Barómetro sobre as Expetativas dos Empresários do Setor do Turismo. com a Entrada em Vigor do Novo Modelo de Acessibilidades Aéreas Regional

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Barómetro sobre as Expetativas dos Empresários do Setor do Turismo. com a Entrada em Vigor do Novo Modelo de Acessibilidades Aéreas Regional"

Transcrição

1 Barómetro sobre as Expetativas dos Empresários do Setor do Turismo com a Entrada em Vigor do Novo Modelo de Acessibilidades Aéreas Regional 23 de abril de

2 Ficha Técnica Implementado pelo OTA no dia 26 de março e dirigido até ao momento a 131 empresários que operam no setor do turismo na Ilha de S. Miguel (ramos do alojamento, transporte, agências de viagens e operadores turísticos, animação turística e operadores marítimo-turísticos, instituições de ensino/investigação e associações profissionais e empresariais, rent-a-cars, entidades Governamentais, entre outros), com o objetivo de obter as expectativas dos líderes de opinião (opinion leaders) sobre os impactes da operação low cost nos Açores. Taxa de resposta: 32,8. 2

3 16,7 5, ,3 94,8 100 Ter impactes sobre a operação da SATA Internacional Favorecer o desenvolvimento do turismo em todo o arquipélago Baixar a sazonalidade do turismo Alterar a atual perceção de destino caro A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá 3 Ter impactes sobre a operação da TAP Alterar o perfil do turista que visita os Açores Ter impactos negativos no meio ambiente Alterar os preços da oferta turística 2,5 16,7 24,2 20,0 97,5 83,3 75,8 80,0

4 5,0 10,0 7, ,0 90,0 92,3 Alterar a rendibilidade das empresas turísticas Incentivar o aparecimento de novos serviços na oferta turística Privilegiar o aparecimento de novas estruturas de alojamento turístico Incentivar a inovação por parte das empresas turísticas A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá 4 Aperfeiçoar as técnicas de gestão utilizadas pelas empresas turísticas Alterar o comportamento de compra dos turistas (privilegiar os canais online para a construção do pacote turístico individual) Aumentar as estadas de curta duração (short breaks) Promover mais segmentos da procura turística 5,0 15,0 14,0 2,4 85,0 86,0 97,6 95

5 2,5 17,5 5 97,5 82,5 95 Permitir um aumento das dormidas de dos turistas nacionais Permitir um aumento das dormidas dos turistas estrangeiros Aumentar a atratividade do destino Açores A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá influenciar a operação da SATA internacional e da TAP a partir de Ponta Delgada para Lisboa e Porto 5 Impacto nas tarifas Indiferente 5,3 2,4 43,9 34,2 SATA 53,7 60,5 TAP Impacto nos horários 19,5 23,7 19,5 15,7 2,4 58,5 60,5 Impacto nas freq. de voo 12,1 18,4 21,9 15,8 Impacto na diferenciação de serviço 65,9 65,8 5 2,7 2,50 2,7 17,50 16, , ,9

6 37,5 25,0 37,5 50,0 35, ,6 6 Alterar a faixa etária predominante Alterar o nível de rendimento médio Alterar o nº de acompanhantes na viagem A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá influenciar o perfil do turista que visita os Açores 6 50,0 59,0 31,3 18,8 22,2 29,6 Alterar a estada média Alterar o nível de instrução

7 12,5 46,8 40,6 25,0 40,6 34,3 38,7 54,8 6,5 Empresas de animação turística Rent-a-cars Agências de viagens A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá alterar os preços da oferta turística na ilha de São Miguel 7 Hotelaria tradicional TER e Turismo de Habitação Alojamento local Restauração 21,8 37,5 40,6 12,9 38,7 48,4 16,1 38,7 45,1 9,3 59,3 31,3

8 85 87,5 39,5 42,1 2,5 12,5 2,5 10,0 18,5 Empresas de animação turística Rent-a-cars Agências de viagens A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá alterar a rendibilidade das empresas turísticas 8 Hotelaria Tradicional TERe Turismo de Habitação Alojamento local Restauração 76,9 82, 1 82, ,1 21,8 2,5 15, 4 2,5 15, 4 2,5 7,5

9 20,5 5,1 2,7 74,3 61,5 27,0 Indiferente 2,5 28,2 48,6 2,5 5,1 18,9 2,7 Empresas de animação turística Rent-a-cars Agências de viagens Ramos de atividade que irão surgir novos serviços da oferta turística devido ao novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores 9 Hotelaria Tradicional 8,1 59,5 Turismo no Espaço Rural e Turismo de Habitação 10,5 76,1 Alojamento local 20,5 71,8 Restauração 17,9 59,0 Indiferente 27,0 13,2 7,7 12,8 5,4 10,3

10 5,5 3 94,4 97 Bed and breakfast Alojamento paralelo (não licenciado) A alteração do novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores irá privilegiar o aparecimento de novas estruturas de alojamento turístico 10 Alojamento Local Resorts urbanos (perto das cidades) Hostels Hotéis boutique e de charme 25,8 2, ,2 97,2 32,4 67,6

11 Indiferente 2,6 39,4 57,8 5,1 33,3 61,5 10,2 10,2 28,2 51,2 Turismo jovem Turismo de família Turismo sénior Segmentos da procura turística que irão ser promovidos pelo novo modelo de acessibilidades aéreas para os Açores 11 Turismo de negócios Turismo de lazer Estadias curtas (short-breaks) Indiferente 5,2 15,7 2,6 42,1 34,2 43,5 56,4 35,8 64,1 Turismo residencial 10,5 15,7 5,2 2,6 65,7

12 O novo modelo de acessibilidade aéreas dos Açores vai incentivar a repetição das visitas? O novo modelo de acessibilidades aéreas aos Açores privilegia voos low cost com os seguintes impactos: 10,0 90,0 Já fez alguma reserva nas low cost? 57,0 43 Aumento do número de voos diretos para o estrangeiro Aumento do número de voos para Portugal continental Aumento do número de rotas Aumento do número de ligações aéreas realizadas Redução do preço das viagens 41,9 65,1 34,9 62,8 97,7 12

13 Breve Caracterização do Inquirido 23,25 76,74 Ensino Superior: 62,79 48,83 tem entre 45 e 64 anos Hotelaria Tradicional 23,3 Outras Tipologias de Alojamento Coletivo Animação Turística e Operadores Marítimo- Turísticos Transportes Agências de Viagens e Operadores Turísticos Rent-a-cars Associações Profissionais e Empresariais Instituições de Ensino e Investigação Entidades Governamentais 4,7 4,7 7,0 2,3 9,3 4,7 4,7 30,2 Outros 9,3 13

14 Solmar Avenida Center Avenida Infante D. Henrique, nº71 - Esc Ponta Delgada Telefone:

PERFIL DOS HÓSPEDES. 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO EM MEIOS DE HOSPEDAGEM

PERFIL DOS HÓSPEDES. 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO EM MEIOS DE HOSPEDAGEM PERFIL DOS HÓSPEDES EM MEIOS DE HOSPEDAGEM 3º Quadrimestre - 2011 APRESENTAÇÃO O Observatório do Turismo da Cidade de Paranaguá realiza periodicamente, desde 2011, uma pesquisa junto aos meios de hospedagens

Leia mais

Subsistema de Incentivos para o Fomento da base económica de exportação

Subsistema de Incentivos para o Fomento da base económica de exportação Dezembro de 2015 Proposta de prestação de serviços Candidatura ao Subsistema de Incentivos para o Fomento da base económica de exportação Construção de Hotel 4 ou 5 Estrelas S. Vicente A/C: A. Machado,

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte

FICHA TÉCNICA. Presidente António dos Reis Duarte FICHA TÉCNICA Presidente António dos Reis Duarte Editor Instituto Nacional de Estatística Direcção de Contas Nacionais, Estatísticas Económicas e dos Serviços Divisão de Estatísticas do Turismo Av. Cidade

Leia mais

PROTOCOLO COIMBRATUR ACRENARMO

PROTOCOLO COIMBRATUR ACRENARMO LEIRIA, 12 de Dezembro 2009 1 PROTOCOLO COIMBRATUR ACRENARMO Estabelecido em Outubro de 2009 e tem como objectivo proporcionar a todos os Associados da ACRENARMO, benefícios financeiros na aquisição de

Leia mais

HOTEL MARINA ATLÂNTICO **** VOOS SATA e TAP De 02 a 06 ABRIL LUGARES LIMITADOS

HOTEL MARINA ATLÂNTICO **** VOOS SATA e TAP De 02 a 06 ABRIL LUGARES LIMITADOS VOOS SATA e TAP De 02 a 06 ABRIL LUGARES LIMITADOS 379 HOTEL MARINA ATLÂNTICO **** * O preço desde refere-se ao preço por pessoa em duplo standard 2 Noites, em regime de Alojamento e Pequeno-Almoço Avião

Leia mais

Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife

Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife Secretaria de Turismo e Lazer da Cidade do Recife Revisão do Planejamento Estratégico para o período de 2014-2017 Este relatório apresenta os resultados da revisão do Planejamento Estratégico utilizando

Leia mais

5ª Reunião Ordinária. 25 de setembro de 2014. Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos

5ª Reunião Ordinária. 25 de setembro de 2014. Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos 5ª Reunião Ordinária 25 de setembro de 2014 Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos 5ª Reunião Ordinária_25 de setembro de 2014 agenda 10:00 Comparência na Gare Marítima da Rocha Conde de Óbidos 10:15 Entrega

Leia mais

Apresentação Grupo Oásis Atlântico

Apresentação Grupo Oásis Atlântico Apresentação Grupo Oásis Atlântico 4 de Junho de 2009 Grupo Oásis Atlântico A Oásis Atlântico é um grupo económico nascido em Cabo Verde, que conta já com mais de 15 anos de crescimento na área de turismo

Leia mais

Resultados da Analise de Potencialidades, Problemas e Propostas

Resultados da Analise de Potencialidades, Problemas e Propostas Resultados da Analise de, e Participantes e entidades representadas: GRUPO: TURISMO ACTIVO Nome Sara Cabral Diana Ponte Carlos Paulos Luís Correia Ricardo Céu Cátia Cardoso Entidade Observatório Microbiano

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ATRAÇÃO DE INVESTIMENTO

PLANO MUNICIPAL DE ATRAÇÃO DE INVESTIMENTO PLANO MUNICIPAL DE 1. CONSELHO ESTRATÉGICO ECONÓMICO DE PENAFIEL Criação de um conselho consultivo capaz de agregar agentes económicos do concelho, parceiros estratégicos e personalidades de reconhecido

Leia mais

Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO

Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO Relatório N.º OBRA 351 ESTUDO SOBRE A QUALIDADE DE SERVIÇO Rua Eng.º José Cordeiro, nº6 9504-522 Ponta Delgada Tel.: 296 209 655 Fax: 296 209 651 E-mail: dec@norma-acores.pt www.norma-acores.pt Índice

Leia mais

"PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU" JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU " JULHO 2013

PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU  JULHO 2013 "PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ IGUAÇU" JULHO 2015 PERFIL DO HÓSPEDE DE FOZ DO IGUAÇU " JULHO 2013 FOZ DO IGUAÇU, SETEMBRO DE 2015 FOZ DO IGUAÇU, SETEMBRO DE 2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE FOZ DO IGUAÇU Reni Clóvis

Leia mais

1 Introdução. 1.1. Objeto do estudo e o problema de pesquisa

1 Introdução. 1.1. Objeto do estudo e o problema de pesquisa 1 Introdução Este capítulo irá descrever o objeto do estudo, o problema de pesquisa a ser estudado, o objetivo do estudo, sua delimitação e sua limitação. 1.1. Objeto do estudo e o problema de pesquisa

Leia mais

Crise da construção acentua-se, embora com quebras menos pronunciadas

Crise da construção acentua-se, embora com quebras menos pronunciadas Associações Filiadas: AECOPS Associação de Empresas de Construção e Obras Públicas e Serviços AICCOPN Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas Conjuntura da Construção n.º 70 Julho

Leia mais

Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança

Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança Principais resultados do estudo de avaliação do nível de satisfação dos turistas no Município de Bragança (Retirado do estudo promovido pela CCDR-N) Introdução A Comissão de Coordenação da Região Norte,

Leia mais

ANEXO 14 FICHAS DE AVALIAÇÃO SOCIAL

ANEXO 14 FICHAS DE AVALIAÇÃO SOCIAL ANEXO 14 FICHAS DE AVALIAÇÃO SOCIAL 1 - FICHAS SOCIAIS (Esta ficha deve ser aplicada para todos os subprojetos e contempla o levantamento e demanda da área social, inclusive os povos tradicionais e demais

Leia mais

TIMOR. XXVI ENCONTRO AULP (Associação das Universidades de Língua Portuguesa) Para reservas deste programa, aviões e hotéis, favor contactar:

TIMOR. XXVI ENCONTRO AULP (Associação das Universidades de Língua Portuguesa) Para reservas deste programa, aviões e hotéis, favor contactar: TIMOR XXVI ENCONTRO AULP (Associação das Universidades de Língua Portuguesa) 2016 Para reservas deste programa, aviões e hotéis, favor contactar: pedrotomaz@intertur.pt geral@intertur.pt +351 213 193 760.

Leia mais

Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal

Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal Visão Geral da Comunidade Airbnb em Lisboa e Portugal Portugal: Comunidade Airbnb / 2 Resumo / 4 Lisboa: Comunidade Airbnb / 5 Airbnb e o Turismo / 9 Economia Local / 10 Acessibilidade Financeira da Habitação

Leia mais

Campanha Passaporte Verde Plano de Ação do Estabelecimento

Campanha Passaporte Verde Plano de Ação do Estabelecimento Campanha Passaporte Verde Plano de Ação do Estabelecimento Bagagem São Paulo / SP INFORMAÇÕES DO ESTABELECIMENTO Nome: Bagagem Cnpj: 07.125.666/0001-15 Cadastur: Ramo de Atividade: Restaurantes e Bares

Leia mais

Associação Comercial de Santos Jovem

Associação Comercial de Santos Jovem Associação Comercial de Santos Jovem Missão Promover a integração e participação dos associados em questões da economia local, visando o incentivo e o fortalecimento do empreendedorismo. Premissa A ACS

Leia mais

USUS 2012 Turismo & Inovação

USUS 2012 Turismo & Inovação USUS 2012 Turismo & Inovação O Observatório do Turismo dos Açores 3-5 de Maio de 2012 Instituto Politécnico de Beja, Beja, Portugal Carlos M. Santos Professor Catedrático em Economia, Especialidade - Economia

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

9 o 25b 00n 39 o 41b 10n 9 o 25b 00n 38 o 40b 40n 9 o 16b 50n 38 o 34b 50n. 9 o 12b 00n 38 o 24b 30n

9 o 25b 00n 39 o 41b 10n 9 o 25b 00n 38 o 40b 40n 9 o 16b 50n 38 o 34b 50n. 9 o 12b 00n 38 o 24b 30n N. o 213 14 de Setembro de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 6441 3. o A eficácia da concessão está dependente de prévia sinalização, de acordo com as condições definidas nas Portarias n. os 1103/2000

Leia mais

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo

Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo Atividade Turística Julho de 20 15 de setembro de 20 Hóspedes, dormidas e proveitos mantêm crescimento significativo A hotelaria registou 5,8 milhões de dormidas em julho de 20, valor correspondente a

Leia mais

Políticas Públicas para Eficiência Energética no Setor Residencial

Políticas Públicas para Eficiência Energética no Setor Residencial Políticas Públicas para Eficiência Energética no Setor Residencial Conrado Augustus de Melo Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP conrado@fem.unicamp.br 19-92101108 A demanda de eletricidade no setor

Leia mais

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos

Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos Atividade Turística Junho 2013 14 de agosto de 2013 Hotelaria com aumentos nas dormidas e proveitos A hotelaria registou 4,4 milhões de dormidas em junho de 2013, mais 8,6% do que em junho de 2012. Para

Leia mais

Parque Estadual das Cavernas

Parque Estadual das Cavernas Parque Estadual das Cavernas Proposta de implantação de uma APA - Parque temático ambiental na região de Martins-RN Reinaldo A. Petta Parque Estadual das Cavernas Uma proposta para implementação do turismo

Leia mais

Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade

Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade Sala de Jogos da matemática à interdisciplinaridade Orientadora: Eliane Lopes Werneck de Andrade Matrícula SIAPE: 1697146 Orientada: Vitória Mota Araújo Matrícula UFF: 000105/06 Palavras-chave: Interdisciplinaridade,

Leia mais

MOBILIDADE NA CIDADE INTELIGENTE. ANGELA AMIN Doutoranda EGC/UFSC

MOBILIDADE NA CIDADE INTELIGENTE. ANGELA AMIN Doutoranda EGC/UFSC MOBILIDADE NA CIDADE INTELIGENTE ANGELA AMIN Doutoranda EGC/UFSC 3 Desde o fim de 2010, 50,5% da população mundial está nas Cidades No Brasil 85% dos domicílios estão em áreas urbanas Que Cidades queremos?

Leia mais

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO 2012 ABIH-RJ FECOMÉRCIO-RJ ANUÁRIO ESTATÍSTICO DA TAXA DE OCUPAÇÃO HOTELEIRA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Pesquisa mensal da ABIH-RJ que visa acompanhar a taxa de ocupação nas unidades de hospedagem da

Leia mais

Serra de Gredos AVENTURA NA MONTANHA

Serra de Gredos AVENTURA NA MONTANHA A foi o cenário escolhido por Ernest Hemingway para o seu livro Por Quem os Sinos Dobram. Serra espanhola, fazendo parte integrante do Sistema Central, tem o seu ponto mais alto no Pico Almanzor com 2592m

Leia mais

Madrid. Viagem especialmente elaborada para o Grupos dos Amigos do Museu de Arte Antiga. 10 junho 2016 lisboa/madrid

Madrid. Viagem especialmente elaborada para o Grupos dos Amigos do Museu de Arte Antiga. 10 junho 2016 lisboa/madrid Madrid Viagem especialmente elaborada para o Grupos dos Amigos do Museu de Arte Antiga itinerário 10 junho 2016 lisboa/madrid Comparência no aeroporto da Portela às 10h00. Formalidades de embarque no voo

Leia mais

E.S.T.Barreiro Instituto Politécnico de Setúbal

E.S.T.Barreiro Instituto Politécnico de Setúbal CÂMARA MUNICIPAL DE PALMELA Joaquim Carapeto Recuperação e Dinamização do Centro Histórico de Palmela E.S.T.Barreiro Instituto Politécnico de Setúbal 28 de maio de 2015 Revitalização do Centro Histórico

Leia mais

Proposta de Patrocínio, Parceria e Apoio

Proposta de Patrocínio, Parceria e Apoio Proposta de Patrocínio, Parceria e Apoio XVII SEPATUR SEMANA PARANAENSE DE TURISMO 1. O EVENTO A SEPATUR - Semana Paranaense de Turismo é um evento de extensão universitária de caráter técnico-científico,

Leia mais

Gestão de resíduos no ArrábidaShopping

Gestão de resíduos no ArrábidaShopping Gestão de resíduos no ArrábidaShopping 1 Gestão de resíduos no ArrábidaShopping Entre 2009 e 2011, a taxa de reciclagem de resíduos no Centro Comercial ArrábidaShopping subiu de 59% para 63%. Apesar desta

Leia mais

PROJETO: YAGP - NEW YORK 2016 NEW YORK, AQUI VAMOS NÓS!

PROJETO: YAGP - NEW YORK 2016 NEW YORK, AQUI VAMOS NÓS! PROJETO: YAGP - NEW YORK 2016 NEW YORK, AQUI VAMOS NÓS! 2015 Dançar é sentir... É ver... É ouvir... APRESENTAÇÃO Dançar é sentir disse a bailarina Isadora Duncan, mundialmente conhecida pelos seus movimentos

Leia mais

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social

Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72. Política de Responsabilidade Social Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Piracaia PIRAPREV CNPJ: 10.543.660/0001-72 Política de Responsabilidade Social Dezembro de 2011 1 PREÂMBULO O IPSPMP-PIRAPREV, sendo uma

Leia mais

Critérios de avaliação das rotas cicláveis Fonte: I-CE & GTZ (2009); MINISTÉRIO DAS CIDADES, (2007a).

Critérios de avaliação das rotas cicláveis Fonte: I-CE & GTZ (2009); MINISTÉRIO DAS CIDADES, (2007a). Anexo A 96 DIRECTIVIDADE ATRATIVIDADE CONFORTO COERÊNCIA SEGURANÇA Critérios de avaliação das rotas cicláveis Fonte: I-CE & GTZ (2009); MINISTÉRIO DAS CIDADES, (2007a). Nível de segurança social do entorno

Leia mais

1º CAMPUS DO JUNCAL 13-18 AGOSTO 2015

1º CAMPUS DO JUNCAL 13-18 AGOSTO 2015 VENHAM TREINAR COM OS NOSSOS CAMPEÕES!!! Patrícia Maciel Raquel Andrade Ana Rita Costa Campeã da Europa de Pares 2014 9º lugar Individual no Campeonato Campeã Nacional Individual (Riva del garda, Itália)

Leia mais

Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt. Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs

Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt. Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs Maria Salomé dos Santos Costa Rua Elias Garcia, n.º 55 1º B 3880.213 Ovar salome.costa@sapo.pt Ovar, 2 de Agosto de 2012 Exmos Srs O meu nome é Salomé Costa e obtive recentemente aprovação na prova oral

Leia mais

Breve enquadramento no Sistema Estatístico Nacional. - O INE, Serviços disponíveis, Ligações, Contacte-nos

Breve enquadramento no Sistema Estatístico Nacional. - O INE, Serviços disponíveis, Ligações, Contacte-nos Serviço de Difusão Portal do INE CENSOS 2011 (ao abrigo do projeto RIIBES) Rede de Informação do INE em Bibliotecas do Ensino Superior dezembro 2012 Itinerário Breve enquadramento no Sistema Estatístico

Leia mais

COORDENADAS. DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010

COORDENADAS. DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010 COORDENADAS DURAÇÃO: 6 noites NR. PARTICIPANTES: 20 a 30 TIPOLOGIA DE QUARTO: DBLS/SGLS DATA: 17 a 24 Outubro 2010 País de beleza natural, em plena reconstrução, com gente afável e alegre PROGRAMA PRELIMINAR

Leia mais

TORNEIO REGIONAL INTER ASSOCIAÇÕES SUB

TORNEIO REGIONAL INTER ASSOCIAÇÕES SUB ASSOCIAÇÃO DE FUTEBOL DE ANGRA DO HEROÍSMO TORNEIO REGIONAL INTER ASSOCIAÇÕES SUB 14 FUTEBOL Angra do Heroísmo 10, 11 e 12 de Junho de 2016 ESTRUTURA ORGÂNICA DIREÇÃO - CARLOS FONTES 969 148 800 GABINETE

Leia mais

OFERTA ESPECIAL VIMEIRO HOTEL Ô GOLF MAR *** ESTADIAS DE 1 NOITE REGIME ALOJAMENTO E PEQUENO ALMOÇO

OFERTA ESPECIAL VIMEIRO HOTEL Ô GOLF MAR *** ESTADIAS DE 1 NOITE REGIME ALOJAMENTO E PEQUENO ALMOÇO VIMEIRO OFERTA ESPECIAL 53 HOTEL Ô GOLF MAR *** ESTADIAS DE 1 NOITE REGIME ALOJAMENTO E PEQUENO ALMOÇO * O preço apresentado é em função do Quarto Duplo standard (1 noite de estadia em regime de Alojamento,

Leia mais

Margarita Barreto. Grabum, N. [et al.]. Turismo e antropologia: novas abordagens. Campinas: Papirus, 2009.

Margarita Barreto. Grabum, N. [et al.]. Turismo e antropologia: novas abordagens. Campinas: Papirus, 2009. Margarita Barreto Grabum, N. [et al.]. Turismo e antropologia: novas abordagens. Campinas: Papirus, 2009. Estudo de turismo na antropologia 1999 III Reunião de Antropologia do Mercosul (Argentina) - RAM

Leia mais

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira

Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira Orçamento Participativo de Vila Nova de Cerveira PREÂMBULO Os Orçamentos Participativos são símbolos de importância da participação dos cidadãos na sociedade democrática, neste sentido a Câmara Municipal

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM

REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM REGULAMENTO PROGRAMA SOCIAL ESCOLAR 3.0 ESCOLA EM VIAGEM Movijovem, mobilidade juvenil, CIPRL 2016 PREÂMBULO Considerando: Que o desenvolvimento e a concretização eficaz da política nacional de juventude

Leia mais

Proposta especialmente elaborada para:

Proposta especialmente elaborada para: Proposta especialmente elaborada para: 1 O V Encontro Empresarial de Negócios na Língua Portuguesa é uma iniciativa do Conselho das Câmaras Portuguesas de Comércio no Brasil e terá como objectivo desenvolver

Leia mais

Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte. 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa

Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte. 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa Primeira reunião do Grupo de Trabalho Temático 10: Redes de Transporte 01 de Julho de 2011, Instalações do IGP, Lisboa Agenda Revisão das fichas de Instituição, Tema e Assunto relativas ao GT10 Análise

Leia mais

Prémio Hire.me app. Campanha nacional eskills for Jobs 2016. Regulamento

Prémio Hire.me app. Campanha nacional eskills for Jobs 2016. Regulamento Prémio Hire.me app Campanha nacional eskills for Jobs 2016 Regulamento Na prossecução das suas atribuições legais no domínio da Sociedade de Informação e do Conhecimento em Portugal, em particular ao nível

Leia mais

Gabinete de Empreendedorismo do Município de Albufeira

Gabinete de Empreendedorismo do Município de Albufeira Gabinete de Empreendedorismo do Município de Albufeira O Apoio às Empresas: Criação do CAE Centro de Acolhimento Empresarial Paulo Dias AGE Município de Albufeira AGE Gabinete de Empreendedorismo Nasceu

Leia mais

Estados Unidos da América

Estados Unidos da América Partida Garantida a 2 Agosto [Ref: WASP01] Lugares Limitados Para reservas e emissões até 30 Junho Itinerário 1º Dia Lisboa / Miami Comparência no aeroporto 90 minutos antes da partida. Formalidades de

Leia mais

Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo

Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo Grupo Parlamentar Senhor Presidente Senhoras e Senhores Deputados Senhora e Senhores Membros do Governo Somos uma Região Insular. Somos uma Região que pela sua condição arquipelágica depende em exclusivo

Leia mais

ANUALIZAÇÃO 2015/2016

ANUALIZAÇÃO 2015/2016 ESCOLA EB 3,3/S DE VILA FLOR HISTÓRIA E GEOGRAFIA DE PORTUGAL 6º ANO ANUALIZAÇÃO 2015/2016 OBJETIVOS CONTEÚDOS AVALIAÇÃO GESTÃO LETIVA (POR PERÍODO) - Conhecer a sociedade portuguesa no século XVIII -

Leia mais

Assembleia da República

Assembleia da República Subcomissão de Turismo da Assembleia da República Luís Patrão 6 Março 2008 Portugal é um dos 20 principais destinos mundiais 2007 Turistas do Estrangeiro 12,3 milhões Dormidas Globais 39,6 milhões Receitas

Leia mais

Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães

Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães Mini-MBA de Especialização de Marketing Coordenador/Formador: José Guimarães Índice Duração Total... 2 Destinatários... 2 Perfil de saída... 2 Pré-Requisitos... 3 Objetivo Geral... 3 Objetivos Específicos...

Leia mais

Diagnóstico da Rede Hoteleira do Município de Santa Teresa/ES DIAGNÓSTICO DA REDE HOTELEIRA DO MUNICÍPIO DE SANTA TERESA/ES SANTA TERESA ES

Diagnóstico da Rede Hoteleira do Município de Santa Teresa/ES DIAGNÓSTICO DA REDE HOTELEIRA DO MUNICÍPIO DE SANTA TERESA/ES SANTA TERESA ES DIAGNÓSTICO DA REDE HOTELEIRA DO MUNICÍPIO DE SANTA TERESA/ES SANTA TERESA ES NOVEMBRO DE 2015 PREFEITO MUNICIPAL CLAUMIR ANTÔNIO ZAMPROGNO VICE PREFEITO ZIGUIMAR BUSS SECRETÁRIO DE TURISMO E CULTURA MURILO

Leia mais

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006

2006-2015. Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 2006-2015 Bolsa de Turismo de Lisboa 18 de Janeiro 2006 Portugal 2015 Portugal 2015 - Metas 2005 2015 Douro Douro Oeste Oeste Serra da Estrela Serra da Estrela Alqueva Litoral Alentejano Litoral Alentejano

Leia mais

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março

ROTAS AÉREAS PARA LISBOA. Verão 2011. Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo. Março ROTAS AÉREAS PARA LISBOA Verão 2011 Principais oportunidades para hoteleiros e prestadores de serviços de turismo Março Sumário Oportunidades Reino Unido Londres Alemanha Centro-Oeste Espanha Madrid e

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO GABINETE DO PREFEITO Anexo A Minuta de acompanhamento Parcial do Protocolo de Intenções PROGRAMA PBA JIRAU LOCALIDADE VALOR (R$) Status I PROGRAMA DE COMPENSAÇÃO SOCIAL 16.300.000,00 1) Subprograma de Apoio ao Município 10.300.000,00

Leia mais

HOTELARIA SUSTENTÁVEL, HOTELARIA SOLIDÁRIA!

HOTELARIA SUSTENTÁVEL, HOTELARIA SOLIDÁRIA! HOTELARIA SUSTENTÁVEL, HOTELARIA SOLIDÁRIA! Papel da AHP enquanto maior associação hoteleira nacional Crescimento Sustentável assente no compromisso Económico * Social * Ambiental Símbolos AHP Empenho

Leia mais

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS

PORTFÓLIO DE SERVIÇOS PORTFÓLIO DE SERVIÇOS PORTFÓLIO DE SERVIÇOS Ana Paula Lima Coaching, Consultoria e Palestras é uma empresa especializada em Gestão de Pessoas, que visa identificar o potencial humano e desenvolvê-lo através

Leia mais

Etapa 1. Etapa 2. Etapa 3. Etapa 4

Etapa 1. Etapa 2. Etapa 3. Etapa 4 São Paulo, 02 de janeiro de 2015 PREZADO (A) PARTICIPANTE DO PLANO III, Conforme já divulgado na Edição nº 10 Dezembro/2014 do nosso Jornal e no site, o Plano III da BRF Previdência passará por mudanças

Leia mais

Adequação da Infra-Estrutura do Patrimônio Histórico e Cultural para Utilização Turística

Adequação da Infra-Estrutura do Patrimônio Histórico e Cultural para Utilização Turística Programa 1166 Turismo Social no Brasil: Uma Viagem de Inclusão Ações Orçamentárias Número de Ações 41 10V00000 Apoio a Projetos de Infra-Estrutura Turística Produto: Projeto realizado Unidade de Medida:

Leia mais

1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3. 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4. 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6

1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3. 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4. 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6 RELATÓRIO FINAL Índice Pág. 1. Exposição SEM - Edições 2007/2013 3 2. III Caminhada Solidária Caminhar Por Uma Causa 4 3. Dia Europeu Sem Carros - DESC 6 4. Campanha Eco Condução Informação e Sensibilização

Leia mais

Pamella Vale Valdicleia

Pamella Vale Valdicleia Orientadores: Maria Clara Santos Sálvio Macedo Orientandos: Ana Cláudia Jéssica Moraes Pamella Vale Valdicleia INDICADORES AMBIENTAIS O IBGE (2008) define indicador como uma ferramenta constituída por

Leia mais

TURMAS DE INFORMÁTICA E MUNDO DO TRABALHO 2006.1

TURMAS DE INFORMÁTICA E MUNDO DO TRABALHO 2006.1 TURMAS DE INFORMÁTICA E MUNDO DO TRABALHO 2006.1 APRESENTAM... O TURISMO NO BRASIL E NO MUNDO A partir de 1950 a atividade turística obteve uma considerável elevação. A ampliação do transporte aéreo, marítimo

Leia mais

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO

DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO DIRETRIZES PARA O PROGRAMA DE GOVERNO Formular e implementar estratégias de gestão com participação, transparência, compromisso, responsabilidade e efetividade, potencializando a administração pública

Leia mais

CONCEPT PAPER. EXPOTUR Experiência Autêntica Iª Feira de Turismo de Cabo Verde FIC 25, 26 e 27 de Setembro de 2009

CONCEPT PAPER. EXPOTUR Experiência Autêntica Iª Feira de Turismo de Cabo Verde FIC 25, 26 e 27 de Setembro de 2009 CONCEPT PAPER EXPOTUR Experiência Autêntica Iª Feira de Turismo de Cabo Verde FIC 25, 26 e 27 de Setembro de 2009 O turismo é assumido a nível internacional como um impulsionador da economia a curto e

Leia mais

Estudo de Avaliação da Estratégia e do Processo de Implementação das Estratégias de Eficiência Coletiva (EEC) - PROVERE

Estudo de Avaliação da Estratégia e do Processo de Implementação das Estratégias de Eficiência Coletiva (EEC) - PROVERE ESTUDO DE AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA E DO PROCESSO DE IMPLEMENTAÇÃO DAS ESTRATÉGIAS DE EFICIÊNCIA COLETIVA () - PROVERE Estudo de Avaliação da Estratégia e do Processo de Implementação das Estratégias de

Leia mais

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE)

Investimento Social no Entorno do Cenpes. Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) Investimento Social no Entorno do Cenpes Edson Cunha - Geólogo (UERJ) Msc. em Sensoriamento Remoto (INPE) MBA em Desenvolvimento Sustentável (Universidade Petrobras) Abril / 2010 PETR ROBRAS RESPONSABILIDADE

Leia mais

Revisão do Plano Diretor de Belém. 3ª Audiência Pública Temática Tema: INFRA-ESTRUTURA, MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE

Revisão do Plano Diretor de Belém. 3ª Audiência Pública Temática Tema: INFRA-ESTRUTURA, MOBILIDADE E ACESSIBILIDADE Prefeitura Municipal de Belém Secretaria Municipal de Coordenação Geral do Planejamento e Gestão Revisão do Plano Diretor de Belém (Lei nº 7.603/93) 3ª Audiência Pública Temática Tema: INFRA-ESTRUTURA,

Leia mais

2º Expertise Day. SulAmérica Investimentos

2º Expertise Day. SulAmérica Investimentos 2º Expertise Day SulAmérica Investimentos O que fazemos? Equipamentos Sistemas de Gestão Serviços e Meios de Pagamento Soluções em Tecnologia para Varejo e Hotelaria 2 Onde Estamos EUA (Bathpage):. Fábrica

Leia mais

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens

Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15. Agências de Viagens Barómetro de Conjuntura inverno 2014/15 Agências de Viagens ÍNDICE Sumário Executivo 3 da procura - inverno 2014/15 Portugal - NUTS II Portugal - Principais NUTS II Principais 4 5 6 da procura - verão

Leia mais

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA

Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA Novo Aeroporto de Lisboa e privatização da ANA O turismo de Portugal não precisa de uma cidade aeroportuária nem de um mega aeroporto; O desenvolvimento do turismo de Portugal, num quadro de coesão territorial

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA PLANO DE ATIVIDADES 2012 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TÉNIS DE MESA DESENVOLVIMENTO DA PRÁTICA DESPORTIVA ALTO RENDIMENTO E SELEÇÕES NACIONAIS FORMAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS MARKETING, COMUNICAÇÃO & IMAGEM 1.-

Leia mais

16º Etransport e 10ª FetransRio serão em novembro

16º Etransport e 10ª FetransRio serão em novembro RJ 29/01/2014 Nº 1059 16º Etransport e 10ª FetransRio serão em novembro Consolidado como um dos mais importantes eventos do setor de transportes no Brasil, o Etransport (Congresso sobre Transporte de Passageiros),

Leia mais

Mini MBA Gestão Avançada

Mini MBA Gestão Avançada Mini MBA Gestão Avançada FORMAÇÃO PARA EXECUTIVOS Gestão Curso FEXMMBA 10 Dia(s) 66:00 Horas Introdução Os Cursos de Formação para Executivos, promovidos pela Actual Training, têm por finalidade responder

Leia mais

Especias K21 Exclusivo Atletas e Acompanhantes. - Rapidinho

Especias K21 Exclusivo Atletas e Acompanhantes. - Rapidinho Especias K21 Exclusivo Atletas e Acompanhantes - Rapidinho 04-12-2015 Transporte Terrestre em Van ou Ônibus; Trecho Campo Grande Bonito Saída do aeroporto às 09:30h, 14:30h e 16:30h.(POR VOLTA DE 04H DE

Leia mais

Inovação no Setor da Vinha e do Vinho. 2.ª Edição 2012/2013

Inovação no Setor da Vinha e do Vinho. 2.ª Edição 2012/2013 Inovação no Setor da Vinha e do Vinho 2.ª Edição 2012/2013 Objetivos Reconhecer e premiar um projeto académico, que se destaque no âmbito da inovação no setor da vinha e do vinho. Um prémio que incentiva

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Paraguai. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Paraguai Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios No Paraguai, as micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) podem ser classificadas

Leia mais

OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI...

OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI... OLHANDO ESTA FOTO DESCOBRI... 1 Empreender é... Enxergar e REALIZAR antes o que se torna óbvio depois, provocando sempre a mesma reação: Isto estava na cara. Por que não fizemos antes? 2 Depois de alguns

Leia mais

PLANO DIRETOR DE TIRO COM ARCO OLÍMPICO EM 2016.... PENSAMENTOS e AMBIÇÕES SEM LIMITE... = logo BAF=

PLANO DIRETOR DE TIRO COM ARCO OLÍMPICO EM 2016.... PENSAMENTOS e AMBIÇÕES SEM LIMITE... = logo BAF= PLANO DIRETOR DE TIRO COM ARCO OLÍMPICO EM 2016... PENSAMENTOS e AMBIÇÕES SEM LIMITE... = logo BAF= =logos= COB FITA Tiro com Arco Mundial Ministério do Esporte Peter Nieuwenhuis, janeiro de 2011. Conteúdo;

Leia mais

TESTE DE AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA N.º 1. GEOGRAFIA A - 1º ANO (10º ano)

TESTE DE AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA N.º 1. GEOGRAFIA A - 1º ANO (10º ano) ESCOLA SECUNDÁRIA / 3 JOSÉ CARDOSO PIRES ST.º ANT.º CAVALEIROS - LOURES TESTE DE AVALIAÇÃO DE GEOGRAFIA N.º 1 GEOGRAFIA A - 1º ANO (10º ano) 2007 / 2008 Professora: Dora Moraes Data: 09 Outubro 2007 Aluno:

Leia mais

TOUR FASHION JULHO DE 2016 7 NOITES

TOUR FASHION JULHO DE 2016 7 NOITES JULHO DE 2016 7 NOITES TOUR FASHION Vôos AIR FRANCE / ALITALIA Saída Brasília 03/07/2016 (DOMINGO) ÀS 22H30 Chegada em Milão 04/07/2016 (SEGUNDA-FEIRA) ÀS 16H55 Saída de Milão 11/07/2016 (SEGUNDA-FEIRA)

Leia mais

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira

O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira O turismo e o seu contributo para o desenvolvimento da Madeira Lisboa, 5 de Julho 2012 Bruno Freitas Diretor Regional de Turismo da Madeira O Destino Madeira A Região Autónoma da Madeira (RAM) ocupa, desde

Leia mais

O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014

O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014 O Perfil e o impacto econômico do Visitante da Cidade de Niterói durante a Copa do Mundo 2014 Faculdade de Turismo e Hotelaria Coordenadores da Pesquisa: Prof. Dr. Osiris Marques Prof. Dr. João Evangelista

Leia mais

Balanço Social Anual das Cooperativas

Balanço Social Anual das Cooperativas Balanço Social Anual das Cooperativas Este Balanço Social (BS) deve apresentar ações sociais e ambientais efetivamente realizadas pelas cooperativas. O BS deve ser resultado de amplo processo participativo

Leia mais

CONTATO: Sr. Francisco Mendonça 41 99634933 03fam10@gmail.com / chico@ufpr.br

CONTATO: Sr. Francisco Mendonça 41 99634933 03fam10@gmail.com / chico@ufpr.br 7MARESCOTAÇÃO: 02010-2 MOTIVO: AONDE: VIAJANTES: VI SEMINÁRIO LATINO-AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA E II SEMINÁRIO IBERO- AMERICANO DE GEOGRAFIA FÍSICA de 26 A 28/MAIO/2010 COIMBRA/PORTUGAL Sr. Francisco

Leia mais

Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016

Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016 SEGURANÇA SOCIAL Pedido de Licenciamento Atualizado em: 06-04-2016 Esta informação destina-se a Estabelecimentos e Apoio Social que queiram exercer atividade. O que é Os estabelecimentos de apoio social

Leia mais

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2

1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1. 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 Revista de Imprensa 12-05-2010 1. Primeiro de Janeiro, 04-05-2010, Capital de risco cresce 14% 1 2. Diário Económico, 04-05-2010, Actividade de capital de risco cresceu 14% 2 3. Económico Online, 03-05-2010,

Leia mais

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté.

PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO. Todos por Abaeté. PROPOSTA DE GOVERNO ANO 2013 2016 COLIGAÇÃO Todos por Abaeté. Queremos um Abaeté onde todos possam participar das decisões sobre os investimentos públicos e fiscalizar os serviços prestados. Uma cidade

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. TIC e Eficiência Energética, o Estado a dar o exemplo APDC Lisboa, 23 de Junho de 2010

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA. TIC e Eficiência Energética, o Estado a dar o exemplo APDC Lisboa, 23 de Junho de 2010 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA TIC e Eficiência Energética, o Estado a dar o exemplo APDC Lisboa, 23 de Junho de 2010 0 PLANO NACIONAL DE ACÇÃO PARA 1 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA RESULTADOS 2009 1 Programas do Portugal

Leia mais

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL

POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL POLÍTICAS PARA O DESENVOLVIMENTO DA INDÚSTRIA DE GÁS NATURAL NO BRASIL Professor Jorge Chami Novembro de 2014 O Monopólio da Petrobras Depois de 17 anos da quebra do monopólio da Petrobras (1997-14) Concentração

Leia mais

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010 WORLD CUP Turistas do Sul, Junho/20 Total: 4.835 entrevistas : 46% (n=2.204) : 4% (n=202) : 41% (n=2.000) : 6% (n=307) : 3% (n=122) Perfil dos entrevistados PRINCIPAL FINANCIADOR DA VIAGEM Está pagando

Leia mais

ATIVIDADE CONSULTORIA ESTRATÉGICA MARKETING E COMUNICAÇÃO ESTUDOS EVENTOS PUBLICAÇÕES FORMAÇÃO

ATIVIDADE CONSULTORIA ESTRATÉGICA MARKETING E COMUNICAÇÃO ESTUDOS EVENTOS PUBLICAÇÕES FORMAÇÃO 1 ATIVIDADE 6 ATIVIDADE CONSULTORIA ESTRATÉGICA MARKETING E COMUNICAÇÃO ESTUDOS EVENTOS PUBLICAÇÕES FORMAÇÃO 7 ESTUDOS Os estudos são ferramentas importantes para conhecer tendências, comportamentos, perfis

Leia mais

Índice de Preços Turístico

Índice de Preços Turístico Índice de Preços Turístico 04 de Setembro de 2015 2º Trimestre 2015 Contacto (s): Olga Cruz Próxima edição: 16 de Outubro 2015 (3º Trim.) Olga.cruz@ine.gov.cv Raimundo Lopes Raimundo.lopes@ine.gov.cv Preços

Leia mais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais

Contribuição da União, de suas Autarquias e Fundações para o Custeio do Regime de Previdência dos Servidores Públicos Federais Programa 1374 Desenvolvimento da Educação Especial Ações Orçamentárias Número de Ações 15 05110000 Apoio ao Desenvolvimento da Educação Especial Projeto apoiado Unidade de Medida: unidade UO: 26298 FNDE

Leia mais

EMPRESAS 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.6

EMPRESAS 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.6 II EMPRESAS 2.1 Termo de Adesão 2.2 Formulário de Identificação 2.3 Autorização de uso de imagem organizacional 2.4 Autorização de uso de imagem pessoal 2.5 Questionário 2.6 Diretrizes para o envio de

Leia mais