NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2010

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2010"

Transcrição

1 COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS NEGÓCIOS NOS TRILHOS 2010 O PROJETO METROFOR

2 O PROJETO METROFOR

3 Linha Sul 24,1 km - 3,9 km Subterrâneo - 2,2 km Elevado - 18,0 km Superfície Linha de Carga 33,0 km 20 Estações - 04 Subterrâneas - 02 Elevadas - 14 Superfície 10 T.U.Es. Sistemas de Energia, Telecomunicação e Sinalização Passageiros/Dia Investimentos: R$ 1,74 bilhões PRIMEIRO ESTÁGIO - LINHA SUL

4 Centro de Manutenção Relatório Fotográfico Linha Sul Serviços de acabamentos no Centro de Manutenção Vista da Estação Raquel de Queiroz e implantação dos postes da Catenária Estação Esperança

5 Estação Parangaba Relatório Fotográfico Linha Sul Montagem das vias Metroviárias Estação Parangaba Execução da via Metroviária no Elevado de Parangaba Transição trecho Superfície-Subterrâneo

6 Relatório Fotográfico Linha Sul Estação Subterrânea Benfica Implantação do túnel entre as Estações José de Alencar e Central Xico da Silva Início do trecho em trincheira entre as Estações José de Alencar e Central Xico da Silva Escavação Trecho em Trincheira

7 REMODELAÇÃO NA LINHA OESTE Linha Oeste 19,5 km Recuperação de Via 17km Duplicação da Via 2,5km Reforma de 10 Estações Sinalização das PN s Recuperação 4 Locomotivas Recuperação 31 Carros de Passageiros Aquisição de 06 V.L.T s. Investimentos: R$ 123,75 milhões

8 Relatório Fotográfico Remodelação Linha Oeste. Estação Caucaia Estação Parque Albano Viaduto Rodoviário Visconde de Cauipe Estação Conj. Ceará

9 Relatório Fotográfico Rem. Linha Oeste VLT s

10 Relatório Fotográfico Remodelação Linha Oeste. Locomotivas (concluídas) Locomotivas (concluídas) Recuperação de Carros Pidner Recuperação de Carros Pidner

11 SEGUNDO ESTÁGIO - LINHA OESTE - METRÔ Linha Oeste 19,5 km - 0,5 km Subterrâneo - 2,2 km Elevado - 16,8 km Superfície 10 Estações - 02 Elevadas - 08 Superfície 10 T.U.Es. Sistemas de Energia, Telecomunicação e Sinalização Passageiros/Dia Investimentos: R$ 847,65 milhões

12 EXTENSÃO 20 km: Trecho Parangaba Mucuripe: 13km Trecho em Superfície: 12,5km; Trecho em elevado: 0,5km. 10 Estações Trecho Parangaba Castelão: 7km Trecho em Superfície: 0,7km; Trecho em elevado: 6,3km. 2 Estações Utilização 6 VLT s Diesel Demanda Potencial Diária: passageiros/dia Investimentos: R$ 265,52 milhões RAMAL PARANGABA - MUCURIPE

13 PARANGABA MUCURIPE Área de Influência

14 Linha Leste 11 km Trecho Subterrâneo ligando o Centro até o Bairro Edson Queiroz (passando pela Igreja da Sé, Avenida Santos Dumont, Terminal de Ônibus do Papipu, HGF, Cidade 2000, Centro de Eventos, Centro de Convenções, Unifor e Fórum) 12 Estações Sistemas de Energia, Sinalização etelecomunicação Capacidade para transportar 390 passageiros/dia. Investimentos: R$ 2,9 bilhões LINHA LESTE

15 LINHA LESTE Dados Gerais 12 Estações 1. Xico da Silva 2. Sé 3. Luiza Távora * 4. Colégio Militar * 5. Nunes Valente * 6. Desembargador Moreira * 7. Papicu 8. H.G.F. 9. Cidade Bárbara de Alencar 11. Centro de Eventos 12. Unifor 9 Poços de Ventilação (PV) 1. Coronel Sampaio 2. Dom Manuel 3. João Cordeiro 4. Silva Paulet 5. Visconde de Mauá 6. Frederico Borges 7. Bento Albuquerque 8. Sebastião de Abreu 9. Final da linha Ligação entre Túneis (LT) 1. Rio Branco 2. Coronel Ferraz 3. Rui Barbosa 4. Virgílio Távora 5. Maria Tomásia 6. Sebastião de Abreu 7. Prof. Wilson Aguiar * estações empilhadas

16 LINHA LESTE ESTAÇÕES - CORTES Vias Sobrepostas

17 LINHA LESTE ESTAÇÕES - CORTES Vias Paralelas

18

19 METRÔ DO CARIRI ESTAÇÃO ESTAÇÃO JU AZEIRO FÁTIMA Km 586,998 DO NORTE Km 588,000 ESTAÇÃO SÃO JOSÉ Km 593,975 ESTAÇÃO ANTÔNIO VIEIRA Km 591,290 ESTAÇÃO TEATRO Km 589,860 ESTAÇÃO SÃO PEDRO Km 589,140 ESTAÇÃO PE. CÍCERO Km 598,820 OFICINA DE MANUTENÇÃO Km 595,000 PONTE METÁLICA RIO LOBO Km 598,280 ESTAÇÃO MURITI Km 596,020 ESTAÇÃO CRATO Km 600,603 LIMITE JUAZEIRO DO NORTE - CRATO Atender ao crescente processo de urbanização e integração regional; Interligar importantes pólos geradores de viagens, como universidades, escolas e indústrias das cidades de Juazeiro do Norte e Crato; comércio, Fomentar investimentos industriais e comerciais na região; Solução planejada em transporte de massa, mais segurança e conforto à população.

20 Remodelação/Reconstrução de 13,6 km de via entre as cidades de Juazeiro do Norte e Crato; Construção de uma Variante em Muriti; METRÔ DO CARIRI 1 2 Construção de 09 Estações de passageiros, tipo tubular; Recuperação da Ponte Ferroviária sobre o Rio Lobo; 3 4 Construção de Oficinas de Manutenção, Centro Administrativo e CCO; 02 TRAM (Transporte Rápido Automotriz); Capacidade 330 passageiros por composição;

21 Metrô do Cariri Material Rodante: 02 composições, do tipo VLT Veículo Leve sobre Trilhos, de 02 carros, equipados com arcondicionado; Capacidade total de 330 passageiros por composição; Velocidade máxima operacional de 60 km/h;

22 METRÔ DO CARIRI Visão panorâmica - Estação Antônio Vieira Visão Interna - Estação Crato 02 VLT s estacionados no pátio da Estação J. do Norte Metrô do Cariri em operação

23

24 METRÔ DE SOBRAL Metrô de Sobral 12,18km Remodelação Ramal TRANSNORDESTINA: 6,4km, com implantação de 6 Estações; Implantação do Ramal GRENDENE-COHAB III: 5,7km,com implantação de 5 estações; Oficina Aquisição de 5 VLT s com 2 carros; Investimentos: R$ 70,9 milhões

25 Vista Lateral Estação com Veículo

26 Esplanada da Estação Coração de Jesus - (Integração das Linhas)

27 Veículo VLT Linha Oeste/Parangaba/Sobral

28 INFORMAÇÕES Telefone: Fax: Site: Teleatendimento: Endereço: Rua 24 de Maio, 60 - Centro CEP: Fortaleza - Ceará - Brasil

COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS METROFOR

COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS METROFOR COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS METROFOR 13ª Semana de Tecnologia Metroferroviária ria Rômulo dos Santos Fortes Diretor Presidente do METROFOR Histórico 1987 Estudo de viabilidade realizado

Leia mais

O sistema de transporte em veículos leves permite maior acessibilidade, trazendo soluções inteligentes para o problema de transporte público

O sistema de transporte em veículos leves permite maior acessibilidade, trazendo soluções inteligentes para o problema de transporte público COMPANHIA CEARENSE DE TRANSPORTES METROPOLITANOS METROFOR Projetos baseados em veículo leve sobre trilhos em operação e implantação PROJETOS VLT Definição de VLT Um forma de transporte público sobre trilhos,

Leia mais

Companhia do Metropolitano do Distrito Federal. Audiência Pública

Companhia do Metropolitano do Distrito Federal. Audiência Pública Companhia do Metropolitano do Distrito Federal Audiência Pública Expansão da Linha I do Metrô-DF (Samambaia, Ceilândia e Asa Norte) e modernização do sistema Objetivo da Audiência Pública Dar início aos

Leia mais

A RIOTRILHOS e a Expansão do Metrô no Rio de Janeiro

A RIOTRILHOS e a Expansão do Metrô no Rio de Janeiro A RIOTRILHOS e a Expansão do Metrô no Rio de Janeiro 9ª Semana de Tecnologia Metroviária AEAMESP - Setembro/2003 Alexandre José Farah Diretor Presidente A Empresa RIOTRILHOS Criada em maio de 2001, a Companhia

Leia mais

MOBILIDADE REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO

MOBILIDADE REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO MOBILIDADE REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO METRÔ LINHA 4 BARRA DA TIJUCA-IPANEMA A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro é a maior obra de infraestrutura urbana em execução na América Latina. METRÔ

Leia mais

1

1 www.supervia.com.br 1 Trens Urbanos no Rio de Janeiro Histórico Antes da concessão, sob condições de transporte inadequadas, o número de passageiros caiu consistentemente Média de passageiros dias úteis

Leia mais

Transporte Coletivo: Chegando mais rápido ao futuro. Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo

Transporte Coletivo: Chegando mais rápido ao futuro. Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo Repensar Mobilidade em Transporte Coletivo As Cidades mudaram População mudou A Economia mudou Os Meios de Transportes mudaram E nós? Ainda pensamos igual ao passado? Em TRANSPORTE COLETIVO chega-se ao

Leia mais

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA

ESPELHO DE EMENDA INICIATIVA SISTEMA DE ELABORAÇÃO DE S ÀS LEIS ORÇAMENTÁRIAS ESPELHO DE 001 - Construção do Contorno Ferroviário de Curitiba AUTOR DA Luciano Ducci 37050001 539 0141 - Promover a expansão da malha ferroviária federal

Leia mais

EMPREENDIMENTO DO VLT

EMPREENDIMENTO DO VLT SIM da RMBS Sistema Integrado Metropolitano Voltado à prestação do serviço de transporte público coletivo na Região Metropolitana da Baixada Santista RMBS Comitê técnico II - Desenvolvimento Socioeconômico,

Leia mais

TUFI DAHER FILHO Presidente da Transnordestina

TUFI DAHER FILHO Presidente da Transnordestina TUFI DAHER FILHO Presidente da Transnordestina Juiz de Fora, 28 de outubro de 2011 A g e n d a A TRANSNORDESTINA: O PROJETO: Situação da Malha Atual Clientes Trajetória A Transnordestina Indução de Oportunidades

Leia mais

A CIDADE ONDE QUEREMOS VIVER Planejamento Urbano e Viário. São Luís, 18 de junho de 2012

A CIDADE ONDE QUEREMOS VIVER Planejamento Urbano e Viário. São Luís, 18 de junho de 2012 A CIDADE ONDE QUEREMOS VIVER Planejamento Urbano e Viário São Luís, 18 de junho de 2012 NOVO CORREDOR DE TRANSPORTE URBANO DE SÃO LUÍS-MA EXPANSÃO DO SISTEMA VIÁRIO ITAQUI-BACANGA LEI DA MOBILIDADE

Leia mais

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM

Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Projetos de Expansão e Modernização da CPTM Jun/2012 Silvestre Eduardo Rocha Ribeiro Diretor de Planejamento e Projetos Jundiaí Várzea Paulista Campo Limpo Paulista Francisco Morato Franco da Rocha Caieiras

Leia mais

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES PROJETO DE LEI Nº 6.876, DE 2010

COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES PROJETO DE LEI Nº 6.876, DE 2010 COMISSÃO DE VIAÇÃO E TRANSPORTES PROJETO DE LEI Nº 6.876, DE 2010 Altera a Lei nº 10.233, 2001, que dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre, e dá outras providências. Autor:

Leia mais

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM

estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM estruturando a mobilidade da metrópole COMPANHIA PAULISTA DE TRENS METROPOLITANOS Sérgio Avelleda Diretor Presidente - CPTM novembro/2008 Região Metropolitana da Grande São Paulo 39 municípios 19,7 milhões

Leia mais

SECRETARIA DE TRANSPORTES

SECRETARIA DE TRANSPORTES SECRETARIA DE TRANSPORTES Major Events Grandes Eventos 2013 Copa das Confederações 2013 Jornada Mundial da Juventude Católica 2014 Copa do Mundo de Futebol 2016 Jogos Olímpicos Soluções de Mobilidade para

Leia mais

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE

INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE Capítulo 1 INTRODUÇÃO A ENGENHARIA DE TRANSPORTE Tecnologia dos Transportes 2 SISTEMAS DE TRANSPORTE E SOCIEDADE De extrema importância para o desenvolvimento de uma sociedade O desenvolvimento está diretamente

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo

MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana. O Brasil vai continuar crescendo MINISTÉRIO DAS CIDADES Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana O Brasil vai continuar crescendo O Brasil vai continuar crescendo PAVIMENTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DE VIAS URBANAS MINISTÉRIO

Leia mais

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO

TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO TARIFA DO METRÔ DE SÃO PAULO A COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ A Companhia do Metropolitano de São Paulo - Metrô foi constituída no dia 24 de abril de 1968; Hoje, o Metrô de São Paulo possui

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão

MOBILIDADE URBANA. Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA Miriam Belchior Ministra de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão MOBILIDADE URBANA RECURSO DISPONÍVEL 143 bilhões ANTES DO PACTO R$ 93 bilhões 62% das obras concluídas ou em execução

Leia mais

RUSSAS - Av. Dom Lino, Centro - Fone: (88) Aceitamos: Aviamos

RUSSAS - Av. Dom Lino, Centro - Fone: (88) Aceitamos: Aviamos RUSSAS - Av. Dom Lino, 1177 - Centro - Fone: (88) 3411.1267 ITAPIPOCA - Rua Dom Aureliano Matos, 384 - Centro - Fone: (88) 3631.1075 PAJUÇARA - Rua Luzanira Fermon, 204 - Maracanaú Fones: (85) 3272.7926

Leia mais

Monot o r t iliho Um U a m a I no n v o a v ç a ã ç o ã e m e mtr T a r n a s n porte

Monot o r t iliho Um U a m a I no n v o a v ç a ã ç o ã e m e mtr T a r n a s n porte Monotrilho Uma Inovação em Transporte Estudos recentes apontam para o desperdício de 43% 43% do combustível em Automóveis devido a dificuldade no transito. (Sant Ana,2005). Com mais de 50% da população

Leia mais

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social?

Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Política de mobilidade urbana: integração ou segregação social? Panorama das ações e projetos e hipóteses gerais da pesquisa Juciano Martins Rodrigues Aumento no tempo de deslocamento Crescimento do número

Leia mais

SUPERVIA EM TRANSFORMAÇÃO

SUPERVIA EM TRANSFORMAÇÃO SUPERVIA EM TRANSFORMAÇÃO 1 SUPERVIA EM TRANSFORMAÇÃO Força trabalho 3.835 profissionais Frota atual Operacional: 163 Abrangência 12 Municípios Operação Pontualidade: > 92% Com ar condicionado: 59 270

Leia mais

Os Desafios da Expansão ferroviária na RMSP Obra Segregação Leste. Caio de Vilhena Petroni 21ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA

Os Desafios da Expansão ferroviária na RMSP Obra Segregação Leste. Caio de Vilhena Petroni 21ª AEAMESP SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA Os Desafios da Expansão ferroviária na RMSP Obra Segregação Leste Caio de Vilhena Petroni 21ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA AEAMESP 2 Introdução Construção de linha para transporte de carga eliminando

Leia mais

O Veículo Leve Sobre Trilhos VLT Parangaba-Mucuripe, Projeto de Transporte Público Bem Sucedido. 01.INTRODUÇÃO 02.DIAGNÓSTICO

O Veículo Leve Sobre Trilhos VLT Parangaba-Mucuripe, Projeto de Transporte Público Bem Sucedido. 01.INTRODUÇÃO 02.DIAGNÓSTICO O Veículo Leve Sobre Trilhos VLT Parangaba-Mucuripe, Projeto de Transporte Público Bem Sucedido. Cyro Regis Castelo Vieira E-mail:cyroregiscv@yahoo.com.br 01.INTRODUÇÃO As elevadas taxas de crescimento

Leia mais

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL

CAOS LOGÍSTICO REGIONAL CAOS LOGÍSTICO REGIONAL O POLO, O PORTO E AS CIDADES NÃO PODEM PARAR Carolina Lembo Gerente do Departamento de Infraestrutura ÍNDICE 1. Contextualização 2. Vantagens do Polo de Cubatão 3. Entraves Logísticos

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO. Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 TM GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO PREFEITURA DA CIDADE DE SÃO PAULO Infraestrutura necessária para realização da Copa do Mundo FIFA 2014 SOLUÇÕES ENCAMINHADAS Constituição do COMITÊ PAULISTA (Grupo Executivo

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013 OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA SUGESTÕES AO PLO 2013 Índice 10 Santa Catarina 10 Infraestrutura de Transportes Modal Rodoviário 17 Infraestrutura

Leia mais

Trens Regionais e Turísticos. João Paulo de Jesus Lopes Secretaria dos Transportes Metropolitanos

Trens Regionais e Turísticos. João Paulo de Jesus Lopes Secretaria dos Transportes Metropolitanos Trens Regionais e Turísticos João Paulo de Jesus Lopes Secretaria dos Transportes Metropolitanos O início Decreto nº 55.564, de 15 de março de 2010 amplia as atribuições da STM e permite que atue no transporte

Leia mais

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC

MOBILIDADE URBANA. Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC MOBILIDADE URBANA Mauricio Muniz Barretto de Carvalho Secretário do PAC O QUE O GOVERNO FEDERAL JÁ FEZ Sanção da Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei 12.587/2012) Desoneração das tarifas do transporte

Leia mais

ÍNDICE. PITMUrb & MetrôPOA. Expansão da Linha 1. Aeromóvel. Aquisição de Frota. Modernização Estações. Expansão Sapiranga

ÍNDICE. PITMUrb & MetrôPOA. Expansão da Linha 1. Aeromóvel. Aquisição de Frota. Modernização Estações. Expansão Sapiranga INVESTIMENTOS 2011 1 2 3 4 PITMUrb & MetrôPOA Expansão da Linha 1 Aeromóvel Aquisição de Frota ÍNDICE 5 6 7 8 Modernização Estações Expansão Sapiranga Passagem Subterrânea do Trem em Canoas Expansão Comercial

Leia mais

SISTEMA BRT AV. JOÃO NAVES DE ÁVILA CORREDOR ESTRUTURAL SUDESTE

SISTEMA BRT AV. JOÃO NAVES DE ÁVILA CORREDOR ESTRUTURAL SUDESTE SISTEMA BRT AV. JOÃO NAVES DE ÁVILA CORREDOR ESTRUTURAL SUDESTE Inicialmente, o que é BRT? O BRT (Bus Rapid Transit), ou Transporte Rápido por Ônibus, é um sistema de transporte coletivo de passageiros

Leia mais

Modal Ferroviário. Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel

Modal Ferroviário. Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel Modal Ferroviário Equipe: Docemar M. Borges Felipe Cordova Leonardo F. Heinz Wivian Neckel O que é modal? O modal ferroviário caracteriza-se, especialmente, por sua capacidade de transportar grandes volumes,

Leia mais

Painel "Logística como Fator de Competitividade. "Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE".

Painel Logística como Fator de Competitividade. Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE. Painel "Logística como Fator de Competitividade "Importância da Ferrovia Transnordestina para o Complexo de SUAPE". Agenda Painel "Logística como Fator de Competitividade A Transnordestina Indução de Oportunidades

Leia mais

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade

As Olimpíadas. e a Conquista da Cidade. e a Conquista da Cidade Legado Urbano e Ambiental Ações Prioritárias: rias: - Reordenamento do espaço o urbano - Integração do sistema de transporte - Despoluição e controle ambiental - Reabilitação de áreas centrais degradadas

Leia mais

SECRETARIA DE TRANSPORTES

SECRETARIA DE TRANSPORTES XIII CONFERÊNCIA DAS CIDADES CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO TRANSPORTE E INTEGRAÇÃO SOCIAL TELEFÉRICO DO COMPLEXO DO ALEMÃO Julio Lopes Secretário de Transportes do Estado do Rio

Leia mais

Localização Estratégica

Localização Estratégica Porto Maravilha Localização Estratégica Aeroporto Internacional Tom Jobim 11 km Aeroporto Santos Dumont Oceano Atlântico 2 km Maracanã 5 km Pão de Açúcar Corcovado 7 km 6 km Copacabana 8 km Perímetro Porto

Leia mais

Portaria nº 1811/2016, de 28/03/16, Pub. DJ de ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA Coordenadoria do Comando de Policiamento da Capital CPC

Portaria nº 1811/2016, de 28/03/16, Pub. DJ de ÓRGÃOS DE EXECUÇÃO PROGRAMÁTICA Coordenadoria do Comando de Policiamento da Capital CPC MINISTÉRIO PÚBLICO DO CEARÁ PROCURADORIA GERAL DE JUSTIÇA CENTRO DE APOIO OPERACIONAL CRIMINAL, CONTROLE EXTERNO DA ATIVIDADE POLICIAL E SEGURANÇA PÚBLICA ORGANIZAÇÕES MILITARES Portaria nº 1811/2016,

Leia mais

AUTOMAÇÃO INTEGRAL NA MOVIMENTAÇÃO DE TRENS

AUTOMAÇÃO INTEGRAL NA MOVIMENTAÇÃO DE TRENS AUTOMAÇÃO INTEGRAL NA MOVIMENTAÇÃO DE TRENS Objetivo Tendência Mundial Obstáculos Pontos Positivos Disponibilidade Tecnológica Conclusões MOBILIDADE URBANA - MAIS METRÔ RECURSOS PARA IMPLANTAÇÃO EQUILÍBRIO

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 06 CONCORRÊNCIA PÚBLICA NACIONAL Nº 20140001/METROFOR/CCC OBJETO: LICITAÇÃO DO TIPO TÉCNICA E PREÇO PARA CONTRATAÇÃO DE FORNECIMENTO E SERVIÇOS DE PROJETO, INSTALAÇÃO E MONTAGEM

Leia mais

Coletiva de Imprensa Operação de transporte para os eventos ENEM e Iron Man

Coletiva de Imprensa Operação de transporte para os eventos ENEM e Iron Man Coletiva de Imprensa Operação de transporte para os eventos ENEM e Iron Man Clique para editar o texto mestre Segundo nível Terceiro nível Quarto nível Quinto nível Informações gerais - Data do ENEM: 8

Leia mais

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA

OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA OBRAS DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTES ESTRATÉGICAS PARA A INDÚSTRIA DE SANTA CATARINA - 2014 Índice Santa Catarina 1 Infraestrutura de Transportes Modal Rodoviário 2 Infraestrutura de Transportes Modal

Leia mais

IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE

IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE 1 IMPLANTACAO VIARIA PARA CORREDOR EXCLUSIVO DE ONIBUS,LIGANDO SANTA CRUZ A BARRA DA TIJUCA - BRT TRANSOESTE AUDIÊNCIA PÚBLICA OUTRAS INFORMAÇÕES 2266-0369 SMTR www.rio.rj.gov.br 2589-0557 SMO Rio de Janeiro

Leia mais

ANEXO C TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO C TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO C TERMO DE REFERÊNCIA TERMO DE REFERÊNCIA PARA LICITAÇÃO DO TIPO TÉCNICA E PREÇO PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS PARA EXECUÇÃO DAS OBRAS CIVIS PARA IMPLANTAÇÃO DO RAMAL PARANGABA MUCURIPE METRÔ DE FORTALEZA

Leia mais

EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS

EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS EVOLUÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO DE CARGAS CONCESSIONÁRIAS 1- NOVOESTE Ferrovia Novoeste S.A. 2- FCA Ferrovia Centro-Atlântica S.A. 3- MRS MRS Logística S.A. 4- FTC Ferrovia Tereza Cristina S.A. 5- ALL

Leia mais

EVENTO. IV Encontro de Qualidade e Tecnologia do Transporte Urbano. Palestra: Multimodalidade na Mobilidade. Data: 01/12/2009

EVENTO. IV Encontro de Qualidade e Tecnologia do Transporte Urbano. Palestra: Multimodalidade na Mobilidade. Data: 01/12/2009 EVENTO IV Encontro de Qualidade e Tecnologia do Transporte Urbano Palestra: Multimodalidade na Mobilidade Data: 01/12/2009 APRESENTAÇÃO DUPLICAÇÃ ÇÃO O DO ANEL VÁRIO V DE FORTALEZA PONTE DO COCÓ DUPLICAÇÃO

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO DO ÓRGÃO / ENTIDADE FISCALIZADA. Município/UF: Fortaleza / CE

1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO DA FISCALIZAÇÃO DO ÓRGÃO / ENTIDADE FISCALIZADA. Município/UF: Fortaleza / CE 1. APRESENTAÇÃO IDENTIFICAÇÃO Município/UF: Fortaleza / CE DA FISCALIZAÇÃO Objeto da fiscalização: Veículo leve sobre trilhos (VLT)Parangaba/ Mucuripe Tipo de obra: Mobilidade Urbana Período abrangido

Leia mais

SEPLAN TRANSPORTE COMO CHAVE PARA O SUCESSO DA COPA DE 2014 SEPLAN SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

SEPLAN TRANSPORTE COMO CHAVE PARA O SUCESSO DA COPA DE 2014 SEPLAN SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO SEPLAN TRANSPORTE COMO CHAVE PARA O SUCESSO DA COPA DE 2014 AGENDA ESTRATÉGIA PERSPECTIVAS ECONÔMICAS MATRIZ DE RESPONSABILIDADES MONOTRILHO CONSIDERAÇÕES FINAIS ESTRATÉGIA Concepção Planejamento Execução

Leia mais

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo

Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Extensão Norte Linha 1 - TRENSURB São Leopoldo - Novo Hamburgo Metrô em elevado com extensão de 9,3 Km com rede elétrica aérea, sinalização, bilhetagem eletrônica, escadas rolantes Quatro Estações de Passageiros

Leia mais

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO

MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO MOBILIDADE METROPOLITANA E PROJETO URBANO SEMINÁRIO RIO METROPOLITANO: DESAFIOS COMPARTILHADOS O FUTURO DA MOBILIDADE NA METRÓPOLE VERTICALIDADES Aspectos metropolitanos HORIZONTALIDADES Interações entre

Leia mais

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 -

Investimento Global (R$ mi) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2 - Anexo A - Mobilidade Urbana Empreendimento (obra, projeto e desapropriação) 1 Belo Horizonte BRT: Antônio Carlos / Pedro I 726,4 382,3-344,2-2 Belo Horizonte Corredor Pedro II e Obras Complementares nos

Leia mais

DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE

DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE DISCIPLINAMENTO DA CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE CARGA CENTRO HISTÓRICO DE PORTO ALEGRE Diagnóstico Perturbações na fluidez Grandes dimensões Manobras lentas Raio de giro restrito Remoção difícil em caso de

Leia mais

AVENIDA DONA BELMIRA MARIN MELHORAMENTOS E ALARGAMENTO IMPLANTAÇÃO DE CORREDOR DE ÔNIBUS

AVENIDA DONA BELMIRA MARIN MELHORAMENTOS E ALARGAMENTO IMPLANTAÇÃO DE CORREDOR DE ÔNIBUS AVENIDA DONA BELMIRA MARIN MELHORAMENTOS E ALARGAMENTO IMPLANTAÇÃO DE CORREDOR DE ÔNIBUS OPORTUNIDADES PROMOVER ORGANIZAÇÃO DO SISTEMA VIÁRIO E ALÍVIO DOS VOLUMES DE TRÁFEGO IMPORTANTE VIA ESTRUTURAL.

Leia mais

Copa do Mundo FIFA 2014

Copa do Mundo FIFA 2014 1. Belo Horizonte Copa do Mundo FIFA 2014 CODE-2 Belo Horizonte Belo Horizonte Quantitativo de Empreendimentos e Investimentos por Tema Nº de Empreendimentos Investimento Total (R$ mi) Estádio Mobilidade

Leia mais

Macro. Localização. Corredor T5. Terreno. Taquara. Largo da Taquara Pechincha. Freguesia. Curicica Cidade de Deus. Anil. Camorim.

Macro. Localização. Corredor T5. Terreno. Taquara. Largo da Taquara Pechincha. Freguesia. Curicica Cidade de Deus. Anil. Camorim. Realização Localização Localização Macro Taquara Largo da Taquara Pechincha Terreno Freguesia Curicica Cidade de Deus Linha Amarela Anil Camorim Av. Emb. Abelardo Bueno Itanhangá Avenida das Américas Recreio

Leia mais

IMPACTOS DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO

IMPACTOS DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO Escola Politécnica da Universidade de São Paulo Departamento de Engenharia de Transportes Laboratório de Tecnologia de Pavimentação IMPACTOS DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO Profa. Dra. ROSÂNGELA MOTTA Março,

Leia mais

CIDADES SUSTENTÁVEIS E A ECONOMIA ATUAL

CIDADES SUSTENTÁVEIS E A ECONOMIA ATUAL CIDADES SUSTENTÁVEIS E A ECONOMIA ATUAL CIDADE A C Encontro Encontro Trading Economia B Desenvolvimento Huacachina Veneza Manhattan PESSOAS Economia Cidade PLANETA O QUE É UMA CIDADE SUSTENTÁVEl? Pessoas

Leia mais

PLANO DE MITIGAÇÃO PERIMETRAL. Construção da nova Via Binário do Porto

PLANO DE MITIGAÇÃO PERIMETRAL. Construção da nova Via Binário do Porto PLANO DE MITIGAÇÃO PERIMETRAL Construção da nova Via Binário do Porto CRONOGRAMA 12/10 - sábado - Início da divulgação de medidas de redução de impacto sobre o trânsito Sinalização Incentivo ao uso de

Leia mais

CORREDOR METROPOLITANO VEREADOR BILÉO SOARES NOROESTE - RMC

CORREDOR METROPOLITANO VEREADOR BILÉO SOARES NOROESTE - RMC ESTRUTURA ORGANIZACIONAL ÁREA DE ATUAÇÃO: ESTADO DE SÃO PAULO REGIÕES METROPOLITANAS A EMTU é Responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo intermunicipal metropolitano RMC RMVP RMBS - 1,8 milhão

Leia mais

15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Fórum Técnico

15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Fórum Técnico 15ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Fórum Técnico DIVERGÊNCIAS NA LEGISLAÇÃO PARA OS NÍVEIS MÁXIMOS ADMISSÍVEIS PARA RUÍDOS GERADOS PELOS DIVERSOS SISTEMAS LINEARES DE TRANSPORTE DE PASSAGEIROS,

Leia mais

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO

TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO TREM DE GUARULHOS EXPRESSO AEROPORTO REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO 2 Municípios Habitantes PIB (Regional) Comércio e Serviços 39 18,6 milhões 10,5% população Brasileira R$ 244 Bilhões 15,7% PIB Brasileiro

Leia mais

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Sede: Fortaleza. Tema: Mobilidade Urbana

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Sede: Fortaleza. Tema: Mobilidade Urbana Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 Sede: Fortaleza Tema: Mobilidade Urbana Novembro/2009 Mapa do Sistema de Transporte Público da RMF Mapeamento das Intervenções RODOVIÁRIO RIO RODOVIÁRIO RIO + METROVIÁRIO

Leia mais

Carnaval da Av. Rio Branco agora é na Av. Graça Aranha Interdições para desfiles de Blocos de Rua de 14 a 18 de fevereiro

Carnaval da Av. Rio Branco agora é na Av. Graça Aranha Interdições para desfiles de Blocos de Rua de 14 a 18 de fevereiro Carnaval da Av. Rio Branco agora é na Av. Graça Aranha Interdições para desfiles de Blocos de Rua de 14 a 18 de fevereiro Os Blocos de Carnaval de Rua que desfilavam pela Avenida Rio Branco, foram transferidos

Leia mais

r n o maior programa de drenagem da historia de Porto Alegre

r n o maior programa de drenagem da historia de Porto Alegre r n o maior programa de drenagem da historia de Porto Alegre 10 anos de investimentos que fazem a diferença CONDUTO FORÇADO ÁLVARO CHAVES A execução do Conduto Álvaro Chaves foi iniciada em maio de 2005

Leia mais

O MAIOR GRUPO DE VEÍCULOS OUT OF HOME DO BRASIL

O MAIOR GRUPO DE VEÍCULOS OUT OF HOME DO BRASIL O MAIOR GRUPO DE VEÍCULOS OUT OF HOME DO BRASIL Outernet é uma empresa líder em mídia out of home no Brasil, que engloba soluções de comunicação em transporte público nas principais cidades. Surgimos para

Leia mais

PROPOSTA PARA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE FORTALEZA PROJETO PILOTO PARA O CENTRO DE FORTALEZA

PROPOSTA PARA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE FORTALEZA PROJETO PILOTO PARA O CENTRO DE FORTALEZA PROPOSTA PARA GESTÃO INTEGRADA DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE FORTALEZA PROJETO PILOTO PARA O CENTRO DE FORTALEZA INVOLUÇÃO DO DESTINO FINAL 2006 ontem HOJE ALIMENTANDO 1.500 PONTOS DE LIXO RESTAURANTE VARJOTA

Leia mais

PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO NO RJ

PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO NO RJ PROJETO CENTRAL ACELERAÇÃO DO TRANSPORTE FERROVIÁRIO NO RJ SUMÁRIO página APRESENTAÇÃO... 05 OBJETIVO... 07 JUSTIFICATIVA... 08 CUSTO DE IMPLANTAÇÃO POR QUILÔMETRO... 10 QUADRO ATUAL... 12 Estrutura do

Leia mais

PLANO DE MOBILIDADE PORTO MARAVILHA

PLANO DE MOBILIDADE PORTO MARAVILHA PLANO DE MOBILIDADE PORTO MARAVILHA CRONOGRAMA 12/10 sábado - Início da divulgação de medidas de redução de impacto sobre o trânsito Sinalização Incentivo ao uso de rotas alternativas Campanha para incentivo

Leia mais

Mobilidade Urbana em Rio Branco: soluções e desafios. Eng. Civil Marcus Alexandre Prefeito de Rio Branco

Mobilidade Urbana em Rio Branco: soluções e desafios. Eng. Civil Marcus Alexandre Prefeito de Rio Branco Mobilidade Urbana em Rio Branco: soluções e desafios Eng. Civil Marcus Alexandre Prefeito de Rio Branco A Cidade que temos e sua complexidade! A ocupação não planejada impõe grande desafio à mobilidade

Leia mais

Ministério das Cidades

Ministério das Cidades Ministério das Cidades Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Secretaria Nacional de Transporte e da Mobilidade Urbana Ministério das Cidades Política Nacional de Mobilidade Urbana e

Leia mais

Decreto Olímpico. Agentes Olímpicos Maio 2016

Decreto Olímpico. Agentes Olímpicos Maio 2016 Decreto Olímpico Agentes Olímpicos Maio 2016 1 Poligonos de Restrição de Circulação 2 Detalhamento POLÍGONO 1 ZONA NORTE E ZONA OESTE Art. 3º Fica proibida a entrada e circulação de veículos de carga nos

Leia mais

ZPE CEARÁ. A primeira a operar no Brasil. Mário Lima Junior Presidente ZPE Ceará. zpeceara.ce.gov.br facebook.com/zpeceara twitter.

ZPE CEARÁ. A primeira a operar no Brasil. Mário Lima Junior Presidente ZPE Ceará. zpeceara.ce.gov.br facebook.com/zpeceara twitter. ZPE CEARÁ A primeira a operar no Brasil Mário Lima Junior Presidente ZPE Ceará zpeceara.ce.gov.br facebook.com/zpeceara twitter.com/zpeceara CONCEITO A ZPE Zona de Processamento de Exportação é uma área

Leia mais

São Paulo e Brasil. São Paulo. do Brasil. 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações. América do Sul.

São Paulo e Brasil. São Paulo. do Brasil. 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações. América do Sul. São Paulo e Brasil América do Sul Brasil São Paulo São Paulo 3% da área 22% da população 31% do PIB 33% das exportações 41% das importações do Brasil Fontes: IBGE, Seade e Ministério do Desenvolvimento,

Leia mais

Ferrovias em expansão

Ferrovias em expansão Ferrovias em expansão Brasil pode ter acréscimo de 8.040 quilômetros de ferrovias. Atualmente, 4.849 km estão em obras O o transporte de carga e oito para passageiros. conta com mais 19 projetos no papel

Leia mais

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011

GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 GERALDO ALCKMIN 18/10/2011 AÇÕES E PROJETOS HABITAÇÃO - 150 mil novas moradias nos próximos quatro anos, para atender a famílias que ganham até 5 salários mínimos, triplicando a produção de moradias no

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: BR-116 SP/PR 402,6 KM SÃO PAULO SP RÉGIS BITTENCOURT SÃO PAULO - CURITIBA

RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: BR-116 SP/PR 402,6 KM SÃO PAULO SP RÉGIS BITTENCOURT SÃO PAULO - CURITIBA RELATÓRIO MENSAL CONCESSIONÁRIA: RODOVIA: TRECHO: EXTENSÃO: RÉGIS BITTENCOURT BR-116 SP/PR SÃO PAULO - CURITIBA 402,6 KM SÃO PAULO SP FEVEREIRO DE 2016 ÍNDICE ITEM DESCRIÇÃO PÁGINA 1. INTRODUÇÃO... 2 1.1

Leia mais

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO SOBRE PNEUS

DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO SOBRE PNEUS DIRETRIZES DA POLÍTICA DE TRANSPORTE COLETIVO SOBRE PNEUS DEZEMBRO 2013 DENSIDADE DE EMPREGOS ÁREA CENTRAL Plano Diretor 2013 Referências Trata da política de transporte e mobilidade urbana integrada com

Leia mais

SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA

SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA SuperVia Concessionária de Transporte Ferroviário S.A. SUPERVIA REGIÃO METROPOLITANA DO RIO DE JANEIRO Maior taxa de urbanização do Brasil (99,3%) Maior índice de concentração populacional do Brasil (1.909,75

Leia mais

170 capítulo 9 EIXO ÁGUA E LUZ PARA TODOS. Canal de irrigação Perímetro do Baixio de Irecê BA

170 capítulo 9 EIXO ÁGUA E LUZ PARA TODOS. Canal de irrigação Perímetro do Baixio de Irecê BA 170 Canal de irrigação Perímetro do Baixio de Irecê BA capítulo 9 EIXO ÁGUA E LUZ PARA TODOS 171 Eixo Água e Luz para Todos Para garantir o acesso à energia elétrica de todos os brasileiros, o programa

Leia mais

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP

Programa Paulista de Concessões. Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Programa Paulista de Concessões Dr. Rodrigo José Oliveira Pinto de Campos Diretor de Assuntos Institucionais da ARTESP Foz do Iguaçu, 13 de Maio de 2016 Sobre a ARTESP Criada pela Lei Complementar nº 914,

Leia mais

Município: Saboeiro. Conteúdo

Município: Saboeiro. Conteúdo Conteúdo 1. Município: Saboeiro 2. Município: Salitre 3. Município: Santa Quitéria 4. Município: Santana do Acaraú 5. Município: Santana do Cariri 6. Município: São Benedito 7. Município: São Gonçalo do

Leia mais

SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO NA PARAÍBA PISF

SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO NA PARAÍBA PISF SISTEMAS DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO NA PARAÍBA PISF SETEMBRO/2015 FORTALEZA MAPA GERAL DA INFRAESTRUTURA HÍDRICA SECRETARIA DE ESTADO DA INFRAESTRUTURA, DOS RECURSOS 255 Km Eixão das Águas BACIAS BENEFICIADAS

Leia mais

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS

MOBILIDADE URBANA EM FORTALEZA PRÓXIMAS OBRAS MOBILIDADE URBANA EM PRÓXIMAS OBRAS 1 AV. AGUANAMBI 2 INTERVENÇÕES AV. ENGENHEIRO SANTANA JR. 3 PE. ANTONIO TOMÁS 4 5 AV. RAUL BARBOSA / RUA MURILO BORGES AV. JOSÉ BASTOS / AV. AUGUSTO DOS ANJOS 6 AV.

Leia mais

A Concessão e sua Gestão

A Concessão e sua Gestão A Concessão e sua Gestão Sumário A LICITAÇÃO A EMPRESA O QUE DEU CERTO SOB A ÓTICA DO ESTADO O QUE DEU CERTO SOB A ÓTICA DO CLIENTE PRINCIPAIS INVESTIMENTOS REALIZADOS PELA CONCESSIONÁRIA DIFICULDADES

Leia mais

PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA

PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA PRODETUR AÇÕES PREVISTAS PARA IMPLANTAÇÃO DO PROGRAMA Secretária de Estado de Desenvolvimento do Turismo TETÉ BEZERRA O PRODETUR NACIONAL O PRODETUR Nacional tem o objetivo de fortalecer a Política Nacional

Leia mais

Mapa dos Corredores Estruturais

Mapa dos Corredores Estruturais Mapa dos es Estruturais Industrial Umuarama Norte Oeste Dona Zulmira Central Leste Novo Mundo Planalto Sudoeste Jardins Sul Sudeste Santa Luzia Universitário Anéis Oeste Planalto Norte Dona Zulmira Sudoeste

Leia mais

ORGAO COMPANHIA ESTADUAL DE HABITACAO DO RJ UO Companhia Estadual de Habitacao do RJ CODIGO ESPECIFICACAO PROJETOS ATIVIDADES TOTAL

ORGAO COMPANHIA ESTADUAL DE HABITACAO DO RJ UO Companhia Estadual de Habitacao do RJ CODIGO ESPECIFICACAO PROJETOS ATIVIDADES TOTAL PROGRAMA DE TRABALHO ANEXO 06 DA LEI 4.320/64 10/03/2015 FOLHA: 1 ORGAO 19.710 COMPANHIA ESTADUAL DE HABITACAO DO RJ UO 19.710 Companhia Estadual de Habitacao do RJ 16 Habitacao 116.240.657,40 53.471.201,57

Leia mais

Aspectos das vias principais

Aspectos das vias principais Aspectos das vias principais ALMIRANTE BARROSO CENTRO AUGUSTO MONTENEGRO INDEPENDÊNCIA Estrutura viária legal Circulação viária FROTA DE BELÉM ALMIRANTE BARROSO Circulação viária - Pico da manhã Carregamento

Leia mais

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS BACIAS DO RIO SÃO FRANCISCO

PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS BACIAS DO RIO SÃO FRANCISCO PROJETO DE INTEGRAÇÃO DAS BACIAS DO RIO SÃO FRANCISCO AGROVILAS: Pernambuco: 07 e Ceará: 03 EIXO NORTE: Canal de Aproximação e Barragem Tucutu EIXO LESTE: Canal de Aproximação e Barragem de Areias PROJETO

Leia mais

Os Clientes e as Ferrovias Siderurgia Brasileira

Os Clientes e as Ferrovias Siderurgia Brasileira Os Clientes e as Ferrovias Siderurgia Brasileira IV Brasil nos Trilhos 2010 Paulo Fraga Diretor de Planej. Vendas e Logística Agosto de 2010 A Siderurgia Brasileira A capacidade instalada de produção da

Leia mais

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras

Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras nº 342 outubro 2014 Odebrecht TransPort traça novas rotas brasileiras Odebrecht 70 anos: projetos que contribuem para melhorar as opções de mobilidade urbana das comunidades Odebrecht Infraestrutura Brasil

Leia mais

ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE

ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE ZONA DE PROCESSAMENTO DE EXPORTAÇÃO - ZPE O Que é uma ZPE? Áreas delimitadas, especialmente designadas a indústrias exportadoras, nas quais estas usufruem de regimes tributário e cambial diferenciados,

Leia mais

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S.

A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão. Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. A importância da mudança modal para tirar São Paulo da contramão Autora: Arqta. Melissa Belato Fortes Co-autora: Arqta. Denise H. S. Duarte Objeto da pesquisa Relação entre adensamento, multifuncionalidade

Leia mais

LICITAÇÃO DO STPP/RMR. Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB

LICITAÇÃO DO STPP/RMR. Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB Programa Estadual de Mobilidade Urbana PROMOB Municípios: 14 População: 3.690.547 hab Área: 2.768,45 km 2 ARAÇOIABA SÃO LOURENÇO DA MATA MORENO 49.205 189 90.402 277 15.108 90 CABO DE SANTO AGOSTINHO

Leia mais

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Brasília. Setembro/2013

Code-P1. 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidade-sede: Brasília. Setembro/2013 CodeP1 5º Balanço de Ações para a Copa (1º Ciclo) Cidadesede: Brasília Setembro/2013 Brasília: Distribuição dos Investimentos por Tema e Fonte de Recursos CodeP2 Referência Set/13, Distribuição dos investimentos

Leia mais

Marcos Contratuais - Obras Civis

Marcos Contratuais - Obras Civis ANEXO 5 MARCOS CONTRATUAIS PARA OS DESEMBOLSOS DOS APORTES PÚBLICOS A liberação dos Aportes públicos deverá seguir o cronograma dos quadros abaixo, correspondente aos marcos contratuais identificados para

Leia mais

A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera frente ao O O por segmentos da população O O ao longo do dia O O por motivos de viagem O O por regiões d

A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera frente ao O O por segmentos da população O O ao longo do dia O O por motivos de viagem O O por regiões d 15ª SEMANA DE TECNOLOGIA METROFERROVIÁRIA TRANSPORTE COLETIVO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO A RECUPERAÇÃO DO MODO COLETIVO FRENTE AO MODO INDIVIDUAL A A Pesquisa Origem e Destino O O se recupera

Leia mais

RECURSOS HUMANOS PARA O SETOR METROFERROVIÁRIO

RECURSOS HUMANOS PARA O SETOR METROFERROVIÁRIO RECURSOS HUMANOS PARA O SETOR METROFERROVIÁRIO Módulo I Apresentação do Setor Engº Henrique José Boneti TIISA SA MATRIZ de TRANSPORTES de CARGA Ano 2000 (%)* Ano 2006 (%)** PNLT 2023 Rodoviário 60,49 58

Leia mais

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década

Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década SOBRATEMA FÓRUM BRASIL INFRAESTRUTURA 1 Infraestrutura no Brasil: desafios e oportunidades para a próxima década Paulo Resende 2010 UMA VISÃO GERAL SOBRE A INFRAESTRUTURA BRASILEIRA 2 2010 a 2020: um País

Leia mais

Comitê Gestor do PAC

Comitê Gestor do PAC DISTRITO FEDERAL Apresentação Esta publicação apresenta informações regionalizadas do 4º balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), referente a abril de 2008. Traz, também, dados sobre outros

Leia mais