UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia: Impermeabilização X Umidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia: Impermeabilização X Umidade"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia: Impermeabilização X Umidade

2 Impermeabilidade das construções Impedir a passagem indesejável água, fluído e vapores Pode conter ou dirigir a água para o local que se deseja.

3 Importância da impermeabilização permitir a habitabilidade e funcionalidade da construção civil. proteger a edificação de inúmeros problemas patológicos. ÁGUA + O 2 + CO 2 + SO N + Cl - DIFERENTES MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

4 a infiltração de água acarreta uma série de consequências patológicas: corrosão de armaduras, eflorescência, degradação do concreto e argamassa, empolamento e bolhas em tintas, Deterioração de madeiras, Curtos circuitos. altos custos de manutenção e recuperação.

5 custo de uma impermeabilização na construção civil

6 custo de uma impermeabilização na construção civil quebras de piso cerâmico, granito, argamassas

7 custo de uma impermeabilização na construção civil depreciação de valor patrimonial

8 custo de uma impermeabilização na construção civil A impermeabilização contribui para a saúde pública: pois torna os ambientes salubres e mais adequados à prevenção de doenças respiratórias. IMAGEM DA EMPRESA

9 aparecimento de : eflorescências, ferrugens, mofo, bolores, perda de pinturas, de rebocos causa de acidentes estruturais.

10 Origem de falhas na impermeabilização Falta de Projeto de Impermeabilização; Mão-de-obra não qualificada; Uso de materiais não normalizados; Preparação inadequada do substrato; Caimentos insuficientes; Transito não previsto sobre a impermeabilização ou revestimento inadequado.

11 Pontos por onde a água entra Telhados e coberturas planas; Jardineiras de fachadas e jardins; Calhas de escoamento de água pluvial; Reservatórios de água, piscina e tubulações; Áreas molhadas (banheiro, cozinha); Esquadrias (peitoril) e portas (soleiras); Água do terreno.

12 UMIDADE manifestação patológica mais freqüentemente observada nas edificações representa 60% dos problemas dos edifícios, durante sua vida útil (Oliveira e Azevedo (1994) apud Peres (2001)).

13 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; Umidade acidental.

14 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; passa das áreas externas às internas por pequenas trincas; alta capacidade dos materiais absorverem a umidade do ar; Umidade acidental.

15 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; falhas na interface entre elementos construtivos, como planos de parede e portas ou janelas. água da chuva.

16 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; Umidade acidental. fenômeno de capilaridade. Os vasos capilares pequenos permitem a água subir até o equilíbrio com a força da gravidade. água originada do solo; ocorrência em paredes e pisos;

17 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; grande umidade no ar existência de superfícies que estejam com temperatura < ponto de orvalho. Umidade acidental.

18 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; Umidade acidental. água necessária à execução dos materiais; desaparece com o tempo (cerca de seis meses). encontram-se dentro dos poros dos materiais: concretos e argamassas, pinturas, tijolo.

19 causas da presença de umidade nas edificações Umidade de infiltração; Umidade ascensional; Umidade por condensação; Umidade de obra; Umidade acidental. causada por falhas nos sistemas de tubulações, Água de chuva, Água potável, Água de esgoto.

20

21

22

23 NBR Elaboração de Projetos para Impermeabilização a) desenhos: Plantas de localização e identificação das impermeabilizações locais de detalhamento construtivo; Detalhes genéricos e específicos que descrevam graficamente todas as soluções de impermeabilização.

24 NBR Elaboração de Projetos para b) textos: Impermeabilização Memorial descritivo de materiais e camadas de impermeabilização; Memorial descritivo de procedimentos de execução;

25 NBR Elaboração de Projetos para b) textos: Impermeabilização Planilha de quantitativos de materiais e serviços; Metodologia para controle e inspeção dos serviços; Cuidados sobre a manutenção da impermeabilização.

26 NBR Elaboração de Projetos para Impermeabilização

27 Projeto falta de projeto específico de impermeabilização 42% dos problemas (Antonelli et al. (2002)). Não possibilita o controle da execução, Não prevê detalhes construtivos como arremates.

28 DETALHES - projeto pontos onde ocorre a maioria dos problemas em impermeabilizações: bordas, encontros com ralos, juntas, mudanças de plano, passagem de dutos.

29 DETALHES - projeto

30 DETALHES - projeto

31 Umidade ou Infiltração no Telhado Falhas nos telhados, calhas e tubos de queda; vazamentos manifestados através de manchas nos forros ou paredões;

32 Umidade ou Infiltração no Telhado soldas incompletas ou danificadas; ferrugem de pregos: causa furos nas calhas; Caimento invertido ou bacias de acumulação

33 Umidade ou Infiltração no Telhado Seção insuficiente: alto volume de chuva, transbordo de água;

34

35

36 Vazamentos e goteiras nos telhados

37 Vazamentos e goteiras nos telhados

38 Vazamentos e goteiras nos telhados

39

40

41 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços

42 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços

43 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços rodapé que estenda até 30cm ou 20cm acima do piso depois de pronto

44 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços fixação por chapas de fibro-cimento aparafusadas

45 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços penetrar +-10cm para dentro e permanecer fixada em todo o perímetro, sem arestas vivas

46 Vazamentos em lajes de cobertura - terraços

47 Vazamentos em pisos e paredes pode se originar conforme esses três meios: vazamentos pela ruptura de canalizações de água fria, quente, esgoto pluvial, cloacal; Pela penetração de água da chuva; Pela percolação de água oriunda do solo, por ascensão capilar

48 Vazamentos em pisos e paredes

49 Vazamentos em pisos e paredes

50 Vazamentos em pisos e paredes

51 Vazamentos em pisos e paredes

52 Vazamentos

53 Vazamentos em pisos e paredes reboco poroso, o reboco salpicado, é capaz de reter água, que irá atravessar a parede.

54

55

56 Vazamentos em pisos e paredes

57

58

59

60

61

62

63

64 umidade que sobe do solo por capilaridade Danos típicos provocados pela umidade ascendente : Manchas na base das construções; Destruição dos rebocos e da argamassa de ligação, pela formação de sulfatos e pela sua consequente subida; Formação de bolores; Aumento da dispersão de calor proveniente do interior do edifício;

65 umidade que sobe do solo por capilaridade Danos típicos provocados pela umidade ascendente : Alvenarias das paredes mais frias onde se verificam com muita facilidade fenômenos de condensação; Ambiente insalubre; Destacamento das camadas superficiais nalgumas pedras e no tijolo, por efeito da cristalização de sais.

66 umidade que sobe do solo por capilaridade

67

68

69

70

71

72

73

74 Fatores que contribuem: Eflorescências Devem agir em conjunto: teor de sais solúveis pressão hidrostática para proporcionar a migração para a superfície presença de água Fatores externos que contribuem: quantidade de água tempo de contato elevação da temperatura porosidade dos componentes

75 Eflorescências Os casos mais comuns são: Escadas e piscinas, fachadas ou acabamentos verticais de granito, cerâmicas, pastilhas, etc., alvenarias aparentes,

76 Eflorescências Os casos mais comuns são: pisos em contato com solos úmidos, pingadeiras, arremates de caixilhos, trincas nas fachadas com pinturas, Concreto aparente.

77

78 Expansão na superfície do tijolo

79 Expansão na superfície do tijolo

80 Bolor

81

82 Eflorescencia em fachada cerâmica

83 Bolor, mancha umidade

84

85

86

87

88

89 Fissuras causadas por movimentações higroscópicas mudanças higroscópicas modificações nas dimensões dos materiais porosos componentes da construção.

90 Fissuras causadas por movimentações higroscópicas mudanças higroscópicas modificações nas dimensões dos materiais porosos expansão Restrição das movimentações retração Fissuras

91 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas trincas horizontais na alvenaria, provenientes da expansão por umidade dos tijolos: o painel é solicitado à compressão na direção horizontal.

92 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas Expansão dos tijolos por absorção de umidade provoca o fissuramento vertical da alvenaria

93

94 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas trincas nas peças estruturais: a expansão da alvenaria solicita o concreto à tração.

95 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas trincas horizontais na base de paredes: a alvenaria que está diretamente em contato com o solo absorve umidade e apresenta movimentações diferenciadas em relação às fiadas superiores.

96

97 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas A argamassa do topo da parede absorve água e movimenta-se diferencialmente ao corpo do muro, tendo como consequência o destacamento do mesmo.

98

99 Trincas provocadas por movimentações higroscópicas

100 Escolha da impermeabilização Os principais fatores que devem ser levados em consideração são: pressão hidrostática, frequência de umidade, exposição ao sol, exposição a cargas, movimentação da base e extensão da aplicação.

101 Água de percolação: atuação da água atua em terraços, coberturas e fachadas, livre escoamento, sem exercer pressão sobre os elementos da construção; CHUVA Água de condensação: atua quando ocorre a condensação do ar atmosférico;

102 atuação da água Água com pressão: atua em subsolos, caixas d'água, piscinas, exercendo força hidrostática sobre a impermeabilização. Pode ser de dois tipos: Água sob pressão negativa: exerce pressão hidrostática de forma inversa à impermeabilização; Água sob pressão positiva: exerce pressão hidrostática de forma direta na impermeabilização. Umidade por capilaridade: é a ação da água sobre os elementos das construções que estão em contato com bases alagadas ou solo úmido.

103 Sistemas Impermeabilizantes Quanto à aderência ao substrato: Aderido: material impermeabilizante é totalmente fixado ao substrato, fusão do próprio material ou por colagem com adesivos, asfalto quente ou maçarico. Semi-aderido: aderência é parcial e localizada em alguns pontos, como platibandas e ralos. Flutuante: a impermeabilização é totalmente desligada do substrato é utilizada em estruturas de grande deformabilidade.

104 Sistemas Impermeabilizantes Quanto à aderência ao substrato: Aderido: material impermeabilizante é totalmente fixado ao substrato, fusão do próprio material ou por colagem com adesivos, asfalto quente ou maçarico. Semi-aderido: aderência é parcial e localizada em alguns pontos, como platibandas e ralos. Flutuante: a impermeabilização é totalmente desligada do substrato é utilizada em estruturas de grande deformabilidade.

105 Sistemas Impermeabilizantes Quanto à aderência ao substrato: Aderido: material impermeabilizante é totalmente fixado ao substrato, fusão do próprio material ou por colagem com adesivos, asfalto quente ou maçarico. Semi-aderido: aderência é parcial e localizada em alguns pontos, como platibandas e ralos. Flutuante: a impermeabilização é totalmente desligada do substrato é utilizada em estruturas de grande deformabilidade.

106 Sistemas Impermeabilizantes Quanto à aderência ao substrato: Aderido: material impermeabilizante é totalmente fixado ao substrato, fusão do próprio material ou por colagem com adesivos, asfalto quente ou maçarico. Semi-aderido: aderência é parcial e localizada em alguns pontos, como platibandas e ralos. Flutuante: a impermeabilização é totalmente desligada do substrato é utilizada em estruturas de grande deformabilidade.

107 Sistemas Impermeabilizantes podem ser divididos em: Rígidos não trabalham junto com a estrutura (substrato), Não apropriado para áreas expostas a grandes variações de temperatura. Flexíveis conjunto de materiais ou produtos aplicáveis nas partes construtivas sujeitas à fissuração.

108 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: a) Argamassa impermeável com aditivo hidrofugante utilizadas para impermeabilizações de elementos que não estejam sujeitos a movimentações estruturais = formação de trincas e fissuras. Pressão negativa.

109 Rígidos:

110

111 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) Cimentos cristalizantes impermeabilizantes rígidos, à base de cimentos especiais e aditivos minerais, possuem a propriedade de penetração nos capilares da estrutura, formando um gel que se cristaliza e impermeabiliza.

112 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) cristalizantes líquidos à base de silicatos e resinas que são injetados, por efeito de cristalização, preenchem a porosidade das alvenarias de tijolos maciços, bloqueando a umidade ascendente

113 O produto utiliza a própria água da estrutura para se cristalizar, isto elimina a necessidade de rebaixamento do lençol freático e não altera a potabilidade da água.

114

115 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) Cimento impermeabilizante de pega ultrarápida produto é usado como aditivo liquido de pega ultra-rápida em pastas de cimento. inicio de pega entre 10 e 15 segundos e fim entre 20 e 30 segundos, possui alta aderência e grande poder de tamponamento (SIKA, 2008).

116

117 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) Argamassa polimérica cimentos especiais + látex de polímeros aplicados sob a forma de pintura sobre o substrato, formando uma película impermeável, Excelente aderência, impermeabilização para pressões d água positivas e/ou negativas. pode ser aplicado sobre superfícies de concreto, alvenaria ou argamassa, primeira demão: sobre o substrato úmido

118 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) Argamassa polimérica

119 Sistemas Impermeabilizantes Rígidos: b) Argamassa polimérica

120 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilização Flexível: aplicáveis nas partes construtivas sujeitas à fissuração podem ser de dois tipos: moldadas no local e chamadas de membranas pré-fabricadas e chamadas de mantas.

121 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilização Flexível: Membrana acrílica à base de resinas acrílicas dispersas, Impermeabilização de lajes de cobertura, marquises, telhados.

122 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilização Flexível: Membrana acrílica

123 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilização Flexível: Membranas asfálticas CAP (Cimento Asfáltico de Petróleo) substrato seco

124 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilizaçã o Flexível: Membranas asfálticas baldrames e fundações de concreto, bloqueador de umidade em contrapisos -pisos de madeira.

125 Sistemas Impermeabilizantes Impermeabilização Flexível: pré-fabricadas e chamadas de mantas Mantas asfálticas

126

127

128 Patologias causadas pela má impermeabilização ou falta da mesma

129 principais causas de patologias em impermeabilizações. Baixa Qualidade dos materiais impermeabilizantes; Falta de impermeabilização; Escolha de materiais inadequados; Dimensionamento inadequado para o escoamento das águas pluviais; A não consideração do efeito térmico sobre a laje;

130 principais causas de patologias em impermeabilizações. Pouco caimento para o escoamento das águas; Execução inadequada da impermeabilização; Má execução das juntas; Rodapés mal executados; Acabamento mal executado no entorno de ralos; Acabamento mal executado em passagens de tubulações pela laje;

131 principais causas de patologias em impermeabilizações. Rachaduras da platibanda; Vazamento de tubulações furadas ou rachadas; Entupimento de ralos; Ruptura da impermeabilização; Ruptura de revestimentos cerâmicos;

132 ANÁLISE E SUGESTÕES DE IMPERMEABILIZAÇÕES

133

134

135 Solução através do lado externo da parede Associado ao sistema impermeabilizante executar um sistema de drenagem localizado entre o aterro e a impermeabilização membranas acrílicas ou argamassa modificada com polímeros, mantas asfálticas

136 Solução através do lado interno da parede a) Marcar uma faixa com um metro de altura acima do nível da terra acostada em toda a extensão de parede em que aparece a umidade; b) Nessa área demarcada deve-se remover todo o revestimento superficial da parede expondo a alvenaria; c) Fechar as irregularidades com uma argamassa bem desempenada; d) Com a parede molhada, aplicar uma demão de argamassa polimérica. e) Após um intervalo de seis horas entre cada demão, aplicar mais três demãos, totalizando quatro demãos. f) Depois de impermeabilizada a parede, executa-se novamente o revestimento. Usar argamassa com aditivo hidrófugo.

137 Fundações

138 Fundações

139 Fundações

140 Fundações

141 a) Primeiramente deve-se delimitar a área a ser tratada, marcando uma faixa desde o piso até a altura de 1 m; b) Retirar todo o reboco da área a tratar; c) Executam-se duas linhas de furos intercaladas entre si, a primeira a 10 cm do piso e a segunda a 20 cm. Os furos devem ser com uma inclinação de 45 ; d) Saturar os furos com água para a aplicação do produto; e) Aplica-se o produto por gravidade, sem necessidade de pressão e, sim, de saturação; f) Executa-se novamente o revestimento. Usar argamassa com aditivo hidrófugo no mesmo.

142 a) marcar uma faixa desde o piso até a altura de 1 m; b) Retirar todo o reboco da área a tratar; c) Executam-se duas linhas de furos intercaladas entre si, a primeira a 10 cm do piso e a segunda a 20 cm. d) Os furos devem ser com uma inclinação de 45

143 Boxes de banheiros

144 Boxes de banheiros

145 Para qualquer tipo de sistema impermeabilizante escolhido devem-se seguir as etapas: a) Remover o revestimento cerâmico do box; b) Remoção da impermeabilização antiga; c) Regularização e arremates necessários, principalmente no ralo; d) Execução de nova impermeabilização; e) Execução de teste de estanqueidade; f) Execução de proteção mecânica; g) Execução de novo revestimento cerâmico; h) Recuperar o revestimento interno e externo danificado.

146 Lajes de cobertura

147 Lajes de cobertura

148

149

150

151

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas. Prof. Guilherme Brigolini UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Técnicas Construtivas Prof. Guilherme Brigolini Impermeabilidade das construções Impedir a passagem indesejável água, fluído e vapores Pode conter

Leia mais

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho

Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO. Profº Joel Filho Tecnologia da Construção IMPERMEABILIZAÇÃO Profº Joel Filho Introdução: Impermeabilização NBR 9575/2003 - Elaboração de Projetos de Impermeabilização Item 6 Projeto 6.1. Elaboração e responsabilidade técnica

Leia mais

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES

UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES 200888 Técnicas das Construções I UMIDADES E IMPERMEABILIZAÇÕES Prof. Carlos Eduardo Troccoli Pastana pastana@projeta.com.br (14) 3422-4244 AULA 5 o Impermeabilização é a proteção das construções contra

Leia mais

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas

Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Impermeabilização de edificações residenciais urbanas Serviços Reparo - Proteção Impermeabilização - Graute Atuação em todo território nacional em obras de infraestrutura www.rossetiimper.com.br Aplicador

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES

IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES IMPERMEABILIZAÇÃO EM EDIFICAÇÕES Necessidade da impermeabilização Introdução a Impermeabilização Projeto de impermeabilização Execução de impermeabilização 1 - A NECESSIDADE DA IMPERMEABILIZAÇÃO Problemas

Leia mais

Execução de projetos com vista à impermeabilização

Execução de projetos com vista à impermeabilização Execução de projetos com vista à impermeabilização O arquiteto e o engenheiro, ao realizar um projeto para qualquer tipo de construção, devem preocupar-se com os problemas de impermeabilização já durante

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES

IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES IMPERMEABILIZAÇÕES REVESTIMENTO DE CALHAS E LAJES Prof. Marco Pádua A cobertura é uma fase importante da edificação. Não só a questão estética deve ser considerada, como a escolha dos elementos, a posição

Leia mais

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS

DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS DICAS PARA PREVENIR PROBLEMAS Impermeabilização adequada das fundações de estruturas da obra. Todas as fundações e estruturas da obra com infiltração ou impermeabilização inadequada, principalmente no

Leia mais

A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA

A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA A OCORRÊNCIA DE EFLORESCÊNCIA EM LOCAIS IMPERMEABILIZADOS COM MANTA ASFÁLTICA IRENE DE AZEVEDO LIMA JOFFILY (1) ANA LUIZA ALVES DE OLIVEIRA (2) (1) Professora UniCeub/Virtus Soluções (2) Graduanda em Engenharia

Leia mais

Internacional SOLUTIONS

Internacional SOLUTIONS Internacional SOLUTIONS SILICONE NEUTRO Silicone neutro Impermeabilizante de uso profissional. Inodoro e com fungicida. ADERE EM: Madeira, concreto, tijolo, vidro, PVC, plástico, alumínio, etc. APLICAÇÃO:

Leia mais

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade.

VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Descrição VEDATOP é um revestimento modificado com polímeros acrílicos, de alta aderência e impermeabilidade. Adere perfeitamente ao concreto, à alvenaria e à argamassa. VEDATOP não é tinta de acabamento,

Leia mais

Aula 23: IMPERMEABILIZAÇÃO

Aula 23: IMPERMEABILIZAÇÃO PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Aula 23:

Leia mais

Aula 24: IMPERMEABILIZAÇÃO SISTEMAS E EXECUÇÃO

Aula 24: IMPERMEABILIZAÇÃO SISTEMAS E EXECUÇÃO PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Construção Civil PCC-2436 ecnologia da Construção de Edifícios II SISEMAS

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada:

MEMORIAL DESCRITIVO. 2.0 - Calçadas Externas/rampa/escada: PROJETO Nº 051/2013 Solicitação: Memorial Descritivo Tipo da Obra: Reforma, ampliação e adequação acesso Posto de Saúde Santa Rita Área existente: 146,95 m² Área ampliar: 7,00 m² Área calçadas e passeio:

Leia mais

PATOLOGIAS EM ALVENARIA DE BLOCOS CERÂMICOS (2011) 1

PATOLOGIAS EM ALVENARIA DE BLOCOS CERÂMICOS (2011) 1 PATOLOGIAS EM ALVENARIA DE BLOCOS CERÂMICOS (2011) 1 RUBIN, Ariane P. 2 ; CERVO, Fernanda 3 ; PALMA, Cleomar 4 ; ALMEIDA, Leonardo 5 ; QUERUZ, Francisco 6 1 Trabalho de Pesquisa _UNIFRA 2 Curso de Arquitetura

Leia mais

Sistemas de Impermeabilização

Sistemas de Impermeabilização Sistemas de Impermeabilização Projecto de Construção CET Seia Eng. Sá Neves Eng. Sá Neve Sistema invertido ou tradicional : Os sistemas em cobertura invertida são os mais aconselháveis devido a maior durabilidade

Leia mais

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES

VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES VAZAMENTOS E INFILTRAÇÕES Um dos maiores inimigos das estruturas, tanto de concreto, aço ou madeira é a umidade, ela age no local por anos silenciosamente e quando damos conta lá está um enorme prejuízo

Leia mais

Em toda construção o natural é ter técnica.

Em toda construção o natural é ter técnica. Em toda construção o natural é ter técnica. A TECNIKA iniciou suas atividades em meados de 2003, impulsionada pela demanda do mercado, sempre preocupada em buscar e oferecer soluções técnicas inovadoras,

Leia mais

Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS

Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS Soluções de Alto Desempenho para Construção PRODUTO MULTIUSO PARA OBRAS ECONÔMICAS + + desempenho por m² AMP ARGAMASSA MODIFICADA COM POLÍMERO ( + ) MEMBRANA POLIMÉRICA O BAUCRYL ECOVEDA é um polímero

Leia mais

Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil. Construção Civil II. Impermeabilização. Prof. André L.

Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil. Construção Civil II. Impermeabilização. Prof. André L. Unisalesiano Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium Curso de Engenharia Civil Construção Civil II Impermeabilização Prof. André L. Gamino Normalização ABNT: Termos Gerais NBR 9575 (2010): Impermeabilização

Leia mais

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS

INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS INSTALAÇÕES HIDRO-SANITÁRIAS Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turmas C01, C02 e C03 Disc. Construção Civil II ESGOTO SANITÁRIO 1 Conjunto de tubulações, conexões e

Leia mais

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro;

Resistente à altas pressões hidrostáticas, tanto positivas quanto negativas; Não altera a potabilidade da água, sendo atóxico e inodoro; VIAPLUS BRANCO 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, semiflexível, bicomponente (A+B), à base de cimentos especiais, aditivos minerais e polímeros de excelentes características impermeabilizantes.

Leia mais

ADESIVO BISCUIT CASCOREZ

ADESIVO BISCUIT CASCOREZ ADESIVO SCUIT CASCOREZ ADITIVOS 008 HB002402. 464 500g porcelana fria 46436 1kg porcelana fria 14077 14079 15995 750 gramas 531000 ADESIVO CONTATO TRADICIONAL ADESIVO MADEIRA CASCOREZ EXTRA 881448 887268

Leia mais

Soluções Técnicas em Construção

Soluções Técnicas em Construção Betumanta E Composto de asfalto elastomerico (S.B.S.), reforçado por um filme de polietileno de alta densidade com 50 micra de espessura. Esse produto foi desenvolvido para ser aplicado à maçarico. O produto

Leia mais

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação.

VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Descrição VEDAJÁ é um revestimento impermeável de alta aderência e de fácil aplicação. Pode ser aplicado sobre concreto, alvenaria e argamassa. VEDAJÁ proporciona impermeabilidade, mesmo com a ocorrência

Leia mais

Manual do Impermabilizador

Manual do Impermabilizador Rev.05 Manual do Impermabilizador Esta especificação técnica tem por objetivo fornecer subsídios na metodologia adequada de impermeabilização com mantas asfálticas. Em cada caso, deverão ser analisadas

Leia mais

O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO

O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO O QUARTO ELEMENTO DA CONSTRUÇÃO Porque Impermeabilizar? O que leva construtoras, construtores, proprietários de imóveis, etc... a procura de impermeabilizantes? De cada 10 pessoas que procuram produtos

Leia mais

PROJETO DE SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇAO DE UMA LAJE DE COBERTURA

PROJETO DE SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇAO DE UMA LAJE DE COBERTURA 1 PROJETO DE SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇAO DE UMA LAJE DE COBERTURA Helio Felizardo (1), Prof. Dr. Eng. Fernando Pelisser (2) UNESC Universidade do Extremo Sul Catarinense (1) eng.hf@hotmail.com, (2) fep@unesc.net

Leia mais

Patologia em Revestimentos de Fachada

Patologia em Revestimentos de Fachada PATOLOGIA DAS CONSTRUÇÕES Revestimentos de 1 Nome:Fernando Marques Ribeiro Matricula: 27667 Docente: Orlando Carlos B. Damin Artigo: Fonte: Editora: Ordem dos Engenheiros Região Norte / 2011 Autores: Ana

Leia mais

Manual do impermeabilizador

Manual do impermeabilizador 1 Manual do impermeabilizador Preparação e aplicação em superfícies cimenticia Índice INTRODUÇÃO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO ESTATÍSTICAS NORMAS TÉCNICAS ELABORAÇÃO DO PROJETO DE IMPERMEABILIZAÇÃO NBR

Leia mais

Sistema de Impermeabilização (Membrana)

Sistema de Impermeabilização (Membrana) Sistema de Impermeabilização (Membrana) MI - Membrana Impermeável Locais de Aplicação: Lajes, piscinas, banheiros, cozinhas, caixas d água, reservatórios, baldrames, calhas, muros de arrimo, alvenaria,

Leia mais

Prof. Marcos Valin Jr. Por quê Impermeabilização. www.mvalin.com.br 1

Prof. Marcos Valin Jr. Por quê Impermeabilização. www.mvalin.com.br 1 Por quê Impermeabilizar www.mvalin.com.br 1 www.mvalin.com.br 2 www.mvalin.com.br 3 O concreto e as argamassas utilizadas nos revestimentos possuem poros, trincas epequenas fissuras, na maioria das vezes

Leia mais

Mantas pré-fabricadas, a base de asfaltos modificados e estruturadas com armadura de alta performance.

Mantas pré-fabricadas, a base de asfaltos modificados e estruturadas com armadura de alta performance. ATENDEMOS: Aterros Sanitários Bacias de Contenção de Dejetos Box / Banheiros Box / Banheiros Sistema Drywall Espelhos D' água Estações de Tratamento de Água Estações de Tratamento de Efluentes Floreiras

Leia mais

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA DE SEPARAÇÃO NO SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇÃO DO EDIFÍCIO JK BELO HORIZONTE MG

APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA DE SEPARAÇÃO NO SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇÃO DO EDIFÍCIO JK BELO HORIZONTE MG APLICAÇÃO DO GEOTÊXTIL BIDIM COMO CAMADA DE SEPARAÇÃO NO SISTEMA DE IMPERMEABILIZAÇÃO DO EDIFÍCIO JK BELO HORIZONTE MG Autor: Departamento Técnico - Atividade Bidim Colaboração: Eng. Leonardo de Carvalho

Leia mais

PATOLOGIAS OCASIONADAS PELA UMIDADE NAS EDIFICAÇÕES

PATOLOGIAS OCASIONADAS PELA UMIDADE NAS EDIFICAÇÕES Universidade Federal de Minas Gerais Escola de Engenharia Departamento de Engenharia de Materiais de Construção Curso de Especialização em Construção Civil PATOLOGIAS OCASIONADAS PELA UMIDADE NAS EDIFICAÇÕES

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTO ÂNGELO MEMORIAL DESCRITIVO Ampliação E.M.E.I. Manoel dos Santos Ribeiro Bairro José Alcebíades de Oliveira GENERALIDADES Execução por Empreitada Global O presente memorial

Leia mais

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade.

MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. Data da última revisão: 03/2011 DEFINIÇÃO MANTA POLIMÉRICA é um impermeabilizante flexível a base de cimentos especiais modificados com polímeros acrílicos de excelente qualidade. MANTA POLIMÉRICA é fácil

Leia mais

Impermeável Protector Resistente impermeabilizações objectivo - problema - solução objectivo 1 Prevenir a infiltração de água para os pavimentos e paredes das cozinhas, casas de banho, balneários e outros

Leia mais

PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES

PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES PONDERAÇÕES PARA PROJETOS E INSTALAÇÕES. IMPERMEABILIZAÇÃO E REVESTIMENTOS NAS EDIFICAÇÕES EXPLICAÇÕES A MEDITAR DE MODO GERAL. -Objetivando um bom desempenho e perfeito trabalho de execução das obras

Leia mais

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética

Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética REVESTIMENTO DE FACHADA Principais funções de um revestimento de fachada: Estanqueidade Estética Documentos de referência para a execução do serviço: Projeto arquitetônico Projeto de esquadrias NR 18 20

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II

IMPERMEABILIZAÇÃO. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II IMPERMEABILIZAÇÃO Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 8º Período Turma C01 Disc. Construção Civil II SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO Conjunto de produtos e serviços destinados a conferir

Leia mais

ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS

ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS DISSERTAÇÃO

Leia mais

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis.

MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. Data da última revisão: 01/2010 DEFINIÇÃO MACTRASET foi desenvolvido para evitar e eliminar definitivamente umidade e infiltrações, sendo de preparo e aplicação muito fáceis. MACTRASET resiste às pressões

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções. Patologia das Fundações UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO Escola de Minas DECIV Patologia das Construções Patologia das Fundações ETAPAS IMPORTANTES: Determinar o número de furos de sondagem, bem como a sua localização; Analisar

Leia mais

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul

Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Ampliação Câmara de Vereadores Local : VRS- 801 Almirante Tamandaré do Sul - RS Proprietário: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul 1. O presente memorial tem por

Leia mais

Residencial Recanto do Horizonte

Residencial Recanto do Horizonte MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Recanto do Horizonte FUNDAÇÃO E ESTRUTURA As Fundações serão executadas de acordo com o projeto estrutural, elaborado de acordo com as normas técnicas pertinentes e baseadas

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS DA UMIDADE DE EDIFICAÇÕES EM CIDADES DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI MG

AVALIAÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS DA UMIDADE DE EDIFICAÇÕES EM CIDADES DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI MG AVALIAÇÃO DAS MANIFESTAÇÕES PATOLÓGICAS DA UMIDADE DE EDIFICAÇÕES EM CIDADES DO VALE DO JEQUITINHONHA E MUCURI MG Michele Batista Ramalho michelebatram@hotmail.com Rede de Ensino Doctum R. Gustavo Leonardo,

Leia mais

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS

2. INSTALAÇÕES PROVISÓRIAS MEMORIAL DESCRITIVO Obra: Banheiros Públicos Rincão do Segredo Local: Rua Carlos Massman - Rincão do Segredo Alm. Tam. do Sul-RS Proprietário: Município de Almirante Tamandaré do Sul / RS 1. O presente

Leia mais

CASAS TERREAS EM PAREDES DE ALVANARIA EM BLOCOS DE GESSO

CASAS TERREAS EM PAREDES DE ALVANARIA EM BLOCOS DE GESSO CASAS TERREAS EM PAREDES DE ALVANARIA EM BLOCOS DE GESSO MANUAL CONSTRUTIVO Recomendações Técnicas 1/6 1.CARACTERIZAÇÃO E RECOMENDAÇÕES TÉCNICAS O sistema construtivo utilizado para construção de casas

Leia mais

Prefeitura Municipal de Piratini

Prefeitura Municipal de Piratini MEMORIAL DESCRITIVO O presente Memorial Descritivo visa estabelecer as condições de materiais e execução referentes à construção de um Vestiário Esportivo, localizado na Av. 6 de julho s/n, em Piratini/RS,

Leia mais

Gesso Acartonado CONCEITO

Gesso Acartonado CONCEITO CONCEITO As paredes de gesso acartonado ou Drywall, são destinados a dividir espaços internos de uma mesma unidade. O painel é composto por um miolo de gesso revestido por um cartão especial, usado na

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL

MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL MEMORIAL DESCRITIVO VERCELLI RESIDENCIAL Rua Firmino Toreli, 171 Torres-RS 1. LOCALIZAÇÃO: O empreendimento localiza-se à Rua Firmino toreli 171, Torres/RS. 2. INFORMAÇÕES GERAIS: O empreendimento será

Leia mais

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica.

VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Descrição VEDAPREN cobre a estrutura com uma membrana impermeável e elástica. Características Densidade: 1,02 g/cm 3 Aparência: Cor preta Composição básica: emulsão asfáltica modificada com elastômeros

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO O

MEMORIAL DESCRITIVO O MEMORIAL DESCRITIVO O presente memorial tem por objetivo estabelecer requisitos técnicos, definir materiais e padronizar os projetos e execuções da obra localizada na Rua Jorge Marcelino Coelho, s/n, Bairro

Leia mais

membrana impermeabilizante

membrana impermeabilizante 01 Descrição: votomassa é uma impermeável flexível e antifissura resistente a cargas, que dispensa o uso de telas, para aplicação em diversos substratos. 02 Classificação técnica: ANTES Hydro Ban votomassa

Leia mais

MASSA LISA PROTEC. Embalagem: Saco de 20 kg Consumo: 1,0 a 1,3 kg/m² por milímetro de espessura

MASSA LISA PROTEC. Embalagem: Saco de 20 kg Consumo: 1,0 a 1,3 kg/m² por milímetro de espessura MASSA LISA Massa extra-lisa para revestimento de paredes e tetos. Substitui a massa corrida e o gesso, reduzindo o uso de lixas. Sem desperdício e de rápida aplicação; Reduz o uso de lixas; Aplicação sobre

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA

MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO ARQUITETÔNICO - REFORMA Projeto:... REFORMA POSTO DE SAÚDE Proprietário:... PREFEITURA MUNICIPAL DE IRAÍ Endereço:... RUA TORRES GONÇALVES, N 537 Área a Reformar:... 257,84

Leia mais

ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS

ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL ESTUDO DOS SISTEMAS DE IMPERMEABILIZAÇÃO: PATOLOGIAS, PREVENÇÕES E CORREÇÕES ANÁLISE DE CASOS DISSERTAÇÃO

Leia mais

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens.

Construção. Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos. Características / Vantagens. Ficha do Produto Edição 22/04/2011 Sikacim Impermeabilizante Construção Sikacim Impermeabilizante Impermeabilizante liquido para preparo de concreto e argamassa. Descrição do Produto Usos Características

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO

MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO MEMORIAL DESCRITIVO/TÉCNICO PROPRIETÁRIO: Prefeitura Municipal de Carmo de Minas. ENDEREÇO: Rua Luiz Gomes, nº. 150, Bairro: Centro, CEP: 37472-000. CNPJ: 18.188.243/0001-60. ENDEREÇO DA OBRA: Rua Euclides

Leia mais

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL

RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PREDIAL Agosto/2011 CONDOMÍNIO VISION Engº Claudio Eduardo Alves da Silva CREA nº: 0682580395 F o n e / F a x : ( 1 1 ) 2 6 5 1-5918 R. C e l. B e n to J o s é d e C a r v a lh o,

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE OBRAS E TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE OBRAS PÚBLICAS ALBERGUE ROCHDALE

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE OSASCO SECRETARIA DE OBRAS E TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE OBRAS PÚBLICAS ALBERGUE ROCHDALE ALBERGUE ROCHDALE RUA BELO HORIZONTE, 85 - ROCHDALE 1 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS O presente Memorial tem por objetivo estabelecer as condições técnicas essenciais, no que tange a materiais, serviços e instalações

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS

MEMORIAL DESCRITIVO. Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS MEMORIAL DESCRITIVO Residencial Nihal Rua Aragão Bozano, 131 Lotes 2, Quadra 57, Torres, RS 1. LOCALIZAÇÃO: O empreendimento localiza-se à Rua Aragão Bozano,131 Lotes 2, Quadra 57, Praia Grande, Torres/RS.

Leia mais

ESTUDO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO NA INTERFACE ESTRUTURA METÁLICA E ALVENARIA

ESTUDO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO NA INTERFACE ESTRUTURA METÁLICA E ALVENARIA ESTUDO PARA IMPERMEABILIZAÇÃO NA INTERFACE ESTRUTURA METÁLICA E ALVENARIA Joel Henrique Rohr 1 Resumo: Uma das patologias existentes na construção civil são as infiltrações. Um dos pontos críticos das

Leia mais

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas

Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas Ficha Técnica de Produto Versão 20-08-2015 Viaplus 7000 1 /5 Viaplus 7000 Revestimento Impermeabilizante Cimentício Flexível com Fibras Sintéticas 1. Descrição Revestimento impermeabilizante, flexível,

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires

Estado do Rio Grande do Sul Prefeitura Municipal de Venâncio Aires MEMORIAL TÉCNICO DESCRITIVO OBRA: Construção da Farmácia Municipal ÁREA: 315,78 m² ENDEREÇO: Rua Visconde do Rio Branco, nº 485, anexo ao Posto de Saúde Central Bairro Centro Venâncio Aires - RS 1.0 -

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA.

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA OBRA. INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAM ENTO DE ENGENHARIA E INFRAESTRUTURA BR 406 - Km 73 n 3500 Perímetro Rural do Município de João Câmara / RN, CEP: 59550-000

Leia mais

INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ

INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ INCIDÊNCIAS PATOLÓGICAS EM FACHADAS E ÁREAS COMUNS DE EDIFICAÇÕES PARA ENSINO CASO DO CAMPUS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ RESUMO PADARATZ, Ivo J. (1); CANOVA, José A. (2); DE MORI, Luci M. (3);

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA.

MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. MEMORIAL DESCRITIVO DE ARQUITETURA REFORMA E AMPLIAÇÃO / OBRA INSTITUCIONAL EM ALVENARIA, FORRO DE GESSO E COBERTURA EM TELHA METÁLICA. Dados da Obra: Endereço da obra: Rua Amazonas, nº512, Centro. Parte

Leia mais

Estruturas de Saneamento. Soluções para impermeabilização e proteção de estruturas que armazenam água e efluentes

Estruturas de Saneamento. Soluções para impermeabilização e proteção de estruturas que armazenam água e efluentes Estruturas de Saneamento Soluções para impermeabilização e proteção de estruturas que armazenam água e efluentes SUMÁRIO Zentrifix Elastic pág. 7-8 MC-RIM pág. 9-10 Xypex pág. 11-12 MC-DUR 1100 Diffusion

Leia mais

IMPERMEABILIZAÇÃO. Construção Civil II ( TC-025) Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br

IMPERMEABILIZAÇÃO. Construção Civil II ( TC-025) Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br Impermeabilização Ministério da Educação 15:02 Universidade Federal do Paraná Setor de Tecnologia Construção Civil II ( TC-025) IMPERMEABILIZAÇÃO Prof. José de Almendra Freitas Jr. freitasjose@terra.com.br

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL

MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL MEMORIAL DESCRITIVO CIVIL I SERVIÇOS DE ENGENHARIA Constitui objeto do presente memorial descritivo uma edificação para abrigar segura e adequadamente equipamentos de rede estabilizada, Grupo Moto-gerador

Leia mais

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I

REVESTIMENTO DEFACHADA. Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I REVESTIMENTO DEFACHADA Prof. MSc. Eng. Eduardo Henrique da Cunha Engenharia Civil 7º Período Turma A01 Disc. Construção Civil I FUNÇÕES DO REVESTIMENTO DE FACHADA Estanqueida de Estética CONDIÇÕES DE INÍCIO

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua Paulino Teixeira, N 41 e 51 Bairro Rio Branco Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3.

Leia mais

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens

Construção. Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado. Descrição do Produto. Usos. Características/ Vantagens Ficha do Produto Edição 18/5/2010 Sika 1 Construção Sika 1 Aditivo impermeabilizante de pega normal para argamassa e concreto não armado Descrição do Produto Usos Características/ Vantagens Dados do Produto

Leia mais

COMPORTAMENTO DAS MANTAS AUTOPROTEGIDAS AO IMPACTO NAS CHUVAS DE GRANIZO.

COMPORTAMENTO DAS MANTAS AUTOPROTEGIDAS AO IMPACTO NAS CHUVAS DE GRANIZO. COMPORTAMENTO DAS MANTAS AUTOPROTEGIDAS AO IMPACTO NAS CHUVAS DE GRANIZO. Flávia Previatto Baldini; Anderson Mendes de Oliveira; José Leonel Alves dos Santos. Sika Química Ltda. Rodovia Marechal Rondon,

Leia mais

Revestimento Impermeável para Receber Piso de Madeira Sujeito a Pressão Negativa ou Umidade Ascedente. Soluções de Alto Desempenho para Construção

Revestimento Impermeável para Receber Piso de Madeira Sujeito a Pressão Negativa ou Umidade Ascedente. Soluções de Alto Desempenho para Construção Revestimento Impermeável para Receber Piso de Madeira Sujeito a Pressão Negativa ou Umidade Ascedente Soluções de Alto Desempenho para Construção Piso de Madeira Conforto térmico, requinte, beleza e durabilidade.

Leia mais

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE

Valores em Reais. Preço Unit. (Mat.+MO) Preço Parcial 1.0 EDIFÍCIO SEDE MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS Coordenação-Geral de Recursos Logísticos Coordenação de Obras e Suporte Técnico Divisão de Engenharia PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Conceitos importantes UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Prof. Angelo Just da Costa e Silva Materiais betuminosos Impermeabilização Betume: aglomerante orgânico obtido por processo industrial (resíduo

Leia mais

Construção Civil. Impermeabilização e Injeção

Construção Civil. Impermeabilização e Injeção Construção Civil Impermeabilização e Injeção Membranas moldadas in loco Vantagens da aplicação moldada in loco Agilidade na aplicação Requer cota mínima Aplicado a frio Molda-se perfeitamente ao substrato

Leia mais

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO

PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT FICHA TÉCNICA DO PRODUTO PRODUTO DA MARCA SEVENCOAT É uma tinta isolante térmica, composta de polímeros acrílicos elastoméricos, microesferas de cerâmicas, e aditivos especiais

Leia mais

Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo.

Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo. Com relação à industrialização e à racionalização das construções, julgue o item subsecutivo. 85.(STM/CESPE/2011) A taipa de mão é, tradicionalmente, fabricada por meio de processos artesanais ou com forte

Leia mais

lwarflex Manta asfáltica

lwarflex Manta asfáltica 8 lwarflex Manta asfáltica Manta impermeabilizante pré-fabricada à base de asfalto modificado com polímeros estruturada com poliéster pré-estabilizado. É necessário fazer proteção mecânica para proteção

Leia mais

Clayton Eduardo Schönardie A ÁLISE E TRATAME TO DAS MA IFESTAÇÕES PATOLÓGICAS POR I FILTRAÇÃO EM EDIFICAÇÕES

Clayton Eduardo Schönardie A ÁLISE E TRATAME TO DAS MA IFESTAÇÕES PATOLÓGICAS POR I FILTRAÇÃO EM EDIFICAÇÕES Clayton Eduardo Schönardie A ÁLISE E TRATAME TO DAS MA IFESTAÇÕES PATOLÓGICAS POR I FILTRAÇÃO EM EDIFICAÇÕES Trabalho de Conclusão de Curso de Engenharia Civil apresentado como requisito parcial para obtenção

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre

MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS. Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre MEMORIAL DESCRITIVO PRÉDIO DE APARTAMENTOS Local: Rua General Auto, N 101 e 111 Centro Porto Alegre INDICE 1. GENERALIDADES 1.1. OBJETOS E DADOS 1.2. NORMAS 1.3. PLANTAS 2. INTERPRETAÇÃO 3. PRÉDIO 3.1.

Leia mais

Edificações - impermeabilização

Edificações - impermeabilização MT - DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESTRADAS DE RODAGEM DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO - IPR DIVISÃO DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA Rodovia Presidente Dutra km 163 - Centro Rodoviário, Parada de Lucas

Leia mais

CONSERVANDO TELHADOS

CONSERVANDO TELHADOS A ESCOLHA DA COR Você sabia que o processo industrial empregado na elaboração de tintas ou revestimentos, etc... Somente se encerra com a cura total do produto após sua aplicação! Na maioria dos casos,

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. RESERVATÓRIO SUPERIOR: Este pavimento abrigará os reservatórios de água conforme projeto específico aprovado pelo SAMAE e PPCI.

MEMORIAL DESCRITIVO. RESERVATÓRIO SUPERIOR: Este pavimento abrigará os reservatórios de água conforme projeto específico aprovado pelo SAMAE e PPCI. MEMORIAL DESCRITIVO MAGNO RESIDENCIAL Rua José Caberlon, lote 18, quadra 3878, Bairro Bela Vista, Caxias do Sul INCORPORAÇÃO: SUPREMA INCORPORADORA Rua Alfredo Chaves, 927/505 Centro Caxias do Sul. O presente

Leia mais

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia

Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia MEMORIAL DESCRITIVO Anexo I-A: Serviços de reforma no alojamento de menores da P. J. de Samambaia Sumário 1.Considerações gerais...1 2.Serviços

Leia mais

DRENAGEM E IMPERMEABILIZAÇÃO DE CAVES

DRENAGEM E IMPERMEABILIZAÇÃO DE CAVES DRENAGEM E IMPERMEABILIZAÇÃO DE CAVES Autor: Eng.º Daniel Matias Coordenação: Prof. F. A. Branco, Prof. Jorge de Brito, Prof. Pedro Vaz Paulo e Prof. João Pedro Correia 1/60 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO DECivil

Leia mais

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100.

ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. PARECER TÉCNICO DAS ANOMALIAS ENCONTRADAS NA EDIFICAÇÃO DE GARANTIA POR PARTE DA CONSTRUTORA. 1ªPARTE TORRES 1 a 3. CONDOMÍNIO: Brink Condomínio Clube. ENDEREÇO: Estrada de Itapecerica Nº 2.100. CIDADE/UF:

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02

RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE. Julho 2011 Revisão 02 RELATÓRIO TÉCNICO ORIENTATIVO PARA REVITALIZAÇÃO DOS CENTOS DE SAÚDE Julho 2011 Revisão 02 2 INTRODUÇÃO Os Centros de Saúde incluídos nesta categoria são unidades que foram construídas recentemente e que

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA COORDENADORIA DE MANUTENÇÃO LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS LOCAL: SETOR/ENDEREÇO: PERÍODO: RESPONSÁVEL PELAS INFORMAÇÕES: LISTA DE VERIFICAÇÕES SERVIÇOS PREVENTIVOS SISTEMAS HIDROSSANITÁRIOS PERÍODICIDADE SERVIÇOS PREVENTIVOS STATUS SEMANA 01 DIÁRIO Verificação

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04

MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 MEMORIAL DESCRITIVO versão 04 Arquitetônico Hidrossanitário EMPREENDIMENTO: Edifício Residencial ÁREA CONSTRUIDA: 2.323,60 m² ÁREA DO TERRENO: 1.474,00 m² LOCALIZAÇÃO: Rua Ianne Thorstemberg, n 344 Bairro

Leia mais

MANUAL DO FABRICANTE:

MANUAL DO FABRICANTE: MANUAL DO FABRICANTE: ALVENARIA ESTRUTURAL Características e especificações, instruções de transporte, estocagem e utilização. GESTOR: Engenheiro civil EVERTON ROBSON DOS SANTOS LISTA DE TABELAS Tabela

Leia mais

RECUPERAÇÃO E IMPERMEABILIZAÇÃO DE OBRAS HISTÓRICAS

RECUPERAÇÃO E IMPERMEABILIZAÇÃO DE OBRAS HISTÓRICAS RECUPERAÇÃO E IMPERMEABILIZAÇÃO DE OBRAS HISTÓRICAS Autores: Angelo Derolle Filho Maria Amélia Silveira Resumo As edificações antigas tombadas pelo Patrimônio Histórico têm sérios problemas de restauração

Leia mais

CONSTRUÇÃO CIVIL. Impermeabilização e

CONSTRUÇÃO CIVIL. Impermeabilização e CONSTRUÇÃO CIVIL Impermeabilização Impermeabilização e e Injeção Injeção PROJETO E EXECUÇÃO DE IMPERMEABILIZAÇÃO EM PISCINAS COM MEMBRANA DE POLIURETANO PALESTRANTE: ENG. PAULO ROBERTO FERRAZ DATA: 14/10/2015

Leia mais

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação.

4.2. Instalação de água: Já existe ramal de ligação do concessionário autorizado (CORSAN) até a edificação. MEMORIAL DESCRITIVO Proprietário (a): PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MIGUEL DAS MISSÕES; Obra: Projeto Arquitetônico de Reforma do Centro Administrativo; Cadastro Matrícula: Local: Rua 29 de Abril, nº 165

Leia mais