3) As palavras terminadas em r, s, z, acrescentam ES Exs. a flor = as flores a voz = as vozes o mês = os meses OBSERVAÇOES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "3) As palavras terminadas em r, s, z, acrescentam ES Exs. a flor = as flores a voz = as vozes o mês = os meses OBSERVAÇOES"

Transcrição

1 PLURAL 1) Acrescenta-se um s às palavras terminadas em vogal. Exs. o livro = os livros a aluna = as alunas 2) As palavras terminadas em m troca-se em ns Exs. o homem = Os homens o jardím = os jardins 3) As palavras terminadas em r, s, z, acrescentam ES Exs. a flor = as flores a voz = as vozes o mês = os meses OBSERVAÇOES As palavras terminadas em s em sílaba átona permanecem invariaveis. Exs.: O pires O ônibus O lápis = os pires = os ônibus = os lápis A maior parte das palabras terminadas em AO, mudam AO em OES Exs: A licão = as licoes O limão = os limoes Outras palavras terminadas em AO mudam e AO em AES Exs: O alemão = os alemães O capitão = os capitães 41

2 OBS: Palavras em AO que formam o plural acrecentando S. Só as seguintes: A mão = as mãos O irmão = os irmãos O cidadão = os cidadãos B) A. As palavras terminadas em L mudam L em IS Exs: O jornal = os jornais O anel = os anéis O coronel = os coronéis O anzol = os anzois O consul = os consuis Azul = azuis B. As palavras terminadas em IL tónico mudam o L em IS Exs.: Infantil = infantis Hostil = hostis C. As palavras terminadas em IL átono mudam o IL em EIS Exs: Fácil = fáceis Útil = úteis 42

3 PALAVRAS HETEROGENÉRICAS Algumas palavras em português são femininas em tanto que em español são masculinas e viceversa: FEMININO MASCULINO A DOR A COR A ÁRVORE A AGUA A PONTE A VALSA A VIAGEM A PASSAGEM A ORÍGEM A GARAGEM A FOLHAGEM O SORRISO O LEITE O RISO O NARIZ O COSTUME O SANGUE O SAL O SINAL O MEL O FONTE CONTRAÇOES Preposição EM + artigos indefinidos: Em + Um = Num Em + Uns = Nuns Em + Uma = Numa Em + Umas = Numas Obs: Ambas formas podem ser usadas: Exs: Eles jantam em uns restaurantes Eles jantam nuns restaurantes Ela compra em uma loja Ela compra numa loja 43

4 Nós estamos num estadio lotado Vocês estão numa boa festa. Nós nos ficamos numa reunião. Preposição DE + artigos indefinidos: De + Um = Dum De + Uns = Duns De + Uma = Duma De + Umas = Dumas Exs: A reunião é duma turma de amigos As malas são duns estrangeiros AS CORES O POMBO BRANCO A SAIA COR-DE-ROSA 44

5 A LUVA MARROM O GUARDA CHUVA CELESTE A CALÇA AZUL O CHAPÉU CINZA A BANDEIRA VERDE AMARELA A LUZ VERMELHA 45

6 A BLUSA LARANJA A SUNGA LILAS E O MAIO ROXO OS OLHOS AZUIS CLAROS. OS OLHOS COR DO CÉU DA MOÇA LOIRA A GRAVATA COR DE PRETO OS PRONOMES DEMOSTRATIVOS MASCULINO NEUTRO FEMININO Este (s) Isto Esta (s) Esse (s) Isso Essa (s) Aquele (s) Aquilo Aquela (s) 46

7 CONTRACOES Preposiçao De + Pronomes demonstrativos De + Este = Deste (s) De + Esta (s) = Desta (s) De + Esse = Desse (s) De + Essa (s) = Dessa (s) De + Aquele = Daquele(s) De + Aquela(s) = Daquela (s) De + Isto = Disto De + Isso = Disso De + Aquilo = Daquilo EU PRECISO DESTE LIVRO EU PRECISO DESSES LIVROS EU PRECISO DAQUELES LIVROS 47

8 A preposição EM + pronomes demostrativos NESTE NESSE NAQUELE NISTO NISSO NAQUILO NESTA NESSA NAQUELA ROUPA E ARTIGOS PRA VESTIR 48

9 PARA HOMEM PARA MULHER Paletó Boné Leque Óculos Casaco Colete Bolsa Brincos Bengala Blusa Ropão Corrente Camisa Calcinha Pulseira Calça Faixa Cueca Saia Cinto Luvas 49

10 Gravata Botas Capa de chuva Lenço Camiseta Chapéu Chinelos Sapatos Sunga Cachecol Meias Guarda Sol Sapatos de salto Sutiã Maio Biquini Tanga Fio dental Tênis Relógio DIALOGO - Pois não? - Bom dia, desejo comprar uma camisa. - As temos de varias cores: azul, verde, amarelo, preto, vermelho temos também camisas xadréz e com listras - Tudo bem, mas gostaria de comprar uma branca e outra vermelha. Minha medida é Só isso? - Não, quero mais um cinto de mulher para dar de presente pelo aniversãrio dela. - Este modelo está na moda temos em marrom e preto - Qual é o preço dele? - Custa 1000 reais - Acho que é muito caro mas é bonito e vale a pena por que ela é uma grande amiga. Vou levá-lo. 50

11 PRATICAS DE LEITURA A gente já tem conhecido grande parte do Brasil a última parada do nosso roteiro foi na pequena e pacata cidade de Miracema do Norte Agora nós temos chegado a São Paulo; é uma cidade muito muito bonita, é o maior centro industrial o Brasil. Todos os tipos de produtos desde sapatos até os avioes da força aerea brasileira são feitos fabricados e exportados aquí em São Paulo para todo o mundo. Agora, você o motorista e deve, lógicamente respeitar as régras de tránsito. 1. Temos que trocar dólares em reais 2. Encher o tanque de gasolina 3. Procurar o hotel Copacabana Palace 4. Ir jantar ao restaurante paulistano 5. A vontade (shopping center IGUATEMI, um show de gostosas mulatas dançando samba ou ao Museu da Arte de Sao Paulo) 51

12 DIALOGO Dois amigos se encontram com o Alberto... - Oi gente. Onde vocês vão? - Vamos a hospedaría, estamos muito cansados - Aínda nao têm conseguido alguma casa para alugar? - Nao rapaz, óntem de manhã temos visto três, mas não gostamos delas. - Eu tambén quero me mudar de casa. - Agora estou morando num quarto escuro e pequeno além disso a casa esta numa rua muito barulhenta e não posso nem estudar, nao dá para aguentar. - Se você quiser vem conosco - Certeza? E justamente hoje de manhã tenho visto um apartamento que é bem amplo e pode nos interesar - Legal cara! Eu tambén tenho lido os anúncios do jornal e grifei alguns. Vamos lá? - Tudo bem. Vamos. 52

13 INTERJEIÇOES O palavras que denotam um estado emotivo ou de animo são faladas com entonação especial e se representam gráficamente com o ponto de exclamação de interrogação. Pst!, Cala a boca! Cala a boca! E deixa escutar Hi, Chi! Chi!! Tenho medo Coitado!... e o coitadinho! Morreu na pobreza Oi! Oi!! Vanderlei, como vai?! Ai! Aaai!!! Ésta dor de cabeça me mata... Hum! Humm!... nao sei se acreditar no que ele fala Olha!, Viu! Olha! Eu quero que vocês entendam isto Oba!! Oba!! Alegria, alegria, alegria... Credo!, Nossa!, Puxa vida!, Opa!, Ave!, O louco! Puxa vida!! Olha só com você esta bonita... Heim?, Nao é?, Né? O qué? Alô? Quem tá falando heim?! 53

14 Puxa Vida, Droga! Droga! Estragou o carro... Ótimo!, Boa, Bis!, Isso! Ótimo!! Joanna, isso! muito bem... RATIFICAÇAO: Pois é! Pois é!! Amigo, foi isso que eu falei APÊLO ou CHAMAMENTO: O psiu!, Ó!, Alo!, Ei! Ó psiu! daqui a pouco uma canção que eu guar dei só pra você... Ó meu!!! ASSENTIMENTO: Tá?, Tá!... tá! Eu vou para tua casa ESPERANZA: Tomara! Tomara! Que dê certo NOTA.- Além destas interjeiçoes, existem as IMITATIVAS que representam ruido ou vozes: Pum! Miau! Zas Tras! Tique taque! Chap, chap! Craque! Etc... 54

15 O PAI NOSSO Pai nosso que estais no céu santificado seja o vosso nome. Venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade assím na terra como no céu. O pao nosso de cada dia nos dai hoje e perdoai-nos as nossas dívidas assím como nos perdoamos aqueles que nos têm ofendido e não nos deixeis cair em tentação mas livra-nos do mal. PARABENS PARA VOCÊ Parabens pra você!!!... nesta data querida!!!!! Muitas felicidades!!!... muitos anos de vida!!! 55

Temario Serie 1. Introducción / Lección 1. Competencias: Gramática: Vocabulario: Las Introducciones. Nombres Tudo bem!

Temario Serie 1. Introducción / Lección 1. Competencias: Gramática: Vocabulario: Las Introducciones. Nombres Tudo bem! Temario Serie 1 Introducción / Lección 1 Introducciones Nombres Tudo bem! Las Introducciones > muito prazer, tudo bem, com licença Vocabulario: com licença por favor obrigado, obrigada muito prazer bom

Leia mais

Em algum lugar de mim

Em algum lugar de mim Em algum lugar de mim (Drama em ato único) Autor: Mailson Soares A - Eu vi um homem... C - Homem? Que homem? A - Um viajante... C - Ele te viu? A - Não, ia muito longe! B - Do que vocês estão falando?

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 5 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 5 I Querer + verbo Achar + que Eu quero Eu acho Você/ ele/ ela quer Você/ ele/

Leia mais

Laranja-fogo. Cor-de-céu

Laranja-fogo. Cor-de-céu Laranja-fogo. Cor-de-céu Talita Baldin Eu. Você. Não. Quero. Ter. Nome. Voz. Quero ter voz. Não. Não quero ter voz. Correram pela escada. Correram pelo corredor. Espiando na porta. Olho de vidro para quem

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta

MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta MERGULHO de Betina Toledo e Thuany Motta Copyright Betina Toledo e Thuany Motta Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 MERGULHO FADE IN: CENA 1 PRAIA DIA Fotografia de

Leia mais

LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES. Anexo I lista dos lotes

LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES. Anexo I lista dos lotes LEILÃO DA PALACE RECEPÇÕES Anexo I lista dos lotes LOTES DESCRIÇÃO FOTOS 01 10 vestidos de damas: tamanhos, lance inicial: R$: 500,00 02 10 vestidos de damas: tamanhos, lance inicial: R$: 500,00 03 10

Leia mais

MEU TIO MATOU UM CARA

MEU TIO MATOU UM CARA MEU TIO MATOU UM CARA M eu tio matou um cara. Pelo menos foi isso que ele disse. Eu estava assistindo televisão, um programa idiota em que umas garotas muito gostosas ficavam dançando. O interfone tocou.

Leia mais

CLIENTE ENTREVISTA. H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto.

CLIENTE ENTREVISTA. H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto. Hugo Dellasta, 17 Anos Estudante. CLIENTE ENTREVISTA H: Opine as possibilidades que podemos fazer em meu conforto, my favorite place, também conhecido como meu quarto. K: Então, gostaria de saber o que

Leia mais

VAMOS FALAR PORTUGUÊS! Ensino de Português do Brasil como Língua de Herança SUSANNA FLORISSI ANNA CLAUDIA RAMOS

VAMOS FALAR PORTUGUÊS! Ensino de Português do Brasil como Língua de Herança SUSANNA FLORISSI ANNA CLAUDIA RAMOS VAMOS FALAR PORTUGUÊS! Ensino de Português do Brasil como Língua de Herança SUSANNA FLORISSI ANNA CLAUDIA RAMOS PROJETO 'VAMOS FALAR PORTUGUÊS!' Pensado para um público de PLH Português como Língua de

Leia mais

Fabíola Féo Período: Abril, Maio e Junho. NAPNE Núcleo de Atendimento as Pessoas com Necessidades Especiais.

Fabíola Féo Período: Abril, Maio e Junho. NAPNE Núcleo de Atendimento as Pessoas com Necessidades Especiais. LIBRAS Aula noite I a VI Fabíola Féo Período: Abril, Maio e Junho. NAPNE Núcleo de Atendimento as Pessoas com Necessidades Especiais. LIBRAS HISTÓRIA Gerolamo Cardomo (1501 a 1576), médico e matemático

Leia mais

NA LOJA DE CHAPÉUS. Karl Valentin. Personagens. Vendedora. Valentin ATO ÚNICO

NA LOJA DE CHAPÉUS. Karl Valentin. Personagens. Vendedora. Valentin ATO ÚNICO NA LOJA DE CHAPÉUS De Karl Valentin Personagens Vendedora Valentin ATO ÚNICO Bom dia, senhor. O que deseja? Um chapéu. Que tipo de chapéu? Um chapéu pra botar na cabeça. Certamente, meu senhor, um chapéu

Leia mais

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas)

Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Português Língua Estrangeira Teste (50 horas) Nome: Data: A Importa-se de responder a umas perguntas? Está bem. Obrigado. 1 Como é que se chama? 2 O que é que faz? 3 Vive aqui agora? 4 Há quanto tempo

Leia mais

Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA

Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA Professor BÓRIS em O DIREITO DE SER CRIANÇA AUTORA Luciana de Almeida COORDENAÇÃO EDITORIAL Sílnia N. Martins Prado REVISÃO DE TEXTO Katia Rossini PROJETO GRÁFICO E DIAGRAMAÇÃO Linea Creativa ILUSTRAÇÕES

Leia mais

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico)

TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA. (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) TEXTO: Texto Warley di Brito A TURMA DA ZICA (Esta é uma versão adaptada, da turma do zico) Januária setembro/2011 CENÁRIO: Livre, aberto, porém, deve se haver por opção uma cadeira, uma toalha e uma escova

Leia mais

Series 1 Syllabus. Intro / Lesson 1. Competencies. Grammar Topics. Vocabulary. introductions. Names Tudo bem! > muito prazer, tudo bem, com licença

Series 1 Syllabus. Intro / Lesson 1. Competencies. Grammar Topics. Vocabulary. introductions. Names Tudo bem! > muito prazer, tudo bem, com licença Intro / Lesson 1 Competencies Introductions Names Tudo bem! Grammar Topics introductions > muito prazer, tudo bem, com licença Vocabulary com licença por favor obrigado, obrigada muito prazer bom dia Para

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

FUGA de Beatriz Berbert

FUGA de Beatriz Berbert FUGA de Beatriz Berbert Copyright Beatriz Berbert Todos os direitos reservados juventudecabofrio@gmail.com Os 13 Filmes 1 FUGA FADE IN: CENA 1 PISCINA DO CONDOMÍNIO ENTARDECER Menina caminha sobre a borda

Leia mais

Qual o Sentido do Natal?

Qual o Sentido do Natal? Qual o Sentido do Natal? Por Sulamita Ricardo Personagens: José- Maria- Rei1- Rei2- Rei3- Pastor 1- Pastor 2- Pastor 3-1ª Cena Uma música de natal toca Os personagens entram. Primeiro entram José e Maria

Leia mais

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44)

Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Geração Graças Peça: O livro das Parábolas A parábola do tesouro escondido (Mt 13:44) Autora: Tell Aragão Colaboração: Marise Lins Personagens Menina Zé Bonitinho +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia mais

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias

Lucas Zanella. Collin Carter. & A Civilização Sem Memórias Lucas Zanella Collin Carter & A Civilização Sem Memórias Sumário O primeiro aviso...5 Se você pensa que esse livro é uma obra de ficção como outra qualquer, você está enganado, isso não é uma ficção. Não

Leia mais

Lista de Diálogo - Cine Camelô

Lista de Diálogo - Cine Camelô Lista de Diálogo - Cine Camelô Oi amor... tudo bem? Você falou que vinha. É, eu tô aqui esperando. Ah tá, mas você vai vir? Então tá bom vou esperar aqui. Tá bom? Que surpresa boa. Oh mano. Aguá! Bolha!

Leia mais

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a

Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a João do Medo Era uma vez um menino muito pobre chamado João, que vivia com o papai e a mamãe dele. Um dia, esse menino teve um sonho ruim com um monstro bem feio e, quando ele acordou, não encontrou mais

Leia mais

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997.

017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. 017. Segunda-Feira, 05 de Julho de 1997. Acordei hoje como sempre, antes do despertador tocar, já era rotina. Ao levantar pude sentir o peso de meu corpo, parecia uma pedra. Fui andando devagar até o banheiro.

Leia mais

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque

Fantasmas da noite. Uma peça de Hayaldo Copque Fantasmas da noite Uma peça de Hayaldo Copque Peça encenada dentro de um automóvel na Praça Roosevelt, em São Paulo-SP, nos dias 11 e 12 de novembro de 2011, no projeto AutoPeças, das Satyrianas. Direção:

Leia mais

COLÉGIO LUIZA DE MARILLAC

COLÉGIO LUIZA DE MARILLAC COMUNICADO Nº 27/14-A: AOS PAIS E ALUNOS DA ED. INFANTIL E ENS.FUND. (1º AO 5º ANO) evento de nossa escola. Trajes das danças do Jardim e Pré da Educação Infantil: Dança 1: Meninos: Calça jeans, camisa

Leia mais

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência

5 ADOLESCÊNCIA. 5.1. Passagem da Infância Para a Adolescência 43 5 ADOLESCÊNCIA O termo adolescência, tão utilizado pelas classes médias e altas, não costumam fazer parte do vocabulário das mulheres entrevistadas. Seu emprego ocorre mais entre aquelas que por trabalhar

Leia mais

Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Nome Género. Tarefas. Actividade 2. Escrever. - Palavras. Actividade 5

Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Nome Género. Tarefas. Actividade 2. Escrever. - Palavras. Actividade 5 Vamos aprender Português! Vamos aprender a: Identificar marcas da identidade cultural portuguesa / língua portuguesa Vamos aprender: O alfabeto Actividade 1 Identificar Actividade 4 Estudo da Língua Secção

Leia mais

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos)

I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. (5 pontos) I. Complete o texto seguinte com as formas correctas dos verbos ser ou estar. Hoje. domingo e o tempo. bom. Por isso nós. todos fora de casa.. a passear à beira-mar.. agradável passar um pouco de tempo

Leia mais

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira?

HISTÓRIA DE LINS. - Nossa que cara é essa? Parece que ficou acordada a noite toda? Confessa, ficou no face a noite inteira? HISTÓRIA DE LINS EE PROF.PE. EDUARDO R. de CARVALHO Alunos: Maria Luana Lino da Silva Rafaela Alves de Almeida Estefanny Mayra S. Pereira Agnes K. Bernardes História 1 Unidas Venceremos É a história de

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 1 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 1 - I Pronomes pessoais Eu Tu 1 Você 2 / ele/ela A gente 3 Nós Vós 4 Eles/ elas

Leia mais

PORCENTAGEM. A percentagem ou porcentagem vem do latim per centum, significando "por cento", "a cada centena".

PORCENTAGEM. A percentagem ou porcentagem vem do latim per centum, significando por cento, a cada centena. PORCENTAGEM A percentagem ou porcentagem vem do latim per centum, significando "por cento", "a cada centena". O cálculo de porcentagens, seja para fins de desconto, seja para fins de acréscimo será iniciado

Leia mais

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br

Alô, alô. www.bibliotecapedrobandeira.com.br Alô, alô Quero falar com o Marcelo. Momento. Alô. Quem é? Marcelo. Escuta aqui. Eu só vou falar uma vez. A Adriana é minha. Vê se tira o bico de cima dela. Adriana? Que Adriana? Não se faça de cretino.

Leia mais

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO.

PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. Roteiro de Telenovela Brasileira Central de Produção CAPÍTULO 007 O BEM OU O MAL? Uma novela de MHS. PERSONAGENS DESTE CAPÍTULO. AGENOR ALBERTO FERNANDO GABRIELE JORGE MARIA CLARA MARIA CAMILLA MARÍLIA

Leia mais

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht

Efêmera (título provisório) Por. Ana Julia Travia e Mari Brecht Efêmera (título provisório) Por Ana Julia Travia e Mari Brecht anaju.travia@gmail.com mari.brecht@gmail.com INT. SALA DE - DIA. VÍDEO DE Números no canto da tela: 00 horas Vídeo na TV., 22, com seus cabelos

Leia mais

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas).

Titulo - VENENO. Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Titulo - VENENO Ext Capital de São Paulo Noite (Avista-se a cidade de cima, forrada de prédios, algumas luzes ainda acesas). Corta para dentro de um apartamento (O apartamento é bem mobiliado. Estofados

Leia mais

Luís Norberto Pascoal

Luís Norberto Pascoal Viver com felicidade é sucesso com harmonia e humildade. Luís Norberto Pascoal Agradecemos aos parceiros que investem em nosso projeto. ISBN 978-85-7694-131-6 9 788576 941316 Era uma vez um pássaro que

Leia mais

PORTUGUÊS 1. Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES

PORTUGUÊS 1. Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES PORTUGUÊS 1 Portuguese 1 FAIRFIELD LANGUAGE TECHNOLOGIES TRS-PORTI-1.1 ISBN 1-883972-84-1 Copyright 1997 1999 Fairfield Language Technologies. All rights reserved. Unauthorized duplication is prohibited.

Leia mais

Alguma vez você já se viu em alguma situação assim embaraçosa?

Alguma vez você já se viu em alguma situação assim embaraçosa? Primeiro eu gostaria de saber.. eh se você tem namorado? Namorado, tenho não. Já tive muito mais agora faz treis meses que eu moro com um rapaz é um argentino qui qui primeiro quando eu conheci estava

Leia mais

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa?

- Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? A Quebra do Círculo Cristovam Buarque - Não me arrependo de nada. Quebrei o círculo. - Nem de ter assassinado uns cinco ou seis ou até mais, D. Eloisa? - Foi mais, e vou contar tudo. Mas não me arrependo.

Leia mais

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais)

Tempo para tudo. (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Tempo para tudo (há tempo para todas as coisas por isso eu preciso ouvir meus pais) Família é ideia de Deus, geradora de personalidade, melhor lugar para a formação do caráter, da ética, da moral e da

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

MARK CARVALHO. Capítulo 1

MARK CARVALHO. Capítulo 1 MARK CARVALHO Capítulo 1 Mark era um menino com altura média, pele clara, pequenos olhos verdes, cabelos com a cor de avelãs. Um dia estava em casa vendo televisão, até que ouviu: Filho, venha aqui na

Leia mais

ÁREA DA AUTONOMIA. Objectivos

ÁREA DA AUTONOMIA. Objectivos ÁREA DA AUTONOMIA Ser autónomo ao nível da alimentação Preparar o seu lanche: barrar fatias de pão Descascar fruto: banana Esmagar a banana Comer o iogurte sem apoio ACTIVIDADE 1: Quais são os frutos iguais?

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Artigos. Artigo Subclasse de determinantes que se antepõem ao nome para identificar e determinar o que este exprime. Artigo. Definido.

Artigos. Artigo Subclasse de determinantes que se antepõem ao nome para identificar e determinar o que este exprime. Artigo. Definido. Artigos Artigo Subclasse de determinantes que se antepõem ao nome para identificar e determinar o que este exprime. Indefinido Artigo Definido 1 Masculino um uns Masculino o os Feminino Artigo indefinido

Leia mais

1. Ouça o depoimento de Diana, sem acompanhar a transcrição, e complete as lacunas.

1. Ouça o depoimento de Diana, sem acompanhar a transcrição, e complete as lacunas. Todos os dias Gramática: atividades RESPOSTAS De olho no mercado 1. Ouça o depoimento de Diana, sem acompanhar a transcrição, e complete as lacunas. Diana: E o meu trabalho, eu trabalho numa empresa chamada

Leia mais

Lição 1. R- Olá, meu nome é Rafael, sou de São Paulo e sou novo aqui. Estou morando nessa casa aqui.

Lição 1. R- Olá, meu nome é Rafael, sou de São Paulo e sou novo aqui. Estou morando nessa casa aqui. Lição 1 Texto Rafael é novo em Curitiba. Ele veio procurar trabalho. Ele quer trabalhar como arquiteto. Ele tem uma família, mas a família ainda está em São Paulo. O vizinho novo dele chama-se Marcos.

Leia mais

A BOLINHA. por RODRIGO FERRARI. Versão finalíssima

A BOLINHA. por RODRIGO FERRARI. Versão finalíssima A BOLINHA por RODRIGO FERRARI Versão finalíssima rodrigoferrari@gmail.com (21) 9697.0419 Do lado direito do palco, CLÁUDIA está sentada numa cadeira. Ela segura um teste de gravidez. Ela abre a caixa e

Leia mais

Level 1. Curriculum Text. Texto del curso Texte du cours Kursinhalt Testo del corso. Curriculum Text. PORTUGUeSe Level 1

Level 1. Curriculum Text. Texto del curso Texte du cours Kursinhalt Testo del corso. Curriculum Text. PORTUGUeSe Level 1 Português Curriculum Text Level 1 Portuguese Brazil Portugués PORTUGUeSe Level 1 Brasil Portugais Brésil Portugiesisch Brasilien Portoghese Brasile Curriculum Text Texto del curso Texte du cours Kursinhalt

Leia mais

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história.

Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Uma noite de verão, diz o ator, estaria no centro da história. Nem um sopro de vento. E já ali, imóvel frente à cidade de portas e janelas abertas, entre a noite vermelha do poente e a penumbra do jardim,

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 6 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 6 I Ir Preposição para + artigo Preposição a + artigo Eu vou Para + o = para o

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho

Roteiro para curta-metragem. Karen Mudarak Braga. 6º ano. Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho Roteiro para curta-metragem Karen Mudarak Braga 6º ano Escola Municipal Francisco Paes de Carvalho Filho O GAROTO PERFEITO SINOPSE Bianca se apaixona pelo aluno novo, em seu primeiro dia de aula, sem saber

Leia mais

1. A ESTRELA E A LUA

1. A ESTRELA E A LUA 1. A ESTRELA E A LUA A ESTRELA E A LUA ERAM DUAS IRMÃS COSME E DAMIÃO TAMBÉM SÃO DOIS IRMÃOS OXALÁ E OGUM GUIA NOSSOS PASSOS SOMOS FILHOS DE UMBANDA QUE BALANÇA MAIS NÃO C 2. CADE DOUM COSME E DAMIÃO,

Leia mais

Curso Intermediário de LIBRAS

Curso Intermediário de LIBRAS Curso Intermediário de LIBRAS 1 Curso Intermediário de LIBRAS 2 Unidade 2 Fazer as compras Sábado foi dia de ir ao Tok Stok. Nós, casal, fomos passear e dar uma voltada para olhar os moveis e objetos.

Leia mais

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as.

CRASE TEORIA. REGRA GERAL A crase ocorrerá sempre que o termo anterior exigir a preposição a e o termo posterior admitir o artigo a ou as. CRASE TEORIA (Aluna do Curso de Secretariado Executivo Trilíngüe da Universidade Estácio de Sá) Crase é a fusão da preposição a com o artigo a ou com o a inicial dos pronomes demonstrativos aquele, aquela,

Leia mais

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005

FESTA DO Pai-Nosso. 1º ano. Igreja de S. José de S. Lázaro. 7 de Maio de 2005 FESTA DO Pai-Nosso Igreja de S. José de S. Lázaro 1º ano 1 7 de Maio de 2005 I PARTE O acolhimento será feito na Igreja. Cada criança ficará com os seus pais nos bancos destinados ao seu catequista. Durante

Leia mais

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM?

PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? PORQUE É QUE NÃO DANÇAM? Na cozinha, ele serviu se de mais uma bebida e olhou para a mobília de quarto de cama que estava no pátio da frente. O colchão estava a descoberto e os lençóis às riscas estavam

Leia mais

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses?

INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por ser filho de pais portugueses? Transcrição da entrevista: Informante: nº15 Célula: 5 Data da gravação: Agosto de 2009 Geração: 2ª Idade: 35 Sexo: Masculino Tempo de gravação: 10.24 minutos INQ Já alguma vez se sentiu discriminado por

Leia mais

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1

Anexo 2.1 - Entrevista G1.1 Entrevista G1.1 Entrevistado: E1.1 Idade: Sexo: País de origem: Tempo de permanência 51 anos Masculino Cabo-verde 40 anos em Portugal: Escolaridade: Imigrações prévias : São Tomé (aos 11 anos) Língua materna:

Leia mais

PORTUGUÊS. Course Content レベル 1 단계 1 1级 葡萄牙语 ポルトガル語 PORTUGIESISCH PORTUGUESE (ブラジル) 포르투갈어 PORTOGHESE PORTUGUÉS (BRASILE) PORTUGAIS (巴西) PORTUGUÊS

PORTUGUÊS. Course Content レベル 1 단계 1 1级 葡萄牙语 ポルトガル語 PORTUGIESISCH PORTUGUESE (ブラジル) 포르투갈어 PORTOGHESE PORTUGUÉS (BRASILE) PORTUGAIS (巴西) PORTUGUÊS PORTUGUÊS ポルトガル語 Stufe 1 Level 1 PORTUGIESISCH PORTUGUESE (ブラジル) (BRASILIEN) (BRAZIL) 단계 1 Livello 1 Nivel 1 PORTOGHESE PORTUGUÉS (BRASILE) (BRASIL) レベル 1 포르투갈어 (브라질) 1级 Nível 1 Niveau 1 葡萄牙语 PORTUGUÊS

Leia mais

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem.

MARIANA: Fátima? Você tem certeza que seu pai vai gostar? Ele é meio careta, apesar de que é uma linda homenagem. Pais e filhos 1º cena: música ambiente (início da música pais e filhos legião urbana - duas pessoas entram com um mural e começam a confeccionar com frases para o aniversário do pai de uma delas (Fátima),

Leia mais

"INSOLÚVEL" SEGUNDO RASCUNHO. Escrito por: Luís Eduardo E. Ribeiro

INSOLÚVEL SEGUNDO RASCUNHO. Escrito por: Luís Eduardo E. Ribeiro "INSOLÚVEL" SEGUNDO RASCUNHO Escrito por: Luís Eduardo E. Ribeiro Rua Faustolo, 371 São Paulo SP CEP 05041-000 (11) 9272-4021 1 INSOLÚVEL FADE IN: INT. CASA DO MENINO MANHÃ MENINO de 12-13 anos acorda.

Leia mais

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes

O Pedido. Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido Escrito e dirigido por João Nunes O Pedido FADE IN: INT. CASA DE BANHO - DIA Um homem fala para a câmara. É, 28 anos, magro e mortiço. Queres casar comigo? Não fica satisfeito com o resultado.

Leia mais

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM

Roteiro para curta-metragem. Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM Roteiro para curta-metragem Aparecida dos Santos Gomes 6º ano Escola Municipalizada Paineira NÃO ERA ASSIM SINOPSE José é viciado em drogas tornando sua mãe infeliz. O vício torna José violento, até que

Leia mais

2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL) 2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL)

2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL) 2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL) 2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL) 2º ANO A - DANÇA DA BALAINHA (REGIÃO SUL) Vestido branco abaixo do joelho, com manga fofa e folho na barra do vestido; Faixa amarrada de lado na cintura em tecido

Leia mais

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli

DIANA + 3. Roteiro de Henry Grazinoli DIANA + 3 Roteiro de Henry Grazinoli EXT. CALÇADA DO PORTINHO DIA Sombra de Pablo e Dino caminhando pela calçada do portinho de Cabo Frio. A calçada típica da cidade, com suas ondinhas e peixes desenhados.

Leia mais

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER

Solidão PROCURA-SE MULHER PROCURA-SE MULHER Edna estava caminhando pela rua com sua sacola de compras quando passou pelo carro. Havia um cartaz na janela lateral: Ela parou. Havia um grande pedaço de papelão grudado na janela com alguma substância.

Leia mais

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães

Estórias de Iracema. Maria Helena Magalhães. Ilustrações de Veridiana Magalhães Estórias de Iracema Maria Helena Magalhães Ilustrações de Veridiana Magalhães 2 Era domingo e o céu estava mais azul que o azul mais azul que se pode imaginar. O sol de maio deixava o dia ainda mais bonito

Leia mais

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento.

P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. museudapessoa.net P/1 Seu Ivo, eu queria que o senhor começasse falando seu nome completo, onde o senhor nasceu e a data do seu nascimento. R Eu nasci em Piúma, em primeiro lugar meu nome é Ivo, nasci

Leia mais

O que eu quero ser quando crescer?

O que eu quero ser quando crescer? por Aryane Cararo 24.abril.2010 07:30:01 O que eu quero ser quando crescer? Você, com certeza, já pensou nisso. Mas já se perguntou por que fez essa escolha? E o quanto ela ainda pode mudar até ficar adulto?

Leia mais

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:...

ALEGRIA ALEGRIA:... TATY:... ALEGRIA PERSONAGENS: Duas amigas entre idades adolescentes. ALEGRIA:... TATY:... Peça infanto-juvenil, em um só ato com quatro personagens sendo as mesmas atrizes, mostrando a vida de duas meninas, no

Leia mais

"A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste"

A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste "A felicidade consiste em preparar o futuro, pensando no presente e esquecendo o passado se foi triste" John Ruskin "O Instituto WCF-Brasil trabalha para promover e defender os direitos das crianças e

Leia mais

Institucional. Realização. Patrocínio. Parceria

Institucional. Realização. Patrocínio. Parceria Relatório Fotográfico Março, Abril e Maio de 2009 Institucional Realização Patrocínio Parceria Introdução Existe uma grande diferença entre as águas do mar e o azul das ondas. A água é concreta, objetiva,

Leia mais

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver

Paródia 1ªA. Música Fugidinha Michel Teló. Cheguei na escola não consegui entender. Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Paródia 1ªA Música Fugidinha Michel Teló Cheguei na escola não consegui entender Mas depois de um tempo tudo foi se resolver Tudo dando certo eu vou ficar esperto E vestibular eu vou fazer Sempre tem aquele

Leia mais

A formação moral de um povo

A formação moral de um povo É um grande desafio evangelizar crianças nos dias de hoje. Somos a primeira geração que irá dizer aos pais e evangelizadores como evangelizar os pequeninos conectados. Houve um tempo em que nos colocávamos

Leia mais

Carcará composição: João do Vale/José Cândido

Carcará composição: João do Vale/José Cândido 104 A FLOR E O CARCARÁ Carcará Lá no sertão É um bicho que avoa que nem avião É um pássaro malvado Tem o bico volteado que nem gavião... trecho da canção Carcará composição: João do Vale/José Cândido Ana?

Leia mais

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa.

A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Encontro com a Palavra Agosto/2011 Mês de setembro, mês da Bíblia 1 encontro Nosso Deus se revela Leitura Bíblica: Gn. 12, 1-4 A Bíblia seja colocada em lugar de destaque, ao lado de uma vela acesa. Boas

Leia mais

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros

Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Muito prazer Curso de português do Brasil para estrangeiros Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 19 por

Leia mais

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho.

- Se for pra mim, eu não estou. - Ah. Oi... Está sim. Espera um minutinho. 1 AMAR... dir: Carlos Gregório CASA DE LAURA... - Você não vai dizer nada? - O que você quer que eu diga? - Qualquer coisa. - Olha,... Não foi tão importante pra mim... - Não... foi!!? - É... É isso mesmo.

Leia mais

FRED (Pausa.) Olhe como a correnteza está rápida. Se jogar o boné no rio, ele estará em mar aberto dentro de vinte minutos.

FRED (Pausa.) Olhe como a correnteza está rápida. Se jogar o boné no rio, ele estará em mar aberto dentro de vinte minutos. A cortina sobe num dia cinzento em Nova York. Pode haver até um pouco de nevoeiro. O ambiente sugere um ponto isolado próximo das margens do rio Hudson, onde as pessoas podem se apoiar sobre o parapeito,

Leia mais

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA

TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA TRANSCRIÇÃO SAMBA DE QUADRA letreiro 1: Sem o modernismo dos tempos atuais, o samba sertanejo era uma espécie de baile rústico, que ia noite à dentro até o raiar do dia, com seus matutos dançando e entoando

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas de Campo Limpo São Paulo-SP, 20 de outubro de 2004 Meus queridos companheiros e minhas queridas companheiras

Leia mais

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil

Exercícios de gramática do uso da língua portuguesa do Brasil Sugestão: estes exercícios devem ser feitos depois de estudar a Unidade 3 por completo do livrotexto Muito Prazer Unidade 3 I Pronomes possessivos Ele Eles Ela Elas Dele Deles Dela Delas Observação: Dele(s)

Leia mais

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008

Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 IDENTIFICAÇÃO Rio de Janeiro, 10 de junho de 2008 Humberto Cordeiro Carvalho admitido pela companhia em 1 de julho de 1981. Eu nasci em 25 de maio de 55 em Campos do Goytacazes. FORMAÇÃO Segundo grau Escola

Leia mais

D i c a s e E s t i l o s p a r a N o i v o s O q u e u s a r?

D i c a s e E s t i l o s p a r a N o i v o s O q u e u s a r? O q u e u s a r? Smoking Black Tie: Para um casamento moderno, luxuoso e realizado durante à noite. Composição: As lapelas com detalhes em cetim, camisa branca, podendo ser plissada no peito. A gravata

Leia mais

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright:

ACTIVIDADES: NOTA: A utilização destes símbolos em documentos impressos e electrónicos encontra-se protegida por copyright: ACTIVIDADES: Actividade 1 Quais são os frutos iguais? Actividade 2 Onde está a banana descascada? Actividade 3 O que veste o menino? Actividade 4 O que serve para calçar? Actividade 5 Qual a ordem correcta?

Leia mais

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA

INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA INT. BIBLIOTECA (1960) - DIANTE DO BALCãO DA BIBLIOTECáRIA Carolina e, acompanhados de, estão na biblioteca, no mesmo lugar em que o segundo episódio se encerrou.os jovens estão atrás do balcão da biblioteca,

Leia mais

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça

Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Serviço de Rádio Escuta da Prefeitura de Porto Alegre Emissora: Rádio Guaíba Assunto: Entrevista com a primeira dama de Porto Alegre Isabela Fogaça Data: 07/03/2007 14:50 Programa: Guaíba Revista Apresentação:

Leia mais

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural.

c) O verbo ficará no singular ou no plural se o sujeito coletivo for especificado com substantivo no plural. Concordância Verbal a) O verbo vai para a 3ª pessoa do plural caso o sujeito seja composto e anteposto ao verbo. Se o sujeito composto é posposto ao verbo, este irá para o plural ou concordará com o substantivo

Leia mais

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23.

Tudo que você precisa saber a respeito de Deus está esta escrito no Salmo 23. Tudo que você precisa saber a teu respeito está escrito no Salmo 23. Tema: DEUS CUIDA DE MIM. Texto: Salmos 23:1-6 Introdução: Eu estava pesando, Deus um salmo tão poderoso até quem não está nem ai prá Deus conhece uns dos versículos, mas poderosos da bíblia e o Salmo 23,

Leia mais

Livro 1. Activity. Tradução para o Português

Livro 1. Activity. Tradução para o Português 1 Pag. 5 Pag. 6 Pag. 7 Pag. 8 LIÇÃO 1 Diga as falas das crianças depois de ouvi-las. Estes são os seus novos amigos. Você vai aprender inglês com eles. Uau! Vamos ouvir as crianças. Preste atenção à fisionomia

Leia mais

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1

LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 LOURENÇO LOURINHO PRACIANO 1 TESOUREIRO 41 ANOS DE TRABALHO Empresa Horizonte Nascido em Itapipoca, Ceará Idade: 76 anos Esposa: Maria Pinto de Oliveira Praciano Filhos: Lucineide Eu entrei na Empresa

Leia mais

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente

Eu sempre ouço dizer. Que as cores da pele são diferentes. Outros negros e amarelos. Há outras cores na pele dessa gente De todas as cores Eu sempre ouço dizer Que as cores da pele são diferentes Que uns são brancos Outros negros e amarelos Mas na verdade Há outras cores na pele dessa gente Tem gente que fica branca de susto

Leia mais

O LUGAR ONDE VIVO. Um roteiro de Ingredy Galvão

O LUGAR ONDE VIVO. Um roteiro de Ingredy Galvão O LUGAR ONDE VIVO Um roteiro de Ingredy Galvão FADE IN: 01 EXT. CASA DO GUARÁ DIA O caminhão da mudança chega à casa de, menina de 12 anos, magra, morena, estatura mediana, filha carinhosa. Ela tem em

Leia mais

Nomes (Substantivos)

Nomes (Substantivos) Nomes (Substantivos) Regra geral Nome género terminados em o masculinos: terminados em a femininos: o aeroporto a casa 1 Masculinos alguns nomes terminados em a: o clima, o dia, o mapa, o planeta, o poema,

Leia mais

Prova bimestral. Língua portuguesa. 4 o Bimestre 5 o ano

Prova bimestral. Língua portuguesa. 4 o Bimestre 5 o ano Material elaborado pelo Ético Sistema de Ensino Ensino fundamental Publicado em 2012 Prova bimestral 4 o Bimestre 5 o ano Língua portuguesa 1. Você já parou para pensar que saber usar a língua portuguesa

Leia mais

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento

Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Catequese e adoração das crianças ao Santíssimo Sacramento Paróquia de Calheiros, 1 e 2 de Março de 2008 Orientadas por: Luís Baeta CÂNTICOS E ORAÇÕES CÂNTICOS CRISTO VIVE EM MIM Cristo vive em mim, que

Leia mais

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos

Pessoais Do caso reto Oblíquo. Possessivos. Demonstrativos. Relativos. Indefinidos. Interrogativos Pessoais Do caso reto Oblíquo Possessivos Demonstrativos Relativos Indefinidos Interrogativos Os pronomes is indicam diretamente as s do discurso. Quem fala ou escreve, assume os pronomes eu ou nós, emprega

Leia mais