BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / /

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / /"

Transcrição

1 BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO Monitoramento e Atendimento a Fauna Atingida por Rejeito no Rio Doce Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos C.N.P.J / / / (27) / (27) Período: 25/01/2016 Em Baixo Guandu foi monitorada a margem sul do Rio Doce, entre o centro e a Usina de Mascarenhas e pela margem norte do Rio Doce, do Porto da Mauá até a Estrada da Pedra do Souza. Alguns moradores foram indagados sobre a possibilidade de terem visto animais com sintomas de intoxicação, mas nenhuma ocorrência foi relatada. Foram registrados alguns animais silvestres, dentre capivaras (Hydrochoerus hydrochaeris), anfíbios e o macaco-prego (Sapajus sp.), além de peixes mortos. A Equipe de ictiofauna foi informada. Em Colatina foi percorrida a margem sul do Rio Doce na região do Cais, Ponte Nova e da Ponte Velha. Na margem esquerda foi monitorada a região próxima à CEASA. Próximo ao Cais foram encontradas pegadas de Garça e de cão doméstico. Próximo à ponte nova foram encontrados um martim pescador e um lagarto (Tropidurus sp.). Na região da ponte nova foram encontradas pegadas e fezes de capivara (Hydrochaeris hydrochaeris), além de um peixe morto. Perto da CEASA foram encontrados um Pica-pau, um João-de-barro (Furnarius rufus) e pegadas de garça e cão doméstico. No município de Linhares foi monitorada a margem norte do Rio Doce entre a foz do Rio em Povoação até a fazenda das palmas. Foram avistados pegadas e fezes de Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris); Quero-quero (Vanellus chilensis); Polícia-inglesa (Sturnella superciliaris); Corujaburaqueira (Athene cunicularia); Garça (Espécie não-identificada); Urubu (Coragyps atratus); batuírade-coleira (Charadrius collaris); Garça-branca-pequena (Egretta thula) e Anu preto (Crotophaga ani). Em alguns locais não foi possível o acesso devido à inundação do rio. Foi percorrida a margem do rio no trecho da foz, trilha do farol, na ilha entre Povoação e Regência e foi feita uma varredura de barco com a empresa Ocean Pact na ilha entre as duas bocas do rio, em mais 7 ilhas rio acima e em 6 km de margem sul. O nível do rio baixou um pouco e foi possível chegar ao ponto do canal da Fibria, na Fazenda Maria Bonita e no Areal. Dois moradores foram abordados e ambos disseram não terem visto nenhum animal morto e nem debilitado depois da chegada da lama. Não foi encontrado nenhum animal debilitado e nem morto. A cheia do Rio Doce acabou mobilizando a água turva/lama para vários lagos e inundando uma imensa quantidade de áreas alagáveis que estavam muito secas. Deve-se ficar atento para possível mortandade de fauna nessas áreas, que serão monitoradas. O filhote de quati que estava sob cuidados na base veterinária em Linhares encerrou tratamento de suplementação vitamínica e foi encaminhado ao Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (CEREIAS), em Aracruz, ES. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 1 de 12

2 Figura 1: Presença de Sapajus sp., Estrada da Pedra do Souza P 01, em Baixo Guandu. Figura 2: Peixe encontrado morto, aparentemente um Cichla sp. (tucunaré), no Alagado, Baixo Guandu. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 2 de 12

3 Figura 3: Peixe encontrado morto, membro da ordem dos Siluriformes, no Alagado, Baixo Guandu. Figura 4: Peixe encontrado morto, aparentemente Pygocentrus sp., no Alagado, Baixo Guandu. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 3 de 12

4 Figura 5: Presença de um lagarto (Tropidurus sp.) próximo à ponte velha, Colatina. Figura 6: Pegada de Capivara, na margem sul, próximo à ponte nova, Colatina. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 4 de 12

5 Figura 7: Peixe morto e fezes de Capivara, na margem sul, próximo à ponte nova, Colatina. Figura 8: Pica-pau encontrado na margem norte, próximo à CEASA, Colatina. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 5 de 12

6 Figura 9: Garça-branca-grande (Ardea alba), Povoação. Figura 10: Pegadas de Capivara (Hydrochoerus hydrochaeris) por toda a foz do Rio Doce, Povoação. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 6 de 12

7 Figura 11: Sturnella superciliaris próximo a restinga na Foz do Rio Doce. Figura 12: Coruja-buraqueira (Athene cunicularia) na área de restinga. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 7 de 12

8 Figura 13: Garça sobrevoando o rio. Figura 14: Urubu (Coragyps atratus) sobre banco de areia. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 8 de 12

9 Figura 15: Batuíra-de-coleira (Charadrius collaris). Figura 16: Bem-te-vi (Pitangus sulphuratus). Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 9 de 12

10 Figura 17: Bando de asa-branca (Dendrocygna autumnalis); Figura 18: Anu Preto. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 10 de 12

11 Figura 19: Estrada de acesso ao ponto da Vila de Areal, Regência. Figura 20: Ponto do canal da Fibria. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 11 de 12

12 Figura 21: Entrevista com Sr. José de Jesus no ponto de Areal. Figura 22: Caminhada na ilha entre Povoação e Regência. Resposta a Fauna no Rio Doce IPRAM - Samarco Página 12 de 12

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / /

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / / BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO Monitoramento e Atendimento a Fauna Atingida por Rejeito no Rio Doce Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos C.N.P.J. 13.094.626/0001-56 / www.ipram-es.org.br

Leia mais

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / /

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J / / BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO Monitoramento e Atendimento a Fauna Atingida por Rejeito no Rio Doce Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos C.N.P.J. 13.094.626/0001-56 / www.ipram-es.org.br

Leia mais

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J. 13.094.626/0001-56 / www.ipram-es.org.br

BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO. C.N.P.J. 13.094.626/0001-56 / www.ipram-es.org.br BOLETIM DIÁRIO DE INFORMAÇÃO Monitoramento e Atendimento a Fauna Atingida por Rejeito no Rio Doce Instituto de Pesquisa e Reabilitação de Animais Marinhos C.N.P.J. 13.094.626/0001-56 / www.ipram-es.org.br

Leia mais

1) APRESENTAÇÃO 2) INDICADORES

1) APRESENTAÇÃO 2) INDICADORES 1) APRESENTAÇÃO BOLETIM SEMANAL INFORMATIVO Pág: 1 / 10 O presente boletim visa apresentar as informações relativas ao Monitoramento de Resgate de Fauna Silvestre Impactada pelo Rompimento a Barragem de

Leia mais

O tópico 2 de metodologia é repetido nos relatórios semanais, enquanto o tópico 3 de resultados é atualizado semanalmente.

O tópico 2 de metodologia é repetido nos relatórios semanais, enquanto o tópico 3 de resultados é atualizado semanalmente. BOLETIM SEMANAL INFORMATIVO Pág: 1 / 25 1. APRESENTAÇÃO O presente boletim visa apresentar as informações relativas ao Monitoramento de Resgate de Fauna Silvestre Impactada pelo Rompimento a Barragem de

Leia mais

CONSULTA - NOTIFICAÇÃO

CONSULTA - NOTIFICAÇÃO Número: 678307 Série: E Número Ordem: Data: 01/12/2015 Hora: 15:40 Dias para Apresentação: 5 dias. Vencimento da Notificação: 06/12/2015 Nome Operação: Unidade Ibama: Unidade/Convênio: RODOVIA ES 060 ANCHIETA-ES

Leia mais

ADmirAmOS O valor DA biodiversidade

ADmirAmOS O valor DA biodiversidade Admiramos o valor da biodiversidade Biodiversidade Conhecer para CONSERVAR. CONservar para Conhecer. Somos Fibria, uma empresa de base florestal. E para entender a floresta como um todo, buscamos entender

Leia mais

Boletim do Sistema de Alerta Hidrológico da. Bacia do rio Doce

Boletim do Sistema de Alerta Hidrológico da. Bacia do rio Doce Boletim do Sistema de Alerta Hidrológico da Belo Horizonte, 21 de Janeiro de 2016 às 10:00h. Bacia do rio Doce Boletim Extraordinário Na tabela abaixo seguem as previsões dos níveis dos rios monitorados

Leia mais

PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO DA FAUNA DA UHE SANTO ANTÔNIO

PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO DA FAUNA DA UHE SANTO ANTÔNIO PROGRAMA DE CONSERVAÇÃO DA FAUNA DA UHE SANTO ANTÔNIO SUBPROGRAMA DE MONITORAMENTO DA HERPETOFAUNA DE RIOS QUELÔNIOS AQUÁTICOS RESPONSÁVEIS TÉCNICOS Dr a. Daniely Félix-Silva OBJETIVOS Subprograma Avaliar

Leia mais

RELATÓRIO DIÁRIO DAS ATIVIDADES

RELATÓRIO DIÁRIO DAS ATIVIDADES RELATÓRIO DIÁRIO DAS ATIVIDADES Data: 18 de dezembro de 2015 O presente relatório visa apresentar as informações relativas a coleta das amostras de espécies da fauna aquática, conforme solicitado no anexo

Leia mais

ESCLARECIMENTOS. Água do rio Doce e do mar Redução da turbidez Bioacumulação de peixes Diálogo

ESCLARECIMENTOS. Água do rio Doce e do mar Redução da turbidez Bioacumulação de peixes Diálogo ESCLARECIMENTOS Água do rio Doce e do mar Redução da turbidez Bioacumulação de peixes Diálogo A Samarco está empenhada em esclarecer todas as dúvidas e questionamentos sobre a atuação da empresa na recuperação

Leia mais

SISTEMA DE ALERTA DE ENCHENTES NA BACIA DO RIO DOCE: 17 ANOS DE OPERAÇÃO

SISTEMA DE ALERTA DE ENCHENTES NA BACIA DO RIO DOCE: 17 ANOS DE OPERAÇÃO SISTEMA DE ALERTA DE ENCHENTES NA BACIA DO RIO DOCE: 17 ANOS DE OPERAÇÃO Elizabeth Guelman Davis 27 de maio de 2014 Sistema de Alerta de Enchentes na Bacia do Rio Doce Um sistema de alerta antecipado,

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR - POLÍCIA CIVIL - POLÍCIA MILITAR REDS ORIGEM DA COMUNICAÇÃO DADOS DA OCORRÊNCIA UF PAÍS BRASIL XXXX

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR - POLÍCIA CIVIL - POLÍCIA MILITAR REDS ORIGEM DA COMUNICAÇÃO DADOS DA OCORRÊNCIA UF PAÍS BRASIL XXXX CORPO DE BOMBEIROS MILITAR - POLÍCIA CIVIL - POLÍCIA MILITAR REDS 2015-02501617-001 RESPONSÁVEL PELO REGISTRO MUNICÍPIO GP MAMB/3 PEL PM MAT/8 CIA PM IND MAT RESPLENDOR DE ÀREA RESPONSÁVEL MILITAR: POLICIAL:

Leia mais

IMPACTOS ACIDENTE SAMARCO FATOS E SOLUCÕES. Leonardo Pereira Rezende

IMPACTOS ACIDENTE SAMARCO FATOS E SOLUCÕES. Leonardo Pereira Rezende IMPACTOS ACIDENTE SAMARCO FATOS E SOLUCÕES Leonardo Pereira Rezende leonardo@leonardorezende.com.br 1- Agradecer Comissão pelo convite em nome do Dep. Sarney Filho Reiterar confiança no parlamento e nas

Leia mais

ANEXO 1 Relatório sobre os impactos do vazamento de óleo diesel no rio Formoso

ANEXO 1 Relatório sobre os impactos do vazamento de óleo diesel no rio Formoso ANEXO 1 Relatório sobre os impactos do vazamento de óleo diesel no rio Formoso LEVANTAMENTO DA PERCEPÇÃO DOS MORADORES DA BACIA HIDROGRÁFICA SOBRE OS IMPACTOS CAUSADOS PELO VAZAMENTO DO ÓLEO DIESEL NO

Leia mais

INCIDENTE BARRAGEM DE FUNDÃO

INCIDENTE BARRAGEM DE FUNDÃO TÍTULO SOBRE ALGUM ASSUNTO SAMARCO MINERAÇÃO SA INCIDENTE BARRAGEM DE FUNDÃO 23/11/15 LOCAL DO INCIDENTE Barragem de Fundão Local do incidente Barragem de Santarém LOCAIS IMPACTADOS Área de maior impacto

Leia mais

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, Londrina, Nome: Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 20 MMXV Fase 2 Grupo E RIO DOCE?

Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, Londrina, Nome: Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 20 MMXV Fase 2 Grupo E RIO DOCE? Instituto de Educação Infantil e Juvenil Primavera, 2015. Londrina, Nome: de Ano: Tempo Início: Término: Total: Edição 20 MMXV Fase 2 Grupo E Revista Galileu, 13/11/15 RIO DOCE? É oficial: o Rio Doce está

Leia mais

Avifauna urbana dos balneários de Tramandaí e Imbé, litoral norte do Rio Grande do Sul

Avifauna urbana dos balneários de Tramandaí e Imbé, litoral norte do Rio Grande do Sul Capturas acidentais de vertebrados em estudos com pequenos mamíferos em SC Avifauna urbana dos balneários de Tramandaí e Imbé, litoral norte do Rio Grande do Sul Lisiane Acosta Ramos * Rafael Batista Daudt

Leia mais

AVIFAUNA ASSOCIADA AO ESTUÁRIO DO SACO DA FAZENDA, ITAJAÍ, SC. Joaquim Olinto Branco 1

AVIFAUNA ASSOCIADA AO ESTUÁRIO DO SACO DA FAZENDA, ITAJAÍ, SC. Joaquim Olinto Branco 1 AVIFAUNA ASSOCIADA AO ESTUÁRIO DO SACO DA FAZENDA, ITAJAÍ, SC. Joaquim Olinto Branco 1 ABSTRACT Bird fauna associated to the estuary of Saco da Fazenda, Itajaí, SC, Brazil. The estuary is an important

Leia mais

Rio Doce: passado, presente e futuro

Rio Doce: passado, presente e futuro Rio Doce: passado, presente e futuro Fábio Vieira Consultor Ambiental e professor colaborador no Programa de Pós Graduação em Zoologia, ICB, UFMG 02/47 03/47 04/47 05/47 06/47 Manchete da Revista Galileu

Leia mais

ATROPELAMENTO DE ANIMAIS SILVESTRES Setor de Meio Ambiente DÊ PASSAGEM PARA A VIDA

ATROPELAMENTO DE ANIMAIS SILVESTRES Setor de Meio Ambiente DÊ PASSAGEM PARA A VIDA DÊ PASSAGEM PARA A VIDA 1 As estradas e rodovias, apesar de serem muitos úteis e trazerem progresso para as cidades, ocasionam alguns problemas como poluição sonora e luminosa, fragmentação de habitats,

Leia mais

Sistema de Alerta da Bacia do rio Doce

Sistema de Alerta da Bacia do rio Doce Sistema de Alerta da Bacia do rio Doce Belo Horizonte, 26 de novembro de 2015 às 19:30 h. Previsão da turbidez A CPRM está utilizando um modelo simplificado para a previsão de Turbidez na calha do rio

Leia mais

Lista das 75 Espécies Observadas em Barra do Ribeiro, RS. 17 de agosto de 2014.

Lista das 75 Espécies Observadas em Barra do Ribeiro, RS. 17 de agosto de 2014. Lista das 75 Espécies Observadas em Barra do Ribeiro, RS. 17 de agosto de 2014. Comentários específicos sobre algumas espécies. Elaboração: Kleber Pinto Antunes de Oliveira. Família Nome em Português Tinamidae

Leia mais

Elaboração de um Guia de identificação de Aves Urbanas no âmbito da Agenda 21 Escolar do Colégio Termomecanica CEFSA São Bernardo do Campo

Elaboração de um Guia de identificação de Aves Urbanas no âmbito da Agenda 21 Escolar do Colégio Termomecanica CEFSA São Bernardo do Campo Elaboração de um Guia de identificação de Aves Urbanas no âmbito da Agenda 21 Escolar do Colégio Termomecanica CEFSA São Bernardo do Campo Prof. Andrés Calonge Méndez Biólogo pela UNESP SJRP; mestre e

Leia mais

Panorama da Geração de Energia Elétrica no Espírito Santo SÁVIO DA RÓS

Panorama da Geração de Energia Elétrica no Espírito Santo SÁVIO DA RÓS Panorama da Geração de Energia Elétrica no Espírito Santo SÁVIO DA RÓS 18 de Agosto de 2010 CT07 -Diversificação Econômica Coordenador: Fausto Costa Sub-Coordenador: Nelson Flávio GT 7.1 - Projeto Fontes

Leia mais

Definição de Remanso. ANEXO 3 - Apresentação utilizada na reunião com lideranças de Jacy-Paraná

Definição de Remanso. ANEXO 3 - Apresentação utilizada na reunião com lideranças de Jacy-Paraná ANEXO 3 - Apresentação utilizada na reunião com lideranças de Jacy-Paraná DOCUMENTO CONFIDENCIAL Proibida a reprodução Esclarecimentos às lideranças comunitárias de Jaci-Paraná sobre o alteamento do reservatório

Leia mais

Guia de Símbolos. Trilhas Costa Esmeralda

Guia de Símbolos. Trilhas Costa Esmeralda Trilhas Costa Esmeralda 01 -Trilha da Sepultura 02 - Trilha do Morro do Macaco 03 - Trilha da Praia de 4 Ilhas 04 - Trilha da Praia de Retiro dos Padres 05 - Trilha da Praia da Tainha 06 - Trilha da Costeira

Leia mais

Prefeitura Municipal de Resende Agência do Meio Ambiente do Município de Resende

Prefeitura Municipal de Resende Agência do Meio Ambiente do Município de Resende Clean Up The World 2013 Ano Internacional da Conservação da Água (International Year of Water s Conservation), esse foi o tema da ONU/UNEP, para o Clean Up The World 2013. Pelo décimo primeiro ano consecutivo,

Leia mais

Comissão do Controle do Perigo Aviário no Brasil CCPAB CNPAA

Comissão do Controle do Perigo Aviário no Brasil CCPAB CNPAA Comissão do Controle do Perigo Aviário no Brasil CCPAB CNPAA Quarto Seminário Internacional de Perigo Aviário e Fauna Brasília 24 / 28 NOV 08 Histórico da Evolução do Controle do Perigo Aviário no Brasil

Leia mais

ESPÉCIES DA FAUNA URBANA DE MARABÁ E PARAUAPEBAS: CONHECER PARA PRESERVAR

ESPÉCIES DA FAUNA URBANA DE MARABÁ E PARAUAPEBAS: CONHECER PARA PRESERVAR ESPÉCIES DA FAUNA URBANA DE MARABÁ E PARAUAPEBAS: CONHECER PARA PRESERVAR 1 André Santos de Souza Resumo O crescimento acelerado das cidades fez com que a fauna silvestre migrasse das áreas de floresta

Leia mais

praias Paisagens diversas para gostos distintos

praias Paisagens diversas para gostos distintos praias de Lagos Paisagens diversas para gostos distintos A zona de Lagos é uma das mais diversificadas do Algarve, ao mesclar as características rochosas e as longas praias arenosas abrigadas na baía.

Leia mais

Gestão Financeira. São Mateus. Dia: Horário: Palestra Encontro 1: 12/03/2013 09/04/2013 10/04/2013 11/04/2013. 12/04/2013 15/4 a 07/05/2013

Gestão Financeira. São Mateus. Dia: Horário: Palestra Encontro 1: 12/03/2013 09/04/2013 10/04/2013 11/04/2013. 12/04/2013 15/4 a 07/05/2013 São Mateus Palestra 12/03/2013 09/04/2013 10/04/2013 11/04/2013 12/04/2013 15/4 a 07/05/2013 08/05/2013 09/05/2013 10/05/2013 11/05 a 10/06/2013 11/06/2013 12/06/2013 13/06/2013 14/06 a 08/07/2013 09/07/2013

Leia mais

O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais

O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais O Caminho das Águas - Lagoas e Mares do Sul e Costa dos Corais 04 dias e 03 noites no litoral de Alagoas 1º dia Maceió / Barra de São Miguel É fácil gostar de Maceió. Lazer, cultura, gastronomia, turismo,

Leia mais

Floresta Amazônica Peixe boi Seringueira Zona de cocais Araracanga Caatinga

Floresta Amazônica Peixe boi Seringueira Zona de cocais Araracanga Caatinga Floresta Amazônica: estende-se além do território nacional, com chuvas frequentes e abundantes. Apresenta flora exuberante, com espécies como a seringueira, o guaraná, a vitória-régia, e é habitada por

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS ORNITOLÓGICOS

CENTRO DE ESTUDOS ORNITOLÓGICOS CENTRO DE ESTUDOS ORNITOLÓGICOS Caixa Postal 64532 CEP 05402 São Paulo, SP www.ceo.org.br Sobre a questão da vegetação herbácea e arbustiva nas bordas do lago do Parque Aclimação. O Centro de Estudos Ornitológicos,

Leia mais

A TRAGÉDIA DO RIO DOCE A LAMA, O POVO E A ÁGUA

A TRAGÉDIA DO RIO DOCE A LAMA, O POVO E A ÁGUA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS UFMG UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA UFJF A TRAGÉDIA DO RIO DOCE A LAMA, O POVO E A ÁGUA Relatório de campo e interpretações preliminares sobre as consequências

Leia mais

Endereço da sede da unidade Estrada do Parque Nacional, km 8,5 Municipio Itatiaia - RJ Telefo(24) /7001 Endereço Eletrônico da unidade

Endereço da sede da unidade Estrada do Parque Nacional, km 8,5 Municipio Itatiaia - RJ Telefo(24) /7001 Endereço Eletrônico da unidade Ficha Resumo de Unidade de Conservação/Área Protegida Informações Básicas Nome da Unidade/Área Protegida Parque Nacional do Itatiaia Estado Municipio (s) RJ e MG Itatiaia e Resende (RJ), Itamonte e Bocaina

Leia mais

PROCESSO nº ( ) AÇÃO CIVIL PÚBLICA AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REU: SAMARCO MINERACAO S/A

PROCESSO nº ( ) AÇÃO CIVIL PÚBLICA AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REU: SAMARCO MINERACAO S/A J E S R O R B PODER JUDICIÁRIO PROCESSO nº. 0133761-45.2015.4.02.5001 (2015.50.01.133761-7) AÇÃO CIVIL PÚBLICA AUTOR: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL REU: SAMARCO MINERACAO S/A Fls 467 DECISÃO Às folhas 376/464,

Leia mais

Avaliação e monitoramento do rebanho de capivaras de vida livre no campus do IFMG Bambuí

Avaliação e monitoramento do rebanho de capivaras de vida livre no campus do IFMG Bambuí Avaliação e monitoramento do rebanho de capivaras de vida livre no campus do IFMG Bambuí Dirlei Ribeiro de SOUZA¹; André Luiz da Costa PAIVA²; Marcelo José de PAULA³. 1 Estudante de Zootecnia. Instituto

Leia mais

UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes

UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes UHE Santo Antônio Programa de Conservação da Ictiofauna Subprograma de Monitoramento do Sistema de Transposição de Peixes Proposta apresentada à Santo Antônio Energia Belo Horizonte Junho de 2011 1 Apresentação

Leia mais

Seminário - Grandes Construções NOVEMBRO 2011

Seminário - Grandes Construções NOVEMBRO 2011 Seminário - Grandes Construções NOVEMBRO 2011 Potencial Hidrelétrico da Amazônia Amazônia: nova fronteira energética do País Equilíbrio entre aspectos ambientais e a geração 70% do potencial hidrelétrico

Leia mais

Amazônia Legal com Alter do Chão e Marajó

Amazônia Legal com Alter do Chão e Marajó Viva a Vida Viagens - www.vivaavidaviagens.com.br (41) 3010-2010 3262-2001 9117-8690 Amazônia Legal com Alter do Chão e Marajó Saída: 30/08/2017 - Quarta-feira Retorno: 09/09/2017 - Sábado Duração da Viagem:

Leia mais

FORD C-MAX + FORD GRAND C-MAX CMAX_Main_Cover_2014_V3.indd 1-3 23/08/2013 10:01:48

FORD C-MAX + FORD GRAND C-MAX CMAX_Main_Cover_2014_V3.indd 1-3 23/08/2013 10:01:48 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 12,999,976 km 9,136,765 km 1,276,765 km 499,892 km 245,066 km 112,907 km 36,765 km 24,159 km 7899 km 2408 km 76 km 12 14 16 9 10 1 8 12 7 3 1 6 2 5 4 3 11 18 20 21 22 23 24 26 28 30

Leia mais

Diversão & Aventura. A diversão é parte daquilo que somos e do que proporcionamos. Nossa prática é divertida por natureza. Para todas as idades.

Diversão & Aventura. A diversão é parte daquilo que somos e do que proporcionamos. Nossa prática é divertida por natureza. Para todas as idades. Pipa Aventura O Pipa Aventura é uma empresa especializada em turismo de aventura com o objetivo de criar experiências na natureza para jovens de espírito de todas as idades. Nosso desafio é tornar o desejo

Leia mais

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 4A AULA 11. Profº André Tomasini

TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 4A AULA 11. Profº André Tomasini TERCEIRÃO GEOGRAFIA FRENTE 4A AULA 11 Profº André Tomasini ÁGUAS CONTINENTAIS Os oceanos e mares cobrem 2/3 da superfície do planeta. Águas Oceânicas : Abrange oceanos e mares. Águas Continentais: Rios,

Leia mais

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TERRAS DO CARIBE VALINHOS/SP JANEIRO DE 2010

CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TERRAS DO CARIBE VALINHOS/SP JANEIRO DE 2010 LAUDO TÉCNICO AMBIENTAL CONDOMÍNIO RESIDENCIAL TERRAS DO CARIBE VALINHOS/SP JANEIRO DE 2010 1 DADOS DO CLIENTE Razão Social: Condomínio Residencial Terras do Caribe CNPJ: 03.004.937/0001-23 Inscrição Estadual:

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PORTO VELHO GABINETE DO PREFEITO Anexo A Minuta de acompanhamento Parcial do Protocolo de Intenções PROGRAMA PBA JIRAU LOCALIDADE VALOR (R$) Status I PROGRAMA DE COMPENSAÇÃO SOCIAL 16.300.000,00 1) Subprograma de Apoio ao Município 10.300.000,00

Leia mais

Destaque: Comitê Internacional do Mico-leão

Destaque: Comitê Internacional do Mico-leão INFORMATIVO OFICIAL DA FUNDAÇÃO HERMANN WEEGE ZOOLÓGICO POMERODE ANO 2 7ª EDIÇÃO: JUL/AGO/SET 2015 Destaque: Comitê Internacional do Mico-leão O mico-leão-dourado (Leontopithecus rosalia) todo mundo sabe

Leia mais

Passeios Ria Formosa. Tel: & Ricardo Badalo

Passeios Ria Formosa.  Tel: & Ricardo Badalo Passeios Ria Formosa www.passeios-ria-formosa.com passeios.ria.formosa@gmail.com Tel: 962156922 & 965634121 Ricardo Badalo Ficha técnica 1 Base técnica: Licenciados em turismo da natureza pretendemos fazer

Leia mais

Alter do Chão e Tapajós 6 dias

Alter do Chão e Tapajós 6 dias Passeio pelo igarapé de Jamaraquá: águas frescas e cristalinas. Alter do Chão localiza-se na margem direita do rio Tapajós, a 32 km de Santarém, no Pará. Apelidada pelos nativos de "Caribe brasileiro",

Leia mais

3.2.5 PARATIBE. Municípios: Paulista e Olinda (parte).

3.2.5 PARATIBE. Municípios: Paulista e Olinda (parte). 34 3.2.5 PARATIBE Municípios: Paulista e Olinda (parte). Constituintes principais: Recebe como principais afluentes, pela margem esquerda, o Rio Mumbeca e o do Boi e, pela margem direita, o Cova da Onça,

Leia mais

HIDROGRAFIA (estudo das águas)

HIDROGRAFIA (estudo das águas) HIDROGRAFIA (estudo das águas) Consumo Real e Virtual 1 CONSUMO DE ÁGUA MUNDIAL CONSUMO DE ÁGUA MUNDIAL - comparativo CONSUMO DE ÁGUA BRASILEIRO 2 Ciclo da Água CONCEITOS e TERMINOLOGIAS 3 CONCEITOS e

Leia mais

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras);

É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); É a superfície coberta por água o que corresponde a 70% da mesma; Encontrada em: - Oceanos; - Mares; - Águas continentais (rios, lagos e geleiras); - 97,5% é água salgada - 2,5% apenas é água doce Distribuição:

Leia mais

FLASH "Sistema de Previsão e Prevenção aos Riscos de Inundação e Escorregamentos"

FLASH Sistema de Previsão e Prevenção aos Riscos de Inundação e Escorregamentos Inundação e Escorregamentos" O Rio de Janeiro é um dos estados com maior número de desastres naturais no Brasil, principalmente inundação e escorregamento. Nos anos de 2007 a 2011 ocorreram grandes desastres:

Leia mais

duração: duas horas e meia

duração: duas horas e meia Atividades Caminhada para Caraíva duração: duas horas e meia Caraíva fica a 9 quilômetros de distância da Pousada, pela praia. São aproximadamente duas horas e meia de caminhada andando na areia, entre

Leia mais

Atrativos e Eventos Turísticos: praias de Itaúnas e do Riacho Doce, dunas, festas folclóricas, patrimônio ambiental e educação ambiental.

Atrativos e Eventos Turísticos: praias de Itaúnas e do Riacho Doce, dunas, festas folclóricas, patrimônio ambiental e educação ambiental. 2.8. ATRAÇÕES E PRODUTOS TURÍSTICOS O levantamento de atrações e produtos turísticos da Área de Planejamento representa os alicerces do processo de planejamento turístico que deverá ser desenvolvido para

Leia mais

Mapeamento Costeiro. Métodos e técnicas para configurar espacialmente feições costeiras para interpretações geológicas e geomorfológicas

Mapeamento Costeiro. Métodos e técnicas para configurar espacialmente feições costeiras para interpretações geológicas e geomorfológicas Mapeamento Costeiro Métodos e técnicas para configurar espacialmente feições costeiras para interpretações geológicas e geomorfológicas Gilberto Pessanha Ribeiro 1,2 1 Universidade do Estado do Rio de

Leia mais

b) alteração na qualidade da água dos rios impactados com lama de rejeitos de minério; c) suspensão no abastecimento público decorrente do evento

b) alteração na qualidade da água dos rios impactados com lama de rejeitos de minério; c) suspensão no abastecimento público decorrente do evento TERMO DE REFERÊNCIA 3 ELABORAÇÃO, IMPLEMENTAÇÃO, MONITORIA E AVALIAÇÃO DO PLANO DE AÇÃO NACIONAL PARA CONSERVAÇÃO E RECUPERAÇÃO DO AMBIENTE E DA BIOTA AQUÁTICA DA BACIA DO RIO DOCE - PAN RIO DOCE 1 - CONTEXTO

Leia mais

Entre o Rio de janeiro e Angra dos Reis existe um lugar único. Um lugar para esquecer das horas, dos compromissos, s, noticiários... Enfim.

Entre o Rio de janeiro e Angra dos Reis existe um lugar único. Um lugar para esquecer das horas, dos compromissos,  s, noticiários... Enfim. Entre o Rio de janeiro e Angra dos Reis existe um lugar único. Um lugar para esquecer das horas, dos compromissos, e-mails, noticiários... Enfim. Aproveitar de fato o privilégio que é viver. Localização

Leia mais

REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO DE MANEJO DE FAUNA SILVESTRE NO LICENCIAMENTO AMBIENTAL

REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO DE MANEJO DE FAUNA SILVESTRE NO LICENCIAMENTO AMBIENTAL REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO DE MANEJO DE FAUNA SILVESTRE NO LICENCIAMENTO AMBIENTAL 01 - TIPO DE ESTUDO ( ) Levantamento de Fauna Silvestre ( ) Monitoramento de Fauna ( ) RENOVAÇÃO ( ) Resgate de Fauna

Leia mais

A QUESTÃO DA ÁGUA NO NORDESTE Meio Ambiente e Qualidade da Água

A QUESTÃO DA ÁGUA NO NORDESTE Meio Ambiente e Qualidade da Água A QUESTÃO DA ÁGUA NO NORDESTE Meio Ambiente e Qualidade da Água O caso do Rio São Francisco. Como a degradação ambiental afeta a quantidade e a qualidade da água na bacia. Como os problemas ambientais

Leia mais

Oscilação Marinha. Regressão diminuição do nível do mar (Glaciação) Transgressão aumento do nível do mar (Inundação)

Oscilação Marinha. Regressão diminuição do nível do mar (Glaciação) Transgressão aumento do nível do mar (Inundação) Oscilação Marinha Regressão diminuição do nível do mar (Glaciação) Transgressão aumento do nível do mar (Inundação) Devido a variação do nível do mar a região costeira sofre alterações profundas em sua

Leia mais

Passeio de Quadriciclo à Cachoeira Cristal

Passeio de Quadriciclo à Cachoeira Cristal Passeio de Quadriciclo à Cachoeira Cristal Brotas/SP Emoção off road na cidade da aventura. Definição O quadriciclo é o deslocamento em um pequeno veículo motorizado de quatro rodas adaptado para terreno

Leia mais

Serviço Geológico do Brasil CPRM

Serviço Geológico do Brasil CPRM Serviço Geológico do Brasil CPRM Sistema de Alerta de Cheias na Bacia do Rio Doce Elizabeth Guelman Davis Pesquisadora em Geociências 30/10/2013 Missão "Gerar e difundir o conhecimento geológico e hidrológico

Leia mais

www.institutocarijos.org.br Leonildo Lepre Filho nidolepre@gmail.com Eduardo Paulo Pires Pereira dudu_p3@hotmail.com

www.institutocarijos.org.br Leonildo Lepre Filho nidolepre@gmail.com Eduardo Paulo Pires Pereira dudu_p3@hotmail.com www.institutocarijos.org.br Leonildo Lepre Filho nidolepre@gmail.com Eduardo Paulo Pires Pereira dudu_p3@hotmail.com O Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC) foi instituído, no

Leia mais

Biodiversidade em Minas Gerais

Biodiversidade em Minas Gerais Biodiversidade em Minas Gerais SEGUNDA EDIÇÃO ORGANIZADORES Gláucia Moreira Drummond Cássio Soares Martins Angelo Barbosa Monteiro Machado Fabiane Almeida Sebaio Yasmine Antonini Fundação Biodiversitas

Leia mais

habitus Free-way RESTINGA: VELHA RESTINGA, RESTINGA VELHA 4 Decreto n. 3.416, de novembro de 1966, desapropriava terras de Ester Silveira na então estrada da Restinga. vietcong A revolução urbana O direito

Leia mais

Programa de Governo do Partido Socialista Brasileiro para Domingos Martins. Eleições 2012

Programa de Governo do Partido Socialista Brasileiro para Domingos Martins. Eleições 2012 Programa de Governo do Partido Socialista Brasileiro para Domingos Martins Eleições 2012 Para Domingos Martins continuar a crescer Aspectos Geográficos A sede do município, a 542 metros de altitude, está

Leia mais

RESUMO DOS ATENDIMENTOS EFETUADOS PELA GUARDA MUNICIPAL AMBIENTAL BOLETINS DE ATENDIMENTO. MÊSES = MARÇO, ABRIL, MAIO e JUNHO/2011

RESUMO DOS ATENDIMENTOS EFETUADOS PELA GUARDA MUNICIPAL AMBIENTAL BOLETINS DE ATENDIMENTO. MÊSES = MARÇO, ABRIL, MAIO e JUNHO/2011 RESUMO DOS ATENDIMENTOS EFETUADOS PELA GUARDA MUNICIPAL AMBIENTAL BOLETINS DE ATENDIMENTO MÊSES = MARÇO, ABRIL, MAIO e JUNHO/2011 Março/2011: - 63 boletins de atendimentos (nº. 135/11 à nº. 196/11) Animal

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Uldurico Pinto ) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Uldurico Pinto ) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Uldurico Pinto ) Indica ao Poder Executivo, a criação de curso de Oceanografia da Universidade Federal da Bahia na cidade de Caravelas, tendo em vista o ecossistema de Abrolhos e diversos

Leia mais

TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG

TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG TÍTULO: INFLUÊNCIA DA PCH LUIZ DIAS SOBRE A COMPOSIÇÃO DA ICTIOFAUNA NO RIO LOURENÇO VELHO, MG CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS INSTITUIÇÃO: CENTRO

Leia mais

animais microscópicos.

animais microscópicos. Regina Coeli Vieira Machado Servidora da Fundação Joaquim Nabuco pesquisaescolar@fundaj.gov.br A definição de mangue pode ser dada a partir de uma paisagem vista como um mar de lama, onde floresce um tipo

Leia mais

1. Descrição da Cidade

1. Descrição da Cidade 1. Descrição da Cidade 2. Top Atrações da Cidade 2.1 - Atração Centro de Turismo de Aracajú 2.2 - Atração Rio Sergipe 2.3 - Atração Ponte do Imperador 2.4 - Atração Centro de Arte e Cultura de Sergipe

Leia mais

OBJETIVO: MATERIAIS E MÉTODOS:

OBJETIVO: MATERIAIS E MÉTODOS: OBJETIVO: O Programa de Monitoramento dos Macroinvertebrados Bentônicos realizado no âmbito do contrato de prestação de serviço nº 652/2014 no canal de acesso ao Porto do Rio Grande, bacia de evolução

Leia mais

CARDÁPIO TURÍSTICO SÃO MIGUEL

CARDÁPIO TURÍSTICO SÃO MIGUEL CARDÁPIO TURÍSTICO SÃO MIGUEL www.facebook.com/redecaicara Página 1 Bem vindo à comunidade de!!! A Comunidade Marítima de está localizada na Baía de Paranaguá e é também conhecida como Saco da Tambarutaca,

Leia mais

REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO

REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO ANTENCEDENTES Fortes chuvas ocorrida em janeiro de 2011 na Região Serrana atingiu diretamente os municípios de: Areal 11.402 hab. Bom Jardim 25.398 hab. Nova Friburgo 182.082

Leia mais

Local provisório da EMEF Santo Antônio 1, durante o período de reformas - Vila de Santo Antônio

Local provisório da EMEF Santo Antônio 1, durante o período de reformas - Vila de Santo Antônio I. MEMÓRIA DE REUNIÃO DATA / HORÁRIO 01/09/2009 18h LOCAL PAUTA Local provisório da EMEF Santo Antônio 1, durante o período de reformas - Vila de Santo Antônio Desmonte de Rochas voltado para representantes

Leia mais

RELATÓRIO DE LEVANTAMENTOS DE CAMPO RESERVA DE JACARENEMA BARRA DO JUCU VILA VELHA

RELATÓRIO DE LEVANTAMENTOS DE CAMPO RESERVA DE JACARENEMA BARRA DO JUCU VILA VELHA RELATÓRIO DE LEVANTAMENTOS DE CAMPO RESERVA DE JACARENEMA BARRA DO JUCU VILA VELHA Março de 2002 SUMÁRIO 1 OBJETIVO...1 2 ESCOPO DO ESTUDO...1 3 METODOLOGIA...2 3.1 Medição de nível d água...2 3.2 Medição

Leia mais

Previsão de vazões na bacia do rio Doce. Eber José de Andrade Pinto 21 de setembro de 2007

Previsão de vazões na bacia do rio Doce. Eber José de Andrade Pinto 21 de setembro de 2007 Previsão de vazões na bacia do rio Doce Eber José de Andrade Pinto 21 de setembro de 2007 Caracterização da Região Localização - Região Sudeste Área de drenagem 83.400km² - (86% em MG e 14% no ES) Municípios

Leia mais

CAPTURANDO VIDA: CONHECENDO, DIVULGANDO E PRESERVANDO A FAUNA DO CAMPUS PELOTAS VISCONDE DA GRAÇA (CAVG)

CAPTURANDO VIDA: CONHECENDO, DIVULGANDO E PRESERVANDO A FAUNA DO CAMPUS PELOTAS VISCONDE DA GRAÇA (CAVG) CAPTURANDO VIDA: CONHECENDO, DIVULGANDO E PRESERVANDO A FAUNA DO CAMPUS PELOTAS VISCONDE DA GRAÇA (CAVG) Área Temática: Meio Ambiente Tângela Denise Perleberg¹ (Coordenador da Ação de Extensão) Tângela

Leia mais

RELAÇÃO CANDIDATO POR VAGA POR VAGAS DE AÇÃO AFIRMATIVA

RELAÇÃO CANDIDATO POR VAGA POR VAGAS DE AÇÃO AFIRMATIVA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO REITORIA Avenida Rio Branco, 50 Santa Lúcia 29056-255 Vitória ES 27 3357-7500 AÇÃO RELAÇÃO S DE AÇÃO CAMPUS DE ALEGRE AA1 OE 301 AGROPECUÁRIA

Leia mais

Procedimentos e Aspectos Licenciamento Ambiental das Atividades E&P no ES

Procedimentos e Aspectos Licenciamento Ambiental das Atividades E&P no ES Paulo César Hartung Gomes Governador do Estado Maria da Glória Brito Abaurre Secretária da SEAMA Diretora Presidente do IEMA João Lages Neto Gerência de Controle Ambiental Procedimentos e Aspectos Licenciamento

Leia mais

TRILHAS. Projeto Trilhas Interpretativas

TRILHAS. Projeto Trilhas Interpretativas TRILHAS Projeto Trilhas Interpretativas O Projeto Trilhas Interpretativas, desenvolvido desde 1996 com uma proposta de educação ambiental informal, realiza atividades de bem estar em áreas naturais. A

Leia mais

Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó

Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó Relatório Parcial sobre os primeiros trabalhos de campo realizado no Parque Nacional do Caparaó Organização: Luisa Maria Sarmento Soares e Ronaldo Fernando Martins Pinheiro Museu de Biologia Prof. Mello

Leia mais

HIDROGRAFIA (estudo das águas)

HIDROGRAFIA (estudo das águas) HIDROGRAFIA (estudo das águas) CONSUMO DE ÁGUA MUNDIAL CONSUMO DE ÁGUA MUNDIAL - comparativo CONSUMO DE ÁGUA BRASILEIRO Fase rápida Fase longa 2 Alto Médio Curso Curso Interflúvios Baixo Curso Interflúvios

Leia mais

REDE UFES RIO DOCE. Impactos socioambientais no Espírito Santo da ruptura da barragem de rejeitos da Samarco

REDE UFES RIO DOCE. Impactos socioambientais no Espírito Santo da ruptura da barragem de rejeitos da Samarco REDE UFES RIO DOCE Impactos socioambientais no Espírito Santo da ruptura da barragem de rejeitos da Samarco Relatório Novembro / Dezembro 2015 Sem-Terra, Sem-Água e Sem-Peixe Impactos socioambientais no

Leia mais

Emergências Rio de Janeiro e Minas Gerais - Chuvas 2010/2011

Emergências Rio de Janeiro e Minas Gerais - Chuvas 2010/2011 1 Emergências Rio de Janeiro e Minas Gerais - Chuvas 2010/2011 SR Rodovia Localidade Dano causado Providências Trânsito Situação BR-393 Volta Redonda e Barra Mansa extensão de 9 km BR-495 Petrópolis Teresópolis

Leia mais

Aliás, as baleias e golfinhos não são peixes também. Pode não parecer, mas são bastante confundidos como peixes.

Aliás, as baleias e golfinhos não são peixes também. Pode não parecer, mas são bastante confundidos como peixes. Palavra Peixe A palavra Peixe é uma questão que causa confusão para muitas pessoas, diversos animais são chamados de peixes de forma errônea. Além dos peixes que realmente merecem esse título, outros animais

Leia mais

Entre as coisas que ele gosta de comer estão os frutos amarelos do Butiá, uma palmeira protegida pela legislação ambiental brasileira.

Entre as coisas que ele gosta de comer estão os frutos amarelos do Butiá, uma palmeira protegida pela legislação ambiental brasileira. Caro leitor, Nas páginas seguintes você irá conhecer o Mão-Pelada, um mamífero de cauda longa e pelos pretos ao redor dos olhos, que lembram a máscara do Zorro. São chamados popularmente dessa forma por

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS

DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS DISTRIBUIÇÃO DO ICTIOPLÂNCTON NO MÉDIO RIO URUGUAI: INFLUÊNCIA DE VARIÁVEIS REGIONAIS E LOCAIS ÍSIS TAMARA DE VLIEGER 1,2, DAVID AUGUSTO REYNALTE TATAJE 1,2 1 Universidade Federal da Fronteira Sul, campus

Leia mais

PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS

PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS Instituto de Educação infantil e juvenil Outono, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Tempo: Início Término: Total: Edição III MMXII fase 3 Grupo A PRAÇAS, FUNDOS DE VALES E MATAS URBANAS 1) Pois bem, o lençol

Leia mais

Tipos de Ecossistemas Aquáticos

Tipos de Ecossistemas Aquáticos UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS INTERDISCIPLINA FENÔMENOS DA NATUREZA II Tipos de Ecossistemas Aquáticos Dr. Cleber Palma Silva Dra. Edélti Faria Albertoni Lab. Limnologia Para

Leia mais

Protocolo para levantamentos de Primatas em módulos RAPELD do PPBio

Protocolo para levantamentos de Primatas em módulos RAPELD do PPBio Eu Roteiro para Levantamentos e Monitoramento de Primatas em grades e módulos RAPELD do PPBio. Texto: Fabio Rohe (WCS), Adriane Morais e William Magnusson (INPA, Coordenação de Pesquisas em Biodiversidade).

Leia mais

Lama, lágrimas e morte: a jornada de fotógrafo no rio Doce Thiago Guimarães BBC Brasil em Londres 26 novembro 2015

Lama, lágrimas e morte: a jornada de fotógrafo no rio Doce Thiago Guimarães BBC Brasil em Londres 26 novembro 2015 CONCURSO DE BOLSAS 2017 PORTUGUÊS - 6º ANO DO FUNDAMENTAL Prova 01 Nome do (a) aluno (a) Impacto ambiental é uma mudança no meio ambiente que é causada graças à atividade do ser humano. Esse impacto pode

Leia mais

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas

4. Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas (Mini-Seminário por Bioma) Objetivo das Reuniões Técnicas. Definição dos objetos conservação. Definição de metas de importância relativa de cada objeto. Definição das principais fontes de dados/informações

Leia mais

Estudo de Viabilidade de Transporte Aquaviário no Canal de Marapendi

Estudo de Viabilidade de Transporte Aquaviário no Canal de Marapendi Estudo de Viabilidade de Transporte Aquaviário no Canal de Marapendi CIV1730 Estágio de Campo 2 2013.1 Professor José Araruna - Rodrigo Gaudie-Ley - Phillipe Senez - Victor Costa - Denise Torres - Ana

Leia mais