Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java"

Transcrição

1 Adicionando Caixas de Verificação no seu Programa Java Priscila Gomes Neste tutorial iremos falar sobre os aspectos básicos de uma caixa de verificação: quais os tipos, quando e como utiliza-las, como fazer verificação de eventos, entre outros. Introdução À medida que seus programas crescerem em complexidade, você sentirá necessidade de fornecer uma série de opções a serem selecionadas pelo usuário do sistema. Estas escolhas podem ser múltiplas (como por exemplo, uma seleção de atributos para um texto: negrito, tamanho, fonte) ou exclusivas (no caso de escolha do sexo, por exemplo). Uma maneira de fornecer este tipo de escolha é criar e exibir controles do tipo caixa de verificação. Caixas de Verificação Para criar uma caixa de verificação, utilize o construtor da classe Checkbox, como segue: Checkbox checkbox = new Checkbox(str, group, check); O construtor Checkbox usa três argumentos (rótulo da caixa de verificação, referência ao grupo da caixa e um valor booleano. Neste caso, str é uma String para o rótulo da caixa, group é uma referência ao nome de um objeto CheckboxGroup (usada apenas para caixas de verificação exclusivas), e um valor boolean, que indica se a caixa de verificação encontra-se(true) ou não(false) selecionada. Após ter criado a caixa de verificação, adicione-a a applet chamando o método add(), como segue: add(checbox); OBS: Construtor é quando definimos um método que possui o mesmo nome de uma classe. Em condições normais, toda classe deve ter um construtor. Criando Caixas de Verificação Não-Exclusivas (Múltiplas) Suponha que você esteja criando uma applet que requeira que o usuário faça escolhas numa lista de atividades físicas. O usuário poderá escolher uma opção, mais de uma opção, ou nenhuma opção. Nesse caso, será necessário configurar as caixas de verificação em modo não-exclusivo. Para esse exemplo, crie as caixas de verificação e acrescente-as a applet (veja o código a seguir): Checkbox1 = new Checkbox( Andar de Bicicleta, null, false); checkbox2 = new Checkbox( Correr, null, false); checkbox3 = new Checkbox( Nadar, null, false); add(checkbox1); add(checkbox2); add(checkbox3); Ao rodar a applet, você verá uma lista de caixas de verificação (como a apresentada na figura a seguir). Para selecionar uma ou mais opções, basta que você clique com o mouse sobre elas.

2 As caixas de verificação não-exclusiva permitem que você selecione quantas opções quiser. Criando caixas de Verificação Exclusivas Suponha que você precisa de um programa em que o usuário selecione a opção de sexo masculino ou feminino. O usuário deverá selecionar apenas uma opção, portanto, devemos associar as caixas de verificação da lista a um objeto CheckboxGroup para poder criar uma lista de caixas de verificação exclusivas. Primeiramente, crie o CheckboxGroup, como segue: CheckboxGroup group = new CheckboxGroup(); O Construtor CheckboxGroup não requer nenhum argumento. Crie as caixas de verificação fornecendo uma referência ao objeto CheckboxGroup como sendo o segundo argumento do construtor, conforme o exemplo a baixo: checkbox1 = new Checkbox ( Sexo Masculino, group, true); checkbox2 = new Checkbox ( Sexo Feminino, group, true); Observe que o objeto CheckboxGroup, group, é o segundo argumento do construtor da classe Checkbox. Esse argumento informa ao java que as caixas de verificação devem ser colocadas no mesmo grupo, podendo ser selecionada apenas uma opção por vez. Adicione as caixas de verificação à tela usando o método add (); Ao rodar a applet, ela se apresentará conforme a figura a baixo: A primeira opção está selecionada, mas se o usuário desejar marcar outra opção, a primeira opção não mais será assinalada, e sim a que o usuário escolheu.

3 Manipulando caixas de Verificação Uma maneira fácil de manipular as caixas de verificação, é utilizando seus próprios métodos. Suponha que você construiu um jogo de perguntas e respostas. O usuário deverá selecionar a opção que achar correta, e você deverá informar a ele se a resposta foi correta ou não. Para isso, você precisa saber qual caixa de verificação foi selecionada. Como fazer isso? Veja o código a seguir: public class Jogar extends Applet { //declare os objetos do tipo Checkbox Checkbox checkbox1; Checkbox checkbox2; Checkbox checkbox3; public void init() { //declare o layout como null para poder controlar a apresentação gráfica das caixas setlayout(null); //crie os objetos caixa de verificação e passe seus argumentos checkbox1 = new Checkbox( Afrodite,null,false); checkbox2 = new Checkbox( Artemis,null,false); checkbox3 = new Checkbox( Medusa,null,false); //adicione as caixas à tela add(checkbox1); add(checkbox2); add(checkbox3); //use o método setbounds() para declarar a posição e tamanho dos objetos na tela checkbox1.setbounds(newrectangle(10,20,140,40)); checkbox2.setbounds(newrectangle(10,50,100,40)); checkbox3.setbounds(newrectangle(10,80,100,40)); public void paint(graphics g){ g.drawstring( Quem é a Deusa do Amor?,10,7); //Verifique se a caixa está selecionada ou não (método getstate();), se estiver, siga as instruções boolean checked = checkbox1.getstate(); if(checked) g.drawstring( Parabens, resposta correta,10,120); checked = checkbox2.getstate(); if(checked) g.drawstring( Resposta Errada,10,120); boolean checked = checkbox3.getstate(); if(checked) g.drawstring( Resposta Errada,10,120); public boolean action(event evt, Object arg){ repaint(); return true; No código a cima, getstate() é um método que obtem o State(estado)da caixa de verificação, ou seja, permite que você saiba se ela foi ou não selecionada. Ao compilar o código, sua applet deverá estar como no exemplo a baixo:

4 Após o usuário selecionar a opção, é exibido um texto dizendo se a alternativa correta foi ou não selecionada. Na tabela a baixo, você poderá encontrar os métodos públicos da classe Checkbox: Métodos boolean getstate( ) verificação CheckboxGroup getcheckboxgroup( ) String getlabel( ) verificação void setcheckboxgroup (CheckboxGroup g) void setstate(boolean state) void setlabel(string label) Funcionalidade retorna o estado da caixa de retorna o objeto grupo da caixa retorna o rotulo da caixa de configura o objeto grupo da caixa configure o estado da caixa configura o rotulo da caixa Respondendo a um Evento Na maioria das vezes, os controles do tipo caixa de verificação geram eventos quando recebem um clique. Para responder a um evento gerado por uma caixa de verificação, utilize o identificador target da classe event. (Utilize os métodos que forem necessários para identificar e responder o evento). Para entender melhor, analise o código a seguir: public class Janela extends Applet{ Checkbox checkbox1; Checkbox checkbox2; Checkbox checkbox3; public void init(){ checkbox1 = new Checkbox("Verde"); checkbox2 = new Checkbox("Vermelho"); checkbox3 = new Checkbox("Azul"); add(checkbox1); add(checkbox2); add(checkbox3); setlayout(null); checkbox1.setbounds(new Rectangle(10,20,140,40)); checkbox2.setbounds(new Rectangle(10,50,100,40)); checkbox3.setbounds(new Rectangle(10,80,100,40));

5 //sobregrave o método action() public boolean action(event evento, Object arg){ //se checkbox1 gerar um evento if(evento.target == checkbox1){ //deixe o seu rótulo azul e os outros preto checkbox1.setforeground(color.green); checkbox2.setforeground(color.black); checkbox3.setforeground(color.black); //se checkbox2 gerar um evento if(evento.target == checkbox2){ //deixe o seu rotulo vermelho e os outros preto checkbox2.setforeground(color.red); checkbox1.setforeground(color.black); checkbox3.setforeground(color.black); //se checkbox3 gerar um evento if(evento.target == checkbox3){ //deixe o seu rótulo azul e os outros preto checkbox3.setforeground(color.blue); checkbox2.setforeground(color.black); checkbox1.setforeground(color.black); return false; Após compilar o código a cima, você terá a seguinte applet: Ao clicar sobre uma das opções de cores, o rótulo deve ficar com a cor correspondente a opção desejada. Conclusão Espero que este tutorial tenha te ensinado o básico sobre a manipulação de caixas de verificação. Caso tenha alguma dúvida, não exite em postá-las no fórum. Um abraço,

6 Até a próxima.

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame

Exemplo 1. Um programa que cria uma instância de uma classe que herda da classe Frame 6. Como aplicações gráficas funcionam em Java? Todas as aplicações gráficas em Java usam instâncias de classes existentes, que por serem parte da linguagem podem ser executadas em todas as versões de Java

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução Carlos Lopes POO e Java Objetivo: proporcionar uma visão dos conceitos de POO e do seu uso na estruturação dos programas em Java. Classes e objetos em

Leia mais

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica

Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Aula 09 - Atualização de uma tabela dinâmica. Sumário. Atualizando a tabela dinâmica Sumário Atualizando a tabela dinâmica Exibição de páginas em planilhas separadas Detalhando / ocultando os dados da planilha Gráfico dinâmico Gráfico dinâmico (cont.) Alterando a formatação do gráfico

Leia mais

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA

Curso Adonai QUESTÕES Disciplina Linguagem JAVA 1) Qual será o valor da string c, caso o programa rode com a seguinte linha de comando? > java Teste um dois tres public class Teste { public static void main(string[] args) { String a = args[0]; String

Leia mais

III- Módulo CRM Segmentação

III- Módulo CRM Segmentação III- Módulo CRM Segmentação Permite a criação, consulta, alteração e exclusão de segmentos (grupos com características específicas filtrados do cadastro de sócios). O módulo permite também ações a serem

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn

CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn ...6 CAPA Área de utilização para ilustração MANUAL w-vpn 20/01/2012 Versão 1.4 Sumário 1.0 Pré Requisitos de instalação do w-vpn...2 2.0 Instalação do Serviço...2 3.0 Dicas...8 4.0 Suporte...11 1 1.0

Leia mais

Usando o simulador MIPS

Usando o simulador MIPS Usando o simulador MIPS O objetivo desta aula prática será a utilização do simulador MipsIt para executar programas escritos em linguagem de máquina do MIPS. 1 Criando um projeto Cada programa a ser executado

Leia mais

POO Programação Orientada a Objetos. Classes em Java

POO Programação Orientada a Objetos. Classes em Java + POO Programação Orientada a Objetos Classes em Java + Classes 2 Para que a JVM crie objetos: Ela precisa saber qual classe o objeto pertence Na classe estão definidos os atributos e métodos Programamos

Leia mais

Java Exemplo MDI. Tela Principal

Java Exemplo MDI. Tela Principal Java Exemplo MDI Nesta aula criaremos uma aplicação simples de cadastro para avaliar o nível de dificuldade/facilidade que é desenvolver softwares com a tecnologia Java. No NetBeans, crie um novo projeto

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 2 O AMBIENTE WINDOWS Relembrando... Gabinete Ligando o computador São três passos básicos O ambiente Windows O Windows é um tipo de software chamado sistema operacional

Leia mais

(ou seja, boas praticas de programação orientada a objetos devem ser empregadas mesmo se não foram explicitamente solicitadas)

(ou seja, boas praticas de programação orientada a objetos devem ser empregadas mesmo se não foram explicitamente solicitadas) PC-2 / LP-2 2009/2 Lista 2 Prof. Alexandre Sztajnberg Em todos os exercícios a(o) aluna(o) deve, além de atender aos requisitos enunciados, utilizar os conceitos e características de orientação a objetos

Leia mais

Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5

Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5 Criando uma agenda simples com NetBeans 6.5 (Swing application framework e Beansbinding) Já faz algum tempo que escrevi uma agenda simples usando o Eclipse com o Visual Class Editor. Demorei em torno de

Leia mais

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas

AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas 3.1 AULA 3 Ferramentas de Análise Básicas Neste capítulo serão apresentadas algumas ferramentas de análise de dados com representação vetorial disponíveis no TerraView. Para isso será usado o banco de

Leia mais

Tutorial Rápido para Quizlet - em português!

Tutorial Rápido para Quizlet - em português! Tutorial Rápido para Quizlet - em português! Site: Quizlet.com 1. Fazendo login Há duas formas de se fazer login no Quizlet: Login pelo facebook - Se você já tem uma conta no Facebook, não precisa criar

Leia mais

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing.

SISTEMA EXPERIMENTALL 15/11/2009. Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. 15/11/2009 Olá! A partir de agora vamos conhecer a IDE NetBeans 6.7.1 efetuando um micro projeto swing. Crie um novo projeto clicando em arquivo e em novo projeto. Escolha a opção java, aplicativo java

Leia mais

Módulo 7. Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução. Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio)

Módulo 7. Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução. Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio) Módulo 7 Interface Gráfica com o Usuário GUI - Introdução Programação Orientada a Objetos I Java (Rone Ilídio) Interface Gráfica com o Usuário Os elementos gráficos utilizados estão no pacote javax.swing.*

Leia mais

CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA A 1 2 3 4 F 1 2 3 4 B 1 2 3 4 G 1 2 3 4 C 1 2 3 4 H 1 2 3 4 D 1 2 3 4 I 1 2 3 4

CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA A 1 2 3 4 F 1 2 3 4 B 1 2 3 4 G 1 2 3 4 C 1 2 3 4 H 1 2 3 4 D 1 2 3 4 I 1 2 3 4 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 3º PERÍODO - 6º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 16/07/2009 PROGRAMAÇÃO Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO

Leia mais

Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II

Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II Tutorial elaborado pelo professor José Gonçalo dos Santos Contato: jose.goncalo.santos@gmail.com Criando um aplicação simples com JAVA e MySQL usando NetBeans Parte II Introdução Para acompanhar este tutorial

Leia mais

Criar fotos em 3D no Creator

Criar fotos em 3D no Creator Criar fotos em 3D no Creator O aplicativo Criar fotos em 3D da Roxio torna simples produzir fotos em 3D a partir de várias origens, incluindo arquivos 3D MPO de Fujifilm FinePix REAL 3D W1, fotos digitais

Leia mais

CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA A 1 2 3 4 F 1 2 3 4 B 1 2 3 4 G 1 2 3 4 C 1 2 3 4 H 1 2 3 4 D 1 2 3 4 I 1 2 3 4 E 1 2 3 4 J 1 2 3 4

CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA A 1 2 3 4 F 1 2 3 4 B 1 2 3 4 G 1 2 3 4 C 1 2 3 4 H 1 2 3 4 D 1 2 3 4 I 1 2 3 4 E 1 2 3 4 J 1 2 3 4 ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 3º PERÍODO - 6º MÓDULO AVALIAÇÃO A3 DATA 09/07/2009 PROGRAMAÇÃO Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO

Leia mais

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand

Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand Eclipse IDE Dá-se importância aos antepassados quando já não temos nenhum. Francois Chateaubriand O Eclipse O Eclipse (www.eclipse.org) e uma IDE (integrated development environment). Diferente de uma

Leia mais

1 - Apresentação... 2 2 - Acessando o Site... 3 3 - Cadastrar Notas... 4 4 Cadastrar Faltas... 5 5 Acessando o Fórum de Discussão... 7 5.

1 - Apresentação... 2 2 - Acessando o Site... 3 3 - Cadastrar Notas... 4 4 Cadastrar Faltas... 5 5 Acessando o Fórum de Discussão... 7 5. 1 - Apresentação... 2 2 - Acessando o Site... 3 3 - Cadastrar Notas... 4 4 Cadastrar Faltas... 5 5 Acessando o Fórum de Discussão... 7 5.1 Criando Tópico... 8 1 - Apresentação Nossa escola esta inovando

Leia mais

Configuração de assinatura de e-mail

Configuração de assinatura de e-mail Configuração de assinatura de e-mail Este manual irá lhe auxiliar a configurar a sua assinatura de E-mail no Microsoft Outlook (Desktop) e no Outlook Web App (Webmail). Gerando a sua assinatura de e-mail

Leia mais

Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes de Computadores

Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes de Computadores Universidade Federal de Sergipe Centro de Processamento de Dados Coordenação de Redes de Computadores Tutorial de compartilhamento de pastas e impressoras na rede Conteúdo Pág. Configuração da rede para

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TECNICO EM INFORMATICA DISCIPLINA:

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TECNICO EM INFORMATICA DISCIPLINA: INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALAGOAS CURSO TECNICO EM INFORMATICA DISCIPLINA: PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS PROFESSOR: REINALDO GOMES ASSUNTO: REVISÃO DA INTRODUÇÃO A ORIENTAÇÃO

Leia mais

Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar dinamicamente dados no Excel

Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar dinamicamente dados no Excel Tabela e Gráficos Dinâmicos Como estruturar! Para que serve a Tabela e o Gráfico Dinâmico?! Como criar uma Tabela Dinâmica?! Como criar um Gráfico Dinâmico?! Como podemos atualizar dos dados da Tabela

Leia mais

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH!

TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO (USP) ESCOLA DE ARTES, CIÊNCIAS E HUMANIDADES (EACH) TUTORIAL: MANTENDO O BANCO DE DADOS DE SEU SITE DENTRO DO DOMÍNIO DA USP USANDO O SSH! Autoria e revisão por: PET Sistemas

Leia mais

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.

Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this. Exercício 1 : As classes abaixo serão utilizadas neste exercício: public class Ponto { int x; int y; public Ponto(int x, int y){ this.x = x; this.y = y; public String tostring(){ return "(" + x + "," +

Leia mais

1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo:

1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo: 1) De acordo com o trecho de código escrito na linguagem JAVA, responda a questão abaixo: boolean[][] bool = new boolean[5][5]; for(int v = 0; v < bool.length; v++) { for(int f = 0; f < bool[v].length;

Leia mais

Interfaces Gráficas: Interações Complexas

Interfaces Gráficas: Interações Complexas Interfaces Gráficas: 21 Interações Complexas 21.5 O contexto gráfico Os componentes de uma interface gráfica são desenhados na tela do computador a partir de primitivas que permitem a construção de linhas,

Leia mais

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos

Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Java 2 Standard Edition Como criar classes e objetos Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Assuntos abordados Este módulo explora detalhes da construção de classes e objetos Construtores Implicações da

Leia mais

MANUAL BÁSICO USUARIO PATHOGOLD

MANUAL BÁSICO USUARIO PATHOGOLD MANUAL BÁSICO USUARIO PATHOGOLD PathoGOLD 2014 é um software de gestão de laboratório. Birlamedisoft PathoGold India desenvolve este software para Laboratório. Diafgarma Brasil distribui e comercializa

Leia mais

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing

Programação III. Interface Gráfica - Swing. Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br. Interface Gráfica - Swing Programação III Interface Gráfica Swing Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Deitel Capítulo 11 : Imagens gráficas e Java 2D Capítulo 12 : Componentes Básicos Capítulo 13 : Componentes Avançados GUI

Leia mais

Sistema Click Principais Comandos

Sistema Click Principais Comandos Sistema Click Principais Comandos Sumário Sumário... 1 1. Principais Funções:... 2 2. Inserção de Registro (F6):... 3 3. Pesquisar Registro (F7):... 4 3.1 Pesquisa por letras:... 5 3.2 Pesquisa por números:...

Leia mais

Programação para Android. Aula 06: Activity, menus e action bar

Programação para Android. Aula 06: Activity, menus e action bar Programação para Android Aula 06: Activity, menus e action bar Activity A classe Activity é quem gerencia a interface com o usuário. Ela quem recebe as requisições, as trata e processa. Na programação

Leia mais

Desenvolvimento para Android Prá3ca 3. Prof. Markus Endler

Desenvolvimento para Android Prá3ca 3. Prof. Markus Endler Desenvolvimento para Android Prá3ca 3 Prof. Markus Endler Exercício 3.1 Solicitando permissão para abrir uma página Web ü Criaremos uma Ac.vity com um EditText (para entrada de uma URL), um Bu?on e uma

Leia mais

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados

Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados UTFPR DAELN - Disciplina de Fundamentos de Programação II ( IF62C ). 1 Persistência de Classes em Tabelas de Banco de Dados 1) Introdução! Em algumas situações, pode ser necessário preservar os objetos

Leia mais

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves

Como usar o bluej. Laboratório I Prof.ª Vera Alves Como usar o bluej O BlueJ é um IDE (Integrated Development Environment), ou seja, um ambiente para desenvolvimento de programas na linguagem Java. Você pode fazer o download do BlueJ, gratuitamente, no

Leia mais

4 Avaliação do Código Gerado

4 Avaliação do Código Gerado Referencial Teórico 4 Avaliação do Código Gerado Nós fizemos alguns exemplos para avaliar a eficiência da especificação proposta, tanto em termos de velocidade de execução quanto de diminuição do tamanho

Leia mais

XXIV SEMANA MATEMÁTICA

XXIV SEMANA MATEMÁTICA XXIV SEMANA ACADÊMICA DA MATEMÁTICA Minicurso: Criação e Desenvolvimento de Cursos Online via Moodle Projeto de Extensão: Uma Articulação entre a Matemática e a Informática como Instrumento para a Cidadania

Leia mais

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans.

Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. 1 - Criando uma classe em Java Para desenvolver a atividade a atividade desta aula utilizaremos o ambiente de desenvolvimento integrado NetBeans. Antes de criarmos a(s) classe(s) é necessário criar o projeto

Leia mais

Entre na opção FERRAMENTAS e logo a seguir selecione a opção Contas, como indicado na figura abaixo.

Entre na opção FERRAMENTAS e logo a seguir selecione a opção Contas, como indicado na figura abaixo. Para configurar sua nova conta de e-mail no Outlook Express Entre na opção FERRAMENTAS e logo a seguir selecione a opção Contas, como indicado na figura abaixo. Logo após sigas as instruções como mostrados

Leia mais

Coleções. Conceitos e Utilização Básica. c Professores de ALPRO I 05/2012. Faculdade de Informática PUCRS

Coleções. Conceitos e Utilização Básica. c Professores de ALPRO I 05/2012. Faculdade de Informática PUCRS Coleções Conceitos e Utilização Básica c Professores de ALPRO I Faculdade de Informática PUCRS 05/2012 ALPRO I (FACIN) Coleções: Básico 05/2012 1 / 41 Nota Este material não pode ser reproduzido ou utilizado

Leia mais

Orientação a Objetos

Orientação a Objetos 1. Domínio e Aplicação Orientação a Objetos Um domínio é composto pelas entidades, informações e processos relacionados a um determinado contexto. Uma aplicação pode ser desenvolvida para automatizar ou

Leia mais

Parte I. Demoiselle Vaadin

Parte I. Demoiselle Vaadin Parte I. Demoiselle Vaadin O Vaadin é um framework para construção de interfaces web que aplica ideias inovadoras. Apesar de usar o GWT como mecanismo para a exibição de seus componentes, eles tem características

Leia mais

MANUAL DA PLATAFORMA RESUMO DAS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA PLATAFORMA MOODLE, UTILIZADA NO WEBCURSO DA EETAD 1ª edição

MANUAL DA PLATAFORMA RESUMO DAS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA PLATAFORMA MOODLE, UTILIZADA NO WEBCURSO DA EETAD 1ª edição MANUAL DA PLATAFORMA RESUMO DAS PRINCIPAIS FUNÇÕES DA PLATAFORMA MOODLE, UTILIZADA NO WEBCURSO DA EETAD 1ª edição Escola de Educação Teológica das Assembléias de Deus Campinas SP Brasil MANUAL DA PLATAFORMA

Leia mais

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.

Criação Visual de Consultas. Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu. Criação Visual de Consultas Curso: Técnico em Informática (Integrado) Disciplina: Banco de Dados Prof. Abrahão Lopes abrahao.lopes@ifrn.edu.br Introdução A complexidade dos sistemas informatizados atuais

Leia mais

Material III-Bimestre. ambiente gráfico pacote(awt,swing) Manipulação de Banco de Dados. Prof. Responsável Wagner Santos C.

Material III-Bimestre. ambiente gráfico pacote(awt,swing) Manipulação de Banco de Dados. Prof. Responsável Wagner Santos C. Universidade do Vale do Paraíba Colégio Técnico Antônio Teixeira Fernandes Disciplina Programação Orientada a Objetos - III Material III-Bimestre Estudo da linguagem Java em ambiente gráfico pacote(awt,swing)

Leia mais

SIMULADOS & TUTORIAIS

SIMULADOS & TUTORIAIS SIMULADOS & TUTORIAIS TUTORIAIS FLASH O Componente ColorPicker Copyright 2013 Todos os Direitos Reservados Jorge Eider F. da Silva Proibida a reprodução deste documento no todo ou em parte por quaisquer

Leia mais

Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação

Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação Dúvidas Freqüentes sobre o OpenOffice Apresentação 1 - Como posso inserir mais de um fundo em uma apresentação? 2 - Como uso o slide de uma apresentação em outra apresentação? 3 - Quando recorto um documento

Leia mais

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br

. (x,y) Programação III. Interface Gráfica - AWT. Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br Programação III Interface Gráfica AWT Jocélio Passos joceliodpassos@bol.com.br AWT Abstract Windowing ToolKit kit de Ferramentas Abstrato para Janelas Componentes GUI originais Pacote java.awt Deitel Capítulo

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice

Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Curso Excel Avançado Índice Índice Apresentação...2 Barra de Título...2 Barra de Menus...2 Barra de Ferramentas Padrão...2 Barra de Ferramentas de Formatação...3 Barra de Fórmulas e Caixa de Nomes...3 Criando um atalho de teclado

Leia mais

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks

Nota de Aula: Utilização da IDE Code::Blocks INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO MARANHÃO CAMPUS SÃO LUÍS MONTE CASTELO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE INFORMÁTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO DISCIPLINA: LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO I PROFESSOR:

Leia mais

TUTORIAL PLATAFORMA DOS CURSOS CRIANÇA SEGURA PRIMEIRO ACESSO

TUTORIAL PLATAFORMA DOS CURSOS CRIANÇA SEGURA PRIMEIRO ACESSO TUTORIAL PLATAFORMA DOS CURSOS CRIANÇA SEGURA PRIMEIRO ACESSO São Paulo/2014 APRESENTAÇÃO Olá, Cursista! Seja bem vindo ao nosso curso! Para garantir que você tenha o melhor aproveitamento, elaboramos

Leia mais

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte.

Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Omondo EclipseUML Ricardo Rodrigues Lecheta Aprenda como instalar o plugin EclipseUML no Eclipse e como utilizá-lo para fazer engenharia reversa de seu código-fonte. Introdução Neste tutorial será apresentado

Leia mais

Manual 2010 Webmaster

Manual 2010 Webmaster Manual 2010 Webmaster Menu 1. Acesso ao sistema 2. Campanhas 2.1 Ver Campanhas Disponíveis 2.2 Minhas Campanhas 3. Formatos 3.1 Banners Automáticos 3.2 Banners Manuais 3.3 E-mail Marketing 3.4 Vitrines

Leia mais

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG)

Corel Draw 12. Enviado por: Jair Marcolino Felix. Rua Dr. Osvaldo Assunção nº 72 Tucano BA Próximo a Escola de Artes e Ofícios (antigo CESG) Corel Draw 12 Enviado por: Jair Marcolino Felix Corel Draw 12 O Corel Draw é um programa de design gráfico pertencente à Corel.O Corel Draw é um aplicativo de ilustração e layout de página que possibilita

Leia mais

Como Configurar Caixas de Entradas Separadas.

Como Configurar Caixas de Entradas Separadas. Como Configurar Caixas de Entradas Separadas. 1 Passo: Clique em Ferramentas. Selecione Regras para mensagens. Selecione E-mail. 2 Passo: Na janela Regras para mensagens. Clique em Nova.. 3 Passo: Na tela

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Projeto de sistemas em Java. Algoritmos e Programação I. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario

Projeto de sistemas em Java. Algoritmos e Programação I. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario. Classe SimulacaoFuncionario Projeto de sistemas em Java Algoritmos e Programação I Aula 25 Profa. Márcia Cristina Moraes mmoraes@inf.pucrs.br Profa. Sílvia M. W. Moraes silvia@inf.pucrs.br Agora que já estamos manipulando com mais

Leia mais

Programação Gráfica em Java.

Programação Gráfica em Java. Programação Gráfica em Java. Objetivo: Ao final da aula o aluno deverá ser capaz de desenvolver a aplicação gráfica ilustrada ao lado. A interface gráfica será simples, composta por elementos de menus.

Leia mais

Passo a passo da instalação do certificado da AC Raiz da Sefaz. Certificado AC Raiz Sefaz AL

Passo a passo da instalação do certificado da AC Raiz da Sefaz. Certificado AC Raiz Sefaz AL Certificação Digital Sefaz Certificação Digital SEFAZ Com o objetivo de tornar mais seguras as aplicações disponíveis na nossa página na Internet, a Secretaria Executiva de Fazenda passará a partir do

Leia mais

Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo. Tutorial de Conexão SSH (Secure Shell)

Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo. Tutorial de Conexão SSH (Secure Shell) Tutorial de Conexão SSH (Secure Shell) Elaborado por: Informática Sistemas em junho de 2012 Antonio Carlos de O. Macedo Evandro F. Gonçalves Luciana A. Carradori Prefácio Este tutorial fornece o passo

Leia mais

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS

DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Cursos: Análise, Ciência da Computação e Sistemas de Informação Programação I - Prof. Aníbal Notas de aula 2 DEFINIÇÃO DE MÉTODOS Todo o processamento que um programa Java faz está definido dentro dos

Leia mais

Instalação da chave pública para o webmail do ICB

Instalação da chave pública para o webmail do ICB Instalação da chave pública para o webmail do ICB Documento criado em 22 de junho de 2009. Prezado usuário (a) do Webmail do ICB, O ICB conta hoje com um sistema de webmail, baseado em software livre,

Leia mais

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0

Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Novas Funcionalidades do MyABCM v.4.0 Seguem abaixo as novas funcionalidades e melhorias do MyABCM e um resumo de como utilizar essas funcionalidades. 1. Nova funcionalidade para aplicação de fatores de

Leia mais

1 Criando um aplicativo visual em Java

1 Criando um aplicativo visual em Java 1 Criando um aplicativo visual em Java Inicie o Netbeans e nele crie um novo projeto, em categorias escolha Java e em projetos escolha Aplicativo Java, na próxima janela escreva o nome do projeto PrimeiroAplicativoVisual

Leia mais

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos

Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados. Vitor Valerio de Souza Campos Microsoft Access: Criar relatórios para um novo banco de dados Vitor Valerio de Souza Campos Conteúdo do curso Visão geral: O produto final Lição: Inclui oito seções Tarefas práticas sugeridas Teste Visão

Leia mais

JSP - ORIENTADO A OBJETOS

JSP - ORIENTADO A OBJETOS JSP Orientação a Objetos... 2 CLASSE:... 2 MÉTODOS:... 2 Método de Retorno... 2 Método de Execução... 2 Tipos de Dados... 3 Boolean... 3 Float... 3 Integer... 4 String... 4 Array... 4 Primeira:... 4 Segunda:...

Leia mais

Desenvolvendo aplicações

Desenvolvendo aplicações Desenvolvendo aplicações 22 para a Web Uma aplicação Java pode ser executada sem modificação em qualquer plataforma que tenha a máquina virtual Java instalada. Esta característica faz com que as aplicações

Leia mais

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano

Associação Educacional Dom Bosco Curso de Engenharia 1º ano Formatação condicional utilizando o valor da célula O que é? Algumas vezes é preciso destacar os valores, ou seja, como colocar em vermelho ou entre parênteses, os negativos, e de outra cor os positivos,

Leia mais

Tutorial para Instalação de AVG 2012

Tutorial para Instalação de AVG 2012 Tutorial para Instalação de AVG 2012 Este procedimento somente é válido para usuários que possuem as seguintes versões de Windows: XP, 2003, Vista, 7 e 2008 As demais versões não suportam essa versão do

Leia mais

Display de Cristal Líquido

Display de Cristal Líquido TUTORIAL Display de Cristal Líquido Autor: Tiago Lone Nível: Básico Criação: 09/03/2006 Última versão: 18/12/2006 PdP Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos http://www.maxwellbohr.com.br contato@maxwellbohr.com.br

Leia mais

Criando documentação com javadoc

Criando documentação com javadoc H Criando documentação com javadoc H.1 Introdução Neste apêndice, fornecemos uma introdução a javadoc ferramenta utilizada para criar arquivos HTML que documentam o código Java. Essa ferramenta é usada

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Ficha Complementar

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Ficha Complementar AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo

JAVA NETBEANS PGOO Prof. Daniela Pires Conteúdo Conteúdo Estruturas de repetição (loops, laços)... 2 WHILE (enquanto)... 2 DO... WHILE (faça... enquanto)... 2 FOR... 3 FOREACH... 4 EXERCICIO LOOP FOR... 4 Novo Projeto... 5 Controles SWING... 10 1 Estruturas

Leia mais

Montar planilhas de uma forma organizada e clara.

Montar planilhas de uma forma organizada e clara. 1 Treinamento do Office 2007 EXCEL Objetivos Após concluir este curso você poderá: Montar planilhas de uma forma organizada e clara. Layout da planilha Inserir gráficos Realizar operações matemáticas 2

Leia mais

Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0)

Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0) Instruções para instalação do Virtual Lab (ChemLab 2.5 ou Physics 3.0) 1. Pré-requisitos para instalação do Virtual Lab Windows XP, Windows Vista ou Windows 7 Adobe AIR instalado. Disponível em: http://get.adobe.com/br/air/

Leia mais

Especialização em Engenharia de Software - CEUT

Especialização em Engenharia de Software - CEUT Até aqui Programação com interfaces gráficas Sérgio Soares scbs@cin.ufpe.br Criamos a infra-estrutura para a aplicação bancária classes que representam os tipos de conta classe que implementa regras de

Leia mais

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado.

Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. , ()! $ Lidar com números e estatísticas não é fácil. Reunir esses números numa apresentação pode ser ainda mais complicado. Uma estratégia muito utilizada para organizar visualmente informações numéricas

Leia mais

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site

Tutorial USERADM. Inserindo conteúdos no site Tutorial USERADM Inserindo conteúdos no site Como acessar o Administrador de Conteúdos do site? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar o site da Prefeitura de Aliança-TO,

Leia mais

INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009. Profa. Cecília M. F. Rubira

INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009. Profa. Cecília M. F. Rubira INSTITUTO DE COMPUTAÇÃO UNICAMP 1o. SEMESTRE DE 2009 Profa. Cecília M. F. Rubira Sala 13, cmrubira@ic.unicamp.br Versão: 1.1 Data: 22 de abril de 2009. Estudo de Caso: Sistema de Folha de Pagamento Este

Leia mais

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares

Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas. Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Especialização em desenvolvimento para web com interfaces ricas Tratamento de exceções em Java Prof. Fabrízzio A. A. M. N. Soares Objetivos Conceito de exceções Tratar exceções pelo uso de try, catch e

Leia mais

MÓDULO 4 SWING Parte 3

MÓDULO 4 SWING Parte 3 Aplicações de Linguagem de Programação Orientada a Objetos 2ºsem/2011 (Professores: Tiago e Daniele) // Exemplo11 Ação do Mouse import javax.swing.*; import java.awt.*; import java.awt.event.actionevent;

Leia mais

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos

INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos INTERFACE COM O USUÁRIO (em Java) Programação Orientada a Objetos Chegamos à interface com o usuário. Você já utilizou alguns métodos para dialogar com o usuário, quer enviando mensagens quer lendo dados.

Leia mais

EACH Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo

EACH Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo Tutorial para utilização das Listas de E-mail da USP versão 1.0 Elaborado por: Informática Sistemas em julho de 2012 Antonio Carlos de O. Macedo Evandro F. Gonçalves Luciana A. Carradori Sumário 2. PREFÁCIO...

Leia mais

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO

CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO CURSOS A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO TUTORIAL PARA TUTORES PLATAFORMA MOODLE OURO PRETO 2014 1 SUMÁRIO 1. PRIMEIRO ACESSO À PLATAFORMA... 03 2. PLATAFORMA DO CURSO... 07 2.1 Barra de Navegação...

Leia mais

Planilhas Eletrônicas EXCEL

Planilhas Eletrônicas EXCEL Planilhas Eletrônicas EXCEL Pasta de Trabalho Quando você inicia o excel ele automaticamente cria uma pasta de trabalho. Esta pasta de trabalho é um arquivo que pode ter até 255 planilhas. Cada planilha

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Criação de Formulários no Google Drive Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Criação de Formulários no Google Drive Introdução...

Leia mais

Etapa 1: Limpar o computador e executar o Windows Update

Etapa 1: Limpar o computador e executar o Windows Update Usuários do Windows 7: Tente usar o utilitário de diagnóstico gratuito da HP para ajudá-lo a encontrar o melhor driver! IMPORTANTE: Você deve seguir estas soluções na ordem que são apresentadas para resolver

Leia mais

Introdução. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL

Introdução. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Formação Informática Para Estatísticos Na DPINE. Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL Usar Tabelas Dinâmicas em EXCEL Introdução Neste Módulo aprendemos o importante recurso de Tabelas Dinâmicas e Gráficos Dinâmicos. Aprendemos a criar tabelas dinâmicas, a aplicar filtros e a fazer análise

Leia mais

USANDO APPLETS NO NETBEANS (WEB APPLICATION)...E A APPLET CHAMA ALGUM PACOTE EXTERNO (por Luis Alberto M Palhares de Melo Julho/2011)

USANDO APPLETS NO NETBEANS (WEB APPLICATION)...E A APPLET CHAMA ALGUM PACOTE EXTERNO (por Luis Alberto M Palhares de Melo Julho/2011) USANDO APPLETS NO NETBEANS (WEB APPLICATION)......E A APPLET CHAMA ALGUM PACOTE EXTERNO (por Luis Alberto M Palhares de Melo Julho/2011) PASSO 1 Na estrutura do Netbeans vamos ter: Pacote externo (aqui

Leia mais

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS

COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS ZIM TECHNOLOGIES DO BRASIL COMO INSTALAR ZIM 8.50 WINDOWS Próx Antes de Iniciar O objetivo deste documento é apresentar os passos necessários para instalar a versão mais recente do Zim 8.50 para Windows.

Leia mais

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com

Guia rápido de utilização. Controle de Chamados. Nuubes.com Guia rápido de utilização Controle de Chamados Nuubes.com Este é um tutorial rápido que tem por objetivo ensinar em poucos passos como utilizar o sistema Nuubes.com. O sistema Nuubes ( www.nuubes.com )

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA INSCRIÇÃO AO CONCURSO TJMMG

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA INSCRIÇÃO AO CONCURSO TJMMG Leia com bastante atenção cada item abaixo para facilitar o seu cadastramento e não perder o prazo de inscrição. ITEM 1: Caso já possua o cadastro juntamente ao Centro de Integração Empresa Escola de Minas

Leia mais

Prof. Edwar Saliba Júnior Como fazer uma apresentação utilizando o software Microsoft Power Point

Prof. Edwar Saliba Júnior Como fazer uma apresentação utilizando o software Microsoft Power Point Prof. Edwar Saliba Júnior Como fazer uma apresentação utilizando o software Microsoft Power Point - Conceitos Básicos - Faculdade de Tecnologia INED Julho de 2007 Responsável pela obra: Prof. Edwar Saliba

Leia mais

Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE. Configurando o BDE - 1 -

Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE. Configurando o BDE - 1 - Instalando e Configurando o BDE. Instalando o BDE Para instalar o BDE, insira o Disco 1 de 3 em seu drive de disquete. Clique em Iniciar, Executar e digite no campo Abrir: a:\setup.exe ( supondo que seu

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EAD 1

MANUAL DO ALUNO EAD 1 MANUAL DO ALUNO EAD 1 2 1. CADASTRAMENTO NO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Após navegar até o PORTAL DA SOLDASOFT (www.soldasoft.com.br), vá até o AMBIENTE DE APRENDIZAGEM (www.soldasoft.com.br/cursos).

Leia mais