ATIVIDADES PARA OS DIAS 05, 06, 08, e 15/05/2012,

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ATIVIDADES PARA OS DIAS 05, 06, 08, e 15/05/2012,"

Transcrição

1 ATIVIDADES PARA OS DIAS 05, 06, 08, e 15/05/2012, SUBSTANTIVO - EXERCÍCIOS 1- Qual das alternativas apresenta o plural dos substantivos: pólen, éden e nêutron de forma correta: a) polens- edens nêutrons b) pólens edens nêutrons c) polens édens nêutrons d) pólens édens - nêutrons 2 Qual das alternativas apresenta o plural dos substantivos: ás, gás, cais, xis a) áses, gáses, caises, xis b) ases, gases, cais, xis c) às, gases, caises, xis d) ases, gases, caises, xis 3- Identifique a alternativa em que apresenta o plural de todos os substantivos compostos corretamente: a) tenente-coronel = tenentes-coronéis; obra-prima = obras-primas; alto-relevo = altos-relevos; b) tenente-coronel = tenente-coronéis; obra-prima = obra-primas; alto-relevo= alto-relevos; c) tenente-coronel= tenentes-coronel; obra-prima= obras-prima; alto-relevo = altos-relevo; d) tenente-coronel= tenentes-coronéis; obra-prima=obras-prima; alto-relevo=altos-relevo; 4- Analise o plural dos substantivos abaixo: a) pontapés; girassóis, aguardentes; b) guarda-roupas; pára-raios; vira-latas; c) tico-ticos; reco-recos; quero-queros d) pés-de-moleque; mulas-sem-cabeça; estrelas-do-mar e) banana-pratas; peixes-bois; bananas-maçãs Estão corretas: a) alternativas A e B b) alternativas A,B,C,D c) alternativas A, C, D, E d) todas as alternativas 5- Indique a alternativa em que todos os substantivos são abstratos: a) cidade angústia saudade ausência esperança imagem; b) angústia sorriso luz ausência esperança nuvem; c) inimigo luz esperança espaço país; d) angústia saudade ausência beleza - tristeza; e) chuva olhos luz lábios ausência esperança. 6- Há substantivos que mudam de sentido conforme o gênero, masculino e feminino. Analise as alternativas abaixo e identifique a que o substantivo não corresponde ao seu significado: a) O capital = dinheiro; A capital = cidade principal; b) O grama = unidade de medida; A grama = vegetação rasteira; c) O rádio = aparelho transmissor; A rádio = estação geradora;

2 d) o moral = ânimo; a moral = ciência dos costumes; e) A cura = o médico. O cura = ato de curar. 7- Identifique a alternativa em que haja somente substantivos sobrecomuns: a) girafa estudante criança; b) dentista borboleta peixe; c) crocodilo sabiá testemunha; d) vítima cadáver testemunha; e) criança desportista cônjuge. 8- Identifique a alternativa que apresenta os femininos de capitão, embaixador, Papa e Profeta : a) capitã embaixadora papisa profetiza; b) capitã embaixadora papiza profetiza; c) capitã embaixadora papa profetisa; d) capitã embaixatriz papisa profetisa. e) capitã embaixatriz papa profetiza; 9- Identifique a alternativa em que o plural dos substantivos cartão-postal, pão-de-ló e amor-perfeito está correto: a) cartão-postais; pães-de-ló; amores-perfeitos; b) cartões-postais; pão-de-ló; amor-perfeitos; c) cartões-postal; pão-de-lós; amores-perfeitos; d) cartão-postais; pães-de-ló; amor-perfeitos. e) cartões-postais; pães-de-ló; amores-perfeitos; 10- Indique a alternativa em que há o grupo de substantivo que só admite o artigo o : a) telefonema, eclipse, afã; b) cal, dó, sentinela; c) afã, hosana, aluvião; d) hosana, apêndice, telefonema; e) trama, elipse, eclipse. 11- Qual das alternativas apresenta erro, em todas as palavras, na forma do plural : a) alemão: alemães; fúsil: fúseis; anão: anões; b) leão: leãos; guardião: guardiãos; réptil: réptis; c) órgão: órgãos;corrimão: corrimãos; mel: méis; d) sótão: sótãos; álcool: álcoois; cônsul: cônsules; e) faisão: faisães; anil: anis; capitão: capitães. 12- Identifique a alternativa que apresenta todos os substantivos com plural correto: a) guardas-florestais; rosas-chá; sapatos-areia; decretos-lei; b) guardas-marinha; prócers; procônsules; totens; c) grã-cruzes; chefes-de-seção; surdo-mudos; primas-donas; d) saias-calças; ouvidores-mor; baixos-relevos; gatos-pingados; e) sapatos-de-cristais; coronéis-de-barrancos; olhos-de-gatos.

3 13- Assinale a opção em que a flexão de número do substantivo composto é feita da mesma maneira que em beija-flores : a) Guarda-florestal b) Carro-pipa c) Bóia-fria d) Quebra-mar e) Bem-te-vi 14- Qual vocábulo se flexiona em número pela mesma justificativa que salva-vidas? a) guarda-municipal b) beija-flor c) salário-minimo d) segunda-feira e) navio-escola 15 (Vunesp2009)Na frase Sem nenhum pudor. o substantivo pudor significa (A) descaramento. (B) constrangimento. (C) impureza. (D) indecência. (E) honra. 16 (vunesp/2012) O ciclista, durante seu passeio matinal pela ciclovia, ia pedalando e admirando as belezas do local. Começava passando por um casebre (I) que o fazia relembrar o lar da avó, em um lugarejo (II) aprazível. Depois de alguns minutos, assomava à sua esquerda uma muralha (III), que, por sua altura e extensão, deixava-o intrigado. Até então, não sabia o que havia atrás dela. Podia ver apenas a ponta de uma bandeirola (IV), que nada lhe representava. Seu passeio terminava perto de um riacho (V), onde molhava os pés e regalava-se feliz com a natureza. No texto, o substantivo empregado em grau aumentativo é: (A) I. (B) II. (C) III. (D) IV. (E) V. 17-(Vunesp/2012). O substantivo ciclista pode referir-se a uma pessoa do sexo masculino ou a uma pessoa do sexo feminino, conforme indica o artigo que o acompanha: o ciclista, a ciclista. O substantivo que segue essa mesma regra de flexão de gênero é: (A) diretor. (B) alma. (C) homem. (D) vítima. (E) regente.

4 Exercícios sobre numeral e adjetivo 1) Coloque V (verdadeiro) ou F (falso) nas orações abaixo analisando a classificação dos numerais: a) ( ) Na madrugada o frio chegou a dez graus. (cardinal) b) ( ) É a terceira vez que falo com você. (ordinal) c) ( ) O caderno tem vinte folhas apenas. (ordinal) d) ( ) Foram quarenta os formandos do ano passado. (multiplicativo) e) ( ) Vendi a bolsa pelo quádruplo do preço. (multiplicativo) Artigo 1) Analise as orações abaixo: a) Mostre-me blusa que você ganhou. b) Ontem, veio aqui pessoa querendo encontrar o João. c) Você conhece moça que saiu da sala? d) Onde estão cadernos? e) Gostaria de comprar livro novo. f) Ela inventou desculpas para o noivo. Adjetivo 1) Classifique as orações abaixo quanto ao grau do adjetivo. a) Os meninos são mais inteligentes do que as meninas. b) As meninas são tão inteligentes como os meninos. c) Os meninos são menos inteligentes do que as meninas. d) O ser humano é a máquina mais inteligente de todas. e) Maria é melhor do que Pedro na escola. 2) Substitua as orações adjetivas por adjetivos: a) A criança que mente não merece crédito. b) Foi uma atividade que agradou. c) Visitei uma cidade que atrai pela sua beleza. 3) Dê o feminino dos adjetivos abaixo: a) menino ateu b) menino plebeu c) menino judeu d) homem mau e) homem hebreu 4) Qual o superlativo absoluto sintético de: a) cruel b) humilde c) fácil d) amável e) feliz

5 f) terrível g) magro h) antigo 5) Passe para o plural os substantivos e os adjetivos abaixo: a) cabelo castanho-escuro b) centro médico-cirúrgico c) camiseta amarelo-canário d) toalha branco-gelo e) terno azul-marinho f) sapato cor-de-rosa g) manifestação cívico-religiosa h) calção azul-escuro i) criança surda-muda 6) (Vunesp/2011) Em Mas a implementação efetiva de políticas públicas, buscando a tão sonhada igualdade de direitos, caminha a passos lentos. o adjetivo sonhada refere-se à palavra (A) implementação. (B) políticas. (C) igualdade. (D) caminha. (E) efetiva.

6 EXERCÍCIOS SOBRE PRONOMES e COLOCAÇÃO PRONOMINAL 1) Identifique e classifique os pronomes das orações abaixo: a) Essa garota tem algum segredo... b) Aquela mulher era muito educada. c) João teve seu caderno lavado pela chuva. d) Toda educação era pouca. e) Quem poderia prever que ela trazia flores na bolsa? f) Você é um excelente amigo! g) Esse livro que tens na bolsa é maravilhoso! h) Esse é seu caderno? i) O bairro onde ele mora é muito bonito. j) Aquele não era o meu caderno, mas este será. k) Trouxeram o suco para nós. l) Você falou para todos que me conhecia. 2) Identifique e distinga os pronomes adjetivos dos pronomes substantivos: a) Minha mãe está bem, e a sua? b) Eu gosto de meus filhos. c) Tuas irmãs estiveram no meu trabalho. d) Nós conversaremos sobre este assunto com ela. 3) Complete as orações com os pronomes:o,os, as,lhe, lhes. a) Este lápis não pertence; devolva à dona. b) Eu gostaria de fazer umas perguntas. c) Eu convidei para um passeio. d) Envio pelo sedex o seu pedido. e) Procurei os recibos, mas não encontramos. f) Li com atenção a notícia, porém não entendi. 4) Complete as orações com os pronomes: eu, me, mim. a) Não existe nada entre e ti. b) Estes bombons são para. c) Esta revista é para ler. d) Podem passear sem e) Para chegar onde estou, comi o pão que o diabo amassou. f) Aquela prova fez passar a noite acordada. g) Não é a que devem falar. h) Permita acrescentar algumas ideias. 5) Complete as orações com as formas pronominais: -lo, -la, -los, -las, -no, -na, -nos, -nas. a) Pegue o livro e levem logo. b) Viemos chamá para que participe do nosso grupo. c) Encontramos nossos amigos e seguimo até a capital. d) Meus amigos convidam para um jantar sábado. e) São irmã? Vim a conhecê num almoço na casa da Maria. f) Os salgados estão prontos. É necessário ir buscá.

7 6)-Os pronomes de tratamento referentes a: cardeais, altas autoridades, juízes, reis são: a)vossa Eminência; Vossa Excelência; Meritíssimo; Vossa Majestade. b) Vossa Santidade; Doutor; Vossa Excelência; Vossa Majestade. c) Vossa Eminência. Vossa Excelência; Doutor; Vossa Alteza. d) Vossa Santidade; Vossa Excelência; Meritíssimo; Vossa Alteza. Resposta A 7)-(VUNESP/2011) Considere as frases: I. Após tomar uma chuva torrencial, cheguei à casa toda molhada, tirei as roupas e pedurei no varal. II. Conversei com a terapeuta sobre e meu namorado. Ela me disse para resolver com cautela a situação. Assinale a alternativa que preenche, correta e respectivamente, as lacunas. (A) as mim eu (B) elas eu mim (C) elas mim eu (D) as eu mim (E) elas eu eu 8)- (VUNESP/2009) O pronome onde, da frase... meu diário catalão, onde registrara minhas andanças. está corretamente substituído em: (A)... meu diário catalão, no que registrara minhas andanças. (B)... meu diário catalão, que registrara minhas andanças. (C)... meu diário catalão, do qual registrara minhas andanças. (D)... meu diário catalão, de que registrara minhas andanças. (E)... meu diário catalão, no qual registrara minhas andanças. 9)-(VUNESP/2010), em 2006, alta concentração de gás metano, com risco de explosão. Por isso, em 2007, não mais a escola, os alunos. Tendo como referência a colocação pronominal, os espaços da frase devem ser preenchidos, correta e respectivamente, com (A) Constatou-se... abriria-se... tranferindo-se (B) Se constatou... abriria-se... se transferindo (C) Constatou-se... abrir-se-ia... transferindo-se (D) Se constatou... se abriria... se transferindo (E) Constatou-se... se abriria... transferindo-se 10)-- (VUNESP/2011) Leia o trecho da notícia em que se emprega corretamente o pronome relativo onde.... uma altiva menininha negra entrando em uma escola onde a segregação acaba de ser revertida... Analise as frases em que esse mesmo pronome foi empregado. I. Durante a Idade Média, onde havia muitas batalhas, a figura dos cavaleiros destacava-se na literatura. II. Esta foi uma das situações críticas onde o médico soube manter o controle. III. Visitamos a região onde há belíssimos lagos ainda inexplorados. É correto apenas o emprego do pronome em (A) I. (B) III. (C) I e II. (D) II e III. 11)-(VUNESP/2011) Assinale a alternativa na qual o pronome pessoal mim foi empregado corretamente, levando-se em consideração a norma-padrão. (A) Quando eu presenciava as cenas, corria para mim vomitar. (B) Para mim, é uma tortura abrir o forno e sentir o cheiro de comida.

8 (C) Aqui em São Paulo, cheguei a ficar dias sem nada para mim comer. (D) Eu não tinha mais ninguém para mim vigiar. 12)-(VUNESP/2012) 12. Em Jordão optava por ignorar as observações da mulher... (2.º parágrafo) substituindo-se a parte destacada por um pronome, de acordo com a norma-padrão, obtém-se a seguinte alteração da frase: Jordão optava por (A) ignorar elas. (B) ignorar-las. (C) ignorar-as. (D) ignorar-lhe. (E) ignorá-las. COLOCAÇÃO PRONOMINAL 1) Classifique a colocação pronominal, usando o código: (a) próclise - (b) ênclise - (c) mesóclise 1-( ) Eu lhe entreguei a encomenda. 2-( ) Fui em direção ao João e cumprimentei-o. 3-( ) Disseram-me que você estava bem. 4-( ) Lembrar-me-ei das suas palavras. 5-( ) Nunca te encontrei no parque. 6)( ) Parece-me que tudo correu bem. 7) ( )Dir-lhe-ia tudo, se pudesse 8) ( )Falava, olhando-me fixamente. 9) ( )Isso te desagrada. 2) (VUNESP/2011) Assinale a alternativa em que o pronome em destaque está empregado de acordo com a norma padrão. (A) Avisaram-na de que era necessário reconhecer firma dos documentos. (B) Pediu para mim enviar-lhe as faturas do último mês. (C) Como gostou da bolsa, comprou ela sem pensar duas vezes. (D) Eu e minha irmã se encontraremos com amigos no sábado. (E) Recrutaram-o para realizar tarefas pouco prazerosas. 3)(VUNESP/2011) Assinale a alternativa em que a colocação pronominal atende à norma padrão. (A) Me apaixonei por você, mas achei que não queria nada comigo. (B) O uso do achismo é algo que me irrita. (C) Não conformo-me com a atitude de alguns indivíduos. (D) Ninguém avisou-me que não haveria jantar. (E) A mulher tinha sentido-se decepcionada com a revelação. RESPOSTA: B

9 Interpretação de Texto para o 1ºdia (Vunesp/2007) Leia o trecho do romance Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis, para responder às questões de números 01 a 04. Saímos à varanda, dali à chácara, e foi então que notei uma circunstância. Eugênia coxeava um pouco, tão pouco que eu cheguei a perguntar-lhe se machucara o pé. A mãe calou-se; a filha respondeu sem titubear: Não, senhor, sou coxa de nascença. (...) Tratei de apagar os vestígios de meu desazo; não me foi difícil porque a mãe era, segundo confessara, uma velha patusca, e prontamente travou de conversa comigo. Vimos toda a chácara, árvores, flores, tanque de patos, tanque de lavar, uma infinidade de cousas, que ela me ia mostrando, e comentando, ao passo que eu, de soslaio, perscrutava os olhos de Eugênia... Palavra que o olhar de Eugênia não era coxo, mas direito, perfeitamente são, vinha de uns olhos pretos e tranqüilos. Creio que duas ou três vezes baixaram estes, um pouco turvados; mas duas ou três vezes somente; em geral, fitavam-me com franqueza, sem temeridade, nem biocos. (...) O pior é que era coxa. Uns olhos tão lúcidos, uma boca tão fresca, uma compostura tão senhoril; e coxa! Esse contraste faria suspeitar que a natureza é às vezes um imenso escárnio. Por que bonita, se coxa? por que coxa, se bonita? GLOSSÁRIO desazo: falta de jeito patusca: divertida biocos: falsa modéstia 01. De acordo com o texto, é correto afirmar que o narrador (A) sente pena de Eugênia não pelo fato de ser coxa, mas pela sua atitude submissa e desajeitada. (B) demonstra dificuldade para aceitar o fato de que beleza e imperfeição estejam associadas. (C) recebe com descaso a informação de que Eugênia é coxa e logo se distrai com os atrativos da chácara. (D) está cegamente apaixonado por Eugênia e acredita que o fato de coxear é fruto de um machucado passageiro. (E) fica admirado com a perfeição da natureza ao perceber que o fato de ser coxa amplia a beleza de Eugênia. 02. Uma característica recorrente na obra de Machado de Assis que pode ser percebida no texto é (A) a religiosidade. (B) a ironia. (C) o conformismo. (D) o surrealismo. (E) o misticismo. 03. Com a frase Tratei de apagar os vestígios de meu desazo; o narrador afirma que (A) procurou esconder o fato de que preferia caminhar pela chácara acompanhado apenas de Eugênia. (B) tentou disfarçar que estava apaixonado por Eugênia, pois não se sentia preparado para pedi-la em casamento. (C) encontrou uma maneira de afastar-se de Eugênia, já que havia perdido completamente o interesse por ela. (D) buscou uma forma de fazer esquecer a gafe que cometera ao mencionar o modo de Eugênia caminhar. (E) agiu com naturalidade durante o passeio pela chácara, pois não queria que o reconhecessem. 04. Em Não, senhor, sou coxa de nascença. o termo senhor deve ser classificado como (A) vocativo. (B) aposto. (C) agente da passiva. (D) complemento verbal. (E) complemento nominal.

10 (Vunesp/2007) Leia o fragmento do poema de Gonçalves Dias e responda às questões de números 05 Seus olhos Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, De vivo luzir, Estrelas incertas, que as águas dormentes Do mar vão ferir; Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, Têm meiga expressão, Mais doce que a brisa, mais doce que o nauta De noite cantando, mais doce que a frauta Quebrando a solidão, (...) Seus olhos tão negros, tão belos, tão puros, Assim é que são; Eu amo esses olhos que falam de amores Com tanta paixão. GLOSSÁRIO frauta: flauta 05. No poema, tem-se a voz de alguém que (A) defende uma opinião pessimista sobre o amor. (B) descreve objetivamente seu estado atual. (C) narra a história de um amor proibido. (D) expressa o que sente pelo ser amado. (E) retrata o amor como um sentimento mórbido.

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ÍNDICE Pronomes...2 Pronomes Pessoais...2 Pronomes de Tratamento...3 Pronomes Possessivos...3 Pronomes Demonstrativos...3 Pronomes Indefinidos...4 Pronomes Relativos...4 Pronomes

Leia mais

Chantilly, 17 de outubro de 2020.

Chantilly, 17 de outubro de 2020. Chantilly, 17 de outubro de 2020. Capítulo 1. Há algo de errado acontecendo nos arredores dessa pequena cidade francesa. Avilly foi completamente afetada. É estranho descrever a situação, pois não encontro

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

Mostra Cultural 2015

Mostra Cultural 2015 Mostra Cultural 2015 Colégio Marista João Paulo II Eu e as redes sociais #embuscadealgumascurtidas Uma reflexão sobre a legitimação do eu através das redes sociais. Iago Faria e Julio César V. Autores:

Leia mais

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA

Brasileiros esperam ganhar salário três vezes maior após fazer MBA COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 6º Ano Profª: Margareth Rodrigues Dutra Disciplina: Língua Portuguesa Aluno(a): TRABALHO DE RECUPERAÇÃO Data de entrega: 18/12/14 Questão 1- Leia o texto a seguir. Brasileiros

Leia mais

Sugestão de avaliação

Sugestão de avaliação Sugestão de avaliação 6 PORTUGUÊS Professor, esta sugestão de avaliação corresponde ao segundo bimestre escolar ou às Unidades 3 e 4 do livro do Aluno. Avaliação - Língua Portuguesa NOME: TURMA: escola:

Leia mais

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto

Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Roteiro de Recuperação Paralela Gramática/texto Professora da Disciplina: Maria Inez Data: /09/14 2º TRIMESTRE Aluno (a): Nº: Ano: 6º Ensino Fundamental Período: Matutino O processo de recuperação começa

Leia mais

Autor (a): Januária Alves

Autor (a): Januária Alves Nome do livro: Crescer não é perigoso Editora: Gaivota Autor (a): Januária Alves Ilustrações: Nireuda Maria Joana COMEÇO DO LIVRO Sempre no fim da tarde ela ouvia no volume máximo uma musica, pois queria

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele

Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele O Plantador e as Sementes Era uma vez, numa cidade muito distante, um plantador chamado Pedro. Ele sabia plantar de tudo: plantava árvores frutíferas, plantava flores, plantava legumes... ele plantava

Leia mais

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados

Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira CÃO ESTELAR. EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Arthur de Carvalho Jaldim Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR EDITORA BPA Biblioteca Popular de Afogados Texto e Pesquisa de Imagens Arthur de Carvalho Jaldim e Rubens de Almeida Oliveira O CÃO ESTELAR

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental

Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha. Ensino Fundamental Centro Educacional Souza Amorim Jardim Escola Gente Sabida Sistema de Ensino PH Vila da Penha Ensino Fundamental Turma: PROJETO INTERPRETA AÇÂO (INTERPRETAÇÃO) Nome do (a) Aluno (a): Professor (a): DISCIPLINA:

Leia mais

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa

PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa 7 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL Língua portuguesa Escola: Nome: Turma: n o : Sotaque mineiro: é ilegal, imoral ou engorda? Gente, simplificar é um pecado. Se a vida não fosse tão corrida, se não tivesse

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

A DIVERSIDADE NA ESCOLA

A DIVERSIDADE NA ESCOLA Tema: A ESCOLA APRENDENDO COM AS DIFERENÇAS. A DIVERSIDADE NA ESCOLA Quando entrei numa escola, na 1ª série, aos 6 anos, tinha uma alegria verdadeira com a visão perfeita, não sabia ler nem escrever, mas

Leia mais

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53

Para início de conversa 9. Família, a Cia. Ltda. 13. Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35. Cardápio de lembranças 53 Rio de Janeiro Sumário Para início de conversa 9 Família, a Cia. Ltda. 13 Urca, onde moro; Rio, onde vivo 35 Cardápio de lembranças 53 O que o homem não vê, a mulher sente 75 Relacionamentos: as Cias.

Leia mais

Músicos, Ministros de Cura e Libertação

Músicos, Ministros de Cura e Libertação Músicos, Ministros de Cura e Libertação João Paulo Rodrigues Ferreira Introdução Caros irmãos e irmãs; escrevo para vocês não somente para passar instruções, mas também partilhar um pouco da minha experiência

Leia mais

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro!

Sei... Entra, Fredo, vem tomar um copo de suco, comer um biscoito. E você também, Dinho, que está parado aí atrás do muro! Capítulo 3 N o meio do caminho tinha uma casa. A casa da Laila, uma menina danada de esperta. Se bem que, de vez em quando, Fredo e Dinho achavam que ela era bastante metida. Essas coisas que acontecem

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

A PREENCHER PELO ALUNO

A PREENCHER PELO ALUNO Prova Final do 1.º e do 2.º Ciclos do Ensino Básico PLNM (A2) Prova 43 63/2.ª Fase/2015 Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho A PREENCHER PELO ALUNO Nome completo Documento de identificação Assinatura

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Nome: n.º 3ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: Língua Portuguesa 2ª POSTAGEM A BOLA

Nome: n.º 3ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: Língua Portuguesa 2ª POSTAGEM A BOLA Nome: n.º 3ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: Língua Portuguesa 2ª POSTAGEM ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA 3ª S SÉRIES A-B-C-D A BOLA O pai deu uma bola de presente ao filho. Lembrando o prazer que

Leia mais

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro

Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro Histórias do Velho Testamento 3 a 6 anos Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse Unidade 4: Obedeça ao Senhor Neemias e o muro O Velho Testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha.

O objeto direto preposicionado pode ocorrer quando: Estiver representando nomes próprios. Ex.: Sempre quis viajar a Fernando de Noronha. Em alguns casos, o objeto direto pode ser introduzido por preposição: é o chamado objeto direto preposicionado. Nesses casos, o verbo é sempre transitivo direto, e seu complemento é, obviamente, um objeto

Leia mais

História Para as Crianças. A menina que caçoou

História Para as Crianças. A menina que caçoou História Para as Crianças A menina que caçoou Bom dia crianças, feliz sábado! Uma vez, do outro lado do mundo, em um lugar chamado Austrália vivia uma menina. Ela não era tão alta como algumas meninas

Leia mais

QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS

QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Bíblia para crianças apresenta QUANDO DEUS CRIOU TODAS AS COISAS Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Byron Unger; Lazarus Adaptado por: Bob Davies; Tammy S. O texto bíblico desta história é extraído

Leia mais

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos

Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Conteúdos: Pronomes possessivos e demonstrativos Habilidades: Reconhecer os pronomes demonstrativos como marca em relação à posição, ao espaço e ao tempo no texto; Habilidades: Compreender os pronomes

Leia mais

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas

Português. e) Não conheço a pessoa de * você falou. f) Você é tudo * sonhei! Respostas Português Página 71 3. Complete as frases no caderno com pronomes relativos. a) O livro * peguei da biblioteca é ótimo. b) Os doces de * mais gosto estão fresquinhos! c) A escola * estudo fica perto de

Leia mais

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO

8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 8º ANO ENSINO FUNDAMENTAL PORTUGUÊS GABARITO 1. A alternativa que melhor completa a frase abaixo é: Até agora, você queria conhecer os das coisas existentes. Daqui para a frente, acrescente outra pergunta:

Leia mais

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses

Estudo de Caso. Cliente: Rafael Marques. Coach: Rodrigo Santiago. Duração do processo: 12 meses Estudo de Caso Cliente: Rafael Marques Duração do processo: 12 meses Coach: Rodrigo Santiago Minha idéia inicial de coaching era a de uma pessoa que me ajudaria a me organizar e me trazer idéias novas,

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - Língua Portuguesa - 2º Bimestre O CASO DA CALÇADA DO JASMIM UM CRIME? Terça-feira, seis de Maio. São catorze horas. A D. Odete não é vista no seu bairro desde hoje de manhã. As janelas da sua casa estão abertas, mas o correio de hoje

Leia mais

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus

Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus Ensino - Ensino 11 - Anos 11 Anos Lição 10 Batismo Mergulhando em Jesus História Bíblica: Mateus 3:13 a 17; Marcos 1:9 a 11; Lucas 3:21 a 22 João Batista estava no rio Jordão batizando as pessoas que queriam

Leia mais

A CURA DE UM MENINO Lição 31

A CURA DE UM MENINO Lição 31 A CURA DE UM MENINO Lição 31 1 1. Objetivos: Mostrar o poder da fé. Mostrar que Deus tem todo o poder. 2. Lição Bíblica: Mateus 17.14-21; Marcos 9.14-29; Lucas 9.37-43 (Leitura bíblica para o professor)

Leia mais

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA

GANHADO O MUNDO SEM PERDER A FAMILIA TEXTO: 1 SAMUEL CAPITULO 3 HOJE NÃO É SOBRE SAMUEL QUE VAMOS CONHECER, SABEMOS QUE SAMUEL foi o último dos juízes e o primeiro dos profetas. Ele foi comissionado para ungir asaul, o primeiro rei, e a David,

Leia mais

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe?

- Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Trecho do romance Caleidoscópio Capítulo cinco. 05 de novembro de 2012. - Você sabe que vai ter que falar comigo em algum momento, não sabe? Caçulinha olha para mim e precisa fazer muita força para isso,

Leia mais

O que você faria... Liliana e Michele Iacoca

O que você faria... Liliana e Michele Iacoca Nome: Ensino: F undamental 4 o ano urma: Língua Por ortuguesa T ata: D 13/8/09 Você já pensou no significado da palavra conviver? Assim como cada pessoa tem suas características físicas, cada um tem também

Leia mais

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No.

COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. COLÉGIO SHALOM Ensino Fundamental 9º Ano Profº: Clécio Oliveira Língua 65 Portuguesa Aluno (a):. No. Trabalho Avaliativo Valor: 30 % Nota: Minhas Férias Eu, minha mãe, meu pai, minha irmã (Su) e meu cachorro

Leia mais

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal:

208. Assinale a única frase correta quanto ao uso dos pronomes pessoais: 209. Assinale o exemplo que contém mau emprego de pronome pessoal: 207. Complete com eu ou mim : CLASSES DE PALAVRAS PRONOME: - eles chegaram antes de. - há algum trabalho para fazer? - há algum trabalho para? - ele pediu para elaborar alguns exercícios; - para, viajar

Leia mais

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS

PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - PORTUGUÊS - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== BRINCADEIRA Começou

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

Amar Dói. Livro De Poesia

Amar Dói. Livro De Poesia Amar Dói Livro De Poesia 1 Dedicatória Para a minha ex-professora de português, Lúcia. 2 Uma Carta Para Lúcia Querida professora, o tempo passou, mas meus sonhos não morreram. Você foi uma pessoa muito

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno.

Os dois foram entrando e ROSE foi contando mais um pouco da história e EDUARDO anotando tudo no caderno. Meu lugar,minha história. Cena 01- Exterior- Na rua /Dia Eduardo desce do ônibus com sua mala. Vai em direção a Rose que está parada. Olá, meu nome é Rose sou a guia o ajudara no seu projeto de história.

Leia mais

PORTUGUÊS CIDA BISPO

PORTUGUÊS CIDA BISPO TIPO 1 PORTUGUÊS CIDA BISPO 7º UNIDADE IV Orientações: Não será aceita a utilização de corretivo; não será permitido o empréstimo de material durante a avaliação; use somente caneta esferográfica azul

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa

O PASTOR AMOROSO. Alberto Caeiro. Fernando Pessoa O PASTOR AMOROSO Alberto Caeiro Fernando Pessoa Este texto foi digitado por Eduardo Lopes de Oliveira e Silva, no Rio de Janeiro, em maio de 2006. Manteve-se a ortografia vigente em Portugal. 2 SUMÁRIO

Leia mais

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II

11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo II Capítulo II Mark Ford 11 Segredos para a Construção de Riqueza Capítulo Dois Como uma nota de $10 me deixou mais rico do que todos os meus amigos Das centenas de estratégias de construção de riqueza que

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

Contexto Espiritual.

Contexto Espiritual. Contexto Espiritual. Senisio Antonio 2 Contexto Espiritual Contexto Espiritual. 3 Senisio Antonio Projeto Força de Ler Senisio Antonio. 37980-000 Cássia MG Responsabilidade pela revisão: Maria Aparecida

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha:

Leia a letra da música Fico Assim Sem Você, de Claudinho e Buchecha: Leia a letra da música "Fico Assim Sem Você", de Claudinho e Buchecha: Avião sem asa, Fogueira sem brasa, Sou eu assim, sem você Futebol sem bola, Piu-piu sem Frajola, Sou eu assim, sem você... Porque

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

R I T A FERRO RODRIGUES

R I T A FERRO RODRIGUES E N T R E V I S T A A R I T A FERRO RODRIGUES O talento e a vontade de surpreender em cada projecto deixou-me confiante no meu sexto sentido, que viu nela uma das pivôs mais simpáticas da SIC NOTÍCIAS.

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa

Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 2: A família de Deus cresce José perdoa História Bíblica: Gênesis 41-47:12 A história de José continua com ele saindo da prisão

Leia mais

Homens. Inteligentes. Manifesto

Homens. Inteligentes. Manifesto Homens. Inteligentes. Manifesto Ser homem antigamente era algo muito simples. Você aprendia duas coisas desde cedo: lutar para se defender e caçar para se alimentar. Quem fazia isso muito bem, se dava

Leia mais

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo!

Consternação. Beija-me mais uma vez. Tudo e nada Eu quero Um dilema Em que vivo! Amor perfeito À noite, o mar desponta Nos teus olhos doces No teu corpo, O doce brilho do luar Mexe a brisa Em teus cabelos negros E nessas mãos Tão cheias de carinho Encontro esse amor perfeito Que tens

Leia mais

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal.

Lembro-me do segredo que ela prometeu me contar. - Olha, eu vou contar, mas é segredo! Não conte para ninguém. Se você contar eu vou ficar de mal. -...eu nem te conto! - Conta, vai, conta! - Está bem! Mas você promete não contar para mais ninguém? - Prometo. Juro que não conto! Se eu contar quero morrer sequinha na mesma hora... - Não precisa exagerar!

Leia mais

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO

Língua Portuguesa RESOLUÇÃO PROCESSO SELETIVO/2009 CADERNO 2 Respostas da 2. a Fase Língua Portuguesa RESOLUÇÃO FGVS-2.ªFase/2.ºCad-Língua Portuguesa-Resolução-manhã 2 LÍNGUA PORTUGUESA Leia o texto para responder às questões de

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL

Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 1 Os encontros de Jesus O cego de nascença AS TRÊS DIMENSÕES DA CEGUEIRA ESPIRITUAL 04/03/2001 N Jo 9 1 Jesus ia caminhando quando viu um homem que tinha nascido cego. 2 Os seus discípulos perguntaram:

Leia mais

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus.

JÓ Lição 05. 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. JÓ Lição 05 1 1. Objetivos: Jô dependeu de Deus com fé; as dificuldades dele o deu força e o ajudou a ficar mais perto de Deus. 2. Lição Bíblica: Jô 1 a 42 (Base bíblica para a história e o professor)

Leia mais

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre

Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre Prova bimestral 5 o ano 3 o Bimestre língua portuguesa Escola: Nome: Data: / / Turma: 1. Leia o trecho da letra da música a seguir. migrante Tantos sonhos são desfeitos Uma mãe que afaga o peito Seu filho

Leia mais

Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde Salmos 127:2

Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde Salmos 127:2 Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Joaquim Costa Jr 1 Enquanto dormimos. É inútil que madrugueis, que tarde 2 repouseis, Que comais o pão de dores: Aos seus amados ele o dá enquanto dormem.

Leia mais

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede

PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO. Fome e Sede PERDOAR E PEDIR PERDÃO, UM GRANDE DESAFIO HISTÓRIA BÍBLICA: Mateus 18:23-34 Nesta lição, as crianças vão ouvir a Parábola do Servo Que Não Perdoou. Certo rei reuniu todas as pessoas que lhe deviam dinheiro.

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 2 Data: 18/10/2010 Hora: 16h00 Duração: 23:43 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D

ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D Nome: n.º 3ª série Barueri, / / 2009 Disciplina: ESTUDOS SOCIAIS 1ª POSTAGEM ATIVIDADE DE ESTUDOS SOCIAIS 3ª S SÉRIES A-B-C-D Querido aluno, segue a orientação para esta atividade. - Ler com atenção, responder

Leia mais

Tens Palavras de Vida Eterna

Tens Palavras de Vida Eterna Catequese 40ano Tens Palavras de Vida Eterna Agenda da Palavra de Deus pela minha vida fora ANO A Durante as férias, mantenho-me em contato! CONTATOS DA PARÓQUIA Morada: Telefone: Correio eletrónico: Sítio:

Leia mais

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER

Atividades Lição 5 ESCOLA É LUGAR DE APRENDER Atividades Lição 5 NOME: N º : CLASSE: ESCOLA É LUGAR DE APRENDER 1. CANTE A MÚSICA, IDENTIFICANDO AS PALAVRAS. A PALAVRA PIRULITO APARECE DUAS VEZES. ONDE ESTÃO? PINTE-AS.. PIRULITO QUE BATE BATE PIRULITO

Leia mais

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário

O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário epílogo O mar de Copacabana estava estranhamente calmo, ao contrário do rebuliço que batia em seu peito. Quase um ano havia se passado. O verão começava novamente hoje, ao pôr do sol, mas Line sabia que,

Leia mais

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter

Três Marias Teatro. Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter Distribuição digital, não-comercial. 1 Três Marias Teatro Noite (Peça Curta) Autor: Harold Pinter O uso comercial desta obra está sujeito a direitos autorais. Verifique com os detentores dos direitos da

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa

FIM DE SEMANA. Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa FIM DE SEMANA Roteiro de Curta-Metragem de Dayane da Silva de Sousa CENA 1 EXTERIOR / REUNIÃO FAMILIAR (VÍDEOS) LOCUTOR Depois de uma longa semana de serviço, cansaço, demoradas viagens de ônibus lotados...

Leia mais

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada.

Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Sal, Pimenta, Alho e Noz Moscada. Cláudia Barral (A sala é bastante comum, apenas um detalhe a difere de outras salas de apartamentos que se costuma ver ordinariamente: a presença de uma câmera de vídeo

Leia mais

3, 2, 1 Partida para uma ideia Eco

3, 2, 1 Partida para uma ideia Eco 1 Concurso Jovens Autores de Histórias Ilustradas 2ª Edição Organização: - Nissan Autora: Ana Margarida Carvalho da Costa 18 anos (Curso Técnico de Comunicação/ Marketing, Relações Públicas e Publicidade).

Leia mais

ENTRE FRALDAS E CADERNOS

ENTRE FRALDAS E CADERNOS ENTRE FRALDAS E CADERNOS Entre Fraldas e Cadernos Proposta metodológica: Bem TV Educação e Comunicação Coordenação do projeto: Márcia Correa e Castro Consultoria Técnica: Cláudia Regina Ribeiro Assistente

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto

Atividade: Leitura e interpretação de texto. Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Atividade: Leitura e interpretação de texto Português- 8º ano professora: Silvia Zanutto Orientações: 1- Leia o texto atentamente. Busque o significado das palavras desconhecidas no dicionário. Escreva

Leia mais

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade.

A Palavra de Deus. - É na Palavra de Deus que o homem encontra o conhecimento a respeito da Vida, de onde viemos e onde vamos viver a eternidade. A Palavra de Deus 2 Timóteo 3:16-17 Pois toda a Escritura Sagrada é inspirada por Deus e é útil para ensinar a verdade, condenar o erro, corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver. 17 E isso

Leia mais

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br

Lucas Liberato Coaching Coach de Inteligência Emocional lucasliberato.com.br Script de Terapia de Liberação Emocional (EFT) para desfazer crenças relativas aos clientes que você merece ter. Eu não consigo atrair clientes dispostos a pagar preços altos A Acupuntura Emocional é uma

Leia mais

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue.

Conta-me Histórias. Lê atentamente o texto que se segue. Prova de Língua Portuguesa 5.º Ano de escolaridade Ano letivo 2013 / 2014-1.ª Chamada Ano lectivo 2012 / 2013 Lê atentamente o texto que se segue. Conta-me Histórias Quando eu era pequena, os campos estavam

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2010.2

Vestibular Comentado - UVA/2010.2 LÍNGUA PORTUGUESA Comentários: Profs. Evaristo, Crerlânio, Vicente Júnior Texto 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Flor voltara a embalar-se

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM

RECUPERAÇÃO DE IMAGEM RECUPERAÇÃO DE IMAGEM Quero que saibam que os dias que se seguiram não foram fáceis para mim. Porém, quando tornei a sair consciente, expus ao professor tudo o que estava acontecendo comigo, e como eu

Leia mais

Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro Antônio de Oliveira)

Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro Antônio de Oliveira) PROFESSOR: EQUIPE DE PORTUGUÊS BANCO DE QUESTÕES - LÍNGUA PORTUGUESA - 3 ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ========================================================================== Texto 1 PRA DAR NO PÉ (Pedro

Leia mais

Músicas Para Casamento

Músicas Para Casamento Músicas Para Casamento 01. Você e Eu - Eliana Ribeiro 7M 7M C#m7 F#7/5+ F#7 Bm7 Quero estar com você, / Lembrar de cada momento bom; C#m7 m7 C#m7 #m7 Em7 7/9 Reviver a nossa história, nosso amor. 7M #m7/5-

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO

Roteiro para curta-metragem. Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO Roteiro para curta-metragem Nathália da Silva Santos 6º ano Escola Municipalizada Paineira TEMPESTADE NO COPO SINOPSE Sérgio e Gusthavo se tornam inimigos depois de um mal entendido entre eles. Sérgio

Leia mais

CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA

CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA CRISTO EM TI A MANIFESTAÇÃO DA GLÓRIA INTRODUÇÃO Irmãos! A bíblia nos ensina que Deus nos chama a realizar, a ser, a conhecer e a alcançar muitas coisas, tais como, realizar a obra de Deus, a ser santos,

Leia mais

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto

Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto 1 Gostava de redacções, como gostava! Dos seis filhos da família Santos apenas ele e a Nazaré (que andava no 9. ano) gostavam de escrever; de resto eram também os únicos que passavam horas a ler, nos tempos

Leia mais

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai

BOM DIA DIÁRIO. Guia: Em nome do Pai BOM DIA DIÁRIO Segunda-feira (04.05.2015) Maria, mãe de Jesus e nossa mãe Guia: 2.º Ciclo: Padre Luís Almeida 3.º Ciclo: Padre Aníbal Afonso Mi+ Si+ Uma entre todas foi a escolhida, Do#- Sol#+ Foste tu,

Leia mais

INSTRUÇÕES GERAIS SOBRE A PROVA. Esta prova é constituída por duas partes, separadas por um intervalo de 30 minutos. 1.ª Parte (45 minutos)

INSTRUÇÕES GERAIS SOBRE A PROVA. Esta prova é constituída por duas partes, separadas por um intervalo de 30 minutos. 1.ª Parte (45 minutos) PA-LP 3 INSTRUÇÕES GERAIS SOBRE A PROVA Esta prova é constituída por duas partes, separadas por um intervalo de 30 minutos. 1.ª Parte (45 minutos) Durante este tempo, vais ler, com muita atenção, um texto

Leia mais

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira

Escola Municipal Professora Zezé Ribas. Premio Afago de Literatura. A política brasileira Aluno: Camila Aparecida Pinto Serie: 7º ano A política brasileira Na política brasileira, existe uma grande chaga aberta e crescente já se tornou grande praga. Doença maldita, domina e contamina a toda

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

1ª Leitura - Ex 17,3-7

1ª Leitura - Ex 17,3-7 1ª Leitura - Ex 17,3-7 Dá-nos água para beber! Leitura do Livro do Êxodo 17,3-7 Naqueles dias: 3 O povo, sedento de água, murmurava contra Moisés e dizia: 'Por que nos fizeste sair do Egito? Foi para nos

Leia mais

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é:

1. (ITA-SP) O plural de terno azul-claro e terno verde-mar é: VERIFICAÇÃO TC DISCIPLINA GRAMÁTICA SÉRIE 1º REG. MANHÃ ENSINO EM ETAPA 2ª CHEFE DE DEPARTAMENTO: FRANCISCA BARROS PROFESSORES LUIZA MONTEIRO/BRUNO MAIA/SABRINA PROFESSOR ELABORADOR: LUIZA MONTEIRO ASSINATURA

Leia mais

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor.

O que procuramos está sempre à nossa espera, à porta do acreditar. Não compreendemos muitos aspectos fundamentais do amor. Capítulo 2 Ela representa um desafio. O simbolismo existe nas imagens coloridas. As pessoas apaixonam-se e desapaixonam-se. Vão onde os corações se abrem. É previsível. Mereces um lugar no meu baloiço.

Leia mais