A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses."

Transcrição

1

2 A luz propaga-se em linha reta e em todas as direções. - Formação de sombras; - Eclipses.

3 Quando as ondas incidem numa superfície de separação entre dois meios, verifica-se que parte da sua energia é refletida, parte é transmitida e parte é absorvida.

4 Reflexão da Luz Ocorre quando um feixe luminoso, ao incidir numa superfície de separação entre dois meios, muda de direção mas continua a propagar-se no mesmo meio.

5 Reflexão Difusa se o feixe incidir numa superfície não polida e os vários raios forem refletidos em diferentes direções. Regular ou Especular se o feixe incidir numa superfície polida e os vários raios forem refletidos numa só direção. A reflexão difusa da luz torna possível visualizar os objectos.

6 Reflexão Difusa ou Difusão da luz

7

8 Reflexão Regular da Luz

9 Reflexão da Luz

10 Leis da Reflexão

11 Leis da Reflexão de Snell-Descartes 1- O raio incidente, a normal ao espelho no ponto de incidência e o raio refletido estão no mesmo plano. 2- O ângulo de incidência, î, é igual ao ângulo de reflexão, ȓ.

12 Para além da absorção, difusão e reflexão da luz, outros fenómenos podem acontecer a um feixe de luz.

13

14 Refração da Luz

15 Quando a luz se propaga num meio e incide numa superfície que o separa de outro meio, podem ocorrer três fenómenos distintos: Reflexão, Absorção e Refração da luz. Raio Incidente Raio Reflectido Meio 1 Meio 2 Raio Refractado

16 Refração da Luz Ocorre quando um feixe de luz ao incidir numa superfície de separação de dois meios transparentes, penetra no segundo meio e muda a direção de propagação. A direção de propagação da luz altera-se porque a sua velocidade muda quando passa de um meio para outro. Quanto maior for a diferença de velocidade entre os meios, maior será o desvio do raio luminoso. (simulação phet)

17 Quando a incidência é oblíqua, ocorre um desvio na trajetória do raio luminoso. Raio Incidente Meio 1 î î = ângulo de incidência Meio 2 r r = ângulo de refracção Raio Refratado

18 Caso o raio incidente seja normal à superfície, a refração ocorre sem o desvio do raio luminoso. Raio Incidente Meio 1 Meio 2 î= 0 o r = 0 o Raio Refractado

19 Por que motivo a luz é desviada quando atravessa materiais diferentes?

20 Índice de Refração

21 Índice de Refração A luz propaga-se no vácuo com a velocidade c = km/s. Noutros meios materiais, a luz propaga-se com velocidades diferentes. Para comparar o valor da velocidade da luz num certo meio com a velocidade da luz no vácuo, foi definido o Índice de Refração.

22 Índice de Refração (n) O Índice de Refração num meio é a relação entre a velocidade da luz no vácuo e velocidade da luz nesse meio. n c v Onde: C velocidade da luz no vácuo (constante). V velocidade da luz no meio em questão.

23 Exemplos de Índices de Refração Meio Índice de Refração Vácuo 1,00 Ar 1,00 Água 1,33 Vidro leve 1,58 Vidro denso 1,66 Diamante 2,42 - O Índice de Refração varia com a densidade do meio. - Informa quantas vezes a velocidade da luz no vácuo é maior que a velocidade da mesma luz no meio considerado.

24 Quando dois meios transparentes apresentam o mesmo índice de refração: Não há reflexão, nem refração e muito menos mudança na direção da luz ao mudar de meio. Meio 1 î î = r n1 = n2 Meio 2 r

25 Aplicando a expressão do índice de refração obtêm-se os valores da velocidade da luz nos diversos meios materiais: Meio Índice de Refração Velocidade da Luz(aprox.) Vácuo 1, km/s Ar 1, km/s Água 1, km/s Vidro leve 1, km/s Vidro denso 1, km/s Diamante 2, km/s Diz-se que o ar é o meio óptico menos denso (menos refringente) e o diamante é o meio mais denso (mais refringente).

26 Leis de Snell-Descartes para a Refração 1 a. Lei: O raio incidente, a normal e o raio refratado estão no mesmo plano mas em meios diferentes. Raio Incidente Meio 1 (n1) Meio 2 (n2) i r i = ângulo de incidência r = ângulo de refração Raio Refratado

27 Leis de Snell-Descartes para a Refracção 2ª Lei:Quando a luz se propaga de um meio, cujo índice de refração é n 1, para outro material com índice de refracção n 2, a direção de propagação da luz desvia-se, verificando-se a relação: ^ sini n ^ sinr 2,1 Meio 1 (n1) Meio 2 (n2) i r i = ângulo de incidência r = ângulo de refracção

28 senî n2 senr ^ = = n21 n1 ^ n1.senî = n2.senr A constante de proporcionalidade, n21 é chamado índice de refração relativo do meio 2 em relação ao meio 1 e define-se como o quociente entre as velocidades de propagação da luz nos dois meios. n 2,1 Pode-se ainda escrever: v v 1 2 Onde v1 e v2 são as velocidades da luz nos meios 1 e 2 e n1 o meio menos denso e n2 o meio mais denso. n 2,1 ^ sini ^ sinr v v 1 2

29 Ao passar de um meio menos denso para outro mais denso: a velocidade de propagação da luz diminui; o raio refratado aproxima-se da normal. n2 > n1 î > r Ar (n1) î î = ângulo de incidência Água (n2) r r = ângulo de refração

30 Ao passar de um meio mais denso para outro menos denso: a velocidade de propagação da luz aumenta; o raio luminoso afasta-se da normal. n2 < n1 î < r î î - ângulo de incidência Vidro (n1) Água (n2) r r = ângulo de refração

31

32 Conclusões Na Refração os raios sofrem uma mudança de direção devido à mudança de velocidade de propagação da luz. O raio refratado aproxima-se da normal quando a luz passa para um meio mais denso ou mais refringente (meio no qual a velocidade de propagação da luz é menor). O raio refratado afasta-se da normal quando a luz passa para um meio menos denso ou menos refringente (meio no qual a velocidade de propagação da luz é maior).

33 Reflexão Total da Luz e ângulo limite

34 I Para um determinado valor de î, ocorre reflexão e refração. II Para um valor de î igual ao ângulo limite, o raio incidente refrata-se, rasando a superfície de separação e reflete-se. III Quando o valor de î é superior ao ângulo limite não ocorre refração, toda a luz se reflete - Reflexão Total da Luz.

35 Ângulo Limite e Reflexão Total Ângulo de incidência, ao qual corresponde um ângulo de refração de 90º, na passagem da luz do meio mais denso para o menos denso. Quando î = L, r = 90º, (emergência rasante). Quando î > L, a luz reflete-se totalmente. RI-1 n1 > n2 n1 RI-3 RI-2 î = L Reflexão Total RR-2 Rasante n2 r = 90º RR-1

36 - A refração nunca ocorre isoladamente, pois uma parte da luz reflete-se sempre. - Na reflexão total, nenhuma parcela da luz se refrata. Condições para ocorrer a Reflexão Total: 1- A luz passar do meio mais denso para o menos denso. 2- O ângulo de incidência ser maior que o ângulo limite.

37 Fibras Óticas Construção de fibra óptica

38 Fibras Óticas Cilindro muito fino feito de vidro puro. A luz permanece aprisionada dentro do cilindro, pois sofre sucessivas reflexões totais. Aplicações: telecomunicações (tv cabo) e medicina (endoscopia). Vidro

39 O periscópio Instrumentos ótico de fundamental importância nos submarinos. Utilizam prismas de reflexão total. Prismas de reflexão total.

40 O periscópio

41 Difração de ondas É um fenómeno que permite às ondas contornar obstáculos. É mais significativa se as dimensões da fenda forem da mesma ordem de grandeza do comprimento de onda. Verifica-se a difração das ondas quando estas passam por fendas com larguras próximas dos seus comprimentos de onda.

42 Difração de ondas Quando o comprimento da fenda é superior ao λ das ondas que se propagam, há uma pequena difração. Isto é, as frentes da onda encurvam ligeiramente nas extremidades.

43 Difração de ondas Quando o comprimento da fenda é da mesma ordem de grandeza do λ das ondas produzidas, o fenómeno de difração é acentuado. As ondas que atrevessem a fenda são praticamente circulares, propagando-se para os lados.

44 Difração de ondas A difração das ondas depende do seu respetivo comprimento de onda: As ondas electromagnéticas de grande λ, ondas rádio, contornam facilmente obstáculos de grandes dimensões (montanhas, edifícios), propagando-se em todas as direções. As ondas electromagnéticas de pequeno λ, como as microondas, praticamente não se difratam.

45 Como as ondas sonoras se difratam nas aberturas das portas e janelas, é possível ouvir no exterior de uma casa as conversas que o ocorrem no interior. Na comunicação através de ondas rádio, a difração das ondas permite que estas sejam captadas, apesar dos obstáculos.

46 Bandas de rádio frequências e principais utilizações Na comunicação por ondas eletromagnéticas usam-se bandas de frequências distintas, em função das suas caraterísticas de propagação e do fim a que se destinam. ELF VLF LF MF HF VHF Nome da Banda Utilização Gama de Frequência Frequência extra baixa Frequência muito baixa Frequência baixa Frequência média Frequência alta Ligações a Submarinos Comunicações de longo alcance Rádios nacionais Rádios locais Telefone sem fios Estações de rádio em FM e de televisão 30 Hz 3kHz 3 khz 30kHz 30 khz 300 khz 300 khz 3 MHz 3 MHz 30 MHz 30 MHz 300 MHz UHF Telemóveis, controlo aéreos 300 MHz 3 GHz Microondas Telefone, Radares, GPS >3 GHz

47 Ondas rádio (ELF a MF) 1- São as que melhor se difratam na atmosfera, contornando obstáculos de grandes dimensões; 2- Acompanham a curvatura da Terra até alguns milhares de quilómetros, pelo que transmitem a longas distâncias; 3- São pouco absorvidas pelo ar e são refletidas pela estratosfera; MF (estações nacionais -maior qualidade e menor alcance); LF (estações de rádio, a nível mundial - RDP internacional); ELF (submarinos - conseguem penetrar em profundidade na água).

48 Ondas rádio (HF e VHF) 1- Sofrem múltiplas reflexões na ionosfera e na superfície terrestre, devido ao baixo c.d.o; 2- Não acompanham a curvatura da Terra, sendo usadas em comunicação que não exige longo alcance; 3- Qualidade do sinal elevada; HF (estações de rádio e radiotelefone); VHF (estações de rádio em FM e televisão);

49 Ondas eletromagnéticas de frequência elevada (UHF, SHF e EHF) 1- São microondas pouco absorvidas e/ou refletidas na atmosfera, podendo atravessar a ionosfera; 2- Praticamente não sofrem difração e propagam-se em linha reta; 3- Usadas na comunicação via satélite; UHF (estações de TV, telemóveis e radar); SHF (telemóveis, radar, satélites de comunicação e GPS); EHF (estações espaciais).

50 Radiação Infra - Vermelha 1- Não sofre difração; 2- Tem elevada capacidade de penetração na atmosfera, o que permite a ligação aos satélites e aos veículos espaciais; 3- Usada nos comandos de vídeo e televisão.

51 O que é? A dispersão da Luz Branca É a decomposição da luz branca nas suas infinitas cores (c.d.o). Quando ocorre? Ocorre quando um feixe de luz branca sofre refração ao passar de um meio transparente para outro. Por que ocorre a separação das cores? Ocorre porque cada cor sofre um desvio diferente ao se refratar, ou seja, porque índice de refração de um meio depende do tipo de luz (cor frequência).

52 A Dispersão da Luz Branca Luz Branca Vermelho Alaranjado Amarelo Verde Azul Anil Violeta O índice de refração do meio é diferente para cada uma das cores e, como consequência, elas serão desviadas de forma diferente. A luz vermelha tem um índice de refração menor que a luz violeta.

53 A Dispersão da Luz Branca Luz Branca Vermelho Alaranjado Amarelo Verde Azul Anil Violeta A luz monocromática vermelha, tem menor índice de refracção e, por isso é a que menos se desvia, logo a velocidade é maior. A luz monocromática violeta é a que mais desvia, pois é a luz de menor velocidade.

Transmissão de informação sob a forma de ondas

Transmissão de informação sob a forma de ondas Transmissão de informação sob a forma de ondas Adaptado da Escola Virtual (Porto Editora) 1 2 1 3 ONDAS: fenómenos de reflexão, absorção e refração Quando uma onda incide numa superfície de separação entre

Leia mais

Fenómenos ondulatórios

Fenómenos ondulatórios Sumário UNIDADE TEMÁTICA 2. 2- Comunicação de informação a longas distâncias. 2.2- Propriedades das ondas. - Reflexão e refração de ondas. - Leis da reflexão e da refração. - Índice de refração de um meio.

Leia mais

Fenómenos Ondulatórios

Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios Fenómenos Ondulatórios a) Reflexão b) Refração c) Absorção Reflexão da onda: a onda é devolvida para o primeiro meio. Transmissão da onda: a onda continua a propagar-se no segundo

Leia mais

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo

Apostila 2. Capítulo 9. Refração. Página 321. Gnomo Apostila 2 Capítulo 9 Página 321 Refração Refração Refração da luz é a passagem da luz de um meio para outro, acompanhada de variação em sua velocidade de propagação. O que caracteriza a refração é a variação

Leia mais

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz

Professora Bruna CADERNO 1. Capítulo 4. Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz CADERNO 1 Capítulo 4 Fenômenos Ópticos: Refração, Absorção e Dispersão da Luz FENÔMENOS ÓPTICOS No capítulo anterior demos início ao estudo dos fenômenos ópticos. Um fenômeno óptico ocorre quando a luz

Leia mais

Comunicação de informação a longas distâncias

Comunicação de informação a longas distâncias APSA Fenómenos ondulatórios Questão 1: Considere as seguintes superfícies onde incide a luz: espelho, parede, vidro muito polido, folha de papel. Indique em qual predomina a reflexão especular e a reflexão

Leia mais

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko )

Física. Refração Luminosa ÓPTICA GEOMÉTRICA. Professor Eurico ( Kiko ) Física ÓPTICA GEOMÉTRICA Refração Luminosa Professor Eurico ( Kiko ) Refração da Luz: fenômeno que ocorre quando a luz, propagando-se em um meio, atinge uma superfície de separação e passa a se propagar

Leia mais

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta.

Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Forma de energia radiante capaz de sensibilizar nossos órgãos visuais. Compreende a região do espectro eletromagnético do vermelho até o violeta. Propaga-se, no vácuo, com velocidade de 3.10 5 km/s.(ou

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel. Refração da Luz. Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto ISTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊCIA E TECOLOGIA PARAÍBA Campus Princesa Isabel Refração da Luz Disciplina: Física II Professor: Carlos Alberto Objetivos de aprendizagem Ao estudar este capítulo você aprenderá:

Leia mais

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA

Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz. Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA FÍSICO-QUÍMICA 8º ANO DE ESCOLARIDADE Ficha Informativa n.º 5 Propriedades e Aplicações da Luz Nome: Data: _/_ /20 INTRODUÇÃO TEÓRICA Luz Luz é uma onda eletromagnética (propaga-se simultaneamente em meios

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS E COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS E COMUNICAÇÃO COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS À medida que uma onda se propaga, por mais intensa que seja a perturbação que lhe dá origem, uma parte da sua energia será absorvida pelo meio de propagação,

Leia mais

Exercícios REFRAÇÃO 2

Exercícios REFRAÇÃO 2 Exercícios REFRAÇÃO 2 1.(UFPR) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arcoíris com base nos conceitos da óptica geométrica. Ele supôs uma gota de água com forma esférica e a incidência

Leia mais

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR REFRAÇÃO

Física PRÉ VESTIBULAR / / Aluno: Nº: Turma: PRÉ-VESTIBULAR REFRAÇÃO PRÉ VESTIBULAR Física / / PRÉ-VESTIBULAR Aluno: Nº: Turma: REFRAÇÃO 01 (UFPR) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arco-íris com base nos conceitos da óptica geométrica Ele supôs

Leia mais

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA

PROPAGAÇÃO ELETROMAGNÉTICA PROPAGAÇÃO LTROMAGNÉTICA LONARDO GURRA D RZND GUDS PROF. DR. ONDA LTROMAGNÉTICA As ondas de rádio que se propagam entre as antenas transmissora e receptora são denominadas de ondas eletromagnéticas Transmissor

Leia mais

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante

CONCEITOS GERAIS 01. LUZ. c = km/s. c = velocidade da luz no vácuo. Onda eletromagnética. Energia radiante CONCEITOS GERAIS 01. LUZ Onda eletromagnética Energia radiante c = 300.000 km/s c = velocidade da luz no vácuo (01) Um raio laser e um raio de luz possuem, no vácuo, a mesma velocidade OBSERVAÇÕES Todas

Leia mais

Colégio Avanço de Ensino Programado

Colégio Avanço de Ensino Programado α Colégio Avanço de Ensino Programado Trabalho de Recuperação1º Semestre - 1º Bim. /2016 Nota: Professor: Mario Borges Disciplina: Física Turma: 3ª Série Ensino Médio Nome: Nº: ORIENTAÇÕES PARA DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012

Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 E s c o l a S e c u n d á r i a d e A l c á c e r d o S a l Ano letivo 2012/2013 Ciências Físico-químicas 8º an o Teste Sumativo 2 C - 11/12/2012 Nome Nº Turma 1. O som produzido pelo sino de uma igreja

Leia mais

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA

COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA COLÉGIO MARISTA - PATOS DE MINAS 2º ANO DO ENSINO MÉDIO - 2013 Professoras: Rosimeire Borges 2ª RECUPERAÇÃO AUTÔNOMA DE FÍSICA ROTEIRO DE ESTUDO - QUESTÕES Estudante: Turma: Data: / / Conteúdos: - CAPÍTULO

Leia mais

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica

Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica Apostila de Física 33 Introdução à Óptica Geométrica 1.0 Definições Raios de luz Linhas orientadas que representam, graficamente, a direção e o sentido de propagação da luz. Conjunto de raios de luz Feixe

Leia mais

Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA

Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA Nome: nº Ano: Recuperação de Física Giovanni LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1 - A luz vermelha se propaga no vácuo com velocidade 3.10 8 m/s e no vidro com velocidade de 2,5.10 8 m/s.um raio de luz que

Leia mais

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº

COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE. ALUNO(a): Nº COLÉGIO ESTADUAL LICEU DE MARACANAÚ TD DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE ALUNO(a): Nº SÉRIE: 2 0 TURMAS: C-D-H-I TURNO: [M] [T] Prof.(s): Diva. 1- A luz amarela se propaga em um determinado vidro com

Leia mais

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta.

A Luz e o mundo que nos rodeia. A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. LUZ A Luz e o mundo que nos rodeia A luz é fundamental para observarmos o que existe à nossa volta. A luz e os corpos Corpos luminosos corpos que produzem ou têm luz própria Corpos iluminados corpos que

Leia mais

Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente, como:

Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente, como: Atividade extra Fascículo 8 Física Unidade 18 Exercício 1 Adaptado de UERGS 2000 Uma pedra jogada em uma piscina gera uma onda na superfície da água. Essa onda e a onda sonora são classificadas, respectivamente,

Leia mais

Exercícios Refração -1.

Exercícios Refração -1. Exercícios Refração -1. 1. Um raio luminoso vindo do vidro vai em direção ao ar sabendo que o ângulo de incidência é de 60º é correto afirmar: Dados: (índice de refração do vidro, n=2) (índice de refração

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO

REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO REFRAÇÃO DA LUZ PROFESSOR RODRIGO PENNA PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO RODRIGO RODRIGO PENNA: PENNA: o quadradinho quadradinho branco branco é um um ângulo ângulo reto. reto. Mostrar Mostrar os os ângulos

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n) Analisando as Grandezas

REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n) Analisando as Grandezas ÓPTICA GEOMÉTRICA MENU DE NAVEGAÇÃO Clique em um item abaixo para iniciar a apresentação REFRAÇÃO DA LUZ - Definições ÂNGULOS - Incidência - Reflexão - Refração Índice de Refração Absoluto de um Meio (n)

Leia mais

8º ANO Ensino Fundamental

8º ANO Ensino Fundamental E n s in o F o r t e e d e R e s u l t a do s Centro Educacio nal Juscelino K ub itschek APOSTILA G uar á e Valp ar aíso 3º Bimestre F Í S I C A 8º ANO Ensino Fundamental Data: / / Turno: Estudante: Turma:

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais

Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Graduação em Engenharia da Computação Prática 08 - Refração da Luz Alunos: Egmon Pereira; Igor Otoni Ripardo de Assis; Leandro de Oliveira Pinto;

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Reflexão da Luz e Espelhos. Objetivos. Unidade 1 Som e Luz Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Reflexão da Luz e Espelhos Objetivos Interpretar e reconhecer a importância da reflexão e difusão da luz. Distinguir e reconhecer a

Leia mais

Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob)

Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob) Trabalho do APE da mensal. (Professor: Bob) 1. A sucessão de pulsos representada na figura a seguir foi produzida em 1,5 segundos. Determine a freqüência e o período da onda. 2. Uma piscina tem fundo plano

Leia mais

PRINCÍPIOS DA ÓPTICA. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 10/10/2016 1

PRINCÍPIOS DA ÓPTICA. Professor Paulo Christakis, M.Sc. 10/10/2016 1 PRINCÍPIOS DA ÓPTICA 10/10/2016 1 O QUE É A LUZ? A luz é uma forma de energia que não necessita de um meio material para se propagar. A luz do Sol percorre a distância de 150 milhões de quilômetros com

Leia mais

Física. Prof. Edelson Moreira

Física. Prof. Edelson Moreira Física Prof. Edelson Moreira FENÔMENOS ONDULATÓRIOS Os fenômenos ondulatórios mais comuns são: REFLEXÃO: ocorre quando uma onda incide sobre um obstáculo e retorna ao meio original de propagação. A onda

Leia mais

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion REFRAÇÃO LEI DE SNELL DIA: MÊS: 05. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( )

3ª série LISTA: Ensino Médio. Aluno(a): Professor(a): Jean Jaspion REFRAÇÃO LEI DE SNELL DIA: MÊS: 05. Segmento temático: Turma: A ( ) / B ( ) Professor(a): Jean Jaspion LSTA: 01 ª série Ensino Médio Turma: A ( ) / B ( ) Aluno(a): Segmento temático: QUESTÃO 01 (UFRR/015) Em um experimento, temos uma placa de vidro que é atravessada por um feixe

Leia mais

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica

Aulas 1 a 3. Introdução à Ótica Geométrica Aulas 1 a 3 Introdução à Ótica Geométrica Ótica Geométrica Análise de um fenômeno óptico: Fonte de Luz emite Luz Que se propaga em um Meio óptico E atinge um Sistema óptico Que é responsável Formação da

Leia mais

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( )

Cor e frequência. Frequência ( ) Comprimento de onda ( ) Aula Óptica Luz visível A luz que percebemos tem como característica sua freqüência que vai da faixa de 4.10 14 Hz ( vermelho) até 8.10 14 Hz (violeta). Esta faixa é a de maior emissão do Sol, por isso

Leia mais

ONDULATÓRIA ONDA perturbação que se propaga em um meio transferir energia sem transportar matéria.

ONDULATÓRIA ONDA perturbação que se propaga em um meio transferir energia sem transportar matéria. ONDULATÓRIA Entender o comportamento das ondas é fundamental para entender boa parte da natureza que nos cerca, uma vez que, muito dos fenômenos que nos cercam, tem comportamento ondulatório. Por exemplo:

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO

Sala de Estudos FÍSICA - Lucas 2 trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO Sala de Estudos FÍSICA - Lucas trimestre Ensino Médio 1º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº ÓPTICA GEOMÉTRICA REFRAÇÃO 1. (Puccamp 1995) Um feixe de luz monocromática, que se propaga no meio 1 com velocidade

Leia mais

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 2

Introdução às Ciências Físicas Módulo 1 Aula 2 Introdução às Ciências Físicas Módulo Aula Refração Refração de luz monocromática Você lembra como começamos nosso estudo da luz? Falamos de brincadeiras com a sombra das mãos. Outra brincadeira ou se

Leia mais

Apostila 8 Setor B. Aulas 37 e 38. Página 150. G n o m o

Apostila 8 Setor B. Aulas 37 e 38. Página 150. G n o m o Apostila 8 Setor B Aulas 37 e 38 FENÔMENOS Página 150 ONDULATÓRIOS G n o m o Frentes de Onda a) Fonte pontual b) Fonte reta Reflexão 1ª lei: o raio incidente, a reta normal no ponto de incidência e o raio

Leia mais

Se um feixe de luz laser incidir em uma direção que passa pela borda da caixa, fazendo um ângulo θ com a vertical, ele só poderá iluminar a moeda se

Se um feixe de luz laser incidir em uma direção que passa pela borda da caixa, fazendo um ângulo θ com a vertical, ele só poderá iluminar a moeda se 1. (Fuvest 2016) Uma moeda está no centro do fundo de uma caixa d água cilíndrica de 0,87 m de altura e base circular com 1,0 m de diâmetro, totalmente preenchida com água, como esquematizado na figura.

Leia mais

Aprender no laboratório

Aprender no laboratório Aprender no laboratório A Ciência é hoje em dia um vasto conjunto de conhecimentos, sobre os quais temos mais ou menos certeza de que sejam verdadeiros. Os cientistas estão habituados a lidar com a ignorância,

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada Física Parte II Prof. Thiago Dutra Agenda Camada Física n Introdução ntécnicas de Transmissão de Dados n Meios de Transmissão ndispositivos n Cabeamento

Leia mais

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz

Física. Leonardo Gomes (Arthur Vieira) 27 e Refração da Luz Refração da Luz Refração da Luz 1. Um raio de luz monocromática passa do meio 1 para o meio 2 e deste para o meio 3. Sua velocidade de propagação relativa aos meios citados é v 1, v 2 e v 3, respectivamente.

Leia mais

LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas

LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas LISTA 13 Ondas Eletromagnéticas 1. Não é radiação eletromagnética: a) infravermelho. b) ultravioleta. c) luz visível. d) ondas de rádio. e) ultra-som. 2. (UFRS) Das afirmações que se seguem: I. A velocidade

Leia mais

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz?

Unidade 1 SOM E LUZ. Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade. Objetivos. O que é a luz? Como se propaga? O que é a luz? Ciências Físico-químicas - 8º ano de escolaridade Unidade 1 SOM E LUZ Objetivos Como se propaga? Concluir que a visão dos objetos implica a propagação da luz, em diferentes meios, desde a fonte de luz

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Ulbra 016) Um objeto está à frente de um espelho e tem sua imagem aumentada em quatro vezes e projetada em uma tela que está a,4 m do objeto, na sua horizontal. Que tipo de espelho foi utilizado e

Leia mais

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos

Meios transparentes Meios translúcidos Meios opacos ÓPTICA O que é luz? Definimos costumeiramente luz como sendo a faixa visível do espectro eletromagnético. A Óptica irá, portanto, estudar o comportamento da luz e os fenômenos que ocorrem com ela em diferentes

Leia mais

Lista Aula 24. É (são) verdadeira(s): a) todas b) nenhuma c) somente II d) II e III e) somente III

Lista Aula 24. É (são) verdadeira(s): a) todas b) nenhuma c) somente II d) II e III e) somente III 1. (Uece 2015) Dentre as fontes de energia eletromagnéticas mais comumente observadas no dia a dia estão o Sol, os celulares e as antenas de emissoras de rádio e TV. A característica comum a todas essas

Leia mais

-6-- FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4 FIGURA 5. Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de faces paralelas

-6-- FIGURA 1 FIGURA 2 FIGURA 3 FIGURA 4 FIGURA 5. Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de faces paralelas -6-- www.pascal.com.br EXECÍCIOS SUPE FÍSICA (aula 9) Prof. Edson Osni amos 183. (BP - 96) FIGUA 1 FIGUA 2 FIGUA 3 FIGUA 4 FIGUA 5 Lente convergente prisma óptico espelho plano espelho côncavo lâmina de

Leia mais

EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA

EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA CURSO: ENGENHARIA - UFSCar - TURMA 09.904-0 Profa. Dra. Ignez Caracelli - DF 17 de novembro de 2016 EXERCÍCIO 3 - INTERFERÊNCIA Exercícios extraídos do livro Fundamentos de Física volume 4: Óptica e Física

Leia mais

Refração da Luz Lei de Snell

Refração da Luz Lei de Snell Refração da Luz Lei de Snell 1. (Fuvest 016) Uma moeda está no centro do fundo de uma caixa d água cilíndrica de 0,87 m = m de altura e base circular com 1,0 m de diâmetro, totalmente preenchida com água,

Leia mais

Outras características dos espelhos planos são:

Outras características dos espelhos planos são: ÓPTICA Espelhos O espelho plano se caracteriza por apresentar uma superfície plana e polida, onde a luz que é incidida reflete de forma regular. Para obter um bom grau de reflexão, é necessário que a variação

Leia mais

Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges

Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges Como a luz, uma onda de rádio, perderia-se no espaço, fora do nosso planeta, se não houvesse um fenômeno que provocasse sua curvatura para

Leia mais

sen(20 ) cos(70 ) 0,35 sen(30 ) cos(60 ) 0,50 sen(45 ) cos(45 ) 0,70 sen(60 ) cos(30 ) 0,87 sen(70 ) cos(20 ) 0,94

sen(20 ) cos(70 ) 0,35 sen(30 ) cos(60 ) 0,50 sen(45 ) cos(45 ) 0,70 sen(60 ) cos(30 ) 0,87 sen(70 ) cos(20 ) 0,94 1. Uma moeda está no centro do fundo de uma caixa d água cilíndrica de 0,87 m de altura e base circular com 1,0 m de diâmetro, totalmente preenchida com água, como esquematizado na figura. Se um feixe

Leia mais

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil

Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil ÓPTICA GEOMÉTRICA Setor 1210 FUNDAMENTOS DA ÓPTICA GEOMÉTRICA - Aulas 01 Prof. Calil A Óptica estuda a energia denominada luz. 1- O estudo dos defeitos da visão e como curá-los, constitui a Óptica Fisiológica.

Leia mais

Exercícios REFRAÇÃO -3

Exercícios REFRAÇÃO -3 Exercícios REFRAÇÃO -3 1. (Ufrgs 2015) Na figura abaixo, um raio luminoso i, propagando-se no ar, incide radialmente sobe placa semicircular de vidro. Assinale a alternativa que melhor representa a trajetória

Leia mais

Índice de refracção e propriedades ópticas. Química 12º Ano. Unidade 3 Plásticos, vidros e novos materiais Actividades de Projecto Laboratorial

Índice de refracção e propriedades ópticas. Química 12º Ano. Unidade 3 Plásticos, vidros e novos materiais Actividades de Projecto Laboratorial Índice de refracção e propriedades ópticas Química 12º Ano Unidade 3 Plásticos, vidros e novos materiais Actividades de Projecto Laboratorial Dezembro 2005 Jorge R. Frade, Ana Teresa Paiva Dep. Eng. Cerâmica

Leia mais

EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO

EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO EXERCÍCIOS DA SALVAÇÃO 1. (Ufrj) Um raio luminoso que se propaga no ar "n(ar) =1" incide obliquamente sobre um meio transparente de índice de refração n, fazendo um ângulo de 60 com a normal. Nessa situação,

Leia mais

Conceitos de Transmissão sem Fio

Conceitos de Transmissão sem Fio Conceitos de Transmissão sem Fio Francisco José da Silva e Silva Laboratório de Sistemas Distribuídos (LSD) Departamento de Informática / UFMA http://www.lsd.deinf.ufma.br 23 de agosto de 2010 Francisco

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP INSTITUTO DE FISICA GLEB WATAGHIN IFGW. INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO F 809 Professor José Joaquim Lunazzi

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP INSTITUTO DE FISICA GLEB WATAGHIN IFGW. INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO F 809 Professor José Joaquim Lunazzi UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS UNICAMP INSTITUTO DE FISICA GLEB WATAGHIN IFGW INSTRUMENTAÇÃO PARA O ENSINO F 809 Professor José Joaquim Lunazzi CUBA DE ONDAS RELATÓRIO FINAL Marcos Paulo Maziero de

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Ondas

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Ondas Ondas Ondas 1. Uma onda sonora e outra onda luminosa monocromática, após se propagarem no ar, sofrem refração ao passarem do ar para o vidro. Esquematize suas trajetórias, justificando. 2. Um pincel de

Leia mais

Colégio Jesus Adolescente

Colégio Jesus Adolescente olégio Jesus dolescente Ensino Médio 2º imestre Disciplina Física Setor Turma 1º NO Professor Gnomo Lista de Exercício Mensal ulas 1 à 15 1) Um raio de luz monocromático se propaga no com velocidade 200.000

Leia mais

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº

2º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº º trimestre TB- FÍSICA Data: Ensino Médio 1º ano classe: Prof. J.V. Nome: nº Valor: 10 Nota:.. 1. (Ufsm 011) Na figura a seguir, são representados um objeto (O) e a sua imagem (I) formada pelos raios de

Leia mais

Exercícios Refração Dudu Física

Exercícios Refração Dudu Física Exercícios Refração Dudu Física 1.(UFPR-10) Descartes desenvolveu uma teoria para explicar a formação do arco-íris com base nos conceitos da óptica geométrica. Ele supôs uma gota de água com forma esférica

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAS FUNDAMENTOS DO SENSORIAMENTO REMOTO Prof. Dr. Richarde Marques Satélite Radiação solar refletida Atmosfera

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA ONDAS ELETROMAGNÉTICAS REFLEXÃO, REFRAÇÃO, DIFRAÇÃO, INTERFERÊNCIA E RESSONÂNCIA O conhecimento das propriedades da luz nos permite explicar por que o céu é azul, funcionamento dos olhos, e dispositivos

Leia mais

Luz e Visão. Prof. César Bastos

Luz e Visão. Prof. César Bastos Luz e Visão Prof. César Bastos Introdução ao estudo de Luz e Visão Como você explicaria o que é luz? Você seria capaz de explicar a Luz para uma pessoa que não enxerga? Durante muitos anos, desde a Grécia

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS INTRODUÇÃO É importante tomarmos consciência de como estamos imersos em ondas eletromagnéticas. Iniciando pelos Sol, a maior e mais importante fonte para os seres terrestres, cuja

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola de Engenharia de Lorena EEL LOB1021 - FÍSICA IV Prof. Dr. Durval Rodrigues Junior Departamento de Engenharia de Materiais (DEMAR) Escola de Engenharia de Lorena (EEL) Universidade

Leia mais

PROFESSORA: Bárbara. c) a difração. d) o arco-íris.

PROFESSORA: Bárbara. c) a difração. d) o arco-íris. NOME: TURMA: 1T2 Nº PROFESSORA: Bárbara AVALIAÇÃO DE: Física NOTA do Trabalho 1. (FUVEST) Suponha que exista um outro universo no qual há um planeta parecido com o nosso, com a diferença de que a luz visível

Leia mais

REFRAÇÃO DA LUZ. Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas.

REFRAÇÃO DA LUZ. Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas. REFRAÇÃO DA LUZ AULA 18 1- INTRODUÇÃO Neste capítulo estudaremos as leis da refração, a reflexão total e a formação de imagens nas lentes esféricas. 2- A REFRAÇÃO A refração ocorre quando a luz ao passar

Leia mais

Ondas Interferência

Ondas Interferência Ondas - 2010 Interferência Profa. Ana Barros 1º Semestre 2011 Interferência Princípio de Huygens A Lei da Refração Difração O Experimento de Young Intensidade das Franjas de Interferência Interferência

Leia mais

Ondas e a radiação eletromagnética

Ondas e a radiação eletromagnética Ondas e a radiação eletromagnética Dark side of the Moon, album cover (1973), Pink Floyd Jorge Miguel Sampaio jmsampaio@fc.ul.pt 1. O que são ondas? São perturbações ou oscilações que se propagam no espaço

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 3ª Etapa 2014 Disciplina: Física Série: 2ª Professor (a): Marcos Vinicius Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

CONCEITOS FUNDAMENTAIS

CONCEITOS FUNDAMENTAIS CONCEITOS FUNDAMENTAIS 05 REFLEXÃO, TRANSMISSÃO E ABSORÇÃO DA LUZ REFLEXÃO, TRANSMISSÃO E ABSORÇÃO DA LUZ A MANIPULAÇÃO CONVENIENTE DA LUZ SE OBTÉM COM O CONTROLE DE SUA DISTRIBUIÇÃO FENÔMENOS ENVOLVIDOS:

Leia mais

Ondas. Dark side of the Moon, album cover (1973), Pink Floyd. Jorge Miguel Sampaio

Ondas. Dark side of the Moon, album cover (1973), Pink Floyd. Jorge Miguel Sampaio Ondas Dark side of the Moon, album cover (1973), Pink Floyd Jorge Miguel Sampaio jmsampaio@fc.ul.pt 1. O que são ondas? São perturbações ou oscilações que se propagam no espaço e/ou no tempo acompanhadas

Leia mais

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS

ONDAS ELETROMAGNÉTICAS PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: Telecomunicações 1 MOURA LACERDA ONDAS ELETROMAGNÉTICAS Ondas eletromagnéticas são ondas que se formam a partir da combinação dos campos magnético e elétrico, que se propagam

Leia mais

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL

CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª GISELLE PALMEIRA PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL CIÊNCIAS 9 ANO PROF.ª MÁRCIA MACIEL ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª GISELLE PALMEIRA REVISÃO Unidade IV Ser humano e saúde 2 REVISÃO Aula 24.1 Revisão e Avaliação 3 REVISÃO 1 A Ciência do movimento Vamos observar

Leia mais

INTENSIVÃO ENEM 2016 Professora Deise Lima

INTENSIVÃO ENEM 2016 Professora Deise Lima INTENSIVÃO ENEM 2016 Professora Deise Lima (professoradeise@outlook.com) Olha a Óptica no Enem!!!! É verdade!!! Óptica é sempre um dos assuntos bem solicitados pelo ENEM perdendo apenas para Energia (envolvendo

Leia mais

Óptica Geométrica. => vi = 2vE

Óptica Geométrica. => vi = 2vE Disciplina: Física para Olimpíadas Assunto: Óptica (Teoria e questões antigas da OBF 2ª fase) Professor: Gustavo Mendonça Óptica Geométrica 1) Introdução à Óptica Geométrica: Na Lousa! 2) Reflexão: Fenômeno

Leia mais

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio Transmissão das Ondas Eletromagnéticas Prof. Luiz Claudio Transmissão/Recebimento das ondas As antenas são dispositivos destinados a transmitir ou receber ondas de rádio. Quando ligadas a um transmissor

Leia mais

- Professor João Rodrigo Escalari Quintiliano REFRAÇÃO

- Professor João Rodrigo Escalari Quintiliano REFRAÇÃO EXERCÍCIOS DE FÍSICA F - Professor João Rodrigo Escalari Quintiliano REFRAÇÃO 1. (Ufjf 2006) O arco-íris é causado pela dispersão da luz do Sol que sofre refração e reflexão pelas gotas de chuva (aproximadamente

Leia mais

Óptica Física Interferência e difracção

Óptica Física Interferência e difracção Óptica Física Interferência e difracção Diferença de fase e coerência Interferência em filmes finos Interferência gerada por duas fendas Difracção por fenda única Difracção de Fraunhofer e Fresnel Redes

Leia mais

Polarização de Ondas

Polarização de Ondas Polarização de Ondas 1. polarização de Ondas. Considere uma onda transversal se propagando numa corda, na qual as direções de oscilação são totalmente aleatórias. Após a passagem da onda pela fenda, a

Leia mais

Física B Extensivo V. 1

Física B Extensivo V. 1 Física B Extensivo V. 1 Exercícios 01) 38 01. Falsa. f Luz > f Rádio 02. Verdadeira. Todas as ondas eletromagnéticas são transversais. 04. Verdadeira. Do tipo secundária. 08. Falsa. Do tipo secundária.

Leia mais

ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas.

ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas. UNIDADES DE TRANSMISSÃO 1 QUESTIONÁRIO DA UNIDADE I ASSUNTO: Produção e Propagação de Ondas Eletromagnéticas. Nome: N o : Turma: Para cada período mencionado, analise seu conteúdo e marque " F " para uma

Leia mais

Ondas - 2EE 2003 / 04

Ondas - 2EE 2003 / 04 Ondas - EE 3 / 4 Propagação atmosférica Aspectos preliminares. Introdução A comunicação rádio é devida à propagação de ondas electromagnéticas no espaço. No vazio, estas ondas deslocam-se à velocidade

Leia mais

Definição de sensoriamento remoto. Professor: Enoque Pereira da Silva

Definição de sensoriamento remoto. Professor: Enoque Pereira da Silva Definição de sensoriamento remoto Professor: Enoque Pereira da Silva Definição de sensoriamento remoto Sensoriamento remoto é um termo utilizado na área das ciências aplicadas que se refere à obtenção

Leia mais

Biofísica Bacharelado em Biologia

Biofísica Bacharelado em Biologia Biofísica Bacharelado em Biologia Prof. Dr. Sergio Pilling PARTE A Capítulo 4 Luz como uma onda, refração, polarização, difracão e interferência. Formação de imagens e instrumentos óticos. Objetivos: Nesta

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data!

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

Redes de Computadores. Topologias

Redes de Computadores. Topologias Redes de Computadores Topologias Sumário! Topologia Tipo de topologias 2 Topologia Configuração dos cabos, computadores e outros equipamentos 3 Topologia de cablagem! Topologia física Localização real

Leia mais

Atividades Para fixar a formação de imagens nas lentes convergentes e divergentes, clique no link abaixo e movimente o objeto que está posicionado dainte da lente. Observe o que acontece com a imagem à

Leia mais

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1.

Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. Exercícios ÓPTICA GEOMÉTRICA -1. 1.Sobre os conceitos fundamentais da Óptica, é correto afirmar que a) quanto mais afastado está um objeto de uma câmara escura menor é a sua imagem dentro da mesma. b)

Leia mais

01. Se uma régua passa a tocar a água 20 vezes em cada 5,0 segundos, então essa mudança provocará uma alteração: a) na frequência da onda e em seu

01. Se uma régua passa a tocar a água 20 vezes em cada 5,0 segundos, então essa mudança provocará uma alteração: a) na frequência da onda e em seu 01. Se uma régua passa a tocar a água 20 vezes em cada 5,0 segundos, então essa mudança provocará uma alteração: a) na frequência da onda e em seu comprimento de onda; b) na velocidade e na frequência

Leia mais

Verificação das Leis da Reflexão

Verificação das Leis da Reflexão Actividade Laboratorial Física 8º ano Tempo necessário para a execução do trabalho- 2 horas Conhecimentos necessários: saber utilizar o transferidor Verificação das Leis da Reflexão Um pouco de teoria

Leia mais

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia

Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia Universidade Federal de Campina Grande Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar Unidade Acadêmica de Agronomia NOTAS DE AULA PRINCÍPIOS DE RADIAÇÃO ELETROMAGNÉTICA 1. Introdução A radiação eletromagnética

Leia mais

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético

Meios Físicos Cont. Espectro Eletromagnético Meios Físicos Cont. Pares Metálicos Cabo coaxial Par Trançado Condutores Óticos Fibra Rádio Microondas Satélites Infravermelho Espectro Eletromagnético 1 Espectro Eletromagnético Frequências 30MHz to 1GHz

Leia mais

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas.

ÓPTICA. Conceito. Divisões da Óptica. Óptica Física: estuda os fenômenos ópticos que exigem uma teoria sobre a natureza das ondas eletromagnéticas. ÓPTICA Conceito A óptica é um ramo da Física que estuda os fenomenos relacionados a luz ou, mais amplamente, a radiação eletromagnética, visível ou não. A óptica explica os fenômenos de reflexão, refração

Leia mais

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ)

Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Apresentação e Aplicações de Óptica Geométrica (ENEM/UERJ) Sérgio Ferreira de Lima http://aprendendofisica.net/rede/blog/category/aprofundamento/ cp2@sergioflima.pro.br Óptica Geométrica: Estudo dos fenômenos

Leia mais

Fenómenos Ondulatórios. Reflexão, refracção, difracção

Fenómenos Ondulatórios. Reflexão, refracção, difracção Fenómenos Ondulatórios Reflexão, refracção, difracção Natureza dualística da radiação electromagnética A radiação electromagnética é um fenómeno ondulatório envolvendo a propagação de um campo magnético

Leia mais