BLOCOS 1 e 2 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA NS SP S SB EXC

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BLOCOS 1 e 2 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA NS SP S SB EXC"

Transcrição

1 CAPACIDADE DE COMPREENSÃO Agrupamento nº 2 de Évora EBI André de Resende BLOCOS 1 e 2 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Interpreta Não descodifica a mensagem. Descodifica a mensagem com ajuda. Descodifica a mensagem na globalidade, podendo necessitar de ajuda. Descodifica, com facilidade, a mensagem na globalidade e com pormenor. Descodifica, com bastante facilidade, a mensagem na globalidade e com pormenor. Responde Responde de forma inadequada. Responde com ajuda. Responde com Responde, com facilidade, com Responde, com bastante facilidade, com elevado nível de Reconta Questiona Não reconta um Não questiona o colega e/ou o professor. Reconta, com ajuda, um Raramente questiona o colega e/ou o professor e a turma. Reconta, ainda com poucos pormenores, um Questiona o colega e/ou o professor e a turma. Reconta, com os principais pormenores, um Questiona, com facilidade e de forma elaborada, o colega e/ou o professor e a turma. Reconta, com bastante facilidade e com todos os pormenores, um u ouvido Questiona, com bastante facilidade e de forma elaborada, o colega e/ou o professor e a turma. 1

2 CAPACIDADE DE EXPRESSÃO ORAL E ESCRITA EXPRESSA-SE COM CLAREZA E CORRECÇÃO AO NÍVEL: Agrupamento nº 2 de Évora EBI André de Resende BLOCOS 1 e 2 COMUNICAÇÃO ORAL E ESCRITA Oral Expressa-se sem clareza e com pouca Expressa-se com alguma clareza e/ou Expressa-se com clareza e Expressa-se, com facilidade, com clareza e Expressa-se, com bastante facilidade, com clareza e Escreve com caligrafia ilegível. Escreve com caligrafia irregular. Escreve com letra legível. Escreve de forma cuidada. Escreve de forma cuidada e com estética. Caligráfico Ortográfico Organização de frases Escreve, sem correção ortográfica, o que copia, o que lhe ditam e o que escreve por iniciativa própria. Não organiza as frases. Escreve, com pouca correção ortográfica, o que copia, o que lhe ditam e o que escreve por iniciativa própria. Só organiza frases simples. Escreve, com correção, o que copia, o que lhe ditam e o que escreve por iniciativa própria. Organiza frases com Escreve, com facilidade e com correção, o que copia, o que lhe ditam e o que escreve por iniciativa própria. Escreve, com facilidade, frases elaboradas, com correção semântica e gramatical. Escreve, com bastante facilidade e com correção ortográfica, o que copia, o que lhe ditam e o que escreve por iniciativa própria. Escreve, com bastante facilidade, frases muito elaboradas, com correção semântica e gramatical. Organização de textos Não organiza textos com sequência de ideias. Lê silabicamente. Nem sempre organiza textos com sequência de ideias. Lê com algumas hesitações. Escreve textos simples com sequência de ideias. Lê com poucas hesitações. Escreve, com facilidade, textos bem estruturados com clareza de ideias, criatividade e correção ortográfica. Lê com fluência e clareza. Escreve, com bastante facilidade, textos de diversos tipos, respeitando a estrutura narrativa, a clareza de ideias, criatividade e correção ortográfica Lê com fluência, clareza, entoação e expressividade. Leitura 2

3 Agrupamento nº 2 de Évora EBI André de Resende BLOCO 3 FUNCIONAMENTO DA LÍNGUA, ANÁLISE E REFLEXÃO Não distingue diferentes tipos de texto (prosa, poesia, banda desenhada, teatro, texto oral). Distingue, com ajuda, diferentes tipos de texto (prosa, poesia, banda desenhada, teatro, texto oral). Distingue diferentes tipos de texto (prosa, poesia, banda desenhada, teatro, texto oral). diferentes tipos de texto (prosa, poesia, banda desenhada, teatro, texto oral). facilidade, diferentes tipos de texto (prosa, poesia, banda desenhada, teatro, texto oral). Não distingue, em frases simples, os elementos fundamentais (por extensão e por redução). Distingue, com ajuda, em frases simples, os elementos fundamentais (por extensão e por redução). Distingue, em frases simples, os elementos fundamentais (por extensão e por redução). em frases simples, os elementos fundamentais (por extensão e por redução). facilidade, em frases simples, os elementos fundamentais (por extensão e por redução). Não verifica a mobilidade de alguns elementos da frase. Verifica, com ajuda, a mobilidade de alguns elementos da frase. Verifica a mobilidade de alguns elementos da frase. Verifica, com facilidade, a mobilidade de alguns elementos da frase. Verifica, com bastante facilidade, a mobilidade de alguns elementos da frase. Não distingue a forma afirmativa e negativa de frases (por transformação). Distingue, com ajuda, a forma afirmativa e negativa de frases (por transformação). Distingue a forma afirmativa e negativa de frases (por transformação). a forma afirmativa e negativa de frases (por transformação). facilidade, a forma afirmativa e negativa de frases (por transformação). Não estabelece relações de significado entre as Estabelece, com ajuda, relações de significado entre as palavras (sinonímia, Estabelece relações de significado entre as Estabelece, com facilidade, relações de significado entre as Estabelece, com bastante facilidade, relações de significado entre as Não organiza famílias de palavras (segundo critérios Organiza, com ajuda, famílias de palavras (segundo critérios Organiza famílias de palavras (segundo critérios Organiza, com facilidade, famílias de palavras (segundo critérios Organiza, com bastante facilidade, famílias de palavras (segundo critérios 3

4 BLOCO 3 FUNCIONAMENTO DA LÍNGUA, ANÁLISE E REFLEXÃO Não exercita o uso de sinais de pontuação e auxiliares da escrita: ponto final, ponto de interrogação, vírgula. Não identifica nomes. Exercita, com ajuda, o uso de sinais de pontuação e auxiliares da escrita: ponto final, ponto de interrogação, vírgula. nomes. Exercita o uso de sinais de pontuação e auxiliares da escrita: ponto final, ponto de interrogação, vírgula. Identifica nomes. Exercita, com facilidade, o uso de sinais de pontuação e auxiliares da escrita: ponto final, ponto de interrogação, vírgula. nomes. Exercita, com bastante facilidade, o uso de sinais de pontuação e auxiliares da escrita: ponto final, ponto de interrogação, vírgula. facilidade, nomes. Não distingue nomes comuns, próprios e coletivos. Distingue, com ajuda, nomes comuns, próprios e coletivos. Distingue nomes comuns, próprios e coletivos. nomes comuns, próprios e coletivos. facilidade, nomes comuns, próprios e coletivos. Não identifica o género, o número e o grau dos nomes pelas marcas e pelo contexto. o género, o número e o grau dos nomes pelas marcas e pelo contexto. Identifica o género, o número e o grau dos nomes pelas marcas e pelo contexto. o género, o número e o grau dos nomes pelas marcas e pelo contexto. facilidade, o género, o número e o grau dos nomes pelas marcas e pelo contexto. Não identifica adjetivos. adjetivos. Identifica adjetivos. adjetivos. facilidade, adjetivos. Não substitui adjetivos por outros de sentido equivalente num Substitui, com ajuda, adjetivos por outros de sentido equivalente num Substitui adjetivos por outros de sentido equivalente num Substitui, com facilidade, adjetivos por outros de sentido equivalente num Substitui, com bastante facilidade, adjetivos por outros de sentido equivalente num 4

5 BLOCO 3 FUNCIONAMENTO DA LÍNGUA, ANÁLISE E REFLEXÃO Não aplica os pronomes pessoais ligados às pessoas do discurso. Aplica, com ajuda, os pronomes pessoais ligados às pessoas do discurso. Aplica os pronomes pessoais ligados às pessoas do discurso. Aplica, com facilidade, os pronomes pessoais ligados às pessoas do discurso. Aplica, com bastante facilidade, os pronomes pessoais ligados às pessoas do discurso. Não identifica verbos. verbos. Identifica verbos. verbos. facilidade, verbos. Não identifica diferentes sons da Língua (vogais e consoantes). diferentes sons da Língua (vogais e consoantes). Identifica diferentes sons da Língua (vogais e consoantes). diferentes sons da Língua (vogais e consoantes). facilidade, diferentes sons da Língua (vogais e consoantes). Não combina, ludicamente, diferentes sons da Língua. com ajuda, diferentes sons da Língua. diferentes sons da Língua. com facilidade, diferentes sons da Língua. com bastante facilidade, diferentes sons da Língua. Não compara onomatopeias com os sons que imitam ou sugerem. Compara, com ajuda, onomatopeias com os sons que imitam ou sugerem. Compara onomatopeias com os sons que imitam ou sugerem. Compara, com facilidade, onomatopeias com os sons que imitam ou sugerem. Compara, com bastante facilidade, onomatopeias com os sons que imitam ou sugerem. Não estabelece relações entre sons e letras (fonemas e grafemas correspondentes). Estabelece, com ajuda, relações entre sons e letras (fonemas e grafemas correspondentes). Estabelece relações entre sons e letras (fonemas e grafemas correspondentes). Estabelece, com facilidade, relações entre sons e letras (fonemas e grafemas correspondentes). Estabelece, com bastante facilidade, relações entre sons e letras (fonemas e grafemas correspondentes). 5

6 BLOCO 3 FUNCIONAMENTO DA LÍNGUA, ANÁLISE E REFLEXÃO Não decompõe palavras em sílabas (para efeitos de Decompõe, com ajuda, palavras em sílabas (para efeitos de Decompõe palavras em sílabas (para efeitos de Decompõe, com facilidade, palavras em sílabas (para efeitos de Decompõe, com bastante facilidade, palavras em sílabas (para efeitos de Não distingue sílaba tónica e sílaba átona. Distingue, com ajuda, sílaba tónica e sílaba átona. Distingue sílaba tónica e sílaba átona. sílaba tónica e sílaba átona. facilidade, sílaba tónica e sílaba átona. Não exercita o uso de sinais gráficos de acentuação (acentos agudo, grave, circunflexo, til). Exercita, com ajuda, o uso de sinais gráficos de acentuação (acentos agudo, grave, circunflexo, til). Exercita o uso de sinais gráficos de acentuação (acentos agudo, grave, circunflexo, til). Exercita, com facilidade, o uso de sinais gráficos de acentuação (acentos agudo, grave, circunflexo, til). Exercita, com bastante facilidade, o uso de sinais gráficos de acentuação (acentos agudo, grave, circunflexo, til). 6

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870

AGRUPAMENTO DE CLARA DE RESENDE COD. 242 937 COD. 152 870 CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO (Aprovados em Conselho Pedagógico de 16 outubro de 2012) No caso específico da disciplina de PORTUGUÊS, do 3.º ano de escolaridade, a avaliação incidirá ainda ao nível

Leia mais

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos.

Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. METAS CURRICULARES 2º ANO Português Oralidade Respeitar regras da interação discursiva. Escutar discursos breves para aprender e construir conhecimentos. Produzir um discurso oral com correção. Produzir

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL 2013-2014 Agrupamento de Escolas Domingos Sequeira Área Disciplinar: Português Ano de Escolaridade: 3º Mês: outubro Domínios de referência Objetivos/Descritores Conteúdos Oralidade 1

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 5ºANO CONTEÚDOS E AULAS PREVISTAS 1º PERÍODO 17 de setembro a 17 de dezembro 1ª INTERRUPÇÃO 18 de dezembro a 3 de janeiro 2º PERÍODO 04 de janeiro a 18 de março 2ª INTERRUPÇÃO

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos

Agrupamento de Escolas José Maria dos Santos Agrupamento de Escolas José Maria dos antos Critérios de Avaliação 4. º Ano Língua Portuguesa 2011/12 Capacidade de compreensão Interpreta Responde Reconta Questiona Revela dificuldades na interpretação.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO DIREÇÃO DE SERVIÇOS DA REGIÃO ALGARVE Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 3ºANO METAS Domínios/ Conteúdos

Leia mais

Parte I 1. O português em Portugal e no Mundo. Formas de tratamento em diferentes situações 20 Exercícios 21

Parte I 1. O português em Portugal e no Mundo. Formas de tratamento em diferentes situações 20 Exercícios 21 Parte I 1. O português em Portugal e no Mundo Português, língua materna 16 Português, língua padrão 17 Outras variedades do português 18 Formas de tratamento em diferentes situações 20 Exercícios 21 Parte

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 4º ANO. Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737. Língua Portuguesa

ENSINO FUNDAMENTAL MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 4º ANO. Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737. Língua Portuguesa ENSINO FUNDAMENTAL Cruzeiro 3213-3838 Octogonal 3213-3737 www.ciman.com.br MAPA DE CONTEÚDOS E OBJETIVOS 1º BIMESTRE 4º ANO CPG Língua Portuguesa Leitura e interpretação de textos (características e função

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es): Programa de Português do Ensino Básico; Metas Curriculares de Português- 1º Ciclo 1º

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1.º Ciclo PLANIFICAÇÃO ANUAL Ano Letivo 2014/2015 Português 3.º Ano DISCIPLINA DOMÍNIOS CONTEÚDOS INTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO PORTUGUÊS Pesquisa

Leia mais

Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA

Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 AQUISIÇÃO DO SISTEMA DE ESCRITA Avaliação diagnóstica da alfabetização 1 http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/proletr/fasciculo_port.pdf Antônio Augusto Gomes Batista Ceris S. Ribas Silva Maria das Graças de Castro Bregunci Maria

Leia mais

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação

1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação 1.º Ciclo do Ensino Básico Critérios de Avaliação PORTUGUÊS Domínios em Domínios/Competências Fatores de ponderação Instrumentos de Domínio Cognitivo Compreensão oral 20% Registos e grelhas de observação

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO 3º ANO (1º CICLO) PORTUGUÊS CRTÉRO EPECÍCO DE AVALAÇÃO 3º ANO (1º CCLO) PORTUGUÊ DOMÍNO OJETVO DECRTORE DE DEEMPENHO MENÇÕE Oralidade 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos 2. Produzir um discurso oral com correção 3.

Leia mais

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIDADE

PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA UNIDADE PROGRAMAÇÃO CURRICULAR DE LÍNGUA PORTUGUESA 1. ano - 1. volume UNIDADE 1 Símbolos Letras do alfabeto UNIDADE 2 Alfabeto (vogais e consoantes) Crachá Letras do próprio nome, do nome do professor e dos colegas

Leia mais

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano

Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Síntese da Planificação da Disciplina de Português - 5 º Ano Dias de aulas previstos Período 2.ª 3.ª 4.ª 5.ª 6.ª 1.º período 13 13 13 12 13 2.º período 9 9 9 11 11 3.º período 9 11 10 10 11 (As Aulas previstas

Leia mais

INDICADORES/CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º ANO LÍNGUA PORTUGUESA

INDICADORES/CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1º ANO LÍNGUA PORTUGUESA / DE AVALIAÇÃO 1º ANO LÍNGUA PORTUGUESA COMPREENSÃO/EXPRESSÃO ORAL Usa frases correctas com sujeito, predicado e concordância em género e número. Exprime-se, utilizando frases completas e com sentido.

Leia mais

Conteúdos do Vestibulinho 2016

Conteúdos do Vestibulinho 2016 2º ANO ENSINO FUNDAMENTAL Vogais e Consoantes; O Alfabeto incluindo as letras (K,W,Y); Sons nasais (o uso do til); Separação de Sílabas; Alfabeto maiúsculo e minúsculo; Substantivo próprio e comum; Interpretação

Leia mais

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS

... Página 1 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO CONTEÚDOS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 4º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: PORTUGUÊS 1º PERÍODO ORALIDADE/ESCRITA - retrato - Autorretrato Textos diversos- Convite

Leia mais

Língua Portuguesa 9º ano

Língua Portuguesa 9º ano Língua Portuguesa 9º ano Conteúdos por unidade didática 1º Período A - Comunicação Oral.. Intencionalidade comunicativa. Adequação comunicativa: Ideia geral. Ideias principais. Ideias secundárias. Informação

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 1º PERÍODO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA FLOR 151841 ESCOLA EB2,3/S DE VILA FLOR 346184 PLANIFICAÇÃO ANUAL Aulas (horas) previstas Meses Setembro Outubro Novembro 1º PERÍODO :. Utilizar a linha de base como suporte

Leia mais

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período PROGRAMÁTICOS (Planificação anual) 3º ano de escolaridade 1º Período DISCIPLINA: Língua Portuguesa Compreensão do oral; Ouvinte (DT); Vocabulário; Notas, esquemas; Oralidade (DT); Texto oral e texto escrito

Leia mais

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação

PLANEJAMENTO ANUAL / TRIMESTRAL 2013 Conteúdos Habilidades Avaliação Produção textual COLÉGIO LA SALLE BRASÍLIA Disciplina: Língua Portuguesa Trimestre: 1º Tipologia textual Narração Estruturação de um texto narrativo: margens e parágrafos; Estruturação de parágrafos: início,

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos 6ºano

LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos 6ºano LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos 6ºano 1º Período UNIDADE 0 Ponto de partida Reportagem televisiva - memória - texto narrativo - narrador - argumentação Regulamento A visita de estudo -narrativa Fotografia

Leia mais

Questão 21 ANULADA PADRÃO DE CORREÇÃO LINGUA PORTUGUESA

Questão 21 ANULADA PADRÃO DE CORREÇÃO LINGUA PORTUGUESA Questão 21 ANULADA PADRÃO DE CORREÇÃO LINGUA PORTUGUESA QUESTÃO 01 HABILIDADE: Escrever texto, com correspondência sonora; Escrever texto, a partir do tema proposto. 1. Escreve textos, sem erros ortográficos,

Leia mais

METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS

METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS ENSINO BÁSICO 1., 2. E 3. CICLOS PROPOSTAS PELA EQUIPA DE PORTUGUÊS: HELENA C. BUESCU, JOSÉ MORAIS, MARIA REGINA ROCHA, VIOLANTE F. MAGALHÃES AGOSTO DE 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO

Leia mais

DISCIPLINA INGLÊS 2016

DISCIPLINA INGLÊS 2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS AURÉLIA DE SOUSA INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DISCIPLINA INGLÊS 206 Prova 06 -------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL IV DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e

Leia mais

DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) 1º PERÍODO

DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) 1º PERÍODO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VILA POUCA DE AGUIAR SUL (150666) ANO LETIVO: 2013/2014 ANO: 6º CURRÍCULO DA DISCIPLINA: Português CONTEÚDOS 1º PERÍODO Leitura Texto poético. Compreensão. Texto narrativo. Narrador.

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 25.2 Conteúdo: Gênero dissertativo-argumentativo. Habilidade: Reconhecer a tese defendida em um texto. (D19) REVISÃO A REDAÇÃO DO ENEM 1 Domínio da

Leia mais

CONTEÚDOS. DISCIPLINA: Língua Portuguesa. Agrupamento de Escolas de Algoz Ano Letivo 2011/2012

CONTEÚDOS. DISCIPLINA: Língua Portuguesa. Agrupamento de Escolas de Algoz Ano Letivo 2011/2012 ANO: 5º DISCIPLINA: Língua Portuguesa UNIDADE/TEMA Apresentação do manual de 5.º ano «Dito e feito», da Porto Editora. Apresentação mútua Regras de funcionamento da aula. Competências a adquirir na disciplina.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO TRIMESTRAL/ANUAL 3º ANO 1º PERÍODO

PLANIFICAÇÃO TRIMESTRAL/ANUAL 3º ANO 1º PERÍODO 1º PERÍODO ÁREAS DOMINIOS CONTEÚDOS OBJETIVOS (metas curriculares) DESCRITORES DE DESEMPENHO O aluno deve ser capaz de: AVALIAÇÃO Português Oralidade Leitura e Escrita Compreensão do Oral Vocabulário Informação

Leia mais

COLÉGIO MILLENNIUM CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES I AVALIAÇÃO FUNDAMENTAL MENOR 3º ANO B (2ª SÉRIE) MATEMÁTICA PORTUGUÊS

COLÉGIO MILLENNIUM CRONOGRAMA DE AVALIAÇÕES I AVALIAÇÃO FUNDAMENTAL MENOR 3º ANO B (2ª SÉRIE) MATEMÁTICA PORTUGUÊS Comunicado nº 006 /2011. I AVALIAÇÃO FUNDAMENTAL MENOR 3º ANO B (2ª SÉRIE) / RELIGIÃO / - Interpretação de Textos - Ortografia: H / LH, NH e CH / RR e SS - Adjetivo; - Gênero do substantivo: Masculino

Leia mais

Rio, 14/09/11 Circular n 123/11. Assunto: CONTEÚDO E CALENDÁRIO DE PROVAS DO 3º BIMESTRE 1º ANO (101 - MANHÃ)

Rio, 14/09/11 Circular n 123/11. Assunto: CONTEÚDO E CALENDÁRIO DE PROVAS DO 3º BIMESTRE 1º ANO (101 - MANHÃ) Assunto: CONTEÚDO E CALENDÁRIO DE PROVAS DO 3º BIMESTRE 1º ANO (101 - Estudos Soc. 1. Em caso de falta a uma ou mais provas, o aluno deverá requerer a 2ª chamada na Secretaria da Escola, em até 48 horas.

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL E PERIÓDICA

PLANIFICAÇÃO ANUAL E PERIÓDICA DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA ANO : 4.º ANO LECTIVO: 2007/ 2008 PLANIFICAÇÃO ANUAL E PERIÓDICA COMPETÊNCIAS GERAIS 1. Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade

Leia mais

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14

Sumário. Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 Sumário Apresentação - 1. a edição /13 Apresentação - 2 edição /14 1 Variação lingüística / 15 1.1 Os níveis de linguagem / 17 1.1.1 O nível informal /17 1.1.2 O nível semiformal /1 7 1.1.3 O nível formal/18

Leia mais

Salesianos Mogofores Colégio

Salesianos Mogofores Colégio Salesianos Mogofores Colégio Rota de Aprendizagem PORTUGUÊS 6º ano Grupo de Português 2015-16 * Em anexo encontram-se Lista de Obras e Textos para Iniciação à Educação literária; e Metas Curriculares (2º

Leia mais

Critérios de Avaliação

Critérios de Avaliação DGEstE Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços Região Centro Agrupamento de Escolas Figueira Mar Critérios de Avaliação 1º Ciclo Ano Letivo 14/ Terminologia a utilizar na classificação

Leia mais

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA...

PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... Sumário PARTE 1 FONÉTICA CAPÍTULO 1 FONÉTICA... 3 1.1. Fonema...3 1.2. Classificação dos fonemas...4 1.3. Encontros vocálicos...5 1.4. Encontros consonantais...5 1.5. Dígrafos...6 1.6. Dífono...7 1.7.

Leia mais

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015

AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS D. ANTÓNIO FERREIRA GOMES INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE INGLÊS 2º CICLO ANO 2015 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da

Leia mais

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES

2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO 3.º ANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES 2015/2016 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS PEDRO JACQUES DE MAGALHÃES Disciplina: PORTUGUÊS Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 1.º CICLO - Ano

Leia mais

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016

Oralidade. Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades Ano Letivo 2015 / 2016 DOMÍNIOS Oralidade Metas curriculares 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos. 2. Produzir um discurso oral com correção. 3. Produzir discursos com diferentes finalidades, tendo em conta a situação

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016

Planificação anual Ano letivo: 2015/2016 Planificação anual Período: 1.º Ano Número total de aulas previstas: 75-78 Competências Compreensão oral: seleção da mensagens emitidas em situação de presença, sobre temas familiares para os alunos e

Leia mais

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo

Plano de Estudo e de Desenvolvimento do Currículo DGEste - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS LEONARDO COIMBRA FILHO, PORTO Código 152213 4.º ANO Ano Letivo 2014/2015 Aulas Previstas/Ano de Escolaridade Plano de Estudo e de Desenvolvimento

Leia mais

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016

DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110. Planificação Anual /Critérios de avaliação. Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ANSELMO DE ANDRADE DEPARTAMENTO DE 1º Ciclo - Grupo 110 Planificação Anual /Critérios de avaliação Disciplina: Português 1.º ano 2015/2016 Domínio (Unidade / Tema) Subdomínio / Conteúdos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO

PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO PLANIFICAÇÃO DO PROJETO CURRICULAR DE ESCOLA DEPARTAMENTO CURRICULAR DO 1º CICLO DO ENSINO BÁSICO DISCIPLINA: PORTUGUÊS ANO DE ESCOLARIDADE: 1º Ano ANO LETIVO: 2015/2016 COMPETÊNCIAS CHAVE: C1, C2, C3,

Leia mais

Fonte:intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/ ouapostila_portugues_varlinguistica_2.pdf

Fonte:intervox.nce.ufrj.br/~diniz/d/direito/ ouapostila_portugues_varlinguistica_2.pdf Sobre Variação Linguística Você já conversou com uma pessoa simples, que vive na roça? Teve oportunidade de observar como essa pessoa fala? Leia o texto a seguir: Texto I Seu dotô me conhece? Patativa

Leia mais

INGLÊS. Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012. 10º/11 anos de Escolaridade. 1. Introdução

INGLÊS. Informação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012. 10º/11 anos de Escolaridade. 1. Introdução nformação Prova de Equivalência à Frequência Prova 367 2012 Disciplina NGLÊS 10º/11 anos de Escolaridade Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março 1. ntrodução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe

PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe PROGRAMA DE METODOLOGIA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA 11ª Classe Formação de Professores para o Pré-Escolar e para o Ensino Primário Opção: Ensino Primário Ficha Técnica Título Programa de Metodologia

Leia mais

CALENDÁRIO DAS PROVAS MENSAIS-2014. 2º ANO A Prof. Ana Cristina 3º BIMESTRE DIA/MÊS DISCIPLINA CONTEÚDOS

CALENDÁRIO DAS PROVAS MENSAIS-2014. 2º ANO A Prof. Ana Cristina 3º BIMESTRE DIA/MÊS DISCIPLINA CONTEÚDOS 2º ANO A Prof. Ana Cristina 3º BIMESTRE 11/8 Português Ortografia, letra H, interpretação Gênero do substantivo: masculino e feminino. Número do substantivo: singular e plural. Pronomes possessivos e pessoais.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FLÁVIO GONÇALVES PÓVOA DE VARZIM Critérios Específicos de Avaliação DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ANO LETIVO 2014/15 Critérios de avaliação específicos da disciplina de

Leia mais

Utilizar pontos de referência e descrever percursos.

Utilizar pontos de referência e descrever percursos. Conteúdos Curriculares do 1º Ano de escolaridade 1º PERÍODO - apropriar-se de padrões de entoação e ritmo; - memorizar e reproduzir sequências de sons; - apropriar-se de novos vocábulos; - associar palavras

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Módulo 1- Eu e o Mundo Profissional Disciplina de Inglês- Cursos Profissionais 10º Ano Duração de Referência: 27horas (18 blocos) - diagnostica a sua situação

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS PROVA ORAL Prova 06 201 2.º Ciclo do Ensino Básico!. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova oral de equivalência à frequência

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS: 1 ano Levar o estudante a realizar a escrita do próprio nome e outros nomes. Promover a escrita das letras do alfabeto. Utilizar a linguagem oral para conversar,

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros Poema Crônica História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso História de

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência

Informação Prova de Equivalência à Frequência Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS (LE I) Prova escrita e oral Prova 21 2015 do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame

Leia mais

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP

Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. FUVEST e UNESP Singular-Anglo Vestibulares Professora Natália Sanches Redação: critérios de correção dos exames da Fuvest, Unicamp, Unesp e Enem. Retirado do site oficial do vestibular. FUVEST e UNESP Na correção, três

Leia mais

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO

ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO ACENTO GRÁFICO E ACENTO TÔNICO O acento gráfico é um mero sinal de escrita, que não deve ser confundido com o acento tônico, que é a maior intensidade de voz apresentada por uma sílaba quando pronunciamos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ROMEU CORREIA EB FEIJO Nº1/EB1 Nº2 DO FEIJÓ/EB1/JI DE VALE FLORES 3.º Ano Ano Letivo: 2013-2014 Plano Curricular Simplificado da Disciplina de Português CONTEÚDOS (SÍNTESE) Oralidade

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto

Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto Agrupamento de Escolas de Rio Tinto AERT E. B. 2, 3 de Rio Tinto CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE INGLÊS - 3º CICLO - 2015/2016 Os critérios de avaliação têm como documentos de referência o Programa de Inglês

Leia mais

VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 3ª CLASSE 4ª CLASSE 5ª CLASSE

VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 3ª CLASSE 4ª CLASSE 5ª CLASSE VISÃO GERAL DOS CONTEÚDOS 19 Família : - a minha história A família: - tipos de família - membros da família e suas funções - regras de convivência na família - a minha infância A família do meu amigo,

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul NÚMERO DA VAGA: 22 MOTIVO ALEGADO PELO CANDIDATO: alternativa

Leia mais

II Seminário Nacional em Estudos da Linguagem: 06 a 08 de outubro de 2010

II Seminário Nacional em Estudos da Linguagem: 06 a 08 de outubro de 2010 ALTERAÇÕES ORTOGRÁFICAS: UMA ANÁLISE DA ACENTUAÇÃO NA ESCRITA DE REDAÇÕES DE ALUNOS DE QUINTA E OITAVA SÉRIES DO ENSINO FUNDAMENTAL BAUMGÄRTNER, Carmen Teresinha (UNIOESTE) JURKEVICZ, Raquel (G-UNIOESTE)

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS LE I (2 anos) 2015 Prova 06 / 2015 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA COORDENADORIA DE POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA COORDENADORIA DE POLÍTICAS DA EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL MATRIZ DE REFERÊNCIA CURRICULAR DE LÍNGUA INGLESA 2 CICLO 2010 A matriz de referência curricular de Língua Inglesa para o 2º ciclo da Rede Municipal de Ensino de Contagem está organizada em 4 eixos: Leitura,

Leia mais

Cont_13V4_2015.docx pág. 1 de 6

Cont_13V4_2015.docx pág. 1 de 6 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 4º PERÍODO/2015 3º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidades 1, 2, 3 e 4) Gêneros História em versos História em prosa História em quadrinhos Letra de canção Conto

Leia mais

METAS CURRICULARES Missão Sobre as metas curriculares

METAS CURRICULARES Missão Sobre as metas curriculares METAS CURRICULARES Missão As metas curriculares estabelecem aquilo que pode ser considerado como a aprendizagem essencial a realizar pelos alunos, em cada um dos anos de escolaridade ou ciclos do ensino

Leia mais

1º período ( 64 dias) organizar dados (de uma forma simples) Leitura de palavras: via direta e indireta. Resolução de problemas Instruções; indicações

1º período ( 64 dias) organizar dados (de uma forma simples) Leitura de palavras: via direta e indireta. Resolução de problemas Instruções; indicações 1º período ( 64 dias) Agrupamento de Escolas de Nelas Conteúdos - 1º Ano LÍNGUA PORTUGUESA MATEMÁTICA ESTUDO DO MEIO EXPRESSÕES Compreensão do oral Números naturais A sua identificação FISICO-MOTORA Entoação

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III

CENTRO EDUCACIONAL CHARLES DARWIN EDUCAÇÃO INFANTIL DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III EDUCAÇÃO INFANTIL 2013 DIRETRIZES CURRICULARES INFANTIL III DISCIPLINA : LÍNGUA PORTUGUESA OBJETIVOS GERAIS Ampliar gradativamente suas possibilidades de comunicação e expressão, interessando-se por conhecer

Leia mais

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo

Acentuação. É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo Acentuação É importante saber as regras da acentuação gráfica? Compare: ela e a minha amiga ela é a minha amiga o jornal publicara o artigo o jornal publicará o artigo sai à rua saí à rua 1 Sílaba / vogal

Leia mais

- 1º ano. História: - Eu, criança; - Todos temos nomes; - O tempo passa (Nem todos os dias são iguais). Páginas: 06 até 18

- 1º ano. História: - Eu, criança; - Todos temos nomes; - O tempo passa (Nem todos os dias são iguais). Páginas: 06 até 18 - 1º ano Língua Portuguesa: - Alfabeto; - Vogais; - Famílias silábicas: BA, BE, BI, BO, BU; // CA, CO, CU; // DA, DE, DI, DO, DU; // FA, FE, FI, FO, FU; // GA, GO, GU; // HA, HE, HI, HO, HU; // JA, JE,

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ABEL SALAZAR 2015-2016 1º CICLO - 1º ANO DE ESCOLARIDADE PORTUGUÊS PLANIFICAÇÃO MENSAL DE JANEIRO DOMÍNIOS METAS/OBJETIVOS OPERACIONALIZAÇÃO (DESCRITORES) MATERIAIS/RECURSOS MODALIDADES

Leia mais

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas.

TEXTO. Visual texto em que a comunicação se dá apenas por meio de imagens. Verbal - texto em que a comunicação se dá por meio de palavras escritas. Língua Portuguesa 1º trimestre Temas para estudo Em nossas primeiras aulas, vimos que, conforme sua configuração/diagramação, um TEXTO pode ser classificado como: Visual texto em que a comunicação se dá

Leia mais

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla

Este documento vai ser divulgado na escola-sede do Agrupamento e na página eletrónica: www.aepjm.pt/joomla Agrupamento de Escolas Pedro Jacques de Magalhães INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 2014 3.º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga a informação relativa à prova de Equivalência

Leia mais

ESPANHOL INIC. Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade

ESPANHOL INIC. Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. 11º Ano de Escolaridade Ano Letivo 2013/2014 INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL INIC. 11º Ano de Escolaridade Prova 375 2014 Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho 1. Objeto de avaliação A prova a que esta

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS CAROLINA MICHAËLIS Conhecimentos e Competências Saber, Saber Fazer Atitudes e Comportamentos Saber Estar 2º e 3º Ciclos do Ensino Básico Ano Letivo 2013/2014 Os professores dos grupos disciplinares de línguas estrangeiras

Leia mais

Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade

Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade Content Area: Língua Portuguesa Grade 2 Quarter1 Serie Serie Unidade Standards/Content Padrões / Conteúdo Learning Objectives Objetivos de Aprendizado Vocabulary Vocabulário Assessments Avaliações Resources

Leia mais

Content Area: Língua Portuguesa Grade 3 Quarter Serie Serie Unidade

Content Area: Língua Portuguesa Grade 3 Quarter Serie Serie Unidade Content Area: Língua Portuguesa Grade 3 Quarter Serie Serie Unidade Standards/Content Padrões / Conteúdo Learning Objectives Objetivos de Aprendizado Vocabulary Vocabulário Assessments Avaliações Resources

Leia mais

Formanda: Sónia Machado Garcia Formadoras: Rosa Santos e Isabel Silva. Ano letivo 2013/2014

Formanda: Sónia Machado Garcia Formadoras: Rosa Santos e Isabel Silva. Ano letivo 2013/2014 Formanda: Sónia Machado Garcia Formadoras: Rosa Santos e Isabel Silva Ano letivo 2013/2014 ATIVIDADE 1 DOMÍNIO: ORALIDADE 4º ANO A MÁQUINA DE FAZER PALAVRAS Objetivo: Escutar para aprender e construir

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 3.934, DE 22 DE JANEIRO DE 2010 Aprova o Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em

Leia mais

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita

Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita Informação-Exame de Equivalência à disciplina de: INGLÊS (LE I) Prova Oral e Prova Escrita 2º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

Curso de Francês Online

Curso de Francês Online Perguntas Frequentes Curso de Francês Online 1) Preciso de um programa ou um software especial para acessar o curso on-line? 2) Preciso fazer uma inscrição on-line? 3) Como acessar o conteúdo da disciplina?

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS PROVA 16 / 2015 9 º ANO 3 º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova final a nível de escola,

Leia mais

Novos Programas de Português para o Ensino Básico Turma C445-J Escola Secundária da Senhora da Hora. Formadora: Dra. Gabriela Castanheira

Novos Programas de Português para o Ensino Básico Turma C445-J Escola Secundária da Senhora da Hora. Formadora: Dra. Gabriela Castanheira Novos Programas de Português para o Ensino Básico Turma C445-J Escola Secundária da Senhora da Hora Formadora: Dra. Gabriela Castanheira SEQUÊNCIA DIDÁCTICA 5º ANO ROTEIRO Ana Maria da Fonseca Rocha Julho

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2015/2016 PORTUGUÊS - 4ºANO . Interação discursiva Princípios de cortesia e cooperação Informação, explicação; pergunta. Compreensão e expressão Vocabulário: variedade e precisão Informação: essencial e acessória; implícita Facto

Leia mais

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ALUNOS NOVOS. 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental 2016 Unidade Recreio

PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ALUNOS NOVOS. 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental 2016 Unidade Recreio PROCESSO DE SELEÇÃO PARA ALUNOS NOVOS 2º ao 5º ano do Ensino Fundamental 2016 Unidade Recreio I ORIENTAÇÕES GERAIS a) As famílias que desejarem conhecer a Escola e inscrever seus filhos para o processo

Leia mais

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33.

Disciplina: Português Período: 1º. Equipe - 3 ano - turmas: 31, 32 e 33. Disciplina: Português Período: 1º Unidade 1 Eu me comunico Linguagem : formal e informal Variação regional de vocabulário Usando diferentes linguagens Ortografia: L e U,A/AI; E/I; O/OU; Usando diferentes

Leia mais

Metas Curriculares de Português

Metas Curriculares de Português Metas Curriculares deportuguês 1. o Ciclo A presente brochura tem como objetivo apoiar a análise do documento das Metas Curriculares de Português no 1.º Ciclo e organiza-se da seguinte forma: Contextualização

Leia mais

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014

COLÉGIO AFAM SÃO MIGUEL Conteúdo Processo Seletivo 2014 ENSINO FUNDAMENTAL I 2º ANO PORTUGUÊS: Famílias silábicas simples e formação de palavras; Auto-ditado; Reconhecer e aplicar vogais e consoantes; Completar palavras com vogais e consoantes; letra cursiva

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONTEÚDO PROGRAMÁTICO DO 1º PERÍODO/2015 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL LÍNGUA PORTUGUESA (Unidade 1) Gêneros Poema Crônica Descrição História em quadrinhos Conto de fadas Conto maravilhoso Fábula Leitura

Leia mais

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue.

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue. Prova de Língua Portuguesa 5.º Ano de escolaridade Ano letivo 2013 / 2014-1.ª Chamada Ano lectivo 2012 / 2013 Lê atentamente o texto que se segue. Conta-me Histórias Quando eu era pequena, os campos estavam

Leia mais

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa

Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa 01. Alternativa (E) Vestibular UFRGS 2013 Resolução da Prova de Língua Portuguesa Alternativa que contém palavras grafadas de acordo com o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa - VOLP 02. Alternativa

Leia mais

PROGRAMA E METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS DO ENSINO BÁSICO

PROGRAMA E METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS DO ENSINO BÁSICO PROGRAMA E METAS CURRICULARES DE PORTUGUÊS DO ENSINO BÁSICO HELENA C. BUESCU, JOSÉ MORAIS, MARIA REGINA ROCHA, VIOLANTE F. MAGALHÃES Maio de 2015 SUMÁRIO INTRODUÇÃO 3 pág. PROGRAMA 4 Objetivos 5 1.º Ciclo

Leia mais

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO

1. INTRODUÇÃO 2. OBJETO DE AVALIAÇÃO INFORMAÇÃO-Prova de Equivalência à Frequência 2º Ciclo do Ensino Básico Despacho Normativo nº 6-A/2015 de 5 de março Disciplina: INGLÊS Código: 06 Tipo de Prova: ESCRITA E ORAL (Língua Estrangeira I, Nível

Leia mais

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011

Observação directa: ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 ESCOLA SECUNDÁRIA DR. SOLANO DE ABREU ABRANTES PLANIFICAÇÃO ANUAL SECUNDÁRIO DISCIPLINA: PLNM (A1) ANO: 11º ANO LECTIVO 2010/2011 COMPETÊNCIAS CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS ACTIVIDADES ESTRATÉGIAS AULAS PREVISTAS

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Informação-Prova de Equivalência à Frequência Prova de Equivalência à Frequência de Inglês (Escrita + Oral) Prova Código 06-2015 2º Ciclo do Ensino Básico - 6ºano de escolaridade 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características

Leia mais

A escrita antes de aprender a escrever, isto é, como as crianças se vão apropriando do sistema de linguagem escrita

A escrita antes de aprender a escrever, isto é, como as crianças se vão apropriando do sistema de linguagem escrita A escrita antes de aprender a escrever, isto é, como as crianças se vão apropriando do sistema de linguagem escrita Escrita pré-silábica Ainda não é determinada por critérios linguísticos. Do ponto de

Leia mais

Tabelas de codificação ISO-8859-1 (Latin-1) e ISO-8859-15 (Latin-9)

Tabelas de codificação ISO-8859-1 (Latin-1) e ISO-8859-15 (Latin-9) Apêndice G Tabelas de codificação ISO-8859-1 (Latin-1) e ISO-8859-15 (Latin-9) Apresenta-se exaustivamente a tabela de codificação ISO-8859-1, também conhecida por Latin- 1, incluindo os nomes dos símbolos.

Leia mais

Português- Prof. Verônica Ferreira

Português- Prof. Verônica Ferreira Português- Prof. Verônica Ferreira 1 Com relação a aspectos linguísticos e aos sentidos do texto acima, julgue os itens a seguir. No trecho que podemos chamar de silenciosa (l.15-16), o termo de silenciosa

Leia mais

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral)

PROVA ESCRITA. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015. Duração: 90 minutos (escrita) e 15 minutos (oral) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Abril de 2015 Prova 06 2015 2.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Tipo de Prova: Escrita e Oral Duração: 90 minutos (escrita)

Leia mais