uso das telecomunicações CONFIDENCIAL A universalização do acesso à informação pelo uso das telecomunicações José Antônio Guaraldi Félix Presidente da NET Serviços de Comunicação S.A. São Paulo, 29 de setembro de 2009 SUMÁRIO

Leia mais

Comissão Especial PL nº 1.481/2007. AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008. Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel

Comissão Especial PL nº 1.481/2007. AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008. Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel Comissão Especial PL nº 1.481/2007 AUDIÊNCIA PÚBLICA 13 de Maio de 2008 Vilson Vedana Presidente do Conselho Consultivo da Anatel 1 O QUE É O CONSELHO CONSULTIVO DA ANATEL Art.33 da Lei nº 9.472, de 1997:

Leia mais

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite

Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sugestão de Política Pública para o Atendimento Rural via Satélite Sindicato Nacional das Empresas de Telecomunicações por Satélite SINDISAT Suporte: TELECO - Inteligência em Telecomunicações Brasília,

Leia mais

E S T A D O D O M A T O G R O S S O

E S T A D O D O M A T O G R O S S O Lei n.º 1.383, de 25 de outubro de 2011. INSTITUI O PROGRAMA INTERNET PARA TODOS NO MUNICIPIO DE JACIARA-MT, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MAX JOEL RUSSI, Prefeito Municipal de Jaciara, Estado de Mato Grosso;

Leia mais

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem

Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras. Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Cenário sobre a integração das tecnologias às escolas brasileiras Diretrizes para o desenvolvimento do uso das tecnologias no ensino-aprendizagem Maio, 2014 1 Índice 1. Introdução 3 2. Cenário do acesso

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº. Autoriza o poder executivo a ceder sinal de Internet gratuito a população, em uma área que estenda todo o município de Canoas.

PROJETO DE LEI Nº. Autoriza o poder executivo a ceder sinal de Internet gratuito a população, em uma área que estenda todo o município de Canoas. PROJETO DE LEI Nº Autoriza o poder executivo a ceder sinal de Internet gratuito a população, em uma área que estenda todo o município de Canoas. Art. 1. Fica o Poder Executivo do Município de Canoas, autorizado

Leia mais

TE155-Redes de Acesso sem Fios Inclusão Digital usando Redes sem Fios

TE155-Redes de Acesso sem Fios Inclusão Digital usando Redes sem Fios Inclusão Digital usando Redes sem Fios Ewaldo Luiz de Mattos Mehl Universidade Federal do Paraná Departamento de Engenharia Elétrica mehl@eletrica.ufpr.br Inclusão Digital usando Redes sem Fios Conceito

Leia mais

Internet Cidadão Quissamã

Internet Cidadão Quissamã Internet Cidadão Quissamã Agenda Introdução Internet Cidadão Rede Prefeitura Situação Internet Cidadão Setembro de 2005 Ausência de provedores locais de acesso à Internet 2 Empresas de Informática (cerca

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA n 01/2013 PERGUNTAS FREQUENTES

CHAMADA PÚBLICA n 01/2013 PERGUNTAS FREQUENTES CHAMADA PÚBLICA n 01/2013 PERGUNTAS FREQUENTES 1. Como identificar na cidade onde esta a torre, caixa e fibra? Resposta: No Site do governo do Estado(www.ceara.gov.br) ou no link direto http://cinturao.etice.ce.gov.br/cinturao/public/zabix.jsf,

Leia mais

LEI Nº 1.265 DE 25 DE JUNHO DE 2014

LEI Nº 1.265 DE 25 DE JUNHO DE 2014 Dispõe sobre a campanha de fiscalização e melhoria da arrecadação de tributos, mediante o sorteio de prêmios e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE JACOBINA-BA, no uso de suas atribuições

Leia mais

Importância e Implementação

Importância e Implementação Importância e Implementação O que é? Sub-área da inclusão social. Democratização do acesso às tecnologias de informação. Melhorar as condições de vida de uma comunidade com ajuda da tecnologia. Utilização

Leia mais

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 1)

CRIAÇÃO DE SITES (AULA 1) Prof. Breno Leonardo Gomes de Menezes Araújo brenod123@gmail.com http://blog.brenoleonardo.com.br CRIAÇÃO DE SITES (AULA 1) Internet É um conglomerado deredesem escala mundial de milhões de computadores

Leia mais

Tecnologia da Informação Apostila 02

Tecnologia da Informação Apostila 02 Parte 6 - Telecomunicações e Redes 1. Visão Geral dos Sistemas de Comunicações Comunicação => é a transmissão de um sinal, por um caminho, de um remetente para um destinatário. A mensagem (dados e informação)

Leia mais

Autor: Patrick Freitas Fures

Autor: Patrick Freitas Fures FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS TÉCNICO EM INFORMÁTICA Conectividade WIMAX Autor: Patrick Freitas Fures Relatório Técnico apresentado ao Profº. Nataniel Vieira com requisito parcial para obtenção

Leia mais

Secretaria para Assuntos Estratégicos

Secretaria para Assuntos Estratégicos Secretaria para Assuntos Estratégicos DO DESAFIO A REALIDADE Nosso desafio: 399 municípios conectados por uma internet rápida, que oportuniza a aproximação da gestão pública com o cidadão. O projeto Rede399

Leia mais

O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais

O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais O P apel do Governo Federal nas Cidades Digitais Mercado Mundial de Banda Larga Fonte: I DC/ Barômetro Cisco Mercado de Banda Larga no Brasil Distribuição Geográfica Dez/ 2007 7,49 milhões conexões crescimento

Leia mais

Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro

Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro ISSN 1984-7203 C O L E Ç Ã O E S T U D O S C A R I O C A S Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro Nº 20091101 Novembro - 2009 Fabiana Mota da Silva, Lúcia Helena

Leia mais

AG8 Informática. Esta apostila foi retirada do www.comocriarsites.net. Como Criar Sites HTML - notícia importante! www.comocriarsites.

AG8 Informática. Esta apostila foi retirada do www.comocriarsites.net. Como Criar Sites HTML - notícia importante! www.comocriarsites. Esta apostila foi retirada do www.comocriarsites.net Como Criar Sites HTML - notícia importante! www.comocriarsites.net Venha conhecer o novo Como Criar Sites HTML, agora é um mega portal para webmasters,

Leia mais

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações

Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações Documento de Referência do Projeto de Cidades Digitais Secretaria de Inclusão Digital Ministério das Comunicações CIDADES DIGITAIS CONSTRUINDO UM ECOSSISTEMA DE COOPERAÇÃO E INOVAÇÃO Cidades Digitais Princípios

Leia mais

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação

CidadesDigitais. A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais A construção de um ecossistema de cooperação e inovação CidadesDigitais PRINCÍPIOs 1. A inclusão digital deve proporcionar o exercício da cidadania, abrindo possibilidades de promoção cultural,

Leia mais

MINUTA TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA PROVEDORES

MINUTA TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA PROVEDORES Sumário TERMO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA...2 1.1 DO OBJETO...2 1.2 DA EXECUÇÃO...2 1.3 DOS DIREITOS E DAS OBRIGAÇÕES DAS PARTES...2 1.3.1 SÃO DIREITOS DOS PARTÍCIPES:...2 1.3.2 SÃO OBRIGAÇÕES DOS PARTÍCIPES:...2

Leia mais

ABRIL DE 2012. Provedores de Internet no Brasil: Inclusão Digital e Infraestrutura Ano 4 Número 1

ABRIL DE 2012. Provedores de Internet no Brasil: Inclusão Digital e Infraestrutura Ano 4 Número 1 ABRIL DE 2012 Provedores de Internet no Brasil: Inclusão Digital e Infraestrutura Ano 4 Número 1 SUMÁRIO EXECUTIVO Apresentação A inclusão digital no Brasil depende fundamentalmente da expansão da infraestrutura

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS

INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS INCLUSÃO DIGITAL COMO FORMA DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL CANELA - RS DADOS ESTATÍSTICOS População 2010: 39.238 Área da unidade territorial (km²): 254 EMEF: 12 EMEE: 1 EMEI: 10 UBS: 7 Parques Municipais:

Leia mais

DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL DRS. AVELAR, João Marcos Borges (TIDE), UNESPAR/FECILCAM, jmavelar@yaho.com.br

DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL DRS. AVELAR, João Marcos Borges (TIDE), UNESPAR/FECILCAM, jmavelar@yaho.com.br DESENVOLVIMENTO REGIONAL SUSTENTÁVEL DRS AVELAR, João Marcos Borges (TIDE), UNESPAR/FECILCAM, jmavelar@yaho.com.br RESUMO: O presente trabalho relata as atividades desenvolvidas pela Unespar/Fecilcam nos

Leia mais

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TELECOMUNICAÇÕES As telecomunicações referem -se à transmissão eletrônica de sinais para as comunicações, incluindo meios como telefone, rádio e televisão. As telecomunicações

Leia mais

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015

Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 Medição das TIC no contexto nacional: o caso do Brasil Maputo, Moçambique 7 de Julho de 2015 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Dimensões das TIC e Políticas Públicas Apresentação de indicadores sobre os seguintes

Leia mais

Pequena história da Internet

Pequena história da Internet Pequena história da Internet A Internet nasceu em 1969, nos Estados Unidos. Interligava originalmente laboratórios de pesquisa e se chamava ARPAnet (ARPA: Advanced Research Projects Agency). Era uma rede

Leia mais

VAPT VUPT DIGITAL Novo canal de atendimento ao cidadão

VAPT VUPT DIGITAL Novo canal de atendimento ao cidadão PRÁTICA VAPT VUPT DIGITAL Novo canal de atendimento ao cidadão Secretaria/Órgão: SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E PLANEJAMENTO/SEGPLAN Estado/Cidade de Origem: Goiânia/GO Autor: Ney Fernando Pinheiro Telefone/e-mail:

Leia mais

REDES FÍSICAS DE ACESSO EM BANDA LARGA

REDES FÍSICAS DE ACESSO EM BANDA LARGA REDES FÍSICAS DE ACESSO EM BANDA LARGA Foi inventada em 1989 por um engenheiro da Bell Labs. O seu uso começou no final da década de 1990 como forma de acesso à internet de banda larga. TECNOLOGIAS DSL

Leia mais

L A C Laboratory for Advanced Collaboration

L A C Laboratory for Advanced Collaboration Publicação de Dados Governamentais no Padrão Linked Data 1.2 - Dados Governamentais Abertos Karin Breitman José Viterbo Edgard Marx Percy Salas L A C Laboratory for Advanced Collaboration Objetivo deste

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS. Aula 09 FACULDADE CAMÕES PORTARIA 4.059 PROGRAMA DE ADAPTAÇÃO DE DISCIPLINAS AO AMBIENTE ON-LINE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL DOCENTE: ANTONIO SIEMSEN MUNHOZ, MSC. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: FEVEREIRO DE 2007. Internet,

Leia mais

Por que custa caro ligar de telefone fixo para celular?

Por que custa caro ligar de telefone fixo para celular? Por que custa caro ligar de telefone fixo para celular? César Mattos 1 A ampla difusão da telefonia celular levou a alguns comportamentos curiosos dos usuários. Muitos compram telefones que comportam chip

Leia mais

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES

1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES 1. AULA 1 - INTRODUÇÃO À REDES DE COMPUTADORES Objetivos da Aula Aprender os conceitos básicos para compreensão das próximas aulas. Na maioria dos casos, os conceitos apresentados serão revistos com maior

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL PROMOVENDO INCLUSÃO SOCIAL

INCLUSÃO DIGITAL PROMOVENDO INCLUSÃO SOCIAL INCLUSÃO DIGITAL PROMOVENDO INCLUSÃO SOCIAL Letícia de Abreu Araujo 1 Beatriz Terezinha Borsoi 2 Fabio Favarim 3 1,2,3 Informática/UTFPR, Pato Branco, Brasil e-mail: l.abreuaraujo@hotmail.com Resumo Promover

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais

Administração de Sistemas de Informação Gerenciais Administração de Sistemas de Informação Gerenciais UNIDADE V: Telecomunicações, Internet e Tecnologia Sem Fio. Tendências em Redes e Comunicações No passado, haviam dois tipos de redes: telefônicas e redes

Leia mais

*Conceitos básicos *Formas de conexão *Correio Eletrônico *WWW *Principais navegadores para Internet

*Conceitos básicos *Formas de conexão *Correio Eletrônico *WWW *Principais navegadores para Internet Conceitos básicos Formas de conexão Correio Eletrônico WWW Principais navegadores para Internet Para compreender a Internet faz-se necessário o conhecimento de conceitos simples e que muitas vezes causam

Leia mais

Conceitos básicos de comunicação de dados e redes de computadores

Conceitos básicos de comunicação de dados e redes de computadores Conceitos básicos de comunicação de dados e redes de computadores Nesta aula vamos ver o conceito de informática e comunicação de dados, conhecer noções teleprocessamento e de rede de computadores e obter

Leia mais

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002).

(Versão revista e atualizada do tutorial original publicado em 26/11/2002). Acesso à Internet Este tutorial apresenta as formas de acesso a Internet disponíveis para o usuário brasileiro, e apresenta os números atuais da Internet no Brasil. (Versão revista e atualizada do tutorial

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 3 Internet, Browser e E-mail. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 3 Internet, Browser e E-mail Professora: Cintia Caetano SURGIMENTO DA INTERNET A rede mundial de computadores, ou Internet, surgiu em plena Guerra Fria, no final da década de

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO

INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFLUÊNCIAS E POSSIBILIDADES DO USO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA EDUCAÇÃO Gustavo Cançado de Azevedo O autor relaciona educação e tecnologia, tomando como ponto de partida a maneira com que os avanços

Leia mais

Sistemas de Informação Gerencial

Sistemas de Informação Gerencial Sistemas de Informação Gerencial Aula 06 Prof.ª Bruna Patrícia da Silva Braga Infraestrutura de TI: Redes de Computadores Redes de Computadores Conjunto de computadores e periféricos ligados entre si através

Leia mais

Cidades Digitais. Desmistificando a Tecnologia. Bruno Soares Henriques. www.inatel.br

Cidades Digitais. Desmistificando a Tecnologia. Bruno Soares Henriques. www.inatel.br Cidades Digitais Desmistificando a Tecnologia INATEL Competence Center Av. João de Camargo, 510 Santa Rita do Sapucai MG Tel: (35) 3471 9330 Bruno Soares Henriques O que é Cidade Digital City Cloud, Digital

Leia mais

Tendências de comunicação para 2014. 89% dos brasileiros pesquisam preços na web. E-mail é 40 vezes mais eficiente que FB nas vendas

Tendências de comunicação para 2014. 89% dos brasileiros pesquisam preços na web. E-mail é 40 vezes mais eficiente que FB nas vendas Tendências de comunicação para 2014 Veja alguns temas que devem influenciar o setor 89% dos brasileiros pesquisam preços na web 78% acredita que na internet os produtos são mais baratos 63% utiliza smartphones

Leia mais

www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777

www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777 www.cidadedigitalbrasil.com.br ( 35 ) 3431-2777 Cidade Digital - Objetivos : Modernizar a estrutura pública Redução de custos Prover novos serviços à população Cidade Digital Sistemas contemplados : -

Leia mais

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006

Barômetro. Cisco. Banda Larga. Análise de mercado. 2 o Trimestre/2006. 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco Banda Larga da Análise de mercado 2 o Trimestre/2006 3 a Edição Setembro/2006 Barômetro Cisco da Banda Larga Introdução Você está recebendo a nova edição do Barômetro Cisco da Banda Larga,

Leia mais

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois

Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Programa Nacional de Banda Larga 18 meses depois Caio Bonilha Telebras 1 Câmara dos Deputados, 06/12/2011 Mercado de Banda Larga no Brasil Conexões Banda Larga por região 9% 2% 17% 63% 9% Norte Nordeste

Leia mais

ESCOLA-COMUNIDADE-UNIVERSIDADE: PARCEIRAS NA SOCIALIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS

ESCOLA-COMUNIDADE-UNIVERSIDADE: PARCEIRAS NA SOCIALIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS ESCOLA-COMUNIDADE-UNIVERSIDADE: PARCEIRAS NA SOCIALIZAÇÃO DOS CONHECIMENTOS E DOS RECURSOS TECNOLÓGICOS Débora Laurino Maçada FURG Sheyla Costa Rodrigues FURG RESUMO - Este projeto visa estabelecer a parceria

Leia mais

Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre.

Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre. Análise Comparativa entre Provedores de Internet 3G, no Estado do Acre. Luiz Felipe de Oliveira Pinheiro * RESUMO Vamos aqui fazer uma comparação entre planos de internet 3G, (oferta/demanda), e tentar

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação I

Administração de Sistemas de Informação I Administração de Sistemas de Informação I Prof. Farinha Aula 03 Telecomunicações Sistemas de Telecomunicações 1 Sistemas de Telecomunicações Consiste de Hardware e Software transmitindo informação (texto,

Leia mais

TIC Empresas 2007 DESTAQUES 2007

TIC Empresas 2007 DESTAQUES 2007 TIC Empresas DESTAQUES Os computadores estão presentes em 95% das empresas, sendo que a informatização aumenta de acordo com o porte. Entre as que utilizam computadores, o acesso à Internet é quase integral:

Leia mais

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro

Keynote speech by Senator Walter Pinheiro II LATIN AMERICAN PUBLIC POLICY FORUM ON INTERNET, E- COMMERCE AND MOBILE TECHNOLOGIES Economic, Social and Cultural Impact on Latin America's Development Keynote speech by Senator Walter Pinheiro Discussion

Leia mais

Informática Básica. Internet Intranet Extranet

Informática Básica. Internet Intranet Extranet Informática Básica Internet Intranet Extranet Para começar... O que é Internet? Como a Internet nasceu? Como funciona a Internet? Serviços da Internet Considerações finais O que é Internet? Ah, essa eu

Leia mais

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico

Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico Guaiaquil tira proveito da IoE para oferecer à população os benefícios da telemedicina e do governo eletrônico RESUMO EXECUTIVO Objetivo Melhorar a vida dos moradores e ajudálos a serem bem-sucedidos na

Leia mais

Argumentário frente à concorrência. Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial

Argumentário frente à concorrência. Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial Argumentário frente à concorrência Inteligência Competitiva e Segmentos Residencial Como descobrir quem é a Concorrência: sondando o cliente... Faça as perguntas abaixo para conhecer melhor o cliente e

Leia mais

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E

Prof. Luís Rodolfo. Unidade I REDES DE COMPUTADORES E Prof. Luís Rodolfo Unidade I REDES DE COMPUTADORES E TELECOMUNICAÇÃO C Redes de computadores e telecomunicação Objetivo: apresentar os conceitos iniciais e fundamentais com relação às redes de computadores

Leia mais

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite

Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Algar Telecom lança TV por assinatura via satélite Com investimentos de mais de R$ 160 milhões, empresa amplia seu portfólio de serviços São Paulo, 20 de maio de 2010 A Algar Telecom, empresa de telecomunicações

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013

AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013. Rio de Janeiro Maio 2013 AUDIÊNCIA PÚBLICA CFFC / CINDRA 29/05/2013 Rio de Janeiro Maio 2013 A Oi TEM PAPEL FUNDAMENTAL PARA O DESENVOLVIMENTO DO PAÍS, INVESTINDO, GERANDO IMPOSTOS E EMPREGOS E DISTRIBUINDO SEUS RESULTADOS R$

Leia mais

Fundação Oswaldo Aranha Centro Universitário de Volta Redonda RJ

Fundação Oswaldo Aranha Centro Universitário de Volta Redonda RJ Fundação Oswaldo Aranha Centro Universitário de Volta Redonda RJ Curso Seqüencial de Redes de Computadores Disciplina: Metodologia da Pesquisa Científica Outros trabalhos em: www.projetoderedes.com.br

Leia mais

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011

Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil. São Paulo, 30 de novembro de 2011 Pesquisa TIC Provedores 2011 Coletiva de Imprensa Pesquisa sobre Provedores de Serviços Internet no Brasil São Paulo, 30 de novembro de 2011 CGI.br Comitê Gestor da Internet no Brasil NIC.br Núcleo de

Leia mais

O SIGNIFICADO DA PESQUISA:

O SIGNIFICADO DA PESQUISA: O SIGNIFICADO DA PESQUISA: ESCRITO POR Clive de Freitas PUBLICADO Outubro 2013 como ela molda nossas vidas e cria marcas O RESUMO Como profissionais de marketing, é fácil reduzir a pesquisa para métricas

Leia mais

QUEM SOMOS MISSÃO VISÃO

QUEM SOMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS A TOP BAHIA ASSESSORIA MUNICIPAL é uma empresa baiana que atua no mercado com profissionais capacitados, prestando um serviço de excelência, fornecendo aos nossos clientes soluções completas

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação. Telecomunicações e a Internet na Empresa

Administração de Sistemas de Informação. Telecomunicações e a Internet na Empresa Administração de Sistemas de Informação e a Internet na Empresa Conectando a Empresa à Rede As organizações estão se tornando empresas conectadas em redes. As redes do tipo Internet, Intranet e Extranet

Leia mais

CLC5 Formador: Vítor Dourado

CLC5 Formador: Vítor Dourado 1 A designação da Internet advém de Interconnected Network, ou seja, rede interligada. A Internet é uma gigantesca teia mundial de redes de computadores, em constante crescimento e evolução, oferecendo

Leia mais

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET

INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET INFORMÁTICA IINTERNET / INTRANET Objectivos História da Internet Definição de Internet Definição dos protocolos de comunicação Entender o que é o ISP (Internet Service Providers) Enumerar os equipamentos

Leia mais

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital

1 Introdução. 1.1 A Nova Era Digital 11 1 Introdução Com o advento da nova era da internet, conhecida com web 2.0, e o avanço das tecnologias digitais, o consumidor passa a ter maior acesso à informação bem como à facilidade de expressar

Leia mais

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR

P4-MPS.BR - Prova de Conhecimento do Processo de Aquisição do MPS.BR Data: 12 de Dezembro de 2006 Brasília) Horário: 13:00 às 17:00 horas (hora de e-mail: Nota: INSTRUÇÕES Você deve responder a todas as questões. O total máximo de pontos da prova é de 100 pontos (100%),

Leia mais

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar?

Se eu tenho o serviço de Voz sobre Internet, para quem posso ligar? 1 Conheça o sistema de Voz sobre IP (ou VOIP) O que é Voz sobre IP / Voz sobre Internet Protocolo? R. Voz sobre IP permite que você faça ligações telefônicas utilizando uma rede de computadores, como a

Leia mais

Rede PLC da Restinga Primeira Etapa do Projeto

Rede PLC da Restinga Primeira Etapa do Projeto Primeira Etapa do Projeto Transferência de sinal da rede elétrica do prédio para cabo ou wireless e vice-versa D Repetidores e extratores de sinal para baixa tensão (220V/127V) e vice-versa C B Injeção

Leia mais

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga

O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga Instituto de Inovação com TIC O Impacto Sócio-Econômico da Banda Larga [ Flávia Fernandes Julho/2010] Banda Larga Internet A Internet supera a produtividade combinada do telefone, transporte e eletricidade

Leia mais

Sistema de Gestão de Aulas

Sistema de Gestão de Aulas Sistema de Gestão de Aulas criando cultura para o Ensino a Distância e melhorando o processo ensino-aprendizagem pela internet RICARDO CREPALDE* RESUMO O objetivo deste artigo é apresentar a experiência

Leia mais

O melhor da notícia ao entretenimento

O melhor da notícia ao entretenimento O melhor da notícia ao entretenimento O portal CorreioWeb é notícia, entretenimento, política, diversão, saúde, cultura, culinária, economia, mundo, esporte, tecnologia, arquitetura, educação, viagens,

Leia mais

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio

DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DO ALGARVE Escola Básica Doutor João Lúcio Introdução à Internet Nos dias de hoje a Internet encontra-se massificada, e disponível nos quatro cantos do mundo devido às suas

Leia mais

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet

Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Projeto de sistemas O novo projeto do Mercado Internet Mercados em potencial de serviços Serviços da Web ftp,http,email,news,icq! Mercados em potencial de serviços FTP IRC Telnet E-mail WWW Videoconferência

Leia mais

ALTEROSA CIDADE DIGITAL Inclusão Digital e Inclusão Social

ALTEROSA CIDADE DIGITAL Inclusão Digital e Inclusão Social ALTEROSA CIDADE DIGITAL Inclusão Digital e Inclusão Social PROF. DIMAS DOS REIS RIBEIRO MESTRE EM HISTÓRIA E CULTURA E DOUTORANDO EM SERVIÇO SOCIAL MUNDO DO TRABALHO E QUESTÃO SOCIAL UNIVERSIDADE ESTADUAL

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica

Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Novas Tecnologias no Ensino de Física: discutindo o processo de elaboração de um blog para divulgação científica Pedro Henrique SOUZA¹, Gabriel Henrique Geraldo Chaves MORAIS¹, Jessiara Garcia PEREIRA².

Leia mais

Introdução. ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como:

Introdução. ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Introdução ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Correio Eletrônico; Hospedagem de sites; Blogs; DNS; Voip. Introdução

Leia mais

Introdução. ISP Local

Introdução. ISP Local Introdução ISP: Internet Service Provider O provedor de acesso oferece serviço de acesso à internet, agregando a ele outros serviços como: Correio Eletrônico; Hospedagem de sites; Blogs; DNS; Voip. Introdução

Leia mais

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa Proposta de Franquia SMS Marketing A Empresa A DeOlhoNaWeb Soluções Digitais é uma empresa de internet em forte crescimento, que foi fundada em 2012 com objetivo de oferecer soluções inovadoras por um

Leia mais

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes

Olinda - Pernambuco - Brasil. Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento com os clientes XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Torpedo: Um Novo Canal de Relacionamento Uso de novas tecnologias no relacionamento

Leia mais

INCLUSÃO DIGITAL: UM UNIVERSO DE POSSIBILIDADES

INCLUSÃO DIGITAL: UM UNIVERSO DE POSSIBILIDADES INCLUSÃO DIGITAL: UM UNIVERSO DE POSSIBILIDADES Marcília Oliveira dos Santos Graduanda do curso de Pedagogia Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN Sandra Kelly de Araujo Professora Departamento

Leia mais

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de:

Soluções Completas. Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: Soluções Completas Fundada em 1991, a.compos é pioneira na área de soluções em tecnologia, atuando nas áreas de: - Conexões compartilhada (.IP) e dedicada (.LINK); - Data Center com servidores virtuais

Leia mais

// Questões para estudo

// Questões para estudo // Questões para estudo 2 // Ferramentas Básicas de Internet e Web 2.0 1. Sobre a internet, marque a opção correta: A) A internet poder ser definida como uma rede mundial, composta por mihões e milhões

Leia mais

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações

Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel Banda Larga Telefonia Fixa TV por Assinatura Principais Direitos dos Usuários e Obrigações das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Telefonia Móvel 1. Adesão A prestação do Serviço

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência

Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência Sistema de Telemetria para Hidrômetros e Medidores Aquisição de Dados Móvel e Fixa por Radio Freqüência O princípio de transmissão de dados de telemetria por rádio freqüência proporciona praticidade, agilidade,

Leia mais

Élvio Mendonça Curso: THST - Técnico de Segurança e Higiene no Trabalho CLC-5 Vítor Dourado 22-06-2010 1

Élvio Mendonça Curso: THST - Técnico de Segurança e Higiene no Trabalho CLC-5 Vítor Dourado 22-06-2010 1 1 Introdução... 3 Internet - MSN... 4 MSN... 5 Manuseamento do programa MSN... 6 Sessão aberta... 7 Contactos... 8 Conclusão... 9 2 Introdução Realizei este trabalho no âmbito da disciplina de Cultura

Leia mais

Pluralidade dos Meios de Comunicação

Pluralidade dos Meios de Comunicação Pluralidade dos Meios de Comunicação Novembro/212 APRESENTAÇÃO A pesquisa Pluralidade dos Meios de Comunicação, desenvolvida pelo Instituto Palavra Aberta entidade criada em fevereiro de 21 pela Abert

Leia mais

4. Rede de Computador

4. Rede de Computador Definição Uma rede de computadores é formada por um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos, interligados por um sub-sistema de comunicação, ou seja, é quando

Leia mais

REGULAMENTO. Cliente Telefônica - Forme seu DUO ou TRIO + Benefícios Sonora e Terra Vídeo

REGULAMENTO. Cliente Telefônica - Forme seu DUO ou TRIO + Benefícios Sonora e Terra Vídeo REGULAMENTO Cliente Telefônica - Forme seu DUO ou TRIO + Benefícios Sonora e Terra Vídeo Esta Promoção é realizada pela Telecomunicações de São Paulo S/A TELESP, com sede na Rua Martiniano de Carvalho,

Leia mais

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD)

Curso Introdução à Educação Digital - Carga Horária: 40 horas (30 presenciais + 10 EaD) ******* O que é Internet? Apesar de muitas vezes ser definida como a "grande rede mundial de computadores, na verdade compreende o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam e que permitem

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Dezembro de 2012 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais