Um guia legal para sua empresa

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Um guia legal para sua empresa"

Transcrição

1 Um guia legal para sua empresa Fazer de cada dia um dia melhor

2 Sumário Um convite p.03 O PAT - Programa de Alimentação do Trabalhador p.04 A Sodexo e o PAT p.05 *Estrutura do PAT *Abrangência do PAT Vantagens do PAT p.08 A Sodexo com você no PAT p.10 PAT na sua empresa: enumere as vantagens p.12 *Despesa operacional *Incentivos fiscais *Excesso *Fiscalização *Validade Um convite *Orientações aos Usuários *Orientações às Empresas Clientes - inscrição *Orientações às Empresas Clientes - atualização *Ministério Público Federal O PAT Programa de Alimentação do Trabalhador, foi instituído pela Lei 6321/76. Após 30 anos, a alimentação do trabalhador legal, porque uma alimentação de modo permanente proporciona ao trabalhador mais saúde e maior capacidade produtiva; Educação Alimentar *Programa Educação Alimentar p.16 continua sendo um tema atual, e a Sodexo convida você a avaliar todas as vantagens que esta solução brasileira, que se tornou legal porque gera aos estabelecimentos credenciados maior demanda, tendo como conseqüência melhor estrutura e um serviço referência mundial, pode trazer para sua de qualidade aos usuários; legal, enfim, Dez passos para uma alimentação saudável p.18 empresa. Chamamos esta publicação de Guia Legal por porque demonstra como você, sua empresa e seus colaboradores podem aproveitar ao Informação nutricional obrigatória nos rótulos dos produtos p.20 várias razões: legal, porque está de acordo com a legislação do PAT; legal, porque aderindo máximo esse benefício, com a estrutura e a confiança de uma empresa idônea, registrada ao programa, sua empresa garante o acesso no Ministério do Trabalho e Emprego. Compromissos Sodexo para o desenvolvimento sustentável p.22 à alimentação para os seus trabalhadores; 03

3 O PAT - Programa de Alimentação do Trabalhador 1976 = Criação do PAT e admissão do sistema de refeição convênio como uma das modalidades Fonte: Ministério do Trabalho 1977 = 1287 empresas e 1987 = = empresas e trabalhadores empresas e trabalhadores trabalhadores Nos anos 70, tornou-se urgente a melhoria das condições de alimentação dos trabalhadores nas empresas brasileiras. Criar o Programa de Alimentação do Trabalhador foi uma decisão estratégica do Governo Federal, em Atualmente, na era da informação e da aceleração tecnológica, os recursos humanos estão se tornando escolhem os gêneros alimentícios in natura de sua preferência e pagam com agilidade e segurança. É a garantia de alimentação apropriada ao trabalhador e de pagamento aos empresários do setor de alimentação, que cresce em total sinergia com a quantidade de trabalhadores beneficiados pelo PAT. uma fonte de diferenciação Modalidade refeição convênio tendo Empresa regularmente registrada das organizações. Investir no voucher como meio de pagamento. no PAT, a Sodexo, ao longo de sua bem-estar do colaborador, Modalidade alimentação convênio história, optou pela divulgação através do PAT, é uma decisão tendo voucher como meio de pagamento Introdução do cartão magnético/ de iniciativas na área de estratégica das empresas. eletrônico, além do voucher como meio de alimentação e em especial sobre Os resultados do PAT são pagamento. o PAT, como as publicações dos reconhecidos em todo o Brasil e inspiram outros países, como México, Colômbia, livros Cardápio responde 100 perguntas sobre o PAT e a A experiência 2007 = empresas e trabalhadores A Sodexo e o PAT A líder mundial em alimentação e o mais tradicional programa social do governo Com o compromisso de fazer de cada dia um dia melhor, tecendo soluções inteligentes, práticas e customizadas tanto ao funcionário quanto às organizações, a Sodexo é uma empresa que desenvolve propostas inovadoras, baseadas na experiência de um grupo com mais de 40 anos de existência, presente em 80 países, criando e implantando benefícios e serviços para alimentar, transportar, desenvolver, motivar e reconhecer pessoas dentro das organizações. No Brasil, como prestadora de serviços de Dezembro 2008 = empresas e trabalhadores beneficiados alimentação coletiva registrada sob o número , nas modalidades Refeição e Alimentação Convênio, desempenha um papel fundamental na motivação do trabalhador, contribuindo para seu crescimento pessoal e profissional. Por meio de benefícios como o Refeição Pass e o Alimentação Pass, a Sodexo colabora efetivamente com a expansão do PAT, viabilizando o acesso à alimentação a cerca de 11 milhões de trabalhadores e suas famílias, consolidando sua posição como a empresa prestadora de serviços que tem o maior número de trabalhadores beneficiados no PAT. O número da Sodexo no PAT é Chile, Panamá, entre outros. da Usina Santa Adelaide, que despertou o Ilustrando sua representatividade, atualmente, interesse sobre a importância da alimentação o PAT integra o Programa Fome Zero, faz parte como fator de incentivo e produtividade dos das medidas do Governo Federal para atender trabalhadores. às metas de desenvolvimento da ONU e é citado Evoluindo junto à questão da competitividade, como exemplo de uma iniciativa de sucesso pela Organização Internacional do Trabalho (OIT). Atualmente, nos restaurantes, os beneficiários fazem seus pedidos e, nos supermercados o PAT estimula um processo educativo permanente, fazendo da alimentação no contexto do trabalho uma fonte de saúde, bem-estar e qualidade de vida. Refeição Convênio Disponível nas versões cheque e cartão, é utilizado exclusivamente para o pagamento de refeições prontas nos estabelecimentos credenciados pela Sodexo: para o colaborador significa o acesso a refeições, com a liberdade de escolher o estabelecimento e o cardápio de acordo com os seus hábitos e/ou restrições alimentares. Alimentação Convênio Cartão exclusivo para a compra de gêneros alimentícios in natura, em milhares de supermercados, açougues e padarias de todo o país. Sua adoção elimina a circulação de valores na empresa, o transporte e a compra de cestas básicas e, ainda, garante o acesso a gêneros alimentícios, inclusive os perecíveis, como frutas, verduras, legumes, etc

4 A Sodexo trabalha todos os dias para Fazer de cada dia um dia melhor. Estrutura do PAT Apesar do grande número de agentes, sua estrutura é simples e o processo, transparente e desburocratizado. Tem como órgão gestor o Ministério do Trabalho e Emprego. A responsabilidade compartilhada entre seus do programa, com a Comissão Tripartite do Programa de Alimentação do Trabalhador - CTPAT, composta por representantes do governo, dos trabalhadores e das empresas. agentes, reforça o compromisso de acompanhar, avaliar e propor aperfeiçoamentos à legislação Ministério da Previdência Social Ministério da Saúde Ministério do Ministério Ministério do Trabalho Emprego da Fazenda Desenvolvimento Social e Combate à Fome Serviço Próprio Serviço de Terceiros Sodexo RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA Empresa Beneficiária Cliente Abrangência do PAT A democratização do acesso a uma alimentação como cartórios, condomínios, etc. e, em quantidade e qualidade adequadas faz do estendendo-se além dos trabalhadores Trabalhador Usuário PAT um benefício de longo alcance no âmbito das empresas. contratados pela CLT, trabalhadores terceirizados, estagiários, bolsistas, entre Com prioridade para os trabalhadores de baixa outros e, para o período de transição para Estabelecimentos Credenciados Rede renda, o programa abrange pessoas jurídicas e as pessoas físicas com configuração jurídica, um novo emprego

5 Vantagens do PAT EMPRESAS EMPREGADORAS - Aumento na produtividade, no nível de qualidade dos produtos/serviços, na agilidade/rapidez da produção, no retorno sobre programas de treinamento, da satisfação com o trabalho/motivação, da integração trabalhador/empresa, na atratividade da empresa junto a empregados - Redução nos atrasos e faltas (absenteísmo), na rotatividade, nos acidentes de trabalho, nas perdas no processo produtivo - Possibilidade de oferecer refeições aos trabalhadores, mesmo sem dispor de espaço físico para montagem de um refeitório, de garantir, ao empregado, refeição adequada, mesmo em trânsito, fora do local de trabalho - Não deslocamento de capital de giro para montagem de cozinha e/ou de refeitório - Facilidade de implantação e controle - Incentivo fiscal sobre despesa com alimentação dos trabalhadores TRABALHADORES - Alimentação de melhor qualidade e mais variada - Maior liberdade na escolha da refeição - Menor gasto com alimenção, e redução do peso no orçamento familiar destinado à alimentação - Menor perda de tempo com deslocamentos para fazer as refeições, aumentando o tempo de descanso ou lazer - Menor gasto decorrente da economia nos deslocamentos para fazer as refeições - Aumento da renda real, da capacidade física, da resistência à fadiga, da resistência à doenças, da capacidade de compreensão e aprendizado, da expectativa de vida e de vida útil/ ativa - Redução do risco de acidentes de trabalho - Possibilidade de obter refeição adequada e de baixo custo, mesmo em trânsito, distante do local de trabalho - Melhoria na qualidade de vida do trabalhador e sua família SETOR ALIMENTÍCIO/RESTAURANTES - Melhor aproveitamento das potencialidades de oferta de refeições pela rede já existente - Aumento na quantidade de clientes: maior economia de escala e estímulo à expansão do setor (surgimento de novos restaurantes, de empresas de preparação de alimentos etc.) SOCIEDADE EM GERAL - Melhor distribuição de renda - Geração de empregos diretos e indiretos - Maior controle sobre a qualidade (teor nutricional e protéico) das refeições servidas nos restaurantes - Garantia de melhor alimentação para grande contingente da população - Aumento do bem-estar social, da expectativa de vida útil dos trabalhadores e beneficiados - Maior difusão e conscientização das conseqüências da alimentação sadia/mudança de hábitos alimentares, nível de emprego no setor alimentício/restaurantes, acesso à adequada alimentação por parte dos trabalhadores de pequenas e médias empresas - Melhoria na qualidade de vida da população - Criação de novos negócios correlatos - Desenvolvimento e especialização do mercado de nutrição - Redução na incidência de doenças, na propagação de doenças graves, no nível de perdas no processo produtivo, preservando recursos não renováveis, na demanda por serviços de saúde, na sobrecarga sobre a previdência social ADMINISTRADORAS DE REFEIÇÃO E ALIMENTAÇÃO - Crescimento e consolidação desse setor na economia brasileira - Aumento no grau de especialização das administradoras - Crescimento do nível de emprego de funções especializadas: nutricionistas, oficiais de cozinha etc. - Obtenção de ganhos de escala na operação do Sistema GOVERNO - Crescimento da atividade econômica com aumento na arrecadação de impostos e tributos - Redução nas despesas com a Previdência Social - Aumento no retorno sobre os investimentos em educação e treinamento Fonte: FIA (Fundação Instituto de Administração)

6 A Sodexo com você no PAT Atenção: informações importantes para a execução do Programa de Alimentação do Trabalhador na sua empresa Que cuidados tomar ao contratar terceiros Certique-se de que a empresa fornecedora ou se a empresa é certificada no INMETRO, no prestadora de serviços tem o registro no PAT no site site organismosdesignados.asp Na modalidade cesta de alimentos, verifique ainda, RESPONSABILIDADES DA EMPRESA BENEFICIÁRIA a. Não suspender, reduzir ou suprimir o benefício como forma de punição, bem como utilizá-lo como premiação ou qualquer outro desvio dos objetivos do PAT. b. Promover educação alimentar e nutricional, bem como orientar sobre a correta utilização do benefício, em caso de adoção da modalidade refeição ou alimentação convênio. c. Contribuir para a segurança do sistema: 1. Informar o desligamento de funcionários para à Sodexo; 2. Garantir o sigilo da senha e login de acesso ao sistema da Sodexo. A participação do trabalhador COMO DEFINIR O VALOR DE CRÉDITO MENSAL A participação financeira do trabalhador é limitada a 20% do custo direto do benefício concedido. Esta participação pode ser igual para todos os trabalhadores ou a empresa pode estabelecer variação de preços, cobrando percentuais diferenciados proporcionais à faixa salarial (média ponderada), com prioridade para os trabalhadores de baixa renda. A participação global dos trabalhadores nos custos do PAT não deve ultrapassar os 20%. O crédito deve ser suficiente para atender aos parâmetros nutricionais do PAT. A ASSERT (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para os Trabalhadores), anualmente promove uma pesquisa de preços médios regionais em todo o Brasil. Os resultados desta pesquisa são divulgados no site www. sodexo.com.br e pela equipe comercial da Sodexo para os seus clientes. ATENÇÃO: O valor de crédito deve ser igual para todos os funcionários, exceto quando os trabalhadores que percebem mais de 5 Salários Mínimos recebem valor menor que os que percebem menos de 5 Salários Mínimos. Considerando o custo de vida, o valor pode ser diferente de acordo com a região do País. Legislação do PAT É importante estar atento que toda a legislação do PAT está disponível do site: A PRIORIDADE PARA O PAT É conceder o benefício para os trabalhadores que recebem até 5 Salários Mínimos. Se a sua empresa quiser, pode conceder para os que recebem mais percebem até 5 Salários sejam beneficiados. Desta forma, você respeita as regras do PAT e valoriza a relação empregador - empregado. de 5 Salários Mínimos, desde que todos os que 10

7 PAT na sua empresa: enumere as vantagens As empresas que participam do PAT, utilizando os benefícios Refeição Pass e o Alimentação Pass, têm inúmeras vantagens:. Exercem a responsabilidade social corporativa, incluindo o benefício alimentação para o seu público interno. Garantem a isenção de encargos sociais decorrentes do fornecimento do benefício. Em média, as empresas contam com 85% de isenção de encargos sociais sobre o valor do benefício concedido. A Lei 6321/76 permite aos participantes do PAT, o abatimento em dobro, como despesa operacional e incentivos fiscais Acompanhe os números e veja como vale a pena oferecer benefícios de alimentação com o PAT. EXCESSO Em caso de eventual excesso no montante a ser abatido, LALUR Livro de Apuração do Lucro Real. a diferença poderá ser abatida em dois exercícios Obs.: O abatimento de Incentivos Fiscais aplica-se subseqüentes, desde que devidamente registrado no somente às empresas com apuração no Lucro Real. FISCALIZAÇÃO As empresas clientes devem estar sempre atentas à Comprovante de entrega do benefício ao importância de manter-se em dia com os seguintes documentos: Cópia do formulário do PAT; Comprovante de adesão via internet; Notas Fiscais; Contrato com a prestadora de serviços; funcionário. No caso dos itens a seguir, observe o arquivamento de: Cheque Refeição comprovante mensal Cartão Refeição e Alimentação comprovante de entrega do cartão VALIDADE Para garantir a agilidade e tranqüilidade na apresentação dos comprovantes de participação no PAT, em caso de fiscalização, a Sodexo alerta que os comprovantes de adesão das empresas beneficiárias obedecem à seguinte validade; podendo ser consultado no site Empresa Beneficiária: 1977 a a a Cadastro e validade anuais Cadastro em válido para este período. Recadastro em válido para este período. Recadastro em validade indeterminada. DESPESA OPERACIONAL Os benefícios Refeição Pass e Alimentação Pass jurídica, indistintamente, a todos os seus da Sodexo são considerados como despesa empregados. Para esta operação, considere a operacional. Mas lembre-se de que somente alíquota média de 24% (15% - alíquota IR + 9% - serão admitidas como dedutíveis as despesas Contribuição Social). com alimentação, quando fornecidas pela pessoa INCENTIVOS FISCAIS As empresas que concedem o benefício alimentação Independentemente da modalidade adotada e optam pela participação no PAT poderão abater Refeição Convênio ou Alimentação Convênio, os de incentivos fiscais até o limite de 4% do Imposto incentivos devem ser calculados pelo número de de Renda Devido. refeições concedidas. E os registros da Sodexo como empresa prestadora de Registro nº de 10/02/2004 serviço de alimentação coletiva tem a seguinte validade: validade de 2004 a 2007 Registro nº de 28/04/1997 validade Registro nº de 17/03/2008 de 1997 a 2003 validade indeterminada ORIENTAÇÕES AOS USUÁRIOS A Sodexo auxilia sua empresa fornecendo todas as informações necessárias sobre a correta utilização dos benefícios Refeição Pass e Alimentação Pass. Para usufruir desta comodidade, corresponder à confiança dos que concedem estes benefícios, respeitar o PAT e valorizar o benefício conquistado, Junto com os cartões de benefícios, o colaborador é imprescindível que os usuários utilizem recebe orientações sobre a utilização e como ter acesso a uma ampla rede de estabelecimentos afiliados em todo o Brasil. corretamente seus cartões. Além das orientações alimentares disponibilizadas pela Sodexo, o verso dos cartões traz informações importantes

8 PAT na sua empresa: enumere as vantagens Orientação às Empresas Clientes atualização passo a passo A atualização das informações cadastrais deve ser efetuada: - Aumento do nº de funcionários Atenção: a Sodexo lembra que a fiscalização está atenta às atualizações não informadas. 1. No PAT: Após o cadastramento, conforme legislação 2. No RAIS: Este cartão é válido somente para o pagamento de refeições prontas, nos estabelecimentos afiliados, um benefício garantido desde 1976 no PAT - Programa de Alimentação do Trabalhador, um dos programas de maior alcance no Brasil. A sua troca por dinheiro configura crime de estelionato. Este cartão é válido somente para a aquisição de gêneros alimentícios in natura, nos estabelecimentos afiliados. A sua troca por dinheiro configura crime de estelionato. vigente, sempre que houver alteração cadastral, as empresas beneficiárias deverão atualizar informações cadastrais no site : Relatório Anual de Informações Sociais O item 3 se refere ao Programa de Alimentação do Trabalhador - PAT. Orientação às Empresas Clientes Inscrição passo a passo Observe exemplos de atualizações necessárias: - Inclusão de filial Neste caso as informações solicitadas são do exercício anterior. 1 - Acesso ao Sistema A inscrição no PAT deve ser efetuada exclusivamente na Caso sua empresa opte pela modalidade Serviço Próprio, será necessário informar o número MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL página eletrônica do Ministério do Trabalho e Emprego, no endereço (PAT on line) 2 - Senha Para obter a senha, informe o CPF e opte pelo grupo de inscrição do profissional nutricionista (responsável técnico). c) Número de refeições Informe o número total de refeições servidas por dia. Veja também as recomendações do Ministério Público Federal para as empresas prestadoras de serviços de Alimentação Coletiva sobre o uso indevido do documento de legitimação refeição/alimentação convênio no endereço services/chequescartoes/empresas/pat/pat.asp de acesso beneficiárias. d) Filiais 3 - Preenchimento do Formulário Após a inclusão da Matriz, retornar ao 3.1 Em dados da empresa início desta página para a inclusão das As informações solicitadas nesta página são informações de filiais (se houver). referentes aos dados cadastrais da matriz da 3.3 Em responsável pela inscrição empresa e devem estar de acordo com o cartão do Repetir o código de segurança. Após a finalização CNPJ. da inscrição, o sistema vai gerar o comprovante 3.2 Em execução do programa de inscrição. Mantenha-o nos arquivos da a) Informe o nº de trabalhadores da Matriz, os empresa para fins de fiscalização. trabalhadores beneficiados que recebem até A adesão ao PAT pode ser efetuada a qualquer cinco Salários Mínimos (SM) e mais de cinco SM tempo e terá validade a partir da data de adesão, por modalidade adotada e o registro da empresa por prazo indeterminado. fornecedora/ prestadora de serviços. b) Informe o número de registro da Sodexo:

9 Educação Alimentar alimentar como indicadores de responsabilidade Para auxiliar você na social corporativa. implantação correta do Cada vez mais empresas se conscientizam de que, benefício para seus para ter competitividade, a melhoria da qualidade de funcionários, a Sodexo criou vida e das condições de trabalho dos seus empregados um programa exclusivo. torna-se um investimento necessário. VIVER BEM SODEXO A alimentação tem um papel fundamental nesse O Viver Bem Sodexo é um programa de saúde, processo, não só em relação ao suprimento de todas bem-estar e qualidade de vida, que promove as necessidades calóricas do trabalhador. Mais que um Estilo de Vida Saudável a todos os nossos ingerir a quantidade de calorias suficientes para suas clientes, proporcionando uma melhoria da necessidades, o trabalhador precisa alimentar-se situação nutricional de todos os envolvidos: adequadamente para ter saúde e qualidade de vida. empresas, estabelecimentos afiliados, usuários Uma alimentação adequada é a condição necessária e funcionários. para se ter um patrimônio genético e socioeconômico- Entre as atividades do programa, destacam-se cultural mais evoluído. Uma alimentação adequada palestras com temas sobre alimentação proferida Atualmente no Brasil, a relação alimentação e saúde é influenciada, tanto pela falta de alimentos como pelo excesso, independentemente de condições sócioeconômicas. A incidência de doenças crônicas não-transmissíveis aparece hoje como o principal problema epidemiológico mundial e tem estreita relação com o tipo de alimentação consumida. Nesse contexto, a educação alimentar deve ser pensada como um instrumento eficaz para evidenciar a importância da alimentação para a saúde e as aspecto familiar. O incentivo às práticas saudáveis de vida e de alimentação deverá ser inerente a ações e programas educativos desenvolvidos na administração de recursos humanos. Tratando-se do PAT, cujo objetivo é a melhoria do estado nutricional do trabalhador, a educação alimentar, sem dúvida, torna-lo-á mais eficaz. Para o atendimento integral do trabalhador, as ações de educação alimentar devem contar com o esforço conjunto entre os participantes requer informações e mudança de hábitos e atitudes que só um processo educativo pode proporcionar, porque na era da informação e das novas tecnologias, saúde, alimentação e educação são sinônimos de competitividade. pelas nutricionistas da Sodexo, a sugestão de cardápios para os nossos estabelecimentos e a divulgação de informações através de mensagens, eletrônicas entre outros. Nosso objetivo é contribuir com as empresas na disseminação de informações para os seus trabalhadores, como Dez Passos para uma alimentação saudável ou a Informação Nutricional Obrigatória nos Rótulos dos alimentos. conseqüências de uma alimentação inadequada. do PAT: empresas beneficiárias, prestadoras de Assim, os aspectos qualitativos da alimentação não serviços, etc. devem ser subestimados em relação aos aspectos quantitativos, tanto no aspecto individual como no PROGRAMA DE EDUCAÇÃO ALIMENTAR As empresas adotam a educação alimentar como uma fonte de saúde, bem-estar e de qualidade um processo educativo permanente destinado a de vida e produtividade aos trabalhadores e, fazer do ato de alimentar-se no contexto do trabalho ainda, considerando a alimentação e a educação 16 O apoio ao PAT é uma das ações que justificam nosso compromisso com a comunidade. Nossa participação neste programa se dá em vários aspectos, dentro e fora da empresa:. Orientar o público interno, nossos clientes, estabelecimentos credenciados, usuários e parceiros.. Participar ativamente dos projetos e pesquisas da Assert (Associação das Empresas de Refeição e Alimentação Convênio para o Trabalhador).. Apoiar as ações de aprimoramento da legislação do PAT, para garantir seu fortalecimento e o crescimento da atividade da empresa.

10 Dez passos para uma alimentação saudável. Consuma diariamente três porções de leite e derivados e uma porção de carnes, aves, peixes ou ovos. Retirar a gordura aparente das carnes e as peles das aves, antes da preparação torna esses alimentos mais saudáveis. Consuma, no máximo, uma porção por dia de óleos vegetais, azeite, manteiga ou margarina. Fique atento aos rótulos dos alimentos e escolha aqueles com menores quantidades de gordura trans. Evite refrigerantes e sucos industrializados, bolos, biscoitos doces e recheados, sobremesas doces e outras guloseimas, como regra da alimentação. Diminua a quantidade de sal na comida e retire o saleiro da mesa. Evite consumir alimentos industrializados com muito sal (sódio), como hambúrger, charque, salsicha, linguiça, presunto, salgadinhos, conservas de vegetais, sopas, molhos e temperos prontos. Beba pelo menos dois litros (seis a oito copos) de água por dia. Dê preferencia ao consumo de água nos intervalos das refeições. Torne sua vida mais saudável. Pratique pelos menos trinta minutos de atividade física todos os dias e evite as bebidas alcoólicas e o fumo. Mantenha o peso dentro dos limites saudáveis Fonte: Ministério da Saúde Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições. Inclua diariamente seis porções do grupo de cereais (arroz, milho, trigo, pães e massas), tubérculos, como as batatas e raízes como a mandioca/ macaxeira/aipim nas refeições. Dê preferência aos grãos integrais e aos alimentos na sua forma mais natural. Coma diariamente pelo menos três porções de legumes e verduras como parte das refeições e três porções ou mais de frutas nas sobremesas e lanches. Coma feijão com arroz todos os dias ou, pelo menos, cinco vezes por semana. Esse prato brasileiro é uma combinação completa de proteínas e bom para a saúde. Para a Sodexo, o compromisso com o desenvolvimento sustentável significa adotar um enfoque de Responsabilidade Social Corporativa que leve em consideração as expectativas dos agentes sociais e participantes do PAT. 18

11 Informação Nutricional Obrigatória nos rótulos dos produtos Escolha o supermercado de sua preferência, o rótulo. Para facilitar o entendimento, vale a faça uma listagem com tudo o que precisa e, ao pena conhecer as informações obrigatórias dos escolher os gêneros alimentícios, não deixe de ler rótulos dos produtos. Gorduras Totais O consumo deste tipo de gordura deve ser muito As gorduras são as principais reduzido, considerando que o nosso organismo Porção É a quantidade média do alimento que deve ser usualmente ingerida por pessoas sadias a cada vez que o alimento é consumido, promovendo a alimentação saudável. Medida Caseira Indica a medida normalmente utilizada pelo consumidor para medir alimentos. Por exemplo: fatias, unidades, pote, xícaras, copos, colheres de sopa. INFORMAÇÃO NUTRICIONAL Porção g ou ml (medida caseira) Quantidade por porção % VD (*) Valor energético Carboidratos Proteinas Gorduras totais Gorduras saturadas Gorduras trans Fibra alimentar... Kcal g g g g g g Sódio mg (*) % Valores Diários com base em uma dieta de Kcal ou 5400 KJ. Seus valores diários podem ser maiores ou menores dependendo de suas necessidades energéticas. A apresentação da medida caseira é obrigatória.... KJ Esta informação vai ajudar você, consumidor, a entender melhor as informações nutricionais. %VD Percentual de Valores Diários (% VD) é um número percentual que indica o quanto o produto em questão apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta de 2000 calorias. Cada nutriente apresenta um valor diferente para se calcular o VD. Veja os valores diários de referência! Valor energético kcal / 8400 kj Carboidratos g Proteínas - 75 g Gorduras Totais - 55 g Gorduras Saturadas - 22 g Fibra Alimentar - 25 g Sódio mg Não há valor diário de referência para as gorduras trans. fontes de energia do corpo e ajudam na absorção das vitaminas A, D, E e K. As gorduras totais referem-se à soma de todos os tipos de gorduras encontradas em um alimento, tanto de origem animal quanto vegetal. Gorduras Saturadas Tipo de gordura presente em alimentos de origem animal. São exemplos, carnes, toucinho, pele de frango, queijos, leite integral, manteiga, requeijão, iogurte. O consumo deste tipo de gordura deve ser moderado porque quando ingeridos em não necessita deste tipo de substância e ainda porque quando ingerida em grandes quantidades pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças do coração. Não se devem consumir mais que 2 gramas de gordura trans por dia. Fibra Alimentar Está presente em diversos tipos de alimentos de origem vegetal, como frutas, hortaliças, feijões e alimentos integrais. A ingestão de fibras auxilia no funcionamento do intestino. Procure consumir alimentos com altos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos grandes quantidades podem aumentar o risco de desenvolvimento de doenças do coração. Altos %VD significam que o alimento apresenta grande %VD de fibras alimentares! Sódio Valor Energético para as células do corpo, principalmente do quantidade de gordura saturada em relação à Está presente no sal de cozinha É a energia produzida pelo cérebro. São encontrados em maior quantidade necessidade diária de uma dieta de Kcal. e alimentos industrializados nosso corpo proveniente dos em massas, arroz, açúcar, mel, pães, farinhas, (salgadinhos de pacote, molhos carboidratos, proteínas e tubérculos e doces em geral. Gorduras Trans (ou Ácidos prontos, embutidos, produtos enlatados com gorduras totais. Na rotulagem nutricional o valor Graxos Trans) salmoura), devendo ser ingerido com moderação, energético é expresso em forma de quilocalorias Proteínas Tipo de gordura encontrada uma vez que seu consumo excessivo pode (kcal) e quilojoules (kj). 1 Kcal = 4,2Kj. São componentes dos em grandes quantidades em levar ao aumento de pressão arterial. Evite os alimentos necessários alimentos industrializados, como as margarinas, alimentos que possuem altos %VD em sódio. Carboidratos São os componentes dos para construção e manutenção dos nossos órgãos, tecidos e células. Encontramos cremes vegetais, biscoitos, sorvetes, snacks (salgadinhos prontos) produtos de panificação, Fonte: Anvisa Agência Nacional de Vigilância Sanitária alimentos cuja principal nas carnes, ovos, leites e derivados, e nas alimentos fritos e lanches salgados que utilizam as função é fornecer energia leguminosas (feijões, soja e ervilha). gorduras vegetais hidrogenadas na sua preparação

12 Compromissos Sodexo para o desenvolvimento sustentável CLIENTE A Sodexo está empenhada em agregar valor para seus clientes durante um longo prazo, construindo, assim, fortes parcerias. FORNECEDORES A Sodexo está determinada a perseguir políticas de aquisição que garantam a origem dos produtos que usamos. Sabemos que é crucial construir relacionamentos comerciais de longo prazo e equilibrados com fornecedores. Particularmente, estamos atentos à escolha de parceiros não apenas pela capacidade técnica, mas também pelo comprometimento com os valores éticos. CONSUMIDORES A Sodexo está comprometida em desenvolver um portfólio de serviços que ajude a melhorar a qualidade de vida de todos os que têm nos confiado seu bem-estar. Além disto, está comprometida em informar às futuras gerações sobre a importância de se alimentar de forma correta e educá-las sobre a importância de uma alimentação saudável. ACIONISTAS A Sodexo está comprometida em fornecer aos acionistas informações precisas, claras, transparentes e simultâneas. PAÍSES A Sodexo se dedica a apoiar o desenvolvimento de economias locais, promovendo contratações e compra de produtos, e, na maioria dos países com menos recursos, incentivar iniciativas locais que estimulem o crescimento econômico. Nos países em que opera, a Sodexo se dedica a ampliar seu programa de combate à fome e à desnutrição, além de ajudar a proteger o meio ambiente. FUNCIONÁRIOS A Sodexo está empenhada em oferecer a seus colaboradores um poderoso elevador social, oferecendo verdadeiras oportunidades para ascenderem na empresa. Independentemente de seus deveres, qualificações, local de trabalho ou origem no momento da contratação, um funcionário pode assumir novas responsabilidades. Nossos programas promovem treinamento no emprego e oferecem uma ampla variedade de soluções cuidadosamente projetadas para capacitar os funcionários a alcançar seus objetivos pessoais de crescimento. A Sodexo está empenhada em promover e respeitar a diversidade. Cidadania começa em casa Na Sodexo, sabemos que praticar cidadania significa estar inserido no contexto dos locais e das pessoas com quem se convive. Por isso, nossa equipe está engajada em projetos de Sustentabilidade com planejamento e execução eficientes, bem como, no apoio a projetos de inclusão social, de educação e de combate à fome e à desnutrição.

13 Janeiro/2009 Fazer de cada dia um dia melhor 100% RECICLADO 75% pré consumo 25% pós consumo

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos

Apresentação. O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos O que significam os itens da Tabela de Informação Nutricional dos rótulos Valor Energético É a energia produzida pelo nosso corpo proveniente dos carboidratos, proteínas e gorduras totais. Na rotulagem

Leia mais

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES Fonte: ANVISA - Aência Nacional de Viilância Sanitária APRESENTAÇÃO Neste manual, vamos conhecer alumas

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família. Brasília, 08 de Agosto de 2008 Oficina de Promoção da Alimentação Saudável para Agentes Comunitários de Saúde III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária/ Saúde da Família Brasília,

Leia mais

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

A ROTULAGEM DE ALIMENTOS PROMOVENDO O CONTROLE SANITÁRIO E A ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Prefeitura Municipal do Natal Secretaria Municipal de Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Setor de Vigilância Sanitária Distrito Sanitário Oeste Núcleo de Vigilância Sanitária A ROTULAGEM DE ALIMENTOS

Leia mais

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável

Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de Orientação aos Consumidores Educação para o Consumo Saudável Ministério da Saúde Agência Nacional de Vigilância Sanitária Gerência Geral de Alimentos Universidade

Leia mais

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO?

VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL VOCÊ SABE O QUE ESTÁ COMENDO? ROTULAGEM NUTRICIONAL OBRIGATÓRIA MANUAL DE ORIENTAÇÃO AOS CONSUMIDORES EDUCAÇÃO PARA O CONSUMO SAUDÁVEL

Leia mais

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL?

COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL? O Ministério da Saúde está lançando a versão de bolso do Guia Alimentar para a População Brasileira, em formato de Dez Passos para uma Alimentação Saudável, com o objetivo

Leia mais

Você sabe o que está comendo?

Você sabe o que está comendo? Você sabe o que está comendo? Manual de orientação aos consumidores Educação para o Consumo Saudável Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa Rotulagem Nutricional Obrigatória Manual de orientação

Leia mais

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES.

A PIRÂMIDE QUE SEGUE ABAIXO É A BRASILEIRA, ADAPTADA POR SÔNIA TUCUNDUVA PHILIPPI AOS NOSSOS HÁBITOS ALIMENTARES. PARA SABERMOS COMO A ALIMENTAÇÃO DEVE SER EQUILIBRADA, PRECISAMOS CONHECER A PIRÂMIDE ALIMENTAR, QUE É A REPRESENTAÇÃO GRÁFICA DOS ALIMENTOS E SUAS QUANTIDADES QUE DEVEM ESTAR PRESENTES EM NOSSA DIETA

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br

PAT. Tudo. sobre o. Programa de Alimentação do Trabalhador. www.vb.com.br www.vb.com.br PAT Tudo sobre o Programa de Alimentação do Trabalhador Com a VB seu maior benefício é aumentar a produtividade da sua empresa. Especializada na comercialização e logística de benefícios,

Leia mais

Cartilha do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT)

Cartilha do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) Cartilha do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT) 1. A ECOBENEFÍCIOS A Ecobenefícios é uma empresa que atua na solução da gestão de benefícios corporativos. Através de uma visão sustentável, os

Leia mais

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de

O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de O desafio hoje para o Pediatra e também para sociedade é cuidar das crianças que vão viver 100 anos ou mais e que precisam viver com qualidade de vida. A infância e adolescência são idades ideais para

Leia mais

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO

CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADO FEDERAL CUIDADOS COM A ALIMENTAÇÃO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Cuidados com a alimentação apresentação Uma boa saúde é, em grande parte, resultado de uma boa alimentação. Há muita verdade no dito

Leia mais

Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO

Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO Unidade I: BRASILEIRA 0 Unidade: GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA O Guia Alimentar é um instrumento que define as diretrizes alimentares a serem utilizadas

Leia mais

PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO AO TRABALHADOR - Considerações Gerais. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 31/03/2010.

PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO AO TRABALHADOR - Considerações Gerais. Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 31/03/2010. PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO AO TRABALHADOR - Considerações Gerais Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 31/03/2010. Sumário: 1 - Introdução 2 - Objetivo 3 - Abrangência 3.1 - Número Mínimo de

Leia mais

Cartilha PAT * *Programa de Alimentação do Trabalhador

Cartilha PAT * *Programa de Alimentação do Trabalhador Cartilha do PAT * *Programa de Alimentação do Trabalhador Essa cartilha vai ensinar uma conta muito simples, mas que tem um resultado surpreendente : Quando falamos da Ticket, falamos de milhões de histórias

Leia mais

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final

15/08/2013. Acelerado crescimento e desenvolvimento: IMPORTÂNCIA DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NESSA FASE. Atinge 25% da sua altura final Laís Cruz Nutricionista CRN 3 18128 2013 Período de transição entre infância e vida adulta (dos 10 aos 19 anos de idade) Muitas transformações físicas, psicológicas e sociais Acelerado crescimento e desenvolvimento:

Leia mais

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física

A Importância dos Alimentos. Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física A Importância dos Alimentos Prof.: Andrey Oliveira Colégio Sete de Setembro Disciplina: Educação Física saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a

Leia mais

Manual de Rotulagem de Alimentos

Manual de Rotulagem de Alimentos Manual de Rotulagem de Alimentos Agosto 2013 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para

Leia mais

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini

PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF. Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini PESQUISA DE ORÇAMENTO FAMILIAR - POF Prof. Dra. Aline Mota de Barros Marcellini As maiores médias de consumo diário per capita ocorreram para Feijão (182,9 g/ dia), arroz (160,3 g/ dia), carne bovina

Leia mais

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR

TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR TEXTO DE APOIO I PERCURSO COMER, DIVIDIR E BRINCAR Alimentação Boa Pra Você Todo ser vivo precisa se alimentar para obter energia e nutrientes para se desenvolver. No caso do ser humano, os alimentos trazem

Leia mais

Dicas para uma alimentação saudável

Dicas para uma alimentação saudável Dicas para uma alimentação saudável NECESSIDADE FISIOLÓGICA ATO DE COMER SOCIABILIZAÇÃO Comida Japonesa PRAZER CULTURAL Alimentação aliada à saúde Hábitos alimentares pouco saudáveis desde a infância,

Leia mais

Empresa legal se cadastra no PAT*

Empresa legal se cadastra no PAT* Empresa legal se cadastra no PAT* Saiba mais sobre o PAT. Conheça os benefícios que o programa proporciona. Fique atento aos riscos de não estar cadastrado ou ter seus dados desatualizados. Como cadastrar

Leia mais

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES

II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES II OFICINA NACIONAL DE FORMAÇÃO DE TUTORES EM EDUCAÇÃO EM SAÚDE PARA O AUTOCUIDADO EM DIABETES Orientações básicas de nutrição para o autocuidado em DM Maria Palmira C. Romero Nutricionista Marisa Sacramento

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE

FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE União Metropolitana de Educação e Cultura Faculdade: Curso: NUTRIÇÃO FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E DA SAÚDE Disciplina: INTRODUÇÃO A NUTRIÇÃO Carga horária: Teórica 40 Prática 40 Semestre: 1 Turno:

Leia mais

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE.

RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. RECOMENDAÇÕES ALIMENTARES PARA ALUNOS COM DIABETES, HIPERTENSÃO, DOENÇA CELÍACA, E INTOLERÂNCIA Á LACTOSE. 1. DOENÇA CELIACA É uma doença que causa inflamações nas camadas da parede do intestino delgado,

Leia mais

Alimentação Saudável nos Ciclos de Vida

Alimentação Saudável nos Ciclos de Vida Alimentação Saudável nos Ciclos de Vida Silvia Saldiva Instituto de Saúde smsaldiva@isaude.sp.gov.br SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE INSTITUTO DE SAÚDE Transição Nutricional A partir da década de 60, as

Leia mais

1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e

1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e Dez Passos para uma Alimentação Saudável 1. Faça pelo menos três refeições (café da manhã, almoço e jantar) e dois lanches saudáveis por dia. Não pule as refeições. Fazendo todas as refeições, você evita

Leia mais

PROJETO: PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO DO SERVIDOR DEMLURB / PJF / MG (Complementação ao Programa de Atenção à Saúde do Servidor)

PROJETO: PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO DO SERVIDOR DEMLURB / PJF / MG (Complementação ao Programa de Atenção à Saúde do Servidor) PROJETO: PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO DO SERVIDOR DEMLURB / PJF / MG (Complementação ao Programa de Atenção à Saúde do Servidor) SESMT/CTCCT/SERVIÇO SOCIAL/DEMLURB - 2011 01 Introdução: O atual Programa de

Leia mais

Profa. Joyce Silva Moraes

Profa. Joyce Silva Moraes Alimentação e Saúde Profa. Joyce Silva Moraes saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estarestar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar

Leia mais

Saúde Bucal (Cartilha)

Saúde Bucal (Cartilha) SAÚDE BUCAL 2014. Secretaria de Saúde do Estado da Bahia- SESAB. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta o bra, desde que citada a fonte e que não seja para venda

Leia mais

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência

ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência ENVELHECER COM SABEDORIA Alimente-se melhor para Manter a sua Saúde e Independência 1. ALIMENTE-SE MELHOR Prevê-se que em 2025 1, só na Europa, o grupo etário mais idoso (acima dos 80 anos), passe de 21,4

Leia mais

Para que serve o alimento?

Para que serve o alimento? Alimentação e Saúde saciar a fome Para que serve o alimento? combustível para viver, proporcionando o bem-estar e a disposição para realizar todas as atividades. demonstrar afeto, carinho e aceitação Uma

Leia mais

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA

CLÍNICA UPTIME TRATAMENTO DA DOR E PROBLEMAS EMOCIONAIS OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO. (segunda parte) A ESCOLHA OBESIDADE A ESCOLHA DE ALIMENTOS COMO MANTER O CORPO (segunda parte) A ESCOLHA Responda à seguinte pergunta: Você gosta de carro? Se você gosta, vamos em frente. Escolha o carro de seus sonhos: Mercedes,

Leia mais

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011

NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE. Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 NUTRIÇÃO NA TERCEIRA IDADE Silvia Regina Cantu Benedetti Nutricionista em Assistência Domiciliar Maio 2011 Definição e estimativa Envelhecer significa conviver com as alterações próprias prias da idade.

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL Último Encontro: Vila Velha 1 Escolha dos temas a serem trabalhados. Tema de hoje: Oficina sobre alimentação saudável 1) Alimentos Alimentos construtores: fornecem proteínas

Leia mais

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação

Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação Projeto Planeta Azul Ponto de Apoio Especial sobre Alimentação (...) A verdade, em matéria de saúde, está na adaptação e no respeito à Natureza (...). Mokiti Okada Para uma alimentação saudável, podemos

Leia mais

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO SEPN 511- Bloco C Edifício Bittar IV 4º andar - Brasília/DF CEP:70750.543

Leia mais

Profa Tânia Maria Leite da Silveira

Profa Tânia Maria Leite da Silveira Profa Tânia Maria Leite da Silveira Como o consumidor adquire informações sobre os alimentos? Conhecimento da família Educação Mídia Publicidade Rotulagem Importância da rotulagem Informações corretas

Leia mais

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...

SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA... 2 SUMÁRIO O QUE É...4 PREVENÇÃO...5 DIAGNÓSTICO...6 TRATAMENTO...7 ORIENTAÇÕES...8 ALIMENTAÇÃO CORRETA...9 OUTRAS DICAS...12 ATIVIDADE FÍSICA...14 FIQUE SABENDO...16 3 O QUE É A dislipidemia é o aumento

Leia mais

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas

Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e. outros sintomas Uma Boa alimentação e sua relação com a dor, humor e outros sintomas Nutricionista Camila Costa Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício InCor/FMUSP Será que o que você come influencia

Leia mais

Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares

Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares Quem come bem vive melhor. Hábitos alimentares HÁBITOS ALIMENTARES Hoje, em virtude da vida agitada, trabalho, estudo, família e outras inúmeras responsabilidades, todos ficam vulneráveis às doenças causadas

Leia mais

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano.

Oficina CN/EM 2012. Alimentos e nutrientes (web aula) H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo humano. Oficina CN/EM 2012 Alimentos e nutrientes (web aula) Caro Monitor, Ao final da oficina, o aluno terá desenvolvido as habilidade: H34 Reconhecer os principais tipos de nutrientes e seu papel no metabolismo

Leia mais

Como nosso corpo está organizado

Como nosso corpo está organizado Como nosso corpo está organizado Iodo Faz parte dos hormônios da tireoide, que controlam a produção de energia e o crescimentodocorpo.aleiobrigaaadiçãodeiodoaosaldecozinha. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO

Leia mais

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS:

JUSTIFICATIVA OBJETIV OS: JUSTIFICATIVA Para termos um corpo e uma mente saudável, devemos ter uma alimentação rica em frutas, verduras, legumes, carnes, cereais, vitaminas e proteínas. Sendo a escola um espaço para a promoção

Leia mais

Dicas Para Emagrecer com Saúde

Dicas Para Emagrecer com Saúde 2011 www.blog.vivaplenamente.com Página 1 DIREITOS DE DISTRIBUIÇÃO Você pode distribuir este e-book livremente, assim como presenteá-lo a través do seu site ou blog aos seus visitantes e clientes. A única

Leia mais

Trocas Alimentares Saudáveis. Arllita Batista B. Donadon Nutricionista CVN - Goiás

Trocas Alimentares Saudáveis. Arllita Batista B. Donadon Nutricionista CVN - Goiás Trocas Alimentares Saudáveis Arllita Batista B. Donadon Nutricionista CVN - Goiás Alimentação Saudável Escolas: Promoção de ações de alimentação saudável no PNAE Plano Intersetorial de Obesidade Acordos

Leia mais

APÊNDICE A TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

APÊNDICE A TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO APÊNDICES APÊNDICE A TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO Prezada Senhora: Estamos desenvolvendo uma pesquisa cujo título é ANÁLISE DO CONSUMO ALIMENTAR DE GRÁVIDAS QUE PARTICIPAM DO GRUPO DE GESTANTES

Leia mais

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós

Trabalho elaborado por: 5/29/2007 USF Valongo. Enf. Anabela Queirós Trabalho elaborado por: Enf. Anabela Queirós O que é a diabetes? Uma doença que dura toda vida Provocada pela ausência ou perda de eficácia da insulina; Provoca a subida de açúcar no sangue A diabetes

Leia mais

Programa de Alimentação do Trabalhador - PAT. Nutricionista Débora Razera Peluffo

Programa de Alimentação do Trabalhador - PAT. Nutricionista Débora Razera Peluffo Programa de Alimentação do Trabalhador - PAT Nutricionista Débora Razera Peluffo Perfil nutricional brasileiro Nas últimas décadas observou-se uma mudança no perfil epidemiológico da população brasileira:

Leia mais

ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R)

ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R) ROTEIRO PARA O CÁLCULO O ÍNDICE DE QUALIDADE DA DIETA_REVISADO (IQD_R) 1º Passo: Codificação de todos os alimentos e ingredientes reportados de acordo com o quadro abaixo. Exemplos e detalhes de como classificar

Leia mais

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes

Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Projeto Novos Talentos Escola: Escola Municipal Rural Sucessão dos Moraes Oficina: Comer bem, para viver melhor! Cristiane da Cunha Alves Tatiane Garcez Bianca Maria de Lima Danielle Costa INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA

Leia mais

VALOR NUTRITIVO DA CARNE

VALOR NUTRITIVO DA CARNE VALOR NUTRITIVO DA CARNE Os alimentos são consumidos não só por saciarem a fome e proporcionarem momentos agradáveis à mesa de refeição mas, sobretudo, por fornecerem os nutrientes necessários à manutenção

Leia mais

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS

DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS DOCUMENTO DE REFERÊNCIA PARA GUIAS DE BOAS PRÁTICAS NUTRICIONAIS 1. Introdução As Boas Práticas Nutricionais constituem-se um importante instrumento para a modificação progressiva da composição nutricional

Leia mais

American Dietetic Association

American Dietetic Association É um método sistemático para resolução de problemas que os profissionais de nutrição empregam para pensar de modo crítico e tomar decisões para resolver problemas nutricionais e prestar assistência nutricional

Leia mais

Alimentação na Gestação

Alimentação na Gestação ESPAÇO VIDA Nut. Fabiane Galhardo Unimed Pelotas 2012 Alimentação na Gestação 1 GESTAÇÃO PERÍODO MÁGICO DE INTENSA TRANSIÇÃO, ONDE A NATUREZA MODIFICA O CORPO E A MENTE PARA TRANSFORMAR MULHER EM MÃE A

Leia mais

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar.

Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. Nota Técnica nº 01/2014 COSAN/CGPAE/DIRAE/FNDE Assunto: Restrição da oferta de doces e preparações doces na alimentação escolar. A Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional COSAN do Programa Nacional

Leia mais

Saúde Alimentação. Conceitos corpo saúde nutrição consumo I NTROD U ÇÃO AO M Ó DULO DE S E RV I Ç O S GE R A I S

Saúde Alimentação. Conceitos corpo saúde nutrição consumo I NTROD U ÇÃO AO M Ó DULO DE S E RV I Ç O S GE R A I S I NTROD U ÇÃO AO M Ó DULO DE S E RV I Ç O S GE R A I S Saúde Alimentação Conceitos corpo saúde nutrição consumo ficha4_al_serv_gerais_aprendiz_01a.indd 1 6/4/2011 10:52:23 Saúde : um conceito amplo Há

Leia mais

ROTULAGEM DE ALIMENTOS

ROTULAGEM DE ALIMENTOS ROTULAGEM DE ALIMENTOS A rotulagem de alimentos apresenta uma importância muito relevante hoje para o consumidor, pois através da mesma, conseguimos repassar muitas informações aos mesmos, tais como prazo

Leia mais

Legislação. Itens relacionados aos alimentos que compõem os cardápios

Legislação. Itens relacionados aos alimentos que compõem os cardápios PNAE Mais antigo programa social do Governo Federal na área de alimentação e nutrição, considerado como um dos maiores programas na área de alimentação escolar do mundo, com atendimento universalizado

Leia mais

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha:

Dieta. Lanche da manhã. Almoço. Café da manha: Café da manha: Dieta opção 1 1 xíc. (chá) de café com leite desnatado 1 pão francês sem miolo na chapa com 1 col. (sopa) rasa de margarina ou 1 fatia de queijo fresco ½ xíc. (chá) de cereal 1 xíc. (chá)

Leia mais

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO

QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO Setor: N o. do quest QUESTIONÁRIO DE FREQÜÊNCIA ALIMENTAR ADULTO PARA TODAS AS PESSOAS COM 20 ANOS OU MAIS Data da entrevista / / Hora de início: Nome do entrevistador: Nº de identificação: Nome: Sexo

Leia mais

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011

ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL ISABEL MARQUES DIETISTA DO SERVIÇO DE ALIMENTAÇÃO E DIETÉTICA DO CHTV, E.P.E. 30 DE NOVEMBRO DE 2011 ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Uma alimentação equilibrada proporciona uma quantidade correcta

Leia mais

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO

ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO ALIMENTAÇÃO - O QUE DEVE SER EVITADO - O QUE DEVE SER CONSUMIDO Lucia B. Jaloretto Barreiro Qualidade de Vida=Saúde=Equilíbrio Qualidade de Vida é mais do que ter uma boa saúde física ou mental. É estar

Leia mais

NASFITO. Programa Saúde nas Escolas PSE 2014

NASFITO. Programa Saúde nas Escolas PSE 2014 NASFITO Volume 8, edição 1 Maio, 2014 Programa Saúde nas Escolas PSE 2014 Na semana de 07 à 11 de Abril, ocorreu a mobilização de abertura do Programa Saúde nas Escolas - PSE. Neste ano o tema foi Práticas

Leia mais

Guia. Nutricional. para gestantes

Guia. Nutricional. para gestantes Referências bibliográficas consultadas: 1. Committee on Nutritional Status During Pregnancy and Lactation, Institute of Medicine. Nutrition During Pregnancy: Part I: Weight Gain, Part II: Nutrient Supplements.

Leia mais

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.

Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais. Conteúdo Valores diários recomendados de nutrientes, vitaminas e minerais.... 2 Como ler os rótulos dos alimentos... 5 Dose de produto... 7 Calorias... 7 Quantidade de nutrientes... 8 Explicação da quantificação

Leia mais

Cardápios na Alimentação Escolar

Cardápios na Alimentação Escolar PROGRAMA NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR Cardápios na Alimentação Escolar Coordenação de Segurança Alimentar e Nutricional - COSAN Stella Lemke Nutricionista Agente PNAE CECANE UFPR Cardápio, segundo a

Leia mais

Nossa Linha de Produtos

Nossa Linha de Produtos Nossa Linha de Produtos PerSHAKE Chocolate e Baunilha Fonte de proteína de soja, vitaminas, minerais e fibras. 0% Gordura, 0% Açúcar e 0% Sódio. A alimentação equilibrada vai além do bom funcionamento

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS

A IMPORTÂNCIA DOS PAIS 1 A IMPORTÂNCIA DOS PAIS NA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR ELABORADO POR LUCILEIDE RODRIGUES DOS SANTOS Gerente de Supervisão e Avaliação DAE SEED/SE 2 EQUIPE DAE SEED/SE Edneia Elisabete Cardoso Diretora DAE - SEED/SE

Leia mais

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA.

SAUDÁVEL LANCHEIRA. Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. LANCHEIRA SAUDÁVEL Atraente, prática e saudável. ESSE É O DESAFIO DAS MÃES NA HORA DE MONTAR A LANCHEIRA DA CRIANÇADA. Não é para menos: Muito mais que o momento das brincadeiras, o lanchinho entre as

Leia mais

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo?

O manipulador de alimentos tem que conferir todas as informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

Pesquisa. Consumo de Frutas e Hortaliças

Pesquisa. Consumo de Frutas e Hortaliças Pesquisa Consumo de Frutas e Hortaliças Pesquisa Quantitativa Consumo de Frutas e Hortaliças Elaborado por CONNECTION RESEARCH Maio 2011 2 Objetivos da pesquisa. Estudar os hábitos alimentares da população

Leia mais

Elaboração de Cardápios

Elaboração de Cardápios Elaboração de Cardápios Junho 2013 1 Programa Mesa Brasil Sesc O Mesa Brasil Sesc é um programa de segurança alimentar e nutricional sustentável, que redistribui alimentos excedentes próprios para o consumo.

Leia mais

A RODA DOS ALIMENTOS... um guia para a escolha alimentar diária! 1-3 3-5 2-3 1,5-4,5 1-2 3-5 4-11 COMA BEM, VIVA MELHOR! O QUE É UMA PORÇÃO?* POR DIA quantas são necessárias? ** Cereais e derivados, tubérculos

Leia mais

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL GUIA ALIMENTAR COMO TER UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 1 A promoção da alimentação saudável é uma diretriz da Política Nacional de Alimentação e Nutrição e uma das prioridades para a segurança alimentar e nutricional

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl

O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O QUE É COLESTEROL? Sinônimos: colesterol hdl, colesterol ldl O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal

Leia mais

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES Muitas pessoas já ouviram falar deles. Algumas podem até imagine que colesterol e triglicérides sejam sinônimos de doença. Para desfazer a imagem de vilões que essas duas substâncias

Leia mais

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PALESTRA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Nutricionista: Cyntia Cristina Piaia Sassala. CRN8 1546 Formada pela UFPR / 2002. Assessoria e Consultoria em Nutrição. NUTRIÇÃO NA INFÂNCIA Os hábitos alimentares são formados

Leia mais

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13

SENAC PENHA. Curso Técnico em Nutrição e Dietética. Turma 13 SENAC PENHA Curso Técnico em Nutrição e Dietética Turma 13 Elielma Mota Jhenipher Avelar Sandra silva Sirene ferreira Thalia Christina da Silva Orientação Vilani Figueiredo Dias Nutricionista Colaboração

Leia mais

Sódio em Debate Desafios na Redução do Consumo

Sódio em Debate Desafios na Redução do Consumo V Encontro de Especialistas Sódio em Debate Desafios na Redução do Consumo Profª Raquel Botelho Universidade de Brasília Problemática Consumo excessivo Oferta excessiva Adaptação do Paladar Escolha de

Leia mais

O QUE É COLESTEROL? TIPOS

O QUE É COLESTEROL? TIPOS O QUE É COLESTEROL? O colesterol pode ser considerado um tipo de lipídio (gordura) produzido em nosso organismo. Ele está presente em alimentos de origem animal (carne, leite integral, ovos etc.). Em nosso

Leia mais

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO... 2 SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...12 OUTROS HÁBITOS SAUDÁVEIS...14 ATIVIDADE FÍSICA...14 CUIDADOS

Leia mais

AVALIAÇÃO DO PAT 1. INTRODUÇÃO

AVALIAÇÃO DO PAT 1. INTRODUÇÃO AVALIAÇÃO DO PAT 1. INTRODUÇÃO O Programa de Alimentação do Trabalhador PAT foi criado pela Lei N. 6321, de 14 de abril de 1976, que faculta às pessoas jurídicas e pessoas físicas equiparadas em Lei a

Leia mais

FICHA TÉCNICA DO ALIMENTO

FICHA TÉCNICA DO ALIMENTO FICHA TÉCNICA DO ALIMENTO 1 FICHA TÉCNICA: Como abrir a ficha técnica do alimento? Para inserir Novo alimento clique no botão para abrir ficha. Para Pesquisar Alimentos do banco de dados clique no botão

Leia mais

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização.

Registo Alimentar de 3 dias. Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Registo Alimentar de 3 dias Nota: Leia com atenção, e tente cumprir, os parâmetros de utilização. Parâmetros de Utilização: É necessário anotar tudo o que foi ingerido durante 3 dias representativos do

Leia mais

Educação Nutricional para a Boa Alimentação e Controle do Peso Corporal

Educação Nutricional para a Boa Alimentação e Controle do Peso Corporal 8 Educação Nutricional para a Boa Alimentação e Controle do Peso Corporal Jaqueline Girnos Sonati Nutricionista e Especialista em Teorias e Métodos de Pesquisa em Educação Física, Esportes e Lazer na UNICAMP

Leia mais

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável!

Vida bem estar. Menu Semanal e Lista de Compras. Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Menu Semanal e Lista de Compras Para uma alimentação saudável! Vida bem estar Lista de Compras Lista de Compras Frutas Abacate Banana Maçã Tomate Frutas secas Damasco Banana Abacaxi Ameixa

Leia mais

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado

7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber. Até mesmo as comidas consideradas magras pedem consumo moderado 7 alimentos que sabotam a dieta sem você perceber Até mesmo as comidas consideradas "magras" pedem consumo moderado Por Roberta Vilela - publicado em 26/11/2010 Mudança dos hábitos alimentares A mudança

Leia mais

Panorama Nutricional da População da América Latina, Europa e Brasil. Maria Rita Marques de Oliveira

Panorama Nutricional da População da América Latina, Europa e Brasil. Maria Rita Marques de Oliveira Panorama Nutricional da População da América Latina, Europa e Brasil Maria Rita Marques de Oliveira 1- MEIO AMBIENTE E PRODUÇÃO DE ALIMENTOS 2- ACESSO AOS ALIMENTOS 3- ALIMENTO SEGURO 4- PREVENÇÃO E CONTROLE

Leia mais

SOU CELÍAC@: Posso brincar e comer em sua casa? ACELBRA-RJ. www.riosemgluten.com

SOU CELÍAC@: Posso brincar e comer em sua casa? ACELBRA-RJ. www.riosemgluten.com SOU CELÍAC@: Posso brincar e comer em sua casa? ACELBRA-RJ www.riosemgluten.com GLÚTEN Cozinhar para compartilhar uma refeição com alguém que é celíaco pode ser trabalhoso...mas, é possível: sempre se

Leia mais

O consumidor deve estar atento às informações do rótulo?

O consumidor deve estar atento às informações do rótulo? Os consumidores têm o direito de conhecer as características e a composição nutricional dos alimentos que adquirem. A legislação nacional estabelece algumas normas para registro dessas informações na rotulagem

Leia mais

Estratégias Governamental para Redução do Sódio

Estratégias Governamental para Redução do Sódio VIII REUNIÃO DA VIGILÂNCIA SANITÁRIA DE ALIMENTOS Goiânia, 22,23 e 24/08/12 Estratégias Governamental para Redução do Sódio DENISE DE OLIVEIRA RESENDE Gerente-Geral de Alimentos Ações Governamentais :

Leia mais

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL

ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL Formação sobre Promoção de Estilos de Vida Saudáveis em Contexto Escolar, Familiar e Envolvente Julho de 2009 ALIMENTAÇÃO E PESO SAUDÁVEL TERESA SOFIA SANCHO Gabinete de Nutrição Departamento de Saúde

Leia mais

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo

www.500receitasparaemagrecer.com.br SUPER 9 DIETAS 500 Receitas para Emagrecer Dicas Dietas sobre Metabolismo SUPER 9 DIETAS Esta dieta é baseada principalmente na ingestão de alimentos que aumentam a densidade nutricional e diminuir a densidade calórica. É uma das dietas mais equilibradas, uma vez que não se

Leia mais

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios.

A Dieta Atkins promete não somente redução de peso, mas também uma melhoria no seu sistema cardíaco e funções da memória, dentre outros benefícios. DIETA DE BA IXO ÍNDICE DE GL IC E M IA (LOW CARB DIET ) A dieta de baixo índice de glicemia ou baixa em hidratos de carbono é indicada para tal por ser mais equilibrada e até é indicada para diabéticos

Leia mais

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo

CARDÁPIOS SUBSTITUTOS. Prof a - Andréa Araújo CARDÁPIOS SUBSTITUTOS Prof a - Andréa Araújo Por grupos alimentares Por equivalentes nos grupos alimentares Por equivalentes da pirâmide Pelo VET Por Grupos alimentares Grupo de Alimentos: Classificação

Leia mais

Índice de Qualidade da Dieta

Índice de Qualidade da Dieta Veris Faculdades Curso de Nutrição Avaliação Nutricional II Índice de Qualidade da Dieta O estudo da dieta com suas diversas combinações de alimentos, mais do que o consumo de itens alimentares individuais

Leia mais

CARTILHA DO PAT Vantagens para a sua empresa e benefícios para os seus colaboradores. A gente trabalha em seu benefício

CARTILHA DO PAT Vantagens para a sua empresa e benefícios para os seus colaboradores. A gente trabalha em seu benefício CARTILHA DO PAT Vantagens para a sua empresa e benefícios para os seus colaboradores PAT - Programa de Alimentação ao Trabalhador A gente trabalha em seu benefício PAT Os cartões Alelo Refeição e Alelo

Leia mais