Instituto. Rede Informática. Novembro de 2003

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instituto. Rede Informática. Novembro de 2003"

Transcrição

1 Instituto Politécnico de Lisboa Rede Informática Novembro de

2

3 Comunicações Ligação à Internet via FCCN (6Mbit/s utilizando ATM) Ligação a cada uma das escolas e serviços do IPL, localizadas em Lisboa e na Amadora (2Mbit/s por ponto de acesso utilizando ATM): Serviços Centrais do IPL (SC) Serviços de Acção Social do IPL (SAS) Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa (ISCAL) Escola Superior de Comunicação Social (ESCS) Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC) Escola Superior de Dança a (ESD) Escola Superior de Música M (ESM)

4 Endereços Internet utilizados Gestão de 5 classes C (1280 endereços públicos). p Gestão de 1 classe A (2 24 endereços privados). Gestão de 16 classes B (2 20 endereços privados). A rede do IPL é utilizada por máquinas

5 Equipamentos de comunicações 15 Routers Cisco,, modelos 7200, 3600, 3700, 2500 e Link Wireless entre ESCS e SC. 1 Concentrador de VPNs para proporcionar ligações remotas, seguras, às s bases de dados associadas ao Portal. 1 Sistema Firewall/IDS integrado no router principal que limita as comunicações de forma a evitar ataques a sistemas internos e abusos de serviço

6 Infra-estrutura de suporte do Datacenter Tolerância a falhas de energia assegurada por 7 unidades de alimentação ininterrupta (UPS) que mantêm os sistemas em funcionamento por pelo menos 30 minutos após s falha de energia externa. Dois sistemas de Ar Condicionado que refrigeram e mantêm os níveis n de humidade dentro dos limites adequados, funcionando em redundância e com actividade alternada. Acesso às s consolas dos servidores por 3 comutadores Keyboard Vídeo V and Mouse (KVM) em 3 terminais directamente ligados e 2 ligações adicionais por TCP/IP sobre rede Ethernet

7 Serviços suportados 2 Servidores DHCP a servirem, em redundância, um total de 137 sub-redes IP (cerca de pedidos atendidos por dia). 1 Servidor de Base de Dados SQL (MySQL( MySQL) de suporte aos restantes serviços como, por exemplo: VOIP (VoiceVoice Over IP) VOIP ( Inscrições via Web em eventos Autenticação de acessos ao Correio Electrónico Autenticação ao acesso à rede sem fios Autenticação do acesso às áreas de publicação Web dos sites virtuais Serviço o de fórunsf Armazenamento do historial dos equipamentos ligados à rede Validação dos sistemas de auto activação de serviços

8 Serviços suportados 1 Servidor RADIUS para controlo de acessos e contabilização. 6 Servidores de DNS para mapeamento de nomes e endereços. Gestão de 3 domínios.pt e respectivos sub-dom domínios em dois servidores autoritários: rios: ISEL.PT; IPL.PT; ISCAL.PT Atendidos cerca de pedidos de resolução de DNS por dia. Dois servidores autoritários rios fazem o mapeamento de resolução de pedidos de nome correspondentes aos IPs públicos. Atendidos cerca de pedidos internos por dia nos dois servidores forwarders

9 Serviços suportados 3 Servidores WebCache/Proxy Servem actualmente cerca de 2,5 Milhões de pedidos por dia Tráfego de download (só sentido FCCN para ISEL) na linha exterior de 13 Gbytes/dia. Cerca de 2.2 Tera bytes servidos em 2002 resultantes de 302 milhões de pedidos. 1 Servidor de Internet Relay Chat (IRC) ligado à rede Nacional PTnet (com acesso condicionado a utilizadores com relação ao IPL)

10 Serviços suportados 2 Servidores de correio electrónico 25 domínios virtuais de correio com um total de caixas de correio. Cerca de acessos por dia de recolha de correio. Cerca de ligações por dia de depósito de correio. Correio filtrado por sistema de Antivírus. Correio classificado por sistema de detecção de SPAM. Acesso via POP3/SMTP. Acesso alternativo via WebMail

11 1 Servidor de HTTP/WWW Serviços suportados A servir em virtual hosting 37 WebSites pedidos atendidos por dia 3,8 GBytes de tráfego diário

12 Serviços suportados 1 Servidor HTTP/WWW de Mirrors Cópia local de acesso a alto débito d (10/100Mbit/s) de conteúdos de elevada dimensão frequentemente acedidos Actualizações de aplicações e sistemas operativos Windows 2000/XP Office 2000/XP Linux RedHat Imagens em formato ISO9660 dos CDs de instalação dos sistemas operativos de uso livre mais comuns Sites FreeBSD RedHat Linux Mandrake Linux Slackware Linux Hardware Book Linux Kernel IPv6 HowTo Tucows/LinuxBerg Qmail.org 12 Reiserfs

13 Serviços suportados 1 Servidor de Streaming para digitalização e difusão de eventos (áudio( e vídeo) v via Internet. 1 Servidor de detecção de intrusões (IDS) que procura e alerta para padrões conhecidos de ataques ao funcionamento dos sistemas

14 Servidores de rede Os serviços de rede são suportados fisicamente por 25 servidores de arquitectura Intel (na maioria multiprocessadores) ) e Alpha (DEC) a correrem sistemas operativos, na sua maioria, RedHat Linux e Windows 2000/2003/XP

15 Projectos em curso

16 Projectos em curso Campus virtuais O projecto (no valor de perto de ) ) com que o IPL concorreu à iniciativa Campus virtuais foi aprovado pela UMIC/POSI, estando agora iniciar-se a fase de aquisição, instalação e configuração os seguintes itens: 134 Access Points (APs)) de rede sem fios IEEE802.11b/g 32 Comutadores idênticos aos jáj existentes (Cat2950) 3 Comutadores Multilayer de Gigabit Ethernet (Cat3550) 1 Comutador Multilayer Catalyst 6500 com módulos m de balanceamento de carga (SLB) e Firewall de elevado desempenho para desempenhar as funções de nón central do Datacenter 9 Routers de acesso (Cisco1721 / Cisco3700) 1 Router/Concentrador de VPNs para acessos remotos seguros à rede interna (Cisco7200) 46 Novas redes virtuais (VLANs( VLANs)

17 Projectos em curso Campus virtuais Estão incluídos no projecto dos Campus virtuais um conjunto de aplicações (Portal( Portal) ) que irão permitir melhorar a interface com alunos e docentes do IPL, como a utilização da Internet para efectuar matriculas, consulta de notas, lançamento amento de notas, assim como muitos outros serviços

18 Projectos em curso Voz sobre IP Sistema Voice over IP (VoIP), actualmente apenas com inter operação com a central telefónica do ISEL, com o objectivo de podermos vir a proporcionar à comunidade conectividade telefónica em qualquer ponto da rede informática, sem necessidade de recorrer aos telefones clássicos. Hardware em teste: 3 Telefones VoIP (Cisco IP Phone 7940). 1 Conversor para linha telefónica analógica para ligação de Fax ou telefones analógicos. Módulo de duas ligações RDIS à central telefónica que proporciona (actualmente) um máximo m de quatro chamadas em simultâneo entre rede VoIP e PSTN. Sistema SIP a funcionar como central telefónica VoIP

19 Projectos em curso Outras iniciativas Interfaces Web,, diversas, para facilitar a relação dos utilizadores com a rede Triagem de problemas de conectividade. Auto activação de caixas de correio. Activação de área de páginas p pessoais e de armazenamento de dados. Activação de acessos à rede sem fios ( (Wireless). Reestruturação da interface de gestão de caixas de correio, ferramenta usada pelos administradores dos diferentes domínios de

20 Futuro

21 Fases seguintes Aquisição do primeiro conjunto de equipamento. Equipamentos centrais, de infra-estrutura e 40% dos pontos de acesso (APs( APs) Wireless. Em fase de avaliação de propostas, custo estimado em cerca de Contratação dos serviços de cablagem e instalação física f de equipamentos. Elaboração planos detalhados da obra a executar em cada escola/serviço Escolas/serviços os têm de colaborar no sentido de identificar os locais exactos onde irão ser colocados os APs e os bastidores de infra- estrutura e os caminhos de cabos. Fazer visita a cada escola/serviço o com umas quantas empresas da especialidade para elaboração de orçamentos. Instalação e configuração dos equipamentos jáj adquiridos nas restantes escolas/serviços. os. Infra-estrutura mínima m para suporte ao Portal. Em: ISCAL, ESCS, ESD, ESM, SC-IPL e SAS-IPL. Nas próximas semanas

22 Evolução das comunicações Ligação para o exterior (Internet) vai passar dos actuais 6Mbit/s para 12Mbit/s 6Mbit/s de tráfego nacional/académico. 6Mbit/s de tráfego das origens restantes. Obs: : SóS cerca de 85% destes valores correspondem a débito d útil devido aos desperdícios ( (overhead)) da tecnologia ATM. Ligações entre escolas/serviços os e nón central (ISEL) Torná-las mais tolerantes a falhas de comunicações. Com funcionamento baseado em Portal as dependências vão aumentar. Lançar ar concurso para eventual substituição das linhas dado o contrato actual com a PTPrime terminar no início de Fevereiro de

23 Recursos humanos

24 Recursos humanos A gestão e operação da rede é assegurada pelos seguintes recursos humanos associados à infra-estrutura de rede: 2 docentes e 1 encarregado de trabalhos do ISEL (DEETC) que executam as tarefas principais de: Coordenação e relação com entidades externas e internas. Gestão técnica t das infra-estruturas. Gestão de aplicações e serviços. Desenvolvimento de software, planeamento e esquematização. 3 Alunos que colaboram na gestão da rede, desenvolvimento de software e investigação/teste de novos serviços e sistemas

25 Evolução dos recursos humanos Face à dimensão da rede informática do IPL os recursos humanos actuais, apesar das boas vontades existentes, revelam-se insuficientes. Assim, está a decorrer no IPL um concurso para a admissão dum técnico t especialista em informática, o mesmo se passando ao nível n do ISEL. Pretende-se com estes dois técnicos t a admitir conseguir com um dar apoio à gestão e operação da rede informática do IPL e com o outro dar apoio à gestão do portal do IPL. Pretende-se com estas admissões aliviar os docentes que actualmente executam estas tarefas e apoiar o único técnico t especialista, do ISEL, envolvido nas tarefas associadas ao portal

Linhas de comunicação Internet

Linhas de comunicação Internet IPLNet Analise da situação actual, recolha de opiniões, planos futuros Linhas de comunicação Internet Situação actual: Linha de 2Mbit/s para a RCTS, limitada contratualmente pela RCTS a 1.5Mbit/s Praticamente

Leia mais

Apoio à compatibilização do IPv6 em instituições de Ensino Superior ligadas à RCTS

Apoio à compatibilização do IPv6 em instituições de Ensino Superior ligadas à RCTS Apoio à compatibilização do IPv6 em instituições de Ensino Superior ligadas à RCTS Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) Pedro Ribeiro Lisboa, Pequeno Auditório do LNEC 15/12/09 1 BARREIRAS ANTERIORES

Leia mais

Nuno Cruz Infra-Estrutura VoIP

Nuno Cruz <ncruz@net.ipl.pt> Infra-Estrutura VoIP Nuno Cruz Infra-Estrutura VoIP Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Semana Informática 2007 Cronologia Setembro 2002 Primeira aproximação ao VoIP no ISEL, relacionado com um Projecto

Leia mais

Barreiras e dificuldades na implementação do IPv6

Barreiras e dificuldades na implementação do IPv6 Barreiras e dificuldades na implementação do IPv6 Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) Pedro Ribeiro Hotel Olissippo Oriente Lisboa, 19 de Maio de 2010 1 CONTEXTO IPL Escolas e serviços dispersos por

Leia mais

Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas

Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas UNIVERSIDADE TÉCNICA DE LISBOA INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO Redes de Comunicações Móveis / Tecnologias de Redes de Comunicações / Segurança Informática em Redes e Sistemas Enunciado do Projecto Conjunto

Leia mais

Nuno Cruz Infra-Estrutura VoIP. Instituto Politécnico de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa

Nuno Cruz <ncruz@net.ipl.pt> Infra-Estrutura VoIP. Instituto Politécnico de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Nuno Cruz Infra-Estrutura VoIP Instituto Politécnico de Lisboa Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Universo IPL 8 Pólos 15000 alunos ISEL 7500 alunos 1500 docentes 500 funcionários

Leia mais

MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS. Especificação do Projecto

MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS. Especificação do Projecto MERC 2010/11 RCM/TRC/SIRS Especificação do Projecto Grupo nº: 9 Turno (e campus): Taguspark Nome Número Luís Silva 68672 Ivo Marcelino 70684 José Lucas 70685 Nome do Projecto Enterprise Digital Content

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Projecto de cablagem estruturada Adriano Lhamas, Berta Batista, Jorge Pinto Leite Março de 2007 Projecto de cablagem Metodologia 1. Definição de requisitos 2. Planeamento 3. Projecto 2 Exemplo Empresa

Leia mais

Redes e Telecomunicações. 2º Pacote. Formação em

Redes e Telecomunicações. 2º Pacote. Formação em 2º Pacote Formação em Redes de Computadores Formação em Redes de Computadores Exposição dos conteúdos por um docente do ISEL do grupo de redes de comunicações Formação adequada a vários níveis de experiência

Leia mais

A Rede Informática do ISEL e do IPL

A Rede Informática do ISEL e do IPL A Rede Informática do ISEL e do IPL Nuno Cruz Pedro Ribeiro Vítor Almeida 2000/12/04 Nuno Cruz / Pedro Ribeiro / Vítor Almeida #1 Índice Objectivo História Unidade de Apoio Informático (UAI) Rede do IPL

Leia mais

Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico - 2005/2006. 1 Introdução. 2 Configuração de Redes

Enunciados dos Trabalhos de Laboratório. Instituto Superior Técnico - 2005/2006. 1 Introdução. 2 Configuração de Redes Enunciados dos Trabalhos de Laboratório Instituto Superior Técnico - 2005/2006 1 Introdução A empresa XPTO vende serviços de telecomunicações. O seu portfólio de serviço inclui: acesso à Internet; serviço

Leia mais

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos

Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico. Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Universidade Técnica de Lisboa Instituto Superior Técnico Guia de Laboratório de Gestão de Redes e Sistemas Dsitribuídos Teresa Maria Sá Ferreira Vazão Vasques LERCI LEIC Versão 3.0 Setembro de 2005 Conteúdo

Leia mais

Formação em Redes de Computadores, composta pelos seguintes módulos:

Formação em Redes de Computadores, composta pelos seguintes módulos: O grande crescimento da Internet e das tecnologias e serviços a ela associados, bem como a liberalização do mercado das telecomunicações, está a originar uma procura de profissionais na área das Tecnologias

Leia mais

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação do Sistema Operativo CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.06 Data: 2010-11-15 SO CAMES 1 ÍNDICE A Apresentação do CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server - Sistema Operativo de

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server

Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Especificação da Appliance + SO CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server Versão: 1.05 Data: 2010-12-15 Appliance CAMES.GT 1 ÍNDICE A Apresentação da Appliance CAMES - CAixa Mágica Enterprise Server B Características

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VIII Serviços de Redes Duração: 20 tempos Conteúdos (1) 2 Caraterizar, instalar

Leia mais

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota

Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Descrição dos serviços Especificações de oferta Monitorização da infra-estrutura remota Este serviço oferece serviços de Monitorização da infra-estrutura remota Dell (RIM, o Serviço ou Serviços ) conforme

Leia mais

UFSC - Infraestrutura e Serviços de TIC Visão Geral

UFSC - Infraestrutura e Serviços de TIC Visão Geral Ponto de Presença da RNP em Santa Catarina Rede Metropolitana de Educação e Pesquisa da Região de Florianópolis 04 e 05 Outubro/2012 UFSC - Infraestrutura e Serviços de TIC Visão Geral Edison Tadeu Lopes

Leia mais

Redes de Distribuição de Conteúdos Enunciado do Trabalho Prático

Redes de Distribuição de Conteúdos Enunciado do Trabalho Prático Redes de Distribuição de Conteúdos Enunciado do Trabalho Prático Este trabalho pretende familiarizar os alunos com as redes de distribuição de conteúdos. Para tal terão de implementar diversos componentes

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic.

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. O seguinte Guia de Instalação de Hardware explica-lhe passo-a-passo como

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores São dois ou mais computadores ligados entre si através de um meio.a ligação pode ser feita recorrendo a tecnologias com fios ou sem fios. Os computadores devem ter um qualquer dispositivo

Leia mais

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação

Cláusula 1.º Objecto. Cláusula 2.º Especificação da prestação CADERNO DE ENCARGOS CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DE UM PROJECTO DE ARQUIVO DIGITAL DE INFRA-ESTRUTURAS DE IT O presente Caderno de Encargos compreende as cláusulas a incluir no contrato

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G

Escola Superior de Gestão de Santarém. Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos. Peça Instrutória G Escola Superior de Gestão de Santarém Pedido de Registo do CET Instalação e Manutenção de Redes e Sistemas Informáticos Peça Instrutória G Conteúdo programático sumário de cada unidade de formação TÉCNICAS

Leia mais

VLAN - Virtual LAN. Objectivo

VLAN - Virtual LAN. Objectivo Virtual LAN (VLAN) VLAN - Virtual LAN Objectivo Criação de redes locais virtuais sobre uma rede local física composta por um ou mais equipamentos activos Vários domínios de broadcast num (ou mais) switch

Leia mais

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas.

Solução Base. Descrição do Serviço. A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. Solução Base Descrição do Serviço A melhor solução de Internet e Voz para Profissionais e Empresas. O acesso Internet Banda Larga que evolui com as suas necessidades. Características Solução adequada para:

Leia mais

1. Disposições Gerais

1. Disposições Gerais Instituto Politécnico de Santarém CiIPS Centro de Informática ANEXO REGULAMENTO INTERNO Junho de 2007 1. Disposições Gerais 1.1. Organização Interna 1.1.1. O CiIPS adopta uma forma de organização interna

Leia mais

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Interligações de LANs: Equipamentos Elementos de interligação de redes Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Ligação Física LLC MAC Gateways

Leia mais

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas

SiDEI. Sistema de Avaliação Automática de Alunos. Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas SiDEI Sistema de Avaliação Automática de Alunos Gestão e Desenvolvimento de Aplicações Informáticas Disciplina de Engenharia de Software Instituto Superior de Engenharia do Porto Alunos: André Serafim

Leia mais

Software de gestão em tecnologia Web

Software de gestão em tecnologia Web Software de gestão em tecnologia Web As Aplicações de Gestão desenvolvidas em Tecnologia Web pela Mr.Net garantem elevados níveis de desempenho, disponibilidade, segurança e redução de custos. A Mr.Net

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM ANO: 11º Redes de Comunicação ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 Componentes de um sistema de comunicações; Sistemas Simplex, Half-Duplex e Full- Duplex; Transmissão de sinais analógicos e digitais; Técnicas

Leia mais

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP

Licenciatura em Eng.ª Informática Complementos de Redes - 3º Ano - 2º Semestre. Trabalho Nº 4 - VoIP Trabalho Nº 4 - VoIP 1. Introdução A utilização de tecnologia VoIP como alternativa às redes telefónicas tradicionais está a ganhar cada vez mais a aceitação junto dos utilizadores, e está sobretudo em

Leia mais

A rede metropolitana do IPL em 2015

A rede metropolitana do IPL em 2015 A rede metropolitana do IPL em 2015 Pedro Ribeiro pribeiro@net.ipl.pt 200Mbps A rede antiga FCCN Ligações de baixo débito ESTeSL 20Mbps 10Gbit/s 1Gbps ISEL Serviço L2 ponto-a-ponto ESD 20Mbps IPLNet CORE

Leia mais

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate

CENTRO DE INFORMATICA CCNA. Cisco Certified Network Associate CENTRO DE INFORMATICA CCNA Cisco Certified Network Associate E ste currículo ensina sobre redes abrange conceitos baseados em tipos de redes práticas que os alunos podem encontrar, em redes para residências

Leia mais

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas

Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas Telefonia IP na UFSC Experiências e Perspectivas BoF VoIP Experiências de Perspectivas RNP, Rio de Janeiro, 22 Agosto 2011 Edison Melo SeTIC/UFSC PoP-SC/RNP edison.melo@ufsc.br 1 Histórico Serviço VoIP4All

Leia mais

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3

DELEGAÇÃO REGIONAL DO ALENTEJO CENTRO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE ÉVORA REFLEXÃO 3 REFLEXÃO 3 Módulos 0771, 0773, 0774 e 0775 1/5 18-02-2013 Esta reflexão tem como objectivo partilhar e dar a conhecer o que aprendi nos módulos 0771 - Conexões de rede, 0773 - Rede local - instalação,

Leia mais

Redes de computadores e Internet

Redes de computadores e Internet Polo de Viseu Redes de computadores e Internet Aspectos genéricos sobre redes de computadores Redes de computadores O que são redes de computadores? Uma rede de computadores é um sistema de comunicação

Leia mais

melhor e mais inovador

melhor e mais inovador Conheça o melhor e mais inovador de Portugal. Prime TI s Mais de 2000 m2 850 Bastidores 4 Salas de alojamento 2 Salas networking Salas de staging Salas UPS Sala de clientes Sala bandoteca Serviços de storage,

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Redes de Computadores 3º Ano / 1º Semestre Eng. Electrotécnica Ano lectivo 2005/2006 Sumário Sumário Perspectiva evolutiva das redes telemáticas Tipos de redes Internet, Intranet

Leia mais

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service

Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior. Arquiteto de Projeto PL. Analista de Operações Técnicas. Analista Field Service Analista de Service Desk Júnior / Pleno / Senior - Superior completo ou cursando Tecnologia da Informação, Engenharia da Computação, Ciência da Computação ou áreas correlatas. - Conhecimento das funções

Leia mais

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual

Engenharia de Software Sistemas Distribuídos. 2º Semestre, 2007/2008. Departamento Engenharia Informática. Enunciado do projecto: Loja Virtual Engenharia de Software Sistemas Distribuídos 2º Semestre, 2007/2008 Departamento Engenharia Informática Enunciado do projecto: Loja Virtual Fevereiro de 2008 Índice Índice...2 Índice de Figuras...3 1 Introdução...4

Leia mais

ANEXO 3 REQUISITOS DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO. 1. Requisitos de rede

ANEXO 3 REQUISITOS DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO. 1. Requisitos de rede ANEXO 3 REQUISITOS DE TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO A Parte Portuguesa tomará todas as medidas necessárias para disponibilizar gratuitamente à UIT a infra-estrutura de TI (Tecnologias de Informação), equipamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS

TERMO DE REFERÊNCIA. Serviços de informática. Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS TERMO DE REFERÊNCIA Serviços de informática Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS 1 I VISITA IN LOCO No dia 24 de junho de 2014 na sede da Prefeitura Municipal de Vitória das Missões-RS realizamos

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº3 Rede Ponto-a-Ponto; Rede Cliente-Servidor; WAN básica com Routers 1 Objectivo Criar

Leia mais

1.1 A abordagem seguida no livro

1.1 A abordagem seguida no livro 1- Introdução A área de administração de sistemas e redes assume cada vez mais um papel fundamental no âmbito das tecnologias da informação. Trata-se, na realidade, de uma área bastante exigente do ponto

Leia mais

Manual. Honeypots e honeynets

Manual. Honeypots e honeynets Manual Honeypots e honeynets Honeypots No fundo um honeypot é uma ferramenta de estudos de segurança, onde sua função principal é colher informações do atacante. Consiste num elemento atraente para o invasor,

Leia mais

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório

Laboratório de Sistemas e Redes. Nota sobre a Utilização do Laboratório Nota sobre a Utilização do Laboratório 1. Introdução O laboratório de Sistemas e Redes foi criado com o objectivo de fornecer um complemento prático de qualidade ao ensino das cadeiras do ramo Sistemas

Leia mais

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA

MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA MANUAL WIRELESS DOS PONTOS MUNICIPAIS DE BANDA LARGA Introdução O Projecto Municipal dos Pontos Municipais de Banda Larga (PMBL) pretende dotar o Município de Almeida de equipamentos e infra-estruturas

Leia mais

Claranet Service Description. Dedicated Hosting Linux

Claranet Service Description. Dedicated Hosting Linux Claranet Service Description Dedicated Hosting Linux Claranet Service Description - Dedicated Hosting Linux - 20100801.doc Página 2 de 8 Clara Dedicated Hosting Linux Pode escolher uma solução pré-definida

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO

CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO CONDIÇÕES PARTICULARES DE ALOJAMENTO PARTILHADO ARTIGO 1 : OBJECTO (Última versão datada de 16 de Fevereiro de 2011) As presentes condições particulares têm por objecto definir as condições técnicas e

Leia mais

Glossário de Internet

Glossário de Internet Acesso por cabo Tipo de acesso à Internet que apresenta uma largura de banda muito superior à da linha analógica. A ligação é feita com recurso a um modem (de cabo), que se liga à ficha de sinal de TV

Leia mais

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO ::

1 de 5 Firewall-Proxy-V4 :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: 1 de 5 Firewall-Proxy-V4 D O C U M E N T A Ç Ã O C O M E R C I A L FIREWALL, PROXY, MSN :: MANTENDO O FOCO NO SEU NEGÓCIO :: Se o foco do seu negócio não é tecnologia, instalar e manter por conta própria

Leia mais

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC

Empresa de Projecto e Desenvolvimento de. Engenharia Civil - EPDEC Empresa de Projecto e Desenvolvimento de Engenharia Civil - EPDEC Pedido de Proposta para Implementação da Rede Informática Projecto: Rede Informática da EPDEC Novembro de 2007 Índice 1 Introdução...1

Leia mais

4 Serviços de Aplicação

4 Serviços de Aplicação 4 Serviços de Aplicação A existência de um suporte de comunicação permite a interligação de diversos dispositivos e também a disponibilização de diversas aplicações que adicionam funcionalidades ao sistema.

Leia mais

Introdução. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006

Introdução. Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Redes de Computadores Introdução Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Bragança Março de 2006 Um pouco de História Século XVIII foi a época dos grandes sistemas mecânicos Revolução

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Relató rió. Gestão de equipamento activo de rede

Relató rió. Gestão de equipamento activo de rede Relató rió INSTITUTO POLITÉCNICO DE BEJA ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO Gestão de equipamento activo de rede Trabalho realizado por: Tiago Conceição Nº 11903 Tiago Maques Nº 11904 Paulo Martins

Leia mais

GRUPO DISICPLINAR - Informática

GRUPO DISICPLINAR - Informática Curso: Tecnológico de Informática ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 1ª UNIDADE DE ENSINO-APRENDIZAGEM: Fundamentos de Transmissão CARGA HORÁRIA: 10 UNIDADES LECTIVAS 1º PERÍODO Noções Básicas de Transmissão

Leia mais

Professor: Gládston Duarte

Professor: Gládston Duarte Professor: Gládston Duarte INFRAESTRUTURA FÍSICA DE REDES DE COMPUTADORES Computador Instalação e configuração de Sistemas Operacionais Windows e Linux Arquiteturas físicas e lógicas de redes de computadores

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade

Introdução. Confiabilidade. Conformidade. Segurança. Optimização e Disponibilidade Introdução Desenvolvido segundo um modelo de bases de dados relacionais, podem ser realizadas personalizações à medida de cada empresa, em conformidade com o Sistema de Informação existente e diversas

Leia mais

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Tecnologias Avançadas de Redes Enunciado da 2ª parte do trabalho (semestre de vera o 2011/2012)

Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Tecnologias Avançadas de Redes Enunciado da 2ª parte do trabalho (semestre de vera o 2011/2012) Instituto Superior de Engenharia de Lisboa ADEETC Tecnologias Avançadas de Redes Enunciado da 2ª parte do trabalho (semestre de vera o 2011/2012) Data limite de entrega do relatório do trabalho: 8 de Julho

Leia mais

Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local.

Reconhecer a estrutura de um sistema operativo. Definir um plano de instalação de um servidor de rede local. FICHA TÉCNICA Exercício nº 7 Data de Aplicação 12/02/2009 NOME DO EXERCÍCIO Selecção de Hardware para Rede Local 773 DESTINATÁRIOS Duração Pré Requisitos Recursos / Equipamentos Orientações Pedagógicas

Leia mais

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS

INFORMÁTICA PARA CONCURSOS INFORMÁTICA PARA CONCURSOS Prof. BRUNO GUILHEN Vídeo Aula VESTCON MÓDULO I - INTERNET Aula 01 O processo de Navegação na Internet. A CONEXÃO USUÁRIO PROVEDOR EMPRESA DE TELECOM On-Line A conexão pode ser

Leia mais

Actividade 3: Configuração de VLANs

Actividade 3: Configuração de VLANs Actividade 3: Configuração de VLANs Gestão de Sistemas e Redes 1. Introdução As VLANs operam no nível 2 e permitem segmentar as redes locais em múltiplos domínios de difusão. Isto pode ser feito de forma

Leia mais

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on

Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Conteúdo do pacote de 03 cursos hands-on Windows Server 2012 Virtualização Hyper-v Firewall Pfsense C o n t e ú d o d o c u r s o H a n d s - on 2 Sumário 1 Conteúdo Windows 2012... 3 2 Conteúdo Virtualização...

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Comunicação entre computadores o Modelo OSI

Comunicação entre computadores o Modelo OSI Comunicação entre computadores o Modelo OSI Antes de avançar, vamos ver o significado de alguns conceitos. A nível das tecnologias de informação, há um conjunto de normas, padrões e protocolos que são

Leia mais

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet.

GESTIP. Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. GESTIP Web Hosting - Desenvolvimento e alojamento de sites e ligação à Internet. Maio de 2007 Gestip 2 Índice INTRODUÇÃO...3 CARACTERIZAÇÃO DA COLABORAÇÃO...4 CONCEPÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO WEB SITE...4

Leia mais

IPv6@ESTG-Leiria Mecanismos de transição IPv6

IPv6@ESTG-Leiria Mecanismos de transição IPv6 IPv6@ESTG-Leiria Mecanismos de transição IPv6 Luís Diogo, Óscar Brilha, Nuno Veiga Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria Instituto Politécnico de Leiria Morro da Lena Alto Vieiro 2401-951 Leiria

Leia mais

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs Cablagem de LANs Nível Físico de uma Redes Local Uma rede de computadores pode ser montada utilizando vários tipos de meios físicos.

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 2012 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003

Informação Útil Já disponível o SP1 do Exchange Server 2003 Novidades 4 Conheça as principais novidades do Internet Security & Acceleration Server 2004 Membro do Microsoft Windows Server System, o ISA Server 2004 é uma solução segura, fácil de utilizar e eficiente

Leia mais

1.1 Desafios da administração de redes

1.1 Desafios da administração de redes 1 - Introdução As redes informáticas fazem já parte do nosso dia-a-dia, mesmo quando não nos apercebemos de que elas estão lá. Tentemos imaginar um mundo sem redes de comunicação de dados e sem Internet,

Leia mais

Redes de Comunicações. Redes de Comunicações

Redes de Comunicações. Redes de Comunicações Capítulo 0 Introdução 1 Um pouco de história Século XVIII foi a época dos grandes sistemas mecânicos Revolução Industrial Século XIX foi a era das máquinas a vapor Século XX principais conquistas foram

Leia mais

IPv6 Essencial. Porquê? 14/04/15

IPv6 Essencial. Porquê? 14/04/15 IPv6 Essencial Pedro Ribeiro Instituto Politécnico de Lisboa (IPL) Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (ISEL) pribeiro@net.ipl.pt Porquê? * IPv4 tem mais de 40 anos! * Pensado para redes de kilobits/s

Leia mais

Relatório de Instalação do Windows 2003 Server

Relatório de Instalação do Windows 2003 Server Curso Profissional de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Relatório de Instalação do Windows 2003 Server Instalação do Windows 2003 Server quarta-feira, 3 de dezembro de 2013 Índice Introdução...

Leia mais

BREVE MANUAL WIRELESS

BREVE MANUAL WIRELESS BREVE MANUAL WIRELESS Introdução O Projecto Municipal Seixal Digital pretende dotar o município do Seixal de equipamentos e infraestruturas que permitam o acesso às tecnologias de informação e comunicação.

Leia mais

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos

IPv6@ESTG-Leiria. Vítor A. C. Santos IPv6@ESTG-Leiria Vítor A. C. Santos 7.ª Conferência em Redes e Serviços de Comunicação ESTG-Leiria, 3 de Maio de 2006 Agenda Objectivos e Motivação IPv6 Projectos Envolvidos Objectivos e Resultados Rede

Leia mais

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br

EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2014 Realização: FRAMINAS - http://www.gestaoconcurso.com.br - comunicacao@gestaoconcurso.com.br RETIFICAÇÃO 01 DO EDITAL 01/2014 A Cemig Telecomunicações S.A. - CEMIGTelecom, no uso de suas atribuições constitucionais, torna público as alterações abaixo especificadas relativas ao do Edital 01/2014

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia

Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Instituto Superior Politécnico Gaya Escola Superior de Ciência e Tecnologia Engenharia Informática Redes e Computadores 2006/2007 Levantamento e Inventariação de Rede Privada Rafael Esteves Alves Forno

Leia mais

Nome do estudante:...

Nome do estudante:... Nome do estudante:... Escreva o nome no cabeçalho de todas as folhas de exame que entregar; Apresente as respostas na sua folha de exame segundo a ordem correspondente do enunciado; Leia atentamente o

Leia mais

1 de 6 25/08/2015 10:22

1 de 6 25/08/2015 10:22 1 de 6 25/08/2015 10:22 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria Executiva Subsecretaria de Planejamento e Orçamento Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano Termo de Adjudicação

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final

Escola Superior de Tecnologia de Setúbal. Projecto Final Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Tecnologia de Setúbal Departamento de Sistemas e Informática Projecto Final Computação na Internet Ano Lectivo 2002/2003 Portal de Jogos Executado por:

Leia mais

1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados

1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados 1. Virtual LANs (VLANs) ISEL/DEETC Secção de Redes de Comunicação de Dados VLANS - Virtual LANs Objectivo Criação de redes locais virtuais sobre uma rede local física composta por um ou mais equipamentos

Leia mais

Preçário SPECTRAM. Endereço. Telefone. Serviços IT e Revenda. Rua Tintshole 4505 Nº 261, R/C - Triunfo Maputo Moçambique

Preçário SPECTRAM. Endereço. Telefone. Serviços IT e Revenda. Rua Tintshole 4505 Nº 261, R/C - Triunfo Maputo Moçambique Serviços IT e Revenda Telefone Web Endereço Cel: 00258 84 79 12 556 Cel: 00258 84 04 86 506 Website: www.spectramit.com E-mail: info@spectramit.com Rua Tintshole 4505 Nº 261, R/C - Triunfo Maputo Moçambique

Leia mais

Certificados. Domain SSL. Certificado de elevada segurança. 150.0 ano. Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação

Certificados. Domain SSL. Certificado de elevada segurança. 150.0 ano. Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação Rápida Ativação CERTIFICADOS SSL & Aumente a segurança, privacidade e ranking do seu site ou loja online. 2015 PTisp - Planos SSL v2.6-10.2015 01 05 Alpha SSL Alpha SSL Wildcard Domain SSL Organization SSL Extended SLL

Leia mais

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas

Universidade Federal do Acre. Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Universidade Federal do Acre Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas Pós-graduação Lato Sensu em Desenvolvimento de Software e Infraestrutura

Leia mais

Implementações Tecnológicas 2014/2015

Implementações Tecnológicas 2014/2015 Implementações Tecnológicas 2014/2015 1. Conexão direta entre as Unidades - Contrato anexo 8790 A Escola do Futuro e Provedor Americanet implementou um link ponto a ponto de 5Mb com fibra ótica interligando

Leia mais

IPBbrick.GT Manual de Instalação. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda.

IPBbrick.GT Manual de Instalação. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. IPBbrick.GT Manual de Instalação iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. Junho 2006 2 Copyright c iportalmais Todos os direitos reservados. Junho 2006. A informação contida neste documento está

Leia mais

Descrição. À unidade de supervisão com microprocessador é possível interligar um dispositivo de interface Ethernet, com protocolo SNMP.

Descrição. À unidade de supervisão com microprocessador é possível interligar um dispositivo de interface Ethernet, com protocolo SNMP. Descrição Os alimentadores comercializados pela EFACEC (UPS s ou Alimentadores em Corrente Contínua), são normalmente equipados com uma unidade de supervisão com microprocessador. Esta unidade permite

Leia mais

Solução de Dashboard. Monitorização e Alarmistica IT (Networking e Sistemas) ALL IN ONE SOLUTION SCALABILITY TECHNICAL SUPPORT

Solução de Dashboard. Monitorização e Alarmistica IT (Networking e Sistemas) ALL IN ONE SOLUTION SCALABILITY TECHNICAL SUPPORT ALL IN ONE SOLUTION SCALABILITY TECHNICAL SUPPORT Solução de Dashboard Monitorização e Alarmistica IT (Networking e Sistemas) Copyright 2013 DSSI MZtodos os direitos reservados. Os desafios e limitações

Leia mais

Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix

Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix Tutorial: Instalar uma Central telefónica baseada em Elastix Date : 25 de Maio de 2016 As redes de dados têm evoluído significativamente nos últimos anos, abrindo portas a que novos serviços assentem nestas

Leia mais

Alta Disponibilidade na IPBRICK

Alta Disponibilidade na IPBRICK Alta Disponibilidade na IPBRICK IPBRICK International 5 de Dezembro de 2012 1 Conteúdo 1 Introdução 3 1.1 Vantagens.................................... 3 2 Requisitos HA 4 3 Configuração HA 4 3.1 Serviço

Leia mais