Manuel Castelo-Branco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manuel Castelo-Branco"

Transcrição

1 Manuel Castelo-Branco

2 índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 2

3 A substituição tecnológica e consequente declínio do correio EU 27 1 Portugal Biliões objetos % TCMA -6.2% Milhões objetos - 4.3% - 5.5% - 3.7% -6.4% -8.6% -7.3% Fonte: UPU Statistical Database 1 operadores postais; tráfego doméstico Benchmarking

4 a par do desenvolvimento do e-commerce 1Trilião 3,5 biliões Total mundial de vendas e*commerce B2C (2013) Total mundial de encomendas enviadas (2012) Alguns indicadores do crescimento do e-commerce 350 biliões Vendas de e*commerce na Europa 318 biliões Vendas de e*commerce nos USA + Canada 338 biliões Vendas de e*commerce na Ásia-Pacífico 18% 25% 5,5 % 40 biliões 19 % 50% Taxa de crescimento do e*commerce na América do Norte Taxa de crescimento do e*commerce na Europa Oriental % de vendas on-line feitas via dispositivos móveis (Europa / 2012) Vendas cross-border on-line na Europa (2012) Crescimento do e*commerce na Europa (2013) %de consumidores para quem é prioritário devoluções fáceis e disponibilidade de informação fiável e atempada sobre de T&T 75% (2020) >10% 30% US$ 30 biliões Expectativa de crescimento de crossborder e-commerce Taxa de crescimento anual para o cross-border e-commerce Taxa de crescimento para a região de Ásia Pacífico (provavelmente ultrapassando a Europa ) Taxa de crescimento para o e*commerce gerado a partir das redes sociais (valores estimados para os USA em 2015) Fonte: IPC/ BCG, ecommerce Europe, EMOTA 4

5 e consequente crescimento das encomendas Desenvolvimento do e-commerce (2013) EU 27 Crescimento das Encomendas 1 % de indivíduos que compraram bens através da internet em retalhistas nacionais Biliões objetos Média europeia: 44% +3.7% Fonte: Eurostat Fonte: UPU Statistical Database 1 operadores postais; tráfego doméstico O relativo baixo desenvolvimento do e-commerce na ibéria, perspectiva um grande crescimento nas encomendas em PT e ESP 5

6 tem conduzido à diversificação e a novos modelos de negócio Organização digital Diversificação seletiva Serviços financeiros Serviços governo Serviços de retalho Serviços autenticação Telcos Transporte Armazenagem Logística Intermediação alfandegas Correio híbrido Recolha de dados Serviços proximidade Last mile Serviços domicilio Pagamentos Retalho Logística Distribuição Potenciar a oportunidade de crescimento das encomendas Foco no valor do correio (eficiência) Fonte: Achieving Hight Performance in The Postal Industry, Accenture Research and Insights 2014 (adaptação) 6

7 índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 7

8 Atuamos em 3 áreas de negócio Correio Correio transacional Correio Editorial Correio Publicitário Encomendas SU Filatelia Correio Soluções Empresariais Printing & Finishing (Mailtec) Arquivo e Gestão Documental (EAD) Serviços Retalho Serviços de Terceiros Serviços do Estado ao cidadão 74% 18% 8% Expresso & Encomendas Portugal (CTT Expresso) Espanha (Tourline Express) Moçambique (Corre 1 ) Serviços Financeiros Poupança Seguros Pagamentos Transferências Rede Payshop (pagamentos em dinheiro através de plataforma electrónica, e.g., carregamentos de telemóveis) Números chave (2013) Dados Financeiros Receita 705M Custos Operacionais 3 582M EBITDA 3 123M Capex 13M Dados Operacionais Correio Endereçado 892M Correio não Endereçado 529M Giros Postais % 2 % Receitas 2013 Serviços Financeiros M Fonte: CTT 1 Corre 50% Correios de Moçambique; 2 Receitas por negócio não incluem eliminações intra-grupo e estrutura dos serviços centrais; 3 Excluem-se amortizações, depreciações, provisões e imparidades; 4 Volume de valores colocados em Poupança e Seguros; 5 A 31 de dezembro 2013 Pontos de Venda Rede de lojas (próprias) Postos (terceiros) No. Empregados

9 índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 9

10 como plataforma multiserviços e multi-canal Substituição das comunicações físicas por novas formas de comunicação electrónica Expansão e sofisticação do e*commerce Desmaterialização de transacções e pagamentos electrónicos Plataforma Multisserviços para disponibilização de soluções em vários mercados Comunicações (físicas & electrónicas) Media e publicidade Serviços Financeiros CEP & Logística Inovação sustentada Incorporação de novas TICs Melhoria de processos de gestão e operação de correio Desenvolvimento de de novos negócios no domínio da fileira digital 10

11 em alinhamento com a estratégia mais global dos CTT que em contexto de grande mutação tecnológica, que se configura numa nova era digital.. assenta fundamentalmente em torno de 3 grandes prioridades Eficiência na actividade de Correio face à redução continuada dos volumes de correio, o foco de actuação consiste em diminuir a base de custos fixos da empresa, ajustando-a aos níveis de procura a aumentando a sua flexibilidade Desenvolvimento do negócio dos serviços financeiros que se afirma como um dos vectores do crescimento das receitas do conjunto dos CTT, potenciando as capacidades das suas duas redes (lojas postais e agentes PayShop) Crescimento do negócio de Encomendas e Expresso alavancado no expectável forte desenvolvimento do comércio electrónico e complementado com a oferta de novos serviços de logística e cargo 11

12 e corporizado nos seguintes serviços da fileira digital viactt disponibilização de um Hub electrónico de comunicações / caixa postal electrónica Mailmanager prestação de serviços de comunicação e logística documental (digitalização, envio electrónico, arquivo físico e digital) Marketing Directo desenvolvimento de soluções de informação geográfica e de geomarketing multicanal (físico, móvel, web) E*commerce posiciona os serviços de encomendas (logística & distribuição) como área de grande crescimento Como forma dos CTT gerirem a transição crescentemente progressiva do físico para o digital De desenvolveram soluções integradas com os processos de comunicação e de logística dos seus grandes clientes E de potenciarem a oportunidade do desenvolvimento do e- commerce 12

13 índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 13

14 Visão CTT sobre o e-commerce Principais tendências que influenciam o desenho da oferta de e*commerce Pressão no sentido da baixa de preços e mais conveniência (i.e., easy return solutions) Crescente integração de serviços (carga, CEP e Logística) Crescente importância da capacidade cross-border / internacionalização das soluções CEP e Logística Desmaterialização de processos associados às operações de logística e distribuição Mais opções de escolha e mais informação em tempo real para o cliente final (Pick-Up / Drop- Off & Parcel Stations) Emergência de novos lifestyles com necessidades específicas A rede física de recolha, transporte, tratamento e distribuição de correio e de encomendas à escala ibérica e com conectividade para todo o mundo, posiciona os CTT, em todos os segmentos de mercado. Os CTT tendem a serem imbatíveis na distribuição porta-a-porta, no segmento B2C, que se prevê ser o segmento que mais irá crescer nos próximos anos. E Novas categorias de logística (e.x.: M2C (Manufacturer to consumer), Urbana, Logsumer, Crowd Logistic, Logística de conveniência) 14

15 como operador ibérico, os CTT evidenciam forte potencial de e*commerce cross-border CTT é o maior Operador Português de Logística (Correio, Expresso e Encomendas) e disponibiliza uma oferta completa e integrada que abrange a Ibéria Este posicionamento potencia os CTT para também serem um forte operador com capacidade cross-border para a África e a América Latina 11 Delegações Comerciais 9 Plataformas Logísticas + 13 plataformas de logística em PT 23 plataformas de logística em ESP 285 Centros de Distribuição Postal 623 Lojas (PT) 230 Delegações (ESP) 2400 veículos Vantagens Track & Trace Cobertura Mundial Soluções à Medida Integração IT Gestão de Incidências E* Commerce Frota Ibérica Infraestruturas Rede Própria Prova de Entrega Relatórios de Qualidade 15

16 Moçambique País com elevado potencial de crescimento Economia Digital Taxa penetração móvel 33,1% (2012) Posição relativa 191 em 216 países Taxa de penetração internet 4,8% (2012) Penetração na População jovem é de 11,4 % Posição relativa 157 em 180 países Fonte: UIT - União Internacional das Telecomunicações Crescimento económico PIB 7% ano ultima década Fonte: Banco mundial Encomendas e EMS Crescimento 15% ano ( 2012/ 2013) nos fluxos de entrada Fonte: UPU -União Postal Universal O ainda baixo desenvolvimento do digital associado a um grande crescimento da economia, perspetivam grande desenvolvimento do e-commerce em Moçambique, em particular nos fluxos inbound Abril

17 índice 1. Desafios e tendências da industria postal 2. Quem somos 3. Como nos posicionamos na era do digital 4. Visão sobre o e-commerce 5. Conclusões 17

18 Conclusões O impacto das novas TIC e o crescente desenvolvimento da economia digital pressionam a atividade postal no sentido da sua transformação. A substituição eletrónica do correio físico, a par do desenvolvimento do e- commerce e de plataformas de transacções e pagamentos eletrónicos, obrigam à reinvenção do próprio negócio em que os operadores postais atuam. Entrar na fileira digital é a melhor forma de, estrategicamente, os operadores postais gerirem a transição crescentemente progressiva do físico para o eletrónico. O crescimento de qualquer operador postal mais visionário, terá de passar inquestionavelmente pela capacidade de capturar parte significativa do valor que o e-commerce irá gerar nas atividades de logística e distribuição. Os operadores postais tenderão a ser imbatíveis na distribuição porta-a-porta no segmento B2C, o que mais irá crescer nos próximos anos na área do e- commerce. 18

AICEP Crescer com e Commerce. CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda

AICEP Crescer com e Commerce. CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda AICEP Crescer com e Commerce CTT Correios de Portugal Francisco de Lacerda AGENDA Digitalização / e-commerce: como peça central na estratégia dos CTT Deep-Dive: O Potencial do e-commerce em Portugal Como?:

Leia mais

Correios, um negócio em transformação

Correios, um negócio em transformação Correios, um negócio em transformação Pedro Coelho Conferência ANACOM, Liberalização do Serviço Postal: ano um 6 de Outubro de 2011 CTT. Consigo por um futuro sustentável. O negócio postal está em declínio,

Leia mais

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda 08 julho 2015 1

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda 08 julho 2015 1 20 março 2015 1 SETOR POSTAL EM TRANSFORMAÇÃO, COM O CRESCIMENTO GLOBAL DA RECEITA A CONTRARIAR A QUEDA DO VOLUME DE CORREIO 429,8 m.m. Receita setor postal +3,7% Crescimento da receita 45 Operadores Postais

Leia mais

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Manuel Castelo-Branco, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Manuel Castelo-Branco, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015 Francisco de Lacerda 20 março 2015, Vice-Presidente Crescer com o E-Commece, APDC, 19 maio 2015 1 AGENDA 1 2 3 Contexto: E-Commerce como tendência chave no sector postal Os CTT hoje: Um Grupo preparado

Leia mais

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda AESE, 21 abril 2015 1

Francisco de Lacerda. 20 março 2015. Francisco de Lacerda AESE, 21 abril 2015 1 20 março 2015 1 AGENDA 1 2 3 Contexto: As tendências chave no sector postal Os CTT hoje: Uma empresa privada e com excelência no desempenho Olhar para o futuro: As prioridades no contexto dos pilares estratégicos

Leia mais

e-commerce: Posicionamento CTT

e-commerce: Posicionamento CTT e-commerce: Posicionamento CTT Respostas aos desafios do last mile e do cross border Alberto Pimenta Índice 1 CTT snapshot 2 Contexto do e-commerce 3 O primado do consumidor 4 O posicionamento dos CTT

Leia mais

Solução de Gestão de Contraordenações - STICO. Apresentação de Solução

Solução de Gestão de Contraordenações - STICO. Apresentação de Solução Solução de Gestão de Contraordenações - STICO Apresentação de Solução A Oferta dos CTT Expresso e encomendas Courrier Estafetagem Logística Serviços Financeiros Produtos Poupanças Seguros Soluções Pagamentos

Leia mais

Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing

Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing Business Transformation Outsourcing Os novos modelos de outsourcing A perspetiva do cliente - 18 de Junho de 2013 - Agenda Enquadramento Atividades em Outsourcing Caraterísticas do Modelo Prestação de

Leia mais

Em busca de um Novo Portfolio de Negócios

Em busca de um Novo Portfolio de Negócios Em busca de um Novo Portfolio de Negócios - Case Study - 11 Outubro 2005 Índice Quem somos e onde estamos? Situação de Partida Que pressões enfrentamos? Desafios Quais as nossas ambições? Estratégia Que

Leia mais

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução

Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos. Apresentação de Solução Solução de Tratamento de Documentos Contabilísticos Apresentação de Solução Confidencialidade A informação contida neste documento é propriedade dos CTT e o seu conteúdo é confidencial, não podendo ser

Leia mais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais

Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais 24 de maio de 2012 Auditório ISEGI - UNL Patrocínio Principal Apoios Patrocinadores Globais APDSI APDSI Conferência Internet, Negócio e Redes Sociais Um Caminho

Leia mais

O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital

O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital V Fórum Lusófono e Mostra das Comunicações O SERVIÇO POSTAL E O COMÉRCIO ELECTRÓNICO: As comunicações na era digital Maputo, 23-24 de Abril de 2013 Luís Rego 1 QUESTÕES DE FUNDO Qual será o papel do sector

Leia mais

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA

Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA Espírito Santo Investment Bank Overview FIT FOR A NEW ERA December 2011 Espírito Santo Investment Bank Somos: A unidade de Banca de Investimento do Grupo Banco Espírito Santo O Banco de Investimento de

Leia mais

A Internet nas nossas vidas

A Internet nas nossas vidas Economia Digital A Internet nas nossas vidas Nos últimos anos a internet revolucionou a forma como trabalhamos, comunicamos e até escolhemos produtos e serviços Economia Digital Consumidores e a Internet

Leia mais

CIRCULAR. Publicação de Relatório sobre emprego e competências no sector do Comércio a nível Europeu (2014)

CIRCULAR. Publicação de Relatório sobre emprego e competências no sector do Comércio a nível Europeu (2014) CIRCULAR N/REFª: 04/2015 DATA: 05 de Janeiro de 2015 Assunto: Publicação de Relatório sobre emprego e competências no sector do Comércio a nível Europeu (2014) Exmos. Senhores, Pelo eventual interesse,

Leia mais

A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento

A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento A importância da IAA para o crescimento da economia Ambição 2020 na rota do crescimento Nuno Netto nnetto@deloitte.pt 28 de Outubro 2014 Agenda 2014. Para informações, contacte Deloitte Consultores, S.A.

Leia mais

A Experiência dos CTT

A Experiência dos CTT A Experiência dos CTT Workshop: Introdução ao SIADAP1 Direcção Geral da Política de Justiça 8 Janeiro 2008 Helena Camacho DATA 00.00.00 ÍNDICE: O Grupo CTT Processo de Planeamento Sistema de KPI Contrato

Leia mais

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil

The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil. Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil The Director s Report: The State of ecommerce in Brazil Por Lariza Carrera, Executive Director, etail Brazil etailbrazil.com 2014 O mercado está se ajustando a uma realidade multi-canal não excludente,

Leia mais

Brasil Transacções Comerciais & Financeiras

Brasil Transacções Comerciais & Financeiras Pq do Ibirapuera, São Paulo/ SP Brasil Transacções Comerciais & Financeiras Banco Caixa Geral Brasil S.A. /Grupo Caixa Geral de Depósitos Out/2009 A Economia Brasileira 2 A Economia Brasileira SEDE BCG-Brasil:

Leia mais

CTT. Consigo por um futuro sustentável.

CTT. Consigo por um futuro sustentável. Contexto CTT História/ Evolução Missão e Visão Negócios Macroestrutura, Empresas Participadas, Ciclo Operativo e Cadeia de Valor Alguns Indicadores Os serviços postais têm desempenhado ao longo dos séculos

Leia mais

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital

As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital As Tecnologias de Informação e a Agenda Digital Carlos Brazão Fernando Resina da Silva 28-06-2012 1 Quem somos? Uma plataforma das associações e players de referência das TIC, juntos por uma missão para

Leia mais

Business Geo-Intelligence

Business Geo-Intelligence Business Geo-Intelligence Monitorização Reporting Gestão de Frotas Áreas de influência Territórios de Vendas Geomerchandising Marketing Directo GeoMarketing Simulação de implementação Mobilidade web mapping

Leia mais

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017

ESTUDO IDC/ACEPI. Economia Digital em Portugal 2009-2017 ESTUDO IDC/ACEPI Economia Digital em Portugal 2009-2017 ECONOMIA DIGITAL NO MUNDO (2012) 2.5 mil milhões de internautas no mundo 850 mil milhões de euros 300 mil milhões de euros Europa maior mercado de

Leia mais

1. THE GROUP TODAY INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA

1. THE GROUP TODAY INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA 1 INDEX 1. O GRUPO HOJE 2. VISÃO ESTRATÉGICA 3. PRIORIDADES ESTRATÉGICAS 3.1 Concretizar o Potencial da Biedronka 3.2 Assegurar o Crescimento de Longo Prazo 1. THE GROUP TODAY 4. EXPLORAR TODO O POTENCIAL

Leia mais

Competitividade e Inovação

Competitividade e Inovação Competitividade e Inovação Evento SIAP 8 de Outubro de 2010 Um mundo em profunda mudança Vivemos um momento de transformação global que não podemos ignorar. Nos últimos anos crise nos mercados financeiros,

Leia mais

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer?

Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? Administração Pública Eletrónica 2014 - O Que Falta Fazer? 4 de junho de 2014 Auditório Adriano Moreira ISCSP PATRCINADORES PRATA Com a Colaboração Científica Patrocinadores Globais APDSI Da Interoperabilidade

Leia mais

Tecnologia e Meios de Pagamento - Geradores de novas formas de consumo

Tecnologia e Meios de Pagamento - Geradores de novas formas de consumo Tecnologia e Meios de Pagamento - Geradores de novas formas de consumo Fernando Adão da Fonseca Presidente da Unicre Congresso da APED 17.01.2012 2 Nos últimos 10 anos Tecnologia e Pagamentos Actualmente

Leia mais

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000

Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Salário de E-commerce Director pode chegar aos 75.000 Outras conclusões: Recrutamento na área de Marketing Digital registou crescimento de 15%. Área de E- commerce cresceu 6% Remuneração dos profissionais

Leia mais

LIVRO VERDE. Um mercado de entrega de encomendas integrado para o crescimento do comércio eletrónico na UE

LIVRO VERDE. Um mercado de entrega de encomendas integrado para o crescimento do comércio eletrónico na UE LIVRO VERDE Um mercado de entrega de encomendas integrado para o crescimento do comércio eletrónico na UE RESPOSTA DOS CTT CORREIOS DE PORTUGAL Correspondendo ao convite formulado no ponto 7 do Livro Verde

Leia mais

Consortia e-market da Fileira Moda. para o Mercado Externo

Consortia e-market da Fileira Moda. para o Mercado Externo Consortia e-market da Fileira Moda para o Mercado Externo O que é? Consórcio entre empresas da Fileira Moda e a Exponor Digital destinado a criar e explorar uma ou mais lojas online, orientada(s) para

Leia mais

DHL Express. Seminário Exportar a 1ª Vez. Jorge Oliveira M&S Manager. Novembro 2013

DHL Express. Seminário Exportar a 1ª Vez. Jorge Oliveira M&S Manager. Novembro 2013 DHL Express Seminário Exportar a 1ª Vez Jorge Oliveira M&S Manager Novembro 2013 Agenda Internacionalização Transporte internacional E-commerce internacional Page 2 Internacionalização Porquê internacionalizar?

Leia mais

Os nossos indicadores de crescimento actuais continuam a ser positivos.

Os nossos indicadores de crescimento actuais continuam a ser positivos. EMPRESA Conheça a 3 Somos uma empresa que opera no sector do transporte urgente especializado em e-commerce, logística e distribuição. Desde o nosso início tivemos uma expansão imparável, com um crescimento

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

Apresentação. www.slog.pt

Apresentação. www.slog.pt Apresentação Quem Somos A S-LOG, Serviços e Logística, S.A., é uma empresa do Grupo Entreposto vocacionada para a prestação de serviços de logística nas suas várias componentes. A nossa actividade desenvolveu-se

Leia mais

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation

Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Factura Electrónica by Carlos Costa Tavares Executive Manager da Score Innovation Desafios da Facturação Electrónica A facturação electrónica (e-invoicing) poderá fazer parte das iniciativas emblemáticas

Leia mais

Estado da Nação das TIC em Angola

Estado da Nação das TIC em Angola Estado da Nação das TIC em Angola CIO AGENDA ANGOLA 2013 AS TI TI COMO ALAVANCA DE CRESCIMENTO DO NEGÓCIO 21 de Maio, Hotel Sana Epic, Luanda Gabriel Coimbra General Manager, IDC Angola gcoimbra@idc.com

Leia mais

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015

Missão Empresarial EUA Flórida. 21 a 26 de Março 2015 Missão Empresarial EUA Flórida 21 a 26 de Março 2015 Apoiamos empresas a ter sucesso nos mercados internacionais Sobre nós Na Market Access prestamos serviços de apoio à exportação e internacionalização.

Leia mais

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES

DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES DO PÓLO DE SOFTWARE DO MINHO AO CENTRO DE EXCELÊNCIA EM DESMATERIALIZAÇÃO DE TRANSACÇÕES Pedro Vilarinho COTEC Portugal 26 de Junho de 2008 AGENDA O Pólo de Software do Minho no Plano Estratégico da COTEC

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local

MODERNIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Da AP Central à AP Local Da AP Central à AP Local PAULO NEVES PRESIDENTE DO CONSELHO DIRETIVO 01 JULHO 2014 COMO OS CIDADÃOS VÊEM O SETOR PÚBLICO? 2 3 MAS SERÁ QUE PODEMOS FALAR NUMA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA? 4 DIVERSIDADE DA ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001

Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 Portugal Telecom Resultados do 1º Semestre de 2001 13 de Setembro de 2001 Princípios Contabilísticos Internacionais Síntese do 1º Semestre de 2001 Principais Acontecimentos do 1º Semestre Forte liderança

Leia mais

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012

Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações. Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 Novas Abordagens das Tecnologias de Informação e Comunicações Workshop Tecnológico Benguela 13.06.2012 1 Agenda A evolução das TIC no mercado Africano Novas abordagens sobre as TIC Exemplo de implementação

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Panorama Mundial (2013)

Panorama Mundial (2013) Panorama Mundial (2013) Produção mundial alcançou US$ 444 bilhões em 2013; Mesmo com os efeitos da crise internacional, registra 85% de crescimento desde 2004, a uma taxa média de 7% ao ano; 54% da produção

Leia mais

RETALHO DECLARA APOIO EXPRESSO À PLATAFORMA SYNC PT PARA GARANTIR CUMPRIMENTO DO REGULAMENTO EUROPEU

RETALHO DECLARA APOIO EXPRESSO À PLATAFORMA SYNC PT PARA GARANTIR CUMPRIMENTO DO REGULAMENTO EUROPEU CONGRESSO NACIONAL GS1 PORTUGAL 2014 Comissão organizadora REGULAMENTO EUROPEU 1169/11: CONTAGEM DECRESCENTE PARA AS NOVAS REGRAS DE ROTULAGEM E VENDA ONLINE DE PRODUTOS ALIMENTARES Faltam cinco meses

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

Webinar TMS. 13 de Março de 2014. Pedro Gordo Supply Chain Business Development. Nelson Marques. TMS Consultant

Webinar TMS. 13 de Março de 2014. Pedro Gordo Supply Chain Business Development. Nelson Marques. TMS Consultant Webinar TMS 13 de Março de 2014 Pedro Gordo Supply Chain Business Development Nelson Marques TMS Consultant 2 Generix Group em resumo Produtor de software para o universo do comércio > Distribuidores e

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA

APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA APRESENTAÇÃO DO GRUPO INCENTEA Quem Somos Somos um grupo de empresas de prestação de serviços profissionais nas áreas das Tecnologias de Informação, Comunicação e Gestão. Estamos presente em Portugal,

Leia mais

Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa

Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa QUIDGEST Q-DAY: INOVAÇÃO CONTRA A CRISE Inovação e Inteligência Competitiva: Desafios para as Empresas e para a Economia Portuguesa André Magrinho TAGUSPARK: 09 de Setembro 2009 SUMÁRIO 1. Globalização

Leia mais

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011

Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais da Reditus aumentam 12% no primeiro semestre de 2011 Proveitos Operacionais de 55,8 milhões EBITDA de 3,1 milhões Margem EBITDA de 5,6% EBIT de 0,54 milhões Resultado Líquido negativo

Leia mais

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012

APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 APEX- APOIO À PROMOÇÃO DA EXPORTAÇÃO DAS PME 2012 A aposta no apoio à internacionalização tem sido um dos propósitos da AIDA que, ao longo dos anos, tem vindo a realizar diversas acções direccionadas para

Leia mais

Objectivos de aprendizagem

Objectivos de aprendizagem Capítulo 6 1 Telecomunicações e redes 2 Objectivos de aprendizagem ƒ Identificar as principais tendências e os grandes desenvolvimentos nas empresas, nas tecnologias e nas aplicações de negócio, das telecomunicações

Leia mais

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO

SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO Maia, 11 de março de 2015 Reforço de posições de liderança em Portugal, internacionalização e compromisso com famílias em 2014 SONAE REFORÇA VENDAS E INTERNACIONALIZAÇÃO 1. PRINCIPAIS DESTAQUES DE 2014:

Leia mais

Sistemas para internet e software livre

Sistemas para internet e software livre Sistemas para internet e software livre Aula 3 - Plataformas e sistemas para e- commerce Image: FreeDigitalPhotos.net E-commerce: Por onde começar? Projeto de e-commerce Plataforma de TI Treinamento de

Leia mais

egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão

egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão egovernment & ehealth 2007 O papel fundamental das tecnologias no bem estar do Cidadão 01 02 03 Indra A Nossa Visão do Sector Público A Administração ao serviço do Cidadão Página 2 Quem Quiénes somos somos

Leia mais

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel

A Gisgeo. Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web. Geo Marketing e Geo Turismo. Localização de pessoas. Gestão de frota automóvel A Gisgeo Web SIG Sistemas de Informação Geográfica via web Geo Marketing e Geo Turismo Localização de pessoas Gestão de frota automóvel App de localização para smartphones Sistemas de navegação GPS A Gisgeo

Leia mais

A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA

A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA A INDÚSTRIA TÊXTIL E VESTUÁRIO PORTUGUESA Maio 2013 ATP Associação Têxtil e Vestuário de Portugal A ITV Portuguesa 2012 Volume de Negócios: 5.800 M * Produção: 4.910 M * Emprego: cerca de 150.000* Importações:

Leia mais

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas?

10º Fórum da Indústria Têxtil. Que Private Label na Era das Marcas? Que Private Label na Era das Marcas? Vila Nova de Famalicão, 26 de Novembro de 2008 Manuel Sousa Lopes Teixeira 1 2 INTELIGÊNCIA TÊXTIL O Sector Têxtil e Vestuário Português e o seu enquadramento na Economia

Leia mais

Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação

Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação Tendências na adoção de Big Data & Analytics: Inovação em tempo real para empresas que precisam de transformação Luciano Ramos Coordenador de Pesquisas de Software IDC Brasil A América Latina enfrenta

Leia mais

Serviços de Ecommerce

Serviços de Ecommerce Amen ecommerce 1 Serviços de Ecommerce Ideal para iniciar o seu negócio on-line; ou Complementar as vendas da sua loja física; Os Serviços Ecommerce são soluções poderosas fáceis e acessíveis para criar

Leia mais

Apoio à Internacionalização

Apoio à Internacionalização Apoio à Internacionalização Incentivos QREN Castelo Branco, 4 de outubro 2012 YUNIT Corporate: João Esmeraldo QREN - Sistema Incentivos Empresas I&DT - Investigação e Desenvolvimento Qualificação - Investimentos

Leia mais

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações

Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Plano industrial 2014-2016 TIM Participações Limitação de Responsabilidade Este documento pode incluir declarações prospectivas. Essas declarações não são declarações de fatos históricos e refletem crenças

Leia mais

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação

Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação Projecto de Governo Electrónico e de Infra-estruturas de Comunicação (Mozambique egovernment and Communication Infrastructure Project) (MEGCIP) 5º Fórum Lusófono das Comunicações Painel 4: Infra-estruturas

Leia mais

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010

ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO. INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 ABEMD ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE MARKETING DIRETO INDICADORES 2009 e 1º SEMESTRE 2010 1 Outubro de 2010 AGRADECEMOS AOS CORREIOS POR VIABILIZAR ESTE ESTUDO 2 APOIO TECNOLÓGICO 3 INDICE Objetivo Metodologia

Leia mais

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números

Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Pesquisa FEBRABAN de Tecnologia Bancária 2013 O Setor Bancário em Números Um sistema financeiro saudável, ético e eficiente é condição essencial para o desenvolvimento econômico, social e sustentável do

Leia mais

Marketing de Serviços

Marketing de Serviços Marketing de Serviços Distribuição de Serviços 1 Objectivos Discutir as formas de distribuição de serviços e os seus desafios Avaliar as implicações da distribuição de serviços através de canais físicos

Leia mais

Submetido à Autoridade Tributária

Submetido à Autoridade Tributária IMPULSO AO CRESCIMENTO ECONÓMICO EM MOÇAMBIQUE: RECOMENDAÇÕES PARA TRIBUTAÇÃO ESTRATÉGICA PARA TELECOMUNICAÇÕES Submetido à Autoridade Tributária Abril de 2015 Elaborado pela Aliança para Internet Acessível

Leia mais

Fábrica Digital - Como a Tecnologia da Informação suporta a Inovação. Daniel Bio SAP Brasil

Fábrica Digital - Como a Tecnologia da Informação suporta a Inovação. Daniel Bio SAP Brasil Fábrica Digital - Como a Tecnologia da Informação suporta a Inovação Daniel Bio SAP Brasil Atuação e presença em +120 países, 37 idiomas Cerca de 54.000 funcionários 7 Centros Globais de Suporte, oferecendo

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Confiança e Segurança

Confiança e Segurança no Brasil camara-e.net/ Brasil ILCE / América Latina Comércio Eletrônico e Economia Digital Confiança e Segurança Economia Digital 3.0 e-commerce na Região Mediação e Arbitragem na América Latina e-confiança

Leia mais

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 %

O EBITDA no 4T13 foi de 9,6 M, o que corresponde a uma margem EBITDA de 7 % DESTAQUES página 3 O total de Proveitos Operacionais foi de 592,9 M, a registar uma subida de 15 % quando comparado com o ano anterior, a refletir um crescimento significativo no volume de negócio das

Leia mais

Documento de apoio à iniciativa Ovo de Colombo

Documento de apoio à iniciativa Ovo de Colombo Documento de apoio à iniciativa Ovo de Colombo Geração de ideias e coordenação de projectos em Desmaterialização de Transacções na óptica do CEDT. 1. Rede CEDT (empresas e entidades científicas e tecnológicas)

Leia mais

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0

Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Barômetro Cisco de Banda Larga 2.0 Brasil Junho de 2013 Preparado para Copyright IDC. Reproduction is forbidden unless authorized. All rights reserved. Agenda Introdução Descrição do projeto Resultados

Leia mais

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO

A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO A SUA EMPRESA PRETENDE EXPORTAR? - CONHEÇA O ESSENCIAL E GARANTA O SUCESSO DA ABORDAGEM AO MERCADO EXTERNO PARTE 03 - MERCADOS PRIORITÁRIOS Introdução Nas últimas semanas dedicamos a nossa atenção ao

Leia mais

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40

Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Concentração no mercado de telecom Telesíntese 40 Telefonica do Brasil S.A. mar.2015 AGENDA e principais mensagens 1. O negócio de telecomunicações é intensivo em capital e está pressionado pela expansão

Leia mais

Prova de Conceito Segurança e Emergência

Prova de Conceito Segurança e Emergência Prova de Conceito Segurança e Emergência Impacto estrutural na economia e sociedade portuguesas Saúde e ass. social Segurança e Justiça Educação Administração Pública Mobilidade e Logística Comércio e

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais

Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais Maturidade da Impressão e Gestão Documental nas Organizações Nacionais 1. Tendências na impressão e gestão documental 2. Modelo de maturidade da impressão e gestão documental 3. Q&A 2 Uma nova plataforma

Leia mais

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO 21-4-2015 UNIÃO EUROPEIA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA Fundos Europeus Estruturais e de Investimento Índice A. Madeira 14-20 Instrumentos de Apoio ao tecido empresarial.

Leia mais

Redução de Custos e Plataformas de Serviço Centralizado. Paulo Fernandes Membro da CE e CEO IT

Redução de Custos e Plataformas de Serviço Centralizado. Paulo Fernandes Membro da CE e CEO IT Redução de Custos e Plataformas de Serviço Centralizado Paulo Fernandes Membro da CE e CEO IT Progressos Verificados Milhões Euro Opex 3.603-7,0% 3.352 870-8,9% 793 2001 2002 1T02 1T03 Capex 1.316-41,0%

Leia mais

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP

Síntese. de Resultados. 1. Sobre a ACEP 1. Sobre a ACEP A ACEP - Associação de Comércio Electrónico em Portugal é uma organização independente sem fins lucrativos, de pessoas individuais e colectivas, visando o estudo e a implementação das diversas

Leia mais

Melhores Práticas e Tendências do Comércio Eletrônico. São Paulo 05/10/2015

Melhores Práticas e Tendências do Comércio Eletrônico. São Paulo 05/10/2015 Melhores Práticas e Tendências do Comércio Eletrônico São Paulo 05/10/2015 Sumário 1. Apresentação 2. A Nova Geração de Consumidores 3. Evolução do E-commerce no Brasil 4. Tendências Globais de Tecnologias

Leia mais

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS

AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS MAIS PRODUTIVIDADE E COMPETITIVIDADE AS MAIS RECENTES SOLUÇÕES TECNOLÓGICAS, AGORA ACESSÍVEIS A TODAS AS EMPRESAS Oquesepretende? A iniciativa PME Digital visa contribuir para estimular a atividade económica

Leia mais

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda

NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda NORMALIZAÇÃO Comércio Electrónico e a sua Importância na Cadeia de Distribuição 14 de Dezembro 2010 Nuno Miranda The global language of business O que é ecommerce? Da perspectiva de processo de negócio,

Leia mais

Os Serviços Partilhados do SUCH

Os Serviços Partilhados do SUCH Os Serviços Partilhados do SUCH ONI e-powered: 1ª Conferência sobre Soluções Integradas para o Sector Público 8 de Abril de 2008 Serviço de Utilização Comum dos Hospitais 7 áreas de negócio Todas operando

Leia mais

programação do evento 7ª edição E-COMMERCE WEEK 20 de março de 2014 Pullman São Paulo Ibirapuera São Paulo

programação do evento 7ª edição E-COMMERCE WEEK 20 de março de 2014 Pullman São Paulo Ibirapuera São Paulo programação do evento 7ª edição E-COMMERCE WEEK 20 de março de 2014 Pullman São Paulo Ibirapuera São Paulo PATROCÍNIO PLATINUM PATROCÍNIO SILVER APOIO REALIZAÇÃO E-Commerce Brasileiro deve faturar 39 bilhões

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1

RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 COMUNICADO Página 1 / 9 RESULTADOS CONSOLIDADOS A 30 DE JUNHO DE 2005 1 09 de Setembro de 2005 (Os valores apresentados neste comunicado reportam-se ao primeiro semestre de 2005, a não ser quando especificado

Leia mais

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice

7 Passos Para a Criação de Uma Boa Loja Virtual. Índice 2 Índice Introdução... 3 Passo 1 Entender o que é Venda Online e E-commerce... 4 Passo 2 Entender o Mercado de Comércio Eletrônico... 5 Passo 3 Canais de Venda... 6 Passo 4 Como identificar uma Boa Plataforma

Leia mais

B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 1T13

B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 1T13 Estar Mais Próximo do Cliente B2W Companhia Digital Divulgação de Resultados 1T13 Considerações Gerais Considerações referentes às perspectivas do negócio, estimativas de resultados operacionais e financeiros,

Leia mais

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010

Divulgação de Resultados do 2T10. 4 de agosto de 2010 Divulgação de Resultados do 4 de agosto de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online

Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online Comércio Electrónico :: Aumentar as vendas online e-commerce. now plug & play. Alfragide, 16 de Maio de 2007 Agenda 9h30-9h45: Boas vindas 9h45-10h15 Marketplaces 10h15-10h30 Anúncios online Google Adwords

Leia mais

O nosso desafio é o seu sucesso!

O nosso desafio é o seu sucesso! O nosso desafio é o seu sucesso! Clien tes de Refe rên cia Distribuição Construção Civil Industria Tecnologias Potenciamos o seu negócio A Empre sa. Somos uma empresa especializada na prestação de serviços

Leia mais

Geomarketing Expansão e Desenvolvimento de Negócio. Luis Pera Tiago Paulino Marco Viana

Geomarketing Expansão e Desenvolvimento de Negócio. Luis Pera Tiago Paulino Marco Viana Geomarketing Expansão e Desenvolvimento de Negócio Luis Pera Tiago Paulino Marco Viana Agenda Introdução Conceitos Gerais Orientação ao Negócio Valor Acrescentado do Geomarketing Gerir Forças de Vendas

Leia mais

Relatório & Contas. Um futuro presente.

Relatório & Contas. Um futuro presente. Relatório & Contas Um futuro presente. Um futuro presente. Os CTT são uma empresa de futuro. Desde sempre que a sua visão está um passo à frente. Procuram acompanhar a evolução dos tempos criando um leque

Leia mais

Como navegar no ciclo das Commodities de Petróleo. 10 Ações Estratégicas para Companhias Nacionais de Petróleo

Como navegar no ciclo das Commodities de Petróleo. 10 Ações Estratégicas para Companhias Nacionais de Petróleo Como navegar no ciclo das Commodities de Petróleo 10 Ações Estratégicas para Companhias Nacionais de Petróleo 10 Ações para Companhias Nacionais de Petróleo As Companhias Nacionais de Petróleo (NOCs) têm

Leia mais

Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente

Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente Pesquisa Logística no E-commerce Brasileiro 2015 Mauricio Salvador Presidente AGRADECIMENTOS! A ABComm agradece o apoio dos mantenedores 2015 METODOLOGIA Foram coletados 451 questionários válidos no campo

Leia mais

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos

Em Crise Profunda no Mercado Interno. Em Expansão Acelerada nos Mercados Externos 2ª JORNADAS DA ESPECIALIZAÇÃO EM DIREÇÃO E GESTÃO DA CONSTRUÇÃO ENGENHARIA CIVIL OS NOVOS DESAFIOS O PAPEL DA CONSTRUÇÃO NO FUTURO Índice: Onde Estamos Europa 2020 e Crescimento da Construção em Portugal

Leia mais

MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO

MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO MOBILIDADE NO CENTRO DA MUDANÇA DOMINA FUTURO E CRESCIMENTO ECONÓMICO Lisboa, 10 de Julho de 2014 A ACEPI e a APDC, as duas associações de referência do setor das TIC em Portugal, e a MMA- Mobile Marketing

Leia mais

Redes de Nova Geração Impacto económico e social. Oportunidades e desafios

Redes de Nova Geração Impacto económico e social. Oportunidades e desafios Redes de Nova Geração Impacto económico e social. Oportunidades e desafios Julho 2009 Estrutura Estudo Resultados Desafios Estrutura Estudo Resultados Desafios Objectivos ambiciosos Colaborar no desenvolvimento

Leia mais

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 -

AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015 - AGÊNCIA DE MARKETING DE CONTEÚDOS - CATÁLOGO DE SERVIÇOS 2015-1 2 INBOUNDWARE Somos uma Agência de Marketing de Conteúdos. Ajudamos as marcas a comunicar através de ferramentas online e offline. A nossa

Leia mais