com jcompany Extensions Capítulo Expandindo o Poder do jcompany Developer Suite - Entendendo as melhores práticas de customização

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "com jcompany Extensions Capítulo Expandindo o Poder do jcompany Developer Suite - Entendendo as melhores práticas de customização"

Transcrição

1 A6Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Capítul 21 Expandind Pder d jcmpany Develper Suite - Entendend as melhres práticas de custmizaçã Exercitams em váris capítuls as pssibilidades de extensã d jcmpany FS Framewrk através de herança, especialmente através d DP Template Methd nas camadas de cntrle (*Actin) e mdel (*Manager u *BO). Além diss, vims que jcmpany também traz uma arquitetura rica e extensível na camada visã, seja de "cliente" (Javascript, Ajax, CSS, HTML), seja de se rvidr (XHTML/Facelets, JSF). Mas em tdas as práticas que simulams até agra estávams precupads em slucinar um prblema de negóci específic, em nível de um Cas de Us. N mund real, muitas regras de negóci e custmizações em geral terã utilidade para além deste escp, para cert númer de cass de us u mesm para tds eles! Para cada um destes cenáris, um cnjunt diferente de Design Patterns mais aprpriads deve ser utilizad. Vejams quais s principais cenáris de demanda pr prgramaçã candidata a reús - e respectivs padrões de implementaçã recmendads: 1. Prblema Específic de um Cas de Us: Se nã há uma perspectiva visível de demanda pela reutilizaçã de uma determinada implementaçã especializada, para além d escp de um Cas de Us, a melhr abrdagem (mais prdutiva, fácil de entender e evluir) é utilizar s DP Template Methds cnfrme abrdams até aqui, nas práticas deste livr. 2. Prblema Mais Genéric, de Reus Ptencial em um subcnjunt de Cass de Us de uma aplicaçã: Quand percebems que uma especializaçã pssui artefats de implementaçã de interesse em uma categria de cass de us (mais de um) dentr de uma mesma aplicaçã, a melhr abrdagem ainda é a utilizaçã d DP Template Methd, prém cm us cmplementar d DP Delegatin (Delegaçã). Este últim Design Pattern cnsiste em basicamente se mver as implementações de classes "pivôs" (cntrladras u rquestradras) para POJOs externs, que passam a ser chamads pelas primeiras. Estes POJOs encapsulam segment reutilizável d códig de custmizaçã e pdem ser reutilizads de maneira elegante, via Injeçã de Dependência simples d CDI, a partir das utras classes cntrladras (de utrs cass de us). 3. Prblema Mais Genéric, de Reus Ptencial em Um Sub-Cnjunt de Cass de Us de Aplicações Distintas: Quand percebems que uma extensã u custmizaçã será útil para uma determinada categria de Cass de Us, além das frnteiras da própria aplicaçã (pr exempl, n cas de um nv padrã de Cas de Us própri da rganizaçã, basead em variações ds padrões d jcmpany), entã passa a ser recmendável cnsiderar-se DP Observer cm alternativa a DP Template Methd/Delegatin. O jcmpany utiliza este DP cm base na implementaçã recmendada pel nv padrã CDI (Cntext Dependency Injectin), cnfrme será fc deste capítul. 4. Prblema Bastante Genéric, para Tda a Crpraçã u Prtfóli de Aplicações: Quand percebems que uma mdificaçã será demandada em nível crprativ u mesm pr um cnjunt inteir de aplicações cm características similares (ex: aplicativs de e -Cmmerce u de B2B u administrativs), entã a recmendaçã vlta a ser us d DP Template Methd! Prém, neste cas cm us d DP Bridge. Nesta arquitetura, a empresa dispnibiliza estas especializações de us geral em suas próprias camadas (layers) arquiteturais, que vã embaladas em tdas as suas aplicações (u ns prtfólis indicads), de md a garantir que sejam usadas.

2 Capítul 21 Cnfrme citad, neste capítul irems discutir a nva pssibilidade descrita n item três, uma vez que smente fi incrprada a partir d suprte a padrã CDI, iniciad nas versões 5.5.x e aprimrad n ram 6.0.x. - jcmpany Extensin = jcmpany Plugin (OO) + Eclipse Plugin (Geraçã de Códig) Quant mais uma empresa amadurece na cmpreensã da arquitetura d jcmpany Develper Suite, mais ela especializa. Apesar ds padrões "prnts para us" cm fram demnstrads ns primeirs móduls deste livr, cm a expansã d us espera-se de um arquitet crprativ que identifique grandes prtunidades de derivaçã ds padrões existentes, seja para adequá-ls a uma nva expectativa de seus usuáris, seja para expandir sua pssibilidade de aplicaçã em utrs cenáris - que, a final, resulta em aument d índice de reus e, em última análise, da prdutividade. Os maires benefícis d nv mecanism "jcmpany Extensin" sã vltads para Arquitet de Sftware. Cm este nv recurs, ele pde nã smente criar nvs padrões cm base em técnicas de Orientaçã a Objets cm também cmplementá-ls cm geradres de artefats (sejam eles Java, XHTML, Prperties u utrs frmats), para a parte "nã generalizável" d padrã. Prtant, um "jcmpany Extensin" cmplet agrupa, em um únic prjet Eclipse: Mecanism OO: Classes POJO genéricas, atuand em diversas camadas MVC2-P, que intrduzem códig de especializaçã (u sbrepõem s existentes) através de interceptações n padrã CDI (DP Observer) definids em pnts chave d jcmpany FS Framewrk - s mesms pnts chaves utilizads ns Template Methds, prém sem us de herança! Mecanism de Geraçã de Códig: N mesm prjet Eclipse pde-se cnstruir uma sluçã de geraçã de códig cmplementar, que se trna imediatamente dispnível n Eclipse. E iss, apenas via declarações em um XML e cnfecçã de templates de arquivs em frmats diverss, sem a necessidade de implementar nvs plugins d Eclipse! - Bridge x Extensin Mas pr que nã implementams estes nvs padrões via DP Template Methds e s d ispnibilizams na camada Bridge, pr exempl? A experiência em instalações mais avançadas demnstra que, muit embra a Bridge seja uma sluçã bastante útil para prver um espaç para custmizações "glbais" (u, a mens, úteis para um prtfóli inteir de aplicações), ela cmeça a ferecer limitações quand um mair númer de padrões "pcinais" cmeça a ser incrprad em seu nível. Os prjets que frmam a Bridge sã um "espaç arquitetural" ideal para: regras de segurança, lgging/auditria, custmizações de "webdesign crprativ" (lg, tps de impressã, cres, etc.), custmizações glbais de mensagens, etc.. Ou seja, para implementações crprativas u de grande amplitude de reús. Aprveitar este mesm espaç para catalgar padrões pcinais, digams que sejam úteis em três u quatr cass de us distints de uma u utra aplicaçã - pde levar a uma rápida deteriraçã da estabilidade desta camada. Iss se nta através de cnflits entre diferentes padrões "cmpetind" pels mesms "extentins pints", pr exempl, nde evluções em um padrã A acabam instabilizand um padrã B existente e já estável. A final, pde-se sfrer cm perda de cesã, trnand-se difícil identificar e manter cada padrã individualmente. Pr tud iss e pelas facilidades adicinais de geraçã de códig é que precnizams us d nv DP Observer via jcmpany Extensin, para a categria três d tópic anterir. Criand um jcmpany Extensin - Identificand uma demanda para us de "Extensin": Imprtaçã de Objets Simples Supnhams que nss negóci necessite imprtar muits arquivs pequens (tabelas de códigs diversas) e desejams, cm arquitets, prver uma variaçã d padrã "Manter Classe" que garanta para a empresa uma implementaçã mais rápida e hmgênea para estes cass. Obs.: Uma fábrica de sftware também pde querer expandir suas pssibilidades cm nvs padrões deste tip, que pssam inclusive ser reutilizads "de um cliente para utr".

3 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins N nv padrã prpst, além de um nv btã de imprtaçã e um métd de cntrle padrã (dispnível para que desenvlvedr implemente a imprtaçã em si*), querems impedir que usuári exclua u inclua nvs itens. Ele pderá, n entant, alterar as descrições ds itens imprtads. Se este fsse um prblema pntual, específic de um Cas de Us, entã reslveríams cm citams na intrduçã deste capítul, cm DP Template Methd e especializações de camada visã. Prém, se cm Arquitets de Sftware julgarms "arquiteturalmente significante" (haverá um vlume mair de cass e há uma ba parcela repetitiva e nersa de cdificaçã similar), melhr encaminhament é generalizar parcialmente uma sluçã na frma de um nv padrã, para maximizar ganh de escala. Vams entã iniciar a criaçã deste nv padrã, cm nss primeir "jcmpany Extensin": 1. N Eclipse, acine menu "File -> New Prject -> Pwerlgic Jaguar Cde Generatr", e em seguida "Criar nv módul Jaguar Extensin". Cnfrme a Figura G21.1. Figura G21.1. Assistente para criaçã de um nv "jcmpany Extensin" 2. Preencha próxim frmulári cnfrme a Figura G21.2. Nte que nme dad a nv padrã é "plx_imprtaca". * P erc eba que nss fc aqui é em reus d arc abuç M VC2-P, rganizaçã de c lasses e artefats, etc. - e nã em generalizar algritm de imprtaç ã em s i!

4 Capítul 21 Figura G21.2. Frmulári de criaçã de um nv "jcmpany Extensin". #1. Nme d nv prjet de extensã, cnfrme dit anterirmente nss padrã chamará "plx_imprtaca". Nte que prefix "plx" separad pr um underline indica que prjet é um Extensin. #2. Diretóri em que a aplicaçã será salva. Cas checkbx "Use default" esteja marcad ela será enviada para wrkspace d eclipse. #3. Nme d pacte base d prjet. Usarems padrã já citad n livr, uma vez que ele garante a especificidade d prjet. #4. Arquiv de template para prjet de extensã jcmpany. Selecine arquiv padrã "jcmpany_ini_extensin.zip" encntrad na pasta "meus prjets" d Eclipse u arquiv persnalizad criad para sua empresa. #5. Sigla d módul de extensã, usarems "Imp". Esta sigla é usada em algumas cnfigurações que verems mais a frente. #6. Caminh da aplicaçã raiz. Usarems a aplicaçã "rhtutrial". 3. Agra prjet de extensã esta prnt, cnfira a geraçã na Figura G21.3. Figura G21.3. Pasta raiz d jcmpany Extensin "plx_imprtaca". - Entendend um prjet jcmpany Extensin Nte que um prjet jcmpany Extensin englba pactes para tdas as camadas MVC2-P em um únic prjet Eclipse, evitand assim a prliferaçã desnecessária de estruturas neste nível, até prque um padrã tende a nã pssuir quantidades massivas de classes u artefats. Cm iss, cnsegue-se uma cesã e simplicidade imprtantes para a reutilizaçã, u seja: "um prjet Eclipse = um padrã", encapsuland generalizações OO e também geraçã de códig suplementar!. Se algum Arquitet de Sftware percebeu neste mecanism uma grande prtunidade de catalgar padrões de md simples e cmpreensiv, parabéns! É iss mesm que jcmpany Extensin pssibilita.

5 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Vams entender agra, cm um puc mais de detalhes, a estrutura interna de um prjet jcmpany Extensin. A Figura G21.4 mstra s diretóris criads. Figura G21.4. Diretóris padrões gerads para prjet jcmpany Extensin "plx_imprtaca" #1. Diretóri que deve cnter códig fnte (Java) d prjet jcmpany Extensin "plx_imprtaca". #2. Diretóri padrã META-INF para JARs. Os arquivs deste diretóri sã interpretads pel plugin "Geradr Dinâmic" pssibilitand funcinament ds assistentes de geraçã de códig integrads a prjet jcmpany Extensin "plx_imprtaca". #3. Pasta cm tda a bibliteca nativa d JRE. #4. Pasta que cntém s arquivs de dependência d Maven. #5. Pasta padrã de arquivs templates (também para a geraçã de códig). #6. Pasta cm tds s arquivs target (tempráris) gerads pel Maven. #7. Prjets de extensã também sã gerenciads pel Maven, bviamente, prtant pssuem seu própri arquiv "pm.xml". Prvend generalizações OO para um jcmpany Extensin - Custmizand s cmprtaments de cntrle via DP Observer Agra que entendems a hierarquia d prjet plx_imprtaca, criarems s artefats que mdificam cmprtament da aplicaçã, adequand-s a nss bjetiv. Iniciarems cm a criaçã das classes que implementam s "Observers" e sã, prtant, respnsáveis pr especializar cmprtament da aplicaçã. Lembrand que fi dit na intrduçã, nss bjetiv será criar um nv padrã cm base em variaçã d padrã "Manter Classe" que cnsistirá basicamente em: Prver um nv btã padrã para acinar a imprtaçã de arquiv e um métd de cntrle padrã para a implementaçã da imprtaçã em si (futuramente, própri algritm de imprtaçã pderia ser também generalizad nesta extensã). Também querems impedir que usuári exclua u inclua nvs itens. Ele pderá, n entant, alterar as descrições ds itens imprtads. Para implementar a demanda acima será necessári criar duas classes, descritas abaix:

6 Capítul 21 pac kage c m.empresa.rhtutrial.plx_imprtaca.c ntrle.jsf; public c lass E mpimprtacaactinobserver { PlcMetamdelUtil metamdelutil; /* * M étd respnsavel pr c ultar bta F7 -Nv e c hec k-bx de exclusã*/ public vid P lcbasejsfactin ac tin) thrws P lcexceptin { P lccnfigimprtaca c nfigtabular = E mpimprtacahelper.getinstance().getc nfigtabularcnsulta(); if (c nfigt abular! = null) { if (c nfigt abular.ehcnsultatabular()) { P lccntextutil c ntextutil = P lc CDIUtil.getInstance().getI ns tancebytype(plccntextutil.class,qplcdefaultliteral.instance); H ttpservletrequest request = c ntextutil.getrequest(); getservicevisaplc().naexibir(cntexthelperplc.getrequest(), P lc Cnstantes.ACAO.E XIBE_BT_INCLUIR); ac tin.getvisajsfutil().naexibircmcrrelats("indexcplc"); /* * M etd respnsavel pr des abilitar a func a d F7 -Nv* / public vid P lcbasejsfactin ac tin) thrws P lc Exceptin { P lccnfigimprtaca c nfigtabular = E mpimprtacahelper.getinstance().getc nfigtabularcnsulta(); if (c nfigt abular! = null) { if (c nfigt abular.ehcnsultatabular()) { ac tin.s etcntinuaflux(false); els e { ac tin.s etcntinuaflux(true); els e { ac tin.s etcntinuaflux(true); /* * M etd respnsavel pr impedir que nvs registrs s ejam ins erids.* / public PlcBaseJsfActin actin) thrws P lc Exceptin { P lccnfigimprtaca c nfigtabular = E mpimprtacahelper.getinstance().getc nfigtabularcnsulta(); if (ins tance.getid() == null && StringU tils.isblank(instance.getidaux())) { itens P lc.remve(i); els e { ins tanc e.s etindexcplc(false); ins tanc e.s etindexcplc("n"); Códig G21.1. Classe "EmpimprtacaActinObserver.java". Nv metadad: A classe "PlcCnfigimprtaca.java" é um metadad que nã smente define a ativaçã d nv padrã cm também permite que se parametrize a funcinalidade de inserir e excluir registrs, através da prpriedade encapsulada ehcnsultamanterclasse (iss trna

7 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins pssível, pr exempl, reus deste padrã cas desenvlvedr precise destas perações). A classe pde ser vista n pac kage c lcmetacnfig(raiz = true, es c p = E s cp.app, c amada = C lcmetaeditr(rtul = "C nsulta M anterclasse", des crica = "C nfigurações c mplementares para M anterclasse Smente C nsulta") // C nfigurações glbais de definiç ã de lgica manterclasse s mente c nsulta P lccnfigplx_imprtaca { blean ehc nsultamanterclasse(); Códig G21.2: pac kage c lcmetacnfig(raiz = true, es c p = E s cp.app, c amada = C lcmetaeditr(rtul = "C nsulta M anterclasse", des crica = "C nfigurações c mplementares para M anterclasse Smente C nsulta") // C nfigurações glbais de definiç ã de lgica manterclasse s mente c nsulta P lccnfigplx_imprtaca { blean ehc nsultamanterclasse(); Códig G21.2. Classe "PlcCnf igimprtaca.java". Cm a implementaçã da classe "Observer" e métds de extensã declarads, cria -se um "pnt de crte" n flux de execuçã padrã d jcmpany, de md que a implementaçã d Extensin sempre será executada. Nte que é teste d metadad "PlcCnfigimprtaca" que impedirá que a extensã crra genericamente, para tds s padrões d jcmpany! Neste pnt, para utilizar nv padrã manualmente desenvlvedr pderia partir da geraçã de um Cas de Us Padrã "Manter Classe" e realizar pequens ajustes adicinais para acinar e bter resultad prpst pel nv padrã. Basicamente, ele iria declarar n arquiv "package-inf.java" da camada de cntrle a nva antaçã de metadad e incluiria nv btã JSF para imprtaçã n XHTML aprpriad. É um padrã que, prtant, pderia ser dispnibilizad imediatamente, apenas cm alguma dcumentaçã adicinal em Javadc e pssivelmente em algum dcument padrã da empresa (em algum sistema de gestã de reus u de ativs de sftware). Esta dcumentaçã traria a rientaçã de us de nss nv padrã, partind da geraçã de um Cas de Us padrã "Manter Classe". Prvend geradres de artefats para um jcmpany Extensin - Apiand a sluçã OO cm geraçã de artefats Se estivéssems na situaçã de liberar exatamente padrã que usams para ilustrar neste capítul, pssivelmente pararíams na seçã anterir, pis sua btençã a partir de um padrã "próxim" é muit simples.

8 Capítul 21 Prém, pdem existir padrões bastante distints de algum existente n jcmpany e/u númer de intervenções extras pde também ser bem mair d que n cas que ilustrams. Se iss crrer, as falhas ptenciais durante reús aumentam bastante. Nestes cass, para melhrar nssas chances de reús bem sucedid pr parte ds desenvlvedres, pdems suplementar as técnicas OO que utilizams até aqui cm técnicas de geraçã de artefats, também previstas n mecanism d jcmpany Extensin. Imprtante: nã gstams de usar term "geradr de códig" prque, em nssa estratégia, nã estams gerand "códig java", que pr ser generalizável é melhr tratad via OO. Cm gerams artefats "nã Java", nã generalizáveis, utilizams term "geradr de artefats". Perceba que a uniã das duas técnicas em uma sluçã de mais alt nível é bem a frma cm que própri jcmpany trabalha. Pde parecer mens imprtante, mas a geraçã de artefats assistida e integrada a uma sluçã OO acelera aprendizad e diminui errs ns reúss iniciais. - Definind um nv assistente de geraçã de códig Para segment da sluçã que envlve a geraçã de artefats, uma primeira sluçã pssível seria a criaçã de plugins d Eclipse similares as d jcmpany. Iss envlveria a necessidade de que desenvlvedres Java EE cm fc na Web apreendessem Java Desktp cm SWT, utilizad n Eclipse, além de APIs diversas desta IDE - que pde ser uma "bala de canhã para matar msquit", n dit ppular, se que precisams fr gerar alguns artefats padrões. Para evitar esta curva de aprendizad, jcmpany Extensins traz um mecanism que permite que criems assistentes Eclipse dinâmics e pderss, especializads pa ra geraçã ds artefats típics que utilizams em aplicações Java EE em seus váris frmats. Para tant, ns basearems principalmente na definiçã de um arquiv XML (que serve cm base para definiçã ds passs, frmuláris e camps d assistente dinâmic n Eclipse) e também de arquivs "template" cntend códig Grvy e Velcity para permitir a geraçã de artefats finais em frmat XHTML de páginas, Menu, metadads cm antações padrã Java, ApplicatinResurces, etc.. Cmeçarems criand XML que abrigará as cnfigurações para assistente Eclipse de geraçã d padrã "plx_imprtaca". 1. Cpie arquiv "manterclasse.plx_imprtaca.padra.xml" d diretóri "[jcmpany_base]/jcmpany_dcumentaca/rhtutrial/plx_imprtaca" e salve- n diretóri "plcextensin" d prjet de extensã, cm nme "manterclasse.plx_imprtaca.padra.xml" cnfrme mstrad na Figura G21.5. Figura G21.5. Def iniçã d arquiv de cnf iguraçã de assistente dinâmic.

9 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins <! --Declaraçã d s cript - I nfrmaçã c ntend T itul d P adrã, exibid na tela inic ial d wizard - E x.: (M anterclasse - M estre Detalhe - C nsulta)--> <plc -padra titul="cas de U s P adra 'Manter C lasse I mprtaçã' (M anterclasse)"> <! --E xempl de U tilizaçã d P lugin Dinâmic para geraçã de uma lógic a M anterclasse M anter C lasse Smente A lteraçã. N este script, vc ê encntrara exempls de utilizaçã ds cmpnentes d P lugin Dinâmic. - Definiçã de T elas - Definiçã de C amps - I nvcaçã das tarefas para c riaçã u alteraçã ds arquivs.--> <! -- Definiçã d íc ne que s erá exibid na tela inicial --> <padra-imagem> plx_imprtaca/plcextensin/img/cmuns/flder_aberta.gif </padra-imagem> <padra-des crica> Bem-vind a tutrial d jc mpany para C as de U s 'M anter Classe I mprtaçã'. N es te tutrial vcê irá gerar tds s artefats necessáris para realizar manutenç ã em regis trs de menr es cala. V ams c meçar! </padra-descrica> <! -- E s tereótip utilizad internamente pel P lugin Dinâmic. Deve ter nme únic --> <padra-es teretip> M anterclasse_imprtaca </padra-es teretip> <! -- E xempl de definiç ã de c mpnentes da primeira página d geradr c m um c amp String --> <pagina titul="p ágina 1 - Definiçã d C as de U s"> <c amp> <c dig>prjet</c dig> <rtul>p rjet Selecinad: </rtul> <ajuda>digite aqui nme d prjet.</ajuda> <dmini>st RING</dmini> <brigatriedade>true</brigatriedade> <valr-default></valr-default> <s c ript>grvy/cmuns/valresdefault</s cript> </c amp> </pagina> Códig G21.3. Estrutura d arquiv de cnf iguraçã cm explicaçã de segments mais imprtantes..

10 Capítul 21 <! -- E xempl de definiç ã de c mpnentes da s egunda página d ns s geradr c m um c amp String--> <pagina titul="p ágina 2 - Definiçã d E vent E specífic"> <c amp> <c dig>nmee vent</c dig> <rtul>nmee vent Especific</rtul> < ajuda> Digite nme d E vent E specífic (E x.: gravar, imprtar, inic iarsincrnizaca) </ajuda> < dmini>st RING</dmini> < brigatriedade>true</brigatriedade> < valr-default></valr-default> </c amp> </pagina> <! -- E xempl de definiç ã de c mpnentes da terc eira página d ns s geradr c m um c amp Grid --> <pagina titul="p ágina 3 - Definiçã c mpnentes da tela"> <c amp> <c dig>prpriedades</cdig> <rtul>p rpriedades da E ntidade</rtul> <ajuda>p rpriedades da E ntidade</ajuda> <dmini>gri D</dmini> <grid-def> <c amp> <c dig>tip</c dig> <rtul>t ip P rpriedade</rtul> <ajuda>t ip da prpriedade</ajuda> <dmini>c OMBO</dmini> <dminidiscret> <pc a> <rtul>t ext</rtul> <valr>text</valr> </pc a> </dminidis cret> </pagina> <! -- C riaçã de uma página xhtml através da c hamada a uma c las se Grvy. O C rp d xhtml s erá c nteúd d template velcity/extensins/manterclasse/crp-xhtml- M anterclasse.vm. P s sibilita a us uári esclher arquiv de des tin. E xempl de func inament em C riarpagina.grvy--> <ac a> <tip-ac a>grvy/cmuns/plccriarpagina</tip-aca> <template-rigem> /s c ripts/velcity/extensin/manterclasse/c rp-xhtml-manterclasse-alteraca.vm </template-rigem> <diretri-arq-destin> /s rc /main/webapp/web- I NF/fc ls/${subdiretri / $ {c asustab.xhtml </diretri-arq-destin> </ac a> </plc -padra> O arquiv XML criad define um nv "assistente Eclipse" que cleta dads em três passs e utiliza estes dads para gerar tds s artefats necessáris para execuçã d nv padrã. Nesta técnica, cada camp cletad n assistente pde ser referenciad pr arquivs de template para geraçã d resultad final.

11 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Os passs d assistente fram prjetads segund s bjetivs abaix (cnfira s cmentáris n arquiv XML para entender cm cada bjetiv fi atingid): Pass um: assistente pede infrmações elementares para geraçã d Cas de Us, cm nme (identificadr da URL), subdiretóri para armazenar as páginas XHTML geradas, títul d frmulári e classe de entidade principal já devidamente mapeada. Pass dis: cleta de infrmações referentes a btã específic JSF que será criad para imprtaçã, cm nme d event e rótul d Btã, bem cm nme da Actin que abrigará Template Methd para implementaçã d algritm de imprtaçã em si (irems neste cas gerar uma classe Java, mas cm fins arquiteturais, u seja, sem algritm e fcand smente em sua estrutura). Pass três: cleta infrmações sbre frmulári, permitind que usuári persnalize s camps a serem gerads n XHTML própri, e em cnfrmidade cm s dads da entidade principal selecinada n pass um. Para que geradr dinâmic utilize as entradas de dads frnecidas pel usuári e gere artefats dinâmics cm base nelas, é precis cnfigurar as ações n arquiv "manterclasse.plx_imprtaca.padra.xml". Uma açã é a execuçã de um prgrama Grvy, que pderá u nã invcar um template cm instruções Velcity que permite a geraçã refinada de arquivs de váris frmats. A ações mais cmuns, tant em Grvy quant em Velcity já sã dispnibilizadas na criaçã d prjet dentr d diretóri "META- INF/plcextensin/script". Elas pdem ser utilizadas diretamente, sem mdificaçã, mas também sã ttalmente persnalizáveis pel desenvlvedr, que pde ainda criar utras, ttalmente nvas. As ações Grvy dispnibilizadas sã: PlcAlterarArquiv: Altera um arquiv qualquer prcurand pels tkens (cmentáris pel arquiv), cas nã encntre, insere cnteúd n final d arquiv. Este artefat pde ser utilizad para alterar qualquer arquiv de text, inserind cnteúd definid em um arquiv Velcity. PlcAlterarMenu: Altera arquiv de menu d jcmpany, adicinand s links para acessar as lógicas. Este artefat pde ser utilizad em tda lógica que acesse menu. O fat de ter sid desenvlvida para alterar menu trna esta classe incmpatível cm utras situações. PlcCriarClasse: Cria uma Classe Java cm base em um mdel Velcity pré definid. Este artefat pde ser utilizad em tda lógica que necessite da criaçã de Classes Java, cm Beans pr exempl. PlcCriarPackageInf: Cria uma Classe "package-inf.java" cm base em um mdel velcity pré definid. Este artefat pde ser utilizad em tda lógica que necessite da criaçã de Packge- Inf. PlcCriarPagina: Permite a criaçã de páginas (HTML, JSP, XHTML) em um prjet. Este artefat pde ser utilizad em td padrã que utilize páginas para apresentaçã na camada de visã. PlcRecuperarPrpsClasse: Recupera infrmações sbre a entidade para ppular grid utilizad internamente pel plugin dinâmic para varrer a entidade infrmada pel usuári, retrnand tds s atributs para geraçã d Grid cm essas entidades. Este artefat pde ser utilizad após a definiçã de uma página que vai cnter dads da entidade. PlcValresDefault: Utilizad para preencher valres defaults ns camps d assistente. Este artefat pde ser utilizad a definir um camp para uma página, usuári pde definir um valr padrã para esse camp. Os artefats Velcity dispníveis sã: plc-applicatin-resurces.vm: Template Velcity que insere cnteúd definid em assistentes n arquiv ApplicatinResurces.prperties. plc-item-menu.vm: Template Velcity utilizad pel AlteraMenu.grvy para inserir cnteúd definid em seu crp n arquiv geralmenu.xhtml. Nte que tems ações especializadas na geraçã u alteraçã da mairia ds artefats típics da arquitetura Java EE. As linguagens Grvy e Velcity sã linguagens ppulares de script, dinâmicas e simples de se entender e alterar. Recmendams uma leitura e explraçã de alterações sbre s arquivs padrões, para seu plen entendiment.

12 Capítul 21 - Criand um template Velcity para geraçã de páginas XHTML para frmuláris. A açã Grvy "PlcCriarPagina" é definida cm um parâmetr da seçã "aca" d XML exemplificad ( XML que define assistente dinâmic), que cntém n ttal três arguments: tip-aca: Define a açã Grvy em si, que rquestra td prcess. template-rigem: Um arquiv Velcity que cntém trechs de códig cnstantes (fixs) e cmands Velcity utilizads para gerar segments dinâmics de códig - de md a prduzir nvs arquivs cmplets n frmat XHTML (u seja, arquiv d frmulári específic). diretri-arq-destin: Este argument define um padrã de nme (e diretóri) para cnter resultad final de transfrmaçã n arquiv definid em template-rigem. Neste cas específic, tken ${casus, pr exempl, será substituíd pel valr infrmad pel desenvlvedr n camp "Cas de Us" d assistente, definid na primeira página. E assim pr diante: utrs tkens também funcinam de frma similar. Prtant, cnfrme definid n template-rigem para esta açã, precisams criar template Velcity "crp-xhtml-manterclasse-alteraca.vm" n diretóri padrã indicad na Figura G21.7. Figura G21.6. Diretóri para inserir s arquivs d extensin. O cnteúd d template pde ser vist n Códig G21.4. Nte que, enquant algumas estruturas sã fixas (cnstantes), utras serã mdificadas dinamicamente pel Velcity (texts iniciads cm "#" e "$"), cnfrme infrmações cletadas n assistente. Códig G21.4. Cnteúd d arquiv Velcity (.vm) que gera arquiv "XHTML" para f rmulári. - Criand (s) template(s) Velcity para geraçã de arquivs "package-inf.java" (metadads) De md análg a anterir, a açã Grvy "PlcCriarPackageInf" espera um arquiv de template Velcity para gerar, respectivamente, um arquiv final "package-inf.java", padrã d jcmpany para cnter metadads de Cass de Us Padrões. Cm sabems, irems precisar de dis destes arquivs: um para prjet principal (metadads de camada cntrle) e utrs para prjet de dmíni (metadads de camada cmuns). Cm segund "package-inf.java" nã será gerad n prjet Eclipse principal um atribut adicinal "<prjet-destin>" deve ser adicinad à segunda declaraçã de açã, alterand prjet n qual arquiv será criad. Observe us d tken na declaraçã da Figura G21.7.

13 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Figura G21.7. Cnteúd d arquiv "package-inf.java" cm a declaraçã "prjet-destin". Para satisfazer à primeira "aca" definida, crie arquiv "package-inf-manterclasse-grupcntrleactin-especifica.vm" n mesm diretóri que citams n tópic anterir. O cnteúd d arquiv pde ser cnferid n Códig G21.5 abaix. /* * M eta-dads para a c amada de c ntrle. Define preferências e inversões de c ntrle de us s mente da c amada c ntrle * lccnfiggrupcntrle( ac tin = $ {c ntext.pactebase.c ntrle.jsf.$ {cntext.nmeactin.class, /* * U s a layut universal * / layutu niversal lccnfiglayutuniversal(dirbasefacelets = "/WE B -INF/fcls/$ {cntext.subdiretri" ), #s et ($ flagdespresar = '') #freac h ($ umap rp in $ c ntext.prpsentidade.listaprpriedades) #if ($ umap rp.nme!= 'dataultalteraca' && $ umap rp.nme!= 'us uariultalteraca' && $ umap rp.nme!= 'vers a' && $ umaprp.nme! = 'id' && $ umap rp.nme!= 'has hcdeplc' && $ umaprp.nme!= 'inde xcplc') #if ($ flagdespresar == '') #s et ($ flagdespresar = $ umap rp.nme) #end #end #end tabular lccnfigtabular( prpreferenc iadesprezar = "$ flagdespresar", tes taduplicataflagdesprezar = true, numern vs = 4 ), c mprtament lccnfigcmprtament(detalhelembra = true) ) pac kage c m.pwerlgic.jc mpany.c nfig.app.$ {cntext.c asus; Códig G21.5. Cnteúd d arquiv "package-inf.java"para satisf azer a primeira "aca". Crie em seguida arquiv "package-inf-manterclasse-grupagregaca-alteraca.vm" n mesm diretóri, para a segunda "aca".

14 Capítul lccnfiggrupagregaca( entidade = $ {c ntext.entidade.class, padra lccnfigpadra(lgica = P lccnfigpadra.lgica.manterclasse, c mplexidade = P lccnfigpadra.cmplexidade.simples, exc lusamd = P lccnfigpadra.exclusamd.fisica) lccnfigimprtaca(ehcnsultamanterclasse=true) P ac kage c m.pwerlgic.jc mpany.cnfig.dmini.app.${cntext.casus; Códig G21.6. Cnteud d arquiv "package-inf.java" para satisf azer a segunda "aca". - Cnfigurand a geraçã de texts I18n n arquiv "ApplicatinResurces.prperties". A açã "PlcAlterarArquiv" definida abaix realiza a inserçã de chaves e texts cm mensagens e rótuls n arquiv "ApplicatinResurces.prperties ". Neste cas específic, nenhum template nv precisa ser criad. O jcmpany Extensins já prvê um template genéric suficiente e a açã Grvy é capaz de alterar arquiv padrã, acrescentand as nvas entradas a seu final. Figura G21.8. Açã utilizand template genéric "applicatin-resurces.v m". - Cnfigurand a alteraçã de Menu (inclusã de chamadas). A alteraçã d menu também dispensa a criaçã de nvs template Velcity u ações Grvy. Basta que se infrme endereç para lcalizaçã d arquiv de menu, cnfrme ilustrad na figura abaix. Figura G21.9. Metadad def inid pel jcmpany n arquiv "package-inf.java" - Criand template para classe Actin (para estimular us d Template Methd crret) Cnfrme explicad n iníci d capítul, é esperad que seja definida uma classe que estende (herda) de utra que implementa um DP Template Methd, que prvê um lcal padrnizad para que usuári pssa implementar algritm de imprtaçã ds dads em si. Um esquelet desta classe pde ser gerad para adiantar este trabalh e estimular us crre t pr parte d desenvlvedr. Nte que, nvamente, nã há pretensã aqui de gerar "códig Java", mas smente estruturas da sluçã arquitetural - que evita anti-pattern "geraçã de códig OO generalizável". A figura abaix ilustra a açã cm deve ser declarada n XML de definiçã d assistente. Figura G Template "actin-event-especif ic-manterclasse -criaca.v m" def inid na açã PlcCriarClasse.

15 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins O grvy "PlcCriarClasse" irá utilizar cm template arquiv "actin-event-especific-manterclassecriaca.vm", que está definid n códig abaix. pac kage $ {cntext.pactebase.cntrle.js lctratamentexceca public c lass $ {cntext.nmeactin extends A ppactin { prtec ted s tatic final Lgger lg = Lgger.ge tlgger(${cntext.nmeactin.class); public String $ {cntext.nmeevent() thrws P lcexceptin { return P lc JsfCnstantes.NAVEGACAO.IND_MESMA_PAGINA; Códig G21.7. Cnteúd d template Velcity para geraçã da classe. - Cnfigurand a geraçã de btã específic n arquiv "geralacescmplement.xhtml" A cntrári ds cass anterires, este últim ilustra um tip de mdificaçã que nã é realizada pr nenhum assistente padrã d jcmpany, cmprvand a flexibilida de e pder ds assistentes dinâmics prvids pel jcmpany Extensins. Querems definir um nva açã que reutilize Grvy "PlcAlterarArquiv" para alterar arquiv "geralacescmplement.xhtml", utilizad cm padrã n jcmpany para cnter btões adicinais as básics de manutençã. Este btã deverá aparecer junt à barra de ações e disparar a imprtaçã em si, implementada na classe Java cuj esquelet gerams ns pass anteri r. Figura G Def iniçã da açã que irá utilizar template "altera-geral-aces.v m". Precisarems entã criar template Velcity "altera-geral-aces.vm" cnfrme vist n Códig G21.8. ## C riand declaraçã d event para C as de U s P adrã <plc f:btaaca urlicne="ic ie specific" label="jc mpany.evt.$ {cntext.nmeevent" ac tin="#{plcactin.${cntext.nmeevent" rendered="#{requestscpe.plcactinsembarra == '$ {c ntext.casus'"/> Códig G21.8. Cnteúd d arquiv "altera-geral-aces.v m". Imprtante: Além diss, neste cas precisams definir ainda um pnt de inserçã n arquiv "geralacescmplement.xhtml", para evitar errs de interpretaçã d geradr, em situações nde existam cnteúds cmplexs neste arquiv. Nte que é pssível se definir este pnt (um cmentári padrã) ns templates INI utilizads pela rganizaçã, de md que já venham pré -cnfigurads em tds s seus prjets:

16 Capítul 21 Figura G Exempl de cmentári def inind pnt de inserçã n arquiv "geralacescmplement.xhtml" Cm iss, finalizams tdas as cnfigurações necessárias para dispnibilizar nss nv cmpnente OO cm um assistente que apóie decisivamente seu reús, inclusive gerand tdas as partes específicas e que nã fram pssível de ser generalizadas. Dispnibilizand e Reutilizand um Nv Padrã jcmpany Extensin - Dispnibilizand nv padrã para a empresa Para dispnibilizar este e utrs padrões de Cas de Us criads via jcmpany Extensin, Arquitet de Sftware deve manter um catálg de ativs reutilizáveis em algum repsitóri crprativ, cm Maven Archiva, pr exempl, que é aplicativ hmlgad pel jcmpany QA Suite. Para dispnibilizar 'plugin eclipse dinâmic' em seu ambiente, cas desenvlvedr pssua prjet jcmpany Extensin, a tarefa Maven "instalar prjet n repsitóri lcal" deve ser executada n prjet relacinad. Cas cntrári, a infrmar essa dependência n arquiv pm.xml, artefat será baixad para repsitóri lcal autmaticamente. O próxim pass será fazer cm que ambiente Eclipse ds desenvlvedres recnheça nv assistente. Para tant é necessári mdificar arquiv "extensins.prperties" que se encntrad na pasta raiz d plugin "Geradr Dinâmic", instalad cm padrã em "[jcmpany_base]/eclipse/pluginsplc/pwerlgic/eclipse/plugins/ cm.pwerlgic.jcmpany.ide.geradrdinamic_[versa]" *. Esse arquiv frnece a plugin a lcalizaçã ds arquivs JAR ds jcmpany Extensins criads. Nvs padrões devem ser inserids n padrã abaix: [nmedprjetextensin] = [Subdiretóri d jcmpany Extensin criad, cmeçand d repsitóri]. Imprtante: Esta cnfiguraçã é na verdade uma limitaçã atual da sluçã, que deverá "descbrir" dinamicamente estes diretóris em versões futuras d jcmpany Extensins. Deste md, a cnfiguraçã pr parte d desenvlvedr se limitará a seu trabalh típic d dia a dia, de apenas cnfigurar cmpnente Maven! A Figura G mstra arquiv extensins.prperties cnfigurad para a cmpnente "plx_imprtaca". Figura G A rquiv extensins.prperties. Cm iss, mecanism d jcmpany Extensin irá identificar e dispnibilizar nv padrã, para que apareça ns assistentes d Eclipse. * C as a s ua vers ã d jc mpany tenha sid atualizada via "Eclipse U pdate (nline)", a url c rreta para enc ntrar plugin é: "[jcmpany_base]/ec lips e/plugins /c m.pwerlgic.jc mpany.ide.geradrdinamic_[versa]" *.

17 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins - Cnsiderand sbre usar u nã a geraçã de artefats O trabalh de criaçã ds assistentes e geradres que tivems até aqui, embra nã seja muit extensiv, também nã é desprezível. Certamente ele será mais eficaz d que se cmpararms a trabalh para se criar plugins Eclipse "d zer", mas ainda assim deve -se julgar cm critéri qual a real prbabilidade de reus d padrã e valr que a geraçã de códig trará, em cada cntext. Pr exempl, cas Arquitet de Sftware estime que um nv padrã recrrente crra dezenas de vezes pelas aplicações da empresa, cust/benefíci pssivelmente irá cmpensar. Nã smente na frma de prdutividade, mas também n refrç a aprendizad e padrnizaçã (ganhs na manutençã). Mas cas ele perceba que haja menr previsibilidade u prbabilidade de crrer, talvez valha à pena ficar apenas na parte OO da sluçã, rientand seu reús apenas cm dcumentaçã. - Reutilizand padrã "plx_imprtaca" n prjet "rhtutrial" Retrnand a nss cas, vams agra à parte final. Após terms nv padrã dispnibilizad, identificad e cnfigurad, verems cm irems melhrar trabalh n dia a dia. Neste pnt é nde verificams s ganhs de prdutividade e qualidade finais, que deverã trazer retrn a nss esfrç investid. Vams entã criar uma "Imprtaçã de UF" simulada, n prjet "rhtutrial". Após a criaçã da classe e mapeament da mesma através da pçã "01 Mapear Objet Relacinal" acine s assistentes d jcmpany para criaçã de Cas de Us, através d atalh "Ctrl + n" d Eclipse. Selecine a seguir assistente de plugin "X - Pwerlgic Outrs Assistentes", cnfrme mstra a Figura G Figura G Assistente padrã exibind pçã para assistentes dinâmics. A clicar em "next" vams para a tela de seleçã de assistente dinâmics. Perceba que tds s nvs padrões sã exibids n segund pass, cnfrme mstra a Figura G21.15.

18 Capítul 21 Figura G Pass de seleçã de nvs assistentes de geraçã d jcmpany Extensins. Após selecinar Cas de Us Padrã "Manter Classe Imprtaçã" clique nvamente em " Next" para seguir para primeir pass d assistente dinâmic, ilustrad na Figura G Figura G Primeir pass d assistente dinâmic, exibind camps cnf rme cnf igurações d arquiv XML. Uma vez definida a entidade e infrmações básicas, vams para pass de cnfiguraçã da classe de Actin. A Figura G21.17 mstra resultad das cnfigurações feitas para pass 2.

19 Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Figura G Segund pass, cm as cnf igurações criadas n arquiv XML. Clique nvamente em "Next" para seguir para últim pass. Nte que este retrna tdas as prpriedades da entidade selecinada n pass 1 e ainda frnece pções de cnfiguraçã para geraçã para cada uma delas. A Figura G21.18 mstra este pass já devidamente preenchid. Figura G Últim pass, de ediçã de prpriedades da Entidade para geraçã d f rmulári. Após clicar n btã "Finish", geradr dinâmic irá prcessar e executar as ações Grvy definidas a final d XML, cnfrme vims, gerand entã tds s artefats necessáris para que desenvlvedr já btenha Cas de Us em estági próxim a final. Neste cas, restand apenas a implementaçã d algrítim específic de imprtaçã em si (futuramente Arquitet de Sftware também pderia cnsiderar generalizar até este algritm, até cert pnt). Neste pnt, se desenvlvedr desejar, ele ainda pde editar cada um ds artefats gerads e efetuar ajustes manuais para variações sutis necessárias em cada cas específic - mas se já fizer a liberaçã de imediat ele pde cmprvar que resultad final já tem qualidade de prduçã e está bastante finalizad e em cnfrmidade cm padrã definid!

20 Capítul 21 Figura G Frmulári cm nv padrã f uncinal. - Prgramaçã d códig de imprtaçã Cm vims, n pnt em que está nss padrã já impede a criaçã u exclusã manual, pel usuári, de nvas entradas de UF, além de prver um btã e classe especificamente prjetads para a implementaçã da imprtaçã em si. Na hipótese deste exempl imaginams que endereç d arquiv será btid de md genéric neste algritm. Mas vcê seria capaz de mdificar padrã para incluir um camp de seleçã de arquiv para imprtaçã, pr exempl, n iníci d frmulári?

com jcompany Extensions Capítulo Expandindo o Poder do jcompany Developer Suite - Entendendo as melhores práticas de customização

com jcompany Extensions Capítulo Expandindo o Poder do jcompany Developer Suite - Entendendo as melhores práticas de customização A6Extensões Arquiteturais cm jcmpany Extensins Capítul 23 Expandind Pder d jcmpany Develper Suite - Entendend as melhres práticas de custmizaçã Exercitams em váris capítuls as pssibilidades de extensã

Leia mais

Aula 11 Bibliotecas de função

Aula 11 Bibliotecas de função Universidade Federal d Espírit Sant Centr Tecnlógic Departament de Infrmática Prgramaçã Básica de Cmputadres Prf. Vítr E. Silva Suza Aula 11 Biblitecas de funçã 1. Intrduçã À medida que um prgrama cresce

Leia mais

Novo Sistema Almoxarifado

Novo Sistema Almoxarifado Nv Sistema Almxarifad Instruções Iniciais 1. Ícnes padrões Existem ícnes espalhads pr td sistema, cada um ferece uma açã. Dentre eles sã dis s mais imprtantes: Realiza uma pesquisa para preencher s camps

Leia mais

Processo TCar Balanço Móbile

Processo TCar Balanço Móbile Prcess TCar Balanç Móbile Tecinc Infrmática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centr Cascavel PR 1 Sumári Intrduçã... 3 Funcinalidade... 3 1 Exprtaçã Arquiv Cletr de Dads (Sistema TCar)... 4 1.1 Funcinalidade...

Leia mais

Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES

Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES Design Patterns ABSTRACT FACTORY EMERSON BARROS DE MENESES 1 Breve Históric Sbre Design Patterns A rigem ds Design Patterns (Padrões de Desenh u ainda Padrões de Prjet) vem d trabalh de um arquitet chamad

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS

GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS GUIA RÁPIDO DE CONFIGURAÇÃO PARA WINDOWS CONTEÚDO 1. Intrduçã... 3 2. Requisits de Sftware e Hardware:... 3 3. Usuári e Grups:... 3 3.1. Cnfigurand cm Micrsft AD:... 3 3.2. Cnfigurand s Grups e Usuáris:...

Leia mais

1 Criando uma conta no EndNote

1 Criando uma conta no EndNote O EndNte Basic (anterirmente cnhecid pr EndNte Web), é um sftware gerenciadr de referências desenvlvid pela Editra Thmsn Reuters. Permite rganizar referências bibligráficas para citaçã em artigs, mngrafias,

Leia mais

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection)

2º Passo Criar a conexão via ODBC (Object DataBase Conection) Prjet de Sexta-feira: Prfessra Lucélia 1º Pass Criar banc de dads u selecinar banc de dads. Ntas: Camps nas tabelas nã pdem cnter caracteres acentuads, especiais e exclusivs de línguas latinas. Nã há necessidade

Leia mais

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01.

Agenda. A interface de Agendamento é encontrada no Modulo Salão de Vendas Agendamento Controle de Agendamento, e será apresentada conforme figura 01. Agenda Intrduçã Diariamente cada um ds trabalhadres de uma empresa executam diversas atividades, muitas vezes estas atividades tem praz para serem executadas e devem ser planejadas juntamente cm utras

Leia mais

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização

Boletim Técnico. CAGED Portaria 1129/2014 MTE. Procedimento para Implementação. Procedimento para Utilização Bletim Técnic CAGED Prtaria 1129/2014 MTE Prdut : TOTVS 11 Flha de Pagament (MFP) Chamad : TPRQRW Data da criaçã : 26/08/2014 Data da revisã : 12/11/2014 País : Brasil Bancs de Dads : Prgress, Oracle e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA Manual de Us (Para Detentres de Bens) Infrmações adicinais n Prtal da Crdenaçã de Patrimôni: www.cpa.unir.br 2013 Cnteúd O que papel Detentr de Bem pde fazer?... 2 Objetiv...

Leia mais

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS

WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS WEBSITE LOJAS JOMÓVEIS Manual d Usuári Elabrad pela W3 Autmaçã e Sistemas Infrmaçã de Prpriedade d Grup Jmóveis Este dcument, cm tdas as infrmações nele cntidas, é cnfidencial e de prpriedade d Grup Jmóveis,

Leia mais

Manual de Instalação

Manual de Instalação Manual de Instalaçã Prdut: n-hst Versã d prdut: 4.1 Autr: Aline Della Justina Versã d dcument: 1 Versã d template: Data: 30/07/01 Dcument destinad a: Parceirs NDDigital, técnics de suprte, analistas de

Leia mais

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager!

WEB MANAGER. Conhecendo o Web Manager! WEB MANAGER Cnhecend Web Manager! O Web Manager é uma pdersa ferramenta para gestã de Sites, prtais, intranets, extranets e htsites. Cm ela é pssível gerenciar ttalmente seus ambientes web. Integrad ttalmente

Leia mais

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras

FKcorreiosg2_cp1 - Complemento Transportadoras FKcrreisg2_cp1 - Cmplement Transprtadras Instalaçã d módul Faça dwnlad d arquiv FKcrreisg2_cp1.zip, salvand- em uma pasta em seu cmputadr. Entre na área administrativa de sua lja: Entre n menu Móduls/Móduls.

Leia mais

De fato, o caminho mais eficiente para se construir uma solução é não construí-la, reutilizando uma existente.

De fato, o caminho mais eficiente para se construir uma solução é não construí-la, reutilizando uma existente. A6Instaland jcmpany Capítul 2 Gerência de Cnfiguraçã em Java EE Open Surce - Reús x Geraçã de Códig A mairia ds arquitets e desenvlvedres de sftware atualmente busca salts de prdutividade e qualidade através

Leia mais

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA EIKON DOCUMENTS - ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA VERSÃO Eikn Dcuments 2007 Service Pack 5 (2.9.5) Fevereir de 2010 DATA DE REFERÊNCIA DESCRIÇÃO Sftware para implantaçã de sistemas em GED / ECM (Gerenciament Eletrônic

Leia mais

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário

CRC-MG Central de Registro Civil de Minas Gerais Certidão Online - Serventia. Manual do usuário CRC-MG Central de Registr Civil de Minas Gerais Certidã Online - Serventia Manual d usuári Prefáci Data: 30/01/2015 Versã dcument: 1.0 1. COMO ACESSAR O MÓDULO DA CERTIDÃO ONLINE... 04 2. OPÇÕES DE PEDIDOS

Leia mais

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação

Guia Sphinx: Instalação, Reposição e Renovação Guia Sphinx: Instalaçã, Repsiçã e Renvaçã V 5.1.0.8 Instalaçã Antes de instalar Sphinx Se vcê pssuir uma versã anterir d Sphinx (versões 1.x, 2.x, 3.x, 4.x, 5.0, 5.1.0.X) u entã a versã de Demnstraçã d

Leia mais

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013.

Versões Todos os módulos devem ser atualizados para as versões a partir de 03 de outubro de 2013. Serviç de Acess as Móduls d Sistema HK (SAR e SCF) Desenvlvems uma nva ferramenta cm bjetiv de direcinar acess ds usuáris apenas as Móduls que devem ser de direit, levand em cnsideraçã departament de cada

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração Manual de Instalaçã e Cnfiguraçã Prdut:n-ReleaserEmbedded fr Lexmark Versã 1.2.1 Versã d Dc.:1.0 Autr: Lucas Machad Santini Data: 14/04/2011 Dcument destinad a: Clientes e Revendas Alterad pr: Release

Leia mais

Orientações para a Escrituração Contábil Digital (Sped Contábil) Versão 14.01 Soluções SPDATA

Orientações para a Escrituração Contábil Digital (Sped Contábil) Versão 14.01 Soluções SPDATA 2015 Orientações para a Escrituraçã Cntábil Digital (Sped Cntábil) Versã 14.01 Sluções SPDATA Equipe SAT Análise Desenvlviment e Qualidade de Sftware 07/04/2015 Sumári Objetiv... 3 Cnsiderações gerais...

Leia mais

Vensis PCP. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br

Vensis PCP. Rua Américo Vespúcio, 71 Porto Alegre / RS (51) 3012-4444 comercial@vensis.com.br www.vensis.com.br Vensis PCP Vensis PCP O PCP é módul de planejament e cntrle de prduçã da Vensis. Utilizad n segment industrial, módul PCP funcina de frma ttalmente integrada a Vensis ERP e permite às indústrias elabrar

Leia mais

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP

Dissídio Retroativo. Cálculos INSS, FGTS e geração da SEFIP Dissídi Retrativ Cálculs INSS, FGTS e geraçã da SEFIP A rtina de Cálcul de Dissídi Retrativ fi reestruturada para atender a legislaçã da Previdência Scial. A rtina de Aument Salarial (GPER200) deve ser

Leia mais

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO

Código: Data: Revisão: Página: SUMÁRIO UC_REQ-MK_ACF-001 27/01/2015 00 1 / 12 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 Objetiv... 2 Públic Alv... 2 Escp... 2 Referências... 2 DESCRIÇÃO GERAL DO PRODUTO... 2 Características d Usuári... 2 Limites, Supsições e

Leia mais

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0

Manual do Novo Pátio. Revenda. Versão 2.0 Manual d Nv Páti Revenda Versã 2.0 1 Cnteúd INTRODUÇÃO... 3 1.LOGIN... 4 2.ANUNCIANTE... 4 2.1 Listar Usuáris... 4 2.2 Criar Usuári... 5 2.2.1 Permissões:... 6 3.SERVIÇOS... 7 3.1 Serviçs... 7 3.2 Feirã...

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO

DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO DOCUMENTAÇÃO DA VERSÃO V2.04 S4 Página 1 de 14 INDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.04 DO SST...3 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.04...3 PRESTADOR...3 Relatóri de Metas...3 CLIENTE...4 Tela

Leia mais

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas

SGCT - Sistema de Gerenciamento de Conferências Tecnológicas SGCT - Sistema de Gerenciament de Cnferências Tecnlógicas Versã 1.0 09 de Setembr de 2009 Institut de Cmputaçã - UNICAMP Grup 02 Andre Petris Esteve - 070168 Henrique Baggi - 071139 Rafael Ghussn Can -

Leia mais

Administração de Redes Servidores de Aplicação

Administração de Redes Servidores de Aplicação 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CAMPUS SÃO JOSÉ SANTA CATARINA Administraçã de Redes Servidres de Aplicaçã

Leia mais

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa

Plano de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Plan de aulas 2010 1ª série 1ª aula 2ª etapa Escla Clégi Eng Juarez Wanderley Prfessr Fernand Nishimura de Aragã Disciplina Infrmática Objetivs Cnstruçã de um website pessal para publicaçã de atividades

Leia mais

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos

Versão 14.0 Junho 2015 www.psr-inc.com Contato: sddp@psr-inc.com. Representação mais detalhada da operação em cada estágio: 21 blocos Versã 14.0 Junh 2015 www.psr-inc.cm Cntat: sddp@psr-inc.cm SDDP VERSÃO 14.0 Nvidades Representaçã mais detalhada da peraçã em cada estági: 21 blcs Tradicinalmente, a peraçã de cada estági (semana u mês)

Leia mais

Lumine Database Mapping for PHP. Treinamento Básico

Lumine Database Mapping for PHP. Treinamento Básico Lumine Database Mapping fr PHP Treinament Básic Cnhecend as características básicas de um ds framewrks de mapeament de banc de dads relacinais mais fáceis de ser utilizad. Hug Ferreira da Silva 13/12/2010

Leia mais

Modelagem, qualificação e distribuição em um padrão para geoinformações

Modelagem, qualificação e distribuição em um padrão para geoinformações Mdelagem, qualificaçã e distribuiçã em um padrã para geinfrmações Julia Peixt 14h, 14 de junh de 2010. Mtivaçã Acerv de dads desde 1994 em diferentes áreas de pesquisa; Muitas pessas fazend muits trabalhs

Leia mais

Event Viewer - Criando um Custom View

Event Viewer - Criando um Custom View Event Viewer - Criand um Custm View Qui, 06 de Nvembr de 2008 18:21 Escrit pr Daniel Dnda Cnhecend Event Viewer Muit imprtante na manutençã e mnitrament de servidres Event Viewer é uma ferramenta que gera

Leia mais

Disciplina: Programação III Conteúdo: Programação Orientada a Objetos Linguagem JAVA Página: 184

Disciplina: Programação III Conteúdo: Programação Orientada a Objetos Linguagem JAVA Página: 184 Cnteúd: Prgramaçã Orientada a Objets Linguagem JAVA Página: 184 3.12 COMPONENTES GUI E O TRATAMENTO DE EVENTOS Origem: Capítul 11 Cmpnentes GUI: Parte 1. Livr: Java Cm Prgramar, Deitel & Deitel, 6ª. Ediçã;

Leia mais

Academia FI Finanças

Academia FI Finanças Academia FI Finanças A Academia é melhr caminh para especializaçã dentr de um tema n ERP da SAP. Para quem busca uma frmaçã cm certificaçã em finanças, mais indicad é participar da próxima Academia de

Leia mais

Aplicação Hibernate1 no NetBeans

Aplicação Hibernate1 no NetBeans Aplicaçã Hibernate1 n NetBeans Hibernate é um framewrk que frnece ferramentas para efetuar mapeament bjet/relacinal para Java. Mapeament bjet/relacinal é prcess de cnversã bidirecinal entre bjets e tabelas

Leia mais

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO

INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO INTRODUÇÃO A LOGICA DE PROGRAMAÇÃO A Lógica de Prgramaçã é necessária à tdas as pessas que ingressam u pretendem ingressar na área de Tecnlgia da Infrmaçã, send cm prgramadr, analista de sistemas u suprte.

Leia mais

Projetos, Programas e Portfólios

Projetos, Programas e Portfólios Prjets, Prgramas e Prtfólis pr Juliana Klb em julianaklb.cm Prjet Segund PMBOK (2008): um prjet é um esfrç temprári empreendid para criar um nv prdut, serviç u resultad exclusiv. Esta definiçã, apesar

Leia mais

PDF Livre com o Ghostscript

PDF Livre com o Ghostscript PDF Livre cm Ghstscript Um tutrial para criaçã de um geradr de arquivs PDF em Windws, basead em ferramentas gratuitas. Márci d'ávila, 05 de mai de 2004. Revisã 8, 20 de setembr de 2007. Categria: Text

Leia mais

Desenho centrado em utilização

Desenho centrado em utilização Desenh centrad em utilizaçã Engenharia de Usabilidade Prf.: Clarind Isaías Pereira da Silva e Pádua Departament de Ciência da Cmputaçã - UFMG Desenh centrad em utilizaçã Referências Cnstantine, L.L., &

Leia mais

GT-ATER: Aceleração do Transporte de Dados com o Emprego de Redes de Circuitos Dinâmicos. RT3 - Avaliação dos resultados do protótipo

GT-ATER: Aceleração do Transporte de Dados com o Emprego de Redes de Circuitos Dinâmicos. RT3 - Avaliação dos resultados do protótipo GT-ATER: Aceleraçã d Transprte de Dads cm Empreg de Redes de Circuits Dinâmics RT3 - Avaliaçã ds resultads d prtótip Sand Luz Crrêa Kleber Vieira Cards 03/08/2013 1. Apresentaçã d prtótip desenvlvid Nesta

Leia mais

Mensagem do atendimento ao cliente

Mensagem do atendimento ao cliente ASSUNTO: Cisc WebEx: Patch padrã a ser aplicad em [[DATA]] para [[WEBEXURL]] Cisc WebEx: Patch padrã em [[DATA]] A Cisc WebEx está enviand esta mensagem para s principais cntats de negóci em https://[[webexurl]]

Leia mais

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento

Inscrição do Candidato ao Processo de Credenciamento Inscriçã d Candidat a Prcess de Credenciament O link de inscriçã permitirá que candidat registre suas infrmações para participar d Prcess de Credenciament, cnfrme Edital. Após tmar ciência de td cnteúd

Leia mais

Formulários para Consulta Apenas

Formulários para Consulta Apenas 6Dispnibilizand Frmuláris para Cnsulta Apenas Capítul 11 Implementand UC003 Cnsultar/Imprimir Ficha Funcinal!" - Entendend Md de Visualizaçã de Dcument A cnsulta e impressã da Ficha Funcinal, nss próxim

Leia mais

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION

ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION ALTERAÇÕES NO SISTEMA ORION Orin Versã 7.74 TABELAS Clientes Na tela de Cadastr de Clientes, fi inserid btã e um camp que apresenta códig que cliente recebeu após cálcul da Curva ABC. Esse btã executa

Leia mais

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9

Channel. Colaboradores. Tutorial. Atualizado com a versão 3.9 Channel Clabradres Tutrial Atualizad cm a versã 3.9 Cpyright 2009 pr JExperts Tecnlgia Ltda. tds direits reservads. É pribida a reprduçã deste manual sem autrizaçã prévia e pr escrit da JExperts Tecnlgia

Leia mais

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro

Workflow. José Palazzo Moreira de Oliveira. Mirella Moura Moro Pdems definir Wrkflw cm: Wrkflw Jsé Palazz Mreira de Oliveira Mirella Mura Mr "Qualquer tarefa executada em série u em paralel pr dis u mais membrs de um grup de trabalh (wrkgrup) visand um bjetiv cmum".

Leia mais

TESTE DE SOFTWARE (Versão 2.0)

TESTE DE SOFTWARE (Versão 2.0) Universidade Luterana d Brasil Faculdade de Infrmática Disciplina de Engenharia de Sftware Prfessr Luís Fernand Garcia www.garcia.pr.br TESTE DE SOFTWARE (Versã 2.0) 9 Teste de Sftware Imprtância Dependência

Leia mais

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário

MTur Sistema Artistas do Turismo. Manual do Usuário MTur Sistema Artistas d Turism Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 9 4.1. CADASTRAR REPRESENTANTE... 9 4.2. CADASTRAR

Leia mais

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas

CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aproximadamente 84 horas - aulas de 2 horas CRONOGRAMA DELPHI para turmas Aprximadamente 84 hras - aulas de 2 hras Primeira Parte Lógica de Prgramaçã 5 aulas 10 hras AULA 1 OBJETIVO 1. Cnceits básics: Algritm, Tips de Variáveis, Tips e Expressões

Leia mais

Sistema de Comercialização de Radiofármacos - Manual do Cliente

Sistema de Comercialização de Radiofármacos - Manual do Cliente Sistema de Cmercializaçã de Radifármacs - Manual d Cliente O IEN está dispnibilizand para s seus clientes um nv sistema para a slicitaçã ds radifármacs. Este nv sistema permitirá a cliente nã só fazer

Leia mais

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463

Modelo de Negócios. TRABALHO REALIZADO POR: Antonio Gome- 2007009 // Jorge Teixeira - 2008463 Mdel de Negócis Trabalh n âmbit da disciplina de Mdelaçã de dads. Criaçã de uma platafrma utilizand as tecnlgias SQL PHP e Javascript.. TRABALHO REALIZADO POR: Antni Gme- 2007009 // Jrge Teixeira - 2008463

Leia mais

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho Dcumentaçã de Versã Prjet Saúde e Segurança d Trabalh DATA: tt/3/yy Pág 1 de 6 ÍNDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.1 DO SST... 2 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.1... 2 PRESTADOR... 2 CLIENTE...

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOGRAFIAS/IMAGENS

Leia mais

PAULO ALVIM TIRANDO O MÁXIMO DO JAVA EE 6 OPEN SOURCE. 3ª edição. com jcompany Developer Suite

PAULO ALVIM TIRANDO O MÁXIMO DO JAVA EE 6 OPEN SOURCE. 3ª edição. com jcompany Developer Suite PAULO ALVIM TIRANDO O MÁXIMO DO JAVA EE 6 OPEN SOURCE cm jcmpany Develper Suite 3ª ediçã Bel Hriznte Paul César Alvim Ottni 2010 Tirand Máxim d Java EE 6 Open Surce cm jcmpany Develper Suite 2010 Pwerlgic

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS Etapa 3 Cadastr d Prcess Seletiv O Presidente da CRM cadastra s dads d prcess n sistema. O prcess seletiv é a espinha drsal d sistema, vist que pr mei dele regem-se tdas as demais

Leia mais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais

3 Formulação da Metodologia 3.1. Considerações Iniciais 53 3 Frmulaçã da Metdlgia 3.1. Cnsiderações Iniciais O presente capítul tem cm finalidade prpr e descrever um mdel de referencia para gerenciament de prjets de sftware que pssa ser mensurável e repetível,

Leia mais

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde

Anexo V. Software de Registro Eletrônico em Saúde. Implantação em 2 (duas) Unidades de Saúde Anex V Sftware de Registr Eletrônic em Saúde Implantaçã em 2 (duas) Unidades de Saúde Índice 1 INTRODUÇÃO... 3 2 ESTRATÉGIAS E PROCEDIMENTOS DE IMPLANTAÇÃO... 3 4 INFRAESTRUTURA NAS UNIDADES DE SAÚDE -

Leia mais

Processo de envio de e-mail de marketing

Processo de envio de e-mail de marketing Prcess de envi de e-mail de marketing Intrduçã Visand um melhr gerenciament ns prcesss de marketing das empresas, fi desenvlvid uma nva funcinalidade para sistema TCar, que tem pr finalidade realizar envis

Leia mais

Controle de Atendimento de Cobrança

Controle de Atendimento de Cobrança Cntrle de Atendiment de Cbrança Intrduçã Visand criar um gerenciament n prcess d cntrle de atendiment de cbrança d sistema TCar, fi aprimrad pela Tecinc Infrmática prcess de atendiment, incluind s títuls

Leia mais

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software).

HARDWARE e SOFTWARE. O Computador é composto por duas partes: uma parte física (hardware) e outra parte lógica (software). HARDWARE e SOFTWARE O Cmputadr é cmpst pr duas partes: uma parte física (hardware) e utra parte lógica (sftware). Vcê sabe qual é a diferença entre "Hardware" e "Sftware"? Hardware: é nme dad a cnjunt

Leia mais

Casos de Uso Centrados em Dados (Primários)

Casos de Uso Centrados em Dados (Primários) B Módul Cass de Us Centrads em Dads (Primáris) A. Este é um módul prátic que traz tutriais cm passs para implementaçã de Cass de Us Padrões d jcmpany Develper Suite, incluind variações típicas (Inclusões

Leia mais

BANKSYNC ALGORITMO PARA GERAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS (DLL)

BANKSYNC ALGORITMO PARA GERAÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS (DLL) OBJETIVO O algritm para geraçã d códig de barras (dll) utilizad n SAP Business One (SBO) deve ser instalad e cnfigurad adequadamente para pssibilitar a visualizaçã e impressã de blets lcalmente, assim

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Acess Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS

MANUAL DO USUÁRIO EVENTOS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Data: 17-09-2008 Data: Aprvad: Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Events.dc

Leia mais

Tutorial de criação de um blog no Blogger

Tutorial de criação de um blog no Blogger Tutrial de criaçã de um blg n Blgger Bem-vind a Blgger! Este guia pde ajudar vcê a se familiarizar cm s recurss principais d Blgger e cmeçar a escrever seu própri blg. Para cmeçar a usar Blgger acesse

Leia mais

MANUAL DOS GESTORES DAA

MANUAL DOS GESTORES DAA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ UFPI NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO - NTI MANUAL DOS GESTORES DAA MÓDULOS: M atrícula e P rgramas e C DP [Digite resum d dcument aqui. Em geral, um resum é um apanhad

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO ÍNDICE QUE VALORES [MASTERSAF DFE] TRAZEM PARA VOCÊ? 1. VISÃO GERAL E REQUISITOS PARA INSTALAÇÃO... 2 1.1. AMBIENTE... 2 1.2. BANCO DE DADOS... 4 2. BAIXANDO OS INSTALADORES DO DFE MASTERSAF... 5 3. INICIANDO

Leia mais

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D

RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D RECOMENDAÇÕES GERAIS PARA AQUISIÇÃO DE IMAGENS RADIOLÓGICAS PARA CRIAÇÃO DE RÉPLICAS FETAIS ATRAVÉS DE IMPRESSÃO 3D ULTRASSONOGRAFIA OBSTÉTRICA RESSONÂNCIA MAGNÉTICA FETAL ANEXO 1 TUTORIAL PARA EXPORTAÇÃO

Leia mais

Win Seta para baixo Win Seta para cima Win Shift Seta para baixo Win Shift Seta para cima Win Seta para direita Win Seta para esquerda Win Shift

Win Seta para baixo Win Seta para cima Win Shift Seta para baixo Win Shift Seta para cima Win Seta para direita Win Seta para esquerda Win Shift ATALHOS DO WINDOWS 1.1 Mvend e redimensinand a janela que está ativa 1.2 Win + Seta para baix Restaura a janela ativa (se estiver maximizada) u miniminiza (se estiver restaurada). Win + Seta para cima

Leia mais

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público

Notas de Aplicação. Utilização do conversor RS232/RS485 (PMC712) com controladores HI. HI Tecnologia. Documento de acesso público Ntas de Aplicaçã Utilizaçã d cnversr RS232/RS485 (PMC712) cm cntrladres HI HI Tecnlgia Dcument de acess públic ENA.00034 Versã 1.00 setembr-2010 HI Tecnlgia Utilizaçã d cnversr RS232/RS485 (PMC712) cm

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS

MANUAL DO USUÁRIO ANTECEDENTES CRIMINAIS SISTEMA DE INFORMAÇÃO E GESTÃO INTEGRADA POLICIAL Elabrad: Equipe SAG Revisad: Aprvad: Data: 11/09/2008 Data: 10/10/2008 Data: A autenticaçã d dcument cnsta n arquiv primári da Qualidade Referencia: Help_Online_Antecedentes_Criminais.dc

Leia mais

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho

Documentação de Versão Projeto Saúde e Segurança do Trabalho Prjet Saúde e Segurança d Trabalh DATA: tt/3/yy Pág 1 de 8 ÍNDICE ALTERAÇÕES IMPLEMENTADAS NA VERSÃO 2.2 DO SST... 2 ITENS DE MENU CRIADOS PARA A VERSÃO 2.2... 2 SEGURANÇA... 2 SAÚDE... 2 SAÚDE/AUDIOMETRIA...

Leia mais

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social

Anexo 03 Recomendação nº 3: estatuto padrão, estatuto fundamental e contrato social Anex 03 Recmendaçã nº 3: estatut padrã, estatut fundamental e cntrat scial 1. Resum 01 Atualmente, Estatut da Crpraçã da Internet para a atribuiçã de nmes e númers (ICANN) tem um mecanism únic para alterações.

Leia mais

Manual. Autorizador da UNIMED

Manual. Autorizador da UNIMED Manual Prtal Autrizadr da UNIMED Pass a Pass para um jeit simples de trabalhar cm Nv Prtal Unimed 1. Períd de Atualizaçã Prezads Cperads e Rede Credenciada, A Unimed Sul Capixaba irá atualizar seu sistema

Leia mais

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador

Copyright 1999-2006 GrupoPIE Portugal, S.A. Manual Utilizador Reprts Relatóris à sua Medida Reprts Cpyright 1999-2006 GrupPIE Prtugal, S.A. Reprts 1. WinREST Reprts...5 1.1. Licença...6 1.2. Linguagem...7 1.3. Lgin...7 1.4. Página Web...8 2. Empresas...9 2.1. Cm

Leia mais

Segue abaixo projeto para desenvolvimento de novo website para loja Virtual

Segue abaixo projeto para desenvolvimento de novo website para loja Virtual Lja Virtual Desenvlviment FrmigaNegócis Orçament: /2012 Cliente: Respnsável: Prjet: Lja virtual Telefne: Frmiga (MG), de de 2012 Intrduçã Segue abaix prjet para desenvlviment de nv website para lja Virtual

Leia mais

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário

MTUR Sistema FISCON. Manual do Usuário MTUR Sistema FISCON Manual d Usuári Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 3 3. ACESSAR O SISTEMA... 4 4. UTILIZANDO O SISTEMA... 5 4.1. CADASTRAR CONVENENTE... 5 4.2. INSERIR FOTOS DOS CONVÊNIOS...

Leia mais

"Manter Agregação Mestre/Detalhe"

Manter Agregação Mestre/Detalhe 6Implementand Padrã "Manter Agregaçã Mestre/Detalhe" Capítul 8 Implementand UC002 Manter Funcinári! - Analisand a especificaçã A terceira especificaçã de Cas de Us que irems implementar está definida n

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação

Os novos usos da tecnologia da informação nas empresas Sistemas de Informação Os nvs uss da tecnlgia da infrmaçã nas empresas Sistemas de Infrmaçã Prf. Marcel da Silveira Siedler siedler@gmail.cm SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC PELOTAS Planejament

Leia mais

IBOConsole Recuperação do Banco de Dados. Ferramenta de manutenção para recuperação de banco de dados.

IBOConsole Recuperação do Banco de Dados. Ferramenta de manutenção para recuperação de banco de dados. IBOCnsle Recuperaçã d Banc de Dads Ferramenta de manutençã para recuperaçã de banc de dads. 2 IBOCnsle ÍNDICE MAINTENANCE... 3 VALIDATION... 4 BACKUP/RESTORE... 6 BACKUP... 7 RESTORE... 10 3 IBOCnsle MAINTENANCE

Leia mais

API de Integração E-Zoop Documentação de uso

API de Integração E-Zoop Documentação de uso API de Integraçã E-Zp Dcumentaçã de us Data de Atualizaçã: 10/06/2015 Índice 1. Intrduçã... 1 2. Características... 2 Cadastr de características... 2 Exclusã de características... 4 Listagem de características...

Leia mais

Nascia um novo nicho de mercado: o dos Ambientes Integrados de Desenvolvimento, ou IDEs (Integrated Development Environment).

Nascia um novo nicho de mercado: o dos Ambientes Integrados de Desenvolvimento, ou IDEs (Integrated Development Environment). A6Entendend Ambiente de Desenvlviment Capítul 3 Intrduçã - A breve história d mercad de IDEs Até a década de 80, um desenvlvedr de sftware típic lidava cm uma diversidade de ferramentas para realizar seu

Leia mais

AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE - VERSÃO 2.2 MANUAL DO PROFESSOR

AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE - VERSÃO 2.2 MANUAL DO PROFESSOR Pntifícia Universidade Católica d Ri Grande d Sul AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM MOODLE - VERSÃO 2.2 MANUAL DO PROFESSOR Organizaçã Equipe da CEAD MAIO DE 2012 Prt Alegre - RS - Brasil Fne: (51) 3320-3651

Leia mais

Acesso ao menu da presença de Carga Exportação WEB

Acesso ao menu da presença de Carga Exportação WEB Manual de Utilizaçã Presença de Carga Exprtaçã WEB Acess a menu da presença de Carga Exprtaçã WEB Acessar site d TECON RG (HTTP://www.tecn.cm.br); Clicar em Tecn Online; Infrmar usuári e senha de acess

Leia mais

APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE E3 NAS USINAS HIDRELÉTRICAS ILHA SOLTEIRA E ENGENHEIRO SOUZA DIAS (JUPIÁ)

APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE E3 NAS USINAS HIDRELÉTRICAS ILHA SOLTEIRA E ENGENHEIRO SOUZA DIAS (JUPIÁ) APLICAÇÃO DO SOFTWARE ELIPSE E3 NAS USINAS HIDRELÉTRICAS ILHA SOLTEIRA E ENGENHEIRO SOUZA DIAS (JUPIÁ) Este case apresenta a aplicaçã da sluçã Elipse E3 para aprimrar mnitrament da temperatura encntrada

Leia mais

Roteiro de Implantação Estoque

Roteiro de Implantação Estoque Rteir de Implantaçã Estque Revisã: 23/07/2004 Abrangência Versã 7.10 Cadastrs Básics Dicas: Explique a necessidade d preenchiment ds brigatóris (camps na cr azul). Verifique se cliente necessita que mais

Leia mais

BIRT Viewer. Capítulo. Entendendo o BIRT Viewer. - Visualizando o relatório em múltiplos formatos

BIRT Viewer. Capítulo. Entendendo o BIRT Viewer. - Visualizando o relatório em múltiplos formatos A6Utilizand jcmpany BIRT Viewer Capítul 20 Entendend BIRT Viewer - Visualizand relatóri em múltipls frmats N capítul anterir, quand realizams "Preview" d relatóri, vims em sua frma básica, em frmat HTML.

Leia mais

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas,

Integração com coletores de ponto, catracas, dispositivos de abertura de portas, fechaduras eletromagnéticas, Vsft ids Pnt Web Cntrle de acess e pnt A Vsft desenvlveu uma sluçã baseada em sftware e hardware para cntrle de acess e u pnt que pde ser utilizada pr empresas de qualquer prte. Cm us da tecnlgia bimétrica

Leia mais

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION

WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION WINDOWS AZURE E ISVS UM GUIA PARA OS RESPONSÁVEIS PELAS DECISÕES DAVID CHAPPELL JULHO DE 2009 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO ISVs e cmputaçã em nuvem... 2 Breve visã geral d Windws Azure...

Leia mais

Usar um dispositivo Android

Usar um dispositivo Android Andrid Cntrle e cmand Transfrme Andrid em um eficiente cntrle remt para uma máquina Linux. pr Dmitri Ppv Usar um dispsitiv Andrid para acessar e cntrlar máquinas Linux remtas nã é uma ideia nva, e uma

Leia mais

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE

MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE MODELO DE PROGRAMAÇÃO DO WINDOWS AZURE DAVID CHAPPELL OUTUBRO DE 2010 PATROCINADO PELA MICROSOFT CORPORATION SUMÁRIO Pr que criar um nv mdel de prgramaçã?... 3 Três regras d mdel de prgramaçã d Windws

Leia mais

Versão 4.0. Central IT Governança Corporativa PROJETO 78. Documento de Entrega. Fábrica. Deploy 1.0.0-Beta. Produto: CitSmart GRP

Versão 4.0. Central IT Governança Corporativa PROJETO 78. Documento de Entrega. Fábrica. Deploy 1.0.0-Beta. Produto: CitSmart GRP Central IT Gvernança Crprativa Versã PROJETO 78 Dcument de Entrega de Deply da Fábrica Deply 1.0.0-Beta Prdut: CitSmart GRP 2/7 FO-098 Versã: Dcument de Entrega de Deply da Fábrica Históric de Revisã Data

Leia mais

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas

Unidade 7: Sínteses de evidências para políticas Unidade 7: Sínteses de evidências para plíticas Objetiv da Unidade Desenvlver um entendiment cmum d que é uma síntese de evidências para plíticas, que inclui e cm pde ser usada 3 O que é uma síntese de

Leia mais

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK

COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK COMO CONFIGURAR SUA(S) CONTA(S) NO MICROSOFT OFFICE OUTLOOK Use as instruções de acrd cm a versã d seu Outlk (2010, 2007 u 2003) Para saber a versã de seu Outlk, clique n menu Ajuda > Sbre Micrsft Office

Leia mais

Implementando o Padrão "Manter Agregação Mestre/Detalhe"

Implementando o Padrão Manter Agregação Mestre/Detalhe 8 Capítul Implementand Padrã "Manter Agregaçã Mestre/Detalhe" 6 Implementand UC002 Manter Funcinári! - Analisand a especificaçã A terceira especificaçã de Cas de Us que irems implementar está definida

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI

GESTÃO DE PROJETOS. Uma visão geral Baseado nas diretrizes do PMI GESTÃO DE PROJETOS Uma visã geral Bead n diretrizes d PMI 1 Intrduçã Objetiv da Apresentaçã O bjetiv é frnecer uma visã geral ds prcesss de Gestã de Prjets aplicads à Gestã de Empreendiments. O que é Prjet?

Leia mais

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS

PADRÃO DE RESPOSTA. Pesquisador em Informações Geográficas e Estatísticas A I PROVA 3 FINANÇAS PÚBLICAS Questã n 1 Cnheciments Específics O text dissertativ deve cmtemplar e desenvlver s aspects apresentads abaix. O papel d PPA é de instrument de planejament de médi/lng praz que visa à cntinuidade ds bjetivs

Leia mais

Processador de Texto Funcionalidades Avançadas

Processador de Texto Funcionalidades Avançadas Prcessadr de Text Funcinalidades Avançadas ÍNDICE INTRODUÇÃO...4 MODELOS...4 Criar Mdels...5 MODELO NORMAL...6 Alterar mdel Nrmal.dtm...7 IMPRESSÃO EM SÉRIE MAILINGS...7 Cartas e mensagens de crrei electrónic...8

Leia mais