Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil"

Transcrição

1 Atualizado em: novembro de 2013 Observações sobre o casamento de cidadãos alemães no Brasil As observações deste informativo servem como primeira referência e estão baseadas, sobretudo, nas experiências coletadas pelas representações alemãs no Brasil. Elas não substituem a busca por informações e dados concretos fornecidos pelas autoridades brasileiras competentes (Cartório de Registro Civil que celebrará o casamento, representações brasileiras na Alemanha). Somente essas autoridades poderão fornecer informações oficiais. Para poder se casar no Brasil como cidadão alemão, você precisa permanecer no país por, no mínimo, 30 dias e, dependendo do Cartório de Registro Civil, até mesmo por 45 dias no local onde será celebrado o casamento entre outros, para a publicação do edital dos proclamas. Não há uma regra unificada para o Brasil inteiro, sendo, portanto, imprescindível entrar em contato com o Cartório de Registro Civil que celebrará o casamento para solicitar as informações concretas. Em casos isolados e caso haja um motivo importante, que deverá ser especificado, o "prazo da permanência" pode ser abreviado, porém, se faz necessária uma autorização pelo juiz brasileiro competente. Sugerimos que você primeiro pergunte ao oficial do Registro Civil brasileiro competente quais documentos deverão ser apresentados. É necessário considerar que, via de regra, todas as certidões que não estiverem redigidas em língua portuguesa precisam ser prélegalizadas na Alemanha pelo chefe da circunscrição administrativa e depois legalizadas pela representação brasileira competente na Alemanha e vir acompanhadas de tradução em língua portuguesa feita por um tradutor juramentado. Observação: No Brasil, os tradutores juramentados (tradutores públicos) poderão fazer essas traduções (as listas de tradutores constam nos sites das representações alemãs). Na Alemanha, as traduções poderão ser feitas por tradutores registrados em um Tribunal Regional (Landgericht), entretanto, para que a assinatura do tradutor seja reconhecida por autoridades brasileiras, geralmente é necessária uma autenticação pelo presidente do respectivo Tribunal Regional, bem como a legalização pela representação brasileira na Alemanha competente para aquela região. Via de regra, é necessário apresentar os seguintes documentos do noivo/da noiva alemã(o): - passaporte alemão válido com carimbo de entrada no Brasil - certidão de nascimento, que não tenha sido emitida há mais de 6 meses

2 2 - a) certificado da representação alemã competente para a região da sua permanência/ local de residência no Brasil sobre o seu estado civil (certidão consular de solteiro/ solteira) ou b) um certificado de capacidade matrimonial devidamente legalizado pela representação brasileira competente na Alemanha (v. também o informativo sobre o assunto na nossa homepage) (Observação referente ao item a): As representações alemãs no Brasil só poderão emitir a certidão consular sobre o seu estado civil exigida pelos Registros Civis brasileiros com base em um certificado de capacidade matrimonial alemã que você deve solicitar no Cartório de Registro Civil do local da sua residência na Alemanha. Para apresentar o certificado de capacidade matrimonial à representação alemã no Brasil, não é necessário que este esteja legalizado pela representação brasileira na Alemanha, já que a legalização só se faz necessária para o procedimento descrito no item b) em que o certificado de capacidade matrimonial é apresentado diretamente ao oficial do Registro Civil brasileiro.) - se houver, comprovante de dissolução de um matrimônio anterior (sentença de divórcio transitada em julgado e, se necessário com reconhecimento do Supremo Tribunal Federal (STF), certidão de óbito). Por favor, considere que, para se casar no Brasil, é necessário prestar uma declaração sobre o regime de bens. O regime de bens vem inscrito na certidão de casamento e é definitivo para o âmbito jurídico brasileiro. Por tal motivo, recomenda-se procurar conselho jurídico sobre o assunto junto a um advogado brasileiro (v. listas de advogados das representações alemãs no Brasil) e, se possível, também junto a um advogado alemão antes da celebração do casamento. Duas testemunhas com carteira de identidade/passaporte válido deverão estar presentes durante a celebração do casamento. A atuação de um intérprete só é necessária caso os nubentes não dominem o idioma, já que eles precisam estar informados sobre os direitos e obrigações vinculados ao casamento. O direito brasileiro também oferece a possibilidade de os cônjuges prestarem declarações referentes ao sobrenome no ato do casamento que, dependendo do caso também podem ter validade para o âmbito jurídico alemão. Por tal motivo, recomenda-se procurar conselho jurídico sobre o assunto junto à representação alemã no Brasil com competência para o seu Estado ou para o local do casamento ou junto ao Cartório do Registro Civil do local da sua residência na Alemanha antes da celebração do casamento. Dado que as certidões de estado civil brasileiras muitas vezes não são reconhecidas diretamente na Alemanha, depois do casamento é altamente recomendável proceder à legalização (sujeita a taxas) da certidão de casamento na representação alemã em cuja área de jurisdição foi celebrado o casamento. De uma forma geral, um matrimônio contraído no Brasil produz efeitos jurídicos diretos na Alemanha. Por tal motivo, não é necessário registrar ou lavrar uma escritura posterior na Alemanha para um matrimônio contraído no Brasil. Porém, a pedido dos interessados, um matrimônio contraído no Brasil pode ser assentado em um registro alemão de casamentos. Por favor, consulte os pormenores no informativo "Requerimento de assentamento de

3 3 matrimônio contraído no exterior em um registro alemão de casamentos conforme o artigo 34 da Lei alemã do estado civil - PStG". Um estrangeiro que entrou no Brasil como turista não recebe automaticamente uma autorização de permanência depois de ter se casado. A questão da autorização de permanência para uma estada mais longa no Brasil deve ser considerada de maneira independente do casamento. Também em casos de casamento com um(a) cidadã(o) brasileiro(a) no Brasil, a autorização de permanência para uma estada mais longa no Brasil deverá ser solicitada na repartição consular da representação brasileira na Alemanha com competência para o local de residência na Alemanha/no exterior antes da entrada no Brasil. Se, em casos excepcionais, depois do casamento for solicitada no Brasil a conversão de um visto de turista em uma autorização de permanência, o interessado precisa contar com um prazo de tramitação mais longo por parte das autoridades brasileiras, durante o qual não é permitido o exercício de uma atividade profissional. Observação: Para perguntas sobre vistos alemães para cônjuges estrangeiros de cidadãos alemães, consulte nosso site: Isenção de responsabilidade Todos os dados fornecidos neste informativo estão baseados nas informações disponíveis nas representações alemãs no Brasil na data da redação. Não nos responsabilizamos pela exatidão dessas informações.

Processo de constatação da nacionalidade alemã (Requerimento de certificado de nacionalidade alemã)

Processo de constatação da nacionalidade alemã (Requerimento de certificado de nacionalidade alemã) Atualizado em: setembro de 2013 Processo de constatação da nacionalidade alemã (Requerimento de certificado de nacionalidade alemã) 1. Informações gerais Com este informativo, pretendemos orientá-lo sobre

Leia mais

Observações sobre o direito à naturalização conforme o art. 116 par. 2 da Lei Fundamental

Observações sobre o direito à naturalização conforme o art. 116 par. 2 da Lei Fundamental Observações sobre o direito à naturalização conforme o art. 116 par. 2 da Lei Fundamental Quem tem este direito? (Atualizado em: dezembro de 2010) Antigos cidadãos alemães cuja nacionalidade alemã foi

Leia mais

Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior

Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior DESENHO DA CAPA: Larissa Muramoto Cardoso Higashiomi

Leia mais

Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior

Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior Cartilha de Orientação Jurídica aos Brasileiros no Exterior MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES Subsecretaria-Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior DESENHO DA CAPA: Larissa Muramoto Cardoso Higashiomi

Leia mais

Parágrafo Primeiro - Ficam revogadas as disposições em contrário. Art. 2 - Esta Portaria entrará em vigor em data de sua publicação.

Parágrafo Primeiro - Ficam revogadas as disposições em contrário. Art. 2 - Esta Portaria entrará em vigor em data de sua publicação. Ministério das Relações Exteriores GABINETE DO MINISTRO PORTARIA No- 434, DE 20 DE JULHO DE 2010 O MINISTRO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, inciso II, da Constituição

Leia mais

Visto de escala em aeroporto

Visto de escala em aeroporto Atualizado em: novembro de 2013 Visto de escala em aeroporto I. Informações gerais Para a grande maioria dos viajantes estrangeiros, vale o chamado "privilégio de trânsito": quando o passageiro não sairá

Leia mais

MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE LIMITADA

MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE LIMITADA Presidência da República Secretaria da Micro e Pequena Empresa Secretaria de Racionalização e Simplificação Departamento de Registro Empresarial e Integração MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE LIMITADA Atualizado

Leia mais

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO E ASSISTÊNCIA JURISDICIONAL EM MATÉRIA CIVIL, COMERCIAL, TRABALHISTA E ADMINISTRATIVA - PROTOCOLO DE LAS LEÑAS -

PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO E ASSISTÊNCIA JURISDICIONAL EM MATÉRIA CIVIL, COMERCIAL, TRABALHISTA E ADMINISTRATIVA - PROTOCOLO DE LAS LEÑAS - PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO E ASSISTÊNCIA JURISDICIONAL EM MATÉRIA CIVIL, COMERCIAL, TRABALHISTA E ADMINISTRATIVA - PROTOCOLO DE LAS LEÑAS - Os Governos da República Argentina, da República Federativa do Brasil,

Leia mais

28. Convenção sobre os Aspectos Civis do Rapto Internacional de Crianças

28. Convenção sobre os Aspectos Civis do Rapto Internacional de Crianças 28. Convenção sobre os Aspectos Civis do Rapto Internacional de Crianças Os Estados signatários da presente Convenção, Firmemente convictos de que os interesses da criança são de primordial importância

Leia mais

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA - EIRELI

EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE LIMITADA - EIRELI Presidência da República Secretaria da Micro e Pequena Empresa Secretaria de Racionalização e Simplificação Departamento de Registro Empresarial e Integração MANUAL DE REGISTRO EMPRESA INDIVIDUAL DE RESPONSABILIDADE

Leia mais

EDITAL Nº 02, DE 15 DE JANEIRO DE 2015

EDITAL Nº 02, DE 15 DE JANEIRO DE 2015 Ministério da Saúde Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde EDITAL Nº 02, DE 15 DE JANEIRO DE 2015 ADESÃO DE MÉDICOS AOS PROGRAMAS DE PROVISÃO DE MÉDICOS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE PROJETO

Leia mais

Resolução CGSIM nº 2 de 01.07.2009

Resolução CGSIM nº 2 de 01.07.2009 Procedimentos para Legalização e Inscrição do MEI Resolução CGSIM nº 2 de 01.07.2009 Perguntas e respostas Atualizado até 15/07/2009 MEI MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL PERGUNTAS E RESPOSTAS (Resolução CGSIM

Leia mais

O Acordo de Madrid relativo ao Registro. Internacional de Marcas e o Protocolo. referente a este Acordo: Objetivos,

O Acordo de Madrid relativo ao Registro. Internacional de Marcas e o Protocolo. referente a este Acordo: Objetivos, O Acordo de Madrid relativo ao Registro Internacional de Marcas e o Protocolo referente a este Acordo: Objetivos, Principais Características, Vantagens Publicação OMPI N 418 (P) ISBN 92-805-1313-7 2 Índice

Leia mais

BRASILEIRAS E BRASILEIROS NO EXTERIOR

BRASILEIRAS E BRASILEIROS NO EXTERIOR BRASILEIRAS E BRASILEIROS NO EXTERIOR Informações úteis Um dos aspectos mais evidentes da globalização é o grande fluxo de pessoas entre países e hemisférios. A ONU estima que atualmente existam cerca

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA EDITAL N 01, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015

GOVERNO DO ESTADO DO AMAZONAS SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA EDITAL N 01, DE 12 DE FEVEREIRO DE 2015 O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA DO AMAZONAS, no uso de suas atribuições, em conformidade com os dispositivos da Constituição Federal vigente, da Lei nº 3.834, de 03 de dezembro de 2012 e suas alterações,

Leia mais

MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE ANÔNIMA

MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE ANÔNIMA Presidência da República Secretaria da Micro e Pequena Empresa Secretaria de Racionalização e Simplificação Departamento de Registro Empresarial e Integração MANUAL DE REGISTRO SOCIEDADE ANÔNIMA Atualizado

Leia mais

Carta de Serviços aos Cidadãos

Carta de Serviços aos Cidadãos Carta de Serviços aos Cidadãos Justiça Eleitoral - RS a cada dia mais próxima da comunidade A Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul é um órgão do poder Judiciário da União. Suas principais atividades

Leia mais

Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior

Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior Manual relativo a Viagem de Menores Brasileiros ao Exterior Polícia Federal 3ª Edição revisada junho 2011 Senhores pais ou responsáveis, A Polícia Federal elaborou o Manual relativo a Viagem de Menores

Leia mais

MODELO DE EDITAL CONCORRÊNCIA OBRA EMPREITADA POR PREÇO UNITÁRIO CONCORRÊNCIA N XXXX

MODELO DE EDITAL CONCORRÊNCIA OBRA EMPREITADA POR PREÇO UNITÁRIO CONCORRÊNCIA N XXXX MODELO DE EDITAL CONCORRÊNCIA OBRA EMPREITADA POR PREÇO UNITÁRIO CONCORRÊNCIA N XXXX O ESTADO DE PERNAMBUCO, por intermédio do (NOME DO ÓRGÃO LICITANTE), inscrito no CNPJ sob o nº X, através de sua Comissão

Leia mais

12. Convenção Relativa à Supressão da Exigência da Legalização dos Actos Públicos Estrangeiros

12. Convenção Relativa à Supressão da Exigência da Legalização dos Actos Públicos Estrangeiros 12. Convenção Relativa à Supressão da Exigência da Legalização dos Actos Públicos Estrangeiros Os Estados signatários da presente Convenção, Desejando suprimir a exigência da legalização diplomática ou

Leia mais

GUIA PRÁTICO ACORDOS PRÉ-PROCESSUAIS - FAMÍLIA

GUIA PRÁTICO ACORDOS PRÉ-PROCESSUAIS - FAMÍLIA ACORDOS PRÉ-PROCESSUAIS - FAMÍLIA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA ASSESSORIA ESPECIAL DA PRESIDÊNCIA II SET - 2012 SUMÁRIO Notas Explicativas Introdução 03 Sessão de Mediação/Conciliação 04 Elaboração

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 01 DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 01 DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS CONCURSO PÚBLICO EDITAL N 01 DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL - INSS, tendo em vista

Leia mais

Guia Prático Graduação Sanduíche no Exterior - Programa Ciência Sem Fronteiras

Guia Prático Graduação Sanduíche no Exterior - Programa Ciência Sem Fronteiras Versão Janeiro/2014 Guia Prático Graduação Sanduíche no Exterior - Programa Ciência Sem Fronteiras Este guia é destinado exclusivamente aos estudantes selecionados para realizar uma Graduação Sanduíche

Leia mais

CADASTRO FORMADO Ampla PNP* PCD** TOTAL Concorrência

CADASTRO FORMADO Ampla PNP* PCD** TOTAL Concorrência CONSELHO REGIONAL DE QUÍMICA - 12ª REGIÃO CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2015 PARA CARGOS DE NÍVEIS MÉDIO E SUPERIOR EDITAL NORMATIVO Nº 01/2015 CRQ-12, DE 09 DE MARÇO DE 2015 O Presidente do CONSELHO REGIONAL

Leia mais

LIVRO V Dos declarantes e representantes perante a alfândega. TÍTULO I De quem pode declarar. Artigo 426º.* I

LIVRO V Dos declarantes e representantes perante a alfândega. TÍTULO I De quem pode declarar. Artigo 426º.* I LIVRO V Dos declarantes e representantes perante a alfândega TÍTULO I De quem pode declarar Artigo 426º.* I A solicitação nas alfàndegas de qualquer declaração aduaneira ou fiscal de mercadorias ou de

Leia mais

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, e dá outras providências. Faço saber que o Congresso

Leia mais

Dúvidas sobre livros mercantis

Dúvidas sobre livros mercantis Dúvidas sobre livros mercantis 1 - Para o registro do balanço como documento de interesse, na Junta Comercial, exige-se que seja informado o número das folhas do livro Diário em que foi retirado o balanço?

Leia mais

PROPOSTA MERCOSUL DE REGIME DE SOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS PARA OS ACORDOS CELEBRADOS ENTRE O MERCOSUL E OS ESTADOS ASSOCIADOS NO ÂMBITO DO MERCOSUL

PROPOSTA MERCOSUL DE REGIME DE SOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS PARA OS ACORDOS CELEBRADOS ENTRE O MERCOSUL E OS ESTADOS ASSOCIADOS NO ÂMBITO DO MERCOSUL MERCOSUL/CMC/DEC. Nº 49/10 PROPOSTA MERCOSUL DE REGIME DE SOLUÇÃO DE CONTROVÉRSIAS PARA OS ACORDOS CELEBRADOS ENTRE O MERCOSUL E OS ESTADOS ASSOCIADOS NO ÂMBITO DO MERCOSUL TENDO EM VISTA: O Tratado de

Leia mais

LEI Nº 5.194, DE 24 DEZ 1966

LEI Nº 5.194, DE 24 DEZ 1966 LEI Nº 5.194, DE 24 DEZ 1966 Regula o exercício das profissões de Engenheiro, Arquiteto e Engenheiro- Agrônomo, e dá outras providências. O Presidente da República Faço saber que o Congresso Nacional decreta

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2015

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 01/2015 72/5 - Quinta-feira, 07 de Maio de 5 Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 3ª REGIÃO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO Nº 0/5 A Desembargadora Presidente

Leia mais