RELAÇÕES ENTRE A MATEMÁTICA ESCOLAR E A MATEMÁTICA DO COTIDIANO PROFISSIONAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELAÇÕES ENTRE A MATEMÁTICA ESCOLAR E A MATEMÁTICA DO COTIDIANO PROFISSIONAL"

Transcrição

1 RELAÇÕES ENTRE A MATEMÁTICA ESCOLAR E A MATEMÁTICA DO COTIDIANO PROFISSIONAL Eixo temático: Etnomatemática e as relações entre tendências em educação Matemática. RESUMO: Este trabalho visa mostrar um projeto desenvolvido pelo PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) de Matemática da UFRN, com alunos da 3ª série do ensino médio da Escola Estadual Governador Walfredo Gurgel (Natal-RN), uma das escolas a qual os bolsistas do PIBID atuam. Este projeto tem como finalidade mostrar aos alunos que a Matemática que eles estudam é importante para a vida profissional independente da área e/ou profissão que eles desejam seguir. Assim, propomos no decorrer deste trabalho algumas atividades a serem realizadas para que nossos objetivos sejam alcançados, através da tendência Etnomatemática, atividades as quais descreveremos passo a passo no decorrer deste trabalho. Palavras chave: Profissão; Etnomatemática; Matemática. Introdução Nosso estudo tem como objetivo a discussão dos aspectos socioeconômicos e culturais envolvidos na escolha de um curso para prestar vestibular. Assim como promover uma reflexão acerca de como a profissão escolhida utiliza ou não de conceitos matemáticos, que segundo D Ambrósio (2011, p.17) O grande motivador do programa de pesquisa que denomino Etnomatemática é procurar entender o saber/fazer matemático ao longo da história da humanidade, contextualizado em diferentes grupos de interesse, comunidades, povos e nações. Desta forma, trabalhamos com uma melhor abordagem referente à aprendizagem da matemática teórica, tendo como base a Matemática utilizada no cotidiano curricular de uma comunidade escolar do Ensino Médio de uma escola pública, localizada no bairro de Candelária da cidade de Natal/RN.

2 Metodologia Cenário e dados da pesquisa Na tentativa de mostrar as opiniões dos alunos sobre o devido tema, elaboramos esta pesquisa a partir de estudos sobre a Etnomatemática, desenvolvidos num projeto preliminar que foi realizado na escola Estadual Governador Walfredo Gurgel. Como se tratava de uma proposta nova na referida escola realizamos a pesquisa em apenas uma turma da 3ª série do Ensino Médio no ano de 2011, no entanto neste ano de 2012 o projeto foi ampliado para as duas turmas do turno matutito dessa escola. Com isso o Projeto Etnomatemática e Profissões foram redistribuídos em algumas etapas como veremos a seguir. Tabela 1 Planejamento do Projeto Etnomatemática na Esc. Gov. Walfredo Gurgel Datas Atividades 24 de maio e 29 de maio Aplicação de questionário 30 de maio a 01 de junho Mostra de Profissões na UFRN 05 de junho e 07 de junho Apresentação dos dados dos questionários 12 de junho e 14 de junho Orientação para as entrevistas 19 de junho e 21 de junho Andamento das confecções dos cartazes 07 de agosto e 09 de agosto Acompanhamento dos trabalhos 14 de agosto e 16 de agosto Relato de experiência da confecção dos cartazes 25 de agosto Palestras 01 de setembro Palestras 04 de setembro e 06 de setembro Depoimento dos alunos Fonte: Arquivo pessoal Podemos ver neste cronograma algumas atividades a serem realizadas para aprimorar nossa pesquisa, algumas destas atividades foram realizadas no ano passado com uma das turmas do 3º ano, porém os alunos já haviam realizados as inscrições do vestibular da UFRN, então nossa proposta foi iniciar as atividades antes das inscrições para que os mesmos possam fazer a escolha tendo conhecimento do curso que estão buscando. Assim, após a aplicação de um questionário com questões abertas e fechadas sobre a importância e existência da Matemática no cotidiano dos próprios alunos e em especial nas profissões que conhecem ou desejam seguir, surgiu à oportunidade de

3 trazê-los para a Mostra de Profissões da UFRN palestras ministradas por professores e alunos da instituição, acerca dos temas tratados como podemos ver na figura seguinte, a fim de mostrar como é o dia-a-dia de cada profissional e do que trata a determinada profissão. A partir desta experiência, propomos que nossos alunos relatassem sobre a experiência vivenciada naquele momento. Figura 1 Participação na 4ª mostra de profissões da UFRN Fonte: Arquivo pessoal Em seguida trataremos da análise dos questionários que foram aplicados, mostrando aos alunos quais foram às profissões mais almejadas por eles, encaminhando-os a fazer pesquisas e entrevistas com profissionais da área destinada a cada grupo, para que os mesmos confeccionem cartazes a cerca da profissão e do uso da matemática por tal profissional. Estaremos acompanhando a confecção destes cartazes, auxiliando-os no horário inverso das aulas. Após a confecção dos cartazes os alunos farão relatos da experiência que tiveram ao entrevistarem e confeccionarem suas pesquisas e seus cartazes. O próximo passo do nosso projeto é oferecer palestras ministradas por profissionais de algumas áreas, para que os alunos possam esclarecer dúvidas que surgiram no ato da pesquisa, acompanhados e orientados pelos integrantes deste projeto. Para finalizar, propomos que nossos alunos relatem suas experiências e aprendizagens no decorrer de todo o projeto. Relato de uma aluna Na mostra de profissões que ocorreu na UFRN, encaminhamos aos nossos alunos um roteiro para que eles fizessem um relatório, para que pudéssemos analisar se

4 esta mostra tinha sido proveitosa e produtiva ou não, estas eram as questões que continham no roteiro: Palestras que assistiu. O que achou de mais importante em cada palestra. Algumas das palestras envolveram profissões que utilizam a Matemática. Quais são os conceitos matemáticos envolvidos em cada profissão das palestras que assistiu. Estas palestras lhe despertou algum interesse? Em quê? Por quê? Você obteve alguma informação diferente do que você imaginava em alguma profissão? O quê? Em qual palestra? Se sim você está repensando a respeito do curso escolhido? Você vai fazer vestibular para que curso? Por quê? As palestras lhe ajudaram a desvendar essa escolha? Explique-nos. Conte como foi esta experiência em participar da mostra de profissões da UFRN. Você assistiu a palestra de acordo com o curso que já tinha escolhido ou preferiu outras palestras? Porquê? Em resposta a tais questionamentos temos o relato da aluna Kátia Moreira de Melo, da 3ª série no nível médio matutino. No primeiro momento a referida aluna a assistiu a palestra de nutrição e no segundo momento a de Matemática, e ressalta que em ambas as palestras o que achou mais interessante foi saber a atuação de cada um desses profissionais no mercado de trabalho, e também saber que nas duas a matemática está presente. Na nutrição está envolvida a porcentagem nas quantidades por porção, as quatro operações matemáticas na hora de verificar a quantidade diária que pode ser ingerida de um determinado alimento, de acordo com as suas quantidades calóricas e seus nutrientes. Na matemática o próprio nome já diz envolve matemática em tudo, porém o que despertou o interesse da aluna na palestra de matemática foi sempre gostar de matemática e querer ser professora de matemática, no entanto a mesma não sabia que um matemático pode trabalhar em bancos e em empresas, pois ela acreditava que quem fazia matemática só podia ser professor de matemática. A aluna ainda ressalta em seu relatório que vai fazer vestibular para o curso de matemática, porque gosta e quer trabalhar diretamente com a matemática, diz que assistir a palestra de matemática foi muito importante para ela, pois a ajudou a

5 desvendar um interesse ainda maior pela matemática, por causa das outras opções no mercado de trabalho que ela não conhecia. Ao finalizar diz que foi uma experiência que ficará marcada em sua vida, pois além de ter sido a primeira vez que participou de uma mostra de profissões da UFRN, aprendeu que devemos escolher um curso que goste e não visando o salário que virá a receber. E um fato muito interessante é que a aluna ainda não havia decidido para qual curso ia fazer vestibular e depois da palestra de matemática optou em cursar matemática. Conclusão Vale salientar que esta é uma pesquisa que ainda está em desenvolvimento com diversas etapas a serem concluídas, porém já podemos ver que nossos alunos estão com ma visão mais ampla da importância e uso da matemática escolar no cotidiano de profissionais que muitas vezes prejulgamos não ter importância alguma. No entanto foi feita uma ponte entre a matemática escola e a matemática do cotidiano profissional de cada um dos profissionais designado, buscando o melhoramento e o fortalecimento contínuo da aprendizagem da matemática. Referencias D AMBRÓSIO, Ubiratan. Elo entre as tradições e a modernidade, Belo Horizonte, Ed. Autêntica, 2001.

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha

PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO. Claudianny Amorim Noronha PROJETOS COM OBJETIVOS QUE INTEGRAM ENSINO Claudianny Amorim Noronha A PERSPECTIVA DE ENSINO NO EDITAL DE AÇÕES INTEGRADAS Melhoria do processo de ensino e aprendizagem dos cursos de graduação e pós-graduação,

Leia mais

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso

Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso Unidade 1 Sobre o Trabalho de conclusão de curso O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é um requisito obrigatório para a conclusão do curso, realizada no final do Curso de Licenciatura em Pedagogia da Universidade

Leia mais

A Matemática na busca da profissão. Eixo temático: Etnomatemática e as relações entre tendências em educação Matemática.

A Matemática na busca da profissão. Eixo temático: Etnomatemática e as relações entre tendências em educação Matemática. A Matemática na busca da profissão 078400854-07 Maria Isabel da Costa Pereira Joélia dos Santos Medeiros Klêffiton Soares da Cruz Orientadora: Giselle Costa de Sousa Eixo temático: Etnomatemática e as

Leia mais

UTILIZANDO MÉTODOS DIFERENCIADOS A FAVOR DO ENSINO DA MATEMÁTICA. GT 02 Educação Matemática no Ensino Médio e Ensino Superior

UTILIZANDO MÉTODOS DIFERENCIADOS A FAVOR DO ENSINO DA MATEMÁTICA. GT 02 Educação Matemática no Ensino Médio e Ensino Superior UTILIZANDO MÉTODOS DIFERENCIADOS A FAVOR DO ENSINO DA MATEMÁTICA GT 02 Educação Matemática no Ensino Médio e Ensino Superior Andressa Miranda Esteves Martinez, Unipampa, amirandaesteves@bol.com.br Andréa

Leia mais

Proposta de Ação de Extensão

Proposta de Ação de Extensão Proposta de Ação de Extensão Dados Gerais Evento: PET INCENTIVA PREAE: Proponente: Daniel Juliano Pamplona da Silva (Instituto de Ciência e Tecnologia) Edital: 06/2015 (Fluxo contínuo - EVENTOS) Área CNPq:

Leia mais

PROJETO: CONTANDO CENTAVOS

PROJETO: CONTANDO CENTAVOS PIBID - Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência Escola Municipal Hermann Gmeiner Disciplina: Matemática Docentes: João Batista de Oliveira Neto Damião Xavier de Medeiros PROJETO: CONTANDO

Leia mais

Estágio Supervisionado em Química I

Estágio Supervisionado em Química I Estágio Supervisionado em Química I Profª Tathiane Milaré AULA 1 Planejamento das atividades Objetivos Gerais da Disciplina vivenciar situações do cotidiano da escola e, em especial, aquelas dirigidas

Leia mais

TRIGONOMETRIA CONTEXTUALIZADA: MEDINDO A ALTURA DO MORRO BOM JESUS EM CARUARU - PE

TRIGONOMETRIA CONTEXTUALIZADA: MEDINDO A ALTURA DO MORRO BOM JESUS EM CARUARU - PE TRIGONOMETRIA CONTEXTUALIZADA: MEDINDO A ALTURA DO MORRO BOM JESUS EM CARUARU - PE Davi Severino de Araújo; Diego Jonata de Medeiros; Ithallo Rosemberg Praxedes de Pontes dos Santos; Joicy Lariça Gonçalves

Leia mais

UM DIA NA ESCOLA DO MEU FILHO

UM DIA NA ESCOLA DO MEU FILHO UM DIA NA ESCOLA DO MEU FILHO As escolas estaduais do Estado de São Paulo promoveram dia 25/05/2013, Um dia na Escola do meu filho, promovendo um dia emocionante marcado pela presença da família na escola,

Leia mais

UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O JOGO CUBRA 12 A PARTIR DE EXPERIÊNCIAS VIVENCIADAS NO PIBID/IFES

UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O JOGO CUBRA 12 A PARTIR DE EXPERIÊNCIAS VIVENCIADAS NO PIBID/IFES UMA INVESTIGAÇÃO SOBRE O JOGO CUBRA 12 A PARTIR DE EXPERIÊNCIAS VIVENCIADAS NO PIBID/IFES Lauro Chagas e Sá Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Espírito Santo Ifes Campus Vitória proflaurosa@gmail.com

Leia mais

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010

Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Angélica/Ipezal MS Março de 2010 Escola Estadual Luis Vaz de Camões Ipezal/Angélica - MS PLANO DE AÇÃO (PSTE) 2010 Plano

Leia mais

PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO

PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO PESQUISA SOBRE O NÍVEL DE SATISFAÇÃO DOS PROFESSORES COM OS CURSOS DE CAPACITAÇÃO Kelvin Henrique Correia de Holanda; Ademária Aparecida de Sousa Universidade Federal de Alagoas; kelvinhenrique16@hotmail.com;

Leia mais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais

UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO. Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais UM ESTUDO SOBRE AS FORMAS GEOMÉTRICAS EM NOSSO COTIDIANO Fernanda Lima Ferreira Instituto de Ciências Exatas da Universidade Federal de Minas Gerais Introdução O presente relato de experiência se refere

Leia mais

O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO

O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO O ENSINO E APRENDIZADO DE NÚMEROS DECIMAIS SIMULANDO UM MERCADO Instituição de Ensino Bolsistas ID Supervisor Coordenador Colégio Estadual Padre Cláudio Morelli Amanda Ferreira Procek Eduarda de Almeida

Leia mais

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS

SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS SEDUC SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MATO GROSSO ESCOLA ESTADUAL DOMINGOS BRIANTE ELIANE CALHEIROS OLIVIA EVANGELISTA BENEVIDES THIANE ARAUJO COSTA TRABALHANDO A MATEMÁTICA DE FORMA DIFERENCIADA A

Leia mais

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M.

PROJETO CURTA-METRAGEM. E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar. Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. PROJETO CURTA-METRAGEM E.E.Profº João Maria Pires de Aguiar Professor(es) Apresentador(es): Regiane Taveira Pereira Cristiane Skau de M. Saldanha Realização: Foco do Projeto Este projeto assume o princípio

Leia mais

Universidade Salvador - UNIFACS. Economia

Universidade Salvador - UNIFACS. Economia Universidade Salvador - UNIFACS Economia Economia move o mundo As questões econômicas fazem parte do dia a dia das pessoas e a influência dos princípios da Economia está presente em situações que vão desde

Leia mais

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO

CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO CURSO DE PEDAGOGIA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO DAS CONDIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º Este Regulamento apresenta a definição, os objetivos, a caracterização e a explicitação das condições

Leia mais

Eixo Temático 3-Currículo, Ensino, Aprendizagem e Avaliação

Eixo Temático 3-Currículo, Ensino, Aprendizagem e Avaliação Eixo Temático 3-Currículo, Ensino, Aprendizagem e Avaliação CONCEPÇÕES DOS EDUCANDOS SOBRE A UTILIZAÇÃO DO LIVRO DIDÁTICO DE BIOLOGIA NA ESCOLA PÚBLICA Leandra Tamiris de Oliveira Lira-UFRPE Leonardo Barbosa

Leia mais

APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES

APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES APLICAÇÃO DE EQUAÇÃO DO SEGUNDO GRAU COM MATERIAIS MANIPULÁVEIS: JOGO TRILHA DAS EQUAÇÕES Rafael Pereira da Silva Universidade Estadual da Paraíba rafaelpereira.jt@hotmail.com Jailson Lourenço de Pontes

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - A Coordenação do Curso de Licenciatura em Química da UTFPR Campus

Leia mais

A cartografia na proposta curricular oficial do Estado do Rio de Janeiro

A cartografia na proposta curricular oficial do Estado do Rio de Janeiro A cartografia na proposta curricular oficial do Estado do Rio de Janeiro Miguel Filipe da Costa Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro Bolsista PIBID/CAPES mgf.renascer@gmail.com INTRODUÇÃO A Secretaria

Leia mais

ANÁLISE DAS RESOLUÇÕES DE PROBLEMAS ENVOLVENDO CÍRCULO E CIRCUNFERÊNCIA NA PRODUÇÃO DAS PEÇAS DE ARTESANATO COM CAPIM DOURADO

ANÁLISE DAS RESOLUÇÕES DE PROBLEMAS ENVOLVENDO CÍRCULO E CIRCUNFERÊNCIA NA PRODUÇÃO DAS PEÇAS DE ARTESANATO COM CAPIM DOURADO ANÁLISE DAS RESOLUÇÕES DE PROBLEMAS ENVOLVENDO CÍRCULO E CIRCUNFERÊNCIA NA PRODUÇÃO DAS PEÇAS DE ARTESANATO COM CAPIM DOURADO Luciana Tavares de Sousa; Rochelande Felipe Rodrigues Aluna do Curso de Licenciatura

Leia mais

Cronograma do Projeto de Iniciação Científica 6º ano do EF

Cronograma do Projeto de Iniciação Científica 6º ano do EF Cronograma do Projeto de Iniciação Científica 6º Entrega dos slides de apresentação do préprojeto no Bancas do pré-projeto dos Anos Finais do EF e EM - 30 de abril Entrega do pré-projeto escrito - 8 de

Leia mais

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR

ANEXO PLANO DE AÇÃO PROFESSOR ANEXO 5.2.2. PLANO DE AÇÃO PROFESSOR Rua Bruxelas, nº 169 São Paulo - SP CEP 01259-020 Tel: (11) 2506-6570 escravonempensar@reporterbrasil.org.br www.escravonempensar.org.br O que é o plano de ação? O

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II Edital Pibid n /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO

Leia mais

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio.

7.1. Discussão teórica A aula foi produzida a partir dos tópicos presentes no currículo nacional do Ensino Médio. 1. Escola: Aníbal de Freitas 2. Bolsista Aline Chinalia 3. Data: 05/08/2015 4. Atividade: Aula Tema: Equações do Segundo Grau 5. Duração: 1h20 min 6. Objetivo: O objetivo desta atividade é trabalhar um

Leia mais

A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA

A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA A ELETROQUÍMICA DE FORMA DIFERENCIADA: O USO DA PILHA DE ÁGUA SANITÁRIA E SIMULAÇÃO DA ELETRÓLISE COMO INSTRUMENTO DIDÁTICO NA EJA Pollyanna Cristina Gomes e Silva (1); Vicente Maxim da Silva Araujo (2);

Leia mais

III TABUADA ROSEIRA. Secretaria Municipal de Educação

III TABUADA ROSEIRA. Secretaria Municipal de Educação III TABUADA ROSEIRA Secretaria Municipal de Educação Professor(es) Apresentador(es): LEONÁRIA RODRIGUES DE SOUSA CORRÊA MARIA NAZARÉ DE CAMARGO ALVES DOS SANTOS Realização: Foco do Projeto Foco do Projeto

Leia mais

PIBID - UM DESAFIO NO ENSINO DE MATEMÁTICA

PIBID - UM DESAFIO NO ENSINO DE MATEMÁTICA PIBID - UM DESAFIO NO ENSINO DE MATEMÁTICA Andressa Miranda Esteves Martinez, bolsista Bruno Moreira Teixeira Luiz, bolsista João Volmar Machado da Silva, bolsista Lidiane Schimitz Lopes, bolsista Maria

Leia mais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Relações Internacionais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Relações Internacionais 1.1. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Como o curso de Relações Internacionais não possui, até este momento, uma resolução aprovada, utilizamos a Resolução CNE nº 04 de 13 de junho de 2005, que institui

Leia mais

RACHA A CUCA DA MICROBIOLOGIA: PROPOSTA DIDÁTICA EM CONTEÚDOS DE VÍRUS E BACTÉRIAS NO ENSINO MÉDIO

RACHA A CUCA DA MICROBIOLOGIA: PROPOSTA DIDÁTICA EM CONTEÚDOS DE VÍRUS E BACTÉRIAS NO ENSINO MÉDIO RACHA A CUCA DA MICROBIOLOGIA: PROPOSTA DIDÁTICA EM CONTEÚDOS DE VÍRUS E BACTÉRIAS NO ENSINO MÉDIO Brenda Elen de Brito Sousa; Anderson de Melo Moreira; Universidade Federal do Piauí. Email: arthurebrenda@hotmail.com

Leia mais

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos

Projeto Jogos. A importância de conhecer a história dos Jogos Projeto Jogos A importância de conhecer a história dos Jogos Introdução Este projeto consiste em um desenvolvimento de comunicação entre jogos e computadores voltado para entretenimento e aprendizagem.

Leia mais

DESCOBERTA DA MATEMÁTCA UTILIZADA POR OLEIROS DO MUNICIPIO DE VERA CRUZ ABSTRACT

DESCOBERTA DA MATEMÁTCA UTILIZADA POR OLEIROS DO MUNICIPIO DE VERA CRUZ ABSTRACT DESCOBERTA DA MATEMÁTCA UTILIZADA POR OLEIROS DO MUNICIPIO DE VERA CRUZ Maria Isabel da Costa Pereira, UFRN, bel.bellook.isabel@gmail.com Francisco de Assis Bandeira, UFRN, fabandeira@ccet.ufrn.br RESUMO

Leia mais

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Administração

FUNDAÇÃO LUSÍADA Centro Universitário Lusíada Regulamento TCC-Trabalho de Conclusão de Curso Curso de Administração 1.1. Trabalho de Conclusão de Curso - TCC A Resolução CNE nº 04 de 13 de junho de 2005, institui as Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Administração, bacharelado, em seu artigo

Leia mais

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO

O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO O QUE MUDOU AO LONGO DO TEMPO - PROJETO DE TRABALHO Katherine Scheeffer de Almeida Bucher. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO UNIVERSITÁRIO SERRA DOS ÓRGÃOS CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS

Leia mais

O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO

O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO O OLHAR DOS FUTUROS PROFESSORES DE FÍSICA SOBRE O PAPEL DO PIBID EM SUA FORMAÇÃO Simone Marks Santos 1 Alessandro Frederico da Silveira 2 Resumo: O presente artigo apresenta o resultado de uma investigação

Leia mais

APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS

APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS 27 a 30 de agosto de 2014. APRENDENDO GEOMETRIA ATRAVÉS DE ATIVIDADES LÚDICAS CALABREZ, Mayara Caetano Instituto Federal do Espírito Santo - Cachoeiro mayaracalabrez@hotmail.com MOREIRA, Michelli Rodrigues

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores.

Palavras-chave: Subprojeto PIBID da Licenciatura em Matemática, Laboratório de Educação Matemática, Formação de professores. 00465 A IMPLANTAÇÃO DE UM LABORATÓRIO DE EDUCAÇÃO MATEMÁTICA EM UMA ESCOLA PÚBLICA Regina Helena Munhoz Professora Adjunta Departamento de Matemática UDESC Universidade do Estado de Santa Catarina RESUMO

Leia mais

PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM ORIENTAÇÕES GERAIS E ENCAMINHAMENTOS PARA A EQUIPE GESTORA 1

PSICOLOGIA DA APRENDIZAGEM ORIENTAÇÕES GERAIS E ENCAMINHAMENTOS PARA A EQUIPE GESTORA 1 M E G A Z I D N E R P A A P S I C O LO G I A D CAMINHAMENTOS EN E IS A ER G ES Õ Ç TA ORIEN RA PARA A EQUIPE GESTO 1 1 o DIA: 02/02/15 (segunda-feira) ORIENTAÇÕES GERAIS E ENCAMINHAMENTOS PARA A EQUIPE

Leia mais

LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA. Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG)

LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA. Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG) LETRAMENTO DIGITAL: A INFORMÁTICA NA ESCOLA Jarbas Oliveira (UFCG); Wilho da Silva Araújo (UFCG) Resumo: Este projeto didático foi elaborado sob a coordenação da Professora Maria do Socorro Silva produzido

Leia mais

UMA ABORDAGEM SOBRE NÚMEROS INTEIROS NUMA TURMA DE 7º ANO EJA Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11 RESUMO

UMA ABORDAGEM SOBRE NÚMEROS INTEIROS NUMA TURMA DE 7º ANO EJA Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11 RESUMO UMA ABORDAGEM SOBRE NÚMEROS INTEIROS NUMA TURMA DE 7º ANO EJA Educação Matemática na Educação de Jovens e Adultos GT 11 Alexsandra Ramalho COSTA CEAI Dr. João Pereira de Assis alexsandraramalhoc@gmail.com

Leia mais

LEVANTAMENTO DA CONCEPÇÃO DE RISCO AMBIENTAL E ÁREAS DE RISCO NA ESCOLA BÁSICA EM SÃO JOÃO DEL REI BRASIL: RESULTADO PRELIMINAR

LEVANTAMENTO DA CONCEPÇÃO DE RISCO AMBIENTAL E ÁREAS DE RISCO NA ESCOLA BÁSICA EM SÃO JOÃO DEL REI BRASIL: RESULTADO PRELIMINAR III Congresso Internacional III Congresso Internacional, I Simpósio Ibero-Americano e VIII Encontro Nacional de Riscos Guimarães LEVANTAMENTO DA CONCEPÇÃO DE RISCO AMBIENTAL E ÁREAS DE RISCO NA ESCOLA

Leia mais

Reunião por Tutoria E.E. Profª Olga Benatti Sala 6 / 1ª. Sessão

Reunião por Tutoria E.E. Profª Olga Benatti Sala 6 / 1ª. Sessão Reunião por Tutoria E.E. Profª Olga Benatti Sala 6 / 1ª. Sessão Professor(es) Apresentador(es): Rodrigo Alves de Barros Suzilei Aparecida Crepaldi Realização: Foco A reunião de pais/responsáveis por tutor

Leia mais

Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas

Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas Avaliação dos Trabalhos ENEC Encontro de Extensão e Cultura e ENAF Encontro de Atividades Formativas A apresentação de trabalhos pelos bolsistas e voluntários dos diferentes programas e projetos de extensão

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 1ª Série Técnicas de Negociação Administração A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensinoaprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

O USO DOS JOGOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE SOCIOLOGIA NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE DR. ELPÍDIO DE ALMEIDA

O USO DOS JOGOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE SOCIOLOGIA NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE DR. ELPÍDIO DE ALMEIDA O USO DOS JOGOS COMO ESTRATÉGIA DE ENSINO DE SOCIOLOGIA NA ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO MÉDIO E PROFISSIONALIZANTE DR. ELPÍDIO DE ALMEIDA Josemário da Silva Sousa (UFCG); Eliete Alves de Sousa (UFCG); Mary

Leia mais

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE:

A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: A AVALIAÇÃO NA DISCIPLINA SERÁ COMPOSTA DE: Trabalhos/Verificações da disciplina para o 1º semestre de 2010 Valor Data V1 (Verificação I): 10 pontos 11 de abril V2 (Verificação II): - OFICINA DE PRÁTICAS

Leia mais

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016

REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 REGIÃO METROPOLITANA DO VALE DO PARAÍBA 27 e 28 DE OUTUBRO DE 2016 Realização: UNESP- Guaratinguetá Parcerias: Escolas Públicas Estaduais DRE- Guaratinguetá Comissão Acadêmica UNESP Reitor Prof. Dr. Júlio

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

PLANO DE CURSO I EMENTA

PLANO DE CURSO I EMENTA Disciplina: Leituras Cartográficas e Interpretações Estatísticas I Carga horária total: 75 H PLANO DE CURSO I EMENTA Definições e esboço histórico da cartografia; Representações da Terra; Coordenadas;

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) PLANO DE AULA I. I. Plano

Leia mais

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho

VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho VIVENCIANDO UM CONCURSO PÚBLICO: UMA OUTRA VISÃO PARA AS PROVAS. E.M. Antônio Coelho Ramalho Professor(es) Apresentador(es): Mila Zeiger Pedroso Marli Alves Dos Santos Realização: Foco do Projeto Utilização

Leia mais

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE

MANUAL PASSO-A-PASSO DISCIPLINAS ONLINE MANUAL PASSO-A-PASSO OPERAÇÕES BÁSICAS DISCIPLINAS ONLINE BARBACENA 2014 2º Semestre 1 Sumário Acessando o Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVA... 4 Utilizando o Portal Acadêmico... 6 Avaliação de Desempenho...

Leia mais

Ensino dos GASES sob uma abordagem contextualizada

Ensino dos GASES sob uma abordagem contextualizada Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira Curso de Licenciatura em Ciências da Natureza e Matemática Ensino dos GASES sob uma abordagem contextualizada J. M. Conda, J. M.; A.

Leia mais

PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA

PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA PERFIL DOS ALUNOS DE TERCEIRO ANO REGULAR DE ENSINO MÉDIO DA ESCOLA ESTADUAL CORONEL SARMENTO ATENDIDOS PELO PROJETO PIBID/IFPA Sandra Miranda E.E.E.F.M. Coronel Sarmento sandramir2005@yahoo.com.br Resumo

Leia mais

ENGENHARIA DE ALIMENTOS: COMPETÊNCIAS E DESAFIOS

ENGENHARIA DE ALIMENTOS: COMPETÊNCIAS E DESAFIOS 8. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: EDUCAÇÃO ENGENHARIA DE ALIMENTOS: COMPETÊNCIAS E DESAFIOS GILGEN, Ana Carolina 1 OLIVEIRA, João Guilherme B. de 2 CHIQUETTO, Nelci Catarina

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR DIRETORIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRESENCIAL DEB ANEXO II Edital Pibid n 011/2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP ANEXO II REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO CURSO DE MATEMÁTICA COM ÊNFASE EM INFORMÁTICA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS DE JABOTICABAL SP CAPÍTULO I DA FINALIDADE E OBJETIVOS Art. 1º

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SELEÇÃO DE PROFESSOR SUPERVISOR EDITAL PIBID FEEVALE Nº. 06/2013

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SELEÇÃO DE PROFESSOR SUPERVISOR EDITAL PIBID FEEVALE Nº. 06/2013 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA PIBID SELEÇÃO DE PROFESSOR SUPERVISOR EDITAL PIBID FEEVALE Nº. 06/2013 A Pró-reitora de Ensino da Universidade Feevale, no uso de suas atribuições,

Leia mais

E.E.B. SÃO JOÃO BATISTA

E.E.B. SÃO JOÃO BATISTA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE BRUSQUE - UNIFEBE E.E.B. SÃO JOÃO BATISTA Coordenador Institucional: Marcilene Pöpper Gomes Coordenador de Área: João Derli Souza Santos Professora Supervisora: Carla Regiane Vargas

Leia mais

Atividades executadas durante o mês de Janeiro:

Atividades executadas durante o mês de Janeiro: INSTITUTO NOROESTE DE BIRIGUI RELATÓRIO PEDAGÓGICO REFERENTE AO MÊS DE JANEIRO DE 2016 Atividades executadas durante o mês de Janeiro: EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL I Atendimento a pais (novas

Leia mais

Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010

Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010 Reunião Técnica com Secretários Municipais de Educação e Dirigentes Regionais de Ensino: Apresentando o Saresp 8 e 9 de Setembro 2010 Maria Conceição Conholato Instrumentais AVALIAÇÃO Cadernos de Prova

Leia mais

ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1

ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1 ENSINO-APRENDIZAGEM DA CARTOGRAFIA: OS CONTEÚDOS COM BASES MATEMÁTICAS NO ENSINO FUNDAMEANTAL 1 Priscilla Régia de Castro PEREIRA 2 Ivanilton José de OLIVEIRA 3 Introdução Dentre as pesquisas existentes

Leia mais

O uso de histórias em quadrinhos na aula de Língua Inglesa: um relato do projeto Histórias em Quadrinhos - Leitura e Ação.

O uso de histórias em quadrinhos na aula de Língua Inglesa: um relato do projeto Histórias em Quadrinhos - Leitura e Ação. O uso de histórias em quadrinhos na aula de Língua Inglesa: um relato do projeto Histórias em Quadrinhos - Leitura e Ação. Évelyn Nagildo Souza O presente artigo é uma breve exposição do Estágio de Docência

Leia mais

Estrategias para Busca de Emprego

Estrategias para Busca de Emprego Estrategias para Busca de Emprego Apresentação Atualmente o problema de desemprego atinge a todos. Não importa se é homem, mulher, jovem, adulto, se tem ou não experiência nem o seu nível de qualificação,

Leia mais

Diego Aparecido Maronese Matemática. Íria Bonfim Gaviolli Matemática

Diego Aparecido Maronese Matemática. Íria Bonfim Gaviolli Matemática Edital Pibid n 11 /2012 CAPES PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Plano de Atividades (PIBID/UNESPAR) Tipo do produto: Plano de Aula 1 IDENTIFICAÇÃO SUBPROJETO MATEMÁTICA/FECEA:

Leia mais

PROJETO INTERDISCIPLINAR: ESTUDO SOBRE A POLUIÇÃO SONORA NO BAIRRO DE NAZARÉ, EM BELÉM PA

PROJETO INTERDISCIPLINAR: ESTUDO SOBRE A POLUIÇÃO SONORA NO BAIRRO DE NAZARÉ, EM BELÉM PA PROJETO INTERDISCIPLINAR: ESTUDO SOBRE A POLUIÇÃO SONORA NO BAIRRO DE NAZARÉ, EM BELÉM PA TRESCASTRO, Lorena Bischoff; SOARES Jr., Adilson Viana; ALMEIDA, José Felipe; SOBRINHO, Elionai Gomes de Almeida;

Leia mais

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES

EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA EDITAL PIBID-UFBA Nº 13/2016 SELEÇÃO DE SUPERVISORES A Pró-Reitoria de Ensino

Leia mais

EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS

EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS EXPLORANDO OS POLINÔMIOS E OS GRÁFICOS DAS FUNÇÕES POLINOMIAIS Educação Matemática nos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (Emaiefem) GT 10 Marcelino Jose de CARVALHO Universidade Federal

Leia mais

DOMINÓ E OPERAÇÕES COM FRAÇÕES: UMA COMBINAÇÃO POSSÍVEL. Apresentação: Pôster

DOMINÓ E OPERAÇÕES COM FRAÇÕES: UMA COMBINAÇÃO POSSÍVEL. Apresentação: Pôster 1 DOMINÓ E OPERAÇÕES COM FRAÇÕES: UMA COMBINAÇÃO POSSÍVEL Apresentação: Pôster Ticiano Sousa 1 ; Manassés da Silva Batista 2 ; João Alves da Silva 3 ; Francismar Holanda 4 Introdução A implementação dos

Leia mais

A IMPORTANCIA DA FAMÍLIA NO INGRESSO DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

A IMPORTANCIA DA FAMÍLIA NO INGRESSO DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL A IMPORTANCIA DA FAMÍLIA NO INGRESSO DA CRIANÇA NA EDUCAÇÃO INFANTIL Gislaine Mª K. Dwulatka 1 Profª Rejane Klein 2 RESUMO: O presente artigo tem por finalidade apresentar as atividades de Estágio Supervisionado

Leia mais

Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE. Disciplina: Projetos Educacionais para o Ensino de Biologia

Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE. Disciplina: Projetos Educacionais para o Ensino de Biologia Unidade Universitária: CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE Curso: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Disciplina: Projetos Educacionais para o Ensino de Biologia Professor(es): Rosana dos Santos Jordão Carga horária:

Leia mais

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL

APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO E RADICAL Ipezal/Angélica MS Abril 2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA- MS APRENDENDO COM O LUDO AÇÃO

Leia mais

GEOMETRIA DAS ABELHAS: APLICAÇÃO DE CONCEITOS GEOMÉTRICOS UTILIZANDO MATERIAL MANIPULÁVEL

GEOMETRIA DAS ABELHAS: APLICAÇÃO DE CONCEITOS GEOMÉTRICOS UTILIZANDO MATERIAL MANIPULÁVEL ISSN 2316-7785 GEOMETRIA DAS ABELHAS: APLICAÇÃO DE CONCEITOS GEOMÉTRICOS UTILIZANDO MATERIAL MANIPULÁVEL Luana Pimentel Universidade Federal do Recôncavo da Bahia pimentelluana@ymail.com Emanuele da Silva

Leia mais

EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID

EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID EDITAL PIBID FESL Nº 03/2015 SELEÇÃO DE BOLSISTAS ID A Direção Acadêmica e a Coordenação do PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUIS tornam público a abertura

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR MUNICIPAL II MATEMÁTICA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR MUNICIPAL II MATEMÁTICA 17 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS PROFESSOR MUNICIPAL II MATEMÁTICA QUESTÃO 21 De todos os empregados de uma firma, 40% optaram por um plano de assistência médica. A firma tem a matriz na capital e

Leia mais

EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP

EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAPÁ EDITAL PROPESQ/PIBID N 3, DE 19 DE AGOSTO DE 2015 PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTAS DO PIBID/IFAP 1. APRESENTAÇÃO A COMISSÃO

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO. Turma V. EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas

CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO. Turma V. EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas CURSO TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Turma V EIXO TEMÁTICO DE PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL E EMPRESARIAL 60 horas Prof.ª Silvana Maia Borges Contatos: silvanamborges@gmail.com www.silborges.com CRONOGRAMA DAS AULAS

Leia mais

Estágio Supervisionado no Ensino Médio 180 horas/aula 2014/1 Licenciatura em Matemática Michelsch João da Silva

Estágio Supervisionado no Ensino Médio 180 horas/aula 2014/1 Licenciatura em Matemática Michelsch João da Silva Disciplina: Estágio Supervisionado no Ensino Médio Carga Horária: 180 horas/aula Período: 2014/1 Curso: Licenciatura em Matemática Professor: Michelsch João da Silva michelsch.silva@caxias.ifrs.edu.br

Leia mais

UMA INVESTIGAÇÃO NO ENSINO DE FÍSICA: USO DA MODELAGEM E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL

UMA INVESTIGAÇÃO NO ENSINO DE FÍSICA: USO DA MODELAGEM E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL UMA INVESTIGAÇÃO NO ENSINO DE FÍSICA: USO DA MODELAGEM E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL Humberto da Silva Oliveira UEPB humberto.oliveira@ymail.com Morgana Lígia de Farias Freire UEPB morgana.ligia@bol.com.br

Leia mais

ETEC Dona Escolástica Rosa 122 Santos / SP REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC

ETEC Dona Escolástica Rosa 122 Santos / SP REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC REGULAMENTO INTERNO PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC 5ª Edição 2015 NORMAS INTERNAS E ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) DA ETEC DONA ESCOLÁSTICA

Leia mais

CANTIGAS PARA NINAR VOVOZINHOS EMEFI PROFA ARACY LEAL BERNARDI

CANTIGAS PARA NINAR VOVOZINHOS EMEFI PROFA ARACY LEAL BERNARDI CANTIGAS PARA NINAR VOVOZINHOS EMEFI PROFA ARACY LEAL BERNARDI Professor(es) Apresentador(es): MARA SILVIA PAES CAVALCANTE DA SILVA Realização: Foco do Projeto Trabalhando com as crianças de alfabetização,as

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO EDUCACIONAL NO PROCESSO DO ENSINO DE BIOLOGIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA

A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO EDUCACIONAL NO PROCESSO DO ENSINO DE BIOLOGIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA A IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO EDUCACIONAL NO PROCESSO DO ENSINO DE BIOLOGIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA Paula Roberta Galvão Simplício paularoberta.gs@gmail.com Leonara Evangelista de Figueiroa Leonara100@gmail.com

Leia mais

CONQUISTE SEU IP ESTÁ PREPARADA??

CONQUISTE SEU IP ESTÁ PREPARADA?? CONQUISTE SEU IP ESTÁ PREPARADA?? INFORMAÇÕES ATUALIZADAS 2016 SOBRE MARY KAY BRASIL!!!! MARY KAY CRESCEU 40% E NOS ULTIMOS 23 ANOS NUNCA TEVE QUEDA!!! 86 DIRETORAS NACIONAIS MAIS DE 7.000 MIL DIRETORAS

Leia mais

Algumas definições sobre Projetos

Algumas definições sobre Projetos Algumas definições sobre Projetos...entende-se por projeto um modo de agir do ser humano que define quem ele pretende ser e como se lançar em busca de metas (Machado, 2000). Não se faz projeto quando só

Leia mais

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais:

PROJETO LIBRAS. 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 3 PROJETO LIBRAS 1. TÍTULO Curso de Formação Continuada em Língua Brasileira de Sinais: 2. NATUREZA DO PROJETO Curso de Extensão 3. IDENTIFICAÇÃO DO PROPONENTE Professor Sérgio Vaz Mendes 4. ÁREA RESPONSÁVEL

Leia mais

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO I SOLETRANDO ROSEIRA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Professor(es) Apresentador(es): MARIA NAZARÉ DE CAMARGO ALVES DOS SANTOS LEONÁRIA RODRIGUES DE SOUSA CORRÊA Realização: Foco do Projeto Foco do Projeto

Leia mais

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral

UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL. Sala 11 Temas Diversos EF II Integral UMA NOVA EXPERIÊNCIA DE CONSELHO PARTICIPATIVO NA ESCOLA DE ENSINO INTEGRAL Sala 11 Temas Diversos EF II Integral E.E.CARLOS MAXIMILIANO PEREIRA DOS SANTOS Professores Apresentadores: M Maria Emilia A.S.

Leia mais

FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO. Ensino-aprendizagem

FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO. Ensino-aprendizagem FICHA IV - ESPECÍFICA POR SUBPROJETO Ensino-aprendizagem 1. Quais os materiais didáticos na área do(s) subprojeto(s) existentes na escola? Recursos didáticos, materiais diferenciados e/ou alternativos.

Leia mais

Tamyris Caroline da Silva. Pricila de Fátima Stankevecz TEMA: FUTEBOL DE BOTÃO. FAIXA ETÁRIA: pré I (4 a 5 anos) JUSTIFICATIVA:

Tamyris Caroline da Silva. Pricila de Fátima Stankevecz TEMA: FUTEBOL DE BOTÃO. FAIXA ETÁRIA: pré I (4 a 5 anos) JUSTIFICATIVA: Universidade Federal do Paraná Setor de Educação Disciplina: PIBID Discentes: Tamara de la Macarena Moreiras Bucciarelli, Tamyris Caroline da Silva Pricila de Fátima Stankevecz TEMA: FUTEBOL DE BOTÃO FAIXA

Leia mais

Projeto Político Pedagógico

Projeto Político Pedagógico Projeto Político Pedagógico UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Disciplina: (EDC284) Didática Professora: Amaleide Lima Ivanilda Gonçalves da Silva Joice Assis de Souza Mércia Samyra Nascimento Ramon Castro

Leia mais

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010.

FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA. PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. FACULDADE EDUCACIONAL ARAUCÁRIA CURSO DE PEDAGOGIA PORTARIA NORMATIVA 3, de 18 de fevereiro de 2010. Institui as orientações e as atividades aprovadas para a realização da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL BILINGUE PARA FORMAÇÃO DO PROFESSOR

A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL BILINGUE PARA FORMAÇÃO DO PROFESSOR A IMPORTÂNCIA DO MATERIAL BILINGUE PARA FORMAÇÃO DO PROFESSOR Débora Rebeca da Silva Santos 1 Rennan Andrade dos Santos 2 Bárbara Amaral Martins 3 Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - Campus do

Leia mais

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO

E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO E.E. TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA 2015 REPÚBLICA FEDERATIVA DO LIVRO 2º ANO ESCOLA ESTADUAL TENENTE JOSÉ LUCIANO PROJETO:PASSAPORTE DA LEITURA-2015 Um livro tem asas longas e leves,

Leia mais

MONITORIA DA DISCIPLINA SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA:

MONITORIA DA DISCIPLINA SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA: CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 MONITORIA DA DISCIPLINA SEMIOLOGIA E SEMIOTÉCNICA: RELATO DE EXPERIÊNCIA Jaqueline Diógenes da Silva Graduanda

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014

ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 ESCOLA ESTADUAL IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 NOVA ANDRADINA MS DEZEMBRO/2013 ESCOLA IRMAN RIBEIRO DE ALMEIDA SILVA PLANO DE AÇÃO 2014 Plano de ações previstas a serem executadas no

Leia mais

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia).

Compreender o que é Estrutura Geológica, identificar as camadas internas da Terra e atentar para a história e formação dos continentes (Pangeia). UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES. DEPARTAMENTO DE GEOGRAFIA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) I. Plano de Aula: Produto

Leia mais

MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR

MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR MMC E MDC: COMO ENSINAR? UM DESAFIO PARA O PROFESSOR Erysson Romero Gomes de Brito, Neuziene Garcia Pereira; Patrícia Conrado de Souza; Tâmila Kasimura da silva Fernandes Universidade estadual da Paraíba,

Leia mais