MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO"

Transcrição

1 MODELO DE DOCUMENTO DE DESIGN DE JOGO DDJ BANCO IMOBILIÁRIO 1 OBJETIVOS DO DESENVOLVEDOR (PROPÓSITO DO JOGO) Objetivos do desenvolvedor são: _Motivos para criar o _Objetivos que pretende atingir; _Estímulos pretendidos; _Propósito da ferramenta. Promover a aprendizagem sobre economia financeira e transações para financiamento de imóveis; Promover o entendimento no processo de compra e venda de propriedades como bairro, casas, hotéis, empresas; Desenvolver uma ferramenta que promova a prática do raciocínio matemático em torno da lógica de investimentos e lucro; Buscar soluções financeiras em torno do mercado imobiliário; Promover o entendimento sobre a lógica do sistema capitalista. 2 PERFIL DO JOGADORES (IDADE,GÊNERO, PROFISSÃO...) Para entender o perfil do jogador é preciso definir: _Para quem você está criando o Inicialmente, o jogo foi criado para estimular empresários e pesquisadores a encontrarem soluções para o mercado financeiro em imóveis, porém o jogo se tornou um jogo de tabuleiro tradicional pelo seu sucesso no Brasil e no mundo. O jogo é indicado para jogadores a partir de 8 anos. _A faixa etária, atividade, gênero, profissão, hábitos têm esses jogadores, local ou outras informações relevantes; _Quantos perfis diferentes pretende atingir; _As características peculiares de cada perfil. 3 CONTEÚDO DO JOGO (INFORMAÇÕES, MATÉRIA) Para elaborar o conteúdo do jogo, é preciso definir: _As informações que pretende passar no O tabuleiro normal do jogo exibe informações sobre bairros e ruas das duas maiores cidades do Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo. As fichas representam notas de dinheiro e as cartas de sorte e revés demonstram transações imobiliárias. _O assunto é essencial para a aprendizagem; _O conteúdo mais relevante ao jogador; _A abordagem do jogo.

2 4 NOME DO JOGO NÚMERO DE JOGADORES GÊNERO (TIPO DE JOGO) CONCEITO (ESSÊNCIA DO JOGO) Para definir o conceito é preciso elaborar: _As características essenciais do Banco Imobiliário 2 a 6 jogadores Tabuleiro, jogo de lógica e estratégia Banco Imobiliário é um jogo de tabuleiro em que o jogador precisa criar estratégias para vender e comprar imóveis de forma lucrativa e competitiva, acumulando bens e evitando a falência. O jogo pode ser jogado com 2 a 6 jogadores, acima de 8 anos. _Definir se o estilo do jogo, colaborativo ou competitivo, plataforma, jogo concreto; _O resumo do jogo (objetivo, tema, tipo, número de jogadores, recursos ); _O texto de apresentação, divulgação e vendas. 5 METAS (OBJETIVOS DO JOGADOR NO JOGO) Para definir as metas do jogador, especifique: _A meta (missão) do jogador; Tornar- se o mais rico dos jogadores; Monopolizar o mercado imobiliário; Negociar as propriedades; Alugar, vender e comprar imóveis. _As atividades serão feitas para alcançar a meta; _O objetivo do jogador no jogo. 6 DESAFIOS (CONFLITOS E SOLUÇÕES) Os desafios estão relacionados a: _ Ações necessárias para se alcançar a meta; _ Aos conflitos do _Aos enigmas no _Os desafios serão individuais, coletivos ou mistos. Evitar a falência por meio de escolha de bons investimentos. O jogador deve evitar ir para a prisão e ter que pagar muitos honorários. PRISÃO : Se o jogador cair no campo, VÁ PARA A PRISÃO ou se tirar 3 duplas seguidas, irá com o seu pião para a prisão. Se porém alcançar a prisão em lances regulares será considerado visitante e poderá continuar normalmente o jogo quando chegar a sua vez. Da prisão o jogador poderá sair se conseguir numa das suas 3 próximas jogadas tirar uma dupla. Se não conseguir na 4º jogada pagará $50 ao banqueiro e andará o número de pontos conseguidos nos dados. Também poderá sair da prisão se possuir o cartão SAÍDA LIVRE DA PRISÃO.

3 FALÊNCIA: Se mesmo após hipotecar ou vender suas propriedades o jogador não conseguir pagar suas dívidas ele irá à falência, e se sairá do jogo. 7 RESULTADOS (BÔNUS, PONTUAÇÕES) Os resultados precisam ser: _Quantificados; _Bem definidos; _Definidores para o avanço de fases; _Claros e visíveis; _Definidores para o fim do jogo. HONORÁRIOS: Cada vez que o jogador alcançar o PONTO DE PARTIDA ou por ele passar receberá do banqueiro $200 como HONORÁRIOS. TERRENO OU EMPRESA COM DONO: Se o jogador alcançar um terreno ou empresa que já tenha sido adquirido, pagará aluguel ou taxa correspondente, ao respectivo proprietário, conforme os dados constantes do titulo.o dono do terreno ou propriedade, deverá cobrar antes que o jogador seguinte lance os dados, caso contrário não terá mais direito. HIPOTECAS: Terrenos sem construção {caso haja casas ou hotel é necessário antes vendê-las ao Banco pela metade do preço) e empresas podem ser hipotecadas pelos valores determinados nos títulos por qualquer período de tempo. 8 ENREDO * (NARRATIVA DO JOGO) O Jogo não apresenta nenhuma narrativa ou história que contextualiza o jogo. O Enredo propõe: _Uma narrativa que apresenta o _Histórias que contextualizam as ações do _Maior entendimento das missões no jogo. _ Fazer elos entre as ações no jogo.

4 9 CENÁRIO *(CONTEXTO VISUAL DO JOGO) O Tabuleiro simula um percurso com ruas e nomes de locais famosos de grandes cidades dispostas em um retângulo em volta do espaço Banco. O cénário representa: _O contexto do _O local onde o jogo irá acontecer; _Os ambientes percorridos pelo jogador; _ A espacialidade dentro do jogo. 10 PERSONAGENS * (AVATAR E OUTRAS FIGURAS) Sobre Personagens, é importante entender se: Um dos jogadores é o banqueiro que cuida das notas e títulos de propriedades, os demais jogadores representam investidores. _Personagens terão relevância no _ A maneira que serão abordados os personagens; _O papel do jogador em relação ao personagem; _ Os personagens serão iguais para todos os jogadores; _ Haverá diferenciação nas ações e habilidades de cada personagem. 11 OBJETOS ESSENCIAIS (ELEMENTOS DO JOGO) Em relação aos objetos, é preciso entender se: _No contexto do seu jogo cabem representações de objetos; Notas de dinheiro: $ 1, $5, $ 10, $100, $500; Cartas de Sorte ou Revés; Títulos de propriedades; Casas;

5 _Os objetos influenciam na ação do jogador e como funcionam; Hotéis. _ Os objetos alteram os resultados e como fazem; _Os objetos fazem parte da narrativa do _Os objetos serão representados coerentemente. 12 VARIAÇÕES DO JOGO * (CONFIGURAÇÕES E POSSIBILIDADES) Para oferecer variações no jogo, é preciso saber: _Que tipo de variação será criada; O jogo possui várias variações contendo versões para diferentes países. Também existe a versão Banco Imobiliário Luxo em que grandes e valiosas propriedades são negociadas no jogo. _Como serão oferecidas as variações do _Se o jogador terá autonomia para escolher a variação. 13 AJUDA E FEEDBACK * (MATERIAL APOIO E ATIVIDADES) O jogo não oferece material de apoio além das regras e instruções de como jogar. A Ajuda e Feedback é oferecido como: _Recurso de ajuda para o jogador; _Material de apoio, estudo ou consulta; _Alguma atividade oferecida após a aplicação do _Exercícios para avaliação do desempenho do jogo. 13 RECURSOS (PEÇAS, MATERIAIS, 1 tabuleiro;

6 DISPOSITIVOS...) Os recursos são fundamentais em jogos, para defini-los é preciso delimitar: _Tipos de recursos; _Quantidade; _Características de cada recurso; _ Forma em que o conteúdo se adequa aos recursos; _ Como os recursos poderão ser usados para alcançar a meta. 32 casas plásticas; 12 hotéis plásticos; 28 títulos de propriedades; 30 cartões Sorte ou Revés; 6 piões; 2 dados; 380 notas. 14 REGRAS DO JOGO (NORMAS E ENGRENAGENS) As regras: _Descrevem o preparo do _Conduzem as ações do jogador; _Estabelecem o progresso no _Definem a quantidade de jogadores; _Estabelecem a maneira em que os recursos podem ser utilizados; _Esclarecem sobre os desafios que devem ser ultrapassados; _Definem os resultados de cada ação no _Impõem as penalidades que os jogadores poderão sofrer; _Definem se existem bônus extras no _Organizam os mecanismos de ajuda no jogo. Cada jogador escolhe um pião e um jogador fará o papel de banqueiro ( se jogar o banqueiro deverá ter cuidado para não misturar suas notas). Cada jogador recebe: 8 notas de $1, 10 notas de $5, 10 notas de $50, 8 notas de $100 e 2 notas de $500.Todo o dinheiro restante vai para o Banco no meio do tabuleiro. Embaralham -se as cartas de Sorte ou Revés que são colocadas de cabeça para baixo no local indicado. Os títulos de propriedades são dispostos em um monte no Banco. O 1º jogador lança os dados e, conforme o número, avança o seu pião pela esquerda para a casa atingida. Podem parar vários piões ao mesmo tempo no mesma casa. Se cair num terreno ou empresa poderá comprá-las ao banqueiro, pagando o preço indicado no tabuleiro. De acordo com as indicações constantes dos lugares alcançados, pagam-se impostos, recebem-se lucros, tirase um cartão de SORTE ou REVÊS e executa-se a ordem respectiva, devolvendo o cartão, colocando-o por baixo do baralho do qual foi tirado. Tirando uma dupla (2 e 2, 3 e 3, etc.) o jogador tem direito a novo lançamento; uma segunda dupla dá direito igual, mas se tirar uma terceira dupla vai para a prisão.

7 15 FLUXO DO JOGO (ESQUEMA DE AÇÕES) Para desenhar um mapa de ações do jogo é preciso delimitar: _O início do _A primeira ação do primeiro jogador; _ A ação do próximo jogador faz a partir do anterior; _A maneira em que os jogadores lidam com os recursos; _As consequências das ações; _Quando jogo chega ao fim; _Como se organiza as ações em um rascunho; _As atividades sequenciadas e repetíveis a todos os jogadores até o fim. * este é um exercício opcional ao para o desenvolvedor conferir a estrutura do jogo e não será visível ao jogador OBSERVAÇÕES ADICICIONAIS

ISBN Apresentação

ISBN Apresentação Serpentes e Escadas - TERMOQUÍMICA Apresentação Serpentes e Escadas é um jogo de percurso feito em tabuleiro. Sua origem é indiana e os registros mais antigos são do século XIII. Na ocasião, era utilizado

Leia mais

Os jogos nas aulas de matemática

Os jogos nas aulas de matemática Os jogos nas aulas de matemática Materiais necessários para esta aula: Giz de cera Papel grande (cartolina, pardo etc.) Dados Cartas de baralho JOGO DOS PONTOS Que habilidades ou conceitos podem ser trabalhados

Leia mais

Conteúdo. O Universo O jogo Componentes Montagem e preparação Jogando Casa Baralhos Tokens Fim de jogo! Créditos

Conteúdo. O Universo O jogo Componentes Montagem e preparação Jogando Casa Baralhos Tokens Fim de jogo! Créditos 1 Conteúdo O Universo O jogo Componentes Montagem e preparação Jogando Casa Baralhos Tokens Fim de jogo! Créditos 2 3 4 6 8 9 19 20 24 25 3 O universo A Contabilidade é a ciência que estuda o controle,

Leia mais

Recomendação de políticas Alfabetização digital

Recomendação de políticas Alfabetização digital Recomendação de políticas A oportunidade O conhecimento de informática e a alfabetização, a familiaridade com software de produtividade, a fluência no uso de uma ampla gama de dispositivos digitais, estas

Leia mais

Manual do KDiamond. Stefan Majewsky Tradução: Marcus Gama

Manual do KDiamond. Stefan Majewsky Tradução: Marcus Gama Stefan Majewsky Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 6 2 Como jogar 7 3 Regras do jogo, estratégias e dicas 8 3.1 Regras............................................ 8 4 Resumo da interface 9 4.1

Leia mais

CARTAS EXISTENTES NO BARALHO

CARTAS EXISTENTES NO BARALHO APRESENTAÇÃO Diante da crescente importância que têm adquirido a ciência e a tecnologia para o desenvolvimento das sociedades contemporâneas, tornou-se fundamental a promoção de uma cultura científica

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda 8ª Série Direção e Finalização de Arte para Meios Impressos A atividade prática supervisionada (ATPS) é um

Leia mais

Mac TPOO. Ouro dos Tolos. Professor: Fábio Kon. Alunos: Paulo Cheque Bernardo nusp: Renato Pelizzari da Silva nusp:

Mac TPOO. Ouro dos Tolos. Professor: Fábio Kon. Alunos: Paulo Cheque Bernardo nusp: Renato Pelizzari da Silva nusp: Mac 413 - TPOO PlopIME 2005 Ouro dos Tolos Professor: Fábio Kon Alunos: Paulo Cheque Bernardo nusp: 3671381 Renato Pelizzari da Silva nusp: 3680523 Nome / Classificação Ouro dos Tolos / Padrão de análise

Leia mais

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista

CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL. Jôer Corrêa Batista CENÁRIO ATUAL e PERSPECTIVAS FUTURAS da AÇÃO SOCIAL Jôer Corrêa Batista Considerações Preliminares. Filantropia Assistência Ação Social Transformação Social Tendências O amadorismo no Terceiro Setor vem

Leia mais

Neste jogo, cada jogador assume o papel de um turista que visita Portugal, procurando sempre as melhores fotos de cada região.

Neste jogo, cada jogador assume o papel de um turista que visita Portugal, procurando sempre as melhores fotos de cada região. Livro de regras Introdução PORTUGAL está na moda. Repleto de monumentos únicos e paisagens deslumbrantes, o país merece a tua visita. Viaja de Norte a Sul pelas diferentes regiões e guarda as recordações

Leia mais

MATERIAL DE FORMAÇÃO COM BASE NOS RESULTADOS DA APRENDIZAGEM

MATERIAL DE FORMAÇÃO COM BASE NOS RESULTADOS DA APRENDIZAGEM MATERIAL DE FORMAÇÃO COM BASE NOS RESULTADOS DA APRENDIZAGEM Organizar o Programa Educativo SFA-Fomentar novas qualificações e novos métodos de ensino para favorecer o desenvolvimento do SISTEMA DE FORMAÇÃO

Leia mais

Foto 1: Jogo: Roda-Roda Equações

Foto 1: Jogo: Roda-Roda Equações Registro PIBID Matemática 2016 ELABORAÇÃO DE JOGOS DIDÁTICOS Foram elaborados Jogos didáticos envolvendo as equações do 2º grau colaborativamente com os alunos do nono ano da escola participante EELAS.

Leia mais

LIGA WILLIAN MORGAN DE VOLEIBOL MASCULINO

LIGA WILLIAN MORGAN DE VOLEIBOL MASCULINO 1 DA DESCRIÇÃO, OBJETIVO E FORMAÇÃO 1.1 A Liga Willian Morgan de Voleibol Masculino é uma agremiação esportiva independente, formada por times masculinos, sem fins lucrativos. 1.2 A Liga tem como Objetivo

Leia mais

PROPOSTA DIDÁTICA. 1) João tem R$ 84,30. Pedro tem R$ 31,50 a mais que João, e José tem R$ 54,25 a mais que Pedro. Quanto tem os três juntos?

PROPOSTA DIDÁTICA. 1) João tem R$ 84,30. Pedro tem R$ 31,50 a mais que João, e José tem R$ 54,25 a mais que Pedro. Quanto tem os três juntos? PROPOSTA DIDÁTICA 1. Dados de Identificação 1.1 Nome do bolsista: André da Silva Alves 1.2 Série/Ano/Turma: 6º e 7º anos 1.3 Tempo da aula: 2,5 horas 1.4 Conteúdo desenvolvido: Operações Fundamentais com

Leia mais

Processos Mapeamento, Análise e Normatização. Métricas de mensuração dos processos. Métricas de Mensuração. Aula 03. Prof.

Processos Mapeamento, Análise e Normatização. Métricas de mensuração dos processos. Métricas de Mensuração. Aula 03. Prof. Processos Mapeamento, Análise e Normatização Métricas de mensuração dos processos Aula 03 Prof. Frank Pizo Métricas de Mensuração Mensurar: 1. Determinar a medida de; medir. 2. Determinar a extensão ou

Leia mais

ticketsclub

ticketsclub ticketsclub www.ticketsclub.com.br Empresa Nossa sede fica na cidade do Rio de Janeiro. Contamos com uma equipe de profissionais com vasta experiência em vendas online e diretas, segmento de compras coletivas

Leia mais

Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso?

Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso? Você Gostaria que Pessoalmente Eu Te Ajudasse a Dobrar, Triplicar ou Talvez Quadruplicar Suas Vendas, Sem te cobrar nada por isso? Do escritório de Natanael Oliveira São Caetano do Sul São Paulo Julho

Leia mais

Conceito de MVP. Métricas para a validação da ideia

Conceito de MVP. Métricas para a validação da ideia Conceito de MVP Não é incomum empresas gastarem tempo e dinheiro na criação e lançamento de novos produtos, apostando que estes irão lhe render bons lucros de forma rápida. Na prática, entretanto, não

Leia mais

Ciências Naturais 5º ano

Ciências Naturais 5º ano Departamento de Matemática e Ciências Experimentais Escola E.B.,3 Dr. António Chora Barroso Ciências Naturais 5º ano Planificação a Longo Prazo 013/014 Planificação, finalidades e avaliação Grupo Disciplinar

Leia mais

XXXIV Olimpíada Cearense de Matemática Nível 1 - Sexto e Sétimo Anos

XXXIV Olimpíada Cearense de Matemática Nível 1 - Sexto e Sétimo Anos XXXIV Olimpíada Cearense de Matemática Nível 1 - Sexto e Sétimo Anos Reservado para a correção Prova Probl. 1 Probl. 2 Probl. 3 Probl. 4 Probl. 5 otal # 0 Nota Instruções e Regulamento: 1. Identifique

Leia mais

Público-alvo: Alunos de 6º ano a 9º do ensino fundamental. 3 cartas de identificação da idade (estudante, adulto, aposentado)

Público-alvo: Alunos de 6º ano a 9º do ensino fundamental. 3 cartas de identificação da idade (estudante, adulto, aposentado) Elaboração do Jogo Brincando de Detetive. Autora: Rassiê Tainy de Paula Público-alvo: Alunos de 6º ano a 9º do ensino fundamental. Material necessário: 1 tabuleiro; 3 cartas de identificação da cor do

Leia mais

5ª Lista de Exercícios de Programação I

5ª Lista de Exercícios de Programação I 5ª Lista de Exercícios de Programação I Instrução As questões devem ser implementadas em C. Questões que envolvam leitura de matrizes, a construção dessas matrizes pode ser realizada através da geração

Leia mais

Capítulo 9 Metas e planos de ação

Capítulo 9 Metas e planos de ação Capítulo 9 Metas e planos de ação Objetivos de aprendizagem 1. Definir um objetivo de como você quer viver 2. Estabelecer metas para alcançar esse objetivo 3. Criar planos de ação para alcançar suas metas

Leia mais

Aumentos e descontos sucessivos

Aumentos e descontos sucessivos A UA UL LA 77 Aumentos e descontos sucessivos Introdução Na Aula 39, estudamos o que é lucro e prejuízo. Na aula de hoje, estudaremos os juros, as taxas, os aumentos e os descontos que fazem parte de nosso

Leia mais

Gestão da Inovação. Os processos de Gestão da Inovação praticados pelas organizações não evoluíram com os ambientes dinâmicos de negócios.

Gestão da Inovação. Os processos de Gestão da Inovação praticados pelas organizações não evoluíram com os ambientes dinâmicos de negócios. Gestão da Inovação Gestão da Inovação Os processos de Gestão da Inovação praticados pelas organizações não evoluíram com os ambientes dinâmicos de negócios. Não existem evidências confirmando a melhor

Leia mais

Prova Prática de Desenho A

Prova Prática de Desenho A EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Prática de Desenho A.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 9/0, de de julho Prova 706/Época Especial Critérios de Classificação 8 Páginas 0 Prova 706/E.

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS Direito 10ª Série Direito Comercial e Empresarial III A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por

Leia mais

Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos

Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos Nº de jogadores 2 Tempo de jogo 15 minutos Idade a partir dos 10 anos 1 Introdução: Neste jogo, cada jogador tem uma família de 3 elementos (Pai,Mãe e filho). Cada membro da família tem uma Escala de Poupança

Leia mais

Oficina - Frações e Porcentagem

Oficina - Frações e Porcentagem Oficina - Frações e Porcentagem PROBLEMA 1 Imagine que alguém esteja lhe servindo um pedaço de bolo. O retângulo abaixo representa esse pedaço. Como você está de regime, você acha esse pedaço um pouco

Leia mais

Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão. Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília

Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão. Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Práticas de Apoio ao Planejamento e à Gestão Profa. Lillian Alvares, Faculdade de Ciência da Informação, Universidade de Brasília Benchmarking Conceitos É a busca das melhores práticas que conduzem ao

Leia mais

ESTA PROGRAMAÇÃO PODERÁ SER ALTERADA

ESTA PROGRAMAÇÃO PODERÁ SER ALTERADA ESTA PROGRAMAÇÃO PODERÁ SER ALTERADA EFFECTUATION PÁSSARO NA MÃO - OS EMPREENDEDORES DE SUCESSO COMEÇARAM COM O QUE POSSUÍAM TANTO NO QUESITO MATERIAL COMO NO QUESITO DE HABILIDADES E COMPETÊNCIAS. BASTA

Leia mais

Na Matemática financeira temos também: Fluxo de Caixa, montante, capital, juros e juros simples/juros composto.

Na Matemática financeira temos também: Fluxo de Caixa, montante, capital, juros e juros simples/juros composto. A Matemática financeira estuda o conceito do valor do dinheiro no tempo. Empréstimos ou investimentos realizados no presente terão seu valor aumentado no futuro. Inversamente, valores disponíveis no futuro,

Leia mais

TORNEIOS ESPORTIVOS MARÇO REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS

TORNEIOS ESPORTIVOS MARÇO REGULAMENTO DISPOSIÇÕES GERAIS DISPOSIÇÕES GERAIS REALIZAÇÃO 19 de março de 2016 no Centro de Práticas Esportivas da Universidade de São Paulo, para crianças nascidas entre 2007 e 2004. CERIMÔNIA DE ABERTURA Em cada grupo, às 08h30

Leia mais

D O U T O R ( A ) V O C Ê S A B I A? O M A R K E T I N G D I G I T A L P O D E T E A J U D A R!

D O U T O R ( A ) V O C Ê S A B I A? O M A R K E T I N G D I G I T A L P O D E T E A J U D A R! D O U T O R ( A ) V O C Ê S A B I A? O M A R K E T I N G D I G I T A L P O D E T E A J U D A R! M A R K E T I N G P A R A C L Í N I C A S M É D I C O S, D E N T I S T A S E P R O F I S S I O N A I S D

Leia mais

COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO

COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBILIÁRIO COMO INVESTIR E LUCRAR COM CONSÓRCIO IMOBÍLIARIO Há diversas formas de lucrar através dos investimentos em consórcio. Vou explicar uma a uma em detalhes.

Leia mais

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem

Projeto Educação na Interdisciplinaridade. Sustentabilidade na Escola. Oficina de Garagem Projeto Educação na Interdisciplinaridade Sustentabilidade na Escola Oficina de Garagem São Paulo 2016 Educação não transforma o mundo. Educação muda as pessoas. Pessoas mudam o mundo Paulo Freire Apresentação

Leia mais

Meus quatro passos para a liberdade financeira

Meus quatro passos para a liberdade financeira PAI RICO: O NEGÓCIO DO SÉCULO XXI Autor: Robert T. Kiyosaki. Com Jonh Fleming e Kim Kiyosaki Meus quatro passos para a liberdade financeira Kim e eu fomos capazes de nos aposentar bem cedo, sem emprego,

Leia mais

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O

ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O ORIENTAÇO ES PARA DESENVOLVIMENTO DO PROJETO DE INTERVENÇA O O QUE É UM PROJETO DE INTERVENÇÃO? Na perspectiva do desenvolvimento das habilidades e competência do eixo do Programa de Aprendizagem em Atenção

Leia mais

Blackboard Criação e Gestão de um Fórum de Discussão

Blackboard Criação e Gestão de um Fórum de Discussão Blackboard Criação e Gestão de um Fórum de Discussão Unidade de Multimédia e Tecnologia Educativa Blackboard 8.0/2011-03-18/1.0 1. Introdução Os Fóruns de Discussão são uma ferramenta assíncrona no Blackboard,

Leia mais

Departamento Técnico

Departamento Técnico Departamento Técnico Modificações nas Regras Oficiais de Basquetebol Maio de 2003 As seguintes modificações das Regras Oficiais de Basquetebol entraram em vigor a partir de 01 de outubro de 2003. Aproveitamos

Leia mais

MEC UFSC PMF/ Secretaria Municipal de Educação

MEC UFSC PMF/ Secretaria Municipal de Educação Jogo: Um a mais, um a menos. Dez a mais, dez a menos. SMOLE, Kátia Stocco. Cadernos do Mathema Jogos de matemática de 1º ao 5º ano. Porto Alegre: Artemed, 2007. Organização da turma: grupos de quatro jogadores

Leia mais

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos

BSC. deve contar a história da estratégia, começando. relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas em relação aos BSC Para KAPLAN & NORTON (1997), o Scorecard deve contar a história da estratégia, começando pelos objetivos financeiros a longo prazo e relacionando-se depois à seqüência de ações que precisam ser tomadas

Leia mais

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação

Diário. da Minha Jornada. Um guia para o meu processo de auto educação Diário da Minha Jornada Um guia para o meu processo de auto educação Sobre este Diário Nome: E-mail: Telefone: CONTATO Olá! Muito prazer! Eu estou aqui para te apoiar na criação da SUA JORNADA. - Como

Leia mais

Etapas de uma Pesquisa

Etapas de uma Pesquisa Etapas de uma Pesquisa Planejamento Execução Divulgação Objetivos Justificativa Revisão Bibliográfica Metodologia Cronograma Projeto Coleta de dados Tabulação Analise Conclusão Relatório Relatório Apresentação

Leia mais

O JOGO DOS DISCOS INTRODUÇÃO DISCUSSÃO PROCEDIMENTO ORIENTAÇÃO PARA O PROFESSOR

O JOGO DOS DISCOS INTRODUÇÃO DISCUSSÃO PROCEDIMENTO ORIENTAÇÃO PARA O PROFESSOR MATEMATICA 2 2 O JOGO DOS DISCOS ORIENTAÇÃO PARA O PROFESSOR INTRODUÇÃO Através desse jogo bem interessante o professor pode abordar o conceito de probabilidade geométrica, que normalmente não é visto

Leia mais

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil de aprendizagens específicas do aluno à saída 1.º Ciclo do Ensino Básico Tendo em atenção as características estruturais e humanas das Escolas

Leia mais

QUINA: Novos Preços (Maio/2015)

QUINA: Novos Preços (Maio/2015) QUINA: Novos Preços (Maio/2015) QUINA: Novas Combinações 1. Mudanças na Quina em 24/Maio/2015 Em 24/05/2015, a Quina sofreu alterações nos Preços das Apostas : Os custos foram corrigidos: Aposta de 7 Dezenas...

Leia mais

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06

Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06 Localiza Rent a Car S.A. Divulgação de resultados - 1T06 0 Plataforma integrada Plataforma integrada 123 agências 20.096 carros 13.116 carros Estratégia de negócios Objetivos Vantagens competitivas Oportunidades

Leia mais

Sistemas Inteligentes e Sistemas Especialistas. Profa. Flávia Cristina Bernardini

Sistemas Inteligentes e Sistemas Especialistas. Profa. Flávia Cristina Bernardini Sistemas Inteligentes e Sistemas Especialistas Profa. Flávia Cristina Bernardini AQUISIÇÃO DE CONHECIMENTO DATA MINING SISTEMAS ESPECIALISTAS SISTEMAS INTELIGENTES PARA APOIO NA TOMADA DE DECISÕES PODEM

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS. Profª. Evelise Czerepuszko

CUSTOS LOGÍSTICOS. Profª. Evelise Czerepuszko CUSTOS LOGÍSTICOS Profª. Evelise Czerepuszko MISSÃO: O produto certo, na quantidade certa, na hora certa, no lugar certo ao menor custo possível. Quais são as consequências da falta do produto? CONCEITO

Leia mais

5 DICAS PARA TER SUCESSO NA BOLSA

5 DICAS PARA TER SUCESSO NA BOLSA 5 DICAS PARA TER SUCESSO NA BOLSA 5 DICAS Para ter sucesso na bolsa Você quer começar a investir na bolsa, mas não sabe muito bem por onde começar? De início, pode até parecer difícil, mas não é! E o melhor,

Leia mais

Como escrever um business plan

Como escrever um business plan Como escrever um business plan Prof. Fábio Campos O processo empreendedor Identificar e avaliar a oportunidade criação e abrangência da oportunidade valores percebidos e reais da oportunidade riscos e

Leia mais

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES

PROGRAMA DE CERTIFICAÇÃO DE FORMADORES O Programa de Certificação de Formadores busca capacitar profissionais da área da educação como formadores de professores e gestores educacionais. Com esta certificação, os formadores poderão ministrar

Leia mais

Manual do Professor. Orientação e Supervisão : M. Ligia C. Carvalhal, *Projeto Microtodos, a microbiologia a serviço da cidadania.

Manual do Professor. Orientação e Supervisão : M. Ligia C. Carvalhal, *Projeto Microtodos, a microbiologia a serviço da cidadania. MicroLigue - o jogo das associações - Manual do Professor Autores: Roseane de Souza, M. Marta Carvalhal e M. Ligia C. Carvalhal. Ilustração: Daniela C. Velázquez. Orientação e Supervisão : M. Ligia C.

Leia mais

PROBLEMA A: SINUCA. Cor: Roxo. Nomes dos Arquivos. Arquivo-fonte: sinuca.c, etc Arquivo de entrada: sinuca.in Arquivo de saída: sinuca.

PROBLEMA A: SINUCA. Cor: Roxo. Nomes dos Arquivos. Arquivo-fonte: sinuca.c, etc Arquivo de entrada: sinuca.in Arquivo de saída: sinuca. PROBLEMA A: SINUCA Cor: Roxo Nomes dos Arquivos Arquivo-fonte: sinuca.c, etc Arquivo de entrada: sinuca.in Arquivo de saída: sinuca.out Descrição do Problema Uma equipe de desenvolvimento de jogos está

Leia mais

08/08/2013. Plano de Ensino e Aprendizagem (PEA) Atividades Práticas Supervisionadas (ATPS) Apresentação do professor. Apresentação da Disciplina

08/08/2013. Plano de Ensino e Aprendizagem (PEA) Atividades Práticas Supervisionadas (ATPS) Apresentação do professor. Apresentação da Disciplina Apresentação do professor Nome: André Luís Belini de Oliveira Formação: Bacharel em Sistemas de Informação MBA em Gestão Estratégica de Negócios Especialista em Didática e Metodologia do Ensino Superior

Leia mais

Bots em Counter Strike

Bots em Counter Strike Agentes Autónomos e Sistemas Multiagente 2º Semestre, 2005-2006 Departamento de Engenharia Informática Enunciado do projecto Bots em Counter Strike Personagens sintéticas inteligentes em ambiente competitivo

Leia mais

- TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE

- TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE - TORNEIO INTERNO DE BURACO IATE 2016 - OBJETIVO DO TORNEIO Tem por objetivo promover a interação e confraternização entre os sócios e participantes mediante regras abaixo. 1 - DAS INSCRIÇÕES 1.1 - As

Leia mais

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014.

ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. ALUNO DIGITAL Formação para Estudantes Monitores do PROUCA Ensino Fundamental 6º, 7º e 8º 30 horas Erechim, maio de 2014. Prefeitura de Erechim Prefeito Paulo Alfredo Polis Vice-Prefeita Ana Lúcia de Oliveira

Leia mais

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO

CURSO PRÁTICO DE GESTÃO +351 21 00 33 892 CURSO PRÁTICO DE GESTÃO Código da Formação: 1660614 Preço: 1995 (+iva) Preço para particulares: 1535 Duração: 6 dias - 42 horas Local: LISBOA INSCREVA-SE LISBOA 1 até 31 Maio 2017 1 até

Leia mais

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO RESOLUÇÃO DAS QUESTÕES DE MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO Caro aluno, Disponibilizo abaixo a resolução das questões de Matemática e Raciocínio Lógico da provas para o cargo de Auditor de Tributos de Goiânia

Leia mais

Como Restring Sua Vara do Lacrosse

Como Restring Sua Vara do Lacrosse Este guia irá ensinar-lhe as noções básicas de como restring sua cabeça lacrosse. Redigido por: James Rockett INTRODUÇÃO O trabalho de corda em sua cabeça lacrosse os efeitos de sua jogar muito mais do

Leia mais

Tela Inicial do SOL Sistema On-Line. Página 1

Tela Inicial do SOL Sistema On-Line. Página 1 O Adapti Ingressante tem como objetivo ajudar você, estudante, a relembrar os conteúdos que serão essenciais para o desenvolvimento de uma trajetória acadêmica de sucesso. O programa, ofertado na modalidade

Leia mais

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES

LIVRO ENGENHARIA DE SOFTWARE FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES LIVRO ENGENHARIA FUNDAMENTOS, MÉTODOS E PADRÕES WILSON PADUA PAULA FILHO CAPÍTULO REQUISITOS 1 REQUISITOS TECNICO E GERENCIAL ESCOPO (RASCUNHO) CARACTERISTICAS 2 O que são Requisitos? São objetivos ou

Leia mais

EBOOK GRÁTIS 8 dicas para criar produtos digitais

EBOOK GRÁTIS 8 dicas para criar produtos digitais EBOOK GRÁTIS 8 dicas para criar produtos digitais 8 dicas para criar produtos digitais Enquanto você lê este texto, milhares de pessoas estão se capacitando, investindo tempo e trabalhando para criar,

Leia mais

Gestão de Relacionamentos com Clientes (CRM): do CRM Atual ao CRM 2.0 MANUAL DO CURSO

Gestão de Relacionamentos com Clientes (CRM): do CRM Atual ao CRM 2.0 MANUAL DO CURSO Gestão de Relacionamentos com Clientes (CRM): do CRM Atual ao CRM 2.0 MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção

Leia mais

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior

METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO. Osvaldo Tadeu da Silva Junior METODOLOGIA DO ENSINO DO FUTEBOL DE SALÃO Osvaldo Tadeu da Silva Junior MÉTODOS/ESTILOS DE ENSINO FERREIRA (1986): do grego méthodos, "caminho para chegar a um fim". Caminho pelo qual se atinge um objetivo.

Leia mais

Negociação Comercial

Negociação Comercial Negociação Comercial Aula 6-17/02/09 1 Negociação Comercial CONCEITOS BSC - BALANCE SCORECARD 2 O QUE É BALANCE SCORECARD O BSC é uma nova abordagem para administração estratégica, desenvolvida por Robert

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março) PROVA 706/7 Págs. Duração da prova: 150 minutos 2007 1.ª FASE PROVA PRÁTICA DE DESENHO A V.S.F.F.

Leia mais

Marketing, Consumo, Estado e Sociedade

Marketing, Consumo, Estado e Sociedade Marketing, Consumo, Estado e Sociedade Conceito de Marketing...um processo pelo qual se planeja e efetua a concepção, a fixação do preço, a promoção e a distribuição de idéias, bens e serviços que estimulam

Leia mais

Ministério de Juniores e Adolescentes. JUNAD nos JOGOS

Ministério de Juniores e Adolescentes. JUNAD nos JOGOS REGULAMENTO GERAL: Ministério de Juniores e Adolescentes O regulamento tem a função de orientar os participantes e a equipe que está executando as atividades do evento. Participantes de outras igrejas,

Leia mais

Curso Google Adwords e Marketing Digital. Carga horária: 16h

Curso Google Adwords e Marketing Digital. Carga horária: 16h Curso Google Adwords e Marketing Digital Carga horária: 16h Quem Somos A Internet Innovation é a primeira empresa a oferecer uma grade completa de cursos especializados em Comércio Eletrônico e Marketing

Leia mais

TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS

TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS TÉCNICAS DE RACIONALIZAÇÃO DE PROCESSOS MÓDULO 4 Os Diferentes Tipos e Padrões de Fluxogramas Há muitos tipos diferentes de fluxograma, cada um com sua aplicação específica. A seguir apresentaremos os

Leia mais

Plano de Educação Financeira

Plano de Educação Financeira Plano de Educação Financeira SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. FATOS 3. DICAS 4. DIFERENÇA DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA E CONTROLE FINANCEIRO 5. COMO FUNCIONA O APLICATIVO EVERCAST Com a alta da tecnologia

Leia mais

Para Mezzaroba e Monteiro: Marlyse F. de C. Magalhães 1 1 PESQUISA

Para Mezzaroba e Monteiro: Marlyse F. de C. Magalhães 1 1 PESQUISA 4 1 PESQUISA Marlyse F. de C. Magalhães 1 Para uma melhor compreensão, iniciar-se-á no conceito da pesquisa e após explanar o conceito de acordo com os autores, explicará a finalidade de uma pesquisa.

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto O Tutor Universitário é um programa-piloto proposto pelo Fórum das Entidades Representantes do Ensino Superior, para desenvolver o conhecimento

Leia mais

PESQUISA. Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal Realização: 30/11 a 02/12/2011

PESQUISA. Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal Realização: 30/11 a 02/12/2011 PESQUISA Expectativa do comércio do varejo de Rio Branco/Ac, no natal 2011 Realização: 30/11 a 02/12/2011 Rio Branco/AC, 09 de dezembro de 2011 APRESENTAÇÃO Como parte da programação operacional da Fecomercio/Ac,

Leia mais

ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL À DESCOBERTA DO MODELO DE NEGÓCIO

ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL À DESCOBERTA DO MODELO DE NEGÓCIO ENSINO SECUNDÁRIO / PROFISSIONAL À DESCOBERTA DO MODELO DE NEGÓCIO Ensino Secundário / Profissional Breve descrição Esta atividade pretende aprofundar um pouco o tema Modelos de Negócio e ajudar os alunos

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Desenho Técnico Engenharia da Computação A atividade prática supervisionada (ATPS) é um procedimento metodológico de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio

Leia mais

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA

MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA MANUAL DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA 2 EDUCAÇÃO FINANCEIRA A educação financeira tem como objetivo ensinar as pessoas a tomarem consciência dos seus gastos e das suas rendas. As rendas são limitadas, e é preciso

Leia mais

João Max Deggau Orientador: Prof. Mauro Marcelo Mattos, Doutor 2013/2

João Max Deggau Orientador: Prof. Mauro Marcelo Mattos, Doutor 2013/2 PLATAFORMA DE DESENVOLVIMENTO DE JOGOS MMORTS João Max Deggau Orientador: Prof. Mauro Marcelo Mattos, Doutor 2013/2 Roteiro da Apresentação 1. Introdução 2. Objetivos 3. Fundamentação Teórica 4. Especificação

Leia mais

FAQ Atividade Complementar (AC)

FAQ Atividade Complementar (AC) FAQ Atividade Complementar (AC) 1. O que são Atividades Complementares? São atividades diversificadas que deverão ser realizadas ao longo do curso para ampliar a vivência de situações formativas, visando

Leia mais

Instruções para elaboração de TCC MELHORIA DE PROCESSO

Instruções para elaboração de TCC MELHORIA DE PROCESSO INSPER INSTITUTO DE ENSINO E PESQUISA PROGRAMAS CERTIFICATES Instruções para elaboração de TCC MELHORIA DE PROCESSO Estas instruções para elaboração de TCC do tipo Melhoria de Processo possuem três tópicos:

Leia mais

ABERC NEWS 22ª Edição 19/02/2016

ABERC NEWS 22ª Edição 19/02/2016 22ª Edição 19/02/2016 Que 2016 você quer para sua empresa? Ainda há tempo para escolher entre dois cenários para 2016. Um dos cenários é aquele em que ficamos paralisados diante dos indicadores e comentários

Leia mais

Técnico em Transações Imobiliárias BLOCO DE ESTÁGIO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO

Técnico em Transações Imobiliárias BLOCO DE ESTÁGIO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Técnico em Transações Imobiliárias BLOCO DE ESTÁGIO INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO Caro Aluno Esta apresentação tem como objetivo ajudá-lo no preenchimento correto do seu BLOCO DE ESTÁGIO, item obrigatório

Leia mais

OPORTUNIDADE PARA PROMOVER ORGANIZAÇÕES MAIS. Contexto mudanças nas organizações para se adaptarem a um mundo

OPORTUNIDADE PARA PROMOVER ORGANIZAÇÕES MAIS. Contexto mudanças nas organizações para se adaptarem a um mundo DUAS NORMAS DE MAIOR SUCESSO MUNDIAL REVISÃO DE FUNDO EVOLUÇÃO PARA SE ADAPTAR A UMA REALIDADE EM MUDANÇA OPORTUNIDADE PARA PROMOVER ORGANIZAÇÕES MAIS EFICIENTES E INTELIGENTES: Contexto mudanças nas organizações

Leia mais

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA

Lisboa 2016 FICHA DE CANDIDATURA Lisboa 2016 Refª: 049 BAIRRO DAS ARTES Grupo de Trabalho dos Bairros e Zonas de Intervenção Prioritária (BIP/ZIP) Rua Nova do Almada, nº 2-3º Andar 1100-060 Lisboa Telefone: 21 322 73 60 Email - bip.zip@cm-lisboa.pt

Leia mais

1 VideoBox VIDEOBOX. Atraia clientes com vídeos interativos e atuais. O Parceiro de Confiança em Marketing Digital.

1 VideoBox VIDEOBOX. Atraia clientes com vídeos interativos e atuais. O Parceiro de Confiança em Marketing Digital. 1 VIDEOBOX Atraia clientes com vídeos interativos e atuais. Índice 1 1 2 3 4 CONHEÇA A VIDEOBOX VIDEOBOX: TIPOS DE VÍDEO O SEU CANAL DE YOU TUBE VÍDEO POR SECTOR DE ATIVIDADE 1 1 CONHEÇA A VIDEOBOX Conheça

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ PLANO DE ENSINO CURSO: DIREITO MODALIDADE: Presencial DISCIPLINA: ESTÁGIO IV CARGA HORÁRIA: 72h/a ANO: 2011 SEMESTRE: 2º PROFESSOR: PAOLA JULIEN O. DOS SANTOS TURMAS: 10 DIN OBJETIVOS O objetivo precípuo

Leia mais

Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS

Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS Disciplina: Processos Organizacionais Líder da Disciplina: Rosely Gaeta NOTA DE AULA 05 FERRAMENTAS E MÉTODOS PARA A RACIONALIZAÇÃO DOS PROCESSOS 4 Técnicas de Apoio à Melhoria de processo: As Sete Ferramentas

Leia mais

2.º Teste de Matemática A. 12.º Ano 7 Dez ª Parte. Entrada

2.º Teste de Matemática A. 12.º Ano 7 Dez ª Parte. Entrada 2.º Teste de Matemática A.º Ano 7 Dez. 20 1.ª Parte Para cada uma das cinco questões desta primeira parte, seleccione a resposta correcta de entre as quatro alternativas que são apresentadas e escreva

Leia mais

Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas

Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas Procedimentos Contábeis Básicos Segundo o Método das Partidas Dobradas Exercício 3.1 A seguir estão relacionadas as operações realizadas pela sociedade de prestação de serviços Remendão S/A, em janeiro/x2

Leia mais

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada

Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada Escolha sua melhor opção e estude para concursos sem gastar nada PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Questões numeradas de 01 a 15 INSTRUÇÃO: Leia as ações que fazem parte de uma Cartilha desenvolvida pelo

Leia mais

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho Professor(es) Apresentador(es): Mila Zeiger Pedroso Marli Alves Dos Santos Realização: Foco do Projeto Utilização

Leia mais

O planejamento da empresa está na palma da sua mão. E o SEBRAE-SP dá a dica sobre como organizar essas etapas. grandes. elementos 5 da boa gestão 5

O planejamento da empresa está na palma da sua mão. E o SEBRAE-SP dá a dica sobre como organizar essas etapas. grandes. elementos 5 da boa gestão 5 RESULTADO ESPERADO QUANTIDADE O QUE SE QUER ALCANÇAR PRAZO AÇÃO O planejamento da empresa está na palma da sua mão. E o SEBRAE-SP dá a dica sobre como organizar essas etapas. 5 5 grandes querer fazer e

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE E ATUÁRIA CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: EAC0111 NOÇÕES DE CONTABILIDADE PARA ADMINISTRADORES

Leia mais

PROMOÇÃO DE VENDAS & MERCHANDISING

PROMOÇÃO DE VENDAS & MERCHANDISING PROMOÇÃO DE VENDAS & Prof. Msc. Nilvo A. Colucci 2s 2016 OBJETIVOS DA AULA Aula inaugural: apresentações iniciais e do conteúdo. Fundamentação teórica e alinhamento de conceitos. 1 - Definições e conceitos;

Leia mais