O papel das TICs no desenvolvimento das Nações

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O papel das TICs no desenvolvimento das Nações"

Transcrição

1 O papel das TICs no desenvolvimento das Nações Robinson L. Sezanowitch Eugênio R. Bignes PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA E GESTÃO DO CONHECIMENTO EGC NÚCLEO DE ESTUDOS EM INOVAÇÃO, GESTÃO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO IGTI

2 O papel das TICs no desenvolvimento das Nações Os temas abordados serão: - Evolução dos meios de comunicação. - Globalização - Convergência tecnológica. - Definição de Tecnologia, Informação, Comunicação e TICs; - Mudanças da demanda internacional e o crescimento do outsourcing. - Visão geral do comércio eletrônico. - Visão geral do governo eletrônico.

3 Evolução datecnologia da Informação e Comunicação A Evolução Tecnológica sempre esteve presente na vida do homem, desde os primórdios até os dias atuais.

4 Conceito de Tecnologia da Informação e Comunicação É todo e qualquer dispositivo que tenha a capacidade de tratar dados e/ou informações, tanto de forma sistêmica como esporádica, independentemente da maneira como é aplicada. (BATISTA, 2004)

5 Conceito de Globalização É um processo de aprofundamento da integração econômica, social, cultural e política, que tornou o mundo interligado, uma Aldeia Global. Globalização (+300 anos): movimento dos países dominantes, Aqueles considerados potências navais (Inglaterra, França, Espanha, Olanda e Portugal). Comércio com as Índias. Globalização 2.0 Globalização (200 anos): - Surgimento de multinacionais - Recursos: estradas de ferro, máquina a vapor, telégrafos, Telefones, fibra ótica, satélites, TV, rádio, www até os dias atuais (13 anos): - Computador pessoal, produção individual, produção coletiva Convergência tecnológica, redes sociais.

6 Características da Globalização - Superação de distâncias entre países; - Aproximação de culturas e diferentes valores pessoais; - Abertura de novos mercados (BATISTA, 2004)

7 O papel das TICs em escala mundial 1. Negócios eletrônicos (E-business) 2. Comércio eletrônico (E-commerce) 3. Colaboração coletiva (groupware) 4. Ações governamentais (E-government) 5. Educação (Ensino a Distância) 6. Influência no processo decisório das das empresas. Com a globalização, o processo decisório passou a verificar que informações antes consideradas irrelevantes agora passam a ser cruciais para a tomada de decisão. (BATISTA, 2004)

8 Tecnologia da Informação e Comunicação Desafios e oportunidades associados às mudanças Tecnológicas: 1. Surgimento e novas tecnologias dando origem A novos mercados e empresas líderes; 2. Desenvolvimento do microprocessador, No final dos anos 70 representando o fim Do oligopólio global dos Mainframes; 3. A Internet, nos anos 90, provocando Ruptura radical no mercado global de Informática e comunicação ao viabilizar A convergência de serviços.

9 Tecnologia da Informação como principal facilitadora e catalizadora de mudanças nas atividades empresariais no mundo de hoje. Em geral, a coleção de sistemas de computação usada por uma organização É considerada Tecnologia da Informação. (TURBAN). Capacidades de Suporte: 1. Melhoria da produtividade 2. Redução dos custos 3. Melhoria nas tomadas de decisão 4.Aprimorar relacionamentos com clientes 5.Desenvolvimento de novas aplicações Estratégicas. TURBAN(2007)

10 Convergência Tecnológica Fonte:

11 Convergência Tecnológica Definição: processo pelo qual as telecomunicações, tecnologias da informação E mídia, setores que originalmente operavam de forma independente um do Outro, passaram a crescer de forma conjunta. (TIGRE,2009) Características: 1. Digitalização da informação. 2. Desenvolvimento de padrões universais de comunicação. 3. Combinação de inovações em distintas áreas do conhecimento. 4.Possibilitar a incorporação de dispositivos eletrônicos nas maiorias dos produtos. TIGRE(2009)

12 Mudanças da demanda internacional e o crescimento do Outsourcing Fonte:

13 Mudanças da demanda internacional e o crescimento do Outsourcing O que é OUTSOURCING? Outsourcing = Terceirização - Acirramento da concorrência global. Forçando busca serviços por menores custos. - Serviços estão migrando para países distantes, onde: - oferecem boa infra-estrutura e baixos custos com mão-de-obra qualificada. TURBAN(2007)

14 Visão Geral do Comércio Eletrônico (E-commerce) Fonte:

15 Visão Geral do Comércio Eletrônico (E-commerce) Processo de compra ou troca de produtos, serviços ou informações via rede de computadores, incluindo a Internet. TURBAN(2007)

16 Visão Geral do Comércio Eletrônico (E-commerce) Tipos de transações de e-commerce B2B - Business to Business: em transações B2B, os vendedores e os compradores são empresas. A grande maioria do volume de comércio eletrônico é desse tipo. Comércio Colaborativo (c-commerce): no c-commerce, os parceiros empresariais colaboram (ao invés de comprar ou vender) eletronicamente. Essa colaboração constantemente ocorre entre parceiros empresariais ao longo da cadeia de fornecimento. TURBAN(2007)

17 Visão Geral do Comércio Eletrônico (E-commerce) Tipos de transações de e-commerce Business-to-consumer (B2C): no B2C, os vendedores são empresas, e os compradores são indivíduos. B2C tmabém é conhecido como e-tailing. Consumer-to-business (C2B): no C2B, os consumidores tornam conhecida uma necessidade específica por um produto ou serviço, e os fornecedores competem para oferecerem o produto ou serviço aos consumidores. TURBAN(2007)

18 Visão Geral do Comércio Eletrônico (E-commerce) Tipos de transações de e-commerce Consumer-to-Consumer (C2C): no C2C, um indivíduo vende produtos ou serviços a outros indivíduos Comércio intrabusiness (intraorganizacional): nesse caso, uma organização utiliza comércio eletrônico internamente para melhorar suas operações. Um caso especial disso é conhecido como CE B2E (business-toemployees). TURBAN(2007)

19 Uma visão de como será a tecnologia num futuro não muito distante https://www.youtube.com/watch?v=vt17daqqll Y

20 Visão Geral do Governo Eletrônico (E-gov) Fonte:

21 Visão Geral do Governo Eletrônico (E-gov) Conceito:... é o uso da tecnologia Internet em geral e e-commerce em particular para oferecer informações e serviços públicos a cidadãos, parceiros empresariais e fornecedores de entidades de governo, e aqueles trabalhando no setor público. TURBAN(2007)

22 Visão Global, exemplos

23 E-gov Utah State

24

25

26 TICs no Mundo Caso de sucesso IComo surgiu a idéia de usar a TI para melhorar processos ou serviços? Em 1999, o governador Michael Leavitt teve a visão para melhorar governo através de serviços on-line. O primeiro serviço online foi oferecido naquele ano e até 2013, existem mais de mil serviços online. Estes serviços, são, por exemplo, compra ou renovação de uma licença de pesca ou caça, encomendar o certificado de nascimento on-line, ou o ate pagamento de impostos

27 TICs no Mundo Caso de sucesso Como foi a implementação com os usuários finais ou para a comunidade? Iniciativas governamentais digitais de Utah e serviços on-line têm sido muito bem recebido pelos cidadãos. Utah.gov recebe mais de 1,2 milhões de visitantes únicos para seu site por mês (toda a população do estado é de apenas 2,8 milhões). Em 2012, 31 milhões de transações foram realizadas online. Temos sido capazes de reduzir os custos administrativos significativamente como resultado desta politica. O processo de implementação foi difícil? Não é verdade. Ele requer um compromisso de agências e liderança

28 TICs no Mundo Caso de sucesso Para obter o melhor ROI, você usa tecnologia de código aberto? Sim, nós usamos tecnologias de código aberto,não 100%, tilizamos tecnologias de fornecedores como Microsoft, MySQL, DB2, Linux e muitos outros também. A última questão, que são os planos para o futuro? Continuaremos com a inovação. Acabamos de completar uma estratégia focalizada em dispositivos móveis em todo o estado que irá concentrar os nossos esforços na prestação de um melhor serviço para utilização em smartphones e tablet, estamos cientes que é o segmento de mais rápido crescimento da nossa base de usuários

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38 Os fatos... l https://www.youtube.com/watch?v=mhoyvdecqec

39 Futuro...

40 Conclusão Facilitar e melhorar a qualidade de vidas das pessoas Integrar o conceito de redução dos custos Cultura e educação do povo Aproveitar experiencias e aproveitar o know-how dos países com maior expertise

41 Diferença está na... ATITUDE

42 Referências Portal do Governo eletrônico Brasleiro. Disponivel em: - Acesso em: 09/05/2013 Kishore, R., Rao, H. R., Nam, K., Rajagopalan, S., &Chaudhury, A. (2003). A relationship perspective on IT outsourcing.communications of the ACM. Looff, L. (1997). Information systems outsourcing decision making: a managerial approach. Hershey: Idea Group Publishing. FITZSIMMONS. James A. Administração de serviços: operações, estratégias e Tecnologia da informação. Tradução: Lene Belon Ribeiro 6. ed. Porto Alegre : Bookman, 2010.

43 Referências Caso de Sucesso Utah: Jennifer Robinson, Analista Universidade de Utah, USA David Fletcher, Chefe do Utah Departamento de Serviços tecnológicos Link :http://www.utah.gov/contact.html Link: ary.pdf Caso de sucesso Korea do Sul Ho In Kang, Administrador do Serviço de Contratação Publico, (Public Procurement Service (PPS)), Republica de Korea Link

O Processo de Negociação visa superar possíveis conflitos e ao mesmo tempo obter para a empresa o melhor resultado possível da negociação.

O Processo de Negociação visa superar possíveis conflitos e ao mesmo tempo obter para a empresa o melhor resultado possível da negociação. O Processo de Negociação visa superar possíveis conflitos e ao mesmo tempo obter para a empresa o melhor resultado possível da negociação. As Etapas do Processo de Negociação envolvem o planejamento da

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

24/05/2013. Comércio Eletrônico. Prof. João Artur Izzo

24/05/2013. Comércio Eletrônico. Prof. João Artur Izzo Comércio Eletrônico 1 A evolução do sistema mercadológico tem exigido das organizações grande esforço para a assimilação e utilização das tecnologias de informação referentes a comércio eletrônico, em

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web

Estratégias em Tecnologia da Informação. Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 09 Posição e Vantagem Competitiva Aplicações integradas Aplicações Web Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Comércio Eletrônico. Comércio Eletrônico. Grau de digitalização. Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização: Comércio Eletrônico FTS Faculdade Taboão da Serra Curso de Administração de Sistemas de Informações Disciplina: Comércio Eletrônico Comércio Eletrônico Caracteriza-se Comércio eletrônico pelo grau de digitalização:

Leia mais

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES

NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES NOTAS DE AULA - TELECOMUNICAÇÕES 1. Conectando a Empresa à Rede As empresas estão se tornando empresas conectadas em redes. A Internet e as redes de tipo Internet dentro da empresa (intranets), entre uma

Leia mais

Sistemas de Informações e o Uso comercial

Sistemas de Informações e o Uso comercial ADMINISTRAÇÃO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO - ASI Elabora por Prof.Mestra Rosimeire Ayres Conectan a Empresa à Rede Intranet Internet Extranet B2B B2C B2E C2C As empresas estão se tornan empresas conectadas

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO

CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO CLASSIFICAÇÃO DE UM COMÉRCIO ELETRÔNICO Classificação dos Tipos de CE Consumidor Empresa Governo Consumidor Empresa Governo CLASSIFICAÇÃO DO CE Business-to-business (empresa-empresa - B2B): Modelo de CE

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik

Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Muito ALÉM de uma simples LOJA VIRTUAL. Vanessa Kupczik Mestre em Design (UFPR). MBA e pós-graduação em Marketing (UFPR). Pós-graduada em Web Design (PUCPR). Graduação em Desenho Industrial (UFPR). Técnico

Leia mais

Administração de Sistemas de Informação. Telecomunicações e a Internet na Empresa

Administração de Sistemas de Informação. Telecomunicações e a Internet na Empresa Administração de Sistemas de Informação e a Internet na Empresa Conectando a Empresa à Rede As organizações estão se tornando empresas conectadas em redes. As redes do tipo Internet, Intranet e Extranet

Leia mais

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet. E-commerce Prof Marcus Regenold Disciplina Negócios pela Internet O comércio eletrônico (CE) é, basicamente, a realização de transações empresariais vida rede de telecomunicações, especialmente a Internet.

Leia mais

Objetivos. Qantas Airways Uma nova maneira de competir

Objetivos. Qantas Airways Uma nova maneira de competir MINISTÉRIO DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS - UFAL FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE FEAC CURSO DE ADMINISTRAÇÃO CONCEITOS COMÉRCIO ELETRÔNICO Prof. Dr. Nelsio Abreu nelsio@gmail.com

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

Sociedade e Tecnologia

Sociedade e Tecnologia Unidade de Aprendizagem 15 Empresas em Rede Ao final desta aula você será capaz de inovações influenciam na competitividade das organizações, assim como compreender o papel da Inteligência Competitiva

Leia mais

EZO Soluções Interativas

EZO Soluções Interativas EZO Soluções Interativas 01. Conceito sobre a EZO A EZO Soluções Interativas surgiu no ano de 2006 com o foco no desenvolvimento de soluções e tecnologias que aproximassem as pessoas. Em 08 anos conseguimos

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu

Desembaraço. Informações da indústria como você nunca viu Desembaraço Informações da indústria como você nunca viu Introdução É uma ferramenta dominada pela geração Y, mas que foi criada pela geração X. Ela aproxima quem está longe e tem distanciado quem está

Leia mais

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda The global language of business O que é ecommerce? Da perspectiva de processo de negócio,

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular COMÉRCIO ELECTRÓNICO Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Marketing e Publicidade 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF

GESTÃO. Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) CLF GESTÃO Gestão dos Processos e Operações Gestão de Sistemas e Tecnologias de Informação (dentro do capítulo 6) Informação e Decisões Gerir envolve tomar muitas e frequentes decisões Para decidir com eficácia

Leia mais

Governo Eletrônico. Universidade Federal de Santa Catarina Mestrado de Engenharia de Produção e Sistemas. Leandro Carioni

Governo Eletrônico. Universidade Federal de Santa Catarina Mestrado de Engenharia de Produção e Sistemas. Leandro Carioni Universidade Federal de Santa Catarina Mestrado de Engenharia de Produção e Sistemas Governo Eletrônico Capítulos 1, 2 e 3 do Livro Verde Leandro Carioni Cenário Futuro E-business E-Group E-Commerce E-Government

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução

Horizons. O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Cisco IBSG Horizons Study. Introdução O impacto financeiro da consumerização de TI As 10 principais percepções do Study Jeff Loucks/Richard Medcalf Lauren Buckalew/Fabio Faria O número de dispositivos de consumerização de TI nos seis países

Leia mais

A vantagem competitiva através do desenvolvimento do e-business

A vantagem competitiva através do desenvolvimento do e-business A vantagem competitiva através do desenvolvimento do e-business Artigo original redigido por: Dien D. Phan Extraído do Information & Management, Vol.40, 2003 (pág.581-590) Introdução * E-business O seu

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS

ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC Centro de Ciências Tecnológicas CCT Engenharia de Produção e Sistemas Sistemas de Informação (SIN) ORGANIZAÇÕES VIRTUAIS Profº Adalberto J. Tavares Vieira

Leia mais

Site Empresarial Uma oportunidade de negócios na Internet. jairolm@sebraesp.com.br

Site Empresarial Uma oportunidade de negócios na Internet. jairolm@sebraesp.com.br Site Empresarial Uma oportunidade de negócios na Internet jairolm@sebraesp.com.br O SEBRAE e o que ele pode fazer pelo seu negócio Consultorias SEBRAE Mais Programas setoriais Palestras Trilha de aprendizagem

Leia mais

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net

APRESENTAÇÃO COMERCIAL. www.docpix.net APRESENTAÇÃO COMERCIAL www.docpix.net QUEM SOMOS Somos uma agência digital full service, especializada em desenvolvimento web, de softwares e marketing online. A Docpix existe desde 2010 e foi criada com

Leia mais

Tecnologia da Informação. Aula 3 e-business. Prof. Adrian Kemmer Cernev. Prof. Adrian Cernev. Tec. da Informação

Tecnologia da Informação. Aula 3 e-business. Prof. Adrian Kemmer Cernev. Prof. Adrian Cernev. Tec. da Informação Tecnologia da Informação Aula 3 e-business Prof. Adrian Kemmer Cernev Questão-chave Como eu faço, então, esse negócio online deslanchar? Nascimento e evolução da Internet 1969 ARPAnet - rede baseada em

Leia mais

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH

e-business Novas Tendências Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH Tecnologias da Informação com aplicabilidade ao RH e-rh / Recursos Humanos Virtual Novas Tendências Como já foi visto com o advento da globalização e do crescimento da tecnologia e a difusão da Internet,

Leia mais

Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços

Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços Tornando acessível a tecnologia e os melhores serviços Nossa Missão e Valores VALORES MISSÃO Atender com qualidade e pontualidade às necessidades dos nossos clientes com base nas melhores práticas em tecnologia

Leia mais

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda.

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda. COMÉRCIO ELETRÔNICO Introdução O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de

Leia mais

Rua da Nória, nº 5, 1ºDT, 5200-231, Mogadouro, Portugal 914363569 alvaroferreira@ua.pt www.aspferreira.pt

Rua da Nória, nº 5, 1ºDT, 5200-231, Mogadouro, Portugal 914363569 alvaroferreira@ua.pt www.aspferreira.pt Curriculum Vitae INFORMAÇÃO PESSOAL Álvaro Ferreira Rua da Nória, nº 5, 1ºDT, 5200-231, Mogadouro, Portugal 914363569 alvaroferreira@ua.pt www.aspferreira.pt Sexo Masculino Data de nascimento 09/12/1985

Leia mais

Sociedade da Informação

Sociedade da Informação Sociedade da Revolução Tecnológica Revolução industrial: ampliação dos músculos m dos homens em forma de equipamentos Mecanização ão. Responsável por mudanças as nas formas de produção existentes Revolução

Leia mais

MAPA DE PROBLEMAS Administração de Sistemas de Informações Profa.MS.c. Cláudia Brazil Marques

MAPA DE PROBLEMAS Administração de Sistemas de Informações Profa.MS.c. Cláudia Brazil Marques MAPA DE PROBLEMAS Administração de Sistemas de Informações Profa.MS.c. Cláudia Brazil Marques Nr. DESCRIÇÃO DO PROBLEMA CONHECIMENTOS COMPE TÊNCIAS PERFIS AULA 1 Qual o comportamento da organização como

Leia mais

Comércio eletrônico. Conceitos:

Comércio eletrônico. Conceitos: Comércio eletrônico Conceitos: O comércio eletrônico é a transação realizada por meio eletrônico de dados, normalmente internet. Situação em que a empresa vendedora cria um site, que funciona como uma

Leia mais

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com

E-Business. Parte 2. Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com Parte 2 Prof. Marcílio Oliveira marcilio.oliveira@gmail.com As dimensões do E-Commerce (Comércio Eletrônico). SCM - Supply Chain Management (Gerenciamento de Cadeia de Fornecimento) ERP - Enterprise Resourse

Leia mais

A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo.

A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo. A Logística de Cargas Fracionadas e Novas Configurações do Mercado de Varejo. Cristian Carlos Vicari (UNIOESTE) viccari@certto.com.br Rua Engenharia, 450 Jd. Universitário C.E.P. 85.819-190 Cascavel Paraná

Leia mais

Fonte: O Brien e Eduardo L. Pareto

Fonte: O Brien e Eduardo L. Pareto E-business NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Fonte: O Brien e Eduardo L. Pareto Transformação Internet promoveu: Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais. slide 1

Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais. slide 1 Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais slide 1 Nexon Games: o comércio eletrônico torna-se social Problema: concorrência com outras empresas de jogos on-line e off-line; aumentar

Leia mais

MARKETING NA INTERNET

MARKETING NA INTERNET MARKETING NA INTERNET HUGO HOCH CONSULTOR DE MARKETING ER. BAURU SEBRAE-SP hugoh@sebraesp.com.br Marketing na Internet O que é? o Marketing na Internet, também referido como: i-marketing, web marketing,

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 13: Tecnologia da Informação Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Uma informação é um arranjo de dados (nomes, palavras, números, sons, imagens) capazes de dar forma ou sentido a algo do interesse

Leia mais

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI

2ª Conferência. Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender. 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI 2ª Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Financiar, Inovar e Empreender 21 de novembro de 2013 Auditório do ISEGI Patrocinador Principal Patrocinadores Globais APDSI Internet, Negócio e Redes Sociais

Leia mais

Ambientes de Mercado

Ambientes de Mercado INFORMAÇÃO O sucesso ou fracasso organizacional muitas vezes pode depender de se saber de qual deles precisamos, com o qual deles contamos e o que podemos ou não fazer com cada um deles PLANO DE AÇÃO Fornecedores

Leia mais

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos

OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos OCEL001 Comércio Eletrônico Módulo 03: Modelos Prof. Charles Christian Miers e-mail: charles.miers@udesc.br As dimensões do comércio eletrônico Á r e a s d e c o m é r c i o e l e t r ô n i c o A e s s

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 1: Fundamentos dos SI Resposta do Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Leia o texto e responda o seguinte: a) identifique os recursos de: Hardware: microcomputadores,

Leia mais

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS².

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². ¹Estudante do curso Análise e Desenvolvimento de sistemas. Instituto Federal de Minas Gerais campus Bambuí. Rod. Bambuí

Leia mais

Atividade Capitulo 6 - GABARITO

Atividade Capitulo 6 - GABARITO Atividade Capitulo 6 - GABARITO 1. A Internet é uma força motriz subjacente aos progressos em telecomunicações, redes e outras tecnologias da informação. Você concorda ou discorda? Por quê? Por todos os

Leia mais

Pós-Graduação Business Intelligence

Pós-Graduação Business Intelligence Pós-Graduação Business Intelligence Tendências de Mercado de Business Intelligence Aula 01 Negócios e Tecnologia da Informação Objetivos da Aprendizagem Discutir as pressões corporativas e as reações que

Leia mais

Fundamentos do Sistema de Informação nas Empresas. Objetivos do Capítulo

Fundamentos do Sistema de Informação nas Empresas. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Explicar por que o conhecimento dos sistemas de informação é importante para os profissionais das empresas e identificar as cinco áreas dos sistemas de informação que esses profissionais

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio!

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! mistura.ws Sobre Nós Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! Depois misturamos a melhor estratégia, design e tecnologia para oferecer excelentes resultados e garantir o seu sucesso. Somos

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 7 Desafios para a Administração Comercio eletrônico e negócios eletrônicos

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 10 Fato Real A batalha pelos dados Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative

Leia mais

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1

Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundamentos de Sistemas de Informações: Exercício 1 Fundação Getúlio Vargas Estudantes na Escola de Administração da FGV utilizam seu laboratório de informática, onde os microcomputadores estão em rede

Leia mais

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC.

Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010. Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação do Ponto BR NIC. TIC Empresas 2009 Pesquisa sobre o Uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil Coletiva de Imprensa 4 de maio de 2010 Comitê Gestor da Internet no Brasil CGI.br Núcleo de Informação e Comunicação

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo

Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE. Prof. Luís Rodolfo Unidade III PRINCÍPIOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Luís Rodolfo Vantagens e desvantagens de uma rede para a organização Maior agilidade com o uso intenso de redes de computadores; Grandes interações

Leia mais

1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 1: FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES 1 Os sistemas de informação (SI) utilizam hardware, software, redes de telecomunicações, técnicas de administração de dados computadorizadas e outras formas de

Leia mais

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva

Resumo da solução SAP SAP Technology SAP Afaria. Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva da solução SAP SAP Technology SAP Afaria Objetivos Gestão da mobilidade empresarial como vantagem competitiva Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos Simplifique a gestão de dispositivos e aplicativos

Leia mais

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br

Fone: 55 11 2384-7736 - www.wissenconsulting.com.br - atendimento@wissenconsulting.com.br Nosso método de trabalho foi criado para atender VOCÊ A WISSEN CONSULTING têm como compromisso ajudá-lo a alcançar o sucesso na implementação de ferramentas de gestão e colaboração para que você possa

Leia mais

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET

ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET AULA 02 ASSUNTO DA APOSTILA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E AS DECISÕES GERENCIAIS NA ERA DA INTERNET JAMES A. O BRIEN CAPÍTULO 01 continuação Páginas 03 à 25 1 COMPONENTES DE UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO Especialistas

Leia mais

Como Ingressar nos Negócios Digitais

Como Ingressar nos Negócios Digitais Como Ingressar nos Negócios Digitais Resenha do livro por seu autor Eduardo Mayer Fagundes Os dirigentes de empresas mais atendo às mudanças da economia digital estão preocupados e trabalhando para transformar

Leia mais

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE

Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Comércio Eletrônico FTC FACULDADE DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS ADMINISTRAÇÃO IV SEMESTRE Definição Toda atividade de compra e venda realizada com recursos eletrônicos; Uso de mecanismos eletrônicos para a

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente

Índice. 03 A Empresa. 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente MÍDIA KIT 2014 Índice 03 A Empresa 04 Missão Visão Valores 05 Nossos Eventos 23 Corpbusiness - Patrocínio 24 Divulgação 25 Expediente A empresa Fundada em 2007, a empresa possui uma grade anual com diversos

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

CRM: uma nova perspectiva da gestão do relacionamento com o cliente

CRM: uma nova perspectiva da gestão do relacionamento com o cliente Page 1 of 6 Home Contato Inscreva-se Sobre Carreira Desenvolvimento Mercado Redes & Telecom Tecnologia» TI Corporativa» pesquisar... Home» Carreira» CRM: uma nova perspectiva da gestão do relacionamento

Leia mais

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão

Sistemas de Informação. O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Sistemas de Informação O uso de sistemas de informações como ferramentas de gestão Objetivos Impactos na gestão das empresas: Macro mudanças no ambiente Novas tecnologias de comunicação e informática Macro

Leia mais

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC

Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC Wagner K. Arendt Coordenador de TI FCDL/SC sua empresa na Internet A criação de um site é uma regra geral para empresas que querem sobreviver em um mercado cada vez mais agressivo e um mundo globalizado,

Leia mais

NEGÓCIOS NA ERA DIGITAL. Prof. Msc. Adolfo Colares adolfo@ceap.br twitter: @adolfocolares facebook: Adolfo Colares

NEGÓCIOS NA ERA DIGITAL. Prof. Msc. Adolfo Colares adolfo@ceap.br twitter: @adolfocolares facebook: Adolfo Colares NEGÓCIOS NA ERA DIGITAL Prof. Msc. Adolfo Colares adolfo@ceap.br twitter: @adolfocolares facebook: Adolfo Colares MODELOS DE NEGÓCIOS DIGITAIS Tópicos: ü e- business ü e- commerce ü e- procurement ü e-

Leia mais

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange

Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange Vantagens competitivas das parcerias estratégicas entre empresas brasileiras e as subsidiárias das empresas globais Eduard de Lange 15 de Fevereiro 2006 1 A TIVIT nasce da fusão entre a modernidade e o

Leia mais

PERFIL DO PALESTRANTE

PERFIL DO PALESTRANTE Agenda PERFIL DO PALESTRANTE João Batista Gonçalves jbatista@en-sof.com.br Formação Acadêmica Bacharel em Administração Pós Graduado em Sistemas Mestre em Finanças Experiência Profissional 35 Anos em Tecnologia

Leia mais

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013

EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO. Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 EXCELÊNCIA CONHECIMENTO IMPACTO Ana Cristina Neves Lisboa 12 dezembro 2013 O porquê? O que é? Metodologia de trabalho Resultados esperados O porquê? Após o Plano de Ação Ligar Portugal (2005-2010) - Espaços

Leia mais

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1

LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 1 LinkedIn - Tendências globais em recrutamento para 2013 Visão Brasil As cinco principais tendências em atração de talentos que você precisa saber 2013 LinkedIn Corporation. Todos os direitos reservados.

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

FORMAÇÃO. Algumas atividades já exercidas. Disciplina Informática Básica. Graduação: Processamento de Dados e Administração

FORMAÇÃO. Algumas atividades já exercidas. Disciplina Informática Básica. Graduação: Processamento de Dados e Administração Curso de Administração Cláudio Márcio, quem é você? Disciplina Informática Básica Prof. Msc. Cláudio Márcio cmarcio@gmail.com FORMAÇÃO Graduação: Processamento de Dados e Administração Pós-Graduação: Especialização:

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Bloco Comercial Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões, que se encontram no Bloco

Leia mais

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO GESTÃO EMPRESARIAL E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO * César Raeder Este artigo é uma revisão de literatura que aborda questões relativas ao papel do administrador frente à tecnologia da informação (TI) e sua

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 11 Sistemas de E-business Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Agenda. Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil.

Agenda. Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil. Prof. Fernando Cardeal fcardeal@ifba.edu.br Agenda Noções de Empregabilidade; Profissões tecnológicas ligadas à Computação; Visão do Mercado de Trabalho na Bahia e no Brasil. Tempo estimado: 40 minutos.

Leia mais

SUPORTE DA TI A MELHORIA DO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL

SUPORTE DA TI A MELHORIA DO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL SUPORTE DA TI A MELHORIA DO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL Referência Tecnologia da Informação para Gestão : Transformando os negócios na Economia Digital. Bookman, sexta edição, 2010. 2 FAZENDO NEGÓCIOS NA

Leia mais

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS

A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS 1 OBJETIVOS 1. Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios? 2. O que é comércio eletrônico?? Como esse tipo de comércio

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu:

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu: Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu: ATIVIDADE 1: REALIZAR PESQUISA A RESPEITO DO SEGUINTE

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI. Sponsored by

Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI. Sponsored by Um futuro híbrido: A combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI Sponsored by Um futuro híbrido: a combinação transformadora entre consumo e prestação de serviços de TI Uma nova

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

Sistemas e Sistemas de Informação

Sistemas e Sistemas de Informação Sistemas e Sistemas de Informação 1) Defina pensamento sistêmico. É pensar na empresa como um sistema. A empresa não é vista como um conjunto de partes independentes, buscando alcançar objetivos isolados,

Leia mais