Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;"

Transcrição

1 Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1

2 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar se abriu e fechou corretamente todos os, ( ),... Verificar se todas as bibliotecas estão corretamente declaradas (stdio.h, stdlib.h, math.h...); Não confundir atribuição (=) com comparação (==); Nunca usar & com printf; Nunca colocar ; depois de if s, else s,... ; Ler as mensagens de erro e analisar os possíveis erros; 2

3 for Engloba 3 expressões em uma única; Muito útil quando queremos repetir algo um número fixo de vezes; Forma geral: for ( incialização; teste; incremento) instrucao; 3

4 for Exemplo: int main() int conta; for(conta=0; conta<10; conta++) return(0); printf( conta=%d \n,conta); Esse programa executa 10 vezes a instrução printf(); A função printf() imprime o valor da variável conta; 4

5 for - a estrutura Os parenteses seguindo a palavra for contêm três expressões separadas por ; (expr.inicialização ; expr. de teste ; expr. de Incremento ) As três expressões podem ser composta por quaisquer expressões válidas em C; Expressão de Inicialização: é uma instrução de atribuição (conta=0) e é sempre executada uma única vez antes do laço ser iniciado; Expressão de teste: é uma instrução de condição que controla o laço (conta<10). É avaliada como verdadeira ou falsa toda vez que o laço for executado (ou repetido). Se for verdadeira o corpo do laço é executado, se falsa o laço é terminado imediatamente; 5

6 for - a estrutura Expressão de incremento: define a maneira como a variável de controle do laço será alterada cada vez que o laço é repetido (conta++). Essa instrução é executada toda vez imediatamente após a execução do corpo do laço; IMPORTANTE: Não coloque ; no fim da linha do for!!! 6

7 for Outro exemplo: imprimindo os números de 9 a 0: Int main() int conta; for(conta=9; conta>=0; conta--) printf( conta=%d \n,conta); return(0); 7

8 for Outro exemplo: imprimindo os números de 9 a 0, de 2 em 2: Int main() int conta; for(conta=9; conta>=0; conta-=2) printf( conta=%d \n,conta); return(0); 8

9 for - Flexibilidades Qualquer uma das expressões do laço for pode conter várias instruções separadas por vírgulas. A vírgula, na verdade, é um operador em C que significa faça isto e mais isto. Um par de expressões separados por, é avaliado da esquerda para direita; Exemplo: Int main() int x,y; for(x=0, y=0; x+y<100; x=x+1, y=y+1) printf( %d, x+y); return(0); 9

10 for - Flexibilidades Podemos usar caracteres ao invés de inteiros! Exemplo: Int main() char ch; for( ch= a ; ch<= z ; ch++) printf( %c, ch); return(0); 10

11 for - Flexibilidades Podemos usar funções em qualquer uma das expressões internas do laço for: Exemplo: Int main() char ch; for( ch=getch(); ch!= x ; ch=getch()) return(0); printf( %c, ch); Este programa solicita a entrada de um caractere enquanto esse caractere for diferente de x; 11

12 for - Flexibilidades Qualquer uma das três partes de um laço for pode ser omitida. Exemplo: Int main() char ch; for( ; ( ch=getch() )!= x ; ) printf( %c, ch); return(0); 12

13 for - Flexibilidades Laço infinito: Exemplo: Int main() for( ; ; ) printf( Laco infinito ); return(0); 13

14 for - Flexibilidades Laço nulo: Exemplo: Int main() int c; for( c=0 ; c<100 ; c++ ) ; return(0); 14

15 for - Instruções Múltiplas Duas ou mais instruções podem ser colocadas dentro do laço para serem executadas repetidas vezes, se estiverem escritas entre chaves; Exemplo: Int main() int conta, total; for(conta=0, total=0; conta<10; conta++) total+=conta; printf( Conta= %d, total= %d \n,conta,total); return(0); 15

16 for - Aninhados Podemos também utilizar laços for dentro de outros laços for, quantos forem necessários; Exemplo: um programa que imprime a tabuada: Int main() int i,j,k; for(k=0;k<=1;k++) printf( \n ); for(i=1;i<5;i++) return(0); printf( tabuada do %3d,i+4*k+1); printf( \n ); for(i=1;i<=9;i++) for(j=2+4*k; j<=5+4*k;j++) printf( %3d x %3d = %3d, j, i, j*i); 16

17 while Estrutura bem simples e similar ao laço for; Forma geral: While ( expressão de teste ) instrução; Enquanto a expressão teste for verdadeira, o corpo do laço while será executado. A expressão teste é testada toda vez que o laço inicializa uma nova repetição. 17

18 while Da mesma forma que o laço for, o laço while pode ter uma única instrução em seu corpo, várias, ou nenhuma; Em geral um laço while pode substituir um laço for dessa maneira: c=0; While(c<10) printf( %d\n,c); c++; For(c=0;c<10;c++) printf( %d\n,c); 18

19 while O mesmo exemplo anterior, agora utilizando laço while: int main() int conta=0; int total=0; //inicializa a var conta // inicializa a var total while(conta<10) // executa o laço 10 vezes total+=conta; // faz a conta (somatório) printf( conta=%d, total= %d\n,conta++,total); return(0); 19

20 Quando usar qual?? Se o laço for faz o mesmo trabalho que o laço while, quando devo usar o for e quando devo usar o while? O laço for é indicado em situações em que o número de iterações é previamente conhecido; Por que o programa irá percorrer todas as repetições necessáriamente; O laço while é indicado em situações onde o laço possa vir a ser interrompido no meio das repetições; Ou seja, ele não precisa cumprir todas as repetições; 20

21 Exemplo; Int main() int cont=0; printf( Digite uma frase:\n ); while(getche()!= \r ) cont++; printf( O numero de caracteres eh %d, cont); return(0); Esse programa retorna a quantidade de caracteres digitados até que o programa encontra o \r, que é o <RETURN> ou o mais conhecido como ENTER. 21

22 Exemplo: Int main() int num; int resposta; while(1) printf( Digite um numero: ); scanf( %d,&num); resposta=1; while(num>1) resposta*=num--; printf( O fatorial eh %d\n,resposta); return(0); 22

23 do-while Este laço é bastante similar ao while; A diferença entre os dois laços é que nesse laço o teste da condição é avaliado depois do laço ser executado; Dessa forma, o laço do-while é executado ao menos uma vez, não importando se a condição teste é verdadeira ou falsa; Forma geral: Do instrução; while ( expressao teste ); 23

24 break - continue O comando break pode ser usado no corpo de qualquer estrutura de laço em C; Causa a saída imediata do laço e o controlador passa para o próximo bloco de instruções; Se o comando break estiver em estruturas de laços aninhados, afetará somente o laço que o contém; Muito usado combinados com laços infinitos, por exemplo; O comando continue força a proxima iteração do laço e pula o código que estiver depois dele; Nos laços while e do-while, o continue faz com que o controlador vá direto para o teste da expressão e depois continua o laço; No caso do laço for, o computador primeiro executa o incremento do laço, depois o teste condicional, e finalmente faz com que o laço continue. 24

25 Exercícios 1. Escreva um programa em C, que solicite um número inteiro de até 4 dígitos ao usuário e inverta a ordem de seus algarismos. Por exemplo: C:> Digite um número de 4 digitos: 1234 Seu número invertido eh Escreva um programa em C que leia do usuário uma letra qualquer, e escreva essa letra na tela compondo um triangulo com uma altura H também lida do teclado, da seguinte maneira: Letral= R, H=4 R RR RRR RRRR 25

26 Exercícios 3. Escreva um programa em C, que escreve os n primeiros números impares (com n lido do teclado); 4. Escreva um programa para calcular a soma e o produto dos n primeiros números naturais (n lido do teclado); 5. Escreva um programa que escreve na tela os dez primeiros números da sequencia:

27 Exercícios 6. Escreva um programa em C, que imprima o quadrado de todos os inteiros abaixo do número digitado pelo usuário. 7. Escreva um programa em C, que solicite dois caracteres do usuário e imprima o número de caracteres que estão entre eles (do alfabeto). 8. O número de combinações de n objetos diferentes, onde r objetos são escolhidos de cada vez, é dado pela seguinte fórmula: n! C n,r = r! n r! Escreva um programa em C que calcule o número de combinações de n objetos tomados r de cada vez. Os valores r e n devem ser solicitados pelo usuário. 27

28 Exercícios 9. Ler 5 números inteiros e calcular a soma dos que forem par. 10. Escreva um programa em C que escreva na tela todos os divisores de um número n lido do teclado. 11. Imprimir o menor número inteiro positivo cujo quadrado é superior a um valor n dado. 12. Imprimir a tabuada do número n lido do teclado. 13. Identificar se o número n lido do teclado é primo ou não. 14. A série de Fibonacci é uma sequencia de termos que tem como os 2 primeiros termos 0 e 1 respectivamente. A partir deles, os demais termos são formados somando-se os 2 ultimos termos: Escreva um programa em C que gere n termos da sequencia de fibonacci. 28

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores

MC102 Algoritmos e Programação de Computadores MC102 Algoritmos e Programação de Computadores Instituto de Computação UNICAMP Primeiro Semestre de 2014 Roteiro 1 Maior número 2 Soma de n números 3 Fatorial 4 Máximo Divisor Comum (MDC) 5 Números primos

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURAS CONDICIONAIS Estrutura Condicional Simples Estrutura

Leia mais

José Romildo Malaquias 2011-1

José Romildo Malaquias 2011-1 Programação de Computadores I Aula 08 Programação: Estruturas de Repetição José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/58 Motivação Como imprimir os três

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Introdução a Programação de Jogos

Introdução a Programação de Jogos Introdução a Programação de Jogos Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição

Leia mais

Estruturas de Repetição. Vanessa Braganholo

Estruturas de Repetição. Vanessa Braganholo Estruturas de Repetição Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Estruturas de Repetição } Permitem que um bloco de comandos seja executado diversas vezes } Repetição condicional: executa um bloco de código

Leia mais

Resolução de Algoritmos

Resolução de Algoritmos Resolução de Algoritmos Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Tópicos Resolução dos exercícios

Leia mais

9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça)

9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça) 9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça) Com o uso das estruturas enquanto e repita é possível elaborar rotinas que efetuam a execução de um looping um determinado número

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais

3ª Lista de Exercícios de Programação I

3ª Lista de Exercícios de Programação I 3ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C, apoiadas por representação em algoritmo para planejamento. 1. Desenvolva um programa que leia dois valores a

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo ESTRUTURA DE REPETIÇÃO Nos exemplos e exercícios que

Leia mais

Capítulo 2 Operadores. A função scanf()

Capítulo 2 Operadores. A função scanf() Capítulo 2 Operadores A função scanf() A função scanf() é outra das funções de E/S implementadas em todos os compiladores e nos permite ler dados formatados da entrada padrão (teclado). Sintaxe: scanf(

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6. Revisão Laços de Repetição

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6. Revisão Laços de Repetição CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 6 Revisão Laços de Repetição TRABALHO 1º Semestre Prazo de entrega: 14/06. Individual ou em Dupla Compactar todos os exercícios em um arquivo. Enviar para o e-mail do PET:

Leia mais

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C Aula 01 Programação em Microinformática Prof. Allbert Velleniche de Aquino Almeida E-mail: professor@allbert.com.br Site: http://www.allbert.com.br Histórico O C nasceu na década

Leia mais

Exercícios: Comandos de Repetição

Exercícios: Comandos de Repetição Universidade Federal de Uberlândia - UFU Faculdade de Computação - FACOM Lista de exercícios de programação em linguagem C Exercícios: Comandos de Repetição 1. Faça um programa que determine o mostre os

Leia mais

Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação)

Linguagens de programação. Introdução ao C (continuação) Linguagens de programação Introdução ao C (continuação) M@nso 2003 Sumário Introdução à programação Linguagem C Repetição de instruções Ciclos com controlo inicial ciclo While ciclo For Ciclos com controlo

Leia mais

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores

Variáveis, Tipos de Dados e Operadores ! Variáveis, Tipos de Dados e Operadores Engenharias Informática Aplicada 2.o sem/2013 Profa Suely (e-mail: smaoki@yahoo.com) VARIÁVEL VARIÁVEL É um local lógico, ligado a um endereço físico da memória

Leia mais

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol

Estruturas de Decisão. Adaptado de Deise Saccol Estruturas de Decisão Adaptado de Deise Saccol 1 ESTRUTURAS DE DECISÃO Comandos de decisão ou desvio fazem parte das técnicas de programação, para construir estruturas de algoritmos que não são totalmente

Leia mais

Working 03 : Conceitos Básicos II

Working 03 : Conceitos Básicos II Universidade Federal do Espirito Santo Centro Tecnologico Working 03 : Conceitos Básicos II Objetivos: Dominar a construção de estruturas de seleção em C; Aperfeiçoarse na resolução de problemas, da primeira

Leia mais

Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação.

Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação. Dicas de Programação Ronaldo F. Hashimoto e Leliane N. de Barros Este texto contém algumas dicas de programação para resolução de exercícios do curso de Introdução à Programação. Ao final dessa aula você

Leia mais

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Linguagem C: Estruturas de Controle. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Linguagem C: Estruturas de Controle Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Estrutura de Controle e de Fluxo Comandos de Seleção: O comando if; Ifs Aninhados; A escada if-else-if; A expressão condicional;

Leia mais

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples

Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples SSC0101 - ICC1 Teórica Introdução à Ciência da Computação I Estrutura de Programas e Tipos de Dados Simples Prof. Vanderlei Bonato: vbonato@icmc.usp.br Prof. Claudio Fabiano Motta Toledo: claudio@icmc.usp.br

Leia mais

Exercícios de Programação Lista de Exercícios

Exercícios de Programação Lista de Exercícios Exercícios de Programação Lista de Exercícios 1 2016-1 Estrutura Condicional Exercício 1 Escreva um programa que leia um número e o imprima caso ele seja maior que 20. A seguir, uma ilustração da entrada

Leia mais

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C

Resumo da Matéria de Linguagem de Programação. Linguagem C Resumo da Matéria de Linguagem de Programação Linguagem C Vitor H. Migoto de Gouvêa 2011 Sumário Como instalar um programa para executar o C...3 Sintaxe inicial da Linguagem de Programação C...4 Variáveis

Leia mais

Exercícios - Questões Objetivas

Exercícios - Questões Objetivas Exercícios - Questões Objetivas Apresentação 02 - Tipos de Dados 1. O nome de uma variável é criado por um programador devendo seguir algumas regras, são listas de nomes válidos, EXCETO: a) Nota1, Nota2,

Leia mais

Programação de Computadores Profa Jacqueline 1

Programação de Computadores Profa Jacqueline 1 Programação de Computadores Profa Jacqueline 1 REVISÃO Construção de Algoritmos Estruturas de Controle Objetivo: Abordar as técnicas para entrada e saída de dados e as estruturas para controle do fluxo

Leia mais

Capítulo 8. Estruturas de Repetição. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra

Capítulo 8. Estruturas de Repetição. Rui Rossi dos Santos Programação de Computadores em Java Editora NovaTerra Capítulo 8 Estruturas de Repetição Objetivos do Capítulo Apresentar as três estruturas de repetição (loops) disponíveis no Java: while, do-while e for. Indicar a sintaxe que deve ser empregada para a construção

Leia mais

Universidade Federal de Ouro Preto UFOP. Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB. Departamento de Computação DECOM

Universidade Federal de Ouro Preto UFOP. Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB. Departamento de Computação DECOM Programação de Computadores I BCC 701 2012-02 Lista de Exercícios 02 Desvio do Fluxo de Execução - Parte A Exercício 01 Codifique um programa que faça a entrada de um número qualquer pelo teclado. A seguir

Leia mais

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I

Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF Programação I Introdução à Algoritmos INF 1005 e INF1004 - Programação I Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática 1 Algoritmo: Conceito Sequência finita e não ambígua de passos para a solução de

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3

Algoritmos e Estruturas de Dados I. Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Algoritmos e Estruturas de Dados I Universidade Federal de São João del-rei Pedro Mitsuo Shiroma Sala 119 Bloco 3 Laboratório de AEDS 1 Aula 01 Linguagens de Programação Cada linguagem de programação obedece

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Introdução No capítulo anterior verificamos que a execução seqüencial dos comandos da função main nos limita a programação de algoritmos muito simples. Passamos, então, a dedicar

Leia mais

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS

Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Lógica de Programação Atividade Avaliativa 1 RESPOSTAS Avaliação individual. A interpretação das questões faz parte da avaliação. Não é permitida conversa bem como troca de materiais entre os alunos; 1)

Leia mais

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE)

ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Algoritmos e Estruturas de Dados 1 Prof. Eduardo 1 ALGORITMOS COM SELEÇÃO 1 - ESTRUTURA CONDICIONAL (ESTRUTURAS DE CONTROLE) Até o momento da disciplina vimos comandos de entrada, processamento e saída

Leia mais

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo

Programação Básica. Estrutura de um algoritmo Programação Básica Estrutura de um algoritmo Código-fonte Como vimos na aula anterior um algoritmo pode ser representado usando um fluxograma Um algoritmo pode também ser representado usando texto Esse

Leia mais

Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções)

Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções) Lista de Exercícios 06 Modularização (Procedimentos e Funções) Procedimentos: Passagem de parâmetros. 1) Escreva um procedimento que receba um número inteiro e imprima o mês correspondente ao número. Por

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Lista de Exercícios - 04 Linguagem e Técnicas de Programação Professor: Edwar Saliba Júnior Estruturas de Repetição O que são e para que servem? São comandos que são utilizados

Leia mais

CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Fabio Augusto Oliveira Guilherme da Cunha Fonseca FEPI Centro Universitário de Itajubá Curso de Engenharia de Produção 1 INTRODUÇÃO Em vários momentos, na programação,

Leia mais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais

2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais 2º Roteiro de Laboratório Estruturas condicionais Tópicos abordados 1. Estruturas if e if/ 1.1. Sintaxe 1.2. Exemplo: par_impar.c 2. Aplicação 2.1. Problema resolvido: [PR 1] 2.2. Problemas propostos:

Leia mais

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo

Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Apresentação da ferramenta de programação. Comandos de entrada e saída Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Linguagem C A linguagem

Leia mais

Estrutura de Repetição C++

Estrutura de Repetição C++ Estrutura de Repetição C++ Resumo 5-2 Profª. Ivre Marjorie R. Machado Repetição: Pseudocódigo 1- Estrutura de repetição ENQUANTO: Geralmente usada quando não sabemos o número de vezes a repetição do algoritmo

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição O conceito de repetição (looping) é utilizando quando se deseja repetir certo trecho de instruções por um número de vezes. O número de repetições pode ser conhecido antes ou não,

Leia mais

Conceito de procedimentos e funções

Conceito de procedimentos e funções Tópicos Introdução Como funcionam as funções Declaração de funções Exemplo de funções 1 Introdução As funções, são unidades de código desenhadas para cumprir uma determinada tarefa. Até agora, já utilizamos

Leia mais

Departamento de Informática - PUC-Rio INF 1005 Programação I P1 22/09/2010 Nota

Departamento de Informática - PUC-Rio INF 1005 Programação I P1 22/09/2010 Nota P1 22/09/2010 Matrícula: Turma: Questão 1) (3,5 pontos) O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é uma medida do bemestar de uma população. Engloba três dimensões: educação (E), longevidade (L) e a riqueza

Leia mais

Estruturas de Controle de Fluxo

Estruturas de Controle de Fluxo Aula Prática IX Aula Prática IX Teoria Estruturas de Controle de Fluxo Instrução condicional simples Em pseudocódigo: Na linguagem C: se entao fimse if ()

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) IAED Tagus, 2009/2010 Organização de Ficheiros em C Organização Típica de Ficheiros em C Inclusão de bibliotecas de sistema Inclusão de bibliotecas locais Definição de

Leia mais

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol

Estruturas de Repetição na Linguagem C. Slides da Prof. Deise Saccol Estruturas de Repetição na Linguagem C Slides da Prof. Deise Saccol 1 Comando for Estrutura de repetição for (var=valor inicial; condição; incremento) comando; for (var=valor inicial; condição; incremento)

Leia mais

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números

Lista de Exercícios Algoritmos Vetores. 10) Escreva um algoritmo em PORTUGOL que armazene em um vetor todos os números Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG Instituto de Ciências Eatas - ICE Disciplina: Programação de Computadores Professor: David Menoti (menoti@dcc.ufmg.br) Monitor: João Felipe Kudo (joao.felipe.kudo@terra.com.br)

Leia mais

Linguagem C: for. Introdução à linguagem C(++) Profs. Anilton, Lasaro e Paulo Coelho. Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia

Linguagem C: for. Introdução à linguagem C(++) Profs. Anilton, Lasaro e Paulo Coelho. Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia Introdução à linguagem C(++) Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia Organização Introdução Esqueleto de Repetições I Passos do do-while e while declarar uma variável que sirva de controle

Leia mais

Aula 05 Estruturas de controle em PHP. Prof. Pedro Baesse

Aula 05 Estruturas de controle em PHP. Prof. Pedro Baesse Aula 05 Estruturas de controle em PHP Prof. Pedro Baesse pedro.baesse@ifrn.edu.br Comandos Condicionais Comandos de Repetição Comando de Fluxo de Execução Comandos usados para estruturar seus programas

Leia mais

LINGUAGEM C: DESCOMPLICADA. Prof. André R. Backes

LINGUAGEM C: DESCOMPLICADA. Prof. André R. Backes LINGUAGEM C: DESCOMPLICADA Prof. André R. Backes 1 COMANDOS DE CONTROLE CONDICIONAL Os programas escritos até o momento são programas sequeciais: um comando é executado após o outro, do começo ao fim do

Leia mais

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos Instituto de Computação Unicamp 15 de Setembro de 2016 Roteiro 1 Laços Encaixados Números Primos Dados Mega-Sena 2 Exercícios (Instituto de Computação Unicamp) MC-102

Leia mais

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica.

Computação L2. Linguagem C++ Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Computação L2 Linguagem C++ ovsj@cin.ufpe.br Observação: Material Baseado na Disciplina Computação Eletrônica. Alfabeto São os símbolos ( caracteres ) permitidos na linguagem: Letras (maiúsculas e minúsculas);

Leia mais

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C

Resumo da Introdução de Prática de Programação com C. A Linguagem C Resumo da Introdução de Prática de Programação com C A Linguagem C O C nasceu na década de 70. Seu inventor, Dennis Ritchie, implementou-o pela primeira vez usando um DEC PDP-11 rodando o sistema operacional

Leia mais

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular

17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular 17 - Funções e Procedimentos em C Programação Modular Unesp Campus de Guaratinguetá Curso de Programação Computadores Prof. Aníbal Tavares Profa. Cassilda Ribeiro Ministrado por: Prof. André Amarante 17

Leia mais

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C;

compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; Aula 3 Estruturas de controle Objetivos Esperamos que, ao final desta aula, você seja capaz de: compreender a importância de cada estrutura de controle disponível na Linguagem C; construir programas em

Leia mais

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008

Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Computação para Informática - Prof. Adriano Joaquim de Oliveira Cruz Segunda Aula Prática - 29 de agosto de 2008 Introdução O objetivo desta aula prática é exercitar comandos de entrada e saída simples

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Estruturas de Seleção if... else Operador condicional (? : ) switch Aula de Hoje Estruturas de Repetição: while/do... while/for

Leia mais

Estruturas de entrada e saída

Estruturas de entrada e saída capa Estruturas de entrada e saída - A linguagem C utiliza de algumas funções para tratamento de entrada e saída de dados. - A maioria dessas funções estão presentes na biblioteca . - As funções

Leia mais

Programação científica C++

Programação científica C++ Programação científica C++ NIELSEN CASTELO DAMASCENO Slide 4 Aluno que não sabe programar int main() { cout

Leia mais

INF 1005 Programação I

INF 1005 Programação I INF 1005 Programação I Aula 03 Introdução a Linguagem C Edirlei Soares de Lima Estrutura de um Programa C Inclusão de bibliotecas auxiliares: #include Definição de constantes:

Leia mais

CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS

CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS CAPÍTULO 3 INSTRUÇÕES BÁSICAS Guilherme da Cunha Fonseca FEPI Centro Universitário de Itajubá Curso de Tecnologia em Fabricação Mecânica 1 INTRODUÇÃO As instruções ou comandos básicos são o conjunto de

Leia mais

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná

Funções em C. Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto. Linguagem de Programação Estruturada I. Universidade Federal do Paraná em C Linguagem de Programação Estruturada I Lucas Ferrari de Oliveira Professor Adjunto Universidade Federal do Paraná Sumário Funções: Conceitos; Forma Geral das funções; Regras de Escopo; Argumentos

Leia mais

Tipos, variáveis, operadores, e entrada e saída

Tipos, variáveis, operadores, e entrada e saída PUC-Rio, INF1005.33F, Programação 1, 2016.2 Lista 1: Introdução à linguagem de programação C Prof. Guilherme F. Lima 1. Refaça os exercícios da Lista 0 usando C no lugar de pseudocódigo. Tipos, variáveis,

Leia mais

Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA

Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA Estruturas de Repetição Parte I ENQUANTO-FAÇA Prof. Dr. Edson Pimentel Centro de Matemática, Computação e Cognição Objetivos Reconhecer a necessidade do uso de estruturas de repetição Aprender a sintaxe

Leia mais

Introdução à Programação em C (I)

Introdução à Programação em C (I) Introdução à Programação em C (I) Factorial Definição de função para cálculo de factorial Scheme (define (factorial n) (if (= n 1) 1 (* n (factorial (- n 1))))) C int factorial (int n) { if (n == 1) return

Leia mais

Instruções condicionais. Instruções de repetição. Programa simples. Se fizeres barulho então apanhas um estalo!!!! Se condição então acção.

Instruções condicionais. Instruções de repetição. Programa simples. Se fizeres barulho então apanhas um estalo!!!! Se condição então acção. Sumário Instruções condicionais if Instruções de repetição do 04-1 Instruções condicionais Programa simples Sequência de instruções Como se faz a selecção de opções? Instruções condicionais Se fizeres

Leia mais

- Aula 29, 30, 31 e 32 - Técnicas de programação.

- Aula 29, 30, 31 e 32 - Técnicas de programação. - Aula 29, 30, 31 e 32 - Técnicas de programação Correção da Prova Questão 1 (1,0 ponto) - Na estrutura de repetição 'Para' (For), após a 1ª passagem, quando se chega ao fim dos comandos internos ao bloco

Leia mais

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10

2. OPERADORES... 6 3. ALGORITMOS, FLUXOGRAMAS E PROGRAMAS... 8 4. FUNÇÕES... 10 1. TIPOS DE DADOS... 3 1.1 DEFINIÇÃO DE DADOS... 3 1.2 - DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS... 3 1.3 - VARIÁVEIS EM C... 3 1.3.1. NOME DAS VARIÁVEIS... 3 1.3.2 - TIPOS BÁSICOS... 3 1.3.3 DECLARAÇÃO DE VARIÁVEIS...

Leia mais

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas

Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Algoritmo, Variáveis, Comandos de Entrada e Saída e Expressões Aritméticas Estrutura de um Programa em Linguagem Algorítmica Nesse curso nós vamos utilizar a linguagem algorítmica para

Leia mais

PHP Estruturas de repetição

PHP Estruturas de repetição Estrutura de repetição com for Sintaxe for (inicialização; condição; incremento) comando1; comando2; A inicialização atribui um valor inicial à variável de controle do laço; Os comandos 1 e 2 serão executados

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Estruturas de repetição (Ciclos)

Estruturas de repetição (Ciclos) Introdução Vamos começar por tentar resolver os seguintes exercícios com base nos conhecimentos Que já temos até agora. Problema 1: Escreva um programa em ANSI-C que escreve os primeiros 10 números inteiros

Leia mais

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C

Capítulo 2: Introdução à Linguagem C Capítulo 2: Introdução à Linguagem C INF1005 Programação 1 Pontifícia Universidade Católica Departamento de Informática Programa Programa é um algoritmo escrito em uma linguagem de programação. No nosso

Leia mais

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 4. Instruções for, while e do/while. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Módulo 4 Instruções for, while e do/while Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Estrutura de repetição for Repete uma seqüência de comando O número de vezes que ocorrerá a repetição é controlado

Leia mais

Aula Teórica 06. Material Didático Proposto. Conteúdos da Aula. Estruturas de Repetição Exercícios

Aula Teórica 06. Material Didático Proposto. Conteúdos da Aula. Estruturas de Repetição Exercícios Universidade Federal de Ouro Preto -UFOP Departamento de Computação - DECOM Comissão da Disciplina Programação de Computadores I CDPCI Programação de Computadores I BCC701 2014/1 Aula Teórica 06 Material

Leia mais

Linguagem de Programação

Linguagem de Programação Linguagem de Programação Aula 5 Elementos Fundamentais de Controle Universidade Federal de Santa Maria Colégio Agrícola de Frederico Westphalen Curso Técnico em Informática Prof. Bruno B. Boniati www.cafw.ufsm.br/~bruno

Leia mais

Ficha de trabalho nº3

Ficha de trabalho nº3 Ficha de trabalho nº3 Linguagem de Programação C (strings, switch, os ciclos for, while e do..while, break, continue, ++, --, +=, -=) 1. Elabore um programa que pede ao utilizador o nome e a idade e de

Leia mais

2. Escreva um programa em C para ler uma temperatura em graus Celsius, calcular e escrever o valor correspondente em graus Fahrenheit.

2. Escreva um programa em C para ler uma temperatura em graus Celsius, calcular e escrever o valor correspondente em graus Fahrenheit. Lista de Exercicios III 1. Escreva um programa em C para ler uma temperatura em graus Fahrenheit, calcular e escrever o valor correspondente em graus Celsius (de acordo com a fórmula abaixo). 2. Escreva

Leia mais

Apostila de Portugol

Apostila de Portugol Apostila de Portugol TIPOS PRIMITIVOS DE DADOS INTEIRO ADMITE SOMENTE NÚMEROS INTEIROS. GERALMENTE É UTILIZADO PARA REPRESENTAR UMA CONTAGEM (QUANTIDADE). REAL ADMITE NÚMEROS REAIS (COM OU SEM CASAS DECIMAIS).

Leia mais

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada

Module Introduction. Programação. Cap. 4 Algoritmos e Programação Estruturada 5374 : Engenharia Informática 6638 : Tecnologias e Sistemas de Informação 9099 : Bioengenharia 10135 : Ciências Biomédicas Cap. 4 Algoritmos e Estruturada Module Introduction Algoritmos e Estruturada Objectivos:

Leia mais

Variáveis e estruturas de controlo. Introdução à Programação André L. Santos

Variáveis e estruturas de controlo. Introdução à Programação André L. Santos Variáveis e estruturas de controlo Introdução à Programação André L. Santos Variáveis Uma variável pode ser vista como um espaço em memória onde um valor de determinado tipo (p.e. inteiro) pode ser guardado.

Leia mais

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos

MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos MC-102 Aula 09 Comandos Repetitivos Instituto de Computação Unicamp 25 de Agosto de 2015 Roteiro 1 Laços Encaixados Números Primos Dados Mega-Sena 2 Exercícios (Instituto de Computação Unicamp) MC-102

Leia mais

Instruções de repetição

Instruções de repetição Folha Prática Instruções de repetição 1 Instruções de repetição Repetição (e componentes associadas a qualquer repetição: inicialização, teste da condição de paragem e actualização) Repetição com teste

Leia mais

O comando if. O comando condicional permite incluir no programa trechos de código que dependem de uma ou mais condições para sua execução.

O comando if. O comando condicional permite incluir no programa trechos de código que dependem de uma ou mais condições para sua execução. O comando if if - else O comando condicional permite incluir no programa trechos de código que dependem de uma ou mais condições para sua execução. O comando condicional tem duas formas básicas: if(condição)

Leia mais

Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius

Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius Algoritmo e Programação Algoritmo para converter uma temperatura em Fahrenheit para Celsius Conversão: Celsius -> Fahrenheit F = C 1,8 + 32 Fahrenheit -> Celsius C = ( F 32) / 1,8 1 Formas de representar

Leia mais

Exercícios de Linguagem C

Exercícios de Linguagem C Exercícios de Linguagem C Aspectos básicos 1. Fazer um programa para receber um número inteiro de segundos do usuário e imprimir a quantidade correspondente em horas, minutos e segundos. 2. Fazer um programa

Leia mais

algoritmo "exercício 5" var x, y, aux: inteiro inicio escreva ("Entre com um valor inteiro p/ variável x: ") leia (x) escreva ("Entre com um valor

algoritmo exercício 5 var x, y, aux: inteiro inicio escreva (Entre com um valor inteiro p/ variável x: ) leia (x) escreva (Entre com um valor algoritmo "exercício 5" var x, y, aux: inteiro inicio escreva ("Entre com um valor inteiro p/ variável x: ") leia (x) escreva ("Entre com um valor inteiro p/ variável y: ") leia (y) aux

Leia mais

Controle de Fluxo Comandos de repetição: while e do-while

Controle de Fluxo Comandos de repetição: while e do-while BCC 201 - Introdução à Programação Controle de Fluxo Comandos de repetição: while e do-while Guillermo Cámara-Chávez UFOP 1/1 Comandos de Repetição (Laços) I São muito comuns as situações em que se deseja

Leia mais

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN

Fundamentos de Programação. Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados. Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN Fundamentos de Programação Linguagem C++ Introdução, identificadores, tipos de dados Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Linguagem de Programação Constituída por símbolos e por regras para combinar esses símbolos

Leia mais

Simulado de Linguagem de Programação Java

Simulado de Linguagem de Programação Java Simulado de Linguagem de Programação Java 1. Descreva o processo de criação de programas em Java, desde a criação do código-fonte até a obtenção do resultado esperado, por meio de sua execução. Cite as

Leia mais

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1:

P r o g r a m a ç ã o d e C o m p u t a d o r e s 1 o S e m - 2 0 1 3 P r o f. A n d r é A m a r a n t e L u i z L A B 5 tag %2d while printf PE1: Inteligência É a faculdade de criar objetos artificiais, especialmente ferramentas para fazer ferramentas. Henri Bergson. WHILE Além dos comandos if-else e switch, o controle de fluxo de um programa pode

Leia mais

Comandos de repetição while

Comandos de repetição while Programação de Computadores I UFOP DECOM 2013 2 Aula prática 6 Comandos de repetição while Resumo Nesta aula vamos trabalhar com problemas cuja solução envolve realizar um cálculo ou tarefa repetidas vezes,

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.

Linguagem C. Programação Estruturada. Fundamentos da Linguagem. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu. Programação Estruturada Linguagem C Fundamentos da Linguagem Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Estrutura Básica Bibliotecas Básicas Tipos de Dados Básicos Variáveis/Declaração

Leia mais