Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública"

Transcrição

1 0 Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública SILVÉRIO ANTONIO CANONICO USSO ÉTICA NA GESTÃO PÚBLICA BELA VISTA DO PARAÍSO 2011

2 1 Especialização em Gestão Pública Programa Nacional de Formação em Administração Pública 2011 SILVÉRIO ANTONIO CANONICO USSO ÉTICA NA GESTÃO PÚBLICA Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Gestão Pública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá. Orientador: Prof. Elflay Miranda, Msc. BELA VISTA DO PARAÍSO 2011

3 2 SILVÉRIO ANTONIO CANONICO USSO ÉTICA NA GESTÃO PÚBLICA Trabalho de Conclusão de Curso do Programa Nacional de Formação em Administração Pública, apresentado como requisito parcial para obtenção do título de especialista em Gestão Pública, do Departamento de Administração da Universidade Estadual de Maringá, sob apreciação da seguinte banca examinadora: Aprovado em 28 / 11 / 2011 Professor Elflay Miranda, Msc. (orientador) Assinatura Professor Willian Antônio Borges, Msc. Assinatura Professora Wânia Rezende Silva,Dra. Assinatura BELA VISTA DO PARAÍSO 2011

4 3 AGRADECIMENTOS Eu, Silvério Antonio Canonico Usso agradeço Primeiramente a Deus, pois sem ele em minha vida, nada seria possível;... aos meus pais por terem acreditado no meu sonho, e sempre terem me apoiado;... a minha esposa Ellis pelo companheirismo, compreensão, paciência e amor;... aos servidores do Departamento de Educação e Cultura de Bela Vista do Paraíso-PR;... a Tia Helaine pela grande ajuda e aconselhamentos a respeito do trabalho;... e, em especial, ao orientador professor Msc. Elflay Miranda, pessoa fundamental para a realização deste trabalho.... Enfim, a todos que direta ou indiretamente, contribuíram para que a realização deste trabalho fosse possível.

5 4 ÉTICA NA GESTÃO PÚBLICA USSO, Silvério Antonio Canonico 1 RESUMO Este artigo tem por objetivo principal estudar a ética na administração pública municipal, mais especificamente, no setor de departamento de educação e cultura, enfatizando como ela está sendo aplicada. Para a elaboração deste trabalho, foram utilizadas revisões bibliográficas e análises de dados primários por meio de estudo de caso o Departamento de Educação e Cultura do Município de Bela Vista do Paraíso. Como conclusão, pode-se observar que o gestor público municipal possui grandes responsabilidades frente à comunidade local em que atua. PALAVRAS CHAVE: Administração pública municipal, educação, ética. 1 Pós-Graduando do Curso de Especialização em Gestão Pública da Universidade Estadual de Maringá.

6 5 SUMÁRIO 1 - INTRODUÇÃO REVISÃO DE LITERATURA CONCEITO DA ÉTICA E MORAL SURGIMENTO DA ÉTICA E MORAL ÉTICA E AS RELAÇÕES DE TRABALHO DESENVOLVIMENTO DA ÉTICA EMPRESARIAL PÚBLICA OU PRIVADA ÉTICA E MORAL NA POLÍTICA ÉTICA E MORAL NA GESTÃO PÚBLICA POR QUE SER ÉTICO CÓDIGO DE ÉTICA POR QUE IMPLANTAR UM CÓDIGO DE ÉTICA ANÁLISE DOS DADOS DA PESQUISA CONSIDERAÇÕS FINAIS REFERÊNCIAS ANEXOS... 24

7 6 1 - INTRODUÇÃO Refletir sobre o papel do gestor 2 público, na atualidade é, sem dúvida, imprescindível. Em meio a tantas discussões veementes em relação à ética na política, a generalização da corrupção tornou-se evidente no setor público, um exemplo recente é a notícia publicada pela Folha de Londrina, no dia vinte e quatro de outubro de dois mil e onze. O Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de proteção do Patrimônio Público de Londrina propôs ação civil pública por ato de improbidade administrativa, contra a secretária municipal de Educação de Londrina, pela contratação irregular de uma Empresa, sem a devida licitação. É perceptível que a corrupção é um problema grave e estrutural da sociedade e do sistema político do país. Há tempos a problemática da corrupção vem sendo debatida na sociedade. Podemos verificar que a ética está diretamente relacionada ao padrão de comportamento do indivíduo, dos profissionais e também do político. Ela nasce nas estruturas administrativas devido ao terreno fértil encontrado e administradas por políticos sem ética. Entretanto, não podemos nos esquecer de que há pessoas muito éticas e conscientes de suas obrigações e funções em todas as organizações. Para a obtenção de dados para a realização deste estudo, foi aplicado um questionário específico de treze perguntas com a Diretora do Departamento de Educação e Cultura, objetivando diagnosticar se a mesma está preparada e capacitada e se ela se apóia em princípios éticos para lidar com suas funções e com seus servidores; e outro questionário com dezessete perguntas, respondido, também pela diretora, e pelos seus seis colaboradores. O intuito deste é verificar se os mesmos estão seguindo condutas éticas como expressão de cultura ou se estão sendo impostos a realizar suas funções. Verificando ainda, se há ou não integração 2 Gestor é alguém pertencente a uma determinada organização e a quem compete à execução das tarefas confiadas à gestão. Segundo o conceito clássico desenvolvido por Henry Fayol, o gestor pode ser definido pelas suas funções no interior da organização: é a pessoa a quem compete à interpretação dos objetivos propostos pela organização e atuar, através do planejamento, da organização, da liderança ou direção e do controle ou verificação, a fim de atingir os referidos objetivos. (Fonte: FAYOL, Henri. Administração Industrial e Geral. 10ª ed. São Paulo: Atlas, 1990). Em nosso texto utilizaremos tanto o termo gestor, diretor, tendo aqui o mesmo sentido.

8 7 entre servidores/servidores, gestora/servidores e órgão público/gestora. Os questionários foram realizados com base no tema em estudo. O método de pesquisa escolhido para compor este estudo foi o qualitativo, sendo que, a técnica de coleta de dados utilizada foi à aplicação de questionário estruturado de perguntas, em sua grande maioria, fechadas. Para atingir os objetivos propostos, fizemos uma pesquisa bibliográfica. Após leituras e estudos sobre o assunto, agendamos uma visita ao Departamento de Educação e Cultura, localizado no município de Bela Vista do Paraíso - Pr. Por meio dessa visita conseguimos material suficiente para aprofundar e ilustrar a pesquisa proposta. Também foram aplicados questionários, cujas respostas foram analisadas por meio de um texto dissertativo com o percentual de resposta para cada pergunta que permitiu visualizar didaticamente o pensamento de cada um. Dessa forma, com os dados coletados, foi possível fazer um levantamento entre as respostas, que tratam do tema estudado, dos servidores, assim como, as da Diretora e verificar a porcentagem de opiniões positivas e negativas do setor analisado. 2 - REVISÃO DE LITERATURA CONCEITOS DA ÉTICA E MORAL Todas as pessoas que exercem funções públicas sabem que interesses pessoais não se devem sobrepor aos dos munícipes sob pena de comprometer os recursos e, portanto, a manutenção do próprio emprego. Contudo, não raramente, a mídia divulga escândalos e mais escândalos no setor público. Segundo Stukart (2003, p.14), A ética é uma palavra que vem do grego ETHOS 3, que significa estudo de caráter, juízo do ser humano e reflete sobre a situação vivida, para ele, A 3 Ethos é o conjunto dos hábitos e traços comportamentais característicos de um povo (ethos dos brasileiros). Conjunto dos valores que conformam a visão própria de um movimento artístico ou cultural, ou de uma obra de arte. Conjunto das características morais, afetivas, sociais e comportamentais de um indivíduo. (Fonte:

9 8 ética não analisa o que o homem faz, como a psicologia e a sociologia, mas o que ele deveria fazer. É um juízo de valores, como virtude, justiça, felicidade, e não um julgamento da realidade. Para alguns autores, a Ética é o conjunto de valores na concepção de um indivíduo, ou seja, a maneira como os seres humanos vivem e se relacionam, e dessa forma buscam justificar seus costumes e preceitos perante uma determinada sociedade. Ainda seguindo o pensamento desses autores, encontramos a definição de moral como sendo o conjunto de regras que fixam condições equitativas de convivência com respeito e liberdade, onde indivíduos se relacionam, e se respeitam, de forma que os valores morais norteiam o comportamento humano diante da sociedade em que vivemos. A ética e a moral historicamente são constituídas pelo processo de mudança entre as sociedades e as épocas. [...] as doutrinas éticas fundamentais nascem e se desenvolvem em diferentes épocas e sociedades como respostas aos problemas básicos apresentados pelas relações entre os homens, e, em particular pelo seu comportamento moral efetivo. (VÁZQUEZ, 2008, p. 267). Ética e moral são expressões, que por muitas vezes chegam a nos confundir, todavia se analisarmos com maior atenção pode-se fazer uma distinção entre as duas. A ética é sinônimo da moral, porém, a ética é reflexiva e analisa não o que o ser humano faz, mas o que ele deveria fazer. Já a moral é normativa e fixa regras e costumes adquiridos ao longo da vida. Segundo Lisboa (2009, p.24), A moral, como sinônimo de ética, pode ser conceituada como o conjunto das normas que, em determinado meio, granjeiam a aprovação para o comportamento dos homens. Assim, ainda seguindo o pensamento do autor, podemos dizer que A ética, como expressão única do pensamento correto, conduz a idéia da universalidade moral SURGIMENTO DA ÉTICA E MORAL A Ética possui uma origem específica, nasceu na Grécia, no século V a.c, com o surgimento dos sofistas, que aparecem num momento cultural e político específico da cultura e história grega, e com a reação contra por parte de Sócrates.

10 9 Ao nascer, já encontramos regras de conduta moral às quais nos adequamos por meio da educação. Normalmente não avaliamos essas regras, simplesmente, as aceitamos ou recusamos. É muito complexo falar de ética e moral, o que para muitas pessoas podem ser imoral e antiético, para outras não faz diferença. É engraçado perceber que depois de tantos avanços científicos e conquistas tecnológicas que a ética ainda se revela em ser um tema atual e intrigante ÉTICA E AS RELAÇÕES DE TRABALHO Para entendermos mais o surgimento da ética e moral em nossa sociedade, vamos buscar no passado como eram as relações de trabalho para refletirmos no hoje. Desde seu nascimento, e ao longo de sua vida, o homem vive e aprende viver em sociedade, e com isso surgem às relações de trabalho, porém, antigamente só se trabalhava pelo alimento e, somente o mais forte sobrevivia. Mas o tempo foi passando e os conflitos e as lutas marcavam as relações de trabalho, até o período da Revolução Industrial. Neste período marcado pela chegada das máquinas, o desemprego aumenta e os conflitos também, com isso a igreja, os intelectuais e os trabalhadores fazem o Estado, que antes era só um espectador, a intervir para manter a paz social. A partir desse momento começam a surgir as primeiras normas e leis do trabalhador. Tais como: igualdade de oportunidades no trabalho e o combate a discriminação, fundamentada na raça, cor, sexo, religião, opinião pública; outras discriminações também como, idade, orientação sexual, estado de saúde, deficiência, obesidade, entre outras. A ética profissional constitui-se de premissas da ética geral que se volta para a regulação do comportamento dos membros da associação na qual são aplicadas. Além de membros da sociedade, o ser humano está ligado a grupos, associações, conselhos profissionais. É comum que se estabeleçam, nessas células sociais, regras a serem obedecidas por seus membros.

11 DESENVOLVIMENTO DA ÉTICA EMPRESARIAL PÚBLICA OU PRIVADA A ética empresarial teve sua evolução com o próprio desenvolvimento econômico e só começou a ganhar maior relevância na segunda metade do século XX. Inicialmente, na sociedade primitiva a ética era limitada, hoje a ética nas empresas e organizações é agir de conformidade com os princípios morais e as regras do bem pela coletividade. O agir com ética dentro das organizações passou a ser a chave do negócio, garantia de lucro e respeito entre os colaboradores e, acima de tudo, credibilidade perante seus clientes e/ou subordinados. As empresas que agem de maneira antiética podem comprometer consideravelmente seu desempenho e, ainda, incorrem de custos maiores, do que aquelas que adotaram condutas éticas. Além de custos maiores, a falta de ética nas organizações ainda causa: Falta de confiança; Falta de credibilidade; Falta de estímulos; Falta de comprometimento; Falta de trabalho em equipe. Segundo Moreira (2002, p.31), Os procedimentos éticos facilitam e solidificam os laços de parceria empresarial, quer com clientes, quer com fornecedores, quer, ainda, com sócios efetivos ou potenciais. Podemos nesse caso citar como exemplo uma empresa muito conceituada no ramo de perfumaria e cosmético, que além de tratar com respeito seus funcionários e clientes, investe na preservação do meio ambiente. Neste mesmo intuito está uma empresa no ramo de computadores, também muito conceituada e respeitada, que faz doações de seus computadores em escolas públicas. Essas são algumas das inúmeras empresas que ajudam a sociedade e a humanidade praticando, com isso, a ética empresarial. Nos dias atuais, a ética empresarial vem assumindo crescente importância, pois fortalece a imagem da empresa perante seus clientes, acionistas, fornecedores e toda a comunidade. Além disso, a empresa que age com ética tem um ambiente de trabalho mais agradável e mantém seus funcionários mais satisfeitos.

12 ÉTICA E MORAL NA POLÍTICA Primeiro vamos entender de uma forma simplificada o que é política. Falar de política não é difícil, mas difícil é dar uma resposta clara e objetiva sobre ela, devido ser muito abrangente. Segundo Vázquez (2008, p.93): A atividade política implica, também, participação consciente e organizada de amplos setores da sociedade; disto decorre a existência de projetos e programas que fixam os objetivos mediatos e imediatos, bem como os meios ou métodos para realizá-los. Desta maneira, sem excluir que ocorram também atos espontâneos dos indivíduos ou dos grupos sociais, a política é uma forma de atividade prática, organizada e consciente. Para entender mais sobre a política vamos buscar um pouco no passado suas definições. O termo política é derivado do grego refere-se a todos os procedimentos relativos a polis, ou a Cidade-Estado, referindo tanto à sociedade, comunidade e definições que se referem à vida humana. Segundo Vázquez (2008, p.94): Política e Moral são formas de comportamento que não podem identificarse. Nem a política pode absorver a moral, nem esta pode ser reduzida a política. A moral possui um âmbito especifico no qual a política não pode interferir. A política tem campo específico maior, que não se limita pela moral, pelo contrário, algumas vezes a política pode ser até imoral. É válido acreditar que a política e muitos políticos são éticos cumprindo com seus deveres e obrigações, mantendo a sociedade organizada e o bem social da população ÉTICA E MORAL NA GESTÃO PÚBLICA A falta de ética e moral na Gestão Publica faz com que as autoridades públicas não se apóiem em princípios éticos e isto ocorre devido à falta de preparo dos servidores, cultura um tanto equivocada e principalmente, por falta de mecanismos de controle e responsabilização adequada dos atos antiéticos, ou seja, o sentimento de impunidade.

13 12 Os cidadãos têm sua grande parcela de responsabilidade nesta situação, pois não fazem nada para exercerem os seus direitos e impedirem casos absurdos de abuso de poder por parte do poder público. Uma das razões para esta falta de mobilização social se dá, devido á falta de uma cultura por parte da população, ou seja, a sociedade não exerce sua cidadania. A educação seria uma fonte importante para a formação de pessoas que queiram construir e buscar um futuro melhor. Nos setores públicos, servidores mal capacitados e sem princípios éticos e que estão convivendo diariamente com mandos e desmandos, ações desonestas, corrupções e falta de ética tendem a assimilar para esta cultura de se aproveitar da situação em seu próprio benefício. O Estado deveria ser o primeiro a ser o exemplo e evidenciar atos ilícitos e punir os culpados. A mudança que deveria ocorrer na Gestão Pública implica numa mudança gradativa, mas que se faz muito necessária, não somente no Estado, mas também dos servidores dentro da estrutura dos Órgãos Públicos, isto é, uma mudança de hábitos, valores que se formam ao longo do tempo e criam estilos de atuação nas organizações PORQUE SER ÉTICO Ao falarmos sobre ética estamos falando sobre as normas que norteiam o comportamento humano, o comportamento dos indivíduos de uma sociedade, e até mesmo o comportamento dos membros de uma organização. Toda organização é uma entidade que produz um bem e/ou um serviço, para a obtenção de lucro. Segundo Moreira (2002, p.31), o comportamento ético é a única forma de obtenção de lucro com respaldo da moral. Mediante a isso, o agir com ética dentro das organizações públicas ou privadas, nada mais é do que buscar manter a reputação de integridade, honestidade e lealdade em suas atividades desenvolvidas, seja com seus funcionários, clientes, fornecedores e/ou concorrentes. Sendo assim, a ética passou a ser exigida pela sociedade, que passou a observar as condutas e os comportamentos nas organizações.

14 13 Algumas questões básicas como: Cumprir seus compromissos e/ou acordos; Ser competente no que faz; Comprometer-se com seus funcionários; Ser comprometido com a sociedade; Respeitar o meio ambiente entre outros. Estas são questões importantes para manutenção da ética nos órgãos públicos ou privados, fazendo assim toda a diferença, na hora das pessoas optarem por um determinado produto e/ou serviço. Além do mais, empresas ou órgãos públicos que agem de maneira ética e legal adquirem vantagem perante as outras, pois conseguem manter seus funcionários, aumentam suas vendas, fidelizam seus clientes e reduzem custos. Uma organização pública ou privada deve ter claramente definido no seu código de ética, seus propósitos e critérios éticos. Keneth Blanchard apud Stukart (2003, p.73) cita cinco pontos para o poder ético numa empresa (5pês): Propósito, pundonor (brio, decoro), paciência, persistência e perspectiva CÓDIGO DE ÉTICA Os primeiros códigos de ética começaram a ser implantados pelas empresas brasileiras a partir dos anos 1970, e passaram a ser a forma que as empresas encontraram de formalizar suas decisões para assim poder segui-las. Segundo Lisboa (2009, p.59) o código de ética varia de organização para organização. Ele difere quanto conteúdo, extensão e formato, além disso, uma das características importantes do código de ética é que ele é um instrumento da realização da empresa com base em seus princípios de missão, visão e valores. Dessa forma, o código de ética tem, cada vez mais, se tornado essencial para uma organização, que busca agir de maneira ética. Segundo Moreira (2002, p.33): O Código de Ética, quando adotado, implantado de forma correta e regularmente obedecido, pode constituir uma prova legal da determinação da administração da empresa, de seguir os preceitos nele refletidos. O Órgão Público precisa ter a consciência que ao implantar o código de ética,

15 14 todos os membros da organização, partindo dos gestores até o mais novo servidor precisam segui-lo, adotando, assim, posturas de condutas éticas e seguindo os procedimentos nele estabelecidos. Uma das vantagens de sua implantação é o fortalecimento da imagem do Órgão Público, a integração entre servidores e gestores, estimulação do comprometimento de todos os membros da organização, a solução de conflitos entre outros. O objetivo do código de ética é expressar um entendimento sobre as condutas da empresa, frente as seus relacionamentos e negócios e dessa forma coibir os atos antiéticos. Deve haver, também, coerência entre os princípios do código de ética e as ações, pois de nada adianta formalizar o código de ética através de um relatório e guardá-lo na gaveta sem que suas ações estabelecidas não sejam praticadas. A Gestão Pública deve ter como compromisso fazer valer os princípios estabelecidos em práticas concretas em seu cotidiano empresarial, profissional e social POR QUE IMPLANTAR UM CÓDIGO DE ÉTICA Para a implantação de um código de ética as empresas públicas ou privadas precisam, primeiramente, saber identificar e definir os princípios que irá adotar. Só após passar a formalizá-los em relatórios. Para o código de ética ser implantado, precisa haver o envolvimento de toda organização. E deve ser reconhecido pelos membros da organização como expressão de cultura e não uma imposição. As habilidades e competências específicas para ter um programa de ética na organização, são: Envolvimento de todos colaboradores no processo; Manter condições favoráveis para a prática desde o início do processo; Confiar e apoiar os colaboradores no caso de dilemas éticos; Ser coerente em situações de adversidade; Aceitar os colaboradores com suas virtudes, características e seus pontos fracos. Desta forma, o relatório do código de ética servirá de parâmetro para os

16 15 comportamentos éticos de todos os envolvidos. Com isso, a implantação do código de ética servirá como um horizonte para a empresa, pois através dele será possível a busca pela realização de seus princípios de visão, missão e valor. Segundo Whitaker (2006), as empresas implantam códigos de ética por ser um documento com a finalidade de: Fornecer critérios ou diretrizes para que as pessoas se sintam seguras ao adotarem formas éticas de se conduzir. Garantir homogeneidade na forma de encaminhar questões específicas. Aumentar a integração entre os funcionários da empresa. Favorecer ótimo ambiente de trabalho que desencadeia a boa qualidade da produção, alto rendimento e, por via de consequência, ampliação dos negócios e maior lucro. Criar nos colaboradores maior sensibilidade que lhes permita procurar o bem estar dos clientes e fornecedores e, em consequência, sua satisfação. Estimular o comprometimento de todos os envolvidos na elaboração do documento. Proteger interesses públicos e de profissionais que contribuem para a organização. Facilitar o desenvolvimento da competitividade saudável entre concorrentes. Consolidar a lealdade e a fidelidade do cliente. Atrair clientes, fornecedores, colaboradores e parceiros que se conduzem dentro de elevados padrões éticos. Agregar valor e fortalecer a imagem da empresa. Garantir a sustentabilidade da empresa. O código de ética, além de ser um documento com as finalidades apresentadas, ainda pode ajudar a organização nas soluções de questões corriqueiras antes que se tornem grandes problemas organizacionais, mas desde que sejam elaborados e implantados corretamente.

17 16 3 ANÁLISE DOS DADOS DA PESQUISA Através da entrevista e questionários respondidos com base no tema em estudo, com a Diretora do Departamento de Educação e Cultura de Bela Vista do Paraíso-PR e também com seus servidores, chegamos aos seguintes resultados comprovados de forma dissertativa: A diretora do Departamento de Educação e Cultura do Município de Bela Vista do Paraíso-PR se encontra na faixa etária acima dos cinqüenta e cinco anos, possuindo pós-graduação, mais de vinte anos de trabalho em órgão público, sendo que destes, a mesma trabalha há dois anos e dez meses a frente do departamento. Estas características demonstram uma pessoa experiente, esclarecida, com bagagem intelectual e que conhece o setor público. Devido a sua capacidade profissional, tem a confiança do prefeito e das pessoas com as quais trabalha. Neste curto período obteve algumas conquistas como, por exemplo: lotação de professores; eleição de diretores; plano de carreira e salários; capacitação contínua dos professores; laboratórios de informática; salas multifuncionais; incrementação da merenda escolar; equipagem das escolas com material pedagógico e informática; implantação do ciclo de nove anos; e principalmente a elevação do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). A diretora disse que o município tem um código de ética e que conhece o mesmo, concordando e seguindo com as sua regras, demonstrando assim que o município tem um código a ser seguido pelos servidores. Apesar de possuí-lo, o município não oferece um treinamento sobre o mesmo aos seus servidores. Infelizmente como em quase todo órgão público, a diretora disse que já presenciou atitudes antiéticas, mas afirma que é possível denunciar estas práticas no município, podendo segundo sua opinião ser possível uma administração pública com ética e transparência desde que o gestor trabalhe para que isso aconteça. Após a realização do questionário com diretora, foi aplicado um questionário também com a mesma e seus servidores, obtendo-se os seguintes resultados:

18 17 No que diz respeito à liberdade de realização do trabalho individual de uma forma como o servidor achar melhor, 57% sempre tem liberdade e 43% quase sempre. Demonstrando-nos que há uma liberdade dos colaboradores, mas uma cobrança do gestor sobre postura ética. Sobre a exigência de um procedimento rígido na execução das atividades pertinentes as funções individuais, 57% são sempre exigidos, 29% quase sempre e 14% raramente. Demonstrando que nem sempre o departamento está sobre o controle dos procedimentos, podendo por algum motivo que alguma tarefa não seja dada a devida atenção na sua execução. Neste departamento, 14% dos servidores tomam decisões pelo órgão público/departamento, 29% raramente e 43% nunca. Nota-se que a tomada de decisões é variável, o que não garante a homogeneidade na forma de tomar algumas decisões específicas. Na análise do cumprimento ético nas responsabilidades destinadas as funções individuais, 71% dos servidores dizem que sempre agem eticamente e 29% quase sempre. Este é um ponto importante na ética do serviço público, pois uma minoria, mas considerável, não age totalmente com ética, mas tem total conhecimento de que não a faz. Quanto ao comprometimento com as suas atividades, 86% dos servidores dizem ser sempre são, mas 14% disseram que quase sempre o são. No que diz respeito em desempenhar eticamente a sua função para realização de suas atividades, 100% dos servidores consideram importante, cabendo aos mesmos cumprirem com tal desempenho. A respeito dos servidores receberem ou não orientações sobre seus trabalhos e estas forem claras e objetivas, 86% disseram que sim e 14% quase sempre. Segundo os princípios éticos, o ideal seria que sempre estas informações fossem transmitidas com clareza para que se pudesse tomar uma decisão mais eticamente. Constatou-se que 100% dos servidores sempre se respeitam e se sentem respeitados dentro deste ambiente de trabalho, o que garante o sucesso na execução das funções no departamento. Todos os servidores também consideram a diretora uma boa profissional e uma pessoa ética, o que favorece um bom ambiente de trabalho levando a uma boa qualidade das tarefas em cada função.

19 18 Quanto ao relacionamento entre os funcionários, 57% dos servidores acham ótimo o relacionamento entre os mesmos e 43% acham bom. Um ambiente de trabalho com harmonia é mais favorável para execução das atividades dos servidores com ética. Sobre o aproveitamento do potencial de realização profissional, 57% dizem que sempre tem o seu potencial aproveitado e 43% quase sempre o tem. Este aproveitamento em sua totalidade evitaria que os servidores pudessem ficar ociosos com suas funções no departamento. De acordo com o reconhecimento do órgão público para com os seus funcionários, 71% dizem que sempre são reconhecidos e 29% quase sempre, facilitando assim a consolidação dos mesmos com o órgão público. Os mesmos 71% dos servidores consideram que sempre o órgão público/departamento é ético com seus colaboradores e 29% quase sempre. Constatou-se que 86% sempre acham que a gestão do departamento dá um bom exemplo para os servidores e 14% dizem que quase sempre. A análise destes 14% é essencial para a melhora da gestão para com seus subordinados segundo a ética. Assuntos importantes são debatidos em equipe para 43% sempre; já para 57% quase sempre. Pode-se notar que às vezes a gestão toma as decisões somente com alguns servidores. Quanto ao estímulo do trabalho em equipe 57% dizem que sempre são estimulados e 43% quase sempre. Este estímulo deveria ser em uma totalidade, para evitar possíveis condutas antiéticas no departamento. Hoje em dia, sempre é possível ser e trabalhar com uma conduta ética para 57% dos servidores e 43% acha que quase sempre. Esta porcentagem serve de alerta para a gestão, pois quase metade destas pessoas podem ou estão com algum pensamento de conduta ética. Além das questões objetivas foram feitas duas questões abertas sobre a importância da ética nas relações humanas e como tornar o local de trabalho mais ético. Para ilustrar citamos algumas respostas obtidas: O exercício da ética nas relações humanas é de fundamental importância, pois coíbem as práticas fraudulentas, a corrupção, o cerceamento das liberdades, o preconceito, a discriminação, o abuso de autoridade, o individualismo, entre outras.

20 19 Para que se possa manter um bom relacionamento humano, precisamos nos conhecer e conhecer os outros também. É necessário lembrar que estamos em constante evolução, dessa forma, podemos acertar ou errar. Reconhecendo isso, poderemos compreender melhor os outros, contribuindo para uma boa relação humana. Não é fácil praticar, mas todos nós temos o dever de tentar. É preciso respeitar as pessoas para se obter um ambiente saudável, onde se podem desenvolver laços de amizade e cooperação. Respeitar as diferenças, colaborar com o desenvolvimento de todas as atividades, servir bem ao público. É muito importante dar valor ao trabalho em equipe; respeitar os colegas de trabalho; ouvir sugestões e opiniões. O que for melhor para o bom andamento do trabalho deve ser acatado. Conscientização. Cada qual deve saber desenvolver sua função de maneira eficiente e rápida, ajudando, aos outros na finalização de tarefas quando necessário. 4 - CONSIDERAÇÕES FINAIS Por meio do estudo elaborado para conclusão deste artigo, podemos observar dentre os escritos feitos e fundamentados em autores que nos orientaram, com suas variadas formas, a importância de se refletir sobre tema tão delicado como a Ética na Gestão Pública. Diante das leituras efetuadas, é possível observar que a consciência ética, como a educação e a cultura são assimiladas pelo ser humano. Assim, a ética na administração pública pode e deve ser desenvolvida junto aos agentes públicos ocasionando uma mudança na gestão pública que deve ser sentida pelo contribuinte que dela se utiliza diariamente. Seja por meio da simplificação de procedimentos, isto é, a celeridade de respostas e qualidade dos serviços prestados, seja pela forma de agir ou de contato entre o cidadão e os funcionários públicos, seja na seriedade e transparência em gerir o que é público. Os dados apresentados foram frutos de um processo analítico-interpretativo sobre as opiniões dos servidores públicos do Departamento de Educação e Cultura de Bela Vista do Paraíso-PR. O primeiro questionário foi elaborado especificamente

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório

Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Recursos Humanos Coordenação de Gestão de Pessoas Pesquisa de Clima Análise dos dados da Pesquisa de Clima Relatório Introdução No dia 04 de Agosto de 2011, durante a reunião de Planejamento, todos os

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética MENSAGEM DA DIRETORIA A todos os dirigentes e empregados A Companhia de Seguros Aliança do Brasil acredita no Respeito aos princípios éticos e à transparência de conduta com as

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS Curso de Ciências Contábeis A ÉTICA PROFISSIONAL EXERCIDA PELOS CONTADORES RESENHA LARISSA DE C. PAVÉGLIO RAQUEL F. SCHAEFER

Leia mais

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética

Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética Aliança do Brasil. É assim que a gente faz. Código de Conduta Ética SUMÁRIO CONCEITO OBJETIVO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS DE RELACIONAMENTOS CONFLITOS DE INTERESSE CONFIDENCIALIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESERVAÇÃO

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Introdução A Eucatex, através deste Código de Ética e Conduta, coloca à disposição de seus colaboradores, fornecedores e comunidade, um guia de orientação para tomada de decisões

Leia mais

Enquete. O líder e a liderança

Enquete. O líder e a liderança Enquete O líder e a liderança Muitas vezes, o sucesso ou fracasso das empresas e dos setores são creditados ao desempenho da liderança. Em alguns casos chega-se a demitir o líder, mesmo aquele muito querido,

Leia mais

ÉTICA APLICADA Ética e Moral

ÉTICA APLICADA Ética e Moral ÉTICA APLICADA Ética e Moral ÉTICA é o ramo da filosofia dedicado aos assuntos morais, é ciência que se ocupa do estudo do comportamento humano e investiga o sentido que o homem confere às suas ações.

Leia mais

Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português.

Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português. Este Código de Conduta Ética foi impresso em papel couché, com tiragem de 1500 exemplares, em português. Esta publicação é distribuída para os colaboradores da Recuperadora Sales Gama Ltda e seu público

Leia mais

APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES

APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES APOSTILA DE FILOSOFIA E ÉTICA NAS ORGANIZAÇÕES 2º. Bimestre Capítulos: I Ética: noções e conceitos básicos II Processo de Decisão Ética III - Responsabilidade Social Apostila elaborada pela Profa. Ana

Leia mais

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR

OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR OS PRINCÍPIOS DA ESSILOR Cada um de nós, na vida profissional, divide com a Essilor a sua responsabilidade e a sua reputação. Portanto, devemos conhecer e respeitar os princípios que se aplicam a todos.

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução.

CÓDIGO DE ÉTICA. Introdução. CÓDIGO DE ÉTICA Introdução. Os princípios Éticos que formam a consciência e fundamentam nossa imagem no segmento de recuperação de crédito e Call Center na conduta de nossa imagem sólida e confiável. Este

Leia mais

RESPONSABILIDADE SOCIAL

RESPONSABILIDADE SOCIAL RESPONSABILIDADE SOCIAL Universidade de Brasília Faculdade de Ciência da Informação Profa. Lillian Alvares TODO COMPORTAMENTO TEM SUAS RAZÕES. A ÉTICA É SIMPLESMENTE A RAZÃO MAIOR DAVID HUME DEFINIÇÕES

Leia mais

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing

Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Marketing não Sobrevive sem Endomarketing Um ótimo serviço pode se tornar ruim se os funcionários não confiam em si mesmos. Uma endoentrevista sobre endomarketing. Troquemos de lugar! O título é, sem dúvida,

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00

POLÍTICA CORPORATIVA Código PC.00.001. PRESIDÊNCIA Revisão 00 Páginas 1/8 1. OBJETIVO O Código de Ética é um conjunto de diretrizes e regras de atuação, que define como os empregados e contratados da AQCES devem agir em diferentes situações no que diz respeito à

Leia mais

Por que ouvir a sua voz é tão importante?

Por que ouvir a sua voz é tão importante? RESULTADOS Por que ouvir a sua voz é tão importante? Visão Tokio Marine Ser escolhida pelos Corretores e Assessorias como a melhor Seguradora pela transparência, simplicidade e excelência em oferecer soluções,

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 RECURSOS HUMANOS EM UMA ORGANIZAÇÃO HOSPITALAR COM PERSPECTIVA DE DESENVOLVIVENTO DO CLIMA ORGANIZACONAL: O CASO DO HOSPITAL WILSON ROSADO EM MOSSORÓ RN

Leia mais

O QUE É UM CÓDIGO DE ÉTICA?

O QUE É UM CÓDIGO DE ÉTICA? O QUE É UM CÓDIGO DE ÉTICA? O Código de ética é um instrumento que busca a realização dos princípios, visão e missão da empresa. Serve para orientar as ações de seus colaboradores e explicitar a postura

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Por estar inserida em uma sociedade, a Interact Solutions preza por padrões de conduta ética em suas atividades, quando se relaciona com clientes, fornecedores, canais de distribuição,

Leia mais

Código de Ética. PARTE I Relação com o cliente de Consultoria

Código de Ética. PARTE I Relação com o cliente de Consultoria Código de Ética PARTE I Relação com o cliente de Consultoria 1. É essencial que o Consultor estabeleça de inicio com o cliente, de forma clara, os objetivos do trabalho previsto, dos meios a serem utilizados,

Leia mais

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda.

Código de Ética. SPL Consultoria e Informática Ltda. Código de Ética SPL Consultoria e Informática Ltda. Introdução Segundo o dicionário Aurélio ética é o estudo dos juízos de apreciação que se referem à conduta humana suscetível de qualificação do ponto

Leia mais

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015

Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA. ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 30/06/2015 Boletim Administrativo Eletrônico de Pessoal Nº: 5745 terça feira, 05 de maio de 2015 COMISSÃO DIRETORA ATO DA COMISSÃO DIRETORA N O 5, de 2015 Revisa e altera os objetivos estratégicos do plano

Leia mais

Introdução: Código de Conduta Corporativa

Introdução: Código de Conduta Corporativa Transporte Excelsior Ltda Código de Conduta Corporativa Introdução: A Transporte Excelsior através desse Código Corporativo de Conduta busca alinhar e apoiar o cumprimento de nossa Missão, Visão e Valores,

Leia mais

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS

Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT. Fátima Ticianel CDG-SUS/UFMT/ISC-NDS Trabalho em Equipe e Educação Permanente para o SUS: A Experiência do CDG-SUS-MT Proposta do CDG-SUS Desenvolver pessoas e suas práticas de gestão e do cuidado em saúde. Perspectiva da ética e da integralidade

Leia mais

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL

CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL CENTRO BRASILEIRO DE REFERÊNCIA EM TECNOLOGIA SOCIAL INSTITUTO DE TECNOLOGIA SOCIAL Curso: Tecnologia Social e Educação: para além dos muros da escola Resumo da experiência de Avaliação do Programa "Apoio

Leia mais

Código de Ética do IBCO

Código de Ética do IBCO Código de Ética do IBCO Qua, 14 de Novembro de 2007 21:00 O papel do consultor de organização, no desempenho de suas atividades, é o de assistir aos clientes na melhoria do seu desempenho, tanto nos aspectos

Leia mais

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região

Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Tribunal do Trabalho da Paraíba 13ª Região Apresentação 1.Identificação do órgão:tribunal do Trabalho da Paraíba/ Assessoria de Comunicação Social 2.E-mail para contato:rdaguiar@trt13.jus.br, rosa.jp@terra.com.br

Leia mais

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo

Projeto Amplitude. Plano de Ação 2015. Conteúdo Projeto Amplitude Plano de Ação 2015 P r o j e t o A m p l i t u d e R u a C a p i t ã o C a v a l c a n t i, 1 4 7 V i l a M a r i a n a S ã o P a u l o 11 4304-9906 w w w. p r o j e t o a m p l i t u

Leia mais

Mensagem da Direção da AEVA

Mensagem da Direção da AEVA Mensagem da Direção da AEVA Caros colaboradores, consumidores e parceiros da Associação para a Educação e Valorização da Região de Aveiro: Nos dias de hoje, a importância que se dá à ética, ao respeito

Leia mais

1» A revolução educacional e a educação em valores 11

1» A revolução educacional e a educação em valores 11 Sumário Introdução 9 1» A revolução educacional e a educação em valores 11 Introdução 12 As causas da revolução educacional 12 O triplo desafio pedagógico 14 Da transmissão à educação 15 O que pretende

Leia mais

ACS Assessoria de Comunicação Social

ACS Assessoria de Comunicação Social DISCURSO DO MINISTRO DA EDUCAÇÃO, HENRIQUE PAIM Brasília, 3 de fevereiro de 2014 Hoje é um dia muito especial para mim. É um dia marcante em uma trajetória dedicada à gestão pública ao longo de vários

Leia mais

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008

Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Veículo: Site Estilo Gestão RH Data: 03/09/2008 Seção: Entrevista Pág.: www.catho.com.br SABIN: A MELHOR EMPRESA DO BRASIL PARA MULHERES Viviane Macedo Uma empresa feita sob medida para mulheres. Assim

Leia mais

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP

Fatores e Indicadores de Desempenho ADP Fatores e Indicadores de Desempenho ADP RESPONSABILIDADE / COMPROMETIMENTO COM A INSTITUIÇÃO - Assumir o compromisso na realização das atribuições - Atuar com disposição para mudanças - Buscar qualidade

Leia mais

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra

LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra LIDERANÇA NO CONTEXTO CONTEMPORÂNEO Prof. Joel Dutra INTRODUÇÃO As organizações vivem em um ambiente em constante transformação que exige respostas rápidas e efetivas, respostas dadas em função das especificidades

Leia mais

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado.

O que é Ética? Uma pessoa que não segue a ética da sociedade a qual pertence é chamado de antiético, assim como o ato praticado. 1 O que é Ética? Definição de Ética O termo ética, deriva do grego ethos (caráter, modo de ser de uma pessoa). Ética é um conjunto de valores morais e princípios que norteiam a conduta humana na sociedade.

Leia mais

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização

O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização O desenvolvimento do Terceiro Setor e a profissionalização Cristiane dos Santos Schleiniger * Lise Mari Nitsche Ortiz * O Terceiro Setor é o setor da sociedade que emprega aproximadamente 1 milhão de pessoas.

Leia mais

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs Vendas - Cursos Curso Completo de Treinamento em Vendas com - 15 DVDs O DA VENDA Esta palestra mostra de maneira simples e direta como planejar o seu trabalho e, também, os seus objetivos pessoais. Através

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 1 Ser Voluntário Organizando Voluntariado na Escola Aula 1 Ser Voluntário Objetivos 1 Entender o que é ser voluntário. 2 Conhecer os benefícios de ajudar. 3 Perceber as oportunidades proporcionadas pelo voluntariado. 4

Leia mais

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil

Futuro do trabalho O futuro do trabalho Destaques O futuro do trabalho: Impactos e desafios para as empresas no Brasil 10Minutos Futuro do trabalho Pesquisa sobre impactos e desafios das mudanças no mundo do trabalho para as organizações no B O futuro do trabalho Destaques Escassez de profissionais, novos valores e expectativas

Leia mais

Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli

Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli Os Valores e o Código ético do Grupo Pirelli Os valores éticos como base da ação. Aidentidade de nosso Grupo assenta-se historicamente num conjunto de valores que foram ao longo dos anos visados e tutelados

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Histórico de elaboração Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Histórico de elaboração Julho 2014 Motivações Boa prática de gestão Orientação para objetivos da Direção Executiva Adaptação à mudança de cenários na sociedade

Leia mais

MERITOCRACIA E COMPETÊNCIAS Avaliando Desempenho e Construindo Resultados Sustentáveis na Administração Pública

MERITOCRACIA E COMPETÊNCIAS Avaliando Desempenho e Construindo Resultados Sustentáveis na Administração Pública MERITOCRACIA E COMPETÊNCIAS Avaliando Desempenho e Construindo Resultados Sustentáveis na Administração Pública ROGERIO LEME rogerio@lemeconsultoria.com.br Rogerio Leme Diretor de Estudos de Desenvolvimento

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA E URBANISMO ADMINISTRAÇÃO OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO, DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O ARQUITETURA E URBANISMO PROMETO NO EXERCÍCIO DA ATIVIDADE INERENTE À PRÁTICA DA ARQUITETURA E URBANISMO, RESPEITAR OS PRINCÍPIOS

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

LIDERANÇA, ÉTICA, RESPEITO, CONFIANÇA

LIDERANÇA, ÉTICA, RESPEITO, CONFIANÇA Dado nos últimos tempos ter constatado que determinado sector da Comunidade Surda vem falando muito DE LIDERANÇA, DE ÉTICA, DE RESPEITO E DE CONFIANÇA, deixo aqui uma opinião pessoal sobre o que são estes

Leia mais

Código de Conduta da Dachser

Código de Conduta da Dachser Código de Conduta da Dachser 1. Introdução A fundação de todas as atividades na Dachser é a nossa adesão a regulamentos juridicamente vinculativos em nível nacional e internacional, assim como a quaisquer

Leia mais

Política de Responsabilidade Socioambiental

Política de Responsabilidade Socioambiental Política de Responsabilidade Socioambiental SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 3 2 OBJETIVO... 3 3 DETALHAMENTO... 3 3.1 Definições... 3 3.2 Envolvimento de partes interessadas... 4 3.3 Conformidade com a Legislação

Leia mais

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM

8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM CORRENTES DO PENSAMENTO DIDÁTICO 8. O OBJETO DE ESTUDO DA DIDÁTICA: O PROCESSO ENSINO APRENDIZAGEM Se você procurar no dicionário Aurélio, didática, encontrará o termo como feminino substantivado de didático.

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL UTILIZANDO O MÉTODO SURVEY, COM OS COLABORADORES DE UMA EMPRESA DO RAMO DA CONTRUÇÃO CIVIL Julia Ferreira de Moraes (EEL-USP) moraes.julia@hotmail.com Everton Azevedo Schirmer

Leia mais

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA

Engenharia e Consultoria CÓDIGO DE ÉTICA CÓDIGO DE ÉTICA SUMÁRIO APRESENTAÇÃO COLABORADORES Princípios éticos funcionais Emprego e Ambiente de trabalho Conflito de interesses Segredos e informações comerciais SEGURANÇA, SAÚDE E MEIO AMBIENTE

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária

PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária PROJETO interação FAMÍLIA x ESCOLA: UMA relação necessária Apoio: Secretária municipal de educação de santo Afonso PROJETO INTERAÇÃO FAMÍLIA X ESCOLA: UMA RELAÇÃO NECESSÁRIA. É imperioso que dois dos principais

Leia mais

Suas atividades terão como horizonte a escola, de modo particular, a escola em que você atua!

Suas atividades terão como horizonte a escola, de modo particular, a escola em que você atua! PROJETO-INTERVENÇÃO O curso de formação de gestores escolares que estamos realizando orientase por dois eixos básicos: a) a educação compreendida como direito social a ser suprido pelo Estado; b) a gestão

Leia mais

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente.

Valores Pessoas; Trabalho em Equipe; Conduta Ética; Orientação ao Cliente; Orientação a Resultados; Inovação; e Comunidade e Meio Ambiente. CÓDIGO DE ÉTICA EMPRESARIAL 1 INTRODUÇÃO O Código de Ética Empresarial da COELCE, apresenta os princípios direcionadores das políticas adotadas pela empresa e que norteiam as ações e relações com suas

Leia mais

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII)

Apresentação Plano de Integridade Institucional da Controladoria-Geral da União (PII) PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO Secretaria-Executiva Diretoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Plano de Integridade Institucional (PII) 2012-2015 Apresentação Como

Leia mais

Fique a vontade para responder o questionário, seja o mais verdadeiro possível.

Fique a vontade para responder o questionário, seja o mais verdadeiro possível. MODELO DE PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 1 FICHA DE INSTRUÇÕES A proposta deste questionário é conhecer as pessoas que trabalham na empresa, analisar suas necessidades e insatisfações, e tornar a organização

Leia mais

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS

POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS EMPRESAS ELETROBRAS POLÍTICA DE COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO COM PÚBLICOS DE INTERESSE DAS Versão 2.0 09/02/2015 Sumário 1 Objetivo... 3 1.1 Objetivos Específicos... 3 2 Conceitos... 4 3 Princípios... 5 4 Diretrizes... 5 4.1

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO

CÓDIGO DE ÉTICA G UPO CÓDIGO DE ÉTICA G UPO 1 Sumário APRESENTAÇÃO... 2 1. APLICABILIDADE... 3 ESCLARECIMENTOS... 3 O COMITÊ DE ÉTICA... 3 ATRIBUIÇÕES DO COMITÊ... 3,4 2. ASSUNTOS INTERNOS... 4 OUVIDORIA... 4 PRECONCEITO...

Leia mais

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série).

Primeiro Segmento equivalente à alfabetização e às quatro primeiras séries do Ensino Fundamental (1ª à 4ª série). INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A EJA 1- Você se matriculou em um CURSO DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (EJA). Esse curso tem a equivalência do Ensino Fundamental. As pessoas que estudam na EJA procuram um curso

Leia mais

O diretor da escola faz a diferença!

O diretor da escola faz a diferença! O diretor da escola faz a diferença! COMO ESTIMULAR A MOTIVAÇÃO? Encorajar a conduta ética. Incentivar o trabalho em equipe. Ser exemplo de orgulho por pertencer à escola. Relacionamentos genuínos criam

Leia mais

Interação das Escolas do Tocantins

Interação das Escolas do Tocantins SINDICATO DOS PEDAGOGOS DO ESTADO DO TOCANTINS - SINPETO www.sinpeto.com.br Interação das Escolas do Tocantins Palmas 2010. SINDICATO DOS PEDAGOGOS DO ESTADO DO TOCANTINS - SINPETO www.sinpeto.com.br Projeto:

Leia mais

3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos:

3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos: CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º Bimestre Pátria amada AULA: 127 Conteúdos: Elaboração de cenas e improvisação teatral de textos jornalísticos.

Leia mais

Teoria Básica da Administração. Liderança e Comunicação. Professor: Roberto César

Teoria Básica da Administração. Liderança e Comunicação. Professor: Roberto César Teoria Básica da Administração Liderança e Comunicação Professor: Roberto César Liderança O líder nasce líder ou aprende a ser líder? Liderar é conhecer a motivação humana e saber conduzir as pessoas a

Leia mais

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG

Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Endomarketing: um estudo de caso em uma agência de uma instituição financeira de Bambuí- MG Bruna Jheynice Silva Rodrigues 1 ; Lauriene Teixeira Santos 2 ; Augusto Chaves Martins 3 ; Afonso Régis Sabino

Leia mais

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4

POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 POLÍTICA EMRPESARIAL DA INT.4 INTRODUÇÃO Desde que foi fundada em 2001, a ética, a transparência nos processos, a honestidade a imparcialidade e o respeito às pessoas são itens adotados pela interação

Leia mais

?- Período em que participavam das aulas.

?- Período em que participavam das aulas. Iniciativa Apoio como foi a campanha HISTÓRIAS EX ALUNOS 1997 2013 as perguntas eram relacionadas ao:?- Período em que participavam das aulas. - Impacto que o esporte teve na vida deles. - Que têm feito

Leia mais

NORMA DE AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL - NOR 312

NORMA DE AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL - NOR 312 MANUAL DE GESTÃO DE PESSOAS COD. 300 ASSUNTO: AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO FUNCIONAL COD: NOR 312 APROVAÇÃO: Resolução DIREX Nº 009/2012 de 30/01/2012 NORMA DE AVALIAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO 1/17 ÍNDICE

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA E ÉTICA SUMÁRIO 1 ÉTICA...03 2 APRESENTAÇÃO...04 3 APLICAÇÃO...05 4 FINALIDADES...06 5 DEFINIÇÕES...07 6 CULTURA ORGANIZACIONAL...08 6.1 MISSÃO...08 6.2 VISÃO...08 6.3 VALORES...08 6.4

Leia mais

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação

NORMAS DE CONDUTA. Apresentação NORMAS DE CONDUTA Apresentação Adequando-se às melhores práticas de Governança Corporativa, a TITO está definindo e formalizando as suas normas de conduta ( Normas ). Estas estabelecem as relações, comportamentos

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO

PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO PROJETO PEDAGÓGICO DO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO APRESENTAÇÃO O Projeto Político Pedagógico da Escola foi elaborado com a participação da comunidade escolar, professores e funcionários, voltada para a

Leia mais

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec

Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC: DE MAIRIPORÃ Código: 271 Município: MAIRIPORÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIOS Habilitação Profissional: TÉCNICO EM CONTABILIDADE Qualificação:

Leia mais

ÉTICA E SERVIÇO PÚBLICO

ÉTICA E SERVIÇO PÚBLICO ÉTICA E SERVIÇO PÚBLICO A ÉTICA NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CASEMIRO JOSÉ MOTA MAIO/2014 Conceitos Fundamentais Ética: conjunto de regras que orientam a atividade humana de maneira a garantir igualdade num

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Etec Dr. José Luiz Viana Coutinho Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec: Dr José Luiz Viana Coutinho Código: 073 Município: Jales - SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Componente

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA)

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) A administração participativa é uma filosofia ou política de administração de pessoas, que valoriza sua capacidade de tomar decisões e resolver problemas,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda.

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIAL Laboratório Weinmann Ltda. 1 Objetivo Descrever e comunicar os princípios que norteiam o relacionamento do Laboratório Weinmann Ltda. com as suas partes interessadas

Leia mais

Profª Drª Jorgeta Zogheib Milanezi DIDÁTICA DO ENSINO O DOMÍNIO DE UMA PROFISSÃO NÃO EXCLUI O SEU APERFEIÇOAMENTO .. AO CONTTRÁRIO, SERÁ MESTRE QUEM

Profª Drª Jorgeta Zogheib Milanezi DIDÁTICA DO ENSINO O DOMÍNIO DE UMA PROFISSÃO NÃO EXCLUI O SEU APERFEIÇOAMENTO .. AO CONTTRÁRIO, SERÁ MESTRE QUEM Profª Drª Jorgeta Zogheib Milanezi DIDÁTICA DO ENSINO O DOMÍNIO DE UMA PROFISSÃO NÃO EXCLUI O SEU APERFEIÇOAMENTO.. AO CONTTRÁRIO, SERÁ MESTRE QUEM CONTINUAR APRENDENDO.. Piere Furter AVALIAR PARA CONHECER

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Desenvolvimento Humano e Responsabilidade Social Junho/2014 Desenvolvimento Sustentável Social Econômico

Leia mais

Aplicação de um Programa de Ética em Instituição Financeira

Aplicação de um Programa de Ética em Instituição Financeira Aplicação de um Programa de Ética em Instituição Financeira Deives Rezende Filho Superintendente de Ética e Ombudsman Itaú Unibanco S.A. Proposta A partir da experiência da Superintendência de Ética e

Leia mais

Código de Ética e Conduta Profissional da MRC Consultoria e Sistema de Informática Ltda. - ME

Código de Ética e Conduta Profissional da MRC Consultoria e Sistema de Informática Ltda. - ME 1 - Considerações Éticas Fundamentais Como um colaborador da. - ME eu devo: 1.1- Contribuir para a sociedade e bem-estar do ser humano. O maior valor da computação é o seu potencial de melhorar o bem-estar

Leia mais

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr.

Construindo o Conteúdo da Liderança. José Renato S. Santiago Jr. Construindo o Conteúdo da Liderança José Renato S. Santiago Jr. Gestão Estratégica de RH Módulo 1: Alinhando Gestão de Pessoas com a Estratégia da Empresa Módulo 2: Compreendendo e Dinamizando a Cultura

Leia mais

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas

PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS. Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas PRS - Programa de Responsabilidade Social do Crea-RS Gestão de Administração e Finanças Gerência de Gestão de Pessoas Desenvolvimento Sustentável Social Econômico Ambiental Lucro Financeiro Resultado Social

Leia mais

PROMETO, DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO

PROMETO, DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS PROMETO, DIGNIFICAR MINHA PROFISSÃO, CONSCIENTE DE MINHAS RESPONSABILIDADES LEGAIS, OBSERVAR O CÓDIGO DE ÉTICA, OBJETIVANDO O APERFEIÇOAMENTO DA CIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO, O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL INTRODUÇÃO Este Código de Ética é público e reúne diretrizes que norteiam o comportamento dos Conselheiros, Dirigentes e Colaboradores

Leia mais

Quais são os objetivos dessa Política?

Quais são os objetivos dessa Política? A Conab possui uma Política de Gestão de Desempenho que define procedimentos e regulamenta a prática de avaliação de desempenho dos seus empregados, baseada num Sistema de Gestão de Competências. Esse

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA SWEETMIX Caro Colaborador, A prática do Código de Conduta Ética é tão importante que fazemos questão que cada colaborador tenha seu próprio exemplar para ler e consultar sempre

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL

MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL MARKETING DE RELACIONAMENTO UMA FERRAMENTA PARA AS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR: ESTUDO SOBRE PORTAL INSTITUCIONAL Prof. Dr. José Alberto Carvalho dos Santos Claro Mestrado em Gestão de Negócios Universidade

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio. Etec. Etec: Professor Massuyuki Kawano

Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL. Ensino Médio. Etec. Etec: Professor Massuyuki Kawano Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO GERAL Ensino Médio Etec Etec: Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Área de conhecimento: Ciências Humanas e Suas Tecnologias Componente Curricular:

Leia mais

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas

1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas 1 Dicas para o profissional que vira chefe dos colegas http://oglobo.globo.com/economia/emprego/dicas-para-profissional-que-vira-chefe-dos-colegas-13653201 Tudo depende da postura pessoal, mas clareza

Leia mais

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES

Elétrica montagem e manutenção ltda. AVALIAÇÃO DE COLABORADORES AVALIAÇÃO DE COLABORADORES RESUMO A preocupação com o desempenho dos colaboradores é um dos fatores que faz parte do dia-a-dia da nossa empresas. A avaliação de desempenho está se tornando parte atuante

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES.

UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. UM CAMINHAR DA ADMINISTRAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DE PESSOAS: LIDERANÇA, MOTIVAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE EQUIPES. Eder Gomes da Silva 1 Resumo: O presente artigo trazer um estudo teórico buscando adquirir

Leia mais

P R O P O S TA C O M E R C I A L

P R O P O S TA C O M E R C I A L P R O P O S TA C O M E R C I A L Joinville, 03 de setembro de 2014. Proposta para: treinamento líder coach Prezado, Temos o prazer de enviar a proposta do Treinamento Líder Coach, para sua análise e apreciação.

Leia mais

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014

Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO. Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Planejamento Estratégico PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Formação dos grupos de trabalho e Detalhamento das estratégias do Plano de Ação Julho 2014 Grupos de trabalho: formação Objetivo: elaborar atividades e

Leia mais

Tema: Governança Corporativa e Compliance: como aplicar em empresas de médio porte. Palestrante: Carlos Alberto de Moraes Borges

Tema: Governança Corporativa e Compliance: como aplicar em empresas de médio porte. Palestrante: Carlos Alberto de Moraes Borges Tema: Governança Corporativa e Compliance: como aplicar em empresas de médio porte Palestrante: Carlos Alberto de Moraes Borges Estrutura da apresentação A visão de Governança Corporativa e Compliance

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL

CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL Índice CÓDIGO DE ÉTICA PROFISSIONAL 3 5 6 7 INTRODUÇÃO ABRANGÊNCIA PRINCÍPIOS RELACIONAMENTOS CONSELHO DE ÉTICA SANÇÕES DISPOSIÇÕES FINAIS INTRODUÇÃO Considerando que a paz,

Leia mais

XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012

XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012 XII Encontro de Pós-Graduação e Pesquisa Universidade de Fortaleza 22 à 26 de Outubro de 2012 GESTÃO PARTICIPATIVA NA CONSTRUÇÃO DA QUALIDADE DE ENSINO EM COOPERATIVAS EDUCACIONAIS DO PIAUÍ Cyjara Orsano

Leia mais

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012

IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 IV Encontro Nacional de Escolas de Servidores e Gestores de Pessoas do Poder Judiciário Rio de Janeiro set/2012 Rosely Vieira Consultora Organizacional Mestranda em Adm. Pública Presidente do FECJUS Educação

Leia mais

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS

PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EDUCAÇÃO BÁSICA ENSINO SUPERIOR EDUCAÇÃO NÃO-FORMAL EDUCAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DO SISTEMA DE JUSTIÇA E SEGURANÇA EDUCAÇÃO E MÍDIA Comitê Nacional de Educação

Leia mais