ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA AVISO CONVOCATÓRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA AVISO CONVOCATÓRIO"

Transcrição

1 Rua Nova da Trindade, 2-2º Lisboa Tel.: Fax: ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA AVISO CONVOCATÓRIO Ao abrigo dos artigos 24.º, n.º 1, 27.º, n.º 1 e 37.º dos Estatutos da Associação de Futebol de Lisboa (A.F.L.), convoco todos os Sócios Efetivos, na plenitude dos seus direitos associativos, para a Assembleia Geral Extraordinária a realizar no dia 28 de Janeiro de 2016 (Quinta-Feira), pelas Horas, no Auditório da Sede da Associação de Futebol de Lisboa (A.F.L.), sito na Rua Nova da Trindade, 2 - F (CHIADO), em Lisboa, com a seguinte: ORDEM DE TRABALHOS 1. Leitura e Aprovação da Ata n.º 12, referente à Assembleia Geral Ordinária, realizada em 29 de Dezembro de 2015; 2. Discussão e Aprovação das Propostas de Alteração aos Regulamentos de Provas Oficiais de Futebol de 11 (Onze) Séniores, de Futebol de 11 (Onze) e de 9 (Nove) Formação, de Futebol de 7 (Sete) Lúdico, e de Futsal; 3. Outros Assuntos de Interesse Geral. De acordo com o disposto nos n.ºs 1 e 2 do artigo 29.º dos Estatutos da Associação de Futebol de Lisboa (A.F.L.), não estando presente, à hora marcada, a maioria dos Sócios Efetivos (devidamente credenciados, conforme o estipulado no n.º 1 do artigo 19.º dos Estatutos), a reunião iniciar-se-à 30 (trinta) minutos após, com a presença de qualquer número de Sócios Efetivos. Lisboa, 13 de Janeiro de 2016 O PRESIDENTE DA MESA DA ASSEMBLEIA GERAL (Carlos Teixeira)

2 RPO Futebol de Onze - Sénior B - REGULAMENTO ESPECÍFICO DE PROVAS FUTEBOL DE ONZE CAPITULO VI (Página 41) SUPER TAÇA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LISBOA DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este jogo será realizado sempre que possível no início da época seguinte à do apuramento para esta competição, em dia, hora e local a indicar pela AFL, após acordo com os dois clubes envolvidos. 1

3 ORGANIZAÇÃO FINANCEIRA DISPOSIÇÕES GERAIS Associação de Futebol de Lisboa RPO Futebol de Onze e Nove - Formação A - REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO III (Página 26) Os clubes que na condição de visitantes, em qualquer um dos jogos dos campeonatos distritais organizados pela AFL, nos escalões de Juniores A, Juniores B, Juniores C e Juniores D de Futebol Onze e Futebol Nove, tenham que realizar os mesmos fora do distrito de Lisboa, em face da localização dos recintos desportivos dos associados da AFL, que participam nesses jogos na condição de visitado, poderão caso assim o entendam, solicitar uma compensação financeira para esse efeito, e que está definida em conformidade com os seguintes pontos: A) A compensação financeira será suportada exclusivamente pelos clubes que joguem na situação de visitados. B) O valor da compensação financeira será definido no início de cada época, pelo valor definido no comunicado específico para esse efeito emitido pelos serviços da AFL, para cada uma das infra estruturas de associados da AFL, aprovadas e que se encontrem fisicamente fora do distrito de Lisboa. C) O valor da Compensação da alínea anterior, é definido pelo valor unitário do Km (definido pela FPF/AFL, para cada época desportiva para este tipo de compensações aos clubes), multiplicado pelo número de Km (ida e volta) que os clubes na condição de visitante terão que realizar além dos limites administrativos em vigor do distrito de Lisboa de forma a poderem comparecer aos jogos em causa. D) Nessa situação o Clube Visitante emite uma fatura/recibo ao clube visitado do valor dos kms e envia para o mesmo, devendo o mesmo proceder ao pagamento no prazo de 30 dias após a emissão da fatura/recibo. E) Em caso do clube visitado não liquidar no prazo estabelecido na alínea anterior, o clube visitante solicitará aos serviços financeiros da AFL, mediante a entrega da cópia do documento emitido por este, e caso o clube visitado possua saldo credor, a AFL procederá à regularização da situação por essa via, ou seja creditando o clube visitante e debitando o clube visitado. F) No caso do clube visitado não preencher os requisitos necessários que permitam o previsto na alínea anterior, os serviços financeiros da AFL informarão o clube visitante desse fato, podendo o mesmo, caso assim o entenda, apresentar uma exposição, fundamentada, de forma a que o Conselho de Disciplina possa analisar e agir em conformidade com a regulamentação em vigor à data. 2

4 B - REGULAMENTO ESPECIFICO DE PROVAS FUTEBOL DE ONZE CAPITULO X (Página 43) CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES C EQUIPAS C DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado, por pontos, em duas voltas, jogando os concorrentes duas vezes entre si uma dos quais nos respetivos campos. (Eliminar) Correção do número dos artigos seguintes do subcapítulo em função da eliminação do artigo NOVA NUMERAÇÃO Caso haja mais que uma série, a Fase final será disputada entre os apurados na fase inicial, conforme o número de séries e, consequentemente, de concorrentes, segundo sistema a estabelecer não podendo cada clube no entanto participar com mais de uma equipa nesta fase Os jogos também poderão ser disputados em dias e horas diferentes das estabelecidas, desde que os Clubes intervenientes o solicitem à AFL, com a antecedência mínima de 8 dias, por escrito, dentro do que encontra regulamentado para o efeito Os jogos deste Campeonato serão efetuados aos Sábados de tarde. 3

5 CAPITULO XI (Página 45) CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES D FUTEBOL DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado, por pontos, em duas voltas, jogando os concorrentes duas vezes entre si uma dos quais nos respetivos campos (Eliminar) Correção do número dos artigos seguintes do subcapítulo em função da eliminação do artigo NOVA NUMERAÇÃO Caso haja mais que uma série, a Fase final será disputada entre os apurados na fase inicial, conforme o número de séries e, consequentemente, de concorrentes, segundo sistema a estabelecer não podendo cada clube no entanto participar com mais de uma equipa nesta fase Os jogos também poderão ser disputados em dias e horas diferentes das estabelecidas, desde que os Clubes intervenientes o solicitem à AFL, com a antecedência mínima de 8 dias, por escrito, dentro do que encontra regulamentado para o efeito Os jogos deste Campeonato serão efetuados aos Sábados de tarde As bolas a utilizar são n.º 4 4

6 CAPITULO XII (Página 47) CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES D FUTEBOL DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado, por pontos, em duas voltas, jogando os concorrentes duas vezes entre si uma dos quais nos respetivos campos. (Eliminar) Correção do número dos artigos seguintes do subcapítulo em função da eliminação do artigo NOVA NUMERAÇÃO Caso haja mais que uma série, a Fase final será disputada entre os apurados na fase inicial, conforme o número de séries e, consequentemente, de concorrentes, segundo sistema a estabelecer não podendo cada clube no entanto participar com mais de uma equipa nesta fase Os Jogos, realizam-se aos Sábados, Domingos e Feriados entre as e as 17:00 horas (horas de início), sendo da exclusiva responsabilidade do clube visitado, a indicação da data e do horário de cada jogo após a realização do sorteio dos jogos. Após a publicação dos calendários, podem os Clubes visitados solicitar a alteração da data e/ou horário dos seus jogos, com a antecedência mínima de oito dias à data inicialmente prevista para o jogo, não sendo necessário o acordo do Clube visitante. Fora do prazo indicado, é necessário o acordo do Clube visitante As bolas a utilizar são n.º Nesta prova é aplicada a lei do fora-de-jogo que surge numa linha tracejada no seguimento da grande área à linha lateral. Para orientação deste artigo, em anexo remetemos croqui aprovado pela AF Lisboa para esta variante. As dimensões do terreno de jogo são: MÍNIMO MÁXIMO COMPRIMENTO: 57 Metros 75 Metros LARGURA: 43 Metros 75 Metros 5

7 106 - DIAS DOS JOGOS Associação de Futebol de Lisboa RPO Futebol de Sete A - REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO II (Página 7) Sábados, Domingos e Feriados (de manhã e de tarde) Juniores D e E HORÁRIO DOS JOGOS CAPÍTULO II (Página 8) Os Jogos de Infantis e Benjamins, realizam-se aos Sábados, Domingos e Feriados entre as 09:00 e as 17:00 horas (horas de inicio), sendo da exclusiva responsabilidade do clube visitado, a indicação da data e do horário de cada jogo após a realização do sorteio dos jogos. Após a publicação dos calendários, podem os Clubes visitados solicitar a alteração da data e/ou horário dos seus jogos, com a antecedência mínima de oito dias à data inicialmente prevista para o jogo, não sendo necessário o acordo do Clube visitante. Fora do prazo indicado, é necessário o acordo do Clube visitante. B - REGULAMENTO ESPECIFICO DE PROVAS FUTEBOL DE SETE - FUTEBOL LUDICO CAPITULO I (Página 19) CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES D (D2 INFANTIS 12 ANOS / D1 INFANTIS 11 ANOS) DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Os jogos são efetuados aos Sábados, Domingos e Feriados entre as 9:00 e às 17:00. CAPITULO II (Página 20) CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES E SEM TABELA CLASSIFICATIVA (E2 BENJAMINS 10 ANOS / E1 BENJAMINS 9 ANOS) DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Os jogos são efetuados aos Sábados, Domingos e Feriados entre as 9:00 e as 17:00. 6

8 RPO Futsal B - REGULAMENTO ESPECÍFICO DE PROVAS FUTSAL CAPITULO VI (Página 40) 5508 CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES A I DIVISÃO DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado por pontos e nele participarão 16 Clubes, sendo o modelo a implementar o seguinte: 1ª FASE DO CAMPEONATO Disputada numa só volta, todos contra todos (Sorteio aleatório jogos em casa vs. jogos fora), jogando todos os concorrentes em Pavilhão e/ou Recinto Coberto No Caso de igualdade, o sistema de desempate, será considerado pela seguinte ordem de fatores: e) Resultado entre equipas empatadas; f) Maior diferença de golos entre os clubes empatados; g) Maior número de vitórias; h) Menor número de jogos na condição de visitado. 2ª FASE DO CAMPEONATO Em função da classificação final da 1ª Fase do Campeonato, a 2ª Fase da Competição terá 2 Grupos: a) Grupo A 1º ao 8º Classificado Sobem ao Campeonato Distrital de Juniores A da I Divisão Honra os Clubes classificados em 1º e 2º Lugar, deste grupo. O Clube classificado em 1º lugar deste grupo é o vencedor do Campeonato. b) Grupo B 9º ao 16º Classificado As 3 últimas classificadas deste Grupo descem à II Divisão Distrital A 2ª Fase (Grupo A e B), será disputada por pontos, a duas voltas, jogando todos os concorrentes entre si, duas vezes, uma das quais no respetivo Pavilhão e/ou Recinto Coberto. 7

9 - Na 2ª Fase, Grupos A e B, as equipas iniciam as mesmas com zero pontos, não contando deste modo os pontos obtidos na 1ª Fase Os jogos deste Campeonato serão efetuados aos Sábados de tarde, às Horas. Os jogos também poderão ser efetuados aos Sábados e Domingos de manhã ou de tarde, desde que o Clube visitado o solicite à AFL, por escrito dentro dos prazos regulamentares (oito dias) e, neste caso, não necessita de acordo do adversário Horários alternativos: Sábados, Domingos e Feriados Das 10:00 às 19:00 horas 8

10 CAPITULO IX (Página 45) 5511 CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES B I DIVISÃO DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado por pontos e nele participarão 16 Clubes, sendo o modelo a implementar o seguinte: 1ª FASE DO CAMPEONATO Disputada numa só volta, todos contra todos (Sorteio aleatório jogos em casa vs. jogos fora), jogando todos os concorrentes em Pavilhão e/ou Recinto Coberto No caso de igualdade, o sistema de desempate, será considerado pela seguinte ordem de fatores: e) Resultado entre equipas empatadas; f) Maior diferença de golos entre os clubes empatados; g) Maior número de vitórias; h) Menor número de jogos na condição de visitado. 2ª FASE DO CAMPEONATO Em função da classificação final da 1ª Fase do Campeonato, a 2ª Fase da Competição terá 2 Grupos: a) Grupo A 1º ao 8º Classificado Sobem ao Campeonato Distrital de Juniores B da I Divisão Honra os Clubes classificados em 1º e 2º Lugar, deste grupo. O Clube classificado em 1º lugar deste grupo é o vencedor do Campeonato. b) Grupo B 9º ao 16º Classificado As 3 últimas classificadas deste Grupo descem à II Divisão Distrital A 2ª Fase (Grupo A e B), será disputada por pontos, a duas voltas, jogando todos os concorrentes entre si, duas vezes, uma das quais no respetivo Pavilhão e/ou Recinto Coberto. - Na 2ª Fase, Grupos A e B, as equipas iniciam as mesmas com zero pontos, não contando deste modo os pontos obtidos na 1ª Fase. 9

11 Os jogos deste Campeonato serão efetuados aos sábados de tarde, às horas. Os jogos também poderão ser efetuados aos Sábados e Domingos de manhã ou de tarde, desde que o Clube visitado o solicite à AFL, por escrito dentro dos prazos regulamentares (oito dias) e, neste caso, não necessita de acordo do adversário Horários alternativos: Sábados, Domingos e Feriados Das 10:00 às 19:00 horas 10

12 CAPITULO XII (Página 50) 5514 CAMPEONATO DISTRITAL DE JUNIORES C I DIVISÃO DA ORGANIZAÇÃO TÉCNICA Este Campeonato será disputado por pontos e nele participarão 16 Clubes, sendo o modelo a implementar o seguinte: 1ª FASE DO CAMPEONATO Disputada numa só volta, todos contra todos (Sorteio aleatório jogos em casa vs. jogos fora), jogando todos os concorrentes em Pavilhão e/ou Recinto Coberto No caso de igualdade, o sistema de desempate será considerado pela seguinte ordem de fatores: e) Resultado entre equipas empatadas; f) Maior diferença de golos entre os clubes empatados; g) Maior número de vitórias; h) Menor número de jogos na condição de visitado. 2ª FASE DO CAMPEONATO Em função da classificação final da 1ª Fase do Campeonato, a 2ª Fase da Competição terá 2 Grupos: a) Grupo A 1º ao 8º Classificado Sobem ao Campeonato Distrital de Juniores C da I Divisão Honra os Clubes classificados em 1º e 2º Lugar, deste grupo O Clube classificado em 1º lugar deste grupo é o vencedor do Campeonato. b) Grupo B 9º ao 16º Classificado As 3 últimas classificadas deste Grupo descem à II Divisão Distrital A 2ª Fase (Grupo A e B), será disputada por pontos, a duas voltas, jogando todos os concorrentes entre si, duas vezes, uma das quais no respetivo Pavilhão e/ou Recinto Coberto. - Na 2ª Fase, Grupos A e B, as equipas iniciam as mesmas com zero pontos, não contando deste modo os pontos obtidos na 1ª Fase. 11

13 Os jogos deste Campeonato serão efetuados aos sábados de tarde, às 15:00 horas. Os jogos também poderão ser efetuados aos Sábados e Domingos de manhã ou de tarde, desde que o Clube visitado o solicite à AFL, por escrito dentro dos prazos regulamentares (oito dias) e, neste caso, não necessita de acordo do adversário Horários alternativos: Sábados, Domingos e Feriados das 10:00 às 19:00 horas 12

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96/100 4100.068 PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 79 = 2014/2015= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social

Leia mais

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, PORTO

Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, PORTO RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96 4100. PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 87 = 2015/2016= Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD s, SDUQ s, Árbitros, Órgãos de Comunicação Social e demais

Leia mais

Tendo a Direção da Associação de Futebol de Lisboa assumido realizar, desde a primeira hora

Tendo a Direção da Associação de Futebol de Lisboa assumido realizar, desde a primeira hora NOTA EXPLICATIVA 1. Introdução: Tendo a Direção da Associação de Futebol de Lisboa assumido realizar, desde a primeira hora do seu mandato, uma reorganização dos campeonatos organizados por si, na vertente

Leia mais

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS

CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS CAMPEONATOS REGIONAIS DE EQUIPAS 2015-2016 Pressupostos básicos - Poderão participar nestes Campeonatos todos os atletas filiados na ATMM, independentemente do seu escalão. - Para poder participar num

Leia mais

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014 Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 7 Juniores Masculinos D, E e F Com a alteração ratificada em Reunião de Direção de 17jun2014 Associação de Futebol de Aveiro 1. GENERALIDADES I FUTEBOL 7 JUNIORES

Leia mais

Para conhecimento de todos os nossos filiados, Conselho de Arbitragem, Órgãos de Comunicação Social e demais interessados, comunicamos o seguinte:

Para conhecimento de todos os nossos filiados, Conselho de Arbitragem, Órgãos de Comunicação Social e demais interessados, comunicamos o seguinte: Para conhecimento de todos os nossos filiados, Conselho de Arbitragem, Órgãos de Comunicação Social e demais interessados, comunicamos o seguinte: ALTERAÇÃO REGULAMENTO PROVAS OFICIAIS (Art.º 102.05, Art.º

Leia mais

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas.

ÉPOCA 2015/2016 REGULAMENTO DA PROVA. Artigo 1 Prémios. 2. Ao Campeão Nacional será atribuído uma Taça e vinte e cinco medalhas. PO40 CAMPEONATO NACIONAL DE VETERANOS MASCULINOS (Regulamento aprovado em Reunião de Direção de 06-05-15) REGULAMENTO DA PROVA Artigo 1 Prémios 1. O vencedor é declarado CAMPEÃO NACIONAL 2. Ao Campeão

Leia mais

Art.º 2.º - Participam todas as Clubes que se inscreverem. Têm que inscrever no mínimo 12 jogadores nascidos em 1999 ou 2000.

Art.º 2.º - Participam todas as Clubes que se inscreverem. Têm que inscrever no mínimo 12 jogadores nascidos em 1999 ou 2000. 1. CLUBES PARTICIPANTES PO.15 CAMPEONATO NACIONAL INFANTIS MASCULINOS 1ª FASE Art.º 2.º - Participam todas as Clubes que se inscreverem. Têm que inscrever no mínimo 12 jogadores nascidos em 1999 ou 2000.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO DOS TORNEIOS ESCOLARES DE CORFEBOL ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. ESCALÕES ETÁRIOS, BOLA, DURAÇÃO DO JOGO E VARIANTES DA MODALIDADE 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA 3. ARBITRAGEM 4. CLASSIFICAÇÃO,

Leia mais

O Campeonato Nacional da 3.ª Divisão é disputado por um número ilimitado de Equipas.

O Campeonato Nacional da 3.ª Divisão é disputado por um número ilimitado de Equipas. Regulamento Variante: Pool Português Disciplina: Bola 8 Competição: Campeonato Nacional 3ª Divisão O Campeonato Nacional da 3.ª Divisão é disputado por um número ilimitado de Equipas. A competição, para

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Infantis (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA. Infantis-Benjamins (Futsal) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Infantis-Benjamins (Futsal) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO CORVO CLUBE DESPORTIVO ESCOLAR DO CORVO ILHA DO FAIAL CLUBE FLAMENGOS ILHA DAS

Leia mais

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas

Normas. Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Divisão de Desporto e Juventude Núcleo de Actividades Desportivas Normas Departamento de Cultura, Juventude e Desporto Núcleo de Actividades Desportivas Índice 1 Organização... 3 2 Calendarização e Local de Realização dos Jogos... 3 3 Inscrição... 3 3.1 Período de Inscrição...

Leia mais

Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas

Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas Sindicato dos Bancários do Sul e Ilhas Torneio de Snooker bola oito Regulamento 2 CAMPEONATO INTERBANCÁRIO DE SNOOKER REGULAMENTO CAPÍTULO I DENOMINAÇÃO E FINS Artigo 1.º ORGANIZAÇÃO 1. A comissão Organizadora

Leia mais

I TORNEIO BENJAMINS SUB -11

I TORNEIO BENJAMINS SUB -11 I TORNEIO BENJAMINS SUB -11 AMARANTE FUTEBOL CLUBE 1 de Maio de 2012 ESTÁDIO MUNICIPAL REGULAMENTO E ESTRUTURA ORANIZACIONAL 1 REGULAMENTO 1. ÂMBITO DO TORNEIO O presente documento visa apresentar detalhadamente

Leia mais

Regulamento de Prova Oficial Futebol

Regulamento de Prova Oficial Futebol Regulamento de Prova Oficial Futebol ÍNDICE I. DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º - Âmbito II. ORGANIZAÇÃO DE PROVAS Artigo 2º - Sistema Competitivo Artigo 3º - Duração dos Jogos Artigo 4º - Período de Aquecimento

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO TORNEIOS JOVENS CORFEBOL ÍNDICE INTRODUÇÃO 1. ESCALÕES ETÁRIOS, BOLA, DURAÇÃO DO JOGO E VARIANTES DA MODALIDADE 2. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA 3. ARBITRAGEM 4. QUADRO COMPETITIVO E CRITÉRIOS

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU. R egula mento Específico Futebol de Sete

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU. R egula mento Específico Futebol de Sete ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE VISEU R egula mento Específico Futebol de Sete 2016 2 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTEBOL DE SETE REGULAMENTO DA PROVA NORMAS ORIENTADORAS DOS JOGOS DESPORTIVOS DE TONDELA CAPÍTULO

Leia mais

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes).

REGULAMENTO. 3. O MT será constituído por 8 (oito) provas, bem como pelo Campeonato Regional por Equipas de Sub10 (Interclubes). REGULAMENTO 1. O ATL MINI TOUR 2014 (MT) é um circuito de provas para os escalões de Sub8 e Sub10, promovido pela Associação de Ténis de Lisboa (ATL), havendo uma calendarização das provas através de um

Leia mais

Associação de Futebol de Lisboa

Associação de Futebol de Lisboa Associação de Futebol de Lisboa Conselho de Arbitragem FUTSAL NORMAS REGULAMENTARES PARA CRONOMETRISTAS EDIÇÃO - 2010 INDICE 5 / 00. TEMAS NOMEAÇÃO PARA JOGOS 01 TESTES ESCRITOS 02 ASSIDUIDADE E COLABORAÇÃO

Leia mais

As equipas serão divididas, em dois escalões conforme a faixa etária:

As equipas serão divididas, em dois escalões conforme a faixa etária: 1. Disposições Iniciais Os jogos do Almada Futsal Cup 2014 serão regulamentados pelas regras oficiais da Federação Portuguesa de Futebol, para os campeonatos de Futsal em vigor na presente Época de 2013/2014

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL TORNEIO REGIONAL. 08, 09 e 10 de Junho de 2012 Angra do Heroísmo

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL TORNEIO REGIONAL. 08, 09 e 10 de Junho de 2012 Angra do Heroísmo ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL ANGRA DO HEROÍSMO TORNEIO REGIONAL INTER ASSOCIAÇÕES FUTEBOL SUB 14 08, 09 e 10 de Junho de 2012 Angra do Heroísmo ESTRUTURA ORGÂNICA DIREÇÃO - Carlos Fontes 969148800 GABINETE TÉCNICO

Leia mais

BASQUETEBOL. www.inatel.pt

BASQUETEBOL. www.inatel.pt NORMAS ESPECIFICAS www.inatel.pt NORMAS ESPECÍFICAS As normas específicas são regras estabelecidas pela Direção Desportiva, em complemento do Código Desportivo, para as provas organizadas pela Fundação

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE TÉNIS DE MESA DE LISBOA CAMPEONATO DISTRITAL DE EQUIPAS SENIORES MASCULINOS DIVISÃO 2. 1.ª Volta

ASSOCIAÇÃO DE TÉNIS DE MESA DE LISBOA CAMPEONATO DISTRITAL DE EQUIPAS SENIORES MASCULINOS DIVISÃO 2. 1.ª Volta CAMPEONATO DISTRITAL DE EQUIPAS SENIORES MASCULINOS DIVISÃO 2 CALENDÁRIO DE JOGOS 2015 2016 NO CLUBE NO CLUBE 1 Progresso Clube B 6 SR São Marcos B 2 Desportivo Monte Real B 7 Câmara Lisboa Clube B 3 CCD

Leia mais

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015

Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 Jaraguá Clube Campestre VI Campeonato Interno de Futsal -2015 INFANTIL REGULAMENTO: A Sub-diretoria de Futsal Infantil de Esportes do Jaraguá Clube Campestre realizará, no período de 30/08 a 14/11/2015.

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 TÉNIS DE MESA REGULAMENTO 1. Organização A organização da modalidade de Ténis de Mesa nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, da

Leia mais

TAÇA DA MADEIRA DE INFANTIS E BENJAMINS FUT. 7/11 (MASCULINO)

TAÇA DA MADEIRA DE INFANTIS E BENJAMINS FUT. 7/11 (MASCULINO) ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA MADEIRA COMUNICADO OFICIAL Nº 183 DATA: 24.05.2016 TAÇA DA MADEIRA DE INFANTIS E BENJAMINS FUT. 7/11 (MASCULINO) ÉPOCA 2015/2016 Para conhecimento de todos os Clubes filiados e

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Benjamins (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA HORTA Benjamins (Futebol) Época Organização Competitiva e Regulamento Específico DE Benjamins (Futebol) Época 2015-2016 Organização Competitiva e Regulamento Específico CLUBES PARTICIPANTES ILHA DO FAIAL ANGÚSTIAS ATLÉTICO CLUBE FAYAL SPORT CLUB CLUBE FLAMENGOS GRUPO DESPORTIVO CEDRENSE

Leia mais

Regulamento Específico de Andebol

Regulamento Específico de Andebol Regulamento Específico de Andebol Regulamento Andebol 1 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ESCALÕES ETÁRIOS / BOLA DE JOGO... 4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... 4 4. MESA DE JOGO... 4 5. ARBITRAGEM... 5 6. DURAÇÃO

Leia mais

18º TORNEIO CONCELHIO DE FUTSAL SUB-13 GONDOMAR 2015

18º TORNEIO CONCELHIO DE FUTSAL SUB-13 GONDOMAR 2015 A Escola Desportiva e Cultural de Gondomar vai, uma vez mais e pelo 18º ano consecutivo, em colaboração com a Câmara Municipal de Gondomar, levar a efeito o 18º. Torneio Concelhio de Futsal Sub-13 (Jovens

Leia mais

REGULAMENTO DO TORNEIO DE FUTEBOL INDOOR

REGULAMENTO DO TORNEIO DE FUTEBOL INDOOR REGULAMENTO DO TORNEIO DE FUTEBOL INDOOR 1. ORGANIZAÇÃO O Clube Desportivo e Recreativo do Fogueteiro, com a colaboração da Junta de Freguesia de Amora e Câmara Municipal do Seixal. a) REGRAS: As regras

Leia mais

Torneio Futebol 7 Organização: Clube Desportivo os Águias de Alpiarça Regulamento:

Torneio Futebol 7 Organização: Clube Desportivo os Águias de Alpiarça Regulamento: Torneio Futebol 7 Organização: Clube Desportivo os Águias de Alpiarça Regulamento: ORGANIZAÇÃO O presente regulamento define as regras do Torneio de Futebol 7, a ser disputado em Alpiarça. A Organização

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA

REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO ESGRIMA Índice Introdução 3 Capítulo I Regulamentação Geral 4 1. Condições Gerais de Participação 4 2. Escalões Etários 4 Capítulo II Participação / Organização 4 3. Formas de Competição

Leia mais

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO

CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 REGULAMENTO CAMPEONATO DISTRITAL DE LISBOA DE JOVENS PARTIDAS LENTAS AXL 2015/1016 6 a 10 de Fevereiro de 2016 REGULAMENTO 1. Organização O Campeonato Distrital de Lisboa de Jovens de partidas lentas é organizado

Leia mais

FCUP Liga 2013/2014. Regulamento de Prova Oficial. Futsal

FCUP Liga 2013/2014. Regulamento de Prova Oficial. Futsal FCUP Liga 2013/2014 Regulamento de Prova Oficial ÍNDICE Artigo 1º - Âmbito Artigo 2º - Estrutura Artigo 3º - Sistema Competitivo Artigo 4º - Duração de Jogos Artigo 5º - Período de Aquecimento Artigo 6º

Leia mais

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto 5º CAMPEONATO CONCELHIO DE FUTSAL 2009/10 (Seniores Masculinos) Normas de Participação 1- PARTICIPAÇÃO 1.1- Todas Associações

Leia mais

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2

Regulamento da Taça de Portugal Sevens Feminino 2016/2017 2 REGULAMENTO DA TAÇA DE PORTUGAL SEVENS FEMININO 2016/2017 Artigo 1.º (Regime Supletivo) À Taça de Portugal de Sevens Feminino aplicam-se as normas do Regulamento Geral de Competições em tudo o que não

Leia mais

REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal

REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal REGULAMENTO Campeonato Nacional da III divisão de Futsal 1 CAPÍTULO I 5520. ORGANIZAÇÃO TÉCNICA 5520.1 - O CAMPEONATO NACIONAL DA III DIVISÃO É DISPUTADO POR SESSENTA E SEIS CLUBES, CINQUENTA E SEIS CLUBES

Leia mais

REGULAMENTO ESPECIFICO. Campeonato de Abertura CORFEBOL

REGULAMENTO ESPECIFICO. Campeonato de Abertura CORFEBOL REGULAMENTO ESPECIFICO Campeonato de Abertura CORFEBOL CAMPEONATO DE ABERTURA ENQUADRAMENTO O Campeonato de Abertura surge como complemento às competições seniores da Federação Portuguesa de Corfebol:

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO TÉNIS DE MESA

REGULAMENTO TÉCNICO TÉNIS DE MESA 1 Introdução O presente Regulamento aplica-se exclusivamente à competição Taça do Desporto Escolar/CNID, atividade inserida no Plano Anual de Atividades do Desporto Escolar. Este regulamento complementa-se

Leia mais

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA

Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Regulamento Prova TÉNIS DE MESA Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto GADUP Rua da Boa Hora n.º 18-A 4050-099 Porto Telefone: 222 074 164 Fax: 222 003 067 E-mail: gadup@sas.up.pt

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA MADEIRA

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA MADEIRA ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DA MADEIRA REGULAMENTO DO CAMPEONATO DIVISÃO HONRA REGIONAL DE INFANTIS E BENJAMINS FUTEBOL DE 7 (SETE) ÉPOCA 2016/2017 CAPÍTULO I ORGANIZAÇÃO TÉCNICA 01 GENERALIDADES 1. Esta prova

Leia mais

COMUNICADO OFICIAL N.º 1

COMUNICADO OFICIAL N.º 1 COMUNICADO OFICIAL N.º 1 Quadros Competitivos 1 BAMBIS / MINIS (misto) 1.1 Calendarização Propõe-se assim a realização de 8 Encontros / Festand s, distribuídos por toda a época desportiva, nas seguintes

Leia mais

Índice. Caparica Futsal Summer Cup 2015 Regulamento - 2

Índice. Caparica Futsal Summer Cup 2015 Regulamento - 2 Índice 1. Introdução... 3 2. Disposições Iniciais... 3 3. Inscrições... 3 4. Equipas Participantes... 4 5. Sorteio... 5 Organização dos s por Escalão... 5 6. Calendário... 5 Fase de s enjamins, e Iniciados...

Leia mais

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos

Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos Regulamentos de Provas Oficiais Futebol 11 Seniores Masculinos Associação de Futebol de Aveiro I REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS CAMPEONATOS DISTRITAIS DE FUTEBOL 11 SENIORES 1 CAMPEONATO DISTRITAL DA I

Leia mais

50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3

50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3 REGULAMENTO 1 Introdução 50 Anos Jogos Juvenis do Barreiro TORNEIO BASQUETEBOL 3 X 3 2014 O 3x3 (pronunciado 3 por 3), e anteriormente conhecido como FIBA 33, é uma versão formalizada do basquetebol de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em setembro de 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. (Revisto em setembro de 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL 2013 2017 (Revisto em setembro de 2015) ÍNDICE 1. Introdução 2 2. Escalões etários 3 3. Constituição das Equipas 4 4. Regulamento Técnico-Pedagógico 5 5. Classificação,

Leia mais

Futebol Sete Masculino Livre

Futebol Sete Masculino Livre Futebol Sete Masculino Livre FASE LOCAL CANOINHAS 2016 FUTEBOL SETE MASCULINO LIVRE CHAVE A CHAVE B 1 CIA B 6 FRICASA A 2 BONETES 7 INVIOLÁVEL 3 MILI 8 GRUPO GSA B 4 PROENGEL 9 GRUPO GSA A 5 CIA A 10 FRICASA

Leia mais

Regulamento Prova FUTEBOL 7 Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto

Regulamento Prova FUTEBOL 7 Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto Regulamento Prova FUTEBOL 7 Gabinete de Actividades Desportivas da Universidade do Porto GADUP Rua da Boa Hora n.º 18-A 4050-099 Porto Telefone: 222 074 164 Fax: 222 003 067 E-mail: gadup@sas.up.pt Web:

Leia mais

Associação de Ciclismo da Beira Interior REGULAMENTO ELEITORAL

Associação de Ciclismo da Beira Interior REGULAMENTO ELEITORAL Associação de Ciclismo da Beira Interior REGULAMENTO ELEITORAL Artigo 1.º Capacidade Eleitoral 1. São elegíveis para os órgãos sociais da ACBI apenas pessoas individuais. 2. São eleitores, todos os associados

Leia mais

PROPOSTA DE REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS

PROPOSTA DE REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS PROPOSTA DE REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS Artigo 1.º (Âmbito) O presente regulamento contém as normas a que se devem submeter as eleições para os órgãos sociais

Leia mais

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo

REGULAMENTO. 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo REGULAMENTO 1. Organização do 1.º Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/ Louriçal do Campo A Corrida do Grande premio de Atletismo de Trilhos da Gardunha/Louriçal do Campo é uma prova de atletismo

Leia mais

Associação de Andebol da Madeira ÉPOCA 2014/2015

Associação de Andebol da Madeira ÉPOCA 2014/2015 COMUNICADO OFICIAL Nº 16 ÉPOCA 2014-2015 Distribuição: FAP e Clubes Filiados 1. DEPARTAMENTO TÉCNICO 1.1 REUNIÃO DE TRABALHO Convocam-se os clubes para uma reunião, com vista ao sorteio do Campeonato da

Leia mais

FUTEBOL CLUBE PORTO PALMARÉS:

FUTEBOL CLUBE PORTO PALMARÉS: FUTEBOL CLUBE PORTO PALMARÉS: 1910/1911 Taça José Monteiro da Costa; 1911/1912 Taça José Monteiro da Costa; 1913/1914 Campeonato do Porto, I Divisão 2ª Categoria; 1913/1914 Campeonato do Porto, I Divisão

Leia mais

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa

Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria Torneio de Ténis de Mesa Jogos Desportivos da União das Freguesias de Caparica e Trafaria 2014 Torneio de Ténis de Mesa Regulamento 1. Disposições iniciais Este Regulamento define as normas de organização do Torneio de Ténis de

Leia mais

CAMPEONATO DISTRITAL 1ª DIVISÃO GRUPO B 1ª FASE INICIADOS FUTEBOL DE ONZE 2015/2016

CAMPEONATO DISTRITAL 1ª DIVISÃO GRUPO B 1ª FASE INICIADOS FUTEBOL DE ONZE 2015/2016 ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE LEIRIA COMUNICADO OFICIAL N.º 63 Data: 04-03-016 Para conhecimento dos Clubes filiados e demais entidades interessadas, se comunica: CAMPEONATO DISTRITAL 1ª DIVISÃO GRUPO B 1ª

Leia mais

CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub / 2011

CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub / 2011 CIRCUITO NACIONAL DE RUGBY de 7 Sub 16 e Sub 18 2010 / 2011 O Departamento de Competições da FPR vai organizar o Circuito Nacional de Rugby de 7, para os escalões Sub 16 e Sub 18. Este Circuito realiza-se

Leia mais

Associação Futebol Viseu Regulamento Provas Oficiais página 1 85

Associação Futebol Viseu Regulamento Provas Oficiais página 1 85 página 1 85 página 2 85 APROVADO EM REUNIÃO DIREÇÃO 30.JUNHO.2016 página 3 85 Í N D I C E A REGULAMENTO GERAL... 10 ORGANIZAÇÃO DAS PROVAS... 10 101 AS PROVAS... 10 102 NOMENCLATURA... 13... 16 103 CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES

ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE PONTA DELGADA GABINETE TÉCNICO FUTEBOL - MASCULINOS SÉNIORES ORGANIZAÇÃO COMPETITIVA E FORMAS DE DISPUTA 2016 / 2017 CLUBES PARTICIPANTES ÁGUIA CLUBE DESPORTIVO CASA DO POVO DA

Leia mais

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais especificamente previsto no presente Regulamento.

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais especificamente previsto no presente Regulamento. REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS NACIONAIS SUB-16 e SUB-18 2015/2016 Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais - - - especificamente previsto no presente Regulamento. Artigo 2.º (Idade Limite)

Leia mais

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto

MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto MUNICÍPIO DO CADAVAL Serviço de Desporto INDICE 1- PARTICIPAÇÃO 03 2- INSCRIÇÕES 04 3- CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS 05 4 REALIZAÇÃO DA COMPETIÇÃO 06 5 REGRAS 06 6 DISCIPLINA

Leia mais

Regulamento. 5º Campeonato Brasileiro de Futebol em Cadeiras de Rodas

Regulamento. 5º Campeonato Brasileiro de Futebol em Cadeiras de Rodas Regulamento 5º Campeonato Brasileiro de Futebol em Cadeiras de Rodas Art. 1º REGRAS GERAIS Todas as equipes terão de se inscrever antecipadamente e os confrontos serão definidos por meio de sorteio. Cada

Leia mais

20º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL

20º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL 20º CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL REGULAMENTO DE PROVAS NOMENCLATURA A Câmara Municipal da Lourinhã organizará todas as épocas, caso se justifiquem, as seguintes provas, na variante de: Futsal Campeonato

Leia mais

Regulamento de Provas

Regulamento de Provas TORNEIO DE ABERTURA Número de equipas: consoante inscrição. Equipas: todas as inscritas, dentro do prazo definido. Regulamento de Provas Competições Seniores 2015/2016 Aprovado em reunião de Direção de

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS -SÃO JORGE-

REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS -SÃO JORGE- REGULAMENTO DE PROVAS OFICIAIS -SÃO JORGE- - FUTEBOL - 2016 / 2017 CAPÍTULO I NOMENCLATURA CAPÍTULO II ORGANIZAÇÃO TÉCNICA CLASSIFICAÇÕES E DESEMPATES JOGOS CAMPOS JOGADORES EQUIPAMENTOS SORTEIOS E CALENDÁRIOS

Leia mais

Torneio Masculino de Fut3 REGULAMENTO

Torneio Masculino de Fut3 REGULAMENTO REGULAMENTO CAPÍTULO I 1. Generalidades 1.1. Todos os jogos serão realizados no Salão da Associação Cultural e Recreativa de Maceirinha; 1.2. Não são permitidas alterações de horários ou adiamento de jogos;

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL

REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL REGULAMENTO ESPECÍFICO ANDEBOL 2013 2017 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões etários 2 3. Constituição das Equipas 3 3.1. Infantis (andebol de 5) 3 3.2. Iniciados, Juvenis e Juniores (andebol de 7) 3 4.

Leia mais

Associação de Futebol do Porto

Associação de Futebol do Porto Associação de Futebol do Porto RUA ANTÓNIO PINTO MACHADO, 96-106 4100-068 PORTO COMUNICADO OFICIAL Circular n.º 005 (RECTIFICADA) = 2016/2017 = Para o conhecimento e orientação dos Clubes Filiados, SAD

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Artigo 1º Âmbito 1. O presente Regulamento contém as normas e procedimentos a que obedecerá o processo eleitoral para a Mesa da Assembleia-Geral, para

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 escalões - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009

REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 REGULAMENTO GERAL DA TAÇA DE PORTUGAL XCM 2009 1. INTRODUÇÃO 1.1- A Taça de Portugal XCM é um troféu oficial da UVP/ Federação Portuguesa de Ciclismo e consta de um conjunto provas promovidas por vários

Leia mais

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE ALVITO

GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE ALVITO GRUPO DESPORTIVO E CULTURAL DE ALVITO I TORNEIO DE FUTEBOL 7 BENJAMINS REGULAMENTO JOSÉ JOAQUIM BRANQUINHO O PROFESSOR Junho, 2011 COM O APOIO DE: Câmara Municipal de Alvito Junta de Freguesia de Alvito

Leia mais

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES ESTELA GOLF CLUB 07 A 11 DE SETEMBRO

CAMPEONATO NACIONAL DE CLUBES ESTELA GOLF CLUB 07 A 11 DE SETEMBRO Nos termos da Regra 33-1, e sem prejuízo das Condições de Competição de Aplicação Permanente e Regras Locais, é estabelecido o seguinte Regulamento: 1. PARTICIPAÇÃO Competição aberta a todos os clubes

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS. Artigo 1.º (Âmbito)

REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS. Artigo 1.º (Âmbito) REGULAMENTO ELEITORAL ELABORADO NOS TERMOS DO ARTIGO 50.º DOS ESTATUTOS Artigo 1.º (Âmbito) O presente regulamento contém as normas a que se devem submeter as eleições para os órgãos sociais do Futebol

Leia mais

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição

REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL. Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição REGIMENTO ESPECÍFICO BASQUETEBOL Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia Olisipíadas 2ª edição Índice Preâmbulo 5 Artigo 1.º Escalões Etários, Dimensões do Campo, Bola, Tempo de Jogo e Variantes

Leia mais

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas

10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos Modalidades: Masculino Escalão B. Masculino Escalão C Corridas 10 Atletismo 10.1 Escalões: 10 - A, B, C, D e E, para masculinos e femininos. 10.2 Modalidades: N. Escalão A Escalão B Escalão C Corridas Escalão D Escalão E 1 50 m 2 60 m 3 100 m 100 m 100 m 4 200 m 200

Leia mais

Masculino (+18) e Feminino (+14)

Masculino (+18) e Feminino (+14) I Torneio de Futebol 7 Município de Salvaterra de Magos Masculino (+8) e Feminino (+4) Introdução Com a organização do I Torneio de Futebol 7, o Município de Salvaterra de Magos pretende proporcionarr

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE PESCA DESPORTIVA Tabela de Taxas e Inscrições Época Desportiva de 2015 (Aprovada em 04 de Dezembro de 2014) Artigo 1º Objeto O presente documento estipula os valores a aplicar durante

Leia mais

REGULAMENTO ELEITORAL

REGULAMENTO ELEITORAL REGULAMENTO ELEITORAL Eleição dos Representantes dos Pais e Encarregados de Educação para o Conselho Geral do Agrupamento de Escolas Sá da Bandeira Aprovado pelo Conselho Geral em 24 de setembro de 2015

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013 2017 (Revisto em setembro 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários, tempo de jogo e variantes da modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes

Leia mais

REGIMENTO INTERNO NORMA Nº 02/ DO REGULAMENTO ELEIÇÕES DA DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELH0 FISCAL

REGIMENTO INTERNO NORMA Nº 02/ DO REGULAMENTO ELEIÇÕES DA DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELH0 FISCAL REGIMENTO INTERNO NORMA Nº 02/2010 - DO REGULAMENTO ELEIÇÕES DA DIRETORIA EXECUTIVA E CONSELH0 FISCAL Art. 1º - Este Regulamento fixa normas para eleição da Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da, de

Leia mais

LIGA DE FUTEBOL DE NOVA ESPERANÇA

LIGA DE FUTEBOL DE NOVA ESPERANÇA LIGA DE FUTEBOL DE NOVA ESPERANÇA V CAMPEONATO VETERANO REGIONAL DE FUTEBOL 2015 DEPARTAMENTO DE FUTEBOL AMADOR V CAMPEONATO VETERANO REGIONAL DE FUTEBOL - 2.015 NORMAS ESPECIAIS CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E ORGANIZAÇÃO

CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E ORGANIZAÇÃO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO PRIMEIRA LIGA 2016 1 CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO E ORGANIZAÇÃO Art. 1º A Primeira Liga 2016 é uma competição organizada pela Primeira Liga, doravante denominada LIGA,

Leia mais

Agrupamento de Escolas José Estêvão. Regulamento da Eleição e Designação dos Membros do Conselho Geral

Agrupamento de Escolas José Estêvão. Regulamento da Eleição e Designação dos Membros do Conselho Geral Agrupamento de Escolas José Estêvão Regulamento da Eleição e Designação dos Membros do Conselho Geral Secção I Disposições gerais Artigo 1º Objeto O presente regulamento estabelece as condições e procedimentos

Leia mais

Liga Ibérica sub 8 (2008) 6ª edição Época 2015/2016

Liga Ibérica sub 8 (2008) 6ª edição Época 2015/2016 Coordenação: Louletano Desportos Clube (Portugal) e Peloteros Sierra Sur de Sevilla (Espanha)» Escalão: Sub 8 (jogadores nascidos em 2008)» Tipo: Futebol 7» Objectivo: Garantir a este escalão de Traquinas

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR: 1. RG/MATRÍCULA 2.

FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR:   1. RG/MATRÍCULA 2. FICHA DE INSCRIÇÃO TORNEIO DE FUTEBOL 7 - MONTEIRO LOBATO 2016 NOME DA EQUIPE: REPRESENTANTE: CELULAR: EMAIL: 1. RG/MATRÍCULA 2. RG/MATRÍCULA: 3. RG/MATRÍCULA: 4. RG/MATRÍCULA 5. RG/MATRÍCULA 6. RG/MATRÍCULA

Leia mais

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS

DEFINIÇÃO DE COMPETÊNCIAS REGULAMENTO NOTA JUSTIFICATIVA A promoção e generalização da prática desportiva junto da população é um fator essencial de melhoria da qualidade de vida e de formação pessoal, social e desportiva. Neste

Leia mais

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA

GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS DE MESA 2001/2002 INDICE INTRODUÇÃO...2 1. A MESA...3 2. A REDE...3 3. A BOLA...3 4. A RAQUETA...3 5. UM JOGO...4 6. UMA PARTIDA...4

Leia mais

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Artigo 2.º (Idade Limite) Artigo 3.º (Tempo de Jogo) 1. a) 2.

Artigo 1.º (Regime Supletivo) Artigo 2.º (Idade Limite) Artigo 3.º (Tempo de Jogo) 1. a) 2. REGULAMENTO DOS CAMPEONATOS NACIONAIS SUB-16 e SUB-18, Grupos B e C 2016/2017 Artigo 1.º (Regime Supletivo) Aos Campeonatos Nacionais Sub-16 e Sub-18 aplicam-se as normas do Regulamento Geral de Competições

Leia mais

Regulamento do Torneio A Copa do Guadiana

Regulamento do Torneio A Copa do Guadiana Regulamento do Torneio A Copa do Guadiana 1. - APRESENTAÇÃO A IIIª Edição de A Copa do Guadiana realiza-se nas instalações do Complexo Desportivo de Vila Real Santo António (Algarve), nas instalações do

Leia mais

Regulamento do torneio de bilhar

Regulamento do torneio de bilhar Regulamento do torneio de bilhar 1. Organização: o A organização é da responsabilidade dos estagiários da Escola Básica e Secundária de Santa Cruz, do 12º Ano no âmbito do curso tecnológico de Desporto,

Leia mais

a) VITÓRIA PONTOS b) EMPATE COM GOL PONTOS c) EMPATE SEM GOL PONTO d) DERROTA PONTO

a) VITÓRIA PONTOS b) EMPATE COM GOL PONTOS c) EMPATE SEM GOL PONTO d) DERROTA PONTO REGULAMENTO GERAL DO 1º CAMPEONATO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASSTBM l DA FINALIDADE: Art. 1º O Torneio de Futebol Society, tem por finalidade: A congregação de associados e público em geral, através do esporte.

Leia mais

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL

1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO REGULAMENTO GERAL 1º CAMPEONATO INTERNO DA UNIOESTE CAMPUS TOLEDO FUTEBOL SETE SINTÉTICO - 2010 - REGULAMENTO GERAL DAS FINALIDADES 1 O Campeonato Interno da Unioeste / Campus de Toledo tem por finalidade a integração e

Leia mais

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO

MUNICÍPIOS DA REGIÃO DE SETÚBAL, ASSOCIAÇÕES e ESCOLAS JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO JOGOS DO FUTURO DA REGIÃO DE SETÚBAL 2016 VOLEIBOL REGULAMENTO 1. Organização A organização da competição de Voleibol nos Jogos do Futuro da Região de Setúbal 2016 é da responsabilidade da, em colaboração

Leia mais

Campeonato Regional Sénior II Divisão Campeonato Regional Júnior Campeonato Regional Juvenis Campeonato Regional Infantis Taça Lusoswim

Campeonato Regional Sénior II Divisão Campeonato Regional Júnior Campeonato Regional Juvenis Campeonato Regional Infantis Taça Lusoswim www.annp.pt FICHA DE INSCRIÇÃO NOS CAMPEONATOS REGIONAIS ÉPOCA 2009/2010 Clube: COMPETIÇÕES (Taxas condicionadas ao nº. participantes + ANNP) MASCULINOS Campeonato Regional Sénior II Divisão Campeonato

Leia mais

CLUBE COMERCIAL DE LORENA

CLUBE COMERCIAL DE LORENA TORNEIO INTERNO DE FUTSAL 2014 I - Dos Objetivos: REGULAMENTO Art. 1 - O evento tem por finalidade promover o intercambio social e esportivo entre os associados do Clube Comercial de Lorena e desenvolver

Leia mais

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971

Federação Mineira de Handebol Filiada a CBHb Confederação Brasileira de Handebol Fundada em 20 de julho de 1971 REGULAMENTO CAMPEONATO MINEIRO INFANTIL DE CLUBES 2013 1. A Competição será realizada de acordo com o Regulamento Geral de Competições da FMH, pelas regras oficiais da IHF e por este Regulamento Especifico.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017

REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO XADREZ 2013-2017 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO P.2 2. ESCALÕES ETÁRIOS P.3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS P.3 4. REGULAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO P.3 4.1. FASE LOCAL P.4 4.2. FASE REGIONAL P.5

Leia mais

REGULAMENTO I Maratona de Futebol de Praia da Instituição o CASA.

REGULAMENTO I Maratona de Futebol de Praia da Instituição o CASA. REGULAMENTO I Maratona de Futebol de Praia da Instituição o CASA. Ponto I Organização 1. O presente Regulamento define as regras da I Maratona de Futebol de Praia do Centro de Apoio ao Sem-Abrigo; 2. A

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO TÊNIS DE MESA

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO TÊNIS DE MESA REGULAMENTO ESPECÍFICO DO TÊNIS DE MESA 1. A competição do Tênis de Mesa dos JOGOS ESCOLARES DA JUVENTUDE será realizada de acordo com as Regras da Federação Internacional de Tênis de Mesa (ITTF) e a Confederação

Leia mais