a) Malas - Minha tia que aperta as minhas bochechas e bagunça o meu cabelo. b) Hipocrisia - Ver pessoas que não gostamos e fingir que realmente

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "a) Malas - Minha tia que aperta as minhas bochechas e bagunça o meu cabelo. b) Hipocrisia - Ver pessoas que não gostamos e fingir que realmente"

Transcrição

1

2 a) Malas - Minha tia que aperta as minhas bochechas e bagunça o meu cabelo. b) Hipocrisia - Ver pessoas que não gostamos e fingir que realmente gostamos. c) Decepção Amigo secreto, receber presentes inúteis, fazer cara de satisfação. d) Retrospectiva tudo aquilo que você realmente quer esquecer vem a sua mente.

3 e) Trilha Sonora - músicas irritantes que estão em total desconexão com a realidade da sociedade em que vivemos. Tempo de paz... Tempo de amor. f) Repetições 13º curto, matérias televisivas mostrando o Natal de Nova York, Tóquio. As historias que a família lembra em que você sempre se deu mau.

4 Relevância Significado Deslumbramento Importância / Valor Introspecção / Meditação Expectativa / Emoção

5 Relevância Significado Deslumbramento Rotina

6 Desgaste Falta de Paz Ansiedade Falta de Mudança Medo Falta de Esperança Rotina de brigas Rotina de incertezas Rotina do medo

7

8 Um período de 400 anos de silêncio é rompido. Um velho sacerdote chamado Zacarias recebe a visita de uma anjo. Zacarias é justo aos olhos de Deus, porém, duvida de sua promessa e dadiva recebida. Sua dúvida provoca a sua mudez.

9 Seu pai, Zacarias, foi cheio do Espírito Santo e profetizou: Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. Ele promoveu poderosa salvação para nós, na linhagem do seu servo Davi,

10 como falara pelos seus santos profetas, na antiguidade, salvando-nos dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam, para mostrar sua misericórdia aos nossos antepassados e lembrar sua santa aliança,

11 o juramento que fez ao nosso pai Abraão: resgatar-nos da mão dos nossos inimigos para o servirmos sem medo, em santidade e justiça, diante dele todos os nossos dias. E você, menino, será chamado profeta do Altíssimo, pois irá adiante do Senhor, para lhe preparar o caminho,

12 para dar ao seu povo o conhecimento da salvação, mediante o perdão dos seus pecados, por causa das ternas misericórdias de nosso Deus, pelas quais do alto nos visitará o sol nascente,

13 para brilhar sobre aqueles que estão vivendo nas trevas e na sombra da morte, e guiar nossos pés no caminho da paz. E o menino crescia e se fortalecia em espírito; e viveu no deserto, até aparecer publicamente a Israel.

14 Qual o estilo Literário? Composição Musical Poesia Explosão de Alegria. Quais são os temas? v. 68 A Alegria por uma Visita v. 76 A Alegria por um Legado

15 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) Ser Responsável Ter Cuidado Prover Resgate Livramento Redenção

16 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) Vá, reúna as autoridades de Israel e diga-lhes: O Senhor, o Deus dos seus antepassados, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, apareceu a mim e disse: Eu virei em auxílio de vocês; pois vi o que lhes tem sido feito no Egito. (Êxodo 3.16)

17 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) Quando Noemi soube em Moabe que o Senhor viera em auxílio do seu povo, dando-lhe alimento, decidiu voltar com suas duas noras para a sua terra.(rute 1.6)

18 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) Passado por causa das ternas misericórdias de nosso Deus, pelas quais do alto nos visitará o sol nascente, para brilhar sobre aqueles que estão vivendo nas trevas e na sombra da morte, e guiar nossos pés no caminho da paz (78-79) Futuro

19 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) por causa das ternas misericórdias de nosso Deus, pelas quais do alto nos visitará o sol nascente, para brilhar sobre aqueles que estão vivendo nas trevas e na sombra da morte, e guiar nossos pés no caminho da paz (78-79) Como?

20 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) A. Toda a iniciativa é de Deus, ELE é o protagonista. Ele promoveu poderosa salvação para nós. (v.69) salvando-nos dos nossos inimigos e da mão de todos os que nos odeiam, (v.71) resgatar-nos da mão dos nossos inimigos (v.74)

21 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) A. Toda a iniciativa é de Deus, ELE é o protagonista. Ele promoveu poderosa salvação para nós. (v.69) Opressão Política Opressão Religiosa Opressão Emocional

22 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. como falara pelos seus santos profetas, na antiguidade (v.70) lembrar sua santa aliança, o juramento que fez ao nosso pai Abraão: (vs ) Esfera Macro Esfera Micro

23 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Uma constatação. um sacerdote chamado Zacarias... Sua mulher era das filhas de Arão e se chamava Isabel. Ambos eram justos diante de Deus, vivendo irrepreensivelmente em todos os preceitos e mandamentos do Senhor. (Lucas 1.5-6)

24 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Uma situação irreversível. E não tinham filhos, porque Isabel era estéril, sendo eles avançados em dias. (Lucas 1.7)

25 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Um fato extraordinário. Então um anjo do Senhor apareceu a Zacarias, à direita do altar do incenso. Quando Zacarias o viu, perturbou-se e foi dominado pelo medo. (Lucas )

26 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Uma dadiva alcançada. Não tenha medo, Zacarias; sua oração foi ouvida. Isabel, sua mulher, lhe dará um filho, e você lhe dará o nome de João. (Lucas 1.13)

27 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Uma falha incurável. Zacarias perguntou ao anjo: Como posso ter certeza disso? Sou velho, e minha mulher é de idade avançada... Não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque não acreditou em minhas palavras, (Lucas )

28 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) B. Deus é fiel apesar da Fragilidade da nossa fé. Uma Palavra que não volta atrás. Minhas Palavras... que se cumprirão no tempo oportuno. (Lucas 1.20)

29 A Alegria por uma Visita Louvado seja o Senhor, o Deus de Israel, porque visitou e redimiu o seu povo. (v.68) C. Um viver sem medo, mas sempre de recomeços. para O servirmos sem medo, em santidade e justiça, diante DELE todos os nossos dias. (vs )

30 Alegria por um Legado. E você, menino (v. 76) Indicação de Ensino Expressão Impessoal Desapego da Dadiva O que você deseja para o seu Filho?

31 Alegria por um Legado. E você, menino (v. 76) será chamado profeta do Altíssimo, pois irá adiante do Senhor, para lhe preparar o caminho, para dar ao seu povo o conhecimento da salvação, mediante o perdão dos seus pecados(vs )

32 Para Refletir e Praticar 1. Deixe que Deus seja o protagonista da sua história. 2. Reconheça a Fragilidade da sua fé, mas também a fidelidade de Deus para com você. 3. Entenda que não existe mais medo, mas, sempre recomeços pela Graça de Deus. 4. O que você deseja para o seu filho?

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico

REGULAMENTO OFICIAL. Alfabeto Bíblico REGULAMENTO OFICIAL Alfabeto Bíblico Tem como objetivo levar o competidor a encontrar na Bíblia versículos que comecem com cada letra do alfabeto da língua portuguesa e contenham em seu texto, uma palavra-chave,

Leia mais

Maria e seu SIM. Dercio Angelo Berti

Maria e seu SIM. Dercio Angelo Berti Maria e seu SIM Dercio Angelo Berti Maria e seu sim 1 REFLETINDO Maria nos revela a proximidade com Deus. Seu SIM, dado no momento certo, fez do seu cotidiano um ato contínuo de gratidão a Deus. Há uma

Leia mais

Para quem é a Mensagem do Natal? As promessas de Deus e nossas reações

Para quem é a Mensagem do Natal? As promessas de Deus e nossas reações Para quem é a Mensagem do Natal? As promessas de Deus e nossas reações Indivíduos Zacarias a razão que bloqueia a fé Pessoas fiéis a Deus, porém afligidos por uma situação irreversível. Lucas 1:6 Ambos

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM SÁBADO DA 4ª SEMANA DO ADVENTO 1) Oração Apressai-vos, e

Leia mais

JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas

JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas Série: Um Natal de Esperança (02/04). JESUS: A ESPERANÇA DO NATAL CHEGOU! Baseado em Lucas 1.26-38 Ele será grande e será chamado Filho do Altíssimo. O Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi, e ele

Leia mais

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z

O Evangelho de Deus. A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O Evangelho de Deus A Dinâmica da Espiritualidade Cristã de A a Z O que é o Evangelho? Não se trata do ABC da vida cristã que nos introduz aos cursos mais avançados de D a Z. O que é o Evangelho? O Evangelho

Leia mais

O QUE ACONTECERIA SE TIRÁSSEMOS O TEMPLO DA NOSSA IGREJA? Igreja Menonita na Etiópia

O QUE ACONTECERIA SE TIRÁSSEMOS O TEMPLO DA NOSSA IGREJA? Igreja Menonita na Etiópia O QUE ACONTECERIA SE TIRÁSSEMOS O TEMPLO DA NOSSA IGREJA? Igreja Menonita na Etiópia A IGREJA ALÉM DO TEMPLO João 2:13-22 Quando já estava chegando a Páscoa judaica, Jesus subiu a Jerusalém. No pátio do

Leia mais

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus

Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Paróquia de Barco Solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus Missa com crianças Entrada: Linda noite, Linda noite Linda noite de Natal (bis) Introdução A imagem de Maria está aqui ao lado, porque hoje celebramos

Leia mais

Missa do Dia. «Todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus»

Missa do Dia. «Todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus» 80 TEMPO DO NATAL Missa do Dia LEITURA I Is 52, 7-10 «Todos os confins da terra verão a salvação do nosso Deus» Leitura do Livro de Isaías Como são belos sobre os montes os pés do mensageiro que anuncia

Leia mais

Maria e seu FIAT COTIDIANO

Maria e seu FIAT COTIDIANO Maria e seu FIAT COTIDIANO Angelo Alberto Diniz Ricordi Maria e seu fiat cotidiano 1 REFLETINDO O fiat cotidiano de Maria se insere como o fruto mais genuíno da oração. Rezamos a Deus não para que a nossa

Leia mais

Reforma Protestante

Reforma Protestante Reforma Protestante Penitências são atos como: jejuns, vigílias, peregrinações que os fiéis ou a Igreja oferecem à Deus ao Pai Criador, como provas de que estão arrependidos dos seus pecados; praticados

Leia mais

A anunciação. Fuentes: Lucas 1,1-80 / Lucas 2, 1-7 / Mateo 1,18-24

A anunciação. Fuentes: Lucas 1,1-80 / Lucas 2, 1-7 / Mateo 1,18-24 A anunciação Fuentes: Lucas 1,1-80 / Lucas 2, 1-7 / Mateo 1,18-24 Introdução: Muito, muito tempo atrás o povo de Israel estava à espera de um rei, que o salvasse. De fato, os israelitas não eram livres:

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38)

Eis aqui a serva do Senhor. Faça -se em mim segundo a tua palavra (Lc 1,38) Síntese Informativo Mensal do Movimento Pólen Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc Janeiro de 2012 / Ano MMXII 1 EDITORIAL Queridos Amigos, Jesus nasceu, um ano novo começou!

Leia mais

O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA

O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA O JOGO DO TABERNÁCULO PARTIDA 1. Você está chegando ao Tabernáculo. Avance 2 casas. 2. Você está bem perto da entrada do Tabernáculo. Diga para todos: O Tabernáculo era uma grande cabana onde o povo de

Leia mais

1ª Leitura - Ml 3,1-4

1ª Leitura - Ml 3,1-4 1ª Leitura - Ml 3,1-4 O Senhor a quem buscais, virá ao seu Templo. Leitura da Profecia de Malaquias 3,1-4 Assim diz o Senhor: 1Eis que envio meu anjo, e ele há de preparar o caminho para mim; logo chegará

Leia mais

SACRIFICIO Y DESCENDêNCIA

SACRIFICIO Y DESCENDêNCIA Ficha No. 8 SACRIFICIO Y DESCENDêNCIA (Gênesis 17, 21-26) Repensando o próprio nascimento e infância Revendo desde a infância a vida de Isaac, vemos que ele nasce depois da promessa de Deus, quando os

Leia mais

Natal de 2016 Missa do Dia

Natal de 2016 Missa do Dia Natal de 2016 Missa do Dia no espaço, já somos homens e mulheres da eternidade, ou como diziam os Padres da Igreja: Homens do Oitavo dia, porque o nascimento de Deus em Belém da Judéia transcende o tempo

Leia mais

Pr. Jaziel Rodrigues,

Pr. Jaziel Rodrigues, www.ierueti.ch Pr. Jaziel Rodrigues, 13.03.2016 Introdução 1: A palavra «Apocalipse» quer dizer Revelação. Por isso este livro é conhecido também como: «A Revelação de Deus ao apóstolo João» (1.1) Foi

Leia mais

A Aliança do povo hebreu com o Senhor

A Aliança do povo hebreu com o Senhor A Aliança do povo hebreu com o Senhor Não é fácil orientar-se numa floresta quando não se têm caminhos, nem trilhas. A Bíblia é como uma floresta e, se não conhecermos o caminho, facilmente poderemos nos

Leia mais

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA. Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra.

IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA. Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. IMACULADA CONCEIÇÃO DA VIRGEM SANTA MARIA Eis a escrava do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra. LEITURA DO LIVRO DE GÉNESIS Gen 3, 9-15.20 Depois de Adão ter comido da árvore, o Senhor Deus chamou-o

Leia mais

PANORAMA GERAL DA BÍBLIA

PANORAMA GERAL DA BÍBLIA PANORAMA GERAL DA BÍBLIA ETERNIDADE FINAL DO NT CRIAÇÃO GÊNESIS 1-2 REDENÇÃO GÊNESIS 3 ATÉ APOCALIPSE 22 VT = O SALVADOR VIRÁ NT = O SALVADOR JÁ VEIO E VOLTARÁ DEUS REVELOU SEU PLANO E SUA VERDADE AO LONGO

Leia mais

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 3 - O DIA DO SENHOR Prof. Lucas Neto A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO O DIA DO SENHOR EM TODAS AS ÉPOCAS O dia do Senhor representou para Judá e Israel um severo julgamento devido a altivez humana que

Leia mais

FEVEREIRO. 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR. Festa

FEVEREIRO. 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR. Festa FEVEREIRO 2 de Fevereiro APRESENTAÇÃO DO SENHOR Festa Quando esta festa não ocorre ao domingo, escolhe-se apenas uma das seguintes leituras antes do Evangelho. LEITURA I Mal 3, 1-4 «Entrará no seu templo

Leia mais

Bíblia para crianças apresenta SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS

Bíblia para crianças apresenta SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Bíblia para crianças apresenta SAMUEL, O MENINO SERVO DE DEUS Escrito por: Edward Hughes Ilustrado por: Janie Forest Adaptado por: Lyn Doerksen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da

Leia mais

«Vai, profeta, ao meu povo»

«Vai, profeta, ao meu povo» Perdão, Senhor. «Vai, profeta, ao meu povo» Leitura da Profecia de Amós Amós 7, 12-15 Naqueles dias, Amasias, sacerdote de Betel, disse a Amós: «Vai-te daqui, vidente. Foge para a terra de Judá. Aí ganharás

Leia mais

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos

Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Gloria in excelsis Deo - O Cântico dos Anjos Lucas 2.14 Glória a Deus nas alturas, e paz na terra aos homens aos quais ele concede o seu favor. O coral dos anjos É pena que não nos impressiona, mas o que

Leia mais

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS

O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef. 1: 1-14 Slide 1 O PRIVILÉGIO DE SER FILHO DE DEUS Ef.1 : 1-14 1. Paulo, apóstolo de Cristo Jesus por vontade de Deus, aos santos que vivem em Éfeso e fiéis em Cristo

Leia mais

Seu caráter. Sua relação com a sociedade. Sua santidade. Sua defesa dos direitos humanos. Seu fundamento. Seu louvor.

Seu caráter. Sua relação com a sociedade. Sua santidade. Sua defesa dos direitos humanos. Seu fundamento. Seu louvor. Lição 13 para 24 de dezembro de 2016 Através da pequena biografia de Jó do capítulo 1, e de seu discurso apresentado nos capítulos 29 a 31, podemos fazer um esboço de como foi este grande homem de Deus.

Leia mais

DEUTERONÔMIO Devarim = םירבד

DEUTERONÔMIO Devarim = םירבד DEUTERONÔMIO דברים = Devarim Autor e Data Autor Deuteronômio identifica o conteúdo do livro com Moisés: Estas são as palavras que Moisés falou a todo o Israel (1.1). Moisés escreveu esta Lei, e a deu aos

Leia mais

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Sacramentos. Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos Aula 23/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Sacramentos O que são os sacramentos? Sacramento é derivado do latim sacramentum, era utilizado no meio militar correspondendo a juramento

Leia mais

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22)

Mas o fruto do Espírito é amor (Gálatas 5:22) Lição 7 para 18 de fevereiro de 2017 Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. (João 15:1-2)

Leia mais

Época de vigor e alegria

Época de vigor e alegria Época de vigor e alegria Eclesiastes 11:9 Alegra-te, na tua mocidade, e anime-te o teu coração nos dias da tua mocidade, e anda pelos caminhos do teu coração, e pela vista dos teus olhos; sabe, porém,

Leia mais

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA:

Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Ritos Iniciais: 1- ACOLHIDA: Faz muito tempo, mas parece que foi ontem. Cada criança que nasce é uma mensagem de que Deus acredita nos homens. Deus acreditou em nós e nos deu a alegria e a responsabilidade

Leia mais

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a

É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a É Maria quem nos convida a refletir e guardar no coração a vida e projeto de seu FILHO. A missão dela era nos dar Jesus e fez isso de maneira ímpar. Vamos refletir nos fatos na vida de Jesus onde ELA está

Leia mais

Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. No princípio Deus criou os céus e a terra. No princípio Deus criou os céus e a terra.

Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. Gênesis 1:1. No princípio Deus criou os céus e a terra. No princípio Deus criou os céus e a terra. Gênesis 1:1 Gênesis 1:1 Gênesis 1:1 Gênesis 1:1 No princípio Deus criou os céus e a No princípio Deus criou os céus e a No princípio Deus criou os céus e a No princípio Deus criou os céus e a Gênesis 1:1-2:7

Leia mais

19 DE MARÇO 119 A tua casa e o teu reino permanecerão diante de Mim eternamente e o teu trono será firme para sempre». Palavra do Senhor. SALMO RESPON

19 DE MARÇO 119 A tua casa e o teu reino permanecerão diante de Mim eternamente e o teu trono será firme para sempre». Palavra do Senhor. SALMO RESPON 118 MARÇO 18 de Março S. Cirilo de Jerusalém, bispo e doutor da Igreja Comum dos Pastores da Igreja: pp. 486 ss. ou Comum dos Doutores da Igreja: pp. 527 ss. LEITURA I 1 Jo 5, 1-5: p. 606 SALMO RESPONSORIAL

Leia mais

Fotografia de eventos religiosos

Fotografia de eventos religiosos Curso Fotografia de eventos religiosos Objetivo desta Formação O objetivo desta formação é torná-lo apto a fazer o registro fotográfico de eventos dentro da sua igreja bem como instruí-lo a atuar como

Leia mais

Ao orar somos atraídos para um relacionamento íntimo com Jesus se o meu povo, que se pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se

Ao orar somos atraídos para um relacionamento íntimo com Jesus se o meu povo, que se pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se que se chama pelo meu nome, se humilhar e orar, buscar a minha face e se afastar dos seus maus caminhos, dos céus o ouvirei, perdoarei o seu pecado e curarei a sua terra. (2 Crônicas 7.14) Bill Hybels!

Leia mais

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras

RELEMBRANDO : a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras RELEMBRANDO... 2.1-10: a restauração do indivíduo 2.10: fomos criados em Cristo Jesus para a prática de boas obras O ARGUMENTO SEGUINTE... 2.11-22: A humanidade como um todo. Judeus e gentios unidos em

Leia mais

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos

1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos NOVENA À NOSSA SENHORA DE CARAVAGGIO 1º dia: Ó Consoladora dos Aflitos Vós que consolastes a pobre Joaneta em meio à sua aflição familiar, concedei a graça que tanto necessito, intercedendo junto a Jesus

Leia mais

Mas depois de anos esperando o filho que lhe fora prometido, Deus pediu a Abraão para Lhe dar o filho de volta.

Mas depois de anos esperando o filho que lhe fora prometido, Deus pediu a Abraão para Lhe dar o filho de volta. Aventuras em Hebreus 11, 3 a Parte A menos que seja indicado o contrário, todos os versículos foram extraídos da Edição Contemporânea de João Ferreira de Almeida. Pela fé Abraão, quando Deus o pôs à prova,

Leia mais

A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+

A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+ Page 8 of 229 Autoria: D. R. A Escolhida (509) D F#7 Bm7 F#7 Uma entre todas foi a escolhida: foste tu Maria, serva preferida. G Gm F#m Bm E7/9 A7 A5+ Mãe do meu Senhor, Mãe do meu Salvador. D Bm G A7

Leia mais

domingo, 26 de dezembro de 2010 A n é s i o R o d r i g u e s

domingo, 26 de dezembro de 2010 A n é s i o R o d r i g u e s A n é s i o R o d r i g u e s O Reino de Deus Mateus 3:1,2 Naqueles dias surgiu João Batista, pregando no deserto da Judéia. Ele dizia: Arrependam-se, pois o Reino dos céus está próximo. Mateus 4:17 Daí

Leia mais

1 Coríntios 15,4: E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé.

1 Coríntios 15,4: E, se Cristo não ressuscitou, é vã a nossa pregação, e vã, a vossa fé. BREVE CATECISMO DE WESTMINSTER PERGUNTA 30 PERGUNTA 30: Como nos aplica o Espírito a redenção adquirida por Cristo? Resposta: O Espírito aplica-nos a redenção adquirida por Cristo pelo chamado eficaz,

Leia mais

Meu bem querer. Ao Único. 02 ME Bené Carlos Gomes

Meu bem querer. Ao Único. 02 ME Bené Carlos Gomes 01 Meu bem querer ME-7036219-8 - Marcos Góes Que bom é Ter você comigo Deitar no Teu colo e receber carinho Lá fora o mundo tenta me tragar Estando Contigo eu posso crer e descansar Tu És meu bem amado,

Leia mais

Introdução e visão geral da história, estrutura e teologia do AT. Jörg Garbers Ms. de Teologia

Introdução e visão geral da história, estrutura e teologia do AT. Jörg Garbers Ms. de Teologia Introdução e visão geral da história, estrutura e teologia do AT Jörg Garbers Ms. de Teologia Jhwh e os deuses Jörg Garbers Ms. de Teologia Escrita e pronúncia O textos hebraico antigo somente escreve

Leia mais

Restaurando por Completo a Visão Espiritual. Marcos Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis

Restaurando por Completo a Visão Espiritual. Marcos Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis Restaurando por Completo a Visão Espiritual Marcos 8.22-26 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis Visão é ato ou efeito de ver. É a percepção do mundo exterior pelos órgãos da vista, que envia ao cérebro

Leia mais

Capela Nª Sª Das Graças

Capela Nª Sª Das Graças Capela Nª Sª Das Graças Santa Missa Dominical 1-Saudação I PR: Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. AS: Amém. PR: A vós, irmãos e irmãs, paz e fé da parte de Deus, o Pai, e do Senhor Jesus Cristo.

Leia mais

Cumprindo os Propósitos de Deus

Cumprindo os Propósitos de Deus Cumprindo os Propósitos de Deus "No sexto mês, foi o anjo Gabriel enviado, da parte de Deus, para uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, a uma virgem desposada com certo homem da casa de Davi, cujo nome

Leia mais

Natal do Senhor de 2014 Missa da Noite

Natal do Senhor de 2014 Missa da Noite Natal do Senhor de 2014 Missa da Noite Queridos irmãos e Irmãs: Nesta Noite Santa, o Verbo Eterno se faz carne no seio virginal de Maria. Hoje, os Anjos vão ao encontro dos pastores para anunciar-lhes

Leia mais

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07

Festa do Batismo do Senhor Ano C Dom, 17 de Maio de :24 - Última atualização Dom, 10 de Janeiro de :07 Is 42,1-4.6-7 Sl 28 At 10,34-38 Lc 3,15s.21-22 A Festa de hoje encerra o sagrado tempo do Natal: o Pai apresenta, manifesta a Israel o Salvador que ele nos deu, o Menino que nasceu para nós: Tu és o meu

Leia mais

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3

Descrição Aliança Referência. Instruções de conservação e leitura pública Garantias/Leitura Dt. 27:2-3 Introdução ao Livro de Deuteronômio - A nova geração Ao contrário do que o nome, vindo do grego, sugere, Deuteronômio não se trata de uma segunda lei, mas é uma recapitulação, para a nova geração pós-êxodo,

Leia mais

Doutrina da Trindade. Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Doutrina da Trindade. Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Doutrina da Trindade Aula 16/03/2014 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S Conceitos sobre a Trindade S Monarquianismo Deus é um único ser S S Adocionismo Um só Deus, Jesus é adotado (revestido de Deus)

Leia mais

MINHA VIDA E A CABANA

MINHA VIDA E A CABANA Reflexões a partir de anseios do coração humano presentes no livro "A Cabana" IGREJA PRESBITERIANA DE BARÃO GERALDO Nos domingos de novembro e dezembro, 19 horas inesperado. Insuportável. Indescritível.

Leia mais

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto

Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Jesus, Nome sobre todo nome! João Gilberto Filipenses 2:9-11 Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira e lhe deu o nome que está acima de todo nome, Filipenses 2:9-11 para que ao nome de Jesus se dobre

Leia mais

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35

1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 1. Disse Jesus: Eu sou o pão da vida. Quem vem a mim não terá mais fome e quem crê em mim jamais terá sede. Jo 6,35 Senhor Jesus, Tu tens palavras de vida eterna e Tu revelas-te a nós como Pão da vida

Leia mais

A videira frutífera. Benefícios e as responsabilidades

A videira frutífera. Benefícios e as responsabilidades A videira frutífera Benefícios e as responsabilidades Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que

Leia mais

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável.

No velho testamento as realizações de Deus e do Espírito são usadas frequentemente de forma intercambiável. A divindade do Espírito Santo vivendopelapalavra.com Por: Helio Clemente O Espírito Santo é representado na Escritura como possuindo a autoridade e os atributos divinos, os Pais da Igreja nunca apresentaram

Leia mais

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história.

5 º ANO Unidade Letiva 1 - Viver juntos METAS OBJETIVOS CONTEÚDOS B. Construir uma chave de leitura religiosa da pessoa, da vida e da história. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA Escola Básica Fernando Caldeira Departamento de Ciências Humanas e Sociais Educação Moral e Religiosa Católica - 5º ano Ano letivo 2016/2017 5 º ANO Unidade Letiva 1 -

Leia mais

Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06).

Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06). Série de mensagens: Boas Notícias de Esperança Baseada no Evangelho de Jesus segundo Lucas! Boas notícias de esperança para lidar com as desilusões da vida (06/06). INTRODUÇÃO À SÉRIE! Em dias de más noticias

Leia mais

O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo. Êxodo e Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis, 02/01/2011

O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo. Êxodo e Pr. Fernando Fernandes. PIB em Penápolis, 02/01/2011 O que deve representar para nós evangélicos o Ano Novo Êxodo 12.1-2 e 23.15 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis, 02/01/2011 Deus ordena que o seu povo reinicie a contagem dos anos a partir da saída

Leia mais

Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência. Menos maturidade

Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência. Menos maturidade Recapitulando: Paradoxo do nosso tempo: Mais experiência Menos maturidade Recapitulando: Síndrome de Peter Pan aquela pessoa que não sabe ou não pode renunciar a ser filho para começar a ser pai (Dan Kiley)

Leia mais

Paróquia de Nossa Senhora da Lapa. Póvoa de Varzim. Leituras Dominicais. Tempo da Quaresma. Ano C

Paróquia de Nossa Senhora da Lapa. Póvoa de Varzim. Leituras Dominicais. Tempo da Quaresma. Ano C Paróquia de Nossa Senhora da Lapa Póvoa de Varzim Leituras Dominicais Tempo da Quaresma Ano C Paroquia da Lapa Póvoa de Varzim Ano 2016 DOMINGO I DA QUARESMA LEITURA I Deut 26, 4-10 Leitura do Livro do

Leia mais

Sistemática de Ensino Religioso 2º Bimestre 2012

Sistemática de Ensino Religioso 2º Bimestre 2012 1º EM Mostrar que Deus se revela ao homem de várias maneiras para salvá-lo do pecado. Deus é pai O filho que revela o Pai O Espírito Santo de Deus Você acredita em anjos? A obra-prima de Deus Recursos:

Leia mais

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES

PLANEJAMENTO Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES Disciplina: Ensino Religioso Série: 7º ano Prof.:Cristiano Souza 1ª UNIDADE EIXOS COGNITIVOS CONTEÚDOS HABILIDADES O homem e sua relação com o Transcendente LIDERANÇA CHAMADOS PARA FORMAR UMA NAÇÃO Favorecer

Leia mais

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes!

Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum Sede felizes! Nº 11 A Domingo IV do Tempo Comum-2.2.2014 Sede felizes! Combatei a miséria e reparti do que é vosso com os outros. Sede pacientes, tolerantes, dialogantes, humildes. Tende esperança no meio da escuridão,

Leia mais

1ª Leitura - Eclo 15,16-21 (Gr.15-20)

1ª Leitura - Eclo 15,16-21 (Gr.15-20) 1ª Leitura - Eclo 15,16-21 (Gr.15-20) A ninguém mandou agir como ímpio. Leitura do Livro do Eclesiástico 15,16-21 (Gr.15-20) 16Se quiseres observar os mandamentos, eles te guardarão; se confias em Deus,

Leia mais

O chamado de Abraão e a experiência de Sara com Deus. Anésio Rodrigues

O chamado de Abraão e a experiência de Sara com Deus. Anésio Rodrigues O chamado de Abraão e a experiência de Sara com Deus Anésio Rodrigues Povo meu, escuta a minha instrução, presta atenção no que eu vou dizer. Vou falar em comparações, vou expor enigmas do passado. Salmos

Leia mais

XVI Domingo do Tempo Comum

XVI Domingo do Tempo Comum XVI Domingo do Tempo Comum «Após o pecado, dais lugar ao arrependimento» Leitura do Livro da Sabedoria Sab 12, 13.16-19 Não há Deus, além de Vós, que tenha cuidado de todas as coisas; a ninguém tendes

Leia mais

TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA.

TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA. TEMPO DA QUARESMA 1ª SÉRIES A CAMPANHA DA FRATERNIDADE DE 2016 E O PROJETO DE VIDA. PROJETO DE VIDA O homem constrói sua vida pelas oportunidades que lhe permitem o acesso a verdade e com ela o conhecimento

Leia mais

A natureza do povo do reino

A natureza do povo do reino A natureza do povo do reino Aqui está a descrição da natureza de um vencedor, alguém que está debaixo do domínio e do governo do Rei; Os nove aspectos da natureza dos filhos do reino são acompanhados da

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder.

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1. conforme Seu poder. Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Pr Joaquim Costa Junior 1 conforme Seu poder. Efésios 3:20 Ora, àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos,

Leia mais

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4

Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Não tenho maior alegria que esta, a de ouvir que os filhos amam a verdade. 3 João 4 Ser motivado na vida de um dos discípulos de Jesus, que como nós, possuía defeitos, mas que, como é possível a nós, foi

Leia mais

NO MEIO DO CAOS UMA JORNADA DE PERSEVERANÇA. fabio carrenho ibaviva julho 2014

NO MEIO DO CAOS UMA JORNADA DE PERSEVERANÇA. fabio carrenho ibaviva julho 2014 UMA JORNADA DE fabio carrenho ibaviva julho 2014 PERSEVERANÇA O CICLO ESPIRITUAL DO LIVRO DE JUÍZES MAL OPRESSÃO PAZ VITÓRIA ESPÍRITO SANTO SERVIDÃO CLAMOR JUIZ Que mais direi? Não tenho tempo para falar

Leia mais

José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO. 2ª Edição

José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO. 2ª Edição A ÚLTIMA UNÇÃO 1 A ÚLTIMA UNÇÃO 2 José Elias Gomes A ÚLTIMA UNÇÃO 2ª Edição PerSe Volta Redonda, RJ Fevereiro 2013 3 A ÚLTIMA UNÇÃO Título A ÚLTIMA UNÇÃO Todos os direitos reservados; É proibida a reprodução

Leia mais

O Novo Testamento nos fala do batismo do Espírito Santo e de como este é derramado sobre os crentes. Quais são as condições para que ocorram estes

O Novo Testamento nos fala do batismo do Espírito Santo e de como este é derramado sobre os crentes. Quais são as condições para que ocorram estes Lição 5 para 4 de fevereiro de 2017 O Novo Testamento nos fala do batismo do Espírito Santo e de como este é derramado sobre os crentes. Quais são as condições para que ocorram estes acontecimentos em

Leia mais

Dinâmica de Advento. UP Senhora das Graças - Bragança

Dinâmica de Advento. UP Senhora das Graças - Bragança Dinâmica de Advento UP Senhora das Graças - Bragança ESTRUTURA DO ENCONTRO: 1. Cross the line. Com perguntas de sim ou não. De um lado da linha é o campo do NÃO e do outro o campo do SIM. A cada pergunta

Leia mais

Os Ensinamentos e a Doutrina do Livro de Mórmon: Leituras Sugeridas aos Alunos

Os Ensinamentos e a Doutrina do Livro de Mórmon: Leituras Sugeridas aos Alunos Os Ensinamentos e a Doutrina do Livro de Mórmon: Leituras Sugeridas aos Alunos Curso de Religião 275 Publicado por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Salt Lake City, Utah Agradecemos

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

- Nos três primeiros dias, Deus foi preparando., para, nos três dias seguintes enchê-los com vida.

- Nos três primeiros dias, Deus foi preparando., para, nos três dias seguintes enchê-los com vida. Gênesis 2:1 a 25 * Como Deus criou o homem? - Nos três primeiros dias, Deus foi preparando o ambiente terreno habitat, para, nos três dias seguintes enchê-los com vida. - Em toda a obra criadora, a Bíblia

Leia mais

Felicidade e a certeza

Felicidade e a certeza Felicidade e a certeza INTRODUÇÃO 1ª Razão Conflitos culturais 2 Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. 17 Pois o Reino de Deus não é comida nem bebida,

Leia mais

DAVE Certo. Bem, temos dois erros opostos que podemos cair quando falamos de batalha espiritual. Um erro é ignorá-la. O outro é focar somente nela.

DAVE Certo. Bem, temos dois erros opostos que podemos cair quando falamos de batalha espiritual. Um erro é ignorá-la. O outro é focar somente nela. BATALHA ESPIRITUAL Mateus 6:13, Efésios 6:11, Romanos 8:37 Em nossos últimos encontros, estivemos falando sobre oração e sobre as duas áreas críticas o ser perdoado, e o perdoar outras pessoas. Agora,

Leia mais

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor.

Uma Boa Prenda. Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Uma Boa Prenda Uma boa prenda a ofertar É a doação do amor É estar pronto a ajudar Quem vive com uma dor. Prenda essa que pode Ser dada por um qualquer Seja rico ou seja pobre Simples homem ou mulher.

Leia mais

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f

Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte para este f Comunicação em Cuidados Paliativos Ana Valeria de Melo Mendes Comunicação Definição: A comunicação humana é um processo que envolve a troca de informações e utiliza os sistemas simbólicos como suporte

Leia mais

A vida não é uma corrida de 100 metros rasos. A vida é uma maratona. Um fator primordial numa maratona: PERSEVERANÇA

A vida não é uma corrida de 100 metros rasos. A vida é uma maratona. Um fator primordial numa maratona: PERSEVERANÇA A vida não é uma corrida de 100 metros rasos. A vida é uma maratona. Um fator primordial numa maratona: PERSEVERANÇA Hebreus 12:1-2a Uma equipe vencedora Portanto, também nós, uma vez que estamos rodeados

Leia mais

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira

Os Outros Seis Dias. Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira Os Outros Seis Dias Aula 02/08/2015 Prof. Lucas Rogério Caetano Ferreira S Vivendo Teologicamente S O que a teologia tem a ver com a vida diária? S A teologia geralmente é considerada como algo abstrato.

Leia mais

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático

O Reino de Deus. Estudo Bíblico e Sistemático O Reino de Deus Estudo Bíblico e Sistemático Antigo Testamento Sl 103.19 Deus é visto como o rei da criação, tendo domínio sobre todos os aspectos da criação (inanimados, animados e humanos). Ao criar

Leia mais

Nesta época do ano é muito comum as pessoas fazerem uma retrospectiva de suas próprias vidas. A Televisão, as revistas, os jornais e

Nesta época do ano é muito comum as pessoas fazerem uma retrospectiva de suas próprias vidas. A Televisão, as revistas, os jornais e Balanço Geral Miquéias 6.6-8 Pr. Fernando Fernandes PIB em Penápolis 28/12/2008 Nesta época do ano é muito comum as pessoas fazerem uma retrospectiva de suas próprias vidas. A Televisão, as revistas, os

Leia mais

Lição 14. Até ao dia. seguinte ao. sétimo sábado, contareis. cinquenta dias

Lição 14. Até ao dia. seguinte ao. sétimo sábado, contareis. cinquenta dias Os Mistérios de Deus Estudo Bíblico Lição 14 Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinquenta dias Levíticos 23:16 Esta publicação não é para ser vendida ou negociada de forma alguma. - Ela é

Leia mais

Grupos no judaísmo na. época de Jesus

Grupos no judaísmo na. época de Jesus Grupos no judaísmo na época de Jesus Nome Origem Conceitos Jörg Garbers Ms. de Teologia Os Fariseus Nome: os que se separam, os separados. Origem: Eles têm a sua origem teológico junto com os Essênios

Leia mais

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...»

DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA. LEITURA I Actos 6,1-7. «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» DOMINGO V 215 DOMINGO V DA PÁSCOA LEITURA I Actos 6,1-7 «Escolheram sete homens cheios do Espírito Santo...» Leitura dos Actos dos Apóstolos Naqueles dias, aumentando o número dos discípulos, os helenistas

Leia mais

A REVELAÇÃO DO REINO DE DEUS TEM O PODER PARA MUDAR A VIDA DOS SERES HUMANOS!

A REVELAÇÃO DO REINO DE DEUS TEM O PODER PARA MUDAR A VIDA DOS SERES HUMANOS! VENHA O TEU REINO! E ele lhes disse: Quando orardes, dizei: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu. Lucas 11:

Leia mais

domingo, 6 de janeiro de 13

domingo, 6 de janeiro de 13 A n é s i o R o d r i g u e s Livro de Tiago Uma mente treinada para lidar com os problemas Estes são os nomes dos doze apóstolos: primeiro, Simão, chamado Pedro, e André, seu irmão; Tiago, filho de Zebedeu,

Leia mais

II Domingo de Advento C 2009 Missa com a Catequese

II Domingo de Advento C 2009 Missa com a Catequese II Domingo de Advento C 2009 Missa com a Catequese Procissão de entrada: Inclui uma mãe, vestida de branco, de olhos vendados, com uma balança e uma espada em cada uma das mãos, a simbolizar a justiça

Leia mais

Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa

Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa Nº 23 C 6º Domingo da Páscoa - 1.5.2016 A paz de Cristo A paz de Cristo Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz. Tu nos dás a tua paz, Senhor Jesus, mas também nos convidas ao esforço de fazer a paz. Para

Leia mais

CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 4º Trimestre/2011 LIÇÃO 9 BONDADE DIVINA: APELO, OPORTUNIDADE, PERDÃO.

CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 4º Trimestre/2011 LIÇÃO 9 BONDADE DIVINA: APELO, OPORTUNIDADE, PERDÃO. CONVENÇÃO BATISTA FLUMINENSE Revista Palavra e Vida Sugestões Didáticas - 4º Trimestre/2011 ENSINAR É... O professor só pode ensinar quando está disposto a aprender LIÇÃO 9 BONDADE DIVINA: APELO, OPORTUNIDADE,

Leia mais

I. O silêncio do acusado resgata as acusações contra nós. II. Ele é condenado para que alguns Barrabás como nós sejam livres

I. O silêncio do acusado resgata as acusações contra nós. II. Ele é condenado para que alguns Barrabás como nós sejam livres I. O silêncio do acusado resgata as acusações contra nós Mateus 27:11-49 II. Ele é condenado para que alguns Barrabás como nós sejam livres III. O silêncio do Rei abre as portas para reinarmos com Ele

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE

CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE CURSO DE FORMAÇÃO DE OBREIRO ON LINE AULA 6: SOTERIOLOGIA Baseado em Jeremias 9: 24, a Igreja Pentecostal Deus é Amor oferece a você, obreiro, a oportunidade aprofundar seu conhecimento na palavra de Deus

Leia mais