GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA GABINETE DO SECRETÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA GABINETE DO SECRETÁRIO"

Transcrição

1 PORTARIA nº 669, de 25 de setembro de Dispõe sobre a apreensão, a destinação e a alienação de veículos depositados em Delegacias de Polícia Civil e dá outras providências. O Secretario da Segurança Pública, no uso das atribuições previstas no art. 42, inciso I, alíneas b, i e k, do Decreto nº /2006, CONSIDERANDO a necessidade de definir e detalhar as medidas administrativas que devem ser adotadas a fim de solucionar o grave problema relativo ao acúmulo de veículos depositados indefinidamente em Delegacias de Polícia Civil, gerando a depreciação deles, prejudicando a atividade de polícia judiciária e constituindo focos de vetores da dengue, da leptospirose ou de outras doenças, CONSIDERANDO que a autoridade policial pode restituir bem apreendido pela Polícia Judiciária, com base no caput do art. 120 do Código de Processo Penal, CONSIDERANDO que o art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro CTB autoriza que os veículos apreendidos ou removidos a qualquer título e não reclamados por seus proprietários, dentro do prazo de 90 (noventa) dias, sejam levados à hasta pública, deduzindo-se do valor arrecadado o montante da dívida relativa a multas, tributos e encargos legais, e o restante, se houver, seja depositado à conta do ex-proprietário, CONSIDERANDO que a Resolução nº 331 de 14/8/2009 do Conselho Nacional de Trânsito CONTRAN uniformiza o procedimento para a realização de hasta pública dos veículos retidos, removidos e apreendidos, a qualquer título, por Órgãos e Entidades componentes do Sistema Nacional de Trânsito, conforme o disposto no art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro CTB, CONSIDERANDO que o parágrafo único do art. 3º daquela Resolução dispõe que o veículo com pendência judicial ou administrativa ou que estiver à disposição da 1

2 autoridade policial não será levado a leilão, sendo sua destinação definida em razão do problema detectado, e CONSIDERANDO que não pode ser havido como à disposição da autoridade policial o veículo ilegalmente subtraído, posteriormente recuperado e apreendido pela Polícia Judiciária, submetido a vistoria ou exame pericial e que somente não foi restituído ao seu proprietário ou detentor legal por falta de interesse deste, resultando na ocupação irregular do prédio publico... RESOLVE: Seção I Das Disposições Gerais. Art. 1º. Somente poderá ser apreendido e depositado em unidades da Polícia Civil veículo que seja produto ou instrumento de delito. Art. 2º. O policial militar, credenciado ou não como agente da autoridade de trânsito, somente poderá encaminhar a uma unidade da Polícia Civil veículo que seja produto ou instrumento de delito, especialmente em hipótese de flagrante e desde que a medida não prejudique a preservação do local onde ocorreu o ilícito. 1º. Em caso de acidente de trânsito, a autoridade ou agente policial (inclusive o policial militar) que primeiro tomar conhecimento do fato poderá autorizar, independentemente de exame do local, a imediata remoção das pessoas que tenham sofrido lesão, bem como dos veículos nele envolvidos, se estiverem no leito da via pública e prejudicarem o tráfego. 2º. Para autorizar a remoção prevista no parágrafo anterior será preciso lavrar um boletim da ocorrência, nele consignado o fato, as testemunhas que o presenciaram e todas as demais circunstâncias necessárias ao esclarecimento da verdade, de acordo com o exigido no art. 1º da Lei Federal nº , de 11 de setembro de

3 3º. O boletim de ocorrência indicado no parágrafo anterior deverá ser lavrado logo após a autorização de remoção das pessoas e/ou dos veículos envolvidos no acidente. 4º. O policial militar que encontrar um veículo abandonado em via pública deverá consultar a Rede INFOSEG ou a da Base de Índice Nacional de Veículos BIN a fim de verificar se foi objeto de furto ou de roubo; em caso afirmativo, deverá comunicar o fato imediatamente à Polícia Civil, em caso negativo deverá comunicar ao órgão municipal de trânsito, em obediência ao inciso VI do art. 24 do Código de Trânsito Brasileiro CTB. Art. 3º. Em todo Boletim de Ocorrência e no respectivo auto de apreensão relacionado a veículo subtraído ilegalmente, especialmente furtado ou roubado, deve constar se o bem é segurado e, na hipótese afirmativa, o nome da seguradora, que deverá ser indagado à vítima, que será solicitada a apresentar o documento que comprove a informação, cuja cópia será anexada ao auto de apreensão. Parágrafo único. No Boletim de Ocorrência também deverão constar o endereço, o número do telefone e o correio eletrônico do proprietário do veículo, objetivando facilitar a comunicação da eventual recuperação do bem. Art. 4º. Na Região Metropolitana de Salvador, o Delegado de Polícia titular da Delegacia territorial ou especializada em que estiver depositado o veículo apreendido providenciará que seja mantida atualizada a Base de Índice Nacional de Veículos BIN. 1º. No interior do estado, a atualização da Base de Índice Nacional de Veículos BIN será de incumbência de cada Coordenadoria Regional de Polícia COORPIN ou da Delegacia Especializada em Furtos e Roubos de Veículos, onde houver. 2º. As inclusões e exclusões de registros de furto ou roubo de veículos na Base de Índice Nacional de Veículos BIN somente serão, excepcionalmente, solicitadas à Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos DRFRV da capital se a 3

4 unidade policial em que houver sido registrada a subtração ou a Coordenadoria Regional de Polícia COORPIN não dispuser de acesso ao respectivo sistema informatizado. Art. 5º. Cada Departamento encaminhará, mensalmente, à Corregedoria da Polícia Civil CORREPOL a relação de veículos recuperados e que não foram restituídos, para adoção das medidas fiscalizatórias de sua alçada, especialmente quanto ao cumprimento desta portaria. 1º. A Corregedoria da Polícia Civil CORREPOL realizará mensalmente correições a fim de verificar as condições em que os veículos apreendidos estão sendo depositados nas Delegacias territoriais e especializadas. 2º. Os relatórios de cada correição serão remetidos ao Delegado-Geral até o terceiro dia útil do mês subseqüente a cada fiscalização, para subsidiar as medidas administrativas e disciplinares cabíveis. Seção II Das medidas a serem adotadas após a recuperação de veículo. Art. 6º. Todo veículo subtraído ilegalmente e que for recuperado será submetido a vistoria, que deverá ser procedida antes da lavratura do auto de apreensão. 1º. A autoridade policial determinará ao Escrivão ou Investigador de Polícia por ela designado que execute a vistoria do veículo, conforme modelo contido em anexo desta portaria. 2º. Após a realização da vistoria e só se for detectada suspeita de adulteração do veículo, será requisitada perícia ao Departamento de Polícia Técnica DPT, cujo laudo ou informação técnica indicará, além de outros dados requisitados pela autoridade policial, os seguintes: placa, marca, modelo, espécie, tipo, categoria, VIN vehicle 4

5 identification number (decalque), número do motor, estado geral de conservação (abrangendo chaparia, estofamento, vidros, pneumáticos, painel de instrumentos e motor), condições técnicas para o tráfego e fotografias. 3º. O Departamento de Polícia Técnica DPT deverá elaborar o laudo ou a informação técnica no prazo de 30 (trinta) dias, contados da data em que for recebida a requisição. 4º. A Polícia Civil providenciará o envio do veículo ao Departamento de Polícia Técnica DPT a fim de que seja periciado. 5º. Cabe à Polícia Civil retirar o veículo do pátio do Departamento de Polícia Técnica DPT após a realização da perícia. 6º. O Departamento de Polícia Técnica DPT não poderá condicionar o envio do laudo pericial ou da informação técnica à retirada do veículo já examinado, cabendo ao órgão comunicar ao Secretário da Segurança Pública eventual irregularidade no cumprimento desta portaria. Art. 7º. A recuperação do veículo deverá ser registrada na Base de Índice Nacional de Veículos BIN logo após a realização da vistoria. Art. 8º. A autoridade policial determinará ao Escrivão de Policia que comunique a recuperação do veículo ao seu proprietário. 1º. A comunicação será realizada no mesmo dia em que o veículo recuperado for apresentado na Delegacia e poderá ser feita por telefone, correio eletrônico ou por via postal com aviso de recebimento. 2º. O Escrivão de Polícia lavrará certidão informando sobre a comunicação, que será arquivada em cartório juntamente com o boletim de ocorrência, o auto de apreensão 5

6 e o relatório de vistoria. Art. 9º. A autoridade policial providenciará, quando cabível, a restituição do veículo, de acordo com o previsto no art. 120 do Decreto-Lei nº , de 03 de outubro de 1941 Código de Processo Penal. Parágrafo único. A restituição ou a entrega dos bens será procedida mediante a apresentação dos documentos previstos nos artigos 13, 14 e 15 desta portaria. Art. 10. Na hipótese de o ex-proprietário do veículo informar que já foi indenizado pela seguradora, a autoridade policial solicitará a documentação que comprove essa circunstância. 1º. A autoridade policial expedirá ofício à seguradora, com aviso de recebimento, requerendo que um representante legal da empresa compareça à unidade policial para receber o veículo no prazo de 10 (dez) dias. 2º. A autoridade policial expedirá ofício ao DETRAN solicitando que um servidor daquela autarquia compareça à unidade policial e lavre auto de infração baseado no art. 233 do Código de Trânsito Brasileiro (Lei nº /97), sempre que a seguradora de veículos não haja requerido, no prazo de 30 (trinta) dias previsto no 1º do art. 123 daquele Código, a expedição de novo Certificado de Registro de Veículo nos casos em que por força da indenização se opere a sub-rogação nos direitos de propriedade. Art. 11. O Delegado de Polícia titular da Delegacia territorial ou especializada onde estiverem depositados os veículos apreendidos remeterá mensalmente ao Diretor de Departamento ou ao Coordenador Regional de Polícia competente a relação dos veículos disponíveis para restituição ou entrega, mas cujos proprietários ou representantes legais de seguradoras não compareceram à unidade policial para recebêlos. 6

7 Parágrafo único. O envio da relação aludida no caput será realizado até o terceiro dia útil do mês subseqüente àquele no qual a autoridade policial competente deliberou pela restituição do bem, devendo ser procedido por ofício ou, preferencialmente, por correio eletrônico institucional. Art. 12. Os Diretores dos Departamentos da Polícia Civil notificarão, mensalmente e por edital, os proprietários (pessoas físicas ou jurídicas) ou os representantes legais das seguradoras (em caso de indenização já paga), a fim de que compareçam às unidades policiais onde os veículos estejam depositados, a fim de recebê-los no prazo de 10 (dez) dias, previsto no art. 12 da Lei Estadual nº / º. O edital de notificação obedecerá ao modelo contido em anexo desta portaria. 2º. Cada edital abrangerá todos os veículos passíveis de restituição ou entrega em uma determinada Delegacia de Polícia, territorial ou especializada, e a publicação ocorrerá até o terceiro dia útil após o recebimento da relação prevista no art. 11 desta portaria. 3º. Os veículos que não forem reclamados após o fim do prazo da notificação deverão ser encaminhados ao Departamento Estadual de Trânsito DETRAN, para leilão, com base no art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro CTB. 4º. Deverá ser excluído da Base de Índice Nacional de Veículos BIN o registro de furto ou roubo do veículo que não for reclamado pelo seu proprietário ou seguradora após o fim do prazo da notificação prevista neste artigo, para possibilitar o leilão do bem. 5º. O Delegado-Geral da Polícia Civil deverá se articular com o Diretor-Geral do Departamento Estadual de Trânsito DETRAN a fim de que cada envio de veículos para leilão seja procedido organizadamente entre a Polícia Civil e aquela autarquia. 7

8 Seção III Dos Documentos Exigíveis para a Restituição ou a Entrega de Veículo Apreendido. Art. 13. Para a restituição de veículo apreendido e pertencente a pessoa física, o proprietário ou seu procurador deverá apresentar à autoridade policial os seguintes documentos ou dados: I Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); II Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; III Documento de identidade; IV Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia. Art. 14. Para a restituição de veículo apreendido e pertencente a pessoa jurídica, o seu representante legal ou o seu procurador deverá apresentar à autoridade policial os seguintes documentos ou dados: I Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); II Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; III Documento de identidade; 8

9 IV Número do CNPJ da empresa; V Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia. Art. 15. Para a entrega de veículo apreendido e pertencente a seguradora em decorrência de indenização paga ao ex-proprietário do bem, o seu representante legal ou o procurador deste deverá apresentar à autoridade policial os seguintes documentos ou dados: I Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); II Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; III Documento de identidade; IV Número do CNPJ da seguradora; V Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia; VI Recibo de indenização à vítima. 9

10 Parágrafo único. Na hipótese de a entrega do bem ser pleiteada por empresa recuperadora de veículos, o seu representante legal ou o seu procurador deverá apresentar à autoridade policial os seguintes documentos ou dados: I Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); II Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; III Documento de identidade; IV Números do CNPJ da seguradora e do CNPJ da recuperadora; V Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, outorgada pela seguradora em favor da recuperadora, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia; VI Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, outorgada pela recuperadora em favor do seu preposto, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia, ressaltando-se que esta segunda procuração somente será exigível se não constar no instrumento aludido no inciso anterior a qualificação completa do preposto da recuperadora e a outorga de poder para que ele receba o veículo; VII Recibo de indenização à vítima. 10

11 Art. 16. A falta de apresentação do Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo), em qualquer das hipóteses acima previstas, não constitui impedimento à sua restituição ou entrega, haja vista que tal documento é produzido pela própria Polícia Civil. Seção IV Disposições finais. Art. 17. O Delegado-Geral da Polícia Civil deverá apresentar, em até 30 (trinta) dias após a data de publicação desta portaria, um planejamento objetivando possibilitar que a atualização da Base de Índice Nacional de Veículos BIN, referida no art. 4º desta portaria, possa ser procedida em todas as Delegacias de Polícia, territoriais ou especializadas, ou, pelo menos, em toda Coordenadoria Regional de Polícia do Interior COORPIN. Art. 18. O Delegado-Geral da Polícia Civil deverá apresentar, em até 30 (trinta) dias após a data de publicação desta portaria, um planejamento objetivando a contratação de serviço de guincho ou transporte de veículos e de serviço de chaveiro, para possibilitar o cumprimento do caput, do 3º e do 5º do art. 6º desta portaria. Art. 19. Esta portaria se aplica, no que couber, às apreensões, restituições e alienação de veículos que sejam objeto de crimes diversos de furto ou de roubo. Art. 20. Esta portaria entrará em vigor 15 (quinze) dias após a sua publicação. MAURÍCIO TELES BARBOSA Secretário da Segurança Pública 11

12 ESTADO DA BAHIA POLÍCIA CIVIL (INDICATIVO DA UNIDADE, ENDEREÇO E TELEFONE). ANEXO I DA PORTARIA Nº 669/2014-SSP VISTORIA DE VEÍCULO Características do Veículo 1 Placa: 2 Ano/Fabricação: 3 Ano/Modelo: 4 Chassi: 5 Marca/Modelo: 6 Renavam: 7 Cor: 8 Combustível: 9 Motor: 10 Câmbio: 11 Diferencial: 12 1º Eixo: 13 2º Eixo: 14 3º Eixo: 15 Caixa de direção: 16 Plaqueta/Selos: 17 Vidros: 18 Carroceria: 19 Hidrômetro: Decalque do Chassi/Motor Observações Motor com características aparentemente semelhante às do fabricante, sem vestígios de adulteração. Número de motor sem condições de visualização. Veículo com número de motor acima descrito, sem vestígios de adulteração Veículo com número de motor divergente da base nacional. Veículo com número de motor acima descrito, sem cadastro na base nacional. Veículo com motor sem número, bloco, aparentemente virgem, com características aparentemente semelhante às do fabricante. 12

13 Observações complementares Responsável pela vistoria Local: Data: Vistoriador 13

14 ANEXO II DA PORTARIA Nº 669/2014-SSP EDITAL DE NOTIFICAÇÃO O Diretor do Departamento (xxx) da Polícia Civil da Bahia torna público que os veículos identificados no anexo deste edital foram recuperados após haverem sido furtados ou roubados, estando eles atualmente disponíveis para serem restituídos aos seus proprietários, de acordo com o previsto no caput do art. 120 do Código de Processo Penal ( Art A restituição, quando cabível, poderá ser ordenada pela autoridade policial ou juiz, mediante termo nos autos, desde que não exista dúvida quanto ao direito do reclamante. ). Deste modo, os proprietários dos veículos ficam notificados a comparecer à Delegacia (xxxx), situada em (endereço completo) a fim de receber seus bens, devendo fazê-lo no prazo de 10 (dez) dias, contados a partir da data de publicação deste edital, com base no caput do art. 12 da Lei Estadual nº /2011 ( Art. 12. Inexistindo disposição específica, os atos da autoridade competente e dos administrados, que participem do processo, devem ser praticados no prazo de 10 (dez) dias. ). Se os proprietários dos veículos não comparecerem à unidade policial no prazo estipulado, o Departamento Estadual de Trânsito DETRAN será acionado para lavrar multas eventualmente enquadráveis no art. 233 do Código de Trânsito Brasileiro ( Art Deixar de efetuar o registro de veículo no prazo de trinta dias, junto ao órgão executivo de trânsito, ocorridas as hipóteses previstas no art. 123: Infração - grave; Penalidade - multa; Medida administrativa - retenção do veículo para regularização. ), no seu art. 240 ( Art Deixar o responsável de promover a baixa do registro de veículo irrecuperável ou definitivamente desmontado: Infração - grave; Penalidade - multa; Medida administrativa - Recolhimento do Certificado de Registro e do Certificado de Licenciamento Anual. ) ou no seu art. 241 ( Art Deixar de atualizar o cadastro de registro do veículo ou de habilitação do condutor: Infração - leve; Penalidade - multa. ). Além da aplicação das multas, se cabíveis, os veículos não reclamados e que permanecerem ocupando irregularmente o espaço público serão encaminhados para o Departamento Estadual de Trânsito DETRAN, para serem leiloados, de acordo com o previsto no art. 328 do Código de Trânsito Brasileiro ( Art. 14

15 328. Os veículos apreendidos ou removidos a qualquer título e os animais não reclamados por seus proprietários, dentro do prazo de noventa dias, serão levados à hasta pública, deduzindo-se, do valor arrecadado, o montante da dívida relativa a multas, tributos e encargos legais, e o restante, se houver, depositado à conta do exproprietário, na forma da lei. ). As restituições serão realizadas mediante a apresentação dos seguintes documentos e dados: a) Para a restituição de veículo pertencente a pessoa física: 1 Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); 2 Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; 3 Documento de identidade; 4 Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia. b) Para a restituição de veículo pertencente a pessoa jurídica: 1 Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); 2 Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; 3 Documento de identidade; 4 Número do CNPJ da empresa; 5 Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia. c) Para a entrega de veículo pertencente a seguradora em decorrência de indenização paga ao ex-proprietário do bem: 1 Certificado de Registro de Veículo CRV (antigo Documento Único de Transferência DUT); 2 Boletim de Ocorrência sobre a subtração do veículo (furto ou roubo) ou a indicação da Delegacia onde o registro foi feito; 3 Documento de identidade; 4 Número do CNPJ da seguradora; 15

16 5 Procuração por instrumento particular e com firma reconhecida, concedendo poder específico para receber o veículo depositado na Delegacia de Polícia, devendo ser reconhecido o sinal público se o instrumento houver sido lavrado em unidade federativa diversa do Estado da Bahia; 6 Recibo de indenização à vítima. Local e data Nome e assinatura do Diretor ANEXO DO EDITAL DE NOTIFICAÇÃO: VEÍCULOS DISPONÍVEIS PARA RESTITUIÇÃO. Proprietário placa RENAVAM marca modelo ano cor motor chassis 16

RESOLUÇÃO Nº 199 DE 25 DE AGOSTO DE 2006

RESOLUÇÃO Nº 199 DE 25 DE AGOSTO DE 2006 RESOLUÇÃO Nº 199 DE 25 DE AGOSTO DE 2006 Estabelece critérios para registro ou a regularização da numeração dos motores dos veículos registrados ou a serem registrados no País. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 282, DE 26 DE JUNHO DE 2008

RESOLUÇÃO Nº 282, DE 26 DE JUNHO DE 2008 RESOLUÇÃO Nº 282, DE 26 DE JUNHO DE 2008 Estabelece critérios para a regularização da numeração de motores dos veículos registrados ou a serem registrados no País. O CONSELHO NACIONAL DE TRÂNSITO CONTRAN,

Leia mais

MULTA MULTA VALOR EM R$

MULTA MULTA VALOR EM R$ - Aplicadas pela autoridade de trânsito (posteriormente): I - advertência por escrito; II - multa; III - suspensão do direito de dirigir; IV - apreensão do veículo; V - cassação da Carteira Nacional de

Leia mais

MULTA VALOR EM UFIR MULTA

MULTA VALOR EM UFIR MULTA MULTA -Imposta e arrecadada pelo órgão com circunscrição sobre a via onde haja ocorrido a infração. -O valor decorre da natureza da infração, assim como a respectiva pontuação. NATUREZA DA INFRAÇÃO MULTA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 331 DE 14 DE AGOSTO DE 2009

RESOLUÇÃO Nº 331 DE 14 DE AGOSTO DE 2009 RESOLUÇÃO Nº 331 DE 14 DE AGOSTO DE 2009 Dispõe sobre uniformização do procedimento para realização de hasta pública dos veículos retidos, removidos e apreendidos, a qualquer título, por Órgãos e Entidades

Leia mais

PORTARIAS DO DETRAN-RJ / 2004 DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO ATO DO PRESIDENTE PORTARIA PRES-DETRAN-RJ Nº 3250

PORTARIAS DO DETRAN-RJ / 2004 DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO ATO DO PRESIDENTE PORTARIA PRES-DETRAN-RJ Nº 3250 PORTARIAS DO DETRAN-RJ / 2004 DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO ATO DO PRESIDENTE PORTARIA PRES-DETRAN-RJ Nº 3250 DISPÕE SOBRE A APREENSÃO, REBOQUE, GUARDA E LEILÃO DE VEÍCULOS SEM CONDIÇÕES DE TRAFEGABILIDADE,

Leia mais

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO DIRETORIA DE VISTORIAS

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO DIRETORIA DE VISTORIAS GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA CONTRA INCÊNDIO DIRETORIA DE VISTORIAS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/2015 - DIVIS/DESEG APLICAÇÃO DE PENALIDADES

Leia mais

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997.

LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. LEI Nº 9.503, DE 23 DE SETEMBRO DE 1997. CAPÍTULOXV DAS INFRAÇÕES Art. 161. Constitui infração de trânsito a inobservância de qualquer preceito deste Código, da legislação complementar ou das resoluções

Leia mais

DECRETO Nº. 2.469 DE 23 DE NOVEMBRO DE 2009

DECRETO Nº. 2.469 DE 23 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o procedimento de fiscalização para fins de SUSPENSÃO e CANCELAMENTO de Alvará de Funcionamento e INTERDIÇÃO em estabelecimentos empresariais e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO

Leia mais

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo

DETRAN Modelo 01 ao utilizar este modelo, lembre-se de preencher os dados específicos no texto abaixo DETRAN Modelo 01 a quem confere poderes para representá-lo(a) perante o DETRAN (ou outro órgão) e todos e quaisquer órgãos e repartições públicas federais, estaduais e municipais, autarquias, empresas

Leia mais

Cláusula Primeira Do Leiloeiro. Cláusula Segunda Da Data, Horário, Local e Vistoria.

Cláusula Primeira Do Leiloeiro. Cláusula Segunda Da Data, Horário, Local e Vistoria. DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DE MINAS GERAIS DETRAN/MG EDITAL DE LEILÃO Nº 93/2015 O ESTADO DE MINAS GERAIS, pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais DETRAN/MG, órgão integrante da estrutura orgânica

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSSUNTOS JURÍDICOS DECRETO N o 525, DE 11 DE JULHO DE 2013. Regulamenta a utilização de veículos oficiais pela administração direta e indireta do Município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso de suas atribuições que

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015

RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 RESOLUÇÃO Nº 555, DE 17 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre o registro e licenciamento de ciclomotores e ciclo-elétricos no Registro Nacional de Veículos Automotores RENAVAM. O Conselho Nacional de Trânsito

Leia mais

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS

I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELO DETRAN NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA I SERVIÇOS RELATIVOS A VEÍCULOS 1 VISTORIA 2. Certificado de Registro de Veículo - CRV e/ou Certificado de Registro de

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria nº 120 de 25/05/2009

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 89, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 89, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2011 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 89, DE 2 DE FEVEREIRO DE 2011 Estabelece procedimentos para apreensão e guarda de documentos, livros, materiais, equipamentos e assemelhados por Auditor- Fiscal do Trabalho e aprova

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO COM RESTRIÇÃO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO COM RESTRIÇÃO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria nº 120 de 25/05/2009

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria nº 120 de 25/05/2009

Leia mais

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO

LAUDO TÉCNICO. Resultado dos itens avaliados: APROVADO ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 SAC: (11) 4418-7000 - central_atendimento@dekra.com.br - www.dekra.com.br

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO

CONSELHO NACIONAL DO MINISTÉRIO PÚBLICO RESOLUÇÃO N.º 13, DE 02 DE OUTUBRO DE 2006. (Alterada pela Res. 111/2014) Regulamenta o art. 8º da Lei Complementar 75/93 e o art. 26 da Lei n.º 8.625/93, disciplinando, no âmbito do Ministério Público,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DE MINAS GERAIS DETRAN/MG EDITAL DE LEILÃO Nº 00108/2014

DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DE MINAS GERAIS DETRAN/MG EDITAL DE LEILÃO Nº 00108/2014 DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DE MINAS GERAIS DETRAN/MG EDITAL DE LEILÃO Nº 00108/2014 O ESTADO DE MINAS GERAIS, pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais DETRAN/MG, órgão integrante da estrutura orgânica

Leia mais

LAUDO DE VISTORIA APROVADO

LAUDO DE VISTORIA APROVADO LAUDO DE VISTORIA APROVADO Cliente: RAMIRES Data da Vistoria: 24/01/2011 Nº do Motor 4901387 Marca/Modelo: TOYOTA/COROLLA SEG18FLEX Ano Fab. /Mod.: 2009/2010 VEICULO COM RESTRIÇÃO SIM () NÃO (X) - POR

Leia mais

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV,

O Prefeito Municipal de Resende, no exercício das atribuições, que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município, em seu artigo 74, inciso XV, DECRETO Nº 5218 DE 09 DE NOVEMBRO DE 2011. EMENTA: Regulamenta os procedimentos de declaração, avaliação, emissão de guias de recolhimento, processo de arbitramento e a instauração do contencioso fiscal

Leia mais

ATO (N) Nº 230/00 PGJ, de 03 de março 2000 (PT. 7.719/00)

ATO (N) Nº 230/00 PGJ, de 03 de março 2000 (PT. 7.719/00) ATO (N) Nº 230/00 PGJ, de 03 de março 2000 (PT. 7.719/00) Texto compilado até Ato (N) nº 710/2011 PGJ, de 16/09/2011 Regulamenta os procedimentos administrativos a serem adotados nos casos de arrolamento

Leia mais

DEKRA MOTORES (LAUDO PARA TRANSFERÊNCIA) AUTO DE VISTORIA

DEKRA MOTORES (LAUDO PARA TRANSFERÊNCIA) AUTO DE VISTORIA ANGILU VISTORIAS LTDA/EPP 96.221.049/0003-05 - AV. DOUTOR AFONSO VERGUEIRO, 2568 VILA AUGUSTA - SOROCABA - SP - CEP 18040-000 Tel.: (15) 3321-1209 SAC: (15) 3321-1209 e-mail: fr502motor@terra.com.br -

Leia mais

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação

PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO. b) Providenciar especificação detalhada de todos os prejuízos sofridos, além da comprovação PROCEDIMENTOS E DOCUMENTAÇÃO EM CASO DE SINISTRO 1. PROCEDIMENTO DO SEGURADO 1.1. SINISTRO DE INCÊNDIO E EXPLOSÃO Em caso de Incêndio e/ou Explosão, o Segurado deve atentar para as seguintes orientações:

Leia mais

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO D.O.U. de 05/10/1992 INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992 O Diretor do Departamento da Receita Federal, no uso de suas

Leia mais

DEKRA MOTORES (LAUDO PARA TRANSFERÊNCIA) AUTO DE VISTORIA

DEKRA MOTORES (LAUDO PARA TRANSFERÊNCIA) AUTO DE VISTORIA ANGILU VISTORIAS LTDA/EPP 96.221.049/0003-05 - AV. DOUTOR AFONSO VERGUEIRO, 2568 VILA AUGUSTA - SOROCABA - SP - CEP 18040-000 Tel.: (15) 3321-1209 Empresa credenciada pelo Denatran através da portaria

Leia mais

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015

DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 DOU de 30/07/2015 (nº 144, Seção 1, pág. 73) DENATRAN - Departamento Nacional de Trânsito PORTARIA Nº 95, DE 28 DE JULHO DE 2015 Estabelece regras e padronização de documentos para arrecadação de multas

Leia mais

PORTARIA Nº 371/2009 DG. O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARANÁ - DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e;

PORTARIA Nº 371/2009 DG. O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARANÁ - DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; PORTARIA Nº 371/2009 DG Estabelece o Registro Eletrônico de Contratos de Financiamento de Veículos no DETRAN/PR e dá outras providências. O DIRETOR GERAL DO DEPARTAMENTO DE TRÂNSITO DO ESTADO DO PARANÁ

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013.

RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. RESOLUÇÃO Nº 432, DE 23 DE JANEIRO DE 2013. Dispõe sobre os procedimentos a serem adotados pelas autoridades de trânsito e seus agentes na fiscalização do consumo de álcool ou de outra substância psicoativa

Leia mais

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995

DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995 DEPARTAMENTO DA POLÍCIA FEDERAL PORTARIA Nº 1.129, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1995 O Diretor do Departamento de Polícia Federal, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo ítem III, do Artigo 30 do Regimento

Leia mais

- Apresentar procuração por instrumento publica ou particular com poderes específicos, com firma reconhecida do proprietário;

- Apresentar procuração por instrumento publica ou particular com poderes específicos, com firma reconhecida do proprietário; GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO NÚCLEO DE VEÍCULOS-RENAVAM O SISTEMA RENAVAM. O registro nacional de automotores (RENAVAM) e composto por uma base central (BIN) e pelos cadastros

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. R E S O L V E

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. R E S O L V E INSTRUÇÃO NORMATIVA N 008, DE 27 JUNHO DE 2007. Recomenda a observação da norma constante no Anexo I. O Sistema de Controle Interno do Município de Lucas do Rio Verde, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS GO.

EDITAL DE LEILÃO 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS GO. EDITAL DE LEILÃO 001/2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE BOM JESUS GO. O MUNICÍPIO DE BOM JESUS, Estado de Goiás, pessoa jurídica de direito público interno, com sede administrativa situada na Praça Sebastião

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA:

A CÂMARA MUNICIPAL DE SALVADOR DECRETA: PROJETO DE LEI Nº 335/2009 Obriga os estabelecimentos denominados de Ferro-Velho localizados no município de Salvador, dedicados à compra e venda de sucatas e peças avulsas de veículos automotores a manterem

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 10, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010

RESOLUÇÃO Nº 10, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 RESOLUÇÃO Nº 10, DE 20 DE OUTUBRO DE 2010 O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Pampa, em sessão de 20/10/2010, no uso das atribuições que lhe confere o artigo 19 do Estatuto, consubstanciado

Leia mais

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015)

Quadro comparativo da Medida Provisória nº 673, de 2015 (Projeto de Lei de Conversão nº 8, de 2015) ( 2015) 1 Art. 24. Compete aos órgãos e entidades executivos de trânsito dos Municípios, no âmbito de sua circunscrição: Altera a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro,

Leia mais

Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT

Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT Portaria nº 147/2011/GP/DETRAN-MT Disciplina a tramitação dos processos de habilitação, a ordem de apresentação dos documentos obrigatórios e da outras providencias. O PRESIDENTE DO DEPARTAMENTO ESTADUAL

Leia mais

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos;

I - Apresentar Carteira Nacional de Habilitação, categoria A, em validade, expedida há pelo menos dois anos; CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 10 - O presente regulamento dispõe sobre o serviço de transporte de carga, na modalidade denominada motoentrega, consiste no serviço de entrega e coleta de

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO PORTARIA DETRAN Nº 145, DE 18 DE FEVEREIRO DE 2002 Dispõe sobre a venda de veículos em hasta pública em decorrência de apreensão ou remoção a qualquer título, nos termos do art. 328 do Código de Trânsito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL UMBURATIBA-MG CNPJ: 18.404.996/0001-66

PREFEITURA MUNICIPAL UMBURATIBA-MG CNPJ: 18.404.996/0001-66 EDITAL LEILÃO PÚBLICO Nº. 002/2013 PROCESSO LICITATÓRIO Nº. 0034/2013 O Município de Umburatiba/MG, através do leiloeiro Público Oficial, devidamente autorizado pelo Município de Umburatiba/MG. FAZ SABER,

Leia mais

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005

ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 ATO DO DIRETOR-GERAL Nº 1516, DE 2005 Estabelece as competências da Secretaria de Segurança Legislativa do Senado Federal e das Subsecretarias e Serviços a ela subordinados. O DIRETOR-GERAL DO SENADO FEDERAL,

Leia mais

IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA

IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA IMPOSTO SOBRE A PROPRIEDADE DE VEÍCULOS AUTOMOTORES IPVA Informações Gerais Como consultar o valor do IPVA? É possível consultar o valor do IPVA

Leia mais

Altera o Manual de Gerenciamento da Frota do CBMMG, aprovado pela Resolução nº 008, de 18 de fevereiro de 2000.

Altera o Manual de Gerenciamento da Frota do CBMMG, aprovado pela Resolução nº 008, de 18 de fevereiro de 2000. COMANDO GERAL RESOLUÇÃO Nº 481, DE 04 DE OUTUBRO DE 2012. Altera o Manual de Gerenciamento da Frota do CBMMG, aprovado pela Resolução nº 008, de 18 de fevereiro de 2000. O COMANDANTE-GERAL DO CORPO DE

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 6.996, DE 7 DE JUNHO MAIO DE 1982. Dispõe sobre a utilização de processamento eletrônico de dados nos serviços eleitorais e

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009.

ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. ORDEM DE SERVIÇO PRFN 3ª REGIÃO Nº 004 de 16 de dezembro de 2009. Dispõe sobre o procedimento a ser adotado para a formalização e controle dos processos de parcelamentos de arrematação ocorrida nas hastas

Leia mais

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015.

PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. PORTARIA CAU/SP Nº 063, DE 31 DE AGOSTO DE 2015. Aprova a Instrução Normativa nº 06, de 31 de agosto de 2015, que regulamenta os trâmites administrativos dos Contratos no âmbito do Conselho de Arquitetura

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA PRESIDÊNCIA RESOLUÇÃO CONJUNTA N 4, DE 28 DE FEVEREIRO DE 2014 Regulamenta, no âmbito do Poder Judiciário e do Ministério Público, os arts. 6º, inciso XI, e 7 -A, ambos da

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT-Detran - 2, de 28-8-2008 Dispõe sobre a participação do Estado de São Paulo no sistema denominado Registro Nacional de Infrações de Trânsito - Renainf

Leia mais

LAUDO TÉCNICO Nº 174898. Resultado dos itens avaliados: APROVADO

LAUDO TÉCNICO Nº 174898. Resultado dos itens avaliados: APROVADO LAUDO TÉCNICO Nº 174898 DATA CRIAÇÃO: 30/07/2013 11:39:51 DATA FINALIZAÇÃO: 30/07/2013 11:49:51 DATA CERTIFICAÇÃO: Resultado dos itens avaliados: APROVADO Parabéns, o veículo acima não apresentou nenhuma

Leia mais

INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS

INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS INDENIZAÇÃO DE VIATURAS CIVIS LEGISLAÇÃO DE REFERÊNCIA: - IG 10-44 Instruções Gerais para Indenização de Danos Causados a Terceiros por Viaturas Pertencentes ao Exército; - Mensagem SIAFI 1999/197996,

Leia mais

PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN

PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN PROCURADORIA GERAL DA FAZENDA NACIONAL - PGFN PORTARIA N.º 3 DE 22 /11 /2005 Dispõe sobre a prova de regularidade fiscal perante a Fazenda Nacional e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DA FAZENDA

Leia mais

BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA

BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA BATALHÃO DE POLÍCIA RODOVIÁRIA 1) - Normas Gerais de Circulação e Conduta: a)- Trânsito é a utilização das vias por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, para fins de circulação,

Leia mais

ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP

ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 SAC: (11) 2451-9444 - atendimento@dekra.com.br - www.dekra.com.br

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 301, DE 7 DE AGOSTO DE 2012

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 301, DE 7 DE AGOSTO DE 2012 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 301, DE 7 DE AGOSTO DE 2012 Altera a Resolução Normativa - RN nº 48, de 19 de setembro de 2003, que dispõe sobre o

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES

PREFEITURA MUNICIPAL DE MUNIZ FREIRE - ES DECRETO Nº 6.106/2013 REGULAMENTA AS LICENÇAS PARA TRATAMENTO DE SAÚDE, DE QUE TRATAM OS ARTS. 80, I; 82 A 100, DA LEI MUNICIPAL Nº 1.132, DE 02 DE JULHO DE 1990 (ESTATUTO DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA Departamento Estadual de Trânsito Gabinete da Direção Geral

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA Departamento Estadual de Trânsito Gabinete da Direção Geral PORTARIA N. 1446/GAB/DETRAN-RO PORTO VELHO, 12 DE MAIO DE 2010. Disciplina procedimentos para o registro de contratos de financiamentos de veículos gravados com cláusula de alienação fiduciária, arrendamento

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 2.348, DE 2011 (Do Sr. Diego Andrade)

PROJETO DE LEI N.º 2.348, DE 2011 (Do Sr. Diego Andrade) CÂMARA DOS DEPUTADOS PROJETO DE LEI N.º 2.348, DE 2011 (Do Sr. Diego Andrade) Altera os arts. 126, 240 e 243 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997 - Código de Trânsito Brasileiro - CTB, para estabelecer

Leia mais

ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP

ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP ANGILU VISTORIAS LTDA - EPP 96.221.049/0001-43 - R EURIDES FOGACA, 117 TRUJILO - SOROCABA - SP - CEP 18060-270 Tel.: ((15)) 3211--4311 SAC: (11) 2451-9444 - atendimento@dekra.com.br - www.dekra.com.br

Leia mais

SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP

SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP Circular nº 266 de 25.08.2004 Dispõe sobre instruções complementares para a operação do seguro obrigatório de danos pessoais causados por

Leia mais

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR

ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR ESTADO DO PARANÁ TRANSPORTE INTERMUNICIPAL DE PASSAGEIROS MANUAL DO TRANSPORTADOR 2012 ÍNDICE 1. DEFINIÇÃO 2. QUEM PODE EXECUTAR O TRANSPORTE INTERMUNICIPAL COM FINS COMERCIAIS 2.1. QUE TIPO DE EMPRESA

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB

ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB Fixa normas e procedimentos administrativos relativos ao controle patrimonial do ativo imobilizado da FFFCMPA. O Diretor da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas

Leia mais

DECRETO. nº 41.258, de 31 de outubro de 1996. (*) Alterado pelo Decreto nº 50.667, de 30de março de 2006

DECRETO. nº 41.258, de 31 de outubro de 1996. (*) Alterado pelo Decreto nº 50.667, de 30de março de 2006 1 de 6 DECRETO nº 41.258, de 31 de outubro de 1996 (*) Alterado pelo Decreto nº 50.667, de 30de março de 2006 Aprova o Regulamento dos artigos 9 o a 13 da Lei n o 7.663, de 30 de dezembro de 1991 Mário

Leia mais

GOVERNO DE SERGIPE DECRETO Nº 29.720 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2014

GOVERNO DE SERGIPE DECRETO Nº 29.720 DE 03 DE FEVEREIRO DE 2014 PUBLICADO NO D.O.E. Nº 26.912 DE 13.02.2014. Regulamenta a Lei nº 7.650, de 31 de maio de 2013, que dispõe sobre a comunicação eletrônica entre a Secretaria de Estado da Fazenda SEFAZ, e o sujeito passivo

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO

CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO DESPACHO 2007 N O PROJETO DE LEI Nº 1310/2007 INSTITUI O SERVIÇO E COLETA DE PEQUENAS CARGAS, MEDIANTE UTILIZAÇÃO DE MOTOCICLETAS, NO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO, DENOMINADO MOTO-FRETE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Portaria nº 319 de 29 de julho de 2011. Considerando o disposto no artigo 8º da Lei nº 9.933, de 20 de dezembro de 1999;

Portaria nº 319 de 29 de julho de 2011. Considerando o disposto no artigo 8º da Lei nº 9.933, de 20 de dezembro de 1999; Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL INMETRO Portaria nº 319 de 29 de julho de 2011

Leia mais

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014

PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 PORTARIA DETRAN Nº 1.310, DE 1 DE AGOSTO DE 2014 A Diretora Vice Presidente, respondendo pelo expediente da Presidência do Departamento Estadual de Trânsito - DETRAN-SP, considerando as disposições dos

Leia mais

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA.

Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Autorização para débitos de MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA. Declaro para os devidos fins que autorizo à GENERALI DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS a debitar de minha indenização, as MULTAS, AUTUAÇÕES e IPVA existentes

Leia mais

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14

BOLETIM ADMINISTRATIVO Nº 020 DE 12 a 16/05/14 Leia-se:...Art. 1º DELEGAR COMPETÊNCIA e as responsabilidades decorrentes ao Superintendente Regional do DNIT nos estados de Goiás e Distrito Federal para Lavrar o Termo Aditivo de Prorrogação de prazo,

Leia mais

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os autos identificados acima;

VISTOS, RELATADOS E DISCUTIDOS os autos identificados acima; e. 0 4 +Cre:S. 4.1A.,y1.0 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOÃO BENEDITO DA SILVA ACÓRDÃO MANDADO DE SEGURANÇA N. 200.2009.006317-9/001 6" Vara Criminal

Leia mais

Pesquisa de Débitos e Restrições de Veículos

Pesquisa de Débitos e Restrições de Veículos Pesquisa de Débitos e Restrições de Veículos PLACA : DSK2175 RENAVAM : 878107908 IPVA : R$ 404,10 ** IPVA TOTAL : MULTAS RESTRIÇÕES BLOQUEIO DE FURTO : NADA CONSTA RESTRIÇÃO TRIBUTÁRIA : RESTRIÇÃO FINANCEIRA

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO

AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO PORTARIA ANP N. 127, DE 30.07.99 REVOGADA PELA RESOLUÇÃO ANP N. 20, DE 18.06.09 O DIRETOR da AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO ANP, no uso de suas atribuições legais, conferidas

Leia mais

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Chefe de Serviço de Cadastro e Documentação da Frota (SEFRO) Analisado por: Diretor do Departamento de Transportes (DETRA) Aprovado por: Diretor-Geral da Diretoria-Geral de Logística (DGLOG)

Leia mais

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014.

PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014. PROVIMENTO CONJUNTO Nº 14, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2014. Regulamenta os critérios a serem observados no âmbito da Justiça do Trabalho da 4ª Região para operacionalização do Sistema de Investigação de Movimentações

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Publicada no Boletim de Serviço nº 12, de 7 dez. 2011, p. 7-11 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 129, DE 17 DE NOVEMBRO DE 2011 Dispõe sobre o funcionamento da Biblioteca Ministro Victor Nunes Leal do Supremo Tribunal

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO Estipulante: BANCO TRIÂNGULO S. A. Seguradora: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS Número processo SUSEP: 15414.000223/2007-67

Leia mais

O SEU PROCESSODE SINISTROS

O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSO 1. Abertura 1.1. Entre em contato com a seguradora para realizar a abertura do sinistro (portando DOCUMENTO DO VEÍCULO + CNH) ou se preferir ligue para a gente

Leia mais

PORTARIA DETRAN/SP, n. 1.681, de 23-10-2014. O Diretor Presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo - DETRAN-SP;

PORTARIA DETRAN/SP, n. 1.681, de 23-10-2014. O Diretor Presidente do Departamento Estadual de Trânsito do Estado de São Paulo - DETRAN-SP; PORTARIA DETRAN/SP, n. 1.681, de 23-10-2014. Regulamenta o credenciamento de empresas para realização de vistorias automotivas e dá outras providências. O Diretor Presidente do Departamento Estadual de

Leia mais

PORTARIA Nº 1145/1999. O Desembargador Lúcio Urbano, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de suas atribuições legais e,

PORTARIA Nº 1145/1999. O Desembargador Lúcio Urbano, PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso de suas atribuições legais e, Publicação: 22/09/99 PORTARIA Nº 1145/1999 Dispõe sobre aquisição, controles e formas de desfazimento de bens móveis permanentes no âmbito da Secretaria do Tribunal de Justiça e Comarcas do Estado de Minas

Leia mais

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016

ESTADO DO ACRE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016 PORTARIA Nº 038, DE 15 DE JANEIRO DE 2016. Publicada no DOE nº 11.724, de 18 de janeiro de 2016. Dispõe sobre a isenção do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores - IPVA, na forma dos incisos

Leia mais

LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986

LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986 LEI Nº 7.560, DE 19 DE DEZEMBRO DE 1986 Cria o Fundo de Prevenção, Recuperação e de Combate às Drogas de Abuso, dispõe sobre os Bens Apreendidos e Adquiridos com Produtos de Tráfico Ilícito de Drogas ou

Leia mais

DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009.

DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009. DECRETO Nº 30.090, DE 20 DE FEVEREIRO DE 2009. Regulamenta o Capítulo VII da Lei nº 4.257, de 02 de dezembro de 2008 e dá outras providências. O GOVERNADOR DO DISTRITO FEDERAL, no uso das atribuições que

Leia mais

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER)

PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) PROJETO DE LEI N O, DE 2007. (Do Sr. MICHEL TEMER) Dispõe sobre as empresas de Sistemas Eletrônicos de Segurança e dá outras Providências. O Congresso nacional decreta: CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Tropa de Elite Escrivão Para Polícia Federal Arquivologia Microfilmagem Alexandre Américo

Tropa de Elite Escrivão Para Polícia Federal Arquivologia Microfilmagem Alexandre Américo 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tropa de Elite Escrivão Para Polícia Federal Arquivologia Microfilmagem Alexandre Américo LEI Nº 5.433, DE 8 DE MAIO DE 1968.

Leia mais

PORTARIA Nº 131, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008

PORTARIA Nº 131, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008 PORTARIA Nº 131, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2008 Estabelece os requisitos técnicos e procedimentos para credenciamento de empresas prestadoras de serviço de vistoria em veículos automotores. O DIRETOR DO DEPARTAMENTO

Leia mais

DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004.

DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004. DECRETO DISTRITAL Nº 020 DE 22.11. 2004. EMENTA: Disciplina o ingresso e a permanência de veículos no âmbito do Distrito Estadual de Fernando de Noronha e dá outras providências. O ADMINISTRADOR GERAL

Leia mais

O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA, no uso das atribuições conferidas pelo inciso IV, do art. 20, da Lei nº 11.

O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO ESTADUAL DE FERNANDO DE NORONHA, no uso das atribuições conferidas pelo inciso IV, do art. 20, da Lei nº 11. DECRETO DISTRITAL Nº 020/2004 EMENTA: Disciplina o ingresso e a permanência de veículos no âmbito do Distrito Estadual de Fernando de Noronha e dá outras providências. O ADMINISTRADOR GERAL do DISTRITO

Leia mais

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI Altera a Lei n o 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro, para racionalizar regras de procedimento administrativo e de competência de órgãos públicos.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG SECRETARIA EXECUTIVA DOS CONSELHOS DELIBERAÇÃO Nº 039/2015 CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Marcelo Dullius Saturnino www.bizuario.com 13ª edição 2 0 1 5 239

Marcelo Dullius Saturnino www.bizuario.com 13ª edição 2 0 1 5 239 3.4 - Gravar imagens ou áudio a) Conforme o 2º do art. 277 do CTB, a infração prevista no art. 165 também poderá ser caracterizada mediante imagem, vídeo, constatação de sinais que indiquem, na forma disciplinada

Leia mais

Nº DO SINISTRO CAMPO PREENCHIDO PELA SEGURADORA

Nº DO SINISTRO CAMPO PREENCHIDO PELA SEGURADORA AUTORIZAÇÃO DE PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO DO SEGURO DPVAT Nº DO SINISTRO CAMPO PREENCHIDO PELA SEGURADORA Este formulário deve ser preenchido exclusivamente com dados do beneficiário da indenização do Seguro

Leia mais

Detalhamento do sistema Carcheck Consultas veiculares

Detalhamento do sistema Carcheck Consultas veiculares Detalhamento do sistema Carcheck Consultas veiculares pág.1/12 ÍNDICE 1 SOBRE O CARCHECK...3 2 OBJETIVO...3 3 PRODUTOS CARCHECK...3 3.1 SISTEMA CARCHECK...3 3.1.1 Consulta Completa...3 3.1.2 Consulta Segura...4

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO FUNDO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ITALVA Diretoria Executiva

ESTADO DO RIO DE JANEIRO FUNDO DE PREVIDÊNCIA DO MUNICÍPIO DE ITALVA Diretoria Executiva EDITAL PARA CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS ADMINISTRADORES DE ATIVOS EDITAL N 001/2015 O Fundo de Previdência do Município de Italva - FPMI, sediado na Rua Aracy Vilarinho, n 154, centro, Italva/RJ,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ E D I T A L DE LEILÃO N 001/2015

CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ E D I T A L DE LEILÃO N 001/2015 CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ E D I T A L DE LEILÃO N 001/2015 A Comissão de Licitação do CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA DO ESTADO DO PARÁ torna público, para conhecimento dos interessados

Leia mais

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 4.594, DE 29 DE DEZEMBRO DE 1964. Regula a profissão de corretor de seguros. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, faço saber que o CONGRESSO NACIONAL

Leia mais

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei:

LEI Nº 124/95. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS, Estado do Paraná, aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Alterado pela Lei 495/01, 656/04 e 782/07. LEI Nº 124/95 Dispõe sobre o serviço de transporte de passageiros em veiculos automóveis de aluguel - táxi, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,

Leia mais