FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA - FALS IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA - FALS IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE"

Transcrição

1 FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA - FALS IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE RICARDO AGUIAR RUEDA PRAIA GRANDE 2010

2 RICARDO AGUIAR RUEDA IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial, para obtenção do Grau de Bacharel em Sistemas de Informação apresentado à Faculdade do Litoral Sul Paulista FALS, orientado pelo Professor Caio Alexandre Costa Sales. FACULDADE DO LITORAL SUL PAULISTA PRAIA GRANDE 2010

3 RICARDO AGUIAR RUEDA IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial, para obtenção do Grau de Bacharel em Sistemas de Informação apresentado à Faculdade do Litoral Sul Paulista FALS, orientado pelo Professor Caio Alexandre Costa Sales., de de. Local data Parecer da Banca Examinadora: TCC - Aprovado ( ) Aprovado com Louvor ( ) Reprovado ( ) (nome, titulação e assinatura) (nome, titulação e assinatura) (nome, titulação e assinatura)

4 RICARDO AGUIAR RUEDA IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS QR CODE Trabalho de Conclusão de Curso apresentado como exigência parcial, para obtenção do Grau de Bacharel em Sistemas de Informação apresentado à Faculdade do Litoral Sul Paulista FALS, orientado pelo Professor Caio Alexandre Sales. AVALIAÇÃO: NOTA: ( ), de de. Local data

5 DEDICATÓRIA Aos meus pais, minha irmã, minha namorada e toda a minha família, com amor, admiração e gratidão pela compreensão, carinho, presença e incansável apoio ao longo do período de elaboração deste trabalho.

6 AGRADECIMENTOS Aos meus familiares, minha namorada e amigos por sempre me apoiar em momentos difíceis e me ajudar dando o suporte necessário para que eu chegasse até a conclusão do meu curso. Ao orientador, Caio Alexandre Costa Sales, pela dedicação e empenho durante o processo de definição e orientação desse trabalho. Ao Prof. Ricardo Reiff, que no decorrer desta nossa jornada, muito nos ensinou, contribuindo para o nosso crescimento científico e intelectual. A Faculdade do Litoral Sul Paulista FALS, pela oportunidade de realização do curso de graduação e a Prefeitura da Estância Balneária de Praia Grande pela concessão bolsa de estudos.

7 EPÍGRAFE "Determinação coragem e autoconfiança são fatores decisivos para o sucesso. Se estamos possuídos por uma inabalável determinação conseguiremos superá-los. Independentemente das circunstâncias, devemos ser sempre humildes, recatados e despidos de orgulho." (Dalai Lama)

8 RESUMO O QR-Code (Código de resposta rápida) foi criado em 1994 no Japão, pela empresa Denso Wave, que atua na área de desenvolvimento e venda de sistemas e equipamentos para identificação automática e captura de dados, robôs industriais e outros aparelhos. Para o funcionamento básico da leitura desses códigos, podemos dar o exemplo de um QR-Code em um outdoor, possuindo o aplicativo que faz a leitura desses códigos em seu telefone celular, você aponta a câmera do aparelho celular no QR-Code e o aplicativo faz a leitura automática do código e mostra as informações que ele armazena, ou links para web sites. PALAVRAS CHAVE: QR CODE; IDENTIFICAÇÃO AUTOMÁTICA E CAPTURA DE DADOS; CÓDIGO DE BARRAS 2D.

9 ABSTRACT The QR-Code (Quick Response Code) was created in 1994 in Japan by Denso Wave Company, which operates in the area of development and sale of systems and equipment for automatic identification and data capture, industrial robots and other devices. For the basic operation of reading these codes, we give an example of a QR-Code on a billboard, having the application that makes reading these codes on your cell phone, you point the camera at the QR-Code and the application reads automatically the code and displays the information stored or links to web sites. KEYWORDS: QR CODE; AUTOMATIC IDENTIFICATION AND DATA CAPTURE; 2D BARCODE.

10 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1 Exemplo de código de barras QR Code...14 Figura 2 Comparação do tamanho de um Qr-Code com um código de barras...14 Figura 3 Denso Wave...15 Figura 4 Comparação entre os principais códigos bidimensionais obtida no site da Denso...18 Figura 5 Processo de leitura de um Qr-Code...19 Figura 6 BHT-100Q series...20 Figura 7 BHT-300Q Series for EU/Asia...20 Figura 8 AT10Q...20 Figura 9 QD20 - Bluetooth wireless 2D code scanner...21 Figura 10 Qr-Codes nas versões 1, 2 e Figura 11 Cabeçalhos do Qr-Code...23 Figura 12 Interface gráfica do TechnoRiverStudio mostrando um Qr-Code...25 Figura 13 Interface gráfica do TechnoRiverStudio exibindo as propriedades do código gerado na figura acima...26 Figura 14 Site da Kaywa na página que gera o Qr-Code do endereço da Faculdade do Litoral Sul Paulista (FALS)...27 Figura 15 Aplicativo Kaywa Reader para celular...28 Figura 16 Aplicativo QRdeCODE para iphone...29 Figura 17 Zoom QRdeCODE para iphone...30 Figura 18 Código Data Matrix...32 Figura 19 Código PDF Figura 20 Carteira de Habilitação com PDF Figura 21 Código MaxiCode...35 Figura 22 Clipe da música Integral da banda Pet Shop Boys...36 Figura 23 Anúncio publicitário da Fast Shop...37 Figura 24 Foto do painel obtida no site MobilePedia...37 Figura 25 Foto da camisa obtida no site MobilePedia...38 Figura 26 Campanha de Natal Claro...38 Figura 27 Qr-Codes no jornal A Tarde...39

11 Figura 28 Qr-Codes utilizados pela Citroën...40 Figura 29 Qr-Codes utilizados pela Citroën para divulgar o modelo do C4 Picasso...40 Figura 30 Qr-Codes utilizados na identificação dos servidores na Seven Internet...41

12 LISTA DE SIGLAS 1D One Dimensional 2D Two Dimensional 3G 3rd Generation ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária API Application programming interface Asp Active Server Pages ASSESPRO Associação Das Empresas Brasileiras De Tecnologia Da Informação BCBP Bar Coded Boarding Pass C# C Sharp C++ C Plus Plus FALS Faculdade do Litoral Sul Paulista HTC Hong-Ta Corporation IEC International Electrotechnical Commission ISO International Organization for Standardization PDF147 Portable Data File Php Hypertext Preprocessor PHP Uniform Resource Locator QR Quick Response RFID Radio Frequency Identification SQL Structured Query Language URL Uniform Resource Locator VGA Video Graphics Array

13 SUMÁRIO INTRODUÇÃO O QUE É QR CODE? HISTÓRIA CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO LEITURA DO QR-CODE VERSÕES CORREÇÃO DE ERROS APLICATIVOS TECHNORIVERSTUDIO KAYWA READER QRDECODE CÓDIGOS SEMELHANTES DATA MATRIX PDF MAXI CODE QR CODE NA MÍDIA SEVEN INTERNET...41 CONSIDERAÇÕES FINAIS...42 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...43

14 13 INTRODUÇÃO Este Trabalho de Conclusão de Curso abordará sobre a aplicabilidade do QR Code, um tipo de código de bidimensional que tem a capacidade de armazenar diversos tipos informações como textos, contatos de agenda telefônica, URL de sites e diversas outras informações, além de auxiliar em processos de construção de veículos. Para leitura desses códigos existem alguns aplicativos para telefones celulares que são mais comuns como veremos mais adiante e também equipamentos destinados especialmente para leitura dos mesmos. Essa tecnologia já é muito difundida no Japão e esta começando chegar a outros países, no Brasil algumas empresas já utilizaram e ainda utilizam o Qr-Code para fins publicitários, mas o uso dele no Brasil e em outras partes do mundo ainda não é tão comum como no seu país de criação. Apesar de ser criado e patenteado por uma empresa ele é aberto para o uso de qualquer pessoa como diz no site da Denso Wave. O QR Code ainda não é muito conhecido pelo mundo todo, mas com certeza há grandes possibilidades de substituir os tradicionais códigos de barra, pela sua maior capacidade de armazenamento e por não necessitar de um leitor específico. Esses códigos são gerados e interpretados facilmente e de maneira rápida, podem ser utilizados para divulgar informações, produtos, eventos, campanhas de publicidade e também para automação industrial, propósito para o qual foi criado inicialmente. Escolhi esse tema por ser algo que pode ser muito utilizado daqui a alguns anos e em todo o mundo com a extinção do código de barras por vários motivos, como por exemplo, qualquer pessoa que possua um celular com plataformas Java ou Symbian, com câmera VGA e fazendo o download do aplicativo gratuitamente poderá fazer a leitura de QR Codes. Ao longo deste trabalho veremos como o QR Code funciona e como acontece sua codificação e decodificação, padrões que ele deve seguir, as diversas versões dos QR Codes que variam de 1 até 40 sendo que cada versão possui uma configuração diferente e quais vantagens o ele traria caso venha mesmo a substituir os códigos de barras tradicionais, como já acontece no Japão.

15 14 1 O QUE É QR CODE? O QR-Code é um código de barra bidimensional de alta velocidade e maior capacidade de armazenamento se comparado com os demais códigos de barra bidimensionais com Datamatrix, QuickMarck, Microsoft Tagg, Beetag, MaxiCode, PDF417 e o tradicional código de barras simples. Os QR-Codes podem ser gerados com facilidade, em sites da internet, programas desenvolvidos telefones celulares e softwares como o SmartCodeStudio. Existem também bibliotecas Java, Php, C#, etc. para desenvolvimento de aplicativos e web sites baseado nessa tecnologia de leitura automática e captura de dados. Abaixo um QR-Code contendo a URL gerado no site da Kaywa QR-Code Generator (http://qrcode.kaywa.com/). Figura 1 Exemplo de código de barras QR Code Figura 2 Comparação do tamanho de um Qr-Code com um código de barras

16 15 2 HISTÓRIA O QR-Code foi criado no Japão em 1994 por uma empresa subsidiaria da Toyota, com o objetivo de melhorar a produção de veículos, sendo aproveitado seis anos depois, pela operadora de celular japonesa DoCoMo. Foi usado inicialmente na área de construção dos veículos com o intuito de catalogar diferentes partes no processo de montagem dos veículos. A criadora do QR-Code foi a Denso Wave, uma empresa japonesa líder no desenvolvimento de equipamentos e sistemas para leitura automática e captura de dados, robôs industriais e controladores programáveis. A Denso Wave foi criada em 1976 e é uma subdivisão da Denso Corporation uma empresa global líder na fabricação de componentes automotivos, sua sede fica na cidade de Kariya, Província de Aichi, no Japão e foi fundada em 16 de dezembro de 1949, a Denso Corporation faz parte do grupo Toyota. Abaixo a tradução de um trecho oriundo do web site da Denso Corporation que diz sobre o faturamento da empresa criadora do QR-Code. DENSO, um fornecedor líder de avançada tecnologia automotiva, sistemas e componentes para grandes montadoras de todo o mundo, opera em 33 países e regiões, com aproximadamente funcionários. As vendas globais consolidadas totalizaram US$32,0 bilhões para o ano fiscal encerrado em 31 de março, 2010.<Disponível na internet na URL: Arquivo consultado em 21 de maio de 2010>. Figura 3 Denso Wave Os QR-Codes foram desenvolvidos inicialmente com o objetivo de prover mais facilidade e agilidade no processo de construção de veículo. Nesse processo produção havia

17 16 muita necessidade de catalogar grandes quantidades de informações, mas o acesso a tais informações precisava ser acompanhado de um acesso prático e em alta velocidade, senão não adiantaria em nada armazenar muitas informações. A necessidade que havia na produção dos componentes foi suprida com o desenvolvimento e implantação de QR-Codes e aparelhos que permitiam a codificação e decodificação rápida desses códigos, mais adiante você verá imagens desses equipamentos. A sigla QR no nome QR-Code vem da abreviação de Quick Response, traduzindo para o português: resposta rápida, a origem do nome QR-Code vem da alta velocidade de resposta ao ser ler esse tipo de código de barras bidimensional. Apesar do nome QR-Code ser uma marca registrada pela Denso Wave INCORPORATED no Japão, Estados Unidos da América, Austrália e Europa, ele não necessita licença de uso para pessoas ou corporações desde que seja citado que é uma marca registrada da Denso. O QR-Code é definido sobre um padrão JIS (Japanese Industrial Standard) /ISO (ISO/IEC 18004:2006) que veremos com mais detalhes adiante. Existem outros tipos de códigos de barra bidimensionais, mas o QR-Code é dominante no Japão, onde é tão comum em fábricas, linhas de produção, supermercados assim com o código de barras tradicional é no Brasil. E não é só no Japão que ele é utilizado, o código de resposta rápida aparece também em outros lugares do mundo, inclusive no Brasil, mesmo que sendo utilizado mais nas áreas de telefonia móvel, publicidade e marketing diferentemente do Japão que além dessas áreas é utilizado em supermercados, lojas e principalmente na automação comercial e industrial.

18 17 3 CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO Uma das grandes vantagens do QR-Code em relação aos outros códigos de barras bidimensionais e ao código de barras tradicional é pelo fato de possuir a capacidade de armazenamento superior. Podem ser armazenados em QR-Codes 7089 caracteres numéricos, 4296 alfanuméricos, 2953 binários ou 1817 Kanji. Ele é tão superior que dependendo do tipo de dados ele consegue armazenar o dobro de informação que o DataMatrix que é o segundo colocado entre os outros códigos de barras 2D. Pelo fato de conseguir guardar dados alfanuméricos o QR-Code codifica também URLs e s. Os QR Codes ganham pontos em relação ao tradicional código de barras, aquele usado nos supermercados por exemplo, pois guardam mais informações e são lidos com mais facilidade. Como comparação, o código convencional permite incluir apenas 13 dígitos numéricos, contra caracteres no QR Code. Há ainda a vantagem de poder usar caracteres alfanuméricos nesse caso são caracteres. <Disponível na internet na URL: Publicado em 21 de abril de Arquivo consultado em 27 de maio de 2010>. Na próxima página veremos uma tabela comparativa entre alguns tipos de códigos de barras bidimensionais, a tabela foi obtida no site da Denso Wave:

19 Figura 4 Comparação entre os principais códigos bidimensionais obtida no site da Denso 18

20 19 4 LEITURA DO QR-CODE Uma característica importante que o QR-Code possui é que não necessita um equipamento específico para fazer a leitura e decodificação do código, um fator que o torna superior em relação ao código de barra tradicional, que necessita um aparelho específico para a leitura. Celulares com câmera VGA e suporte a plataforma Java ou Symbian podem ler QR- Codes facilmente por meio de aplicativos gratuitos que podem ser baixados pelo próprio telefone celular. Existem na internet diversos aplicativos para leitura dos QR-Codes mais adianto veremos os aplicativos mais usados. Os Qr-Codes podem ser lidos em 360 graus e em alta velocidade. A leitura pode ser feita também por meio de equipamentos desenvolvidos especialmente para a leitura de códigos de barras, a própria criadora Denso Wave também produz esses equipamentos que veremos alguns modelos mais detalhadamente. Exemplo básico da leitura de um Qr-Code. Figura 5 Processo de leitura de um Qr-Code A seguir algumas imagens de equipamentos produzidos pela Denso Wave, retirados do site da criadora do QR-Code:

21 20 Figura 6 BHT-100Q series Figura 7 BHT-300Q Series for EU/Asia Figura 8 AT10Q

22 21 Figura 9 QD20 - Bluetooth wireless 2D code scanner Os modelos citados não fazem somente leitura de QR-Codes, mas também outros tipos de códigos 2D e código de barras simples.

23 22 5 VERSÕES As versões do QR-Codes vão de um até quarenta, cada versão tem uma configuração diferente. Cada versão tem um número de módulos diferentes. Módulos são os pontos preto e branco que formam o código como você pode ver na figura abaixo retirada do site da Denso Wave. Figura 10 Qr-Codes nas versões 1, 2 e 40 Quanto maior a versão, maior será a capacidade de armazenamento de dados, o número da versão corresponde ao número de módulos que há no código.

24 23 6 CORREÇÃO DE ERROS O QR-Code tem um nível de correção de erros. Caso uma parte do código esteja suja ou danificada ele pode corrigir esse erro, não tornando o ilegível. Existem quatro níveis de correção são eles o Nível L que 7% de palavrascódigo podem ser restauradas, Nível M que 15% de palavras-código podem ser restauradas, Nível Q que 25% de palavras-código podem ser restauradas, e Nível H que 30% de palavrascódigo podem ser restauradas. Os QR-Codes de níveis H e Q podem ser selecionados para ambiente de automação industrial, onde o código pode ser sujo ou danificado, enquanto os outros dois níveis podem ser selecionados para ambientes mais limpos. Figura 11 Cabeçalhos do Qr-Code

25 24 7 APLICATIVOS Conforme o uso de QR-Codes foi se tornando popular, começaram a ser desenvolvidos diversos aplicativos para leitura e criação de desses códigos, também surgiram algumas bibliotecas para auxiliar no desenvolvimento desses aplicativos, essas bibliotecas podem ser facilmente encontradas em um busca no Google, são desenvolvidas para diversas linguagens de programação como Java, Asp.Net, C++ e Php. Existem diversas maneiras de gerar e ler os QR-Codes, por meio de aplicativos para celulares, sites e softwares para Windows, alguns tem licença freeware, adiante veremos um site, um software e um aplicativo para iphone que podem manipular Qr-Codes.

26 TECHNORIVERSTUDIO O TechnoRiverStudio anteriormente chamado SmartCodeStudio é um software desenvolvido pela empresa TechnoRiver com a finalidade de gerar e imprimir etiquetas, diversos tipos de códigos de barra, inclusive o QR-Code e o Micro Qr-Code. O software está na versão 6.5 tem uma interface bastante amigável, é fácil de usar, não exige um computador com muitos recursos e sua licença é trial. O TechnoRiverStudio suporta amplamente códigos de barras 1D e 2D, possui suporte a RFID, banco de dados SQL Server, MySql, DB2, Oracle e alguns outros bancos, software também oferece ao usuário uma configuração abrangente do código. A seguir duas imagens da interface gráfica do software. Figura 12 Interface gráfica do TechnoRiverStudio mostrando um Qr-Code

27 26 Figura 13 Interface gráfica do TechnoRiverStudio exibindo as propriedades do código gerado na figura acima

28 KAYWA READER O Kaywa Reader é um aplicativo desenvolvido para celulares que utilizam a plataforma Java/J2ME. Funciona em diversos modelos de celulares do mercado no site do desenvolvedor do aplicativo existe a lista de todos os aparelhos celulares compatíveis com esse leitor. O aplicativo pode ser baixado direto para o celular ou então no website Kaywa Reader (www.reader.kaywa.com) com um breve cadastro, após instalar o leitor você pode testa-lo no próprio site que possui uma área destinada a testes. Nesse site também é possível gerar QR-Codes de maneira simples pelo QR-Code Generator. Se os aplicativos do website Kaywa forem usados para fins comerciais é necessário entrar em contato com a Kaywa, eles fornecem serviços para empresas, inclusive APIs para desenvolvimento. No website da Kaywa existe uma área de perguntas onde é questionado se é necessário um celular com câmera, a resposta da Kaywa para essa questão é que o celular não necessita possuir uma câmera e a Kaywa planeja lançar uma versão onde o usuário pode digitar um código numérico, como se fosse decodificado pelo próprio usuário. A Kaywa aconselha baixar o aplicativo pelo próprio celular utilizando o navegador web, porque é verificado seu o aparelho celular é compatível com as versões existentes. Figura 14 Site da Kaywa na página que gera o Qr-Code do endereço da Faculdade do Litoral Sul Paulista (FALS)

29 Figura 15 Aplicativo Kaywa Reader para celular 28

30 QRDECODE O QRdeCODE é um aplicativo da Denso Wave desenvolvido para iphone, está na versão Possui alta legibilidade do código e um alto desempenho de leitura. Possui uma função de zoom automático que aumenta o Qr-Code capturado pela câmera, opção disponível no iphone 3G, iphone 3GS e iphone 4. As informações obtidas do código podem ser transmitidas para várias aplicações, por exemplo, para a lista de contatos. O QRdeCODE pode ler e gerar Qr-Codes. O valor do aplicativo é $1.99 na App Store. Figura 16 Aplicativo QRdeCODE para iphone

31 Figura 17 Zoom QRdeCODE para iphone 30

32 31 8 CÓDIGOS SEMELHANTES Existem diversos outros tipos de códigos de barras 2D semelhantes ao QR- Code, alguns aparentemente muito parecidos, que podem até serem confundidos. Alguns dos leitores de Qr-Codes também fazem leitura desses outro tipos de códigos. A diferença não é só no aspecto visual, mas sim no que cada um é capaz de armazenar, adiante veremos alguns outros tipos de códigos de barras e as diferenças relacionadas com o QR-Code.

33 DATA MATRIX O Data Matrix assim como o QR-Code é um tipo de código de barras 2D, o aspecto visual é bem semelhante, mas não possui os três quadrados nas pontas que são os cabeçalhos do QR-Code, podem ser lidos utilizando aparelho específicos e também com o uso de aplicativos para celulares. O Data Matrix pode ser lido em 360 e também caso esteja parcialmente danificado, pode armazenar até 20 vezes mais dados que o código de barras tradicional, a capacidade de armazenamento do Data Matrix é inferior a do QR-Code como pode se ver numa tabela comparativa no capítulo 3. Assim como o QR-Code eles podem ser gerados pelo site da Kaywa. Esse tipo de código é a base para símbolos de identificação universal de uso obrigatório pelo Ministério de Defesa dos Estados Unidos. Figura 18 Código Data Matrix No Brasil o Data Matrix será utilizado no Sistema de Rastreamento de Medicamentos que já foi regulamentado pela ANVISA. O código de barras bidimensional, também chamado DataMatrix, será a tecnologia usada para garantir a rastreabilidade dos medicamentos comercializados no Brasil. Ao contrário do código de barras comum, que é visível e contém apenas um número, o bidimensional pode armazenar milhares de informações ao mesmo tempo, como números, letras e outros dados. Todas as informações vão estar reunidas no Identificador Único de Medicamento (IUM), que estará em cada unidade de medicamento comercializada e será impresso em etiquetas de segurança produzidas especificamente para esse fim.<disponível na internet na URL: Arquivo consultado em 10 de setembro de 2010>.

34 PDF 417 O PDF 417 é um código de barras semelhante ao QR-Code e o Data Matrix, a sigla PDF significa Portable Data File (Arquivo de dados portátil) e é representado pelo padrão ISSO A simbologia foi criada pelo Dr. Ynjiun P. Wang na Symbol Technologies em 1991, uma empresa subsidiária da Motorola especializada em scanners de código de barras, computadores móveis, sistemas RFID e infraestrutura de redes sem fio. Os códigos PDF 417 podem ser ligados entre si, que são verificados em sequência permitindo uma maior capacidade de dados armazenados, o utilizador pode definir as dimensões do código. O código é constituído por 3 até 90 linhas, o nível de correção de erros vai de 0 a 8, podem ser lidos com leitores de código de barras específicos ou câmeras CCD e assim com o QR-Code existe uma versão menor chamada Micro PDF417. A capacidade de armazenamento é menor que a do QR-Code e do Data Matrix. Os códigos PDF417 podem ser gerados com o software TechnoRiverStudio. O PDF 417 é utilizado pelo Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, United States Postal Service (Serviço Postal dos Estados Unidos), em carteiras de habilitação nos Estados Unidos e por mais de 200 indústrias aéreas sobre o padrão (BCBP) Bar Coded Boarding Pass em cartões de embarque para transporte aéreo. Figura 19 Código PDF417

35 Figura 20 Carteira de Habilitação com PDF417 34

36 MAXICODE MaxiCode é um código de barras que pode armazenar até 93 caracteres de alfanuméricos, o aspecto visual é bem diferente do QR-Code. Foi criado pela United Parcel Service para uma rápida verificação no envio de pacotes, esse código usa pontos dispostos em uma grade hexagonal ao invés de barras, o MaxiCode foi padronizado sob a norma ISO/IEC O MaxiCode foi lançado em 1992 pela empresa UPS que trabalha em todo o mundo com transporte expresso e entrega de pacotes. A UPS utiliza o MaxiCode no mundo todo para endereçamento e triagem de pacotes. O MaxiCode possui correção de erro, que permite a decodificação do código mesmo estando ligeiramente danificado, o MaxiCode codifica duas mensagens, uma primária e outra secundária. A mensagem primária codifica o código postal, código do país e as classes de número de serviço, já a secundaria na maioria das vezes codifica dados do endereço e outros tipos de dados. Esses códigos são lidos por equipamentos com uma câmera baseada em sensor. Figura 21 Código MaxiCode

37 36 9 O QR-CODE NA MÍDIA O Qr-Code já apareceu em vários países como, por exemplo, no jornal esportivo O Jogo em Portugal, com a finalidade de permitir que seus leitores acessem informações atualizadas de jogos. Os jornais Gazzeta Dello Sport, The Sun, City A.M. e Welk Kompakt também já utilizaram Qr-Codes em seus exemplares. Até no mundo da música o Qr- Code já apareceu, a banda Pet Shop Boys utilizou diversos códigos inseridos rapidamente nas imagens de seu clipe da música Integral, os aparelhos ao decifrarem os códigos eram direcionados ao portal oficial da banda na internet ou para sites sobre as identidades britânicas e questionamentos sobre questões de privacidade. Figura 22 Clipe da música Integral da banda Pet Shop Boys No Brasil o Qr-Code já é muito utilizado em estratégias de marketing e também para oferecer serviços e atualização de conteúdos publicados em jornais permitindo maior interatividade com o leitor. A Fast Shop foi quem publicou o primeiro anúncio publicitário utilizando o Qr- Code em dezembro de 2007 no jornal Estadão, o código direcionava para o link de uma página com ofertas exclusivas de produtos.

38 37 Figura 23 Anúncio publicitário da Fast Shop No ano seguinte o grupo Schincariol publicou um anúncio com o código no São Paulo Fashion Week para promover uma nova bebida. Foi montado um painel com diversos Qr-Codes ao lado de um bar temático da Nova Schin. Ao fotografar um dos códigos do painel a pessoa ganhava direito a uma dose da nova bebida que estava sendo divulgada no evento. Figura 24 Foto do painel obtida no site MobilePedia Existiam também Qr-Codes especiais que o participante ao fotografar esses códigos ganhava uma camiseta com o nome da bebida e um Qr-Code que ao ser decifrado direcionava os aparelhos para uma frase que o participante escolheu.

39 38 Figura 25 Foto da camisa obtida no site MobilePedia A Claro também aderiu ao uso do Qr-Code em uma campanha de Natal e a Volkswagem utilizou o Qr-Code no seu estande no Salão do Automóvel. Figura 26 Campanha de Natal Claro

40 39 O jornal A Tarde foi o primeiro jornal diário no Brasil a adotar o Qr-Code, desde dezembro de 2008 os códigos estão presentes em seus exemplares. Outro jornal que utiliza Qr-Codes é o Correio Braziliense, através dos códigos o leitor pode acessar conteúdos multimídia do site do jornal. Figura 27 Qr-Codes no jornal A Tarde Na revista Viagem & Turismo, da editora Abril foram publicadas algumas reportagens com esses códigos em dezembro de 2008, um dos códigos fornecia uma lista com pacotes de pousadas e resorts para viagens no réveillon, o outro código tinha uma funcionalidade interessante, ele disponibilizava a previsão do tempo para a Paraíba atualizado diariamente. A marca de carros Citroën com objetivo de divulgar o novo modelo do C4 Picasso, publicou anúncios em revistas, os códigos direcionavam para um vídeo, em outra oportunidade como veremos abaixo o Qr-Code está presente em um ponto de interrogação gigante.

41 40 Figura 28 Qr-Codes utilizados pela Citroën Figura 29 Qr-Codes utilizados pela Citroën para divulgar o modelo do C4 Picasso A revista Logweb, na edição número 85 trouxe uma matéria especial sobre as tecnologias à disposição da logística e do comercio exterior que citava o Qr-Code como uma solução que permite o armazenamento de centenas de informações sobre produtos ou embarques.

42 41 10 SEVEN INTERNET Ao realizar minhas pesquisas para desenvolver este trabalho, encontrei a empresa Seven Internet, que utiliza Qr-Codes de maneira muito interessante em seu Data Center na cidade do Belo Horizonte, que utiliza os códigos para identificar e monitorar os servidores, garantindo mais segurança e agilidade nesses processos. Em uma matéria para o site da ASSESPRO o diretor de marketing da Seven Internet, Eduardo Zambaldi disse que a empresa decidiu pelo uso do Qr-Code por dois motivos, o aumento da segurança da informação dentro do Data Center e acesso on-line e restrito das informações como nome dos clientes, IP do servidor, utilização da memoria, processamento e outras informações importantes a respeito dos servidores. Com base em um do diretor de marketing da Seven Internet, recebi informações de como ocorre o processo de identificação dos servidores. Os Qr-Codes são gerados no site da Kaywa, impressos e depois são colados nos servidores, a leitura é feita com aparelhos HTC Touch, HTC HD2 ou iphone 3GS. Depois da leitura do código no caso de servidores Windows o conteúdo é mostrado em texto estático, em servidores Linux é utilizado um link que mostra de maneira on-line o consumo de energia do servidor. Esse processo traz mais segurança, pelo motivo dos servidores não serem identificados diretamente e pelo acesso rápido as informações dos servidores e de dos recursos consumidos nos servidores Linux. Figura 30 Qr-Codes utilizados na identificação dos servidores na Seven Internet

43 42 CONSIDERAÇÕES FINAIS Com este trabalho podemos chegar à conclusão de que o Qr-Code é uma ótima solução para vir a substituir o código de barras tradicional. No Japão já é comum o uso de Qr- Codes em substituição aos códigos de barras, mas no Brasil isso não aconteceu ainda, e está um pouco longe de ocorrer essa substituição em supermercados, lojas e etc. Isso se dá ao fato de que no Brasil o Qr-Code ainda não é tão conhecido por todos como é no Japão, talvez pelo fato de não existirem tantos celulares no Brasil com essa capacidade e com preços acessíveis a maioria dos consumidores e por ainda ser muito utilizado e mostrado na mídia quase sempre como uma alternativa para campanhas publicitárias, sendo que seu uso pode ir muito além desse uso citado acima, como no setor de automação, ou como no exemplo da Seven Internet trazendo maior segurança na identificação e no monitoramento dos servidores do seu Data Center. O uso do Qr-Code no Brasil ainda é limitado na maioria das vezes, por não estar utilizando todos os recursos que ele pode oferecer, como por exemplo, ser superior ao código de barras em diversos aspectos, capacidade de armazenamento, fácil leitura do código, possibilidade de leitura mesmo estando danificado e diversas outras superioridades que o Qr- Code tem em relação aos códigos de barras que são usados hoje. Os Qr-Codes seriam muito uteis na área de logística, para identificação de containers, podendo guardar em um pequeno código informações a sobre as cargas, e inclusive com a possiblidade deste código ser lido mesmo não estando em perfeito estado, essas informações que estão nos códigos poderiam ser enviadas para algum banco de dados por meio de uma rede sem fio por algum aplicativo desenvolvido em Java para celulares, esta seria uma boa solução e não traria muitos gastos, essa solução teria que estar aliada fortemente a Segurança da Informação para não trazer problemas quanto a confiabilidade e integridade das informações.

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão!

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão! Website para dispositivos Móveis O futuro na palma de sua mão! Sites Mobile A Internet está sendo cada vez mais acessada através de telefones móveis e, como resultado, sites estão recebendo uma boa quantidade

Leia mais

ENCAPSULAMENTO DE URL COM A API GOOGLE CHART TOOLS

ENCAPSULAMENTO DE URL COM A API GOOGLE CHART TOOLS ENCAPSULAMENTO DE URL COM A API GOOGLE CHART TOOLS Aguinaldo Canali 1 Pedro Clarindo da Silva Neto 2 Clodoaldo Nunes 3 RESUMO: Este artigo descreve a utilização da Interface de Programação de Aplicações,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS Trabalho final da disciplina Computadores, Redes, IP e Internet Professor: Walter Freire Aluno:

Leia mais

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA

AUTOR(ES): CARLOS ANTONIO PINHEIRO PINTO, ERMÍNIO PEDRAL SANTANA, GUILHERME CASSIANO DA SILVA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: SISTEMA MÓVEL DE COMPRAS POR QR CODE CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: ENGENHARIAS E TECNOLOGIAS SUBÁREA:

Leia mais

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente

IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente IBM Tivoli Directory Server Versão 5.2 Leia-me do Cliente Nota Antes de utilizar estas informações e o produto suportado por elas, leia as informações gerais em Avisos, na página 7. Prefácio Este Leia-me

Leia mais

Introdução à Internet

Introdução à Internet Introdução à Internet Paulo Santos v. 2.0-2012 1 Índice 1 Introdução à Internet... 3 1.1 Conceitos base... 3 1.1.1 O que é a internet?... 3 1.1.2 O que é preciso para aceder à internet?... 3 1.1.3 Que

Leia mais

Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio.

Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio. Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio. Restaurante Academia Farmácia Shopping Padaria Palestrante Concessionária Bar Balada Pizzaria Imobiliária Hotel Petshop

Leia mais

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Visão geral do conteúdo Sobre o PrintMe Mobile Requisitos do sistema Impressão Solução de problemas Sobre o PrintMe Mobile O PrintMe Mobile é uma solução empresarial

Leia mais

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão M-Payment Prof. Adriano Maranhão 1 Sumário M-Payment Pontos Positivos e Negativos do M-Payment M-Wallet (Conceito) O perfil dos usuários do M-Wallet M-Wallet (Serviços) Principais formas de comunicação

Leia mais

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR O produto e seus processos. - Automatização das operações repetitivas. - Formatação de estilos de entrada e de saída para as várias mídias. Acesso remoto via Web. Diagrama Base INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

Leia mais

Fundamentos da Computação Móvel

Fundamentos da Computação Móvel Fundamentos da Computação Móvel (Plataformas Sistemas Operacionais e Desenvolvimento) Programação de Dispositivos Móveis Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento de Informática Campus

Leia mais

CA Nimsoft Unified Management Portal

CA Nimsoft Unified Management Portal CA Nimsoft Unified Management Portal Notas da Versão 7.0 Histórico da revisão do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Setembro 2013 Versão inicial do UMP 7.0. Avisos legais Copyright 2013,

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Tipos de Sistemas Operacionais Com o avanço dos computadores foram surgindo alguns tipos de sistemas operacionais que contribuíram para o desenvolvimento do software. Os tipos de

Leia mais

Geração de QR-Code para rastreabilidade da produção de grãos em dispositivos móveis sem acesso à internet

Geração de QR-Code para rastreabilidade da produção de grãos em dispositivos móveis sem acesso à internet Geração de QR-Code para rastreabilidade da produção de grãos em dispositivos móveis sem acesso à internet Jessica da Costa 1, Maria Salete Marcon Gomes Vaz 2, Monica Cristine Scherer Vaz 3 1,2,3 Departamento

Leia mais

Guia Wi-Fi Direct. Versão 0 BRA-POR

Guia Wi-Fi Direct. Versão 0 BRA-POR Guia Wi-Fi Direct Versão 0 BRA-POR Modelos aplicáveis Este Manual do Usuário aplica-se aos modelos a seguir: MFC-J650DW/J670DW/J690DW Definições das observações Utilizamos o ícone a seguir ao longo deste

Leia mais

RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS.

RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS. RHOELEMENTS MOTOROLA DESENVOLVA MENOS. FAÇA MAIS. RHOELEMENTS MOTOROLA FOLHETO COM TANTOS EQUIPAMENTOS MÓVEIS... VOCÊ, DEFINITIVAMENTE, QUER CRIAR UM APLICATIVO COMPATÍVEL COM TODOS ELES. COM RHOELEMENTS,

Leia mais

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio,

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio, INTRODUÇÃO Para que o Guia Médico de seu Plano de Saúde esteja disponível em seu celular, antes de mais nada, sua OPERADORA DE SAÚDE terá de aderir ao projeto. Após a adesão, você será autorizado a instalar

Leia mais

GESTÃO DE PEDIDOS EM PLATAFORMA ANDROID:

GESTÃO DE PEDIDOS EM PLATAFORMA ANDROID: GESTÃO DE PEDIDOS EM PLATAFORMA ANDROID: UM SISTEMA PARA ESTABELECIMENTOS DO SETOR GASTRONÔMICO SAMUEL ELIAS BRAVO LOPEZ Prof. Rion Brattig Correia, M.Sc. - Orientador ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Mobile

CA Nimsoft Monitor Mobile CA Nimsoft Monitor Mobile Guia do Usuário 7.0 Histórico da revisão do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Setembro 2013 Versão inicial do Nimsoft Mobile 7.0. Avisos legais Copyright 2013,

Leia mais

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch

Guia ineocontrol. iphone e ipod Touch Guia ineocontrol iphone e ipod Touch Referência completa para o integrador do sistema Module. Aborda os recursos necessários para a itulização, instalação do software e importação das interfaces criadas

Leia mais

Entenda os formatos mais populares de vídeo

Entenda os formatos mais populares de vídeo Entenda os formatos mais populares de vídeo Com o grande crescimento da internet banda larga no país muitos internautas estão cada vez mais tendo contato com arquivos de vídeo, tanto na visualização online

Leia mais

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6

Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.6 Guia de Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão 5.6 2006-2015 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedida por escrito, nenhuma licença será

Leia mais

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam.

Maior Tranqüilidade - Todos esses benefícios, protegendo seus bens materiais e as pessoas que por ali circulam. 1 - APRESENTAÇÃO Este descritivo tem como objetivo, apresentar o Sistema de Identificação de Visitantes enfocando suas funcionalidades e condições técnicas necessárias de implantação. Vantagens do Sistema

Leia mais

Emprego de Código de Barras Bidimensionais para Conferência da Autenticidade de Certificados Digitais

Emprego de Código de Barras Bidimensionais para Conferência da Autenticidade de Certificados Digitais Emprego de Código de Barras Bidimensionais para Conferência da Autenticidade de Certificados Digitais Caroline F. Vicentini 1, Francisco T. M. Avelar 1, João Carlos D. Lima 2, Iara Augustin 2 1 Ciência

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis

Programação para Dispositivos Móveis Programação para Dispositivos Móveis Fatec Ipiranga Análise e Desenvolvimento de Sistemas Aula 02 História do desenvolvimento de software para dispositivos móveis Dalton Martins dmartins@gmail.com São

Leia mais

Apple Music. Diretrizes de identidade para afiliados. Junho de 2015

Apple Music. Diretrizes de identidade para afiliados. Junho de 2015 Visão geral Música boa precisa de marketing bom. O segredo para uma boa campanha de marketing são mensagens claras e eficazes. Siga estas diretrizes para atender aos requisitos da Apple e obter o máximo

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless

Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Arquiteturas para implantação de aplicações móveis wireless Este tutorial apresenta uma visão geral da arquitetura para implantação de aplicações móveis wireless. Eduardo Tude Engenheiro de Teleco (IME

Leia mais

Norton Internet Security Guia do Usuário

Norton Internet Security Guia do Usuário Guia do Usuário Norton Internet Security Guia do Usuário O software descrito neste guia é fornecido sob um contrato de licença e pode ser usado somente conforme os termos do contrato. Documentação versão

Leia mais

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01 : Guia de conceitos básicos Copyright 2011 Amazon Web Services LLC ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Conceitos básicos do Amazon RDS... 1 Cadastre-se no Amazon RDS... 2 Inicie uma instância

Leia mais

Desenvolvendo para. Windows 8. Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8. Ricardo R. Lecheta. Novatec

Desenvolvendo para. Windows 8. Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8. Ricardo R. Lecheta. Novatec Desenvolvendo para Windows 8 Aprenda a desenvolver aplicativos para Windows Phone 8 e Windows 8 Ricardo R. Lecheta Novatec Copyright 2013 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos

Leia mais

Guia Wi-Fi Direct. Versão 0 BRA-POR

Guia Wi-Fi Direct. Versão 0 BRA-POR Guia Wi-Fi Direct Versão 0 BRA-POR Modelos aplicáveis Este Guia do Usuário se aplica aos modelos a seguir. HL-547DW(T)/618DW(T)/MFC-871DW/891DW/895DW(T) Interpretação das observações Os seguintes ícones

Leia mais

EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS. Para sua empresa

EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS. Para sua empresa EM PARCERIA COM APRESENTA: APLICATIVOS Para sua empresa Panorama Geral Tudo converge o usuário para o ambiente mobile: - Tempo: toque ao invés de digitação - Conveniência: conexão a qualquer hora e em

Leia mais

Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi!

Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi! Uma Fan Page feita para os apaixonados por sushi! O Sushi Lovers é uma franquia de delivery de comida japonesa onde diariamente nós damos vida a sua rede social. As postagens chegam a ser responsáveis

Leia mais

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR

COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR COMO CONQUISTAR CLIENTES COM APLICATIVOS PARA CELULAR CONTEÚDO 1 2 3 4 5 6 Por que as empresas precisam estar conectadas ao mundo mobile Como os aplicativos mobile podem atrair mais clientes. Como os aplicativos

Leia mais

Sobre 4YouSee. Já imaginou seu conteúdo digital publicado em 1 minuto? Digital Signage, uma tendência. Versatilidade

Sobre 4YouSee. Já imaginou seu conteúdo digital publicado em 1 minuto? Digital Signage, uma tendência. Versatilidade Sobre 4YouSee Conhecendo os recursos de mídia, bem como as necessidades do mercado publicitário, a F6 Sistemas desenvolveu 4YouSee, um software capaz de reunir rentabilidade, eficiência e rapidez no gerenciamento

Leia mais

Universal Mobile Ad Package UMAP- v.2.0. Dezembro 2011

Universal Mobile Ad Package UMAP- v.2.0. Dezembro 2011 Universal Mobile Ad Package UMAP- v.2.0 Dezembro 2011 Emitida pela MMA North América Board of Directors SWAT Team e o Comitê Global MMA de Mobile Advertising. Proposta Este conjunto atualizado de diretrizes

Leia mais

Softwares de Sistemas e de Aplicação

Softwares de Sistemas e de Aplicação Fundamentos dos Sistemas de Informação Softwares de Sistemas e de Aplicação Profª. Esp. Milena Resende - milenaresende@fimes.edu.br Visão Geral de Software O que é um software? Qual a função do software?

Leia mais

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar

Linha Silk: a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Linha : a maneira leve para testar, desenvolver e gerenciar Leve Criado apenas com a funcionalidade que você precisa Barato Do uso gratuito ao licenciamento flexível Eficiente Software fácil de usar e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA PRÓ REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS INCUBADORA DE EMPREENDIMENTOS SOLIDÁRIOS PROJETO TELECENTROS COMUNITÁRIOS SOFTWARE DE APRESENTAÇÃO POWER POINT IMPRESS PREZI

Leia mais

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP

O melhor do PHP. Por que PHP? CAPÍTULO 1. Uma Pequena História do PHP CAPÍTULO 1 O melhor do PHP Este livro levou bastante tempo para ser feito. Venho usando agora o PHP por muitos anos e o meu amor por ele aumenta cada vez mais por sua abordagem simplista, sua flexibilidade

Leia mais

TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015.

TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015. TNT Radar Manual do Usuário Versão 2.1 Fevereiro 2015. Sumário 1 - Objetivo deste manual.... 3 2 - Bem vindo ao TNT Radar.... 4 3 - Perguntas e respostas sobre a ferramenta TNT Radar.... 5 4 - Acesso a

Leia mais

Cartilha de Segurança para Internet

Cartilha de Segurança para Internet Comitê Gestor da Internet no Brasil Cartilha de Segurança para Internet Parte III: Privacidade Versão 3.1 2006 CERT.br Centro de Estudos, Resposta e Tratamento de Incidentes de Segurança no Brasil Cartilha

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP

Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Guia de instalação do Sugar CRM versão open source no Microsoft Windows XP Noilson Caio Teixeira de Araújo Sugar CRM é um software de código fonte aberto (open source) que permite uma organização para

Leia mais

W4Mobile Operations Management System. Manual do Usuário Versão 1.3.3

W4Mobile Operations Management System. Manual do Usuário Versão 1.3.3 W4Mobile Operations Management System Manual do Usuário Versão 1.3.3 W4Mobile Team: + 55 31 3475 3594 E-mail: suporte@3ssistemas.com.br Este documento consiste em 27 páginas. Elaborado por: IT Applications

Leia mais

Mobile Printing. Guia do usuário

Mobile Printing. Guia do usuário Mobile Printing Guia do usuário Dezembro de 2015 www.lexmark.com Conteúdo 2 Conteúdo Histórico de alterações... 4 Visão geral... 5 Aplicativo Lexmark Mobile Printing... 6 Primeiros passos...6 Requisitos

Leia mais

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.

Módulo I - Introdução. Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010. Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres. Módulo I - Introdução Aula 2 Carlos Eugênio Torres Engenheiro de Informática http://cetorres.com Faculdade Christus Sistemas de Informação 17/09/2010 Graduado em Ciência da Computação pela UFC, Brasil

Leia mais

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião

Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução a programação de dispositivos móveis. Prof. Me. Hélio Esperidião Windows Mobile O Windows Mobile é um sistema operacional compacto, desenvolvido para rodar em dispositivos móveis como Pocket

Leia mais

Sistema para gestão de restaurante

Sistema para gestão de restaurante Sistema para gestão de restaurante Luciana Tavares Rosa luciana.rosa@inf.aedb.br AEDB Fábio Rezende Dutra fabio.dutra@inf.aedb.br AEDB Resumo:O sistema para gestão de restaurante é um software desenvolvido

Leia mais

QUEM SOMOS SERVIÇOS. Desenvolvemos aplicativos para celular, sites e sistemas que facilitam o contato do cliente com a sua empresa e vice-versa.

QUEM SOMOS SERVIÇOS. Desenvolvemos aplicativos para celular, sites e sistemas que facilitam o contato do cliente com a sua empresa e vice-versa. QUEM SOMOS A MeoApp foi fundada em 2013, na cidade de Cuiabá. Atualmente revendemos aplicativos em São Paulo, Brasília e Foz do Iguaçu. Nossa missão é fazer com que a sua empresa esteja conectada o mais

Leia mais

LSoft SGC Gestão Empresarial

LSoft SGC Gestão Empresarial LSoft SGC Gestão Empresarial O LSoft SGC é um sistema de gestão dinâmico, eficiente e flexível idealizado para atender diversos segmentos de indústrias, comércios e serviços. O objetivo principal é tornar

Leia mais

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1

administração Guia de BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia de administração Publicado: 16/01/2014 SWD-20140116140606218 Conteúdo 1 Primeiros passos... 6 Disponibilidade de recursos administrativos... 6 Disponibilidade

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO

Pós-Graduação em Educação: Novos Paradigmas GUIA DO ALUNO GUIA DO ALUNO Prezado(a) Aluno(a), O Guia do Aluno é um instrumento normativo que descreve os padrões de qualidade dos processos acadêmicos e administrativos necessários ao desenvolvimento dos cursos de

Leia mais

Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões

Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões Honeywell Total Connect 2.0 Serviços Remotos O PACOTE COMPLETO... MAIS OPÇÕES, RECURSOS E OPORTUNIDADES PARA OS DISTRIBUIDORES! Crie mais conexões Honeywell Total Connect 2.0 Aprimoramos uma série de recursos

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

MediaKit Rede Jornal Contábil 2015. Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil

MediaKit Rede Jornal Contábil 2015. Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil MediaKit Rede Jornal Contábil 2015 Todas as informações sobre a maior rede de comunicação contábil do Brasil Conheça a Rede Informações importantes: atualização do Midia Kit. A Rede Jornal Contábil está

Leia mais

Notas de Versão. Versão 6.0 SP1

Notas de Versão. Versão 6.0 SP1 Notas de Versão Versão 6.0 SP1 2013 Pitney Bowes Software Inc. Todos os direitos reservados. Esse documento pode conter informações confidenciais ou protegidas por direitos autorais pertencentes à Pitney

Leia mais

Informática. Informática. Valdir

Informática. Informática. Valdir Informática Informática Valdir Questão 21 A opção de alterar as configurações e aparência do Windows, inclusive a cor da área de trabalho e das janelas, instalação e configuração de hardware, software

Leia mais

CARTEIRA VIRTUAL C A R D B O A R D CAMINHOS PONTOMOBI EDU

CARTEIRA VIRTUAL C A R D B O A R D CAMINHOS PONTOMOBI EDU CARTEIRA VIRTUAL G O O G L E C A R D B O A R D APLICAÇÕES E CAMINHOS!1 PONTOMOBI EDU INDICE CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS 4 OUTRAS CARACTERÍSTICAS 5 CUSTOMIZAÇÕES 6 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO 8 DISTRIBUIÇÃO DOS

Leia mais

RealGames Política de Privacidade para o website, produtos e serviços do Zylom

RealGames Política de Privacidade para o website, produtos e serviços do Zylom RealGames Política de Privacidade para o website, produtos e serviços do Zylom A RealGames Europa B.V. ("RealGames" ou "RG") compromete-se a proteger a privacidade das suas informações pessoais. Esta Política

Leia mais

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br

Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Moodle FTEC Versão 2.0 Manual do Usuário Acesse a área de LOGIN do site da FTEC www.ftec.com.br Índice Como acessar o Moodle Editando seu PERFIL Editando o curso / disciplina no Moodle Incluindo Recursos

Leia mais

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.

Introdução à Tecnologia Web. Ferramentas e Tecnologias de Desenvolvimento Web. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com. IntroduçãoàTecnologiaWeb FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br FerramentaseTecnologiasde DesenvolvimentoWeb

Leia mais

Guia de Introdução para Transportadoras

Guia de Introdução para Transportadoras IBM Sterling Transportation Management System Guia de Introdução para Transportadoras Data do Documento: 13 de Abril de 2013 IBM Sterling Transportation Management System Guia de Introdução para Transportadoras

Leia mais

HP Mobile Printing para Pocket PC

HP Mobile Printing para Pocket PC HP Mobile Printing para Pocket PC Guia de Iniciação Rápida O HP Mobile Printing para Pocket PC permite imprimir mensagens de e-mail, anexos e arquivos em uma impressora Bluetooth, de infravermelho ou de

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian

Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Manual do Usuário Microsoft Apps for Symbian Edição 1.0 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos Microsoft oferecem aplicativos corporativos Microsoft para o

Leia mais

Xerox Mobile Print Portal

Xerox Mobile Print Portal Xerox Mobile Print Portal Guia do usuário Março de 2015 Versão 3.0.1 2015 Xerox Corporation. Todos os direitos reservados. Xerox e Xerox and Design são marcas registradas da Xerox Corporation nos Estados

Leia mais

INTERNET HOST CONNECTOR

INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR INTERNET HOST CONNECTOR IHC: INTEGRAÇÃO TOTAL COM PRESERVAÇÃO DE INVESTIMENTOS Ao longo das últimas décadas, as organizações investiram milhões de reais em sistemas e aplicativos

Leia mais

Centro Universitário Salesiano de Campinas UNISAL. Tecnologia Maio 2006 Islei Tordin Ra 06030445 Saul Domingos Ra 06030378

Centro Universitário Salesiano de Campinas UNISAL. Tecnologia Maio 2006 Islei Tordin Ra 06030445 Saul Domingos Ra 06030378 Centro Universitário Salesiano de Campinas UNISAL Tecnologia Maio 2006 Islei Tordin Ra 06030445 Saul Domingos Ra 06030378 Power Point Código de barras Utilização Facilidades Técnologia Podemos ficar ricos

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais

Índice de ilustrações

Índice de ilustrações Sumário 1Dez novos recursos do windows 8...2 1.1Interface Metro...2 1.2Internet Explorer 10...4 1.3Gerenciador de Tarefas...5 1.4Painel de Controle...5 1.5Interface Ribbon...6 1.6Menu Iniciar...7 1.7Windows

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento

Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Aula 1 - Introdução e configuração de ambiente de desenvolvimento Olá, seja bem-vindo à primeira aula do curso para desenvolvedor de Android, neste curso você irá aprender a criar aplicativos para dispositivos

Leia mais

Guia prático para gerar

Guia prático para gerar Guia prático para gerar Código de Barras e QR Code Aprenda como fazer códigos de barras em Word, Excel, Coreldraw e como produzir um QR Code. 1 O que é um Código de Barras? O código de barras UPC (em inglês

Leia mais

Automação do Processo de Instalação de Softwares

Automação do Processo de Instalação de Softwares Automação do Processo de Instalação de Softwares Aislan Nogueira Diogo Avelino João Rafael Azevedo Milene Moreira Companhia Siderúrgica Nacional - CSN RESUMO Este artigo tem como finalidade apresentar

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Manual do usuário. Mobile Client

Manual do usuário. Mobile Client Manual do usuário Mobile Client Mobile Client Parabéns, você acaba de adquirir um produto com a qualidade e segurança Intelbras. Este manual serve como referência para a sua instalação e operação e traz

Leia mais

Visualizador de Documentos Fiscais Eletrônicos FAQ (Perguntas frequentes)

Visualizador de Documentos Fiscais Eletrônicos FAQ (Perguntas frequentes) Visualizador de Documentos Fiscais Eletrônicos FAQ (Perguntas frequentes) 1. Quais são os requisitos de software para executar o Visualizador em meu computador? Para executar o Visualizador é necessário

Leia mais

IBM Endpoint Manager for Mobile Devices

IBM Endpoint Manager for Mobile Devices IBM Endpoint Manager for Mobile Devices Plataforma unificada para gerenciar dispositivos móveis junto com endpoints tradicionais Destaques Trata as questões de negócios e de tecnologia da segurança, da

Leia mais

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet

Princípios de Internet e Termos mais Utilizados. Internet Princípios de Internet e Termos mais Utilizados Internet A Comunicação é a melhor palavra para descrever a Internet. São serviços e facilidades que, para algumas pessoas, é o lugar onde elas encontram

Leia mais

4 Etiquetas Inteligentes

4 Etiquetas Inteligentes 26 4 Etiquetas Inteligentes A ideia de associar os produtos do mundo real com informações provenientes da internet não é nova. Em 1998, Barrett e Maglio descreveram um sistema para anexar informação a

Leia mais

Segurança em Dispositivos Móveis

Segurança em Dispositivos Móveis Segurança em Dispositivos Móveis Lucas Ayres e Lucas Borges Ponto de Presença da RNP na Bahia {lucasayres,lucasborges}@pop ba.rnp.br 1 Agenda Dispositivos móveis Principais riscos e como se proteger Cuidados

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2

Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center. Versão 5.4.2 Guia do Usuário do Gateway do Avigilon Control Center Versão 5.4.2 2006-2014 Avigilon Corporation. Todos os direitos reservados. A menos que seja expressamente concedido por escrito, nenhuma licença é

Leia mais

Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos para campanhas publicitárias (Advergames) e jogos para treinamento/educação.

Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos para campanhas publicitárias (Advergames) e jogos para treinamento/educação. A VIRTUALIZE A Virtualize Interatividade Digital é uma Agência Digital, especializada na produção de conteúdos multimídia com rico grau de interatividade. Principais Serviços Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos

Leia mais

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR

ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR ESCOLHA UM TESTE PARA EXECUTAR Acompanhe o ritmo de aceleração dos ciclos de lançamento. Descubra a automatização com um toque humano EXECUTE UM TESTE 26032015 Com a Borland, tanto analistas de negócios

Leia mais

Para os utilizadores do RICOH Smart Device Connector: Configurar o equipamento

Para os utilizadores do RICOH Smart Device Connector: Configurar o equipamento Para os utilizadores do RICOH Smart Device Connector: Configurar o equipamento CONTEÚDO 1. Para todos os Utilizadores Introdução...3 Como Ler Este Manual...3 Marcas Comerciais...4 O que é o RICOH Smart

Leia mais

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA

INFORMÁTICA PROF. RENATO DA COSTA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO FCC 2012 NOÇÕES DE : 1 Conceitos de Internet e intranet. 2 Conceitos básicos e modos de utilização de tecnologias, ferramentas, aplicativos e procedimentos associados à Internet e

Leia mais

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC

A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC A LIBERDADE DO LINUX COM A QUALIDADE ITAUTEC O AMBIENTE OPERACIONAL QUE AGREGA A CONFIABILIDADE E O SUPORTE DA ITAUTEC À SEGURANÇA E À PERFORMANCE DO LINUX O LIBRIX É UMA DISTRIBUIÇÃO PROFISSIONAL LINUX

Leia mais

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES

FAQ PERGUNTAS FREQUENTES FAQ PERGUNTAS FREQUENTES 1 SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1.Quais são as características do Programa?...4 2.Quais são os pré-requisitos para instalação do Sigep Web?...4 3.Como obter o aplicativo para instalação?...4

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Por que você precisa de um Processador Gráfico?

Por que você precisa de um Processador Gráfico? Por que você precisa de um Processador Gráfico? Tudo que eu faço é ler emails e navegar na Internet. Bem você precisa de um processador gráfico Porque tudo está mudando Desde a maneira como você visualiza

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA CLICKSIGN

POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA CLICKSIGN Data efetiva: 14 de abril de 2014. POLÍTICA DE PRIVACIDADE DA CLICKSIGN Esta Política de Privacidade abrange a coleta, uso e divulgação de informação coletada em todas as plataformas, sistemas, aplicativos,

Leia mais

Desenvolvendo Websites com PHP

Desenvolvendo Websites com PHP Desenvolvendo Websites com PHP Aprenda a criar Websites dinâmicos e interativos com PHP e bancos de dados Juliano Niederauer 19 Capítulo 1 O que é o PHP? O PHP é uma das linguagens mais utilizadas na Web.

Leia mais

O que é um aplicativo?

O que é um aplicativo? O que é um aplicativo? Aplicativos de software podem ser divididos em duas classes gerais: Software de sistema e Software Aplicativo. Software de sistema são programas de computador de baixo nível que

Leia mais

BEM VINDO ao Claro MDM

BEM VINDO ao Claro MDM BEM VINDO ao Claro MDM Guia Rápido de Configuração do Claro MDM - Light Você está adquirindo uma das melhores plataformas de Gerenciamento de Dispositivos Móveis disponíveis no mercado. Preparamos um guia

Leia mais

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos

Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader. Sistemas operacionais em concursos públicos Sistema operacional Windows 7, Windows Live Mail e Adobe Reader Sistemas operacionais em concursos públicos Antes de tudo é importante relembrarmos que o sistema operacional é um tipo de software com a

Leia mais