Contatores e combinações de contatores

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Contatores e combinações de contatores"

Transcrição

1 Dispositivo /06/0 :8 Page 86 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Schütze und Schützkombinationen s a S2 Circuito auxiliar Dados nominais dos contatos auxiliares conforme IEC / DIN EN (VDE 0660 Parte 0) Dados valem para contatos auxiliares integrados e blocos contatos auxiliares para contatores dos tamanhos a S2 Tensão nominal de isolamento U i (Grau de poluição 3) com blocos de contatos auxiliares de montagem lateral 3RH9 2-.E.. e 3RH9 2-.K.. V V 690 max. 0 Corrente térmica convencional I th = /C-2 0 Corrente alternada /C-/C-4 com tensão nominal U e Corrente contínua /DC-2 com tensão nominal U e /DC-3 com tensão nominal U e Confiabilidade de contato com 7 V, m conforme DIN EN Vida útil dos contatos auxiliares 24 V 0 V 2 V 2 V 230 V 3 V 0 V 6 2 ) 2 ) 24 V 0 V 2 V 2 V 2 ) 600 V 2 ) 24 V 0 V 2 V 2 V 2 ) 600 V 2 ) condição é que a operação seja manual, ou seja, comando assíncrono com a tensão de rede. vida útil dos contatos depende principalmente da corrente de desligamento. s curvas características valem para contatos auxiliares integrados no 3RT0 blocos de contatos auxiliares 3RH9, 3RH9 2 para contatores dos tamanhos a S ,3 0, 0 ) 2 0,3 0,4 0, freqüência de falhas de contato < 0 8 isto é < falha em 00 milhões de ligações Milhões de manobras No diagrama: I a = corrente de desligamento = corrente nominal I e ) DC-3: blocos de contatos auxiliares acopláveis para o tamanho : 6. 2) Nos blocos de contatos auxiliares de montagem lateral capacidade de interrupção somente até 0 V. Siemens NS K 04/0 3/8

2 Dispositivo /06/0 :8 Page 87 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Vida útil dos contatos principais s curvas características mostram a vida útil dos contatos de contatores na manobra de cargas trifásicas resistivas e indutivas (C-/C-3) em função da corrente de desligamento e da tensão nominal. s curvas estão baseadas em comandos arbitrários isto é, assíncronos com a rede de alimentação. corrente nominal I e conforme categoria de emprego C-4 (Desligamento de 6 vezes a corrente nominal) foi projetada para uma vida útil de no mínimo manobras. Se vida útil menor for suficiente a corrente nominal I e /C-4 pode ser aumentada. Existindo um serviço misto isto é, funcionamento normal (desligamento da corrente nominal de acordo com a categoria de emprego C-3) com serviço intermitente (desligamento de múltiplas vezes a corrente nominal conforme categoria de emprego C-4) a vida útil dos contatos deve ser calculada de acordo com a fórmula a seguir: X = C B Na fórmula: X Vida útil dos contatos em funcionamento misto em números de manobras Vida útil dos contatos em funcionamento normal - C-3(I a = I e ) em número de manobras B Vida útil dos contatos em funcionamento - C-4(I a = múltiplo de I e ) em número de manobras C O número de manobras intermitentes em relação ao número de manobras totais em porcentagem Manobras em Manobras em es es S0 No diagrama: P N = Potencia nominal de motores trifásicos com rotor em curtocircuito (gaiola) em 3/ I a = Corrente de desligamento = Corrente nominal I e 3/86 Siemens NS K 04/0

3 Dispositivo /06/0 :8 Page 88 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Vida útil dos contatos principais S2 Manobras em S3 Manobras em es es s S6 a S2 Manobras em es es a vácuo 3RT2 s S0 e S2 Manobras em es No diagrama: P N = Potência nominal de motores trifásicos com rotor em curtocircuito (gaiola) em 3/V I a = Corrente de desligamento = Corrente nominal I e Siemens NS K 04/0 3/87

4 Dispositivo /06/0 :8 Page 89 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT 3RT.. Dados básicos Posição de montagem Os contatores são projetados para a fixação em superfície vertical. cionamento em C e CC Fixação em superfície horizontal Vida útil mecânica cionamento em C cionamento em CC básico básico com bloco de contatos auxiliares Bloco de contatos auxiliares para eletrônica Execução especial definição do tipo deve ser completada no 3º ao 6º dígitos com - 0. Execução normal 30 Milhões de manobras 0 Milhões de manobras Milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/86 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 690 Tensão nominal de impulso U imp kv 6 Seccionamento seguro entre bobina e contatos principais (conforme DIN VDE 006 Parte 0 e [Minuta 2/89]) V bertura forçada bertura forçada garante que um contato N e um contato NF não podem estar fechados ao mesmo tempo Os blocos de contatos auxiliares para eletrônica 3RH9 -.NF.. não possuem abertura forçada Temperatura ambiente 3RT0., 3RT3. sim, entre contatos principais e contatos auxiliares como tambem (bloco de contatos acoplado) entre dispositivo com bloco de contatos auxiliares acoplado conforme ZH /7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) em operação armazenado 2 a +60 a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP, sistema de acionamento IP 40 Resistência ao choque Impulso retangular acionamento em C g/ 7/ e 4,2/0 acionamento em CC g/ 7/ e 4,2/0 Impulso senoidal acionamento em C g/ 9,8/ e,9/0 acionamento em CC g/ 9,8/ e,9/0 Seção dos terminais de ligação ver página 3/9 Proteção contra curto circuito para contatores sem relé de sobrecarga Fusíveis, classe gl/gg NH tipo 3N, DIZED tipo SB, NEOZED tipo SE conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) ou minidisjuntor de proteção (até 230 V) curva C (Corrente de curto circuito k, coordenação tipo "2" ) Circuito auxiliar Fusíveis, classe gl/gg DIZED tipo SB, NEOZED tipo SE (livre de soldagem com I k k) ou minidisjuntor de proteção (até 230 V) de curva C (Corrente de curto circuito I k < ) coordenação tipo "" ) coordenação tipo "2" ) livre de soldagem Proteção contra curto-circuito para contatores com relé de sobrecarga ver capítulo 4. Proteção contra curto circuito para conjuntos de partida com disjuntor ver capítulo. ) De acordo com extrato da IEC (VDE 0660 Parte 02): Coordenação tipo "": destruição do contator e do relé de sobrecarga é permitida. O contator e/ou relé de sobrecarga devem ser substituídos se necessário. Coordenação tipo "2": Não podem ocorrer danos no relé de sobrecarga. Soldagem de contatos do contator são permitidas se forem de fácil separação. 2) Condições de ensaio conforme IEC /88 Siemens NS K 04/0

5 Dispositivo /06/0 :8 Page 90 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT cionamento 3RT.. Faixa de operação da bobina C em Hz: a, x U s em 60 Hz: a, x U s CC em + C: a, x U s em +60 C: a, x U s Consumo da bobina (no estado frio e,0 x U s ) Execução normal Para EU e Canadá cionamento em C Hz /60 60 Consumo na ligação Consumo em operação cionamento em CC Consumo na ligação e em operação W 3,3 Corrente residual permitida da eletrônica (c/ sinal 0) cionamento em C cionamento em CC Tempo de manobra ) Tempo de desligamento total = + tempo de duração do arco cionamento em C com a, x U s cionamento em CC com a, x U s tempo de fechamento tempo de fechamento V V m m 27 /24,3 / 0,7 4,4 / 3,4 0,27/ 0,27 < 3 m x 230 V U s 24 V < 0 m x U s 8 a 4 a 30 2 a 00 7 a 0 Tempo de duração do arco 0 a Tempo de manobra com,0 x U s ) tempo de fechamento cionamento em C cionamento em CC tempo de fechamento 0 a 2 a a 7 a 9 26,4 4,7 0,26 3,7 0,77, 0,27 Com corrente residual mais elevada recomenda-se o módulo de carga adicional 3RT9 6-G00, ver acessórios Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas Potencia nominal de cargas resistivas trifásicas 2 ) = (com 60 C) Seção mínima dos condutores com carga I e Categoria de emprego C-2 e C-3 Potencias nominais de motores com rotor bobinado ou de rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 40 C a em 60 C a 0 V até 0 V em 2 V 3 V em 40 C 60 C 3RT ,3 3,8 9 mm 2 mm ,2 3 3, 4 3RT0 6 Capacidade térmica corrente 0-s 3 ) Potência dissipada por polo com I e /C-3 W 0,42 0,7,24 7, ,, ,, 3RT0 7 7, ,3 3,,, ) Os tempos de fechamento dos contatos N e de abertura dos contatos NF aumentam quando as bobinas dos contatores possuirem supressores de sobretensão (Diodo supressor 6 a 0 vezes; combinação de diodos 2 a 6 vezes; varistor +2 a + ). 2) Fornos industriais e resistências de aquecimento elétrico (atentar para elevada corrente inicial). 3) Conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais para condições de partida diferentes ver capítulo 4. Siemens NS K 04/0 3/89

6 Dispositivo /06/0 :9 Page 9 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente alternada 3RT0 3RT. 6 Categoria de emprego C-4 (com I a = 6 x I e ) ) até 6, 8, 8, Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Vida útil dos contatos de manobras: Correntes nominais I e Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em até em 2 V 3 V Categoria de emprego C-a, manobra de lâmpadas de descarga (lâmpada fluorescente) por polo Potência nominal por lâmpada sem compensação L 8 W L 36 W L 8 W Corrente noinal por lâmpada () 0,37 0,43 7 Manobra de lâmpadas de descarga compensadas, EVG (reator eletrônico) por polo Potencia nominal por lâmpada Potência do capacitor (µf) Corrente nominal por lâmpada () nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas 2,6,8 7,,, , 3,3, RT. 7 4, 3,3, L 8 W L 36 W L 8 W 6,8 6,8 0 0,0 0,8 0,27 nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas Categoria de emprego C-b, manobra de lâmpadas incandescentes por polo em 230/2 V,2,6,6 Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos por "in rush" de partida n até 2,4 3,6 3,3,, 7,2 Potencia nominal de transformadores trifásicos com "in rush" de partida de n = 30 ou. Para fatores de "in rush" de partida diferentes (x) a potência (Px) pode ser calculada por: P x = P n x 0 V kv kv kv kv ,0,6 2,2 2,9,4 3,3 4, ,3 2,3 3, 4 2 3, 4, , 4,6 6 2,9 6,2 8,6 ) Para 3RT 6 e 3RT 7 (2N + 2NF) os valores valem somente para tensões nominais de até. 3/90 Siemens NS K 04/0

7 Dispositivo /06/0 :9 Page 92 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, Manobras de cargas resistivas (L/R ) (em 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motores em derivação e série (L/R ) (em 60 C) 3RT0 3RT0 6 3RT0 7 Nº de polos ligados em série até 24 V 0 V 2 V 600 V, 0,42 0,42 8,4,2,6 0, 0,7 2, 2,6 0,7,3 2, 2,6 0,7 Nº de polos ligados em série até 24 V 0 V 2 V 600 V 0, 0, 3, 0,2 Frequencia de manobras Frequencia de manobras (z) em manobras/hora cionamento em C/CC es sem relê de sobrecarga Manobras em vazio Freqüência de manobras (z ) em função da corrente de serviço (I ) e da tensão de serviço (U ): I, z = z --- e I U Manobras em C- C-2 C-3 C es com relê de sobrecarga (valor médio) Seção dos terminais de ligação Terminal por parafuso (Ligação de ou 2 condutores) Terminal Cage-Clamp (Ligação de ou 2 condutores),2 0,4 0,4 0, 0, 0, Condutor principal e auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conf. IEC ; max. 2 x ( a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) Condutor principal e auxiliar: Fio mm 2 2 x (0,2 a ) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0,2 a,) Cabo flexível sem terminal mm 2 2 x (0,2 a ) Chave de fenda para abertura dos terminais de ligação Cage-Clamp ver acessórios página 3/2. Com seções mm 2 deve ser usado elemento de isolação, ver acessórios página 3/2. Diametro externo máximo da isolação do condutor: 3,6 mm., 0,2 0,2 0, 0, 0,,3, 0,2 0,2 Siemens NS K 04/0 3/9

8 Dispositivo /06/0 :9 Page 93 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT S0 3RT0 2. Dados básicos Posição de montagem Os contatores foram projetados para a fixação em superfície vertical. cionamento em C e CC Fixação em superfície horizontal cionamento C cionamento CC Execução normal Execução especial, vale também para contatores para interface 3RT K. 40. definição do tipo deve ser completada no 3º ao 6º dígitos com - 0. Nos contatores de faixa de operação ampliada 3RT K. 44-0L0 a indicação do tipo deve ser completado no 3º ao 6º dígitos para -L0. Vida útil mecânica básico 0 Milhões de manobras básico com bloco de contatos auxiliares 0 Milhões de manobras Bloco de contatos auxiliares para eletrônica Milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/86 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 690 Tensão nominal de impulso U imp kv 6 Seccionamento seguro entre bobina e contatos principais (conforme DIN VDE 006 Parte 0 e [Minuta 2/89]) bertura forçada bertura forçada garante que contatos NF e N não podem estar fechados ao mesmo tempo Temperatura ambiente V 3RT0 2., 3RT3 2. (bloco de contatos acoplado) em operação armazenado sim, entre contatos principais e contatos auxiliares NF como também com blocos de contatos auxiliares acoplado conforme ZH / 7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) 2 a +60 a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP, sistema de acionamento IP Resistência ao choque Impulso retangular cionamento em C g/ 8,2/ e 4,9/0 cionamento em CC g/ 0/ e 7,/0 Impulso senoidal cionamento em C g/ / e 7,8/0 cionamento em CC g/ / e 0/0 Seção dos terminais de ligação ver página 3/9 Proteção contra curto-circuito para contatores sem relé de sobrecarga Fusíveis, classe gl/gg NH tipo 3N, DIZED tipo SB, NEOZED tipo SE S0 3RT0 23, 3RT0 24, RT0 2 S0 3RT0 26 Proteção contra curto-circuito para contatores com relé de sobrecarga ver capítulo 4. Proteção contra curto-circuito para contatores livre de soldagem ver capítulo Proteção contra curto-circuito para conjuntos de partida com disjuntor ver capítulo. conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) ou minidisjuntor de proteção curva C (Corrente de curto-circuito 3 k, coordenação tipo " ) Circuito auxiliar Fusíveis, classe gl/gg DIZED tipo SB, NEOZED tipo SE (proteção livre de soldagem em I k k) ou minidisjuntor de proteção com curva C (Corrente de curto-circuitoi k < ) coordenação tipo " ) coordenação tipo "2 ) 2 livre de soldagem 2 ) /92 Siemens NS K 04/0

9 Dispositivo /06/0 :9 Page 94 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT cionamento S0 3RT0 2. Faixa de operação da bobina C/CC a, x U s Consumo da bobina (no estado frio e,0 x U s ) Execução normal Para EU e Canadá cionamento em C Hz 60 /60 60 Consumo na ligação Consumo em operação cionamento em CC Consumo na ligação e em operação W,4 Corrente residual permitida da eletrônica (com sinal 0) cionamento em C cionamento em CC Tempo de manobra com a, x U s ) Tempo de desligamento total = Tempo na abertura + tempo duração do arco cionamento em C cionamento em CC tempo de fechamento tempo de fechamento Tempo de duração do arco 0 Tempo de manobra com,0 x U s ) cionamento em C cionamento em CC tempo de fechamento tempo de fechamento V V m m 69 0,76 7, 0,28 < 6 m x 230 V U s 24 V < 6 m x U s 8 a 44 4 a a 3, a, 0 a 7 4 a a 8 4 a, 64 /63 0,72/ 0,74 8,4 / 6,8 0,24/ 0, ,8 0, ,76 7, 0,28 Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas Potencia nominal de cargas resistivas trifásicas 2 ) = (com 60 C) Seção mínima dos condutores com carga I e Categoria de emprego C-2 e C-3 Potencia nominal de motores com rotor bobinado ou rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 40 C a em 60 C a 0 V em 40 C 60 C em 0 V em 0 V 2 V 3 V 660/ S0 3RT , mm 2 0 mm ,,2, 3 4 4,, S0 3RT , 3, 7, 7, S0 3RT0 2 Capacidade térmica corrente 0-s 3 ) 0 0 Potência dissipada por polo com I e /C-3 W 0,4 0,, ,2 4 7, 0 S0 3RT , ) Os tempos de fechamento dos contatos N e de abertura dos contatos NF aumentam quando as bobinas dos contatores possuirem supressores de sobretensão: varistor +2 a +, combinação de diodos: 2 a 6 vezes. 2) Fornos industriais e resistências de aquecimento elétrico (atentar para a elevada corrente inicial). 3) Conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais para condições de partida diferentes ver capítulo 4. Siemens NS K 04/0 3/93

10 Dispositivo /06/0 :9 Page 9 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT S0 3RT0 23 S0 3RT0 24 S0 3RT0 2 S0 3RT0 26 Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-4 (para I a = 6 x I e ) em 8,,, Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 4, 7, 7, Vida útil dos contatos de manobras: em 4, 3,3,, 7,7 7,7 9 9 Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 0 V 2 V 3 V 0,, 2 2 0,73, 2,6 3,3 4,6 2 3, 4,6 6,2 4,4,6 7,7 Categoria de emprego C-a, manobra de lâmpadas de descarga (lâmpada fluorescente) por polo ) Potencia nominal por lâmpada Corrente nominal por lâmpada () sem compensação L 8 W L 36 W L 8 W 0,37 0,43 7 nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas Manobra de lâmpadas de descarga compensadas EVG (reator eletrônico) por polo Potencia nominal por lamapada Potência do capacitor (µf) Corrente nominal por lâmpada () L 8 W L 36 W L 8 W 6,8 6,8 0 0,0 0,8 0,27 nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas Categoria de emprego C-b, manobra de lâmpadas incandescentes por polo em 230/2 V 3 4 Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos com "in rush" de partida n até 7,6,4 3,,2 Potencia nominal de transformadores trifásicos com "in rush" de partida de n = 30 ou. Para fatores de "in rush" de partida diferentes (x) a potência (Px) pode ser calculada por: P x = P n x 0 V Categoria de emprego C-6b, manobra de capacitores trifásicos de baixa indutividade até,8 Potencia nominal de capacitores ou de banco de capacitores (indutividade mínima entre capacitores paralelos 6 µh) em Hz, 60 Hz em 2 V 3 V kv kv kv kv 3,2 6,6 9, , 7,9 9,9 3,6,4 9,3,7, 4 7, 7, 7, 8 3,9,, ) Com I e /C- = (60 C) e a seção mínima dos condutores 0 mm 2. 3/94 Siemens NS K 04/0

11 Dispositivo /06/0 :9 Page 96 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, Manobra de cargas resistivas (L/R ) (com 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motores em derivação e série (L/R ) (com 60 C) S0 3RT0 23, 3RT0 24, 3RT0 2 Nº de polos ligados em série 2 3 até 24 V 0 V 2 V 600 V 4, 0,4 0,2 Nº de polos ligados em série 2 3 até 24 V 0 V 2 V 600 V 0,09 0,06 3 0,27 2,9,4 0 S0 3RT0 26 Frequência de manobras Frequencia de manobras (z) em manobras/hora C CC C CC es sem relé de sobrecarga Manobras em vazio Frequência de manobras (z ) em função da corrente (I ) e da tensão (U ): I, z = z --- e I U Manobras em C- C-2 C-3 C-4 C/CC es com relé de sobrecarga (valor médio) C/CC Seção dos terminais de ligação Terminal por parafuso (Ligação ou 2 condutores) Condutor principal: Fio mm 2 2 x ( a ); 2 x ( a 6) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x ( a ); 2 x ( a 6) conf. IEC ; max. x 0 Torque de aperto Nm 2,0 a (8 a lb.in) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conf. IEC ; max. 2 x (0,7 a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) Terminal Cage-Clamp (Ligação ou 2 condutores) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0,2 a ) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0,2 a,) Cabo flexível sem terminal mm 2 2 x (0,2 a ) Chave de fenda para abertura dos terminais Cage-Clamp ver acessórios página 3/2. Com seções mm 2 deve ser usado elemento de isolação, ver acessórios página 3/2. Diâmetro externo máximo da isolação do condutor: 3,6 mm. Siemens NS K 04/0 3/9

12 Dispositivo /06/0 : Page 97 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT es e kombinationen S2 3RT0 34 S2 3RT0 S2 3RT0 36 Dados básicos Posição de montagem Os contatores foram projetados para fixação em superfície vertical. cionamento em C e CC No acionamento em CC ângulo para frente até 2 : Faixa de operação a, x U s Fixação em superfície horizontal: cionamento em C Execução especial. definição do tipo deve ser completada no 3º ao 6º dígitos com - 0. Vida útil mecânica básico 0 Milhões de manobras básico com bloco de contatos auxiliares 0 Milhões de manobras Bloco de contatos auxiliares para eletrônica Milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/87 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 690 Tensão nominal de impulso U imp kv 6 Seccionamento seguro entre bobina e contatos principais (conforme DIN VDE 006 Parte 0 e [Minuta 2/89]) V bertura forçada bertura forçada garante que contatos NF e N não podem estar fechados ao mesmo tempo. Temperatura ambiente 3RT0 3., 3RT3 3. (bloco de contatos acoplado) em operação armazenado sim, entre contatos principais e contatos auxiliares NF como também com bloco de contatos auxiliares acoplado conforme ZH / 7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) 2 a +60 a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP (terminais IP 00), sistema de acionamento IP 40 Resistência ao choque impulso retangular cionamento em C e CC g/ 0/ e /0 impulso senoidal cionamento em C e CC g/ / e 8/0 Seções dos terminais de ligação ver página 3/99 Proteção contra curto-circuito para contatores sem relé de sobrecarga Fusíveis, Classe gl/gg NH 3N, DIZED SB, NEOZED SE conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) Circuito auxiliar Fusíveis, Classe gl/gg DIZED SB, NEOZED SE (proteção livre de soldagem com I k k) Proteção contra curto circuito para contatores com relé de sobrecarga ver capítulo 4. Proteção de curto circuito de contatores livres de soldagem ver capítulo Proteção contra curto circuito para conjuntos de partida com disjuntor, ver capítulo. coordenação tipo ) 2 60 coordenação tipo 2 ) 63 livre de soldagem 2 ) 6 0 ou minidisjuntor de proteção curva C (Corrente de curto circuito I k < ) 0 ) De acordo com extrato da IEC (VDE 0660 Parte 02): Coordenação tipo : destruição do contator e do relé de sobrecarga é permitida. Se necessário o contator e/ ou relé de sobrecarga devem ser substituídos. Coordenação tipo 2 : Não podem aparecer danos no relé de sobrecarga. Soldagem nos contatos do contator é permitida desde que de fácil separação. 2) Condições de ensaio conforme IEC es livres de soldagem 3RT ver capítulo 3/96 Siemens NS K 04/0

13 Dispositivo /06/0 : Page 98 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT es e kombinationen S2 3RT0 34 S2 3RT0 S2 3RT0 36 cionamento Faixa de operação da bobina C/CC a, x U s Consumo da bobina (no estator frio e,0 x U s ) Execução normal cionamento em C Hz /60 60 /60 Consumo na ligação Consumo em operação Consumo na ligação Consumo em operação V V 0,7 0, 0,42 27 /3 0,73/ 9,3 / 9, 0,4/ 0,42 Para EU e Canadá 66 0,7 2,6 0,37 Hz V V 08 0,76 9,6 0,42 0,7 0, 0,42 cionamento em CC Consumo na ligação e em operação W 3,3 3,3 0,77 0, / 0,76/ 0,72 /,8 0,/ 0, ,7 2,6 0,37 Corrente residual permitida da eletrônica (com sinal 0) 230 V cionamento em C < 2 m x < 8 m x U s V U s 24 V cionamento em CC < 38 m x < 38 m x U s V U s Tempo de manobra com a, x U s ) Tempo total de desligamento = tempo na abertura + tempo de duração do arco cionamento em C cionamento em CC tempo de fechamento tempo de fechamento a 30 7 a 0 a 9 a 30 Tempo de duração do arco 0 0 Tempo de manobra com,0 x U s ) cionamento em C tempo de fechamento cionamento em CC tempo de fechamento Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas Potencia nominal de cargas resistivas trifásicas 2 ) = (bei 60 C) Seção mínima dos condutores com carga I e em 40 C a em 60 C a 0 V em 40 C 60 C 3 a 7 a 0 60 a 7 a mm 2 6 mm a 24 7 a 0 60 a 00 a 2 2 a 7 a 0 a 8 a Categoria de emprego C-2 e C-3 Potencia nominal de motores com rotor bobinado ou rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz a 0 V em 2 V 3 V Capacidade térmica 0-s-corrente 3 ) 3 Potência dissipada por polo em I e /C-3 W,8 2, , 8, 8, , ) Os tempos dos contatos N e dos contatos NF aumentam quando as bobinas dos contatores possuirem supressores de sobretensão: varistor +2 a +, combinações de diodos: 2 a 6 vezes. 2) Fornos industriais e resistências de aquecimento elétrico (atentar para a elevada corrente inicial). 3) Conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais para condições de partida diferentes ver capítulo 4. Siemens NS K 04/0 3/97

14 Dispositivo /06/0 : Page 99 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente alternada S2 3RT0 34 S2 3RT0 Categoria de emprego C-4 (para I a = 6 x I e ) a 29 4 Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Vida útil dos contatos de manobras: Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Categoria de emprego C-a, manobra de lâmpadas de descarga (lâmpadas fluorescentes) por polo Potencia nominal por lâmpada sem compensação L 8 W L 36 W L 8 W Corrente nominalpor lâmpada () 0,37 0,43 7 a 8, a em 2 V 3 V nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas,6,6 4,7 8,2 9, , 8,,4 9,,8, S2 3RT ,3 2,6,8 2,8 6 7 Manobra de lâmpadas de descarga compensador EVG (reator eletrônico) por polo Potencia nominal por lâmpada Potência do capacitor (µf) Corrente nominal por lâmpada () L 8 W L 36 W L 8 W 6,8 6,8 0 0,0 0,8 0,27 Categoria de emprego C-b, manobra de lampadas incandescentes por polo em 230/2 V nº de lâmpadas nº de lâmpadas nº de lâmpadas ,8 7,3 9, Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos com in rush de partida n a,7 3 24,3 36, 28,8 43,2 Potencia nominal de transformadores trifásicos com in rush de partida de n = 30 ou. Para fatores de in rush de partida diferentes (x) a potencia (Px) pode ser calculada por: P x = P n x Categoria de emprego C-6b, manobra de capacitores trifásicos de baixa indutividade Temperatura ambiente 40 C 0 V a Potencia nominal de capacitores ou de banco de capacitores (Indutividade mínima entre capacitores em paralelo µh) em Hz, 60 Hz 2 V kv kv kv kv 8,2 4,3 7,9 23, ,3 26,8 23,9 9,7 6,8 2 28, , 2,3 3,6 28,7, 24,9 28, ,2 29,9 37,4 28,7 3/98 Siemens NS K 04/0

15 Dispositivo /06/0 : Page 00 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, Manobra de cargas resistivas (L/R ) (com 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motor de derivação e série (L/R ) (com 60 C) S2 3RT0 34 S2 3RT0 S2 3RT0 36 Nº de polos ligados em série até 24 V 0 V 2 V 600 V 4, 0,4 0,2 2,9,4 23 4, 0,4 0,2 2,9,4 23 4, 0,4 0,2 Nº de polos ligados em série até 24 V 0 V 2 V 600 V 6 0, 0,06 2 0,27 2 0, 6 0, 0,06 2 0,27 2 0, 6 0, 0,06 2 0,27 2,9,4 2 0, Freqûencia de manobras Frequência de manobras (z) em manobras/hora C CC C CC C CC es sem relé de sobrecarga Manobras em vazio Frequência de manobras (z ) em função da corrente nominal (I ) e tensão nominal (U ): I z = z --- e I U, Manobras em C- C-2 C-3 C-4 C/CC C/CC es com relé de sobrecarga (valor médio) C/CC Seção dos terminais de ligação Terminal por parafuso (ligação de ou 2 condutores) S2 3RT0 3. Condutor principal: Posição superior Posição inferior Duas posições do terminal do terminal do terminal Cabo flexível com terminal mm 2 0,7 a 2 0,7 a 2 max. 2 x 6 Cabo mm 2 0,7 a 0,7 a max. 2 x 2 Fio mm 2 0,7 a 6 0,7 a 6 max. 2 x 6 Terminal Cage Clamp (ligação de ou 2 condutores) Torque de aperto Nm 3 a 4, (27 a 40 lb.in) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conforme IEC ; max. 2 x (0,7 a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0,2 a ) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0,2 a,) Cabo flexível sem terminal mm 2 2 x (0,2 a ) Chave de fenda para abertura dos terminais Cage-Clamp ver acessórios página 3/2. Com seções mm 2 deve ser usado um elemento de isolação, ver acessórios página 3/2. Diâmetro externo máximo da isolação do condutor: 3,6 mm. Siemens NS K 04/0 3/99

16 Dispositivo /06/0 : Page 0 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT S3 3RT0 44 S3 3RT0 S3 3RT0 46 Dados basícos Posição de montagem Os contatores foram projetados para fixação em superfície vertical cionamento em C e CC No acionamento em CC ângulo para frente a 2 : Faixa de operação a, x U s Fixação em superfície horizontal cionamento em C Necessária execução especial. definição do tipo deve ser completada no 3º a 6º. dígitos com -0. Vida útil mecânica básico 0 Milhões de manobras básico com bloco de contatos auxiliares acoplado 0 Milhões de manobras Bloco de contatos auxiliares para eletrônica Milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/87 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 000 Tensão nominal de impulso U imp kv 6 Seccionamento seguro entre bobina e contatos principais (conforme DIN DIN VDE 006 Parte 0 e [Minuta 2/89]) bertura forçada bertura forçada garante que contatos NF e N não podem estar fechados ao mesmo tempo Temperatura ambiente V 690 3RT0 4., 3RT3 4., 3RT4 4. (bloco de contatos acoplado) em operação armazenado sim, entre contatos principais e contatos auxiliares NF como também com bloco de contatos auxiliares conforme ZH /7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) 2 a +60 a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP (área de conexão IP 00), sistema de comando IP 40 Resistência ao choque impulso retangular cionamento em C e CC g/ 6,8/ e 4/0 impulso senoidal cionamento em C e CC g/ / e 6,2/0 Seção dos terminais de ligação ver página 3/03 Proteção contra curto circuito para contatores sem relé de sobrecarga Fusíveis, Classe gl/gg NH 3N, DIZED SB, NEOZED SE conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) Circuito auxiliar Fusíveis, Classe gl/gg DIZED SB, NEOZED SE (livre de soldagem com I k k) coordenação tipo ) 2 2 coordenação tipo 2 ) 2 60 livre de soldagem 2 ) ou minidisjuntor de proteção curva C (Corrente de curto circuito I k < ) 0 Proteção contra curto circuito para contatores com relé de sobrecarga ver capítulo 4. Proteção contra curto circuito para conjuntos de partida com disjuntor ver capítulo. ) De acordo com extrato da IEC (VDE 0660 Parte 02): Coordenação tipo : destruição do contator e do relé de sobrecarga é permitida. Se necessário o contator e/ ou relé de sobrecarga devem ser substituídos. Coordenação tipo 2 : Não podem aparecer danos no relé de sobrecarga. Soldagem nos contatos do contator é permitida desde que de fácil separação. 2) Condições de ensaio conforme IEC /00 Siemens NS K 04/0

17 Dispositivo /06/0 : Page 02 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT S3 3RT0 44 S3 3RT0 S3 3RT0 46 cionamento Faixa de operação da bobina C/CC a, x U s Consumo da bobina (no estado frio e,0 x U s ) Execução normal cionamento em C Hz 60 /60 60 /60 Consumo na ligação V /2 298 /274 0, 2/ 0,7 0,2 0,7/ 2 Consumo em operação V 2 / / 0,28 0,27/ 0,3 0,29 0,29/ 0,3 Consumo na ligação Consumo em operação Para EU e Canadá Hz V , 8 0,2 V 2 2 0,26 0,28 0,27 0,29 cionamento em CC Consumo na ligação e em operação W Corrente residual permitida da eletrônica (com sinal 0) 230 V cionamento em C m < 2 m x U s cionamento em CC m < 43 m x 24 V U s Tempo de manobra com a, x U s ) Tempo total de desligamento = + tempo de duração do arco cionamento em C cionamento em CC tempo de fechamento tempo de fechamento 6 a 7 0 a 9 90 a a 7 a 90 0 a 2 90 a a Tempo de duração do arco 0 a 0 a Tempo de manobra com,0 x U s ) cionamento em C tempo de fechamento cionamento em CC tempo de fechamento Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas Potencia nominal de cargas resístivas trifásicas 2 ) = (em 60 C) Seção mínima dos condutores com carga I e Categoria de emprego C-2 e C-3 Potencia nominal de motores com rotor bobinado ou rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 40 C a 000 V em 60 C a 000 V 0 V 000 V em 40 C 60 C a 0 V 000 V em 2 V 3 V 000 V 8 a 34 a 8 00 a 6 a mm 2 mm , a 30 a a 6 a Capacidade térmica corrente 0-s 3 ) Potência dissipada por polo em I e /C-3 W 4,6 7, ) Os tempos de abertura dos contatos N e fechamento dos contatos NF aumentam se as bobinas dos contatores possuirem supressores de sobretensão: varistor +2 a +, combinações de diodos: 2 a 6 vezes. 2) Fornos industriais e resistências de aquecimento elétrico (atentar para a elevada corrente inicial). 3) Conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais para condições de partida diferentes ver capítulo 4. Siemens NS K 04/0 3/0

18 Dispositivo /06/0 :2 Page 03 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-4 (para I a = 6 x I e ) S3 3RT0 44 S3 3RT0 a 66 Potencia nominal de motores com rotor em curtocircuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Vida útil dos contatos de manobras: Potencia nominal de motores com rotor em curtocircuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Categoria de emprego C-a, manobra de lâmpadas de descarga (lâmpadas fluorescentes) por polo Potência nominal por lâmpada sem compensação L 8 W L 36 W L 8 W em a 000 V em 2 V 3 V 000 V Corrente nominal por lâmpada () 0,37 0,43 7 Manobra de lâmpadas de descarga compensadas EVG (reator eletrônico) por polo em 230/2 V Potência nominal por lâmpada L 8 W L 36 W L 8 W Potência do capacitor (µf) 6,8 6,8 0 Corrente nominal por lampada () 0,0 0,8 0,27 Categoria de emprego C-b, manobra de lâmpadas incandescentes por polo em 230/2 V Nº de lâmpadas Nº de lâmpadas Nº de lâmpadas Nº de lâmpadas Nº de lâmpadas Nº de lâmpadas ,7, 8,4 2, ,4 7,9, S3 3RT ,6 7, ,6 7,3 Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos com in rush de partida Potencia nominal de transformadores trifásicos com in rush de partida de n = 30 ou. Para fatores de in rush de partida diferentes (x) a potência (Px) pode ser calculado por: P x = P n x a 0 V n kv kv kv kv 42,3 42,3 6,8 29,3 36,6,3 63, 47 2,3 43,9 4,9 6,2 6,3 6,3, ,7 67,3 8 3,9,4 69,3 69,3 6,3 6,3, ,7 67,3 84,4 8 33,6 8 73, 69,3 Categoria de emprego C-6b, manobra de capacitores trifásicos de baixa indutividade Temperatura ambiente 40 C a 7 72 Potencia nominal de capacitores ou de banco de capacitores (Indutividade mínima entre capacitores em paralelo 6 µh) em Hz, 60 Hz 2 V /02 Siemens NS K 04/0

19 Dispositivo /06/0 :2 Page 04 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, Manobra de cargas resistivas (L/R ) (com 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motor em derivação e série (L/R ) (com 60 C) Frequência de manobras S3 3RT0 44 S3 3RT0 S3 3RT0 46 Nº de polos ligados em série a 24 V 0 V 2 V 600 V , 90 0,4 0, ,9, ,4 0, , Nº de polos ligados em série a 24 V 0 V 2 V 600 V , 0,06 7 0, , Frequência de manobras (z) em manobras/hora C CC C CC C CC es sem relé de sobrecarga Manobras em vazio Frequência de manobras (z ) em função da corrente nominal (I ) e da tensão nominal (U ): I z = z --- e I U, Manobras em C- C-2 C-3 C-4 C/CC , 0, 0,06 C/CC es com relé de sobrecarga (valor médio) , , 2 0,4 40 6, 0, 0,06 C/CC , , , 2, , Seção dos terminais de ligação Terminal por parafuso (ligação de ou 2 condutores) Condutor principal: S3 3RT0 4. Posição superior do terminal Posição inferior do terminal Duas posições do terminal Cabo flexível com terminal mm 2 a a max. 2 x Fio mm 2 a 6 a 6 max. 2 x 6 Cabo mm 2 4 a 0 a max. 2 x Ligação com barras Largura máxima mm 0 na ligação de barras maiores que 2 x 0 mm utilizar a capa de proteção 3RT9 46-4E para garantir a isolação entre fases. Sem bloco de terminais de pressão (ligação ou 2 condutores) Cabo flexível com terminal mm 2 0 a ) na ligação de condutores maiores que 2 Cabo com terminal mm 2 0 a ) mm 2 utilizar a capa de proteção 3RT9 46-4E para garantir a isolação entre fases. Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conforme IEC ; max. 2 x (0,7 a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) Terminal Cage Clamp (ligação ou 2 condutores) Condutor auxiliar: mm 2 2 x (0,2 a ) Cabo fexivel com terminal mm 2 2 x (0,2 a,) Cabo flexível sem terminal mm 2 2 x (0,2 a ) Chave de fenda para abertura dos terminais Cage Clamp ver acessórios página 3/2. Com seções de condutor mm 2 deve ser usado um elemento de isolação, ver acessórios página 3/2. Diâmetro externo máximo da isolação do condutor: 3,6 mm. ) Somente bloco de terminais de pressão conforme DIN Siemens NS K 04/0 3/03

20 Dispositivo /06/0 :2 Page 0 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Dados básicos Posição de montagem Os contatores foram projetados para fixação em superfície vertical S6 3RT0 4 S6 3RT0 S6 3RT0 6 Vida útil mecânica 0 milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/87 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 000 Tensão nominal de impulso U imp kv 8 Seccionamento seguro entre bobina, contatos auxiliares e principais (conforme DIN VDE 006 Parte 0 e [minuta 2/89]) bertura forçada bertura forçada garante que um contato NF e um contato N não podem estar fechados ao mesmo tempo Temperatura ambiente em operação armazenado V 690 sim, entre contatos principais e contatos auxiliares NF como também com blocos de contatos auxiliares conforme ZH /7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) 2 a +60/+ com interface S-I a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP 00/aberto, sistema de acionamento IP Resistência ao choque impulso retangular g/ 8,/ e 4,2/0 impulso senoidal g/ 3,4/ e 6,/0 Seção dos terminais de ligação ver página 3/06 Compatibilidade eletromagnética (EMV) ver página 3/4 Proteção contra curto-circuito para contatores sem relé de sobrecarga Proteção contra curto circuito para contatores com relé de sobrecarga ver capítulo 4. Fusíveis, Classe gl/gg NH 3N, DIZED SB, NEOZED SE conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) Circuito auxiliar Fusíveis, Classe gl/gg (proteção livre de soldagem com I k k) DIZED SB, NEOZED SE ou minidisjuntor de proteção curva C (I k < ) Coordenação tipo ) Coordenação tipo 2 ) 3 3 Livre de soldagem 2 ) 60 0 cionamento S6 3RT0. Faixa de operação da bobina C/CC x U s min a, x U s max Consumo da bobina Comando convencional Comando eletrônico (no estado frio e faixa nominal U s min a U s max ) U s min U s max U s min U s max cionamento em C Consumo na ligação Consumo em operação V V 2 4,8,8 90 3, 0, 2 4,4 0,4 cionamento em CC Consumo na ligação W Consumo em operação W 4,3 360,2 2 2,3 3 2,8 Entrada de PLC (EN 6 3-2/ 2) CC 24 V/ 30 m Tempo de manobra Comando convencional Comando eletrônico (Tempo total de desligamento = + tempo de duração do arco) através de /2 Entrada PLC com x U s min a, x U s max tempo de fechamento com U s min a U s max tempo de fechamento a 9 40 a 60 2 a 40 a 60 9 a a a a 90 a 7 a a 60 a 90 Tempo de duração do arco 0 a 0 a 0 a ) De acordo com extrato da IEC (VDE 0660 Parte 02): Coordenação tipo : destruição do contator e do relé de sobrecarga é permitida. Se necessário o contator e/ ou relé de sobrecarga devem ser substituídos. Coordenação tipo 2 : Não podem aparecer danos no relé de sobrecarga. Soldagem nos contatos do contator é permitida desde que de fácil separação. 2) Condições de teste conforme IEC /04 Siemens NS K 04/0

21 Dispositivo /06/0 :2 Page 06 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT S6 3RT0 4 S6 3RT0 S6 3RT0 6 Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas em 40 C a em 60 C a em 60 C a 000 V Potencia nominal de cargas resistivas trifásicas ) = (em 60 C) 0 V 000 V Seção mínima dos condutores com carga I e em 40 C 60 C mm 2 mm Categoria de emprego C-2 e C-3 a 0 V 000 V Potencia nominal de motores com rotor bobinado ou rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 2 V 3 V V Capacidade térmica 0-s 2 ) corrente 00 4 Potencia dissipada por polo com I e /C-3/0 V W Categoria de emprego C-4 (com I a = 6 x I e ) a Potencia nominal de motores com rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Vida útil dos contatos de cerca de manobras: Potencia nominal de motores com rotor em cuito-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz em 7 90 a 0 V 000 V em 2 V 3 V 000 V Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos com in rush de partida n a Potencia nominal de transformadores trifásicos com in rush de partida de n = 30 ou. Para fatores de rush de in rush de partida diferentes (x) a potencia (P x ) pode ser calculada por: P x = P n x 0 V 000 V Categoria de emprego C-6b, manobra de capacitores trifásicos de baixa indutividade Temperatura ambiente 40 C a 0 V 0 2 Potencia nominal de capacitores ou de banco de capacitores (indutividade mínima entre capacitores em paralelo 6 µh) em Hz, 60 Hz 0 V kv kv kv kv kv ) Fornos industriais e resitências de aquecimento elétrico (atentar para a elevada corrente inicial). 2) Conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais em condições de partida diferentes ver Capítulo 4. Siemens NS K 04/0 3/0

22 Dispositivo /06/0 :2 Page 07 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, Manobra de cargas resistivas (L/R ) (com 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motores de derivação e série (L/R ) (com 60 C) Frequência de manobras Frequência de manobras (z) em manobras/hora S6 3RT0 4 Nª de polos ligados em série 2 3 a 24 V 0 V 2 V 600 V ,4 0, ,2,6 Nª de polos ligados em série 2 3 a 24 V 0 V 2 V 600 V 60 7, 0,7 0, , ,4 0, , 4 es sem relé de sobrecarga Manobras em vazio Frequência de manobras (z ) em função da corrente nominal (I ) e da tensão nominal (U ): I z = z --- e I U, Manobras em C- C-2 C-3 C es com relé de sobrecarga (valor médio) S6 3RT S6 3RT0 6 Seção dos terminais de ligação S6 3RT0. Terminal por parafuso Condutor principal: Posição superior Posição inferior Duas posições com bloco terminal de pressão 3RT9-4G ( ) do terminal do terninal do terninal Cabo flexível, com terminal mm 2 6 a 6 a max. x, x Cabo mm 2 6 a 6 a max. 2 x com bloco terminal de pressão 3RT9 6-4G Cabo flexível com terminal mm 2 6 a 6 a max. x 9, x Cabo mm 2 6 a 6 a max. 2 x Torque de aperto Nm 0 a 2 (90 a 0 lb.in) sem bloco terminal de pressão /ligação de barras Cabo flexível com terminal mm 2 6 a 9 na ligação de condutores conforme Cabo com terminal mm 2 2 a DIN 46 2 a partir de seção 9 mm 2 utilizar a a capa de proteção 3RT9 6-4E para garantir a isolação entre fases. Barras (largura máxima) mm 7 Torque de aperto Nm 0 a 4 (89 a 24 lb.in) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conf. IEC ; max. 2 x (0,7 a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) 3/06 Siemens NS K 04/0

23 Dispositivo /06/0 : Page 08 es e kombinationen es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Dados básicos Posição de montagem Os contatores são projetados para fixação em superfeicie vertical. S0 3RT0 64 S0 3RT0 6 S0 3RT0 66 Vida útil mecânica 0 milhões de manobras Vida útil elétrica ver página 3/87 Tensão nominal de isolamento U i (grau de poluição 3) V 000 Tensão nominal de impulso U imp kv 8 Seccionamento seguro entre bobina, contatos auxiliares e principais (conforme DIN VDE 006 Parte 0 e [Minuta 2/89]) bertura forçada bertura forçada garante que um contato NF e um contato N não podem estar fechados ao mesmo tempo. Temperatura ambiente em operação armazenado V 690 sim, entre contatos principais e contatos NF auxiliares como também com blocos de contatos conforme ZH /7, IEC , nexo H (Minuta 7B/996/DC) 2 a +60/+ com interface S-I a + Grau de proteção conforme IEC e DIN 40 0 IP 00/aberto, sistema de acionamento IP Resistência ao choque impulso retangular g/ 8,/ e 4,2/0 impulso senoidal g/ 3,4/ e 6,/0 Seções dos terminais de ligação ver página 3/09 Compatibilidade eletromagnética (EMC) ver página 3/4 Proteção contra curto circuito para contatores sem relé de sobrecarga Fusíveis, Classe gl/gg NH 3N, DIZED SB, NEOZED SE conforme IEC /DIN EN (VDE 0660 Parte 02) Circuito auxiliar Fusíveis, Classe gl/gg 0 (proteção livre de soldagem com I k k) DIZED SB, NEOZED SE ou minidisjuntor de proteção curva C (I k < ) Coordenação tipo ) Coordenação tipo 2 ) cionamento S0 3RT0 6. Faixa de operação do comando C/CC x U s min a, x U s max Consumo do comando comando convencional comando eletrônico (no estado frio e faixa nominal U s min a U s max ) U s min U s max U s min U s max cionamento em C Consumo na ligação Consumo em operação V V 490,6 90 6,7 4 0, 30 0,4 cionamento em CC Consumo na ligação W Consumo em operação W 40 6, 6 7, ,2 3,8 Entrada de PLC (EN 6 3-2/ 2) CC 24 V/ 30 m Tempo de manobra comando convencional comando eletrônico (Tempo de desligamento total = + tempo de duração do arco) comando através de /2 entrada PLC com x U s min a, x U s max tempo de fechamento com U s min a U s max tempo de fechamento 30 a 9 40 a a a 0 a a 00 0 a 30 a 00 a a 00 a 6 a 00 Tempo de duração do arco 0 a 0 a 0 a ) Conforme extrato da IEC (VDE 0660 Parte 02): Coordenação tipo : destruição do contator e do relé de sobrecarga é permitida. Se necessário o contator e/ ou relé de sobrecarga devem ser substituídos. Coordenação tipo 2 : No relé de sobrecarga não deve ocorrer danos. Soldagem de contatos no contator é permitida desde que de fácil separação. Siemens NS K 04/0 3/07

24 Dispositivo /06/0 : Page 09 es e combinações de contatores es para monobra de motores es 3RT es e kombinationen Cargas em corrente alternada Categoria de emprego C-, manobra de cargas resistivas Potências nominais de cargas resistivas trifásicas ) = (em 60 C) Seção mínima dos condutores com carga I e Categoria de emprego C-2 e C-3 Potência nominal de motores com rotor bobinado ou rotor em curto-circuito (gaiola) em Hz e 60Hz em 40 C a em 60 C a em 60 C a 000 V 0 V 000 V em 40 C 60 C em 0 V 000 V em 2 V 3 V 000 V S0 3RT mm 2 mm S0 3RT0 6 Capacidade térmica 0-s 2 ) corrente Potencia dissipada por polo com I e /C-3/0 V W 7 8 Categoria de emprego C-4 (com I a = 6 x I e ) a Potência nominal de motores com rotor em cuito-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz Vida útil de cerca de manobras: Potência nominal de motores com rotor em cuito-circuito (gaiola) em Hz e 60 Hz S0 3RT em a 0 V 000 V 0 V 000 V Categoria de emprego C-6a, manobra de transformadores trifásicos com in rush de partida n a Potência nominal de transformadores trifásicos com in rush de partida de n = 30 ou. Para fatores de in rush de partida diferentes (x) a potência (P x ) pode ser calculada por: P x = P n x 0 V 000 V Categoria de emprego C-6b, manobra de capacitores trifásicos de baixa indutividade Temperatura ambiente 40 C a 0 V 83 2 Potências nominais de capacitores ou banco de capacitores (indutividade mínima entre capacitores paralelos de 6 µh) em Hz, 60 Hz 0 V kv kv kv kv kv ) Fornos industriais e resitências de aquecimento elétrico (atentar para a elevada corrente inicial). 2) conforme VDE 0660 Parte 02. Valores nominais em condições de partida diferentes ver Capítulo 4. 3/08 Siemens NS K 04/0

25 Dispositivo /06/0 : Page 0 es e combinações de contatores es para manobra de motores es 3RT Cargas em corrente contínua Categoria de emprego DC-, manobra de cargas resistivas (L/R ) (com 60 C) Categoria de emprego DC-3 e DC-, Motores em derivação e série (L/R ) (com 60 C) Frequência de manobras S0 3RT0 64 S0 3RT0 6 Nº de polos ligados em série em 24 V 0 V 2 V 600 V ,4 0, ,2, , ,8 42,2 Nº de polos ligados em série em 24 V 0 V 2 V 600 V 0 7, 0,7 0, , ,4 0,7 3 0,8 0,2 0,37,4 0,7 Frequência de manobras (z) em manobras/hora es sem relé de sobrecarga Manobras em vazio Frequência de manobras (z ) em função da corrente nominal (I ) e tensão nominal (U ): I, z = z --- e I U Manobras em C- C-2 C-3 C-4 es com relé de sobrecarga (valor médio) S0 3RT Seção dos terminais de ligação S0 3RT0 6. Terminal por parafuso Condutor principal: Posição superior Posição inferior Duas posições com bloco terminal de pressão 3RT9 66-4G do terminal do terminal do terminal Cabo flexível com terminal mm 2 a 240 a 8 min. 2 x, max. 2 x 8 Cabo mm 2 9 a a 240 min. 2 x, Torque de aperto Nm a ( a 9 lb.in) sem bloco terminal de pressão/ligação de barras max. 2 x 240 Cabo flexível com terminal mm 2 a 240 na ligação de cabos conforme Cabo com terminal mm 2 a 240 DIN a partir de seção 240 mm 2 bem como DIN 46 2 a partir de seção 8 mm 2 utilizar a capa de proteção 3RT9 66-4E para garantir a isolação entre fases Barras (largura máxima) mm 2 Torque de aperto Nm 4 a 24 (24 a 20 lb.in) Condutor auxiliar: Fio mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) conforme IEC ; max. 2 x (0,7 a 4) Cabo flexível com terminal mm 2 2 x (0, a,); 2 x (0,7 a ) Torque de aperto Nm a,2 (7 a 0,3 lb.in) Siemens NS K 04/0 3/09

Tipo Contator de Potência

Tipo Contator de Potência Fabricante de relés e temporizadores desde 1954 Tipo Contator de Potência Características Contator de Potência Contatos NA com abertura > 3mm com dupla abertura Energização contínua para bobina e contatos

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB2-E (Plastico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB2-E com seu design moderno, alta confiabilidade e baixo custo, com grandes variedades de configurações,

Leia mais

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 12 A Para c.i. ou base série 95 A2 A

3.5 mm distância entre pinos 1 contato 12 A Para c.i. ou base série 95 A2 A .3 =.7.3 =.7.3 =.7 Série 4 - Mini relé para circuito impresso 8 - - 6 A Características 4.3 4.5 4.6 e contatos - Baixo perfil (altura 5.7 mm) 4.3 - contato A (3.5 mm de distância entre pinos dos contatos)

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB2-E (Plastico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB2-E com seu design moderno, alta confiabilidade e baixo custo, com grandes variedades de configurações,

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Contatores para Manobra de Capacitores Manobras de Capacitores para Correção do Fator de Potência A linha de contatores especiais CWMC

Leia mais

34.51 A2 A Vista lado cobre. 1 reversível 6/10 250/ /0.2/ (12/10) AgNi /0.

34.51 A2 A Vista lado cobre. 1 reversível 6/10 250/ /0.2/ (12/10) AgNi /0. Série 34 - Relé eletromacânico para circuito impresso 6 A Características 34. Pequenas dimensões com contato - 6 A Montagem em circuito impresso - direta em PCI ou em base para circuito impresso Montagem

Leia mais

1 contato, 10 A Material dos contatos AgNi + Au Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) 7.xxx.5050

1 contato, 10 A Material dos contatos AgNi + Au Conexão a parafuso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) 7.xxx.5050 Série 49 - Relé modular de interface 8-10 - 16 A SÉRIE 49 Características 49.31-50x0 49.52/72-50x0 1 e 2 contatos - relé modular de interface Contatos com 5 µm de ouro para comutação de cargas de baixa

Leia mais

Contatores de Potência 3RT10, 3TF6

Contatores de Potência 3RT10, 3TF6 3RT10 26 3RT10 36 3RT10 65 3TF69 Contatores de otência 3RT10, 3TF6 Motores trifásicos Contator 1) otências s AC-2 / AC-3, 60 z em 220 V 380 V 440 V AC-1 (Dimensões em mm) (cv / kw) (cv / kw) (cv / kw)

Leia mais

Principais características

Principais características Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB5-A (Plástico) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB5-A com seu design moderno, alta confiabilidade e com grandes variedades de configurações, são perfeitamentes

Leia mais

CONTATORES. Contator 1) Tipo Corrente nominal máxima AC-1 (A) Corrente nominal máxima (A) 2) ,5 72 (111) 6)

CONTATORES. Contator 1) Tipo Corrente nominal máxima AC-1 (A) Corrente nominal máxima (A) 2) ,5 72 (111) 6) Contatores de potência RT0, TF6 Motores trifásicos Potências máximas AC / AC, 60 Hz em 0 V 80 V V máxima Contator ) máxima AC DIAZED, NH (coordenação na IEC 6097) ( ) 0,6 / 0, 0,6 / 0, 0, RT0 A ) 8 7,

Leia mais

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas

Principais características DADOS TÉCNICOS Características elétricos Características mecânicas Botões de Comando e Sinalização Ø 22mm HB4-B (Metálica cromado) A linha de Botões de comando e Sinalizações HB4-B com seu design moderno, alta confiabilidade e com grandes variedades de configurações,

Leia mais

Série 41 - Mini relé para circuito impresso A. Características SÉRIE

Série 41 - Mini relé para circuito impresso A. Características SÉRIE Série 41 - Mini relé para circuito impresso 8-12 - 16 SÉRIE 41 Características 41.31 41.52 41.61 1 e 2 contatos - Baixo perfil (altura 15.7 mm) 41.31-1 contato 12 (3.5 mm de distância entre pinos dos contatos)

Leia mais

Contatores e combinações de contatores

Contatores e combinações de contatores Dispositivo 15/06/2005 11:15 Page 39 Acessórios para 3RT1/ 3RH1 Bloco de contatos auxiliares temporizado eletrônico O bloco de contatos auxiliares temporizado nas execuções RETARDO NA ENERGIZAÇÃO ou RETARDO

Leia mais

Série 34 - Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Características 34.51

Série 34 - Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Características 34.51 Série 34 - Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A Características 34.51 Pequenas dimensões com 1 contato - 6 A Montagem em circuito impresso - direta em PCI ou em base para circuito impresso Montagem

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC Motores utomação Energia Transmissão & Distribuição Tintas utomação Contatores para Manobra de Capacitores Linha CWMC Manobras de Capacitores para Correção do Fator de Potência linha de contatores especiais

Leia mais

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados.

Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. Transmissores CA/CC Para isolação e conversão de tensões e correntes alternadas senoidais em sinais padronizados. As Vantagens A classe de precisão é de 0,5 não há necessidade de reajustar as faixas comutáveis.

Leia mais

Relés Temporizadores RTW

Relés Temporizadores RTW Relés Temporizadores RTW 5 Funções de 6 Faixas de, de 0,s a 0min Circuito Eletrônico com elevada precisão e imunidade a ruídos Compacto, com 22,5 mm de largura, montado sobre trilho ou com parafuso Indicação

Leia mais

SÉRIE RR Relé rápido 8 A

SÉRIE RR Relé rápido 8 A SÉRIE Relé rápido 8 SÉRIE Relé rápido.14 montagem em trilho DIN 35 mm (EN 60715).24 versão plug-in - montagem em base undecal tipo 90.21 4 contatos reversíveis ou 3 contatos N + 1 reversível Corrente contínua

Leia mais

DISJUNTORES. Funções. b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 1P. Disjuntores. 2P Disjuntores.

DISJUNTORES. Funções. b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 1P. Disjuntores. 2P Disjuntores. 5 ka 127/230 V - 3 ka 230/400 V NOVIDADE NOVIDADE NOVIDADE DISJUNTORES b Proteção contra curtos-circuitos b Proteção dos cabos contra sobrecargas 2 A - EZ9F33102 4 A - EZ9F33104 6 A EZ9F13106 EZ9F33106

Leia mais

Saída 24 V DC, 12 W < 1 % < 1 % < 200 < 200 < 10 < 20 < 90 < 100

Saída 24 V DC, 12 W < 1 % < 1 % < 200 < 200 < 10 < 20 < 90 < 100 Características 78.12 78.36 Fontes de alimentação DC Alta eficiência (acima de 91%) Baixo consumo em stand-by (

Leia mais

Telerruptores / relés de impulso

Telerruptores / relés de impulso Catálogo Técnico Telerruptores / relés de impulso Linha E50 05-06/007-0 Telerruptores / relés de impulso ÍNDICE presentação... Características técnicas... Tipos... 5 cessórios... 6 Dimensões... 8 Telerruptores

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores e Relés de Sobrecarga Térmico

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores e Relés de Sobrecarga Térmico Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Contatores e Relés de Sobrecarga Térmico Minicontator CW07 - Tripolares/Tetrapolares Bobinas Convencionais em Corrente Alternada (CA):

Leia mais

2 ou 4 contatos Plug-in/Faston

2 ou 4 contatos Plug-in/Faston Série 56 - Relé de potência 12 SÉRIE 56 Características 56.32/56.34 56.32-0300 Plug-in Relé de Potência 12, 2 e 4 contatos Opção de fixação por aletas (Faston 187, terminais 4.8x0.5 mm) Bobina C ou DC

Leia mais

ACW Disjuntor em Caixa Moldada ACW. Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas

ACW Disjuntor em Caixa Moldada ACW. Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas ACW Disjuntor em Caixa Moldada ACW Motores I Automação I Energia I Transmissão & Distribuição I Tintas Disjuntor em Caixa Moldada ACW Com design moderno, compacto e disponíveis em 4 frames e correntes

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Aplicações de Segurança

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação Contatores para Aplicações de Segurança Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Contatores para Aplicações de Segurança Com a crescente conscientização da necessidade de avaliação dos riscos na operação de máquinas

Leia mais

SÉRIE 34 Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Pequenas dimensões com 1 contato - 6 A

SÉRIE 34 Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Pequenas dimensões com 1 contato - 6 A SÉRIE Relé eletromecânico para circuito impresso 6 SÉRIE Pequenas dimensões com 1 contato - 6 Montagem em circuito impresso - direta em PCI ou em base para circuito impresso Montagem em trilho 35 mm (EN

Leia mais

Dispositivos de manobra e proteção

Dispositivos de manobra e proteção Dispositivos de manobra e proteção Relés de sobrecarga Relés de sobrecarga bimetálicos CAGE CLAMP Relés de sobrecarga bimetálicos 3RU11 até 100 A com terminais de ligação por parafuso CLASSE 10 Pág. Relés

Leia mais

Automação Contatores - Linha CWB. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas

Automação Contatores - Linha CWB. Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Automação Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Lâmpadas Semicondutores Linha de Contatores CWB Através de décadas de experiência no desenvolvimento de produtos para automação de

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Relés de Sobrecarga Térmico Linha RW Relés de Sobrecarga Térmico RW Informações Gerais - Local para identificação - Tecla Reset + Multifunção

Leia mais

Note os contatos auxiliares NF que fazem com que jamais as contactoras C1 e C2 possam ser energizadas simultaneamente.

Note os contatos auxiliares NF que fazem com que jamais as contactoras C1 e C2 possam ser energizadas simultaneamente. Note os contatos auxiliares NF que fazem com que jamais as contactoras C1 e C2 possam ser energizadas simultaneamente. 4.4. Chave de Partida Série-Paralelo As chaves de partida série-paralelo são utilizadas

Leia mais

Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento. Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento

Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento. Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento Motores de indução trifásicos e dispositivos de acionamento - Tipos e características de motores trifásicos; -. Introdução com rotor gaiola de

Leia mais

Contatores e combinações de contatores

Contatores e combinações de contatores SIRIUS Contatores 3RT1, tripolar, Tamanho S00 até S3 Acionamento CA e CC IEC 60 947, DIN EN 60 947 (VDE 0660) Os contatores 3RT1 são resistentes às condições climáticas e são protegidos contra toque acidental

Leia mais

Relés de Sobrecarga Térmicos 3US

Relés de Sobrecarga Térmicos 3US Relés de Sobrecarga Térmicos US Relés de Sobrecarga Térmicos US /2 / /5 /8 Resumo Tabela de Seleção Informações Técnicas Esquema Dimensional catalogo TS_ cap.indd 1 Relés de Sobrecarga Térmicos US Relés

Leia mais

Série 78 - Fonte chaveada. Características Relés temporizadores e de controle SÉRIE

Série 78 - Fonte chaveada. Características Relés temporizadores e de controle SÉRIE Série - Fonte chaveada SÉRIE Características.12...2400.12...1200.36 Fontes de alimentação DC Alta eficiência (acima de 91%) Baixo consumo em stand-by (

Leia mais

Série 34 - Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Características. Conexão plug-in / Relé circuito impresso 34.51

Série 34 - Relé eletromecânico para circuito impresso 6 A. Características. Conexão plug-in / Relé circuito impresso 34.51 Características Pequenas dimensões com 1 contato - 6 A Montagem em circuito impresso - direta em PCI ou em base para circuito impresso Montagem em trilho 35 mm (EN 60715) - em base com conexões a parafuso,

Leia mais

MÁQUINAS E ACIONAMENTOS ELÉTRICOS. Prof. Hélio Henrique Cunha Pinheiro Curso: Eletrotécnica (integrado) Série: 4º ano C.H.: 160 aulas (4 por semana)

MÁQUINAS E ACIONAMENTOS ELÉTRICOS. Prof. Hélio Henrique Cunha Pinheiro Curso: Eletrotécnica (integrado) Série: 4º ano C.H.: 160 aulas (4 por semana) MÁQUINAS E ACIONAMENTOS ELÉTRICOS Prof. Hélio Henrique Cunha Pinheiro Curso: Eletrotécnica (integrado) Série: 4º ano C.H.: 160 aulas (4 por semana) OBJETIVOS Compreender os princípios básicos de funcionamento

Leia mais

MQ5 CHAVE DE TRANSFERÊNCIA AUTOMATIZADA (ABERTURA SEM CARGA) MANUAL DE FUNCIONAMENTO

MQ5 CHAVE DE TRANSFERÊNCIA AUTOMATIZADA (ABERTURA SEM CARGA) MANUAL DE FUNCIONAMENTO MQ5 CHAVE DE TRANSFERÊNCIA AUTOMATIZADA (ABERTURA SEM CARGA) MANUAL DE FUNCIONAMENTO Chave de transferência automatizada - série MQ5 Um Tipo e significado MQ5 o tipo de controle (I; 0; II) o número de

Leia mais

2 Materiais e Equipamentos Elétricos Capítulo 9 Mamede

2 Materiais e Equipamentos Elétricos Capítulo 9 Mamede 2 Materiais e Equipamentos Elétricos Capítulo 9 Mamede 1 De modo geral para a especificação de materiais e equipamentos, é necessário conhecer: Tensão nominal; Corrente Nominal; Frequência nominal; Potência

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores para Aplicações de Segurança

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores para Aplicações de Segurança Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Contatores para Aplicações de Segurança Contatores para Aplicações de Segurança Com a crescente conscientização da necessidade de avaliação dos

Leia mais

GE imagination at work

GE imagination at work GE imagination at work * Foto Ilustrativa 1 Parte externa, termoplástica 2 Terminal superior Câmara de extinção de arco 4 Bobina responsável pelo disparo instantâneo (magnético) 5 Alavanca: 0 Desligado:

Leia mais

FUSÍVEIS. Tensão nominal: 250 VCC. Base. Indicador de atuação. Indicador de atuação

FUSÍVEIS. Tensão nominal: 250 VCC. Base. Indicador de atuação. Indicador de atuação NH dicador de atuação no topo dicador de atuação frontal Categoria de utilização: gg ( para aplicação geral e com capacidade de interrupção em toda zona tempocorrente ) : 0 VC e 90 VC VCC Capacidade de

Leia mais

EMR Relé eletromecânico 38.51/38.61

EMR Relé eletromecânico 38.51/38.61 SÉRIE Relé modular de interface 0.1-2 - 3-5 - 6-8 - 16 A SÉRIE Características Extração rápida do relé através de presilha plástica, servindo também para a retenção do relé Equipado com circuito de sinalização

Leia mais

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO PEA 2401 - LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS EXPERIÊNCIA - DISPOSITIVOS DE COMANDO RELATÓRIO NOTA Grupo:......... Professor:...Data:... Objetivo:......... 1 - ROTEIRO 1.1 - Análise das características

Leia mais

Soluções para proteção elétrica

Soluções para proteção elétrica Soluções para proteção elétrica Soluções para proteção elétrica Tabela geral... 2 Linha Padrão... 5... 5...... 7... 8... 9 Linha Completa... 11... 12... 15...... 18... 19...... 22... 24... 25 Linha Alta

Leia mais

Pressostatos diferenciais, Tipo MP 54, 55 e 55A

Pressostatos diferenciais, Tipo MP 54, 55 e 55A MAKING MODERN LIVING POSSIBLE Brochura técnica Pressostatos diferenciais, Tipo MP 54, 55 e 55A Os pressostatos diferenciais de óleo MP 54 e são usados como controles de segurança para proteger os compressores

Leia mais

Distribuição e proteção de circuitos elétricos de baixo tensão Correntes nominais ajustáveis Correntes nominais até 1600A Disparador eletrônico de

Distribuição e proteção de circuitos elétricos de baixo tensão Correntes nominais ajustáveis Correntes nominais até 1600A Disparador eletrônico de Distribuição e proteção de circuitos elétricos de baixo tensão Correntes nominais ajustáveis Correntes nominais até 1600A Disparador eletrônico de sobrecorrente para sobrecarga e curto circuito Conformidade

Leia mais

MATERIAIS PARA REDES APARELHAGEM AT E MT

MATERIAIS PARA REDES APARELHAGEM AT E MT MATERIAIS PARA REDES APARELHAGEM AT E MT Disjuntores AT/MT Características complementares Elaboração: DNT Homologação: conforme despacho do CA de 2007-02-13 Edição: 2ª. Substitui a edição de DEZ 1987 Emissão:

Leia mais

SÉRIE 7E Medidor de energia

SÉRIE 7E Medidor de energia SÉRI 7 SÉRI 7 kwh Monofásico com display LCD retroiluminado multifunção Tipo 7.23 5(32)A - largura de 1 módulo Conforme as normas N 62053-21 e N 50470 O Display indica o consumo de energia total e o consumo

Leia mais

EVENTO BUS WAY ACE/CELESC

EVENTO BUS WAY ACE/CELESC EVENTO BUS WAY ACE/CELESC DISJUNTORES Definição Disjuntor Disjuntor: dispositivo de seccionamento automático para proteção de circuitos elétricos. Normas Vigentes no Brasil * NBR NM 60898:2004 (em processo

Leia mais

sirius Chaves de partida

sirius Chaves de partida sirius Chaves de partida s Chaves de partida 3RE SIRIUS Aplicações Tamanho S00 Tamanho S0 Tamanho As Chaves de partida direta 3RE SIRIUS são destinadas a manobra e proteção de motores até 20 cv / 15 kw

Leia mais

Partida de Motores Elétricos de Indução

Partida de Motores Elétricos de Indução Partida de Motores Elétricos de Indução 1 Alta corrente de partida, podendo atingir de 6 a 10 vezes o valor da corrente nominal. NBR 5410/04: a queda de tensão durante a partida de um motor não deve ultrapassar

Leia mais

Contatores e combinações de contatores

Contatores e combinações de contatores Contatores 3RT1 Contatores 3RT1 e acessórios SIRIUS Esquemas de ligação (para terminais de ligação por parafuso e Cage-Clamp) Identificação dos terminais de ligação conforme DIN EN 50 012 Contatores 3RT10

Leia mais

Modelo CSL de 15kV e 20kV Seccionador Unipolar

Modelo CSL de 15kV e 20kV Seccionador Unipolar Modelo CSL de 15kV e 20kV Seccionador Unipolar Documento sujeito a alterações. Moving together 2 1. PLICÇÕES 1. PLICÇÕES s chaves a óleo tipo CSL são projetadas para chaveamento de banco de capacitores,

Leia mais

Elaborado em 09 de Junho de 2016 EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA

Elaborado em 09 de Junho de 2016 EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA EMPRESA: FORÇA ELETRICA COMERCIAL LTDA (X) TOMADA DE S Nº 017/2016 04 300 U UNIÃO PARALELA DE ALUMÍNIO, BIMETÁLICA PARA CABO 1/0AWG. À TÍTULO DE INCESA 4,20 1.260,00 INFORMAÇÃO A INCESA FABRICA O MODELO

Leia mais

CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS

CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS WWW.ENGEPOWER.COM TEL: 11 3579-8777 PROGRAMA DO CURSO A PROTEÇÃO E A SELETIVIDADE EM SISTEMAS ELÉTRICOS INDUSTRIAIS DIRIGIDO A : Engenheiros

Leia mais

Manobra e proteção de motores Contatores 3TS e Relés de Sobrecarga Térmicos 3US

Manobra e proteção de motores Contatores 3TS e Relés de Sobrecarga Térmicos 3US Controles Industriais Resumo Manobra e proteção de motores Contatores TS e Relés de Sobrecarga Térmicos US Catálogo TS/US Siemens Ltda 0 Siemens Ltda 0 Controle Industrial Contatores TS Relés de Sobrecarga

Leia mais

Série 14 - Minuteria multifunção 16 A. Características

Série 14 - Minuteria multifunção 16 A. Características Características 14.01 14.71 Minuteria multifunção Largura do módulo 17.5 mm Escala de temporização de 30s a 20min Chaveamento da carga em Zero crossing Chaveamento pisca com aviso de fim de temporização

Leia mais

Módulo 16 SD Relé NA Contato Seco

Módulo 16 SD Relé NA Contato Seco Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 16 pontos de saída digital com contatos secos. Ideal para acionamento de cargas em corrente contínua ou alternada e para inserção no intertravamento

Leia mais

Conexão plug-in / Relé para circuito impresso

Conexão plug-in / Relé para circuito impresso Conexão plug-in / Relé para circuito impresso nominal contatos Características Bases Conexão plug-in / Relé circuito impresso Série 30 Série 32 Série 34 2 A 2 reversíveis 0.1 A 1 saída 2 A (SSR) Relé miniatura

Leia mais

Inversor modular de comando motorizado de 63 a 160 A HIC 400A

Inversor modular de comando motorizado de 63 a 160 A HIC 400A Inversor modular de comando motorizado de 6 a 60 A HIC 00A Inversor modular de comando motorizado com alto poder de fecho em curto-circuito (Icm) versão: P Ith (0 C) de 6 a 60 A n 0/00 V IP 0 Função: Asseguram

Leia mais

Motores Energia Automação Tintas

Motores Energia Automação Tintas Motores Energia Automação Tintas Automação Minidisjuntores MDW Disjuntores em Caixa Moldada Predial DWP Interruptores Diferenciais Residuais RDW Dispositivo de Proteção Contra Surto SPW Índice Minidisjuntores

Leia mais

26/11/ Agosto/2012

26/11/ Agosto/2012 26/11/2012 1 Agosto/2012 Motores Elétricos 26/11/2012 2 Motores Elétricos Conceitos Motor elétrico é uma máquina destinada a transformar energia elétrica em mecânica. É o mais usado de todos os tipos de

Leia mais

AULA 2 ELEMENTOS BÁSICOS (Laboratório) Prof. Marcio Kimpara

AULA 2 ELEMENTOS BÁSICOS (Laboratório) Prof. Marcio Kimpara COMANDOS INDUSTRIAIS AULA 2 ELEMENTOS BÁSICOS (Laboratório) Prof. Marcio Kimpara UFMS - Universidade Federal de Mato Grosso do Sul FAENG Faculdade de Engenharias, Arquitetura e Urbanismo e Geografia Prof.

Leia mais

Proteção de sistema contra falha de isolamento Três níveis de sensibilidade: 100/300/500mA Conformidade IEC , EN , IEC

Proteção de sistema contra falha de isolamento Três níveis de sensibilidade: 100/300/500mA Conformidade IEC , EN , IEC Proteção de sistema contra falha de isolamento Três níveis de sensibilidade: 100/300/500mA Conformidade IEC 60947-2, EN60947-2, IEC 61009-1 ELCB - Disjuntor Diferencial Residual Os disjuntores Diferencial

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores e Relés de Sobrecarga

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Contatores e Relés de Sobrecarga Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Contatores e Relés de Sobrecarga Panorama Geral Contatores Modelos CW07 CWC07 CWC09 CWC02 CWC06 CWC025 Potência nominal de emprego em AC-3 )

Leia mais

Pressostato Diferencial MP 54, MP 55 e MP 55A

Pressostato Diferencial MP 54, MP 55 e MP 55A Ficha técnica Pressostato Diferencial MP 54, MP 55 e MP 55A Os pressostatos diferenciais de óleo MP 54 e MP 55 são usados como chaves de segurança para proteger os compressores de refrigeração contra baixa

Leia mais

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A

Fonte Bivolt 24 Vdc / 5 A Descrição do Produto A fonte de alimentação é uma solução para aplicações de uso geral no que se refere a alimentação de controladores programáveis, sensores e comando de quadro elétricos. Tem uma saída

Leia mais

BR03 SECCIONADORAS KNS, KNF E KNT.

BR03 SECCIONADORAS KNS, KNF E KNT. BR03 SECCIONADORAS KNS, KNF E KNT www.krausnaimer.com.br Seccionadoras KNS Produzidas de acordo com as normas IEC 60947-3, as seccionadoras da Kraus & Naimer, são compactas e resistentes. Fabricadas com

Leia mais

MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS E DISPOSITIVOS DE ACIONAMENTOS CAPÍTULO 07

MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS E DISPOSITIVOS DE ACIONAMENTOS CAPÍTULO 07 MOTORES DE INDUÇÃO TRIFÁSICOS E DISPOSITIVOS DE ACIONAMENTOS CAPÍTULO 07 2 7.1 Introdução O motor de indução trifásico apresenta relativa vantagem com relação ao monofásico, já que possui partida mais

Leia mais

Equipamentos de proteção

Equipamentos de proteção Introdução aos equipamentos de proteção Ramificar amplamente Também em linhas longas, os disjuntores de proteção de equipamento protegem de modo confiável. Em conjunto com a SFB Technology* das fontes

Leia mais

Dobradores de Sinal. VariTrans A 20300

Dobradores de Sinal. VariTrans A 20300 ProLine Tecnologia de Interface Dobradores de Sinal Dobradores de sinal, em alojamento de 6 mm, com duas saídas calibradas chaveáveis, também para grandes cargas na saída. A Tarefa Isolação e transmissão

Leia mais

Pressostato Diferencial Tipos MP 54, MP 55 e MP 55A

Pressostato Diferencial Tipos MP 54, MP 55 e MP 55A MAKING MODERN LIVING POSSIBLE Ficha técnica Pressostato Diferencial Tipos MP 54, MP 55 e MP 55A Os pressostatos diferenciais de óleo MP 54 e MP 55 são usados como chaves de segurança para proteger os compressores

Leia mais

Disjuntor Tripolar a Vácuo de MT Série HAF

Disjuntor Tripolar a Vácuo de MT Série HAF Disjuntor Tripolar a Vácuo de MT Série HAF Tensão Nominal (kv) 7,2 12 15 24 Capacidade de interrupção nominal ka Capacidade de estabelecimento ka 80 100 1 80 100 1 80 100 12,5 16 20 0A HAF10414 HAF10514

Leia mais

Pressostatos de ar e água CS

Pressostatos de ar e água CS Ficha técnica Pressostatos de ar e água CS Os pressostatos CS possuem ajuste de faixa, ajustável, e um contato integrado de três polos operado por pressão. Sua posição de contato depende da pressão no

Leia mais

MINIDISJUNTORES DZ47-63

MINIDISJUNTORES DZ47-63 PROTEÇÃO ÍNDICE Mini Disjuntor DZ47-63...01 Mini Disjuntor HYJB2...02 Interruptor Diferencial Residual (IDR) DZL...03 Disjuntor Diferencial Residual (DDR) HYBL4...04 Dispositivo de Contra Surtos (DPS)

Leia mais

Segurança total em todos os momentos

Segurança total em todos os momentos Segurança total em todos os momentos Fusíveis de Baixa Tensão www.siemens.com.br/fusiveis Tecnologia Por mais de um século o fusível tem sido usado como meio de proteção contra altas correntes indesejáveis.

Leia mais

CWC + ACESSÓRIOS. 3 e 4. 3 e 4. 3 e 4

CWC + ACESSÓRIOS. 3 e 4. 3 e 4. 3 e 4 Minicontator CWC ü Manobra em regime AC-3 até 16A. ü Acoplamento direto ao relé de sobrecarga RW17D ü Linhas com bobina CA e CC com mesmo dimensional ü Bobina CC de baixo consumo ü Operação em regime AC-4

Leia mais

Dispositivos de proteção

Dispositivos de proteção Dispositivos de proteção Conceitos básicos e aplicações Giovanni Manassero Junior Depto. de Engenharia de Energia e Automação Elétricas Escola Politécnica da USP 14 de março de 2013 EPUSP Giovanni Manassero

Leia mais

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG

Catalogo Técnico. Disjuntor Motor BDM-NG Catalogo Técnico Disjuntor Motor BDM-NG Disjuntores-Motor BDM-NG Generalidade: O disjuntor-motor BDM-NG,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA N ODMN-VIT-ET SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA N ODMN-VIT-ET SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015 SOFT-START PARA CONTROLE DE PARTIDA E PARADA DE MOTORES DE INDUÇÃO DE BAIXA TENSÃO ABRIL DE 2015 1/6 1 Descrição Soft-starter de baixa tensão trifásico para controle de partida e parada suaves de motor

Leia mais

CHAVES DE PARTIDA PARA MOTORES TRIFÁSICOS DE INDUÇÃO

CHAVES DE PARTIDA PARA MOTORES TRIFÁSICOS DE INDUÇÃO DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO DO CURSO DE ELETROTÉCNICA CHAVES DE PARTIDA PARA MOTORES TRIFÁSICOS DE INDUÇÃO Disciplina: Máquinas e Acionamentos Elétricos Prof.: Hélio Henrique PARTIDA DIRETA O motor

Leia mais

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta

Entre (F / N), (F / PE) e (F / PEN) Tecnologia de proteção. Varistor de Óxido de Zinco - MOV Tempo de resposta VC L Dispositivo de Proteção contra Surtos (DPS) com tecnologia de proteção baseada na utilização de varistor de óxido de zinco (). -Três locais para marcadores/identificadores; -Encaixe em trilho ( linha

Leia mais

Dispositivos de manobra e proteção

Dispositivos de manobra e proteção SIRIUS Dispositivos de manobra e proteção Contatores e combinações com contatores Índice Contatores e combinações de contatores para manobra de motores página Contatores tripolares 3RT10 (SIRIUS) 3 a 250

Leia mais

Curso Técnico de Eletrotécnica Disciplina: Prática de acionamentos elétricos I Prof. Epaminondas de Souza Lage

Curso Técnico de Eletrotécnica Disciplina: Prática de acionamentos elétricos I Prof. Epaminondas de Souza Lage Indicações para os traçados e a utilização de diagramas Para se saber como os elementos são interligados e também para um perfeito entendimento dos comandos elétricos é necessária a correta interpretação

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Mini contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

Motores Energia Automação Tintas. Automação Contatores e Relés de Sobrecarga

Motores Energia Automação Tintas. Automação Contatores e Relés de Sobrecarga Motores Energia Automação Tintas Automação Contatores e Relés de Sobrecarga Contatores Modulares CWM - Tripolares/Tetrapolares Bobinas em corrente alternada (CA): 50/60Hz ou 60Hz 2) Bobinas em corrente

Leia mais

Mini-Disjuntores. GE Industrial Solutions. GE imagination at work. Aplicações comerciais e industriais Norma IEC (0,5-125A) GE Consumer & Industrial

Mini-Disjuntores. GE Industrial Solutions. GE imagination at work. Aplicações comerciais e industriais Norma IEC (0,5-125A) GE Consumer & Industrial GE Consumer & Industrial GE Industrial Solutions Produzidos no Brasil Séries G5 e G0 MiniDisjuntores Aplicações comerciais e industriais Norma IEC (0,5 A) GE imagination at work 2 1 Parte externa, termoplástica

Leia mais

Indicador Analógico EW96 / EW144 EV96 / EV144

Indicador Analógico EW96 / EW144 EV96 / EV144 [1] Introdução Os indicadores analógicos de potência modelo EW (potência ativa - watts) ou EV (potência reativa vars) tem por finalidade a medição da potência de um determinado circuito com forma de onda

Leia mais

Motores de Alto Rendimento. - Utilizam chapas magnéticas de aço silício que reduzem as correntes de magnetização;

Motores de Alto Rendimento. - Utilizam chapas magnéticas de aço silício que reduzem as correntes de magnetização; 1 Motores de Alto Rendimento - Utilizam chapas magnéticas de aço silício que reduzem as correntes de magnetização; - Mais cobre nos enrolamentos, diminuindo as perdas por efeito Joule; - Alto fator de

Leia mais

Rele de Fuga a Terra RFT-3C

Rele de Fuga a Terra RFT-3C [] Introdução Os Reles de fuga à terra são instrumentos utilizados para auxiliar na proteção de pessoas, painéis e equipamentos em geral. Acoplados a sensores de corrente toroidais apropriados, são capazes

Leia mais

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W

Contatos em AgNi, para comutação de cargas resistivas ou levemente indutivas, como cargas de motores. 2000 fluorescente compacta (CFL) W Características 22.32.0.xxx.1xx0 Série 22 - Contator modular 25 A 22.32.0.xxx.4xx0 Contator modular de 25A - 2 contatos Largura do módulo, 17.5 mm Contatos NA com abertura 3mm com dupla abertura Energização

Leia mais

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25

30.22. Baixo consumo Contatos dourados Montagem em circuito impresso 0.8. Vista lado cobre. 2 reversíveis 2/3 125/250 125 25 Série 30 - Relé miniatura Dual in Line A Características 30. Montagem em circuito impresso A para comutação de sinais contatos reversíveis para comutação de baixas cargas Relé miniatura para padrão industrial

Leia mais

Produtos Segmento Energia

Produtos Segmento Energia Produtos Segmento Energia Relés Série RR Relé Rápido Modular 8A Série RB Relé Biestável Modular de Comando e Sinalização 8A Série RR Plug-in Relé Rápido plug-in 8A Série RB plug-in Relé Biestável Modular

Leia mais

Novas Chaves Seccionadoras de Baixa Tensão ABB

Novas Chaves Seccionadoras de Baixa Tensão ABB Folheto Técnico Novas Chaves Seccionadoras de Baixa Tensão ABB Chaves Seccionadoras Sob Carga Linha OT - 200...400 A Chaves Seccionadoras Sob Carga com Base Fusível Linha OS - 200 e 250 A OT 200...400

Leia mais

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas

Disjuntores-Motor BDM-G. Dados Técnicos Características Gerais. Posições das teclas Disjuntores-Motor BDM-G Generalidade: O disjuntor-motor BDM-G,Tripolar, são termomagnéticos compactos e limitadores de corrente. Ideal para o comando e a proteção dos motores. Possuem alta capacidade de

Leia mais

Transdutor ETP 30, ETQ 30 FICHA TÉCNICA - N00312/4 para potência ativa ou reativa Página 1/5 Setembro 2005

Transdutor ETP 30, ETQ 30 FICHA TÉCNICA - N00312/4 para potência ativa ou reativa Página 1/5 Setembro 2005 para potência ativa ou reativa Página 1/5 Características Medição de potência ativa ou reativa em redes monofásicas, trifásicas equilibradas ou desequilibradas. Sinal de saída com ou sem zero suprimido.

Leia mais

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono.

CCM. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão. Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Centro de Controle de Motores Conjunto de manobra e controle de baixa tensão Painéis metálicos fabricados em aço carbono. Definição ( montado): é uma combinação de dispositivos e equipamentos de manobra,

Leia mais

GE Energy Management Industrial Solutions. Dilos/Fulos/Fulos Plus. Chaves Seccionadoras sob Carga Chaves Seccionadoras sob Carga com Base Fusível

GE Energy Management Industrial Solutions. Dilos/Fulos/Fulos Plus. Chaves Seccionadoras sob Carga Chaves Seccionadoras sob Carga com Base Fusível GE Energy Management Industrial Solutions Dilos/Fulos/Fulos Plus Chaves Seccionadoras sob Carga Chaves Seccionadoras sob Carga com Base Fusível 2 Dilos/Fulos Chaves rotativas sob carga Dilos, Fulos e Fulos

Leia mais

Série 83 - Temporizador modular A. Características

Série 83 - Temporizador modular A. Características Características Série 83 - Temporizador modular 12-16 A 83.01 83.02 Temporizador modular multifunção e multitensão 83.01 - Multifunção e multitensão, 1 contato 83.02 - Multifunção e multitensão, 2 contatos

Leia mais

COMANDO E SINALIZAÇÃO 22,5mm - LINHA LAY5

COMANDO E SINALIZAÇÃO 22,5mm - LINHA LAY5 COMANDO E SINALIZAÇÃO 22,5mm - LINHA LAY5 Conformidade IEC60947-5-1 VDE0660 CENELEC EN50007 Tensão nominal de isolação UI 600V Frontal IP65 Grau de proteção IEC60529 Frontal c/ capa protetora IP66 Terminais

Leia mais