Aplicação de Contextual Design na elicitação de requisitos do Acessibl

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Aplicação de Contextual Design na elicitação de requisitos do AcessibleMail"

Transcrição

1 Universidade Federal de Pernambuco - UFPE Centro de Informática Cin Pós-graduação em Ciência da Computação Aplicação de Contextual Design na elicitação de requisitos do Acessibl Antonio Gerard RECIFE, MARÇO DE 2014

2 2 Introdução... 1 Problematização... 1 Engenharia de requisitos... 2 Planejamento Inicial... 2 Elicitação de requisitos... 4 Rapid Contextual Design Process... 5 Publico alvo... 6 Consolidação e painel de afinidades... 7 Dispositivos... 8 SOs (Sistemas Operacionais)... 8 Leitores de tela... 8 Aplicativos Interação Modelo de gerenciamento de s Problemas relacionados ao uso de s Observações contextuais Oportunidades para outras soluções Wall Walk e Visioning Benchmark Gmail Yahoo! Mail Outlook.com Conclusão Anexo I Roteiro de entrevista Anexo II Anotações das entrevistas Anexo III Transcrições das entrevistas... 25

3 1 Introdução Nesta monografia abordaremos o processo de Contextual Design (CD) na elicitação de requisitos para a concepção de uma WebApp (Aplicação Web) chamada Acessibl . A evolução do escopo do projeto é notável ao passo que a elicitação dos requisitos avança levantando questões que não figuravam o panorama inicial da iniciativa. A aplicação da elicitação não interferiu na essência do produto, mas o adequou à realidade do cenário local, onde será desenvolvido, ampliando a sua aplicação com a finalidade de beneficiar a maior quantidade de pessoas possíveis. Este projeto tenta também demonstrar a relevância dessa etapa e como ele colabora de maneira fundamental para o entendimento de vários fatores que influenciam o sucesso de soluções na área de TI e direcionam o foco para o real problema. Mesmo sendo realizada de maneira simples e rápida, a elicitação, pode trazer resultados importantes se planejada e realizada de maneira adequada. Problematização Na sua primeira idealização, a solução chamava-se BlindMail e se tratava de um aplicativo mobile com o objetivo de padronizar e facilitar o gerenciamento de contas de s, incluindo atividades como leitura e envio de s, via dispositivos móveis (tablets e smartphones) para cegos e pessoas com baixa visão. Essa ideia surgiu de experiências pessoais e observações durante um curso de webdesign com foco em acessibilidade digital. Após ter percebido que diferentes serviços de como Gmail, Hotmail, Yahoo mail, etc e sfotwares como Thunderbird (Mozila), Outlook (Microsoft), Mail (Apple) entre outros, apresentam interfaces e funcionalidades diferentes entre si, surgiu o questionamento se essas diferenças dificultam o uso por pessoas não videntes. Esta solução encontra-se dentro de um sistema sócio-técnico, pois envolve pessoas, hardware e software que juntos procuram atingir metas pré-estabelecidas. E para confirmar a real necessidade por parte do mercado, devemos conhecer melhor a relação entre as entidades que compõem o sistema, ou seja, a maneira como o público alvo desta pesquisa, os cegos, interagem com seus equipamentos e os aplicativos embarcados neles. Para tornar a leitura mais simples serão generalizadas como Cegos as pessoas com baixa visão. Quando for necessária a distinção entre os termos a mesma será explicita. O crescimento associado à grande aceitação de dispositivos mobile por parte do mercado, despertou o interesse de associar ao estudo o uso de tablets e smartphones. O uso desses dispositivos é crescente, e recursos como acelerômetro, touchscreen e outros possibilitam uma gama de interações e oportunidades para se trabalhar a acessibilidade digital.

4 2 Para a concepção e desenvolvimento deste aplicativo serão utilizadas técnicas de Design Centrado no Usuário (DCU) e de Engenharia de Software (ES), mais especificamente a área de Engenharia de Requisitos (ER). Engenharia de requisitos De acordo com Sommerville, o objetivo da ER é nortear a geração de especificações que descrevam o comportamento do domínio de um problema de forma não ambígua, clara, consistente e completa, permitindo a conclusão do projeto com êxito, frente ao que foi acordado entre equipe de desenvolvimento e cliente. [1] Os requisitos especificam o que o sistema deve fazer, suas funções essenciais e suas propriedades desejáveis. A ER possui termos, processos e técnicas bem definidas, que em grande parte são negligenciadas por muitas equipes de desenvolvimento de software, pois os mesmos não vêm a necessidade de aplicá-la e provavelmente julgam-na como perda de tempo. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas que buscam sucesso precisam começar o quanto antes a desenvolver suas soluções e conseguir lançar o software no mercado mais cedo que seus concorrentes. Muitas empresas continuam não aplicando técnicas de ES de forma efetiva, muitos projetos continuam produzindo software de pouca confiança, entregues fora do prazo e acima do orçamento. [2] Existem vários produtos e serviços que acabam fracassando em seus objetivos, provavelmente porque não conheciam o mercado de maneira adequada, ou não procuraram saber o que o usuário final realmente necessitava, entre outras variáveis, que oferecem riscos e poderiam ser minimizadas com um processo adequado de ER. Deve-se pontuar aqui que o termo adequado é um conceito um tanto vago, porém Nós sabemos que não existe um único processo ideal de se fazer engenharia de software, pois a grande diversidade de sistemas e organizações que usam esses sistemas significa que precisamos de uma diversidade de abordagens para desenvolver software. No entanto noções primordiais de processos e organização de sistemas fundamentam todas essas técnicas e elas são a essência da ES [2]. Minimizar não significa extinguir os riscos, mas pode resultar na redução de problemas futuros e direcionar melhor os esforços de toda a equipe que participará do desenvolvimento das soluções. Planejamento Inicial Planejar o processo inicial de engenharia de requisitos desse projeto é o primeiro passo. Portanto serão realizadas 6 atividades básicas, sendo elas:

5 3 1ª Atividade Pesquisa qualitativa Será executada com o intuito de revelar os detalhes sobre como os cegos lidam com suas contas de s, smartphones e tablets. Necessita de entrevistas, observações e análise sobre os dados coletados para entender o modelo mental dos cegos em relação ao uso desses dispositivos. 2ª Atividade Benchmark - Inicialmente devemos pesquisar por soluções já existentes. Uma pesquisa de mercado sobre aplicativos adaptados para cegos e aplicativos de gerenciamento de s. Listar quais são pagos e quais são gratuitos, suas principais funções e quais são os seus diferenciais. 3ª Atividade Informações técnicas - Conhecer as capacidades, recursos e limitações tecnológicas do hardware e do sistema operacional (SO) dos dispositivos que serão utilizados como plataforma para a solução proposta. 4ª Atividade Modelos Representar de forma visual o conjunto de informações adquiridos nas etapas anteriores, utilizando mapas mentais, tabelas e gráficos. Nesta etapa também será elaborada uma representação baseada em agentes de aplicação do sistema utilizando a notação i*. 5ª Atividade Prototipagem Serão desenvolvidos protótipos navegáveis em HTML de baixa fidelidade, baseados no documento acima, a fim de avaliar junto ao usuário final as soluções obtidas através das etapas anteriores. 6ª Atividade Teste com usuário Serão selecionados algumas pessoas contextualizadas no problema para avaliar os protótipos desenvolvidos na etapa anterior a fim de obter seu feedback sobre as primeiras impressões da solução em desenvolvimento. Essas atividades foram idealizadas pensando na concepção inicial do aplicativo, e resultariam num documento de requisitos. Porém, algumas mudanças podem acontecer de acordo com as informações adquiridas no decorrer da execução de cada etapa. A investigação trás à tona detalhes imperceptíveis antes de sua realização, exigindo o retorno à uma atividade passada, mudanças no planejamento e adequações no modelo de negócio.

6 4 Estão registradas neste trabalho apenas as duas primeiras etapas, por questões de volume de conteúdo. Apesar deste processo ter uma aplicação consideravelmente simples, a quantidade de informação adquirida gera muito material para ser documentado, impossibilitando uma leitura rápida e didática acerca da prática realizada. Elicitação de requisitos Geralmente a primeira fase da ER é a elicitação. Nela fazemos um levantamento das principais questões que envolvem o problema e procuramos responde-las. Temos a disposição várias técnicas para obter informações que vão nos auxiliar durante o processo de entendimento do domínio do problema, ou seja, pesquisar e conhecer os detalhes que fazem parte do sistema antes de tentar intervir no mesmo. Para esse projeto temos 3 fatores que comprometem seu sucesso: 1 Custo, pois trata-se de uma iniciativa independente, ou seja, não existe capital para investimento. 2 Tempo, como inicialmente não existe uma equipe não podemos ocupar muito tempo com fases iniciais, pois existem outras tarefas a serem realizadas e que demandam bastante dedicação. 3 Stakeholders, por se tratar de um público bastante restrito, é difícil encontrar usuários cegos que utilizem smartphones ou tablets no seu dia a dia. Baseado nesses fatores iremos utilizar o framework Contextual Design (CD) [3] criado por Karen Holtzblatt. Definido pela mesma como um processo de design centrado no cliente (usuário final), formado por uma equipe multidisciplinar de coleta de dados (...) com a finalidade de, por meio da interpretação e consolidação dos dados coletados, produzir conceitos e uma estruturação de produto testada.. Holtzblatt defende que qualquer levantamento de requisitos e processo de design leva tempo e para o esse processo ser concluído de forma ágil depende das seguintes variáveis: O número de usuários finais a serem visitados O número de pessoas que podem trabalhar simultaneamente no projeto ou os ajudantes que você pode obter em momentos-chave. A dedicação das pessoas designadas para o projeto e se eles podem trabalhar em tempo integral O tamanho do problema quanto mais complexa a regra de negócio, mais complexo o produto é, portanto, mais tempo vai demorar para defini-lo ou redesenha-lo

7 5 A variedade de stakeholders que devem ser satisfeitos. O framework possui um grupo de processos chamado Rapid CD Process, que tem o intuito de incluir informações sobre os usuários, sem a adição significativa de tempo e custo para o projeto e utilizando uma pequena quantidade de entrevistados, satisfazendo, dessa maneira, nossos 3 fatores principais descritos no início desta seção. Rapid Contextual Design Process O Rapid CD fornece os dados que são necessários para orientar as decisões de negócios, priorizar os requisitos e identificar de que forma se pode agilizar o trabalho. O processo auxilia ainda a destacar o que será de grande valor para o usuário e a produzir uma experiência de alta qualidade. A tabela abaixo organiza 3 diferentes estrutura de acordo com suas atividades básicas. Figura 1 Tabela de comparação de processos de Rapid CD Das 3 abordagens acima a Lightining Fast (Extremamente rápida) possui características que satisfazem as necessidades básicas da elicitação do BlindMail. Suas atividades serão entrevista contextuais com interpretação, Diagrama de afinidades, Wall Walk & Visioning*. *Wall walking é o termo utilizado por Hotzblatt para revisão das informações adquiridas e a partir daí começar a idealização e definição das soluções que ela chama de Visioning. As duas fases estão juntas porque devem ser realizadas simultaneamente, pois as soluções tem que partir dos dados adquiridos, não podem ser inventadas sem justificativa. Entrevistas

8 6 Foram realizadas entrevistas semiestruturadas baseadas num roteiro (anexo I) que procurou investigar a relação entre cegos e tecnologias móveis e como utilizam seus s. Do total das 4 entrevistas 3 foram realizadas presencialmente e 1 realizada via Skype. Publico alvo O público alvo da pesquisa são cegos que utilizam computadores no seu dia a dia, mais especificamente mobile devices como tablets e smartphones. Participaram das entrevistas 4 usuários com os seguintes perfis: Entrevistado - 1 Jovem de 23 anos, solteiro, natural de Curitiba, mora em Belo Horizonte, trabalha em sua área de formação superior, ciência da computação e possui cão guia. Parece ser bem interessado em tecnologia, gosta de rock e lê bastante. Desloca-se pela cidade à pé ou de taxi, utiliza ônibus com menos frequência. Realizou a entrevista via Skype. Possui um iphone 5 com ios 7 e gerencia duas contas de , uma pessoal e outra para o trabalho. Entrevistado - 2 Adulto com 32 anos, casado e pai de 1 filho, natural de Brasília, mora em Recife, trabalha em sua área de formação, Marketing e comunicação, alfabetizado em braile desde os 6 anos de idade e possui cão guia. Desloca-se pela cidade de ônibus, e taxi com menos frequência. Possui um iphone 3GS com ios 5 e um Nokia X201 com o Talks (Software que torna o aparelho acessível para cegos) instalado. Gerencia duas contas de , uma pessoal e outra para o trabalho. Entrevistado - 3 Homem, 39 anos, casado e pai de uma filha, também cega, vive na RMR (Região Metropolitana de Recife) trabalha na secretaria de educação do Recife e dá aulas de informática, tem formação superior e atualmente está fazendo uma pós-graduação aos sábados. Se desloca pela cidade de ônibus ou à pé. Possui um Samsung Galaxy GTS com Android Gerencia 2 contas de , ambas pessoais. Entrevistado - 4 Possui 35 anos, divorciado, Mora em São Lourenço, Região Metropolitana de Recife, trabalha no fórum da cidade como técnico judiciário e cursa 5º período de administração. Se desloca pela cidade de ônibus ou à pé. Possui um Moto G com Android e um iphone 4S com ios 6. Gerencia 4 contas de das quais três são pessoais e uma para o trabalho.

9 7 Consolidação e painel de afinidades Para a consolidação dos dados adquiridos com as entrevistas e a produção do painel de afinidades, como indica o método de CD, houve a participação de um pesquisador do mestrado em Design da UFPE com experiência em pesquisa com usuários, fator que enriqueceu o processo. Figura 2 - Painel de afinidades gerado a partir do XMind Utilizamos o software XMind como suporte para as sessões de consolidação e criação dos painéis de afinidades. A imagem abaixo mostra as categorias agrupadas por tipos de informações extraídas das entrevistas e anotações. Abaixo estão listadas as categorias e seus respectivos conteúdos com uma imagem ilustrando a disposição.

10 8 Dispositivos Nesta categoria foram listados os aparelhos que cada entrevistado possui e/ou utiliza. Figura 3 - Lista de dispositivos agrupados por tipo SOs (Sistemas Operacionais) Nesta categoria estão listados os Sistemas Operacionais utilizados ou familiares aos entrevistados Leitores de tela Figura 4 - Lista de sistemas operacionais agrupados por tipo Nesta categoria foram listados os programas que auxiliam na utilização de computadores por cegos, em sua grande maioria leitores de tela. Poderiam ser organizados por sistema operacional, dispositivo ou tipo, mas existem casos peculiares que deixariam a organização confusa, por isso foram listado de forma linear.

11 9 Jaws Trata-se de um leitor de telas desenvolvido pela Freedom Scientific para computadores Windows. Sua licença custa em torno de R$4.000,00. Utilizado pelo entrevistado 4 no trabalho e em casa. O entrevistado 2 diz utilizar uma versão genérica para atividades específicas em casa. NVDA ou NonVisual Desktop Access é um leitor de Figura 5 - Lista de leitores de tela tela open source que conta com uma grande comunidade de desenvolvedores e vêm melhorando o software, agora disponível em 43 línguas e com mais downloads. Os entrevistados 1, 2 e 3 utilizam o NVDA. Voice Over Leitor de telas nativo em todos os dispositivos Apple, foi um dos precursores da acessibilidade em dispositivos touchscreen. Todos os entrevistados tiveram contato com o Voice Over através de um iphone, mas apenas o entrevistado 3 não o possui. TalkBack Leitor de telas para dispositivos móveis Android, disponibilizado pelo Google. Não é nativo em seus aparelhos, deve ser baixado, instalado e configurado, etapas que incomodam alguns usuários. Todos os entrevistados tiveram contato com o Talkback mas apenas os entrevistados 3 e 4 o possuem. Talks Desenvolvido pela Nuance, trata-se de um software freeware, instalável apenas em dispositivos Symbian Series 60 e Series 80. Apenas o entrevistado 1 não teve contato com esse software, mas o entrevistado 2 é o único que ainda o possui. Dosvox Desenvolvido e mantido pelo Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) desde Trata-se de um sistema baseado em interfaces DOS com comunicação via síntese de voz para Windows, porém não é um leitor de telas. Todos os entrevistados tiveram contato com o Dosvox, mas apenas o entrevistado 3 o possui. Alguns dos entrevistado tem uma opinião negativa sobre o uso do Dosvox, pois ele não funciona integrado ao Windows e sim, cria um ambiente diferente para ser utilizado, causando, de acordo com os entrevistados, problemas na socialização, pois indiretamente reafirma a posição de exclusão, enquanto que os leitores de telas desempenham um papel mais inclusivo. Mobile Speak Desenvolvido pela Code Factory, tem versões para Symbian e Windows Phone. Ele pode ser encontrado na loja de apps Windows Phone, com o nome Mobile Acessibility de forma gratuita, porém em versões mais antigas de celulares ele pago. Contestando assim a afirmação do primeiro entrevistado que não havia acessibilidade para cegos no Windows Phone, porém para conseguir utilizar deve-se instalar a atualização

12 10 Aplicativos Esta categoria lista os aplicativos mais usados pelos entrevistados, de acordo com seus comentários. Interação Desktop - Navegação linear Para o usuário de leitores de telas os elementos da interface estão dispostos de forma sequencial como uma grande lista vertical. Os entrevistados 1, 3 e 4 acham a navegação lenta porque é necessário passar por vários elementos até chegar no que deseja. O entrevistado 4 pontuou que sempre utiliza a função Localizar (crtl+f) para saltar para elementos que procura. - Digitação com teclado físico Os entrevistados 1 e 3 pontuaram que o teclado físico proporciona uma velocidade de digitação maior, fazendo uso do computador de mesa preferível a depender da atividade. Mobile - Navegação bidimensional - A exploração da interface por touchscreen permite a localização dos elementos da interface na tela. Para os entrevistados 2 e 3, as noções de posicionamento de elementos na Figura 6 - Lista de aplicativos interface, ficam bem equiparadas entre pessoas que enxergam e pessoas cegas, facilitando a comunicação entre elas. Os entrevistados 1 e 4 mencionam que o touchscreen também torna a interação mais rápida, pois com o passer do tempo, eles decoram a posição dos elementos na tela, facilitando o acesso direto a funcionalidade. - Digitação por teclado virtual Os entrevistados 1 e 4 acham a digitação lenta, utilizando apenas em situações específicas. Já para o entrevistado 2, o teclado virtual permite uma velocidade agradável.

13 11 - Digitação por voz O entrevistado 2 pontuou que para escrever textos longos prefere utilizar um aplicativo de reconhecimento de voz. - Comandos por voz O entrevistado 1 usa a função Siri do iphone 5 para criar eventos no calendário, alarmes e ativar/desativar funções específicas do dispositivo. O Segundo entrevistado não usa o Siri porque a versão do sistema operacional do seu iphone não permite. Ele espera que o Siri esteja disponível em português daqui há algum tempo, pois de acordo com as listas de discursões que participa, acredita existir uma grande demanda e expectativa dessa função. - Reconhecimento de gestos O entrevistado 1 utiliza comandos por gestos para gerenciar seus e- mails pelo iphone, pois o aplicativo nativo reconhece gesto específicos para disparar eventos e acionar funções. Modelo de gerenciamento de s Essa categoria lista informações sobre os tipos de s dos usuários, através de quais dispositivos e programas gerenciam suas contas. Figura 7 - Modelo de gerenciamento de Problemas relacionados ao uso de s -Presença de anúncios comerciais exibidos na tela - HTML mau construído, dificultando o uso do leitor de telas - Interfaces complexas - Atualizações constantes na interface, modificando o posicionamento dos elementos - Bugs em softwares de gerenciamento de s - Acessibilidade complexa

14 12 - Programas lentos (carregamento de informações) - Funções desabilitadas no modo de compatibilidade - Adicionar vários contatos não é eficiente Observações contextuais - Alguns cegos demonstraram na sua fala uma certa resistência à mudanças - Posicionamentos contra o desenvolvimento de soluções específicas para esse público, já que em geral causam um efeito de segregação entre as pessoas. - Alguns softwares são muito caros e demandam um alto investimento da empresa para funcionários cegos. - O uso de tecnologias comuns ajudam na socialização entre cegos e não cegos, estimulando a socialização e a integração. - Interfaces clean facilitam o uso de aplicativos por parte dos cegos. Oportunidades para outras soluções Esta seção, agrupa elementos fora do contexto da pesquisa mas que merecem um olhar mais atento. - Eletrodomésticos O entrevistado 1 considera que as interfaces touchscreen desses aparelhos ainda precisam mehorar muito do ponto de vista da acessibilidade. Exemplo: interfaces de microôndas, fogões e geladeiras. - Cursos EAD Para o entrevistado 2, as plataformas de cursos a distância precisam ser mais acessíveis para assim, os cegos conseguirem mais oportunidades de estudo. A exemplo do curso de inglês que gostaria de fazer, mas não encontrou nenhum curso com estrutura para cegos. Segundo ele, em Recife, há apenas uma escola de idiomas que possui algum tipo de material de aprendizado para cegos. O entrevistado 3 passou um feedback positivo sobre a acessibilidade do Moodle, pois permite a personalização de algumas funcionalidades que acabam facilitando o seu uso associado ao leitor de telas. - Sites de compras O entrevistado 1 pontuou que é difícil concretizar compras pela internet sem precisar da ajuda de terceiros. Porém ficou impressionado com a acessibilidade do site do supermercado que acessou recentemente, onde fez as compras do mês sozinho, sem o transtorno de sair de casa e de solicitor ajuda de alguém.

15 13 - Mobilidade O entrevistado 3 está atualmente testando um serviço mobile na área de autonomia no deslocamento urbano para cegos. Porém trata-se de um projeto sigiloso e ele não pode dar mais informações sobre a solução. - Financiamentos públicos O entrevistado 2 pontuou que alguns softwares de acessibilidade são caros e que para um cego conseguir sua aquisição no trabalho é uma situação complicada pois as empresas não querem ter um funcionário que traga mais custos que lucro. Porém o entrevistado 4 teve a facilidade de estar dentro de uma instituição pública onde a aquisição dos equipamentos para desempenhar suas funções é obrigatória por lei. Wall Walk e Visioning Observando o painel de afinidades chegamos às seguinte conclusões: 1 De acordo com o comentário do Entrevistado 3 não usaremos o nome BlindMail para a aplicação, já que o termo Blind (cego) acaba restringindo o público, podendo causar o efeito segregador que ele pontua. Sendo assim utilizaremos um nome mais adequado, Acessibl , pois permite atrair outros perfis de usuários, proporcionando futuramente a extensão do serviço para outras deficiências. 2 A ferramenta terá como objetivo alcançar a maior parte de usuários possíveis, para isso deverá oferecer soluções para as plataformas: web, mobile e desktop. 3 A primeira solução a ser desenvolvida será para web, pois, dentre os entrevistados, o número de usuários de tablets foi mínimo, demonstrando que o foco inicial estava equivocado. Com o desenvolvimento da solução web poderemos atingir um grande público, levando em conta que todos os entrevistados utilizam o browser para gerenciar seus s. E como o próprio entrevistado 1 pontuou, atualmente não existe solução na web para o problema abordado. 4 A segunda plataforma a ser explorada será mobile, com foco em smartphones, segundo os dados coletados, estão sempre al alcance das mãos e oferecem uma certa versatilidade, apesar de problemas como a digitação mais lenta. 5 A aplicação deverá ter interface simples para facilitar a exploração de seus elementos. 6 Possuir um HTML bem construído, seguindo padrões da W3C, para a utilização dos leitores de tela. 7 Possuir uma interface responsiva capaz de se adaptar a qualquer dimensão de display, desde smartphones à monitores Full HD, permitindo o seu acesso através de qualquer dispositivo conectado à internet.

16 14 8 Funcionalidades básicas iniciais: Realizar login e logout Adicionar e remover contas de Enviar, receber e exibir s Anexar e fazer download de arquivos Criar pastas para organização dos s 9 As interfaces entre dispositivos devem manter um padrão de organização e interação permitindo que o usuário troque de dispositivo sem se preocupar em perder muito tempo redescobrindo a interface da aplicação no novo dispositivo. 10 Criação de atalhos para as funções através de combinações das teclas do teclado. 11 Deverá existir uma política de atualização preocupada em reduzir esforço do usuário em ter que se adaptar às mudanças. Benchmark O benchmark trata-se de uma análise de similares ou concorrentes para entender melhor o estado da arte das soluções existentes no mercado. Conhecidos como third-party clients (clientes de e- mail de terceiros), os softwares de gerenciamento de que rodam em plataformas PC e Mobile que foram mais citados são o Thunderbird (Mozilla), o Outlook Express (Microsoft) e o Mail (Apple) para desktops. Nas plataformas mobile foram citados os Mail (Apple) e o nativo do Android. Entre os serviços de o Gmail (Google) se destaca por uso unanime, o Hotmail (Microsoft), que se transformou em Outlook.com, ficou com a segunda maior quantidade de comentários e o Yahoo Mail (Yahoo!) por último, alguns também citaram que usam web-mails corporativos, que em alguns casos estão ligados aos serviços disponibilizados pelas empresas de hospedagem que fornecem os servidores. Para a escolha de quais clientes de ou serviços serão analisados no primeiro momento, usaremos o critério 3 da etapa anterior, focando principalmente nos serviços de gratuitos (com anúncios internos) oferecidos pela Microsoft, Google e Yahoo!. Gmail O Gmail possui dois modos de exibição principais: Padrão e HTML básico. O modo de exibição padrão é apresentado como default, porém requer o uso de um navegador compatível, oferecendo acesso a todos os recursos do Gmail. Quanto à acessibilidade, o modo de exibição padrão pode ser utilizado junto a leitores de tela que deem suporte ao ARIA (Accessible Rich Internet Applications).

17 15 O modo de exibição HTML básico é apresentado automaticamente quando um usuário acessa a página usando um navegador não compatível, ou o configura para se tornar o modo de exibição default. Esse modo de exibição não oferece suporte aos seguintes recursos: Bate-papo Corretor ortográfico Atalhos do teclado Capacidade de gerenciar filtros Adicionar, editar, importar ou excluir contatos Endereços "De:" personalizados Formatação em rich text.[4] Para usuários que possuem o idioma inglês como nativo, o Google otimizou as funções de acessibilidade do modo de exibição HTML básico para leitores de tela, porém outros idiomas não desfrutam dessas adaptações. Dessa forma, o usuário que deseja utilizar o modo de exibição HTML básico otimizado, deve alterar o seu idioma para Inglês dos EUA. A página de suporte do Gmail possui uma área específica para acessibilidade com tutoriais e explicações sobre seu funcionamento junto a leitores de tela. Nos tutoriais o usuário aprende a criar um conta e trocar o modo de exibição padrão para o HTML básico, como funcionam os sistemas de leitura e envio de s, conversação e como aplicar rótulos (labels) às conversas. Existem seções que explicam como estão estruturadas as páginas internas, as opções de interação disponíveis, uma explicação detalhada sobre a mecânica de pastas, como anexar arquivos, criar uma lista de contatos e finalmente como criar e editar filtros. [5] Para os usuários que utilizam o modo de exibição padrão, neste link https://support.google.com/mail/answer/6594?hl=pt-br está disponível a seção que lista todos os atalhos e combinações de teclas existentes para tornar a interação mais rápida. Existem ainda duas seções em português explicando em detalhes como usar o Gmail com leitores de tela, disponíveis nestes links https://support.google.com/mail/answer/64950?hl=pt-br https://support.google.com/mail/answer/90559?hl=pt-br. Por último, Jyotsna Kaki, engenheira de testes, apresenta no canal do Google, GoogleVideos, no YouTube, como utilizar o Gmail com leitores de telas, e algumas dicas de como se familiarizar com a interface mais rápido, disponível neste link: https://www.youtube.com/watch?v=jgnc6amgnje. Yahoo! Mail No suporte do Yahoo! Mail foi possível encontrar 4 artigos explicando como usar o serviço de com leitores de tela. Segundo o artigo, os leitores de tela NVDA 2011 (ou superior) e o Jaws 12 (ou superior) são suportados, desde que estejam associados aos browsers Firefox 3.6 (ou superior) e Internet Explorer 8 (ou superior). [6]

18 16 O Yahoo! propõe uma estrutura mais parecida com a mesma encontrada em softwares de gerenciamento de para desktop. De acordo com o mesmo a interface de usuário é composta de Widgets, em vez de elementos estruturais como títulos e listas. Estão também disponíveis atalhos de teclado caso o usuário não queira utilizar o cursor virtual de seu leitor de tela. Essa funcionalidade está associada à uma guia de fluxo para fornecer uma forma alternativa de navegar pelo serviço. O Yahoo Mail usa o W3C ARIA (Accessible Rich Internet Applications) para automaticamente ligar e desligar o cursor virtual, dependendo do estado da aplicação. Por exemplo, o cursor virtual fica desligado por padrão para permitir o uso de atalhos de teclado do Yahoo Mail para navegar na caixa de entrada. Ao ler um , o cursor virtual é automaticamente ligado para permitir operações de leitura comuns, como alternar entre títulos. [7] Nesta página é possível ter acesso à todos os atalhos criados pelo serviço para facilitar o seu uso via teclado: https://br.ajuda.yahoo.com/kb/mail/atalhos-de-teclado-sln3578.html. Os atalhos estão organizados nas categorias: comandos gerais, escrever um , trabalho com as mensagens, trabalhando com lista de mensagens, trabalhando com listas de mensagens (opção exibir mensagens por página) e seleção e navegação do teclado. Outlook.com Infelizmente a página do Outlook.com não disponibiliza informações sobre sua acessibilidade ou detalhes de como interage com leitores de tela, porém oferece algumas informações técnicas que auxiliam indiretamente o seu uso por deficientes visuais. Os browsers que melhor suportam os serviços do Outlook.com, de acordo com a Microsoft, são aqueles a partir do Internet Explorer 8, Google Chrome 23 e Firefox 17, para o Windows XP ou superior. Para o Mac OSX 10.6 ou superior, os melhores browsers são o Google Chrome 23, o Firefox 17 e o Safari 5.1. [8] No link a seguir, é possível encontrar os atalhos e combinações de teclas que acionam funções de forma mais rápida. Um foi enviado à equipe de suporte perguntando sobre informações mais precisas em relação à acessibilidade do serviço, no entanto ainda não foi obtida uma resposta. Também foi encontrada na página de suporte, o posicionamento de um usuário sobre a atualização do serviço Hotmail para Outlook.com: Pessoal a página de vocês ficou muito bonita, só que em termos de acessibilidade não está muita adequada, eu leciono aulas de informática para deficientes visuais e algumas opções eu não consigo trabalhar com o leitor de tela, o botão anexar é um, os contatos eu até consigo com um pouco de dificuldade, o grande problema e o botão de anexo no momento... Se for possível mudar a opção do anexar eu agradeço sem mais. Tenha um bom Dia [9]

19 17 Conclusão Ao fim desse registro, voltamos ao planejamento inicial e revisamos os conceitos das etapas pendentes. A pesquisa sobre informações técnicas será realizada de forma a entender os conceitos e padrões de acessibilidade definidos pela W3C. Após essa etapa serão realizadas as atividades de representação do sistema por modelos, criação de protótipos e testes com usuários. Apesar da fase de elicitação está incompleta - a final trata-se de um processo cíclico -, é perceptível como, mesmo em seu estágio inicial, a elicitação se mostrou eficiente e trouxe uma riqueza de informações que ampliaram a visão do tema. Novas possibilidades foram descobertas, assim como novos problemas também surgiram, tornando o cenário mais complexo. Está mais desafiador criar uma solução que satisfaça os usuários finais. Para a conclusão dessa iniciativa, a aplicação de um processo completo de engenharia de software será realizada no decorrer do seu desenvolvimento, afim de garantir um produto mais confiável e com prazos bem definidos. Entre uma das novas possibilidades levantadas está a ampliação do serviço para abranger problemas de acessibilidade causados por outras deficiências. Esta oportunidade deverá ser estudada com mais ênfase em fases mais avançadas do projeto. Também procuramos, com essa pesquisa, fazer parte de números que incentivem a aplicação de processos de engenharia de requisitos, reforçar a necessidade de considerar os interesses dos stakeholders e de observar os sistemas sócio-técnicos com mais atenção.

20 18 Referências 1. SOMMERVILLE, I. Engenharia de software, São Paulo: Addison-Wesley, (Vol, 6) 2. SOMMERVILLE, I. Software Engineering, São Paulo: Addison-Wesley, (Vol, 7) 3. HOLTZBLATT, K. Contextual Design.In: SEARS, A., JACKO, J. The Human Computer Interaction Handbook: Fundamentals, Evolving Technologies and emerging applications. São Paulo: CRCPress, p Modo de exibição padrão e modo de exibição HTML básico. Disponível em: <https://support.google.com/mail/answer/15049?hl=pt-br> Acesso em: 24 mar Using the basic HTML view with a screen reader :Gmail (Basic HTML) Guide. Disponível em: <https://support.google.com/mail/answer/146375?hl=en> Acesso em: 24 mar Leitores de tela e navegadores suportados. Disponível em: <https://br.ajuda.yahoo.com/kb/mail/leitores-de-tela-suportados-sln3580.html> Acesso em: 25 mar Visão geral dos recursos de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. Disponível em: <https://br.ajuda.yahoo.com/kb/sln3579.html?impressions=true> Acesso em: 25 mar Best browsers for Outlook.com. Disponível em: <http://windows.microsoft.com/enus/windows/outlook/supported-browsers> Acesso em: 26 mar Disponível em: <http://answers.microsoft.com/pt-br/outlook_com/forum/o - osend/acessibilidade-página-wwwhotmailcom/f9bb0c86-d4f cd- 6010e981cc74?msgId=447a9ef4-0f6c ae-9fa e> Acesso em: 26 mar. 2014

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet

Como configurar e-mails nos celulares. Ebook. Como configurar e-mails no seu celular. W3alpha - Desenvolvimento e hospedagem na internet Ebook Como configurar e-mails no seu celular Este e-book irá mostrar como configurar e-mails, no seu celular. Sistemas operacionais: Android, Apple, BlackBerry, Nokia e Windows Phone Há muitos modelos

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II)

AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) AULA 3 FERRAMENTAS E APLICATIVOS DE NAVEGAÇÃO, DE CORREIO ELETRÔNICO, DE GRUPOS DE DISCUSSÃO, DE BUSCA E PESQUISA (PARTE II) A seguir vamos ao estudo das ferramentas e aplicativos para utilização do correio

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Alterne entre a entrada por toque

Leia mais

Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso

Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso Microsoft Lync Manual de Instalação e Uso Sumário Introdução_... 3 Detalhamento_... 5 Importação_... 8 Funcionalidades na Intranet_... 13 Geração de nova senha... 14 Lembrete de expiração da senha... 15

Leia mais

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail...

Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... FACEBOOK Sumário Aspectos Básicos... 3 Como Empresas usam o Facebook... 3 Introdução ao Facebook... 4 Criando um Cadastro... 5 Confirmando E-mail... 8 Características do Facebook... 10 Postagens... 11

Leia mais

Usar o Office 365 no iphone ou ipad

Usar o Office 365 no iphone ou ipad Usar o Office 365 no iphone ou ipad Guia de Início Rápido Verificar o email Configure o seu iphone ou ipad para enviar e receber emails de sua conta do Office 365. Verificar o seu calendário onde quer

Leia mais

PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL. Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital

PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL. Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital PASSOS INICIAIS PARA CRIAR O SEU NEGÓCIO DIGITAL Aprenda os primeiros passos para criar seu negócio digital Conteúdo PRIMEIROS PASSOS COM BLOG:... 3 Primeiro:... 3 Segundo:... 4 Terceiro:... 5 Quarto:...

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

Introdução a Computação Móvel

Introdução a Computação Móvel Introdução a Computação Móvel Computação Móvel Prof. Me. Adauto Mendes adauto.inatel@gmail.com Histórico Em 1947 alguns engenheiros resolveram mudar o rumo da história da telefonia. Pensando em uma maneira

Leia mais

2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA

2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA 2 ALGUMAS PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA Neste capítulo faremos uma breve descrição de algumas plataformas para ensino a distância e as vantagens e desvantagens de cada uma. No final do capítulo apresentamos

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Windows Phone: Acesse Configurações > Rede celular + SIM > Ativada/Desativada. Android: Deslize a tela para baixo e desmarque a opção de dados.

Windows Phone: Acesse Configurações > Rede celular + SIM > Ativada/Desativada. Android: Deslize a tela para baixo e desmarque a opção de dados. Sempre que você não estiver usando a conexão, desligue a internet do seu aparelho. Mesmo em espera, os programas do celular ou tablet ficarão atualizando com redes sociais, e-mails, entre outros. Com isso

Leia mais

10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS. 1 - Desative os Dados do Celular. 2 Remova as notificações e atualizações automáticas

10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS. 1 - Desative os Dados do Celular. 2 Remova as notificações e atualizações automáticas 10 DICAS PARA TURBINAR SEU PACOTE DE DADOS 1 - Desative os Dados do Celular Sempre que você não estiver usando a conexão, desligue a internet do seu aparelho. Mesmo em espera, os programas do celular ou

Leia mais

Baidu Spark Browser. Documento de Especificação de Requisitos de Software

Baidu Spark Browser. Documento de Especificação de Requisitos de Software Baidu Spark Browser Documento de Especificação de Requisitos de Software Campus Party Brasil 2014 Desafio Baidu Quero um estágio na China Autor: Thiago Pinheiro Silva E-mail: eu@thiageek.com.br Índice

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 5 3 Vivo Sync Web... 6 3.1 Página Inicial... 6 3.1.1 Novo Contato... 7 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft PowerPoint 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que você precisa Clique

Leia mais

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento

O que é o Virto ERP? Onde sua empresa quer chegar? Apresentação. Modelo de funcionamento HOME O QUE É TOUR MÓDULOS POR QUE SOMOS DIFERENTES METODOLOGIA CLIENTES DÚVIDAS PREÇOS FALE CONOSCO Suporte Sou Cliente Onde sua empresa quer chegar? Sistemas de gestão precisam ajudar sua empresa a atingir

Leia mais

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO

MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO MEGAFREE MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO: Julho, 2013. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil

Leia mais

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br

Manual Vivo Sync. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Vivo 2013. http://vivosync.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Vivo 2013 http://vivosync.com.br 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 Vivo Sync... 4 3 Vivo Sync Web... 5 3.1 Página Inicial... 5 3.1.1 Novo Contato... 6 3.1.2 Editar Contato...

Leia mais

Desde que entrou no mercado de smartphones, em 2007, esse é o trunfo da Apple perante a concorrência.

Desde que entrou no mercado de smartphones, em 2007, esse é o trunfo da Apple perante a concorrência. 20/12/2011-07h51 Casamento entre sistema e aparelhos é o trunfo da Apple LEONARDO MARTINS COLABORAÇÃO PARA A FOLHA Apesar da importância cada vez maior do software, o bom casamento entre o sistema operacional

Leia mais

Guia Prático de Acesso

Guia Prático de Acesso Guia Prático de Acesso 1. Como acessar o novo e-volution? O acesso ao novo e-volution é feito através do endereço novo.evolution.com.br. Identifique abaixo as possíveis formas de acesso: 1.1 Se você já

Leia mais

edirectory ios / Android Plataforma

edirectory ios / Android Plataforma edirectory ios / Android Plataforma Criando lindos aplicativos com edirectory Uma revolução no espaço de diretórios mobile, bem vindo ao novo aplicativo do edirectory. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0

Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Guia do usuário do PrintMe Mobile 3.0 Visão geral do conteúdo Sobre o PrintMe Mobile Requisitos do sistema Impressão Solução de problemas Sobre o PrintMe Mobile O PrintMe Mobile é uma solução empresarial

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A

VERSÃO: DIREITOS DE USO: Tellfree Brasil Telefonia IP S.A Tellfree Brasil Telefonia IP S.A VERSÃO: Março, 2015. DIREITOS DE USO: Publicação de uso exclusivo, classificada quanto ao nível de sigilo como RESERVADA. A presente documentação é propriedade da Tellfree Brasil Telefonia IP S.A., tem

Leia mais

Índice. * Recursos a partir da IOS 4.1. Telefone (11)2762-9576 Email sac@iphonebest.com.br. www.iphonebest.com.br

Índice. * Recursos a partir da IOS 4.1. Telefone (11)2762-9576 Email sac@iphonebest.com.br. www.iphonebest.com.br 1 Índice Utilizando o Gerenciador Multi Tarefa... 3 Organização de aplicativos... 8 Configurar Gmail... 15 Página favorita em ícone... 18 Excluindo Aplicativos e Ícones Favoritos...21 Gerenciar Aplicativos

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia do usuário Publicado: 09/01/2014 SWD-20140109134951622 Conteúdo 1 Primeiros passos... 7 Sobre os planos de serviço de mensagens oferecidos para o BlackBerry

Leia mais

Criação de um site sobre Comunicação

Criação de um site sobre Comunicação Luciano Conceição Martins Criação de um site sobre Comunicação UNICAMP Universidade Estadual de Campinas Introdução: Um site é um conjunto de arquivos feitos através de códigos de programação. E, estes

Leia mais

edirectory Plataforma ios / Android

edirectory Plataforma ios / Android edirectory Plataforma ios / Android Levando seu site ao próximo nível Conheça o novo aplicativo do edirectory. E seja bem vindo a revolução em aplicativos para Diretórios Online. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive

Google Drive. Passos. Configurando o Google Drive Google Drive um sistema de armazenagem de arquivos ligado à sua conta Google e acessível via Internet, desta forma você pode acessar seus arquivos a partir de qualquer dispositivo que tenha acesso à Internet.

Leia mais

6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla

6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla 6/06/2012 09h26 - Atualizado em 26/06/2012 12h30 Boot to Gecko: o futuro celular da Mozilla O mercado brasileiro de dispositivos móveis em breve ganhará mais uma grande plataforma. Anunciado oficialmente

Leia mais

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone

Android. 10 vantagens do sistema Android em relação ao iphone Android Android é um sistema operacional do Google para smartphones, TVs e tablets. Baseado em Linux e de código aberto, o sistema móvel é utilizado em aparelhos da Samsung, LG, Sony, HTC, Motorola, Positivo,

Leia mais

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio?

Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Plataformas de BI Qual é a mais adequada para o meu negócio? Comparativo prático para escolher a ferramenta perfeita para a sua empresa Faça nosso Quiz e veja as opções que combinam com o seu perfil ÍNDICE

Leia mais

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade

Follow-Up Acompanhamento Eletrônico de Processos (versão 3.0) Manual do Sistema. 1. Como acessar o sistema Requisitos mínimos e compatibilidade do Sistema Índice Página 1. Como acessar o sistema 1.1 Requisitos mínimos e compatibilidade 03 2. Como configurar o Sistema 2.1 Painel de Controle 2.2 Informando o nome da Comissária 2.3 Escolhendo a Cor

Leia mais

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características:

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: INTRODUÇÃO: O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: Ser uma alternativa para substituição dos volumosos e pesados

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft OneNote 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Alternar entre o

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido Microsoft PowerPoint 2013 apresenta uma aparência diferente das versões anteriores; desse modo, criamos este guia para ajudá-lo a minimizar a curva de aprendizado. Encontre o que

Leia mais

COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta

COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta Universidade Federal de Minas Gerais Faculdade de Educação NÚCLEO PR@XIS Núcleo Pr@xis COMO SE CONECTAR A REDE SOCIAL FACEBOOK? Passo-a-passo para criação de uma nova conta Francielle Vargas* Tutorial

Leia mais

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software.

Manual Easy Chat Data de atualização: 20/12/2010 16:09 Versão atualizada do manual disponível na área de download do software. 1 - Sumário 1 - Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 4 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

A MO BI LID ADE NO A PR E SEN TA ÇÃO MET ODO LO GIA PAS SO A PASSO DA COM EN DA ÇÕES COM PRA BRA SIL

A MO BI LID ADE NO A PR E SEN TA ÇÃO MET ODO LO GIA PAS SO A PASSO DA COM EN DA ÇÕES COM PRA BRA SIL D CE A PR E SEN TA ÇÃO MET ODO LO GIA A MO BI LID ADE NO PAS SO A PASSO DA COM PRA RE COM EN DA ÇÕES BRA SIL 2. 3. 4. 5. 1. A PR E SEN TA ÇÃO Nós acreditamos em testes reais. Acreditamos que o planejamento

Leia mais

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA

GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA GANHE DINHEIRO FACIL GASTANDO APENAS ALGUMAS HORAS POR DIA Você deve ter em mente que este tutorial não vai te gerar dinheiro apenas por você estar lendo, o que você deve fazer e seguir todos os passos

Leia mais

Nosso Planeta Mobile: Brasil

Nosso Planeta Mobile: Brasil Nosso Planeta Mobile: Brasil Como entender o usuário de celular Maio de 2012 1 Resumo executivo Os smartphones se tornaram indispensáveis para nosso cotidiano. A difusão dos smartphones atinge 14% da população,

Leia mais

Manual do Usuário Android Neocontrol

Manual do Usuário Android Neocontrol Manual do Usuário Android Neocontrol Sumário 1.Licença e Direitos Autorais...3 2.Sobre o produto...4 3. Instalando, Atualizando e executando o Android Neocontrol em seu aparelho...5 3.1. Instalando o aplicativo...5

Leia mais

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual

Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Técnicas Assistivas para Pessoas com Deficiência Visual Aula 15 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE.

Leia mais

Administração pela Web Para MDaemon 6.0

Administração pela Web Para MDaemon 6.0 Administração pela Web Para MDaemon 6.0 Alt-N Technologies, Ltd 1179 Corporate Drive West, #103 Arlington, TX 76006 Tel: (817) 652-0204 2002 Alt-N Technologies. Todos os Direitos Reservados. Os nomes de

Leia mais

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário

Sistemas Enturma: Manual de Ferramentas do Usuário versão do manual: 1 1 Apresentação A evolução da tecnologia vem provocando uma revolução no ensino. O acesso à Internet e a disseminação do uso do computador vêm mudando a forma de produzir, armazenar

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Manual de Utilização do Zimbra

Manual de Utilização do Zimbra Manual de Utilização do Zimbra Compatível com os principais navegadores web (Firefox, Chrome e Internet Explorer) o Zimbra Webmail é uma suíte completa de ferramentas para gerir e-mails, calendário, tarefas

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO

UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO www.origy.com.br UM NOVO CONCEITO EM HOSPEDAGEM DE DOMÍNIO CARACTERÍSTICAS: E-MAIL IMAP * Acesso simultâneo e centralizado, via aplicativo, webmail e celular/smartphone * Alta capacidade de armazenamento

Leia mais

Principais diferenciais do Office 365

Principais diferenciais do Office 365 Guia de compras O que é? é um pacote de soluções composto por software e serviços, conectados à nuvem, que fornece total mobilidade e flexibilidade para o negócio. Acessível de qualquer dispositivo e qualquer

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE 2.6 PERFIL ALUNO Versão 1.0 2014 NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NTIC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MOODLE

Leia mais

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA

Guia Prático. Sistema EAD PRO-CREA Guia Prático Sistema EAD PRO-CREA Educação a Distância (EAD) Conheça a seguir algumas dicas de Netiqueta para uma convivência sociável e boas maneiras na web. Sugerimos fazer um teste para saber como você

Leia mais

Cartilha. Correio eletrônico

Cartilha. Correio eletrônico Cartilha Correio eletrônico Prefeitura de Juiz de Fora Secretaria de Planejamento e Gestão Subsecretaria de Tecnologia da Informação Abril de 2012 Índice SEPLAG/Subsecretaria de Tecnologia da Informação

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

RELATÓRIO DO GOMOMETER

RELATÓRIO DO GOMOMETER RELATÓRIO DO GOMOMETER Análise e conselhos personalizados para criar sites mais otimizados para celular Inclui: Como os clientes de celular veem seu site atual Verificação da velocidade de carregamento

Leia mais

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Faça a migração O Microsoft Outlook 2013 pode parecer diferente do Lotus Notes 8.5, mas você rapidamente descobrirá que o Outlook permite fazer tudo o que

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

MOBILE APPS. Principais características. Permitir que o cliente compre produtos e serviços diretamente via app

MOBILE APPS. Principais características. Permitir que o cliente compre produtos e serviços diretamente via app MOBILE APPS Aplicativo para relacionamento e marketing digital, pronto para todos os dispositivos móveis, nas plataformas ios, Android (aplicativos nativos) e mobile web, para plataformas como BlackBerry

Leia mais

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o

FileMaker Pro 12. Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 Utilização de uma Conexão de Área de Trabalho Remota com o FileMaker Pro 12 2007 2012 FileMaker Inc. Todos os direitos reservados. FileMaker Inc. 5201 Patrick Henry Drive Santa Clara,

Leia mais

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS!

QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! QUER TER SUCESSO NOS NEGÓCIOS? CONFIRA NOSSAS DICAS! 4 Introdução 5 Conheça seu público 5 Crie uma identidade para sua empresa 6 Construa um site responsivo 6 Seja direto, mas personalize o máximo possível

Leia mais

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD

COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD COORDENAÇÃO DE ENSINO A DISTÂNCIA - EaD TUTORIAL MOODLE VERSÃO ALUNO Machado/MG 2013 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 4 2. EDITANDO O PERFIL... 5 2.1 Como editar o perfil?... 5 2.2 Como mudar a senha?... 5 2.3

Leia mais

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET

COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET COMO REDUZIR O CUSTO NA COMUNICAÇÃO USANDO A INTERNET Ao mesmo tempo em que hoje se tornou mais fácil falar a longa distância, pela multiplicidade de opções e operadoras de telefonia, também surgem as

Leia mais

O que é um aplicativo?

O que é um aplicativo? O que é um aplicativo? Aplicativos de software podem ser divididos em duas classes gerais: Software de sistema e Software Aplicativo. Software de sistema são programas de computador de baixo nível que

Leia mais

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI

E- mail Corporativo. 2RS Soluções em TI E- mail Corporativo 2RS Soluções em TI Email Corporativo Índice Índice 1. Porque E- mail Corporativo é diferente?... 1 2. Ferramentas do Email Class... 2 2.1 Aplicativos do E- mail Corporativo... 2 2.1.1

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ. Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ Campus Ponta Grossa ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Ponta Grossa 2012 ANDRÉ LUIS CORDEIRO DE FARIA RELATÓRIO DE ESTÁGIO Trabalho elaborado pelo

Leia mais

Manual de Configurações. Atendimento Inteligente EBEJI

Manual de Configurações. Atendimento Inteligente EBEJI Manual de Configurações Atendimento Inteligente EBEJI Prezado (a) aluno (a), Seja bem vindo ao Atendimento Inteligente EBEJI! Neste manual você encontrará informações essenciais de configurações para que

Leia mais

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X)

IRISPen Air 7. Guia Rápido. (Windows & Mac OS X) IRISPen Air 7 Guia Rápido (Windows & Mac OS X) Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o IRISPen Air TM 7. Leia este guia antes de utilizar o scanner e o respectivo software.todas as informações

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas.

Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos de Minas. PALAVRA DO COORDENADOR Estimado, aluno(a): Seja muito bem-vindo aos Cursos Livres do UNIPAM. Estamos muito felizes por compartilhar com você este novo serviço educacional do Centro Universitário de Patos

Leia mais

Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short

Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short Post excerpt to catch readers attention and describe the story in short A explosão do número de usuários de smartphones está promovendo uma mudança rápida na cultura de vendas e atendimento aos clientes.

Leia mais

O conjunto é composto por duas seções: o App Inventor Designer e o App Inventor Blocks Editor, cada uma com uma função específica.

O conjunto é composto por duas seções: o App Inventor Designer e o App Inventor Blocks Editor, cada uma com uma função específica. Google App Inventor: o criador de apps para Android para quem não sabe programar Por Alexandre Guiss Fonte: www.tecmundo.com.br/11458-google-app-inventor-o-criador-de-apps-para-android-para-quem-naosabe-programar.htm

Leia mais

Configurações de Campanha

Configurações de Campanha Guia rápido sobre... Configurações de Campanha Neste guia... Aprenda a criar campanhas e a ajustar as configurações para otimizar os resultados. Índice 1. Criar Nova Campanha! 4 1.1 Dar um nome à campanha!

Leia mais

CELULAR X COMPUTADOR APLICATIVO PARA CELULAR DICAS DO SEBRAE

CELULAR X COMPUTADOR APLICATIVO PARA CELULAR DICAS DO SEBRAE CELULAR X COMPUTADOR Atualmente, o Celular roubou a cena dos computadores caseiros e estão muito mais presentes na vida dos Brasileiros. APLICATIVO PARA CELULAR O nosso aplicativo para celular funciona

Leia mais

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0

Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Manual Ambiente Virtual de Aprendizagem Moodle-ESPMG 2.0 Adriano Lima Belo Horizonte 2011 SUMÁRIO Apresentação... 3 Acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem AVA ESP-MG... 3 Programação do curso no AVA-ESPMG

Leia mais

Por que Office 365? Office 365 Por que usar?

Por que Office 365? Office 365 Por que usar? Por que Office 365? Office 365 Por que usar? POR QUE OFFICE 365? Olá. Nesse guia, vamos tratar de um serviço que está sendo extremamente procurado por executivos e especialistas em TI das empresas: o Office

Leia mais

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Índice Introdução ao Serviço de E-mail O que é um servidor de E-mail 3 Porque estamos migrando nosso serviço de correio eletrônico? 3 Vantagens de utilização

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis

3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis 3 Dicas MATADORAS Para Escrever Emails Que VENDEM Imóveis O que é um e- mail bem sucedido? É aquele e- mail que você recebe o contato, envia o e- mail para o cliente e ele te responde. Nós não estamos

Leia mais

Manual do Usuário Microsoft Apps

Manual do Usuário Microsoft Apps Manual do Usuário Microsoft Apps Edição 1 2 Sobre os aplicativos da Microsoft Sobre os aplicativos da Microsoft Os aplicativos da Microsoft oferecem aplicativos para negócios para o seu telefone Nokia

Leia mais

Asset Inventory Service (AIS)

Asset Inventory Service (AIS) Asset Inventory Service (AIS) Última revisão feita em 02 de Setembro de 2008. Objetivo Neste artigo veremos detalhes sobre o Asset Inventory Service (AIS), um serviço disponível através do System Center

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...4 3 Como enviar torpedos...6 3.1 Envio

Leia mais

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet.

A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. Prezado Cliente, A CMNet disponibilizou no dia 24 de junho para download no Mensageiro a nova versão do Padrão dos Sistemas CMNet. No Padrão 9 você encontrará novas funcionalidades, além de alterações

Leia mais

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online

Introdução a listas - Windows SharePoint Services - Microsoft Office Online Page 1 of 5 Windows SharePoint Services Introdução a listas Ocultar tudo Uma lista é um conjunto de informações que você compartilha com membros da equipe. Por exemplo, você pode criar uma folha de inscrição

Leia mais

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/

Manual TIM PROTECT BACKUP. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013. http://timprotect.com.br/ Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright TIM PROTECT BACKUP 2013 http://timprotect.com.br/ 1 1 Índice 1 Índice... 2 2 TIM PROTECT BACKUP...Erro! Indicador não definido. 3 TIM PROTECT BACKUP Web... 6 3.1

Leia mais

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA

PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA EE Odilon Leite Ferraz PROJETO INFORMÁTICA NA ESCOLA AULA 1 APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA APRESENTAÇÃO E INICIAÇÃO COM WINDOWS VISTA Apresentação dos Estagiários Apresentação do Programa Acessa

Leia mais

Manual de Uso da Agenda Digital

Manual de Uso da Agenda Digital Manual de Uso da Agenda Digital SUMÁRIO FEED DE NOTÍCIAS... 3 DOWNLOAD DE IMAGENS... 4 RELATÓRIO DIÁRIO... 5 PENDÊNCIA:... 6 CHAT... 7 EDIÇÃO DE DADOS PESSOAIS... 8 ALTERAÇÃO DE SENHA... 9 ESQUECEU SUA

Leia mais

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14

1 ACESSO AO PORTAL UNIVERSITÁRIO 3 3 PLANO DE ENSINO 6 4 AULAS 7 5 AVALIAÇÃO E EXERCÍCIO 9 6 ENQUETES 12 7 QUADRO DE AVISOS 14 portal@up.com.br Apresentação Este manual contém informações básicas, e tem como objetivo mostrar a você, aluno, como utilizar as ferramentas do Portal Universitário e, portanto, não trata de todos os

Leia mais

Migrando para o Outlook 2010

Migrando para o Outlook 2010 Neste guia Microsoft O Microsoft Outlook 2010 está com visual bem diferente, por isso, criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Leia-o para saber mais sobre as principais

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 1.1 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA

Suporte Técnico. A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Suporte Técnico A ZRCR Informática presta suporte técnico, via telefone, e-mail ou Skype diretamente aos usuários do E-GESTAOBELEZA Horário de Atendimento De segunda-feira à sexta-feira das 09:00 ás 19:00

Leia mais

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD!

MANUAL DO ALUNO 1. APRESENTAÇÃO 2. OBJETIVOS 3. ACESSO AO CURSO. Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! MANUAL DO ALUNO MANUAL DO ALUNO Bem-vindo (a) ao curso de Capacitação para cursos em EAD! 1. APRESENTAÇÃO Preparado pela equipe da Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância (CEAD) da Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE ESCOLA DE ENGENHARIA MBA EM TV DIGITAL, RADIODIFUSÃO E NOVAS E NOVAS MÍDIAS Trabalho final da disciplina Computadores, Redes, IP e Internet Professor: Walter Freire Aluno:

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 Remarketing é um recurso utilizado para direcionar anúncios personalizados para as pessoas que visitaram uma determinada página do seu site ou clicaram

Leia mais

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado.

O computador organiza os programas, documentos, músicas, fotos, imagens em Pastas com nomes, tudo separado. 1 Área de trabalho O Windows XP é um software da Microsoft (programa principal que faz o Computador funcionar), classificado como Sistema Operacional. Abra o Bloco de Notas para digitar e participar da

Leia mais