Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico"

Transcrição

1 Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico José Antonio Sorge Ludo Energia

2 Tópicos O atual modelo mercantil e de negócios com energia Discussão dos problemas atuais com o modelo e com o setor Perspectivas e tendencias

3 Dois Ambientes de Negócios Ambiente de Contratação Regulada ACR Preços definidos em leilões e tarifas definidas pela ANEEL Somente distribuidoras como compradoras Ambiente de Contratação Livre ACL Preços Livremente Negociados Participam todos os agentes, excetos as distribuidoras

4 O Ambiente de Contratação Regulada - ACR Mercado Cativo É o ambiente de contratação de energia elétrica no qual o papel do consumidor é TOTALMENTE PASSIVO, ou seja, a energia é fornecida exclusivamente pela distribuidora local, com preço e demais condições de fornecimento regulados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) GERAÇÃO TRANSMISSÃO DISTRIBUIÇÃO CONSUMIDOR CATIVO É o tipo de contratação da maior parte dos consumidores, devido ao fato do mercado livre ainda somente atender aos grandes consumidores, que tem a opção de escolher o seu FORNECEDOR (Arts. 15 e 16 da Lei nº 9.074/1995).

5 Principais Modalidades de Leilões Demanda definida pelas distribuidoras Leilão A-5 Energia Nova Contrata Energia com 5 anos de antecedencia Grandes Empreendimentos Leilão A-3 Energia Nova Contrata Energia com 3 anos de antecedencia Empreendimentos com menor prazo de implementação Leilão de Reserva Energia Nova CCEE é a contratante Demanda Definida pelo Governo Eólicas, Solar, PCHs Leilão A-1 e Leilão de Ajuste Somente para Energia Existente Contratação para o ano seguinte ou ano corrente

6

7 O que já está contratado em leilões

8 Acrescimo de Capacidade Instalada Contratada e Planejada até 2024

9 O Ambiente de Contratação Livre - ACL Mercado Livre É o ambiente de contratação de energia elétrica no qual o papel do consumidor é ATIVO, ou seja, ele tem oportunidade de escolher de quem comprar energia a fim de buscar melhores condições de preço, prazo, volume e indexador, conforme sua necessidade, com isso, a energia elétrica é tratada como mais um insumo do processo produtivo / operacional. GERAÇÃO TRANSMISSÃO DISTRIBUIÇÃO CONSUMIDOR COMERCIALIZADORA

10 Relacionamento comercial entre os agentes no ACR e ACL

11 Contratos de Uso na Transmissão e Distribuição Gerador CCT com Transmissor CUST com Transmissor Consumidor CCT com Distribuidor CUSD com Distribuidor

12 Quem pode migrar ao mercado livre? Qualquer consumidor com pelo menos 500 kw* de demanda contratada (apenas com compras de energia incentivada) É possivel somar unidades com mesmo CNPJ que totalizem 500 KW ou mais Consumidores com demanda igual ou superior a kw** que podem comprar qualquer tipo de energia (mais barata, mas sem desconto no fio) Consumidores ligados antes de julho de 1995 precisam ainda estarem conectados em no mínimo 69kV A Lei 9074/95 previa possibilidade de total liberação do mercado a partir de 2002!!!!!!!

13 Composição dos preços nos mercados cativo e livre Cliente regulado = Tarifa de fio + Encargos + Tarifa de Energia (tarifa regulada) Cliente Livre = Tarifa de fio + Encargos + Preço de energia (negociado livremente)

14 O papel do comercializador Os comercializadores agregam valor à negociação e fazem o encontro eficiente entre geradores e consumidores: Migração para o mercado livre e adesão/representação na CCEE Compra e venda de energia e gerenciamento de portfólios Gestão de riscos e estratégia de contratação Monitoramento do mercado e projeção de cenários Ajuste fino de contratação para consumidores e geradores Oferecem liquidez ao mercado e promovem a competição Desenvolvem produtos e associam serviços, com foco no cliente

15 Migração para o ACL Ganhos expressivos , ,00 Redução 32% Preço Tarifa Cativa Preço Mercado Livre 0

16 Beneficios no mercado livre

17 Comparação Mercado Livre x Mercado Cativo

18 Mercado Livre em 2016 Numero Atual Consumidor Livre Consumidor Especial Potencial

19 Principais dificuldades na migração Atrasos na aprovação do projeto e comissionamento pelo ONS: ANEEL simplificou o processo Multa por rescisão antecipada Etapas dos Procedimentos de Rede (módulo 12) não possuem prazos definidos ou prazos não são cumpridos Adequação do sistema de medição não é realizada de acordo com o prazo de migração informado pelas distribuidoras Abertura dos contratos de fornecimento Data de início e vigência não está clara nos contratos regulados (fornecimento e energia)

20 ENTÃO O MODELO MERCANTIL DO SETOR E A FORMA DE NEGOCIAR ENERGIA NOS DOIS AMBIENTES ESTÁ FUNCIONANDO PERFEITAMENTE? NÃO...E VEREMOS O QUE ESTÁ ACONTECENDO

21 Há 5 anos, o planejamento previa equilíbrio com alguma sobra

22 Modelo foi concebido para crescimento contínuo da carga

23 Reflexões sobre o Leilão A-5 29/04/2016 Comercializados 201,8 MW médios!!!!!!!!!!!

24 Regras atuais são rígidas em relação à contratação de energia Modelo não funciona adequadamente em periodos recessivos Risco de suprimento futuro

25 Desarranjos no setor tiveram inicio em 2012 A partir de 2012, com a edição da MP 579, posteriormente convertida na Lei /2013, o setor se desarranjou de uma forma tão profunda e inesperada, que as discussões e dispositivos regulatórios que se sucederam a partir de então geraram uma colcha de retalhos difícil de ser conduzida adequadamente num horizonte de sustentabilidade de regras de médio e longo prazo

26 O que é a colcha de retalhos? Lei nº , de 11 de janeiro de 2013 Res. CNPE nº 03, de 06 de março de 2013 Descontratação de energia Leilão de energia existente insuficiente Exposição das Distribuidoras aos maiores PLDs já registrados

27 O que é a colcha de retalhos? Socorro às distribuidoras subsídios do Tesouro emprestimo via CCEE, reajuste tarifário já contratado para os próximos anos problemas de fluxo de caixa e comprometimento dos investimentos

28 O que é a colcha de retalhos? Alteração da Metodologia do PLD Elevação do ESS Elétrico e Energético Elevação da CDE Incerteza quanto ao GSF Sobrecontratação das Distribuidoras Judicialização e Paralização do MCP

29 Liquidações MCP Histórico Alta inadimplencia e judicialização Valor Coberto por Liminares Inadimplencia

30 Modelo atual está esgotado!! Modelos de Formação de Preços não são adequados para este fim: NEWAVE é um modelo desenvolvido para otimizar o despacho de geração Ausencia, na expansão, de usinas com reservatórios Consumo deverá reagir muito mais rápido comparado com o período pós-racionamento Fontes intermitentes em grande evolução: eólica, solar, biomassa Armazenamento de energia: novidade no debate Desafio para as fontes térmicas no país: GNL, biogás, oferta do gás natural nacional, restrições ambientais ao óleo e carvão, nuclear Demand side management: o consumidor passará a ter papel atuante e influencia no comportamento do despacho e da carga

31 FONTES INTERMITENTES VIERAM PARA FICAR

32 Previsão da Expansão das Fontes Construção não Iniciada Construçao Operação 0

33 Pro GD Estimulo à Geração Distribuída, com base em fontes renováveis Criado pela PORTARIA Nº 538/MME, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2015 Objetivos: I - promover a ampliação da geração distribuída de energia elétrica, com base em fontes renováveis e cogeração II - incentivar a implantação de geração distribuída em: a) edificações públicas, tais como escolas, universidades e hospitais; b) edificações comerciais, industriais e residenciais Incentivar a atuação dos agentes vendedores de energia de empreendimentos de geração distribuída: Estabelece os Valores de Referência Específicos (VREs) Prevê estudo para permitir venda no Mercado Livre (ACL) da energia gerada distribuidamente Institui Grupo de Trabalho com MME, Aneel, EPE, Cepel e CCEE para acompanhar ações e propor aprimoramentos legais, regulatórios e tributários de estímulo à Geração Distribuída

34 Pro GD Estimulo à Geração Distribuída, com base em fontes renováveis Resolução 482/12 e Resolução 687/15 ANEEL Prazo: o prazo para o consumidor utilizar os créditos com a sobra de energia fornecida para a distribuidora sobe para 5 anos Autoconsumo remoto: o consumidor poderá usar os créditos para abater a fatura de outros imóveis, cuja conta esteja sob sua titularidade, mesmo em outros locais Condomínios: podem fazer a compensação de forma conjunta das contas de suas unidades Consórcios: na geração compartilhada, interessados isolados se unem em consórcio ou cooperativa e fazem a compensação conjunta das faturas, semelhante a um condomínio

35 Evolução de capacidade instalada e energia solar gerada

36 Considerações Finais Tendencia de liberação do mercado e maior participaçao do consumidor Tendência mundial de abertura dos mercado de energia: eletricidade e gás Participação ativa dos consumidores: investimentos em GD e reação a sinais de preços Abertura dos mercado estimula a competição, eficiência e inovação No Brasil, forte movimento de migração para o mercado livre e demanda crescente de consumidores pela abertura do mercado Necessidade de definição de cronograma de liberalização do mercado e ajustes no modelo setorial: PL 1.917/2015

37 PL 1917/15 Discussões no Congresso Nacional Marco Mudança Beneficios Abertura do Mercado Definição de cronograma para abertura gradual do mercado até 2022 Portabilidade da conta Competição Eficiencia Contratação no ACR Formação de Preços Leilões descentralizados de compra de energia e leilões de venda de excedentes Formação de preços via mercado, através de curvas de oferta e demanda Melhor gestão de compra de energia pelas distribuidoras Preço de curto prazo crível, aderente às expectativas de agentes e consumidores

38 O futuro da eletricidade no mundo será: Energias Renováveis Abertura dos Mercados Participação Ativa dos Consumidores Governos Dar segurança ao ambiente de investimentos Estabilidade de regras e ampliar a participação da sociedade nas decisões Proibir mudanças retroativas nas regras setoriais Reguladores Autonomia efetiva no caso brasileiro Clara e efetiva sinalização do preço da eletricidade e da emissão de carbono Remunerar adequadamente a eficiência, confiabilidade e flexibilidade das fontes Remoção de barreiras regulatórias desnecessárias para promover a competição Fonte: WEF 2015:

39 O modelo de negócios evoluirá para maior liberdade de transações Redefinição do modelo mercantil Maior estabilidade regulatória O futuro reserva grande espaço para os consumidores livres

40 Muito Obrigado! José Antonio Sorge Celular:

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico José Antonio Sorge Ludo Energia Ágora Energia Tópicos O atual modelo mercantil e de negócios com energia Principais regras e a CCEE Perspectivas

Leia mais

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico José Antonio Sorge Tópicos O atual modelo de negócios com energia O ambientes de contratação Principais regras, a formação de preços e a CCEE

Leia mais

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico

Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico Negociações com energia: o modelo mercantil do setor elétrico José Antonio Sorge Tópicos O atual modelo de negócios com energia Os ambientes de contratação Principais regras, a formação de preços e a CCEE

Leia mais

Hélvio Neves Guerra. Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica

Hélvio Neves Guerra. Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica Seminário Agro em Questão Energias Renováveis: tornando a agropecuária mais sustentável e econômica Hélvio Neves Guerra Ministério de Minas e Energia Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético

Leia mais

POSSIBILIDADES DE REDUÇÃO DO CUSTO DE ENERGIA: MICRO/MINIGERAÇÃO E MERCADO LIVRE DANIEL HOSSNI RIBEIRO DO VALLE SÃO PAULO, 30 DE JUNHO DE 2016

POSSIBILIDADES DE REDUÇÃO DO CUSTO DE ENERGIA: MICRO/MINIGERAÇÃO E MERCADO LIVRE DANIEL HOSSNI RIBEIRO DO VALLE SÃO PAULO, 30 DE JUNHO DE 2016 POSSIBILIDADES DE REDUÇÃO DO CUSTO DE ENERGIA: MICRO/MINIGERAÇÃO E MERCADO LIVRE DANIEL HOSSNI RIBEIRO DO VALLE SÃO PAULO, 30 DE JUNHO DE 2016 SUMÁRIO I. A Comercialização de Energia Elétrica - Relações

Leia mais

Resposta da Demanda. Workshop Infraestrutura Energia - Setor Elétrico e Mecanismos de Resposta pela Demanda

Resposta da Demanda. Workshop Infraestrutura Energia - Setor Elétrico e Mecanismos de Resposta pela Demanda Resposta da Demanda Workshop Infraestrutura Energia - Setor Elétrico e Mecanismos de Resposta pela Demanda 21/06/17 Roberto Castro Conselheiro de Administração Agenda A CCEE Resposta da demanda Conceituação

Leia mais

Geração Distribuída de Energia Elétrica

Geração Distribuída de Energia Elétrica Geração Distribuída de Energia Elétrica Seminário Internacional - Impactos dos Recursos Energéticos Distribuídos sobre o Setor de Distribuição 20/05/2016 Roberto Castro Conselheiro de Administração Agenda

Leia mais

Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia

Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia Papel e Perspectivas da CCEE para o Setor Elétrico Seminário Internacional Bolsa de Energia ARY PINTO Conselheiro 28/02/2019 Agenda Sistema Elétrico Brasileiro e a CCEE Mercado Livre de Energia Elétrica

Leia mais

Bioeletricidade e o mercado livre de energia. Brasília, 27 de junho de 2017.

Bioeletricidade e o mercado livre de energia. Brasília, 27 de junho de 2017. Bioeletricidade e o mercado livre de energia Brasília, 27 de junho de 2017. ABRACEEL 80 empresas associadas de diferentes vocações ABRACEEL Agenda O setor e o mercado livre Mudanças setoriais Financiamento

Leia mais

MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1

MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1 MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA 1 2 MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA SUMÁRIO 1. Organização 2. Como está estruturado o mercado de energia elétrica? 3. Quais são as

Leia mais

Perspectivas do Setor de Energia Elétrica

Perspectivas do Setor de Energia Elétrica Perspectivas do Setor de Energia Elétrica Palestra Apimec RJ 19/set/2011 Leonardo Lima Gomes Agenda 1. Visão Geral do Setor 2. Mercado de Energia Elétrica 3. Perspectivas Desenvolvimento Mercado 4. Perspectivas

Leia mais

O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás

O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás O mercado livre de energia elétrica e os aprendizados para o setor de gás Seminário sobre Gás Natural e Regulação 11/12/2017 Solange David Vice-presidente do Conselho de Administração Agenda Governança

Leia mais

SEMINÁRIO HOSPITAIS SAUDÁVEIS MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA E OPORTUNIDADES

SEMINÁRIO HOSPITAIS SAUDÁVEIS MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA E OPORTUNIDADES SEMINÁRIO HOSPITAIS SAUDÁVEIS MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA E OPORTUNIDADES RICARDO LIMA CONSULTOR Nov/2018 MATRIZ ELÉTRICA BRASILEIRA Fonte: EPE O que é mercado livre? Adaptado de uma apresentação

Leia mais

Audiência Pública conjunta. Comissão de Minas e Energia Comissão de Defesa do Consumidor. Projeto de Lei nº 1917 Portabilidade da conta de luz

Audiência Pública conjunta. Comissão de Minas e Energia Comissão de Defesa do Consumidor. Projeto de Lei nº 1917 Portabilidade da conta de luz Audiência Pública conjunta Comissão de Minas e Energia Comissão de Defesa do Consumidor Projeto de Lei nº 1917 Portabilidade da conta de luz 1 Estabelece um cronograma para a portabilidade da conta de

Leia mais

Potencializando o Negócio de Geração Distribuída no Brasil: Oportunidades de negócio e revisão da REN 482/2012

Potencializando o Negócio de Geração Distribuída no Brasil: Oportunidades de negócio e revisão da REN 482/2012 Potencializando o Negócio de Geração Distribuída no Brasil: Oportunidades de negócio e revisão da REN 482/2012 Carlos Alberto Calixto Mattar Superintendente de Regulação dos Serviços de Distribuição São

Leia mais

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro

2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro 2 Novo Modelo do Setor Elétrico Brasileiro Segundo a lei federal no. 10.848, esse novo modelo tem três objetivos principais: garantir a segurança no suprimento da energia elétrica, atingir a modicidade

Leia mais

XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil. A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro. 15 de agosto de 2012

XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil. A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro. 15 de agosto de 2012 XIII Fórum Nacional de Energia e Meio Ambiente no Brasil A atuação da CCEE como operadora do mercado brasileiro 15 de agosto de 2012 Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração

Leia mais

3º Seminário Energia +Limpa O Mercado de Energia Elétrica Brasileiro

3º Seminário Energia +Limpa O Mercado de Energia Elétrica Brasileiro 3º Seminário Energia +Limpa O Mercado de Energia Elétrica Brasileiro Alexandre Zucarato 24 de abril de 2012 Funcionamento do Sistema Físico 2 Sistema Elétrico Brasileiro 3 Sistema Elétrico Brasileiro Rede

Leia mais

VI Conferência de PCHs Mercado & Meio-Ambiente Comercialização de Energia Elétrica Proveniente de PCHs no Brasil

VI Conferência de PCHs Mercado & Meio-Ambiente Comercialização de Energia Elétrica Proveniente de PCHs no Brasil VI Conferência de PCHs Mercado & Meio-Ambiente Comercialização de Energia Elétrica Proveniente de PCHs no Brasil Antônio Carlos Fraga Machado Presidente do Conselho de Administração Câmara de Comercialização

Leia mais

Mercado Livre de Energia: Perspectivas e como migrar 14º COBEE Congresso Brasileiro de Eficiência Energética 01/09/2017

Mercado Livre de Energia: Perspectivas e como migrar 14º COBEE Congresso Brasileiro de Eficiência Energética 01/09/2017 Mercado Livre de Energia: Perspectivas e como migrar 14º COBEE Congresso Brasileiro de Eficiência Energética 01/09/2017 Gilson Cecchin Gerente executivo de Cadastros e Contratos Agenda A CCEE Câmara de

Leia mais

MERCADO LIVRE DE ENERGIA

MERCADO LIVRE DE ENERGIA TUDO SOBRE MERCADO LIVRE DE ENERGIA NA BUSCA POR MELHORES PREÇOS E UM AUMENTO DA PREVISIBILIDADE NOS NEGÓCIOS, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS ESTÃO MIGRANDO PARA O CHAMADO MERCADO LIVRE. 1. INTRODUÇÃO Na busca

Leia mais

FIESP - Workshop de Energia

FIESP - Workshop de Energia FIESP - Workshop de Energia Mercado Livre de Energia Painel: Expansão do Mercado Livre Fabio Lopes Alves Secretário de Energia Elétrica Ministério de Minas e Energia São Paulo, 23 de Agosto de 2017 1 ROTEIRO

Leia mais

ENASE Rio de Janeiro, 17 de maio de 2017.

ENASE Rio de Janeiro, 17 de maio de 2017. ENASE 2017 Rio de Janeiro, 17 de maio de 2017. ABRACEEL 76 empresas associadas de diferentes vocações ABRACEEL Cenário Atual e Perspectiva Nos últimos três encontros Enase, a Abraceel argumentou que o

Leia mais

Energia, o que esperar em 2.015

Energia, o que esperar em 2.015 Energia, o que esperar em 2.015 ABRAMAT Otávio Carneiro de Rezende Diretor Presidente Usina Hidrelétrica Ourinhos Surgimos para administrar a geração e o consumo do Grupo Votorantim. Hoje atendemos a diversos

Leia mais

Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais

Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais Evolução dos Contratos de Energia nas últimas décadas e os Recursos Naturais 6º Painel - Direito da Concorrência e a Regulação Setorial harmonização e discordâncias Visão da Comercialização de Energia

Leia mais

8 de agosto de Ricardo Lima Conselheiro de Administração - CCEE. Estrutura tarifária "ponta/fora da ponta Perspectiva dos atores

8 de agosto de Ricardo Lima Conselheiro de Administração - CCEE. Estrutura tarifária ponta/fora da ponta Perspectiva dos atores Estrutura tarifária "ponta/fora da ponta Perspectiva dos atores Seminário Autoprodução de Energia Elétrica na Ponta Impactos e Perspectivas 8 de agosto de 2012 Ricardo Lima Conselheiro de Administração

Leia mais

Alternativas de Venda de Energia para CGH

Alternativas de Venda de Energia para CGH Alternativas de Venda de Energia para CGH 2 Workshop Nacional de CGH Curitiba, 28 de março de 2018 Bernardo Folly de Aguiar Superintendente de Projetos de Geração Temário As CGH no Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

Aprimoramentos regulatórios do setor elétrico

Aprimoramentos regulatórios do setor elétrico Aprimoramentos regulatórios do setor elétrico 07/11/2017 Energy Risk Management Cesar Pereira Gerente Executivo de Regras, Capacitação e Preços Ampliação do Mercado Livre Total de Associados (setembro

Leia mais

O que mudou recentemente nas regras do Mercado Livre de energia e o que está sendo avaliado no Congresso e Governo Federal

O que mudou recentemente nas regras do Mercado Livre de energia e o que está sendo avaliado no Congresso e Governo Federal São Paulo, 29 de maio de 2019 O que mudou recentemente nas regras do Mercado Livre de energia e o que está sendo avaliado no Congresso e Governo Federal Agenda Abraceel e o mercado livre Mudanças recentes

Leia mais

Agenda Setorial UBM CanalEnergia

Agenda Setorial UBM CanalEnergia Agenda Setorial UBM CanalEnergia Principais pontos para o mercado em 2018 João Carlos Mello Mar/18 AGENDA APRIMORAMENTOS NOS MECANISMOS DE FORMAÇÃO DE PREÇOS GSF: STATUS E PERSPECTIVAS PERSPECTIVAS DE

Leia mais

AS PCHs E O SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO

AS PCHs E O SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO AS PCHs E O SETOR DE ENERGIA ELÉTRICA BRASILEIRO Leontina M V G Pinto leontina@engenho.com O POTENCIAL CAPACIDADE INSTALADA CAPACIDADE INSTALADA (GW) CGH 0,562 EOL 11,551 PCH 6,969 UFV 0,387 UHE 101,188

Leia mais

OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO. Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR

OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO. Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR OS DESAFIOS DO SETOR ELÉTRICO Brasília 29/07/2016 DELSON JOSÉ AMADOR UM POUCO DE HISTÓRIA * ATÉ A DÉCADA DE 1970 - REMUNERAÇÃO GARANTIDA : COMPUTADA NA TARIFA - EQUALIZAÇÃO TARIFÁRIA : AJUSTE NA REMUNERAÇÃO

Leia mais

CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE

CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE CONSULTA PUBLICA (CP) 33 NOTA TÉCNICA Nº 5/2017/AEREG/SE A CONSULTA Continuidade à Consulta Pública nº 21, de 2016; Propõe se submissão de proposta de aprimoramento do marco legal do setor elétrico em

Leia mais

O Mercado Livre de Energia

O Mercado Livre de Energia O Mercado Livre de Energia Reunião do Conselho Empresarial de Energia Elétrica do Sistema FIRJAN Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração 13/07/2017 Agenda A CCEE: operadora do mercado brasileiro

Leia mais

O Projeto de Lei 1.917/2015 e PLS 232/2016 ( portabilidade das conta de luz ) e o modelo regulatório vigente. São Paulo, 26 de outubro de 2016

O Projeto de Lei 1.917/2015 e PLS 232/2016 ( portabilidade das conta de luz ) e o modelo regulatório vigente. São Paulo, 26 de outubro de 2016 O Projeto de Lei 1.917/2015 e PLS 232/2016 ( portabilidade das conta de luz ) e o modelo regulatório vigente São Paulo, 26 de outubro de 2016 ABRACEEL 71 Empresas Associadas Existem 187 comercializadoras

Leia mais

Painel 2: CCEE e a operação do mercado 22/03/2018 Agenda Setorial 2018: Reforma Setorial e Perspectivas 2018

Painel 2: CCEE e a operação do mercado 22/03/2018 Agenda Setorial 2018: Reforma Setorial e Perspectivas 2018 Painel 2: CCEE e a operação do mercado 22/03/2018 Agenda Setorial 2018: Reforma Setorial e Perspectivas 2018 Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração Agenda Institucional Mercado Livre Desafios

Leia mais

XIX Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica - ENCCEE. Os consumidores Cativos e o Novo Marco Regulatório do

XIX Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica - ENCCEE. Os consumidores Cativos e o Novo Marco Regulatório do XIX Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica - ENCCEE Os consumidores Cativos e o Novo Marco Regulatório do Fabio Lopes Alves Setor Elétrico Nacional Secretário de Energia Elétrica

Leia mais

O Mercado Livre de Energia. Aspectos Gerais para Consumidores Livres

O Mercado Livre de Energia. Aspectos Gerais para Consumidores Livres O Mercado Livre de Energia Aspectos Gerais para Consumidores Livres Patrocinadores da Campanha 2012 Ano do Mercado Livre de Energia Agenda O Sistema Elétrico Brasileiro e suas Instituições O Modelo do

Leia mais

COINVALORES: Cenário e Perspectivas para o Setor de Energia Renováveis com Ênfase no Segmento Eólico Gestão e Trading no Mercado de Energia Renovável

COINVALORES: Cenário e Perspectivas para o Setor de Energia Renováveis com Ênfase no Segmento Eólico Gestão e Trading no Mercado de Energia Renovável COINVALORES: Cenário e Perspectivas para o Setor de Energia Renováveis com Ênfase no Segmento Eólico Gestão e Trading no Mercado de Energia Renovável Cristopher Alexander Vlavianos, Presidente Comerc Energia

Leia mais

Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE

Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE Painel 3 - INTEGRAÇÃO NO MERCOSUL Seminário Internacional de Integração Elétrica da América do Sul 7 de agosto de 2012 Antônio Carlos Fraga Machado Conselheiro de Administração - CCEE Sistema Interligado

Leia mais

IndEco O GRUPO. IndEco. Linkx Comercializadora. Geração Distribuída. Engenharia. Tratamento de Resíduos Hospitalares

IndEco O GRUPO. IndEco. Linkx Comercializadora. Geração Distribuída. Engenharia. Tratamento de Resíduos Hospitalares IndEco O GRUPO Linkx Comercializadora Engenharia Geração Distribuída IndEco Tratamento de Resíduos Hospitalares IndEco em Números Está entre as 5 maiores Empresas do segmento no Brasil 60 Especialistas

Leia mais

Agenda CCEE /09/2014 2º Encontro Nacional de Consumidores Livres. Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração

Agenda CCEE /09/2014 2º Encontro Nacional de Consumidores Livres. Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração Agenda CCEE 2015 29/09/2014 2º Encontro Nacional de Consumidores Livres Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração Agenda CCEE e o mercado de energia elétrica Atuação em prol

Leia mais

Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial

Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial 1 Painel Mercado Visão de cada segmento do mercado Cenário Atual Problemas - Propostas de ajuste no modelo setorial 2 Fundada em Março de 2006 40 Associados e Apoiadores; Setor Industrial, Comercial, Prestação

Leia mais

Sistemáticas dos Leilões

Sistemáticas dos Leilões VIII Conferência Anual da RELOP Sistemáticas dos Leilões José Jurhosa Junior Diretor São Tomé 2 de setembro de 2015 Contexto atual Geração Aumento de 44% da capacidade instalada nos últimos 10 anos. Uma

Leia mais

Setor Elétrico Brasileiro

Setor Elétrico Brasileiro Setor Elétrico Brasileiro Desafios do SEB Oportunidades para PCHs e CGHs Judicialização do Setor Principal motivo: Generation Scaling Factor (GSF) = Volume de Energia efetivamente Gerado pelo MRE / Garantia

Leia mais

Perspectivas do Setor Elétrico 2017 a 2021 A ótica do mercado

Perspectivas do Setor Elétrico 2017 a 2021 A ótica do mercado Perspectivas do Setor Elétrico 2017 a 2021 A ótica do mercado ENASE 2017-14º Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração 17/05/2017 Agenda CCEE Mercado

Leia mais

ENTENDENDO O MERCADO DE ENERGIA PERSPECTIVAS

ENTENDENDO O MERCADO DE ENERGIA PERSPECTIVAS ENTENDENDO O MERCADO DE ENERGIA PERSPECTIVAS Bernardo Bezerra bernardo@psr-inc.com Energy Consumers Forum São Paulo, 28 de maio de 2019 Temário Situação atual do setor elétrico Transição energética no

Leia mais

Ministério de Minas e Energia Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético

Ministério de Minas e Energia Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético Ministério de Minas e Energia Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Energético Reive Barros dos Santos Política Energética - Planejamento Rio de Janeiro, 1 de abril 2019 Este documento foi preparado

Leia mais

Workshop de Eficiência Energética Gerar sua própria energia é realmente um bom negócio? Jun/17

Workshop de Eficiência Energética Gerar sua própria energia é realmente um bom negócio? Jun/17 Workshop de Eficiência Energética Gerar sua própria energia é realmente um bom negócio? Jun/17 Programação Capítulo 1 Quem somos Capítulo 2 Energia Solar Fotovoltaica no Brasil Capítulo 3 Cases Capítulo

Leia mais

O MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA

O MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA O MERCADO LIVRE DE ENERGIA ELÉTRICA O MODELO SETORIAL PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS AMBIENTES DE CONTRATAÇÃO: LIVRE (ACL) OU REGULADA (ACR) DESVERTICALIZAÇÃO DAS ATIVIDADES DO SETOR: GERADORES, TRANSMISSORES,

Leia mais

Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo

Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo Tiago de Barros Correia Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL O SERVIÇO DE DISTRIBUIÇÃO DE ELETRICIDADE: Desafios de curto e médio prazo Roteiro Apresentação institucional As competências da ANEEL

Leia mais

Setor Elétrico: perspectivas do mercado, legislação, comercialização de energia e estratégia de precificação. Luiz Fernando Leone Vianna

Setor Elétrico: perspectivas do mercado, legislação, comercialização de energia e estratégia de precificação. Luiz Fernando Leone Vianna Setor Elétrico: perspectivas do mercado, legislação, comercialização de energia e estratégia de precificação Luiz Fernando Leone Vianna 04.07.2013 A APINE 60 associados Geradores privados e concessionárias

Leia mais

Atualização Tecnológica como base para inovação nos Processos de Operação em Tempo Real

Atualização Tecnológica como base para inovação nos Processos de Operação em Tempo Real Atualização Tecnológica como base para inovação nos Processos de Operação em Tempo Real 8º SENOP - Seminário Nacional de Operadores de Sistemas e de Instalações Elétricas Foz do Iguaçu 06 de Outubro de

Leia mais

Oportunidades na perspectiva da Expansão de ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL PDE2026

Oportunidades na perspectiva da Expansão de ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL PDE2026 MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Oportunidades na perspectiva da Expansão de ENERGIA ELÉTRICA NO BRASIL PDE2026 Low Carbon Business Action Brazil Ubiratan Francisco Castellano Secretaria de Planejamento e

Leia mais

Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012

Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012 Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012 Davi Rabelo Especialista em Regulação Superintendência de Regulação dos Serviços de Distribuição SRD Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2017 AGENDA Conceitos

Leia mais

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE

GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012. Secretaria de Energia Elétrica SEE GERAÇÃO DISTRIBUIDA MODELO E LEGISLAÇÃO DO SETOR ELÉTRICO RESOLUÇÃO NORMATIVA ANEEL Nº 482/2012 Secretaria de Energia Elétrica SEE MODELO ATUAL DO SETOR ELÉTRICO PILARES SEGURANÇA ENERGÉTICA UNIVERSALIZAÇÃO

Leia mais

Solange David. Vice-presidente do conselho de administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE)

Solange David. Vice-presidente do conselho de administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) Solange David Vice-presidente do conselho de administração da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) Contribuição das energias renováveis para a mitigação de GEE: oportunidades e desafios

Leia mais

Setor Elétrico Brasileiro Presente e Futuro

Setor Elétrico Brasileiro Presente e Futuro MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Setor Elétrico Brasileiro Presente e Futuro Eng. Civil Cristiano Augusto Trein, Ph.D. Ministério de Minas e Energia cristiano.trein@mme.gov.br Julho 2016 Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos José Henrique Diniz Consultor ADENOR, SEBRAE e FUNDAÇÃO DOM CABRAL Sócio-Consultor: CONEXÃO Energia

Leia mais

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002

O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO. Walfrido Avila - 06/2002 O COMERCIALIZADOR E A GERAÇÃO DISTRIBUÍDA NO NOVO PANORAMA DO SETOR ELÉTRICO Walfrido Avila - 06/2002 1 1 - CENÁRIOS DE EVOLUÇÃO DO SISTEMA INTERLIGADO CENÁRIO DE REFERÊNCIA (1) Critérios com base na Resolução

Leia mais

Os Desafios da Comercialização de Energia nos Mercados Regulado e Livre no Sistema Brasileiro

Os Desafios da Comercialização de Energia nos Mercados Regulado e Livre no Sistema Brasileiro Os Desafios da Comercialização de Energia nos Mercados Regulado e Livre no Sistema Brasileiro Xisto Vieira Filho Diretor de Regulação e Comercialização de Energia da MPX Energia S.A. Presidente da Associação

Leia mais

APERFEIÇOAMENTOS REGULATÓRIOS PARA O MERCADO LIVRE. 13º Encontro Internacional de Energia - FIESP. 6 de agosto de 2012

APERFEIÇOAMENTOS REGULATÓRIOS PARA O MERCADO LIVRE. 13º Encontro Internacional de Energia - FIESP. 6 de agosto de 2012 APERFEIÇOAMENTOS REGULATÓRIOS PARA O MERCADO LIVRE 13º Encontro Internacional de Energia - FIESP 6 de agosto de 2012 Ricardo Lima Conselheiro de Administração - CCEE Funcionamento do Sistema Físico Funcionamento

Leia mais

A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica

A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica A Inserção da Energia Eólica no Brasil Mesa Redonda: Energia Eólica Élbia Melo 10/02/2010 Agenda Visão Geral da CCEE e do Mercado de Energia Comercialização de Energia de Eólica PROINFA ACL ACR Energia

Leia mais

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração

11 de abril de Paulo Born Conselho de Administração Operações do Mercado de Energia Evolução e Perspectiva Seminário FIEPE 11 de abril de 2013 Paulo Born Conselho de Administração Agenda Visão Geral do Mercado de Energia Governança e Ambientes de Comercialização

Leia mais

Comercializador Varejista

Comercializador Varejista Comercializador Varejista XIX Encontro Nacional dos Conselhos de Consumidores de Energia Elétrica 10/11/201 Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração Agenda Governança do setor elétrico e o papel

Leia mais

Fórum de Debates CCEE-EPE Separação de lastro e energia

Fórum de Debates CCEE-EPE Separação de lastro e energia Fórum de Debates CCEE-EPE Separação de lastro e energia 26/07/2017 Agenda 1. Abertura 2. Preço de curto prazo e operação do sistema 3. Alocação de riscos e centralização de contratos 4. Financiabilidade

Leia mais

2 Sistema Elétrico Brasileiro

2 Sistema Elétrico Brasileiro 2 Sistema Elétrico Brasileiro O setor elétrico brasileiro passou por diversas mudanças nos últimos anos. Tais mudanças foram necessárias para viabilizar a expansão da capacidade de geração e acompanhar

Leia mais

XX Simpósio Jurídico da ABCE. Os 10 anos da Lei /2004, reflexões e perspectivas.

XX Simpósio Jurídico da ABCE. Os 10 anos da Lei /2004, reflexões e perspectivas. XX Simpósio Jurídico da ABCE Os 10 anos da Lei 10.848/2004, reflexões e perspectivas. São Paulo Outubro de 2014 Ricardo Brandão Procurador-Geral da ANEEL Marcos normativos antecedentes à Lei 10.848/2004

Leia mais

2 O setor elétrico brasileiro

2 O setor elétrico brasileiro 2 O setor elétrico brasileiro O setor elétrico divide-se basicamente quatro segmentos: geração, transmissão, distribuição e comercialização. A geração de energia é composta por centrais hidrelétricas ou

Leia mais

Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais

Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais Regulação do Setor Elétrico Brasileiro Contexto e Desafios Atuais Seminário Internacional Desafios da Regulação do Setor Elétrico Romeu Donizete Rufino Diretor-Geral da ANEEL 12 de fevereiro de 2015 Universidade

Leia mais

Abordagem regulatória: Panorama regulatório e legislativo para o setor de geração hidrelétrica

Abordagem regulatória: Panorama regulatório e legislativo para o setor de geração hidrelétrica Abordagem regulatória: Panorama regulatório e legislativo para o setor de geração hidrelétrica Seminário Socioambiental Hidrelétrico Thiago Bao Ribeiro Subsídio de TUSD e TUSD para PCHs CGH Lei 9.427/96

Leia mais

Cenários e Perspectivas para o Mercado Livre de Energia em 2019

Cenários e Perspectivas para o Mercado Livre de Energia em 2019 Cenários e Perspectivas para o Mercado Livre de Energia em 2019 Comportamento Tarifas e Preços Comportamento Tarifas e Preços Composição Tarifária PARCELA A Custos não gerenciáveis Compra de Energia Encargos

Leia mais

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Junho/2015 Ronaldo dos Santos Custódio rcustodio@eletrosul.gov.br Matriz Renovável O problema brasileiro Brasil possui matriz notadamente renovável

Leia mais

SOMOS A CEOS ENERGIA.

SOMOS A CEOS ENERGIA. SOMOS A CEOS ENERGIA. Temos um objetivo claro: gerar redução de custos com energia para sua empresa. Com uma equipe formada por profissionais com vasta experiência no segmento de energia, atuando em todo

Leia mais

3. O Setor Elétrico Brasileiro (SEB)

3. O Setor Elétrico Brasileiro (SEB) 3. O Setor Elétrico Brasileiro (SEB) Até 1995, o Setor Elétrico Brasileiro era formado por empresas verticalizadas, predominantemente estatais, detentoras das atividades de geração, transmissão e distribuição

Leia mais

CCEE Situação Atual e Evoluções. Workshop Andrade&Canellas de agosto de Paulo Born Conselheiro de Administração - CCEE

CCEE Situação Atual e Evoluções. Workshop Andrade&Canellas de agosto de Paulo Born Conselheiro de Administração - CCEE CCEE Situação Atual e Evoluções Workshop Andrade&Canellas 2012 17 de agosto de 2012 Paulo Born Conselheiro de Administração - CCEE Responsabilidades da CCEE - Evolução 27) RRV usinas em atraso 28) Gestão

Leia mais

Ambiente de Contratação Livre e Alternativas de Aquisição de Energia

Ambiente de Contratação Livre e Alternativas de Aquisição de Energia ENCONTRO TÉCNICO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA Ambiente de Contratação Livre e Alternativas de Aquisição de Energia João Carlos Mello Abril 2005 O Mercado Livre no Brasil Abertura do Mercado de Energia Mercado

Leia mais

Taller de trabajo: Energía Solar Integración y despacho: desafíos para la región

Taller de trabajo: Energía Solar Integración y despacho: desafíos para la región MINISTÉRIO DE MINAS E ENERGIA Taller de trabajo: Energía Solar Integración y despacho: desafíos para la región Ing. Cristiano Augusto Trein, Ph.D. Ministério de Minas e Energia cristiano.trein@mme.gov.br

Leia mais

UMA EMPRESA FORTE EM ENERGIA. Energy Expo Fórum. Estratégias Vencedoras na Compra de Energia no Mercado Livre

UMA EMPRESA FORTE EM ENERGIA. Energy Expo Fórum. Estratégias Vencedoras na Compra de Energia no Mercado Livre UMA EMPRESA FORTE EM ENERGIA Energy Expo Fórum Estratégias Vencedoras na Compra de Energia no Mercado Livre Uma Empresa Forte em Energia 24 Usinas em Operação e 5 em Construção R$ 1,4 bilhão de investimentos

Leia mais

PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA

PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA PARCERIA SEGURA E COM EXPERIÊNCIA O GRUPO CPFL ENERGIA Grupo com mais de 100 anos de história Maior grupo privado do setor elétrico nacional Mais de 30 anos de relacionamento com o setor sucroenergético

Leia mais

1 SUA FATURA DE ENERGIA

1 SUA FATURA DE ENERGIA 1 SUA FATURA DE ENERGIA O SISTEMA ELÉTRICO BRASILEIRO (SIN) é composto por Geradores, Transmissores, Distribuidores e Consumidores: No MERCADO CATIVO, mercado tradicional dos consumidores, as Distribuidoras

Leia mais

Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado

Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado Perspectivas do Setor Elétrico 2018 a 2022 A ótica do Mercado Reunião Plenária da ABRAGE Rui Altieri Presidente do Conselho de Administração 20/09/18 Grandes números CCEE e mercado de energia elétrica

Leia mais

Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012

Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012 Micro e Minigeração Distribuída REN 482/2012 Davi Rabelo Especialista em Regulação Superintendência de Regulação dos Serviços de Distribuição SRD Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2017 AGENDA Conceitos

Leia mais

Plano da Apresentação. Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais.

Plano da Apresentação. Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais. Plano da Apresentação Formação de preços de energia. Tarifas de Energia. Encargos setoriais. Uma característica atualmente importante do setor elétrico brasileiro é a separação entre commodity e serviços.

Leia mais

DE APRIMORAMENTO DO MARCO LEGAL DO SETOR ELÉTRICO.

DE APRIMORAMENTO DO MARCO LEGAL DO SETOR ELÉTRICO. Sessão 4 - Debate com as associações setoriais A VISÃO DO CONSUMIDOR CONSULTA PÚBLICA 33/2017 Avaliação do modelo vigente do setor elétrico PROPOSTA DE APRIMORAMENTO DO MARCO LEGAL DO SETOR ELÉTRICO. Mudanças

Leia mais

Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil

Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil Regulação para o Uso de Fontes Alternativas na Geração de Energia Elétrica no Brasil (Incentivos e Desenvolvimento) Aymoré de Castro Alvim Filho Eng. Eletricista, Dr. Especialista em Regulação, SRG/ANEEL

Leia mais

ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE

ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE ECONOMIA E PRODUTIVIDADE DIRETO DA FONTE Como reduzir custos sem comprometer a produção? MERCADO LIVRE DE ENERGIA MERCADO LIVRE DE ENERGIA Liberdade para escolher o fornecedor de energia, obter economia

Leia mais

GERAÇÃO DISTRIBUÍDA. XXIV Simpósio Jurídico ABCE São Paulo, 24 de outubro de 2018

GERAÇÃO DISTRIBUÍDA. XXIV Simpósio Jurídico ABCE São Paulo, 24 de outubro de 2018 GERAÇÃO DISTRIBUÍDA XXIV Simpósio Jurídico ABCE São Paulo, 4 de outubro de 018 O QUE É GERAÇÃO DISTRIBUÍDA? É a geração de energia elétrica realizada junto ou próxima dos consumidores (centros de carga),

Leia mais

Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre

Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre Perspectivas de Oferta e Preço da Energia para o Mercado Livre Workshop Mercado Livre de Energia FIESP, 23 de agosto de 2017 José Said de Brito Presidente Conceito A expansão do mercado livre é gerada

Leia mais

WORKSHOP MERCADO LIVRE DE ENERGIA. São Paulo, 23 de agosto de 2017.

WORKSHOP MERCADO LIVRE DE ENERGIA. São Paulo, 23 de agosto de 2017. WORKSHOP MERCADO LIVRE DE ENERGIA São Paulo, 23 de agosto de 2017. ABRACEEL 84 empresas associadas de diferentes vocações ABRACEEL Agenda Momento atual do setor e ML Objetivos da reforma Futuro: consulta

Leia mais

Contratação: Regras Claras, Estáveis e Razoáveis. Paulo Pedrosa

Contratação: Regras Claras, Estáveis e Razoáveis. Paulo Pedrosa Contratação: Regras Claras, Estáveis e Razoáveis Paulo Pedrosa Contratação: Regras Claras, Estáveis e Razoáveis Energia elétrica e competitividade Claras, estáveis e razoáveis...para quem? Desafios do

Leia mais

Perspectivas e o papel da fonte solar fotovoltaica no Brasil

Perspectivas e o papel da fonte solar fotovoltaica no Brasil Perspectivas e o papel da fonte solar fotovoltaica no Brasil Workshop Energia Fotovoltaica FIESP São Paulo, RESUMO DA APRESENTAÇÃO PAPEL DA EPE MERCADOS PARA FOTOVOLTAICA: LEILÕES DO AMBIENTE REGULADO

Leia mais

Modernização Setor Elétrico Brasileiro

Modernização Setor Elétrico Brasileiro Modernização Setor Elétrico Brasileiro Thymos Energia Thaís Prandini Outubro 2017 Sumário Cenário Atual do Setor Elétrico e Projeções Geração Centralizada vs. Distribuída Smart Grid Setor Elétrico Brasileiro

Leia mais

SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ENERGIA MAIS COMPETITIVIDADE PARA SEU NEGÓCIO

SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ENERGIA MAIS COMPETITIVIDADE PARA SEU NEGÓCIO SOLUÇÕES INTEGRADAS EM ENERGIA MAIS COMPETITIVIDADE PARA SEU NEGÓCIO O GRUPO CPFL ENERGIA Grupo com mais de 100 anos de história Maior grupo privado do setor elétrico nacional Controlada pelo Grupo State

Leia mais

Encontro Nacional sobre o Futuro das PCHs. Cenário e tarifas do mercado livre e regulado

Encontro Nacional sobre o Futuro das PCHs. Cenário e tarifas do mercado livre e regulado Encontro Nacional sobre o Futuro das PCHs Cenário e tarifas do mercado livre e regulado 22 de agosto de 2013 Luiz Eduardo Barata Ferreira Presidente do Conselho de Administração Agenda Comercialização

Leia mais

Mercado Livre para energia Eólica Novas experiências, aprendizado e crescimento. Excelência para otimizar seus resultados.

Mercado Livre para energia Eólica Novas experiências, aprendizado e crescimento. Excelência para otimizar seus resultados. Mercado Livre para energia Eólica Novas experiências, aprendizado e crescimento Excelência para otimizar seus resultados. 2 Venda de Energia Mercado Regulado Mercado Livre Contratação de longo prazo a

Leia mais

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica

Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica TRIBUTAÇÃO SOBRE ENERGIA ELÉTRICA CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Módulo 1 Princípios Básicos do Setor de Energia Elétrica 1 Modelo atual do setor elétrico brasileiro a partir de 2004 2 Marcos Regulatórios do Novo

Leia mais

Nº 54 Fevereiro/

Nº 54 Fevereiro/ www.ccee.org.br Nº 54 Fevereiro/212 8 1 8 O Info Mercado é uma publicação mensal que traz os principais resultados das operações contabilizadas no âmbito da CCEE. Esta edição refere-se aos dados da contabilização

Leia mais

Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013

Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013 1 Eng. JOSIAS MATOS DE ARAÚJO Diretor-Presidente da Eletrobras Eletronorte 11 de novembro de 2013 2 Setor Elétrico Brasileiro Números do Setor Elétrico Brasileiro Geração Instalada: 124.386 MW Linhas de

Leia mais

Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar

Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar Geração Distribuída de Energia Elétrica e Geração Solar Seminário franco-brasileiro de Energia Solar - FIESP 25/08/2016 Roberto Castro Conselheiro de Administração Agenda Comercialização de Energia Elétrica

Leia mais