Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem."

Transcrição

1 Aqui você encontrará dicas para manutenção preventiva de seu carro, para que este esteja sempre em ordem. É importante ressaltar a realização da manutenção preventiva, além prevenir reparos inesperados, economizar combustível e garantir o bom funcionamento do carro, mantém as condições idéias de segurança. Temos alguns itens que são importantes responsáveis pela economia de combustível, emissão de gases, e principalmente, pela segurança do veículo. São eles: Combustível e lubrificantes; Filtros; Velas e Cabos; Suspensão; Freios; Correias; Sistema elétrico; Sistema de arrefecimento do motor; Sistema de injeção eletrônica; Pneus. Ressalta-se a importância da certificação de que as peças que foram substituídas no veículo são originais, ou que sejam de fabricante recomendado pela montadora de seu veículo, para que o padrão de qualidade seja mantido.

2 COMBUSTÍVEL: Uma das dúvidas mais comuns aos motoristas é quanto à gasolina a ser usada. Existem pelo menos três opções, a PREMIUM, a ADITIVADA e a COMUM. Existe uma para cada tipo de carro, e isso depende de cada motor. A quilometragem define o tipo de gasolina que deve ser usada, portanto, os carros mais antigos, normalmente, já têm acumulados em seu sistema de alimentação - que vai do tanque de combustível ao bico injetor (no caso de injeção de combustível) ou ao carburador (nos modelos mais antigos) - depósitos de impurezas. Nesse caso, o recomendado é usar sempre a gasolina comum, mais do que suficiente para fazer um motor já usado funcionar. Nesses carros, os outros dois tipos podem gerar problemas de entupimento e desperdício. ADITIVADA: Entre os outros tipos, a mais recomendada é a ADITIVADA. Por possuir detergentes e dispersantes, ela mantém o sistema de alimentação limpo, evitando os depósitos de impurezas e aumentando a vida útil do motor. Porém para quem é usuário regular da gasolina comum, esse tipo de gasolina pode ter efeitos negativos: os detergentes e dispersantes soltam a sujeira acumulada, o que causa o entupimento dos bicos da injeção eletrônica. A aditivada só deve ser usada em carros que a utilizam desde novos. PREMIUM : Já a gasolina premium só deve ser utilizada por carros com taxa de compressão mais alta, ou seja, os importados e os esportivos, por causa de sua maior octanagem - que evita a pré-ignição, também conhecida como "batida de pino". No caso de motores com baixa compressão, ela não proporciona nenhuma melhora de desempenho nem de economia. Assim como a aditivada, ela tem, em sua composição, detergentes e dispersantes. É recomendável que seja usado sempre o mesmo tipo de gasolina, bem como a mesma marca. Portanto, a alteração de combustível deve ser feita apenas em casos de extrema necessidade e deve-se retornar a gasolina normalmente usada o quanto antes. FILTROS Troca do filtro de ar : Ele serve para evitar que partículas estranhas entrem nos cilindros junto com o ar. Em geral, os filtros são de papel tratado quimicamente. É como se eles fossem os responsáveis pela "respiração" do motor, por isso é necessário trocálos a cada km ou de acordo com o prazo estabelecido no manual do proprietário de seu veículo.

3 Troca do filtro de combustível : Na alimentação por injeção utilizam-se filtros de combustível de papel, em geral colocados em linha ao longo da tubulação de passagem do combustível. No caso de motores a diesel empregam-se sempre um ou mais filtros alojados em recipientes que funcionam como decantadores. Trocar os filtros de combustível é necessário para manter o sistema de alimentação do motor limpo, evitando, por exemplo, o entupimento de bicos injetores e, conseqüentemente, falhas no funcionamento do carro. A troca deve ser realizada a cada km ou de acordo com o manual do proprietário de seu veículo. VELAS DE IGNIÇÃO A vela de ignição é um componente vital que serve para introduzir a energia necessária na câmara de combustão. Através da faísca elétrica gerada entre os eletrodos, inicia a queima da mistura ar-combustível, mantendo a câmara dentro da faixa de temperatura ideal de trabalho. CABOS DE IGNIÇÃO O Cabo de Ignição tem como função principal conduzir a alta tensão produzida pela bobina ou transformador até as velas, sem permitir fugas de corrente. Desta maneira, assegura-se uma ignição sem falhas e a perfeita combustão. Para acompanhar a constante evolução tecnológica dos motores, é preciso contar com sistemas de ignição mais potentes. É por isso que é tão importante contar com cabos de qualidade, pois melhoram consideravelmente, o desempenho do veículo, diminuindo o consumo de combustível e contribuindo diretamente para a redução das emissões de gases poluentes no meio-ambiente. Portanto, os Cabos de Ignição tem um papel fundamental no sistema de ignição, no qual a qualidade da combustão a ser realizada depende diretamente destes condutores. Em função disso, em seu processo de fabricação é conferido aos Cabos de Ignição características importantes, tais como: resistência a altas temperaturas, alta isolação contra fuga de corrente e supressão de interferências eletromagnéticas. SUSPENSÃO É o sistema de absorção de impacto do carro, como, por exemplo, as vibrações e choques das rodas. Em curvas e freadas bruscas, ela é vital para a segurança dos passageiros.

4 Com o passar o tempo a suspensão sofrerá desgaste natural de seus variados componentes (amortecedores, molas, bandejas, braços, pivôs, buchas, barra estabilizadora e bieletas), por isso é importante que seja revisada a cada km. Para que esta revisão seja feita é necessário submete o carro a testes mecanizados que irão verificar a eficiência da suspensão se seu veículo, o que mostrará o estado físico das peças. Fique atento aos seguintes componentes da suspensão: - Amortecedores Sintoma: Veículo sem estabilidade e barulho na suspensão. - Molas Sintoma: veículo sem estabilidade e barulho na suspensão. - Bandejas e braços Sintoma: barulho na suspensão e dirigibilidade comprometida. FREIOS Sendo o freio o garantidor da segurança do veículo, é um dos itens que mais requer cuidados e atenção. A revisão do sistema de frenagem deve ser feita periodicamente e o condutor deve ficar atento ao pedal do freio e barulho que podem ocorrer. A frenagem se dá por atrito entre pastilhas (lonas ou sapatas) e discos ou tambores (panelas). O desgaste destes componentes é visível, pois uma vez gastos o pedal ficará mais aproximado do assoalho de veículo. Dica para prolongar a vida dos componentes do sistema de freios: - Sempre ande com o veículo engatado - Reduza marchas para reduzir a velocidade do veículo - Evite descansar os pés no pedal do freio CORREIAS A sua função da correia é manter o sincronismo entre a árvore de manivelas e o eixo comando de válvulas. Como a correia fica protegida por uma capa é impossível examiná-la fora de uma oficina, portanto procuro um mecânico de sua confiança. A correia é trocada a cada , mas pode variar de acordo com o modelo do carro. Consulte o manual do seu veículo. Se quebrar causará sérios danos nas válvulas e até nos pistões.

5 A corrente de comando tem a mesma função da correia dentada, porém sua vida útil, seu material e seu custo para troca são diferentes. Sua troca ocorre com km ou mais, pois é composta de aço, lubrificado pelo óleo do motor. Os veículos com corrente de comando também utilizam correias para funcionamento do ar-condicionado, da direção hidráulica, do alternador e de outros componentes. Siga rigorosamente o intervalo de troca de correia. SISTEMA ELÉTRICO Uma das principais funções do sistema elétrico é produzir a faísca que permite a explosão nos cilindros da mistura comprimida a gasolina e o ar, além de tornar possível o arranque do motor térmico por meio do motor de arranque. O sistema elétrico de um veículo está dividido em circuitos, cada um dos quais com diferentes funções básicas e comandos. São eles o circuito de ignição, o circuito de arranque, o circuito da carga da bateria, o circuito das luzes e os circuitos acessórios, por vezes, comandado pelo interruptor da ignição e, na maior parte dos casos, protegidos por um fusível. Da combustão de uma mistura de ar e gasolina nos cilindros de um motor a gasolina resulta a energia necessária, para mover um carro. O sistema elétrico produz a faísca elétrica que inflama a mistura. Cada cilindro possui uma vela provida de dois eletrodos que adentram na câmara de explosão. Quando a corrente elétrica é fornecida às velas a uma voltagem elevada, a corrente salta através do intervalo entre os eletrodos sob a forma de uma faísca. O sistema elétrico de um carro é constituído, dentre outros, pelas seguintes partes: -Bateria: fornece a corrente elétrica; -Ignição Eletrônica e a Bobina -Motor de Partida (arranque) -Alternador -Distribuidor: envia a corrente às velas no momento adequado; -Cabos de velas -Velas: produzem as faíscas que

6 inflamam a mistura de ar e gasolina contida nos cilindros. -Fiação -Fusíveis Sendo assim, o sistema elétrico é parte vital do veículo, e deve ser regularmente revisada, estando sempre em dia para o bom funcionamento de seu carro. SISTEMA DE ARREFECIMENTO Todos os motores têm uma temperatura ideal de funcionamento. Se trabalham superaquecidos, perdem potência, o que gera aumento no consumo. É fundamental sempre trocar o aditivo do radiador no prazo recomendado pelas montadoras e revisar todo o sistema de arrefecimento, como mangueiras, válvula termostática e interruptores. É importante verificar o nível da água com o carro frio e o veículo nivelado. O ideal é que a água esteja entre o indicador de MINIMO e MAXIMO dôo reservatório. Se a água tiver que ser completada com muita freqüência, procure imediatamente uma oficina, pois deve haver problemas de vazamento. Repondo a água: A quantidade de água a ser adicionada no reservatório é de 50% da capacidade deste, sendo a outra metade deve ser de aditivo, preferencialmente à base etilenoglicol, que protege contra corrosão do sistema, lubrifica e evita ebulição e congelamento da água do radiador. É indicado trocar o líquido de arrefecimento a cada Km. Assim como o óleo do motor, o líquido de arrefecimento perde suas características com o tempo e uso. É necessário a troca, pois assim o motor vai economizar combustível, atingir potência máxima, emitir menos poluentes e reduzir o atrito e desgastes prematuros. Fique sempre atento ao marcador de temperatura do painel, ele indicará se houver algo errado com seu sistema de arrefecimento.

7 SISTEMA DE INJEÇÃO ELETRONICA É uma das grandes inovações tecnológicas do automóvel. Surgiu na década de 1980 e foi aperfeiçoada na de A injeção, mesmo antes de contar com gerenciamento eletrônico, veio para substituir o velho carburador e agregar mais eficiência ao motor, principalmente quanto às emissões gasosas pelo escapamento. Como ocorria com o carburador, a função deste equipamento é fazer a mistura de ar e combustível, só que nos modernos sistemas isso é feito de maneira extremamente precisa. Uma central eletrônica recebe informações de sensores e de atuadores distribuídos pelo motor e pelos componentes do carro, que informam sobre as mais variadas situações de funcionamento. Essa central analisa tudo e, numa fração de segundo, gerencia a frequência e a quantidade de combustível a ser injetado na câmara de combustão do motor. Na maioria dos modelos existe um sinalizador no painel, geralmente de cor amarela, que avisa quando o sistema de injeção eletrônica está com algum problema. Fique sempre atento. Manutenção preventiva do sistema de injeção poderá corrigir a formação de carvão na câmara de combustão, evitando danos ao motor. Quando houver dificuldade para fazer o motor funcionar pela manhã ou ele falhar ou engasgar, é provável que o sistema necessite de limpeza e/ou de manutenção. Isso também é válido para carros com carburador. A cada km faça manutenção preventiva do sistema. PNEUS Um pneu bem calibrado garante mais segurança na hora de dirigir e ajuda a reduzir o consumo de combustível. A calibragem errada pode não só comprometer a segurança dos ocupantes do veículo como também prejudicar o desempenho do automóvel. É importante checar regularmente as condições do estepe e mantê-lo pronto para o uso. Uma dica é enchê-lo com até cinco libras a mais do que o normal, já que o pneu reserva nem sempre é calibrado com a mesma frequência dos pneus em uso. Ressalta-se que a calibragem do pneu deve ser checado com o pneu FRIO. O correto é calibrar os pneus toda semana. Sempre com pneus frios, ou seja, tendo rodado no máximo 3 quilômetros. Para saber a calibragem correta basta olhar no manual do fabricante.

8 As pressões devem ser verificadas regularmente em pneus frios Os pneus devem ser substituídos quando suas superfícies demonstrarem sinais de desgaste Faça o balanceamento dos pneus periodicamente, ou quando ocorrer vibração Quando ocorrerem impactos ou furos, verifique também a parte interna do pneu Cumpra o código de velocidade e o índice de cargas As pressões devem ser verificadas regularmente em pneus frios; Além de todos esses cuidados é importante também verificar o funcionamento da sinalização TODOS OS DIAS. FONTES:

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA

DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE ALAGOAS - DETRAN/AL QUESTÕES SOBRE MECÂNICA A quilometragem percorrida pelo veículo é indicada pelo: 1 velocímetro. 2 hodômetro. 3 manômetro. 4 conta-giros. O termômetro é utilizado para indicar a temperatura: 1 do motor. 2 do combustível. 3 no

Leia mais

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro!

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! A cada 10 mil km: Trocar o fluido do freio;* Trocar os filtros de ar, de combustível, do ar condicionado;* Trocar o óleo do motor (sintético) e filtro do óleo;* A cada 15 mil km Verificar as velas de ignição

Leia mais

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro!

Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! Guia Como conhecer e cuidar melhor do seu carro! Segurança e Bem-estar! Você acaba de assistir a uma palestra sobre como conhecer e cuidar melhor do seu carro. Para que não se esqueça de alguns itens importantes,

Leia mais

M a n u a l d o M e c â n i c o

M a n u a l d o M e c â n i c o M a n u a l d o M e c â n i c o folder2.indd 1 20/11/2009 14 12 35 Manual do Mecânico GNV GÁS NATURAL VEICULAR Entenda o GNV e saiba quais os cuidados necessários para a manutenção de veículos que utilizam

Leia mais

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda.

Manual do Usuário. Exsto Tecnologia Ltda. Manual do Usuário Ltda. R. Vereador José Eduardo da Costa, 169 Santa Rita do Sapucaí MG CEP: 37540 000 +55 35 3471 6898 www.exsto.com.br 2 1 Introdução Parabéns! Você acaba de adquirir um produto de alta

Leia mais

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor.

Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Objetivos Descrever o princípio de funcionamento dos motores Ciclo Otto Identificar os componentes básicos do motor. Descrição Neste módulo são abordados os princípios de funcionamento do motor Ciclo Otto,

Leia mais

Mecânica Básica MOTOR, SISTEMA ELÉTRICO, SISTEMA DE TRANSMISSÃO, SISTEMA DE DIREÇÃO, SISTEMA DE SUSPENSÃO, SISTEMA DE FREIOS E ESTRUTURA.

Mecânica Básica MOTOR, SISTEMA ELÉTRICO, SISTEMA DE TRANSMISSÃO, SISTEMA DE DIREÇÃO, SISTEMA DE SUSPENSÃO, SISTEMA DE FREIOS E ESTRUTURA. Mecânica Básica O C.T.B visa principalmente a segurança. Os itens de manutenção que afetam diretamente a segurança são: * Direção, Freios, Suspensão, Luzes, Limpador de pára-brisa e Buzina. As noções de

Leia mais

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia.

Manual Do Usuário. Monogás Tester. MonoGás Nº. PLANATC Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda Certificado de Garantia. Certificado de Garantia. Modelo Controle MonoGás Nº A Planatc Tecnologia Eletrônica Automotiva Ltda garante o equipamento adquirido contra possíveis defeitos de fabricação pelo período de 6 meses, a partir

Leia mais

E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL

E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL E-BOOK 15 DICAS PARA ECONOMIZAR COMBUSTÍVEL Veja 15 dicas para economizar combustível no carro Da maneira de dirigir à escolha da gasolina, saiba o que pode trazer economia de consumo. Não existe mágica.

Leia mais

Bomba injetora: todo cuidado é pouco

Bomba injetora: todo cuidado é pouco Bomba injetora: todo cuidado é pouco Bomba injetora: todo cuidado é pouco Veja como identificar os problemas da bomba injetora e retirá-la corretamente em casos de manutenção Carolina Vilanova A bomba

Leia mais

Motores de Combustão Interna MCI

Motores de Combustão Interna MCI Motores de Combustão Interna MCI Aula 3 - Estudo da Combustão Componentes Básicos dos MCI Combustão Combustão ou queima é uma reação química exotérmica entre um substância (combustível) e um gás (comburente),

Leia mais

CONHECIMENTOS ELEMENTARES DE MECÂNICA DE AUTOMÓVEIS

CONHECIMENTOS ELEMENTARES DE MECÂNICA DE AUTOMÓVEIS CONHECIMENTOS ELEMENTARES DE MECÂNICA DE AUTOMÓVEIS Para a perfeita condução de um veículo, é necessário conhecermos um pouco dos sistemas que o compõe. Deste procedimento, resulta a manutenção preventiva,

Leia mais

PLANILHA DE MANUTENÇÃO

PLANILHA DE MANUTENÇÃO PLANILHA DE MANUENÇÃO LEGENDA: A - A cada 8 horas ou diariamente B - A cada 200 horas ou 5 semanas C - A cada 1200 horas ou 6 meses D - A cada 2400 horas ou 1 ano - Inspeção visual, teste e ajuste - luz

Leia mais

Dirigir ecologicamente com

Dirigir ecologicamente com Global Training. The finest automotive learning rpm x 100 Dirigir ecologicamente com PREFÁCIO Convidamos você para participar: - Treinamento de Condução Econômica, transmitindo-lhe conhecimento sobre uma

Leia mais

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA

ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA ATENÇÃO INFORMAÇÕES SOBRE A GARANTIA Motor vertical 2 tempos LER O MANUAL DO PROPRIETÁRIO. TRABALHE SEMPRE COM ROTAÇÃO CONSTANTE, NO MÁXIMO 3.600 RPM EVITE ACELERAR E DESACELERAR O EQUIPAMENTO. NÃO TRABALHE

Leia mais

Caracteristicas NGK:

Caracteristicas NGK: Caracteristicas NGK: Características BOSCH: Notem que o número central nas velas, que indica valor térmico ou índice de temperatura, é crescente na Bosch e decrescente na NGK. Sobre o tipo de eletrôdo,

Leia mais

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO

PLANO DE MANUTENÇÃO. incl. Planos A + B + B1 execução. rotinas + procedimentos FROTA SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MANUTENÇÃO PLANO DE MANUTENÇÃO C incl. Planos A + B + B1 execução rotinas + procedimentos FROTA OPERAÇÃO URBANA 1) Principais objetivos : Avaliação anual (aproxim.) do estado mecânico do veículo Acertos mecânicos

Leia mais

Adendo. Autor: Júlio César

Adendo. Autor: Júlio César Adendo secretaria de saúde do df MOTORISTA Matéria: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MECÂNICA DE VEÍCULOS Autor: Júlio César Mecânica de veículos A finalidade do curso supracitado é proporcionar ao Público conhecimentos

Leia mais

A presente garantia terá 4 (quatro) anos de vigência sem limite de. garantia de 4 (quatro) anos contra defeitos de corrosão perfurativa.

A presente garantia terá 4 (quatro) anos de vigência sem limite de. garantia de 4 (quatro) anos contra defeitos de corrosão perfurativa. GARANTIA HYUNDAI I Terno de Garantia Hyundai O Presente Termo de Garantia Hyundai aplica-se única e exclusivamente ao veículo da marca e fabricação Hyundai devidamente identificado ao final deste documento,

Leia mais

Material de Apoio INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH. Programa Especial - Injeção Eletrônica LE-Jetronic

Material de Apoio INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH. Programa Especial - Injeção Eletrônica LE-Jetronic INJEÇÃO ELETRÔNICA DE COMBUSTÍVEL BOSCH A necessidade de se reduzir o consumo de combustível dos automóveis, bem como de se manter a emissão de poluentes pelos gases de escape dentro de limites, colocou

Leia mais

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5

APLICATIVOS RENAULT. Siemens/Fênix 5 CAPÍTULO 13 APLICATIVOS RENAULT Siemens/Fênix 5 MEGANE 1.6 K7M 702/703/720 1995 em diante COMO FUNCIONA ESTE SISTEMA Este sistema é multiponto seqüencial, com 4 válvulas injetoras que possui autodiagnose

Leia mais

Secretaria do Planejamento e Gestão. Manual

Secretaria do Planejamento e Gestão. Manual Secretaria do Planejamento e Gestão Manual Manual de Abastecimento da Frota Introdução O presente manual tem por finalidade orientar os usuários sobre seus deveres, instruir como proceder nas diversas

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MINI- MOTO. Página 1- Indicações de uso AVISOS!

MANUAL DO USUÁRIO MINI- MOTO. Página 1- Indicações de uso AVISOS! MANUAL DO USUÁRIO MINI- MOTO Página 1- Indicações de uso AVISOS! *Não é permitido para pessoas que não entenderam o manual de instruções, dirigirem a mini-moto. *Deve ser utilizado a mistura de gasolina

Leia mais

Vícios e Manias ao Volante

Vícios e Manias ao Volante Vícios e Manias ao Volante EMBREAGEM Muitos brasileiros deixam o pé apoiado sobre o pedal da embreagem quando dirigem. É um dos vícios mais comuns e difícil de ser superado. As alavancas desse sistema

Leia mais

Ciclo de motor de combustão interna, que se completa em duas revoluções(rotação) da árvore de manivelas.

Ciclo de motor de combustão interna, que se completa em duas revoluções(rotação) da árvore de manivelas. 1 3.0 Descrição do Funcionamento dos Motores O conjunto de processo sofrido pelo fluido ativo que se repete periodicamente é chamado de ciclo. Este ciclo pode acontecer em 2 ou 4 tempos. Figura 3: Nomenclatura

Leia mais

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P

Manual de Operação. Lixadeira pneumática de alta velocidade 5- TESM5P Manual de Operação Lixadeira pneumática de alta velocidade 5"- TESM5P . DADOS TÉCNICOS LIXADEIRA ORBITAL Modelo: Velocidade sem carga: Pressão de ar: Entrada de ar: Disco de lixa: Consumo de ar: TESM5P

Leia mais

ASSISTÊNCIA TÉCNICA TABELA DE TEMPOS VEÍCULOS LINHA LEVE

ASSISTÊNCIA TÉCNICA TABELA DE TEMPOS VEÍCULOS LINHA LEVE ASSISTÊNCIA TÉCNICA TABELA DE TEMPOS VEÍCULOS LINHA LEVE Na realização destes trabalhos foram utilizadas todas as ferramentas especiais e equipamentos recomendados pelo Departamento de Assistência Técnica

Leia mais

- 0800 7021175 (24-0800 7702011 - (05/2012) 99000NO502

- 0800 7021175 (24-0800 7702011 - (05/2012) 99000NO502 MANUAL DE GARANTIA Prefácio Parabéns pela escolha do SUBARU, veículo produzido no Japão, com a melhor tecnologia, especialmente para rodar no Brasil. Seu projeto moderno e elegante, solidamente estruturado

Leia mais

Conheça o Sistema Flex da Peugeot, interessante - por HUGOMELO

Conheça o Sistema Flex da Peugeot, interessante - por HUGOMELO Conheça o Sistema Flex da Peugeot, interessante - por HUGOMELO Conheça as características e os procedimentos para manutenção e diagnóstico do sistema de injeção eletrônica dos motores 1.4 e 1.6 bicombustíveis

Leia mais

EMPILHADEIRAS HYUNDAI À DIESEL

EMPILHADEIRAS HYUNDAI À DIESEL GARFO (Comprimento X Largura x Bitola) (mm) HDF50-7S (TIPO EIXO - TIPO GANCHO) - 1.350 X 150 X 60-1.500 X 150 X 60-1.800 X 150 X 60-2.000 X 150 X 60-2.400 X 150 X 60 HDF70-7S (TIPO EIXO) - 1,350 X 180

Leia mais

Programas de Manutenção Scania.

Programas de Manutenção Scania. Respeite os limites de velocidade. Programas de Manutenção. Melhor performance, maior economia. Para mais informações sobre os produtos e serviços, entre em contato com a Casa mais próxima ou acesse http://www.scania.com.br/pecas-e-servicos

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA FACULDADE DE ENGENHARIA Campus de Bauru DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA Bruno Canton Ra: 711497 Henrique Marcato Ra: 711471 Matheus Gonçales Pereira Ra: 711756 MANUTENÇÃO

Leia mais

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano

Motores Térmicos. 9º Semestre 5º ano Motores Térmicos 9º Semestre 5º ano Aula 20. Sistema de Lubrificação Introdução Tipos de Sistemas de Lubrificação O percurso do óleo lubrificante Componentes do Sistema de lubrificação Óleo lubrificante

Leia mais

COMO MEDIR A PRESSÃO DO ÓLEO

COMO MEDIR A PRESSÃO DO ÓLEO Página 1 de 6 COMO MEDIR A PRESSÃO DO ÓLEO MOTOR WILLYS 6 CILINDROS BF-161 Com uma simples medição da pressão do óleo você pode avaliar o estado geral do seu motor Willys seja ele novo ou usado e evitar

Leia mais

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V

BOSCH MOTRONIC M2.8-16V CAPITULO 56 BOSCH MOTRONIC M2.8-16V APLICATIVOS GM VECTRA GSI CALIBRA 2.0 16V COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 2.8 DO VECTRA GSI 2.0 E CALIBRA 2.0 16V Como funciona injeção eletrónica de combustível MOTRONIC

Leia mais

R. 304 - CEP 05117-000 - - SP

R. 304 - CEP 05117-000 - - SP ÍNDICE Apresentação... 1 Componentes do sistema de arrefecimento... 2, 3 Sistema de arrefecimento... 4 Limpeza do sistema e sangria das bolhas de ar... 5 Diagnósticos de defeitos... 6 Equipamentos necessários

Leia mais

RECEBIMENTO DEFINITIVO

RECEBIMENTO DEFINITIVO RECEBIMENTO DEFINITIVO HORÁRIO DE INÍCIO: LOCAL: LOCOMOTIVA Nº: HORÁRIO DE TÉRMINO: PAÍS: DATA: OK? OBS. COM O MOTOR DIESEL DESLIGADO: ITENS DO SISTEMA MECÂNICO, TRUQUE, HIDRÁULICO E PNEUMÁTICO: 1 - Inspecionar

Leia mais

Instruções Gerais de Segurança

Instruções Gerais de Segurança Instruções Gerais de Segurança Colocar seu triangulo de segurança em local visível, em distancia segura do carro. Puxar o freio de mão, em caso de carro automático selecionar a posição de estacionar, em

Leia mais

TERMO DE GARANTIA PARA CÂMARAS DE AR E PROTETORES PARA VEÍCULOS DE PASSEIO, CAMIONETAS, VEÍCULOS DE CARGA (CAMINHÕES E ÔNIBUS) E AGRÍCOLAS

TERMO DE GARANTIA PARA CÂMARAS DE AR E PROTETORES PARA VEÍCULOS DE PASSEIO, CAMIONETAS, VEÍCULOS DE CARGA (CAMINHÕES E ÔNIBUS) E AGRÍCOLAS AS CONDIÇÕES DESTA GARANTIA PASSAM A VALER PARA PRODUTOS COMERCIALIZADOS PELA TORTUGA CÂMARAS DE AR ADQUIRIDOS A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2011. Além da garantia legal, a Tortuga Câmaras de Ar, garante

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS UTILIZANDO SONDA LAMBDA

SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS UTILIZANDO SONDA LAMBDA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SISTEMAS E PROCESSOS INDUSTRIAIS Fundamentos de Instrumentação para Controle de Processos ARTIGO SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS UTILIZANDO SONDA LAMBDA Ederson Luis Posselt,

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO MANUAL DE INSTALAÇÃO E FUNCIONAMENTO KIT DE IGNIÇÃO IGNIFLEX EDIÇÃO 05/2014 AVISOS IMPORTANTES LEIA O MANUAL COMPLETO ANTES DE INICIAR A INSTALAÇÃO! É OBRIGATÓRIA A UTILIZAÇÃO DE VELAS RESISTIVAS PARA

Leia mais

Não abasteça combustível adulterado

Não abasteça combustível adulterado Não abasteça combustível adulterado A maioria das pessoas acha que uma vez que o posto de gasolina tem bandeira (BR, Shell, Texaco, Esso, Ipiranga, etc) a qualidade do combustível está garantida. Não é

Leia mais

>> Localização dos componentes. Bateria. Motor. Suspensão. Radiador Freios

>> Localização dos componentes. Bateria. Motor. Suspensão. Radiador Freios DICAS DE MECÂNICA >> Localização dos componentes Bateria Motor Suspensão Radiador Freios >> Localização dos componentes Bateria Fluido de freio Água do limpador de pára-brisa Reservatório de partida a

Leia mais

Programas de Manutenção Scania.

Programas de Manutenção Scania. . Melhor performance, maior economia. SCAN1112_0857_Folheto_210x297mm.indd 1 A alta produtividade que somente um Scania pode apresentar é potencializada com os Programas de Manutenção Scania. Para oferecer

Leia mais

MANUAL DE USO E CONSERVAÇÃO DE VEÍCULOS

MANUAL DE USO E CONSERVAÇÃO DE VEÍCULOS 21 MANUAL DE USO E CONSERVAÇÃO DE VEÍCULOS Secretaria do Planejamento e Gestão do Estado do Ceará MANUAL DE USO E CONSERVAÇÃO DE VEÍCULOS 1 Secretária do Planejamento e Gestão Desirée Custódio Mota Gondim

Leia mais

ÍNDICE - 3 - cap Tópico pág. 1 2 3 4 5 6 7 8

ÍNDICE - 3 - cap Tópico pág. 1 2 3 4 5 6 7 8 Manual de Garantia Manual de garantia Manual de garantia ÍNDICE cap Tópico pág. 1 2 3 4 5 6 7 8 TERMOS DE GARANTIA MANUTENÇÃO PREVENTIVA/CONTROLE DE REVISÕES REGRAS GERAIS ITENS NÃO COBERTOS PELA GARANTIA

Leia mais

Os comissários podem solicitar a qualquer momento que sejam feitas as verificações necessárias em qualquer veiculo inscrito no evento.

Os comissários podem solicitar a qualquer momento que sejam feitas as verificações necessárias em qualquer veiculo inscrito no evento. REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA ADAPTADO TURBO 1-REGULAMENTAÇÃO Todos os veículos inscritos deveram passar por vistoria prévia. Os competidores deverão provar ao comissário técnicos e desportivos do evento,

Leia mais

* Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000

* Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000 * Produto deve ser usado por no máximo 6 horas continuas com intervalo de no mínimo 1 hora para resfriamento do motor. Manual Gerador Série ND7000 Termo de garantia A NTS do Brasil concede garantia

Leia mais

Por muitos séculos a tração animal foi a única fonte de força utilizada para realizar trabalho.

Por muitos séculos a tração animal foi a única fonte de força utilizada para realizar trabalho. Por muitos séculos a tração animal foi a única fonte de força utilizada para realizar trabalho. A tração humana ou animal, foi muito utilizada em engenhos e em veículos para o transporte de pessoas e cargas.

Leia mais

Mercedes-Benz Global Training. MANUTENÇÃO DE FREIOS DE CARRETA

Mercedes-Benz Global Training. MANUTENÇÃO DE FREIOS DE CARRETA Mercedes-Benz Global Training. Manutenção de Freios de Carreta.indd 1 23/10/2012 08:54:06 02 Veículos articulados são aqueles compostos de uma unidade motriz (cavalo mecânico) e um ou mais implementos

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções Manual de instruções Compressores: TC24L-1 TC24L-2 Sumário 1.Introdução... 3 2.Instalação e preparação. Verifique:... 3 3.Liga/desliga... 3 4.Precauções... 4 5.Ajuste do interruptor de pressão.... 4 7.Guia

Leia mais

GP MOTORCRAFT PROVA ONLINE E GABARITO (2015)

GP MOTORCRAFT PROVA ONLINE E GABARITO (2015) GP MOTORCRAFT PROVA ONLINE E GABARITO (2015) Respostas certas destacadas em amarelo 1) Qual o serviço adicional deve ser feito ao substituir o compressor do ar condicionado? Trocar o filtro secador. Examinar

Leia mais

Apresentação. E&L ERP Frotas. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0

Apresentação. E&L ERP Frotas. PostgreSQL 8.2/ 8.3. Domingos Martins ES. v. 1.0 Apresentação 1 PostgreSQL 8.2/ 8.3 Domingos Martins ES v. 1.0 2 Introdução: O permite efetuar o controle sobre o consumo de combustível de cada veículo ou máquina permitindo o seu total monitoramento no

Leia mais

www.consulplan.net / atendimento@consulplan.com

www.consulplan.net / atendimento@consulplan.com CARGO: ASSISTENTE B MECÂNICA E ELETRICIDADE DE AUTOMÓVEIS, MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS TEXTO: Para a Safra 2007/2008, o Governo Federal vai investir ainda mais no setor agropecuário brasileiro, um dos mais

Leia mais

Velas & Cabos. Conhecendo

Velas & Cabos. Conhecendo Velas & Cabos Conhecendo Aconteceu conosco e aqui repassamos as experiências vivenciadas recorrendo a Internet como fonte de pesquisa para ampliar os conhecimentos a serem empregados no nosso dia a dia

Leia mais

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito

Controle do regulador de volume de combustível - faixa/funcionamento do circuito Todos os códigos EOBD que começam por P seguidos de zero possuem um significado padrão independentemente da marca ou modelo de veículo. Para obter o significado dos códigos EOBD que não começam por P seguidos

Leia mais

CARVE MOTOR. 50cc V.05

CARVE MOTOR. 50cc V.05 CARVE MOTOR 50cc V.05 Leia atentamente as instruções deste manual. O usuário deve seguir rigorosamente todos os procedimentos descritos, bem como estar ciente dos riscos inerentes à prática de esportes

Leia mais

1 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DASAFIO TURBO

1 - REGULAMENTO TÉCNICO CATEGORIA DASAFIO TURBO FEDERAÇÃO GAÚCHA DE AUTOMOBILISMO FILIADA A CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE AUTOMOBILISMO FUNDADA EM 26 DE JULHO DE 1961 Rua Comendador Azevedo, 440 Conj. 1 Fone/Fax (51)3224 4808 CEP 90220-150 Porto Alegre

Leia mais

M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O

M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O M A N U A L D E I N S T A L A Ç Ã O E O P E R A Ç Ã O Peak and Hold 4A/1A - ver.2.00 1 Apresentação A Pandoo Performance Parts apresenta o Pandoo Peak and Hold 4A/1A, um módulo gerenciador de corrente

Leia mais

Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009

Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009 Sistema de Gerenciamento do Motor EA111 1.6 GOLF 1.6 2009 Golf 1.6-2009 Apresentador Professor SCOPINO Técnico e Administrador da Auto Mecânica Scopino. Professor do Universo do Mecânico (UMEC). Consultor

Leia mais

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento.

ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2. Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. ALISADOR DE CONCRETO MANUAL DO USUÁRIO NAC2 Por favor, leia este Manual com atenção pára uso do equipamento. Aviso Importante Certifique-se de verificar o nível de óleo como é descrito a seguir: 1. Nível

Leia mais

Venda de pneus de mota. Enchimento de pneus a nitrogénio

Venda de pneus de mota. Enchimento de pneus a nitrogénio Venda de pneus novos - ligeiros, comerciais, pesados, agrícolas e industriais Venda de pneus de mota Venda de jantes Enchimento de pneus a nitrogénio AS RODAS INSUFLADAS COM NITROGÉNIO ATINGEM MENOR TEMPETRATURA.

Leia mais

NO-13 SUMÁRIO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL

NO-13 SUMÁRIO ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL I Á S NO-13 BOMBEIROS G O a ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DE ESTADO DA SEGURANÇA PÚBLICA CORPO DE BOMBEIROS MILITAR COMANDO GERAL DOS PROCEDIMENTOS PARA MANUTENÇÃO E CONSERVAÇÃO DE VIATURAS BOMBEIROS NORMA

Leia mais

Manual. de uso do Automóvel. José Augusto de Miranda Profissional Qualificado ASE - Certified - Automotive Service Excellence. www.chargernet.com.

Manual. de uso do Automóvel. José Augusto de Miranda Profissional Qualificado ASE - Certified - Automotive Service Excellence. www.chargernet.com. Manual de uso do Automóvel www.chargernet.com.br Elaborado por: José Augusto de Miranda Profissional Qualificado ASE - Certified - Automotive Service Excellence O que é manutenção predetiva? É a manutenção

Leia mais

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?!

dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! 20 dicas volvo Fluído de Arrefecimento VM* você SABE PARA QUE SERVE O FLUÍDO DE ARREFECIMENTO? VAMOS CONHECÊ-LO MELHOR?! * Válido para veículos a partir do chassi 107000 É ISSO AÍ! MANTENHA A MANUTENÇÃO

Leia mais

NOÇÕES BÁSICAS DE MECÂNICA TEORIA, DICAS E EXERCÍCIOS.

NOÇÕES BÁSICAS DE MECÂNICA TEORIA, DICAS E EXERCÍCIOS. 18 NOÇÕES DE MECÂNICA NOÇÕES BÁSICAS DE MECÂNICA TEORIA, DICAS E EXERCÍCIOS. ATENÇÃO!! Esse material é apenas demonstrativo do conteudo constante na apostila de Noções de Mecânica. Semnpre que aparecer

Leia mais

Acionamento elétrico 4X4 Acionamento elétrico do sistema de tração 4x4 e reduzida com luz indicadora do sistema acionado (nas versões 4x4).

Acionamento elétrico 4X4 Acionamento elétrico do sistema de tração 4x4 e reduzida com luz indicadora do sistema acionado (nas versões 4x4). S10 Colina Disponível nas versões cabine simples ou dupla e equipada com o motor 2.8L Turbo Diesel Eletrônico MWM, a camionete Chevrolet S10 Colina tem freios ABS nas quatro rodas, acionamento elétrico

Leia mais

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso.

Para garantir sua segurança, por favor, leia as instruções cuidadosamente e aprenda as peculiaridades da empilhadeira antes do uso. Manual do usuário 1. Aplicação: Seja bem vindo ao grupo dos proprietários de empilhadeiras TANDER. NEMP é um equipamento usado para levantar e carregar cargas por curtas distâncias. É composto de estrutura

Leia mais

PLANO DE MA NU TEN ÇÃO

PLANO DE MA NU TEN ÇÃO SIM - SISTEMA INTEGRADO DE MAUTENÇÃO PLANO DE MA NU TEN ÇÃO C incl. Planos A + B + B1 execução roteiro + pro ce di men tos 1) Principais Ob je ti vos: => Avaliação anual (aproxim.) do estado mecâ nico

Leia mais

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2

BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 CAPÍTULO 52 BOSCH MOTRONIC 1.5.1 E 1.5.2 APLICATIVO DA GM OMEGA 2.0 SUPREMA 2.0 OMEGA 3.0 SUPREMA 3.0 VECTRA 2.0 COMO FUNCIONA O SISTEMA MOTRONIC 1.5 Omega 2.0 e 3.0 Vectra 2.0 Como funciona injeção eletrónica

Leia mais

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL

SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ALIMENTOS SENAI RR SENAI, SUA CONQUISTA PROFISSIONAL ORGANIZAÇÃO CURRICULAR DOS CURSOS Catálogo de Cursos 1. TÍTULO ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO DE RODAS Preparar profissionais para identificar os ângulos

Leia mais

VEICULOS PREVENÇÃO. Exemplo de roda para automóveis:

VEICULOS PREVENÇÃO. Exemplo de roda para automóveis: VEICULOS PREVENÇÃO AROS E RODAS Roda é um conjunto formado de aro e disco, servindo de elemento intermediário entre o pneu e o veículo. Portanto aro é o elemento anelar onde o pneu é montado e disco é

Leia mais

NOSSA CENTRAL DE RELACIONAMENTO À SUA DISPOSIÇÃO

NOSSA CENTRAL DE RELACIONAMENTO À SUA DISPOSIÇÃO MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Apresentação...02 1 - Nossa central de relacionamento à sua disposição...03 2 - Serviço 24 horas...05 3 - Na hora da manutenção ou reparo...06 4 - Em caso de acidente...08 5 -

Leia mais

LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO

LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO LIVRO DE REGISTRO DE SERVIÇO Número da Chave Passo da Hélice Número de Série do Motor Registro de serviço do cliente Todo o serviço deve ser completado por um revendedor autorizado pelo Distribuidor ou

Leia mais

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos

nova geração de motores a gasolina Guia de produtos nova geração de motores a gasolina Guia de produtos VOLVO PENTA MOTORES MARÍTIMOS A GASOLINA O futuro está aqui. A Volvo Penta, líder absoluta em inovações náuticas, estabelece o novo padrão em tecnologia

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA

MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA MANUAL DO USUÁRIO SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA MANUAL DE INSTRUÇÕES SCANNER DE INJEÇÃO ELETRÔNICA LINHA HONDA E YAMAHA O EQUIPAMENTO Com a entrada da Injeção Eletrônica de Combustível

Leia mais

Manual de instalação

Manual de instalação Manual de instalação Índice Condições do motor...2 Retirada do chicote original...2 Colocação do chicote novo...2 Identificação do chicote novo...3 Ligação do chicote na parte do motor...4 Fixação dos

Leia mais

2.351-113838.3010 113838.3000 SAC:

2.351-113838.3010 113838.3000 SAC: dicas manutenção Av. Dr. Gastão Vidigal, 2.351 - Ceasa Agendamento Serviços: 113838.3010 Vendas: 113838.3000 SAC: 0800.7722889 www.hondaforte..br antes dirigir Vidros, espelhos retrovisores e luzes externas:

Leia mais

GERADOR A DIESEL MONOFÁSICO COM PARTIDA MANUAL MANUAL DO USUÁRIO

GERADOR A DIESEL MONOFÁSICO COM PARTIDA MANUAL MANUAL DO USUÁRIO GERADOR A DIESEL MONOFÁSICO COM PARTIDA MANUAL MANUAL DO USUÁRIO Por favor, leia este manual com atenção para uso do equipamento. Obrigado por adquirir os produtos NAGANO. Os geradores Nagano possuem as

Leia mais

Componente curricular: Mecanização Agrícola. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli

Componente curricular: Mecanização Agrícola. Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli Componente curricular: Mecanização Agrícola Curso: Técnico em Agroecologia Professor: Janice Regina Gmach Bortoli Mecanização agrícola. 1. Motores agrícola. Agricultura moderna: uso dos tratores agrícolas.

Leia mais

ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES

ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES ITAIPU BINACIONAL R E F. E D I T A L N º 0 0 5 / 2 0 0 9 - C O N C U R S O P Ú B L I C O INSTRUÇÕES Você está recebendo do fiscal um Caderno de Questões com 30 (trinta) questões numeradas sequencialmente,

Leia mais

A DAFRA atende a motocicleta, em garantia, por meio de suas Concessionárias e Assistências Técnicas autorizadas, sendo obrigatória, e indispensável, a apresentação do Manual do Proprietário e Certificado

Leia mais

Serviço. Instruções de manutenção

Serviço. Instruções de manutenção Serviço Instruções de manutenção Serviço Instruções de manutenção Notas de assistência Edição 1 Esta publicação não está sujeita a nenhum serviço de alterações. Novas versões podem ser encontradas em

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO 1 PROCESSO Nº 2015018617 PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIATUBA - PREGÃO PRESENCIAL Nº015/2015, Aquisição de peças e serviços mecânicos, destinado à manutenção de veículos deste Município. DESPACHO. Tendo em

Leia mais

BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500

BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500 BFD-MOD.2500 BFDE-MOD. 2500 BFD-MOD.4000 BFDE-MOD. 6500 VERSÃO 08/12 Índice Motogerador BFD/BFDE 2500, BFD 4000 e BFDE 6500 Indicador de Componentes 1. Funcionamento do Motor Diesel 1.1 Abastecimento (Óleo

Leia mais

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P

APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P CAPITULO 64 APLICATIVOS GM BOSCH MOTRONIC M1.5.4 P VECTRA 2.0-8V - 97 VECTRA 2.0-16V - 97 KADETT 2.0-97 S10 2.2 VECTRA 2.2 COMO FUNCIONA O SISTEMA. Este sistema de injeção eletrônica é um sistema digital

Leia mais

SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL

SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL SIENA / GRAND SIENA TETRAFUEL Página 1 FIAT CHRYSLER AUTOMOBILES 13/08/2015 DESCRIÇÃO DO SISTEMA GNV COMPONENTES DO SISTEMA GNV 1. Cilindro GNV 2. Suporte do Cilindro de GNV 3. Linha de Alta Pressão: Tubo

Leia mais

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis.

GNV. Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. GNV Combustível de baixo impacto ambiental para frotas de Táxis. REUNIÃO DE ESPECIALISTAS SOBRE TRANSPORTE URBANO SUSTENTÁVEL MODERNIZAR E TORNAR ECOLÓGICA A FROTA DE TÁXIS NAS CIDADES LATINO AMERICANAS

Leia mais

Scania Série F ÔNIBUS URBANOS E RODOVIÁRIOS. Versatilidade e robustez para o segmento urbano ou rodoviário

Scania Série F ÔNIBUS URBANOS E RODOVIÁRIOS. Versatilidade e robustez para o segmento urbano ou rodoviário Scania Série F ÔNIBUS URBANOS E RODOVIÁRIOS Versatilidade e robustez para o segmento urbano ou rodoviário Scania Série F ÔNIBUS URBANOS E RODOVIÁRIOS A performance que você pode confiar 2 3 Criado para

Leia mais

(19) 3541-2000 - contato@dispelempilhadeiras.com.br www.dispelempilhadeiras.com.br

(19) 3541-2000 - contato@dispelempilhadeiras.com.br www.dispelempilhadeiras.com.br CE CERTIFICADO EMPILHADEIRAS A transmissão 2-3 T possui estrutura avançada tipo flutuante, a única na China. Estruturas flutuantes são projetadas para reduzir a transmissão das vibrações ao chassis em

Leia mais

O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação.

O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação. INSTALAÇÃO DE GRUPO MOTOR GERADOR INTRODUÇÃO O bom funcionamento de um Grupo Gerador depende fundamentalmente de sua instalação. Se o Grupo Gerador for instalado dentro dos parâmetros recomendados e se

Leia mais

LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014

LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014 LISTA DE PREÇOS DE PEÇAS RODOPARANÁ - VALIDA PARA MÊS DE NOVEMBRO 2014 CODIGO Descrição PIS/COFINS % NCM IPI PRODUTO VALOR 210500012 ANEL VEDAÇÃO 9,25 40169300 8 RDP 470 R$ 9,68 210501565 ANEL 9,25 40169300

Leia mais

COMPRESSOR DE AR 8,5/25L

COMPRESSOR DE AR 8,5/25L *Imagens meramente ilustrativas COMPRESSOR DE AR 8,5/25L Manual de Instruções www.v8brasil.com.br Prezado Cliente Este manual tem como objetivo orientá-lo na instalação e operação do seu COMPRESSOR DE

Leia mais

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz

Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais. Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Contratos de Manutenção Mercedes-Benz para Veículos Comerciais Bom para o seu veículo, rentável para o seu negócio. Mercedes-Benz Em um cenário competitivo, o sucesso não é determinado apenas pela oferta

Leia mais

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle

P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle P0001 Controle regulador de volume de combustível Circuito aberto P0002 Controle regulador de volume de combustível Faixa/desempenho P0003 Controle regulador de volume de combustível circuito baixo P0004

Leia mais

CSR/Instruções de inspeção para técnicos

CSR/Instruções de inspeção para técnicos INSTRUÇÕES DE INSPEÇÃO Escavadeiras CSR/Instruções de inspeção para técnicos Esta instrução é um recurso técnico informal. Para obter especificações e procedimentos corretos, refira-se sempre às instruções

Leia mais

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica

Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Março, 2011 - Informação à Imprensa Mecânica Online lança Coleção AutoMecânica Entenda como o automóvel funciona passando por sua evolução, motor, injeção eletrônica, sistemas auxiliares, segurança, transmissão,

Leia mais

Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna. Sistemas auxiliares dos motores

Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna. Sistemas auxiliares dos motores Sistema de Lubrificação dos Motores de Combustão Interna Sistemas auxiliares dos motores SISTEMA DE LUBRIFICAÇÃO O sistema de lubrificação tem como função distribuir o óleo lubrificante entre partes móveis

Leia mais

Informações Úteis Dúvidas Frequentes

Informações Úteis Dúvidas Frequentes Página 0 2013 Informações Úteis Dúvidas Frequentes Organização Rezende Acesse o site: www.organizacaorezende.com.br 19/04/2013 Página 1 DÚVIDAS FREQUENTES: GASOLINAS PETROBRAS 1 - Como são obtidas as gasolinas?

Leia mais