Cenários Agrícolas: Soja e Milho 2013/14 e 2014/15

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Cenários Agrícolas: Soja e Milho 2013/14 e 2014/15"

Transcrição

1 Cenários Agrícolas: Soja e Milho 2013/14 e 2014/15 Dezembro 2013

2 Soja

3 milhões ha Soja / EUA - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 29,2 30,6 26,2 30,6 31,3 31,3 30,4 31,2 31, ,0 72,9 80,7 91,4 90,6 84,2 82,6 88,7 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 Fonte: USDA, Agroconsult

4 milhões ha Soja /Argentina - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 15,6 16,1 16,9 17,8 19,0 18,3 18,9 19,4 20, ,8 46,2 32,0 54,5 49,0 40,1 49,3 55,0 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 USDA 20,0 Bol. Cereales 20,5 USDA 54,5 Fonte: USDA, Agroconsult

5 milhões ha Soja / Brasil - Área plantada Área Plantada (milhões ha) 22,8 20,7 21,3 21,7 23,5 24,2 25,0 27,7 29,6 CONAB 29,5 USDA 29,1 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 Fonte: CONAB, Agroconsult

6 Soja / Brasil Evolução de Plantio e Colheita Plantio 30-set 15-out 30-out 15-nov 30-nov 15-dez Total MT Oeste Médio Norte Sudeste Leste Outros Estados Brasil Dif MT 12/ Dif. BR 12/ Colheita 15-jan 30-jan 15-fev 28-fev 15-mar 30-mar Total MT Oeste Médio Norte Sudeste Leste Outros Estados Brasil Dif MT 12/ Dif. BR 12/ Fonte: Agroconsult

7 Soja / Brasil - Produtividade Produtividade (sacos/ha) 40,3 47,0 46,9 43,8 48,8 51,9 44,2 49,4 51,1 CONAB 51,0 USDA 50,4 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 Fonte: CONAB, Agroconsult

8 milhões ha Soja / Brasil - Produção Produção (milhões de toneladas) 55,0 58,4 60,0 57,2 68,7 75,3 66,4 82,2 90,7 CONAB 90,0 USDA 88,0 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 Fonte: CONAB, Agroconsult

9 mmt Soja / China Consumo e Importações Esmagadoras estão com margens positivas na China /06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 Consumo Consumption Importações Imports Fonte: USDA, Agroconsult

10 Soja / China - Estoques Finais e Rel. Estoque Uso Final Stocks (MMT) Estoques finais (mmt) Stock/Use Ratio (%) Rel. Estoque e Uso (%) 22% 22% 22% 10% 15% % 12 17% % 2 6% 3 8 Fonte: USDA, Agroconsult

11 Soja / Mundo Safra 2013/14 Produção e Consumo de Soja - Principais Países (mmt) Produção Consumo Estoque/ Uso 23% Estoque/ Uso 26% Estoque Inicial EUA BRA ARG Paraguai Outros Total China Outros Estoque Final Fonte: Agroconsult

12 Preço da Soja no mercado internacional (USD/bu) Soja / Mundo Preços CME ,6 13,8 13,6 12,7 14,2 14,8 14,6 12,9 12,5 12,0 11,5 11,7 11,0 Fonte: CME, Agroconsult

13 Soja / Brasil Custo de Produção (R$/ha) Sorriso-MT (Custos da Lavoura Insumos, Operações e Mão de Obra) % % % % % % Outros Others Labor Mão de obra Sementes Seeds Agrochemicals Defensivos Fertilizers Fertilizantes 2008/ / / / / /14 Fonte: Agroconsult

14 Soja / Brasil Custo de Produção (R$/ha) Londrina-PR (Custos da Lavoura Insumos, Operações e Mão de Obra) % 283 9% % % % Outros Others Labor Mão de obra Seeds Sementes Agrochemicals Defensivos Fertilizers Fertilizantes 2008/ / / / / /14 Fonte: Agroconsult

15 Soja / Brasil Rentabilidade em Sorriso (Mato Grosso) Produtividade (sacos/ha) Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre o Custo Total (R$/ha) (Desembolso+ Depreciação+ Arrendamento) / / / / / / / /15 Fonte: Agroconsult

16 Soja / Brasil Rentabilidade em Londrina (Paraná) Produtividade (sc/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Rentabilidade sobre o Custo Total (R$/ha) (Desembolso+ Depreciação+ Arrendamento) / / / / / / / /15 Fonte: Agroconsult

17 Soja vs Milho / Mundo Relação de Preços e Decisão de Plantio 3,10 2,90 2,70 2,50 2,30 2,10 1,90 1,70 1,50 Soja Milho Q Q Q /13 Milho +3% Q Q Q Q /14 Milho +0% Q Q Q Q /15 Milho-5% Q Q Q Q Q Fonte: Agroconsult

18 Bilhões de litros Mandato de Misturas de Biocombustíveis nos EUA Provável Revisão para 2014 Risco para o Cenário de Milho em 2014 Possível menor demanda de milho para Etanol nos EUA 49 3,2 52 4,2 56 0,0 5, ,6 0,0 7,9 5,1 Atual Proposta da EPA 55 0,1 5,8 Etanol de Cana e Bidiesel 45,4 47,7 50,0 52,2 54,5 49, (P) Et. Celulósico Comb. Avançados Etanol Milho Fonte: RFA Etanol de cana e Biodiesel de óleo de soja são considerados combustíveis avançados pelo EPA (Environmental Protection Agency nos EUA.

19 Soja EUA / Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 29,2 30,6 26,2 30,6 31,3 31,3 30,4 31,2 31,0 32, ,0 72,9 80,7 91,4 90,6 84,2 82,6 88,7 93,6 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 Fonte: USDA, Agroconsult

20 milhões ha Soja Brasil / Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 22,8 20,7 21,3 21,7 23,5 24,2 25,0 27,7 29,6 30,0 55,0 58,4 60,0 57,2 68,7 75,3 66,4 82,2 90,7 93,2 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 Fonte: CONAB, Agroconsult

21 Soja Argentina / Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 15,6 16,1 16,9 17,8 19,0 18,3 18,9 19,4 20,5 19, ,8 46,2 32,0 54,5 49,0 40,1 49,3 55,8 53,8 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11 11/12 12/13 13/14 14/15 Fonte: USDA, Agroconsult

22 Soja / Mundo Safra 2014/15 Produção e Consumo de Soja - Principais Países (mmt) Produção Consumo Estoque/ Use 26% Estoque/ Use 31% Beginning Stocks USA BRA ARG Paraguay Others Total China Others Final Stocks Fonte: Agroconsult

23 Soja / Brasil Relação de troca - Pacote (sacos/ha) - Mato Grosso Pacote = Fertilizante, Semente e Defensivo Custo (t) / Preço (t+1) 33,8 32,8 25,8 27,3 27,8 23,0 20,6 19,3 22,7 24,8 Fonte: Agroconsult

24 Soja / Brasil Rentabilidade em Sorriso (Mato Grosso) Produtividade (sacos/ha) Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre o Custo Total (R$/ha) (Desembolso+ Depreciação+ Arrendamento) / / / / / / / /15 Fonte: Agroconsult

25 Soja / Brasil Rentabilidade em Londrina (Paraná) Produtividade (sc/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Rentabilidade sobre o Custo Total (R$/ha) (Desembolso+ Depreciação+ Arrendamento) / / / / / / / /15 Fonte: Agroconsult

26 Logística Principais Projetos 5 anos 2014 Pavimentação da BR-163 entre Guarantã do Norte/MT e Santarém/PA + Porto Fluvial de Miritituba/PA + Porto de Santana/AP Santarém Santana Vila do Conde Itaqui Legenda: Rodovia Ferrovia Hidrovia Cidade 2016 Porto Polos de Produção Porto Velho Ampliação da Ferrovia Norte-Sul até Estrela d Oeste e Vila do Conde + Construção e pavimentação da BR-080, entre a BR-158 (Ribeirão Cascalheira/MT) e Uruaçu/GO Itacoatiara Sorriso Querência Miritituba Alô Brasil Ribeirão Cascalheira Rio Verde Estrela d Oeste Marabá Uruaçu Rio Grande Balsas Colinas Unaí Catalão LEM Santos Paranaguá Uruçuí São Francisco do Sul 2015 Pavimentação da BR-158 entre Villa Rica/MT e Alô Brasil/MT + Porto Fluvial de Marabá/PA + Porto de Vila do Conde/PA Fonte: DNIT, PAC, VALE, ALL, Ministério dos Transportes. Elaborated by Agroconsult

27 Logística Novos Projetos no Estado do MT (Região Norte) MT Sorriso Break Even de Soja (USD/bu) Principais rotas: Porto de Santos e Paranaguá 6,9 1,9 2,9 1,0 12,8 0,4 0,8 13,9 12,0 Sorriso Santos Paranaguá Fazenda Arrend.Frete Doméstico Negoc./ Operac.Custo FOB Espera (diesel, Demurrage) Frete Intern.CIF - China CIF - China (no land) Nova Rota: BR Porto de Miritituba + Porto de Santarem ou Santana Tapajós / Amazonas Miritituba Santarém BR-163 Santana 6,9 1,9 2,1 1,0 11,9 0,1 Redução de 27% Redução de 25% (8%) 0,8 12,8 10,9 Sorriso Fazenda Arrend.Frete Doméstico Negoc./ Operac.Custo Espera FOB (diesel, Demurrage) Frete Intern.CIF - China CIF - China (no land) Fonte: (IMEA, Cargonave, AEDATA) Elaborado por: Agroconsult

28 Logística Competitividade da Soja no Brasil U.S. / IOWA Break Even de Soja (USD/bu) 1,0 1,0 13,1 0,06 1,2 14,4 5,1 Davenport St. Louis 6,0 9,3 Mississippi New Orleans On Farm Costs Land Rent Dom. Freight Trading/ Operational ARG Norte de BS. AS Break Even de Soja (USD/bu) FOB COST Waiting (Oil, Demurrage) Inter. Freight CIF - China COST CIF - China COST (no land) Junín Rosário 4,0 4,7 0,6 3,8 13,1 0,10 1,4 14,6 35% Taxa de Export. 9,9 On Farm Costs Land Rent Dom. Freight Trading/ Operational FOB COST Waiting (Oil, Demurrage) Inter. Freight CIF - China COST CIF - China COST (no land) Fonte: (USDA, Margenes Agropecuarias, Iowa State, Reuters) Elaborado por: Agroconsult

29 Milho

30 Milho / Brasil Área Plantada Milho Verão Safra13/14 Área Plantada (mi ha) 9,3 3,2 7,7 7,6 7,6 2,7 2,9 2,4 6,8 2,1 6,4 2,2 NO/NE CONAB 6,4 6,1 5,0 4,7 5,2 4,7 4,2 CS 2008/ / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

31 Milho / Brasil Produtividade Milho Verão Safra13/14 Produtividade (sc/ha) CONAB / / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

32 Milho / Brasil Produção Milho Verão Safra13/14 Produção (mmt) 33,7 34,1 34,9 33,9 34,8 5,3 4,7 5,9 4,5 3,9 32,0 4,9 28,4 29,4 29,0 29,4 30,9 27,1 CONAB 32,6 2008/ / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

33 Milho / Brasil - Evolução do Pendoamento da 1ª Safra Pendoamento do Milho (%) 2011/ / /14 68% 66% 48% 62% 88% 81% 99% 100% 90% 97% 25% 42% 19% 13% 1ª quin Nov 2ª quin Nov 1ª quin Dez 2ª quin Dez 1ª quin Jan 2ª quin Jan 1ª quin Fev Fonte: Agroconsult

34 Milho / Brasil Área Plantada Safrinha Safra 13/14 Área Plantada (mm ha) 6,2 5,3 4,9 0,7 0,3 0,5 4,6 4,8 5,4 7,6 0,6 7,0 9,0 9,2 0,8 0,8 8,2 8,3 NO/NE CS 2008/ / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

35 Milho / Brasil Produtividade Safrinha Safra 13/14 Produtividade (sc/ha) / / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

36 Milho / Brasil Produção Safrinha Safra 13/14 Produção (mmt) 39,1 1,5 47,4 2,6 44,1 2,8 17,3 0,6 21,9 22,5 0,9 1,6 37,6 44,8 41,4 16,7 21,1 20,8 2008/ / / / / /14 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

37 Safrinha MT Safra 2012/2013 Levantamento da Agrosatélite Total = 3,56 mi ha Levantamento feito por município. Milho Segunda Safra

38 Milho / Brasil Área Plantada e Produção Safra Total de Milho 14/15 Área Plantada (mi ha) Produção (mmt) 14,2 4,9 13,1 13,8 5,3 6,2 15,2 15,8 15,6 15,4 7,6 9,0 9,2 9,3 2nd Crop Safrinha 51,0 56,0 57,4 17,3 21,9 22,5 73,0 39,1 82,2 47,4 76,0 79,7 43,9 47,7 9,3 7,7 7,6 7,6 6,8 6,4 6,1 1st Verão Crop 33,7 34,1 34,9 33,9 34,8 32,0 32,0 2008/ / / / / / / / / / / / / /15 Fonte: CONAB, Projeção: Agroconsult

39 Milho / EUA - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 33,1 31,7 37,9 34,8 35,0 35,7 37,2 39,3 38, Fonte: USDA

40 Milho / Argentina - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 2,4 2,8 3,4 2,5 3,0 3,8 3,6 4,0 3, USDA 3,5 Bol. Cereales 3,3 USDA 26,0 Fonte: USDA, Projeção: Agroconsult

41 Milho / China - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 26,4 28,5 29,5 29,9 31,2 32,5 33,5 35,0 35, Fonte: USDA

42 Milho / Ucrânia - Área Plantada e Produção Área Plantada (milhões ha) Produção (milhões de toneladas) 1,7 1,7 1,9 2,4 2,1 2,6 3,5 4,4 4, Fonte: USDA

43 mmt Milho/ Mundo - Importação China e Outros Importação de Milho (mmt) Others Outros China Fonte: USDA, Prespectiva : Agroconsult

44 Milho / Mundo Safra 2013/14 Principais Países Produção de milho e Consumo (mmt) Produção Consumo Estoque/ Use 21% Estoque /Use 23% Estoque inicial EUA China BRA ARG Ucrânia Outros Total EUA China EU BRA Japão + Coréia Outros Estoque Final Fonte: Agroconsult

45 Preço do Milho no mercado internacional (USD/bu) Milho / Mundo Preços CME ,7 7,3 7,0 6,2 6,4 6,1 7,8 7,4 7,1 6,5 4,9 4,4 4,5 4,5 4,5 4,8 Fonte: CME, Agroconsult

46 Milho / EUA Área e Produção Área (milhões ha) Produção (milhões ton) % -5% 34 30% % Fonte: USDA. Elaboração: Agroconsult

47 mmt Milho/ Mundo - Importação China e Outros Importação de Milho (mmt) Others Outros China Fonte: USDA, Perspectiva : Agroconsult

48 Milho / Mundo Safra 2014/15 Principais Países Produção e Consumo de milho (mmt) Produção Consumo Estoque/ Uso 23% Estoque /Uso 23% Estoque inicial EUA China BRA ARG Ucrânia Outros Total EUA China EU BRA Japão + Coréia Outros Estoque Final Fonte: Agroconsult

49 mmt Milho / Mundo - Principais Países Exportadores (mmt) Principais Países Exportação de milho (mmt) / / / / / / / /15 USA BRA UKR ARG Fonte: Agroconsult

50 mmt Milho / Brasil Exportação (Jan-Dez) 26,3 19,8 22,6 6,4 7,8 10,8 9, Fonte: SECEX, Agroconsult

51 mmt Milho / Brasil Consumo de Milho ,3 43,8 7,9 7,4 1,8 1,9 4,5 4,7 4,5 4,5 10,1 11,1 58,0 48,5 49,4 51,1 52,8 54,8 9,0 2,4 7,9 7,9 8,4 8,5 8,7 5,1 1,9 2,0 2,0 2,2 2,2 4,7 4,5 4,6 4,7 4,9 4,4 4,9 6,0 7,1 7,9 9,0 11,3 11,5 11,8 11,7 12,0 12,7 Outros Ovos Leite Bovinos Suínos ,6 16,2 18,3 18,6 18,3 18,6 19,0 19, Aves Fonte: SECEX,Agroconsult

52 Milho / Brasil Oferta e Demanda JAN-DEZ MT (Jan-Dez) EI 3,0 4,3 3,2 0,7 3,5 5,7 Produção 8,1 8,1 7,6 15,6 21,1 18,7 Consumo 2,6 2,3 3,0 3,4 3,8 4,2 Exportação 5,1 6,8 6,1 9,1 14,9 12,2 Transf 0,9-0,1-1,0-0,3-0,2-0,3 EF 4,3 3,2 0,7 3,5 5,7 7,7 EF Maio (t+1) 2,3 0,4-0,6-1,8 1,9 3,2 Brasil (menos MT) EI 11,8 8,7 6,9 8,5 8,7 10,0 Produção 42,9 47,9 49,8 57,4 61,1 57,3 Importação 1,1 0,5 0,7 0,8 0,5 0,5 Consumo 43,7 46,2 46,4 47,6 49,1 50,6 Exportação 2,7 4,0 3,4 10,7 11,4 10,3 Transf -0,9 0,1 1,0 0,3 0,2 0,3 EF 8,7 6,9 8,5 8,7 10,0 7,2 Rel Est./ Uso 19% 14% 17% 15% 17% 12% Fonte: CONAB e Agroconsult

53 Milho 2ª Safra / Rentabilidade Mato Grosso (R$/ha) Produtividade (sc/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Rentabilidade + Apoio Gov. (R$/ha) Apoio Gov. Desembolso Fonte: Agroconsult

54 Milho 1ª Safra / Rentabilidade Paraná Alta Tec. Produtividade (sc/ha) Rentabilidade sobre Custo de Desembolso (R$/ha) Desembolso Desembolso + Depreciação Rentabilidade sobre o Custo Total (R$/ha) (Desembolso+ Depreciação+ Arrendamento) / / / / / / / / / / / / / / / /15 Fonte: Agroconsult

55 Perspectivas para os Mercados Agrícolas 2012/

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012

Cenários de Soja e Milho para 2013. Novembro 2012 Cenários de Soja e Milho para 2013 Novembro 2012 Milho milhões t. Milho / EUA - Produção Expectativa inicial (Pré-Plantio) 376 282 268 331 307 333 316 314 (104) 272 05/06 06/07 07/08 08/09 09/10 10/11

Leia mais

CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS. Florianópolis 23-06-2015

CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS. Florianópolis 23-06-2015 CONGRESSO BRASILEIRO DE SOJA OS INVESTIMENTOS PRIVADOS NO CORREDOR BR-163 RIO TAPAJÓS Florianópolis 23-06-2015 BR 155 Fonte: IMEA HIDROVIA HIDROVIA POTENCIAL FERROVIA FERROVIA PROJETO RODOVIA PAVIMENTADA

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Conceito de Agronegócio e a atuação do Imea 2 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 2.1 Agronegócio Soja 2.2 Agronegócio Milho 2.3 Agronegócio Algodão

Leia mais

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008

RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008 Instituto Mato Grossense de Economia Agrícola RELATÓRIO ESTATÍSTICO DA SOJA AGOSTO/2008 Presindente: Rui Carlos Ottoni Prado Superintendente: Seneri Kernbeis Paludo Equipe Técnica: Anamaria Gaudencio Martins,Daniel

Leia mais

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone)

O Mercado Mundial de Commodities. Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) O Mercado Mundial de Commodities Palestrante: André Pessôa (Agroconsult) Debatedor: André Nassar (Icone) Um mercado em desequilíbrio: choque de demanda Relação Estoque/Uso (soja, milho, trigo e arroz)

Leia mais

Conjuntura de soja 2013. Leonardo Amazonas Analista de Mercado - Conab Engº Agrônomo

Conjuntura de soja 2013. Leonardo Amazonas Analista de Mercado - Conab Engº Agrônomo Conjuntura de soja 2013 Leonardo Amazonas Analista de Mercado - Conab Engº Agrônomo -A diminuição da receita de exportação se deve à queda de 4,9% do índice de preços, devido ao recuo das cotações de

Leia mais

55º Fórum Nacional de Secretários de Planejamento INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA

55º Fórum Nacional de Secretários de Planejamento INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA 55º Fórum Nacional de Secretários de Planejamento INFRAESTRUTURA E LOGÍSTICA Salvador/BA, 06 de Setembro de 2013 PREMISSA BÁSICA O setor de Transportes como catalisador do desenvolvimento nacional Estruturando

Leia mais

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013

Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 Instituto Matogrossense de Economia Agropecuária RETROSPECTIVA DE 2012 E PERSPECTIVAS PARA 2013 dezembro, 2012 Índice 1. Algodão 2. Soja 3. Milho 4. Boi Gordo 5. Valor Bruto da Produção ALGODÃO Mil toneladas

Leia mais

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008

BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 BOLETIM ANUAL DO MERCADO DE GRÃOS: MILHO SAFRA 2008 / 2009 Maio de 2008 Mercado Internacional Em 2007, a produção anual de milho atingiu quase 720 milhões de tonelada (Tabela 1), quando os Estados Unidos,

Leia mais

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.

Agronegócio. Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ. Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze. 41 3379 8719 brandalizze@uol.com. Agronegócio Realidade e Perspectivas Foco no ARROZ Araranguá SC, Fevereiro de 2014 Vlamir Brandalizze 41 3379 8719 brandalizze@uol.com.br GRÃOS Produção (milhões de T. USDA - Fevereiro de 2014; Projeções

Leia mais

Milho Perspectivas do mercado 2011/12

Milho Perspectivas do mercado 2011/12 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE POLÍTICA AGRÍCOLA Milho Perspectivas do mercado 2011/12 março de 2012 Milho - Oferta e Demanda - Mundo milhões de t. Safras 2008/09 2009/10

Leia mais

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT

SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT SIMPÓSIO HIDROVIAS DE MATO GROSSO 22-11-2012 CUIABÁ-MT Abertura Carlos Henrique Baqueta Fávaro Pres. Aprosoja Movimento Pró Logística Hidrovias de

Leia mais

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes

Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Oportunidades para o Fortalecimento da Indústria Brasileira de Fertilizantes Marcelo Alves Pereira, Bunge Fertilizantes Novembro - 2009 Estimativas da ONU indicam que a população mundial em 2050 será de

Leia mais

Título da Palestra: O que fazer para garantir a melhor comercialização da minha soja? Palestrante: Seneri Kernbeis Paludo

Título da Palestra: O que fazer para garantir a melhor comercialização da minha soja? Palestrante: Seneri Kernbeis Paludo Título da Palestra: O que fazer para garantir a melhor comercialização da minha soja? Palestrante: Seneri Kernbeis Paludo Instituto t Mt Mato grossense de Economia Agropecuária Quem somos Um instituto

Leia mais

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana

Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Milho: preços elevados mesmo com super-safra norte-americana Super-safra norte-americana Em seu boletim de oferta e demanda mundial de setembro o Usda reestimou para cima suas projeções para a safra 2007/08.

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 47,20. 22-jun R$ 151,95

BOLETIM SEMANAL R$ 47,20. 22-jun R$ 151,95 4-jun 6-jun 11-jun 13-jun 15-jun 19-jun 21-jun 4-jun 6-jun 8-jun 10-jun 12-jun 14-jun 16-jun 18-jun 20-jun 22-jun BOLETIM SEMANAL Análise Estatística de Algodão NOVA SAFRA CHEGANDO: A área plantada de

Leia mais

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15

Soja Análise da Conjuntura Agropecuária MUNDO SAFRA 2014/15 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2014 MUNDO SAFRA 2014/15 Devido ao aumento das cotações nas últimas safras, principalmente na comparação com o milho, o cultivo da soja vem aumentando

Leia mais

Reunião Pública Dezembro de 2015

Reunião Pública Dezembro de 2015 Reunião Pública Dezembro de 2015 Cenário Macroeconômico Arlindo de Azevedo Moura CEO 2 Cenário Macroeconômico 3 COMMODITIES Pressão de queda nos preços Menor preço dos últimos 16 anos TAXA DE CÂMBIO RESTRIÇÃO

Leia mais

Edição 37 (Março2014)

Edição 37 (Março2014) Edição 37 (Março2014) Cenário Econômico: PIB brasileiro cresce 2,3% em 2013 e chega a R$ 4,8 trilhões A economia brasileira cresceu 0,7% no quarto trimestre de 2013, na comparação com os três meses anteriores,

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 03/05/2013 a 09/05/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

CONJUNTURA MENSAL JUNHO

CONJUNTURA MENSAL JUNHO SOJA - MATO GROSSO CONJUNTURA MENSAL JUNHO ANO 1 Nº2 O preço mundial da commodity apresenta movimento de alta em nível mundial, impulsionado principalmente pelas condições climáticas adversas nos Estados

Leia mais

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br

Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13. NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Soja-Comercialização Safra 2011/12 e Cenario 2012/13 NILVA CLARO COSTA nilva.claro@conab.gov.br Comercialização Safra-2011/12 60,00 55,00 50,00 45,00 40,00 35,00 30,00 25,00 20,00 S oja Grã o P re ços

Leia mais

03/10/2014. Roteiro da Apresentação FINANCEIRIZAÇÃO DO MERCADO ANÁLISE TÉCNICA E DE CICLOS OFERTA E DEMANDA

03/10/2014. Roteiro da Apresentação FINANCEIRIZAÇÃO DO MERCADO ANÁLISE TÉCNICA E DE CICLOS OFERTA E DEMANDA OS MERCADOS DE SOJA, MILHO E TRIGO EM 2015 FERNANDO MURARO JR. Engenheiro agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas OCEPAR Curitiba (PR), 02/out/14 www.agrural.com.br A INFORMAÇÃO

Leia mais

Logística e Escoamento da Safra

Logística e Escoamento da Safra Logística e Escoamento da Safra Carlos Eduardo Tavares Economista da Superintendência de Logística Operacional da CONAB/MAPA Brasília (DF), outubro de 2015 Contextualização Monitoramento da Safra Agrícola

Leia mais

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto

Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta. Monsanto Impactos da Adoção da Tecnologia Intacta Monsanto 11 de junho de 2013 1 Objetivo do trabalho 2 Objetivo do presente trabalho é demonstrar a importância econômica da utilização da tecnologia no aumento

Leia mais

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária

Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Milho - Análise da Conjuntura Agropecuária Outubro de 2012. MUNDO O milho é o cereal mais produzido no mundo. De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), a produção média do

Leia mais

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil

Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Caminhos da Soja Conquistas da Soja no Brasil Francisco Sérgio Turra Presidente Executivo Soja no Mundo Mil toneladas Evolução da produção de soja por país (mil toneladas) 100 75 50 Brasil - 84 EUA - 82

Leia mais

Milho Período: 19 a 23/10/2015

Milho Período: 19 a 23/10/2015 Milho Período: 19 a 23/10/2015 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços médios semanais apresentados nas praças de

Leia mais

08/09/2015. Mundo Evolução da área (índice 100= safra 2000/01) Bolsa de Chicago Relação soja/milho no 1º contrato PROPHETX/AGRURAL

08/09/2015. Mundo Evolução da área (índice 100= safra 2000/01) Bolsa de Chicago Relação soja/milho no 1º contrato PROPHETX/AGRURAL PERSPECTIVAS PARA A AGROPECUÁRIA BRASILEIRA NOS PRÓXIMOS 5 ANOS FERNANDO MURARO JR. Engenheiro agrônomo e analista de mercado da AgRural Commodities Agrícolas ANDA 5º CONGRESSO BRASILEIRO DE FERTILIZANTES

Leia mais

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro

A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro A Economia Global e as Perspectivas para o Agronegócio Brasileiro Henrique de Campos Meirelles Julho de 20 1 pico = 100 Valor de Mercado das Bolsas Mundiais pico 100 Atual 80 Japão 60 40 crise 1929 20

Leia mais

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira

Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária Brasileira Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 ROSEMEIRE SANTOS Superintendente Técnica Plano Agrícola e Pecuário PAP 2013/2014 Ações estruturantes para a Agropecuária

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00

BOLETIM SEMANAL R$ 68,70 R$ 67,90 R$ 430,00 R$ 400,00 13/2 15/2 17/2 19/2 21/2 23/2 25/2 27/2 1/3 3/3 5/3 7/3 9/3 11/3 13/3 15/3 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão PREÇOS CAEM: Assim como no cenário de âmbito

Leia mais

Milho Período: 13 a 17/07/2015

Milho Período: 13 a 17/07/2015 Milho Período: 13 a 17/07/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,1507 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009.

Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Conjuntura Anual do Sorgo em 2008 e um possível cenário para 2009. Para os produtores de sorgo o ano de 2008 pode ser considerado como bom. As condições climatológicas foram favoráveis durante todo o ciclo

Leia mais

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR

CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR CUSTO DE PRODUÇÃO DE GRÃOS EM LONDRINA-PR Foi realizado no dia 12 de julho de 2012 em Londrina (PR), o painel de custos de produção de grãos. A pesquisa faz parte do Projeto Campo Futuro da Confederação

Leia mais

PRODUÇÃO E DEMANDA DE TRANSPORTE NA HIDROVIA ARAGUAIA - TOCANTINS

PRODUÇÃO E DEMANDA DE TRANSPORTE NA HIDROVIA ARAGUAIA - TOCANTINS Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento PRODUÇÃO E DEMANDA DE TRANSPORTE NA HIDROVIA ARAGUAIA - TOCANTINS Brasília (DF), 30 de novembro de 2006. Tendência Crescente de Produção e Volume de

Leia mais

Página Rural. Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens.

Página Rural. Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens. 1 de 5 31/5/2011 15:17 Página Rural Página Inicial Notícias Artigos Entrevistas Feiras e Eventos Indicadores Leilões Multimídia Publicações Reportagens Ads by Google Leilão Gado Soja Festa Safra Boa tarde!

Leia mais

A SOJA NO BRASIL. Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR

A SOJA NO BRASIL. Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR A SOJA NO BRASIL Engº Agrº Amélio Dall Agnol Embrapa Soja, Londrina, PR O que vamos abordar nesta apresentação 1. Desenvolvimento da soja no Brasil. 2. Razões do deu rápido desenvolvimento. 3. Importância

Leia mais

Boletim do Complexo soja

Boletim do Complexo soja Boletim do Complexo soja 1. Grão: No mês de fevereiro houve um aumento no preço médio em quase todos os estados, com exceção de Santa Catarina. O estado que obteve a maior média foi o do Paraná R$ 57,31/sc,

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 21/06/2013 a 27/06/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

BOLETIM SEMANAL R$ 61,80 R$ 61,00 R$ 1.650,00

BOLETIM SEMANAL R$ 61,80 R$ 61,00 R$ 1.650,00 3/4 5/4 7/4 9/4 11/4 13/4 15/4 17/4 19/4 21/4 23/4 25/4 27/4 29/4 1/5 3/5 Contratos Negociados Cents de US$/bu Análise Estatística de Algodão Algodão LAVOURA NOS ESTADOS UNIDOS: A semeadura nos Estados

Leia mais

Instituto Mato-grossense De Economia Agropecuária. Conhecimento em Conjuntura e estrutura do Agronegócio de Mato Grosso"

Instituto Mato-grossense De Economia Agropecuária. Conhecimento em Conjuntura e estrutura do Agronegócio de Mato Grosso Instituto Mato-grossense De Economia Agropecuária Conhecimento em Conjuntura e estrutura do Agronegócio de Mato Grosso" Instituições mantenedoras MUNDO Visão Geral (kcal / person / day) (kg / person /

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de março de 2013 Número: 243

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise. 08 de março de 2013 Número: 243 Soja - Análise BOLETIM SEMANAL O PESO DO DIESEL: O aumento em janeiro de 5,4% no preço do diesel nas refinarias refletiu em acréscimo médio nas bombas do combustível em Mato Grosso. Essa elevação, de R$

Leia mais

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS

II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS II ENCONTRO DE IRRIGANTES POR ASPERSÃO DO RS 02 de OUTUBRO DE 2014 CRUZ ALTA RIO GRANDE DO SUL O INÍCIO DA IRRIGAÇÃO 5.000 anos atrás, Egito Antigo; Construção de diques, represas e canais para melhor

Leia mais

Milho Período: 11 a 15/05/2015

Milho Período: 11 a 15/05/2015 Milho Período: 11 a 15/05/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0203 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

DNIT Diretoria de Infraestrutura Aquaviária. Corredor do Rio Tocantins

DNIT Diretoria de Infraestrutura Aquaviária. Corredor do Rio Tocantins Corredor do Rio Tocantins DNIT Diretoria de ADMINISTRAÇÕES Infraestrutura Aquaviária HIDROVIÁRIAS Demandas de Infraestrutura CNA / BRASIL PAC INVESTIMENTOS INICIADOS AÇÕES INVESTIMENTOS PREVISTOS CORREDOR

Leia mais

Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL

Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL Análise Estatística de Algodão BOLETIM SEMANAL MUDANÇA À VISTA: Mesmo com os produtores sofrendo com as incertezas provenientes do atraso das chuvas em Mato Grosso, o mercado acredita em uma expansão significativa

Leia mais

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ

Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária. Novembro 2015 PARANÁ Soja - Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro 2015 PARANÁ A estimativa de área para a safra 2015/16 de soja é recorde no Paraná. Segundo os técnicos de campo serão semeados 5,24 milhões de hectares,

Leia mais

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA

FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO. XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA FERTILIZANTES: PRODUTO E MERCADO XIII Encontro Nacional de Produção e Abastecimento de Batata ABBA Holambra, 25 de Outubro de 2007 Fertilizantes: Análise Mercadológica Produto: Insumo Bem homogêneo Bem

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS VALOR AVALIAÇÕES TÉCNICAS JUNHO 2013 EVOLUÇÃO DO BRASIL HÁ 50 ANOS = IMPORTADOR HÁ 20 ANOS = VENDEDOR HOJE = FORNECEDOR DISPUTADO

Leia mais

CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO

CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO CENÁRIO GLOBAL DE CARNES (FRANGO E SUÍNO) E MILHO Leonardo Sologuren Céleres Junho de 2008 Cresce o consumo de proteína animal no BRIC BRASIL RÚSSIA 108 4,000 60 3.000 kg/habitante/ano 90 72 54 36 18 3,800

Leia mais

3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global. Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo.

3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global. Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo. 3º Seminário BM&F Famato Os desafios da pecuária no cenário global Mercados futuros para um Mato Grosso mais competitivo Ivan Wedekin Você é competitivo quando tem um desempenho a longo prazo acima da

Leia mais

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita)

A visão de longo prazo contempla: Produção Exportações líquidas Estoques. Área plantada Produtividade Consumo doméstico (total e per capita) Fornecer aos agentes envolvidos no agronegócio, notadamente as indústrias de insumos agropecuários e de alimentos, além dos produtores, Governo e academia, informações estratégicas sobre a dinâmica futura

Leia mais

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015

AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016. Carlos Cogo Outubro/2015 AGRONEGÓCIOS TENDÊNCIAS DOS MERCADOS NO BRASIL E NO MUNDO EM 2015/2016 Carlos Cogo Outubro/2015 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 115 110 105 100 95 90 85 80 75 70 65 60 55 CARNES: EVOLUÇÃO

Leia mais

PANORAMA DA AGROPECUÁRIA

PANORAMA DA AGROPECUÁRIA PANORAMA DA AGROPECUÁRIA SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO BELO HORIZONTE-MG NOVEMBRO/2006 ÍNDICE 1. Estado de Minas Gerais 2. Informações do Agronegócio 3. Produção agrícola

Leia mais

APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE

APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE APRESENTAÇÃO CARAMURU ALIMENTOS A HIDROVIA QUE GARANTE COMPETITIVIDADE E SUSTENTABILIDADE Novembro/2011 Introdução A demanda mundial por produtos originados de recursos naturais renováveis e não-renováveis

Leia mais

21º Congresso Internacional do Trigo Abitrigo. O mercado de Commodities e as Novas Tendências para o Trigo. Alexandre Mendonça da Barros

21º Congresso Internacional do Trigo Abitrigo. O mercado de Commodities e as Novas Tendências para o Trigo. Alexandre Mendonça da Barros 21º Congresso Internacional do Trigo Abitrigo O mercado de Commodities e as Novas Tendências para o Trigo Alexandre Mendonça da Barros 20 de Outubro de 2014 Índice As transformações da economia agrícola

Leia mais

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil

Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS CORREDORES DO ARCO NORTE AVALIAÇÕES TÉCNICAS MAIO DE 2014 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

Leia mais

1. Aspectos gerais da cultura

1. Aspectos gerais da cultura CULTURA DO ARROZ 1. Aspectos gerais da cultura Centro de Origem -Asiático -Africano Gênero Oryza 25 espécies dispersas Espécies Sul Americanas Ásia África América do Sul e Central Espécies utilizadas Histórico

Leia mais

Perspectivas para as Carnes Bovina, de Frango e Suína 2013-2014

Perspectivas para as Carnes Bovina, de Frango e Suína 2013-2014 Perspectivas para as Carnes Bovina, de Frango e Suína 2013-2014 Brasil PARTICIPAÇÃO NO SUPRIMENTO MUNDIAL DE CARNES 2013 Bovino Frango Suíno Produção 2º 3º 4º Consumo 2º 3º 5º Exportação 2º 1º 4º Fonte:

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 05/07/2013 a 11/07/2013 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Prof. Ms.

Leia mais

Ferrovias. Infraestrutura no Brasil: Projetos, Financiamentos e Oportunidades

Ferrovias. Infraestrutura no Brasil: Projetos, Financiamentos e Oportunidades Ferrovias OBJETIVOS Ferrovias Novo modelo de investimento/exploração das ferrovias Quebra do monopólio na oferta de serviços de transporte ferroviário Expansão, modernização e integração da malha ferroviária

Leia mais

MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA

MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA MAIO 2012 VISÃO GERAL DA COMPANHIA CONSUMO MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES 157,0 159,6 170,4 176,8 181,0 2011 TOTAL N P2O5 99 101 103 107 109 60% 29% 24% K2O 34 36 40 41 42 24 23 27 29 30 2008

Leia mais

e Perspectivas para a Safra 13/14 Desafios para o Aumento da Produção Brasileira de Cana de Açúcar

e Perspectivas para a Safra 13/14 Desafios para o Aumento da Produção Brasileira de Cana de Açúcar Considerações sobre a Safra 12/13 e Perspectivas para a Safra 13/14 de Cana-de-Açúcar no Brasil Plinio Nastari, Ph.D. presidente, DATAGRO Desafios para o Aumento da Produção Brasileira de Cana de Açúcar

Leia mais

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise

BOLETIM SEMANAL. Soja - Análise 21/6 23/6 25/6 27/6 29/6 1/7 3/7 5/7 7/7 9/7 11/7 13/7 15/7 17/7 19/7 Contratos Negociados (x 1000) Cents de US$/bu ** Relatório produzido pelo IMEAMT e divulgado pela CERRADO INVEST www.cerradocorretora.com.br

Leia mais

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ

Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ DACEC Departamento de Ciências Administrativas, Contábeis, Econômicas e da Comunicação - UNIJUÍ Comentários referentes ao período entre 20/07/2012 a 02/08/2012 Prof. Dr. Argemiro Luís Brum 1 Emerson Juliano

Leia mais

Agronegócios: momento e perspectivas.

Agronegócios: momento e perspectivas. Agronegócios: momento e perspectivas. Perfil das propriedades rurais brasileiras. Familiares Patronais Região Estabelecimentos Familiares (a) Norte 380.895 Nordeste 2.055.157 Centro-Oeste 162.062 Sudeste

Leia mais

Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético

Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético 23 de julho de 2015 Situação atual e perspectivas para o setor sucroenergético Antonio de Padua Rodrigues Diretor técnico ROTEIRO I. Perspectivas para a safra 2015/2016 II. Mercados de açúcar e de etanol

Leia mais

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE

Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE Potencialidades e desafios do AGRONEGÓCIO PARANAENSE NORBERTO ANACLETO ORTIGARA SECRETÁRIO DE ESTADO JOSÉ TARCISO FIALHO ASSESSOR TÉCNICO 03/09/2012 Principal Estado Agrícola do BRASIL 2,3% do território

Leia mais

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2014/2015 São Paulo, 23 de abril de 2014 ROTEIRO I. Safra 2013/2014 na região Centro-Sul: dados finais Condições climáticas e agronômicas Moagem e produção Mercados

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Março 2012. Visão Geral da Companhia. Resultados do 4T11 e 2011

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Março 2012. Visão Geral da Companhia. Resultados do 4T11 e 2011 Março 2012 Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Resultados do 4T11 e 2011 CONSUMO MUNDIAL DE FERTILIZANTES POR NUTRIENTES 157,0 159,6 170,4 176,8 181,0 2011 TOTAL N P2O5

Leia mais

Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034

Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034 Edmar W. Gervásio Administrador, especialista em Marketing e Agronegócio UFPR Email: edmar.gervasio@seab.pr.gov.br Fone: (41) 3313-4034 MILHO (Zea mays) Sustento da Vida Maior cultura agrícola do mundo;

Leia mais

Milho Período: 22 a 26/06/2015

Milho Período: 22 a 26/06/2015 Milho Período: 22 a 26/06/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,0885 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO OPORTUNIDADES E DESAFIOS SENADO FEDERAL AUDIÊNCIA MEDIDA PROVISÓRIA 595 MARÇO 2013 Enfrentamento dos gargálos logísticos Programa rodoviário Programa

Leia mais

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14

Tabela 01 Mundo Soja Área, produção e produtividade Safra 2009/10 a 2013/14 Soja Análise da Conjuntura Agropecuária Novembro de 2013 MUNDO A economia mundial cada vez mais globalizada tem sido o principal propulsor responsável pelo aumento da produção de soja. Com o aumento do

Leia mais

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013

AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013 AGRONEGÓCIO BRASILEIRO ALAVANCA DO MERCADO INTERNO DESAFIOS LOGÍSTICOS ENESUL -2013 FLORIANÓPOLIS AGOSTO 2013 Metodologia de Trabalho Identificação de Mercados Aptidão e Competitividade da Produção Competitividade

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SUCO DE LARANJA NOVEMBRO DE 2015 PRODUTOS DISTRIBUIÇÃO DA PRODUÇÃO DE LARANJA NO CINTURÃO CITRÍCOLA 49% Farelo 85% laranja para indústria 45% Suco 98%

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA 17/11/2015 AUMENTO DE PREÇOS DE FERTILIZANTES AMA BRASIL ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL.

AUDIÊNCIA PÚBLICA 17/11/2015 AUMENTO DE PREÇOS DE FERTILIZANTES AMA BRASIL ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL. 1 AUDIÊNCIA PÚBLICA 17/11/2015 AUMENTO DE PREÇOS DE FERTILIZANTES ASSOCIAÇÃO DOS MISTURADORES DE ADUBOS DO BRASIL www.amabrasil.agr.br Carlos Eduardo Florence Diretor Executivo FERTILIZANTES CENÁRIO MUNDIAL

Leia mais

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014

Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014 Coletiva de imprensa ESTIMATIVA DA SAFRA 2013/2014 São Paulo, 29 de abril de 2013 ROTEIRO I. Safra 2012/2013 na região Centro-Sul: dados finais Moagem e produção Mercados de etanol e de açúcar Preços e

Leia mais

Planos de Negócio das Ferrovias de Carga para 2011

Planos de Negócio das Ferrovias de Carga para 2011 01/11/010 Planos de Negócio das Ferrovias de Carga para 011 Planos de Negócio de Carga Geral das Ferrovias da Vale Fabiano Lorenzi AGENDA Logística da Vale Sistema Logístico Norte Sistema Logístico Sudeste

Leia mais

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios

Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios Agropecuária Brasileira: Oportunidades e Desafios José Ricardo Severo Superintendência Técnica CNA Março 2010 1 Objetivos: 1. Importância do Agronegócio; 2. Alavanca exportadora como fator de crescimento;

Leia mais

RELATÓRIO DE MERCADO JULHO DE 2015

RELATÓRIO DE MERCADO JULHO DE 2015 RELATÓRIO DE MERCADO JULHO DE 2015 COMMODITIES AGRÍCOLAS RESUMO DOS PRINCIPAIS INDICADORES DO MERCADO DE COMMODITIES AGRÍCOLAS SUMÁRIO OFERTA 4 8 VARIAÇÕES HISTÓRICAS E FORECAST 6 DEMANDA 9 CONSIDERAÇÕES

Leia mais

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS. Novembro de 2013

BOLETIM CUSTOS E PREÇOS. Novembro de 2013 BOLETIM CUSTOS E PREÇOS Novembro de 2013 Milho: Neste mês o mercado de milho registrou comportamento diferenciado. Em algumas localidades ocorreram quedas nos preços, caso do Paraná, e sustentação em outras,

Leia mais

Crescimento Real: Expansão e Aprimoramento da Infraestrutura. Alexandre Mattos Setten Diretor de Logística Copersucar

Crescimento Real: Expansão e Aprimoramento da Infraestrutura. Alexandre Mattos Setten Diretor de Logística Copersucar Crescimento Real: Expansão e Aprimoramento da Infraestrutura Alexandre Mattos Setten Diretor de Logística Copersucar Comércio Internacional Consumo Mundial Produção Mundial Açúcar: demanda mundial em crescimento...

Leia mais

ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15

ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15 ALGODÃO EM MATO GROSSO JULHO/15 CONJUNTURA MENSAL ANO 1. Nº 3 O 11º Levantamento de Grãos da Conab, divulgado em 11 de agosto de 2015, manteve suas estimativas para a safra 2014/15, de algodão em pluma

Leia mais

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica

Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Soja: elevação dos preços da convencional/transgênica deve dificultar incremento da orgânica Produção mundial deve recuar em 2007/08 Segundo o relatório de oferta e demanda divulgado pelo Usda em setembro

Leia mais

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO

FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO FATORES CRÍTICOS À COMPETITIVIDADE DA SOJA NO PARANÁ E NO MATO GROSSO Por: Carlos Eduardo Cruz Tavares 1 São várias as cadeias produtivas que constituem o complexo agroalimentar, destacando-se entre elas,

Leia mais

SAFRA 2013/14: INTENÇÃO DE PLANTIO APONTA RETRAÇÃO DE ÁREA PLANTADA NO VERÃO

SAFRA 2013/14: INTENÇÃO DE PLANTIO APONTA RETRAÇÃO DE ÁREA PLANTADA NO VERÃO #910 29/07/2013 Ano XXXVII SAFRA 2013/14: INTENÇÃO DE PLANTIO APONTA RETRAÇÃO DE ÁREA PLANTADA NO VERÃO Por Paulo Molinari O levantamento para a Intenção de Plantio por parte do produtor brasileiro para

Leia mais

ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15

ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15 ALGODÃO EM MATO GROSSO AGOSTO/15 CONJUNTURA MENSAL ANO 1. Nº 4 O 12º Levantamento de Safras da Conab, divulgado em 11 de setembro de 2015, consolidou os dados sobre produção, área e produtividade de algodão

Leia mais

CONJUNTURA ECONÔMICA

CONJUNTURA ECONÔMICA CONJUNTURA ECONÔMICA O mês de março de 2015 foi marcado pelo anúncio dos principais resultados da economia de 2014 e deste início de 2015. Dentre eles destacaramse o PIB, taxa de desemprego nas principais

Leia mais

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO

ÁREA DE MILHO CRESCEU 4,9% NA SAFRA 2012/2013, A MAIOR DESDE 1937, INDICANDO QUE O PAÍS COLHERIA UMA SAFRA RECORDE ESTE ANO GRÃOS: SOJA, MILHO, TRIGO e ARROZ TENDÊNCIAS DOS MERCADOS PARA 2012/2013 NO BRASIL E NO MUNDO Carlos Cogo Setembro/2012 PRODUÇÃO MUNDIAL DEVE RECUAR 4,1% NA SAFRA 2012/2013 ESTOQUES FINAIS MUNDIAIS DEVEM

Leia mais

Desafios e Oportunidades no Agronegócio

Desafios e Oportunidades no Agronegócio Departamento do Agronegócio Desafios e Oportunidades no Agronegócio Antonio Carlos P. Costa Atualmente reversão de expectativas Apesar da safra recorde em 2014/15: Entre janeiro e maio de 2015: leitura

Leia mais

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo

MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015. Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo MENSURAÇÃO DO CUSTO DE PRODUÇÃO DE ARROZ IRRIGADO NO RIO GRANDE DO SUL SAFRA 2014/2015 Tiago Sarmento Barata Ramiro Toledo Conhecimento do custo de produção Profissionais X amadores Avaliação da viabilidade

Leia mais

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA)

Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro Programa de Pós-graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (CPDA) Relatório com as principais notícias divulgadas pela mídia

Leia mais

Milho Período: 16 a 20/03/2015

Milho Período: 16 a 20/03/2015 Milho Período: 16 a 20/03/2015 Câmbio: Média da semana: U$ 1,00 = R$ 3,2434 Nota: A paridade de exportação refere-se ao valor/sc desestivado sobre rodas, o que é abaixo do valor FOB Paranaguá. *Os preços

Leia mais

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO

O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO O MERCADO DE SOJA 1. INTRODUÇÃO A soja é a commodity mais importante do Brasil, pelo valor da produção obtida de grão, óleo e farelo, significativa parcela na receita cambial, área plantada, consumo de

Leia mais

Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública

Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública Versão 16 Jul 14 Comissão Mista Medida Provisória 647/2014 Audiência Pública Senado Federal, 16/07/2014 IMPACTOS DO PNPB Aspectos mais relevantes das Externalidades Positivas do PNPB (Programa Nacional

Leia mais

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r?

A CR C IS I E S E MU M N U DI D A I L D O D S ALIM I E M N E TO T S: S O qu q e o B r B asi s l p o p de d f a f ze z r? A CRISE MUNDIAL DOS ALIMENTOS: O que o Brasil pode fazer? Geraldo Barros USA: Inflation, Interest Rates, GDP Int rates Infl 12 14 16 18 6% 8% 1% GDP -4-2 2 4 6 8 1 198 1981 1982 1983 1984 1985 1986 1987

Leia mais

ESTRUTURA SOCIETÁRIA

ESTRUTURA SOCIETÁRIA APIMEC 2011 ESTRUTURA SOCIETÁRIA 2 VANTAGENS COMPETITIVAS SMTO Matéria-Prima Um dos players mais integrados do Brasil (mais de 70% de cana própria) Ganhos de Escala Expertise na administração de grandes

Leia mais