As Ondas Eletromagnéticas

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As Ondas Eletromagnéticas"

Transcrição

1 As Ondas Eletromagnéticas do Rádio Revelações e Revoluções A História da Eletricidade PROFESSORES Otto H. M. da Silva Física Rafael Farret História

2 Sinopse do Programa O terceiro episódio da série A História da Eletricidade mostra como as pesquisas sobre eletromagnetismo durante o século XIX avançaram sobre os fenômenos elétricos e acabaram transformando completamente a forma como os seres humanos se comunicam. Em cerca de cem anos a humanidade saiu das correspondências entregues em mãos e alcançou a comunicação praticamente instantânea, com qualquer lugar do mundo. Os professores de História e Física que participam do programa Sala de Professor trabalham as relações entre a evolução dos veículos de comunicação e os processos de transformação da sociedade brasileira do início do século XX. Apresentação O documentário discorre sobre a descoberta do efeito invisível da eletricidade a partir das teorias físicas e equações matemáticas, destacando a revolução dos dispositivos de comunicação pela criação do rádio. A exibição do vídeo é uma excelente oportunidade para os docentes de Física e História desenvolverem seus conteúdos em parceria. Em Física, podem ser abordados temas como: campo de forças, ondas eletromagnéticas, transistor, natureza da eletricidade, supercondutores, entre outros. Em História, poderão ser trabalhados conteúdos que abordam as mudanças sociais e culturais no início e durante a Revolução Industrial.

3 Um olhar para o documentário a partir da física Ao realizar esta proposta, passaremos a conhecer o funcionamento do rádio, com os respectivos elementos de sua constituição, e as faixas de frequências das ondas eletromagnéticas utilizadas para a transmissão de informações. Os conceitos que podem ser trabalhados pelo professor a partir da exibição do documentário compreendem: ondas eletromagnéticas, propagação de ondas e dispositivos como antena, sintonizador, detector e amplificador. A proposta consiste na descrição das ondas de rádio e seu funcionamento, com rápida inserção de uma atividade experimental simples. Finalmente, será proposta uma atividade experimental para a detecção de ondas eletromagnéticas emitidas por um controle remoto rudimentar. Ao realizar esta proposta, passaremos a conhecer o funcionamento do rádio com os respectivos elementos de sua constituição e as faixas de frequências das ondas eletromagnéticas, utilizadas para transmitirem informações. A proposta consiste em uma descrição das ondas de rádio e do seu funcionamento, com rápida inserção de uma atividade experimental simples. Finalmente, será proposta uma atividade experimental para a detecção de ondas eletromagnéticas emitidas por celulares, quando os mesmos são acionados por meio de uma chamada de celular. Com esta proposta, espera-se que os alunos compreendam a forma de como as informações são transmitidas através das ondas de rádio e o processo de geração e recepção das mesmas. Inicialmente, passaremos a conhecer as radiofrequências que correspondem às frequências das ondas de rádio compreendidas, aproximadamente, entre 3 khz e 300 GHz. A frequência corresponde ao valor modulado em que o rádio deverá estar sintonizado; assim, se estivermos ouvindo a 93,5 FM Rádio Rock, é porque o rádio foi sintonizado nesta frequência. No entanto, essas frequências são divididas em faixas para atender a outros meios de comunicação, como os mostrados na figura a seguir. Sinal de Navegação Marítima Navegação aids (e.g loran-c) Rádio AM Rádio Marítimo Ondas de Rádio Curtas Televisão VHF Rádio FM Navegação aids Televisão UHF Telefone Celular Posição Global de sistema Comunicação via satélite, Sistema Microondas Radioastronomia Sistema de Aterragem VLF LF HF HF vhf uhf shf ehf 100km 10km 1km Aumento do comprimento de onda 100m 10m 1m 10cm 1cm 1mm 3Khz 30Khz 300Khz 3Mhz 30Mhz 300Mhz 3Ghz 30Ghz 300Ghz Frequência cada vez maior Frequências de diferentes meios de comunicação. Fonte: Enciclopédia Britânica, Inc, sala de professor revelações e revoluções 3

4 No caso da estação de rádio referida (93,5 FM Rádio Rock), o sinal está sendo transmitido na frequência de 93,5 megahertz (MHz), e significa que a onda oscila 93,5 milhões de vezes por segundo. As estações de rádio FM transmitem suas programações em uma faixa (ou banda) de frequência que vai de 88MHz a 108MHz; já as rádios AM, na banda de 535kHz a 1,7MHz. As informações podem ser transmitidas, basicamente, de duas formas: Amplitude Modulada (AM), que ocorre nas estações de rádio AM e na transmissão de imagens em um sinal de TV; Os sinais ondulatórios mais empregados possuem a forma senoidal, como as amplitudes e frequências moduladas mostradas abaixo. amplitude modulada frequência modulada Frequência Modulada (FM), ocorrendo nas rádios FM e inúmeras tecnologias sem fio, como a transmissão do som de um sinal de TV, telefones sem fio, celulares, etc. Os sistemas de rádio são estruturas formadas, basicamente, por dois dispositivos: o transmissor e o receptor. As informações transmitidas e recebidas por estes dispositivos são enviadas através das ondas eletromagnéticas moduladas, chamadas de ondas de rádio. Para gerar uma onda eletromagnética qualquer, basta criar um campo eletromagnético variável, conforme afirma a teoria eletromagnética de Maxwell. Para isso, como no exemplo a seguir, pegue uma bateria de 9V e uma pequena moeda (adaptado de Como funciona o rádio. Disponível em: informatica. hsw.uol.com.br/radio1.htm) e, próximo de uma antena de rádio AM sintonizado fora de um dial (indicador de estações), ligue e desligue rapidamente os terminais da bateria com a moeda (transmissor). Serão ouvidos ruídos no rádio (receptor) produzidos por ondas de rádio criados por esse simples transmissor. Assim, a mensagem é codificada em uma onda senoidal e transmitida por meio de ondas de rádio que, ao serem recebidas pelo receptor, a mensagem é decodificada das ondas senoidais, transformadas em imagens e/ou sons. Tanto o transmissor quanto o receptor utiliza antenas para emitir ou receber os sinais de rádio, cuja visualização pode ser observada por meio do simulador Transmissão de ondas, indicado ao final da ficha. No entanto, o processo pelo qual passa a informação até chegar aos autofalantes e depois a ouvirmos é mais complexo, necessitando de componentes eletrônicos como capacitores, indutores, diodos e transistores, conforme ilustra a figura a seguir. componentes básicos de um rádio o rádio mais simples Antena Bateria de 9V Moeda Rádio AM sintonizado fora de um dial Ressonador Alto-falante Sintonizador Detector Amplificador Fonte disponível em: <http://informatica.hsw.uol.com.br/radio8.htm>. 4 revelações e revoluções sala de professor

5 Antes mesmo de ser decodificada, a onda de rádio precisa ser selecionada através do sintonizador, pois existem milhares de ondas senoidais detectadas pela antena. Isso é feito por meio do ajuste no sintonizador, utilizando-se um fenômeno físico denominado de ressonância, que, neste caso, é feito por meio do ressonador formado pela disposição de um capacitor e um indutor em um circuito. pedaço para que possam atingir as dimensões de 30cm por 3cm e, aos pares e alinhados, fixe com fita crepe em papel cartolina, com um espaçamento de 0,3cm entre eles. esquema do interruptor Agora, a onda senoidal selecionada através do sintonizador precisa ser traduzida para que possa ser ouvida. Esse processo é feito através do detector ou demodulador que, para uma onda do tipo AM, é feito por um diodo. Finalmente, a onda será amplificada através de um ou mais transistores, e enviada aos autofalantes, que transformam esses sinais elétricos (oriundos de uma onda de rádio) em ondas sonoras. A parte experimental da proposta consiste em uma atividade que contribui para a compreensão da geração e detecção das ondas eletromagnéticas, com o Controle Remoto Rudimentar. esquema para construção da antena O experimento Controle Remoto Rudimentar (adaptado de Rogério Vogt Cardoso dos Santos. Disponível em: <www2.if.usp.br/~cpgi/dissertacoespdf/rogerio_vogt_cardoso_dos_santos.pdf>). mostra como acender uma lâmpada ao acionar um interruptor com pulsos de ondas eletromagnéticas. Para isso, as ondas serão geradas através de um faiscador e emitidas e detectadas por meio de antenas construídas com papel alumínio. 3cm Papel alumínio Fita crepe 30cm Cartolina 50cm 30cm 3cm Papel alumínio 3cm O interruptor consiste num copinho de plástico com bolinhas (contas de plástico) encapadas com papel alumínio, e tiras deste papel formando os terminais. Para formar os terminais, recorte dois pedaços de papel alumínio de 25cm por 15cm e dobre-os ao meio, um por vez, formando um pedaço de 25cm por 7,5cm. A seguir, dobre o papel ao meio de forma a obter as dimensões 12,5cm por 7,5cm; repita mais duas vezes este procedimento, de modo que as dimensões finais dos terminais sejam, aproximadamente, de 7,5cm por 3cm. Finalmente, ao colocar esses terminais na posição vertical dentro do copo, tocando o fundo do mesmo e adjacente às paredes, coloque 65 bolinhas (encapadas com papel alumínio) dentro do copinho. 0,3cm Experimento finalizado Para construir as antenas, recorte quatro pedaços de papel alumínio com a seguinte dimensão: 30cm por 14cm. Em seguida, dobre duas vezes cada sala de professor revelações e revoluções 5

6 Após a montagem da antena, deve-se fazer um ajuste no interruptor, de forma a ficar no limiar entre acender a lâmpada e não acender. Para isso, a quantidade de bolinhas dentro do copinho deve ser alterada para mais ou para menos isso é necessário para o bom funcionamento do experimento. O funcionamento do experimento se dá pelo acionamento do faiscador, que induz uma corrente elétrica capaz de romper a rigidez dielétrica da camada de óxido de alumínio (isolante) existente na superfície do papel alumínio, fazendo a lâmpada acender. Para que ela apague, basta agitar levemente o interruptor. Propomos que na avaliação seja observado se os alunos compreenderam como as ondas eletromagnéticas são geradas/emitidas e detectadas. É importante ainda verificar se eles entenderam como um rádio funciona, ao considerar os elementos básicos. Para isso, que escrevam relatos sobre as questões citadas ao realizarem as atividades propostas. Exibir o documentário; ETAPAS Fazer um pequeno relato destacando a existência, a detecção, a criação e recepção das ondas eletromagnéticas ou ondas de rádio; Explicar as radiofrequências e as frequências moduladas; Realizar o experimento da pilha e moeda, que gera e transmite uma onda eletromagnética; Explicar o funcionamento das emissoras de rádio utilizando os simuladores; Explicar o processo desde a recepção até a sonorização do sinal de uma onda de rádio; Realizar o experimento Controle Remoto Rudimentar. veja mais 1 lâmpada de 1,5 V; 1 soquete para a lâmpada; MATERIAL para realização do experimento 1 m de fio de cobre encapado; 8 garras tipo jacaré ; 1 pilha grande de 1,5 V; 1 suporte para pilha grande; Papel alumínio; Papel cartão; Fita adesiva; 1 copinho de plástico; 60 a 80 bolinhas de plástico de, aproximadamente, 0,5 cm de diâmetro; 1 faiscador piezelétrico. Como funcionam os osciladores: ressonadores. Disponível em: <eletronicos.hsw.uol.com.br/ osciladores3.htm>. Circuito Oscilatório Eletromagnético. Disponível em: <www.walterfendt.de/ph14br/ osccirc_br.htm>. Mudança e modulação de voz. Disponível em: <objetoseducacionais2.mec.gov.br/bitstream/ handle/mec/19399/modulacao%20e%20demodulacao%20da%20voz.pdf?sequence=1>. Interferindo nas ondas de rádio. Disponível em: <www. pontociencia.org.br/experimentos-interna. php?experimento=436&interferindo+- NAS+ONDAS+DE+RADIO>. Física vivencial: ondas eletromagnéticas. Disponível em: <objetoseducacionais2.mec. gov.br/bitstream/handle/mec/19982/executar. html?sequence=20> Acessa Física: ondas eletromagnéticas. Disponível em: < /acessa_fisica/ index.php/acessafisica/midias/audiovisual/os- Curiosos-Ondas-Eletromagneticas>. 6 revelações e revoluções sala de professor

7 Um olhar para o documentário a partir da história Dentre todos os assuntos abordados no 3º episódio da série História da Eletricidade, aquele que mais renderia trabalhos interessantes para a disciplina de História seria o rádio. Não se pode falar em história do século XX sem fazer menção a este importante veículo de comunicação. Graças a ele, líderes políticos passaram a discursar para todos os cidadãos de seus países. As notícias divulgadas a partir das frequências do rádio percorriam milhares de quilômetros, levando a informação desejada para um público muito amplo, em um intervalo de tempo muito curto: uma mesma música poderia ser ouvida e admirada simultaneamente em diversos países; enfim, o rádio diminuiu as distâncias no século XX, assim como moldou o comportamento das massas. Partindo desta perspectiva, o professor de História poderá utilizar o documentário para desenvolver conteúdos como: sociedade brasileira de 1930/1940, Era Vargas, governo de Juscelino Kubitschek. Propomos uma atividade que explora a importância do rádio para a história do Brasil. Apesar de o rádio ter chegado aqui nos anos 1920, só ganhou força no país nos anos Assim, sugere-se que o trabalho do vídeo seja realizado quando o professor estiver apresentando aspectos culturais das transformações vivenciadas pelo país na chamada Era Vargas. Essa atividade deverá ser aplicada aos alunos do 3º ano do Ensino Médio. Mais do que explicar aos alunos a história do rádio no país e seu impacto na sociedade brasileira dos anos 1930/1940, essa temática será uma forma de complementação às aulas do professor. Ao longo das aulas sobre os principais momentos históricos do Brasil, situados entre a Era Vargas e fins dos anos 1950 (final do governo JK), o professor poderá ilustrar suas explicações com os áudios originais transmitidos pela rádio na época, mostrando aos alunos como eram divulgados tais momentos (consultar arquivos de áudio ao final da ficha). Ao fazer isso, o professor enriquecerá significativamente a aula expositiva, saindo do lugar comum de apenas apresentar as características políticas, econômicas e sociais da Era Vargas, dos governos Dutra e JK, entre outros. Um bom ponto de partida para o professor trabalhar essa questão seria abordar, de maneira breve, um histórico da evolução das formas de comunicação à distância desenvolvidas pela humanidade. Comece mostrando aos alunos que antes da invenção da escrita, os seres humanos utilizavam a fumaça e as batidas em tambores para se comunicarem com grupos distantes. Famaça e batida de tambores O Sinal de Fumaça, Frederic Remington (1905). A partir do desenvolvimento da escrita, a comunicação entre o emissor (agente que elaborou um texto) e o receptor (o leitor desse texto) foi facilitada e maximizada após o advento da imprensa. Afinal, um mesmo texto poderia ser impresso inúmeras vezes e, consequentemente, poderia ser lido por várias pessoas de diferentes localidades. A importância dessa forma de comunicação pode ser mensurada pela força e sucesso dos jornais, observada a partir do século XVIII na Europa. sala de professor revelações e revoluções 7

8 Livros e jornais séculos XVII-XVIII. Telégrafo primeira metade do século XIX. Rádio segunda metade do século XIX. Guglielmo Marconi, inventor do rádio. Telefone segunda metade do século XIX. Antônio Meucci, inventor do telefone. Televisão metade do século XX. Vladimir Zworykin, inventor do tubo iconoscópio. Internet final do século XX. Timothy Berners-Lee, inventor da World Wide Web. Na primeira metade do século XIX, com o desenvolvimento do telégrafo, foi possível realizar transmissões de informação quase simultâneas entre continentes diferentes. Para isso, cabos submarinos foram instalados, viabilizando este feito. A partir do telégrafo, novas tecnologias apareceram, como o telefone (criado na segunda metade do século XIX). O rádio foi criado a partir do entendimento sobre a eletricidade, transformando de maneira profunda o curso da comunicação a distância. Feita essa breve introdução, apresente os minutos iniciais do documentário História da Eletricidade Episódio 3 aos alunos, uma vez que a história da invenção do rádio é apresentada logo em sua primeira parte. Terminada a exibição do vídeo, reforce a ideia de que o momento em que tal tecnologia foi desenvolvida ficou conhecido como Segunda Revolução Industrial, e, na sequência, apresente a tabela a seguir apenas para comparar este momento com a primeira fase da Revolução Industrial, ocorrida no século XVIII. Material industrial básico Principal fonte energética Setor predominante revolução industrial Primeira Fase ( ) Ferro Vapor Têxtil Segunda Fase ( ) Aço Eletricidade Petróleo Diversificação da produção (expansão) ( ) Expansão = França, Bélgica, EUA, Alemanha, Suíça, Holanda. Aproveite o momento para apresentar informações acerca da chegada do rádio no Brasil. Mostre aos alunos que a primeira transmissão de rádio feita no país ocorreu no ano de 1922 (mais precisamente nas comemorações do centenário da Independência). Entretanto, foi somente nos anos 1930 que apareceram as primeiras emissoras, e ainda nesta década o governo percebeu o potencial da ferramenta perante as massas. Lembre aos alunos que 8 revelações e revoluções sala de professor

9 enquanto um jornal impresso no Rio de Janeiro demorava dias para chegar a estados como Mato Grosso e Amazonas, por exemplo, o rádio chegava em tempo real às localidades, com notícias vindas da capital. Além disso, é bom reforçar o fato de que o país tinha um alto índice de analfabetismo na época, o que contribuiu ainda mais para associar o rádio ao propósito da propaganda política de Vargas. Destaque ainda que o rádio tinha outras finalidades para além do campo político, tais como: Entretenimento: música e futebol, principalmente, mas também noticiários e as radionovelas. Publicidade: grandes marcas internacionais estavam se fixando no Brasil, e em um país com altas taxas de analfabetismo, o rádio seria um excelente veículo de comunicação para lançá-las no mercado. Por exemplo, a Coca-Cola patrocinou um programa de rádio criado apenas para divulgar o produto no Brasil. Educação: o potencial do rádio como um poderoso instrumento aliado do processo educacional brasileiro foi percebido, desde os anos 1920, por Edgar Roquette Pinto. A partir da análise destas finalidades, sugerimos que o professor mostre que o rádio no Brasil exerceu um papel importante para a: Conformação de uma sociedade urbano-industrial; Consolidação de uma sociedade de consumo; Aproximação cultural de grupos sociais do país que se encontravam distantes geograficamente, levando ao reconhecimento como parte de uma totalidade; Padronização de referências culturais. algo típico de um passado distante, visto que até hoje é um poderoso veículo de comunicação. Segundo dados da ABERT (Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão): Em 2006, existiam estações de rádio no país, sendo comunitárias legalizadas. Os aparelhos de rádio se faziam presentes em 88% dos domicílios dos municípios brasileiros. Além disso, aparelhos de rádio estavam instalados em 83% dos automóveis da frota nacional. Isso totalizava 134 milhões de aparelhos em 47 milhões de lares e em 19,4 milhões de veículos. Terminada a proposta, o docente poderá avaliar seus alunos da maneira que melhor lhe convir. Porém, o rádio não desaparecerá nas aulas seguintes. Sempre que possível, sugerimos que o professor ilustre momentos importantes da história do país ocorridos até fins dos anos 1950 com a exibição de trechos sonoros originais divulgados pelo rádio no período. Segue abaixo uma lista de alguns momentos históricos que poderiam ser ilustrados com fragmentos de áudio. Entrada do Brasil na 2ª Guerra Mundial; Fim da 2ª Guerra Mundial (discurso de Vargas aos soldados brasileiros); Jingle da campanha de Vargas nas eleições para presidente em 1950; Renúncia de Vargas (1945); Suicídio de Vargas (1954); Renúncia de Jânio Quadros (1961). Para concluir, seria interessante informar aos alunos que o rádio no Brasil conheceu a sua Era de Ouro entre o final dos anos 1940 e fins dos anos A partir dos anos 1960, com a chegada da televisão ao país, muitos passaram a acreditar que o rádio desapareceria. Porém, isso não aconteceu, já que o rádio soube se reinventar. Neste momento, o professor poderá explicar à turma que o rádio não é MATERIAL Vídeo História da Eletricidade Ep. 3 ; Computador com saída de áudio ou sistema de som simples. sala de professor revelações e revoluções 9

10 ETAPAS veja mais Exibição do vídeo; Trabalhar os tópicos abordados na ficha; Mostrar fragmentos de áudio retirados de gravações originais das rádios brasileiras entre os anos 1930 e 1950 para ilustrar as aulas. Memorial Getúlio Vargas. Disponível em: <www0. rio.rj.gov.br/memorialgetuliovargas/home.php>. História do Rádio no Brasil. Disponível em: <www. locutor.info/audiohistoria.html>. UMA CONVERSA ENTRE AS DISCIPLINAS O documentário História da Eletricidade, cujo 3º episódio trata das Revelações e Revoluções, busca desenvolver uma narrativa histórica das grandes descobertas e criações científicas realizadas na última década do século XIX e início do XX, protagonizadas pelas ondas invisíveis chamadas de ondas eletromagnéticas. No entanto, essa história é contada a partir do lócus ao qual pertence histórica e culturalmente e, portanto, privilegia a cultura e os valores sociais daquele lugar e período. Assim, podemos destacar nessas narrativas um propósito histórico-nacionalista sobre as descobertas científicas que podem privilegiar a cultura e a história de um dado país. O documentário busca dar créditos para o cientista britânico Oliver Lodge pelas descobertas da geração e transmissão de ondas eletromagnéticas. Isso, em detrimento, por exemplo, dos trabalhos realizados pelo físico alemão Heinrich Rudolf Hertz, que demonstra a existência das ondas eletromagnéticas ao desenvolver equipamentos emissores e detectores de ondas de rádio. E ainda, posteriormente, em relação ao físico e inventor italiano Guglielmo Marconi pela invenção do rádio. Assim, uma narrativa histórica poderá ser contada a partir de um lugar, cuja influência histórica e cultural (e também política) deve ser levada em conta. Essa questão pode possibilitar uma boa discussão sobre a criação e o desenvolvimento do rádio, com ênfase à invenção do primeiro experimento que transmitiu a voz humana, desenvolvido pelo Padre Roberto Landell de Moura, um cientista brasileiro ainda muito pouco reconhecido no Brasil. Este padre cientista, embora sem nenhum apoio e com precárias condições de trabalho, realizou feitos comparáveis aos de Hertz ou do próprio Lodge. Ele construiu e patenteou um equipamento que foi o primeiro registro no mundo sobre a transmissão da voz humana por ondas de rádio, feito que, segundo as fontes históricas, nenhum outro cientista conseguiu antes dele. O equipamento inventado por Landell, cuja réplica foi construída por Marcos Aurélio Cardoso Moura, em maio de 2004, é pioneiro na transmissão da voz humana e foi patenteado no Brasil em 1901, e em 1904 nos Estados Unidos. O equipamento consiste em um transmissor de ondas através de um microfone eletromecânico que capta as ondas por meio de um diafragma, em uma câmara de ressonância. Este diafragma, ao vibrar, abria e fechava o circuito primário de uma bobina de Ruhmkorff e induzia, no secundário desta bobina, uma tensão de alta voltagem que produzia centelhas entre duas esferas, gerando e emitindo ondas eletromagnéticas. 10 revelações e revoluções sala de professor

11 De outra forma, utilizando a luz como portadora de informação de áudio, Landell também conseguiu o feito da transmissão da voz humana, sendo isso considerado um precursor da fibra ótica. Réplica do equipamento de transmissão de voz humana inventado por Landell. Estas grandes descobertas e invenções científicas foram divulgadas pela imprensa local, como ocorreu com o jornal O Estado de São Paulo na ocasião da transmissão da voz humana, em 1899, a partir do Colégio das Irmãs de São José, atualmente Colégio Santana, na zona norte da cidade de São Paulo. Ou a demonstração noticiada pelo Jornal do Commercio em 10 de junho de , cuja transcrição segue abaixo: No domingo próximo passado, no alto de Santana, na cidade de São Paulo, o padre Landell de Moura fez uma experiência particular com vários aparelhos de sua invenção, no intuito de demonstrar algumas leis por ele descobertas no estudo da propagação do som, da luz e da eletricidade através do espaço, da terra e do elemento aquoso, as quais foram coroadas de brilhante êxito. Estes aparelhos eminentemente práticos são como tantos corolários deduzidos das leis supracitadas. Assistiram a esta prova, entre outras pessoas, P.C.P. Lupton, representante do governo britânico, e sua família. Contrariando os exemplos da História da Ciência sobre as descobertas científicas, as autoridades brasileiras não deram a menor importância e nem buscam reivindicar a autoria de um brasileiro (a exemplo do documentário) que poderia estar ocupando o seu lugar no panteão dos grandes cientistas da História da Ciência. O Padre Landell, infelizmente, foi desprezado por estas autoridades ao propor projetos desenvolvimentistas a partir de suas descobertas científicas, principalmente no que diz respeito à criação e aplicação tecnológica no campo da comunicação, ou seja, na transmissão da voz humana através de equipamentos sem fio o que ficou conhecido como rádio ou sistemas de comunicação sem fio. Felizmente, as invenções do padre Landell (ou a maioria delas) foram patenteadas e há muitos registros e fontes históricas que podem ser consultadas, inclusive relatos de testemunhas que conviveram com o cientista e sacerdote brasileiro. Além das patentes, também existem gravados diversos vídeos e documentários produzidos pela televisão ou pelos integrantes do Movimento Landell de Moura, inclusive um curta-metragem. Também há registros da imprensa local e internacional da época noticiando as suas descobertas científicas. Para maior conhecimento e informação sobre a obra e a importância do Padre Landell para a Ciência, foram organizados abaixo links que dão acesso aos documentos históricos como as patentes, as reportagens da imprensa local da época, os filmes e documentários, sites e entrevistas, dentre outros. Memorial Landell de Moura. Disponível em: <www.memoriallandelldemoura.com.br/images/documentos/landell_jornais/ landell_jornais_epoca_experiencias_landell_jc_10_06.jpg>. SUGESTÕES DE LEITURA Livros e Revistas ANNUNCIATO, C. Lei de Faraday: Análise e proposta para o Ensino Médio. Dissertação de mestrado. Instituto de Física da Universidade de São Paulo, Disponível em: <web.if.usp.br/cpgi/sites/default/files/cristian_annunciato.pdf>. sala de professor revelações e revoluções 11

12 SUGESTÕES DE LEITURA E OUTROS RECURSOS sites e outros recursos Propagação de Ondas Eletromagnéticas. Disponível em: <www.phy.ntnu.edu.tw/oldjava/emwave/emwave-port.html>. Transmissão de ondas. Disponível em: <www.ba.infn.it/~fisi2005/animazioni/animazione032.html>. Comunicações ópticas. Disponível em: <www.ifi.unicamp.br/vie/f809/f809_sem1_2010/pauloh-edmilson_rf1.pdf>. Como funciona o rádio. Disponível em: <informatica.hsw.uol.com.br/radio.htm>. Como funcionam as ondas de rádio. Disponível em: <informatica.hsw.uol.com.br/ondas-de-radio1.htm>. Gaiola de Faraday. Disponível em: <pibiduel.wordpress.com/2012/07/15/gaiola-de-faraday/>. Frequências GSM das operadoras brasileiras de celular. Disponível em: <eduardobuarque.wordpress.com/2008/09/14/ frequencias-gsm-das-operadoras-brasileiras-de-celular/>. Kit detector de telefone celular. Disponível em: <pibiduel.wordpress.com/2012/07/01/kit-detector-de-telefone-celular/>. Transmitindo informações. Disponível em: <informatica.hsw.uol.com.br/radio7.htm>. O receptor AM mais simples. Disponível em: <informatica.hsw.uol.com.br/radio9.htm>. Movimento Landell de Moura. Disponível em: <www.mlm.landelldemoura.qsl.br/index.html>. Memorial Landell de Moura. Disponível em: <www.memoriallandelldemoura.com.br/> Reportagem sobre os inventos de Landell, publicada no jornal New York Herald, em 12 de outubro de Disponível em: <www.brasil.gov.br/imagens/linha-do-tempo/linha-do-tempo-inovacao/1893-ny-herald/image_view_fullscreen>. patentes de equipamentos criados por landell Patente do Transmissor de ondas - 11 de Outubro de Disponível em: <pt.wikipedia.org/wiki/ficheiro:patente_transmissor_de_ondas.jpg>. Patente do Transmissor e receptor de telegrafia sem fio - Wireless Telephone - Pat. N de 22 de novembro de Disponível em: <pt.wikipedia.org/wiki/ficheiro:patente_telegrafo_sem_fio.jpg>. Patente do telefone sem fio - Wireless Telephone - Pat. N , de 22 de novembro de Disponível em: <pt. wikipedia.org/wiki/ficheiro:patente_telefone_sem_fio.jpg>. Todas as patentes. Disponível em: <www.memoriallandelldemoura.com.br/landell_patentes.html>. passeios e visita Visita a uma estação de rádio AM e FM. 12 revelações e revoluções sala de professor

13 SUGESTÕES DE LEITURA E OUTROS RECURSOS áudios (entrevistas) Ivan Dorneles Rodrigues. Disponível em: <www.podcast1.com.br/canais/canal1395/ivan.mp3>. Alda Niemeyer. Disponível em: <www.podcast1.com.br/canais/canal1395/alda.mp3>. Hamilton Almeida. Disponível em: <www.podcast1.com.br/canais/canal1395/hamilton.mp3>. Luiz Netto. Disponível em: <www.podcast1.com.br/canais/canal1395/luiz_netto.mp3>. filmes e documentários Experiência Ondas Eletromagnéticas. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=ddcca18d2l8>. Vídeo detector amplificado. Disponível em: <www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=qe_odjrnr4g>. Vídeo detector simples. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=hksqh8iodak&feature=player_detailpage>. Trailer do curta-metragem O Homem que falava com Deus. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=ecbbyqwtvv0&feature=share>. Blog do curta. Disponível em: <curtalandell.blogspot.com.br/>. 150 anos do Padre Roberto Landell de Moura. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=o1182xagwfq>. Fé na ciência: o padre cientista Landell de Moura, parte I. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=ce7ovgzhxr0&- feature=related>. Fé na Ciência - o padre cientista Landell de Moura, parte II. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=afauv0qfgbs>. RBS TV. 20 gaúchos que marcaram o século XX. Disponível em: <mediacenter.clicrbs.com.br/templates/player.aspx?uf=1&contentid=98210&channel=45>. Breves dados biográficos de Landell - vida e obra. Patentes brasileira e americana. Produzido por Luiz Netto. 25 de outubro de Disponível em: <www.youtube.com/v/di1jv3axz0o>. Roberto Landell de Moura: pioneiro das telecomunicações. Disponível em: <www.youtube.com/watch?gl=br&hl=pt&- v=9zbe6-8feru>. Roberto Landell de Moura: pioneiro das telecomunicações. Disponível em: <www.youtube.com/watch?gl=br&hl=pt&- v=zbtt0-xcdp8>. Reportagem TV Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul - sobre a construção da réplica do Transmissor de Ondas de Landell de Moura, por Marco Aurélio Moura. Demonstração de funcionamento do aparelho. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=oyehv0b3h-a>. Apresentação do projeto História do Rádio. Disponível em: <www.youtube.com/watch?v=ruonqmf2l6s&mode=related&search>. sala de professor revelações e revoluções 13

14 FOTO Um documentário da TV Escola. Um ponto de partida para grandes trabalhos com os alunos. Assim é o Sala de Pofessor. O programa incentiva os professores de Ensino Médio a desenvolverem projetos que mudem a rotina em sala de aula. Em cada programa, dois professores convidados criam um projeto a partir de documentários exibidos na TV Escola. São sempre propostas e experimentos inovadores, que podem ser reaplicados em qualquer escola do país. Os trabalhos apresentados são detalhados em dicas pedagógicas como essa e ficam disponíveis no site da TV Escola. Os professores também podem usar as artes criadas para o programa: são animações, tabelas, mapas e infográficos que tornam os conteúdos mais visuais e interativos. As dicas pedagógicas e as computações gráficas foram transformadas em fascículos interativos para tablets. E o professor também pode navegar pelo material extra do programa no blog do Sala. Para ter acesso a esses produtos, acesse o site tvescola.mec.gov.br ou curta a fan page da TV Escola no Facebook. FOTO

Comunicação da informação a longas distâncias

Comunicação da informação a longas distâncias Comunicação da informação a longas distâncias População mundial versus sistema de comunicação Comunicação, informação e mensagem Comunicação - é o ato de enviar informação, mensagens, sinais de um local

Leia mais

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS E COMUNICAÇÃO

COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS ONDAS ELETROMAGNÉTICAS E COMUNICAÇÃO COMUNICAÇÃO DE INFORMAÇÃO A LONGAS DISTÂNCIAS À medida que uma onda se propaga, por mais intensa que seja a perturbação que lhe dá origem, uma parte da sua energia será absorvida pelo meio de propagação,

Leia mais

Como funcionam as ondas de rádio

Como funcionam as ondas de rádio Como funcionam as ondas de rádio por Marshall Brain - traduzido por HowStuffWorks Brasil http://informatica.hsw.uol.com.br/ondas-de-radio1.htm http://informatica.hsw.uol.com.br/ Introdução Você provavelmente

Leia mais

Camada Física: Meios de transmissão não guiados

Camada Física: Meios de transmissão não guiados Alan Menk Santos alanmenk@hotmail.com www.sistemasul.com.br/menk Camada Física: Meios de transmissão não guiados Transmissão sem Fio Pessoas cada vez mais dependente das redes; Alguns especialistas afirmam

Leia mais

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu:

Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações. Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu: Universidade Católica de Petrópolis Centro de Engenharia e Computação Introdução as Telecomunicações Professor: Erasmus Couto de Miranda Aluno: Rgu: ATIVIDADE 1: REALIZAR PESQUISA A RESPEITO DO SEGUINTE

Leia mais

Figura - Radio em 1920.

Figura - Radio em 1920. Curiosidade: Muitos dos primeiros receptores AM com alimentação AC (para as válvulas) funcionavam com o chassi ligado ao neutro da rede (como terra), freqüentemente, ao se inverter a posição da tomada,

Leia mais

Professor Ventura Ensina Tecnologia

Professor Ventura Ensina Tecnologia Professor Ventura Ensina Tecnologia Experimento PV003 Telefone Experimental Ensino Fundamental Direitos Reservados = Newton C. Braga 1 Prof. Ventura Ensina Tecnologia Telefone O telefone pode ser considerado

Leia mais

FÍSICA IV AULA 04: AS EQUAÇÕES DE MAXWELL; ONDAS ELETROMAGNÉTICAS TÓPICO 03: ESPECTRO ELETROMAGNÉTICO Arco-íris[1] Raio-x[2] Micro-ondas[3] Ondas de rádio[4] Televisão[5] À primeira vista pode parecer

Leia mais

RECEPÇÃO DE ONDAS ELETROMAGNETICAS COM RÁDIO GALENA. Resumo. Rádio Galena

RECEPÇÃO DE ONDAS ELETROMAGNETICAS COM RÁDIO GALENA. Resumo. Rádio Galena RECEPÇÃO DE ONDAS ELETROMAGNETICAS COM RÁDIO GALENA Área Temática:Educação. Flavio Roberto Ruzza¹ Clementina Verginia Andreolla² Palavras - chave: ondas eletromagnéticas, recepção, galena, radiofreqüência.

Leia mais

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações

2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Introdução às Telecomunicações 2- Conceitos Básicos de Telecomunicações Elementos de um Sistemas de Telecomunicações Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Telecomunicações 2 1 A Fonte Equipamento que origina

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Meios de Transmissão Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Abril de 2012 1 / 34 Pilha TCP/IP A B M 1 Aplicação Aplicação M 1 Cab M T 1 Transporte Transporte

Leia mais

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio

Transmissão das Ondas Eletromagnéticas. Prof. Luiz Claudio Transmissão das Ondas Eletromagnéticas Prof. Luiz Claudio Transmissão/Recebimento das ondas As antenas são dispositivos destinados a transmitir ou receber ondas de rádio. Quando ligadas a um transmissor

Leia mais

Ondas Eletromagnéticas Física - Algo Sobre INTRODUÇÃO

Ondas Eletromagnéticas Física - Algo Sobre INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO É importante tomarmos consciência de como estamos imersos em ondas eletromagnéticas. Iniciando pelos Sol, a maior e mais importante fonte para os seres terrestres, cuja vida depende do calor

Leia mais

Descobertas do electromagnetismo e a comunicação

Descobertas do electromagnetismo e a comunicação Descobertas do electromagnetismo e a comunicação Porque é importante comunicar? - Desde o «início dos tempos» que o progresso e o bem estar das sociedades depende da sua capacidade de comunicar e aceder

Leia mais

Osciladores. Prof. Eng Luiz Antonio Vargas Pinto 2000

Osciladores. Prof. Eng Luiz Antonio Vargas Pinto 2000 1 Osciladores Prof. Eng Luiz Antonio Vargas Pinto 2000 I Introdução... 2 M Multivibrador Astável... 11 Oscilador de Bloqueio... 8 Oscilador de Deslocamento de Fase... 10 Oscilador de Duplo T... 9 Oscilador

Leia mais

RECEPTOR AM DSB. Transmissor. Circuito Receptor AM DSB - Profº Vitorino 1

RECEPTOR AM DSB. Transmissor. Circuito Receptor AM DSB - Profº Vitorino 1 RECEPTOR AM DSB Transmissor Circuito Receptor AM DSB - Profº Vitorino 1 O receptor super-heteródino O circuito demodulador que vimos anteriormente é apenas parte de um circuito mais sofisticado capaz de

Leia mais

História e Evolução da Rádio

História e Evolução da Rádio 1 de História e Evolução da Rádio Helena Abegão Curso EFA Escolar Área de CLC5 Escola Secundária Monte de Caparica 2 de Introdução Neste trabalho vou tentar contar a história da rádio e como evoluiu ao

Leia mais

Comunicação sem fio - antenas

Comunicação sem fio - antenas Comunicação sem fio - antenas Antena é um condutor elétrico ou um sistema de condutores Necessário para a transmissão e a recepção de sinais através do ar Na transmissão Antena converte energia elétrica

Leia mais

Canal 2. Justificativa

Canal 2. Justificativa Índice Canal 1 - Justificativa do Livro...2 Canal 2 - Como Tudo Começou?...4 Canal 3 - De Onde Vem a Imagem?...6 Canal 4 - Como Aparece a Imagem?...8 Canal 5 - Como ocorre a transmissão?...10 Canal 6 -

Leia mais

Circuitos de Comunicação Introdução

Circuitos de Comunicação Introdução Circuitos de Comunicação Introdução Gil Pinheiro UERJ-FEN-DETEL Circuitos de Comunicação Objetivo: Estudar os blocos funcionais eletrônicos e de processamento digital de sinais que são utilizados nas comunicações

Leia mais

Telecomunicações o sistema nervoso da sociedade moderna

Telecomunicações o sistema nervoso da sociedade moderna Ágora Ciência e Sociedade Lisboa, 15 de Maio de 2015 Telecomunicações o sistema nervoso da sociedade moderna Carlos Salema 2014, it - instituto de telecomunicações. Todos os direitos reservados. Índice

Leia mais

Bibliografia. Forouzan, Behrouz A. Comunicação de Dados e Redes de Computadores. 4. ed. McGraw-Hill, 2008.

Bibliografia. Forouzan, Behrouz A. Comunicação de Dados e Redes de Computadores. 4. ed. McGraw-Hill, 2008. Redes Sem Fio Você vai aprender: Contextualização das redes sem fio; Fundamentos de transmissão de sinais digitais; Fundamentos de radio comunicação; Arquiteturas em redes sem fio; Redes WLAN padrão IEEE

Leia mais

PRÉ-VESTIBULAR Física

PRÉ-VESTIBULAR Física PRÉ VESTIBULAR Física / / PRÉ-VESTIBULAR Aluno: Nº: Turma: Exercícios Fenômenos Lista de sites com animações (Java, em sua maioria) que auxiliam a visualização de alguns fenômenos: Reflexão e refração:

Leia mais

COMUNICAÇÕES A LONGAS DISTÂNCIAS

COMUNICAÇÕES A LONGAS DISTÂNCIAS Física 11º Ano COMUNICAÇÕES A LONGAS DISTÂNCIAS MARÍLIA PERES TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO Produziu p pela p primeira vez ondas eletromagnéticas em laboratório (1887) utilizando um circuito para produzir

Leia mais

Modelo de um Sistema de Transmissão

Modelo de um Sistema de Transmissão Modelo de um Sistema de Transmissão A finalidade dos sistemas de telecomunicações é a de transformar um ou mais pontos as informações provenientes de uma ou mais fontes. uma configuração típica temos:

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PETRÓPOLIS CENTRO DE ENGENHARIA E COMPUTAÇÃO 1ª Atividade: Introdução a Telecomunicações Petrópolis, RJ 2012 Rádio é um recurso tecnológico das telecomunicações utilizado para

Leia mais

EXTERNATO MATER DOMUS

EXTERNATO MATER DOMUS EXTERNATO MATER DOMUS RUA PASCAL, 1403 CAMPO BELO SP CEP 04616/004 - Fone: 5092-5825 MATÉRIA: FÍSICA PROFESSORA: RENATA LEITE QUARTIERI ALUNO: Nº Série: 3º TURMA: Única DATA: 02 /03/2015 ASSINATURA DO

Leia mais

Ondas sonoras: Experimentos de Interferência e Ondas em Tubos

Ondas sonoras: Experimentos de Interferência e Ondas em Tubos Ondas sonoras: Experimentos de Interferência e Ondas em Tubos Relatório Final de Atividades apresentado à disciplina de F-809. Aluna: Cris Adriano Orientador: Prof. Mauro de Carvalho Resumo Este trabalho

Leia mais

EXPERIMENTANDO COM UM RECEPTOR CASEIRO PARA ONDAS CURTAS. Amer J. Feres, PY2DJW.

EXPERIMENTANDO COM UM RECEPTOR CASEIRO PARA ONDAS CURTAS. Amer J. Feres, PY2DJW. EXPERIMENTANDO COM UM RECEPTOR CASEIRO PARA ONDAS CURTAS. Amer J. Feres, PY2DJW. py2djw@gmail.com Montar seu próprio receptor caseiro é uma experimentação muito divertida e além disto aprende-se muito.

Leia mais

Atividade experimental - Produzindo e detectando ondas eletromagnéticas

Atividade experimental - Produzindo e detectando ondas eletromagnéticas Atividade experimental - Produzindo e detectando ondas eletromagnéticas Como você já sabe, de todos os tipos de radiação conhecidos, o homem consegue enxergar apenas uma pequena parte: a chamada luz visível.

Leia mais

UFSM-CTISM. Comunicação de Dados Meios de transmissão - Exemplos práticos Aula-05. Professor: Andrei Piccinini Legg.

UFSM-CTISM. Comunicação de Dados Meios de transmissão - Exemplos práticos Aula-05. Professor: Andrei Piccinini Legg. UFSM-CTISM Comunicação de Dados - Exemplos práticos Aula-05 Professor: Andrei Piccinini Legg Santa Maria, 2012 Meio de é o caminho físico entre o transmissor e o receptor. Como visto numa aula anterior

Leia mais

57)Assinale a alternativa que não representa o nome de um oscilador: A ( ) A cristal B ( ) De relaxação C ( ) Zener D ( ) Colpetts E ( ) Hartley

57)Assinale a alternativa que não representa o nome de um oscilador: A ( ) A cristal B ( ) De relaxação C ( ) Zener D ( ) Colpetts E ( ) Hartley LIGA DE AMADORES BRASILEIROS DE RADIO EMISSÃO LABRE/RN SEDE: CAIC de Lagoa Nova Vila das Federações Cx. Postal 251, Natal/RN, 59010-970) Home Page http://www.ps7aa.kit.net Tel. 3086 2140 (Ed PS7DX) e-mail:

Leia mais

Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10

Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10 S UNIDADE 1 U M Á R I O Comunicação e informação...9 1. Produção, processamento, propagação e armazenamento da informação... 10 ARMAZENAMENTO E PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÕES...10 O registro das informações...11

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950

SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: ED-2950 SISTEMA DE TREINAMENTO EM COMUNICAÇÃO ELETRÔNICA Modelo: DESCRIÇÃO O sistema de treinamento em comunicação apresenta experimentos planejados para desenvolver comunicações eletrônicas fundamentais. O é

Leia mais

MECÂNICA ONDULATÓRIA - IGL

MECÂNICA ONDULATÓRIA - IGL 1. (Enem 2011) Ao diminuir o tamanho de um orifício atravessado por um feixe de luz, passa menos luz por intervalo de tempo, e próximo da situação de completo fechamento do orifício, verifica-se que a

Leia mais

PY2GEA - Grêmio de Radiamadores da Rodada Encontro de Amigos

PY2GEA - Grêmio de Radiamadores da Rodada Encontro de Amigos 1 de 6 8/8/2007 18:40 PY2GEA - Grêmio de Radiamadores da Rodada Encontro de Amigos APOSTILA DO EXAME SOBRE RADIOAELETRICIDADE 80 A 120 QUESTÕES DE ESCOLHA SIMPLES Assinale X entre os parênteses que indicar

Leia mais

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica.

Atividade 1. Dispositivo que transforma alguma modalidade de energia em energia potencial elétrica. Atividade 1 1) PROBLEMATIZAÇÃO: Se observarmos uma lanterna, um rádio ou alguns tipos de brinquedos, perceberemos que estes aparelhos só funcionam enquanto estão sendo alimentados por uma fonte de energia

Leia mais

MATÉRIA: Telecomunicações 3 MOURA LACERDA

MATÉRIA: Telecomunicações 3 MOURA LACERDA MATÉRIA: Telecomunicações 3 MOURA LACERDA Convertendo som em sinal elétrico e vice-versa Na telefonia, são fundamentais os dispositivos que convertem sons em sinais elétricos e estes últimos em sons, isto

Leia mais

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio

Transmissor EXT-240 de áudio e vídeo sem fio Transmissor de áudio e vídeo sem fio Manual de operação Índice I. Introdução... 1 II. Informações de segurança... 1 III. Especificações... 1 IV. Instruções de instalação... 2 1. Opções de posicionamento...

Leia mais

Capítulo 4 - Testes de Cabos. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 4 - Testes de Cabos. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 4 - Testes de Cabos 1 Fundamentos - Ondas As ondas são importantes no estudo das redes, pois são elas que transmitem as informações, utilizando meios de cobre, fibra óptica ou o ar. As ondas são

Leia mais

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY Introdução ao Laboratório Eletrônico: 6.071 Laboratório 2: Componentes Passivos. 3º Trimestre de 2002

MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY Introdução ao Laboratório Eletrônico: 6.071 Laboratório 2: Componentes Passivos. 3º Trimestre de 2002 MASSACHUSETTS INSTITUTE OF TECHNOLOGY Introdução ao Laboratório Eletrônico: 6.071 Laboratório 2: Componentes Passivos 1 Exercícios Pré-Laboratório Semana 1 1.1 Filtro RC 3º Trimestre de 2002 Figura 1:

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Parte II: Camada Física Dezembro, 2012 Professor: Reinaldo Gomes reinaldo@computacao.ufcg.edu.br Meios de Transmissão 1 Meios de Transmissão Terminologia A transmissão de dados d

Leia mais

Infra-Estrutura de Redes

Infra-Estrutura de Redes Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Infra-Estrutura de Redes Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://www.professoreduardoaraujo.com Objetivos: Camada física

Leia mais

Lista de Exercícios A1

Lista de Exercícios A1 1 a QUESTÃO: A figura abaixo mostra simplificadamente um sistema de televisão inter-oceânico utilizando um satélite banda C como repetidor. O satélite tem órbita geoestacionária e está aproximadamente

Leia mais

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA

Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA Capítulo 3: A CAMADA FÍSICA PCS 2476 Introdução - 1 Meios Físicos e Suas Características PCS 2476 Introdução - 2 Linhas Físicas Linhas Bifilares Par de fios Cabo de Pares Linha Aberta Linha de Alta Tensão

Leia mais

Telecomunicações CONCEITOS DE COMUNICAÇÃO

Telecomunicações CONCEITOS DE COMUNICAÇÃO Telecomunicações CONCEITOS DE COMUNICAÇÃO 1 COMUNICAÇÃO A COMUNICAÇÃO pode ser definida como a transmissão de um sinal através de um meio, de um emissor para um receptor. O sinal contém uma mensagem composta

Leia mais

Camada Física. Bruno Silvério Costa

Camada Física. Bruno Silvério Costa Camada Física Bruno Silvério Costa Sinais Limitados por Largura de Banda (a) Um sinal digital e suas principais frequências de harmônicas. (b) (c) Sucessivas aproximações do sinal original. Sinais Limitados

Leia mais

Do local onde está, Paulo não vê Pedro, mas escuta-o muito bem porque, ao passarem pela quina do barranco, as ondas sonoras sofrem

Do local onde está, Paulo não vê Pedro, mas escuta-o muito bem porque, ao passarem pela quina do barranco, as ondas sonoras sofrem Lista de exercícios -Fenômenos Física Dudu 1-Pedro está trabalhando na base de um barranco e pede uma ferramenta a Paulo, que está na parte de cima (ver figura). Além do barranco, não existe, nas proximidades,

Leia mais

O mundo sem fios. No fim do mundo os fios serão tantos que ninguém se conseguirá entender

O mundo sem fios. No fim do mundo os fios serão tantos que ninguém se conseguirá entender O mundo sem fios No fim do mundo os fios serão tantos que ninguém se conseguirá entender frase popular no fim do século XX A solução para o fim do mundo foi acabar com os fios Prof. Doutor Nuno Borges

Leia mais

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos

Curso de Física. Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos. Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina. Fenômenos elétricos e magnéticos Curso de Física Aula 1: Fenômenos Elétricos e Magnéticos Prof. Rawlinson Medeiros Ibiapina Sumário 1. O Poder das Pontas; 2. Blindagem eletrostática; 3. Capacitores e suas aplicações; 4. Resistores; 5.

Leia mais

Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges

Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges Introdução a Propagação Prof. Nilton Cesar de Oliveira Borges Como a luz, uma onda de rádio, perderia-se no espaço, fora do nosso planeta, se não houvesse um fenômeno que provocasse sua curvatura para

Leia mais

TRANSMISSÃO DE TV 1 TRANSMISSÃO COM POLARIDADE NEGATIVA

TRANSMISSÃO DE TV 1 TRANSMISSÃO COM POLARIDADE NEGATIVA STV 18 ABR 2008 1 TRANSMISSÃO DE TV método de se transmitir o sinal de imagem modulado em amplitude a amplitude de uma portadora de RF varia de acordo com uma tensão moduladora a modulação é o sinal de

Leia mais

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 31 ONDULATÓRIA

FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 31 ONDULATÓRIA FÍSICA - 3 o ANO MÓDULO 31 ONDULATÓRIA x = Como pode cair no enem (ENEM) Os radares comuns transmitem micro-ondas que refletem na água, gelo e outras partículas na atmosfera. Podem, assim,

Leia mais

Comissão de Ciência e Tecnologia,

Comissão de Ciência e Tecnologia, Seminário de Rádio R Digital Comissão de Ciência e Tecnologia, Informática e Inovação Brasília 22 de novembro de 2007 Ronald Siqueira Barbosa O O pobre e o emergente de hoje são aqueles que no passado,

Leia mais

3B SCIENTIFIC PHYSICS

3B SCIENTIFIC PHYSICS 3B SCIENTIFIC PHYSICS Conjunto para microondas 9,4 GHz (230 V, 50/60 Hz) Conjunto para microondas 10,5 GHz (115 V, 50/60 Hz) 1009950 (115 V, 50/60 Hz) 1009951 (230 V, 50/60 Hz) Instruções de operação 10/15

Leia mais

SIMULADO ABERTO ENEM 2015

SIMULADO ABERTO ENEM 2015 SIMULADO ABERTO ENEM 2015 1) A figura mostra a bela imagem de um gato ampliada pela água de um aquário esférico. Trata-se de uma imagem virtual direita e maior. A cerca do fenômeno óptico em questão, é

Leia mais

Modelo de um Sistema de Transmissão

Modelo de um Sistema de Transmissão Modelo de um Sistema de Transmissão A finalidade dos sistemas de telecomunicações é a de transformar um ou mais pontos as informações provenientes de uma ou mais fontes. uma configuração típica temos:

Leia mais

1.3. Na figura 2 estão representados três excertos, de três situações distintas, de linhas de campo magnético. Seleccione a opção correcta.

1.3. Na figura 2 estão representados três excertos, de três situações distintas, de linhas de campo magnético. Seleccione a opção correcta. Escola Secundária Vitorino Nemésio Terceiro teste de avaliação de conhecimentos de Física e Química A Componente de Física 11º Ano de Escolaridade Turma C 13 de Fevereiro de 2008 Nome: Nº Classificação:

Leia mais

b) A distância X, em km, entre o receptor R, no avião, e o ponto O.

b) A distância X, em km, entre o receptor R, no avião, e o ponto O. 1. (Fuvest 94) Dois carros, A e B, movem-se no mesmo sentido, em uma estrada reta, com velocidades constantes Va = 100 km/h e Vb = 80 km/h, respectivamente. a) Qual é, em módulo, a velocidade do carro

Leia mais

semitransparente, móvel em que fazemos a sintonia), preste atenção, pois se o radio é AM/FM ele possui dois capacitores em um (um do lado e outro do

semitransparente, móvel em que fazemos a sintonia), preste atenção, pois se o radio é AM/FM ele possui dois capacitores em um (um do lado e outro do Por volta de 1985, quando comecei a me interessar por aviação, busquei estar próximo dela de todas as formas possíveis. Páraquedismo, aeromodelismo, plastimodelismo e rádio escuta de aeronaves (naquela

Leia mais

Universidade Estadual de Campinas Instituto de Física Gleb Wataghin. Medida do comprimento de onda das ondas de rádio

Universidade Estadual de Campinas Instituto de Física Gleb Wataghin. Medida do comprimento de onda das ondas de rádio Universidade Estadual de Campinas Instituto de Física Gleb Wataghin Medida do comprimento de onda das ondas de rádio Aluna: Laura Rigolo Orientador: Prof. Dr. Pedro C. de Holanda Coordenador Prof. Dr.

Leia mais

A Física por trás da Tecnologia RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM

A Física por trás da Tecnologia RFID. Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM A Física por trás da Tecnologia RFID Profa. Renata Rampim de Freitas Dias, RFIDSCM 2 Espectro electromagnético 3 Espectro de frequência para o sistema RFID Tamanho da antena Existe uma razão de proporção

Leia mais

TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO

TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO TRC-340 MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SOM 2.0 CANAIS HI-FI ÍNDICE Prefacio...2 Conteúdo da Embalagem...2 Informações de segurança...3 Funções do Painel Frontal...4 Funções Painel Traseiro...4 Conexões do

Leia mais

Visão geral das redes sem fio

Visão geral das redes sem fio Visão geral das redes sem fio 1 - Introdução O termo redes de dados sem fio pode ser utilizado para referenciar desde dispositivos de curto alcance como o Bluetooth à sistemas de altas taxas de transmissão

Leia mais

DH 406A SISTEMA DE TREINAMENTO EM MICROONDAS. Descrição de componentes

DH 406A SISTEMA DE TREINAMENTO EM MICROONDAS. Descrição de componentes DH 406A SISTEMA DE TREINAMENTO EM MICROONDAS Descrição de componentes 2 1 INTRODUÇÃO O sistema de treinamento em microondas DH-0406A foi desenvolvido para permitir explorar experimentalmente alguns conceitos

Leia mais

Experimentos com o Microfone de Tablets e Smartphones. Leonardo Pereira Vieira & Carlos Eduardo Aguiar

Experimentos com o Microfone de Tablets e Smartphones. Leonardo Pereira Vieira & Carlos Eduardo Aguiar UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO Instituto de Física Programa de Pós-Graduação em Ensino de Física Mestrado Prossional em Ensino de Física Experimentos com o Microfone de Tablets e Smartphones Leonardo

Leia mais

ANEXO I Valores das Taxas de Fiscalização de Instalação

ANEXO I Valores das Taxas de Fiscalização de Instalação ANEXO I Valores das Taxas de Fiscalização de Instalação 1. Concessionárias de serviço de telegrafia, público, internacional: 2. Concessionárias de serviço radiotelegráfico, público, internacional: 3. Concessionárias

Leia mais

RECEPTOR DE TV: O INTEGRADOR DA ELETRÔNICA

RECEPTOR DE TV: O INTEGRADOR DA ELETRÔNICA RECEPTOR DE TV: O INTEGRADOR DA ELETRÔNICA Hadi A. Khalifa E-mail: rhadi33124@yahoo.com Gustavo Detthew E-mail: rhadi33124@yahoo.com Luciano Fratin E-mail: rhadi33124@yahoo.com Universidade São Marcos

Leia mais

Evolução do rádio e digitalização

Evolução do rádio e digitalização Evolução do rádio e digitalização Octavio Penna Pieranti Diretor do Departamento de Acompanhamento e Avaliação SCE/MC Junho de 2012 Rádio: meio de comunicação brasileiro? Em 1896 o mundo (ou)viu nascer

Leia mais

Sensores Ultrasônicos

Sensores Ultrasônicos Sensores Ultrasônicos Introdução A maioria dos transdutores de ultra-som utiliza materiais piezelétricos para converter energia elétrica em mecânica e vice-versa. Um transdutor de Ultra-som é basicamente

Leia mais

MEDIDA DA VELOCIDADE DE FASE DA LUZ EM LINHAS DE TRANSMISSÃO

MEDIDA DA VELOCIDADE DE FASE DA LUZ EM LINHAS DE TRANSMISSÃO XIX Simpósio Nacional de Ensino de Física SNEF 2011 Manaus, AM 1 MEDIDA DA VELOCIDADE DE FASE DA LUZ EM LINHAS DE TRANSMISSÃO Walter S. Santos 1, Darlan O. S. Gomes 2, Antonio Carlos F. Santos 3, Carlos

Leia mais

Comunicações a longas distâncias

Comunicações a longas distâncias Comunicações a longas distâncias Ondas sonoras Ondas electromagnéticas - para se propagarem exigem a presença de um meio material; - propagam-se em sólidos, líquidos e gases embora com diferente velocidade;

Leia mais

Antena Escrito por André

Antena Escrito por André Antena Escrito por André Antenas A antena é um dispositivo passivo que emite ou recebe energia eletromagnéticas irradiada. Em comunicações radioelétricas é um dispositivo fundamental. Alcance de uma Antena

Leia mais

ITelefonia celular CONHEÇA BEM ESSA TECNOLOGIA

ITelefonia celular CONHEÇA BEM ESSA TECNOLOGIA I CONHEÇA BEM ESSA TECNOLOGIA e Apresentação O Brasil tem hoje duas vezes mais telefones celulares do que fixos. Essa preferência do consumidor pela telefonia móvel tem boas razões: o preço dos aparelhos,

Leia mais

RDT Radiotransmissão

RDT Radiotransmissão MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA RDT Radiotransmissão Prof. Ramon Mayor Martins,

Leia mais

Projetos de Eletrônica Básica II

Projetos de Eletrônica Básica II Projetos de Eletrônica Básica II MUITO CUIDADO NA MONTAGEM DOS CIRCUITOS, JÁ QUE SE ESTÁ TRABALHANDO COM A REDE ELÉTRICA. Projete um sistema para uma casa inteligente, com as seguintes características:

Leia mais

Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Comunicação Social

Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Comunicação Social Universidade Federal de Juiz de Fora Faculdade de Comunicação Social O SISTEMA DE RÁDIO DIGITAL: A MODERNIZAÇÃO DO M.C.M. MAIS POPULAR DO PLANETA Texto redigido para embasar apresentação de seminário na

Leia mais

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502

Instituto Federal de Santa Catarina. Redes de Computadores RES 12502 Instituto Federal de Santa Catarina Redes de Computadores RES 12502 2014 2 O material para essas apresentações foi retirado das apresentações disponibilizadas pela Editora Pearson para o livro Redes de

Leia mais

CURSO EFA NS CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO. CLC 5 Cultura, comunicação e média

CURSO EFA NS CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO. CLC 5 Cultura, comunicação e média CURSO EFA NS CULTURA, LÍNGUA E COMUNICAÇÃO CLC 5 Cultura, comunicação e média Formadora Sandra Santos O ser humano, sempre insatisfeito, sentiu sempre a necessidade de comunicar mais rápido, mais longe,

Leia mais

RDT Radiotransmissão

RDT Radiotransmissão MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA RDT Radiotransmissão Prof. Ramon Mayor Martins,

Leia mais

Digital no Brasil Audiência PúblicaP 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, - CCT

Digital no Brasil Audiência PúblicaP 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, - CCT Implantação do Rádio R Digital no Brasil Audiência PúblicaP Brasília 12 de julho de 2007 Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática - CCT Ronald Siqueira Barbosa Lembrando a importância

Leia mais

www.philips.com/welcome

www.philips.com/welcome Register your product and get support at www.philips.com/welcome SDV1225T/55 PT Manual do Usuário Sumário 1 Importante 4 Segurança 4 Aviso para os EUA 4 Aviso para o Canadá 4 Reciclagem 4 Português 2

Leia mais

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos

Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Ano Letivo 2015/ 2016 Matriz do Teste de Avaliação de Física e Química A - 11.º ano 1 de fevereiro de 2016 120 minutos Objeto de avaliação O teste tem por referência o programa de Física e Química A para

Leia mais

OSCILAÇÕES E ONDAS E. E. Maestro Fabiano Lozano

OSCILAÇÕES E ONDAS E. E. Maestro Fabiano Lozano OSCILAÇÕES E ONDAS E. E. Maestro Fabiano Lozano Professor Mário Conceição Oliveira índice Oscilações e ondas...1 Tipos de Ondas...2 Tipo de deslocamento das ondas...2 Movimento ondulatório...2 Ondas Mecânicas...3

Leia mais

Radiodifusão. Há mais de um século o Rádio encurtando distâncias

Radiodifusão. Há mais de um século o Rádio encurtando distâncias Radiodifusão Há mais de um século o Rádio encurtando distâncias Em 1901 os satélites ainda não gravitavam em órbitas em torno da terra e as comunicações eram bem mais difíceis do que agora. No entanto,

Leia mais

Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro

Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro Roteiro 25 Interferência sonora e batimento sonoro 1 INTRODUÇÃO A interferência sonora consiste em um recebimento de duas ou mais ondas de fontes diferentes. Neste caso, teremos uma região do espaço na

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Pontifícia Universidade Católica de São Paulo TRANSMISSÃO DE INFORMAÇÃO SEM FIO Plano de aula Autor: Prof. Orivaldo Gonçalves de Mello (E.E. Pe Simon Switzar) Alunos da 2ª e 3ª séries ensino médio da E.E. Pe Simon Switzar Raphaela Rodrigues Tatiane

Leia mais

Teste de Avaliação 3 A - 06/02/2013

Teste de Avaliação 3 A - 06/02/2013 E s c o l a S e c u n d á r i a d e A l c á c e r d o S a l Ano letivo 201 2/2013 Física e Química A Bloco II (11ºano) Teste de Avaliação 3 A - 06/02/2013 1. Suponha que um balão de observação está em

Leia mais

CONCEITOS A EXPLORAR. Interação social. Relações sociais de produção. Globalização. Diversidade cultural. Linguagens e suportes de texto.

CONCEITOS A EXPLORAR. Interação social. Relações sociais de produção. Globalização. Diversidade cultural. Linguagens e suportes de texto. O mundo portátil CONCEITOS A EXPLORAR F ísica Ondas eletromagnéticas: velocidade de propagação, reflexão, refração, interferência, freqüência e comprimento. Desenvolvimento tecnológico brasileiro. S ociologia

Leia mais

Modulação PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: TELE 2 MOURA LACERDA

Modulação PROF.: PAULO GOMES MATÉRIA: TELE 2 MOURA LACERDA MATÉRIA: TELE 2 MOURA LACERDA Modulação Em telecomunicações, a modulação é a modificação de um sinal eletromagnético inicialmente gerado, antes de ser irradiado, de forma que este transporte informação

Leia mais

SISTEMA FREQUENCIA MODULADA (FM)

SISTEMA FREQUENCIA MODULADA (FM) SISTEMA FREQUENCIA MODULADA (FM) CONCEITO: O Sistema de Frequência Modulada (Sistema FM) consiste de um transmissor com uma frequência de rádio específica, com uma antena e um receptor compatível, sendo

Leia mais

Curso de Capacitação Básica em Ultrassonografia haroldomillet.com

Curso de Capacitação Básica em Ultrassonografia haroldomillet.com Curso de Capacitação Básica em Ultrassonografia haroldomillet.com PRINCÍPIOS FÍSICOS DO ULTRASSOM O ultrassom é uma onda mecânica, longitudinal produzida pelo movimento oscilatório das partículas de um

Leia mais

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt

defi departamento de física www.defi.isep.ipp.pt defi departamento de física Laboratórios de Física www.defi.isep.ipp.pt Estudo de micro-ondas I Instituto Superior de Engenharia do Porto Departamento de Física Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 431

Leia mais

Engenheiro Eletrônico pela Unicamp e Mestre em Engenharia Eletrônica pelo INPE.

Engenheiro Eletrônico pela Unicamp e Mestre em Engenharia Eletrônica pelo INPE. Antena Coletiva: Projeto e Cuidados para Receber a TV Digital Este tutorial apresenta considerações para projeto de sistemas de antena coletiva para distribuir sinais de TV digital de alta definição, HD,

Leia mais

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis

Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis Capítulo 2 Sistemas Rádio Móveis 2.1. Histórico e Evolução dos Sistemas Sem Fio A comunicação rádio móvel teve início no final do século XIX [2], quando o cientista alemão H. G. Hertz demonstrou que as

Leia mais

Introdução aos Sistemas de Comunicação

Introdução aos Sistemas de Comunicação Introdução aos Sistemas de Comunicação Edmar José do Nascimento (Princípios de Comunicação) http://www.univasf.edu.br/ edmar.nascimento Universidade Federal do Vale do São Francisco Colegiado de Engenharia

Leia mais

O televisor ou aparelho de televisão capta as ondas eletromagnéticas e através de seus componentes internos as converte novamente em imagem e som.

O televisor ou aparelho de televisão capta as ondas eletromagnéticas e através de seus componentes internos as converte novamente em imagem e som. TELEVISÃO Temos a definição da palavra TELEVISÃO do grego como tele - distante e do latim visione visão; é um sistema eletrônico de recepção de imagens e som de forma instantânea. Funciona a partir da

Leia mais

Comunicação da informação a curta distância. FQA Unidade 2 - FÍSICA

Comunicação da informação a curta distância. FQA Unidade 2 - FÍSICA Comunicação da informação a curta distância FQA Unidade 2 - FÍSICA Meios de comunicação É possível imaginar como seria o nosso mundo sem os meios de comunicação de que dispomos? Os * * * * Aparelhos de

Leia mais

Telecomunicações e Teleprocessamento

Telecomunicações e Teleprocessamento Telecomunicações e Teleprocessamento Telecomunicações Telecomunicações podem ser definidas como comunicações por meios eletrônicos, normalmente a grandes distâncias. Como veículos de transmissão podem

Leia mais