UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Programa de Mestrado Profissional em Educação Matemática JONAS DA CONCEIÇÃO RICARDO UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS MEDIADA PELA TECNOLOGIA: UM ESTUDO DE CASO Vassouras 01

2 R357p Ricardo, Jonas da Conceição Uma proposta para o ensino de funções quadráticas mediada pela tecnologia : um estudo de caso. Caderno de atividades com tutorial [com o uso do GeoGebra] / Jonas da Conceição Ricardo. Vassouras, 01. iv, p. il. 9,7 cm. Orientador: Julio Cesar da Silva. Coorientador: Ana Maria Severiano de Paiva. Dissertação (mestrado) Educação matemática, Universidade Severino Sombra, 01. Inclui bibliografias e anexos. 1. Matemática.. Funções (Matemática). 3. Software. I. Silva, Julio Cesar da. II. Paiva, Ana Maria Severiano de. III. Caderno de atividades com tutorial. IV. Universidade Severino Sombra. V. Título. CDD 510 Ficha catalográfica elaborada pela Biblioteca Central da Universidade Severino Sombra / Vassouras - RJ

3 JONAS DA CONCEIÇÃO RICARDO UMA PROPOSTA PARA O ENSINO DE FUNÇÕES QUADRÁTICAS MEDIADA PELA TECNOLOGIA: UM ESTUDO DE CASO Produto da dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação Matemática da Universidade Severino Sombra, como requisito parcial à obtenção do título de Mestre em Educação Matemática. Orientadores: Professora Dra: Ana Maria de Paiva Severiano Professor Dr: Júlio César da Silva Vassouras 01

4 LISTA DE FIGURAS FIGURA 01 Tela inicial do Geogebra 08 FIGURA 0 Criando parâmetros no Geogebra 09 FIGURA 03 Tornando os parâmetros visíveis 09 FIGURA 04 Gráfico gerado após executado os comandos da atividade 10 FIGURA 05 Animação dos parâmetros 11 FIGURA 06 Modificação da cor da parábola 1 FIGURA 07 Gráfico gerado após executado os comandos da atividade 5 13 FIGURA 08 Gráfico gerado após executado os comandos atividade 6 15 FIGURA 09 Gráfico gerado após executado os comandos atividade 7 16 FIGURA 10 Gráfico gerado após executado os comandos atividade 8 17 FIGURA 11 Gráfico gerado após executado os comandos atividade 9 18 FIGURA 1 Gráfico gerado após executado os comandos atividade 10 19

5 SUMÁRIO INTRODUÇÃO ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE ATIVIDADE BIBLIOGRAFIA

6 6 INTRODUÇÃO O presente produto é parte integrante da dissertação de mestrado do programa de pós-graduação stricto sensu- Mestrado em Educação Matemática da Universidade Severino Sombra. O objetivo é: Propor um material geométrica da função quadrática. Esse estudo permite: de apoio com tutorial para auxiliar a representação Um primeiro contato do aluno com funções que apresentam uma regular variação de crescimento. Ainda que o primeiro contato do aluno com função tenha sido com a função afim, o tipo de crescimento proposto pelas funções quadráticas é diferente por: Nos remeter a uma idéia de retorno., pensando da seguinte forma: enquanto uma grandeza (x) cresce, a sua correspondente também age da mesma forma e depois decresce(ou vice-versa), assumindo assim, os valores anteriormente assumidos. Em conformidade com que deseja o Parâmetro Curricular Nacional, e as Orientações Curriculares Nacional, foi que o produto dessa dissertação foi pensado: Não se pode negar o impacto provocado pela tecnologia de informação e comunicação na configuração da sociedade atual. Por um lado, tem-se a inserção dessa tecnologia no dia-a-dia da sociedade, a exigir indivíduos com capacitação para bem usá-la; por outro lado, tem-se nessa mesma tecnologia um recurso que pode subsidiar o processo de aprendizagem da Matemática. É importante contemplar uma formação escolar nesses dois sentidos, ou seja, a Matemática como ferramenta para entender a tecnologia, e a tecnologia como ferramenta para entender a Matemática ( BRASIL, 006, p. 87) Em outro momento em conformidade temos outra orientação para a utilização da tecnologia como parte integrante do processo educacional: [...] Já se pensando na Tecnologia para a Matemática, há programas de computador (softwares) nos quais os alunos podem explorar e construir diferentes conceitos matemáticos, referidos a seguir como

7 7 programas de expressão. Os programas de expressão apresentam recursos que provocam, de forma muito natural, o processo que caracteriza o pensar matematicamente, ou seja, os alunos fazem experimentos, testam hipóteses, esboçam conjecturas, criam estratégias para resolver problemas. São características desses programas: a) conter um certo domínio de saber matemático a sua base de conhecimento; b) oferecer diferentes representações para um mesmo objeto matemático numérica, algébrica, geométrica; c) possibilitar a expansão de sua base de conhecimento por meio de macro construções; d) permitir a manipulação dos objetos que estão na tela[...](brasil, 006,p.88) Em conformidade do que é proposto foi pensada: Seqüência didática onde utilizamos uma abordagem computacional para plotagem de gráficos, facilitando assim a construção geométrica da função quadrática, para tal foi utilizando o software Geogebra 1. As atividades foram pensadas com conformidade com a matriz de referência do SAERJINHO, valorizando em cada questão o descritor 3 da mesma. Dentre a abordagem que propusemos a fazer, alguns pontos merecem algum destaque, como por exemplo a abordagem da forma canônica, além de uma abordagem clássica pode trazer muitos ganhos em relação à analise da construção de parábolas. Essa abordagem torna interessante pelo fato de: Possibilitar que o aluno reconheça uma outra forma, técnica, de resolução como a de completar quadrado ou desenvolvendo as operações. A escolha do software educacional para o estudo de funções se da pelo fato de: ser um software free; poder ser utilizado tanto no sistema operacional Linux quando no sistema operacional Windows. As propostas aqui desenvolvidas não tem a finalidade de ser uma proposta inovadora, apenas tentamos fazer com que as mesmas possam completar o material que já é proposto nos livros didáticos, há de se ressaltar que existem propostas, com essa mesma finalidade onde o software educacional utilizado é diferente; diante disso não 1 Disponível em : < acessado em 4out.01 Avaliação externa a qual os alunos do ensino médio da SEEDUC/RJ são submetidos bimestralmente 3 Item ao qual queremos analisar o conhecimento do aluno.

8 8 temos a pretensão de colocarmos o nosso produto como o rotulo de ineditismo, apenas uma outra proposta para o que já é existente. Por se tratar de um produto de uma dissertação de mestrado, as atividades aqui elencadas já foram testadas fazendo com que houvesse uma boa aceitação por parte dos alunos. As dificuldades encontradas ao longo da pesquisa, são dificuldades que possivelmente, vocês professores possam vir a encontrar: quantidade mínima de computadores para turmas super lotadas; falta de pessoas para instalar os programas nos computadores, porém não chega a ser suficientes para que possamos desenvolver um bom trabalho junto com os alunos. Para o problema de sala de informática com quantidade ínfimas de computadores a sugestão que fica é: Utilização, mesmo na sala de aula, de data-show e laptop. Ainda que os alunos fiquem somente observando o que o professor esteja fazendo na tela do computador, para os mesmos, fica muito mais atraente quando eles podem observar o dinamismo de uma função, tirando a aparência estática que uma parábola, ou qualquer outro gráfico, tem ao ser escrito seja num quadro branco ou negro. Com essa abordagem proposta tentamos: Evitar as tabelas de construção do gráfico de qualquer função, em particular a parábola. Fazemos isso pensando que esse método pode não trazer nenhum ganho conceitual, senão as operações matemáticas envolvidas, o ideal nesse caso é que seja feito o caminho inverso, ou seja, a partir do gráfico montarmos as tabelas. No quesito avaliação, podemos pensar na mesma como sendo um esforço sistemático para interpretar e acessar informações cujo professor e aluno se propuseram compartilhar determinados conceitos, sendo assim pode-se pensar em diversidades de estratégia para decidir se o processo foi bem sucedido ou não, quais as práticas merecem ser revistas, quais foram as que alcançaram um entendimento desejado do conteúdo e quais possibilitaram que os estudantes desenvolvessem cada uma das

9 9 habilidades relacionadas aos temas estudados. Esperamos que essa seqüência didática proposta possa ajudá-los ao ministrar de uma maneira mais dinâmica essa parte do conteúdo. ATIVIDADE 1: DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Nessa atividade a intenção é fazer com que o aluno partindo de uma função quadrática simples, a mais usual, possa: identificar, graficamente raízes, vértices e a simetria da função, a partir da função dada e o gráfico gerado. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer a representação algébrica ou gráfica da função polinomial do º grau. Digite na barra de entrada a função f ( x) x e responda: Figura 1: Tela inicial do Geogebra a) Quais são as raízes da função? b) Quais são os pontos de vértice dessa parábola? c) Existe alguma simetria em relação a algum eixo, se houver qual?

10 10 ATIVIDADE : DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Nessa atividade deseja-se: propor um estudo dos parâmetros a, b e c da função quadrática do tipo f ( x) ax bx c. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer a variação de um gráfico através da variação dos seus coeficientes Digite na barra de entrada a = 1 entra; b =1 entra; c = 1entra. Figura : Criando parâmetros no geogebra Após ser feito isso siga os seguintes passos: clique sobre os pontos a, b, e c que estão à direita da tela do geogebra. Aparecerá no º quadrante do gráfico cartesiano três linhas com uma bolinha preta em cada uma; clique com o botão direito do mouse sobre a bolinha e aparecerá um outra tela, nesta tela você deve marcar exibir rótulo, faça isso nos três parâmetros. Figura 3: Tornando os parâmetros visíveis

11 11 Após ser feito isso siga os seguintes passos: digite na tela de entrada o comando: a*x^+b*x+c. aparecerá um gráfico de uma função; a partir daí clicando com o botão do mouse em cima dos parâmetros faça os deslizar; estimule os alunos possam tirar suas próprias conclusões a partir da variação dos parâmetros a, b e c. Figura 4: Gráfico gerado após executado os comandos da atividade Obs: Caso queira mostrar aos alunos a dinâmica da função clique: sobre o parâmetro que você quer fazer variar com o botão direito do mouse e marque animar.

12 1 Figura 5: Animação dos parâmetros a- O que acontece quando varia o parâmetro a? b- O que acontece quando varia o parâmetro b? c- O que acontece quando varia o parâmetro c? ATIVIDADE 3: DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Nessa atividade, assim como na atividade anterior, deseja-se: propor um estudo dos parâmetros a, b e c da função quadrática do tipo f ( x) ax bx c. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer a variação de um gráfico através da variação dos seus coeficientes Adotando o gráfico do exercício anterior responda as questões: a) O que acontece quando a é positivo e se aproxima de zero? E quando a é negativo e se aproxima de zero? b) Qual o domínio da função f ( x) ax bx c, para parâmetros definido a = 1 e ENTER, b = 1 e ENTER e c = 1 e ENTER c) Qual a sua imagem?

13 13 ATIVIDADE 4: DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Com essa atividade, espera-se que os alunos após terem visto a variação do coeficiente a da função quadrática possa perceber que: se em uma função quadrática tem-se que a > 0 a concavidade da parábola é voltada para cima, de igual modo se o coeficiente a da função quadrática for do tipo a < 0 a concavidade da parábola e voltada para baixo HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer o gráfico de uma função a partir de sua lei de formação Esboce, numa mesma janela, os gráficos das funções abaixo: a) f1 ( x) x, b) f ( x) x, c) 3 f 3( x) x 5 3 d) f 4 ( x) x 5 Obs: Pensando em facilitar a visualização dos gráficos gerados pelas funções o ideal é que cada gráfico gerado seja feito de uma cor. Isso pode ser feito da seguinte forma: Na tela de entrada digite: a função, por exemplo, f ( x) x ; ao aparecer o gráfico gerado pela função, clique com o botão direito do mouse, clique em propriedades, cores e escolha a cor que quiser para o gráfico. Figura 6 : Modificação da cor da parábola a) Quais são as funções cujos gráficos são parábolas com concavidade voltada para cima? b) Quais são as funções cujos gráficos são parábolas com concavidade voltada para baixo? c) De que forma o coeficiente a da função parábola? f ( x) ax determina a concavidade da

14 14 d) Os gráficos das funções reflexão em relação a que eixo? f ( x) ax e f ( x) ax, com a 0, mostram uma ATIVIDADE 5: DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Essa atividade tem por finalidade: verificar o entendimento do aluno sobre a mudança de representação de uma função quadrática HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer o gráfico de uma função a partir da sua lei de formação Adotando o mesmo princípio da atividade 4, esboce, numa mesma janela, os gráficos das funções abaixo: Obs: assim como na atividade anterior, o ideal que cada função fosse feita de um cor, para que o aluno não sinta-se confuso na hora de responder. f 1 (x) = -x, f (x) = x +3, f 3 (x) = x +4, f 4 (x) = -x -1, f 5 (x) = 3x, f 6 (x) = x Figura 7 : Gráfico gerado após executado os comandos da atividade 5

15 15 a) Destaque os coeficientes de cada função. b) Ao fazermos uma comparação entre os gráficos f(x) = x com o gráfico de f(x) = x +3, observa-se uma translação horizontal ou vertical? De quantas unidades? Para que lado? c) Ao compararmos o gráfico de f(x) = -x -1 com o gráfico de f(x) = x, observase uma translação horizontal ou vertical? De quantas unidades? Para que lado? d) Que tipo de deslocamento é determinado pela variação do coeficiente c (termo independente de x)? ATIVIDADE 6: DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Essa atividade tem por finalidade: verificar o entendimento do aluno sobre a mudança de representação de uma função quadrática. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer o gráfico de uma função a partir da sua lei de formação, analisar crescimento/decrescimento, zeros de funções reais apresentadas em gráficos. Digite as funções abaixo na barra de entrada do geogebra e responda as questões: f(x) = x, f(x) = (x-1) +1, f(x) = (x+1) + 1/4, f(x) = -(x-) e f(x) = (x-3) +1 Uma função da forma f(x) = ax + bx + c (com a 0) é chamada de função quadrática. Uma função quadrática sempre pode ser escrita na forma canônica f(x) = a(x+h) + k. Esta forma é a mais conveniente para obter propriedades de f. O seu gráfico, uma curva chamada parábola (cujas propriedades você irá estudar no futuro), pode ser obtido a partir de transformações do gráfico de f(x) = x. Dependendo do sinal de a, f(x) possui um valor mínimo (quando a > 0) ou máximo (quando a < 0), que ocorre para x = h. Este valor é a abscissa do vértice da parábola, ou seja, o ponto em que o eixo de simetria da curva a intersecta. As raízes de f(x) =0 são também obtidas de forma imediata a partir da forma f(x) = a(x+h) + k (daí vem a fórmula de resolução das equações do º grau).

16 16 Figura 8 : Gráfico gerado após executado os comandos atividade 6 a) Qual é a raiz das funções f (x) = (x+1) + ¼ e f(x) = (x-1) + 1 b) Quais os vértices da parábola das 5 funções? c) Ao esboçar todos os gráficos o que você observou em relação ao vértice das parábolas? ATIVIDADE 7 DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE : A finalidade dessa atividade é: fazer que com que os alunos criassem applets e a partir dos mesmos tirassem suas conclusões a cerca das variações dos coeficientes das funções quadráticas. Nessa atividade damos ênfase a forma canônica da função quadrática. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer a função quadrática na sua forma fatorada. Utilizando a função quadrática f ( x) a( x m)² k, e fazendo variar os parâmetros a, m e k responda as questões:

17 17 Obs:Para efetuarmos essa tarefa precisaremos inicialmente definir esses parâmetros no Geogebra. Para isso, digite na caixa de entrada, seguidamente, a =1 e ENTER, m=1 e ENTER e k=1 e ENTER. Feito isso escreva na caixa ENTRADA (parte inferior da tela) a função f(x) = a*(xm)^+k, desta forma mesmo, com * e ^, tecle ENTER e siga os passos indicados abaixo, respondendo aos itens propostos. Figura 9 : Gráfico gerado após executado os comandos atividade 7 a) Descreva com suas palavras a parábola apresentada na janela de visualização, por que a mesma e apresentada dessa forma? b) Clique com o botão do mouse no ponto referente aos parâmetros, fazendo os deslizar, descreva o que tem acontecido com a parábola. c) Fixando o parâmetro a no valor 1, faça deslizar o ponto m, descreva o acontecido com a parábola. d) Fixando o parâmetro a no valor 1, faça deslizar o ponto k, descreva o acontecido com a parábola. e) Utilizando como ponto de vértice da parábola (1,) e que tenha raízes -1 e 3. Trace o gráfico dessa função. Quais os valores que você usou para a, m e k? ATIVIDADE 8 DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE : A finalidade dessa atividade é: continuar a atividade 7. Nessa atividade damos ênfase a forma canônica da função quadrática. HABILIDADE RELACIONADA: Reconhecer a função quadrática na sua forma fatorada. Adotando o mesmo procedimento da tarefa 7:

18 18 execute os procedimentos descritos na atividade anterior para a função f ( x) ax² bx c. Defina em uma nova tela do Geogebra os parâmetros a, b e c e na caixa de entrada f(x)= a*x^+b*x+c, ; faça os parâmetros deslizar na seqüência, um de cada vez, fazendo retornar ao valor 1, antes que o outro parâmetro seja alterado e responda: a) Descreva a parábola quando você desliza o ponto relativo ao parâmetro a? b) Descreva o que aconteceu quando o ponto deslizado foi o ponto relativo ao parâmetro b? c) E com o parâmetro c? d) Pensando da atividade da tarefa 7 proposto no item (e), faça surgir a partir dos da movimentação dos parâmetros a, b e c uma parábola côncava para baixo com vértice no ponto (1,) e que tenha raízes em -1 e 3: Quais foram os valores utilizados nos parâmetros? Figura10 : Gráfico gerado após executado os comandos atividade 8

19 19 ATIVIDADE 9 DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Nessa atividade foi feita uma adaptação de um problema que envolve uma representação da função quadrática. HABILIDADE RELACIONADA: identificar uma equação do º grau que expressa um problema. (ENEM 000- ADAPTADA) Um boato tem um público-alvo e alastra-se com determinada rapidez. Em geral, essa rapidez é diretamente proporcional ao número de pessoas desse público que conhecem o boato e diretamente proporcional também ao número de pessoas que não o conhecem. Em outras palavras, sendo R a rapidez de propagação, P o público-alvo e x o número de pessoas que conhecem o boato, tem-se R(x) = k.x.(p x), onde k é uma constante positiva característica do boato. Utilizando o Geogebra, e se apropriando das atividades até então desenvolvidas, criar parâmetros, digitar uma função na barra de entrada, crie o gráfico da função definida no enunciado acima. Figura 11 : Gráfico gerado após executado os comandos atividade 9

20 0 ATIVIDADE 10 DESCRIÇÃO DA ATIVIDADE: Essa atividade é uma atividade livre, onde o aluno testa tudo aquilo que ele aprendeu nas atividades anteriores. HABILIDADE RELACIONADA: H6: Reconhecer a representação algébrica ou gráfica da função polinomial do º grau Represente graficamente as funções abaixo, utilizando o Geogebra e complete as lacunas. Obs: assim como em atividades anteriores, caso os alunos venham digitar todas as funções na mesma tela, recomenda-se que seja cada função fosse feita de um cor, para que o aluno não sinta-se confuso na hora de responder. a) f(x) = x b) g(x) = x + 1 c) h(x) = (x 3) d) i(x) = x Figura1 : Gráfico gerado após executado os comandos atividade 10

21 1 Para obter o gráfico de g, basta transladar o gráfico de f em... unidades para...; para obter o de h, basta transladar o gráfico de f... unidades para... E para obter o de i?

22 CONCLUSÃO Assim como já falado no inicio, o presente trabalho não tem por finalidade substituir outros materiais didáticos já existentes, na verdade a nossa proposta que o mesmo seja utilizado juntos dos outros materiais que o professor possui para produzir a sua aula, como livros didáticos, vídeo aulas ou outro tipo de qualquer de material que os mesmos julguem ser importante para o bom andamento da sua aula. As atividades aqui elencadas, foram testadas em turmas do 1º ano do ensino médio do Colégio Estadual Dr Albert Sabin, situado no Estado do Rio de Janeiro, nem sempre o que propusemos dá certo na sua integra, mas entendemos que qualquer tipo de diversificação na prática docente pode ser fundamental para a mudança de postura dos alunos frente as dificuldades encontradas. Há de se ressaltar que as atividades por si só, não são o suficiente para o bom entendimento de funções quadráticas e sua representação geométrica, essa afirmação pode-se concluir pelo fato de ter ocorrido nas aplicações da mesma termos debatido muito os conceitos fundamentais da função quadrática, como ponto de vértice, característica da concavidade da função, ponto de interceptação no eixo das abscissa e ordenadas e eixo de simetria, a representação geométrica dos pontos abordados os torna dinâmicos fazendo com que o aluno tenha um melhor entendimento do que estão falando. Esperamos que o objetivo traçado na elaboração desse caderno de atividade possa ser alcançado que é oferecer uma outra forma de abordagem de um mesmo item, projetando assim uma melhora gradativa não só do desempenho dos alunos, que esse caderno por ventura possa vir a alcançar, como a melhoria dos docentes que são peças fundamentais nessa engrenagem educacional.

23 3 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS CARVALHO, P.C.P;WAGNER. E; LIMA, E.L Projeto SEE-RJ/IMPA/Instituto Unibanco Melhoria do Ensino Médio- Funções Quadráticas, Rio de Janeiro- IMPA, 008, 17p. Apostila CECIERJ, Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro. Funções quadráticas- matemática 1º ano 3º bimestre 1º ciclo. CEDERJ: Rio de Janeiro, 011. DANTE, L. Matemática, 1ª Ed. São Paulo: Ática 004 IEZZI,G et al. Ciências e Aplicações, 1: Ensino Médio, 6 ed-são Paulo: Saraiva,010 MEC.Parâmetros Curriculares Nacionais - Ensino Médio, Parte III - Ciências da Natureza, Matemática e suas Tecnologias: MEC/SEMT, 006. SANTOS, A. R dos et al, INTRODUÇÃO ÀS FUNÇÕES REAIS: Um enfoque Computacional, Departamento de Métodos Matemáticos- Instituto de Matemática- UFRJ, 1998

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA. Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu. Mestrado Profissional em Educação Matemática WENDEL DE OLIVEIRA SILVA

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA. Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu. Mestrado Profissional em Educação Matemática WENDEL DE OLIVEIRA SILVA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação Matemática WENDEL DE OLIVEIRA SILVA KIT VIRTUAL DE APOIO (KVA) Vassouras 2011 WENDEL DE OLIVEIRA SILVA

Leia mais

GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica

GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica GeoGebra: alternativa para o estudo dos parâmetros de funções na educação básica Ana Paula Santos Rebello Universidade do Vale do Rio dos Sinos Brasil prof.anapaula@ibest.com.br Márcio Alexandre Rodriguez

Leia mais

PROJETO SALA DE AULA

PROJETO SALA DE AULA PROJETO SALA DE AULA 1. Identificação: Título: APRENDENDO FUNÇÕES BRINCANDO Série: 1º série do Ensino Fundamental Softwares Necessários: Cabri-Géomètre, Jogos de Funções e Graphmatica Tempo previsto: Seis

Leia mais

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas

Trabalhando Matemática: percepções contemporâneas CONSTRUINDO CONCEITOS SOBRE FAMÍLIA DE FUNÇÕES POLINOMIAL DO 1º GRAU COM USO DO WINPLOT Tecnologias da Informação e Comunicação e Educação Matemática (TICEM) GT 06 MARCOS ANTONIO HELENO DUARTE Secretaria

Leia mais

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma

Módulo 2 Unidade 7. Função do 2 grau. Para início de conversa... Imagine você sentado. em um ônibus, indo. para a escola, jogando uma Módulo 2 Unidade 7 Função do 2 grau Para início de conversa... Imagine você sentado em um ônibus, indo para a escola, jogando uma caneta para cima e pegando de volta na mão. Embora para você a caneta só

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS. Curso de Matemática Introdução ao GeoGebra software livre 0 CENTRO UNIVERSITÁRIO DA SERRA DOS ÓRGÃOS Curso de Matemática Primeiros Passos Com o Software Livre GeoGebra Março de 2010 Prof. Ilydio Pereira de Sá Introdução ao

Leia mais

MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos

MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos 1 MÓDULO 1 - Abrindo o Winplot e construindo gráficos 1 - Abrindo o Winplot Para abrir o Winplot.exe clique duas vezes no ícone. Abrirá a caixa: Clique (uma vez) no botão. Surgirá uma coluna: Clique no

Leia mais

Estudo de Gráficos de Funções através de Softwares Gráficos e Geométricos

Estudo de Gráficos de Funções através de Softwares Gráficos e Geométricos 1 Universidade Federal do Paraná UFPR Estudo de Gráficos de Funções através de Softwares Gráficos e Geométricos Amanda Rosa Liria Machado Ingrid Mariana Rodrigues de Lima Simone Venturi Curitiba 2011 2

Leia mais

3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12

3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12 3º Trimestre TRABALHO DE MATEMÁTICA - 2012 Ensino Fundamental 9º ano classe: A-B-C Profs. Marcelo/Fernando Nome:, nº Data de entrega: 09/ 11/12 NOTA:. Nota: Toda resolução deve ser feita no seu devido

Leia mais

Utilização de Softwares Gráficos no Estudo de Funções

Utilização de Softwares Gráficos no Estudo de Funções Universidade Federal do Paraná UFPR Utilização de Softwares Gráficos no Estudo de Funções Amanda Carvalho de Oliveira Juliana Rodrigues de Araújo Marcelo José Cardozo Caldeira Mayara Poyer da Silva Verediana

Leia mais

NO ESTUDO DE FUNÇÕES

NO ESTUDO DE FUNÇÕES 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SEMANA DA MATEMÁTICA 2014 UTILIZAÇÃO DE SOFTWARES GRÁFICOS NO ESTUDO DE FUNÇÕES PIBID MATEMÁTICA 2009 CURITIBA

Leia mais

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior http://www.unifal-mg.edu.br/matematica/?q=disc jc Aula 02 ATIVIDADE 01 Para poupar esforço de digitação, você pode usar o tradicional

Leia mais

Gráfico: O gráfico de uma função quadrática é uma parábola. Exemplos: 1) f(x) = x 2 + x -3-2 -1-1/2 1 3/2 2. 2) y = -x 2 + 1 -3-2 -1

Gráfico: O gráfico de uma função quadrática é uma parábola. Exemplos: 1) f(x) = x 2 + x -3-2 -1-1/2 1 3/2 2. 2) y = -x 2 + 1 -3-2 -1 Engenharia Civil/Mecânica Cálculo 1 1º semestre 2015 Profa Olga Função Quadrática Uma função f : R R chama-se função quadrática quando existem números reais a, b e c, com a 0, tais que f(x) = ax 2 + bx

Leia mais

PRODUÇÃO TÉCNICA ANÁLISE DE GRÁFICOS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS DE GRAU MAIOR QUE DOIS COM AUXÍLIO DO SOFTWARE GRAPHMATICA

PRODUÇÃO TÉCNICA ANÁLISE DE GRÁFICOS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS DE GRAU MAIOR QUE DOIS COM AUXÍLIO DO SOFTWARE GRAPHMATICA PRODUÇÃO TÉCNICA TÍTULO: ANÁLISE DE GRÁFICOS DE FUNÇÕES POLINOMIAIS DE GRAU MAIOR QUE DOIS COM AUXÍLIO DO SOFTWARE GRAPHMATICA AUTORES: Clóvis José Dazzi Maria Madalena Dullius Claus Haetinger CONTEXTUALIZAÇÃO:

Leia mais

FUNÇÕES QUADRÁTICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO ATRAVÉS DO WINPLOT

FUNÇÕES QUADRÁTICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO ATRAVÉS DO WINPLOT FUNÇÕES QUADRÁTICAS: UM ESTUDO INVESTIGATIVO ATRAVÉS DO WINPLOT Conrado Robert, graduando em Licenciatura em Matemática, UFF Danielle Ferreira da Cruz, graduando em Licenciatura em Matemática, UFF Taciano

Leia mais

MATEMÁTICA I AULA 07: TESTES PARA EXTREMOS LOCAIS, CONVEXIDADE, CONCAVIDADE E GRÁFICO TÓPICO 02: CONVEXIDADE, CONCAVIDADE E GRÁFICO Este tópico tem o objetivo de mostrar como a derivada pode ser usada

Leia mais

UM OLHAR PARA AS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS ATRAVÉS DO SOFTWARE GRAFEQ

UM OLHAR PARA AS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS ATRAVÉS DO SOFTWARE GRAFEQ ISSN 2316-7785 UM OLHAR PARA AS REPRESENTAÇÕES GRÁFICAS ATRAVÉS DO SOFTWARE GRAFEQ Marinela da Silveira Boemo Universidade Federal de Santa Maria marinelasboemo@hotmail.com Carmen Reisdoerfer Universidade

Leia mais

Função. Definição formal: Considere dois conjuntos: o conjunto X com elementos x e o conjunto Y com elementos y. Isto é:

Função. Definição formal: Considere dois conjuntos: o conjunto X com elementos x e o conjunto Y com elementos y. Isto é: Função Toda vez que temos dois conjuntos e algum tipo de associação entre eles, que faça corresponder a todo elemento do primeiro conjunto um único elemento do segundo, ocorre uma função. Definição formal:

Leia mais

O USO DO SOFTWARE EM SALA DE AULA

O USO DO SOFTWARE EM SALA DE AULA 1 O USO DO SOFTWARE EM SALA DE AULA Flavio Lemos da Silva. flavio_lemos18@hotmail.com Daniella Nunes Santos danii.nunes14@hotmail.com Luan Alves Ferreira luan.aragominas@gmail.com Camila Luciana Bonfim

Leia mais

MINICURSO DE GEOGEBRA PARA INICIANTES NO ESTUDO DE CÁLCULO I

MINICURSO DE GEOGEBRA PARA INICIANTES NO ESTUDO DE CÁLCULO I Universidade dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri UFVJM Instituto de Ciência, Engenharia e Tecnologia ICET Grupo de Estudos em Software Livre no Ensino GESE MINICURSO DE GEOGEBRA PARA INICIANTES NO ESTUDO

Leia mais

5910179 Biofísica I Turma de Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Segunda lista de exercícios

5910179 Biofísica I Turma de Biologia FFCLRP USP Prof. Antônio C. Roque Segunda lista de exercícios Lista sobre funções no Excel A ideia desta lista surgiu em sala de aula, para ajudar os alunos a conhecer de modo prático as principais funções matemáticas que aparecem em biologia. Inicialmente, para

Leia mais

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA UNIDADE DE ENSINO POTENCIALMENTE SIGNIFICATIVA PARA SUBSIDIAR O ESTUDO DE GEOMETRIA ANALÍTICA

Leia mais

Geogebra na Aula de Matemática: uma proposta para a formação e prática docente

Geogebra na Aula de Matemática: uma proposta para a formação e prática docente Geogebra na Aula de Matemática: uma proposta para a formação e prática docente Renan Marques Pereira 1 GD6 Educação Matemática, Tecnologias Informáticas e Educação à Distância Resumo: este projeto tem

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia - UESB I Semana de Educação Matemática: Discutindo o trabalho docente aliado às novas tendências educacionais 25 a 29 de maio de 2009 Minicurso: GEOGEBRA UM FORTE

Leia mais

FUNÇÃO DO 2 GRAU. Chamamos de função do 2 grau, ou também função quadrática, toda função que assume a forma: onde

FUNÇÃO DO 2 GRAU. Chamamos de função do 2 grau, ou também função quadrática, toda função que assume a forma: onde FUNÇÃO DO GRAU Professora Laura 1. Definição Chamamos de função do grau, ou também função quadrática, toda função que assume a forma: f : R R; f ( x) ax bx c onde a, b, c R e a 0. Podemos classificar as

Leia mais

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação Matemática. SuperAção

UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação Matemática. SuperAção UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu Mestrado Profissional em Educação Matemática SuperAção Superando as dificuldades trazidas pelo descontrole motor com aplicação de sequências

Leia mais

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÃO DO 1º GRAU

Todos os exercícios sugeridos nesta apostila se referem ao volume 1. MATEMÁTICA I 1 FUNÇÃO DO 1º GRAU FUNÇÃO IDENTIDADE... FUNÇÃO LINEAR... FUNÇÃO AFIM... GRÁFICO DA FUNÇÃO DO º GRAU... IMAGEM... COEFICIENTES DA FUNÇÃO AFIM... ZERO DA FUNÇÃO AFIM... 8 FUNÇÕES CRESCENTES OU DECRESCENTES... 9 SINAL DE UMA

Leia mais

Uma lei que associa mais de um valor y a um valor x é uma relação, mas não uma função. O contrário é verdadeiro (isto é, toda função é uma relação).

Uma lei que associa mais de um valor y a um valor x é uma relação, mas não uma função. O contrário é verdadeiro (isto é, toda função é uma relação). 5. FUNÇÕES DE UMA VARIÁVEL 5.1. INTRODUÇÃO Devemos compreender função como uma lei que associa um valor x pertencente a um conjunto A a um único valor y pertencente a um conjunto B, ao que denotamos por

Leia mais

5o Encontro da RPM 3 a 4 de junho de 2011 Salvador - BA Minicurso. Computador na sala de aula: atividades com Geometria Dinâmica

5o Encontro da RPM 3 a 4 de junho de 2011 Salvador - BA Minicurso. Computador na sala de aula: atividades com Geometria Dinâmica 1 5o Encontro da RPM 3 a 4 de junho de 2011 Salvador - BA Minicurso Computador na sala de aula: atividades com Geometria Dinâmica Cristina Cerri IME USP Cada vez mais estamos incorporando o computador

Leia mais

O USO DO COMPUTADOR (GEOGEBRA) E DO LOGOTIPO DO MC DONALD S NO ESTUDO DA FUNÇÃO DO 2º GRAU

O USO DO COMPUTADOR (GEOGEBRA) E DO LOGOTIPO DO MC DONALD S NO ESTUDO DA FUNÇÃO DO 2º GRAU O USO DO COMPUTADOR (GEOGEBRA) E DO LOGOTIPO DO MC DONALD S NO ESTUDO DA FUNÇÃO DO 2º GRAU Elda Vieira Tramm/UFBa/EMFoco Jussara G. Araújo Cunha/SEC/Ba/EMFoco Nosso Desafio Construir o m do Mc Donald s

Leia mais

Função Quadrática Função do 2º Grau

Função Quadrática Função do 2º Grau Colégio Adventista Portão EIEFM MATEMÁTICA Função Quadrática 1º Ano APROFUNDAMENTO/REFORÇO Professor: Hermes Jardim Disciplina: Matemática Lista 5 º Bimestre/13 Aluno(a): Número: Turma: Função Quadrática

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Altos e Baixos da Função Guia do Professor Página 1 de 7 Guia do Professor Caro(a) professor(a) A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM

APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM APÊNDICES ATIVIDADES OBJETOS DE APRENDIZAGEM APÊNDICE A - Análise dos softwares GeoGebra e Winplot I Objetivo: Identificar o software que será utilizado para desenvolver as atividades. II Metodologia:

Leia mais

Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota:

Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Escola: ( ) Atividade ( ) Avaliação Aluno(a): Número: Ano: Professor(a): Data: Nota: Questão 1 (OBMEP RJ) O preço de uma corrida de táxi é R$ 2,50 fixos ( bandeirada ), mais R$ 0,10 por 100 metros rodados.

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE ATIVIDADE SOBRE INTEGRAL UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEOBRA Frank Amorim 1, Giselle Sousa 2

EXPERIÊNCIA DE ATIVIDADE SOBRE INTEGRAL UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEOBRA Frank Amorim 1, Giselle Sousa 2 EXPERIÊNCIA DE ATIVIDADE SOBRE INTEGRAL UTILIZANDO O SOFTWARE GEOGEOBRA Frank Amorim 1, Giselle Sousa 2 1 IFRN/Professor de Matemática do Ensino Básico e Tecnológico do IFRN, frank.amorim@ifrn.edu.br 2

Leia mais

Aplicação do Software GeoGebra no ensino de Funções

Aplicação do Software GeoGebra no ensino de Funções Ricardo Antonio Faustino da Silva Braz Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA Brasil ricardobraz@ufersa.edu.br Jean Michel Moura Bezerra Universidade Federal Rural do Semi-Árido - UFERSA Brasil

Leia mais

utilizando o software geogebra no ensino de certos conteúdos matemáticos

utilizando o software geogebra no ensino de certos conteúdos matemáticos V Bienal da SBM Sociedade Brasileira de Matemática UFPB - Universidade Federal da Paraíba 18 a 22 de outubro de 2010 utilizando o software geogebra no ensino de certos conteúdos matemáticos ermínia de

Leia mais

Informática no Ensino da Matemática

Informática no Ensino da Matemática Informática no Ensino da Matemática Humberto José Bortolossi http://www.professores.uff.br/hjbortol/ Lista de Exercícios 2 ATIVIDADE 1 Para poupar esforço de digitação, você pode usar o tradicional sistema

Leia mais

Funções e Aplicações. Ministrado por Bruno Tenório da S Lopes Coordenado por Profa Dra Edna Maura Zuffi

Funções e Aplicações. Ministrado por Bruno Tenório da S Lopes Coordenado por Profa Dra Edna Maura Zuffi Funções e Aplicações Ministrado por Bruno Tenório da S Lopes Coordenado por Profa Dra Edna Maura Zuffi Maio de 2011 Índice 1 - Conjuntos Numéricos... 4 Intervalos... 5 Intervalos finitos... 5 Intervalos

Leia mais

CONSTRUINDO O CONCEITO DE FUNÇÃO EXPONENCIAL A PARTIR DOS OBJETOS DIGITAIS DE APRENDIZAGEM TORRE DE HANÓI E GEOGEBRA. Dejair Frank Barroso 1

CONSTRUINDO O CONCEITO DE FUNÇÃO EXPONENCIAL A PARTIR DOS OBJETOS DIGITAIS DE APRENDIZAGEM TORRE DE HANÓI E GEOGEBRA. Dejair Frank Barroso 1 CONSTRUINDO O CONCEITO DE FUNÇÃO EXPONENCIAL A PARTIR DOS OBJETOS DIGITAIS DE APRENDIZAGEM TORRE DE HANÓI E GEOGEBRA. Dejair Frank Barroso 1 Resumo O artigo discute as características de Objetos de aprendizagem

Leia mais

Capítulo 1. x > y ou x < y ou x = y

Capítulo 1. x > y ou x < y ou x = y Capítulo Funções, Plano Cartesiano e Gráfico de Função Ao iniciar o estudo de qualquer tipo de matemática não podemos provar tudo. Cada vez que introduzimos um novo conceito precisamos defini-lo em termos

Leia mais

Em busca da trajetória perfeita!

Em busca da trajetória perfeita! Reforço escolar M ate mática Em busca da trajetória perfeita! Dinâmica 4 1º Série 3º Bimestre DISCIPLINA Série CAMPO CONCEITO Aluno Matemática Ensino Médio 1ª Algébrico Simbólico Função polinomial do 2º

Leia mais

A noção de função é imprescindível no decorrer do estudo de Cálculo e para se estabelecer essa noção tornam-se necessários:

A noção de função é imprescindível no decorrer do estudo de Cálculo e para se estabelecer essa noção tornam-se necessários: 1 1.1 Função Real de Variável Real A noção de função é imprescindível no decorrer do estudo de Cálculo e para se estabelecer essa noção tornam-se necessários: 1. Um conjunto não vazio para ser o domínio;

Leia mais

b : nas representações gráficas de funções do tipo

b : nas representações gráficas de funções do tipo do as suas escolhas a partir daí. Nesta situação, tendem a identificar as assímptotas verticais, as assímptotas horizontais e a associar as representações analítica e gráfica que têm estas características

Leia mais

Lógica Matemática e Computacional 5 FUNÇÃO

Lógica Matemática e Computacional 5 FUNÇÃO 5 FUNÇÃO 5.1 Introdução O conceito de função fundamenta o tratamento científico de problemas porque descreve e formaliza a relação estabelecida entre as grandezas que o integram. O rigor da linguagem e

Leia mais

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon

Planejamento Anual 2014. Modalidade: Ensino Médio. Disciplina: Matemática. 1º Ano D. Prof: Alan Ricardo Lorenzon COLEGIO ESTADUAL DARIO VELLOZO ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL Rua Haroldo Hamilton, 271 Centro - CEP 85905-390 Fone/Fax 45 3378-5343 - Email: colegiodariovellozo@yahoo.com.br Toledo Paraná Planejamento

Leia mais

TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA

TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA TRANSFORMAÇÕES LINEARES NO PLANO E O SOFTWARE GEOGEBRA Débora Dalmolin Universidade Federal de Santa Maria debydalmolin@gmail.com Lauren Bonaldo Universidade Federal de Santa Maria laurenmbonaldo@hotmail.com

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E DO AMBIENTE COMPUTACIONAL EXCEL NA EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS.

A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E DO AMBIENTE COMPUTACIONAL EXCEL NA EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS. 56 A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA E DO AMBIENTE COMPUTACIONAL EXCEL NA EXPLORAÇÃO DE CONCEITOS MATEMÁTICOS. Antônio Carlos Marangoni 2 (Unifran) Antônio César Geron 2 (Unifran) Lucinda M. de F. Rodrigues

Leia mais

AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES

AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES AS DIFICULDADES DOS ALUNOS DO 8º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL NA COMPREENSÃO DE EQUAÇÕES E INEQUAÇÕES Silmara Cristina Manoel UNESP Ilha Solteira Silmaracris2@hotmail.com Inocêncio Fernandes Balieiro Filho

Leia mais

Função do 2º Grau. V(x) 3x 12x. C(x) 5x 40x 40.

Função do 2º Grau. V(x) 3x 12x. C(x) 5x 40x 40. Função do º Grau. (Espcex (Aman) 04) Uma indústria produz mensalmente x lotes de um produto. O valor mensal resultante da venda deste produto é dado por C(x) 5x 40x 40. V(x) 3x x e o custo mensal da produção

Leia mais

APLICAÇÕES DA DERIVADA

APLICAÇÕES DA DERIVADA Notas de Aula: Aplicações das Derivadas APLICAÇÕES DA DERIVADA Vimos, na seção anterior, que a derivada de uma função pode ser interpretada como o coeficiente angular da reta tangente ao seu gráfico. Nesta,

Leia mais

VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA

VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA VIVIANE DA SILVA STELLET PEREIRA CADERNO DE ATIVIDADES CRIPTOGRAFIA NO ENSINO DE FUNÇÕES VASSOURAS 2012 VIVIANE DA

Leia mais

UNIDADE 3 FUNÇÕES OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM

UNIDADE 3 FUNÇÕES OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Unidade 2 Matrizes e Sistemas de Equações Apresentação Lineares UNIDADE 3 FUNÇÕES OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade você deverá ser capaz de: Descrever e comentar possibilidades

Leia mais

Introdução ao GeoGebra

Introdução ao GeoGebra Universidade Federal de Alfenas UNIFAL-MG Introdução ao GeoGebra Prof. Dr. José Carlos de Souza Junior AGOSTO 2010 Sumário 1 Primeiros Passos com o GeoGebra 4 1.1 Conhecendo o Programa............................

Leia mais

O ENSINO DA FUNÇÃO AFIM COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA

O ENSINO DA FUNÇÃO AFIM COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA O ENSINO DA FUNÇÃO AFIM COM O AUXÍLIO DO SOFTWARE GEOGEBRA Conceição BRANDÃO de Lourdes Farias FACIG clfb_05@hotmail.com Evanilson LANDIM Alves UFPE evanilson.landim@ufpe.br RESUMO O uso das tecnologias

Leia mais

ANÁLISE GRÁFICA DOS RESULTADOS EXPERIMENTAIS

ANÁLISE GRÁFICA DOS RESULTADOS EXPERIMENTAIS ANÁLISE GRÁFICA DOS RESULTADOS EXPERIMENTAIS Após a realização de um experimento, deseja-se estabelecer a função matemática que relaciona as variáveis do fenómeno físico estudado. Nos nossos experimentos

Leia mais

Atividades com o GeoGebra: possibilidades para o ensino e aprendizagem da Geometria no Fundamental

Atividades com o GeoGebra: possibilidades para o ensino e aprendizagem da Geometria no Fundamental Atividades com o GeoGebra: possibilidades para o ensino e aprendizagem da Geometria no Maria da Conceição Alves Bezerra Universidade Federal da Paraíba Brasil mcabst@hotmail.com Cibelle Castro de Assis

Leia mais

Métodos Matemáticos para Engenharia de Informação

Métodos Matemáticos para Engenharia de Informação Métodos Matemáticos para Engenharia de Informação Gustavo Sousa Pavani Universidade Federal do ABC (UFABC) 3º Trimestre - 2009 Aulas 1 e 2 Sobre o curso Bibliografia: James Stewart, Cálculo, volume I,

Leia mais

Sociedade Brasileira de Matemática Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional. n=1

Sociedade Brasileira de Matemática Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional. n=1 Sociedade Brasileira de Matemática Mestrado Profissional em Matemática em Rede Nacional MA Números e Funções Reais Avaliação - GABARITO 3 de abril de 203. Determine se as afirmações a seguir são verdadeiras

Leia mais

Microsoft Excel 2003

Microsoft Excel 2003 Associação Educacional Dom Bosco Faculdades de Engenharia de Resende Microsoft Excel 2003 Professores: Eduardo Arbex Mônica Mara Tathiana da Silva Resende 2010 INICIANDO O EXCEL Para abrir o programa Excel,

Leia mais

UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO

UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO UMA NOVA PROPOSTA PARA GEOMETRIA ANALÍTICA NO ENSINO MÉDIO DANIELLA ASSEMANY DA GUIA CAp- UFRJ danyprof@bol.com.br 1.1. RESUMO Esta comunicação científica tem como objetivo tratar e apresentar a Geometria

Leia mais

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor

Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Projeto CONDIGITAL Portas da Matemática Guia do Professor Página 1 de 7 Caro(a) professor(a) Guia do Professor A utilização de simulações digitais como objetos de aprendizagem tem sido difundida atualmente

Leia mais

Roda de Samba. Série Matemática na Escola

Roda de Samba. Série Matemática na Escola Roda de Samba Série Matemática na Escola Objetivos 1. Apresentar uma aplicação de funções quadráticas; 2. Analisar pontos de máximo de uma parábola;. Avaliar o comportamento da parábola com variações em

Leia mais

2. Estude o sinal da função f cujo gráfico é a reta de inclinação 3 e que passa pelo ponto ( 5, 2).

2. Estude o sinal da função f cujo gráfico é a reta de inclinação 3 e que passa pelo ponto ( 5, 2). MAT1157 Cálculo a uma Variável A - 2014.1 Lista de Exercícios 7 PUC-Rio Função afim: 1. (a) Qual é a inclinação de uma reta horizontal (paralela ao eixo-x)? (b) Qual é a expressão da função cujo gráfico

Leia mais

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA

MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA MATERIAL DE DIVULGAÇÃO DA EDITORA MODERNA Professor, nós, da Editora Moderna, temos como propósito uma educação de qualidade, que respeita as particularidades de todo o país. Desta maneira, o apoio ao

Leia mais

Explorações de alunos

Explorações de alunos A partir dos exemplos sugeridos e explorados pelos alunos pretende-se que possam conjecturar que, dadas duas funções reais de variável real f e g, o domínio da função quociente pode ser dado por: f f g

Leia mais

Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi. Parte 1 Versão 0.9. [Folha 1] Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense

Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi. Parte 1 Versão 0.9. [Folha 1] Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense [Folha 1] Cálculo I -A- Humberto José Bortolossi Departamento de Matemática Aplicada Universidade Federal Fluminense Parte 1 Versão 0.9 Parte 1 Cálculo I -A- 1 Conteúdo do curso [Folha 2] Apresentação

Leia mais

MINICURSO: CONSTRUÇÕES GEOMÉTRICAS INTERATIVAS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA

MINICURSO: CONSTRUÇÕES GEOMÉTRICAS INTERATIVAS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA ISSN 2177-9139 MINICURSO: CONSTRUÇÕES GEOMÉTRICAS INTERATIVAS COM A UTILIZAÇÃO DO SOFTWARE GEOGEBRA Vanessa Etcheverria Cassuriaga vanessa19921000@hotmail.com Fundação Universidade Federal do Pampa, Campus

Leia mais

Prática no Laboratório de Informática: Jogos no Programa Mais Educação

Prática no Laboratório de Informática: Jogos no Programa Mais Educação Prática no Laboratório de Informática: Jogos no Programa Mais Educação Escola Municipal de Ensino Fundamental Madre Teresa Laboratório com 18 máquinas com sistema operacional Linux Educacional Turma Mista

Leia mais

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio

Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Colégio FAAT Ensino Fundamental e Médio Atividade experimental 2º bimestre 10 pontos Nome: N.: Nome: N.: Nome: N.: Nome: N.: Nome: N.: Série: 1ª série Profª Elizangela Goldoni Conteúdo: Função quadrática

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web . (Pucrj 015) Sejam as funções f(x) = x 6x e g(x) = x 1. O produto dos valores inteiros de x que satisfazem a desigualdade f(x) < g(x) é: a) 8 b) 1 c) 60 d) 7 e) 10 4. (Acafe 014) O vazamento ocorrido

Leia mais

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA

GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA GUIA DO PROFESSOR ATIVIDADE: RAIO DA TERRA 1 - RESUMO DA ATIVIDADE Como exemplo de um método de medida, vamos mostrar como há três séculos antes de Cristo, Eratóstenes mediu o raio da Terra, utilizando

Leia mais

19 a 23 de Outubro de 29 ESTUDO DO COEFICIENTE b DA FUNÇÃO DO 2º GRAU UMA ABORDAGEM GRÁFICA Danilo Alves Pereira EVANGELISTA 1 ; Flávio BITTENCOURT 2 1 Aluno do curso Técnico em Informática e bolsista

Leia mais

USO DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO SUPORTE PARA ESTUDO DOS CILINDROS NO CONTEXTO DO ENSINO SUPERIOR

USO DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO SUPORTE PARA ESTUDO DOS CILINDROS NO CONTEXTO DO ENSINO SUPERIOR USO DO SOFTWARE GEOGEBRA COMO SUPORTE PARA ESTUDO DOS CILINDROS NO CONTEXTO DO ENSINO SUPERIOR Resumo Leidiane Cequeira Santos 1 Edson Crisostomo dos Santos 2 1 Universidade Estadual de Montes Claros UNIMONTES,

Leia mais

GRÁFICOS E ANIMAÇÕES: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE FUNÇÕES

GRÁFICOS E ANIMAÇÕES: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE FUNÇÕES GRÁFICOS E ANIMAÇÕES: UMA ESTRATÉGIA PARA O ENSINO-APRENDIZAGEM DE FUNÇÕES Dircélia dos Santos Universidade Federal do Rio Grande do Sul dirceliafg@yahoo.com.br Elisabeta D' Elia Gallicchio Universidade

Leia mais

SESSÃO 5: DECLINAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO

SESSÃO 5: DECLINAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO SESSÃO 5: DECLINAÇÃO SOLAR AO LONGO DO ANO Respostas breves: 1.1) 9,063 N 1.2) norte, pois é positiva. 1.3) São José (Costa Rica). 2) Não, porque Santa Maria não está localizada sobre ou entre os dois

Leia mais

Tratamento de Dados Utilizando o SciDAVis Tutorial Parte 1 Como construir um gráfico e fazer um ajuste linear

Tratamento de Dados Utilizando o SciDAVis Tutorial Parte 1 Como construir um gráfico e fazer um ajuste linear LABORATÓRIO DE FÍSICA EXPERIMENTAL 1 DEPARTAMENTO DE FÍSICA - DAFIS UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ - UTFPR Tratamento de Dados Utilizando o SciDAVis Tutorial Parte 1 Como construir um gráfico

Leia mais

Professores Formadores NTE Uruaçu-GO

Professores Formadores NTE Uruaçu-GO Professores Formadores NTE Uruaçu-GO Núcleo de Tecnologia Educacional de Uruaçu NTE - 1 - INTRODUÇÃO O Aplicativo KolourPaint é utilizado para edição de desenhos e construção de conhecimento utilizando

Leia mais

Funções algébricas do 1º grau. Maurício Bezerra Bandeira Junior

Funções algébricas do 1º grau. Maurício Bezerra Bandeira Junior Maurício Bezerra Bandeira Junior Definição Chama-se função polinomial do 1º grau, ou função afim, a qualquer função f de IR em IR dada por uma lei da forma f(x) = ax + b, onde a e b são números reais dados

Leia mais

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior

Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior Informática no Ensino de Matemática Prof. José Carlos de Souza Junior http://www.unifal-mg.edu.br/matematica/?q=disc jc Aula 05 - Desvendando o GeoGebra PARTE 04 - COMO APAGAR OBJETOS. Ao iniciar o GeoGebra,

Leia mais

Guia do Professor. Comida a Quilo. Experimentos

Guia do Professor. Comida a Quilo. Experimentos Guia do Professor Comida a Quilo Experimentos Coordenação Geral Elizabete dos Santos Autores Bárbara Nivalda Palharini Alvim Souza Karina Alessandra Pessôa da Silva Lourdes Maria Werle de almeida Luciana

Leia mais

CONSTRUINDO O LOGOTIPO DO MCDONALD S COM O GEOGEBRA

CONSTRUINDO O LOGOTIPO DO MCDONALD S COM O GEOGEBRA CONSTRUINDO O LOGOTIPO DO MCDONALD S COM O GEOGEBRA Elda Vieira Tramm UFBA e EMFoco: Grupo de Estudos em Educação Matemática etramm1@gmail.com Jussara Gomes Araújo Cunha Secretaria de Educação do Estado

Leia mais

GEOGEBRA E O DESENVOLVIMENTO DE APPLETS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA

GEOGEBRA E O DESENVOLVIMENTO DE APPLETS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA GEOGEBRA E O DESENVOLVIMENTO DE APPLETS PARA O ENSINO DE GEOMETRIA Inês Farias Ferreira Universidade Federal de Santa Maria inesfferreira10@gmail.com Katiéle de Souza Carvalho Universidade Federal de Santa

Leia mais

O SOFTWARE GEOGEBRA E A CONSTRUÇÃO DO CICLO TRIGONOMÉTRICO: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENSINO DE TRIGONOMETRIA

O SOFTWARE GEOGEBRA E A CONSTRUÇÃO DO CICLO TRIGONOMÉTRICO: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENSINO DE TRIGONOMETRIA ISSN 2316-7785 O SOFTWARE GEOGEBRA E A CONSTRUÇÃO DO CICLO TRIGONOMÉTRICO: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O ENSINO DE TRIGONOMETRIA Charles Bruno da Silva Melo Centro Universitário Franciscano xarlesdemelo@yahoo.com.br

Leia mais

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma.

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma. 2ª Fase Matemática Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades

Leia mais

INTERAÇÕES E APRENDIZAGENS EM AULAS DE MATEMÁTICA MEDIADAS POR SOFTWARES LIVRES

INTERAÇÕES E APRENDIZAGENS EM AULAS DE MATEMÁTICA MEDIADAS POR SOFTWARES LIVRES INTERAÇÕES E APRENDIZAGENS EM AULAS DE MATEMÁTICA MEDIADAS POR SOFTWARES LIVRES GT 05 Educação Matemática: tecnologias informáticas e educação à distância A. Patricia Splilimbergo, UNIJUI, patspi@unijui.edu.br

Leia mais

Módulo 2 Unidade 5. Função Afim. Para início de conversa... que envolvem gráficos? Basta abrir um jornal, uma revista

Módulo 2 Unidade 5. Função Afim. Para início de conversa... que envolvem gráficos? Basta abrir um jornal, uma revista Módulo 2 Unidade 5 Função Afim Para início de conversa... Gráfico de jornal americano mostra como o mundo engordou nos últimos 30 anos 10 de fevereiro de 2011 O site do jornal americano The Washington

Leia mais

Construção na orla marítima

Construção na orla marítima Reforço escolar M ate mática Construção na orla marítima Dinâmica 4 9º Ano 2º Bimestre Professor DISCIPLINA Ano CAMPO CONCEITO Matemática 9º do Ensino Fundamental Algébrico Simbólico Equação do 2º. Grau

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Produção de Páginas Web para Professores de Matemática Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Estudo de funções parte 2

Estudo de funções parte 2 Módulo 2 Unidade 13 Estudo de funções parte 2 Para início de conversa... Taxa de desemprego no Brasil cai a 5,8% em maio A taxa de desempregados no Brasil caiu para 5,8% em maio, depois de registrar 6%

Leia mais

AS VARIÁVEIS VISUAIS NA COORDENAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE INEQUAÇÕES A PARTIR DA COMPARAÇÃO DE FUNÇÕES

AS VARIÁVEIS VISUAIS NA COORDENAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE INEQUAÇÕES A PARTIR DA COMPARAÇÃO DE FUNÇÕES AS VARIÁVEIS VISUAIS NA COORDENAÇÃO DE REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO: UM ESTUDO SOBRE INEQUAÇÕES A PARTIR DA COMPARAÇÃO DE FUNÇÕES MARIANI, Rita de Cássia Pistóia URI Santiago/RS rcpmariani@urisantiago.br

Leia mais

Um Pequeno Manual. Adelmo Ribeiro de Jesus

Um Pequeno Manual. Adelmo Ribeiro de Jesus Um Pequeno Manual do Winplot Adelmo Ribeiro de Jesus O WINPLOT é um programa de domínio público, produzido por Richard Parris, da Phillips Exeter Academy, em New Hampshire. Recentemente traduzido para

Leia mais

ROTEIRO DE ESTUDO - 2013 VP4 MATEMÁTICA 3 a ETAPA 6 o ao 9º Ano INTEGRAL ENSINO FUNDAMENTAL 1º E 2º ANOS INTEGRAIS ENSINO MÉDIO

ROTEIRO DE ESTUDO - 2013 VP4 MATEMÁTICA 3 a ETAPA 6 o ao 9º Ano INTEGRAL ENSINO FUNDAMENTAL 1º E 2º ANOS INTEGRAIS ENSINO MÉDIO 6 o ANO MATEMÁTICA I Adição e subtração de frações: Frações com denominadores iguais. Frações com denominadores diferentes. Multiplicação de um número natural por uma fração. Divisão entre um número natural

Leia mais

Departamento de Matemática - UEL - 2010. Ulysses Sodré. http://www.mat.uel.br/matessencial/ Arquivo: minimaxi.tex - Londrina-PR, 29 de Junho de 2010.

Departamento de Matemática - UEL - 2010. Ulysses Sodré. http://www.mat.uel.br/matessencial/ Arquivo: minimaxi.tex - Londrina-PR, 29 de Junho de 2010. Matemática Essencial Extremos de funções reais Departamento de Matemática - UEL - 2010 Conteúdo Ulysses Sodré http://www.mat.uel.br/matessencial/ Arquivo: minimaxi.tex - Londrina-PR, 29 de Junho de 2010.

Leia mais

UNIDADE 4 FUNÇÕES 2 MÓDULO 1 FUNÇÃO QUADRÁTICA 1 - FUNÇÃO QUADRÁTICA. 103 Matemática e Lógica Unidade 04. a > 0 a < 0 > 0

UNIDADE 4 FUNÇÕES 2 MÓDULO 1 FUNÇÃO QUADRÁTICA 1 - FUNÇÃO QUADRÁTICA. 103 Matemática e Lógica Unidade 04. a > 0 a < 0 > 0 1 - FUNÇÃO QUADRÁTICA UNIDADE 4 FUNÇÕES 2 MÓDULO 1 FUNÇÃO QUADRÁTICA 01 É toda função do tipo f(x)=ax 2 +bx+c, onde a, b e c são constantes reais com a 0. Ou, simplesmente, uma função polinomial de grau

Leia mais

UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO AFIM A PARTIR DE ERROS DOS ALUNOS NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO

UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO AFIM A PARTIR DE ERROS DOS ALUNOS NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC/SP Adinilson Marques Reis UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA O ENSINO DE FUNÇÃO AFIM A PARTIR DE ERROS DOS ALUNOS NO PRIMEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO Dissertação apresentada

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO. Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. Departamento de Ciências Experimentais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO. Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho. Departamento de Ciências Experimentais AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. VIEIRA DE CARVALHO Escola Básica e Secundária Dr. Vieira de Carvalho Departamento de Ciências Experimentais Planificação Anual de Matemática A 10º ano Ano Letivo 2015/2016 TEMA

Leia mais

FUNÇÕES POLINOMIAIS DO SEGUNDO GRAU MEDIADOS PELO SOFTWARE GEOGEBRA NA PERSPECTIVA DOS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA

FUNÇÕES POLINOMIAIS DO SEGUNDO GRAU MEDIADOS PELO SOFTWARE GEOGEBRA NA PERSPECTIVA DOS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA FUNÇÕES POLINOMIAIS DO SEGUNDO GRAU MEDIADOS PELO SOFTWARE GEOGEBRA NA PERSPECTIVA DOS REGISTROS DE REPRESENTAÇÃO SEMIÓTICA Modalidade: Relato de experiência Izaias Cordeiro Néri Mestrando em Educação

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIA HORA/ AULA ANÁLISE GRÁFICA DE FUNÇÕES

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA HABILIDADES CONTEÚDO METODOLOGIA/ESTRATÉGIA HORA/ AULA ANÁLISE GRÁFICA DE FUNÇÕES CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA ENSINO MÉDIO ÁREA CURRICULAR: CIÊNCIA DA NATUREZA, MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS DISCIPLINA: MATEMÁTICA I SÉRIE 1.ª CH 68 ANO 2012 COMPETÊNCIAS:.

Leia mais

Explorando as transformações lineares no plano, através do software WINPLOT

Explorando as transformações lineares no plano, através do software WINPLOT Explorando as transformações lineares no plano, através do software WINPLOT Odileia da S. Rosa 1, Ivy Goulart 1, Leonardo Casanova 1, Monique S. Lehmann 1 1 Universidade Severino Sombra, Discente do Programa

Leia mais